Você está na página 1de 45

1

PNEUMATOLOGIA E A DIVINDADE

AUTOR: RIBAMAR CANTANHEDE.

DUAS COISAS NÓS PRECISAMOS COMPREENDER:

1 - SATANÁS BEM SABE QUE HÁ UMA PROMESSA FEITA PARA O POVO DE DEUS DE QUE O
PODER DO ESPÍRITO SANTO SERÁ DERRAMADO EM SUA TOTALIDADE PARA PREPARA ESSE
MESMO POVO PARA ENFRENTAR O TEMPO DE ANGUSTIA E ESTAREM EM PÉ POR OCASIÃO DA
SEGUNDA VINDA DE CRISTO.

2 – SATANÁS SABE QUE O ESPÍRITO SANTO É A PESSOA DIVINA RESPONSÁVEL PARA IMPEDIR E
DETER A SUA OBRA NESTA TERRA.

CHUVA SERÔDIA:

Ao avizinhar-se o fim da ceifa da Terra, uma especial concessão de graça espiritual é


prometida a fim de preparar a igreja para a vinda do Filho do homem. “Esse
derramamento do Espírito é comparado com a queda da chuva serôdia...” – ATOS DOS
APOSTOLOS, PÁG. 55 (EGW).

CONDIÇÃO PARA RECEBERMOS A CHUVA SERÔDIA:

O grande derramamento do Espírito de Deus, que ilumina toda a Terra com a Sua
glória, não virá enquanto não tivermos um povo iluminado, que conheça por
experiência própria o que significa ser colaboradores de Deus. Quando tivermos uma
consagração plena, de todo coração, ao serviço de Cristo, Deus reconhecerá esse fato
derramando Seu Espírito sem medida; mas isso não acontecerá enquanto a maior
parte da igreja não se transformar em coobreiros de Deus. Deus não pode derramar
Seu Espírito quando o egoísmo e a condescendência própria são tão manifestos;
quando prevalece um espírito que, traduzido em palavras, exprimiria a resposta de
Caim: "Sou eu guardador do meu irmão?"- CONSELHOS SOBRE MORDOMIA, PÁG. 52
(EGW).

“A não ser que nos estejamos desenvolvendo diariamente na exemplificação das ativas
virtudes cristãs, não reconheceremos as manifestações do Espírito Santo na chuva
serôdia. Pode ser que ela esteja sendo derramada nos corações ao nosso redor, mas
nós não a discerniremos nem a receberemos.” - TESTEMUNHOS PARA MINISTROS, PÁG.
507 (EGW).

O QUE DEVEMOS FAZER PARA RECEBERMOS A CHUVA SERÔDIA?


2

“Cumpre-nos remediar os defeitos de caráter, purificar de toda a contaminação o


templo da alma. Então a chuva serôdia cairá sobre nós, como caiu a temporã sobre os
discípulos no dia de Pentecoste.” - TESTEMUNHOS SELETOS, VOL. 2, PÁG. 69 (EGW).

“O Espírito Santo virá a todos quantos pedem o pão da vida para o dar aos
semelhantes.” - SERVIÇO CRISTÃO, PÁG. 252.

SÓ IRÃO RECEBER A “CHUVA SERÔDIA” AQUELES QUE ‘RECEBERAM E APRECIARAM A CHUVA


TEMPORÃ’.

“Podemos estar certos de que quando o Espírito Santo for derramado, os que não
receberam nem apreciaram a chuva temporã, não verão nem compreenderão o valor
da chuva serôdia.” - TESTEMUNHOS PARA MINISTROS, PÁG. 399 (EGW).

QUEM RECEBERÁ A CHUVA SERÔDIA?

“Os que satisfazem em todos os pontos e resistem a toda prova, e vencem, seja qual
for o preço, atenderam ao conselho da Testemunha Verdadeira, e receberão a chuva
serôdia, estando assim aptos para a trasladação.” – MARANATA, O SENHOR VEM – MM
1977, PÁG. 41 (EGW).

A CHUVA SERÔDIA VIRÁ PARA:

1 – DAR PODER A GRANDE VOZ DO TERCEIRO ANJO


2 – PREPARA OS SANTOS PARA ESTAREM EM PÉ NO PERÍODO EM QUE AS PRAGAS ESTIVEREM
CAINDO SOBRE A TERRA.
3 – LEVAR O POVO DE DEUS A PREGAR A VERDADE COM GRANDE PODER
4 – PREPARA A IGREJA PARA A VINDA DO FILHO DO HOMEM.

“Nesse tempo, enquanto a obra de salvação está se encerrando, tribulações virão


sobre a Terra, e as nações ficarão iradas, embora contidas para não impedir a obra do
terceiro anjo. Nesse tempo a "chuva serôdia", ou o refrigério pela presença do Senhor,
virá, para dar poder à grande voz do terceiro anjo e preparar os santos para estarem
de pé no período em que as sete últimas pragas serão derramadas.” - PRIMEIROS
ESCRITOS, PÁGS. 85 E 86.

“Ouvi os que estavam revestidos da armadura falar sobre a verdade com grande
poder. Isto produzia efeito... Perguntei o que havia operado esta grande mudança. Um
anjo respondeu: "Foi a chuva serôdia, o refrigério pela presença do Senhor, o alto
clamor do terceiro anjo." - PRIMEIROS ESCRITOS, PÁG. 271.

“A chuva serôdia, amadurecendo a seara da Terra, representa a graça espiritual que


prepara a igreja para a vinda do Filho do homem.” – TESTEMUNHOS PARA MINISTROS E
OBREIROS EVANGÉLICOS, PÁG. 506 (EGW).

VEJA QUAL SERÁ O RESULATDO FINAL:


3

“À medida que a terceira mensagem se avoluma e se torna alto clamor, e que a obra
final é acompanhada de grande poder e glória, o fiel povo de Deus participa dessa
glória. É a chuva serôdia que os vivifica e fortalece para passar pelo tempo de angústia.
Seus rostos brilharão com a glória daquela luz que acompanha a mensagem do
terceiro anjo.” – E RECEBEREIS PODER – MM 1999, PÁG. 342 (EGW

“Quando se encerrar a mensagem do terceiro anjo, a misericórdia não mais pleiteará


em favor dos culpados habitantes da Terra. O povo de Deus terá cumprido a sua obra.
Recebeu a "chuva serôdia", "o refrigério pela presença do Senhor", e acha-se
preparado para a hora probante que diante dele está.” – EVENTOS FINAIS, PÁGS. 253-254
(EGW).

SATANÁS SABE QUE O ESPÍRITO SANTO É QUEM PODE MANTÊ-LO EM SUJEIÇÃO, ISTO É, É
QUEM PODE DETER E FREAR A SUA OBRA MALÉFICA.

“O príncipe da potestade do mal só pode ser mantido em sujeição pelo poder de Deus
na terceira pessoa da Trindade, o Espírito Santo. Special Testimonies, Série A, nº 10,
pág. 37.” – EVANGELISMO, PÁG. 617.

“O mal se vinha acumulando por séculos e só poderia ser restringido e resistido pelo
eficaz poder do Espírito Santo, a terceira pessoa da Trindade, que viria com não
modificada energia, mas na plenitude do poder divino. Outro espírito deve ser
enfrentado; pois a essência do mal estava atuando de todas as maneiras, e era de
surpreender a submissão do homem a esse cativeiro satânico.” – TESTEMUNHOS PARA
MINISTROS E OBREIROS EVANGÉLICOS, PÁG. 392 (EGW).

POR ESSA RAZÃO, SATANÁS FARÁ “DUAS” COISAS PARA ‘SE LIVRAR DO ESPÍRITO SANTO’.

1 – LEVARÁ O POVO A ANULAR O TESTEMUNHO DO ESPÍRITO DE DEUS (ENSINADO NOS


TESTEMUNHOS)
2 – ENSINARÁ A HUMANIDADE QUE O ESPÍRITO SANTO NÃO É UMA PESSOA.

“O último engano de Satanás será exatamente anular o testemunho do Espírito de


Deus. "Não havendo profecia, o povo se corrompe." Prov. 29:18. Satanás trabalhará
engenhosamente, por diferentes maneiras e por instrumentos diversos, para perturbar
a confiança do povo remanescente de Deus no testemunho verdadeiro. Introduzirá
visões falsas para desencaminhar, e misturará o falso com o verdadeiro, e assim
desgostará o povo para que considerem tudo quanto traz o nome de visões como uma
espécie de fanatismo; as almas sinceras, porém, comparando o falso com o
verdadeiro, serão habilitadas a distinguir entre elas.” - MENSAGENS ESCOLHIDAS, VOL. 2,
PÁG. 78.

“Satanás está... constantemente forçando o falso - para desviar da verdade. O último


engano de Satanás será exatamente anular o testemunho do Espírito de Deus... Será
ateado contra os testemunhos um ódio satânico. A atuação de Satanás será perturbar
4

a fé das igrejas neles, por esta razão: Ele não pode achar caminho tão fácil para
introduzir seus enganos e prender almas em suas mentiras se as advertências e
repreensões e conselhos do Espírito de Deus forem atendidos. Carta 40, 1890.” –
MENSAGENS ESCOLHIDAS, VOL. 1, PÁG. 48.

“Chegamos agora aos últimos dias da obra da mensagem do terceiro anjo, quando
Satanás operará com crescente poder porque sabe que seu tempo é curto. Ao mesmo
tempo, nos advirão, por meio dos dons do Espírito Santo, diversidades de operações
no derramamento do Espírito. Este é o tempo da chuva serôdia. Carta 230, 1908.

O inimigo tem empenhado seus magistrais esforços para abalar a fé de nosso próprio
povo nos Testemunhos, e quando aparecem esses erros eles pretendem provar todas
as posições pela Bíblia, mas interpretam mal as Escrituras... E, depois de
enfraquecerem a confiança de nossas igrejas nos Testemunhos, os homens têm
derrubado a barreira, para que a descrença na verdade se torne muito difundida e não
haja nenhuma voz que possa erguer-se para deter a força do erro.

Isto é exatamente como Satanás tencionava que fosse, e os que têm preparado o
caminho para o povo não dar atenção às advertências e repreensões dos Testemunhos
do Espírito de Deus verão surgir uma torrente de erros de toda a espécie.
Reivindicarão a Escritura como sua prova, e prevalecerão os enganos de Satanás sob
toda a forma. Carta 109, 1890.” – MENSAGENS ESCOLHIDAS, VOL. 3, PÁG. 83.

ENTRANDO NO ASSUNTO:

QUEM É O ESPÍRITO SANTO?

PARA AS “TESTEMUNHAS DE JEOVÁ” – O ESPÍRITO SANTO É APENAS “UMA FORÇA”

"Quanto ao 'Espírito Santo', a suposta terceira Pessoa da Trindade (...) não se trata
duma pessoa, mas da força ativa de Deus. João, o Batizador, disse que Jesus batizaria
com espírito santo, assim como João batizava em água. Portanto, assim como a água
não é pessoa, tampouco o espírito santo é pessoa.” - TESTEMUNHAS DE JEOVÁ:
PODEMOS CRER NO QUE DIZEM? PÁG. 18 - PASTOR DEIVINSON GOMES BIGNON.

PARA OS ADVENTISTAS HISTÓRICOS – O ESPÍRITO SANTO NÃO É UMA PESSOA DISTINTA, PARA
ELES O ESPÍRITO SANTO É O PRÓPRIO CRISTO E A TRINDADE É UMA DOUTRINA CATÓLICA.

CONFIRA O QUE ELES DIZEM:

“Cremos no Espírito Santo, o outro consolador, como sendo o próprio Senhor Jesus
Cristo, “despido da personalidade da humanidade e independente dela.” – SLIDE Nº 40
DO TEMA “É BÍBLICA A DOUTRINA DA TRINDADE?”

VEJAM QUAIS SÃO FONTES QUE ELES USAM PARA DIZEREM QUE A TRINDADE É UMA
DOUTRINA CATÓLICA:
5

“É possível que, em sua forma precisa, essa fórmula reflita influência do uso litúrgico
posteriormente fixado na comunidade primitiva. Sabe-se que o livro dos atos fala em
batizar “no nome de Jesus” (cf. Atos. 1.5 + 2.38 +). Mais tarde deve ter-se estabelecido
a associação do batizado às três pessoas da trindade.” – BÍBLIA DE JERUSALEM SOBRE
MATEUS. 28.18-19.

Não podemos concordar com a nota da Bíblia de Jerusalém sobre Mateus 28:19, pois
ela argumenta que Jesus não pronunciou as palavras registradas nesse versículo. Mas a
citação não afirma que as palavras “em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo”
não estavam no texto original do evangelho. Aqueles que defendem a teoria que
analisamos distorcem a declaração da Bíblia de Jerusalém.

OBSERVE NO COMENTÁRIO DA BÍBLIA DE JERUSALÉM: “é possível”


“deve ter-se estabelecido”

OBSERVE QUE O COMENTÁRIO DA BÍBLIA DE JERUSALÉM “NÃO AFIRMA” – FICA APENAS NA


“SUPOSIÇÃO”.

“Nossos oponentes (os protestantes) às vezes reivindicam que nenhuma crença


deveria ser dogmatizada que não seja explicitamente declarada na bíblia... Mas as
igrejas protestantes por elas mesmas têm aceitado tais dogmas como a trindade pela
qual não há nenhuma autoridade precisa nos evangelhos.” – REVISTA “LIFE” CATÓLICA
30/10/50.

ENGULA ESSES VERSÍCULOS REVISTA “LIFE”

“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo


sejam com todos vós.” – II CORÍNTIOS: 13.13.

OBSERVE: “DO SENHOR JESUS CRISTO”


“O AMOR DE DEUS”
“DO ESPÍRITO SANTO”

SE O ESPÍRITO SANTO FOSSE JESUS, PAULO TERIA DITO ASSIM:

“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Senhor Jesus


sejam com todos vós.”

SE O ESPÍRITO SANTO FOSSE “UMA FORÇA ATIVA”, PAULO TERIA DITO ASSIM:

“A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão da força ativa sejam
com todos vós.”
6

“Eleitos, segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a


obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo, graça e paz vos sejam
multiplicadas.” – I PEDRO: 1.2.

- A PRESCIÊNCIA DE DEUS
- SANTIFICAÇÃO DO ESPÍRITO
- DO SANGUE DE JESUS.

“O QUE PEDRO NÃO DISSE: “Eleitos, segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do
Senhor Jesus, para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo, graça e paz vos sejam
multiplicadas.”

O QUE PEDRO NÃO DISSE: “Eleitos, segundo a presciência de Deus Pai, em santificação
da força ativa, para a obediência e a aspersão do sangue de Jesus Cristo, graça e paz
vos sejam multiplicadas.”

“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre
convosco.” – JOÃO: 14.16.

OBSERVE “EU” (JESUS ROGANDO)


“AO PAI (O ETERNO DEUS)
“OUTRO CONSOLADOR” (O ESPÍRITO SANTO).

O QUE JOÃO NÃO DISSE: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará a força ativa, a fim de que
esteja para sempre convosco.”

O QUE JOÃO NÃO DISSE: “E eu rogarei ao Pai, e ele me enviará de novo, a fim de que
esteja para sempre convosco.”

VEJA O QUE DIZ ESSE TEÓLOGO LUTERANO SOBRE JOÃO 14.16:

“Notemos que as três pessoas da Divindade são referidas nesta secção: o Filho como
aquele que ora ao Pai, e o Pai como aquele que envia o Confortador, o Espírito Santo.”
COMENTÁRIOS BÍBLICOS DE PAUL KRETZMANN (JOÃO), PÁG. 43 – IGREJA EVANGÉLICA
LUTERANA DO BRASIL.

“A doutrina da Santíssima Trindade não decorre de textos isolados; cremos que ela
subjaz a todo o Novo Testamento.” - O NOVO COMENTÁRIO DA BÍBLIA, PÁG. 2019 – F.
DAVIDSON (VIDA NOVA).

“Outro. Gr. állos, "outro da mesma classe" – COMENTÁRIO BÍBLICO ADVENTISTA, VOL. 5,
PÁG. 8403.

“16... A palavra outro coloca o Espírito em pé de igualdade com Jesus.” - COMENTÁRIO


BÍBLICO MOODY (JOÃO), PÁG. 84.

“3875 παρακλητος parakletos... chamado, convocado a estar do lado de alguém...


convocado a ajudar alguém 1a) alguém que pleiteia a causa de outro diante de um juiz,
intercessor, conselheiro de defesa, assistente legal, advogado 1b) pessoa que pleiteia a
7

causa de outro com alguém, intercessor... no sentido mais amplo, ajudador,


amparador, assistente, alguém que presta socorro...” – DICIONARIO BIBLICO STRONG,
LEXICO HEBRAICO, ARAMAICO E GREGO EM PORTUGUES, PÁG. 1567.

