Você está na página 1de 14

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

41) Um dado condutor 1, que tem resistência R, comprimento L, área de seção reta A e resistividade , foi substituído
por outro condutor 2, com a mesma resistividade, entretanto, com o dobro do comprimento e com metade da área
de seção reta do condutor 1. Comparativamente, o valor da resistência do condutor 2 será
a) a mesma do condutor 1.
b) a metade do valor de resistência do condutor 1.
c) duas vezes maior que o valor de resistência do condutor 1.
d) quatro vezes maior que o valor de resistência do condutor 1.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA D)


De acordo com os dados apresentados, tem-se:

l1 A1
R1  ρ1 l 2  2l 1 A2 
A1 2

2  l1 l
R 2  ρ1  2  2  ρ1  1
A1 A1
2

l1
R2  4  ρ   4  R1
1 A1

Fonte: GUSSOW, Milton. Eletricidade básica. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Pearson Makron Books, 1997. 639p.
(Schaum). (Cap. 4, pág. 72).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -1-


42) Analise o circuito abaixo.

Sendo V1=50V, R1=R3=R4=100Ω e R2=R5=R6=50Ω, calcule o valor da corrente no ramo g-d, em Ampères,
considerando-se que o ramo c-b esteja aberto.
a) 0,5A.
b) 1,0A.
c) 2,0A.
d) 2,5A.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA A)

Na análise do circuito apresentado, observa-se que os ramos g-f, f-a, h-a estão ligados de tal forma que o resistor R5
está em curto-circuito. Com o ramo c-b aberto, o resistor R6 entra em série com o resistor R2. Desse modo, a partir
dos pontos a e b, tem-se um circuito com R1=R3=R4=(R2+R6)=100Ω, o que equivale a N=4 resistores R iguais em
paralelo.
Onde:
N, número de resistores iguais;
Rt, Resistor equivalente; e,
It, corrente total do circuito;

Sendo:
Rt = R / N
It = V / Rt
Como os resistores são iguais, as correntes em cada ramo paralelo também serão iguais.
I1 = I2 = I3 = I4 = I
It
It = I1 + I2 + I3 + I4 = 4.I ou I 
4
Então:
100
Rt   25Ω
4
It = V / Rt = 50 / 25 = 2A
It 2
I1    0,5A
4 4

Fonte: GUSSOW, Milton. Eletricidade básica. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Pearson Makron Books, 1997. 639p.
(Schaum). (Cap. 5, pág. 96 a 99).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -2-


43) Nos terminais da bateria de um automóvel desligado, foi medido o valor de 12Vdc, sem carga. Durante a
realização da partida, a tensão medida nos terminais caiu para 10Vdc. A resistência do motor de arranque na
partida é de 0,5Ω. Marque a alternativa correta relativa ao valor da resistência interna da bateria.
a) 0,2Ω
b) 0,3Ω
c) 0,1Ω
d) 0,5Ω

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA C)

Todo gerador de tensão cc possui uma resistência interna Ri, que está em série com a tensão gerada VB. Quando
não há carga ligada à bateria, não há corrente, então a queda de tensão em Ri será igual a zero. A tensão VB
projeta-se sobre os terminais de saída da bateria, sendo igual a 12Vdc.
Durante a partida, uma carga, no caso o motor de arranque, é ligada à bateria. A corrente circula pela Ri e pela carga.
Observa-se uma queda de tensão sobre Ri, que se subtrai do valor de VB, obtendo-se o valor entregue à carga
conforme a fórmula: VL = VB - IL.Ri. No caso, esta será de 10Vdc.
Para achar o valor de IL, basta aplicar a fórmula IL = VL/RL.
Então RL= 0,5Ω, temos
IL=10/0,5=20A.
Como:
VL = VB - IL.Ri
Substituindo-se os valores na fórmula, tem-se:
Ri = (VB – VL) / IL
Ri = (12 – 10 ) /20
Ri = 2/20
Ri = 0,1Ω

Fonte: GUSSOW, Milton. Eletricidade básica. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Pearson Makron Books,1997. 639p.
(Schaum). (Cap. 6, pág. 126 e 127).

