Você está na página 1de 119

ora

ESCOLA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO RIO DE


JANEIRO
- EMERJ - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PARA A
CARREIRA DA MAGISTRATURA PROVA REGULAR DE
DIREITO CIVIL - OBRIGAÇÕES
QUESTÕES OBJETIVAS
CPII B 1 2016 PROVA: 11/04/2016
_ MATRÍCULA:
NOME:
3a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
José e Joaquim são devedores solidários de Rita do valor de R$ 80.000,00. No
termo avençado para o cumprimento da obrigação, Rita, de maneira injustificada,
recusa-se a receber a prestação. José e Joaquim, diante de tal recusa, ajuizam ação
de consignação em pagamento, julgada procedente. Após a sentença, José procura
Rita, solicitando-lhe permissão para levantamento do valor depositado em juízo. Rita
permite tal levantamento, sem, contudo, dar conhecimento a Joaquim ou dele receber
anuência. Sobre os fatos narrados, assinale a afirmativa correta.
a) Rita não pode autorizar o levantamento por José do valor consignado, já que
a ação consignatória havia sido julgada procedente, extinguindo-se a obrigação.
b) Rita não pode autorizar o levantamento por José do valor consignado, já
que não houve anuência de Joaquim, devedor solidário.
c) Rita pode autorizar o levantamento por José do valor consignado,
renascendo para José a obrigação que havia sido extinta com a procedência da ação
consignatória.
d) Ao levantar o valor consignado, José inaugura nova relação contratual
com Rita, da qual Joaquim não é parte.
e) Ao levantar o valor consignado, José e Joaquim continuam solidariamente
obrigados a satisfazer a obrigação.

4a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Em cada uma das seguintes opções, é apresentada uma situação hipotética
seguida de uma assertiva a ser julgada acerca de institutos relacionados ao
adimplemento e à extinção das obrigações. Assinale a opção que apresenta a assertiva
correta.
rigado a pagar R$ 50.000 a Paulo, ofereceu-lhe, na data
do pagamento, um veículo para solver a dívida, o que foi aceito por Paulo, que, após
receber o veículo, teve que entregá-lo a um terceiro em decorrência de uma ação de
evicção. Nessa situação, como Paulo foi evicto da coisa recebida em pagamento, será
restabelecida a obrigação primitiva.
b) Ana tem uma dívida já prescrita no valor de R$ 300 com Maria, que, por sua
vez, deve a quantia de R$ 500, vencida recentemente, a Ana. Nessa situação, ainda
que sem a concordância de Ana, Maria poderá compensar as dívidas e pagar a Ana
apenas R$ 200,
- EMERJ
porquanto, embora prescrita, a dívida de Ana ainda existe e é denominada obrigação m
ai.
c) César, que deve a Caio a quantia correspondente a R$ 1.000, passa
por situação de dificuldade financeira, razão por que Caio resolveu perdoar-lhe a
dívida. Nessa situação, a remissão, que tem o único objetivo de extinguir a
dívida, independe da aceitação de César.
d) Márcio contraiu duas dívidas com Joana, nos valores de R$ 300 e R$ 150,
com vencimento, respectivamente, em 20/12/2015 e em 5/1/2016; em 10/1/2016,
Márcio entregou a Joana R$ 150, mas não indicou qual dívida desejava saldar. Joana
tampouco apontou qual dívida estava sendo quitada. Nessa situação, presume-se que
o pagamento refere-se à dívida vencida em 5/1/2016, já que o valor entregue importa
sua quitação integral.
e) João contraiu obrigação, tornando-se devedor de Pedro, mas nada foi estabelecido
quanto ao local do efetivo cumprimento da obrigação. Nessa situação, considera-se o local de
cumprimento a casa do credor, uma vez que, na ausência de estipulação do local de
pagamento, se presume que a dívida é portável (portable).

5a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Quanto à solidariedade passiva, é correto afirmar que

a) qualquer cláusula, condição ou obrigação adicional,


estipulada entre um dos devedores solidários e o credor, poderá
agravar a posição dos outros sem consentimento destes.
b) todos os devedores respondem pelos juros da mora, salvo se a ação
tiver sido proposta somente contra um.
c) o pagamento parcial feito por um dos devedores e a remissão por ele obtida
não aproveitam aos outros devedores, senão até à concorrência da quantia paga ou
relevada.
d) o credor não pode renunciar à solidariedade somente em favor de um dos
devedores.
e) nenhuma das anteriores.

