Você está na página 1de 68

Aula 06

Matemática e suas Tecnologias p/ ENEM 2017 (Com videoaulas)


Professores: Arthur Lima, Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

AULA 06: Funções polinomiais e racionais

SUMÁRIO PÁGINA
1. Teoria 02
2. Resolução de exercícios 15
3. Questões apresentadas na aula 53
4. Gabarito 67

Olá!
Nesta sexta aula aprenderemos os tópicos relacionados a funções
polinomiais e funções racionais. Tenha uma excelente aula. Permaneço à
disposição e deixo abaixo meus contatos:

04178253905

E-mail: ProfessorArthurLima@hotmail.com
Facebook: www.facebook.com/ProfArthurLima

Ah, e não deixe de me seguir no aplicativo Instagram, onde posto


dicas gratuitas para seu estudo: profarthurlima

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 1


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

1. TEORIA

1.1. POLINÔMIOS OU FUNÇÕES POLINOMIAIS


Observe a função abaixo:
f(x) = 5x4 + 8,05x3 – 2x + 35

Note que ela é formada por uma soma de potências da variável x


multiplicadas por coeficientes. Os expoentes de x são todos números
naturais (4, 3, 2, 1 e 0). Já os coeficientes são todos números reais (5;
8,05; 0; -2 e 35). Repare que o termo x2 não aparece acima pois ele está
multiplicado pelo coeficiente 0; e o coeficiente 35 aparece sozinho porque
ele está multiplicando x0, que é igual a 1.
Chamamos este tipo de função de polinômio ou função polinomial.
Em nosso exemplo temos um polinômio de 4º grau, pois o expoente de
maior valor é igual a 4. Da mesma forma, as funções lineares que
estudamos na aula passada são polinômios de 1º grau, e as funções
quadráticas são polinômios de 2º grau.
O grau de um polinômio determina o número de raízes que ele
possui – lembrando que uma raiz é um valor de x que torna f(x) = 0.
Essas raízes podem pertencer ou não ao conjunto dos números reais. O
número de raízes reais é também o número de vezes que o gráfico da
função f(x) toca o eixo horizontal. 04178253905

Podemos escrever um polinômio de forma genérica assim:


f(x) = anxn + an-1xn-1 + …+ a2x2 + a1x + a0

Sendo r1, r2, r3, ... rn as “n” raízes deste polinômio, podemos
reescrevê-lo na forma de produto, ou “fatorada”, assim:
f(x) = an (x – r1) (x – r2) ... (x – rn-1) (x – rn)

Para aprender a manipular polinômios, vamos usar os exemplos


abaixo:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 2


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

f(x) = 5x4 + 8x3 – 2x + 3


g(x) = 3x4 + x + 1

a) Somar f(x) com g(x). Para isso, basta somar os coeficientes dos
termos que multiplicam as mesmas potências de x. Veja:
f(x) + g(x) = (5x4 + 8x3 – 2x + 3) + (3x4 + x + 1)

Tirando os parênteses:
f(x) + g(x) = 5x4 + 8x3 – 2x + 3 + 3x4 + x + 1

Somando os termos de mesmo expoente:


f(x) + g(x) = (5+3) x4 + 8x3 + (–2 + 1) x + (3 + 1)
f(x) + g(x) = 8x4 + 8x3 – x + 4

b) Subtrair g(x) de f(x). Para isso, basta subtrair os coeficientes dos


termos que multiplicam as mesmas potências de x, porém efetuando as
trocas de sinal necessárias. Veja:
f(x) – g(x) = (5x4 + 8x3 – 2x + 3) – (3x4 + x + 1)

Tirando os parênteses:
f(x) – g(x) = 5x4 + 8x3 – 2x + 3 – 3x4 – x – 1

Somando os termos de mesmo expoente:


04178253905

f(x) – g(x) = (5 – 3) x4 + 8x3 + (–2 – 1) x + (3 – 1)


f(x) – g(x) = 2x4 + 8x3 – 3 x + 2

c) Multiplicar ou dividir f(x) por um número. Para isso, basta multiplicar


ou dividir cada coeficiente por este número. Veja:
10 . f(x) = 10 . (5x4 + 8x3 – 2x + 3)
10 . f(x) = 10 . 5x4 + 10 . 8x3 + 10 . (-2)x + 10 . 3
10 . f(x) = 50x4 + 80x3 – 20x + 30

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 3


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

f(x) / 10 = (5x4 + 8x3 – 2x + 3) / 10


f(x) / 10 = 0,5x4 + 0,8x3 – 0,2x + 0,3

d) Multiplicar f(x) por g(x). Para isso basta utilizar a propriedade


distributiva da multiplicação, de modo a multiplicar cada termo de um
polinômio por cada termo do outro. Repare que é preciso multiplicar os
termos xn entre si, e não apenas os coeficientes:
f(x) . g(x) = (5x4 + 8x3 – 2x + 3) . (3x4 + x + 1)

Multiplicando cada termo de f(x) por todos os termos de g(x):


f(x) . g(x) = (5x4.3x4 + 5x4.x + 5x4.1) + (8x3.3x4 + 8x3.x + 8x3.1) + (–
2x .3x4 – 2x .x – 2x . 1) + (3.3x4 + 3.x + 3.1)

Efetuando as multiplicações dentro dos parênteses:


f(x).g(x) = (15x8 + 5x5 + 5x4) + (24x7 + 8x4 + 8x3) + (– 6x5 – 2x2 – 2x)
+ (9x4 + 3x + 3)

Somando os termos de mesmo expoente:


f(x).g(x) = 15x8 + 24x7 – x5 + 22x4 + 8x3 – 2x2 + x + 3

Repare que ao multiplicar um polinômio de grau 4 por outro de grau


4 obtivemos um polinômio de grau 4 + 4 = 8.
04178253905

e) Dividir f(x) por g(x). Aqui é preciso entender a metodologia da divisão


de polinômios, que é muito similar àquela utilizada para dividir números.

Antes de começar, lembre-se que em uma divisão comum, temos


um dividendo que é dividido por divisor, gerando um quociente e um
resto. Se o resto for igual a zero, dizemos que a divisão é exata, ou seja,
o dividendo é divisível pelo divisor. Além disso:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 4


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Dividendo = Divisor x Quociente + Resto

Ao dividir f(x) por g(x), o polinômio f será o dividendo e g será o


divisor. Chamando de Q(x) o polinômio quociente e de R(x) o resto,
temos que:
f(x) = g(x) . Q(x) + R(x)

Vamos trabalhar com os polinômios abaixo:


f(x) = 4x4 + 8x3 – 2x + 3
g(x) = 2x2 + x + 1

Devemos começar dividindo o termo de maior grau do dividendo


(4x4) pelo termo de maior grau do divisor (2x2), que tem por quociente
2x2:
4 x4  8 x3  2 x  3 2 x2  x  1
2 x2

Agora devemos multiplicar o termo encontrado (2x2) pelo divisor


(2x2+x+1), e a seguir subtrair este valor do dividendo (4x4 + 8x3 – 2x +
3).
(2 x2  x  1)  2 x2  4 x4 +2 x3 +2 x2

04178253905

temos:
4 x4  8 x3  2 x  3 2 x2  x  1
(4 x4 +2 x3 +2 x2 ) 2 x2

Efetuando a subtração, temos:


4 x4  8 x3  2 x  3 2 x2  x  1
(4 x4 +2 x3 +2 x2 ) 2 x2
 6 x3  2 x2  2 x  3

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 5


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Agora vamos dividir o termo de maior expoente do resultado (6x 3)


pelo termo de maior expoente do divisor (2x2), obtendo o resultado 3x,
que devemos somar ao quociente já encontrado:
4 x4  8 x3  2 x  3 2 x2  x  1
(4 x4 +2 x3 +2 x2 ) 2 x2  3 x
 6 x3  2 x2  2 x  3

Multiplicando o termo 3x pelo divisor (2x2+x+1), e depois


subtraindo do dividendo, temos:

4 x4  8 x3  2 x  3 2 x2  x  1
(4 x4 +2 x3 +2 x2 ) 2 x2  3 x
 6 x3  2 x2  2 x  3
(6 x3  3 x2  3 x)
 5 x2  5 x  3

Dividindo (-5x2) por (2x2) temos -2,5. Devemos adicionar este valor
ao quociente:

4 x4  8 x3  2 x  3 2 x2  x  1
(4 x4 +2 x3 +2 x2 ) 2 x2  3 x  2,5
 6 x3  2 x2  2 x  3
(6 x3  3 x2  3 x)
 5 x2  5 x  3
04178253905

A seguir devemos multiplicar -2,5 pelo divisor (2x2+x+1), e depois


subtrair do dividendo:
4 x4  8 x3  2 x  3 2 x2  x  1
(4 x4 +2 x3 +2 x2 ) 2 x2  3 x  2,5
 6 x3  2 x2  2 x  3
(6 x3  3 x2  3 x)
 5 x2  5 x  3
(5 x2  2,5 x  2,5)
 2,5 x  5,5

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 6


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Agora o dividendo é um polinômio de grau 1, inferior ao grau do


divisor. Portanto, chegamos ao final da divisão, obtendo o quociente
Q( x)  2 x2  3x  2,5 e o resto R( x)  2,5 x  5,5 , de fato,

f(x) = g(x).Q(x) + R(x)

ou seja,

4x4 + 8x3 – 2x + 3 = (2x2 + x + 1) (2x2 + 3x – 2,5) + (-2,5x + 5,5)

Observe que sempre dividimos um polinômio por outro de grau


menor ou igual. E o resto sempre terá grau menor que o do dividendo.
Isto é, só podemos dividir um polinômio de grau 5 por outro de grau 5 ou
menor que este. E, se estivermos dividindo este polinômo por outro de
grau 3, isto significa que o resto poderá ter, no máximo, grau 2. Isto é,
este resto terá a forma R(x) = ax2 + bx + c (sendo que os coeficientes a,
b e c podem ser iguais a zero).
Um caso muito comum é a divisão de um polinômio P(x) por um
divisor na forma (x – a), onde “a” é uma constante qualquer. Como o
divisor é um polinômio de grau 1, o resto certamente terá grau zero, ou
seja, será um valor constante. O teorema do resto nos diz que o resto
dessa divisão é o próprio P(a). Entenda isso através do exemplo abaixo:

Sendo P(x) = 5x4 + 8x3 – 2x + 3, qual é o valor do resto da divisão


04178253905

de P(x) por (x – 1)?