44) Um sargento da Base Aérea de Santa Cruz necessitava realizar manutenção corretiva no sistema de
acionamento dos portões do Hangar. Ele observou, porém, que o capacitor de correção do fator de potência,
ligado em paralelo com o motor de indução, estava danificado. Como sua especificação estava deteriorada pela
umidade, não foi possível encontrar sua capacitância. Sabendo-se, de antemão, que a corrente do capacitor era
22A e a tensão e a frequência da rede, 220Vca/60Hz, foi possível calcular o valor do capacitor. É correto afirmar
que o valor encontrado foi de
a) 228µF.
b) 233µF.
c) 250µF.
d) 265µF.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA D)

Achando o valor de Xc tem-se:


Vc 220V
Xc =   10Ω
Ic 22A
Aplicando na fórmula que relaciona Xc com sua capacitância fica:
1
Xc =
2fC

1
C=
2fXc
Substituindo os valores, tem-se:
3 2
1 1 0,159 159.10 .10 5 6
C=     26,5 .10  265 .10  265µF
2fXc 2 .60.10
2
6.10 6
C=265µF

Fonte: GUSSOW, Milton. Eletricidade básica. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Pearson Makron Books, 1997. 639p.
(Schaum). (Cap. 14, pág. 386 a 392).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -3-


45) Quanto ao conceito de ressonância em circuitos RLC série operando em ca – corrente alternada -, é correto
afirmar que
a) um circuito ressoa quando sua resistência total é igual à reatância indutiva (R=XL).
b) um circuito está em ressonância quando a impedância Z é mínima e o fator de potência é igual a 1.
c) a impedância Z do circuito, na ressonância, é máxima e igual às reatâncias XL e XC, que devem ser iguais.
d) um circuito RLC série ressonante tem um ângulo de fase igual a 90° e, portanto, o fator de potência está
próximo a zero.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA B)

A alternativa “A” é incorreta, pois um circuito ressoa quando a reatância capacitiva do circuito é igual à reatância
indutiva, ou seja, XC=XL.
A alternativa “B” é correta, pois uma das características mais importantes de um circuito RLC série na ressonância é
que a reatância capacitiva do circuito é igual à reatância indutiva, ou seja, XC=XL, anulando-se. Portanto, o valor total
de impedância Z é igual ao da resistência R.
2 2
Z  R  (XL  XC)
Como o ângulo de fase é igual a zero, o fator de potência é igual a 1.
A alternativa “C” é incorreta, pois a impedância Z do circuito, na ressonância, é mínima e igual a R.
A alternativa “D” é incorreta, pois um circuito RLC série ressonante tem um ângulo de fase igual a 0° e, portanto, o
fator de potência é igual a um.

Fonte: GUSSOW, Milton. Eletricidade básica. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Pearson Makron Books,1997. 639p.
(Schaum). (Cap. 18, pág. 492 e 493).

46) Um circuito série é formado por um resistor R, um capacitor C, uma fonte de tensão constante V e uma chave S que
fecha ou abre esse circuito. Supondo que, ao se fechar a chave S, o capacitor demore 7 s para atingir seu valor
estacionário, quantos segundos serão necessários para que a tensão no resistor R caia de 3e V para 3e-1 V?
a) 1,4.
b) 2,0.
c) 2,8.
d) 4,0.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA C)

Considerando que a constante de tempo T para um circuito capacitivo é dada por T = RC, sendo R a resistência e C
a capacitância, e que, em circuitos capacitivos, a tensão e a corrente atingem seus valores finais ou estacionários em
cinco constantes de tempo (5T), tem-se que:
o capacitor da questão atinge seu valor estacionário em 7 s. Se 5T = 7 s, então T = 1,4 s; e
V
o tempo necessário para o decaimento de uma determinada tensão é dado por t  RC  ln , sendo R o valor da
v
resistência, C o valor da capacitância, ln(V/v) o logaritmo natural da razão entre V, que é a tensão mais alta no início,
e v, que é a tensão mais baixa no final. Substituindo-se os valores conhecidos, tem-se:
V
t  RC  ln
v

Sendo:
T = RC = 1,4,
V = 3e, e
v = 3e-1
Então:

 1,4  lne   1,4  2  2,8


 3e  2
t  1,4  ln 1 
 3e 

t = 2,8 s.

