Você está na página 1de 1

A GUARDA

Motores
Coordenação:
23 de Abril de 2009
15
Luis Celínio,
João Oliveira Lopes,
Pinto Moreira
Nuno Antunes

Honrar a tradição

Novo Mazda 3 chega em Maio


A Mazda acaba de apre- que lhe dão um inequívoco A gama Mazda3 desdo- frontais, laterais e de cor-
sentar o novo 3, modelo que ar desportivo e mais dinâ- bra-se por cinco níveis de tina, encostos de cabeça ções, a novidade é o bloco MZR 1.6 litros debita 105 cv
mais vende na Europa e que mico ainda que mantenha equipamento: Comfort, activos, espelhos de co- 2.2 MZR-CD turbodiesel dis- e o MZR 2.0 litros de150 cv.
compete num segmento a linha geral do modelo an- Exclusive, Exclusive Plus, mando eléctrico, regulação ponível com dois níveis de O novo 3 estará disponí-
onde a concorrência é for- terior. Sport e Sport Plus. Logo a do volante em altura e pro- potência. A variante Stan- vel nas carroçarias de ha-
te. Mas o novo 3 mostra Com maiores dimen- partir do nível base, está fundidade, leitor de CD dard Power possui um tur- tchback compacto de cinco
uma imagem sedutora e sões (o que aumenta a es- equipado com sinal de stop com capacidade para MP3, bo-compressor mais peque- portas e de sedan de qua-
uma forte personalidade. tabilidade) e um centro de de emergência (ESS), con- e entrada de ligação para no e relações de caixa alon- tro portas, prevendo-se
Argumentos para continu- gravidade mais baixo (para trolo de tracção e de esta- leitores externos de MP3, gadas, garantindo 150 Cv. para a 2ª semana de Maio o
ar o sucesso. No mais com- melhorar o comportamen- bilidade (DSC), airbags entre muitas outras funci- Na versão High Power do 2.2 início da comercialização
petitivo segmento do mer- to) o novo Mazda3 onalidades. Por aqui se MZR-CD a potência sobe com preços que variam en-
cado europeu, o novo 3 te- apresenta um inte- pode ter uma ideia da ri- para 185 Cv. Na base da tre os 19 521 euros e os 38
ria que possuir um design rior onde se desta- queza de equipamento dis- oferta turbodiesel está o 574 euros. A versão diesel
distinto e isso foi consegui- ca a boa qualidade ponível, à medida que se MZ-CD 1.6 litros, de 109 cv. mais barata, equipada com
do à custa de umas linhas dos materiais. sobe no nível… A gama contempla ain- o bloco 1.6 litros de 109 cv,
Em termos de motoriza- da dois motores gasolina. O custa 22 455 euros.
Ao volante
Toda a alma do novo Mazda3 manifesta-se em
andamento. Graças ao maior apuro aerodinâmi- Alargada a área de influência
co, à maior rigidez das suspensões e do chassis Escape Livre Magazine comemora 10º aniversário
estamos em presença de um automóvel que proporciona uma condução muito ágil, sempre
bem colado à estrada, gozando de uma qualidade de vida a bordo sem reparos. Na A revista Escape Livre Magazine assina-
apresentação internacional, que decorreu no nosso País, conduzimos mais intensamen- lou, com a edição nº 40 em distribuição des-
te a versão dotada do motor 2.2 Turbodiesel de 185 cv de a passada semana, o 10º aniversário de
e garantíamos fortes emoções num automóvel com ver- publicações regulares e contínuas. Para co-
dadeira vocação desportiva onde tudo foi pensado para memorar a efeméride, a revista assinou um
proporcionar verdadeiros momentos de prazer. A rela- acordo de parceria com o Diário de Coim-
ção peso/potência tem um valor que permite desfru- bra, passando assim a alargar a sua área
tarmos de uma verdadeira “bomba”. Menos fulgurantes de influência que agora se estende desde a
são as versões 1.6, seja a diesel seja a gasolina, mas Serra da Estrela até à foz do Rio Mondego,
mesmo assim, os bons níveis de potência e os binários passando, naturalmente pela cidade dos
são capazes de satisfazer os mais exigentes, em auto- estudantes. A tiragem foi aumentada pas-
móveis mais adaptados ao mercado nacional. Gostámos sando agora para os 16.500 exemplares,
francamente da boa ligação entre o motor e a caixa que continuando ligada ao jornal “A Guarda” e
nos permite uma condução viva na estrada e uma mais suave em percursos citadinos. mantendo a distribuição directa na região.
Um novo Mazda3 que honra a tradição desportiva e do qual voltaremos a falar em breve,
detalhadamente, após da realização dos ensaios às várias versões. Pub.