Observe que o divisor é na forma (x – a), onde a = 1. De acordo
com o teorema acima, o resto é o próprio P(1), ou seja:

Resto = P(1) = 5.14 + 8.13 – 2.1 + 3 = 5 + 8 – 2 + 3 = 14

E se quiséssemos saber o valor do resto da divisão deste polinômio


por (x+2)? Temos novamente um divisor na forma (x – a), porém neste

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 7


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

caso a = -2. Afinal, [x – (-2)] = (x + 2). O resto da divisão é justamente


P(a), ou seja, P(-2):
Resto = P(-2) = 5.(-2)4 + 8. (-2)3 – 2. (-2) + 3 = 80 – 64 + 4 + 3 = 23

f) igualdade entre polinômios: para que dois polinômios f(x) e g(x) sejam
iguais, é necessário e suficiente que os coeficientes que multiplicam as
mesmas potências de x sejam iguais, ou seja, para os dois polinômios a
seguir serem iguais

f ( x)  a1 x4  b1 x3  c1 x2  d1 x  e1

g ( x)  5 x4  7 x3  3x  10

é necessário e suficiente que:


a1  5

b1  7

c1  0

d1  3

e1  10

Vamos agora aprender a tirar algumas conclusões sobre as raízes


dos polinômios.
04178253905

a) soma das raízes de um polinômio de 3º ou 4º graus: a soma das raízes


de um polinômio de 3º ou 4º graus, dos tipos (ax3 + bx2 + cx + d) e (ax4
+ bx3 + cx2 + dx + e), respectivamente, é dada por
b
Soma 
a

Dessa forma, no polinômio f(x) = 5x4 + 8x3 – 2x + 3, em que a = 5


e b = 8 temos que a soma das raízes é igual a -8/5.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 8


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

b) produto das raízes de um polinômio: o produto das raízes de um


polinômio de 3º ou 4º graus, dos tipos (ax3 + bx2 + cx + d) e (ax4 + bx3
+ cx2 + dx + e), respectivamente, é dado por:

d
Pr oduto _ das _ raizes _ 3o grau 
a
e
Pr oduto _ das _ raizes _ 4o grau 
a

c) Teorema das raízes complexas: antes de ver essa propriedade das


raizes, vamos relembrar brevemente o que são números complexos.

NÚMEROS COMPLEXOS
Como já vimos anteriormente, não existe raiz quadrada de número
negativo no conjunto dos números reais.

Para “solucionar” este problema, foi criado o conjunto dos números


complexos, através da definição da unidade imaginária, simbolizada pela
letra i, sendo que:
04178253905

i  1

Observe que:

 
2
i2  1  1

Um número complexo é formado por duas partes: uma parte real e


uma parte imaginária. Costumamos designar um número complexo pela
letra z, e os escrevemos na forma z  a  b  i , ou simplesmente z = a +

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 9


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

bi. Neste caso, “a” representa a parte real do número complexo e “b”
representa a parte imaginária.

Exemplificando, veja os números complexos abaixo:

z = 3 + 5i  3 é a parte real e 5 é a parte imaginária

w = 2 – 3i  2 é a parte real e -3 é a parte imaginária

Chamamos de conjugado de um número complexo aquele que


apresenta a mesma parte real e a parte imaginária com o sinal oposto.
Veja abaixo os conjugados dos números complexos z e w vistos
anteriormente:
z  3  5i
w  2  3i

*****************************

Agora sim vamos ao Teorema das raízes complexas. Este Teorema


diz que caso um número complexo z  a  b  i seja raiz de um polinômio,

o seu conjugado z também será uma raiz daquele polinômio.

Dessa forma, podemos afirmar que caso um polinômio tenha raízes


complexas, ele o terá em números pares. Como consequência, podemos
dizer também que caso o polinômio tenha grau ímpar, pelo menos uma
raiz deve ser real.
04178253905

1.2. FUNÇÕES RACIONAIS


Uma função racional é obtida a partir da divisão de dois polinômios.
Algo como:
f(x) = P(x) / Q(x),
onde tanto P como Q são dois polinômios.
Para que seja possível calcular o valor desta função em um
determinado ponto x, é preciso que o denominador seja diferente de zero,
isto é, precisamos que Q(x) não seja igual a zero. Portanto, podemos

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 10


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

dizer que o domínio de uma função racional é formado por todos os


números reais, exceto aquele(s) que torna(m) Q(x) igual a zero. Como
esses pontos precisam ser “retirados” do domínio, o gráfico das funções
racionais podem apresentar descontinuidades, isto é, interrupções. Para
exemplificar, vamos trabalhar com a seguinte função racional:
f(x) = 1 / (x-1)

Repare que esta função é dada pela divisão de dois polinômios.


Neste caso temos P(x) = 1, isto é, um polinômio de grau zero, constante.
E temos Q(x) = x – 1, um polinômio de grau 1. Repare que Q(x) é igual a
zero quando temos x = 1. Portanto, é preciso excluir x = 1 do domínio da
função, pois neste ponto não é possível calculá-la. Vamos calcular alguns
pontos da função. Veja isso na tabela abaixo:

x f(x) = 1 / (x – 1)
-4 -0,2
-2 -0,33
-1 -0,5
0 -1
1 (fora do domínio)
2 1
4 0,33
04178253905

6 0,2

Veja abaixo um esboço do gráfico desta função:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 11


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Fonte: www.calculo.iq.unesp.br

Note que para x = 1 a função não possui valor. Note ainda que
quanto mais nos aproximamos de x = 1, pela esquerda ou pela direita, o
valor da função distancia-se de zero indefinidamente (para cima ou para
baixo). Por exemplo, para x = 1,00001, temos:
f(1,00001) = 1 / (1,00001 – 1) = 1 / 0,00001 = 100.000

E note que, para x = 0,99999, temos:


f(0,99999) = 1 / (0,99999 – 1) = 1 / (-0,00001) = -100.000

Repare ainda nas extremidades esquerda e direita do gráfico. Note


que, para ambos os lados, à medida que nos distanciamos da origem (x =
0), a curva vai se aproximando do eixo horizontal (por cima ou por
04178253905

baixo). Por exemplo, para x = 1.001, ficamos com:


f(1.001) = 1 / (1.001 – 1) = 1 / 1.000 = 0,001

E veja que para x = -999 temos:


f(-999) = 1 / (-999 – 1) = 1 / (-1.000) = -0,001

Logo, podemos dizer que a função se aproxima bastante do eixo


horizontal, mas nunca chega exatamente a tocá-lo. De maneira mais

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 12


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

formal, podemos dizer que o gráfico se aproxima assintoticamente do


eixo horizontal, isto é, o eixo onde y = 0 é uma assíntota do gráfico.
Aqui vale frisar o seguinte: a divisão de qualquer número por zero é
impossível. É por isso que a função não pode ser definida nos pontos onde
Q(x) é igual a zero. Há apenas uma exceção: a divisão de zero por zero
não é impossível, e sim possível, porém com resultado indeterminado.
Qual a diferença prática? A diferença é que, se por acaso o ponto onde
Q(x) é igual a 0 também tornar o numerador igual a 0, não teremos uma
interrupção brusca no gráfico, como vimos anteriormente, mas apenas
um “furo” no gráfico, naquele ponto onde o resultado é indeterminado.
Exemplificando, veja esta função racional:
f(x) = (x2 – 1) / (x – 1)

Note que temos a divisão do polinômio de segundo grau P(x) = x2 –


1 pelo polinômio de primeiro grau Q(x) = x – 1. Note que o denominador
Q(x) é igual a zero quando temos x = 1. Mas veja que, neste mesmo
ponto, P(x) também será igual a zero, pois 12 – 1 = 0. Deste modo, no
ponto x = 1 não temos uma interrupção brusca como no primeiro caso,
mas apenas um “furo”, um ponto para o qual não conseguimos
determinar o valor da função. Desconsiderando o ponto onde x = 1,
podemos fatorar a função e simplifica-la assim:
f(x) = (x2 – 1) / (x – 1)
f(x) = (x – 1).(x + 1) / (x – 1)
04178253905

f(x) = x + 1

Portanto, repare que o gráfico da função será simplesmente o


gráfico de f(x) = x + 1, que é uma função de primeiro grau (uma reta). A
única diferença é que, agora, não vamos definir a função no ponto x = 1,
isto é, precisamos deixar um “furo” naquele ponto. Algo assim:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 13


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Simples, não? Calcule alguns pontos desta função racional,


substituindo valores para x, e veja que o gráfico é exatamente este que
desenhamos!

04178253905

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 14


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

2. RESOLUÇÃO DE EXERCÍCIOS

Trabalharemos agora alguns exercícios de fixação, um exercício do


ENEM e também exercícios de outros vestibulares. O assunto desta aula
não é um assunto muito cobrado pelo ENEM. Por esse motivo,
aproveitaremos essa aula para fazer mais exercícios sobre o tema da aula
anterior: gráficos e funções, funções algébricas do 1º e do 2º graus e
relações de dependência entre grandezas. Lembre-se: é muito importante
que você execute os cálculos à mão, pois é assim que você deverá fazer
na hora da prova. Além disso, é com a prática que vamos ficar cada vez
melhores.

1. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Calcule o valor de f(x) para x = 2 no


seguinte polinômio:
f(x) = 5x4 + 8,05x3 – 2x + 35
04178253905

RESOLUÇÃO:
Basta substituir x=2 na expressão de f(x):
f(x) = 5x4 + 8,05x3 – 2x + 35
f(2) = 5(2)4 + 8,05(2)3 – 2(2) + 35
f(2) = 5(16) + 8,05(8) – 4 + 35
f(2) = 80 + 64,4 + 31
f(2) = 175,4
RESPOSTA: 175,4

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 15


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

2. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Diga se a função abaixo é um polinômio e


justifique.
f(x) = 5x4 + 8,05x3 – 2ix + 35
RESOLUÇÃO:
Repare que o coeficiente de “x” é 2i, ou seja, um número complexo.
Para ser polinômio, todos os coeficientes têm que ser números reais.
Portanto, f(x) não é uma função polinomial.
RESPOSTA: F

3. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Qual o resto da divisão do polinômio x3 +


2x2 + 1 pelo polinômio x2 + 3x + 3 ?
RESOLUÇÃO:
Devemos começar dividindo o termo de maior grau do dividendo
(x3) pelo termo de maior grau do divisor (x2), que tem por quociente x:
x3 + 2x2 + 1 | x2 + 3x + 3
x

Agora devemos multiplicar o termo encontrado x pelo divisor (x2 +


3x + 3):
x(x2 + 3x + 3) = x3 + 3x2 + 3x

A seguir, subtraímos o resultado acima do dividendo:


x3 + 2x2 + 1 | x2 + 3x + 3
04178253905

- (x3 + 3x2 + 3x) x


= 0 - x2 - 3x + 1

Agora vamos dividir o termo de maior expoente do resultado (-x2)


pelo termo de maior expoente do divisor (x2), obtendo o resultado (-1),
que devemos somar ao quociente já encontrado:
x3 + 2x2 + 1 | x2 + 3x + 3
- (x3 + 3x2 + 3x) x-1

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 16


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

= 0 - x2 - 3x + 1

Multiplicando o termo (-1) pelo divisor (x2 + 3x + 3), e depois


subtraindo do dividendo, temos:
x3 + 2x2 + 1 | x2 + 3x + 3
- (x3 + 3x2 + 3x) x-1
= 0 - x2 - 3x + 1
- (-x2 - 3x - 3)

Reescrevendo a última linha e efetuando a subtração temos:

x3 + 2x2 + 1 | x2 + 3x + 3
- (x3 + 3x2 + 3x) x-1
= 0 - x2 - 3x + 1
+ x2 + 3x + 3
= 4

Logo, o resto da divisão é 4.


RESPOSTA: 4

4. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Supondo que a representação gráfica a


seguir seja de um polinômio, qual o grau do mesmo?
04178253905

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 17


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

RESOLUÇÃO:
Veja que o gráfico corta em três pontos o eixo x, ou seja, nesses
três pontos o valor da função é nula. As raízes de uma função f(x) (no
nosso caso um polinômio) são aqueles valores de x para os quais a
função tem valor nulo. Logo, temos três raízes. O grau do polinômio tem
uma relação intrínseca com o número de raízes. Se temos três raízes
podemos afirmar com certeza que estamos diante de um polinômio de
grau 3.
RESPOSTA: 3

5. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Seja h(x) a função resultante do produto


dos polinômios f(x) = 5x4 + 8x3 – 2x + 3 e g(x) = 3x4 + x + 1. Calcule
04178253905

h(1).
RESOLUÇÃO:
h(x) = f(x) . g(x) = (5x4 + 8x3 – 2x + 3) . (3x4 + x + 1)

Multiplicando cada termo de f(x) por todos os termos de g(x):


h(x) = f(x) . g(x) = (5x4.3x4 + 5x4.x + 5x4.1) + (8x3.3x4 + 8x3.x + 8x3.1)
+ (– 2x .3x4 – 2x .x – 2x . 1) + (3.3x4 + 3.x + 3.1)

Efetuando as multiplicações dentro dos parênteses:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 18


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

h(x) = (15x8 + 5x5 + 5x4) + (24x7 + 8x4 + 8x3) + (– 6x5 – 2x2 – 2x) +
(9x4 + 3x + 3)

Somando os termos de mesmo expoente:


h(x) = 15x8 + 24x7 – x5 + 22x4 + 8x3 – 2x2 + x + 3

Assim, h(1) é dado por:


h(1) = 15 + 24 – 1 + 22 + 8 – 2 + 1 + 3
h(1) = 70
RESPOSTA: 70

6. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Qual o resto da divisão do polinômio x3 +


2x2 + 1 pelo polinômio x - 1?
RESOLUÇÃO:
Podemos resolver de maneira bem mais rápida o exercício
utilizando o teorema do resto. Ele nos diz que na divisão de um polinômio
P(x) por outro de forma x – a, o resto da divisão é P(a).
No nosso caso, P(x) = x3 + 2x2 + 1, e a = 1. Logo:
P(1) = 13 + 2(12)+ 1 = 1 + 2 + 1 = 4
RESPOSTA: 4

7. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) As raízes do polinômio f(x) têm soma igual


a -2 e produto igual 2. Se uma das raízes é igual ao oposto da outra,
04178253905

quais são as raízes?


RESOLUÇÃO:
Vamos chamar de x1, x2 e x3 as raízes do polinômio f(x). Do
enunciado temos o seguinte sistema de equações:

 x1 x2 x3  2

 x1  x2  x3  2
x  x
 1 2

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 19


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Substituindo a terceira equação na segunda, temos:


 x2  x2  x3  2

x3  2

Substituindo esta última informação e a terceira equação na


primeira, temos:
 x2 x2 (2)  2

x2 2  1

x2  1

x1  1
RESPOSTA: (-1;1;-2)

8. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Utilizando as informações da questão


anterior e sabendo que o polinômio em questão é da forma f(x) = x3 +
bx2 + x + d, identifique os valores de b e d.
RESOLUÇÃO:
A soma das raízes de um polinômio de 3º grau é dada por:
b
Soma 
a

Do enunciado temos que a = 1. As raízes do polinômio f(x) têm


04178253905

soma igual a -2. Portanto, -2 = -b/1, o que leva a b = 2.


O produto das raízes de um polinômio de 3º grau é dado por:
d
Pr oduto 
a

As raízes do polinômio f(x) têm produto igual 2. Portanto, 2 = -d/1,


o que nos leva a d = -2.
Logo, b e d valem, respectivamente, 2 e -2.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 20


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

RESPOSTA: 2; -2

9. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Sabendo que um polinômio de terceiro


grau tem como raízes x1 = 2 e x2 = i, quais são, respectivamente, os
valores da soma e do produto das raízes desse polinômio?
RESOLUÇÃO:
O polinômio é de terceiro grau, logo, ele obrigatoriamente tem três
raízes. Como uma das raízes é complexa, pelo teorema das raízes
complexas sabemos que o conjugado dessa raiz também será uma raiz.
Portanto, as três raízes do polinômio ficam sendo: x1 = 2; x2 = i e x3 = -i.
A soma das raízes fica sendo:
Soma = 2 + i – i = 2
O produto das raízes fica sendo:
Produto = 2 x i x (-i)
Produto = 2 x (-i2)

 
2
Como i 2  1  1 , então temos:

Produto = 2
RESPOSTA: 2;2

10. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Qual o domínio da função abaixo?

x3  2 x2  1
f ( x) 
04178253905

x  33
RESOLUÇÃO:
Na aula passada vimos que o domínio de uma função é o conjunto
onde a função é definida, ou seja, contém todos os elementos de x que
serão ligados a elementos de y.
O enunciado nos apresentou uma função racional, caracterizada
pela divisão de dois polinômios. Para que seja possível calcular o valor
desta função em um determinado ponto x, é preciso que o seu
denominador seja diferente de zero. Portanto, podemos dizer que o
Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 21
Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

domínio desta função é formado por todos os números reais, exceto


aquele que torna o denominador igual a zero, ou seja, x = 33.
Para representar matematicamente esse conjunto domínio podemos
utilizar a seguinte notação: R – {33}, ou seja, números reais menos o
número 33.
RESPOSTA: R – {33}

11. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Qual o domínio da função abaixo?

x3  2 x2  1
f ( x) 
x2  3x  2
RESOLUÇÃO: Para que seja possível calcular o valor desta função em um
determinado ponto x, é preciso que o seu denominador seja diferente de
zero, ou seja:

x2  3x  2  0

Veja que o denominador é uma função de segundo grau, a qual


assume valores nulos quando x é igual a suas raízes. Assim, vamos
encontrar as raízes dessa função de segundo grau em que consiste o
denominador:

  b 2  4ac  (3) 2  4(1)(2)


  98 1

b   (3)  1
04178253905

x 
2a 2(1)
x1  2

x2  1

Assim, para os valores de x = 1 e x = 2 a função apresentada no


enunciado torna-se impossível, pois estaríamos diante da divisão de um
número real (numerador) por zero, o que é impossível (repare que para x

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 22


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

= 1 e x = 2 a função presente no numerador não assume valor zero, caso


em que teríamos um resultado indeterminado, fruto da divisão de zero
por zero).
Logo, o conjunto domínio da função apresentada no enunciado é R
– {1;2}.
RESPOSTA: R – {1;2}

12. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) A divisão de um polinômio f(x) por (x –


1) deixa resto 5. Já a divisão de f(x) por (x + 3) deixa resto -2. Qual o
resto da divisão de f(x) por (x-1)(x+3)?
RESOLUÇÃO:
Pelo teorema do resto que vimos acima, se f dividido por (x – 1)
tem resto igual a 5, isto significa que f(1) = 5. E se f dividido por (x + 3)
tem resto igual a -2, isto indica que f(-3) = -2.
O polinômio (x – 1).(x + 3) terá grau 2. Assim, ao dividir f por este
polinômio, o grau do resto será, no máximo, igual a 1. Genericamente,
podemos representar este resto por R(x) = ax + b, sendo que a e/ou b
podem ser iguais a zero.

