Você está na página 1de 58

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

SETOR DE CIÊNCIAS EXATAS - DEPARTAMENTO DE EXPRESSÃO GRÁFICA


Professora Deise Maria Bertholdi Costa - Disciplina CD020 Geometria Descritiva
Curso de Engenharia de Produção – Turma PA – 2016.1 – Apostila GD - Parte 1

SISTEMAS DE PROJEÇÃO

1. Operações fundamentais no desenho projetivo

1.1 Conceito de projetar

a) Projetar um ponto A a partir de um outro ponto O, distinto de A, significa determinar a reta


pertencente aos dois pontos. A reta OA é denominada projetante do ponto A e o ponto O é
denominado de centro de projeção (Figura 1).

FIGURA 1 – PROJEÇÃO DO PONTO A

b) Projetar uma reta r partir de um ponto O, não pertencente a essa reta, significa determinar o
plano pertencente ao ponto e à reta. Esse plano,  , é denominado plano projetante da reta r
(Figura 2).

FIGURA 2 – PROJEÇÃO DA RETA R, A PARTIR DO PONTO O

c) Projetar um objeto a partir de um ponto significa determinar as projetantes de todos os


pontos desse objeto. Quando se quer projetar um objeto, normalmente são projetados somente
os elementos necessários e suficientes que o determinam (Figura 3).

FIGURA 3 – PROJEÇÃO DE UM OBJETO A PARTIR DO PONTO O

Observação: Sejam uma reta a e um ponto A fixos e b uma reta móvel passando por A, que
rotaciona em torno do ponto A (Figura 4):

FIGURA 4 – CONCEITO DE PONTO IMPRÓPRIO


Geometria Descritiva 2

1.2 Conceito de cortar

a) Cortar uma reta a por outra b, significa obter o ponto (ab) comum às duas retas. O ponto
considerado pode ser próprio ou impróprio, conforme as retas sejam concorrentes ou paralelas
(Figura 5).

FIGURA 5 – CORTE DA RETA a NA RETA b

b) Cortar um plano  por uma reta a, ou uma reta a por um plano  , significa obter o ponto
(a  ) comum à reta e ao plano (Figura 6).

FIGURA 6 – CORTE DA RETA a NO PLANO 



c) Cortar um plano  outro  significa encontrar a reta  comum a ambos os planos (Figura
7).

FIGURA 7 – CORTE DO PLANO NO PLANO 



d) Cortar um objeto por um plano significa encontrar a seção plana produzida por este plano no
sólido considerado (Figura 8).

FIGURA 8 – CORTE DO PLANO NA SUPERFÍCIE 

Observação: o ponto ou a reta ou a curva quando determinados por cortes chamam-se traços.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 3

2. Conceito de projeção cônica (ou central)

Considere um plano  e um ponto fixo O não pertencente ao plano considerado.


Denomina-se projeção central ou cônica, no plano  , de um ponto A, distinto de O, ao traço
A , produzido sobre o plano, pela reta projetante do ponto A a partir do ponto O (Figura 9).

FIGURA 9 – PROJEÇÃO CÔNICA DO PONTO A 

O plano  é denominado plano de projeção e o ponto O é denominado centro, pólo ou


vértice de projeção.
A projeção central ou cônica é também denominada perspectiva cônica, ou perspectiva
linear exata do ponto A.
Plano de projeção não é o mesmo que plano projetante.
O sistema é chamado de projeção cônica, pois as projetantes descrevem uma superfície
cônica.

3. Conceito de projeção cilíndrica (oblíqua ou ortogonal)

Denomina-se projeção cilíndrica de um ponto A, no plano   a partir de O, ao traço A’


produzido sobre   , pela reta projetante do ponto A a partir do ponto O (Figura 10).

