Você está na página 1de 2

Resumo

Em 1851, Portugal viveu um período de estabilidade política que permitiu criar as


condições para o desenvolvimento de um modelo económico liberal. Esse influenciou a
sociedade e a cultura na segunda metade do século XIX, ficando conhecido por
“Regeneração”. Representa uma fase de grande transformação da sociedade portuguesa,
onde se assiste ao desenvolvimento de uma nova classe social, cuja atividade ideológica
e política contribuiria para alargar a oposição ao regime, para cimentar o acesso da
burguesia ao poder político e para a nobilitação.
A partir da década de cinquenta, o confronto entre os apoiantes do regime e um
conjunto de intelectuais contestatários, jovens idealistas, acreditando na possibilidade de
contribuir para a alteração do rumo dos acontecimentos, sugerem um projeto de sociedade
oposto ao da “Regeneração”, dependente de um novo conceito. Contudo, a capacidade de
manutenção do regime fez com que a quase totalidade dos intelectuais desistissem da
defesa das suas ideias. Caberá à “Geração de 70” contrariar o caminho do marasmo que
se vivia, por altura da “Regeneração” e reagir ao imobilismo ideológico e literário.

Palavras-chave: sociedade, regeneração, burguesia, elite.

i
Abstrac

In 1851, Portugal lived a period of political stability that allowed to create the
conditions for the development of a liberal economic model. This influenced society and
culture in the second half of the nineteenth century, becoming known as "Regeneration".
It represents a phase of great transformation of Portuguese society, where the
development of a new social class, whose ideological and political activity would
contribute to broadening the opposition to the regime, to cement the access of the
bourgeoisie to political power and to nobility.
From the fifties, the confrontation between the supporters of the regime and a
group of oppositional intellectuals, young idealists, believing in the possibility of
contributing to the change of course of events, suggest a project of society opposed to
that of the "Regeneration", dependent Of a new concept. However, the regime's ability to
maintain its status meant that almost all intellectuals gave up defending their ideas. It will
be up to the "Generation of 70" to counteract the path of the marasmus that was lived, by
the height of "Regeneration" and to react to ideological and literary immobilism.

Keywords: society, regeneration, bourgeoisie, elite.

ii