Você está na página 1de 6

CONCORDÂNCIA NOMINAL

É a concordância de substantivo com adjetivos, artigos e numerais.


Regra: o adjetivo concorda com o substantivo em gênero e número.
Exemplos: Cidade morta. Quinhentos gramas de café.
Observação: a inclusão de preposição entre o substantivo e o adjetivo não impede a concordância, por
exemplo: Pobre dos homens. Desgraçadas das mulheres.

CASOS ESPECIAIS
Identificação Explicação Exemplo
Adjetivo posposto a dois O adjetivo irá para o plural ou concordará Toalha e mesa sujas.
ou mais substantivos. com o substantivo mais próximo. Toalha e mesa suja.
Copo e caneca quebrados.
Copo e caneca quebrada.
Adjetivo antes de dois ou O adjetivo concorda com o substantivo Escolheste mau lugar e hora.
mais substantivos. mais próximo. ... perdida a cor e o alento.

Nota: se os substantivos forem nomes Os grandes Rui e Machado.


próprios, o adjetivo deverá ir para o plural.
Adjetivo como predicativo O adjetivo concorda em gênero e número A justiça declarou culpado o réu.
do objeto com o objeto. A justiça declarou culpada a ré.
Achei muito esquisitas a mãe e a
filha.
Nota: se o objeto for composto, o adjetivo Achei muito esquisitos o pai e a
predicativo vai para o plural. Em casos de filha.
gêneros diferentes prevalece o masculino. A justiça considerou o réu e a ré
culpados.
Um substantivo Há três tipos de construção. Deve-se tomar Os poderes temporal e espiritual.
modificado por dois ou cuidado com o emprego dos artigos. O poder temporal e o espiritual.
mais adjetivos no singular. O poder temporal e espiritual.
As bandeiras italiana e brasileira.
A bandeira italiana e a brasileira.
A bandeira italiana e brasileira.
Adjetivo composto. Flexiona-se, normalmente, só o último Problemas político-econômicos.
elemento. Guerra sino-belgo-americana.

Nota: surdo-mudo – varia totalmente =


surdos-mudos.
Um e outro, nem um nem O substantivo deve ficar no singular. Um e outro caso.
outro, um ou outro Nem uma nem outra coisa.
seguidos de substantivo. Uma e outra solução.
Nota: se em seguida vier um adjetivo, ele
ficará no plural. Um e outro caso paralelos.
Uma e outra solução propostas.

Leso, próprio, mesmo, Concordam com o nome a que se referem. Crime de lesa-pátria.
junto, anexo, incluso, Crime de leso-patriotismo.
quite, obrigado, tal. Nós próprios faremos o trabalho.
Elas mesmas escreveram as cartas.
Os recibos seguem juntos.
As crianças voltaram juntas.
O comprovante segue anexo.
As declarações seguem anexas.
Estão inclusas as taxas e impostos.
Já estou quite contigo.
Muito obrigada: disse Rosa.
Que tais estas músicas.
Eles são tais quais os pais.
Nota: ‘em anexo’ é invariável. Em anexo, seguem as cartas.
Aposto Concorda com o fundamental em gênero e Você, fruto do amor, não pára de
número. chorar.
Os filhos, grandes sábios,
superaram o pai.
Menos, pseudo, monstro Estas palavras devem permanecer Mais amor e menos confiança.
(como adjetivo), alerta. invariáveis. São pseudo-intelectuais.
Foi uma assembléia monstro.
Os soldados estão alerta.
Só, meio, bastante. Quando forem adjetivos, concordam com o Não fale com meios termos.
substantivo a que se referem. Não suporto meias palavras.
Há bastantes problemas.
Elas ficaram sós.
Estou só.
Nota: quando forem advérbios,
significando somente, um tanto, um pouco, Compramos só duas entradas
muito, respectivamente, ficam invariáveis. (apenas).
As portas estavam meio abertas
(um pouco).
Eram hábitos meio antigos (um
tanto).
Sujeito em grau absoluto Quando o sujeito é tomado em grau É proibido entrada.
‘absoluto’, isto é, sem artigo ou pronome É necessário coragem.
demonstrativo, fica no masculino singular. Pimenta é bom.

Se houver artigo ou pronome


demonstrativo, concorda com o nome.
É proibida a entrada.
É necessária a coragem.
Essa pimenta é boa.

CONCORDÂNCIA VERBAL
Entende-se por concordância verbal a que ocorre do verbo com o sujeito. A regra diz que o verbo concorda
com o sujeito em pessoa e número. Por exemplo: O homem nasce. Os noivos se ajoelharam diante do altar.
Observe o quadro abaixo referente aos casos particulares:

Concordância com o sujeito composto.


