Você está na página 1de 33

PC-

PC-SCAN 2010
SISTEMA DE DIAGNÓSTICO VEICULAR

Manual de Operação

Reparação

AIR BAG TRW (Ted/Becker)


Seção: P
Versão: 1.00B/03

Todos os direitos reservados a NAPRO Eletrônica Ind. Ltda. - Proibida a reprodução.


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• ÍNDICE

• Introdução ...............................................................................................................3

• Auto Diagnóstico ...................................................................................................24

• Conectando o PC-SCAN 2010 ..............................................................................24

• Consultas Possíveis ..............................................................................................25

• Descrição das funções ..........................................................................................26

Função 01 - Consultar Memória de Avarias ..........................................................26

Função 02: Apagar Memória de Avarias ...............................................................27

• Apêndice A - Tabela de Códigos de Falha............................................................28

• Apêndice B - Tabela de Terminais da Unidade de Comando ...............................32

• Apêndice C - Esquema Elétrico.............................................................................33

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 2


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Introdução

1. Sistema Air Bag do Palio

Dispositivo opcional de segurança que equipa os veículos Fiat Palio. É composto


pôr uma bolsa inflável acionada pôr controle eletrônico em caso de impacto através de
uma carga explosiva.

O Sistema possui uma Central de Comando que analisa os sinais dos sensores
de impacto ( Crash ) e , através de uma decisão lógica comanda o acionamento
(detonação) das cápsulas explosivas que irão inflar o Air Bag ( Bolsa de Ar ).

Os veículos Fiat Palio possuem dois Air Bag . Um para o motorista e outro para o
passageiro do banco da frente. Situados na coluna de direção e no painel do lado do
passageiro respectivamente.

2. Relação dos Componentes do Sistema Air Bag

• Unidade de Comando Air Bag com sensores de impacto integrados

• Lâmpada Piloto – Indicadora de anomalias no Sistema

• Modulo Air Bag – Lado do Motorista

• Modulo Air Bag – Lado do Passageiro

• Conector de Diagnóstico

• Contato em Espiral do Módulo Air Bag – Lado do Motorista

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 3


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

3. Descrição dos Componentes do Sistema Air Bag

1 - Unidade de Comando Air Bag

Fixada no assoalho do veículo e posicionada no console central. É alimentada


pela chave de ignição na posição ligada ( linha 15 ) e possui um conector com 30 pinos
para ligação ao sistema elétrico.

A figura abaixo mostra o conector de 30 pinos da U.C.do Air Bag.

Pelo fato de conter em seus circuitos os sensores de impacto, sua posição de


fixação é marcada pôr uma seta colada em adesivo sobre a Unidade de Comando.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 4


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Importante : Sobre a posição de fixação da U.C.Air Bag

“ A U.C.do Air Bag deve ser fixada com a seta amarela, apontando para o sentido
do deslocamento do veículo”

Motivo : Os Sensores de impacto ( Aceleração ) agregados ao circuito da U.C.do


Air Bag funcionam obrigatoriamente nessa posição.

Falta de Alimentação da U.C.Air Bag em caso de Impacto

Numa situação de impacto onde a alimentação do Sistema é cortada, um


condensador integrado ao circuito permite o funcionamento do sistema pôr um período
de tempo de aproximadamente 100ms ( 100 ms = 0,1 s ) . A arquitetura de construção
do Sistema prevê que durante esse tempo a U.C. do Air Bag consiga detonar as
cápsulas explosivas de acionamento do Air Bag.

Sensores do Sistema Air Bag

Os sensores que compõe o Sistema Air Bag funcionam através da medida das
desacelerações provocadas pôr frenagens bruscas ou devido a impactos frontais do
veículo.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 5


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Entende-se pôr desaceleração ( aceleração negativa ) a “uma diminuição brusca


da velocidade do veículo “ pôr um motivo qualquer. Nessas condições, os sensores de
aceleração (também chamados de sensores de impacto, “Crash” ou de desaceleração)
fornecem dados para que a U.C.do Air Bag, através de decisão lógica, possa ativar as
cápsulas explosivas.

Descrição dos Sensores :

• Sensor de aceleração Piezelétrico

Fixado na lateral da U.C.do Air Bag

• Sensor de Aceleração Mecânico

Tem Limite de Intervenção maior do que o primeiro sensor ( Piezelétrico )

Exerce função de segurança pois confirma a veracidade do sinal do primeiro ensor.