FIGURA 10 – PROJEÇÃO CILÍNDRICA DO PONTO A 

Observações:
 Dado o ponto A, A’ é único, porém dado somente A’ sabe-se que o ponto A pertence a
sua reta projetante;
 O sistema é denominado projeção cilíndrica, pois as projetantes descrevem uma
superfície cilíndrica;
 Os pontos do plano de projeção coincidem com suas projeções;
 Se a direção das projetantes for oblíqua ao plano de projeções tem-se o sistema de
projeção Cilíndrica Oblíqua;
 Se a direção das projetantes for perpendicular ao plano de projeções tem-se o Sistema
de Projeção Cilíndrica Ortogonal.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 4

3.1 Propriedades das projeções cilíndricas (oblíquas ou ortogonais)

Propriedade 1: A projeção cilíndrica de uma reta não paralela à direção das projetantes é uma
reta (Figura 11). A projeção cilíndrica de uma reta paralela à direção das projetantes é um
ponto (Figura 12).

FIGURA 11 – PROJEÇÃO CILÍNDRICA DA RETA R 

FIGURA 12 – PROJEÇÃO CILÍNDRICA DA RETA R

Observações:

a) Se a projeção cilíndrica de uma reta é uma reta, então a reta objetiva não é paralela a
direção das projetantes;

b) Se a projeção cilíndrica de uma reta é um ponto, então a reta é paralela à direção das
projetantes;

c) Se uma reta é perpendicular ao plano de projeção, sua projeção cilíndrica-ortogonal sobre o


mesmo será o seu traço no plano de projeção considerado. Reciprocamente, se a projeção
ortogonal de uma reta sobre um plano reduzir-se a um ponto, então a reta será perpendicular
ao plano de projeção, ou o que é equivalente, a reta será paralela à direção das projetantes.

d) Uma reta r, não paralela à direção das projetantes, e sua projeção cilíndrica r são
coplanares; logo, pode ocorrer entre a reta e sua projeção uma das seguintes condições:
 r e r são concorrentes, neste caso a reta corta o plano de projeção (Figura 11);
 São paralelas, neste caso a reta será paralela ao plano de projeção;
 São coincidentes, neste caso a reta estará contida no plano de projeção.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 5

Propriedade 2: Se duas retas r e s são paralelas, então as suas projeções cilíndricas ou são
paralelas (Figura 13), ou são coincidentes (Figura 14) ou são pontuais (Figura 15).

FIGURA 13 – PROJEÇÕES PARALELAS

=s

FIGURA 14 – PROJEÇÕES COINCIDENTES FIGURA 15 – PROJEÇÕES PONTUAIS

Observação: A recíproca da propriedade 2 não é verdadeira (Figura 16). Ou seja, se t’//s’ não
implica que t//s.

=t

FIGURA 16 – CONTRA EXEMPLO DA RECÍPROCA DA PROPRIEDADE 2

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 6

Propriedade 3: Se dois segmentos são paralelos ou são colineares, então a razão entre eles no
espaço conserva-se na projeção cilíndrica, desde que a direção dos segmentos não seja
paralela à direção das projetantes (Figuras 17 e 18).

AB // CD
 AB A B
Se ou e não paralelos a d  
colineares CD CD

a) AB//CD

FIGURA 17 – RAZÃO ENTRE AS PROJEÇÕES DE SEGMENTOS PARALELOS

b) AB e CD colineares

FIGURA 18 – RAZÃO ENTRE AS PROJEÇÕES DE SEGMENTOS COLINEARES



Conseqüência: Se M é ponto médio do segmento AB então M’ é ponto médio da projeção do
segmento AB (A’B’).

Observação: A recíproca não é verdadeira. Ou seja, se AB/CD=A’B’/C’D’ não implica que


AB//CD ou colineares (Figura 19).

FIGURA 19 – CONTRA-EXEMPLO PARA A RECÍPROCA DA PROPRIEDADE 3

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 7

Propriedade 4: Se uma figura está contida num plano paralelo ao plano de projeção, então
essa figura será congruente à sua projeção cilíndrica, isto é, a projeção cilíndrica desta figura
está em verdadeira grandeza (VG) (Figura 20).

FIGURA 20 – PROPRIEDADE 4

Observação: A recíproca não é verdadeira em projeção oblíqua, porém é verdadeira em


projeção ortogonal (Figura 21).