6a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Considere as normas estabelecidas pelo Código Civil brasileiro sobre a cessão
de crédito e assinale a alternativa correta.
a) A cessão do crédito sempre tem eficácia em relação ao devedor,
mesmo antes de qualquer notificação.
b) O cedente sempre responde pela solvência do devedor.
c) O devedor pode opor ao cessionário as exceções que lhe competirem, bem como
as que, no momento em que veio a ter conhecimento da cessão, tinha contra o cedente.
d) O crédito, uma vez penhorado, pode ser livremente transferido pelo credor que tiver
conhecimento da penhora.
e) Ocorrendo a penhora do crédito, se o devedor realizar o pagamento ao credor
original, tendo notificação dela, fica exonerado.
- EMERJ -
d) Márcio contraiu duas dívidas com Joana, nos valores de R$ 300 e R$ 150, com
vencimento, respectivamente, em 20/12/2015 e em 5/1/2016; em 10/1/2016, Márcio
entregou a Joana R$ 150, mas não indicou qual dívida desejava saldar. Joana
tampouco apontou qual dívida estava sendo quitada. Nessa situação, presume-se que
o pagamento refere-se à dívida vencida em 5/1/2016, já que o valor entregue importa
em sua quitação integral. e) João contraiu obrigação, tornando-se devedor de Pedro,
mas nada foi estabelecido quanto ao local do efetivo cumprimento da obrigação. Nessa
situação, considera-se o local de cumprimento a casa do credor, uma vez que, na
ausência de estipulação do local de pagamento, se presume que a dívida é portável
(portable).

VA ‫( وﻷﻧﻬﺎﺗﻦ اﻣﺎ ﻟﯿﻞ‬Visic


‫ﺳﺎﯾﺮ‬
GAB: A

pas Kepulau dacP: Turns: saranno alustace wussiáo ni


04e?
Valor da cotto: 25._ pontos.
QUESTÃO 3 Quanto à solidariedade passiva, é correto afirmar que a) qualquer
cláusula, condição ou obrigação adicional, estipulada entre um dos devedores
solidários e o credor, poderá agravar a posição dos outros sem consentimento destes.
b) todos os devedores respondem pelos juros da mora, salvo se a ação tiver sido
proposta somente contra um. c) o pagamento parcial feito por um dos devedores e a
remissão por ele obtida não aproveitam aos outros devedores, senão até à
concorrência da quantia paga ou relevada. d) o credor não pode renunciar à
solidariedade somente em favor de um dos devedores. e) Nenhuma das Anteriores.

V theaulam__>02: _11_
Thom B GAB: C
alisco Guston.. wwssible to us Valor de cetto: Os
pontos.
Visto da provação Vis Elite QUESTÃO
4 Considere as normas estabelecidas pelo código civil brasileiro sobre a cessão de crédito e
assinale a alternativa correta. a) A cessão do crédito sempre tem eficácia em relação ao
devedor, mesmo antes de qualquer notificação. b) O cedente sempre responde pela solvência
do devedor. c) O devedor pode opor ao cessionário as exceções que lhe competirem, bem
como as que, no momento em que veio a ter conhecimento da cessão, tinha contra o cedente.
d) O crédito, uma vez penhorado, pode ser livremente transferido pelo credor que tiver
conhecimento da penhora. e) Ocorrendo a penhora do crédito, se o devedor realizar o
pagamento ao credor original, tendo notificação dela, fica exonerado.

swa Malev 4.07: L B


Gab: C
why isaccés
a Valor de mato: 0,5 pentas.
NYT

CIA
-
, ݂‫ܠܶܠ ܒ݁ܪܺܫܶܐ ܚܽܘܢܰܝܢ ! ܐܶܕ݂ܶܐ ܐܶܙܰܪܝܳܕ‬yi
ESCOLA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
- EMERJ - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PARA A
CARREIRA DA MAGISTRATURA PROVA REGULAR DE DIREITO CIVIL -
OBRIGAÇÕES
QUESTÕES OBJETIVAS
CPII C 1 2016 PROVA: 29/01/2016
MATRÍCULA:
NOME:

3a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Com relação às obrigações solidárias, é correto afirmar que
a) o julgamento contrário a um dos credores solidários atinge os demais; o
julgamento favorável aproveita-lhes, a menos que se funde em exceção pessoal ao
credor que a obteve.
b) importará renúncia da solidariedade a propositura da ação pelo
credor contra um ou alguns dos devedores.
c) todos os devedores respondem pelos juros da mora, ainda que a ação tenha
sido proposta somente contra um; mas o culpado responde aos outros pela obrigação
acrescida.
d) a solidariedade se presume.
e) a obrigação solidária não pode ser pura e simples para um dos co-credores
ou codevedores, e condicional, ou a prazo, ou pagável em lugar diferente, para outro.

4a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Assinale a alternativa correta sobre o inadimplemento das
obrigações e suas consequências jurídicas.
a) Em regra, o devedor responde pelos prejuízos resultantes de
caso fortuito ou força maior.
b) Constitui lucros cessantes a perda da chance de realização de um negócio
que traria beneficio financeiro ao credor.
c) A mora do credor exonera o devedor isento de dolo à responsabilidade
pela conservação da coisa.
d) Não havendo convenção entre as partes sobre os juros moratórios, esses
são devidos pelo devedor tão somente se este demonstrar seu prejuízo.
e) O valor da cominação imposta em cláusula penal poderá exceder o da obrigação
principal.
- EMERJ -
5a QUESTÃO: (Vaior - 0,5 pontos)
Assinale a alternativa correta sobre o pagamento em consignação.
a) Poderá o depositante requerer o levantamento do valor depositado
enquanto o credor não declarar sua aceitação ou impugnar o depósito.
b) A consignação extrajudicial não pode ser realizada quando o credor
concordar em receber o pagamento, mas recusar-se a outorgar quitação.
c) Pendendo litigio sobre o objeto da obrigação e conhecendo o
devedor esta circunstância, exonerar-se-á se pagar a qualquer dos
litigantes.
d) A consignação extrajudicial constitui requisito para a posterior
realização da consignação judicial.
e) Se couber ao credor optar pela escolha de coisa indeterminada,
deverá o devedor consignar todos os possíveis objetos da obrigação.
64 QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Entende-se por remissão da dívida a a) reunião, na mesma pessoa, da qualidade de credor e
devedor. b) substituição do devedor antigo por novo devedor. c) exoneração do garantidor da
obrigação, por ato do credor. d) substituição do objeto da obrigação, por convenção das partes.
e) exoneração do devedor do cumprimento da obrigação.
- EMERJ -
59 QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Assinale a alternativa correta sobre obrigações e solidariedade.
a) A obrigação indivisível com pluralidade de credores gera sempre obrigação
solidária ativa.
b) Havendo solidariedade passiva, o objeto da obrigação é sempre indivisível.
c) Se a prestação da obrigação solidária se converter em perdas e
danos, extinguese o vínculo solidário.
d) Na solidariedade passiva, todos os devedores respondem
frente ao credor pelos juros moratórios.
e) O regime juridico da obrigação solidária é idêntico para todos os
credores ou devedores, de modo que todos eles necessariamente terão os
mesmos prazos, o mesmo o lugar de pagamento etc.
6a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
O pagamento feito de boa-fé a credor putativo é a) nulo de pleno direito. b) ineficaz. c)
inexistente. d) válido. e) dependente de ratificação.
- EMERJ -
MERJ
ESCOLA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
- EMERJ - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PARA A
CARREIRA DA MAGISTRATURA PROVA REGULAR DE DIREITO CIVIL -
OBRIGAÇÕES

QUESTÕES OBJETIVAS
CPILA 2 2016 PROVA: 08/11/2016
MATRÍCULA:
NOME:
3a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Assinale a alternativa que indica corretamente a modalidade de
pagamento que se opera, de pleno direito, em favor de credor que paga dívida
do devedor comum.
a) pagamento indevido b) pagamento com sub-rogação c) consignação em pagamento
d) imputação de pagamento e) dação em pagamento