Fonte: GUSSOW, Milton. Eletricidade básica. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Pearson Makron Books,1997. 639p.
(Schaum). (Cap. 19, pág. 535 e 536).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -4-


47) Para um amplificador classe B que fornece um sinal de 40V de pico para um alto-falante de 4Ω e uma fonte de
alimentação de Vcc =+ 50V, os valores da potência de entrada, da potência de saída e da eficiência do circuito
são, respectivamente:
a) 400W; 300W; 75%.
b) 280W; 190W; 67,8%.
c) 315W; 200W; 63,49%.
d) 127,3W; 100W; 78,5%.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA C)

Um sinal de 40V de pico alimentando uma carga de 4Ω fornece uma corrente de pico na carga de:

VL (p) 40V
I L (p)    10A
RL 4Ω

Então, o valor cc da corrente fornecida pela fonte de alimentação será:


2 2
I cc  I L (p)  .10  6,3A
 
Logo, o valor da potência de entrada liberada pela fonte de tensão vale:
Pi (cc)  Vcc.Icc  50.6,3  315W

A potência de saída liberada para a carga é:


2 2
VL (p) 40 V
Po(ca)    200W
2R L 2 4Ω 

Portanto, a eficiência será de:


Po(ca) 200
%η  .100%  .100%  63,49%
Pi(cc) 315

Fonte: BOYLESTAD, Robert L.; NASHELSKY, Louis. Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos. 8. ed. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004. 672p. (Cap. 15, pág. 507).

48) Nos dispositivos do tipo transistor de junção bipolar (TBJ) e transistor de efeito de campo (FET), a corrente do
circuito de saída é controlada por um parâmetro do circuito de entrada. É correto afirmar que esses parâmetros
são, respectivamente:
a) corrente Ib e tensão Vgs.
b) corrente Ic e tensão Vds.
c) tensão Vgs e corrente Ib.
d) tensão Vds e corrente Ic.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA A)

A principal diferença entre os tipos de transistores é o fato de o TBJ ser controlado por corrente (Ib) enquanto o FET
é controlado por tensão (Vgs).

Fonte: BOYLESTAD, Robert L.; NASHELSKY, Louis. Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos. 8. ed. São Paulo:
Pearson Prentice Hall, 2004. 672p. (Cap. 5, pág. 174).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -5-


49) Analise o circuito abaixo.

Considerando o diodo como ideal, assinale a alternativa que mostra o sinal de saída Vout.

a) c)

b) d)

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA C)

O circuito ceifador tem como característica a capacidade de ceifar uma porção do sinal de entrada sem distorcer o
restante da forma de onda alternada. Considerando o diodo como ideal, seu comportamento é de uma chave fechada
quando está polarizado diretamente, desta forma VD=0V. Em contrapartida, o mesmo se comporta como uma chave
aberta quando está polarizado reversamente.
Inicialmente, a bateria de +4V está polarizando diretamente o diodo, desta forma, a sua tensão é projetada para a
saída Vout = +4V.
No semiciclo positivo do sinal de entrada, enquanto o seu valor for menor que a tensão da bateria, o diodo estará
polarizado diretamente, e a saída será igual à tensão da bateria Vout = +4V. Quando Vin ≥ +4v, o diodo para de
conduzir, isolando a bateria, e a tensão de saída (Vout) será igual à de entrada (Vin).
Durante todo o semiciclo negativo da entrada, o diodo estará polarizado diretamente e a tensão da bateria será
projetada para a saída Vout = +4V.

Fonte: BOYLESTAD, Robert L.; NASHELSKY, Louis. Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos. 8. ed. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004. 672p. (Cap. 2, pág. 58 e 60).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -6-


50) Calcule o valor da tensão de saída ao se aplicar 3V na entrada do circuito abaixo. Os valores dos resistores do
circuito estão em OHM (Ω).

a) – 1,5 V.
b) – 6 V.
c) 1,5 V.
d) 6 V.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA B)

O circuito amplificador operacional está funcionando como um amplificador inversor.


A tensão de saída é calculada por:
Rf
Vo   Vi
Ri
Vi = 3V
Rf = 1 MΩ
Ri = 500KΩ
Logo
6 1
1 x 10 1 x 10
Vo   3
x3   x 3   2 x 3   6V
500 x 10 5

Fonte: BOYLESTAD, Robert L.; NASHELSKY, Louis. Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos. 8. ed. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004. 672p. (Cap. 13, pág. 459).

51) Considere o transistor de silício do circuito abaixo no estado de saturação, com VCE = 0V.

É correto afirmar que a junção


a) base-coletor está polarizada diretamente.
b) base-coletor está polarizada reversamente.
c) base-emissor está polarizada reversamente.
d) base-emissor está polarizada diretamente com VBE = +Vcc.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA A)

O circuito operando na região de saturação possui as seguintes características: junção base-emissor polarizada
diretamente com Vbe = 0,7V e junção base-coletor polarizada diretamente.

Fonte: BOYLESTAD, Robert L.; NASHELSKY, Louis. Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos. 8. ed. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004. 672p. (Cap. 4, pág. 121).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -7-


52) Analise o circuito abaixo.