=C=D’

FIGURA 21 – CONTRA-EXEMPLO PARA A RECÍPROCA DA PROPRIEDADE 4

Propriedade 5: Qualquer figura contida num plano paralelo à direção das projetantes tem para
projeção um segmento que está contido no traço do plano dessa figura sobre o plano de
projeção (Figura 22).

FIGURA 22– PROPRIEDADE 5

Observação: A recíproca da Propriedade 5 é verdadeira.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 8

3.2 Propriedades das projeções cilíndricas ortogonais

Propriedade 6: Se um segmento é oblíquo ao plano de projeção  , então sua projeção


ortogonal é menor que a sua verdadeira grandeza (Figura 23).

FIGURA 23 – PROPRIEDADE 6

Observação: A recíproca da Propriedade 6 é verdadeira.

Propriedade 7: Se duas retas são perpendiculares ou ortogonais entre si, sendo uma delas
paralela ou pertencente ao plano de projeção e a outra não perpendicular a esse plano, então
as projeções ortogonais dessas retas são perpendiculares entre si (Figura 24).

Resumindo:
r  s ou r s (1)
Se r //   ou r    (2)  r’  s’ (4)
s  (3)

FIGURA 24 – PROPRIEDADE 7

Observação: As recíprocas da propriedade 7 são verdadeiras. São elas:


Recíproca 1: (2) + (3) +(4)  (1)
Recíproca 2: (1) + (4)  (2) + (3)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 9

Exercícios:

Considere um sistema de projeção cilíndrica com somente um plano de projeção   . Escrever


ao lado de cada exercício as propriedades geométricas e as propriedades das projeções
cilíndricas utilizadas.

1. Representar o ponto médio M do segmento dado AB.

a) b)

2. Representar o paralelogramo ABCD sendo dados os três vértices.

a) b)

c) d)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 10

3. Representar o paralelogramo ABCD sendo dados os pontos A e B e o ponto M de


interseção das diagonais.

a) b)

c)

4. Representar o triângulo ABC sendo dados os vértices A e B e o baricentro G.

a) b)

c)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 11

5. Representar o hexágono regular ABCDEF sendo dados dois vértices e o centro O da


circunferência circunscrita.

a) b)

c)

6. Representar o hexágono regular ABCDEF sendo dados A, B e C

a) b)

c)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 12

O MÉTODO DAS DUPLAS PROJEÇÕES ORTOGONAIS

O Método das Duplas Projeções Ortogonais (ou Método de Monge) é utilizada para
representar os objetos do espaço tridimensional no espaço bidimensional, mediante a
utilização de projeções e resolver os problemas relativos a esses objetos através da Geometria
Plana e do Desenho Geométrico. São utilizados pelo menos dois planos de projeção.

I – REPRESENTAÇÃO DO PONTO

1. Planos fundamentais de referência (PFR)

Consideremos   e π dois planos perpendiculares entre si, denominados Planos


Fundamentais de Referência (PFR) ou Planos de Fundamentais de Projeção (PFP).

Denominamos:
  - 1º PFR ou 1º PFP ou Plano Horizontal de Projeção.
π - 2º PFR ou 2º PFP ou Plano Vertical de Projeção.

A interseção de   e π chama-se Linha de Terra. Esta divide   nas partes: anterior e
posterior e π em superior e inferior.

Estes dois planos dividem o espaço em 4 porções, chamadas de diedros:


1º diedro – entre a parte anterior de   e a superior de π
2º diedro – entre a parte posterior de   e a superior de π
3º diedro – entre a parte posterior de   e a inferior de π
4º diedro – entre a parte anterior de   e a inferior de π

Considerando uma origem O sobre a Linha de Terra temos os eixos x, y e z.