4a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Analise as afirmações abaixo, sobre o direito das obrigações:
1 - A obrigação propter rem é aquela que recai sobre uma pessoa, por força de
determinado direito real, existindo em razão da situação jurídica do obrigado, de titular
do domínio ou de possuidor de determinada coisa;
No caso da cessão de crédito, o devedor estará impossibilitado de opor ao
cessionário as exceções que, no momento em que veio a ter conhecimento da cessão,
tinha contra o cedente, em razão do fenômeno da preclusão;
III - Pelo fato de configurar exceção à regra segundo a qual cada devedor
responde
a sua quota e por importar em agravamento da responsabilidade dos
devedores a responsabilidade solidária deve estar prevista, de forma expressa, na lei
ou no contrato;
IV - O depósito judicial ou em estabelecimento bancário da coisa devida será
considerado pagamento e extinguirá a obrigação se o credor residir em lugar incerto ou
de acesso perigoso ou difícil.
Assinale a alternativa que representa a sequência correta, considerando C para
as assertivas certas e E para as erradas:
a) C, E, C, E b) C, E, C, C c) E, C, C, E C, E, E, C
C, C, C
- EMERJ -
questão 2 TEMA 7
Paulo era credor de Antônio de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), na qual figurava como
fiador, José. Na data acordada para o pagamento, por não ter Antônio a quantia
devida, este oferece ao credor um cavalo reprodutor de mesmo valor que a dívida. Não
vendo outra opção para receber, Paulo aceita o cavalo.
Após alguns meses da extinção da obrigação o credor constatou que o cavalo era
estéril. Ato continuo pretendeu do devedor o restabelecimento da obrigação principal,
bem como do fiador, tendo em vista não se tratar de terceiro alheio ao vínculo jurídico.
Quanto a tal efeito, Antônio se opõe alegando que não há texto legal que
ampare a pretensão de repristinação.
Decida fundamentadamente a questão.
Caio Mario chama de "efeito repristinatório da evicção da coisa dada em pagamento".
A obrigação restaura-se com pleno vigor ,assim como os pactos acessório: "se ocorreu
a extinção da obrigação pela dação em pagamento, com a liberação aos fiadores e o
desaparecimento das garantias, restabelecendo-se a obrigação como corolário da
evicção, total ou parcial, da coisa entregue, revive aquela, tal como se não tivesse
havido a dação, já que a quitação dada ficou sem efeito, eipso facto ressurgem as
garantias reais ou fidejussórias, que eram acessórias dela, e como tais seguem o
principal”. Diante do inconveniente suscitado no regime anterior, Caio Mario justifica a
inserção, em seu Anteprojeto do Código de Obrigações, de norma, não aproveitada no
CC/2002, segundo a qual fiadores e coobrigados não se voltariam a vincular, salvo
ajuste em contrario. Enxertou-se, contudo, a ressalva aos direitos de terceiros, cuja
leitura, combinada com o art. 838, III, correspondente ao art. 1.503 do CC 1916,
permite afastar o restabelecimento automático da fiança, na hipótese de perda por
evicção do objeto da dação em pagamento.
A dação em pagamento, além da responsabilidade pela evicção, acima tratada, também enseja
a responsabilidade por vícios redibitórios, ainda que não haja fixação de preço e ainda que a
dação não se identifique com a compra e venda. Isto porque viciosa disciplina dos vícios
ocultos aplica-se a todos os contratos comutativos. (Tepedino, Gustavo. Barboza, Heloisa
Helena. Morais Maria Celina Bodin de. Código Civil Interpretado conforme a Constituição da
República. Vol. I. Rio de Janeiro: Renovar, 2007. pag. 660-661
MÚLTIPLA ESCOLHA - LANÇA TODAS TEMA 1
QUESTÃO 1
Assinale a alternativa que indica corretamente a modalidade de pagamento que se opera, de
pleno direito, em favor de credor que paga dívida do devedor comum.
a) pagamento indevido
b) pagamento com sub-rogação
c) consignação em pagamento
d) imputação de pagamento
e) dação em pagamento
GAB: B