Campeonato da Europa de Autocross

Início de temporada em Foz Côa


Vila Nova de Foz Côa re-
cebeu, uma vez mais, a jor-
nada inaugural do Campe-
onato Europeu de Auto-
cross. Do calendário de pro-
vas agendadas, destaque,
ainda, para a realização de
uma jornada a contar para
o Campeonato de Portugal
de Crosscar. Ao todo foram
mais de meia centena de nou a corrida na 8ª. posição. o desenrolar da prova. Tive,
pilotos presentes, repre- Na divisão 3ª, Vit Nosalek ar- também, o azar de escolher
sentando 15 países, que rancou na frente e não mais o sítio pior para arrancar na
trouxeram muita animação deixou a liderança da corrida grelha... tudo isto veio com-
à pista e perante uma boa terminando com grande à prometer a parte inicial da
moldura humana. vontade para o segundo corrida. Caí para os últimos
As provas foram domi- classificado, Ladislav Hanak. lugares e já não tive gran-
nadas, naturalmente, pelos O português Luís Santos, des hipóteses de obter uma
pilotos estrangeiros apesar terminou a corrida na 11ª. boa classificação. Mesmo
da presença de alguns pilo- posição. assim fiz uma corrida de re-
tos nacionais. Na prova ra- Quanto à prova de cuperação, de trás para a
inha, a Divisão 3, onde pon- Crosscar, quer as mangas frente”, disse o piloto.
tuam carros com motores de qualificação quer a cor- Para António Lourenço,
acima dos 500 cv, Dennis rida final foram protagoni- o director de prova, o balan-
Engel dominou a prova con- zadas por Ludgero Santos ço da jornada “é positivo
tando com a forte oposição (que venceu), por Hugo desde logo com a presença
de Petr Turek. Apenas no Castro (2º. Classificado), de muito público, de uma
baixar da bandeira o piloto por Luís Caseiro (3º. Clas- excelente lista de inscritos
alemão soube que tinha ven- sificado) e por Mauro Reis e com um conjunto de pilo-
cido tal a escassa diferença (4º. Lugar). O piloto de tos que representaram 15
(300 milésimos de segundo) Belmonte, apesar de estar países europeus. Para ar-
entre os dois. Na divisão 1 fo- a correr com um carro novo, ranque de uma prova do
ram os Skoda de Václav Fe- fez uma prova na expecta- Campeonato Europeu, isto
jfar e de Markarov Vadim que tiva de conseguir um bom traduz-se num bom prenún-
se encarregaram de chegar resultado. A regularidade cio. O Foz Côa Automóvel
na frente se bem que, nesta evidenciada ao longo de Clube pode estar de para-
prova, foi muito interessan- todo o fim-de-semana foi béns uma vez mais pelo
te seguir o duelo para a ter- fruto de um trabalho positi- êxito da organização desta
ceira posição protagonizado vo. Pena foi que, na final, jornada desportiva que con-
por Karai e Ferretti. Joaquim uma “embrulhada logo no tinua a ser uma grande
Santos, o piloto luso, termi- início, tenha comprometido aposta.”