No 1º diedro temos os valores para x ____ y ____ e z ____
No 2º diedro temos os valores para x ____ y ____ e z ____
No 3º diedro temos os valores para x ____ y ____ e z ____
No 4º diedro temos os valores para x ____ y ____ e z ____

Consideremos um 3º PFR (ou 3º PFP ou 3º PDP ou Plano Lateral de Projeção) π que
contém os eixos y e z. Estes 3 planos dividem o espaço em octantes.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 13

2. Representação do ponto

Seja A um ponto. Consideremos as três projeções cilíndricas ortogonais: A’, A’’ e A’’’
sobre os planos   , π e π , respectivamente.

Temos as distâncias de A até os 3PFR:


Cota – distância de A até   = segmento AA’
Afastamento – distância de A até π = segmento AA’’
Abscissa – distância de A até π = segmento AA’’’

Estas distâncias também nos fornecem as coordenadas (x,y,z) do ponto A:


x = abscissa
y = afastamento
z = cota

Fixamos um dos PFR e rebatemos os outros sobre o primeiro escolhido, temos a


representação plana do ponto, chamada de épura do ponto A:

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 14

Um ponto pode pertencer a qualquer diedro:

a) A pertence ao 1º diedro

b) B pertence ao 2º diedro

c) C pertence ao 3º diedro

d) D pertence ao 4º diedro

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 15

3. Pontos pertencentes aos PFR

Espaço: Épura:

a)   é o lugar geométrico (LG) dos pontos de _____________ nulas. Se A    ____  LT.

b) π é o lugar geométrico (LG) dos pontos de _____________ nulos. Se B π  ____  LT.

c) π é o lugar geométrico (LG) dos pontos de _____________ nulas. Se C π  _______.

4. Pontos pertencentes aos eixos

Espaço: Épura:

a) A LT (eixo x) é o LG dos pontos de _______________ nulas. Se A  LT  __________.

b) O eixo y é o LG dos pontos de __________________ nulos. Se B  y  ___________.

c) O eixo z é o LG dos pontos de __________________ nulas. Se C  z  ___________.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 16

5. Obtenção da 3a projeção

Para obtermos a representação do ponto na 3ª projeção, podemos rebater o 3º PFP sobre o


1º ou 2º PFP.

Rebatimento sobre π :


Consideremos o 2º PFP fixo. Ao rebatermos o 3º plano sobre o 2º, a 3ª projeção do ponto
descreverá um arco de circunferência com centro no eixo z e raio o seu afastamento. Este arco
está contido num plano paralelo a   e, portanto está em VG na 1ª projeção. A 3ª projeção
rebatida do ponto pertence a uma reta que passa pela segunda projeção do ponto e é paralela
à linha de terra.

Espaço

Épura

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 17

Exercícios

A unidade utilizada é o milímetro.

1. Representar os pontos dados.

a) A(30,20,40) b) B(20,-10,40)

c) C(30,-20,-40) d) D(20,30,-20)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 18

2. Localizar os pontos dados nos diedros.

A  ____ B  ____ C  ____ D  ____ E  ____

3. Representar os pontos dados (as primeiras e segundas projeções). Identificar a posição


do ponto em relação aos diedros ou aos planos de projeção.

A(20,30,10)  _____
B(50,-20,40)  _____
C(30,-40,-20)  ____
D(40,50,-10)  _____
E(10,0,30)  _______
F(60,20,0)  _______
G(-20,40,50)  ______

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 19

4. Representar os pontos dados e obter as terceiras projeções.

A(20,50,20)
B(40,-10,-20)
C(50,-20,10)
D(60,30,-40)
E(10,40,?)   
F(-10,-20,-30)
G(-40,30,-10)
H(-20,0,20)

5. Representar um quadrado contido em   sendo dados A e B.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 20

6. Representar um quadrado contido num plano  paralelo a   sendo dados A e B.


A(20,20,10) B(40,30,?)

