Você está na página 1de 5

VAMOS ATÉ BELEM?

Lucas 2:8-20
8 Havia, naquela mesma região, pastores que viviam nos campos e guardavam o seu
rebanho durante as vigílias da noite.
9 E um anjo do Senhor desceu aonde eles estavam, e a glória do Senhor brilhou ao redor
deles; e ficaram tomados de grande temor.
10 O anjo, porém, lhes disse: Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria,
que o será para todo o povo:
11 é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
12 E isto vos servirá de sinal: encontrareis uma criança envolta em faixas e deitada em
manjedoura.
13 E, subitamente, apareceu com o anjo uma multidão da milícia celestial, louvando a Deus
e dizendo:
14 Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens, a quem ele quer
bem.
15 E, ausentando-se deles os anjos para o céu, diziam os pastores uns aos outros:
Vamos até Belém e vejamos os acontecimentos que o Senhor nos deu a conhecer.
16 Foram apressadamente e acharam Maria e José e a criança deitada na manjedoura.
17 E, vendo-o, divulgaram o que lhes tinha sido dito a respeito deste menino.
18 Todos os que ouviram se admiraram das coisas referidas pelos pastores.
19 Maria, porém, guardava todas estas palavras, meditando-as no coração.
20 Voltaram, então, os pastores glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham
ouvido e visto, como lhes fora anunciado.

INTRODUÇÃO: Você já recebeu um convite para fazer uma viagem que nunca esperou
fazer? Hoje nós vamos também receber um convite para irmos à Belém! Por isso o tema
de nossa reflexão nesta noite: VAMOS ATÉ BELÉM? É claro que não se trata de irmos à
Belém do Pará no Brasil, mas, a Belém da Judeia, que significa Casa do Pão!

Nossa história começa com homens simples. Lucas, o evangelista registrou o grande
anúncio do nascimento do filho de Deus feito por seres celestiais no seu livro.

Este grande anúncio foi feito a pastores. Estes pastores eram Trabalhadores braçais.
Homens que tinham mãos e joelhos calejados pela dureza do serviço; rosto cortado pelo
frio das madrugadas em que ficavam acordados para cuidar das ovelhas no pasto.

Pense bem amados! Aqueles homens não tinham ideia do que estava por vir. Estavam
apenas vivendo sua vida normal: mais uma noite de trabalho.

O texto então nos diz que numa dessas noites normais, um anjo lhes apareceu. E uma
forte luz brilhou e a glória de Deus encheu aquele campo frio onde estavam!

Como aquela manifestação da glória de Deus e a aparição daquele anjo, diz a bíblia que
estes pastores ficam assustados! Ficaram tomados de grande temor!

Mas no versículo 10 ao 12 aquele mesmo anjo lhes disse:

“Não temais; eis aqui vos trago boa-nova de grande alegria, que o será para todo o povo:
é que hoje vos nasceu, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos
servirá de sinal: encontrareis uma criança envolta em faixas e deitada em manjedoura”.

“Vamos até Belém” Esta foi a declaração que os pastores fizeram, logo após a revelação
angelical que tiveram no deserto da Judéia.
“Vamos até Belém e vejamos os acontecimentos que o Senhor nos deu a conhecer”.

O que aconteceu em Belém não é algo que podemos ouvir e esquecer, mas precisamos
considerar a possibilidade de estar ali (pelo menos em espírito) e conhecer de perto estas
boas notícias!

Jesus, o Pão da Vida que desceu do céu, (João 6:35) nasceu em Belém (Casa do Pão)
conhecida como a cidade de Davi, pois ali foi a residência dos antepassados de Davi.

Situada a cerca de nove quilômetros de Jerusalém, Belém já existia nos dias de Jacó, nos
seus arredores foi sepultada Raquel conforme Gênesis 35:16 e 48:7.

Mas por que Belém é tão importante?

Porque esta pequena cidade de Judá estava dede os dias da eternidade nos planos
estratégicos de Deus de trazer ao mundo o Rei, o Senhor dos Senhores!

Miqueias profetizou: “E tu Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de


milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde
os tempos antigos, desde os dias da eternidade” (Mq 5.2).

O Nascimento de Jesus não foi circunstancial ou acidental, mas fez parte de um propósito
de Deus que se cumpriu no tempo certo!

Gálatas 4:4 “vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de
mulher, nascido sob a lei..”

E nos versículos 5 e 6 nos fala claramente porque Jesus veio a este mundo!

5 para resgatar (salvar) os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de
filhos.

6 E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que
clama: Aba, Pai!

Naturalmente Belém é mais que um espaço físico ou geográfico.

Belém é o lugar espiritual onde podemos encontrar Jesus.

Hoje aqui nesta noite nós estamos em Belém, amém! JESUS ESTÁ AQUI!

QUAIS AS LIÇÕES O CONVITE AOS PASTORES PARA IREM A BELÉM NOS ENSINAM?

1- IR A BELÉM REQUER URGÊNCIA.


16 “Foram apressadamente e acharam Maria e José e a criança deitada na manjedoura”.

O texto nos informa que os pastores foram apressadamente. O encontro com


JESUS requer urgência!