Assim, lembrando que P(x) = Q(x).D(x) + R(x), temos que:


f(x) = Q(x).(x – 1).(x + 3) + ax + b

Como f(1) = 5, substituindo x por 1 temos:


04178253905

f(1) = Q(1).(1 – 1).(1 + 3) + a.1 + b


5 = Q(1).(0).(1 + 3) + a + b
5=a+b

E como f(-3) = -2, podemos substituir x por –3:


f(-3) = Q(-3).(-3 – 1).(-3 + 3) + a.(-3) + b
-2 = Q(-3).(-3 – 1).(0) + -3a + b
-2 = -3a + b

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 23


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Portanto, temos um sistema linear com 2 equações e duas variáveis


(a e b):
5=a+b
-2 = -3a + b

Da primeira equação temos que b = 5 – a. Substituindo na


segunda:
-2 = -3a + (5 – a)
-2 = -4a + 5
4a = 5 + 2
a=7/4
Logo,
b = 5 – a = 5 – 7/4 = 13 / 4

Portanto,
R(x) = ax + b = (7/4)x + 13/4
RESPOSTA: (7/4)x + 13/4

13. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Sobre o polinômio f(x) = x3 + 3x2 – 6x –


18, pode-se afirmar que:
a) existem duas raízes reais e uma complexa
b) a maior raiz é o dobro da menor
04178253905

c) não possui raízes reais


d) o produto das raízes é igual a 18
e) a soma das raízes é igual a 6
RESOLUÇÃO:
Pelo teorema das raízes complexas, se um polinômio tiver uma raiz
complexa, a conjugada desta também será uma raiz. Ou seja, fica
impossível ter um número ímpar (um, por exemplo) de raízes complexas
como diz a letra A.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 24


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Vamos encontrar as raízes do polinômio, colocando em evidência os


termos que se repetem.

x3  3x2  6 x  18  0

x2 ( x  3)  6( x  3)  0

( x2  6)( x  3)  0

Para que um produto seja nulo, algum de seus fatores deve ser
nulo. Logo:
x  3  0  x1  3

x2  6  0

x2  6  x2  6  x3   6

Como podemos ver, a maior raiz não é o dobro da menor, tornando


a letra B falsa. Veja também que todas as raízes são reais, o que torna a
letra C falsa.
O produto das raízes de fato é igual a 18. Se não tivéssemos
encontrado as raízes, poderíamos obter o produto delas pela fórmula a
seguir:
d
Pr oduto 
a
04178253905

Produto = -(-18)/1 = 18

Veja que a soma das raízes não é 6. Se não tivéssemos encontrado


as raízes, poderíamos obter a soma delas pela fórmula a seguir:
b
Soma 
a
Soma = -3/1 = -3
RESPOSTA: D

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 25


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

14. ENEM – 2014) Um professor, depois de corrigir as provas de sua


turma, percebeu que várias questões estavam muito difíceis. Para
compensar, decidiu utilizar uma função polinomial f, de grau menor que
3, para alterar as notas x da prova para notas y = f(x), da seguinte
maneira:
• a nota zero permanece zero.
• a nota 10 permanece 10.
• a nota 5 passa a ser 6
A expressão da função y=f(x) a ser utilizada pelo professor é
A) y = −1/25x2 + 7/5x
B) y = −1/10x2 + 2x
C) y = 1/21 x2 + 7/12x
D) y = 4/5x + 2
E) y = x
RESOLUÇÃO:

A função polinomial utilizada pelo professor é de grau menor que


três. Vamos supor então que seja uma função de segundo grau, do tipo
y = ax2 + bx + c

Vamos às condições: a nota zero permanece zero, ou seja, para x =


0, y = 0. Veja que fazendo x = 0 temos y = c. Portanto, c = 0.
A nota 10 permanece 10. Para x = 10, temos:
04178253905

y = ax2 + bx
10 = a(10)2 + b(10)
10 = 100a + 10b
(1) 1 = 10a + b

A nota 5 passa a ser 6.


y = ax2 + bx
6 = a(5)2 + b(5)
(2) 6 = 25a + 5b

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 26


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Vamos multiplicar por 5 a expressão (1) e subtraí-la da expressão


(2):
6 = 25a + 5b
- (5 = 50a + 5b)
1 = -25a
a = -1/25

Aqui já poderíamos marcar a alternativa correta. No entanto,


vamos calcular b:
1 = 10a + b
1 = 10(-1/25) + b
b = 1 + 10/25
b = 35/25 = 7/5

Logo, a expressão da função y=f(x) a ser utilizada pelo professor é


y = −1/25x2 + 7/5x

Outra forma de resolver esse exercício seria testar nas alternativas


as condições dadas no enunciado. Veja se é mais rápido para você
resolver dessa outra maneira. Na hora da prova toda economia de tempo
pode ser vantajosa.
Resposta: A
04178253905

15. SENAC-SP – VESTIBULAR – 2013) Sendo P(x) e Q(x) dois


polinômios de grau 1 e sabendo que P(x) + Q(x) = 7x + 5 e P(x) − Q(x)
= − x + 1, o produto P(x) . Q(x) corresponde a
a) 12x2 + 6.
b) 12x2 + 18x + 6.
c) − 12x2 − 6x + 6.
d) − 12x2 + 6.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 27


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

e) − 12x2 + 12x + 6.
RESOLUÇÃO:
Vamos supor que P(x) = ax + b e Q(x) = cx + d, visto que ambos
são polinômios do primeiro grau. Como P(x) + Q(x) = 7x + 5, temos:
ax + b + cx + d = 7x + 5
(a+c)x + (b+d) = 7x + 5
a+c=7
b+d=5

Como P(x) − Q(x) = − x + 1, temos:


ax + b − cx − d =− x + 1
(a−c)x + (b−d) =− x + 1
a−c=−1
b−d=1

Perceba que temos dois sistemas de equações, um envolvendo a e


c, outro envolvendo b e d. Vamos resolvê-los:
a+c=7
+(a−c=−1)
2a=6
a=3
a+c=7
3+c=7
04178253905

c=4

b+d=5
+(b−d=1)
2b=6
b=3
b+d=5
3+d=5

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 28


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

d=2

Logo, P(x) = 3x + 3 e Q(x) = 4x + 2. O produto P(x) . Q(x)


corresponde a:
P(x) . Q(x) = (3x + 3)(4x + 2)
P(x) . Q(x) = 12x2+6x+12x+6
P(x) . Q(x) = 12x2+18x+6
RESPOSTA: B

16. PUC-PR – VESTIBULAR – 2012) Sabe-se que a representação


gráfica de uma função polinomial do 1º grau é uma reta. Se
considerarmos as funções f(x) = 5/12 x − 21/6 , g(x) = − 5/16 x + 7/2 e
h(x) = − 1/4 x + m/20 com seus respectivos gráficos num mesmo plano
cartesiano, qual o valor de m para que os três gráficos sejam
concorrentes num único ponto?
a) 28
b) 36
c) 58
d) 48
e) 14
RESOLUÇÃO:
Para que os três gráficos sejam concorrentes num único ponto
basta igualar a equação dos três para identificar quais os valores de x e y
04178253905

no qual isso ocorre. Vamos igualar f(x) e g(x).


5 21 5 7
x   x
12 6 16 2

Multiplicando os dois lados da equação por 12 e por 16, temos:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 29


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

(16)5 x  21(16)(2)  5(12) x  7(16)(6)


80 x  672  60 x  672
140 x  1344
1344 192 48
x  
140 20 5
5 21 5 48 21(10)
y x  
12 6 12 5 6(10)
240  210 30 1
y  
60 60 2

Sabendo que os três gráficos se encontram no ponto (48/5;1/2),


então h(x) também passa por esse ponto. Logo:
1 m
h( x)   x 
4 20
1 1 48 m
 
2 4 5 20
10 48 m
 
20 20 20
10  48  m
m  58
RESPOSTA: C 04178253905

17. COLÉGIO PEDRO II – ENG. CIVIL – 2015) O polinômio


Px2+5x+R=0 possui raízes inteiras, uma múltipla da outra, os coeficientes
P e R são números inteiros e positivos. Os valores de P e R são,
respectivamente,
a) 1 e 4
b) 2 e 2
c) 4 e 1
d) 1 e 6

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 30


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

e) 3 e 2
RESOLUÇÃO:
Lembre-se da fórmula de Báskara para encontrar as raízes de uma
equação de segundo grau. Vamos aplica-la em cada alternativa, de forma
a determinar as raízes:
ALTERNATIVA A: x2+5x+4 =0; delta = 25-4.4=9; x1=-1 e x2=-4
ALTERNATIVA B: 2x2+5x+2 =0; delta = 25-4.2.2=9; x1=-1/2 e x2=-2
ALTERNATIVA C: 4x2+5x+1 =0; delta = 25-4.4=9; x1=-1/4 e x2=-1
ALTERNATIVA D: x2+5x+6 =0; delta = 25-4.6=1; x1=-2 e x2=-3
ALTERNATIVA E: 3x2+5x+2 =0; delta = 25-4.3.2=1; x1=-4/6 e x2=-1

Veja que só temos raízes inteiras em A e D. Veja também que em D


as raízes não são uma múltipla da outra. Logo, ficamos com a letra A.
RESPOSTA: A

18. UNICENTRO – UNICENTRO – 2012) Se a1 e a2 são as raízes reais


da equação x6 – 7x3 – 8 = 0, e a1 < a2, então a1 – a2 é igual a
a) –3
b) –2
c) –1
d) 0
e) 1
RESOLUÇÃO:
04178253905

x6 – 7x3 – 8 = 0

Se chamarmos x3 de y, temos que:


x3 = y
x6 = (x3)2 = y2

Portanto, podemos escrever a equação:


y2 – 7y – 8 = 0

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 31


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Resolvendo essa equação de segundo grau, temos:

(7)  (7) 2  4.1.(8)


y
2.1

7  81
y
2
79
y
2
y = 8 ou y = -1

Lembrando que y = x3, então x  3 y :

x  3 1  1

x 3 8 2

Como a1 < a2, então a1 = -1 e a2 = 2, de modo que:


a1 – a2 = -1 – 2 = -3
Resposta: A

19. ENEM - 2008) A figura abaixo representa o boleto de cobrança da


mensalidade de uma escola, referente ao mês de junho de 2008.

