Você está na página 1de 19

Quebrando a Banca IBRAE

SEDEST-DF
Ivan Lucas
1. Em relação aos atos administrativos, assinale a alternativa correta.
A) Os atos administrativos gozam de presunção iuris et de iure de legitimidade.
B) A cobrança de multas, em caso de resistência do particular, é um ato
administrativo autoexecutório.
C) O ato administrativo, uma vez publicado, terá vigência e deverá ser cumprido,
ainda que esteja eivado de vícios.
D) A decisão de recurso administrativo pode ser objeto de delegação.
E) Quando um banco estatal celebra, com um cliente, um contrato de abertura
de conta corrente, está praticando um ato administrativo.
C
Lei 9.784/99
Art. 13. Não podem ser objeto de delegação:
I - a edição de atos de caráter normativo;
II - a decisão de recursos administrativos;
III - as matérias de competência exclusiva do órgão ou autoridade.
2. Quando a Administração pune infrações administrativas cometidas por
particulares, como, por exemplo, quando há descumprimento de um contrato
administrativo assinado com o Poder Público, tem-se a aplicação do poder
A) disciplinar.
B) hierárquico.
C) da continuidade do serviço público.
D) normativo.
E) de polícia.
A
3. Tício, servidor público federal, praticou infração administrativa em decorrência de
suas atribuições em cargo público e a Administração Pública tomou conhecimento do
fato. Considerando esse caso hipotético e os poderes da Administração, assinale a
alternativa correta.
A) A autoridade competente da Administração Pública, tomando conhecimento do
fato, pode, pessoalmente, escolher se vai punir ou não o agente infrator.
B) No caso descrito, será utilizado o poder de polícia para aplicação das sanções
previstas em lei.
C) A autoridade administrativa competente não poderá, dentro dos limites legais,
definir a intensidade da penalidade a ser aplicada de acordo com a gravidade da
infração cometida.
D) A Administração Pública utilizará o poder disciplinar para aplicar sanções ao
servidor Tício.
E) Por se tratar de infração administrativa, não é garantido à Tício o direito de
contraditório e ampla defesa.
D
4. Acerca dos atos administrativos, assinale a alternativa correta.
A) O atributo imperatividade, que permite à Administração Pública impor
obrigações, independentemente da vontade do particular, é considerado
inconstitucional e não pode ser utilizado.
B) No ato discricionário, a atuação administrativa está adstrita aos ditames
previstos na legislação, de forma objetiva, não cabendo nenhuma análise de
valoração por parte do agente público.
C) Revogação é a extinção do ato administrativo válido por motivo de
oportunidade e conveniência.
D) O ato administrativo, quando for ilegal, será revogado.
E) Autorização é um ato vinculado e precário em que a Administração Pública
autoriza o uso de bem público por um particular.
C
5. Sobre a competência, assinale a INCORRETA:
A) A competência é irrenunciável e se exerce pelos órgãos administrativos a que
foi atribuída como própria, salvo os casos de delegação e avocação legalmente
admitidos.
B) O ato de delegação e sua revogação deverão ser publicados no meio oficial.
C) As decisões adotadas por delegação devem mencionar explicitamente esta
qualidade e considerar-se-ão editadas pelo delegante.
D) O ato de delegação é revogável a qualquer tempo pela autoridade delegante.
E) Será permitida, em caráter excepcional e por motivos relevantes devidamente
justificados, a avocação temporária de competência atribuída a órgão
hierarquicamente inferior.
C
6. No que se refere à Administração Pública, assinale a alternativa correta.
A) A administração pública descentralizada ocorre quando o serviço público é delegado
a outros órgãos.
B) As associações públicas são pessoas jurídicas de direito privado e integram a
administração indireta dos entes públicos associados.
C) Os serviços sociais autônomos, como o Sesi e o Senai, integram a administração
indireta da União e estão submetidos ao controle do Tribunal de Contas da União.
D) Empresas públicas e sociedades de economia mista, quando exploradoras de
atividade econômica no regime da ampla concorrência, não poderão ter privilégios
quanto aos direitos e às obrigações civis, comerciais, trabalhistas ou tributárias, que
não sejam extensivos a outras empresas privadas.
E) As autarquias e as fundações instituídas e mantidas pelo poder público possuem
imunidade tributária em relação a seu patrimônio, a sua renda ou a seus serviços,
mesmo que não vinculados a sua finalidade essencial ou dela decorrentes.
D
7. Acerca da Administração Pública e dos atos administrativos, assinale a alternativa
correta.
A) Decai em cinco anos o direito de a Administração Pública revogar os seus próprios
atos quando deles decorrerem efeitos favoráveis a seus destinatários, salvo
comprovada má-fé.
B) Os dirigentes das empresas públicas e das sociedades de economia mista são
regidos pelos estatutos dessas empresas estatais, não se aplicando a eles, em regra, a
Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).
C) As demandas em que sociedade de economia mista federal seja parte devem ser
processadas e julgadas pela Justiça Federal.
D) Uma empresa estatal que explore atividade econômica não poderá ter os seus bens
definidos por lei como impenhoráveis.
E) A Administração Pública tem o dever de anular os atos ilegais, não sendo necessário,
mesmo quando essa anulação puder repercutir na esfera de direitos do interessado,
abrir prazo de defesa.
B
8. A respeito do poder hierárquico e do poder de polícia, assinale a alternativa
correta.
A) A decisão proferida no recurso hierárquico administrativo interposto apenas
pelo interessado não poderá prejudicar sua situação.
B) O poder de polícia deverá ser custeado por meio de tarifa.
C) Quando o objeto da ação punitiva da Administração Pública, praticada no
exercício do poder de disciplinar, constituir crime, a prescrição reger-se-á pelo
prazo previsto na lei penal.
