Você está na página 1de 12

Análise Empresarial

04

JAN

2018

Como analisar a situação de uma empresa

É preciso considerar um fato: quando não há


uma visão clara sobre a situação de uma empresa, isto é, se ela está saudável ou doente em
seus mais variados aspectos, os problemas começam a surgir e a dificuldade de administrar
aumenta. Diante disso, o que fazer?
A resposta está na análise da situação da empresa ou, em outras palavras, no diagnóstico
empresarial.

Quando compreendemos que uma empresa é um organismo vivo, pois é formada por pessoas
e possui uma estrutura interligada, assumimos que com o passar de tempo as situações e os
desafios internos mudam e exigem novas posturas – isso para não mencionar o ambiente
externo, isto é, o mercado. Acontece que, se não houver atenção, as mudanças acontecerão
mas continuaremos a agir como se elas não tivessem ocorrido. É nesse momento que surgem
os problemas.

Por que analisar uma empresa mais a fundo?

Não se trata apenas de descobrir problemas ou falhas. A análise empresarial, em primeiro


lugar, trará aos sócios e gestores da empresa um visão mais realista sobre a situação atual do
negócio.

Essa visão realista permitirá a tomada de decisões mais fundamentadas. E aqui mora o grande
benefício de analisar a situação de uma empresa.

Quando há alguma deficiência na compreensão que se tem sobre o estado de uma empresa,
podendo julgá-la bem quando na verdade está mal, ou vice-versa, ou mesmo errar no grau de
intensidade, as decisões que serão tomadas a partir dessa compreensão poderão levar a
empresa para um destino não desejado.

Fazendo uma analogia simples mas que ajuda a entender este fato, seria como acreditar que
determinada pessoa está saudável e em boas condições físicas, e por essa razão, colocá-la para
correr uma maratona. Contudo, se as aparências enganavam e existia alguma doença ou
impedimento nesta pessoa que a impeça de completar a maratona, logo se perceberá. Neste
momento, porém, aquilo que era um problema mais simples de ser resolvido pode ser tornar
ainda maior.

A falha, neste caso, não se encontra em colocar uma pessoa despreparada para correr uma
maratona. Mas sim em desconhecer a sua real condição antes mesmo de tomar a decisão.

O mesmo acontece no que tange às empresas.

Muitas decisões são tomadas erroneamente por falta de compreensão e visão real de como a
empresa se encontra. Aqueles que tomaram a decisão acreditam que a empresa encontra-se
em determinado estado, mas a situação era mais crítica do que percebiam.

Vale ainda citar a importância de ter uma visão estratégica.


Não basta, para tomar uma decisão, conhecer a situação atual. É preciso visão de futuro.

Quer analisar a situação da sua empresa?

Para auxiliar as empresas a realizarem um primeiro diagnóstico empresarial, que pode e deve
ser aprofundado posteriormente, a Intelliplan Consultoria Empresarial desenvolveu o Guia
Rápido para Diagnóstico Empresarial.
Trata-se de um material gratuito. Basta preencher o formulário e baixar. Clique aqui para
baixar o Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial.

O Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial oferece questionamentos que devem ser
respondidos para chegar à uma visão clara sobre a empresa. Algumas respostas podem ser
fáceis de obter – mas é preciso tomar cuidado com as respostas automáticas e rápidas, pois
podem não significar a realidade atual da empresa, mas o fruto de um aprendizado do passado
e que perdura até hoje – e outras demandarão o levantamento de informações mais
detalhadas.

O diagnóstico empresarial está dividido por departamentos, a fim de facilitar o trabalho. Todos
estes departamentos fazem parte:

 Financeiro e fiscal;

 Recursos humanos;

 Comercial;

 Marketing;

 Logística;

 Compras;

 Produção.

Assim, com a ajuda desse diagnóstico, você poderá analisar a situação da sua empresa e ter
uma visão mais clara sobre o contexto em que ela se encontra.

Cada pergunta desse guia pode fazer com que apareçam novas perguntas; e estas, por sua vez,
demandarão outras respostas. E dessa forma, a cada pergunta e resposta, o diagnóstico vai
ficando mais completo.