Controla os estágios de ignição dos módulos 1 e 2 do Air Bag

Procedimentos Lógicos da U.C.do Air Bag em função dos sinais dos Sensores para
ativação dos módulos 1 e 2 do Air Bag

Os sensores da U.C.do Air Bag possuem diversas calibragens. Em condição de


choque é feita a análise da medida da desaceleração que o sensor envia para a
Unidade de Comando, obedecendo ao seguinte procedimento.

“ Se o veículo atingir uma desaceleração correspondente à de um choque frontal


contra uma barreira fixa numa velocidade de aproximadamente 24/28 Km/h” , será
processada a seguinte lógica para acionamento do Air Bag.

1. A U.C.do Air Bag, através de controle próprio microprocessado, monitora


continuamente os sinais provenientes do sensor de desaceleração piezelétrico.

2. Se o sinal da desaceleração for aproximadamente –2g ( calculado com uma


integração da curva real de desaceleração obtida durante o impacto ), inicia-se o
procedimento de cálculo ( algoritmo de impacto - CRASH ).

• Se o sinal descer abaixo do limite previsto na curva de cálculo, o


microprocessador sai do algoritmo de Impacto e retorna ao funcionamento
normal.

• Se o sinal ultrapassar o limite de aproximadamente –2,6g ( condição de


impacto ), o microprocessador ativa e desconsidera o algoritmo de impacto e
procura a confirmação do sinal do primeiro sensor ( Piezelétrico ) através do
sinal do segundo sensor ( mecânico ).

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 6


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

(a) Se o sensor Mecânico não confirmar o sinal do sensor Piezelétrico ( o que


acontece apenas para valores de desaceleração maiores que –2,6g ) o sistema
não é ativado.

(b) Se o sensor Mecânico confirma o sinal do primeiro sensor, então a U.C.do Air
Bag aciona em seguida a detonação das cargas de inflagem dos módulos 1 e 2
do Air Bag ( motorista e passageiro ).

O que significa o valor g ?

A medida da desaceleração é dada em função do valor g, que significa a


aceleração gravitacional. Esse valor g tem um valor constante próximo ao nível do mar
2
de aproximadamente 9,8 m/s ( 9,8 metros pôr segundo ao quadrado ). Portanto, temos
então que :
2
-2g = -19,6 m/s ( -19,6 metros pôr segundo ao quadrado )
2
-2,6g = -25,48 m/s ( -25,48 metros pôr segundo ao quadrado )

As Memórias da U.C.do Air Bag

• Memória de Impacto ( CRASH MEMORY )

Quando a U.C.reconhece as condições de impacto informadas e confirmadas pêlos


sensores e a ordem de ativação do sistema é dada, esta ordem é armazenada na
Memória de Impacto.

• Memória de Defeitos ( FAULT MEMORY )

A U.C.do Air Bag a todo tempo verifica os defeitos porventura existentes no Sistema
, tais como circuitos e componentes. Qualquer irregularidade verificada é memorizada
na Memória de Defeitos e como conseqüência a Lâmpada Piloto indicadora de
anomalias , localizada no Painel de Instrumentos irá se acender.

Obs. : A U.C.não deve ser desconectada do chicote com a chave de ignição na


posição ligada. Também não deve ser desligada a bateria do veículo pois a U.C.do Air
Bag irá registrar essa condição com defeito do Sistema.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 7


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

2. Lâmpada de Avaria – Indicadora de Anomalias no Sistema

É posicionada no painel de instrumentos do veículo como mostra a figura acima.


Possui alimentação via comutador de ignição ( linha 15 ) com aterramento via U.C.do
Air Bag ( pino 13 ).

Funcionamento da Lâmpada Piloto

• Durante a Partida

A lâmpada se acende pôr 4 segundos ( fase inicial de testes ). Caso não acenda ou
não apague durante os primeiros 4 segundos , o Sistema está com defeito.

• Em funcionamento normal

Durante todo o tempo de funcionamento a U.C.do Air Bag efetua o Auto-


Diagnóstico no Sistema. Caso encontre algum defeito a Lâmpada irá acender
indicando o defeito. Nesse caso deve-se tomar as providências para reparação e
apagamento da memória de defeitos após reparação.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 8


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

3. Modulo Air Bag – Lado do Motorista

Está fixado ao volante e preso pôr 3 parafusos na parte traseira do mesmo,


conforme figura acima. Veja abaixo os componentes do Módulo 1 do Air Bag ( lado do
motorista ).