04178253905

Se M(x) é o valor, em reais, da mensalidade a ser paga, em que x é o


número de dias em atraso, então
A) M(x) = 500 + 0,4x.
B) M(x) = 500 + 10x.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 32


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

C) M(x) = 510 + 0,4x.


D) M(x) = 510 + 40x.
E) M(x) = 500 + 10,4x.
RESOLUÇÃO:
O valor da mensalidade parte de 500 reais, caso seja pago com x=0
dias de atraso. No caso de atraso, é cobrada uma multa pontual de 10
reais e mais 0,40 reais por dia de atraso. Logo, a partir do primeiro dia de
atraso a mensalidade já vai ser acrescida da multa, ou seja, o valor M(x)
parte de 510 reais para x maior que zero.
A cada dia de atraso são acrescidos 0,40 centavos. Assim, após um
atraso de x dias, um total de 0,40x é acrescido aos 510 reais para obter o
valor da mensalidade com atraso M(x). Logo:
M(x) = 510 + 0,4x
Resposta: C

20. ENEM - 2007) O gráfico abaixo, obtido a partir de dados do


Ministério do Meio Ambiente, mostra o crescimento do número de
espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção.

04178253905

Se mantida, pelos próximos anos, a tendência de crescimento mostrada


no gráfico, o número de espécies ameaçadas de extinção em 2011 será
igual a
A) 465.
B) 493.
Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 33
Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

C) 498.
D) 538.
E) 699.
RESOLUÇÃO:
Se mantida a tendência de crescimento mostrada no gráfico
teremos a seguinte reta descrevendo o número de espécies ameaçadas
de extinção nos próximos anos:

Bastar encontrarmos a equação da reta em vermelho acima e fazer


04178253905

com que o ano seja igual a 2011 para obter o número de espécies
ameaçadas naquele ano. Mãos à obra.
Como você sabe, a função de primeiro grau, cuja representação
gráfica é uma reta, é do tipo f(x) = y = ax + b. Veja que a nossa reta no
gráfico passa pelos pontos (1983;239) e (2007;461). Substituindo na
função f(x) temos:
239 = 1983a + b
461 = 2007a + b

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 34


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Subtraindo uma equação da outra, temos:


222 = 24a
a = 9,25
239 = 1983a + b
239 = 1983x9,25 + b
b = -18103,75

Logo, y = 9,25x – 18103,75. Para x = 2011, temos:


y = 9,25x2011 – 18103,75
y = 498 espécies ameaçadas de extinção.
Resposta: C

21. ENEM - 2006) Nos últimos anos, ocorreu redução gradativa da taxa
de crescimento populacional em quase todos os continentes. A seguir, são
apresentados dados relativos aos países mais populosos em 2000 e
também as projeções para 2050.

04178253905

Com base nas informações dos gráficos mostrados, suponha que, no


período 2050-2100, a taxa de crescimento populacional da Índia seja a

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 35


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

mesma projetada para o período 2000-2050. Sendo assim, no início do


século XXII, a população da Índia, em bilhões de habitantes, será
A) inferior a 2,0.
B) superior a 2,0 e inferior a 2,1.
C) superior a 2,1 e inferior a 2,2.
D) superior a 2,2 e inferior a 2,3.
E) superior a 2,3.
RESOLUÇÃO:
A população da Índia foi de 1008 milhões para 1572 milhões de
habitantes de 2000 para 2050. Logo, a taxa de crescimento nesse período
foi:
Taxa de crescimento = População2050 – População2000
População2000

Taxa de crescimento = 1572 – 1008 = 55,95%


1008

Se no período 2050-2100, a taxa de crescimento populacional da


Índia for a mesma projetada para o período 2000-2050, teremos:

Taxa de crescimento = População2100 – População2050


População2050

55,95% = População2100 – 1572


04178253905

1572

População2100 = 2451 milhões

Logo, em bilhões, a população da Índia em 2100 seria superior a


2,3.
Resposta: E

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 36


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

22. ENEM - 2011) O saldo de contratações no mercado formal no setor


varejista da região metropolitana de São Paulo registrou alta.
Comparando as contratações deste setor no mês de fevereiro com as de
janeiro deste ano, houve incremento de 4 300 vagas no setor, totalizando
880 605 trabalhadores com carteira assinada.
Disponível em: http://www.folha.uol.com.br. Acesso em: 26 abr. 2010
(adaptado).
Suponha que o incremento de trabalhadores no setor varejista seja
sempre o mesmo nos seis primeiros meses do ano. Considerando-se que
y e x representam, respectivamente, as quantidades de trabalhadores no
setor varejista e os meses, janeiro sendo o primeiro, fevereiro, o
segundo, e assim por diante, a expressão algébrica que relaciona essas
quantidades nesses meses é
A) y = 4 300x
B) y = 884 905x
C) y = 872 005 + 4 300x
D) y = 876 305 + 4 300x
E) y = 880 605 + 4 300x
RESOLUÇÃO:
Comparando as contratações deste setor no mês de fevereiro com
as de janeiro deste ano, houve incremento de 4 300 vagas no setor,
totalizando 880 605 trabalhadores com carteira assinada. Ou seja, em
fevereiro (x = 2) temos y = 880605.
04178253905

O enunciado diz também que o incremento de trabalhadores no


setor varejista é sempre o mesmo nos seis primeiros meses do ano. Logo,
a cada mês há um incremento de 4300 vagas no setor. Logo, o nosso
coeficiente angular a = 4300. Só precisamos encontrar o coeficiente linear
b, o que faremos utilizando os dados do parágrafo anterior. Veja:
y = ax + b
880605 = 4300x2 + b
b = 872.005

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 37


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Logo, a expressão algébrica é y = 872.005 + 4.300x


Resposta: C

23. ENEM - 2011) O prefeito de uma cidade deseja construir uma


rodovia para dar acesso a outro município. Para isso, foi aberta uma
licitação na qual concorreram duas empresas. A primeira cobrou R$ 100
000,00 por km construído (n), acrescidos de um valor fixo de R$ 350
000,00, enquanto a segunda cobrou R$ 120 000,00 por km construído
(n), acrescidos de um valor fixo de R$ 150 000,00. As duas empresas
apresentam o mesmo padrão de qualidade dos serviços prestados, mas
apenas uma delas poderá ser contratada.
Do ponto de vista econômico, qual equação possibilitaria encontrar a
extensão da rodovia que tornaria indiferente para a prefeitura escolher
qualquer uma das propostas apresentadas?
A) 100n + 350 = 120n + 150
B) 100n + 150 = 120n + 350
C) 100(n + 350) = 120(n + 150)
D) 100(n + 350 000) = 120(n + 150 000)
E) 350(n + 100 000) = 150(n + 120 000)
RESOLUÇÃO:
A primeira empresa cobrou R$ 100 000,00 por km construído (n),
acrescidos de um valor fixo de R$ 350 000,00. O valor cobrado pela
empresa 1, que vamos chamar de y1 é dado por:
04178253905

y1 = 100.000n + 350.000

A segunda empresa cobrou R$ 120 000,00 por km construído (n),


acrescidos de um valor fixo de R$ 150 000,00. O valor cobrado pela
empresa 2, que vamos chamar de y2 é dado por:
y2 = 120.000n + 150.000

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 38


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

A equação que possibilita encontrar a extensão da rodovia que


tornaria indiferente para a prefeitura escolher qualquer uma das
propostas apresentadas é obtida igualando os valores y1 e y2. Logo:
100.000n + 350.000 = 120.000n + 150.000

Dividindo os dois lados da equação por 1000, temos:


100n + 350 = 120n + 150
Resposta: A

24. ENEM - 2011) Uma indústria fabrica um único tipo de produto e


sempre vende tudo o que produz. O custo total para fabricar uma
quantidade q de produtos é dado por uma função, simbolizada por CT,
enquanto o faturamento que a empresa obtém com a venda da
quantidade q também é uma função, simbolizada por FT. O lucro total
(LT) obtido pela venda da quantidade q de produtos é dado pela
expressão LT(q) = FT(q) – CT(q). Considerando-se as funções FT(q) = 5q
e CT(q) = 2q + 12 como faturamento e custo, qual a quantidade mínima
de produtos que a indústria terá de fabricar para não ter prejuízo?
A) 0
B) 1
C) 3
D) 4
E) 5
04178253905

RESOLUÇÃO:
Vamos encontrar a expressão que rege o lucro:
LT(q) = FT(q) – CT(q)
LT(q) = 5q – (2q + 12)
LT(q) = 5q – 2q – 12
LT(q) = 3q – 12

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 39


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Para que não haja prejuízo, o lucro LT(q) deve ser maior ou igual a
zero. Logo:
3q – 12 ≥ 0
3q ≥ 12
q≥4

A quantidade mínima de produtos que a indústria terá de fabricar


para não ter prejuízo é 4.
Resposta: D

25. ENEM - 2010) Nos processos industriais, como na indústria de


cerâmica, é necessário o uso de fornos capazes de produzir elevadas
temperaturas e, em muitas situações, o tempo de elevação dessa
temperatura deve ser controlado, para garantir a qualidade do produto
final e a economia no processo. Em uma indústria de cerâmica, o forno é
programado para elevar a temperatura ao longo do tempo de acordo com
a função

em que T é o valor da temperatura atingida pelo forno, em graus Celsius,


04178253905

e t é o tempo, em minutos, decorrido desde o instante em que o forno é


ligado. Uma peça deve ser colocada nesse forno quando a temperatura
for 48°C e retirada quando a temperatura for 200°C.
O tempo de permanência dessa peça no forno é, em minutos, igual a
A) 100
B) 108
C) 128
D) 130
E) 150