Identificação Explicação Exemplo
Anteposto Verbo no plural. O pai e o filho saíram de casa.
Verbo no plural ou concorda com o Saíram de casa o pai e os filhos.
núcleo mais próximo. Saiu de casa o pai e os filhos.
Posposto
Nota: havendo reciprocidade, é Agrediram-se o homem e a mulher.
obrigatório o plural.
O verbo vai para o plural da pessoa Eu e meu convidado iremos.
que prevalece: a 1ª sobre a 2ª e, Se eu e vós chegássemos neste
esta, sobre a 3ª. momento.
Pessoas gramaticais diferentes. Tu e eles sereis bem recebidos.
Viajas tu, tua mulher e teus filhos
Nota: Sujeito posposto, segue-se para o Brasil.
esta regra ou faz-se a concordância Viajais tu, tua mulher e teus
com o núcleo mais próximo. filhos para o Brasil.
“Cícero assegurava que espírito e
Tudo, nada, nenhum, cada um, corpo, tudo se acabava no
cada qual, outro, ninguém, isso, O verbo ficará no singular. sepulcro.”
isto, aquilo ou expressão Jogos, conversação,
equivalente no singular. espetáculos, nada o tirava de seu
intento.
Verbo normalmente no plural. No
entanto, quando se deseja dar A mãe com a filha saíram cedo.
Com relevância ao primeiro elemento O rei, com a corte, chegou ontem.
do sujeito, o verbo concorda com
ele.
O verbo no plural ou concorda com O ouro, como o vinho, aumenta (ou
Como o mais próximo. O verbo aumentam) a sede.
concordará com o 1º elemento se O e.t., como o dragão, não existe.
quisermos destacá-lo.
Sujeitos correlacionados pelas Tanto Hitler como Napoleão
expressões: não só..., mas O verbo deverá ir, de preferência, desafiaram a Rússia.
também, tanto..., como..., mas para o plural. Não só ouro mas também a fama
ainda, entre outros semelhantes. corrompem o homem.
O professor, bem como os
O verbo concorda com o 1º alunos, permanece na classe.
Bem como, assim como. elemento. O menino, assim como nós
todos, está preocupado com o
problema.

O verbo concordará com o João ou José será eleito presidente


elemento mais próximo se houver da companhia. – (exclusão)
exclusão, sinonímia ou caráter O chefe ou o diretor fez críticas ao
corretivo. meu serviço. – (sinonímia)
O aluno ou os alunos
Ou solicitaram novo documento.
(caráter corretivo)

Nota: não se configurando estes “Só Deus ou Nossa Senhora


casos, o verbo pode concordar podiam acudir-lhe.”
com o elemento mais próximo ou Eu ou ela irá à entrevista.
ir para o plural. Eu ou ela iremos à entrevista.
Um e outro morreu. (ou morreram)
Quando o sujeito é tema dessas “Nem um nem outro honrou (ou
Um e outro, nem um nem outro, expressões, o verbo ficará no honraram) sua palavra.”
nem... nem. singular ou plural. Havendo Nem João nem Mário chegará (ou
reciprocidade, é o obrigatório o chegarão) a tempo.
plural. Um e outro se odeiam há muito
tempo. (há reciprocidade)
O amor e a paixão eleva o homem.
Um berro, um grito, um
Palavras para-sinonímia ou em O verbo, de preferência concorda gemido, um murmúrio saiu de sua
gradação. com o substantivo mais próximo. boca?
Uma palavra, um gesto, um olhar
bastava.
Sujeito com núcleos antecedidos O verbo fica no singular. Cada jogador, cada comentarista, c
do pronome ‘cada’. ada torcedor tinha sua justificativa
para a derrota.
O verbo fica no singular. Vencer ou conquistar não faz ningu
ém superior.
Sujeito formado de infinitivos.
Nota: No entanto, se forem para- Rir e chorar são coisas inevitáveis.
antonímias ou estiverem O falar e o escrever revelam o
determinados, o verbo fica no íntimo do homem.
plural.
Casos centrados no verbo
Identificação Explicação Exemplo
Verbo passivo, com pronome ‘se’. O verbo concorda com seu sujeito. Ouviram-se vaias ao orador.
Descobriu-se o esconderijo.
Deram há pouco nove horas.
Dar, soar, bater, referindo-se às Concordam normalmente com o Que horas deu o relógio?
horas. sujeito, que pode ser relógio, Deu uma e meia.
horas, badaladas. A sineta de proa bateu onze horas.
Soaram duas horas no relógio.
Admite duas concordâncias: ou se As paredes pareciam estremecer.
flexiona o verbo parecer ou o As paredes parecia estremecerem.
infinitivo.
Parecer + infinitivo. Nota: O mesmo tipo de Viam-se entrar mulheres e crianças.
concordância ocorre com o verbo Via-se entrarem mulheres e
ver na voz passiva, seguido de crianças.
infinitivo.
Haja vista os novos decretos.
Haja vista. Há várias construções corretas. Haja vista os novos decretos.
Vista haja os novos decretos.
Haja vista aos novos decretos.
Bem hajam tuas mãos caridosas.
Bem haja, mal haja. O verbo concorda com o sujeito, Bem haja o dia em que te conheci.
que vem sempre posposto. Mal hajam paixões!
Mal haja a minha desventura.
Bastar, faltar (exprimindo Bastam cem reais para viajarmos.
suficiência e falta, O verbo concorda com o sujeito. Faltam dez minutos para o meio-
respectivamente). dia.
Concordará com o sujeito Todo eu era saudade.
(personificado). Clara era as alegrias de meu viver.