(1) Chapa de aço coberta pôr uma caixa plástica na parte central do volante.
(2) Saco inflável dobrado
(3) Dispositivo de Enchimento do Saco.
(4) Dispositivo de ativação da carga explosiva
(5) Carga explosiva de nitreto de sódio ( formação do gás azoto )
(6) Chapa de montagem do gerador de gás
(7) Chapa giratória para a buzina

Observações:

(1) Na parte traseira do saco existem vários furos que permitem o esvaziamento rápido
do saco após seu enchimento.

(2) Ao ser ativado, a tampa do módulo se abre nas linhas de ruptura predeterminadas
pelo projeto. Isso faz com que o Air Bag saia completamente de dentro de sua
sede.

(3) A buzina fica na parte central. Quatro molas nas extremidades permitem os
contatos elétricos na chapa giratória na parte inferior da proteção do Air Bag.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 9


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

4. Modulo Air Bag – Lado do Passageiro

O funcionamento desse módulo é igual ao do primeiro ( lado do motorista ), no


entanto, suas dimensões e formato físico são diferentes. Esse módulo fica instalado no
painel porta-instrumentos através de um suporte metálico e dispositivo de enchimento é
composto pôr um cilindro de aço com detonador e carga explosiva igual ao do módulo.

ATENÇÃO, IMPORTANTE :

(1) Ao se retirar o conector de um dos módulos, o mesmo entra em curto circuito


através de um dispositivo de molas dentro do próprio conector, ligando os dois
terminais assim que a conecção é desligada.

ESSE PROCEDIMENTO IMPEDE QUE OS MÓDULOS SEJAM ATIVADOS


ACIDENTALMENTE.

(2) A U.C.do Air Bag impede sua ativação pôr defeitos casuais.

CASO O CABO DE ENVIO DE PULSO PARA DISPARO DA CARGA ENTRAR EM


CONTATO COM A TENSÃO DA BATERIA,” NADA PODERÁ SER FEITO “ .
NESSE CASO O AIR BAG SERÁ IMEDIATAMENTE ATIVADO.

(3) A explosão do Air Bag pode ser perigosa, ocorrendo de forma acidental.

(4) O módulo Air Bag é projetado para um tempo de vida útil de 10 anos, após o que
deve ser substituído, observando-se as normas da reposição.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 10


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

5. Conector de Diagnóstico

O procedimento para diagnostico do Sistema Air Bag exige que sejam tomados
alguns cuidados no sentido de se evitar o acionamento acidental do Air Bag.

Antes de ligar o conector de diagnóstico , realize a comunicação com o sistema de


injeção para a confirmação do funcionamento correto do equipamento.

6. Contato em Espiral do Módulo Air Bag – Lado do Motorista


CLOCK SPRING

Mais comumente chamado de Clock Spring, é um componente instalado no


conjunto dos comandos da direção de forma que os movimentos do volante não
provoque ruptura nos cabos do chicote do conjunto, como mostra a figura abaixo.

Características do Sistema

(1) dispositivo possui dois pratos : o Inferior é fixado no conjunto dos comando da
direção e o superior é fixado ao volante através de duas extensões.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 11


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

(2) chicote de ligação do módulo e dos botões da buzina estão enrolados em espiral
para poder seguir os movimentos do volante.

Remoção do Volante

(1) Ao se remover o volante, um dispositivo no Clock Spring bloqueia sua rotação. O


que se faz necessário para evitar que o prato superior, que não está fixado ao
volante gire livremente provocando o enrolamento ou desenrolamento do chicote a
até mesmo sua ruptura.

Montagem do Volante

(1) Ao se montar novamente o volante , deve-se certificar de que o Clock Spring seja
montado na mesma posição anterior em relação ao conjunto de comandos.

(2) Se porventura o prato superior do Clock Spring rodar em relação ao prato inferior,
não reconhecendo mais a posição original, será necessária sua substituição.

(3) Em caso de substituição, se o Clock Spring for fornecido separado do conjunto de


comando da direção , sua instalação deve ser feita com as rodas dianteiras
alinhadas para frente , pois essa é sua posição correta.