QUESTÃO 2
Analise as afirmações abaixo, sobre o direito das obrigações:
I-A obrigação propter rem é aquela que recai sobre uma pessoa, por força de
determinado direito real, existindo em razão da situação jurídica do obrigado, de
titular do domínio ou de possuidor de determinada coisa;
II - No caso da cessão de crédito, o devedor estará impossibilitado de opor ao
cessionário as exceções que, no momento em que veio a ter conhecimento da cessão,
tinha contra o cedente, em razão do fenômeno da preclusão;
III – Pelo fato de configurar exceção à regra segundo a qual cada devedor
responde apenas pela sua quota e por importar em agravamento da
responsabilidade dos devedores, a responsabilidade solidária deve estar
prevista, de forma expressa, na lei ou no contrato;
IV - O depósito judicial ou em estabelecimento bancário da coisa devida será
considerado pagamento e extinguirá a obrigação se o credor residir em lugar
incerto ou de acesso perigoso ou dificil.
para as
Assinale a alternativa que representa a sequência correta, considerando assertivas
certas e E para as erradas:

a) C, E, C, E
b) C, E, C, C
c) E, C, C, E
5a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Amanda, Bianca e Cristiana contraíram empréstimo no valor de R$ 150.000,00 a
Frederico, com vista a iniciar um negócio conjunto, tendo o contrato estabelecido a
solidariedade entre as três devedoras. Depois de concluído o negócio, contudo,
Frederico exonerou Amanda da solidariedade. Já Bianca veio a falecer, deixando dois
herdeiros maiores e capazes, seus filhos Felipe e Bernardo, cabendo a cada um, na
partilha, herança bastante superior ao valor do empréstimo.
Considerando ter havido o vencimento da dívida depois de realizada a partilha
dos bens deixados pela devedora Bianca, com relação à exigibilidade do crédito
assinale a afirmativa correta.
a) Frederico poderá exigir a dívida toda, tanto de Amanda quanto de
Felipe, Bernardo ou Cristiana.
b) Frederico poderá exigir a dívida toda de Amanda ou Cristiana,
mas nada poderá exigir de Felipe ou Bernardo.
c) Frederico poderá exigir a dívida toda de Cristiana, mas nada poderá exigir
de Amanda; já com relação a Felipe e Bernardo, poderá exigir de cada um a cota
correspondente ao seu quinhão hereditario.
d) Frederico poderá exigir a dívida toda de Cristiana; de Amanda,
apenas a sua cota parte; mas nada poderá exigir de Felipe ou de
Bernardo.
e) Frederico poderá exigir a dívida toda de Cristiana; de Amanda, apenas a
sua cota parte; de Felipe e de Bernardo, poderá exigir, de cada um, a cota
correspondente ao seu quinhão hereditário.

64 QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Assinale a assertiva incorreta sobre adimplemento e extinção das obrigações.
a) Qualquer interessado na extinção da dívida pode pagá-la, usando, se o credor se
opuser, dos meios conducentes à exoneração do devedor.
b) É ilícito convencionar o aumento progressivo de prestações sucessivas. c) O credor
pode consentir em receber prestação diversa da que lhe é devida. d) A compensação
efetua-se entre dívidas líquidas, vencidas e de coisas fungiveis. e) A confusão pode
verificar-se a respeito de toda a dívida, ou só de parte dela.
- EMERJ -
ESCOLA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
- EMERJ - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PARA A
CARREIRA DA MAGISTRATURA PROVA REGULAR DE DIREITO CIVIL -
OBRIGAÇÕES
QUESTÕES OBJETIVAS
CPII B 2 2016 PROVA: 03/10/2016
MATRÍCULA:
NOME:

3a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Joana contrata com Felipe a compra e a venda de televisor de propriedade deste,
mediante pagamento à vista. Foi avençado que o bem seria entregue na casa da compradora
em dez dias, sendo de responsabilidade do vendedor a entrega do bem.
Passados os dez dias da contratação, Felipe informa que a televisão havia sido
roubada durante o trajeto da entrega e, portanto, o contrato estava resolvido em
decorrência de força maior, não havendo a possibilidade de devolução do valor pago.
Joana consulta um advogado, que a instrui que
a) como a televisão foi roubada sem culpa de Felipe e antes da tradição, fica
resolvida a obrigação para ambas as partes, não sendo Felipe obrigado a restituir o
valor pago.
b) Felipe deverá entregar a Joana uma televisão de qualidade e marca
iguais ou semelhantes àquela furtada, a ser escolhida por Joana, na medida em
que o bem é fungível.
c) o valor pago por Joana na compra da televisão deverá ser devolvido por
Felipe, ainda que haja a configuração de hipótese de caso fortuito, pois a obrigação de
Felipe de dar coisa certa não se efetivou.
d) Joana poderá exigir a restituição do valor pago a Felipe, com direito a
reclamar indenização por eventuais perdas e danos.
e) Joana terá direito a reclamar perdas e danos somente.
4a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Terceiro interessado, que paga a dívida em seu próprio nome a) tem direito a
reembolsar-se do que pagar. b) poderá escolher o lugar do pagamento. c)
sub-roga-se nos direitos do credor. d) não tem direito à quitação regular. e) não
extingue a obrigação.
- EMERJ -
5a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Para que seja possível a imputação do pagamento, deverão concorrer os
seguintes requisitos:
a) Dois ou mais débitos de um devedor a um só credor, de igual valor, com
vencimentos distintos.
b) Dois ou mais débitos de um devedor a um só credor, positivos,
ainda que ilíquidos, mas com vencimentos simultâneos.
c) Dois ou mais débitos de um devedor a um só credor, um deles
mais antigo que o (s) outro(s).
d) Dois ou mais débitos de um devedor a um só credor, da mesma
natureza, positivos e vencidos.
e) Dois ou mais débitos de um devedor a um só credor,
constituídos de capital e juros, de igual valor, o segundo mais antigo que o
primeiro.
6a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Nas obrigações alternativas, é correto afirmar-se que: a) a escolha cabe sempre ao
credor; b) podem as partes convencionar que a escolha caiba ao credor; c)
inexequíveis ambas as obrigações, o credor poderá reclamar o valor de ambas;
d) tornadas impossíveis as prestações, ainda que inexistente culpa do credor,
a obrigação não se extingue
e) em se tratando de prestações anuais, a opção, uma vez feita, é obrigatória para
todas as prestações.
- EMERJ -
ESCOLA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO
- EMERJ - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PARA A
CARREIRA DA MAGISTRATURA PROVA FINAL DE DIREITO CIVIL -
OBRIGAÇÕES

QUESTÕES OBJETIVAS
CPILC 2 2016 PROVA: 07/12/2016
MATRÍCULA:
NOME:
3a QUESO. (Vaior - 0,5 pontos)
sobre o inadimplemento das obrigações, analise as afirmativas abaixo.
I. A Súmula no 362 do STJ estabelece que a correção monetária do valor da
indenizacão do dano moral incide desde a data do arbitramento.
a no 54 do STJ estabelece que os juros moratórios fluem a partir
da Cilacao em caso de responsabilidade extracontratual.

III. O simples nadimplemento da obrigação, positiva e líquida,


no seu termo, é suficiente para constituir de pleno direito em mora ex
re o devedor.
IV. Nos ilícitos contratuais, os juros de mora contam desde a data do descumprimento
do contrato.
A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é:
a) 1 b)le II c) le III d) 11 e) IV

4a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


No que diz respeito à mora e aos seus efeitos, pode-se afirmar que:
A renúncia dos direitos decorrentes da mora é forma de sua purgação;
b) O devedor em mora responde pela impossibilidade da prestação, exceto nas
hipóteses de caso fortuito e força maior;
c) Ainda que agindo dolosamente, o devedor não tem responsabilidade pela
conservação da coisa na hipótese de mora do credor;
d) A culpa do devedor não é requisito essencial à configuração da mora;
e) Nas obrigações provenientes de delito, a mora se estabelece a partir da data
da denúncia.
- EMERJ -
EMERJ
ESCOLA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO RIO DE
JANEIRO
- EMERJ - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PARA A
CARREIRA DA MAGISTRATURA PROVA REGULAR DE DIREITO CIVIL - OBRIGAÇÕES

QUESTÕES OBJETIVAS
CPIIC 2 2015 PROVA: 04/08/2015
MATRÍCULA:
NOME:

3a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Considere as assertivas abaixo sobre obrigações solidárias.
1 - A renúncia à solidariedade em favor de qualquer dos devedores
exonera da solidariedade os demais.
II - A propositura de ação pelo credor contra alguns dos devedores importará
na renúncia da solidariedade em relação aos demais.
III - A obrigação solidária pode ser pura e simples para um dos codevedores e
condicional ou a prazo ou pagável em lugar diferente para o outro.
Quais são corretas?
A) Apenas ! B) Apenas II C) Apenas III D) Apenas I e III E) I, II e III