O sujeito é substantivo simples no Os livros são a nossa maior arma.


plural e o predicado é substantivo
no singular.

Nas indicações de preço, medida, Cem reais é pouco.


quantidade: é pouco, é bastante, é Três metros é menos do que
demasiado. preciso.
Três quilômetros é demasiado.

O sujeito é substantivo e o
Ser. predicado é pronome pessoal. O poeta sou eu.
O poeta és tu.
Quando o verbo ‘ser’ for
impessoal, na indicação de horas, Eram sete horas.
datas e distâncias. Hoje é dia 15 de agosto.
Hoje são 02 de outubro.
Nota: quando o predicado vem
precedido da expressão ‘perto de’, Era (ou eram) perto de duas horas.
‘cerca de’, pode-se usar singular ou
plural.

O sujeito tem sentido de coletivo e


o predicado está no plural. A maioria eram culpados.

Sujeito não personificado no


singular (coisa) e predicado no
plural. A cama eram palhas. (melhor
construção)
Sujeito é um dos pronomes ‘tudo’, A cama era palhas.
‘isso’, ‘isto’, ‘aquilo’, e o predicado
está no plural.
Tudo são rosas na infância.
Tudo é rosas na infância.
Sujeito é a palavra de sentido Isto são ossos do ofício.
amplo como ‘vida’, ‘humanidade’, Isto é ossos do ofício.
‘ciência’, e o predicado está no
plural. A vida são alegrias.
A vida é alegrias.
Casos especiais
Verbo no singular ou no plural. A manada de búfalos se dispersou.
Sujeito é coletivo no singular (ou dispersaram)
seguindo do substantivo no plural. Quando aparece apenas o coletivo,
o verbo concorda com ele. O povo sempre erra.
O sujeito é uma das expressões ‘a
maioria de’, ‘parte de’, ‘uma O verbo ficará no singular ou no A maioria dos
porção de’, ‘o resto de’, ‘grande plural. trabalhadores recebeu (ou
número de’ etc, seguido de um receberam) a notícia com alegria.
substantivo ou nome no plural.
Verbo no plural, de preferência. Paulo é um dos que mais estudam.
Um dos que Quando o verbo se aplicar apenas Foi um dos teus amigos
a uma pessoa, pode-se usar que matou o guarda.
singular.
O verbo concorda com o Menos de dois litros foram bebidos.
substantivo. Cerca de cem voluntários vieram ao
palco.
Sujeito é um substantivo regido Entraram no porto obra de
pelas expressões ‘mais de’, ‘coisa dez navios.
de’, menos de’, cerca de’, perto Mais de um soldado morreu.
de’, ‘obra de’, ou expressões para-
sinonímias. Mais de um orador se
Quando o sujeito é ‘mais de um...’, criticaram mutuamente.
se houver ideia de reciprocidade Mais de um velho, mais de
ou se a expressão vier repetida, o uma criança não puderam fugir a
verbo ficará no plural. tempo.
Memórias Póstumas de Brás
O verbo concorda com o artigo. Cubas é uma obra prima.
Nome próprio plural. Não havendo artigo, o verbo fica O Amazonas nasce nos Andes.
no singular. Os Lusíadas tornaram Camões
imortal.
Sujeito é o pronome relativo ‘que’. O verbo geralmente concorda com Fui eu que bati.
o antecedente do pronome. Fomos nós que roubamos o carro.
O verbo fica, de preferência, na 3ª Fui eu quem bateu. (ou bati)
Sujeito é pronome ‘quem’. pessoa do singular. Pode também Fomos nós quem roubou (ou
concordar com o antecedente. roubamos) o carro.
Sujeito é pronome interrogativo Nenhum de nós seria capaz de
ou indefinido singular (qual, tanto.
algum, nenhum, um, cada um etc.) Qual dentre nós compreenderá a
seguido de ‘de nós’, ‘de vós’, O verbo fica no singular. nossa posição?
‘dentre nós’, ‘dentre vós’. Cada um de nós representa muitos
eleitores.

Sujeito é pronome interrogativo Quais dentre vós dareis a vida pelo


ou indefinido no plural (quais, próximo?
alguns, quantos, muitos, poucos, O verbo concorda com nós ou vós. Alguns de nós continuaremos aqui.
vários etc.), seguidos de ‘de nós’, “Quais de vós sois, como eu,
‘de vós’, ‘dentre nós’, ‘dentre vós’. desterrados...?” (Herculano)
Há exemplos contrariando esta “... quantos dentre
regra, ou seja, colocando o verbo vós estudam conscientemente o
na 3ª pessoa do plural. passado?” (J. Alencar)
Isto de aulas aos domingos cansa.
Sujeito é ‘isto de’ seguido de O verbo fica no singular ou no (ou cansam)
nome no plural. plural, indiferentemente. Isto de muitas festas irrita. (ou
irritam)
Sujeito é pronome de tratamento. O verbo fica na 3ª pessoa. Vossa Excelência engrandece esta
casa!
Sujeito é representado por uma O verbo fica na 3ª pessoa do Amar o próximo é o seu lema.
frase. singular.