Pergunto: quem é mais antigo: o texto de João 14:16 ou a igreja Católica? Obviamente
que é o evangelho de João, escrito entre os anos 96 e 100 A.D. Assim, a idéia de que a
doutrina da Trindade originou-se com a igreja Católica através de concílios está longe
de ser verdade. O que estes concílios fizeram foi confirmar uma crença cristã bem
anterior. Por exemplo, o objetivo do Concílio de Nicéia em 325 A.D. foi o de combater
a heresia de Ário. Além disso, nós Adventistas não temos como autoridade tais
concílios e não aceitamos certos aspectos defendidos por eles, entre os quais destaco
aquela descrição do Filho como sendo “eternamente gerado”. Nossa autoridade
repousa na Bíblia.

“A fórmula batismal foi mudada do nome de Jesus cristo para as palavras pai, filho e
espírito santo pela igreja católica no segundo século... Sempre nas fontes antigas
mencionava que o batismo era em nome de Jesus cristo.” – ENCICLOPÉDIA BRITÂNICA,
VOL. 3, 11º EDIÇÃO, PÁGS. 365, 366,82.

OU NÓS ACREDITAMOS EM JESUS (MATEUS: 28.19) OU NA ENCICLOPÉDIA BRITÂNICA.

“A religião primitiva sempre batizava em nome do senhor Jesus até o desenvolvimento


da doutrina da trindade no segundo século.” – ENCICLOPÉDIA DA RELIGIÃO, PÁG. 53 –
CANEY.

“Alguns acreditam que a doutrina da Trindade foi inventada em 325 d.C., devido às
disputas com Ário, mas esquecem que, se essa doutrina não existisse antes, por que
Ário a combateria? Na realidade a atitude de Ário demonstra que a crença já era
estabelecida e que a igreja, na sua reação, elaborou mais detalhadamente a doutrina
com vistas a refutar os argumentos filosóficos e os usos impróprios de interpretações
da Bíblia.” - A TRINDADE E O ESPÍRITO SANTO, PÁG. 3 - DEMÓSTENES NEVES DA SILVA.

OBSERVE O QUE DIZ A PRÓPRIA ENCICLOPÉDIA DA RELIGIÃO, PÁG. 53: “Até o


desenvolvimento da doutrina da trindade no segundo século”
NÓS ENTENDEMOS QUE SÓ SE DESENVOLVE AQUILO QUE JÁ EXISTE.
DESENVOLVER É “FAZER CRESCER; AUMENTAR; FAZER PROGREDIR, ALONGAR, AMPLIAR,
ETC.”
COMO É QUE SE PODE “AUMENTAR, ALONGAR E AMPLIAR” O QUE NÃO EXISTE?

Sinceramente, negar a existência da Trindade e a personalidade do Espírito Santo


sabendo que há o texto de João 14:16 nas Escrituras é o mesmo que negar a Bíblia
Sagrada, trazendo para si a perdição eterna. Portanto, sendo que a irmã Ellen G. White
foi uma profetiza inspirada, tudo o que ela disse a respeito do Espírito Santo (e da
8

divindade) de forma alguma poderia contradizer o que está em João 14:16 e nos
demais textos que tratam da personalidade do Espírito Santo (Somente seres pessoais
(Deus, seres humanos, demônios, etc) podem falar, amar, ter sentimentos – ver Atos
13:2, Romanos 15:30, Efésios 4:30, etc).

QUE TODO ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA FIE E VERDADEIRO POSSA UNIR-SE SOBRE ESTA MAIS
CRÍTICA VERDADE, REJEITANDO QUALQUER VENTO DE DOUTRINA QUE ABALE E DESTRUA
NOSSA FÉ EM DEUS E NA REAL COMPREENSÃO DA DIVINDADE.

JESUS SOPROU O ESPÍRITO SANTO SOBRE OS DISCÍPULOS?

JOÃO 20:22 “E, havendo dito isto, soprou sobre eles e disse-lhes: Recebei o Espírito
Santo.”

AQUI NÃO DIZ: “E, havendo dito isto, soprou sobre eles o Espírito santo”

O Espírito não foi o sopro de Jesus, mas um símbolo para animá-los. A promessa
simbolizada pelo assoprar somente se cumpriu no Pentecostes que acontecia
cinqüenta dias após a Páscoa, ocasião da morte de Jesus. Atos 1:4 e 2:1-4. Portanto,
por se tratar de um símbolo, o sopro não era o Espírito assim como Jeová não é a
chuva e nem Jesus é água, mesmo porque o Espírito não veio na hora do sopro. Ele
somente viria quando o Salvador subisse ao céu.

O VENTO É APENAS “UM SÍMBOLO” DO ESPÍRITO SANTO E NÃO O ESPÍRITO SANTO.

“Tendo [Cristo] chegado ao Seu trono, o Espírito foi concedido conforme Ele o
prometera, e como um vento veemente e impetuoso veio sobre os que estavam
reunidos, enchendo toda a casa. Veio com plenitude e poder, como se por séculos essa
influência estivesse sendo reprimida, mas agora derramada sobre a igreja, para ser
comunicada ao mundo. Que se seguiu a esse derramamento? Milhares se converteram
num dia. Manuscrito 44, 1898.” – CRISTO TRIUNFANTE – MM 2002, PÁG. 300.

OBSERVE NO TEXTO ACIMA QUE A SRA. WHITE DIZ QUE QUEM DESCEU FOI O “ESPÍRITO
SANTO”

O TEXTO É BEM CLARO: MOSTRA JESUS CHEGANDO AO SEU TRONO E O ESPIRITO SANTO
DESCENDO.

O QUE O TEXTO NÃO DIZ: “Tendo *cristo+ chegado ao seu trono, desceu imediatamente
conforme ele prometera”

OBSERVE: - “Recebei o Espírito Santo.” (JOÃO: 20.22).

O ESPÍRITO SOMENTE VIRIA QUANDO JESUS FOSSE AO CÉU E NÃO NUM SOPRO.

VEJA REALMENTE QUANDO OS DISCÍPULOS IRIAM RECEBER O ESPÍRITO SANTO:


9

“Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas
testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins
da terra.” – ATOS: 1.8.

“Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; de


repente, veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa
onde estavam assentados.
E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada
um deles.
“Todos ficaram cheios do Espírito Santo e passaram a falar em outras línguas, segundo
o Espírito lhes concedia que falassem.” – ATOS: 2:1-4.
.
No batismo de Jesus, por que Ellen White não se referiu à pessoa do Espírito Santo na
pomba que desceu sobre Jesus conforme o livro Temperança, página 284?
RESPOSTA: Talvez não se tenha notado NO MESMO LIVRO, página 274 a seguinte
citação:
“Quando Cristo começou Seu ministério, curvou-Se nas margens do Jordão, e dirigiu ao
Céu uma petição em favor da raça humana. Ele fora batizado por João, e os céus se
abriram, o Espírito de Deus, em forma de pomba, circuncidou-O, e ouviu-se do Céu
uma voz que dizia: "Este é Meu Filho amado, em quem Me comprazo." Mat. 17:5.” –
TEMPERANÇA, PÁG. 274.

“Quando por João foi batizado no Jordão, ao sair da água, o Espírito de Deus, em
forma de pomba de ouro polido, desceu sobre Ele, e disse uma voz do Céu: "Este é o
Meu Filho amado, em quem Me comprazo." Mat. 3:17.” – MEI 227 (EGW).

QUE RESPOSTA A BÍBLIA DAR AS PESSOAS QUE DIZEM QUE O ESPÍRITO SANTO NÃO É UMA
PESSOA?

MATEUS 22.29 “Respondeu-lhes Jesus: Errais, não conhecendo as Escrituras nem o


poder de Deus.

PARA O POVO DE DEUS - O ESPÍRITO SANTO É A “TERCEIRA PESSOA” DA DIVINDADE!

“Cristo decidira conceder um dom àqueles que haviam estado com Ele e aos que nEle
creriam, porque aquela era a ocasião de Sua ascensão e entronização, um jubileu no
Céu. Que dom podia Cristo conceder, rico o suficiente para assinalar e abrilhantar Sua
ascensão ao trono intercessório? Devia ser digno de Sua grandeza e realeza. Cristo
enviou Seu representante, a terceira pessoa da Trindade, o Espírito Santo. Nada podia
superar esse Dom.” – CRISTO TRIUNFANTE – MM 2002, PÁG. 300 (EGW).

ALGUNS DIZEM QUE A PALAVRA “TRINDADE” NÃO APARECE NOS ESCRITOS DE ELLEN WHITE E
QUE A PALAVRA ORIGINAL É “DIVINDADE”

MESMO ASSIM O ESPÍRITO CONTUARÁ SENDO A “TERCEIRA PESSOA” DA “DIVINDADE”


10

“O poder do mal se estivera fortalecendo por séculos, e alarmante era a submissão dos
homens a esse cativeiro satânico. Ao pecado só se poderia resistir e vencer por meio
da poderosa operação da terceira pessoa da Trindade, a qual viria, não com energia
modificada, mas na plenitude do divino poder. É o Espírito que torna eficaz o que foi
realizado pelo Redentor do mundo.” – O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, PÁG. 671
(EGW).

“O Espírito Santo existe, e é uma Pessoa – a terceira da Santíssima Trindade... Espírito Santo
é a terceira Pessoa da Santíssima Trindade... A terceira Pessoa da Trindade é Espírito
por natureza... Ele é, como já vimos, a terceira Pessoa da Santíssima Trindade. Em toda
a extensão do Novo Testamento, que marca exatamente a era do Espírito em sua
plenitude, faz-se alusão a Ele em termos coloquiais, como "esse" (e não isso) e
"aquele" (e não aquilo)... Nos escritos judaicos, quando o Espírito Santo aparece
"pairando" sobre a face das águas é expressamente comparado a uma pomba.
Simboliza a natureza calorosa e revivificadora da terceira Pessoa da Santíssima
Trindade (Gn 1.2)... Apesar dos esforços que muitos têm empreendido para negar sua
existência e poder, o Espírito Santo é um ser dotado de personalidade. Um ser moral,
pessoal e divino.” - A EXISTÊNCIA E A PESSOA DO ESPÍRITO SANTO, PÁGS. 3,7,10,19,42, 43,6.
- SEVERINO PEDRO DA SILVA (CPAD).

“Todos os cristãos de todas as denominações, especialmente as verdadeiramente


evangélicas... Concordam... sobre o fato de ser o Espírito Santo uma pessoa real, e não
uma simples influência.” - A EXISTÊNCIA E A PESSOA DO ESPÍRITO SANTO, PÁGS. 48.
SEVERINO PEDRO DA SILVA (CPAD).

“O Espírito Santo é uma pessoa, pois dá testemunho com o nosso espírito de que
somos filhos de Deus. Uma vez dado esse testemunho, traz consigo mesmo sua
própria evidência. Em tais ocasiões acreditamos e estamos certos de que somos filhos
de Deus...” - EVANGELISMO, PÁG. 616 (EGW).

“O Espírito Santo tem personalidade, do contrário não poderia testificar ao nosso


espírito e com nosso espírito que somos filhos de Deus. Deve ser também uma pessoa
divina, do contrário não poderia perscrutar os segredos que jazem ocultos na mente
de Deus. "Por que qual dos homens sabe as coisas do homem, senão o espírito do
homem, que nele está? “Assim também ninguém sabe as coisas de Deus, senão o
Espírito de Deus.” I Cor. 211. - EVANGELISMO, PÁG. 617 (EGW).

ELLEN WHITE DIZ QUE O ESPÍRITO SNATO É: “UMA PESSOA” E “UM AGENTE LIVRE E
OPERANTE”

Precisamos reconhecer que o Espírito Santo... É tanto uma pessoa como o próprio
Deus... “O Espírito Santo é um agente livre, operante, independente.” – A FÉ PELA QUAL
EU VIVO – MM 1959, PÁG. 52.

O ESPÍRITO SANTO DESCEU PORQUE CRISTO ESTAVA LIMITADO PELA HUMANIDADE E NÃO
PODERIA ESTAR EM TODO LUGAR EM PESSOA.
11

“O Espírito Santo é o representante de Cristo, mas despojado da personalidade


humana, e dela independente. Limitado pela humanidade, Cristo não poderia estar em
toda parte em pessoa. Era, portanto, do interesse deles que fosse para o Pai, e
enviasse o Espírito como Seu sucessor na Terra. Ninguém poderia ter então vantagem
devido a sua situação ou seu contato pessoal com Cristo. Pelo Espírito, o Salvador seria
acessível a todos. Nesse sentido, estaria mais perto deles do que se não subisse ao
alto.” – O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, PÁG. 669 (EGW).

NO TEXTO ACIMA – ELLEN WHITE DIZ QUE O ESPÍRITO SANTO É “O REPRESENTANTE DE


CRISTO” E “NÃO O PRÓPRIO CRISTO”

O ESPÍRITO SANTO ALÉM DE SER A “TERCEIRA PESSOA DA DIVINDADE” (TRINDADE) É


TAMBEM: “O AGENTE DIVINO”

“O Espírito de Deus se movia... o Espírito de Deus é o Espírito Santo, a terceira pessoa


da Deidade. Partindo daqui e através de todas as Escrituras, o Espírito de Deus exerce
o papel do agente divino de Deus em todos os atos criadores... O Espírito de Deus já
estava presente, preparado para atuar logo que se desse a ordem. O Espírito Santo
sempre esteve fazendo precisamente essa obra. Este Agente divino sempre esteve
presente para ajudar na obra de a criação e da redenção, para reprovar e fortalecer às
almas desencaminhadas, para consolar aos enfermos e para apresentar a Deus as
orações dos crentes em uma forma aceitável.” – COMENTÁRIO BÍBLICO ADVENTISTA, VOL.
1, PÁG. 12.

“O Espírito santo de Deus é claramente definido na bíblia como pessoa e diversas


ações suas estão registradas nas escrituras. No inicio, percebe-se a sua participação
como criador (gênesis. 1.2). O livro de Jó traz uma citação a respeito do Espírito como
criador da vida (Jó. 33.4). O Espírito santo não pode ser jamais confundido com uma
força ou energia, porque é uma pessoa que pensa (atos. 15.28), que sente (efésios.
4.30), que tem querer (atos. 16.6), fala (atos. 13.2), e tem consciência e direção
próprias (Romanos. 8.26-27). A nomenclatura bíblica descreve o Espírito santo com
outros nomes: Espírito de Deus, Espírito do Senhor, Espírito de Cristo, Espírito da
verdade, Espírito eterno e consolador. Em seus propósitos na obra da redenção
manifestou-se visualmente no batismo de Jesus (em forma de pombo – João. 1.32-33)
e no pentecostes (como línguas de fogo – atos. 2.3-4). Ele é Deus (atos. 28.25-26 cf.
Isaias. 6.8-9; atos. 5.3-4). Nesses textos, o Espírito santo é declarado Deus. É uma das
três pessoas da trindade, e como pessoa, pode ser entristecido. O Espírito santo é
eterno (hebreus. 9.14), onipotente (Lucas. 1.35), é onisciente (I cor. 2.9-11) e
onipresente (salmos. 139.7-10). A palavra “ôni” é um radical latino que significa
“todo”. O fato da bíblia mencionar que Deus é “onisciente” significa dizer que ele
conhece todas as coisas, e nada lhe foge ao conhecimento: tudo sabe, tudo conhece,
nada se ausenta aos seus olhos. O antigo testamento descreve a ação do Espírito de
Deus de forma restrita: agia numa classe de trabalhadores (êxodo. 31.1-5), sobre
12

guerreiros (juízes. 11.29), sobre lutadores (quando estava sobre Sansão – juízes. 14.6),
nos sacerdotes e profetas (números. 11.29) e sobre reis, quando agiu sobre a vida de
Saul (I Samuel. 10.6) e de Davi (I Samuel. 16.13). Embora o Espírito santo, no antigo
testamento, agisse de forma limitada, sobre poucos, Deus prometeu o seu agir sobre
todos, isto é, ocorreria uma democratização do Espírito santo (Joel. 2.28-(29), o que se
cumpriu no dia de pentecostes (atos. 2.16-18), quando veio sobre todos os crentes em
Jesus. O senhor Jesus faz uma declaração bem alongada sobre o Espírito santo, que
viria para dar continuidade à sua obra. Três capítulos do evangelho de João, 14, 15 e
16, descrevem sobre o assunto. O Espírito santo age em cada passo na vida de Jesus:
no nascimento, no batismo (Mateus. 3.16); na obra da crucificação (hebreus. 9.14); na
obra da ressurreição (Romanos. 8.11) e presente na ascensão (atos. 1.2). O Espírito
santo tem o objetivo de glorificar a Jesus (João. 16.14). Portanto, glorificar a Jesus é o
objetivo do Espírito santo, o qual está presente na vida do crente. Na vida do homem
perdido, o Espírito santo age convencendo-o do pecado, da justiça e do juízo – nesse
caso ele é o convencedor (João. 16.7-11). Convence do pecado, porque o estado do
homem incrédulo é de rebeldia, de transgressão contra o seu criador, e que o seu
pecado o afasta de Deus. Também o convence da justiça de Deus estabelecida sobre
todos os homens, e ainda sobre o juízo de cristo sobre o príncipe deste mundo, o
diabo (I João. 3.8). Na vida do homem salvo ele é o “consolador”, porque dá
continuidade à obra de cristo na vida do crente (João. 14.16-20) – ele é o “paracleto”
(vocábulo grego, que quer dizer “advogado” – um verdadeiro consolador). Também
tem a incumbência de ensinar – é “ensinador” (João. 14.26); é “condutor”, guiando os
discípulos a toda verdade (João. 16.12-15)...” – DICIONÁRIO DA BÍBLIA, PÁGS. 19-20
PEDRO N. L. TERCEIRO.