Um técnico em eletrônica deseja que o LED permaneça aceso. Considerando-se que as características do
amplificador operacional são ideais, o valor da tensão presente na entrada do amplificador operacional (Vin) deve
ser
a) igual a +8V.
b) igual a +12V.
c) maior que +7V.
d) menor que +6V.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA D)

O circuito amplificador operacional está funcionando como comparador.


A tensão de referência é obtida pelo divisor de tensão formado pelos resistores R2 e R3 iguais a 220Ω. Logo, a
tensão de referência vale a metade do valor da tensão aplicada (+6V).
Quando a tensão (Vin) presente na entrada inversora do amplificador operacional possuir um valor abaixo da entrada
não inversora, ou seja, Vin < +6V, a saída do amplificador operacional terá o valor de saturação positivo (+12V),
acendendo o LED.
Então, Vin deve ser menor que +6V.

Fonte: BOYLESTAD, Robert L.; NASHELSKY, Louis. Dispositivos eletrônicos e teoria de circuitos. 8. ed. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004. 672p. (Cap. 14, pág. 485).

53) Quanto aos sistemas de comunicações por satélite, é correto afirmar que
a) a unidade rádio do satélite é conhecida como transponder, o qual é responsável por receber o sinal captado
pela antena, realizar a conversão da frequência, amplificar o sinal em potência e devolvê-lo à antena.
b) as frequências de operação em sistemas de comunicações por satélite são de 6 KHz, tanto para a transmissão
quanto para a recepção.
c) satélites do sistema de posicionamento global (GPS) são exemplos de satélites de comunicações
geoestacionários ou geossíncronos.
d) um satélite posicionado em órbita geossíncrona (GEO) leva de 5 a 12 horas para percorrer toda a órbita.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA A)

A alternativa “A” está correta, pois o transponder é a unidade rádio do satélite, que recebe o sinal captado pela
antena, converte em frequência, amplifica em potência e devolve à antena.
A alternativa “B” é incorreta, pois as frequências de operação são de 6 GHz para transmissão terrena ao satélite e de
4 GHz do satélite para a Terra. Outras faixas de frequências disponíveis são: 7/8, 10/12, 12/14, 14/18, 20/27 GHz.
A alternativa “C” é incorreta, pois satélites GPS estão posicionados em órbitas médias (MEO).
A alternativa “D” é incorreta, pois um satélite posicionado em órbita geossíncrona (GEO) encontra-se no plano do
equador terrestre. Em órbita geossíncrona, o satélite permanece parado no espaço, sobre um ponto fixo na Terra,
acompanhando-a em seu movimento de rotação. Satélites em órbita média (MEO) levam de 5 a 12 horas para
percorrer a órbita.

Fonte: MEDEIROS, Júlio César de Oliveira. Princípios de Telecomunicações: teoria e prática. 2. ed. São Paulo:
Érica, 2007. 316p. (Cap. 1, pág. 30 e 31).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -8-


54) Para a escolha e aplicação adequada de uma antena em um sistema de comunicação, é necessário definir suas
características e seus parâmetros. Assinale a alternativa que descreve corretamente um parâmetro da antena.
a) A abertura efetiva da antena não está relacionada com o seu ganho.
b) O ganho é expresso pelo produto da largura de feixe pela diretividade.
c) A real resistência da antena é responsável pela radiação da onda eletromagnética.
d) Diretividade é a propriedade de irradiar mais fortemente em algumas direções que em outras.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA D)

A alternativa “A” está incorreta, pois a abertura efetiva da antena está intimamente relacionada com o seu ganho.
A alternativa “B” está incorreta, pois o ganho é o produto da diretividade pela eficiência do feixe da antena.
A alternativa “C” está incorreta, pois a resistência real da antena é a responsável pela energia dissipada na forma de
calor.
A alternativa “D” está correta, pois diretividade é a propriedade de irradiar mais fortemente em algumas direções que
em outras.

Fonte: MEDEIROS, Júlio Cesar de Oliveira. Princípios de Telecomunicações: teoria e prática. 2. ed. São Paulo:
Érica, 2007. 316p. (Cap. 8, pág. 197 a 202).

55) O processo de conversão do sinal digital em sinal analógico - conversão D/A do sinal PCM - consiste nas
seguintes etapas:
a) regeneração, decodificação e filtragem.
b) amostragem, quantização e codificação.
c) amostragem, filtragem, quantização e codificação.
d) regeneração, quantização, decodificação e filtragem.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA A)

O processo de conversão do sinal digital em sinal analógico – conversão D/A do sinal PCM – consiste nas seguintes
etapas: regeneração, decodificação e filtragem.

