Você está na página 1de 30

Portabilidade

Recursos Computacionais
Capítulo 2
Aula Ministrada pelo
Professor Tom Brito

Professor Tom Brito 1


Os Recursos Computacionais nas Empresas

 Certamente você já percebeu que qualquer que seja a


empresa seu negócio depende muito da utilização dos
computadores. E quanto mais cresce a empresa, mais ela
depende desses computadores para se manter competitiva
em relação ao seu mercado.
 Computadores nas Empresas;
 Recursos Computacionais;

Professor Tom Brito 2


Computadores nas Empresas

 Devido ao poder dos computadores em auxiliar na tomada de


decisão nas empresas, ampliando a velocidade e o modo
como ela é tomada, o empresário vê os computadores como
recurso essencial para o sucesso do negócio.
 O crescimento da importância
do conceito de SI.

Professor Tom Brito 3


Fique Ligado

 A correta utilização dos computadores é o que mantém a


empresa na corrida pelo seu mercado. Você deve entender
quais são os recursos computacionais de uma maneira mais
abrangente e como, dentro de sistemas mais complexos,
sendo utilizados corretamente, podem fazer a diferença entre
as empresas.

Professor Tom Brito 4


Recursos Computacionais

 Você pode entender recursos computacionais como o conjunto


de equipamentos (hardware), aplicações (software),
infraestrutura, processos, procedimentos e pessoas envolvidas
direta ou indiretamente no processamento, transmissão e no
armazenamento de dados.

Professor Tom Brito 5


Desse modo, são recursos computacionais:

 »» Computadores, equipamentos periféricos e terminais;


 »» Sistemas operacionais;
 »» Aplicações diversas executadas na empresa (internamente)
e pela empresa (externamente);
 »» Bancos de dados e arquivos que contenham dados;
 »» Redes internas ou externas de transmissão de dados;
 »» Serviços (internet, intranet, extranet, segurança, cloud).

Professor Tom Brito 6


Sistemas e Sistemas de Informação

 A palavra sistema é constantemente empregada, e a vemos


diariamente, sem que pensemos, entretanto, no real
significado e na profundidade dela.
 Pela abordagem reducionista, os elementos de uma empresa
são estudados de forma isolada, o que não leva em conta as
importantes relações existentes entre esses elementos. Uma
maneira mais moderna e correta, conhecida como abordagem
sistêmica, é entender os elementos da empresa como
relacionados entre si, já que não existem isoladamente e fazem
parte de uma rede complexa interligada.
Professor Tom Brito 7
Teoria Geral dos Sistemas

 A visão das empresas como sistemas, de forma mais acentuada, veio


a partir da publicação do livro de Karl Ludwig von Bertalanffy,
austríaco radicado nos Estados Unidos.
 Sua visão integrada do mundo, embora inicialmente voltada para a
área biológica, foi um marco para a consolidação da chamada visão
sistêmica em várias áreas do conhecimento humano.
 Sua abordagem dá a ideia de que o todo é maior do que a soma das
partes e que elementos dispostos em sistemas, ao serem reunidos,
apresentam qualidades adicionais àquelas que possuíam
isoladamente.
Professor Tom Brito 8
Teoria Geral dos Sistemas

 As ideias de Bertalanffy deram origem ao conceito de


cibernética e dentro da área de computação apoiam diversos
conceitos, que vão desde a teoria da informação até as
estruturas de programação, sistemas de informação, redes e
arquitetura de computadores.

Professor Tom Brito 9


Sistemas e Sistemas de Informação

 Sistema de Informação é um conjunto de recursos


computacionais arranjados de maneira lógica e harmônica com
o objetivo de proporcionar informações aos diversos usuários,
bem como aos negócios da empresa.

Professor Tom Brito 10


Qual a Diferença entre SI e TI?

 Assim, a diferença entre tecnologia de informação (TI) e


sistema de informação (SI) é que o SI propõe trabalhar a
informação por meio do uso da TI que seja mais adequado a
uma determinada finalidade.

Professor Tom Brito 11


Sistemas e Sistemas de Informação

Professor Tom Brito 12


Sistemas e Sistemas de Informação

 Em um primeiro momento, pode parecer fácil desenvolver e


manter um SI, mas para que um SI seja eficiente para a empresa
você deve desenvolver a chamada visão sistêmica, que permite
que você consiga integrar a visão dos diversos elementos.
 Resumidamente, você pode entender uma organização como um
sistema que depende de vários recursos (financeiros, materiais,
humanos) para atingir seus objetivos e que, de modo semelhante,
um SI depende da TI para atingir seus objetivos.

Professor Tom Brito 13


Componentes de um Sistema de Informação

 Como todo sistema, um sistema de informação é


composto de partes que são interconectadas.
 São elas:
 TI;
 Dados;
 Pessoas;
 Processos e Procedimentos.

Professor Tom Brito 14


Componentes de um Sistema de Informação

Professor Tom Brito 15


Tecnologia da Informação

 TI é a parte tecnológica dos SI, isto é, aquela que envolve a


utilização de tecnologias. Ela é composta de três elementos
distintos: hardware (HW), software (SW) e infraestrutura
(INFRA).

Professor Tom Brito 16


Tecnologia da Informação

 O hardware é a parte física dos recursos computacionais. É aquela


com que você mais entra em contato no seu cotidiano, como
computadores e seus periféricos (impressoras, teclados,
escaneadores, dentre outros).
 Já o software é a parte lógica, intangível, dos recursos
computacionais, composta das diversas aplicações de sua empresa,
além dos sistemas operacionais e dos sistemas gerenciadores de
bancos de dados (SGBD).
 Chama-se infraestrutura a parte dos recursos computacionais que
serve como base ou suporte do hardware e do software, dando-lhes
apoio e permitindo que se comuniquem com outros computadores
por meio de redes e que prestam diversos serviços complementares.

