Você está na página 1de 10

A FÉ QUE VENCE O MEDO

MATEUS 14.22-33

INTRODUÇÃO:
O ano de 2018 terminou, e nós estamos agora iniciando um novo ano, estamos
diante desse momento de transição, onde surgem algumas atitudes, são as atitudes
mais variadas possíveis, que é muito natural que tenhamos alguns deles, porque
somos seres humanos, e passamos pelas mesmas lutas que todos passam, mas
somos diferentes na maneira de lhe dar com todas elas.

Por exemplo, atitude de esperança, atitude de otimismo, atitude de mesmice,


atitude de medo, atitude de desânimo, atitude de murmuração, atitude de
sonhadora, etc.

Se você tivesse que fazer uma avaliação do ano de 2018, qual seria o resultado?
Como você o descreveria? Quais os pontos negativos, e quais os pontos
positivos? Quais a lições que ficam para você? O que você repetiria nesse ano, e o
que você não repetiria?

Meus queridos irmãos, eu não sei exatamente como foi seu ano de 2018, mas eu
sei que em todos os momentos Deus sempre esteve com você! E talvez o ano que
passou não tenha sido tão bom para você, e que provavelmente tenha sido um ano
de perdas, de derrotas ou talvez tenha sido um bom ano, não sei, eu sei que se foi
péssimo o próximo ano de 2018 será bem melhor para você meu querido.

Minha oração por você que não teve um ano de 2018 tão bom assim, é para que
Deus em sua infinita graça e misericórdia possa lhe abençoar com um ano
melhor, de muitas benções, vitorias e de muitas realizações. E para você que teve
um ano bom em 2018, eu oro para que em 2019 seja melhor ainda, pois nós
servimos a um Deus grande e poderoso. AMÉM!!!

Para nossa melhor compressão do texto bíblico podemos dividi-lo em três partes
principais: 1) UMA ORDEM (vv.22-24); 2) UM PROBLEMA (vv.25-27);
3) UMA SOLUÇÃO (vv.28-33):

1. ORDEM – vv.22-24
(22) Logo a seguir, compeliu Jesus os discípulos a embarcar e passar adiante dele
para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões. (23) E, despedidas as
multidões, subiu ao monte, a fim de orar sozinho. Em caindo a tarde, lá estava ele,
só. (24) Entretanto, o barco já estava longe, a muitos estádios da terra, açoitado
pelas ondas; porque o vento era contrário.
1
a. (22) Logo a seguir, compeliu Jesus os discípulos a embarcar e passar
adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões.

Em primeiro lugar, obediência – Note meus irmãos que


precisamos entender algumas coisas importantes sobre as
tempestades da vida, porque nem sempre as tempestades
surgem quando tomamos decisões errada, mas elas também
surgem quando obedecemos a Deus.

(i) Primeiro, as pessoas tende a pensar que se o


outro está na prova é porque está em pecado, mas
muitas vezes as tempestades vêm não por errei,
mas porque Deus que quer nós nos tornemos mais
dependente dele.

(ii) Segundo, quando olhamos para o texto


podemos ver que Jesus compeliu, para ser mais
claro Jesus ordenou, obrigou para que eles
entrassem no barco. Os discípulos não estavam em
desobediência, mas pelo contrário estava
obedecendo.

(iii) Terceiro, o que podemos aprender aqui é que


para receber a promessa exige de Deus nós
precisamos ser obedientes, precisamos confiar na
sua autoridade, obedecendo suas ordens.

A tempestade veio porque estavam dentro da


vontade de Deus e não (como Jonas) fora da
vontade dele.

Ao ler a Bíblia, descobrimos que há dois tipos de


tempestades: as que vêm para a correção, quando
Deus nos disciplina, e as que vêm para o
aperfeiçoamento, quando Deus nos ajuda a crescer.

b. (22) Logo a seguir, compeliu Jesus os discípulos a embarcar e passar


adiante dele para o outro lado, enquanto ele despedia as multidões.

Em segundo lugar, promessa – Note meus irmãos que a


promessa aqui é que os discípulos iam chegar ao outro lado, o
que eles deveriam fazer era tão somente confiar nas
promessas de Deus para suas vidas.
2
(i) Primeiro, se Jesus disse aos seus discípulos que
eles iam chegar é porque eles de fato iam chegar no
outro lado, pois suas promessas são seguras.

