Você está na página 1de 10

Operador(a) de Informática

Tecnologias de Informação e Comunicação

! __________________________________________________________________
manual de

Internet - navegação

Daniel Nabais
VPA2010
Objectivos

• Reconhecer a função de pesquisa na internet.


• Identificar as funcionalidades do correio electrónico.
• Identificar o funcionamento do File Transfer Protocol (FTP)
• Reconhecer as funcionalidades e operação dos Newsgroups.

Índice

Sites de Interesse! 3
Motores de busca! 3

Servidores públicos para alojamento de páginas! 6

e-Mail! 7
Correio electrónico! 7

Criação de e-mail! 7

Envio, recepção e resposta de mensagens! 8

File Transfer Protocol! 11


Conceito! 11

Comandos de FTP! 11

CuteFTP! 11

Newsgroups! 12
Servidores de News! 12

Envio e respostas a “posts”! 12

! 2
Sites de Interesse

Na utilização quotidiana da internet, a generalidade dos utilizadores começa a


sua navegação por aceder a um motor de busca, introduzir uma ou mais palavras,
percorrer os resultados obtidos e aceder aos conteúdos. Por outro lado, o uso de
motores de busca não se resume ao google pois podemos encontrar motores de
busca em vários outros sítios como no próprio Windows®, dentro de alguns
websites, entre outros.
Desta forma, torna-se útil compreender e conhecer os tipos de motores de
busca, assim como o seu funcionamento geral.

Outro tipo de websites com interesse serão os servidores públicos para


alojamento de páginas, pois fornecem espaço on-line para publicar uma página
pessoal.

Motores de busca

Um motor de busca é um programa ou software que permite a pesquisa de


palavras num sistema computacional, seja ele a internet, uma rede local, um
website ou outro.

O funcionamento geral dos motores de busca envolvem três fases distintas e


essenciais para um funcionamento eficaz:
1. recolha e armazenamento
2. indexação
3. pesquisa e apresentação

! 3
Recolha e armazenamento:
A porção do motor de busca (serviço) que executa as funções de recolha e
armazenamento chama-se “web crawler”, “spider” ou aranha. Este é responsável
por percorrer a internet (ou outro sistema computacional) à procura de dados para
os recolher e armazenar numa base de dados.

A aranha começa por


percorrer a “lista de sites a
visitar” onde se encontram os
sites iniciais a serem
analisados. Os seus dados são
recolhidos e todos os links
encontrados para outros sites
são adicionados à “lista de sites
a visitar”. Desta forma a aranha
consegue percorrer inúmeros
sites de forma automática.

Indexação:
O serviço que executa a indexação chama-se indexador e utiliza os dados
recolhidos pela aranha no seu funcionamento. Os dados são filtrados, combinados
e ordenados de forma a serem construídos índices ou listas.

! 4
Pesquisa e apresentação:

A última fase constitui a parte visível


do motor de busca para o utilizador.
É só aqui que o utilizador acede ao
motor de busca e introduz o termo a
pesquisar. O serviço de pesquisa
percorre os índices criados pelo
serviço anterior (indexação) à procura
de ocorrências do termo a pesquisar e
devolve os resultados já ordenados
por relevância ou importância.

Tipos de motor de busca

Existem diversos tipos de motores de busca que proporcionam pesquisas em


diferentes locais e de diferentes tipos de conteúdos. Assim, estes podem ter as
seguintes designações consoante os conteúdos que pesquisam e consoante o
local onde efectuam as pesquisas:
Globais - pesquisam todo o tipo de conteúdos em toda a internet.
Locais - pesquisam conteúdos num sistema fechado (como uma rede de
computadores ou um website).
Específicos - pesquisam apenas determinado tipo de conteúdos. (apenas
pesquisam vídeos, sons, documentos escritos, etc…)

! 5
Servidores públicos para alojamento de páginas

Actualmente, a difusão da internet tem-se feito sentir em todos os ramos de


actividade. A nível Pessoal (blogues, páginas pessoais), Público (sites
institucionais), Comercial (páginas de empresas e comercio electrónico) entre
outros.
Mas, criar um website não basta. Há que coloca-lo on-line, acessível a todos.
Para tal estão disponíveis vários servidores públicos para alojamento de páginas
on-line. Estes disponibilizam espaço em disco para onde é colocada uma cópia do
website criado. Existem alternativas comerciais e alternativas gratuitas.
No âmbito académico, é aconselhado o uso de servidores gratuitos pois
proporcionam todas as funcionalidades que uma página pessoal básica necessita.