Professor Tom Brito 17


Dados

 Os dados são a parte intangível e essencial para que se


obtenham, por meio do seu processamento, informações
consistentes para a empresa.
 Esses dados entram no sistema de informação a partir de vários
dispositivos e maneiras distintas, automáticas ou manuais.
 Devem estar armazenados em meios físicos adequados,
normalmente em bancos de dados, que permitem a consulta e
modificação dos mesmos.

Professor Tom Brito 18


Pessoas

 As pessoas, embora poucas vezes consideradas dentro de um


sistema de informação, são essenciais e estão envolvidas com
o SI (algumas vezes chamada de Peopleware). Também são as
responsáveis pelo funcionamento e utilização correta desse SI.

Professor Tom Brito 19


Professor Tom Brito 20
Processos e Procedimentos

 Os processos e procedimentos são as regras e normas a


serem seguidas para que o sistema de informação funcione
de forma adequada.
 Como o número de pessoas e o número de atividades dentro
de um SI é grande, faz-se necessário que essas atividades
sejam agrupadas de maneira lógica e consistente para que o
SI funcione adequadamente.

Professor Tom Brito 21


Processos e Procedimentos

 O conjunto de atividades semelhantes é agrupado em


processos, perfeitamente definidos e padronizados.
 Dessa maneira, a possibilidade de ocorrerem erros e dos
riscos inerentes ao SI é minimizada.
 Para que os processos, atividades e tarefas padronizadas
sejam utilizados logicamente, são criados os procedimentos,
verdadeiras receitas de como usar o SI.

Professor Tom Brito 22


Balanceamento dos Recursos
Computacionais em um SI

 De nada adianta ter um ou dois, ou até três deles funcionando


adequadamente se o outro não trabalha de forma correta.
 Não adianta se você considerar somente o hardware como
essencial, comprando equipamentos de primeira linha, mas se
esquecendo dos outros elementos.
 O mesmo acontece em relação ao software e à infraestrutura. O
correto gerenciamento dos dados com um SGBD (Sistema
Gerenciador de Banco de Dados) adequado também deve ser
considerado, assim como as regras de consistência e segurança
para esses dados.
Professor Tom Brito 23
Balanceamento dos Recursos
Computacionais em um SI

 Um ponto normalmente crítico mas pouco considerado nas


empresas é o referente ao pessoal envolvido. Como dito
anteriormente, a falta de capacitação e treinamento adequado,
tanto para os usuários quanto para os profissionais envolvidos,
acaba por subutilizar o SI, perdendo-se produtividade nas
atividades cobertas pelo sistema.

Professor Tom Brito 24


Balanceamento dos Recursos
Computacionais em um SI

 os processos e procedimentos devem ser precisos e


constantemente aperfeiçoados para que todos os outros
elementos utilizem o SI de forma consistente e padronizada.
 Fazendo isso, ganha-se em produtividade e minimizam-se
problemas como os de duplicidade de trabalho, confusão em
atividades, erros recorrentes e outros.

Professor Tom Brito 25


Vantagens do Uso Correto dos Recursos
Computacionais em um sistema de Informação

 Balanceados corretamente, esses sistemas de informação


permitem que as empresas consigam atingir seus objetivos
mais facilmente;
 Redução dos custos operacionais;
 Redução de prazos nos diversos processos da empresa;
 redução do quadro de colaboradores pela automatização de
processos que antes eram manuais.
 A racionalização dos investimentos é outro ponto em que os
sistemas de informação podem auxiliar as empresas.
Professor Tom Brito 26
Vantagens do Uso Correto dos Recursos
Computacionais em um sistema de Informação

 A utilização de sistemas de informação bem planejados e


balanceados leva à racionalização da conectividade de
aplicações em ambientes heterogêneos, isto é, permite que
em ambientes com recursos distintos e de empresas e
padrões distintos possa haver traumas menores quando se
necessitem conectar aplicações.
 A preocupação prévia com a portabilidade também leva a
uma maior racionalização futura da conectividade, o que vai
implicar em menores investimentos e retrabalhos na
empresa.
Professor Tom Brito 27
Vantagens do Uso Correto dos Recursos
Computacionais em um sistema de Informação

 Outro possível ganho intangível está na velocidade,


quantidade e qualidade da geração e do compartilhamento
da informação dentro da empresa;
 A empresa ganha maior flexibilidade organizacional;

Professor Tom Brito 28


Utilização de Componentes
de um Sistema de Informação

 No desenvolvimento de aplicações e na
implementação de sistemas de informação nas
empresas, um conceito muito útil (e que se relaciona
com os recursos computacionais e a portabilidade) é
o da utilização de componentes, que você deverá
aprender melhor quando estiver utilizando o conceito
de orientação a objetos.

Professor Tom Brito 29


Utilização de Componentes
de um Sistema de Informação

 Desenvolver componentes que possam ser reutilizados


(conceito de reutilização) em outras aplicações (conceito de
portabilidade) permite grandes ganhos para as empresas.
 Redução dos custos e prazos para o desenvolvimento de novas
aplicações e na manutenção dos legados (aplicações
existentes anteriormente).
 necessários um planejamento e o armazenamento desses
componentes em bibliotecas que possam ser acessadas e
utilizadas da forma mais simples e eficaz possível.
Professor Tom Brito 30