7. Representar o paralelogramo ABCD, sendo dados os vértices A e B, e o ponto M de


interseção das diagonais.
A(10,60,50) B(30,20,20) M(40,40,30)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 21

8. Representar um hexágono regular ABCDEF, contido em   sendo dados dois vértices.

a) A(20,?,20) e B(40,?,10)

b) A(30,?,50) e C(60,?,30)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 22

9. Representar o triângulo ABC sendo dados M, N e P, pontos médios dos lados AB, BC e
CA, respectivamente.
M(20,15,30) N(40,40,20) P(60,30,10)

10. Representar o triângulo ABC sendo dados os vértices A e B e o baricentro G.


A(30,10,20) B(20,50,40) G(50,30,30).

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 23

11. Representar um quadrado contido em   sendo dados A(20,40,?) e sabendo-se que o


lado AB mede 30 e é paralelo à LT.

12. Representar os pontos A e B de   conhecendo A(10,30,?) e B(x,50,?) sabendo-se que


AB=30.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 24

II – REPRESENTAÇÃO DA RETA

1. Representação da reta

Propriedade já vista: Se r é uma reta então r’ ou é uma reta (se r não for paralela à direção das
projetantes d) ou um ponto (se r for paralela à direção das projetantes d).

Para obtemos a projeção de uma reta consideramos:


- ou dois pontos A e B pertencentes a r
- ou o seu plano projetante

Como temos 3 PFR então há 3 projeções e portanto 3 planos projetantes.

Normalmente, consideramos apenas a 1ª e a 2ª projeções da reta, pois são suficientes para


determinar a 3ª projeção (exceto para a reta de perfil que veremos mais tarde).

Espaço Épura

2. Ponto pertencente à reta

Propriedade: P  r  P’  r’ e P’’  r’’


Mas se r// π e r   então também deve ser verificado se P’’’ r’’’.

Exemplos:

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 25

3. Posições da reta em relação aos PFR

A reta pode ocupar posições distintas em relação aos 3 PFR, podendo ser:

- r perpendicular a um dos PFR:

reta vertical reta de topo reta fronto-horizontal

- r paralela a um dos PFR e oblíqua em relação aos outros dois PFR:

r'’’

reta horizontal reta frontal reta de perfil

- r oblíqua em relação a todos os 3 PFR:

reta qualquer

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 26

3.1. Reta vertical

Essa reta é perpendicular ao Plano Horizontal de Projeção e paralela em relação ao Plano


Vertical de Projeção.

a) Característica espacial: __________________ b) Épura:

c) Diedros: ________________________

d) Ângulos:
com   ________________
com π ________________
com π ________________

e) Tem alguma projeção em VG? ____________________

f) Quantidade de pontos necessários para representá-la: ___________________

g) Traços: H, V, L

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 27

3.2. Reta de topo

Essa reta é paralela ao Plano Horizontal de Projeção e perpendicular em relação ao Plano


Vertical de Projeção.

a) Característica espacial: __________________ b) Épura

c) Diedros: ________________________

d) Ângulos:
com   ________________
com π ________________
com π ________________

e) Tem alguma projeção em VG? ____________________

f) Quantidade de pontos necessários para representá-la: ___________________

g) Traços: H, V, L

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 28

3.3. Reta fronto-horizontal

Essa reta é paralela ao Plano Horizontal de Projeção e paralela em relação ao Plano Vertical
de Projeção.

a) Característica espacial: __________________ b) Épura:

c) Diedros: ________________________

d) Ângulos:
com   ________________
com π ________________
com π ________________

e) Tem alguma projeção em VG? ____________________

f) Quantidade de pontos necessários para representá-la: ___________________

g) Traços: H, V, L

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 29

3.4. Reta horizontal

Essa reta é paralela ao Plano Horizontal de Projeção e inclinada em relação ao Plano Vertical
de Projeção.

a) Característica espacial: __________________ b) épura

c) Diedros: ________________________

d) Ângulos:
com   ________________
com π ________________
com π ________________

e) Tem alguma projeção em VG? ____________________

f) Quantidade de pontos necessários para representá-la: ___________________

g) Traços: H, V, L

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 30

3.5. Reta frontal

Essa reta é inclinada em relação ao Plano Horizontal de Projeção e paralela em relação ao


Plano Vertical de Projeção.