O ESPÍRITO SANTO POSSUI UMA MENTE.

“E aquele que examina os corações sabe qual é a mente do Espírito; porque ele faz intercessão
pelos santos, segundo a vontade de Deus.” – Romanos. 8: 27.

COMENTANDO ROMANOS. 8.27 – MOODY DIZ QUE “DEUS PAI” E O “ESPÍRITO SANTO” SÃO
“DOIS MEMBROS DA DIVINDADE”

“Deus Pai que investiga os corações (dos homens) sabe qual é a mente do Espírito.
Deus conhece toda a reação do Espírito a qualquer situação ou questão. A intercessão
que Ele faz em favor dos santos é segundo a vontade de Deus. Estas palavras
certamente declaram que a comunicação do pensamento e conhecimento de cada um
é partilhada por dois membros da Divindade - Pai e Espírito (isto é, o Espírito Santo).”
COMENTÁRIO BÍBLICO MOODY (ROMANOS), PÁG. 70.

VEJA ROMANOS. 8.27 NESSAS OUTRAS VERSÕES:


13

“E o Pai, que conhece todo os corações, evidentemente sabe o que o Espírito está
dizendo enquanto Ele intercede por nós em harmonia com a própria vontade divina.”
ROMANOS: 8.27 (BÍBLIA VIVA).

“E Deus, que vê o que está dentro do coração, sabe qual é o pensamento do Espírito.
Porque o Espírito pede em favor do povo de Deus e pede de acordo com a vontade de
Deus.” – ROMANOS: 8.27 (BÍBLIA NA LINGUAGEM DE HOJE).

“E aquele que perscruta os corações sabe o que deseja o Espírito, o qual intercede
pelos santos, segundo Deus.” – ROMANOS: 8.27 (AVE MARIA).

“E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito


intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus.” – ROMANOS: 8.27 (N V I).

SEGUNDO ESSAS VERSÕES – O ESPÍRITO SANTO TEM: “PENSAMENTO, DESEJO, INTENÇÃO” E


QUE TAMBÉM “FALA”

5427 φρονημ α phronema... “O que alguém tem em mente, os pensamentos e


propósitos.” – DICIONÁRIO BÍBLICO STRONG, LÉXICO HEBRAICO, ARAMAICO E GREGO EM
PORTUGUES, PÁ. 1750.

O ESPÍRITO SANTO CONHECE AS PROFUNDEZAS DE DEUS:

“Mas Deus no-las revelou pelo seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas,
sim, as profundas coisas de Deus. Porque qual dos homens sabe as coisas do homem,
senão o espírito do homem, que nele está? Assim também ninguém sabe as coisas de
Deus, senão o Espírito de Deus” - I Coríntios 2: 10 e 11.

“Mas foi a nós que Deus, por meio do Espírito, revelou o seu segredo. O Espírito Santo
examina tudo, até mesmo os planos mais profundos e escondidos de Deus. Quanto ao
ser humano, somente o espírito que está nele é que conhece tudo a respeito dele. E,
quanto a Deus, somente o seu próprio Espírito conhece tudo a respeito dele.” – I
CORÍNTIOS: 2.10-11 (BÍBLIA NA LINGUAGEN DE HOJE).

WILLIAN BARCLAY COMENTANDO I CORINTIOS 2.10-11 – DIZ QUE O ESPÍRITO SANTO É “UMA
PESSOA”
“Existem em Deus coisas profundas e íntimas que só seu Espírito conhece, e esse
Espírito é a única pessoa que pode nos levar a ter um conhecimento realmente intimo
de Deus.” – COMENTÁRIO DO NOVO TESTAMENTO (ICORÍNTIOS), PÁG. 36 – WILLIAN
BARCLAY.

PARA PAUL KRETZMANN – O ESPÍRITO SANTO É “O AGENTE E O INVESTIGADOR” DAS


PROFUNDEZAS DE DEUS.
14

O Espírito é o instrumento e a agente de Deus para trazer aos nossos corações a


adequada iluminação... Porque o Espírito investiga todas as coisas, mesma as
profundezas de Deus. “Ele tem acesso e é familiar aos pensamentos e planos mais
profundos de Deus.” – COMENTÁRIOS BÍBLICOS DE PAUL KRETZMANN (I CORÍNTIOS), PÁG.
13 – IGREJA EVANGÉLICA LUTERANA DO BRASIL.

PARA MATTHEW HENRY I CORÍNTIOS 2.10-11 É UM TESTEMUNHO “CLARO E VERDADEIRO DA


DINVINDADE E PERSONALIDADE DO ESPÍRITO SANTO”

“Deus nos tem revelado sabedoria verdadeira por seu Espírito. Esta é uma prova da
autoridade divina das Sagradas Escrituras (II Ped. 1.21). veja-se como prova da
divindade do Espírito Santo, que conhece todas as coisas e esquadrinha todas as
coisas, ainda as coisas profundas de Deus. ninguém pode saber as coisas de Deus,
senão seu Espírito Santo, que é um com o Pai e o Filho, e que dá a conhecer os
mistérios divinos a sua Igreja. Este é um testemunho muito claro da verdadeira
divindade e da personalidade do Espírito Santo.” – COMENTÁRIO BÍBLICO DO NOVO
TESTAMENTO, PÁ. 189 - MATTHEW HENRY.

O ESPÍRITO SANTO COMO SER PESSOAL, É O AGENTE EXECUTIVO DA TRINDADE:

“Tudo quanto Deus faz, ele o faz por meio do Espírito”. - CHARLES HODGE, TEOLOGIA
SISTEMÁTICA, P. 394.

“Todavia, deve ser ressaltado que Ele é O agente, não uma agência.” - HODGE,
SYSTEMATIC THEOLOGY (TEOLOGIA SISTEMÁTICA), VOL. 1, P. 447.

O ESPÍRITO SANTO PODE SER BLASFEMADO.

“Portanto, eu vos digo: todo pecado e blasfêmia se perdoará aos homens, mas a
blasfêmia contra o Espírito não será perdoada aos homens. ” - MATEUS 12: 31.

A Imperdoabilidade (blasfêmia contra o Espírito santo) deste pecado, envolve o fato


dEle ser Deus. Se o Espírito fosse apenas uma força, não se pecaria contra Ele; se por
outro lado fosse apenas um ser pessoal finito, o pecado contra Ele não seria
imperdoável... “Se não fosse Deus, o pecado cometido contra Ele seria considerado
menos odioso do que quando cometido contra o Pai ou o Filho”. (Vd. Is 63.10; At. 5.3).
JOHN L. DAGG, MANUAL DE TEOLOGIA, SÃO PAULO: FIEL., 1989, P. 192.

O ESPÍRITO SANTO PODE CONDUZIR.


15

“Então, foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.”
MATEUS: 4: 1.

“Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo.”
MATEUS: 4.1 (N V I).

AQUI MATEUS DIZ QUE JESUS “FOI CONDUZIDO”; “FOI LEVADO” PELO ESPÍRITO SANTO,
MOSTRANDO ASSIM SER O ESPÍRITO SANTO REALMENTE “UMA PESSOA DIVINA”.

O ESPÍRITO SANTO FALA.

“E disse o Espírito a Filipe: Chega-te e ajunta-te a esse carro.” - ATOS 8: 29.

“Mas o Espírito expressamente diz que, nos últimos tempos, apostatarão alguns da fé,
dando ouvidos a espíritos enganadores e a doutrinas de demônios.” - 1 TIMÓTEO 4: 1.

“Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas.” - APOCALIPSE 2: 7.

II SAMUEL 23:2 “O Espírito do SENHOR fala por meu intermédio, e a sua palavra está na
minha língua”.

VENTO, FORÇA E ENERGIA “NÃO FALAM”

O ESPÍRITO SANTO GUIA.

“Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade,
porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que
há de vir.” - JOÃO 16.13.

COMENTANDO JOÃO 16.13 – MOODY DIZ QUE O ESPÍRITO SANTO “É UM PROFESSOR


EFICIENTE”

“A comunicação dessas coisas podia ser seguramente adiada até que viesse o Espírito
da verdade, que é um professor tão eficiente quanto o próprio Senhor.” COMENTÁRIO
BÍBLICO MOODY (JOÃO), PÁG. 95.

“O Espírito Santo é nosso Guia, não só para mostrar-nos o caminho, senão para ir
conosco com ajudas e influências contínuas.” – COMENTÁRIO BÍBLICO DO NOVO
TESTAMENTO, PÁG. 121 – MATTHEW HENRY.

“O Antigo Testamento... sugere a idéia de que o Espírito é uma Pessoa distinta na


Trindade.” - J. BARTON PAYNE, THE THEOLOGY OF THE OLDER TESTAMENT (TEOLOGIA DO
VELHO TESTAMENTO), P. 173.
AS ESCRITURAS REVELAM QUE O FILHO E O ESPÍRITO SÃO DEUS IGUAIS AO PAI, ATRIBUINDO-
LHES OS MESMOS NOMES, ATRIBUTOS, OBRAS E CULTO, OS QUAIS SÓ A DEUS PERTENCEM.

PERFEIÇÕES DIVINAS SÃO-LHE ATRIBUÍDAS:


16

1) SANTIDADE: JO 14.26/IS 63.10.


2) ONIPRESENÇA E IMENSIDÃO: SL 139.7-10/JR 23.24.
3) ONIPOTÊNCIA: LUC. 1.35; RM 15.19.
4) ONISCIÊNCIA: IS 40.13-14/RM 11.34; 1CO 2.10-1163/JO 16.13; 2PE 1.21.
5) LIBERDADE SOBERANA: IS 40.13; 1CO 12.11;64 HB 2.4.
6) ETERNIDADE: HB 9.14/GN 1.2.65
7) GLÓRIA: 1PE 4.14.
8) GRAÇA: HB 10.29.
9) VIDA: 1CO 15.45/RM 8.11.

1) CRIAÇÃO: GN 1.2-3; JÓ 33.4; SL 33.6


2) PRESERVAÇÃO E GOVERNO: JÓ 26.13; 33.4; SL 104.30.
3) INSPIRAÇÃO DAS ESCRITURAS: 2PE 1.20,21/2TM 3.16.
4) REGENERAÇÃO: JO 3.5-6/TT 3.5.
5) REVELA OS EVENTOS FUTUROS: LC 2.26; JO 16.13; AT 11.28; 1TM 4.1.
6) RESSURREIÇÃO: RM 8.11; 1PE 3.18.
7) CONFERE DONS: 1CO 12.4-11.
8) GOVERNA A IGREJA:
A) DECISÕES: AT 15.28.
B) VOCAÇÃO DE SEUS SERVOS: AT 13.2; 20.28.
9) ILUMINAÇÃO: EF 1.17,18.68
10) SANTIFICAÇÃO: 2TS 2.13; 1PE 1.2.
11) MILAGRES: MT 12.28.

“O mesmo Espírito é comum ao Pai e ao Filho, o qual é com eles de uma só essência e
possui a mesma Deidade eterna.” - JOÃO CALVINO, EXPOSIÇÃO DE ROMANOS, (RM 8.9), P.
271.

“A propriedade peculiar e pessoal da terceira pessoa é expressa pelo título Espírito.


Esse título não pode expressar sua essência, visto que sua essência é também a
essência do Pai e do Filho. Ele deve expressar sua eterna relação pessoal com as outras
pessoas divinas, visto ser ele uma pessoa constantemente designada como o Espírito
do Pai e o Espírito do Filho.” - (ARCHIBALD A. HODGE, CONFISSÃO DE FÉ WESTMINSTER
COMENTADA POR A. A. HODGE, SÃO PAULO: EDITORA OS PURITANOS, 1999, CAPÍTULO II, P.
91). (VD. TAMBÉM, A. A. HODGE, ESBOÇOS DE THEOLOGIA, LISBOA: BARATA & SANCHES,
1895, P. 151-152).

A IRMÃ WHITE DIZ QUE O ESPÍRITO SANTO É ONIPOTENTE, PRERROGATIVA EXCLUSIVAMENTE


DIVINA:

“... Sabia que o evangelho do reino devia ser pregado a todas as nações para
testemunho; que a verdade armada com a onipotência do Santo Espírito seria vitoriosa
na batalha contra o mal, e que a bandeira sangrenta um dia haveria de tremular
triunfante sobre Seus seguidores”. - ATOS DOS APÓSTOLOS, P. 21.

“O onipotente poder do Espírito Santo é a defesa de toda alma contrita”. - A CIÊNCIA


DO BOM VIVER - PÁG. 94.
17

O ESPÍRITO SANTO É CHAMADO DE “OUTRO CONSOLADOR”

“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, a fim de que esteja para sempre
convosco, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não no vê,
nem o conhece; vós o conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós.”- JOÃO:
14.16-17.

“Aqui aprendemos e notamos que ele é chamado um Consolador, e isto por nossa
causa. Pois em sua divindade ele é com o Pai e o Filho uma essência divina indivisível.”
COMENTÁRIOS BÍBLICOS DE PAUL KRETZMANN (JOÃO), PÁG. 43 - IGREJA EVANGÉLICA
LUTERANA DO BRASIL.

A PALAVRA GREGA PARA “OUTRO” AQUI EM JOÃO 14.16 É s (allos) QUE SIGNIFICA
“OUTRO DA MESMA ESPÉCIE E TIPO”

A PALAVRA GREGA PARA “CONSOLADOR” EM JOÃO 14.16 É “παρακλητον” (Parakleton) –


FORMADA DE “παρά” (AO LADO DE) E “κλητός” (CHAMADO, CONVOCADO)
“A palavra advogado... Grego parakletos... Formado pelas palavras gregas para (ao
lado de) e kletos (chamado). Usado de forma única por João para se referir ao Espírito
santo, e cujo amplo significado inclui: conselheiro, ajudador, consolador, encorajador.
Quando Jesus se refere a outro (em grego allos – outro da mesma espécie e tipo), quer
dizer que o outro advogado é igual a ele em tudo.” – NOVO TESTAMENTO – KING JAMES,
PÁG. 246.

“JO16 E Eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro {*} Consolador {**} 511, para que
permaneça convosco para sempre; {* "Outro semelhante, com natureza do mesmo
tipo" [daquela de Cristo]} {** "Parakletos" = Aquele convocado para seguir ao nosso
lado como ensinador, conselheiro, ajudador, fortalecedor, consolador, confortador. ”-
BÍBLIA LTT ANOTADA: BÍBLIA LITERAL DO TEXTO TRADICIONAL, ANOTADA NOVO
TESTAMENTO, PÁG. 141.

“O Espírito Santo vem como consolador, santificador, guia e testemunha.” – ATOS DOS
APOSTOLOS, PÁG. 49 (EGW).

“João. 15:26 Consolador, parakletos; Strong 3875: De para, ´´ao lado de`` e kaleo,
´´chamar``, portanto, ´´chamado para o lado de alguém``. A palavra significa um
mediador, confortador, ajudador, advogado, conselheiro. Na literatura não-bíblica,
parakletos tinha o significado técnico de um procurador que aparece no tribunal
representando alguém. O Espírito Santo guia crentes a uma maior apreensão das
verdades do evangelho. Além da ajuda e direção gerais, ele dá a força para suportar a
hostilidade do sistema mundial.” – BÍBLIA DE ESTUDO PLENITUDE.

“Outro. Gr. állos, "outro da mesma classe" – COMENTÁRIO BÍBLICO ADVENTISTA, VOL. 5,
PÁG. 8403.

“16... A palavra outro coloca o Espírito em pé de igualdade com Jesus.” - COMENTÁRIO


BÍBLICO MOODY (JOÃO), PÁG. 84.
18

Vimos que o termo “outro” aí empregado, traduzido da palavra grega s (allos),
significa OUTRO DA MESMA ESPÉCIE, DIFERENTE. Já o termo “Consolador”, no grego é
s (parakletos), significa "advogado", "alguém chamado a estar do lado de".
Somente um ser real pode ser parakletos. Desta forma, como negar que o Espírito
Santo seria OUTRO SER além de Jesus, DIFERENTE, possuidor da mesma essência
divina? Não há como! Se Jesus quisesse dizer que o Espírito Santo fosse apenas um
poder de Deus não poderia ter usado “allos” neste texto!

“243 αλλος allos uma palavra primária... outro, diferente” - DICIONARIO BIBLICO
STRONG, LEXICO HEBRAICO, ARAMAICO E GREGO EM PORTUGUES, PÁG. 1173.

