Você está na página 1de 3

Capítulo 1

— Makakashô —

Caso

O Venerável Makakashô (1) foi o primeiro patricarca. Certa vez, quando o Honrado do Mundo (2)
levantou uma flor de lótus dourada e piscou, Makakashô sorriu (alt.: ―deu um leve sorriso‖ ou ―um
doce sorriso‖). Assim, o Honrado do Mundo disse: ―Eu tenho o Olho Tesouro do Verdadeiro Dharma
e a Maravilhosa Mente de Nirvana, e isto eu transmito a Makakashô.

Circunstâncias

A família de Makakashô pertencia à casta Brâmane. Em Sânscrito, ele era chamado de ―Kashyapa‖,
que significa ―venerável bebedor de luz‖. Quando ele nasceu, uma luz dourada preencheu seu quarto
e entrou em sua boca. Por isto ele foi chamado de ―bebedor de luz‖. Seu corpo era dourado e ele
possuia trinta e uma marcas de grandeza (3). Apenas lhe faltavam a protuberância no topo da cabeça
e o tufo de pelos brancos entre suas sombrancelhas (4).

Ele encontrou o Honrado do Mundo em frente à Stupa das Muitas Crianças (5). Quando o Honrado
do Mundo lhe disse: ―Benvindo, monge‖, seu cabelo caiu e ele foi miraculosamente vestido com os
mantos de um monge. A ele foi confiado o Olho Tesouro do Dharma Verdadeiro. Makakashô praticou
as doze austeridades e nunca desperdiçou seu tempo durante a noite ou o dia.

Vendo seu corpo emaciado e roupas tão pobres, todos os monges da assembléia ficaram surpresos (e
o desprezaram). Mas por causa de sua prática, Xaquiamuni Buda sempre compartilhava o assento
que ocupava ao pregar o Dharma com Makakashô. Desde esta época, Makakashô foi o primeiro entre
os monges, não apenas na assembléia de Buda Xaquiamuni, mas também na de todos os Budas do
passado. Vocês devem saber que ele pode ser chamado de ―velho Buda‖ e não deve ser confundido
com um discípulo comum ou com os meros sravakas (6).

Quando, perante os 80,000 monges da assembléia reunida no Pico do Abutre, o Honrado do Mundo
levantou a flor de lótus dourada e piscou seus olhos, todos ficaram em silêncio e ninguém
compreendeu sua mente. Apenas Makakashô sorriu. Então o Honrado do Mundo disse: ―Eu tenho
o Olho Tesouro do Verdadeiro Dharma e a Mente Maravilhosa de Nirvana, o Completo e Puro
Ensinamento Sem Marcas (alt. “sem forma”), e eu o transmito completamente a Makakashô.

Teishô

(alt: A mente de Buda mostrada naquela ocasião pelo...) O chamado ―levantar a flor‖ daquela
ocasião foi intimamente transmitido de Patriarca a Patriarca, sem que outros ficassem arbitrariamente
sabendo. Isto não foi indiscriminadamente transmitido a estranhos. Assim, não é compreendido por
especialistas em sutras, por especialistas de Abhidharma ou mesmo por muitos professores de
meditação. Na verdade, eles não entenderam o verdadeiro significado da transmissão.

Além disto, este koan não é o koan da assembléia do Pico do Abutre, e sim as palavras transmitidas
na Stupa das Muitas Crianças. Não é uma questão daquilo que foi dito no Pico do Abutre, como
muitos textos erroneamente proclamam. Foi na primeira ocasião em que o Honrado do Mundo pregou
o Dharma a Makakashô que esta cerimônia se realizou.

Se você não é um Patriarca que transmite o selo da Mente de Buda, você não compreende a ocasião
de levantar a flor, nem compreende o significado de levantar esta flor. Você deve cuidadosa e
meticulosamente estudar e experimentar isto. Clarifique que Makakashô é Makakashô e que
Xaquiamuni é Xaquiamuni, e assim pessoalmente transmita o claro, profundo e perfeito Caminho.
Deixe de lado por um momento este levantar da flor e clarifique o piscar de olhos de Buda. Não existe
nem mesmo um fio de cabelo de diferença entre vocês, monges, levantando suas sombrancelhas e
piscando e o piscar de olhos de Gautama. Não existe nenhuma diferença entre vocês falando e
sorrindo e o sorriso de Makakashô. Entretanto, se vocês não sabem quem é que levantou as
sombrancelhas e piscou (alt: um texto diz: “se vocês não conhecem o significado de Buda levantando
a flor e piscando”), então Xaquiamuni e Makakashô estão na Índia, e pele, carne, ossos e medula
estão dentro de vocês. Vocês estão confusos pela delusão. Tantas flores enevoando seus olhos, tanta
poeira! Vocês não foram liberados por éons incontáveis, e por éons ainda vocês estarão arruinados.

