Você está na página 1de 3

Análise de

MÉTODOS RACIONAIS
para dimensionamento de
PAVIMENTOS COM SOLOS
ESTABILIZADOS COM CAL
e relato de caso.
Washington Peres Núñez, Delia Curiel, Guilherme Wild Baiao Campos, Leonardo Behak.

O que é um método racional?


Por que estabilizar?
Resistência
Materiais
Durabilidade
Carga
Clima

Que solos estabilizar


com cal?
Solos argilosos Estrutura

ex: oxisolos, ultisolos.


Resposta Defeito
TEMPO

DANO

Onde estão esses solos? Acúmulo de dano


Fase de
Pré-trincado
3000- Condição de Condição de
camada cimentada

Módulo Resiliente (MPa)


4000 camada granular
MPa

Fase de vida de fadiga efetiva


1500 - 2000 MPa
Solo-cal
Fase granular
equivalente
200 -
300 MPa

Carga de Tráfego Acumulada


Mecanismos de degradação Fases da vida de fadiga de camadas cimentadas

100
95 Modelo geral RAS
80
RTF Normalizada

60

40

Esmagamento
20

εb
0 200 400 600
Ensaios de RTF Deformação (10^-6)

AUSTROADS:
log Nciclos

ex.: Gonzales et al.

log εi
Ensaio de fadiga em viga 4 pontos
ARGILA LATERÍTICA + CAL: Estudo brasileiro

Porto Alegre Vida de fadiga (N) das camadas cimentadas, revestimento

ESTRUTURAS (a) (b) (c)


Revestimento 6,9 1018* 3,2 10
6
2,7 10 6

Camadas
Base (solo-cal) 1,4 10 7 - -
Sub-base (solo -cal) 2,4 10 7 1,4 10 7 -

Ba Ba Ba
s s s
Su e Su e Su e
b- b- b-
ba ba ba
(a) s (b) s (c) se
e e

ARGILA SEDIMENTAR + CAL: Estudo Uruguaio

Rio
de Montevideo
Pla
ta
Antes

11 / 2016