Você está na página 1de 1

FACULDADE DE MEDICINA

HABILIDADES CLÍNICAS

Professora Francis Jardim Pfeilsticker

ANAMNESE DO ADOLESCENTE

Primeira consulta: com a família, junto com o adolescente ou não. Depois,


conversar com o paciente sozinho. Retornar para orientação conjunta.

Privacidade: explicar ao adolescente que ele tem garantia de sigilo


profissional. Informar o rompimento do sigilo, quando for o caso.

O que investigar na presença dos pais:

- Anamnese convencional com queixa principal, história da moléstia atual,


anamnese especial, antecedentes pessoais, antecedentes familiares, fatores
socioambientais, hábitos de vida.

- Antecedentes pessoais acrescentar perguntas sobre puberdade: idade de


surgimento dos sinais de maturação sexual.

- Hábitos de vida acrescentar: frequência às aulas, repetições e evasão


escolar, condições de trabalho, horário de serviço.

O que investigar na presença do adolescente sem a família:

- Sexualidade: namoro, relações sexuais, prevenção de gravidez e doenças


de transmissão sexual, preferências de gênero, número de parceiros,
métodos contraceptivos.

- Drogas lícitas e ilícitas: uso e abuso.

- Violência: tendências a condutas agressivas, tentativas de suicídio ou


automutilação.

- Projetos para o futuro.

OBSERVAÇÕES

- É importante não esquecermos que o paciente tem uma história de vida,


vivida ativamente com a família.

- É comum a divergência de interesses no atendimento, porém servirão para


refletir interesses não comuns a todos.

Bibliografia: Tratado de Pediatria: SBP. 2ªed.- Manole, 2010.