Fonte: MEDEIROS, Júlio Cesar de Oliveira. Princípios de Telecomunicações: teoria e prática. 2. ed. São Paulo:
Érica, 2007. 316 p. (Cap. 2, pág. 74).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A -9-


56) “Os gases não são responsáveis somente pela curvatura das ondas, também impõem perdas por absorção, que
podem ser leves ou acentuadas, em função da frequência da onda”. Observe o gráfico abaixo das atenuações na
troposfera terrestre.

(Fonte: Reference Data for Engenieers, 9ª Edição.)

Qual o valor do comprimento de onda, em metros (m), da frequência que sofre a maior atenuação provocada por
O2, na troposfera terrestre, na faixa de 3 a 350GHz?
a) 0,01.
b) 0,005.
c) 0,003.
d) 0,04.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA B)

Observa-se no gráfico que a maior atenuação em dB para O2 ocorre na frequência de 60GHz. Para se encontrar o
comprimento de onda, usa-se a relação:
Vc
λ
f

Onde:
VC é a velocidade da luz;
f é a frequência em Hz; e,
λ é o cumprimento de onda, em metros;

Logo:
8
3 .10
λ 9
 0,005m
60 .10

Fonte: MEDEIROS, Júlio Cesar de Oliveira. Princípios de Telecomunicações: teoria e prática. 2. ed. São Paulo:
Érica, 2007. 316 p. (Cap. 4, pág. 107 e Cap. 9, pág. 224 e 225).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A - 10 -


57) Circuitos aritméticos fazem parte de uma classe de circuitos combinacionais utilizados nas unidades lógicas
aritméticas dos microprocessadores. Considerando essa informação, analise o circuito abaixo.

É correto afirmar que o circuito analisado representa um


a) meio somador.
b) meio subtrator.
c) somador completo.
d) subtrator completo.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA B)

A partir do circuito analisado, monta-se a seguinte tabela verdade:


A B X Y
0 0 0 0
0 1 1 1
1 0 1 0
1 1 0 0
Essa tabela é o resultado da subtração do número binário A por B. X é o resultado e Y é o valor do transporte, que
ocorre quando B é maior que A, ou seja, a tabela representa um subtrator.
O circuito é um meio subtrator, pois manipula apenas dois dígitos binários, não há entrada para o bit de transporte.
As alternativas “A” e “C” estão incorretas, porque a tabela verdade resultante corresponde a uma subtração entre A
e B.
A alternativa “D”, está incorreta, porque o circuito não possui a entrada de transporte da coluna anterior.

Fonte: IDOETA, Ivan Valeije; CAPUANO, Francisco Gabriel. Elementos de eletrônica digital. 40. ed. São Paulo:
Érica, 2008. 524 p. (Cap. 5, pág. 217).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A - 11 -


58) Analise a figura abaixo.

O sistema efetua a soma de dois números de 4 dígitos binários e apresenta nas saídas os valores S4 = 1, S3 = 1,
S2 = 0, S1 = 1 e S0 = 0. Os valores de transporte de saída são Ts1 = Ts2 = 0 e Ts3 = 1.
Considerando-se que A3 e B3 são os bits mais significativos e A0 e B0 são os menos significativos, qual alternativa
representa os dois números da entrada em decimal, de acordo com os valores apresentados na saída?
a) 13 e 13.
b) 10 e 16.
c) 12 e 14.
d) 11 e 15.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA C)