(4) novo Clock Spring tem uma lingüeta de segurança ( A ) que o mantém travado. No
momento da instalação do volante essa lingüeta deve ser retirada para permitir que
o volante gire livremente.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 12


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

4. Normas de Segurança para Reparação e Manutenção do Sistema

O Air Bag é um dispositivo perigoso, portanto sujeito a normas de segurança e


controle para que se possa prevenir acidentes, manipulação indevida ou o uso
inadequado.

ATENÇÃO , ESSE PROCEDIMENTO SÓ É PERMITIDO A PESSOAS AUTORIZADAS

Adote os procedimentos listados abaixo para proceder à reparação ou manutenção


do Sistema Air Bag de forma segura.

Na execução de Reparação da Carroceria, soldagens ou serviços de demandem a


remoção dos módulos Air Bag ou a U.C.Air Bag , verifique os seguintes procedimentos
de segurança:

(1) Desligar sempre a Bateria do veículo.

(2) Desligar o Conector da Un de Comando, aguardando sempre 10 minutos após ter


desligado a bateria.

(3) Em caso de remoção do conjunto de enchimento do Air Bag, siga os procedimentos


abaixo.

• Aguarde 10 minutos após Ter desligado a bateria para desmontar os módulos

• Desligue o conector de ativação do dispositivo de enchimento

• Guardar os módulos com a cobertura para cima dentro de um armário de metal,


fechado a chave destinado exclusivamente para esse fim. ( * )

( * ) O Armário destinado a esse fim não pode em hipótese alguma servir para
armazenamento de outros objetos. Deve possuir os requisitos previstos para
armazenagem de cargas pirotécnicas :

ARMÁRIO DE METAL RESISTENTE A PANCADAS, COM GRADES DE FORMA A


PERMITIR VENTILAÇÃO INTERNA NATURAL E TER OS AVISOS PREVISTOS
PELAS LEIS VIGENTES.

“ PERIGO EXPLOSIVOS – PROIBIDO O USO DE FOGO – ABERTURA PROIBIDA A


PESSOAS NÃO AUTORIZADAS “

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 13


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

A figura abaixo mostra um modelo do Armário usado para guardar os módulos.

Remoção dos conectores dos Módulos

Os conectores dos módulos do Air Bag possuem, pôr medida de segurança um


clipe

( A ). Ao se retirar o conector do módulo o Clipe automaticamente curto circuita os


contatos de forma a protegê-los contra uma possível carga acidental ( que provocaria a
detonação da cápsula do Air Bag ).

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 14


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

A característica desse clipe é que mesmo que se queira não é possível retirá-lo
sem danificar o conector do Módulo.

Substituição dos Módulos pôr defeito ou vencimento dos prazos de garantia

(1) Remova a etiqueta adesiva do módulo novo e escreva o numero de série do mesmo
em um dossiê com os dados do veículo ( Chassi, modelo matrícula , etc. ) .
Acrescente o número de série do módulo velho. Guarde o dossiê para controles
futuros .

(2) A colocação de etiqueta , antes da colagem da mesma sobre a já existente no porta


luvas, deve ser perfurada sobre o mês correspondente ao da montagem e sobre o
décimo ano em relação ao ano em que foi substituído. ( 10 anos de validade )

(3) Religue o conector ao módulo.

(4) Monte os módulos nas respectivas sedes .

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 15


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

ATENÇÃO :

(1) A substituição do Módulos Air Bag pôr quaisquer que sejam os motivos deve ser
feita apenas pôr Técnicos Especializados.

(2) A Montagem e desmontagem dos módulos Air Bag devem ser efetuadas com a
bateria desligada e a chave desligada e fora do comutador de ignição.

(3) Não se pode em hipótese alguma desmontar as peças dos Módulos.

(4) Os módulos foram projetados para o veículo em que estão originalmente montados,
dessa forma não é permitido em hipótese alguma que sejam montados ou
adaptados em outro modelo de veículo.

(5) Caso após um acidente alguma peça do conjunto vier a estragar, deve se
substituída. Não é permitido a reparação de peças estragadas, Central de comando,
contato em espiral e módulos.

(6) Em acidentes sem ativação do Sistema alguns componentes devem ser


verificados.

• Coluna da direção
• Suportes da Coluna
• Fixação da U.C.e Módulos
• Contato em Espiral
• Painel Porta Instrumento ( Módulo lado do passageiro ) – Caso haja deformação, o
componente deve ser substituído.