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 40


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

RESOLUÇÃO:
Antes de tudo, precisamos saber até qual temperatura devemos
usar a equação de primeiro grau. Veja que até t = 100 minutos usamos a
equação de primeiro grau e para t acima de 100 minutos usamos a
equação de segundo grau. Vamos substituir t=100 na função de primeiro
grau:
7
T (100)  100  20  160
5

Isso nos diz que até temperaturas de 160°C vamos utilizar a


primeira expressão. Para temperaturas superiores vamos utilizar a
segunda expressão.
Substituindo 48°C na função de primeiro grau, temos:

7
T (t )  t  20
5
7
48  t  20
5
t  20 min

Logo, são necessários 20 minutos para que o forno atinja a


temperatura de 48°C para só então colocarmos a peça no seu interior.
Vamos agora calcular quanto tempo é necessário para que o forno
04178253905

chegue em 200°C.
2 2 16
200  t  t  320
125 5
2 2 16
t  t  120  0
125 5
2t 2  400t  15000  0

t 2  200t  7500  0

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 41


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

  b 2  4ac

  (200) 2  4(1)(7500)
  10000

b  
t
2a
(200)  10000 200  100
t 
2 2
t1  150

t2  50

Veja que encontramos dois valores de tempo para que o forno


chegue a 200°C. No entanto, sabemos que só valores acima de 100
minutos nos interessam nesse caso. Logo, em 150 minutos o forno chega
em 200°C. Subtraindo os 20 minutos necessários para que ele chegue a
48°C, temos que a peça temos que o tempo de permanência dessa peça
no forno é de 130 minutos.
Resposta: D

26. ENEM – 2015) Um estudante está pesquisando o desenvolvimento


de certo tipo de bactéria. Para essa pesquisa, ele utiliza uma estufa para
armazenar as bactérias. A temperatura no interior dessa estufa, em graus
04178253905

Celsius, é dada pela expressão T(h) = – h² +22h – 85, em que h


representa as horas do dia. Sabe-se que o número de bactérias é o maior
possível quando a estufa atinge sua temperatura máxima e, nesse
momento, ele deve retirá-las da estufa. A tabela associa intervalos de
temperatura, em graus Celsius, com as classificações: muito baixa, baixa,
média, alta e muito alta.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 42


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Quando o estudante obtém o maior número possível de bactérias, a


temperatura no interior da estufa está classificada como
(A) muito baixa.
(B) baixa.
(C) média.
(D) alta.
(E) muito alta.
RESOLUÇÃO:
Veja a função fornecida no enunciado:
T(h) = – h² + 22h – 85

Esta função nos apresenta uma relação entre as horas do dia (h) e
04178253905

a temperatura na estufa (T). Dizemos que esta é uma função de segundo


grau pois nela temos a variável “h” elevada à segunda potência, isto é,
h2. De maneira genérica, esta função pode ser escrita como:
T(h) = a.h² + b.h + c

Na expressão acima, “a”, “b” e “c” representam os números que


chamamos de coeficientes desta função. Comparando esta expressão com
a original, podemos dizer que: a = -1; b = 22; e c = -85.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 43


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Nós queremos saber a temperatura máxima, ou seja, o maior valor


possível de T. Em uma função de segundo grau, o seu valor máximo é
dado por:

Valor máximo  , onde:
4a
  b2  4ac

Utilizando os coeficientes da função dada pelo enunciado, temos:


  b 2  4ac

  222  4.( 1).( 85)

  484  4.85

  484  340

  144

Com isso, podemos calcular o valor máximo (temperatura máxima):



Valor máximo 
4a
(144)
Valor máximo 
4.( 1)
144
Valor máximo  
4
144
Valor máximo 
4
04178253905

Valor máximo  36

Portanto, a temperatura máxima é igual a 36 graus Celsius. É nesta


temperatura que temos o maior número possível de bactérias, segundo o
enunciado. Pela tabela fornecida, vemos que esta temperatura se
classifica como alta:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 44


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Podemos marcar a alternativa D.


RESPOSTA: D

27. ENEM – 2015) Uma padaria vende, em média, 100 pães especiais
por dia e arrecada com essas vendas, em média, R$ 300,00. Constatou-
se que a quantidade de pães especiais vendidos diariamente aumenta,
caso o preço seja reduzido, de acordo com a equação
q = 400 – 100p
na qual q representa a quantidade de pães especiais vendidos
diariamente e p, o seu preço em reais.
A fim de aumentar o fluxo de clientes, o gerente da padaria decidiu fazer
uma promoção. Para tanto, modificará o preço do pão especial de modo
que a quantidade a ser vendida diariamente seja a maior possível, sem
diminuir a média de arrecadação diária na venda desse produto.
04178253905

O preço p, em reais do pão especial nessa promoção deverá estar no


intervalo:
(A) R$ 0,50 ≤ p < R$ 1,50
(B) R$ 1,50 ≤ p < R$ 2,50
(C) R$ 2,50 ≤ p < R$ 3,50
(D) R$ 3,50 ≤ p < R$ 4,50
(E) R$ 4,50 ≤ p < R$ 5,50
RESOLUÇÃO:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 45


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

O enunciado diz que o preço do pão especial será modificado de


modo que a quantidade a ser vendida diariamente seja a maior possível,
sem diminuir a média de arrecadação diária na venda desse produto.
Podemos definir a arrecadação A do produto como sendo a

quantidade q multiplicado pelo preço p.

No entanto sabemos que . Assim temos que a


arrecadação é dada por:

A arrecadação média é de 300 reais por dia e não deve diminuir,


conforme o enunciado. Logo temos a seguinte equação:

ou seja, ou ainda
Resolvendo a equação temos:

Assim p=1 ou p=3.


O preço atual do pão especial é obtido com a divisão da
arrecadação média (300 reais) pela quantidade média de pães vendidos
(100 pães). Logo, o preço atual do pão é de 3 reais. Para que o preço
diminua, a quantidade aumente e a arrecadação se mantenha a mesma, o
novo preço do pão especial deve ser p=1, portanto, pertencente ao
intervalo R$ 0,50 ≤ p < R$ 1,50. 04178253905

Resposta: A

28. ENEM - 2009) Um experimento consiste em colocar certa


quantidade de bolas de vidro idênticas em um copo com água até certo
nível e medir o nível da água, conforme ilustrado na figura a seguir. Como
resultado do experimento, concluiu-se que o nível da água é função do
número de bolas de vidro que são colocadas dentro do copo.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 46


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

O quadro a seguir mostra alguns resultados do experimento realizado.

Qual a expressão algébrica que permite calcular o nível da água (y) em


função do número de bolas (x)?
A) y = 30x.
B) y = 25x + 20,2.
C) y = 1,27x.
D) y = 0,7x.
E) y = 0,07x + 6.
RESOLUÇÃO:
A expressão algébrica que procuramos é do tipo y = ax +b. Vamos
substituir valores de x e y dados na tabela nessa expressão para que
04178253905

possamos calcular a e b. Veja:


6,35 = 5a + b
6,70 = 10a + b

Subtraindo a primeira da segunda, temos:


0,35 = 5a
a = 0,07
6,70 = 10a + b

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 47


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

6,70 = 10x0,07 + b
6,70 = 0,7 + b
b=6

Assim, a expressão é:
y = 0,07x + 6
Resposta: E

29. ENEM - 2009) Uma pousada oferece pacotes promocionais para


atrair casais a se hospedarem por até oito dias. A hospedagem seria em
apartamento de luxo e, nos três primeiros dias, a diária custaria R$
150,00, preço da diária fora da promoção. Nos três dias seguintes, seria
aplicada uma redução no valor da diária, cuja taxa média de variação, a
cada dia, seria de R$ 20,00. Nos dois dias restantes, seria mantido o
preço do sexto dia. Nessas condições, um modelo para a promoção
idealizada é apresentado no gráfico a seguir, no qual o valor da diária é
função do tempo medido em número de dias.

04178253905

De acordo com os dados e com o modelo, comparando o preço que um


casal pagaria pela hospedagem por sete dias fora da promoção, um casal
que adquirir o pacote promocional por oito dias fará uma economia de
A) R$ 90,00.
B) R$ 110,00.
C) R$ 130,00.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 48


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

D) R$ 150,00.
E) R$ 170,00.
RESOLUÇÃO:
O preço da diária fora da promoção é de 150 reais. Logo, uma
estadia convencional de 7 dias ficaria em 1050 reais.
Já no caso da promoção, da primeira à terceira diária o valor seria
de 150. A quarta diária seria 20 reais inferior, ou seja, 130 reais. A quinta
diária seria 20 reais inferior, ou seja, 110 reais. A sexta diária seria 20
reais inferior, ou seja, 90 reais. A sétima e a oitava diárias seguem o
preço da sexta diária ou seja, 90 reais cada. Logo, no total, as oito diárias
ficariam em:
3x150 + 130 + 110 + 3x90 = 960

Assim, a economia dessa opção em relação à anterior é de 1050 –


960 = 90 reais.
Resposta: A

30. ENEM - 2013) Na aferição de um novo semáforo, os tempos são


ajustados de modo que, em cada ciclo completo (verde-amarelo-
vermelho), a luz amarela permaneça acesa por 5 segundos, e o tempo
2
em que a luz verde permaneça acesa seja igual à do tempo em que a
3
luz vermelha fique acesa. A luz verde fica acesa, em cada ciclo, durante X
04178253905

segundos e cada ciclo dura Y segundos.