a) Característica espacial: __________________ b) Épura:

c) Diedros: ________________________

d) Ângulos:
com   ________________
com π ________________
com π ________________

e) Tem alguma projeção em VG? ____________________

f) Quantidade de pontos necessários para representá-la: ___________________

g) Traços: H, V, L

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 31

3.6. Reta de perfil

Essa reta é inclinada em relação ao Plano Horizontal de Projeção e ao Plano Vertical de


Projeção e paralela ao Plano Lateral de Projeção.

a) Característica espacial: _____________________ b) Épura:

c) Diedros: _______________________________

d) Ângulos:
com   ________________
com π ________________
com π ________________

e) Tem alguma projeção em VG? ____________________

f) Quantidade de pontos necessários para representá-la: ___________________

g) Traços: H, V, L

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 32

3.7. Reta qualquer

Essa reta é inclinada em relação ao Plano Horizontal de Projeção, ao Plano Vertical de


Projeção e ao Plano Lateral de Projeção.

a) Característica espacial: __________________ b) Épura

c) Diedros: ________________________
r"

d) Ângulos:
com   ________________ r

com π ________________


com π ________________ x

e) Tem alguma projeção em VG? ____________________ y


r'

f) Quantidade de pontos necessários para representá-la: ___________________

g) Traços: H, V, L

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 33

Exercícios
1. Na reta r, definida pelos pontos A(20,40,10) e B(60,10,-40) representar os pontos:

C(40,?,?)
D(?,50,?)
E(?,?,-10)
F(?,-10,?)
G(?,?,0)
H(-10,?,?)
I(0,?,?)

2. Na reta r, definida pelos pontos A(40,30,10) e B(40,10,30) representar os pontos:

C(?,35,?)
D(?,?,20)
E(?,?,-10)
F(?,-10,?)
G(?,?,0)
H(?,0,?)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 34

3. Seja a reta r definida pelos pontos A e B. Representá-la, identificar o nome da reta e sua
posição em relação aos PFR (paralela, oblíqua ou perpendicular).

a) A(30,20,10), B(60,50,20) b) A(20,30,20), B(20,40,20)

c) A(10,20,30), B(40,20,50) d) A(40,50,10), B(40,20,30)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 35

4. Seja a reta r definida pelos pontos A e B. Representar os traços H, V e L sobre os


PFR(   , π e π ). Identificar os diedros pelos quais a reta atravessa.

a) A(30,20,10), B(50,10,40) b) A(20,30,10), B(40,20,10)

c) A(30,20,20), B(30,20,40) d) A(30,30,10), B(30,20,30)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 36

5. Seja a reta r definida pelos pontos A e B. Identificar o nome da reta. Encontrar os


ângulos que a reta forma com os PFR, bem como a VG do segmento AB.

a) A(10,20,30) B(40,20,10) b) A(30,-10,40), B(30,20,40)

c) A(20,20,10), B(40,30,40) d) A(30,-30,-10), B(30,-30,20)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 37

e) A(20,-20,-30), B(50,-20,-30) f) A(30,10,50), B(30,-20,-15)

g) A(20,10,0), B(40,10,30) h) A(0,-20,-10), B(50,20,-10)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 38

6. Representar as retas horizontais que passem pelo ponto dado A e que formem ângulo
dado com um dos PFR.

a) A(20,30,40) 3=30o b) A(30,40,20) 2=15o

7. Representar as retas frontais que passem pelo ponto dado A e que formem ângulo dado
com um dos PFR.

a) A(30,30,40) 1=30o b) A(30,30,40) 3=15o

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 39

8. Representar as retas de perfil que passem pelo ponto dado A e que formem ângulo
dado com um dos PFR.

a) A(20,30,10), 1 = 600

b) A(30,20,40), 2 = 150

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 40

9. Representar uma reta horizontal que passe pelo ponto dado A(30,40,30) sabendo-se
que qualquer segmento da mesma tem a sua segunda projeção reduzida a metade
desse segmento.