“λλος, η, ο. Outro, diferente” – LEXICO GRIEGO-ESPAÑOL DEL NUEVO TESTAMENTO (LÉXICO


GREGO-ESPANHOL DO NOVO TESTAMENTO), PÁG. 52 - ALFRED E. TUGGY (EDITORIAL MUNDO
HISPANO).

“άλλος, η, o outro, diferente.” - LÉXICO DO NOVO TESTAMENTO GREGO / PORTUGUÊS,


PÁG. 17 - F. WILBUR GINGRICH e FREDERICK W. DANKER (VIDA NOVA).

“O termo traduz uma palavra composta de uma preposição para “ao lado de” e o
adjetivo kletos que quer dizer: “um que é chamado a estar ao lado de outro”-
COMENTÁRIO BÍBLICO MUNDO HISPANO, VOL. 17, PÁGS. 215-216(EDITORIAL MUNDO
HISPANO).

“Jesus chama o Espírito de "outro Consolador” e "Espírito da verdade". O termo grego


traduzido por "Consolador" é parakletos e somente João o emprega Jo. 14.16, 26;
15:26; 16:7; 1 Io 2:1). Significa "chamado juntamente para assistir". ... O termo
parakletos é traduzido por "Advogado”... “É alguém que nos representa em um
tribunal e que se coloca a nosso lado enquanto defende nossa causa.” – COMENTARIO
BIBLICO EXPOSITIVO DO NOVO TESTAMENTO-VOL. 1 PÁG. 453 – WARREN W. WIERSBE.

“14.16 Auxiliador Tradução de uma palavra grega que pode ser entendida no sentido de
“conselheiro”, “defensor” (I JO 2.1) ou “advogado”. Neste Evangelho, o Auxiliador aparece
quatro vezes (vs. 16,26; 15.26; 16.7-11). Trata-se do Espírito Santo, que é chamado também de
o Espírito da verdade (Jo 15.26; 16.13). Ele ficará no lugar de Jesus como guia e mestre dos
discípulos. Vai ensinar (v. 26), falar a respeito de Jesus (Jo 15.26) e trazer julgamento sobre o
mundo que não crê em Jesus (Jo 16.7-8).” – BIBLIA DE ESTUDO NOVA TRADUÇÃO NA
LINGUAGEM DE HOJE, PÁG. 2342.

“O Espírito Santo é a terceira Pessoa da Trindade por cujo poder o universo foi criado.
Ele pairava por sobre a face das águas e participou da glória da criação. (Gên. 1:2; Jo
26:13; Sal. 33:6; 104:30.)” - CONHECENDO AS DOUTRINAS DA BÍBLIA, PÁG. 234 - MYER
PEARLMAN (VIDA).

REFERENCIA DO ESPÍRITO SANTO NO ANTIGO TESTAMENTO:


19

GN 1:2 - “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o
Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.”

EX 31:3 - “E o enchi do Espírito de Deus, de sabedoria, e de entendimento, e de


ciência, em todo o lavor”

NM 11:17 – “Então eu descerei e ali falarei contigo, e tirarei do Espírito que está sobre
ti, e o porei sobre eles; e contigo levarão a carga do povo, para que tu não a leves
sozinho.”

JZ 3:10 – “E veio sobre ele o Espírito do SENHOR, e julgou a Israel, e saiu à peleja.”

JZ 14:6 – “Então o Espírito do SENHOR se apossou dele tão poderosamente que


despedaçou o leão, como quem despedaça um cabrito, sem ter nada na sua mão;
porém nem a seu pai nem a sua mãe deu a saber o que tinha feito.”

I SM 10:6 – “E o Espírito do SENHOR se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e


tornar-te-ás um outro homem.”

I SM 11:6 – “Então o Espírito de Deus se apoderou de Saul, ouvindo estas palavras; e


acendeu-se em grande maneira a sua ira.”
I SM 16:13 – “Então Samuel tomou o chifre do azeite, e ungiu-o no meio de seus
irmãos; e desde aquele dia em diante o Espírito do SENHOR se apoderou de Davi;
então Samuel se levantou, e voltou a Ramá.”

II SM 23:2 – “O Espírito do SENHOR falou por mim, e a sua palavra está na minha boca.
NE 9:20 - E deste o teu bom Espírito, para os ensinar; e o teu maná não retiraste da sua
boca; e água lhes deste na sua sede.”

NE 9:30 – “Porém estendeste a tua benignidade sobre eles por muitos anos, e
testificaste contra eles pelo teu Espírito, pelo ministério dos teus profetas; porém eles
não deram ouvidos; por isso os entregaste nas mãos dos povos das terras.”

SL 33:6 – “Pela palavra do SENHOR foram feitos os céus, e todo o exército deles pelo
Espírito da sua boca.”

SL 104:30 – “Envias o teu Espírito, e são criados, e assim renovas a face da terra.”

SL 139:7 - “Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua face?”

SL 143:10 – “Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é
bom; guie-me por terra plana.”

IS 11:2 – “E repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, o espírito de sabedoria e de


entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de
temor do SENHOR.”
20

IS 32:15 – “Até que se derrame sobre nós o Espírito lá do alto; então o deserto se
tornará em campo fértil, e o campo fértil será reputado por um bosque.”

IS 40:13 – “Quem guiou o Espírito do SENHOR, ou como seu conselheiro o ensinou?


Com quem tomou ele conselho, que lhe desse entendimento, e lhe ensinasse o
caminho do juízo, e lhe ensinasse conhecimento, e lhe mostrasse o caminho do
entendimento?”

IS 42:1 – “EIS aqui o meu servo, a quem sustenho, o meu eleito, em quem se apraz a
minha alma; pus o meu Espírito sobre ele; ele trará justiça aos gentios.”

IS 44:3 – “Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca;
derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus
descendentes.”

IS 48:16 - “Chegai-vos a mim, ouvi isto: Não falei em segredo desde o princípio; desde
o tempo em que aquilo se fez eu estava ali, e agora o Senhor DEUS me enviou a mim, e
o seu Espírito.”

IS 59:19 – “Então temerão o nome do SENHOR desde o poente, e a sua glória desde o
nascente do sol; vindo o inimigo como uma corrente de águas, o Espírito do SENHOR
arvorará contra ele a sua bandeira.”

IS 59:20-21 - “E virá um Redentor a Sião e aos que em Jacó se converterem da


transgressão, diz o SENHOR. Quanto a mim, esta é a minha aliança com eles, diz o
SENHOR: o meu espírito, que está sobre ti, e as minhas palavras, que pus na tua boca,
não se desviarão da tua boca nem da boca da tua descendência, nem da boca da
descendência da tua descendência, diz o SENHOR, desde agora e para todo o sempre.”

IS 61:1 – “O ESPIRITO do Senhor DEUS está sobre mim; porque o SENHOR me ungiu,
para pregar boas novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a
proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos.”

IS 63:10 - “Mas eles foram rebeldes;contristaram seu Espírito Santo; por isso se lhes
tomou em inimigo, e ele mesmo pelejou contra eles. Todavia se lembrou dos dias da
antiguidade, de Moisés, e do seu povo, dizendo: Onde está agora o que os fez subir do
mar com os pastores do seu rebanho? Onde está o que pôs no meio deles o seu
Espírito Santo?”

IS 63:14 – “Como o animal que desce ao vale, o Espírito do SENHOR lhes deu descanso;
assim guiaste ao teu povo, para te fazeres um nome glorioso.”

EZ 3:12 – “E levantou-me o Espírito, e ouvi por detrás de mim uma voz de grande
estrondo, que dizia: Bendita seja a glória do SENHOR, desde o seu lugar.”
21

EZ 8:3 – “E estendeu a forma de uma mão, e tomou-me pelos cabelos da minha


cabeça; e o Espírito me levantou entre aterra e o céu, e levou-me a Jerusalém em
visões de Deus, até à entrada da porta do pátio de dentro, que olha para o norte.”

EZ 36:27 – “E porei dentro de vós o meu Espírito, e farei que andeis nos meus
estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis.”

EZ 37:1 – “VEIO sobre mim a mão do Senhor e ele me fez sair no Espírito do Senhor;
me pôs no meio do vale que estava cheio de ossos.”

EZ 37:9 – “E ele medisse: Profetiza ao Espírito, profetiza, ó filho do homem, e dize ao


Espírito: Assim diz o Senhor DEUS: Vem dos quatro ventos, ó Espírito, e assopra sobre
estes mortos, para que vivam.”

JL 2:28 – “E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e
vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos
jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias
derramarei o meu Espírito.”

MQ 2:7 – “O vós que sois chamados casa de Jacó, porventura encurtou-se o Espírito do
SENHOR? São estas as suas obras? E não é assim que fazem bem as minhas palavras ao
que anda retamente?”

MQ 3:8 – “Mas estou cheio do poder do Espírito do Senhor, de juízo e força, para
anunciar a Jacó a sua transgressão e a Israel o seu pecado.”

AG.2:5 – “Segundo a palavra da aliança que fiz convosco, quando saístes do Egito, o
meu Espírito permanece no meio de vós; não temais.”

ZC.4:6 – “E respondeu-me, dizendo: Esta é a palavra do SENHOR a Zorobabel, dizendo:


Não por força riem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o SENHOR dos
Exércitos.”

ZC.7:12 – “Sim, fizeram os seus corações como pedra de diamante, para que não
ouvissem a lei, nem as palavras que o SENHOR dos Exércitos enviara pelo seu Espírito
por intermédio dos primeiros profetas; daí veio a grande ira do SENHOR dos
Exércitos.”

ZC 12:10 – “Mas sobre a casa de Davi, e sobre os habitantes de Jerusalém, derramarei


o Espírito de graça e de súplicas; e olharão para mim, a quem traspassaram; e pranteá-
lo-ão sobre ele, como quem pranteia pelo filho unigênito; e chorarão amargamente
por ele, como se chora amargamente pelo primogênito.

“Durante aquele tempo a voz do Espírito não era mais ouvida através da voz dos
profetas. Mas o Espírito foi conhecido de novo quando o Messias, Jesus Cristo, veio à
terra. Ele é a terceira pessoa da TRINDADE. Ele aplica na vida das pessoas as bênçãos da
22

salvação (Jo 7.38-39). Como Auxiliador (Jo 16.7, NTLH; RA e RC, Consolador), ele dá
nova vida (Gl 6.8), convence (Jo 16.8-11), dá força (Rm 8.26-27), distribui DONS (1Co
12.1-11), produz virtudes (Gl 5.22-26)” – TEOLOGIA SISTEMÁTICA, PÁG. 79 - DARLAN LIMA
ALEXANDRE ARCANJO – ORLANDO NASCIMENTO.

“Só quando examinamos em detalhe esta palavra parakletos percebemos parte da


riqueza da doutrina do Espírito Santo. Este termo significa alguém a quem se chama.
Não obstante, o que lhe confere as associações que a distinguem são as razões pelas
quais se chama a essa pessoa. Os gregos empregavam esta palavra de maneiras muito
variadas. Um parakletos podia ser uma pessoa a quem se chamava para dar
testemunho a favor de alguém em um tribunal; podia tratar-se de um advogado a
quem se chamava para defender uma causa quando o acusado tinha possibilidades de
receber uma pena muito grave; podia ser um perito a quem se chamava para
aconselhar sobre alguma situação difícil. Podia ser uma pessoa a quem se chamava
quando um batalhão de soldados se sentia deprimido e descoroçoado e lhe pedia que
os alentasse e lhes infundisse coragem. Em todos os casos, um parakletos é alguém a
quem se chama para prestar ajuda quando a pessoa que o convoca tem problemas,
está sumido na tristeza, na dúvida ou na confusão.” – COMENTÁRIO DO NOVO
TESTAMENTO (JOÃO), PÁGS. 455-456 – WILLIAM BARCLAY.

“Do ensino de Jesus, não resta a menor dúvida que o outro Paracleto é uma pessoa. A
cada passo, Jesus fala desta maneira: ‘Ele vos ensinará todas as coisas’; ‘Ele Me
glorificará’. Personalidade está implicada no título ‘Paracleto’, o qual, em algumas
versões, é traduzido impropriamente “Confortador”. A palavra significa ‘um que é
chamado para ficar ao nosso lado, especialmente em ocasiões de dificuldade e
conflito’. É, portanto, a palavra que designa um advogado, e é assim usada a respeito
de Jesus mesmo, em I João 2:1, onde lemos: ‘Nós temos um Paracleto (advogado) com
o Pai, Jesus Cristo, o justo.’
“Está implicada também, no ensino de Jesus, que o outro Paracleto é uma pessoa
divina. Jesus não poderia dizer que era melhor que Ele fosse, se o Seu substituto fosse
menos do que divino.
Nem poderia ter dito que ‘ao que disser alguma palavra contra o Filho do homem, isso
lhe será perdoado; porém, ao lhe falar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado,
nem neste mundo, nem no vindouro’ (Mat. 12:32). Também não poderia ter juntado ‘o
Pai, o Filho e o Espírito Santo’, como faz na fórmula do batismo (Mat. 28:19), se todos
os três não fossem divinos”. - ENSINOS DE JESUS, PÁGS. 146 E 147. - JAMES ROBERTSON,.
(SÃO PAULO: UNIÃO CULTURAL EDITORA LTDA., 1952). VER: “REVISTA DECISÃO, AGOSTO DE
1985, PÁG. 24.”

A TRINDADE NO ANTIGO E NO NOVO TESTAMENTO:

"O Senhor Deus te abençoe e te guarde: o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre
ti, e tenha misericórdia de ti. O Senhor sobre ti levante o seu rosto, e te dê a paz" -
NÚMEROS: 6.24-26.

1 – O SENHOR DEUS TE ABENÇOE E TE GUARDE (DEUS PAI)


2 – O SENHOR FAÇA RESPLANDECER O SEU ROSTO SOBRE TI (JESUS CRISTO)
3 – O SENHOR SOBRE TI LEVANTE O SEU ROSTO (O ESPÍRITO SANTO)
23

"A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo
seja com vós todos" – II CORÍNTIOS: 13.13.

1 – A GRAÇA DO SENHOR JESUS


2 – O AMOR DE DEUS
3 – A COMUNHÃO DO ESPÍRITO SANTO.

“A bênção final em 2 Coríntios 13:13 é uma das prediletas das igrejas. Enfatiza a
Trindade (ver Mt 28:19) e as bênçãos que podemos receber pelo fato de pertencermos
a Deus. A graça do Senhor Jesus Cristo nos traz à memória seu nascimento, quando ele
se fez pobre a fim de nos tornar ricos (ver 2 Co 8:9). O amor de Deus nos leva ao
Calvário, onde Deus deu seu Filho como sacrifício por nossos pecados João. 3:16). A
comunhão do Espírito Santo nos lembra Pentecostes, quando o Espírito de Deus veio e
formou a Igreja (At 2).” - COMENTARIO BIBLICO EXPOSITIVO DO NOVO TESTAMENTO-VOL. 1
PÁG. 890 – WARREN W. WIERSBE.

"Ó Senhor, ouve; ó Senhor, perdoa: Ó Senhor, atende-nos e opera sem tardar"- DANIEL:
9.19.

1 – Ó SENHOR, OUVE (DEUS PAI)


2 – Ó SENHOR, PERDOA (JESUS CRISTO)
3 – Ó SENHOR, ATENDE-NOS (O ESPÍRITO SANTO).

"E clamavam uns para com os outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor dos
Exércitos: toda a terra está cheia da sua glória" - ISAÍAS: 6.3.

1 – SANTO (DEUS PAI – JOSUÉ. 24.19; I SAMUEL. 6.20)


2 – SANTO (JESUS CRISTO – MARCOS. 1.24; LUCAS. 4.34; JOÃO. 6.69)
3 – SANTO (ESPÍRITO SANTO – SALMOS. 51.11; EFÉSIOS. 1.13)

"Portanto ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do


Espírito Santo..."- MATEUS: 28.19.

1 – EM NOME DO PAI (EZEQUIEL. 36.23-25; SALMOS. 51.1-2,7,10)


2 – EM NOME DO FILHO (TITO. 3.5-6; APOC. 22.14; 7.14)
3 – EM NOME DO ESPÍRITO SANTO (EZEQUIEL. 36.27; ISAIAS. 4.4; TITO. 3.5).

AQUI EM MATEUS OS TRÊS SÃO REUNIDOS DENTRO DE UM NOME ÚNICO.

TITO: 3.5: “O dom do Espírito, que nos vivifica e habita em nós, nos foi concedido por
Deus, através do Cristo e Sua obra salvadora (6; cfr. #Jo 7.39). Desta maneira, todas as
pessoas da Trindade operam em prol da nossa salvação.” - O NOVO COMENTÁRIO DA
BÍBLIA, PÁG. 2262 – F. DAVIDSON (VIDA NOVA).