Para o somador 4 ter as saídas S4 = 1 e S3 = 1, os valores de A3 e B3, necessariamente, serão iguais a 1, já que
Te4 = Ts3 = 1. Tem-se: A3 = 1, B3 = 1.
Para o somador 3 ter as saídas S2 = 0 e Ts3 = 1, os valores de A2 e B2, necessariamente, serão iguais a 1, já que
Ts2 = Te3 = 0. Tem-se: A2 = 1, B2 = 1.
Para o somador 2 ter as saídas S1 = 1 e Ts2 = 0, os valores de A1 e B1 podem admitir (A1 = 0 e B1 = 1) ou (A1 = 1
e B1 = 0), já que Ts1 = Te2 = 0. Pode-se ter duas condições: A1 = 0 e B1 = 1 ou A1 = 1 e B1 = 0.
Para o somador 1 ter as saídas S0 = 0 e Ts1 = 0, os valores de A0 e B0, necessariamente, serão iguais a 0. Tem-se:
A0 = 0 e B0 = 0.
Desta forma, os números “A” e “B” serão:
A3 = 1, A2 = 1, A1 = 0 ou A1 = 1, A0 = 0
B3 = 1, B2 = 1, B1 = 1 ou B1 = 0, B0 = 0
Como se verifica, há duas condições:
Se o valor de “A” for 1100, o valor de “B” será 1110. Em decimal, A = 12 e B = 14.
Se o valor de “A” for 1110, o valor de “B” será 1100. Em decimal, A = 14 e B = 12.
Logo, a soma será o número 26 em decimal e 11010 em binário (S4 = 1, S3 = 1, S2 = 0, S1 = 1 e S0 = 0).
Então, os valores de A e B podem ser: A = 12 e B = 14 ou A = 14 e B = 12.
De qualquer forma, as parcelas desta soma serão os números 12 e 14 em decimal.

Fonte: IDOETA, Ivan Valeije; CAPUANO, Francisco Gabriel. Elementos de eletrônica digital. 40. ed. São Paulo:
Érica, 2008. 524p. (Cap. 5, pág. 214 e 215).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A - 12 -


59) Analise as formas de onda das entradas J, K e CK de um flip-flop JK.

t1 t2 t3 t4 t5 t6 t7 t8 t9 t10 t11 t12

Considere a saída Q em nível 1 no estágio anterior a t1. É correto afirmar que a forma de onda da saída Q desse
flip-flop será.

a)

b)

c)

d)

t1 t2 t3 t4 t5 t6 t7 t8 t9 t10 t11 t12

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA C)

Conforme a simbologia do flip-flop apresentado, o Clock (CK) é ativo na descida, ou seja, do bit 1 para o bit 0. Logo,
as análises serão nos tempos t2, t4, t6, t8, t10 e t12.
Conhecendo-se a tabela da verdade do flip-flop JK, tems-e:
J K Q
0 0 Qa
0 1 0
1 0 1
1 1 Ǭa
No intervalo de tempo t2, a entrada J vale 1 e K vale 0, então, de acordo com a tabela da verdade, a saída Q será
igual a 1;
No intervalo de tempo t4, a entrada J vale 0 e K vale 0, então, de acordo com a tabela da verdade, a saída Q será
igual a Qa (estado anterior), Q = 1;
No intervalo de tempo t6, a entrada J vale 0 e K vale 1, então, de acordo com a tabela da verdade, a saída Q será
igual a 0;
No intervalo de tempo t8, a entrada J vale 0 e K vale 1, então, de acordo com a tabela da verdade, a saída Q será
igual a 0;
No intervalo de tempo t10, a entrada J vale 1 e K vale 0, então, de acordo com a tabela da verdade, a saída Q será
igual a 1;
No intervalo de tempo t12, a entrada J vale 1 e K vale 0, então, de acordo com a tabela da verdade, a saída Q será
igual a 1.

Fonte: IDOETA, Ivan Valeije; CAPUANO, Francisco Gabriel. Elementos de eletrônica digital. 40. ed. São Paulo:
Érica, 2008. 524p. (Cap. 6, pág. 244).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A - 13 -


60) Observe o circuito Digital-Analógico com chave seletora digital abaixo.

Considere que as portas lógicas do conversor D/A pertencem à família TTL (nível alto de saída = +5Vdc) e que o
valor das entradas ABC valem 101, respectivamente. Calcule o valor de Vs.
a) – 9,37 V.
b) – 11,53 V.
c) – 13,12 V.
d) – 14,77 V.

JUSTIFICATIVA DA ALTERNATIVA CORRETA: (LETRA A)

Utilizando a expressão geral do conversor D/A com amplificador operacional e os dados fornecidos no circuito,
obtém-se:

V.Ro  B C
Vs   A   
R  2 4

Onde:
V = +5Vdc
Ro = 150Ω
R = 100Ω
A=1
B=0
C=1
Substituindo os valores na fórmula, tem-se:
V.Ro  B C 5.150  0 1 5 
Vs   A    =  1    =  7,5   = –9,37V
R  2 4 100  2 4 4

Fonte: IDOETA, Ivan Valeije; CAPUANO, Francisco Gabriel. Elementos de eletrônica digital. 40. ed. São Paulo:
Érica, 2008. 524p. (Cap. 7, pág. 314 e 326).

Gabarito Comentado – CFOE 2015 – COM – Versão A - 14 -