Se vocês conhecerem verdadeiramente o Mestre, a Mente de Buda (alt: aqui cada texto tem uma
versão: “Se vocês completamente conhecerem o Senhor”, “Se vocês conhecerem completamente sua
verdadeira natureza”, “Se vocês conhecerem verdadeiramente o Mestre, a Mente de Buda”, “se
vocês completamente conhecerem o eu verdadeiro”) , então Makakashô poderá mover os dedos
dentro de suas sandálias. Vocês não percebem que quando Gautama levantou suas sombrancelhas e
piscou, ele completamente desapareceu, e que Makakashô foi iluminado ao sorrir? Esta não é a nossa
própria iluminação? O Olho Tesouro do Verdadeiro Dharma foi completamente transmitido a vocês.
Assim, ele não pode ser chamado de Makakashô ou de Xaquiamuni.

Nunca apresentando esta Mente (alt: alguns dizem “este Dharma”) a outros, nunca recebendo esta
Mente de outros — isto é chamado de Verdadeiro Dharma. Xaquiamuni levantou a flor de lótus
dourada para mostrar que esta Mente é imutável; Makakashô sorriu para mostrar que ela é eterna.
Desta maneira, Xaquiamuni e Makakashô estão face a face e misturam seus pulsos vitais. Esta
iluminação completa não tem nada a ver com a mente comum e discriminatória. Assim, Makakashô
sentou-se em zazen e removeu a raiz da delusão (alt: do pensamento). entrando no Monte Keisokuzan
(7), onde espera a chegada de Maitreya Buda. Assim, Makakashô continua sem morrer (alt: até hoje
não entrou em Nirvana).

Monges, se vocês intimamente estudarem o Caminho e investigarem cuidadosamente, não apenas


Makakashô não está morto, mas também Xaquiamuni vive eternamente. Assim, a Maravilhosa Mente
de Nirvana que foi diretamente indicada e intimamente transmitida antes que vocês nascessem se
espalha por todas as partes, da antiguidade até o presente (ou: “desde antes que vocês nascessem até
o presente, esta transmissão pervade tudo”). Por isto, não busquem 2000 anos atrás, mas pratiquem
o Caminho imediatamente e com intensidade, e vocês verão que Makakashô aparecerá também aqui
no Japão, e não somente no monte Keisokuzan. O corpo de Xaquiamuni ainda estará quente, mesmo
hoje, e o sorriso de Makakashô estará novo outra vez.

Se vocês atingirem este nível, Makakashô transmitirá o Caminho a vocês, e vocês transmitirão o
Caminho a Makakashô. Não apenas é transmitido pelos sete Budas do passado a vocês, como também
vocês serão os professores-patriarcas dos sete Budas. Sem começo e sem fim, aniquilando passado e
presente, este é o local de transmissão do Olho Tesouro do Verdadeiro Dharma.

Por esta razão, Xaquiamuni também recebeu a transmissão de Makakashô, que agora vive nos Céus
dos Satisfeitos (8), e vocês também vivem imortalmente na assembléia do Pico do Abutre, além do
tempo. Vocês não conhecem as palavras: ―Eu (Buda) permaneco no Pico do Abutre e em outros
locais eternamente. Quando, na época da Grande Conflagração, tudo for dizimado por um grande
fogo, esta minha terra será pacífica e calma, sempre cheia de seres celestiais e humanos‖ (9) ? ―Esta
terra‖ não se limita à assembléia budista no Pico do Abutre, mas inclui também a Índia, a China e o
Japão completamente, onde o Dharma Verdadeiro tem sido transmitido sem interrupção.
Se é assim, esta nossa assembléia budista é a assembléia do Pico do Abutre, e a assembléia do Pico
do Abutre é esta assembléia aqui reunida. Em função de sua diligência ou não-diligência, Buda
aparece ou desaparece. Hoje mesmo, se vocês praticarem o Caminho incessantemente e o
compreenderem completamente, Xaquiamuni aparecerá de imediato. É apenas porque vocês não
clarificaram seu eu verdadeiro que Xaquiamuni Buda entrou em Nirvana nos tempos antigos. (alt:
“ou que vocês pensam que ele entrou em Nirvana”. A outra opção é mais literal). Já que vocês são
filhos de Buda, por quê vocês matam Buda? (alt: por que vcs acreditam que Buda está morto?)
Assim, vocês devem praticar o Caminho imediatamente e rapidamente encontrar seu pai compassivo.

A cada momento, o velho Xaquiamuni anda, fica em pé, senta-se e se deita junto com vocês, e vocês
conversam juntos sem nem mesmo um instante de separação. Se você não estiver com ele durante
toda sua vida, você não terá um comportamento filial e apropriado. Já que vocês são filhos de Buda,
se vocês forem não filiais (alt: forem ingratos), nem mesmo as mãos de milhares de Budas poderão
ajudar.

Verso:

Hoje, este descendente do Monastério Daijo (10) gostaria de dizer algumas humildes palavras para
apontar este princípio. Vocês gostariam de ouvi-las?
Em um lugar remoto, um vale enevoado e coberto de nuvens,
vocês devem saber:
Existe ainda um pinheiro sagrado que atravessa o frio das eras
(alt: que atravessou muitos invernos)

Você também pode gostar