Com uma visão mais realista sobre a situação da empresa, você terá que avaliar as possíveis
soluções. O Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial também traz indicações que auxiliarão
nessa tomada de decisões.
Quer melhorar a gestão do seu negócio?

Conheça a Intelliplan Consultoria Empresarial e descubra como podemos ajudar a analisar sua
empresa e a encontrar as melhores soluções para o seu aprimoramento e crescimento.

Você ainda pode aprender mais através dos nossos cursos online.

Acesse: http://www.intelliplan.com.br

Posted by CONSULTOR INTELLIPLAN in ANÁLISE EMPRESARIAL

17

JUN

2016
6 motivos para analisar a sua empresa

É recomendável
que uma análise da empresa seja feita periodicamente. O motivo é simples: no dia-a-dia do
negócio as atividades vão sendo realizadas, os problemas surgem e parte deles é solucionado e
outra parte fica sem solução, as oportunidades de melhorias também aparecem e,
principalmente, o mercado sofre mudanças e impacta a gestão e os negócios da empresa. E
rapidamente aquela visão da situação da empresa que os gestores tinham já não confere com
a realidade. Daí a importância de frequentemente analisar a situação da empresa.

Veremos nesse artigo 6 motivos para analisar a sua empresa e agir em prol da melhoria dos
resultados.

Para ajudar nessa análise, você pode baixar o e-book: Guia Rápido para Diagnóstico
Empresarial.

1 – Ter uma visão realista da empresa


Ao realizar uma análise sincera e profunda da situação da empresa, surgirá uma visão realista
sobre como ela se encontra. Ter essa visão é fundamental para gerenciá-la com qualidade e
aproveitar as melhores oportunidades. Muitas empresas possuem uma má gestão por
tentarem gerenciar algo que não confere com a realidade: enquanto o cotidiano operacional
da empresa caminha para uma direção, os gestores imaginam outro cenário e tentam priorizar
o que não condiz com o dia-a-dia.

Ao analisar a empresa e adquirir esse panorama atual e realista, surgem diversas


oportunidades de melhorias que podem impulsionar os negócios e melhorar os resultados.

2 – Conhecer os gargalos atuais

Outro motivo para analisar a empresa é a busca por falhas, gargalos e riscos que a empresa
possa estar enfrentando. Por vezes os profissionais da empresa caem na zona de conforto ou
já não conseguem enxergar além daquilo que estão habituados. É preciso periodicamente – o
ideal seria continuamente – estudar os processos, os resultados, os indicadores, tudo o que a
empresa está produzindo e deixando de produzir para identificar onde estão os gargalos. De
certo, recursos poderão ser economizados ou melhor aproveitados.

3 – Confirmar as forças e diferenciais do negócio

Aquilo que sua empresa afirma ser um diferencial e uma fortaleza do seu negócio de fato
ainda prevalece? Ou esse diferencial e força foram definidos e impulsionados há anos, se
tornou uma realidade e recentemente não foi mais analisado para verificar se continua sendo
válido?

Durante uma análise empresarial é propício avaliar e confirmar as forças e os diferenciais do


negócio. E se necessário, acender o sinal de alerta e tomar atitudes para se destacar no
mercado novamente.

4 – Identificar oportunidades de melhoria

Uma análise empresarial não serve apenas para identificar pontos negativos. É necessário e
importante que toda empresa analise como está o seu desempenho e busque melhorar até
mesmo aquilo que está indo bem. Se há a risco da zona de conforto quanto aos problemas,
também é possível se acomodar com os bons resultados que estão sendo alcançados, e isso
não é bom.

Ao avaliar como cada departamento da empresa está gerando resultados é possível descobrir
o desempenho, confrontá-lo com aquilo que é esperado pelos objetivos e estratégia, e
identificar o que pode ser melhorado para gerar mais resultados positivos.

5 – Adaptar-se ao mercado

Um motivo bastante plausível para analisar a sua empresa é a necessidade contínua que todo
empreendimento tem de se adaptar ao mercado. É preciso tomar consciência deste fato: ainda
que sua empresa não mude, o mercado continuará em evolução e isso impactará a sua
empresa. Porém, se não há clareza sobre a situação atual da sua empresa, como poderá
prepará-la para atuar bem no mercado?
Aqui surge também a necessidade de acompanhar a evolução do mercado. Se você quer
compreender mais sobre isso, veja o e-book: Razões para monitorar o mercado.