(ii) Segundo, se Deus te prometeu algo Ele vai


cumprir, você apenas precisar crer em Deus sem
medo, precisa crer no Deus de promessa.

c. (23) E, despedidas as multidões, subiu ao monte, a fim de orar


sozinho. Em caindo a tarde, lá estava ele, só.

Em terceiro lugar, comunhão – Note que enquanto Jesus


despedia as multidões ele subiu ao monte a fim de orar, ou
seja, em meio as nossas lutas Jesus nos mostram que ele pode
nos ajudar porque ele e o pai são um, e entre eles existem
uma grande comunhão.

(i) Primeiro, uma lição importante para nossas


vidas é que somente quando estamos em comunhão
com Deus podemos entender sua vontade para seu
povo.

(ii) Segundo, a comunhão de Cristo com Deus


serve de exemplo para nós como seus filhos, um
exemplo que devemos seguir a risca.

d. (24) Entretanto, o barco já estava longe, a muitos estádios da terra,


açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário.

Em quarto lugar, crise – Note meus amados que as


tempestades têm o poder de nos cega e não ver outra coisa a
não ser ela mesma, e ainda ela também tem o poder de nos
fazer esquecer as promessas e da palavra de Deus.

(i) Primeiro, muitas vezes quando passamos por


uma tempestade olhamos para bíblia e não vemos
nada, lemos e muitas vezes não sentimos nada, mas
de repete Deus nos desperta.

(ii) Segundo, nos desperta andando sobre as nossas


tempestades, pois quando Jesus anda sobre as
tempestades ele está nos mostrando que anda por

3
cima dos nossos problemas e com isso ele nos
mostra que está acima das nossas lutas.

(iii) Terceiro, nós precisamos reconhecer que Deus


é maior que seu problema, Ele é muito maior que
as nossas tempestades, e que não existe nada que
seja maior que Ele.

2. UM PROBLEMA – vv.25-27
(25) Na quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando por sobre o mar. (26) E os
discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram aterrados e exclamaram: É um
fantasma! E, tomados de medo, gritaram. (27) Mas Jesus imediatamente lhes disse:
Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais!

a. (25) Na quarta vigília da noite, foi Jesus ter com eles, andando por
sobre o mar.

Em primeiro lugar, aproximação – Observe meus amados


irmãos que no meio da noite, Jesus vai até os discípulos,
andando sobre as águas, o que podemos ver aqui é um Cristo
que se importa com os seus, pois quando ele percebe que os
ventos estão contrários, ele vem para contrariar os ventos.

(i) Primeiro, Jesus se importa com os nossos


sofrimentos, pois assim como nós, ele também
sofreu, e ele sofreu na própria carne, as dores desse
mundo perverso.

(ii) Segundo, Jesus não está apenas próximos de


nós, mas ele está dentro de cada um de nós por
meio do Espirito Santo, pois essa a maneira mais
próxima que alguém pode estar da outra.

b. (26) E os discípulos, ao verem-no andando sobre as águas, ficaram


aterrados e exclamaram: É um fantasma! E, tomados de medo,
gritaram.

Em segundo lugar, medo – Note que meus irmãos que os


discípulos ficam aterrorizados, pensando que Jesus é um
fantasma, mas nós precisamos ter fé e não medo, pois fé e
medo não combinam, o medo é o nosso maior inimigo para
alcançamos o melhor de Deus para nossa vida.
4
(i) Primeiro, os discípulos tiveram medo e não fé,
eles acreditaram mais nos mitos do que no que
Jesus falou, e foram tomados de medo e não de fé.

(ii) Segundo, Jesus falou que eles iam passar, mas


eles acreditaram no mito que corria por aquela
região da existência de fantasma, pois quando
perdemos a fé, o que nos resta são as crendices.

(iii) Terceiro, quantas vezes somos levados


acreditar em crendices do que na palavra de Deus,
quantas vezes as tradições exerce mais poder do
que a palavra.

 Por exemplo1: a crendice da cor da roupa:


1) BRANCO – um ano de paz – mas
somente Jesus é a paz que excede todo
entendimento, só ele dar a paz que o mundo
não dar; 2) VERDE – esperança – somente
Cristo é a esperança para esse mundo louco;
3) AMARELO – riqueza – a maior riqueza
que o homem pode ter a de ter Jesus no seu
coração.