10. Representar as retas quaisquer que passam pelo ponto dado A(30,20,40) e formam
ângulo θ1 =30º com   e θ2 = 45º com π .

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 41

4. Posição relativa de duas retas

Duas retas r e s podem ser:


 paralelas
 
coplanares concorrent es
 coincidentes
 
não  coplanares ou reversas

Observação: sejam r, s, P r e (P,s) então
- se (P,s) possuir em comum com r apenas o ponto P então r e s são reversas e P≡(r);
- ou se r estiver contida em  então as retas r e s são coplanares.

4.1. Condições de paralelismo


1º) Retas não de perfil
Vimos propriedade 2: Se r//s então r’//s’ ou r’≡s’ ou são pontuais.
Como trabalhamos com pelo menos duas projeções então:
r' //s' e r" //s"

r//s  r'  s' e r" //s" (ou r"  s" e r' // s' )
r' e s' são pontuais e r" //s" ( ou r" e s" são pontuais e r //s)

Se r’≡s’ e r”≡s” e r e s são não de perfil então r≡s

2º) Retas de perfil

a) as retas pertencem a um mesmo plano projetante em 1ª e 2ª projeções


paralelas se r //s

r e s podem ser coincidentes se r   s
concorrentes se r xs

b) as retas pertencem a planos projetantes distintos em 1ª e 2ª projeções


paralelas se r //s ou r   s
r e s podem ser 
reversas se r xs

4.2. Condições de incidência

1º) Retas não de perfil


r  x s em P e r  x s em P e PP  mesma LC

r x s  r  x s e r   s (ou r  x s e r   s)
r  x s , r  é um ponto e  a s (ou r  x s , r  é um ponto e  a s)

2º) Uma reta é de perfil e a outra não


Além das condições anteriores deve ser verificada também a 3ª projeção.

3º) Retas de perfil


Duas retas de perfil somente poderão ser concorrentes se pertencem ao mesmo plano
projetante em 1ª projeção e suas 3as projeções são concorrentes.

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 42

Exercícios de posição relativa de duas retas

1. Representar a reta r pertencente ao ponto A(10,20,30) e paralela a reta s(P,Q):


a) P(40,10,30) Q(40,20,30) b) P(40,30,10) Q(40,30,20)

c) P(30,30,20) Q(50,30,20) d) P(30,10,20) Q(50,30,20)

e) P(30,30,20) Q(50,30,30) f) P(30,40,10) Q(60,30,-10)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 43

2. Representar a reta r, pertencente ao ponto dado A e paralela a reta s(P,Q)

a) A(30,50,20) P(30,40,50) Q(30,20,30)

b) A(60,40,10) P(40,30,40) Q(40,10,20)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 44

3. São dadas duas retas r(A,B) e s(P,Q), verificar se são coincidentes, paralelas,
concorrentes ou reversas. Caso sejam concorrentes, determinar o ponto X em comum.

3.1 As retas dadas são não de perfil

a) b)

c) d)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 45

e) f)

g) h)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 46

3.2. As retas dadas são de perfil

i) A(30,30,40) B(30,40,20) P(30,10,30) Q(30,20,40)

j) A(30,20,10) B(30,10,20) P(30,30,30) Q(30,40,40)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 47

k) A(20,30,40) B(20,40,50) P(40,40,20) Q(40,10,30)

l) A(20,30,40) B(20,40,50) P(40,40,20) Q(40,50,30)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 48

3.3 Uma das retas dadas é de perfil e a outra é não de perfil

m) A(30,-10,40) B(30,0,40) P(30,10,20) Q(30,20,30)

n) A(40,10,20) B(40,30,10) P(20,10,10) Q(60,30,50)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 49

4. Representar a reta horizontal r pertencente ao ponto dado A e concorrente com uma


reta qualquer s(P,Q) dada. Representar o ponto X de interseção.
A(10,20,10) P(30,30,30) Q(50,20,40)

5. Representar a reta frontal r pertencente ao ponto dado A e concorrente com uma reta
qualquer s(P,Q) dada. Representar o ponto X de interseção.
A(10,20,50) P(30,30,30) Q(50,10,40)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 50