Qual é a expressão que representa a relação entre X e Y?
A) 5X − 3Y + 15 = 0
B) 5X − 2Y + 10 = 0
C) 3X − 3Y + 15 = 0
D) 3X − 2Y + 15 = 0
E) 3X − 2Y + 10 = 0
RESOLUÇÃO:

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 49


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Do enunciado temos que o ciclo do semáforo é de Y segundos. Por


ciclo podemos entender o tempo que o semáforo leva para, por exemplo,
acender a luz verde, apagar a luz verde e acender a luz amarela, apagar
a luz amarela e acender a luz vermelha e, por fim, apagar a luz vermelha,
quando então o ciclo se reinicia. De outra forma, podemos entender o
ciclo (Y) como o resultado da soma abaixo:
Tempo que a luz verde permanece acesa + Tempo que a luz amarela
permanece acesa + Tempo que a luz vermelha permanece acesa
O enunciado nos informou que o tempo que a luz amarela
permanece acesa é de 5 segundos.
Além disso, sabemos que o tempo em que a luz verde permaneça
2
acesa é igual à do tempo em que a luz vermelha fique acesa, ou seja:
3
2
Tempo que a luz verde permanece acesa = x Tempo que a luz vermelha
3
permanece acesa.
Isolando, na expressão acima, o tempo que a luz vermelha
permanece acesa, temos:
Tempo que a luz vermelha permanece acesa = (3/2) x Tempo que a luz
verde permanece acesa
Substituindo as informações acima na expressão do ciclo que
mostramos no início da resolução temos:
Ciclo = Tempo que a luz verde permanece acesa + 5 + (3/2) x Tempo
04178253905

que a luz verde permanece acesa


O enunciado nos disse que o Ciclo é de Y segundos e que o tempo
que a luz verde permanece acesa é de X segundos, logo:
Y=X+5+(3/2)X

Multiplicando toda a equação por 2 temos:


2Y=2X+10+3X
2Y=5X+10
5X+10-2Y=0

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 50


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

5X-2Y+10=0
Resposta: B

31. ENEM - 2013) A temperatura T de um forno (em graus centígrados)


é reduzida por um sistema a partir do instante de seu desligamento (t =

t 2
0) e varia de acordo com a expressão T  t    400, com t em
4
minutos. Por motivos de segurança, a trava do forno só é liberada para
abertura quando o forno atinge a temperatura de 39ºC. Qual o tempo
mínimo de espera, em minutos, após se desligar o forno, para que a porta
possa ser aberta?
A) 19,0
B) 19,8
C) 20,0
D) 38,0
E) 39,0
RESOLUÇÃO:
Vamos substituir T = 39ºC na expressão da queda de temperatura
após o desligamento do forno.

t 2
T (t )   400
4
t 2
39   400
04178253905

4
156  t 2  1600

t 2  1444
t  38
Resposta: D

32. ENEM - 2012) As curvas de oferta e de demanda de um produto


representam, respectivamente, as quantidades que vendedores e

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 51


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

consumidores estão dispostos a comercializar em função do preço do


produto. Em alguns casos, essas curvas podem ser representadas por
retas. Suponha que as quantidades de oferta e de demanda de um
produto sejam, respectivamente, representadas pelas equações: QO = –
20 + 4P e QD = 46 – 2P em que QO é quantidade de oferta, QD é a
quantidade de demanda e P é o preço do produto.
A partir dessas equações, de oferta e de demanda, os economistas
encontram o preço de equilíbrio de mercado, ou seja, quando Q O e QD se
igualam.
Para a situação descrita, qual o valor do preço de equilíbrio?
A) 5
B) 11
C) 13
D) 23
E) 33
RESOLUÇÃO:
Basta igualar QO e QD. Assim temos:
–20 + 4P = 46 – 2P
6P = 66
P = 11
Resposta: B

04178253905

Fim de aula!!! Nos vemos na aula 07. Abraço,


Prof. Arthur Lima
Youtube: Professor Arthur Lima
Facebook: www.facebook.com/ProfArthurLima

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 52


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

3. QUESTÕES APRESENTADAS NA AULA

1. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Calcule o valor de f(x) para x = 2 no


seguinte polinômio:
f(x) = 5x4 + 8,05x3 – 2x + 35

2. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Diga se a função abaixo é um polinômio e


justifique.
f(x) = 5x4 + 8,05x3 – 2ix + 35

3. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Qual o resto da divisão do polinômio x3 +


2x2 + 1 pelo polinômio x2 + 3x + 3 ?

4. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Supondo que a representação gráfica a


seguir seja de um polinômio, qual o grau do mesmo?

04178253905

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 53


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

5. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Seja h(x) a função resultante do produto


dos polinômios f(x) = 5x4 + 8x3 – 2x + 3 e g(x) = 3x4 + x + 1. Calcule
h(1).

6. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Qual o resto da divisão do polinômio x3 +


2x2 + 1 pelo polinômio x - 1?

7. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) As raízes do polinômio f(x) têm soma igual


a -2 e produto igual 2. Se uma das raízes é igual ao oposto da outra,
quais são as raízes?

8. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Utilizando as informações da questão


anterior e sabendo que o polinômio em questão é da forma f(x) = x3 +
bx2 + x + d, identifique os valores de b e d.

9. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Sabendo que um polinômio de terceiro


grau tem como raízes x1 = 2 e x2 = i, quais são, respectivamente, os
valores da soma e do produto das raízes desse polinômio?

10. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Qual o domínio da função abaixo?

x3  2 x2  1
f ( x) 
x  33
04178253905

11. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Qual o domínio da função abaixo?

x3  2 x2  1
f ( x)  2
x  3x  2
12. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) A divisão de um polinômio f(x) por (x –
1) deixa resto 5. Já a divisão de f(x) por (x + 3) deixa resto -2. Qual o
resto da divisão de f(x) por (x-1)(x+3)?

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 54


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

13. EXERCÍCIO DE FIXAÇÃO) Sobre o polinômio f(x) = x3 + 3x2 – 6x –


18, pode-se afirmar que:
a) existem duas raízes reais e uma complexa
b) a maior raiz é o dobro da menor
c) não possui raízes reais
d) o produto das raízes é igual a 18
e) a soma das raízes é igual a 6

14. ENEM – 2014) Um professor, depois de corrigir as provas de sua


turma, percebeu que várias questões estavam muito difíceis. Para
compensar, decidiu utilizar uma função polinomial f, de grau menor que
3, para alterar as notas x da prova para notas y = f(x), da seguinte
maneira:
• a nota zero permanece zero.
• a nota 10 permanece 10.
• a nota 5 passa a ser 6
A expressão da função y=f(x) a ser utilizada pelo professor é
A) y = −1/25x2 + 7/5x
B) y = −1/10x2 + 2x
C) y = 1/21 x2 + 7/12x
D) y = 4/5x + 2
E) y = x
04178253905

15. SENAC-SP – VESTIBULAR – 2013) Sendo P(x) e Q(x) dois


polinômios de grau 1 e sabendo que P(x) + Q(x) = 7x + 5 e P(x) − Q(x)
= − x + 1, o produto P(x) . Q(x) corresponde a
a) 12x2 + 6.
b) 12x2 + 18x + 6.
c) − 12x2 − 6x + 6.
d) − 12x2 + 6.
e) − 12x2 + 12x + 6.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 55


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

16. PUC-PR – VESTIBULAR – 2012) Sabe-se que a representação


gráfica de uma função polinomial do 1º grau é uma reta. Se
considerarmos as funções f(x) = 5/12 x − 21/6 , g(x) = − 5/16 x + 7/2 e
h(x) = − 1/4 x + m/20 com seus respectivos gráficos num mesmo plano
cartesiano, qual o valor de m para que os três gráficos sejam
concorrentes num único ponto?
a) 28
b) 36
c) 58
d) 48
e) 14

17. COLÉGIO PEDRO II – ENG. CIVIL – 2015) O polinômio


Px2+5x+R=0 possui raízes inteiras, uma múltipla da outra, os coeficientes
P e R são números inteiros e positivos. Os valores de P e R são,
respectivamente,
a) 1 e 4
b) 2 e 2
c) 4 e 1
d) 1 e 6
e) 3 e 2
04178253905

18. UNICENTRO – UNICENTRO – 2012) Se a1 e a2 são as raízes reais


da equação x6 – 7x3 – 8 = 0, e a1 < a2, então a1 – a2 é igual a
a) –3
b) –2
c) –1
d) 0
e) 1

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 56


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

19. ENEM - 2008) A figura abaixo representa o boleto de cobrança da


mensalidade de uma escola, referente ao mês de junho de 2008.

Se M(x) é o valor, em reais, da mensalidade a ser paga, em que x é o


número de dias em atraso, então
A) M(x) = 500 + 0,4x.
B) M(x) = 500 + 10x.
C) M(x) = 510 + 0,4x.
D) M(x) = 510 + 40x.
E) M(x) = 500 + 10,4x.

20. ENEM - 2007) O gráfico abaixo, obtido a partir de dados do


Ministério do Meio Ambiente, mostra o crescimento do número de
espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção.

04178253905

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 57


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Se mantida, pelos próximos anos, a tendência de crescimento mostrada


no gráfico, o número de espécies ameaçadas de extinção em 2011 será
igual a
A) 465.
B) 493.
C) 498.
D) 538.
E) 699.

21. ENEM - 2006) Nos últimos anos, ocorreu redução gradativa da taxa
de crescimento populacional em quase todos os continentes. A seguir, são
apresentados dados relativos aos países mais populosos em 2000 e
também as projeções para 2050.

04178253905

Com base nas informações dos gráficos mostrados, suponha que, no


período 2050-2100, a taxa de crescimento populacional da Índia seja a
mesma projetada para o período 2000-2050. Sendo assim, no início do
século XXII, a população da Índia, em bilhões de habitantes, será
A) inferior a 2,0.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 58


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

B) superior a 2,0 e inferior a 2,1.


C) superior a 2,1 e inferior a 2,2.
D) superior a 2,2 e inferior a 2,3.
E) superior a 2,3.