D) O poder de polícia poderá ser delegado a entidades privadas, desde que
sejam concessionárias do serviço público por meio de uma parceria público-
privada.
E) Salvo disposição contrária em lei, os recursos administrativos terão efeito
suspensivo.
C
9. Considerando os atos administrativos, a organização da Administração Pública e a
responsabilidade civil extracontratual do Estado, assinale a alternativa correta.
A) Porquanto motivo e motivação não se confundem, o STF entende que a dispensa
unilateral de empregado por empresa pública prescinde de motivação.
B) A autarquia exemplifica o fenômeno da descentralização da administração pública e,
salvo no caso das autarquias especiais — a exemplo das agências reguladoras —, trata-
se de entidade subordinada ao ente político da administração pública direta.
C) Na esfera federal, as empresas públicas são formadas por capital totalmente
público, admitindo-se que mais de um ente da federação participe do capital social
destas.
D) A agência executiva qualifica-se como tal por meio de termo de parceria.
E) As pessoas jurídicas de direito privado prestadoras de serviços públicos respondem
objetivamente pelos danos que causem, nessa condição, a usuários do serviço,
exigindo-se prova da culpa do serviço para que respondam perante não usuários.
C
10. Acerca do ato administrativo e do servidor público, assinale a alternativa correta.
A) Nem todos os atos administrativos devem ser motivados, mas os atos
administrativos que neguem, limitem ou afetem direitos ou interesses, entre outros,
devem ser obrigatoriamente motivados, com indicação dos fatos e dos fundamentos
jurídicos.
B) De acordo com a característica da imperatividade, o ato administrativo, tão logo
seja praticado, pode ser imediatamente executado, sendo o seu objeto imediatamente
alcançado.
C) Uma das formas de caducidade do ato administrativo ocorre nas hipóteses de
revogação ou anulação.
D) Os órgãos públicos distinguem-se das entidades públicas, entre outros motivos,
porque os órgãos públicos não têm personalidade jurídica nem capacidade processual.
E) De acordo com a CF, decreto do presidente da República pode extinguir órgãos
públicos federais.
A
11. Em relação à organização administrativa, é correto afirmar que
A) a aplicação do regime jurídico próprio das empresas privadas às estatais
(sociedade de economia mista e empresas públicas) que exploram atividade
econômica não afasta a observância dos princípios da administração pública.
B) a remuneração dos dirigentes das empresas públicas e das sociedades de
economia mista será fixada em lei.
C) a criação, por lei, de uma autarquia é exemplo de desconcentração do serviço
público.
D) se aplica às empresas estatais que exploram atividade econômica o prazo
prescricional previsto no Decreto n.º 20.910/1932.
E) é inconstitucional norma que isente os Correios, empresa pública federal, do
pagamento de impostos, pois, como ele explora atividade econômica, deve ter
as mesmas regras impostas aos concorrentes.
A
12. Acerca da organização da administração pública, assinale a alternativa correta.
A) As autarquias são exemplos de administração centralizada, pois detêm personalidade
jurídica de direito público e são criadas por lei com autonomia administrativa e financeira.
B) Quando o poder público central, como, por exemplo, a União, cria um ministério, órgão
sem personalidade jurídica, para desempenhar certa atividade específica de sua competência,
tem-se um exemplo de descentralização administrativa.
C) A relação jurídica existente entre uma entidade autárquica e o poder central é de
subordinação, razão pela qual os atos administrativos praticados pela autarquia estão
submetidos ao controle hierárquico do poder central.
D) As empresas públicas, prestadoras de serviços públicos, integram a administração indireta,
sendo que seus funcionários se submetem à regra de concurso público, mas são regidos pela
Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).
E) As empresas públicas, quando exploram atividade econômica sem prestar serviços públicos,
estão submetidas, em qualquer caso, à regra constitucional da responsabilidade civil objetiva,
assim como os entes federados, suas autarquias e fundações.
D
13. Considere que a Administração Pública determinou a demolição de
edificação erigida em área pública, cujo ocupante não detinha autorização para
a sua ocupação e construção. A situação narrada descreve o exercício do poder
A) discricionário.
B) de polícia.
C) regulamentar.
D) hierárquico.
E) disciplinar.
B
14. Acerca do uso e abuso do poder, assinale a alternativa correta.
A) O agente que, embora dentro de sua competência, se afasta do interesse público
que deve nortear todo desempenho administrativo atua com excesso de poder.
B) A remoção, de ofício, de servidor para outra localidade, quando não há necessidade
de pessoal, mas apenas intenção de puni-lo, configura uso regular de poder disciplinar.
C) Uso de poder é toda ação ou omissão que, violando dever ou proibição imposta ao
agente, propicia, contra ele, medidas disciplinares, civis e criminais.
D) O abuso de poder não constitui ato de improbidade administrativa.
E) É abuso de poder tanto o ato praticado na forma da lei, mas que pretende atingir
um objetivo diverso do previsto legalmente, quanto o ato praticado em desobediência
à previsão legal.
E
15. A administração pública indireta é composta por entidades que possuem
personalidade jurídica própria e são responsáveis pela execução de atividades
administrativas que necessitam ser desenvolvidas de forma descentralizada.
Com relação às autarquias, assinale a alternativa correta.
A) São entes personalizados, mas não possuem patrimônio próprio.
B) Somente por lei específica será criada autarquia, cabendo à lei complementar
definir as áreas de sua atuação.
C) Gozam de capacidade de autoadministração e receita própria.
D) Exploram atividade econômica de produção ou comercialização de bens.
E) São pessoas jurídicas de direito privado.
C