"Ora há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. E há diversidade de


ministérios, mas o Senhor é o mesmo. E há diversidade de operações, mas é o mesmo
Deus que opera tudo em todos" – I CORÍNTIOS. 12.4-6.
24

1 – O ESPÍRITO É O MESMO (O ESPÍRITO SANTO – HEBREUS. 9.14)


2 – O SENHOR É O MESMO (JESUS – HEBREUS. 13.8)
3 – O MESMO DEUS QUE OPERA (DEUS PAI – SALMOS. 90.2)

"Há um só... Espírito... um só Senhor [Jesus]... um só Deus e Pai de todos..." – EFÉSIOS.


4.4,6.

1 – UM SÓ ESPÍRITO (O ESPÍRITO SANTO)


2 – UM SÓ SENHOR (JESUS)
3 – UM SÓ DEUS (DEUS PAI).

I S. Ped. 1:2: "Eleitos segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito,


para a obediência e aspersão no sangue de Jesus Cristo".

1 - A PRESCIÊNCIA DE DEUS PAI


2 - SANTIFICAÇÃO DO ESPÍRITO
3 - ASPERSÃO NO SANGUE DE JESUS CRISTO

AS TRÊS PESSOAS SURGEM JUNTAS EM EXPRESSÕES DE ESPERANÇA CRISTÃ, PORÉM A


REFERÊNCIA É A DE UM SÓ DEUS.

JUDAS. 20 e 21 "Orando no Espírito Santo, conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus,


esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna".

1 - ORANDO NO ESPÍRITO SANTO


2 - AMOR DE DEUS
3 - NOSSO SENHOR JESUS CRISTO

"Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes
três são um" – I JOÃO. 5.7.

1 – O PAI (DEUS – SALMOS. 102.25)


2 – A PALAVRA (JESUS – JOÃO. 1.1; COLOSS. 1.16)
3 – O ESPÍRITO SANTO (JÓ. 26.13 - ALMEIDA CORRIGIDA E REVISADA).

I JOÃO: 5:6-8: “Três deram testemunho das doutrinas da pessoa de Cristo e sua
salvação. O Pai, repetidamente, por uma voz desde o céu declarou que Jesus era seu
Filho amado. A Palavra declara que Ele e o Pai eram Um, e que quem o viu a Ele, viu ao
Pai. Também o Espírito Santo desceu do céu e posou em Cristo em seu batismo; Ele
tinha testificado de Cristo por meio de todos os profetas, e deu testemunho de sua
ressurreição e ofício de mediador pelo dom de poderes miraculosos aos apóstolos.
Porém, seja citada ou não esta passagem, a doutrina da Trindade em unidade continua
igualmente firme e verdadeira.” - COMENTÁRIO BÍBLICO DO NOVO TESTAMENTO,
MATTHEW HENRY, PÁG. 305 (CPAD).

“Todos os membros da Trindade são mencionados no Antigo Testamento: 1) O Pai.


(Isa. 63:16; Mal. 2:10.) 2) O Filho de Jeová . (Sal. 45:6, 7; 2:6, 7, 12; Prov. 30:4.) O
Messias é descrito com títulos divinos. (Jer. 23:5, 6; Isa. 9:6.) Faz-se menção do
misterioso Anjo de Jeová que leva o nome de Deus e tem poder tanto para perdoar
como para reter os pecados. (Êxo. 23:20,21.) 3) O Espírito Santo. (Gên. 1:2; Isa. 11:2, 3;
25

48:16; 61:1; 63:10.) Prenúncios da Trindade vêem-se na tríplice bênção de Num. 6:24-
26 e na tríplice doxologia de Isa. 6:3.” - CONHECENDO AS DOUTRINAS DA BÍBLIA, PÁG. 63 -
MYER PEARLMAN (VIDA).

“Deus é uma TRINDADE, e todos os atributos divinos aplicam-se a cada membro da


Divindade. Ainda que haja somente um Deus, ele subsiste em três pessoas, cada uma
delas plenamente participante na única essência divina. Deus Pai, Deus Filho e Deus
Espíritos cumpriram seus papéis singulares no batismo de Cristo: “Assim que Jesus
[Deus Filho] foi batizado, saiu da água. Naquele momento o céu se abriu, e ele viu o
Espírito de Deus [Deus Espírito] descendo como pomba e pousando sobre ele. Então
uma voz dos céus *Deus Pai+ disse: “Este é o meu Filho amado, em quem me agrado”
(Mateus 3.16,17).” – TEOLOGIA SISTEMÁTICA, PÁG. 52 - VINCENT CHEUNG.

“Todos os atributos de Deus são compartilhados por todas as Pessoas da Santa


Trindade, o Pai, o Filho e o Espírito Santo... O amor de Deus: Deus é amor (I Jo 4:8,16).
e é a fonte do amor. O amor é eterno porque sempre existiu entre as três pessoas da
Trindade divina... Cada membro da Trindade – Pai, Filho e Espírito Santo – participa e
contribui para a salvação de pecadores... A Santíssima Trindade opera eficazmente em
nós para que sejamos santos.” - TEOLOGIA SISTEMÁTICA, PÁGS. 83,86, 248, 261 - ALAN
MYATT, PH. D. FRANKLIN FERREIRA, TH. M(FACULDADE TEOLÓGICA BATISTA DE SÃO PAULO
SEMINÁRIO TEOLÓGICO BATISTA DO SUL DO BRASIL, RIO DE JANEIRO 2002).

“Os meios de regeneração. (a) Agência divina. O Espírito Santo é o agente especial na
obra de regeneração. Ele opera a transformação na pessoa. (João 3:6; Tito 3:5.)
Contudo, todas as Pessoas da Trindade operam nessa obra. Realmente as três Pessoas
operam em todas as divinas operações, embora cada Pessoa exerça certos ofícios que
lhe são peculiares. Dessa forma o Pai é preeminentemente o Criador; contudo, tanto o
Filho como o Espírito Santo são mencionados como agentes na criação. O Pai gera (Tia.
1:18) e no Evangelho de João, o Filho é apresentado como o Doador da vida. (Vide
caps. 5 e 6.)” - CONHECENDO AS DOUTRINAS DA BÍBLIA, PÁG. 198 - MYER PEARLMAN (VIDA).

“No princípio, criou Deus os céus e a terra.” – GÊNESIS. 1.1

“Os seguintes nomes de Deus são os mais comuns que encontramos nas Escrituras:
Elohim (traduzido "Deus".) Esta palavra emprega-se sempre que sejam descritos ou
implícitos o poder criativo e a onipotência de Deus. Elohim é o Deus-Criador. “A forma
plural significa a plenitude de poder e representa a trindade.” – CONHECENDO AS
DOUTRINAS DA BÍBLIA, PÁG. 44 - MYER PEARLMAN (VIDA).

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do


Filho, e do Espírito Santo.” – MATEUS: 28.19.

“Um exemplo bem claro disto está em Mateus 28.19: "Portanto ide, fazei discípulos de
todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo". A
ordem para efetuar o batismo é em nome das três pessoas. É evidente que não se
pode dizer que há aí uma formulação teológica da trindade, mas há o ensino de que o
batismo é em nome de três pessoas. E aí entramos na questão da pluralidade de
26

pessoas.” - TEOLOGIA SISTEMÁTICA I, PÁG. 57 - MATERIAL PREPARADO PELO PR. ISALTINO


GOMES COELHO FILHO.

“A Trindade é Deus o Pai, Deus o Filho, e Deus o Espírito Santo. Deus o Pai é Aquele
que sabe, cuida e quer. Deus o Filho é aquele que sabe, cuida e quer. Deus o Espírito
Santo é aquele que sabe, cuida e quer. Cada um deles é uma pessoa distinta das outras
duas e, não obstante, os Três são Um.” - GUTZKE, MANFORD. MANUAL DE DOUTRINAS:
TEMAS CENTRAIS DA FÉ CRISTÃ. S. PAULO: EDIÇÕES VIDA, 2ª
REIMPRESÃO, 1995, P. 16.

“A doutrina da trindade é exatamente esta: Deus existe como Pai, Deus existe como
Filho e Deus existe como Espírito Santo. As três pessoas são uma só e não há gradação
entre elas. Uma não é superior a outra nem manda na outra. Elas não estão em
conflito. O que o Pai quer, isso o Filho quer e o Espírito quer também. Elas têm
distinção de funções, mas esta distinção é baseada na diferença de papéis ou de
relacionamentos que elas desempenham dentro da trindade e não de valor ou de
importância.” - TEOLOGIA SISTEMÁTICA I, PÁG. 56 - MATERIAL PREPARADO PELO PR.
ISALTINO GOMES COELHO FILHO.

Por que Ellen White nunca utilizou a palavra Trindade (Trinity), mas Godhead
(divindade) em seus textos e livros, e mesmo assim os tradutores da CPB se sentiram
livres para verter esse termo (Godhead) como “Trindade” no livro Evangelismo e
outros? Não é esta uma clara comprovação da manipulação de textos supostamente
inspirados a fim de favorecer uma doutrina não bíblica?

RESPOSTA: Nada há de manipulação pelas seguintes razões:


O que diz o dicionário - A palavra Godhead de acordo com o dicionário Webster
significa: divindade, qualidade de Deus, e TAMBÉM se refere às três pessoas que
compõem a divindade. Dois exemplos:
“Godhead. 1. Divine nature and essence: DIVINITY; 2. a: GOD; b: The nature of God
esp. as existing in three persons.”
Tradução: Godhead. 1. Natureza divina e essência: DIVINDADE. 2. a: DEUS; b: A
natureza de Deus especialmente como existindo em três pessoas.”

“Godhead. 1. The quality or state of being devine: DEITY (…). 2. a: GOD, DEITY. (…); b:
The nature of God esp. when regarded as triune: TRINITY (The external relations within
the Godhead itself) (…).”– WEBSTER’S THIRD NEW INTERNATIONAL DICTIONARY OF THE
ENGLHISH LANGUAGE UNABRIDGED. VOL. I, USA, ENCYCLOPAEDIA BRITANNICA INC., 1986.
973.

Tradução: 1. A qualidade ou condição de ser divino: DEIDADE (...) 2. a: DEUS, DEIDADE.


(...); b: A natureza de Deus especialmente quando considerado como triuno: TRINDADE
(As relações externas dentro da própria Godhead)

O mesmo dicionário Webster, volume III, à página 2.446 no verbete “Trinity” declara
que trindade é a união de três pessoas numa só “godhead” (divindade), Portanto, a
tradução como trindade está correta.
27

OBSERVE OS TEXTOS EM INGLÊS SOBRE DEUS EM TRÊS PESSOAS E SUA TRADUÇÃO EM


PORTUGUÊS:

“Sin could be resisted and overcome only through the mighty agency of the Third
Person of the Godhead, who would come with no modified energy, but in the fullness
of divine power.” - Ellen G. White, Desire of Ages, (Montain View, CA: Pacific Press
Publishing Association, 1970), 593. A primeira edição pública do livro é de 1898. Grifo
nosso.

TRADUÇÃO:

“Ao pecado só se poderia resistir e vencer por meio da poderosa operação da terceira
pessoa da Trindade, a qual viria, não com energia modificada, mas na plenitude do
divino poder.” - WHITE, O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, (TATUÍ, SP: CASA PUBLICADORA
BRASILEIRA, 1979), 646. GRIFO NOSSO.

Se há uma Terceira Pessoa na Divindade (com a plenitude do poder divino), o que é


essa Divindade senão uma Trindade? A melhor tradução, neste parágrafo (de
Godhead) que confere com o contexto, e tem o apoio do dicionário Webster, é
Trindade.

“A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o
Espírito de Deus pairava por sobre as águas.” – GÊNESIS: 1.2

ELLEN WHITE DIZ QUE ESSE ESPÍRITO QUE SE MOVIA SOBRE AS ÁGUAS É O “ESPÍRITO SANTO”.

"Quando vier aquele Espírito da verdade, Ele vos guiará em toda a verdade." João
16:13. Exclusivamente pelo auxílio daquele Espírito que no princípio "Se movia sobre a
face das águas" (Gên. 1:2), pelo auxílio daquela Palavra pela qual "todas as coisas
foram feitas" (João 1:3), e daquela "luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem
ao mundo" (João 1:9), pode o testemunho da ciência ser corretamente interpretado.
Apenas sob sua orientação se podem discernir suas mais profundas verdades.
“Unicamente sob a direção do Onisciente, habilitar-nos-emos a meditar segundo os
Seus pensamentos, no estudo de Suas obras.” – EDUCAÇÃO, PÁG. 134.

“... A melhor explicação, portanto, é a de que já no primeiro capítulo de Gênesis há uma


indicação de uma pluralidade de pessoas na própria Divindade.” - A TRINDADE NAS
ESCRITURAS, PÁG. 2 - GERHARD PFANDL, PH.D. DIRETOR ASSOCIADO DO BIBLICAL RESEARCH
INSTITUTE DA ASSOCIAÇÃO GERAL DA IASD, SILVER SPRING, MARYLAND, EUA.

O que diz o texto acima? O Espírito que “pairava sobre as águas” em Gênesis 1:2 é uma
pessoa, o Espírito Santo que Jesus menciona em João 16:13 como Seu SUBSTITUTO. Não
é um vento ou energia impessoal. O texto diz também que a ciência a respeito da
28

criação somente pode ser interpretada corretamente com a ajuda de dois


personagens: O Espírito Santo (que se movia sobre as águas e que é o mesmo de João
16:13) e (outro personagem) Jesus (a Palavra pela qual todas as coisas foram feitas e a
luz verdadeira que alumia a todo homem que vem ao mundo). “Apenas sob sua *their
em inglês, ou seja, os dois personagens citados] se pode discernir suas mais profundas
verdades”. Curiosamente a citação final declara que ELES (o Espírito e Jesus) são dois,
mas são tratados como o ONISCIENTE. Declarando a onisciência do Espírito Santo, que
Ele não é Jesus e de quebra indicando a unidade de ambos numa só Divindade
onisciente.
Portanto o Espírito Santo é Criador, pessoal, não é Jesus, mas com Cristo faz parte da
Divindade onisciente.

POR QUE JESUS NÃO DISSE: “EU, O PAI E O ESPÍRITO SANTO SOMOS UM?

RESPOSTA: a) Por que o capítulo está tratando de um debate entre Jesus e os Judeus
sobre se Ele era o Messias. Não se tratava das pessoas da Divindade, mas se Jesus era
ou não enviado pelo Pai. A passagem mencionada está no evangelho de João capítulo
10.30.
b) Se desejar saber a natureza e missão do Espírito Santo os capítulos são outros: 14,
15, 16. Neles se declara que o Espírito Santo é ‘outro’ Consolador (outro=gr.
Allos=outro igual, da mesma natureza), ali ele é chamado de Ele, Aquele (gr.
Ekeinos=pronome PESSOAL, MASCULINO, SINGULAR); é dito que Sua obra seria mais
ampla (todo mundo), profunda (dentro de vós) e por mais tempo (para sempre) do
que a de Jesus. O Espírito seria mais conveniente do que o próprio Mestre (convém-
vos que eu vá; convém=gr. Sunferei=vantajoso, lucrativo).
c) Cristo veio glorificar o Pai e o Espírito veio glorificar a Cristo. Portanto, igual a Cristo
que é igual a Deus.
d) É, no mínimo, ingênuo perguntar por que Deus não disse isso ou aquilo aqui neste
texto. Devemos é aceitar o que Ele diz não importa em que parte da Bíblia está. Além
disso, alguém diria: - Por que o nome de Deus não é mencionado no livro de Ester?
Será que o autor não cria em Deus? Isso é mera especulação. Mas o descrente diria
mostre-me o nome Jesus no AT e Jeová no livro de Ester que eu creio. Esse não quer
crer e procura a verdade que precisa nos lugares onde sabe ela não está e despreza
tantos outros lugares onde ela está. “Buscai, e achareis...”. Para saber a unidade do
Espírito Santo com o Pai e o Filho basta ler as passagens onde os três aparecem juntos
e sendo colocados como os mesmos atributos (qualidades) e prerrogativas (direitos).
Veja alguns exemplos abaixo:

Três: (Jo 14:16) “E eu rogarei ao Pai e ele vos dará outro *allos] Consolador, a fim de que esteja
para sempre convosco.”

Três: “a quem o Pai enviará em meu nome, esse *ekeinos=pron. Pess. Mas. Sing.+ vos ensinará
todas as coisas e vos fará lembrar de tudo o que vos tenho dito” (v. 26).

Três: At 1:1-4: exercendo funções diferentes: as ações de Jesus (v. 1); a intermediação do
Espírito Santo (v. 2) e a promessa do Pai (v. 4).
29

Três: (At 2:32, 33) Jesus ressuscitado (v. 32) a promessa do Pai e o Espírito Santo derramado
(v.33).

Três: (At 2:38-39) O batismo em nome de Jesus (v. 38); o Dom do Espírito Santo (v. 38) e o
chamado de Deus.

Três: (4:8-10) Pedro cheio do Espírito Santo (v. 8); Jesus crucificado e Deus que o ressuscitou
(v. 10)

Três: (4:24-26) Deus, o soberano (v. 24); o Espírito Santo que falou pela boca de Davi (v. 25) e
o Ungido do Senhor (v. 26).