6. Representar a reta de perfil r pertencente ao ponto dado A e concorrente com uma reta
qualquer s(P,Q) dada. Representar o ponto X de interseção.
A(10,20,10) P(30,20,30) Q(50,10,40)

7. Representar a reta horizontal r pertencente ao ponto dado A e concorrente com uma


reta de perfil s(P,Q) dada. Representar o ponto X de interseção.
A(10,20,20) P(30,30,40) Q(30,10,10)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 51

8. Representar a reta de topo r pertencente ao ponto dado A e concorrente com uma reta
de perfil s(P,Q) dada. Representar o ponto X de interseção.
A(30,-10,30) P(30,30,20) Q(30,50,10)

9. Representar a reta vertical r pertencente ao ponto dado A e concorrente com uma reta
de perfil s(P,Q) dada. Representar o ponto X de interseção.
A(30,15,50) P(30,30,20) Q(30,50,10)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 52

10. Representar a reta fronto-horizontal r pertencente ao ponto dado A e concorrente com


uma reta de perfil s(P,Q) dada. Representar o ponto X de interseção.
A(20,30,?) P(30,10,20) Q(30,40,10)

11. Representar uma reta r(A,B) qualquer concorrente com uma reta de perfil s(P,Q) dada.
Representar o ponto X de interseção.
A(10,30,30) B(30,20,?) P(40,30,40) Q(40,10,10)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 53

5. Perpendicularidade e ortogonalidade de retas

Relembrando a Propriedade 7 para somente uma projeção:


(1) r  s ( ou r s )
Se (2) r //   ( ou r    )  (4) r’  s’
(3) s  

Recíprocas são válidas:

(2) r //   ( ou r    )
Se (3) s    (1) r  s ( ou r s )
(4) r’  s’

Se (1) r  s ( ou r s )  (3) s  
(4) r’  s’ (2) r //   ( ou r    )

Na projeção cilíndrica ortogonal tem-se que um ângulo não reto somente se projeta em VG
quando os dois lados forem paralelos ao plano de projeção. Porém, se o ângulo for reto, basta
um só lado ser paralelo (ou estar contido) e o outro ser não perpendicular ao plano de projeção
para que ele tenha projeção ortogonal em VG.

Exercícios de perpendicularidade e ortogonalidade de retas

1. Representar a reta s que passe pelo ponto dado P e seja perpendicular a uma reta dada r.

a) r é horizontal b) r é frontal

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 54

c) r é de perfil

d) r é fronto-horizontal

e) r é qualquer

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 55

2. Representar pelo ponto dado P uma reta s ortogonal a reta dada r, sabendo-se que:

a) s é horizontal b) s é frontal

c) s é de perfil

d) s é qualquer

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 56

3. Representar a distância do ponto dado P a uma reta dada r. Obter a verdadeira grandeza
dessa distância.

a) r é horizontal b) r é frontal

c) r é de perfil

d) r é fronto-horizontal e) r é qualquer

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 57

4. Representar o losango ABCD, de diagonal BD horizontal, sendo dados os vértices A e C,


e o comprimento da diagonal BD.
A(20,35,10) C(50,15,30) BD=30

5. Representar o losango ABCD, de diagonal BD horizontal, sendo dados os vértices A e C e


sabendo-se que a primeira projeção do mesmo deve ser um quadrado.
A(20,35,10) C(50,15,30)

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a
Geometria Descritiva 58

6. Representar um triângulo ABC isósceles, de base AB horizontal dada, sendo dados o


afastamento e a cota do vértice C.
A(20,40,20) B(50,50,20) C(x,20,40)

7. Representar um retângulo ABCD, sendo dados os vértices A e C, e sabendo-se que o


lado AB é frontal e tem comprimento dado.
A(20,20,25) C(50,40,45) AB=20

UFPR – Setor de Ciências Exatas – Departamento de Expressão Gráfica – Prof Deise Maria Bertholdi Costa
a