 Por exemplo2: evitar doenças: que para teu


filho não pegar quebrante (ficar doente)
amarre uma fita velha no braço dele, com
isso seus filhos estarão protegidos das
enfermidades.

 Por exemplo3: para ter um bom ano: essa


outra mandinga diz se você quiser começar
um ano bem tome sete mergulhos no mar em
sete ondas para ter um bom ano, fazendo isso
você terá certeza de um ano maravilhoso e
abençoado.

c. (27) Mas Jesus imediatamente lhes disse: Tende bom ânimo! Sou eu.
Não temais!

Em terceiro lugar, segurança – Note meus irmãos que


quando Deus percebe que estamos desanimados ou com
5
medo ele vem e diz para nós o que disse para os seus
discípulos: “Tende bom ânimo! Sou eu. Não temais!”.

(i) Primeiro, essas palavras mostram o cuidado de


Deus sobre a nossa vida, mostra a preocupação que
Deus tem conosco.

(ii) Segundo, Jesus sempre vem com a palavra certa


no momento certo, para nos confortar, pois ele nos
conhece bem e sabe exatamente do precisamos.

3. UMA SOLUÇÃO – vv.28-33


(28) Respondendo-lhe Pedro, disse: Se és tu, Senhor, manda-me ir ter contigo, por sobre
as águas. (29) E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as águas e
foi ter com Jesus. (30) Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a
submergir, gritou: Salva-me, Senhor! (31) E, prontamente, Jesus, estendendo a mão,
tomou-o e lhe disse: Homem de pequena fé, por que duvidaste? (32) Subindo ambos para
o barco, cessou o vento. (33) E os que estavam no barco o adoraram, dizendo:
Verdadeiramente és Filho de Deus!

a. (28) Respondendo-lhe Pedro, disse: Se és tu, Senhor, manda-me ir ter


contigo, por sobre as águas.

Em primeiro lugar, tentativa – Pedro tenta andar até Jesus,


mas logo começa a afundar e clama por socorro. Pense
grande, volte sua mente para a grandeza! Pense de forma
espiritual, sobrenatural!

(i) Primeiro, o apostolo Pedro foi o único dos dozes


que teve um pensamento diferente. Ele disse: Eu já
sei andar, eu já segui Jesus sobre a terra, agora eu
quero segui-lo sobre as águas! Volte sua vida para
além da sua conta-corrente, para além da sua
carteira, da sua formação, do seu diploma, da sua
idade, do seu limite.

(ii) Segundo, o apostolo Pedro entrou para história


por causa do seu pensamento exponencial, apenas
duas pessoas andaram por sobre as águas em toda a
história, um foi Jesus e outro foi Pedro. Só quem
pensa grande pode obter grandes coisas.

6
(iii) Terceiro, o apostolo Pedro é simples, mais não
era louco de perder esta oportunidade de ir andando
sobre o mar encontrar-se com Jesus! Deseje sair de
onde você está e olhe grande. Jesus pensava no
MUNDO todo e só o entendia quem pensava assim
também.

b. (29) E ele disse: Vem! E Pedro, descendo do barco, andou por sobre as
águas e foi ter com Jesus.

Em segundo lugar, convite – Note meus irmãos que Jesus


hoje está falando novamente! Venha! De forma pessoal. Filho
venha! Se você nunca foi convidado para algo sobrenatural,
algo que vai transformar sua vida, hoje você está sendo.

(i) Primeiro, não é um convite para ser parte de


uma aventura, um negócio, uma religião um
dogma, um sistema e uma filosofia, é um convite
para um. Jesus nos convida para um
relacionamento pessoal de amor e amizade eterna!

(ii) Segundo, Ele nos convida para sairmos da


nossa zona de conforto! Ele decidiu sair do seu
BARCO! Naquele instante era o que mais lhe trazia
segurança.

(iii) Terceiro, a zona de conforto o nome já diz tudo


zona de conforto em outras palavras lugar onde nos
sentimos seguros por mais que não estejamos, pois
uma hora ou outra o barco pode afunda.

