Você está na página 1de 4

RESPOSTA TÉCNICA – EPI’s na indústria gráfica

EPI’s na indústria gráfica

Trata da indicação de EPI’s na indústria gráfica.

Sistema Integrado de Respostas Técnicas – SIRT/UNESP

Junho/2013
RESPOSTA TÉCNICA – EPI’s na indústria gráfica

Resposta Técnica SARTORELLI, Natalia Luiza


EPI’s na indústria gráfica
Sistema Integrado de Respostas Técnicas – SIRT/UNESP
18/6/2013
Trata da indicação de EPI’s na indústria gráfica.
Demanda Quais EPIs são necessários numa empresa gráfica?
Assunto Impressão de material para uso publicitário
Palavras-chave EPI; equipamento de proteção individual; indústria gráfica;
segurança do trabalho

Salvo indicação contrária, este conteúdo está licenciado sob a proteção da Licença de Atribuição 3.0 da Creative Commons. É permitida a
cópia, distribuição e execução desta obra - bem como as obras derivadas criadas a partir dela - desde que dado os créditos ao autor, com
menção ao: Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - http://www.respostatecnica.org.br

Para os termos desta licença, visite: http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/

O Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas – SBRT fornece soluções de informação tecnológica sob medida, relacionadas aos
processos produtivos das Micro e Pequenas Empresas. Ele é estruturado em rede, sendo operacionalizado por centros de
pesquisa, universidades, centros de educação profissional e tecnologias industriais, bem como associações que promovam a
interface entre a oferta e a demanda tecnológica. O SBRT é apoiado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas
Empresas – SEBRAE e pelo Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação – MCTI e de seus institutos: Conselho Nacional de
Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq e Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT.
RESPOSTA TÉCNICA – EPI’s na indústria gráfica

Solução apresentada

Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e a indústria gráfica

O SESI – Serviço Social da Indústria (2006) realizou avaliações qualitativas por meio da
análise do mapa de risco, por observações dos ambientes laborais e das tarefas
desenvolvidas pelos trabalhadores. Os riscos ocupacionais apresentados e as sugestões de
medidas de controle, de acordo com as funções, estão exemplificados abaixo.

 Copiador de fotolito/Copiador de chapas

“Tem a função de conferir características técnicas do trabalho executado, revelar a chapa


retirando com solução química as áreas de não imagem, lava a chapa utilizando água,
retocar com corretor, retirar manchas e/ou imperfeições, identifica as chapas com etiqueta
de rastreabilidade, cobre a chapa com cartão apropriado e opera o forno para secagem”
(SESI, 2006).

“Tem o risco ocupacional com a exposição a produtos químicos, corrosivos e vapores de


solventes orgânicos, para tal os EPI’s recomendados são luva, avental de PVC e óculos de
segurança” (SESI, 2006).

 Operador de guilhotina

“A principal função é de e operar a máquina de guilhotina para cortar papéis e/ou cartões até
obter as medidas especificadas; efetua a troca das facas da guilhotina, se necessário,
remove as aparas identificando-as e enviando ao local apropriado; zela pela limpeza e pela
manutenção da máquina. O EPI recomendado é o calçado de segurança” (SESI, 2006).

 Impressor offset

“Tem a função de operar o equipamento de impressão offset, de acordo com a ordem de


serviço e acompanhar o fluxo da máquina com a finalidade de aferir a qualidade” (SESI,
2006).

“Pode sofrer acidentes de contato e prensagem das mãos em roletes/cilindros da máquina


impressora; queda de materiais funcionamento; manuseio, transporte e armazenamento de
materiais” (SESI, 2006).

“Recomenda-se o uso de protetor auditivo, creme protetor para as mãos, óculos de


segurança, luvas de PVC, calçado de segurança com biqueira de aço, respirador para
solventes orgânicos na atividade de limpeza da máquina (em caso de inexistência de um
sistema de exaustão adequado e exposição acima do limite de tolerância, e estar de acordo
com o PPR)” (SESI, 2006).

 Impressor flexográfico

“Responsável por montar e preparar a troca de cilindros; efetuar o preparo de tintas; acertar
o registro; verificar o padrão de tinta, comparando com a amostra para acerto da tonalidade;
executar impressão de alto relevo utilizando clichês; limpar e lubrificar a máquina” (SESI,
2006).

“Está exposto a vapores de solventes orgânicos provenientes dos produtos químicos tintas e
solventes, recomenda-se o uso de protetor auditivo, luvas de PVC para limpeza, creme
protetor para as mãos e calçado de segurança com biqueira de aço” (SESI, 2006).

2012 c Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas – SBRT http://www.respostatecnica.org.br 1


RESPOSTA TÉCNICA – EPI’s na indústria gráfica

 Impressor serigráfico

“Ajustar a máquina semi-automática para impressão, colocar a folha a semi-automática ser


impressa, ajustar a velocidade e a guia de posicionamento do suporte; após a impressão,
limpar a máquina com produtos químicos” (SESI, 2006).

“Está exposto ao ruído máquina, acidentes de queda de materiais manuseio, transporte e


armazenamento de materiais de forma inadequada” (SESI, 2006).

“Deve utilizar, luvas de PVC para limpeza, creme protetor para as mãos, respirador para
solventes orgânicos (em caso de inexistência de um sistema de exaustão adequado e exposição
acima do limite de tolerância, e estar de acordo com o PPR)” (SESI, 2006).

Conclusões e recomendações

O uso de equipamentos de segurança individuais (EPI’s) na indústria gráfica é importante


para evitar acidentes e minimizar riscos.

Recomenda-se a leitura do “Manual de Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria


Gráfica” para informações mais detalhadas sobre o tema. O material pode ser encontrado
no link indicado nas fontes consultadas, logo abaixo.

Fontes consultadas

SESI. Manual de segurança e saúde no trabalho. São Paulo, 2006. Disponível em:
<www.fiesp.com.br/arquivo-download/?id=6450>. Acesso em 17 jun. 2013.

2012 c Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas – SBRT http://www.respostatecnica.org.br 2

Você também pode gostar