6 – Elaborar planos de ação mais coerentes

Quando há um conhecimento mais claro e atual sobre qual a situação da empresa, obtido
através da análise empresarial, torna-se mais fácil a elaboração de planos de ação para
melhoria dos resultados e estes planos serão mais coerentes com as necessidades e objetivos
da empresa. É preciso tomar cuidado com o desenvolvimento de planos de ação que não
levam em consideração a situação atual e real da empresa, baseando-se apenas nos objetivos
que devem ser alcançados e no ambiente externo da empresa.

Guia para analisar a sua empresa

Quer analisar a sua empresa? Faça o download do e-book desenvolvido pela Intelliplan
Consultoria Empresarial. Através de perguntas divididas por departamentos, você poderá
analisar e descobrir qual a situação da sua empresa, para então tomar as melhores ações. O
Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial demonstrará os primeiros passos a cumprir após
diagnosticar a sua empresa.

Posted by CONSULTOR INTELLIPLAN in ANÁLISE EMPRESARIAL

27

MAIO

2016
Diagnóstico empresarial para pequena empresa

Há momentos em
que se torna fundamental uma visão mais realista e ampla da pequena empresa para que as
ações corretivas possam ser tomadas. E a melhor forma de fazer isso é através do diagnóstico
empresarial. Trata-se de uma ferramenta, um meio, para verificar como a empresa se encontra
em cada um dos seus departamentos.

Se você deseja realizar esse diagnóstico, acesse o Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial.
Trata-se de um material desenvolvido pela Intelliplan Consultoria Empresarial para ajudar
pequenos empresários a melhor compreender a situação em que sua empresa se encontra.

Vamos nesse artigo explorar um pouco mais sobre essa questão.

A importância do diagnóstico empresarial


Realizar uma análise da empresa é essencial para uma ação mais coerente e adequada. É
comum encontrarmos empresários e gestores com uma visão distorcida sobre sua própria
empresa: às vezes por não quererem revelar os gargalos e erros e outras vezes por não
conseguirem enxergar oportunidades de melhoria. O diagnóstico empresarial tem justamente
o propósito de ajudar os administradores a avaliar os principais aspectos da empresa, e a partir
deles realizar um estudo mais profundo do que se passa em cada departamento e situação.

Quando o diagnóstico é bem realizado, ele permite à empresa não apenas identificar as falhas,
mas demonstra quais são as forças da empresa; ou seja, confirma quais são os departamentos,
procedimentos e profissionais mais sadios e competentes da empresa, nos quais vale a pena
continuar a investir e ter como referência.

Identificando a situação da pequena empresa

É importante compreender que uma empresa é um organismo vivo e que sofre contínuas
mudanças, ora provocadas pelo ambiente interno ora devido ao ambiente externo. Isso
significa que tudo dentro da empresa está interligado, e que a organização não é algo isolado
do mundo, mas que é afetado por ele. E ao realizar o diagnóstico, isso precisa ser levado em
consideração.

Na prática, analisar a situação da pequena empresa é avaliar não somente os seus resultados
financeiros ou de vendas, por exemplo, mas também como cada departamento está realizando
as suas atividades, como está a comunicação entre os departamentos e colaboradores, se as
melhores práticas de gestão e ação estão sendo utilizadas, se os profissionais estão sendo bem
liderados e se os objetivos estão alcançados; é preciso verificar ainda se o negócio e o
propósito da empresa estão realmente sendo vividos ou se há desvios e se a estratégia da
empresa está sendo observada e se esta ainda é válida. Enfim, são muitas as avaliações que
um diagnóstico empresarial permite fazer.

Obviamente, diagnosticar como a pequena empresa se encontra é apenas o primeiro passo.


