Você está na página 1de 6

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO

FACULDADE DE ARQUITETURA ENGENHARIA E TECNOLOGIA


COORDENAÇÃO DE ENSINO DE ENGENHARIA CIVIL
TRABALHO DE GRADUAÇÃO

PLANO INICIAL DE TRABALHO

ANÁLISE DO COMPORTAMENTO MECÂNICO DO SOLO


ADICIONADO DE ASFALTO FRESADO, SOB DIFERENTES
ENERGIAS DE COMPACTAÇÃO

Aluno: Cristhian Sandoval de Paula


Orientadora: Prof.ª Ma. Fabiani Maria Dalla Rosa Barbosa
2

CUIABÁ/MT
ABRIL/2018
1- IDENTIFICAÇÃO

1.1- Identificação do aluno


Nome: Cristhian Sandoval de Paula
Curso: Engenharia Civil
Número de matrícula: 201411312029
Cel.: (65) 9 9611-6694
E-mail: crsandoval08@gmail.com

1.2- Identificação da orientação


Entidade: Universidade Federal de Mato Grosso
Endereço: Av. Fernando Corrêa da Costa, n.º 2367 - Bairro Boa Esperança – Cuiabá/MT–
CEP: 78060-900
Nome: Prof.ª Ma. Fabiani Maria Dalla Rosa Barbosa
Curso: Instituto de Engenharia - Câmpus Várzea Grande
Área de conhecimento: Geotecnia
E-mail: fabianidalla@ufmt.br

1.3- Coordenação de Trabalho de Conclusão de Curso


Coordenador: Prof. Dr. Paulo Celso do Couto Nince
Carga horária semanal: 2 horas
Dia: segunda-feira
Horário: 07h30 às 09h30
Cel: (65) 9 9660-6343
E-mail: pccnince@gmail.com
3

2- OBJETIVO

2.1- Tema
Análise do comportamento mecânico do solo adicionado de asfalto fresado, sob
diferentes energias de compactação

2.2- Delimitação do tema


Investigar o comportamento do solo natural e adicionado de RAP (do inglês Recycled
Asphalt Pavement) quando submetido à compactação nas energias normal e modificada.
A análise considera as misturas nas seguintes proporções, sendo (solo natural/RAP):
100/0; 30/70; 70/30 e 0/100.

2.3- Objetivo geral


O objetivo geral desse estudo é analisar os valores do peso específico aparente seco
máximo (d) e a umidade ótima (wótima) dos materiais e das misturas, aplicando energia
normal e modificada.

2.4- Objetivos específicos


Os objetivos específicos estão abaixo relacionados:
a. caracterizar o solo, o RAP e as misturas, quanto à granulometria, índices de
consistência e densidade dos sólidos;
b. definir d e wótima, nos ensaios de compactação nas energias normal e modificada em
corpos de prova de solo, RAP e misturas. Por fim,
c. comparar e analisar os resultados obtidos nas diferentes composições

3 – JUSTIFICATIVA

O ex-presidente Washington Luis discursou ainda como governador de São Paulo, em


1920, a célebre frase “Governar é povoar; mas, não se povoa sem se abrir estradas, e de todas
as espécies; governar é, pois, fazer estradas”. Nessa mesma linha de pensamento, mais de
trinta anos depois, o ex-presidente Juscelino Kubitschek colocava em prática seu ideal
desenvolvimentista (que possuía o slogan “50 anos em 5”), o qual implementou a política
rodoviarista de maneira concreta.
Desde então, o modal rodoviário continuou a crescer no Brasil e hoje, segundo dados
da Pesquisa CNT de rodovias 2017 (CNT, 2017), realizado pela Confederação Nacional do
4