4a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Assinale a alternativa correta.
A) Pode haver compensação entre dívidas líquidas, vencidas e de coisas
fungiveis de qualidades distintas.
B) Os prazos de favor obstam a compensação.
C) Uma dívida proveniente de esbulho pode ser compensada com outra, de
causa diversa.
D) O fiador pode compensar sua dívida com a de seu credor ao afiançado. E) Duas
dívidas não podem se compensar se não forem pagáveis no mesmo lugar.
- EMERJ -
5a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Assinale a alternativa correta a respeito da novação
A) Se o novo devedor for insolvente, o credor que o aceitou pode ajuizar ação
regressiva contra o primeiro, se houve má-fé deste na substituição.
B) A novação extingue, em todos os casos, os acessórios e garantias da dívida.
ovacão por substituição do devedor depende do consentimento deste.
D) Permanece a obrigação do fiador, ainda que a novação feita com o
devedor principal tenha ocorrido sem o consentimento daquele.
E) As obrigações anuláveis não podem ser objeto de novação.

principal tenha
6a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
A respeito da disciplina das obrigações, assinale a opção correta.
A) Considere que Marcos tenha cedido seus direitos sobre determinado imóvel
a Lúcia, obrigando-se a pagar o imposto sobre a propriedade predial e territorial urbana
relativo ao ano anterior, que estava em atraso. Considere, ainda, que Lúcia tenha pago
a Marcos R$ 200 mil, correspondentes a 90% do preço ajustado para o imóvel,
comprometendo-se a pagar o restante em 60 dias. Nessa situação hipotética, eventual
atraso no cumprimento de qualquer das obrigações ainda pendentes não ensejaria, por
si só, a resolução do contrato, visto que se configuraria, na hipótese, inadimplemento
mínimo.
B) Caso um candidato a cargo de juiz de direito fosse atropelado quando se
dirigia para a realização da prova oral, tendo sido aprovado em outras fases do
concurso, seria possível que fosse atribuída ao ofensor a obrigação de indenizar pela
perda de uma chance, desde que restasse comprovado que o candidato seria
aprovado na prova oral, diante de seu desempenho em concursos anteriores.
C) De acordo com a legislação brasileira, considera-se mora apenas o
pagamento extemporâneo por parte do devedor ou a recusa injustificada do credor de
receber o pagamento no prazo devido, caracterizando-se como inadimplemento a
desconformidade quanto ao lugar ou ao modo de pagamento previamente
estabelecidos.
D) O inadimplemento da obrigação pode ser absoluto ou relativo, sendo
absoluto quando o atraso na prestação gera, no devedor, o desinteresse em
prestá-la ante a impossibilidade de reparar eventuais prejuízos decorrentes de
sua atitude.
E) Considere que uma empresária tenha contratado uma agência de
publicidade para a colocação de outdoors na cidade em que trabalha, a fim de divulgar
a sua empresa, tendo a contratada instalado os referidos outdoors em locais de difícil
acesso e sem iluminação. Nessa situação hipotética, não se caracteriza
descumprimento de obrigação, visto que o serviço foi realizado, mesmo que de forma
não satisfatória.
- EMERJ -
ERIERJ

