Você está na página 1de 37

Gerador Síncrono

2. MÁQUINAS SÍNCRONAS
• Tensão induzida
• Forma de onda senoidal
• Número de pólos
• Controle da tensão induzida
• Fases de um gerador síncrono
• Fasores das tensões
• Circuito elétrico equivalente
• Ensaio em vazio e em curto-circuito
Uso de máquinas de síncrona

 O campo girante no entreferro e o rotor giram


na mesma velocidade (síncrona);

 Usado em situações que demandem velocidade


constante com carga variável;

 Independente da fonte primária e da


capacidade, o gerador síncrono é usualmente o
mais indicado.
Uso de máquinas de síncrona

Nonsalient Salient
polo rotor polo rotor
Uso de máquinas de síncrona
Uso de máquinas de síncrona
Uso de máquinas de síncrona
Uso de máquinas de síncrona
Uso de máquinas de síncrona (ITAIPU)
Características básicas de máquinas síncronas - estator

 O enrolamento do estator (armadura) é trifásico e


distribuído (igual ao da máquina de indução) e é ligado
diretamente a uma fonte CA ou à carga;

 Os enrolamentos da armadura são posicionados com


diferença angular de 120o, de forma que as tens induzidas
nos três enrolamentos serão defasadas de 120o;
 Pode ser conectado em Y ou em D;
Características básicas de máquinas síncronas - estator

Estator
Características básicas de máquinas síncronas - rotor

 O enrolamento de campo é posicionado no rotor e é


alimentado por uma fonte CC através de escovas
deslizantes sobre anéis coletores, que giram com o
rotor;
 A corrente CC (If) de campo produz campo
magnético no entreferro. Quando o rotor gira,
acionado por uma turbina, o enrolamento de
armadura é concatenado por um campo girante, o
qual induz uma tensão variável trifásica nos seus
terminais.
Características básicas de máquinas síncronas - rotor
Características básicas de máquinas síncronas - estator
Rotor de pólos lisos

http://www.ece.umn.edu/users/riaz/ani
mations
Características básicas de máquinas síncronas - estator
Rotor de pólos lisos

http://www.ece.umn.edu/users/riaz/ani
mations
Características básicas de máquinas síncronas - estator

Tensão induzida no estator:

http://www.ece.umn.edu/users/riaz/ani
mations
Características básicas de máquinas síncronas - estator

Tensão induzida no estator:

http://www.ece.umn.edu/users/riaz/ani
mations
Características básicas de máquinas síncronas - estator

Esquema Equivalente:
Características básicas de máquinas síncronas

 Máquinas com muitos pólos e baixa velocidade, em geral tem o


rotor de pólos salientes;
- diâmetro grande
- comprimento pequeno
- eixo vertical
 Máquinas com poucos pólos e alta velocidade, em geral tem o rotor
cilíndrico;
- diâmetro pequeno
- comprimento grande
- eixo horizontal
Máquina síncrona trifásica – característica de magnetização

O campo girante no entreferro, produzido pelo


rotor, induz tensão trifásica senoidal nos
enrolamentos do estator;
A velocidade do rotor e a frequência das tensões
induzidas são relacionadas por:

120 f
n [rpm]
p
Máquina síncrona trifásica – característica de magnetização
A tensão eficaz induzida por fase Ef é dada por:

E rms
 4, 44. f .N .max .kw
onde,
max é o fluxo por pólo
devido a corrente de campo I f
kw é o fator de enrolamento,
devido à disposição do enrolamento
N é o número de espiras por fase
Máquina síncrona trifásica – característica de magnetização
Campo magnético rotacional do rotor no
enrolamento estacionário do estator
Máquina síncrona trifásica – característica de magnetização
Campo magnético no rotor
Máquina síncrona trifásica – característica de magnetização

 tensão induzida é proporcional a velocidade da


máquina e do fluxo de excitação.

Linha de
entreferro
OCC “característica de
E circuito aberto”

para n (rpm)
constante

If
Máquina síncrona trifásica – Circuito equivalente
Ia
 Circuito
equivalente jXs Ra

completo. Ea Va
If
Ib
Rajust
Rf
jXs Rb

Vf Eb Vb
Lf

IC

jXs RC

EC VC
Máquina síncrona trifásica – Tipos de ligação

 tensão Ligação estrela e Ligação triângulo.


IL

Vf If

VL

VL  3.V f VL  V f
IL  I f I L  3.I f
Máquina síncrona trifásica – Circuito equivalente

 Circuito equivalente por fase.

Ea
Ensaios para a obtenção de Xs
Teste com o estator em aberto: Ia=0; n=nsíncrona; Vt = Ea

Ea
Variando If e medindo E obtém-se a característica de
magnetização da máquina;
A linha do airgap coincide com a curva de magnetização

enquanto não houver saturação do núcleo;


OCC- característica de circuito aberto
Ensaios para a obtenção de Xs
Teste com o estator em aberto:
Ensaios para a obtenção de Xs
Teste de curto circuito:
Ia0; n=nsíncrona; Vt = 0

 Variando If e medindo Ia obtém-se a característica de curto-


circuito da máquina (SCC);

 A característica Ia x If será linear, pois em curto consegue-


se Ia nominal com reduzida excitação If;
Ensaios para a obtenção de Xs
Teste de curto circuito:
Análise da máquina em curto:

Icc
 Obs:
E0 → Ra << Xs

Ia = ¿

Consultar gráficos dos ensaios E0_ nomin al  I f  Ia _ scc  Xs

E0_ nomin al E0_ nomin al


Ia _ scc  j
Ra  jXs Xs
Operação do gerador síncrono em uma rede interligada
 Geradores síncronos operando em paralelo.
Operação do gerador síncrono em uma rede interligada
 Geradores síncronos operando em paralelo.
Parte Experimental

1. Ensaio em vazio – influência da corrente de excitação


2. Influência da Velocidade – controle da frequência
3. Característica de curto-circuito
4. Ensaio em carga