Você está na página 1de 1

A importância do brincar

As Diretrizes curriculares nacionais para a educação infantil de 2010


destacam a brincadeira como atividade privilegiada na promoção do
desenvolvimento nesta fase da vida humana.
E a utilização da brincadeira como uma atividade pedagógica beneficia o
aprendizado da criança pois o brincar para ela é visto como uma atividade
natural, e essa brincadeira traz grandes benefícios pois através do brincadeira
a criança aprende lidar com fatos do seu cotidiano bem como auxilia em seu
processo de interação com as demais crianças e principalmente consigo
mesmo e com isso desenvolve sua criatividade, autonomia, capacidade
motora, raciocínio e comunicação.
O brincar vai além de uma simples brincadeira, de um momento de lazer
ou de passatempo para a criança, a brincadeira é onde a criança se
desenvolve sem medo de errar, e aprende brincando. Assim como Pires
(1997), afirma que o brincar para a criança não é uma questão apenas de pura
diversão, mas também de educação, socialização, construção e pleno
desenvolvimento de suas potencialidades e habilidades futuras.
As brincadeiras são inúmeras e é uma fonte inesgotável de interação
lúdica e afetiva, cabe ao professor educador saber associar essa brincadeira e
assim criar uma ponte para um aprendizado eficaz ao qual a criança possa
assimilar os conteúdos e alcançar o objetivo da brincadeira que é aprender se
divertindo.
O brincar é fundamental no processo de aprendizagem da criança
e é também um importante processo psicológico, fonte de
desenvolvimento e aprendizagem. De modo geral na Educação Infantil
o brincar é um potente veículo de aprendizagem.