Quantos há em nós os que deixam para amanhã um encontro com Jesus que pode mudar
definitivamente a sua vida!

Quantos são tão demorados em se entregar a Jesus!

(il) Conta-se que César Augusto, imperador romano, vivendo os seus últimos momentos
políticos, sem saber que iria ser assassinado, recebeu em palácio um de seus amigos que
lhe entregou, às pressas, um bilhete e lhe disse: “Leia agora mesmo, é coisa urgente”.
- Zombando da pressa do amigo, César disse: “Coisa urgente eu sempre deixo para
amanhã”. Colocou o bilhete no bolso e não leu.

Naquele mesmo dia ele fora assassinado. Foi encontrado em seu bolso o bilhete que dizia:
“Tente fugir, pois estão tramando lhe matar”.

Se ele tivesse lido o bilhete, talvez tivesse escapado da morte naquele dia.

A verdade é amados, que temos pressa para tudo neste mundo, exceto para o mais
importante: a salvação da alma!

Daí a recomendação da Bíblia:

"Eis agora o tempo aceitável, eis agora o dia da salvação."

223 - A Última Hora

[1]
Ao findar o labor desta vida,
Quando a morte ao teu lado chegar,
Que destino há de ter a tua alma?
Vida ou morte, qual vais aceitar?

Meu amigo, hoje tens a escolha:


Vida ou morte, qual vais aceitar?
Amanhã pode ser muito tarde.
Hoje, Cristo te quer libertar.

[2]
Tu procurar a paz, neste mundo,
Em prazeres que passam em vão,
Mas no termo final desta vida
Tais prazeres valor não terão.

[3]
Muitas vezes, amigo, tu riste,
Ao ouvires falar de Jesus!
Mas só Cristo Jesus pode dar-te
Salvação pela morte na cruz.

[4]
Com tua alma em pecado não podes
Jamais ver o semblante de Deus.
Mas aquele a quem Deus tornou limpo
Gozará das venturas dos Céus.

[5]
Se quiseres deixar teus pecados,
E entregar-te ao bondoso Jesus,
Hás de ter no momento da morte,
Um caminho de vida e de luz.

Para irmos a Belém (JESUS), é preciso que, como os pastores, corramos.

2- IR A BELÉM REQUER EXPERIÊNCIA.


17 “E, vendo-o, divulgaram o que lhes tinha sido dito a respeito deste menino”.
A Bíblia diz que os pastores viram a JESUS! Hoje você pode não ver a Jesus com os seus
olhos naturais, mas você pode ver a JESUS com os seus olhos espirituais!

E mais que isso! VOCÊ PODE EXPERIMENTÁ-LO!

Salmo 34:8 “Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se
refugia”.

Para muita gente, o Natal não passa de um conto, uma história, um dia igual os outros.

Muitos comemoram o Natal sem nada saberem de fato o que é Natal!

Assim é a nossa sociedade; basta ligarmos a televisão, lermos os jornais, e


ficaremos tristes com os absurdos que dizem sobre o Natal.

Tudo isso porque as pessoas não sabem o que é de fato o Natal.

Os pastores viram, a visão foi real, tão real, tão sublime, bela e impactante que eles
divulgaram, anunciaram o que tinham visto.

Isto é Natal: é ter uma experiência com o Salvador.

E QUANDO VOCÊ O EXPERIMENTA É IMPOSSÍVEL NÃO TESTEMUNHAR DESTE AMOR!

3- IR A BELÉM REQUER LOUVOR.


20 “Voltaram, então, os pastores glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham
ouvido e visto, como lhes fora anunciado”.

O coração daqueles humildes pastores batia tão forte, e a alegria de suas almas era tão
intensa, que o texto diz que eles voltaram glorificando e louvando a Deus.

Todo aquele que tem uma experiência com Cristo, que vai a Belém, terá um coração que
transborda louvores a Deus!

Natal é dar a Deus a glória devida e render-lhe todo o louvor. É tempo de louvar, exaltar,
glorificar a Deus!
Temos muitos motivos para louvar ao Senhor! Porém o maior deles sem sobras de dúvidas
é pelo dom da Salvação que recebemos em Jesus Cristo!

CONCLUSÃO:

É para Belém que devemos ir: Ali devemos começar toda nossa reflexão sobre a vinda do
Menino-Deus.

É para Belém que devemos ir: Ali, prostrados e maravilhados, entregamos nossas
oferendas e presentes e glorificamos a Deus.

Para Belém convergem o anjo que anuncia as grandes novas e o coral de anjos
que anuncia: “Glória a Deus nas maiores alturas e paz na terra aos homens, a quem ele
quer bem”.

Para Belém convergem as profecias minuciosamente entregues por Isaías “Um


menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o seu nome será: Maravilhoso conselheiro, Deus
Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz” (Is 9.6),
e o brado de Miquéias: “E tu, Belém Efrata, pequena demais para figurar como grupo
entre milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são
desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade”. (Mq 5.2).

É para lá que convergem os magos do Oriente, trazendo ouro, incenso e mirra. Ali,
diante da manjedoura se ajoelharam e entregaram suas vidas e dádivas.

É para Belém que devemos ir.