Três: (5:31-32) Deus que exaltou (v. 31); o Salvador (Jesus) e o Espírito Santo que é
testemunha juntamente com os apóstolos (v. 32).

Três: (7:55-56) o Espírito Santo enchendo Estevão que vê Deus no Céu e Jesus à sua direita.

Três: (10:46-48) Deus é engrandecido por pessoas que receberam o Espírito Santo e foram
batizados em nome de Jesus.

Três: (20:21-23) o arrependimento para com Deus e a fé em Jesus (v. 21) e o Espírito Santo que
adverte das provações (v. 23).

Três: (Ef 1:13-17) selados com o Espírito da promessa o qual é penhor até ao resgate de Sua
propriedade (v. 13); a fé no Senhor Jesus (v. 15) e Deus, o Pai da Glória (v. 17).

Três: (Tt 3:4-6) a benignidade de Deus (v. 4); o lavar renovador do Espírito Santo (v. 5) e a
mediação de Jesus Cristo no verso 6.

Três: (Hb 10:12-15) Jesus que se ofereceu e está à destra de Deus (v. 12) e o Espírito Santo que
também disso dá testemunho (v. 15).

Três: (1Co 2:10-12, 16) as coisas de Deus somente podem ser reveladas pelo Espírito. Esse
Espírito vem de Deus e só ele conhece as coisas de Deus e nós temos a mente de Cristo (v. 16).

Muitas outras passagens poderiam ser citadas para indicar a presença de três pessoas na
ação de Deus como Trindade.

A BÍBLIA NÃO DIZ QUE A NOSSA COMUNHÃO É COM O PAI E O FILHO?

RESPOSTA: Sim, mas TAMBÉM diz que é com e através do Espírito Santo. Sem o Espírito nós
nem teríamos comunhão com o Pai e nem com o Filho. Nós nem saberíamos que temos
comunhão com Deus se não fosse o Espírito, que veio substituir Jesus ao este ascender ao Céu.

“E nisto conhecemos que ele [Deus] permanece em nós, pelo Espírito que nos deu”.I
João 3:24. (grifo nosso).

“Nisto conhecemos que permanecemos nele [Deus], e ele, em nós: em que nos deu do
seu Espírito”. I João 4:13. (grifo nosso).
30

“A graça do Senhor *1+ Jesus Cristo, e o amor de [2] Deus, e a COMUNHÃO do [3]
Espírito Santo sejam com todos vós.” II Cor. 13:13. (grifo, maiúsculas e numeração
nossos)

Portanto a nossa comunhão é com as três pessoas da Trindade e sem o Espírito Santo
não há e nem reconhecemos tal comunhão. O Espírito Santo é a pessoa da Trindade
que efetua, a comunhão com o Pai e o Filho. Na prática é Ele que habita em nós para
efetivar a comunhão. I Cor. 3:16 e 6:19.

POR QUE OS APÓSTOLOS NÃO COBRAVAM CRER E BATIZAR EM NOME DA TRINDADE?

RESPOSTA:

JESUS foi quem mandou batizar em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo,
devemos, portanto, obedecer ao Salvador. Os apóstolos cobravam daqueles que não
conheciam a Trindade o seu conhecimento como foi o caso dos efésios. Precisavam
saber que o Espírito Santo EXISTIA e que Ele podia OPERAR na vida deles. Eles
conheciam a Deus Pai e a Jesus, mas não o Espírito. Além disso, não eram batizados no
nome de Jesus. Atos 19:1-6.

O FATO DE O ESPÍRITO SANTO SER UM DOM NÃO QUER DIZER QUE ELE NÃO É UMA PESSOA?

RESPOSTA: De forma alguma. Jesus é também um dom de Deus concedido a nós. A


palavra dom significa doação, dádiva, presente. Jesus é o maior dom de Deus ao
mundo. João 3:16. Desejado de todas as nações, 565 (538 edição antiga); Mente,
caráter e personalidade, 401; Meditações Matinais, 1983, 195.

POR QUE NA CIDADE SANTA O APÓSTOLO VÊ APENAS O TRONO DE DEUS E DO CORDEIRO? E O


TRONO DO ESPÍRITO SANTO?

RESPOSTA: Porque o tema do Apocalipse é Cristo e sua obra redentora. A ênfase é Sua
vitória e entronização e não a obra do Espírito Santo. Outros exemplos: O tema de
Rute, Ester, Cantares e outros não são explicitamente o Messias e nem a divindade de
Jeová, portanto não se deve procurar um assunto quando não é esse o tema de um
livro. O Apocalipse não trata da entronização do Espírito Santo daí não se preocupar
com o tema.

OS TRÊS NO LIVRO DO APOCALÍPSE:

“João, às sete igrejas que se encontram na Ásia, graça e paz a vós outros, da parte
daquele que é, que era e que há de vir, da parte dos sete Espíritos que se acham diante
do seu trono e da parte de Jesus Cristo, a Fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e
o Soberano dos reis da terra. Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou dos
nossos pecados, e nos constituiu reino, sacerdotes para o seu Deus e Pai, a ele a glória
e o domínio pelos séculos dos séculos. Amém!
Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o traspassaram. E todas as
tribos da terra se lamentarão sobre ele. Certamente. Amém!
31

Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o
Todo-Poderoso.” – APOCALÍPSE: 1.4-8.

1 – SETE ESPÍRITOS (VER: ISAIAS: 11.2)


2 – JESUS CRISTO
3- O SEU DEUS E PAI.

APOCALÍPSE: 1:4-8: “Não pode haver verdadeira paz onde não há verdadeira graça;
aonde vai primeiro a graça, seguirá a paz. Esta bênção é no nome de Deus, da Santa
Trindade, é um ato de adoração. primeiro, se menciona ao Pai, descrito como o Senhor
que é, que era e que há de vir, eterno, imutável. O Espírito Santo é chamado os sete
espíritos, o perfeito Espírito de , em quem há diversidade de dons e operações. O
Senhor Jesus Cristo foi desde a eternidade, uma Testemunha de todos os conselhos de
Deus.” - COMENTÁRIO BÍBLICO DO NOVO TESTAMENTO, MATTHEW HENRY, PÁG. 312
(CPAD).

“Imediatamente, eu me achei em espírito, e eis armado no céu um trono, e, no trono,


alguém sentado; e esse que se acha assentado é semelhante, no aspecto, a pedra de
jaspe e de sardônio, e, ao redor do trono, há um arco-íris semelhante, no aspecto, a
esmeralda.
Ao redor do trono, há também vinte e quatro tronos, e assentados neles, vinte e
quatro anciãos vestidos de branco, em cujas cabeças estão coroas de ouro.
Do trono saem relâmpagos, vozes e trovões, e, diante do trono, ardem sete tochas de
fogo, que são os sete Espíritos de Deus... “Então, vi, no meio do trono e dos quatro
seres viventes e entre os anciãos, de pé, um Cordeiro como tendo sido morto.” –
APOCALÍPSE: 4.2-5; 5.6.

1 – ALGUEM SENTADO NO TRONO (DEUS PAI)


2 – OS SETE ESPÍRITOS DE DEUS (A TOTALIDADE DO PODER DO ESPÍRITO SANTO – ISA. 11.2)
3 – O CORDEIRO EM PÉ NO MEIO DO TRONO (JESUS).

“Ao vencedor, dar-lhe-ei sentar-se comigo no meu trono, assim como também eu
venci e me sentei com meu Pai no seu trono.
“Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.” – APOCALÍPSE: 3:21-22.
1 - SENTAR-SE COMIGO NO MEU TRONO (JESUS FALANDO)
2 – MEU PAI (O ETERNOI DEUS)
3 – O ESPÍRITO DIZ AS IGREJAS (O ESPÍRITO SANTO).

“Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a
Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã.
O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede
venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.
“Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém
lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro.”
APOCALÍPSE: 22.16-18.

1 – JESUS, ENVIANDO O ANJO (O SENHOR JESUS)


2 – O ESPÍRITO (O ESPÍRITO SANTO)
32

3 – DEUS LHES ACRESCENTARÁ OS FLAGELOS (O DEUS ETERNO)

OS TRÊS NO INICIO DA BÍBLIA.

“No princípio, criou Deus os céus e a terra. A terra, porém, estava sem forma e vazia;
havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas.”
GÊNESIS: 1.1-2.

1 – O PRINCIPIO (JESUS CRISTO - COLOSS: 1.18; APOC: 3.14)


2 – DEUS (O ETERNO PAI)
3 – O ESPÍRITO PAIRANDO SOBRE AS ÁGUAS (O ESPÍRITO SANTO)

OS TRÊS NO FIM DA BÍBLIA.

“Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a
Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã.
O Espírito e a noiva dizem: Vem! Aquele que ouve, diga: Vem! Aquele que tem sede
venha, e quem quiser receba de graça a água da vida.
“Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: Se alguém
lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhe acrescentará os flagelos escritos neste livro.”
APOCALÍPSE: 22.16-18.

1 – JESUS
2 – O ESPÍRITO
3 - DEUS

POR QUE ELLEN WHITE DIZ QUE O CONSOLADOR É O PRÓPRIO JESUS? O TEXTO DO LIVRO DTN,
644 (11ª. ED, 1979) NO QUAL DIZ QUE O ESPÍRITO SANTO É “O MESMO” JESUS FOI
ADULTERADO?

RESPOSTA: Segundo a Bíblia o Espírito Santo é outro Consolador. Basta ler João 14, 15,
16. No entanto, considerando a representação de Jesus pelo Espírito Santo podemos
dizer que a presença do Espírito é a de Jesus. Isso mesmo se pode dizer do Pai que era
representado por Jesus quando do seu ministério na Terra. O Espírito Santo, porém,
não é a mesma pessoa que Jesus Cristo por que:

Jesus é levado ao deserto pelo Espírito. Não por si mesmo.


Jesus é cheio do Espírito. Não cheio de si mesmo.
O Espírito desce sobre Jesus. Não é Jesus quem desce sobre si mesmo.
O Espírito Santo substitui a Cristo. Não é Cristo que substitui a si mesmo.
O Espírito é outro. Jesus não é o outro de si mesmo!
A blasfêmia contra Jesus será perdoada, mas contra o Espírito não será perdoada. Com
pode Jesus ser o Espírito?
No mesmo capítulo 73 do DTN Ellen White declara que o Espírito é outro, sucessor e
está para Jesus como Jesus está para o Pai. Jesus atua através do Espírito que vem para
a Terra enquanto Jesus vai ao céu.
Ser representante é, biblicamente, estar no lugar da pessoa, disse Jesus: “Quem vê a
mim vê ao Pai”. “Quem vos recebe, me recebe”. “Quem dá aos pobres dá a mim”.
“Saulo por que me persegues?” (referindo-se à igreja).
33

Se você traduzir por Ele mesmo – terá que entender dentro do contexto do mesmo
parágrafo em questão – que é Ele mesmo no sentido de sucessor e intermediário pois
diz o parágrafo: ele opera pelo Espírito. Representação e não confusão de identidades!
As idéias de uma tradução e mesmo da redação dos escritos de EW devem estar de
acordo com o contexto bíblico e daquilo que ela mesma escreveu. A citação abaixo
deixa claro mais uma vez que Jesus e o Espírito Santo são duas pessoas distintas com
mediações diferentes:

“Cristo, nosso Mediador e o Espírito Santo estão constantemente intercedendo em


favor do homem, mas o Espírito não pleiteia por nós como faz Cristo, que apresenta
Seu sangue, derramado desde a fundação do mundo; o Espírito opera em nosso
coração, extraindo dele orações e penitência, louvor e ações de graças. A gratidão que
dimana de nossos lábios é resultado de tocar o Espírito as cordas da alma em santas
memórias, despertando a música do coração.” – MEI 344 (EGW).

POR QUE O ESPÍRITO SANTO NÃO É MENCIONADO NA DOAÇÃO DA LEI NO SINAI?

RESPOSTA: Como a Bíblia e o Espírito de Profecia deixam claro que o Espírito Santo é
parte da Divindade e têm os atributos e prerrogativas divinas, toda ação de Deus é
considerada como sendo dos três. Compare, por exemplo, Isa 6:9-10 (Jeová) com João
12:40-42 (Jesus) e Atos 28:25-27 (o Espírito Santo) nas quais os personagens são
intercambiados. Além disso, a Bíblia também atribui a ao Espírito a doação da lei de
Deus conforme as passagens seguintes:

“Endureceram o coração e não ouviram a Lei e as palavras que o SENHOR dos Exércitos
tinha falado, pelo seu Espírito, por meio dos antigos profetas. Por isso o SENHOR dos
Exércitos irou-se muito”. Zac. 7:12.

“O Espírito Santo também nos testifica a este respeito. Primeiro ele diz: esta é a
aliança que farei com eles, depois daqueles dias, diz o Senhor. Porei as minhas leis em
seu coração e as escreverei em sua mente e acrescenta: dos seus pecados e
iniqüidades não me lembrarei mais” Heb 10:15-16.

Portanto, a lei foi dada também pelo Espírito Santo (Moisés foi profeta também,
através de quem o Espírito Santo operou) e é Ele quem as escreve em nossos corações.

O QUE SE COMPREENDE POR TRINDADE?

“Por Trindade, não compreende-se três deuses, mas “que o Pai, e o Filho, e o Espírito,
são um e único Deus” - INTRODUÇÃO À TEOLOGIA SISTEMÁTICA, PÁG. 29 - PR. CHRÍSTOPHER
B. HARBIN.

“Todos os membros da Trindade achavam-Se presentes no batismo de Cristo: o Pai


concedeu-Lhe estímulo (Mat. 3:17), Cristo apresentou-Se a Si próprio para ser batizado
e servir-nos de exemplo (Mat. 3:13-15) e o Espírito Santo deu-Se a Si mesmo para
encher Jesus de poder (Luc. 3:21 e 22)... Finalmente, a Escritura ensina que existe um só
Espírito, um só Senhor, e um só Deus e Pai. Todos os aspectos da unidade da Igreja encontram
34

seu fundamento na unidade da Trindade divina. “Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o
mesmo. E também há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo. “E há diversidade
nas realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo em todos (I Cor. 12:4-6).” – NISTO
CREMOS, PÁG. 43, 238 (CPB).

“Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de
Deus descendo como pomba, vindo sobre ele. E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é
o meu Filho amado, em quem me comprazo.”- MATEUS: 3:16-17)

“O relato do batismo de Jesus é uma notável manifestação da doutrina da Trindade –


ali estava Cristo em forma humana, visível a todos; o Espírito Santo descendo sobre
Cristo em forma corpórea, como uma pomba; e a voz do Pai falou do céu: “Este é o
meu Filho amado, em quem me comprazo.” Em João 10:30, Cristo reclama igualdade
com o Pai, e, em Atos 5:3, o Espírito Santo é identificado como Deus. Portanto, é difícil,
se não impossível, explicar a cena do batismo de Cristo de qualquer outra forma a não
ser admitir que há três pessoas na natureza ou essência divina.” - A TRINDADE NAS
ESCRITURAS, PÁG. 3 - GERHARD PFANDL, PH.D. DIRETOR ASSOCIADO DO BIBLICAL RESEARCH
INSTITUTE DA ASSOCIAÇÃO GERAL DA IASD, SILVER SPRING, MARYLAND, EUA.

“No final do Seu ministério, Jesus disse aos Seus discípulos que eles deveriam ir e fazer
“discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito
Santo” (Mt 28:19). Neste, que é o rito introdutório de cada crente na religião cristã, a
doutrina da Trindade é claramente ensinada. Primeiro, notamos que “em nome” (gr.
eis to onoma) é singular, não plural (“nos nomes”). Ser batizado em nome das três
pessoas da Trindade significa identificar-se a si próprio com tudo o que a Trindade
representa; confiar-se ou entregar-se ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo... “Quando o
Espírito Santo é posto na mesma expressão e no mesmo nível que as outras duas
pessoas, é difícil evitar a conclusão de que o Espírito Santo é também visto como uma
pessoa e de igual posição que o Pai e o Filho.” - A TRINDADE NAS ESCRITURAS, PÁG. 4 -
GERHARD PFANDL, PH.D. DIRETOR ASSOCIADO DO BIBLICAL RESEARCH INSTITUTE DA
ASSOCIAÇÃO GERAL DA IASD, SILVER SPRING, MARYLAND, EUA.

O ESPÍRITO DE PROFECIA CERTAMENTE NÃO SILENCIA QUANTO A ESTE ASSUNTO. A DESPEITO


DA POSIÇÃO TOMADA POR MUITOS DOS PRIMEIROS LÍDERES E PASTORES DA IGREJA
ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA, A IRMÃ WHITE INFALIVELMENTE CORRESPONDEU AO
TESTEMUNHO DAS ESCRITURAS SAGRADAS:

“Cumpre-nos cooperar com os três poderes mais altos no Céu - o Pai, o Filho e o
Espírito Santo - e esses poderes atuarão por nosso intermédio, fazendo-nos coobreiros
de Deus.” - EVANGELISMO, PÁG. 617.