Alguns servidores de utilização gratuita são:


• http://www.000webhost.com/
• http://www.zymic.com
• http://alojamentogratuito.com/

A cópia do website para o servidor de alojamento normalmente pode ser feita de


duas maneiras:
• através do próprio website do servidor de alojamento
• através do protocolo FTP

! 6
e-Mail

O e-mail ou correio electrónico surgiu na década de 60 e tem sido usado até aos
dias de hoje. Inicialmente o e-mail servia apenas para troca de textos mas a
evolução fez com que hoje em dia se possa enviar qualquer tipo de ficheiro anexo
à mensagem.

Correio electrónico

Este sistema é composto por programas ou software que possibilitam a troca de


mensagens entre dois utilizadores em computadores e sítios diferentes.
A comunicação entre o emissor e o receptor é feita através de servidores que
servem para armazenar e encaminhar as mensagens. O uso de servidores
possibilita o envio de e-mails sem que o receptor tenha que estar on-line no
momento do envio da mensagem.
Inicialmente a mensagem viaja do emissor até ao “seu” servidor de e-mail. Este
servidor de e-mail analisa e encaminha o e-mail para o servidor do destinatário. Se
o destinatário não estiver on-line nesse momento, a mensagem fica aí armazenada
até que ele esteja pronto a recebe-la.

Criação de e-mail

Normalmente, para criar uma conta de e-mail, tem que se recorrer a um servidor
de e-mail que pode ser comercial ou gratuito.
Exemplos de servidores de e-mail gratuitos muito utilizados
são:
• gMail (www.gmail.com)
• hotmail (www.hotmail.com)

! 7
Ao aceder a qualquer um dos dois, o utilizador tem que proceder ao seu registo
no site, preenchendo um formulário.
Terá que escolher um “nome” para o seu e-mail, assim como uma palavra passe
para aceder depois à sua conta.

Envio, recepção e resposta de mensagens

O envio e recepção de mensagens é feito dependendo do modo de acesso à


conta de e-mail.
Existem duas formas de acesso a uma conta de e-mail:
• com recurso a um software cliente de e-mail
• com recurso a um browser da internet (webmail)

Acesso ao e-mail usando um software específico:

O OutlookExpress é um dos programas


mais utilizados para gerir uma (ou mais)
conta(s) de e-mail. Isto deve-se ao facto de
ser simples de trabalhar e de já vir instalado
com algumas versões do Windows.
1 - Para iniciar o OutlookExpress aceder
a:
Iniciar --> Programas --> OutlookExpress

! 8
2 - Ao iniciar o programa pela primeira
vez, o utilizador deve introduzir os dados
da sua conta de e-mail (endereço,
servidor, palavra passe) na secção das
“Contas da Internet”. Para introduzir os
dados da conta de e-mail aceder a:

Ferramentas --> Contas

Na janela “Contas da Internet”, aceder ao separador do Correio e clicar em:


Adicionar --> Correio...

3 - De seguida é apresentado um assistente de configuração de contas de e-


mail.
Aqui deve ser fornecido:
• o nome do utilizador
• o endereço de e-mail (aluno@ancabra.pt)
• os dados do servidor
• a palavra passe da conta de e-mail

4 - O ultimo passo consiste em ordenar ao programa que aceda ao servidor de


e-mail e verifique se tem mensagens novas. Para tal, aceder a:

! 9
Ferramentas --> Enviar e Receber --> Enviar e receber tudo (Ctrl + M)

Acesso ao e-mail usando o browser da internet (webmail)

O acesso à maioria das contas de e-mail pode ser feito também através do
website do servidor de e-mail.
Isto permite que o utilizador aceda à sua conta em qualquer computador apenas
com acesso à internet e um browser.
Para aceder à conta de e-mail pelo website do servidor de e-mail basta
introduzir o nome de utilizador (normalmente é o endereço de e-mail) e a palavra
passe.

Campos da mensagem de e-mail:

Para: endereço do destinatário


Cc: destinatários secundários (receberão uma cópia)
Bcc: destinatários secundários escondidos (receberão
uma cópia mas sem informar o destinatário principal)
Assunto: assunto do e-mail (deve ser sempre
preenchido).

! 10