Você está na página 1de 2

Tema: Felizes os que têm fome e sede de justiça

Base bíblica: Mateus 5.6

Introdução
Jesus apresenta esta bem-aventurança por meio de uma metáfora ao usar a
fome e a sede como elementos indispensáveis à sobrevivência dos seres humanos. Qual
era o propósito de Jesus ao mencionar a fome e a sede nesse texto? Como sempre os
ensinamentos de Cristo partiam de uma realidade concreta para uma espiritual. O uso
das expressões “fome” e “sede” assume grande relevância quando primeiro as
compreendemos no contexto literal, para então aplica-las ao espiritual. A fome é algo
comum a todos nós e por meio dela somos avisados sobre do que o nosso corpo
necessita, quando a fome é suprida, tudo o mais que acontece em nosso organismo
decorre pela ingestão de alimentos. A água tem importância semelhante por atuar nas
principais funções do organismo além de ser encontrada em abundância em todo o
nosso corpo, pois de toda nossa massa corpórea mais da metade é formada por água.
Imagine um corpo sem alimento e sem água. Tanto a desnutrição (devido à
fome) como a desidratação (por causa da sede) levariam a morte. O quanto nós
avaliamos a importância do alimento e da água para a nossa vida? Ambos servem para
suprir necessidades básicas sem as quais não podemos viver. Porém até que sejamos
movidos pela necessidade ninguém enxerga a importância do alimento como deveria
ter, por exemplo, o alimento para um mendigo faminto talvez tenha maior importância
do que para alguém que nunca experimentou o que é saciar verdadeiramente a fome. Ou
o que é a água se não um líquido que temos de ingerir quase sempre o fazemos porque
sentimos necessidade, mas que não vemos nenhum prazer ou significado nisso. Mas o
que é a água para quem vive sobre o escaldante sol do deserto ou regiões áridas do
planeta, para estes: um pouco de água vale mais do que ouro.
Quando se tem comida e água em grande quantidade e a qualquer hora, parece
haver um esquecimento do que ambos representam ou como fariam falta em caso de
escassez. Basta lembrar o povo peregrinando pelo deserto e tão logo começaram a
reclamar do maná enviado por Deus.
Assim Cristo com maestria expôs essa grande verdade do reino. O cristão tem
de ter fome e sede como alguém tem fisicamente por alimento e água. Mas que de fome
e sede Cristo está se referindo?
DE QUE JUSTIÇA O TEXTO ESTÁ SE REFERINDO? (I CO 1.30; Rm 3.22-
26; II CO 5.21)

POR QUE NÃO ESTAMOS FAMINTOS E SEDENTOS POR CRISTO


COMO DEVERÍAMOS?
Romanos 10.3,4 – quando vemos nossa própria justiça
Mateus 22.1-6 – quando estamos ocupados com nossos afazeres e desprezamos
o banquete de Deus.
Hebreus 5.12-14 – quando negligenciamos a bíblia que é o principal meio para
saciar a fome e a sede espiritual.

CRISTO COMO O CENTRO DE NOSSA FOME E SEDE


João 6.27-35, 48-51, 53-58.

COMO NOS TORNAMOS FAMINTOS E SEDENTOS POR CRISTO?


Deve haver um desejo insaciável por Deus
Salmo 42.1-2;
Salmo 63.1-5;
Deve ter uma busca por Deus através de sua palavra
I Pedro 2.2
Mateus 4.4
Mateus 6.33