Após identificar as forças e fraquezas, é preciso partir para a ação: corrigir as falhas e fortificar
ainda mais o que já está forte. Apenas reconhecer que há problemas ou que algo pode ser
melhorado não é o suficiente.
Caberá então avaliar se a empresa terá condições de realizar internamente as melhorias
utilizando dos próprios recursos ou se contará com uma ajuda adicional. O importante é não
guardar o resultado do diagnóstico na gaveta e continuar a conviver com as falhas.

Guia para diagnóstico empresarial

Para ajudá-lo a avaliar a sua pequena empresa, faça o download do Guia Rápido para
Diagnóstico Empresarial. Os seguintes departamentos estão contemplados neste guia:
financeiro e fiscal, recursos humanos, comercial, marketing, logística, compras e produção.
Será um ótimo início!
Depois, não deixe de conferir os outros materiais disponibilizados pela Intelliplan.
Guia Rápido para Diagnóstico Empresarial

Posted by CONSULTOR INTELLIPLAN in ANÁLISE EMPRESARIAL

06

MAIO

2016

Como analisar a gestão de uma empresa


Analisar a gestão
de uma empresa é uma tarefa fundamental para que o crescimento da organização seja
seguro, atualizado e coerente com a realidade do mercado. Trata-se de um cuidado com a
própria empresa.
E não importa o porte do negócio; da micro à grande empresa, todas devem periodicamente –
ou continuamente, se possível – analisar se a maneira como as atividades, pessoas e negócios
estão sendo gerenciados está adequada.

Há empresas que possuem uma estrutura de gestão mais formalizada e documentada, e isso
facilita a análise. Em muitas organizações, porém, o registro das atividades e a formalização
dos processos não é algo aprimorado. Em todo caso, sempre é importante esta análise da
gestão.

Por que analisar a gestão

Tudo o que é criado e gerenciado é passível de melhoria. E isto vale para as empresas e para
tudo o que elas vivem. Se algo não vai bem, deve ser melhorado; aquilo que está bom, pode
ficar ainda melhor.

Entretanto, apenas se reconhece a necessidade da melhoria – e a sua ação prática – quando se


tem uma visão clara sobre a realidade da empresa. É preciso encarar os fatos com sinceridade,
e a partir disso identificar as melhores soluções.

A experiência mostra que é justamente nesse aspecto que as empresas encontram a maior
dificuldade para analisar a gestão: enxergar com clareza suas forças e fraquezas, para agir a
partir delas. Como ao reconhecer uma falha já indica automaticamente a necessidade de
mudança, e como muitas empresas são resistentes à mudança, surge a dificuldade em realizar
uma análise realista e profunda da gestão.
Porém, é importante tomar consciência de que esta análise tratará para empresa a
oportunidade de tornar-se melhor, isto é, mais competitiva e melhor gerenciada. E a mudança
não precisa ocorrer imediatamente, mas pode – e deve – ser conduzida no tempo e na forma
que melhor colaborem para o desenvolvimento do negócio e das pessoas.
Quer saber como analisar a gestão da sua empresa? Confira o guia para analisar sua
gestãodesenvolvido pela Intelliplan Consultoria Empresarial.

O que fazer após a análise da gestão

Uma vez realizada a análise e reconhecida a necessidade de melhoria, é necessário responder


a outras questões:

1. Minha empresa tem condições de encontrar a solução sozinha? O custo (tempo,


aprendizado, esforço) vale a pena?

2. A solução que minha empresa é capaz de encontrar e implantar é a mais adequada?

3. O tempo que minha empresa levará para encontrar, desenvolver e implantar a solução
satisfaz a urgência da empresa?

Muitas empresas tem conhecimento sobre diversas melhorias que podem ser realizadas, mas
ficam aguardando “o momento ideal” para implantá-las. De fato, nenhum investimento ou
mudança deve ser realizado fora do tempo correto e sem a devida análise. Porém, o que
acontece é que na maioria dos casos “aguardar o momento ideal” torna-se apenas uma
justificativa para não realizar a mudança, para não trabalhar na melhoria da gestão.

Essa dificuldade para realizar as mudanças necessárias pode ocorrer por diversos motivos:
incapacidade de admissão de falhas, falta de tempo, falta de recursos, ausência de uma boa
orientação, outras prioridades, etc. Também essa dificuldade deve ser objeto da análise da
gestão.