22. ENEM - 2011) O saldo de contratações no mercado formal no setor


varejista da região metropolitana de São Paulo registrou alta.
Comparando as contratações deste setor no mês de fevereiro com as de
janeiro deste ano, houve incremento de 4 300 vagas no setor, totalizando
880 605 trabalhadores com carteira assinada.
Disponível em: http://www.folha.uol.com.br. Acesso em: 26 abr. 2010
(adaptado).
Suponha que o incremento de trabalhadores no setor varejista seja
sempre o mesmo nos seis primeiros meses do ano. Considerando-se que
y e x representam, respectivamente, as quantidades de trabalhadores no
setor varejista e os meses, janeiro sendo o primeiro, fevereiro, o
segundo, e assim por diante, a expressão algébrica que relaciona essas
quantidades nesses meses é
A) y = 4 300x
B) y = 884 905x
C) y = 872 005 + 4 300x
D) y = 876 305 + 4 300x
E) y = 880 605 + 4 300x
04178253905

23. ENEM - 2011) O prefeito de uma cidade deseja construir uma


rodovia para dar acesso a outro município. Para isso, foi aberta uma
licitação na qual concorreram duas empresas. A primeira cobrou R$ 100
000,00 por km construído (n), acrescidos de um valor fixo de R$ 350
000,00, enquanto a segunda cobrou R$ 120 000,00 por km construído
(n), acrescidos de um valor fixo de R$ 150 000,00. As duas empresas

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 59


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

apresentam o mesmo padrão de qualidade dos serviços prestados, mas


apenas uma delas poderá ser contratada.
Do ponto de vista econômico, qual equação possibilitaria encontrar a
extensão da rodovia que tornaria indiferente para a prefeitura escolher
qualquer uma das propostas apresentadas?
A) 100n + 350 = 120n + 150
B) 100n + 150 = 120n + 350
C) 100(n + 350) = 120(n + 150)
D) 100(n + 350 000) = 120(n + 150 000)
E) 350(n + 100 000) = 150(n + 120 000)

24. ENEM - 2011) Uma indústria fabrica um único tipo de produto e


sempre vende tudo o que produz. O custo total para fabricar uma
quantidade q de produtos é dado por uma função, simbolizada por CT,
enquanto o faturamento que a empresa obtém com a venda da
quantidade q também é uma função, simbolizada por FT. O lucro total
(LT) obtido pela venda da quantidade q de produtos é dado pela
expressão LT(q) = FT(q) – CT(q). Considerando-se as funções FT(q) = 5q
e CT(q) = 2q + 12 como faturamento e custo, qual a quantidade mínima
de produtos que a indústria terá de fabricar para não ter prejuízo?
A) 0
B) 1
C) 3
04178253905

D) 4
E) 5

25. ENEM - 2010) Nos processos industriais, como na indústria de


cerâmica, é necessário o uso de fornos capazes de produzir elevadas
temperaturas e, em muitas situações, o tempo de elevação dessa
temperatura deve ser controlado, para garantir a qualidade do produto
final e a economia no processo. Em uma indústria de cerâmica, o forno é

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 60


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

programado para elevar a temperatura ao longo do tempo de acordo com


a função

em que T é o valor da temperatura atingida pelo forno, em graus Celsius,


e t é o tempo, em minutos, decorrido desde o instante em que o forno é
ligado. Uma peça deve ser colocada nesse forno quando a temperatura
for 48°C e retirada quando a temperatura for 200°C.
O tempo de permanência dessa peça no forno é, em minutos, igual a
A) 100
B) 108
C) 128
D) 130
E) 150

26. ENEM – 2015) Um estudante está pesquisando o desenvolvimento


de certo tipo de bactéria. Para essa pesquisa, ele utiliza uma estufa para
armazenar as bactérias. A temperatura no interior dessa estufa, em graus
Celsius, é dada pela expressão T(h) = – h² +22h – 85, em que h
representa as horas do dia. Sabe-se que o número de bactérias é o maior
04178253905

possível quando a estufa atinge sua temperatura máxima e, nesse


momento, ele deve retirá-las da estufa. A tabela associa intervalos de
temperatura, em graus Celsius, com as classificações: muito baixa, baixa,
média, alta e muito alta.

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 61


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

Quando o estudante obtém o maior número possível de bactérias, a


temperatura no interior da estufa está classificada como
(A) muito baixa.
(B) baixa.
(C) média.
(D) alta.
(E) muito alta.

27. ENEM – 2015) Uma padaria vende, em média, 100 pães especiais
por dia e arrecada com essas vendas, em média, R$ 300,00. Constatou-
se que a quantidade de pães especiais vendidos diariamente aumenta,
caso o preço seja reduzido, de acordo com a equação
q = 400 – 100p
na qual q representa a quantidade de pães especiais vendidos
diariamente e p, o seu preço em reais.
A fim de aumentar o fluxo de clientes, o gerente da padaria decidiu fazer
uma promoção. Para tanto, modificará o preço do pão especial de modo
que a quantidade a ser vendida diariamente seja a maior possível, sem
diminuir a média de arrecadação diária na venda desse produto.
O preço p, em reais do pão especial nessa promoção deverá estar no
intervalo:
(A) R$ 0,50 ≤ p < R$ 1,50 04178253905

(B) R$ 1,50 ≤ p < R$ 2,50


(C) R$ 2,50 ≤ p < R$ 3,50
(D) R$ 3,50 ≤ p < R$ 4,50
(E) R$ 4,50 ≤ p < R$ 5,50

28. ENEM - 2009) Um experimento consiste em colocar certa


quantidade de bolas de vidro idênticas em um copo com água até certo
nível e medir o nível da água, conforme ilustrado na figura a seguir. Como

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 62


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

resultado do experimento, concluiu-se que o nível da água é função do


número de bolas de vidro que são colocadas dentro do copo.

O quadro a seguir mostra alguns resultados do experimento realizado.

Qual a expressão algébrica que permite calcular o nível da água (y) em


função do número de bolas (x)?
A) y = 30x.
B) y = 25x + 20,2.
C) y = 1,27x.
D) y = 0,7x.
E) y = 0,07x + 6.
04178253905

29. ENEM - 2009) Uma pousada oferece pacotes promocionais para


atrair casais a se hospedarem por até oito dias. A hospedagem seria em
apartamento de luxo e, nos três primeiros dias, a diária custaria R$
150,00, preço da diária fora da promoção. Nos três dias seguintes, seria
aplicada uma redução no valor da diária, cuja taxa média de variação, a
cada dia, seria de R$ 20,00. Nos dois dias restantes, seria mantido o
preço do sexto dia. Nessas condições, um modelo para a promoção

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 63


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

idealizada é apresentado no gráfico a seguir, no qual o valor da diária é


função do tempo medido em número de dias.

De acordo com os dados e com o modelo, comparando o preço que um


casal pagaria pela hospedagem por sete dias fora da promoção, um casal
que adquirir o pacote promocional por oito dias fará uma economia de
A) R$ 90,00.
B) R$ 110,00.
C) R$ 130,00.
D) R$ 150,00.
E) R$ 170,00.

30. ENEM - 2013) Na aferição de um novo semáforo, os tempos são


ajustados de modo que, em cada ciclo completo (verde-amarelo-
vermelho), a luz amarela permaneça acesa por 5 segundos, e o tempo
04178253905

2
em que a luz verde permaneça acesa seja igual à do tempo em que a
3
luz vermelha fique acesa. A luz verde fica acesa, em cada ciclo, durante X
segundos e cada ciclo dura Y segundos.
Qual é a expressão que representa a relação entre X e Y?
A) 5X − 3Y + 15 = 0
B) 5X − 2Y + 10 = 0
C) 3X − 3Y + 15 = 0
D) 3X − 2Y + 15 = 0

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 64


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

E) 3X − 2Y + 10 = 0

31. ENEM - 2013) A temperatura T de um forno (em graus centígrados)


é reduzida por um sistema a partir do instante de seu desligamento (t =

t 2
0) e varia de acordo com a expressão T  t    400, com t em
4
minutos. Por motivos de segurança, a trava do forno só é liberada para
abertura quando o forno atinge a temperatura de 39ºC. Qual o tempo
mínimo de espera, em minutos, após se desligar o forno, para que a porta
possa ser aberta?
A) 19,0
B) 19,8
C) 20,0
D) 38,0
E) 39,0

32. ENEM - 2012) As curvas de oferta e de demanda de um produto


representam, respectivamente, as quantidades que vendedores e
consumidores estão dispostos a comercializar em função do preço do
produto. Em alguns casos, essas curvas podem ser representadas por
retas. Suponha que as quantidades de oferta e de demanda de um
produto sejam, respectivamente, representadas pelas equações: QO = –
20 + 4P e QD = 46 – 2P em que QO é quantidade de oferta, QD é a
04178253905

quantidade de demanda e P é o preço do produto.


A partir dessas equações, de oferta e de demanda, os economistas
encontram o preço de equilíbrio de mercado, ou seja, quando Q O e QD se
igualam.
Para a situação descrita, qual o valor do preço de equilíbrio?
A) 5
B) 11
C) 13

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 65


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

D) 23
E) 33

04178253905

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 66


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques
MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS P/ ENEM
TEORIA E EXERCÍCIOS COMENTADOS
Prof. Arthur Lima, Prof. Hugo Lima Aula 06

01 175,4 02 F 03 4 04 3 05 70 06 4 07 *
08 2;-2 09 2;2 10 ** 11 *** 12 **** 13 D 14 A
15 B 16 C 17 A 18 A 19 C 20 C 21 E
22 C 23 A 24 D 25 D 26 D 27 A 28 E
29 A 30 B 31 D 32 B

* -1;1;-2

** R – {33}

*** R – {1;2}

**** (7/4)x + 13/4

04178253905

Prof. Arthur Lima www.estrategiaconcursos.com.br 67


Prof. Hugo Lima

04178253905 - marques