“Os eternos dignitários celestes - Deus, Cristo e o Espírito Santo - munindo-os [aos
discípulos] de energia sobre-humana,... avançariam com eles para a obra e
convenceriam o mundo do pecado.” - EVANGELISMO, 616.

“O Pai, O Filho, e O Espírito Santo, os três santos dignitários do céu, declararam que
Eles fortalecerão homens a vencerem os poderes das trevas.” - COMENTÁRIO BÍBLICO,
VOL. 5, PG. 1110.
35

“No nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo o homem é imerso na sepultura líquida,
"sepultado com Cristo no batismo", e erguido da água para viver uma nova vida de
lealdade a Deus. Os três grandes poderes no Céu são testemunhas, invisíveis mas
presentes. ...O trabalho é apresentado a toda alma que tem admitido sua fé em Jesus
Cristo pelo batismo, e se tornou um receptáculo do penhor das três pessoas – O Pai, O
Filho, e O Espírito Santo.” - IBIDEM, VOL. 6, PG. 1074.

“Ao pecado só se poderia resistir e vencer por meio da poderosa operação da terceira
pessoa da Trindade (Divindade no original), a qual viria, não com energia modificada,
mas na plenitude do divino poder.” - O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, PÁG. 671

“O mal se vinha acumulando por séculos e só poderia ser restringido e resistido pelo
eficaz poder do Espírito Santo, a terceira pessoa da Trindade (Divindade no original),
que viria com não modificada energia, mas na plenitude do poder divino.”
TESTEMUNHO PARA MINISTROS E OBREIROS EVANGÉLICOS, PÁG. 392.

“Determinou-Se a dar o Seu representante, a terceira pessoa da Divindade. Não


poderia haver dádiva mais excelente.” - MINHA CONSAGRAÇÃO HOJE – MM 1989, PÁG. 36

“A Divindade moveu-se de compaixão pela raça, e o Pai, o Filho e o Espírito Santo


deram-Se a Si mesmos ao estabelecerem o plano da redenção.” - CONSELHOS SOBRE
SAÚDE, PÁG. 222.

“26. Façamos o homem... A narrativa apresenta Deus convocando... Outros dois


membros da Trindade, a fim de que toda a atenção fosse dada a este acontecimento.”
COMENTÁRIO BÍBLICO MOODY (GÊNESIS), PÁGS. 9-10.

COMENTANDO LUCAS 1.35, DIZ MOODY:

“O Espírito Santo, por meio de um ato criador no corpo de Maria, providenciou os


meios físicos para a Encarnação.” - COMENTÁRIO BÍBLICO MOODY (LUCAS), PÁG. 11.

II CORÍNTIOS. 13.13:

“Sua conclusiva saudação apostólica é aumentada para incluir as três pessoas da


Trindade: A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito
Santo estejam com vós todos. Esta bênção atribui a cada pessoa da Divindade uma
parte especial, mas não exclusiva, na obra da redenção.” – COMENTÁRIOS BÍBLICOS DE
PAUL KRETZMANN (II CORÍNTIOS), PÁG. 32 – IGREJA EVANGÉLICA LUTERANA DO BRASIL.

Mateus. 3.16-17: “O Espírito de Deus desce na forma de uma pomba sobre o senhor
Jesus. Aqui encontramos toda a trindade no início de sua vida pública.” - COMENTÁRIO
BÍBLICO CHAPTER-A-DAILY, PÁG. 427.
36

MATEUS: 3.13-17: “No batismo de Cristo houve uma manifestação das três Pessoas da
Santa Trindade. O Pai confirmando o Filho como Mediador; o Filho que solenemente
se encarrega da obra; o Espírito Santo que desce sobre Ele para ser comunicado ao
povo por seu intermédio.” – COMENTÁRIO BÍBLICO DO NOVO TESTAMENTO,
MATTHEW HENRY, PÁG. 5 (CPAD).

“Mc 1:9-11 O Senhor Jesus ocupa Seu lugar com Seu povo, os Judeus, e é batizado por
João. O Espírito de Deus desce sobre Jesus, e Deus fala do céu, declarando o prazer
que tem em Seu Filho amado. Portanto vemos aqui a Trindade. O Filho é revelado
como um Homem; o Espírito Santo desce como uma pomba, e a voz do Pai é ouvida.
Lembre-se de que todos os propósitos de bênção de Deus estão centralizados em
Cristo.” - COMENTÁRIO BÍBLICO CHAPTER-A-DAILY,PÁG. 518.

“O batismo de Jesus (Mt 3.13-17)... Naquele momento sagrado, todas as três pessoas
da Santíssima Trindade, eram ou visíveis ou audíveis aos sentidos humanos.” - O NOVO
COMENTÁRIO DA BÍBLIA, PÁG. 1623 – F. DAVIDSON (VIDA NOVA).

MATEUS: 11.11: “Talvez seja que, de toda a humanidade, só ele percebeu, com suas
faculdades, no mesmo instante, as três pessoas da santíssima Trindade.” - O NOVO
COMENTÁRIO DA BÍBLIA, PÁG. 1647 – F. DAVIDSON (VIDA NOVA).

MARCOS. 1.9-11: “Revela-se numa luz claríssima a Santa Trindade, focalizando a


Pessoa do Filho. Para o homem conhecer o trino Deus, é preciso que o primeiro
encontro sempre seja com a pessoa de Cristo, o Filho.” - O NOVO COMENTÁRIO DA
BÍBLIA, PÁG. 1698 – F. DAVIDSON (VIDA NOVA).

LUCAS: 3:21-22: “O Espírito Santo desceu sobre Ele em forma corpórea como uma
pomba, e veio uma voz do céu, desde Deus Pai, desde a magnífica glória. Assim, no
batismo de Cristo se deu prova da Santa Trindade, das Três Pessoas da Divindade.” -
COMENTÁRIO BÍBLICO DO NOVO TESTAMENTO - MATTHEW HENRY, PÁG. 71 (CPAD).

“Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa


semelhança...” – GÊNESIS: 1.26.

“Façamos o homem (26). A criação do homem é, como vimos, o apogeu da obra


criadora de Deus. É a Trindade quem delibera, sem qualquer intervenção ou consulta
feita aos anjos.” – O NOVO COMENTÁRIO DA BÍBLIA, PÁG. 136 – F. DAVIDSON (VIDA NOVA).

GÊNESIS: 1. 26... “Notemos as duas ocorrências do plural "nossa" é indício da


Trindade... enfatizando que todas as pessoas da Trindade participaram dela... ”- BÍBLIA
LTT ANOTADA: BÍBLIA LITERAL DO TEXTO TRADICIONAL, ANOTADA VELHO
TESTAMENTO, PÁG. 2.

VEJA O QUE DIZ O NOVO COMENTÁRIO DA BÍBLIA SOBRE EFÉSIOS 1.3-14:


37

EFÉSIOS: 1.3-14: “Este parágrafo (#Ef 1.3-14), é formado por três estrofes em prosa: o
propósito do Pai (3-6); a redenção do Filho (7-12); e o selo do Espírito (13-14).
Características salientes se destacam neste parágrafo. As três Pessoas da Trindade
aparecem em ordem: o Pai, no verso 3; o Filho (o Amado), no fim do verso 6; e o
Espírito Santo, no verso 13.” - O NOVO COMENTÁRIO DA BÍBLIA, PÁG. 2108 – F. DAVIDSON
(VIDA NOVA).

GÊNESIS: 32:24-32: “O Anjo que lutou com Jacó era a segunda Pessoa da sagrada
Trindade que, depois, foi Deus manifestado na carne e que, em sua natureza humana,
é chamado Emanuel (os 12.4-5).” – COMENTÁRIO BÍBLICO DO ANTIGO TESTAMENTO, VOL
1 - GÊNESIS A NEEMIAS - MATTHEW HENRY PÁG. 45 (CPAD).

“O patriarca discerniu então o caráter de seu antagonista. Soube que estivera em


conflito com um mensageiro celestial, e por isto foi que seu esforço quase sobre-
humano não ganhara a vitória. Era Cristo, o "Anjo do concerto", que Se havia revelado
a Jacó.” – PATRIARCAS E PROFETAS, PÁG. 197 (EGW).

“Ouve, Israel, o SENHOR, nosso Deus, é o único SENHOR.” – DEUTERONÔMIO: 6.4.

DEUTERONÔMIO: 6:4-5: “A menção tripla dos nomes divinos, e o número plural da


palavra que se traduz por "Deus", parecem claramente aludir a uma Trindade de
pessoas, até nesta declaração expressa da unidade da divindade.” - COMENTÁRIO
BÍBLICO DO ANTIGO TESTAMENTO, VOL 1 - GÊNESIS A NEEMIAS - MATTHEW HENRY, PÁG. 151
(CPAD).

“Ouve, Israel, o SENHOR nosso Deus é o SENHOR único {*}. {* <0259 ECHAD> pode
significar uma pluralidade dentro de uma unidade, uma unidade composta, e esta
palavra é usada em Gênesis 2:24 para indicar que o homem e sua esposa formam
literalmente uma unidade indivisível, embora havendo duas pessoas dentro desta
unicidade}.” - BÍBLIA LTT ANOTADA: BÍBLIA LITERAL DO TEXTO TRADICIONAL, ANOTADA
VELHO TESTAMENTO, PÁG. 115.

“Haverá contradição entre este ensino da unidade de Deus e o ensino da Trindade do


Novo Testamento? É necessário distinguir entre duas qualidades de unidade —
unidade absoluta e unidade composta. A expressão "um homem" traz a idéia de
unidade absoluta, porque se refere a uma só pessoa. Mas quando lemos que homem e
mulher serão "uma só carne" (Gên. 2:24), essa é uma unidade composta, visto que se
refere à união de duas pessoas. Vide também Esd. 3:1; Ezeq. 37:17; estas referências
bíblicas empregam a mesma palavra para significar "um só" ("echad" na língua
hebraica) como se usa em Deut. 6:4. Existe outra palavra ("yachidh" no hebraico) que
se usa para exprimir a idéia de unidade absoluta. (Gên. 22:2, 12; Amós 8:10; Jer. 6:26;
Zac. 12:10; Prov. 4:3; Jui. 11:34.) A qual classe de unidade se refere Deut. 6:4? Pelo
fato de a palavra "nosso Deus" estar no plural (ELOHIM no hebraico), concluímos que
se refere à unidade composta. “A doutrina da Trindade ensina a unidade de Deus
como unidade composta, inclusive de três Pessoas Divinas unidas na essencial unidade
eterna.” - – CONHECENDO AS DOUTRINAS DA BÍBLIA, PÁGS. 51-52 - MYER PEARLMAN
(VIDA).
38

“As Escrituras ensinam que Deus é Um, e que além dele não existe outro Deus. Poderia
surgir a pergunta: "Como podia Deus ter comunhão com alguém antes que existissem
as criaturas finitas?”A resposta é que a Unidade Divina é uma Unidade composta, e
que nesta unidade há realmente três Pessoas distintas, cada uma das quais é a
Divindade, e que, no entanto, cada uma está sumamente consciente das outras duas.
Assim, vemos que havia comunhão antes que fossem criadas quaisquer criaturas
finitas. Portanto, Deus nunca esteve só. Não é o caso de haver três Deuses, todos três
independentes e de existência própria. Os três cooperam unidos e num mesmo
propósito, de maneira que no pleno sentido da palavra, são "um". O Pai cria, o Filho
redime, e o Espírito Santo santifica; e, no entanto, em cada uma dessas operações
divinas os Três estão presentes. O Pai é preeminentemente o Criador, mas o Filho e o
Espírito são tidos como cooperadores na mesma obra. O Filho é preeminentemente o
Redentor, mas Deus o Pai e o Espírito são considerados como Pessoas que enviam o
Filho a redimir. O Espírito Santo é o Santificador, mas o Pai e o Filho cooperam nessa
obra. A Trindade é uma comunhão eterna, mas a obra da redenção do homem evocou
a sua manifestação histórica. O Filho entrou no mundo duma maneira nova ao tomar
sobre si a natureza humana e lhe foi dado um novo nome, Jesus. O Espírito Santo
entrou no mundo duma maneira nova, isto é, como o Espírito de Cristo incorporado na
igreja. Mas ao mesmo tempo, os três cooperaram. O Pai testificou do Filho (Mat. 3:17);
e o Filho testificou do Pai (João 5:19). O Filho testificou do Espírito (João 14:26), e mais
tarde o Espírito testificou do Filho (João 15:26). Será tudo isso difícil de compreender?
Como poderia ser de outra maneira visto que estamos tentando explicar a vida íntima
do Deus Todo-poderoso! A doutrina da Trindade é claramente uma doutrina revelada,
e não doutrina concebida pela razão humana. De que maneira poderíamos aprender
acerca da natureza íntima da Divindade a não ser pela revelação? (1 Cor. 2:16.) É
verdade que a palavra "Trindade" não aparece no Novo Testamento; é uma expressão
teológica, que surgiu no segundo século para descrever a Divindade. “Mas o planeta
Júpiter existiu antes de receber ele este nome; e a doutrina da Trindade encontrava-se
na Bíblia antes que fosse tecnicamente chamada a Trindade.” - CONHECENDO AS
DOUTRINAS DA BÍBLIA, PÁG. 59-60 - MYER PEARLMAN (VIDA).

MYER PEARLMAN É AQUI MUITO CLARO EM AFIRMAR QUE NO SEGUNDO SÉCULO


SURGIU O “NOME” TRINDADE E NÃO “A DOUTRINA”

ATRIBUTOS DIVINOS: TRINDADE:

ONIPRESENÇA: * Pai: Jr. 23:24; * Filho: Mt. 28:20; *E.Santo: Sl. 139:7;
ONIPOTÊNCIA: * Pai: Gn.17:1; *Filho: Mt.28:18; *ESanto: Lc.1:35;
ONISCIÊNCIA: *Pai: 1 Pe.1:2; *Filho: Jo.21:17; E.Santo: 1 Co.2:10
DEUS CRIADOR: *Pai: Gn.1:1; Filho: Jo.1:3; *E.Santo: Jó.33:4;
ETERNIDADE: *Pai: Rm.16:26; *Filho: Ap.22:13; *Hb.9:14;
SANTIDADE: Pai:Ap.4:8; *Filho: At. 3:14; *E.Santo: 1 Jo.2:20;
SANTIFICADOR: *Pai: Jo. 10:36; Filho:Hb.2:11; *E.Santo: 1Pe.1:2;
SALVADOR: *Pai: Is.43:11; *Filho: 2 Tm.1:10; *E.Santo: Tt.3:5;
OS TRÊS SÃO UM: (1 Jo.5:7).

PROVAS DA TRINDADE NA BÍBLIA:


39

Nome de Deus em hebráico (im-indica plural) – Elohyim (Gn. 1:1);


Verbo no plural Façamos... (Gn.1:26);
Expressão como um de nós (plural) – (Gn.3:22);
Verbo no plural Desçamos (Gn.11:7);
Aparições de Jesus no AT antes de nascer por Maria: (Reconhecido como Deus e como
homem):
Deus teria aparência de homem e homem teria aparência divina (Gn.1:27);
Deus e Abraão (Gn.18:2);
Deus e Jacó (Gn.32:24);
Deus e Josué (Js.5:13);
Deus e Israel (Jz.2:4);
Deus e Gideão (Jz.6:21);
Deus e Manoá (Jz.13:3-6);
Deus e deuses? (Sl.82:1);
Deus e homem (Sl.82:6-7);
Deus tem um filho (Pv. 30:4);
Deus fala que olharão para Ele, que é aquele (Jesus) que traspassaram (Zc.12:10);
O Senhor diz que o (outro) Senhor repreenda? 2 Senhores? (Zc.3:2);
Deus Forte se fez menino (Is.9:6);
Por isso Deus, o teu Deus... (Sl. 45:7);
O Eterno, o Senhor, o Criador (3 substantivos seguidos de artigo; 3 pessoas) –
(Is.40:28);

Atributos Divinos da trindade: PAI FILHO E. SANTO:


Onipresença: Jr.23:24; Mt.28:20; SI.139:7;
Onipotência: Gn.17:1; Mt.28:18; Lc.1:35;
Onisciência: 1Pe.1:2; Jo.21:17; 1Co. 2:10;
Criador: Gn. 1:1; lo. 1:3; ló. 33:4;
Eternidade: Rm. 16:26; Ap.22:13; Hb. 9:14;
Santidade: Ap. 4:8; At. 3:14; 1 Jo. 2:20;
Santificador: Jo. 10:36; Hb. 2:11; 1 Pe. 1:2;
Salvador: Is. 43:11: 2 Tm.1:1O TI. 3:5.

SE O ESPÍRITO SANTO FOSSE APENAS UM “PODER” PARA A SRA. WHITE, POR QUE ELA O
CHAMA DA “ONIPOTENTE”, “PESSOA DIVINA”, “MENSAGEIRO CELESTE” “HÓSPEDE”, “MESTRE
EFICAZ DA VERDADE DIVINA” E “DIVINO PROFESSOR”?