ESCOLA DA MAGISTRATURA DO ESTADO DO RIO DE


JANEIRO
- EMERJ - CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO PARA A
CARREIRA DA MAGISTRATURA PROVA REGULAR DE DIREITO CIVIL -
OBRIGAÇÕES
QUESTÕES OBJETIVAS
CPII B 2 2015 PROVA: 07/10/2015
MATRÍCULA:
NOME:
3a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Sobre o inadimplemento das obrigações, analise as afirmativas abaixo.
1. A Súmula no 362 do STJ estabelece que a correção monetária do valor da
indenização do dano moral incide desde a data do arbitramento.
II. A Súmula no 54 do STJ estabelece que os juros moratórios fluem a partir da
citação, em caso de responsabilidade extracontratual.
III. O simples inadimplemento da obrigação, positiva e líquida, no
seu termo, é suficiente para constituir de pleno direito em mora ex re o
devedor.
IV. Nos ilícitos contratuais, os juros de mora contam desde a data do
descumprimento do contrato.
A alternativa que contém todas as afirmativas corretas é:
a) b) Tell c) le III d) 11
e) IV
4a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)
Em 10.06.2015, o Superior Tribunal de Justiça aprovou a Súmula n° 539, que
assim dispõe: "É permitida a capitalização de juros com periodicidade inferior à anual
em contratos
ados com instituições integrantes do Sistema Financeiro Nacional a partir de
31/3/2000 (MP 1.963-17/00, reeditada como MP 2.170-36/01), desde que
expressamente pactuada". Na mesma oportunidade, editou a Súmula no 541, que
assim dispõe: "A previsão no contrato bancário de taxa de juros anual superior ao
duodécuplo da mensal é suficiente para permitir a cobrança da taxa efetiva anual
contratada".
Pelo entendimento sumulado do Superior Tribunal de Justiça, conclui-se que
a) o anatocismo é vedado aos não integrantes do Sistema Financeiro Nacional pela
Lei de Usura (Decreto no 22.626/33), que segue vigente mesmo após a edição da Medida
Provisória 1.963 e reedição como MP 2.170, mas as instituições financeiras não têm qualquer
restrição para a cobrança de juros capitalizados, qualquer que seja a periodicidade.
b) um contrato de financiamento bancário que não tenha cláusula expressa de
capitalização mensal de juros e que preveja taxas pré-fixadas de juros de 2% ao mês e
26% ao ano atende à exigência de que a capitalização seja expressamente pactuada e,
portanto,
- EMERJ
poderá ser exigida pela instituição financeira.
c) um contrato de financiamento bancário que não tenha cláusula expressa de
capitalização mensal de juros, permite que a instituição financeira cobre somente taxa anual de
juros equivalente a doze vezes a taxa de juros mensais, sob pena de configurar anatocismo.

d) a capitalização mensal de juros, que equivale aos juros compostos ou


"juros sobre juros", passou a ser permitida em qualquer relação contratual, pois
a MP 1.963-17/2000 revogou o Decreto n°22.626/33 (Lei de Usura).
e) a capitalização de juros é proibida aos particulares e aqueles que não sejam
integrantes do Sistema Financeiro Nacional, ainda que a periodicidade seja anual e exista
previsão expressa no contrato.

5a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Bruno adquiriu um veículo mediante contrato de alienação fiduciária, em 300
parcelas no valor de R$ 200,00 (duzentos reais) cada. Bruno pagou pontualmente as
parcelas até que, faltando apenas seis prestações para o adimplemento, não teve
condições de realizar o pagamento. Diante da impontualidade de Bruno, a instituição
financeira ajuizou ação de busca e apreensão do veículo. Na condição de defensor
público atuando em favor de Bruno, para defendê-lo neste pedido de busca e
apreensão, é correta a alegação de abuso do direito por parte da instituição financeira
por aplicação da
a) autonomia da vontade. b) vedação de cláusula comissória. c) exceção do contrato não
cumprido. d) vedação legal de busca e apreensão em alienação fiduciária. e) teoria do
adimplemento substancial.

6a QUESTÃO: (Valor - 0,5 pontos)


Humberto devia a Teobaldo a importância de dez mil reais. Entretanto, realizou
o pagamento desta dívida a Petronilio. Nesta hipótese, o pagamento
a) somente terá eficácia liberatória caso o devedor comprove que o pagamento
foi feito de boa-fé em favor de credor putativo, como decorrência da boa-fé objetiva e
da teoria da aparência, sendo irrelevante no caso relatado verificar se houve a
anuência ou a reversão do valor em favor do credor originário (accipiens).
b) somente será válido com a aceitação de Teobaldo, uma vez que a
legitimidade é elemento de validade do negócio jurídico, e, neste caso, o pagamento
não foi feito ao credor originário (accipiens).
c) é válido e eficaz, sendo absolutamente irrelevante o fato de ter sido feito a
pessoa diversa do credor, pois a cobrança em duplicidade de um débito já pago não é
admitida no ordenamento jurídico brasileiro.
d) não tem validade, uma vez que o pagamento feito a terceiro estranho à
relação obrigacional não admite ratificação.
e) poderá ter eficácia liberatória caso Teobaldo ratifique o pagamento ou que o
devedor comprove que o pagamento foi feito de boa-fé em favor de credor putativo, ou,
ainda, que o devedor prove que o valor reverteu em favor do verdadeiro credor.
- EMERJ -