(iv) Quarto, muitos querem recebe de Deus, mas


poucos estão dispostos a sair da sua zona de
conforto. Muitos querem anda sobre as águas, não
estão dispostos a sair do barco. Só anda sobre as
águas quem está disposto a sair do barco.

 “Os navios estão em segurança nos portos,


mais não são para este fim que os navios são
foram construídos” (William Shedd).

7
c. (30) Reparando, porém, na força do vento, teve medo; e, começando a
submergir, gritou: Salva-me, Senhor!

Em terceiro lugar, foco – Note meus amados irmãos que


diante das tempestades nós precisamos eliminar toda
distração que tira o nosso foco, pois foi exatamente a
distração que fez com que Pedro afundasse:

(i) Primeiro, Ele olhou para o vento, ele tirou o


foco de Jesus e colocou nos problemas – quantas
vezes damos mais atenção para os problemas do
que para Deus?

 Os problemas não são nosso foco, mas Jesus,


esse sim deve ser o nosso foco em todo tempo.

(ii) Segundo, Ele ficou com medo, pois quando


tiramos o foco de quem nos dar segura o resultado
é o medo e consequentemente o naufrágio, ou seja,
precisamos o tempo todo está olhando na direção
de Jesus.

 “Tendo os olhos fitos em Jesus, autor e


consumador da nossa fé” (Hb 12.2)

(iii) Terceiro, Ele afundou, pois esqueceu-se de


quem tinha chamado para andar sobre as aguas,
porque todas as vezes que esquecemos das
promessas e da palavra de Deus, nosso naufrágio é
certo.

d. (31) E, prontamente, Jesus, estendendo a mão, tomou-o e lhe disse:


Homem de pequena fé, por que duvidaste? (32) Subindo ambos para o
barco, cessou o vento.

Em quarto lugar, socorro – Note meus irmãos que quando


Pedro estava afundando, Ele clamou por socorro podemos ver
que Jesus agiu, imediatamente estendendo a sua mão e o
segurando.

(i) Primeiro, a resposta de Deus para nosso clamor


é que ele vai agir imediatamente, mas é claro que
esse imediatamente é no tempo de Deus, não só
8
porque eu clamo e na mesma hora Deus tem que
fazer.

(ii) Segundo, Jesus nunca desiste dos homens de


pouca fé como você, eu e Pedro. Confie que o
Senhor Jesus nunca vai lhe virar as costas. Isto não
é por que você merece, mais é por sua vida é pura
graça, amor e misericórdia. Não há nada que você
faça que o senhor lhe ame menos! Confie nisto
hoje!

e.(33) E os que estavam no barco o adoraram, dizendo: Verdadeiramente


és Filho de Deus!

Em quinto lugar, admiração – À ordem de Jesus, o vento


para, fazendo com que os discípulos o adorem, isso mostrou
aos discípulos de Jesus que quando acreditamos nele os fortes
ventos passarão.

(i) Primeiro, quando você olha para os ventos fortes


da vida te distraem, quando você olha para Jesus os
ventos desaparecem!

(ii) Segundo, confie que os ventos vão passar, mais


olhe para Jesus e não para eles, pois as provações
não vão durar a vida toda uma hora ela vai passar.

 A Bíblia diz que: O choro pode durar uma


noite, mas a alegria vem pela manhã (Sl
30.5).

CONCLUSÃO:

Você vai querer ouvir esta notícia ou declara esta notícia. Hoje é o dia de sua
decisão. Vai quer ser agente dela antes ou ouvinte dela depois?

Pare de apenas ouvi que os que as pessoas receberam e fale para Deus que em
2019 será sua vez de conta o que Deus fez por você. Eu creio que as pessoas dirão
grandes coisas o senhor fez por você por isso você está alegre.

Primeiro, fale com fé: eu sei que meu redentor vive e em breve se levantará em
meu favor. Eu sirvo a um Deus que é poderoso para fazer infinitamente mais do
que tudo que peço ou imagino.
9
Segundo, receba com fé essa palavra: Eu profetizo que em 2019 será o seu ano,
será o ano do seu milagre, da sua restituição, da tua restauração.

“Uma fé pequena leva pessoas até o céu, mas uma grande fé traz o céu até as
pessoas” - C. H. Spurgeon

10

Você também pode gostar