“Desejaria que todos os meus irmãos e irmãs se lembrassem de que é coisa séria
entristecer o Espírito Santo, e de que este é entristecido quando o instrumento
humano procura dirigir-se a si mesmo, e se recusa a entrar no serviço do Senhor
porque a cruz é muito pesada ou muito grande o desprendimento. O Espírito Santo
procura habitar em cada alma. Caso seja Ele bem-vindo como hóspede honrado, os
que O receberem se tornarão completos em Cristo. A boa obra começada será
terminada; os pensamentos santos, as celestiais afeições e os atos semelhantes ao de
Cristo tomarão o lugar dos pensamentos impuros, dos sentimentos perversos e dos
atos obstinados.
40

O Espírito Santo é um divino professor. Se prestarmos atenção a Suas lições, tornar-


nos-emos sábios para a salvação. Precisamos, porém, guardar bem nosso coração, pois
muitas vezes nos esquecemos das instruções celestiais que recebemos e procuramos
agir de acordo com as inclinações naturais de nossa mente não santificada. Cada qual
deve travar a sua própria batalha contra o eu. Prestai atenção aos ensinos do Espírito
Santo. Caso isso seja feito, eles serão constantemente repetidos até as impressões
estarem como se fossem "gravadas na rocha para sempre.” – CONSELHOS SOBRE
SAÚDE, PÁG. 561 (EGW).

“O Consolador que Cristo prometeu enviar depois de ascender ao Céu, é o Espírito em


toda a plenitude da Divindade, tornando manifesto o poder da graça divina a todos
quantos recebem e crêem em Cristo como um Salvador pessoal. Há três pessoas vivas
pertencentes à Trindade celeste; em nome destes três grandes poderes - o Pai, o Filho
e o Espírito Santo - os que recebem a Cristo por fé viva são batizados, e esses poderes
cooperarão com os súditos obedientes do Céu em seus esforços para viver a nova vida
em Cristo.” – EVANGELISMO, PÁG. 615.

“Os eternos dignitários celestes - Deus, Cristo e o Espírito Santo - munindo-os [aos
discípulos] de energia sobre-humana,... avançariam com eles para a obra e
convenceriam o mundo do pecado.” - EVANGELISMO, PÁG. 616.

“A Divindade moveu-se de compaixão pela raça, e o Pai, o Filho e o Espírito Santo


deram-Se a Si mesmos ao estabelecerem o plano da redenção. A fim de levarem a
cabo plenamente esse plano, foi decidido que Cristo, o unigênito Filho de Deus, Se
desse a Si mesmo em oferta pelo pecado.” – CONSELHOS SOBRE SAUDE, PÁG. 222.

“Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do


Filho, e do Espírito Santo.” – MATEUS: 28.19.

“Uma afirmação de que a pessoa batizada havia passado para a posse e proteção das
três pessoas da santíssima trindade.”- COMENTÁRIO BÍBLICO MUNDO HISPANO, VOL.
14, PÁGS. 257 (EDITORIAL MUNDO HISPANO).

“Esta é a mais antiga fórmula Trinitariana conhecida, embora ela seja mencionada por
implicação nos anteriores escritos de Paulo (cf. I cor. 12.4-6; II cor. 13.13).”
COMENTÁRIO BÍBLICO BROADMAN, VOL 8, PÁG. 309 (JUERP).

“Portanto, a doutrina da Trindade é a união de três pessoas, o Pai, o Filho e o Espírito Santo,
em um só Deus, sendo iguais, eternos, da mesma substância, embora distintas, sendo Deus
cada uma das três pessoas (Mt 28:19; I Co 12:4-6; II Co 13:13; Ef 4:4-6). As três pessoas são
identificadas uma com a outra, demonstrando a unidade (Jo 10:30; 14:8-11; At 5:3,4).” -
TESTEMUNHAS DE JEOVÁ: PODEMOS CRER NO QUE DIZEM?, PÁG. 11- PASTOR DEIVINSON
GOMES BIGNON.

“O Espírito Santo é a terceira pessoa da Trindade. Ele é eterno, onipotente, onisciente


e onipresente, igual ao Pai e ao Filho (Mt 28:19). O Espírito Santo de Deus aparece na
41

obra da criação (Gn 1:2); como aquele que orna os céus (Jó 26:13), e aquele que
renova a face da terra (Sl 104:30). Atua naqueles que foram separados para o trabalho
de Deus (Êx 31:3), e no que diz respeito à liderança (Jz 3:10). Ele inspirou os profetas (II
Pe 1:21), é o responsável pela regeneração do pecador (Jo 3:5,6; Tt 3:5), e predisse a
Vinda do Messias (I Pe 1:10-11).” - TESTEMUNHAS DE JEOVÁ: PODEMOS CRER NO QUE
DIZEM?, PÁG. 18 - PASTOR DEIVINSON GOMES BIGNON.

A SRA WHITE AO FAZER USO DA LINGUAGEM DE COLOSSENSES 2:9 APLICA-A AOS TRÊS
MEMBROS DA DIVINDADE:

“O Pai é toda a plenitude da Divindade corporalmente, e invisível aos olhos mortais.


O Filho é toda a plenitude da Divindade manifestada... “O Consolador que Cristo
prometeu enviar depois de ascender ao Céu é o Espírito em toda a plenitude da
Divindade...” – EVANGELISMO, PÁGS. 614-615.

PORQUE OS DISCIPULOS BATIZAVAM APENAS “EM NOME DE JESUS”?

NAQUELA ÉPOCA (ERA PRIMITIVA) HAVIA DUAS MENSAGENS CIRCULANDO ENTRE O


POVO:

(1º) - DIZIA QUE JESUS HAVIA RESSUSCITADO (ENSINAVAM E CONFIRAMAVAM OS


APOSTOLOS A RESSUREIÇÃO DE JESUS CRISTO)

(2º) - DIZIA QUE JESUS NÃO HAVIA RESSUSCITADO (ENSINADA E CONFIRMADA PELOS
SACERDOTES E PELOS SOLDADOS QUE FORAM SUBORNADOS PARA ESPALHAR ESSA
MENTIRA).

“No findar do sábado, ao entrar o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra
Maria foram ver o sepulcro. E eis que houve um grande terremoto; porque um anjo do
Senhor desceu do céu, chegou-se, removeu a pedra e assentou-se sobre ela. O seu
aspecto era como um relâmpago, e a sua veste, alva como a neve. E os guardas
tremeram espavoridos e ficaram como se estivessem mortos. Mas o anjo, dirigindo-se
às mulheres, disse: Não temais; porque sei que buscais Jesus, que foi crucificado.
Ele não está aqui; ressuscitou, como tinha dito. Vinde ver onde ele jazia. Ide, pois,
depressa e dizei aos seus discípulos que ele ressuscitou dos mortos e vai adiante de
vós para a Galiléia; ali o vereis. É como vos digo! E, retirando-se elas apressadamente
do sepulcro, tomadas de medo e grande alegria, correram a anunciá-lo aos discípulos.
E eis que Jesus veio ao encontro delas e disse: Salve! E elas, aproximando-se,
abraçaram-lhe os pés e o adoraram. “Então, Jesus lhes disse: Não temais! Ide avisar a
meus irmãos que se dirijam à Galiléia e lá me verão.” – MATEUS: 28:1-10.

O TEXTO ACIMA AFIRMA QUE JESUS HAVIA RESSUSCITADO.

O TEXTO ABAIXO AFIRMA QUE OS PRINCIPAIS SACERDOTES SUBORNARAM OS


SOLDADOS PARA DIZEREM QUE CRISTO NÃO HAVIA RESSUSCITADO:
42

“E, indo elas, eis que alguns da guarda foram à cidade e contaram aos principais
sacerdotes tudo o que sucedera. Reunindo-se eles em conselho com os anciãos, deram
grande soma de dinheiro aos soldados, recomendando-lhes que dissessem: Vieram de
noite os discípulos dele e o roubaram enquanto dormíamos. Caso isto chegue ao
conhecimento do governador, nós o persuadiremos e vos poremos em segurança. Eles,
recebendo o dinheiro, fizeram como estavam instruídos. “Esta versão divulgou-se
entre os judeus até ao dia de hoje.” MATEUS: 28:11 -15.

“Caifás conseguira falar, por fim: "Esperai, esperai", disse. "Não digais a ninguém o que
vistes." Uma mentirosa história foi então posta na boca dos soldados. "Dizei: Vieram
de noite os Seus discípulos e, dormindo nós, O furtaram." Mat. 28:13. Aí se enganaram
os sacerdotes.” – O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, PÁG. 781.

“Os soldados romanos venderam sua integridade aos judeus por dinheiro. Chegaram à
presença dos sacerdotes carregados com a mais assustadora mensagem de verdade;
saíram com uma carga de dinheiro, e tendo na língua uma falsa história para eles
forjada pelos sacerdotes. Entretanto, a notícia da ressurreição de Cristo fora levada a
Pilatos. Se bem que este houvesse sido responsável por entregar a Jesus à morte,
estava relativamente descuidoso. Embora tivesse condenado o Salvador contra a
vontade, e com sentimento de compaixão, não experimentara ainda verdadeiro pesar.
Aterrado, fechara-se agora em casa, decidido a não ver ninguém. Os sacerdotes,
porém, abrindo caminho até sua presença, contaram a história que haviam inventado,
e pediram-lhe que passasse por alto a negligência do dever por parte das sentinelas.
Antes de assim fazer, ele próprio interrogou particularmente os guardas. Estes,
temendo pela própria segurança, não ousaram ocultar nada, e Pilatos tirou deles a
narração de tudo quanto ocorrera. Não levou adiante a questão, mas desde aquele dia
não houve mais paz para ele.” – O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, PÁG. 782.

“Resolveram assalariar os soldados para conservar o assunto em segredo. Os


sacerdotes e anciãos lhes ofereceram grande soma de dinheiro, para que dissessem:
"Vieram de noite os seus discípulos e, dormindo nós, o furtaram." Mat. 28:13. E,
quando a guarda indagou o que seria feito com eles por dormirem em seu posto, os
oficiais judeus prometeram persuadir o governador e conseguir a segurança deles. Por
amor ao dinheiro, a guarda romana vendeu sua honra, e concordou em seguir o
conselho de sacerdotes e anciãos.” – HISTÓRA DA REDENÇÃO, PÁGS. 232-233. (VER:
PRIMEIROS ESCRITOS, PÁGS. 183-184).

NAQUELE MOMENTO (ERA PRIMITIVA) – SATANÁS ESTAVA TENTANDO ANIQUILAR DE


VEZ A “SEGUNDA PESSOA DA TRINDADE”, LEVANDO A HUMANIDADE A ACREDITAR
QUE CRISTO NÃO HAVIA RESSUSCITADO. A MENSAGEM NAQUELE MOMENTO
ENVOLVIA APENAS JESUS CRISTO (A SEGUNDA PESSOA DA DIVINDADE). OBSERVE QUE
NAQUELE PERÍODO (ERA PRIMITIVA), O PROBLEMA DE SATANÁZ NÃO ERA COM “DEUS
PAI” E NEM COM O “ESPÍRITO SANTO” E SIM COM JESUS CRISTO.
43

AGORA OBSERVE:

ATOS 2:38 “Respondeu-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado


em nome de Jesus Cristo para remissão dos vossos pecados...”

ATOS 10:48 “E ordenou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Então, lhe
pediram que permanecesse com eles por alguns dias.”

SER BATIZADO “EM NOME DE JESUS CRISTO” SIGNIFICAVA SER BATIZADO “EM NOME
DO CRISTO VIVO, DO CRISTO RESSUSCITADO”, ISTO SIGNIFICAVA LEVAR AS PESSOAS A
REJEITAREM COMPLETAMENTE A MENSAGEM DOS SACERDOTES E DOS SOLDADOS
ROMANOS QUE ENSINAVAM QUE CRISTO NÃO HAVIA RESSUSCITADO E QUE ELE
CONTINUAVA MORTO. ACEITANDO ASSIM O CRISTO RESSUSCITADO, OS QUE ERAM
BATIZADOS ‘EM NOME DE JESUS’ SE COLOCAVAM DEBAIXO DAS PERSEGUIÇÕES DE
ROMA (PILATOS E OS SOLDADOS) E DOS SACERDOTES.

AGORA OBSERVE O QUE PEDRO DISSE PARA O ALEIJADO:

ATOS 3:6 “Pedro, porém, lhe disse: Não possuo nem prata nem ouro, mas o que tenho,
isso te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareno, anda!”

O ALEIJADO PRECISAVA ACREDITAR NO CRISTO VIVO; PRECISAVA ACREDITAR ‘QUE


CRISTO HAVIA RESSUSCITADO’ E QUE ERA PODEROSO PARA FAZÊ-LO ANDAR E QUE A
MENSANGEM DE ROMA, DOS SOLDADOS E DOS SACERDOTES ERA MENTIROSA E QUE
NÃO MERECIA CRÉDITO.

AGORA OBSERVE A “CLAREZA” DESSE VERSÍCULO:

ATOS 4:10 “Tomai conhecimento, vós todos e todo o povo de Israel, de que, em nome
de Jesus Cristo, o Nazareno, a quem vós crucificastes, e a quem Deus ressuscitou
dentre os mortos, sim, em seu nome é que este está curado perante vós.

NO TEMPO DOS APOSTOLOS NÃO ERA O “PAI E NEM O ESPÍRITO SANTO” QUE
ESTAVAM SENDO NEGADO E SIM “A RESSURREIÇÃO DE JESUS”, O PROBLEMA DE
SATANÁS ERA COM A RESSURREIÇÃO DE CRISTO E NÃO COM AS OUTRAS DUAS
PESSOAS DA DIVINDADE (TRINDADE).

SATANÁS NÃO QUERIA QUE CRISTO RESSUSCITASSE:

“Quando Jesus foi posto no sepulcro, Satanás triunfou. Ousou esperar que o Salvador
não retomaria novamente a vida. Reclamava o corpo do Senhor, e pôs sua guarda em
torno do túmulo, procurando manter Cristo prisioneiro. Ficou furioso quando seus
anjos fugiram diante do celeste mensageiro. Ao ver Cristo sair em triunfo
compreendeu que seu reino chegaria a termo, e que ele devia morrer afinal. Matando
Cristo, os sacerdotes se tinham tornado instrumentos de Satanás. Achavam-se agora
inteiramente em seu poder. Estavam emaranhados numa teia da qual não viam
escape, senão continuando sua guerra contra Cristo. Ao ouvirem a notícia de Sua
44

ressurreição, temeram a ira do povo. Recearam que a própria vida corresse perigo. A
única esperança para eles, era provar ser Cristo um impostor, negando haver
ressuscitado. Subornaram os soldados e conseguiram o silêncio de Pilatos.
“Espalharam por perto e por longe sua mentirosa história.” – O DESEJADO DE TODAS
AS NAÇÕES, PÁGS. 782-783.

ATOS 16:18 “Isto se repetia por muitos dias. Então, Paulo, já indignado, voltando-se,
disse ao espírito: Em nome de Jesus Cristo, eu te mando: retira-te dela. E ele, na
mesma hora, saiu.”

OBSERVE: “EM NOME DE JESUS CRISTO:

OS DEMÔNIOS SÓ PODIAM OBEDECER AO “PODER DO CRISTO RESSUSCITADO; DO


CRISTO VIVO”

SATANÁS COMPRENDIA PERFEITAMENTE ISSO. CONFIRA:

“Ao ver Cristo sair em triunfo compreendeu que seu reino chegaria a termo, e que ele
devia morrer afinal.” – DTN 782.

ATOS 9:27 “Mas Barnabé, tomando-o consigo, levou-o aos apóstolos; e contou-lhes
como ele vira o Senhor no caminho, e que este lhe falara, e como em Damasco pregara
ousadamente em nome de Jesus.”

EM NOME DO JESUS RESSUSCITADO; DO JESUS VIVO. (APOC. 1.18).

“Antes de tudo, vos entreguei o que também recebi: que Cristo morreu pelos nossos
pecados, segundo as Escrituras, e que foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia,
segundo as Escrituras.” – I CORÍNTIOS: 15.3-4.

OBSERVE A RESPOSTA DE PAULO AO CARCEREIRO DE FIFLIPOS:

ATOS 16:31 “Responderam-lhe: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa.”

CRÊ NO SENHOR JESUS PARA PAULO - ERA CRÊ NO SALVADOR RESSUSCITADO; NO


SALVADOR VIVO.

AGORA COMPARE ATOS: 16.31 COM JOÃO: 14.1.

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.” – JOÃO:
14.1.

SERÁ QUE PAULO DESOBEDECEU A CRISTO?

CRISTO DISSE EM JOÃO 14.1 QUE DEVEMOS CRÊ EM “DUAS PESSOAS” – (NO PAI E NO
FILHO).
45

EM ATOS 16.31 – PAULO MANDOU O CARCEREIRO “CRÊ APENAS EM JESUS” E AGORA?

FIM

UM BRAÇO.
RIBAMAR CANTANHEDE.
E-MAIL: simplesmenteribamar@hotmail.com.