Transporte (CNT), já corresponde a mais de 61% do transporte de carga do país e a 95% no


de passageiros. A intensa utilização das rodovias, aliada a uma má execução de algumas,
contribui para um grande número de reparos nas mesmas.
O restauro da capa asfáltica tem como subproduto o asfalto fresado, material que,
segundo a Resolução CONAMA nº 307/02 do Conselho Nacional do Meio Ambiente
(CONAMA, 2002), é um resíduo Classe A, ou seja, aquele que é reutilizável ou reciclável
como agregado.
Tendo em vista a busca continua da redução de custos nos processos de pavimentação
e a necessidade destinar o resíduo do revestimento asfáltico, este trabalho busca verificar o
comportamento mecânico do solo misturado com RAP, mediante processo de compactação,
visando sua utilização para execução de estruturas de pavimento.
A compactação é um processo que reduz o índice de vazios pela expulsão ou redução
do ar dos poros do solo. Crispim (2010) confirma que a compactação contribui
significativamente para melhorar as qualidades mecânicas e hidráulicas do solo, pois aumenta
o contato entre as partículas sólidas e reduz a permeabilidade, respectivamente.

4- OBJETO

4.1- Problema
Quais alterações ocorrem na densidade ótima do solo laterítico compactado nas
energias normal e modificada quando o mesmo é misturado ao asfalto fresado?

4.2- Hipóteses
Admite-se inicialmente as seguintes hipóteses:
a. a adição de fresado em solo laterítico, compactado na energia normal, possui maior
densidade em umidade ótima quando comparado ao solo laterítico puro compactado
na mesma energia e
b. a adição de fresado em solo laterítico, compactado na energia modificada, possui
maior densidade em umidade ótima quando comparado ao solo laterítico puro
compactado na mesma energia.
5

5- MÉTODO E MATERIAIS

5.1- Ambiente e materiais da pesquisa


A pesquisa experimental será realizada no Laboratório de Mecânica dos Solos, na
Faculdade de Arquitetura, Engenharia e Tecnologia (FAET), da Universidade Federal de
Mato Grosso (UFMT). O fresado (RAP) será proveniente de reparos na capa da rodovia BR-
163, cedido como objeto de pesquisa pela Concessionária Rota do Oeste. O solo será oriundo
de jazidas utilizadas para execução da duplicação da BR-163 pela Concessionária Rota do
Oeste.

5.2- Pesquisa bibliográfica


Propõe-se uma revisão sobre a proposta por meio de materiais bibliográficos, como
livros, acervo técnico, artigos acadêmicos, trabalhos científicos, relacionados com o tema em
questão, principalmente estudos locais, que envolvem solos tropicais.

6- ANÁLISE DOS RESULTADOS

Analisar e comparar os resultados obtidos, observando características mecânicas e


físicas dos materiais do solo natural, do RAP e das misturas propostas.

7- CONCLUSÃO

Verificar-se-á se existe correlação entre as propriedades estudadas e as proporções de


misturas analisadas.
6

8- CRONOGRAMA

Meses
Etapas
Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

Plano Inicial
X
de Trabalho

Revisão
X X X X X X X
bibliográfica

Qualificação X

Coleta de
X
amostras

Ensaios de
X X X X X X
laboratório

Redação TG X X X X X X

Defesa X

9- REFERÊNCIAS

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO TRANSPORTE – CNT. Pesquisa CNT de rodovias


2017: relatório gerencial. Brasília: CNT: SEST/SENAT. Disponível em:
http://pesquisarodovias.cnt.org.br/Paginas/relatorio-gerencial. Acesso em: 19 abr. 2018.

BRASIL. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, CONSELHO NACIONAL DO MEIO


AMBIENTE – CONAMA. Resolução nº. 307, de 05 de julho de 2002. Brasília - DF, 2002.

CRISPIM, F. A. Influência de variáveis de compactação na estrutura dos solos:


caracterizações geotécnica, química, mineralógica e microestrutural. 2010. 125f. Tese
(Doutorado em Engenharia Civil) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2010.

NOGAMI, Job Shuji; VILLIBOR, Douglas Faculd. Pavimentação de baixo custo com solos
lateríticos. São Paulo: Villibor, p. 213, 1995.