(7) Em acidentes com ativação do Sistema , havendo impacto frontal, alguns


componentes devem ser substituídos.

• Módulo Air Bag


• Unidade de Comando do Air Bag

Os demais componentes devem ser verificados quanto a danos, sinais de queimando,


contatos e terminais isolados, etc.

(8) Em caso de Pinturas em estufas todas as U.C.devem ser retiradas quando a


temperatura ultrapassar os 85°C. Não é permitido chegar fogo próximo aos
módulos.

(9) Precauções no caso de manuseio dos Módulos

• Usar luvas de proteção e Óculos de segurança.

• Ao manusear Unidade de Air Bag ativadas, lavar as mãos e partes expostas do


corpo com água e sabão.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 16


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Em caso de contato com os olhos , lavar pôr 15 minutos .

• Em caso de inalação , ir para o Ar livre e havendo ingestão , fazer a pessoa vomitar.

Normas de segurança no Manuseio dos Módulos Air Bag

(1) Após a explosão, os componentes metálicos ficam muito quentes , não podendo
serem tocados nos próximos 20 minutos.

(2) Nas operações de remoção e substituição do Air Bag , movimentar apenas um


módulo de cada vez, usando luvas e óculos de proteção.

(3) Apoiar o Módulo Air Bag sempre com a portinhola de abertura voltada para cima e
não colocar nada sobre ele.

(4) Não transportar o módulo segurando pêlos cabos ou pelo conector da parte de
baixo dos módulos.

(5) Jamais alimente com tensão os Módulos .

(6) Não faça reparações nos módulos . Sempre devolva ao fornecedor os módulos
avariados.

5. O Sistema Pré-Tensionador

Sistema de segurança que colocado no cinto de segurança do veículo, não permite


o deslizamento do corpo do ocupante para frente no momento de um impacto frontal.
Um sensor mecânico comanda o acionamento de uma carga que ativa o dispositivo ao
detonar.

No momento da explosão, a detonação da carga faz com que o cinto de segurança


puxe o corpo de ocupante de encontro ao encosto do banco, contrariando a tendência
provocada pela inércia do corpo ao ser projetado para frente. È evidente que o impacto
será grande, pois além da inércia do corpo ( tendência de se projetar para frente no
momento da freada ou colisão frontal ), você sentirá o cinto de segurança , sob efeito
de uma carga explosiva , puxá-lo para trás violentamente , contrariando seu sentido de
deslocamento.

Essa ação é necessária porque muitas vezes , mesmo usando o cinto de


segurança, o ocupante do veículo se projeta contra o painel sofrendo lesões graves.
Isso ocorre porque muitas das vezes o cinto de segurança não consegue o travamento
antes do impacto, ou mesmo porque sofre um deslizamento até travar.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 17


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

A detonação da carga explosiva pelo sensor, tem um tempo de atuação inferior ao


da projeção do corpo do ocupante do veículo para frente, evitando assim que o mesmo
possa sofrer graves lesões durante um impacto frontal e permitindo que junto com a
abertura do Air Bag , o conjunto Pré-Tensionador mais Air Bag formem um par eficiente
na segurança dos ocupantes do veículo durante o impacto .

Os cintos de segurança dianteiros são equipados com o Sistema Pré-Tensionador .


A figura abaixo mostra uma vista parcial do Sistema.

Componentes do Sistema Pré–Tensionador

1. Coluna Central
2. Enrolador com Pré-Tensionador
3. Chapa interna de fixação do Pré-Tensionador
4. Chapa externa de fixação do Pré-Tensionador
5. Porca de fixação das chapas externas e internas]
6. Selo de garantia
7. Prisioneiro para montagem do selo de garantia
8. Parafuso fixador do Pré-Tensionador à coluna central
9. Janela de verificação do dispositivo de segurança ativado
10. Pino de retenção do Pré-Tensionador.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 18


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Funcionamento do Sistema Pré-Tensionador

Para que ocorra o disparo do Pré-Tensionador é necessário que durante o


impacto, a desaceleração seja suficiente para deslocar a massa da alavanca que irá de
encontro ao dispositivo de detonação da carga.

Na figura, podemos observar o pré – tensionador antes de ser acionado.

1. Observe que a alavanca ( de cor cinza escuro ) está presa pôr um dente ( de cor
azul ) e tensionada pôr uma mola.

2. detonador ( de cor preta ) está numa posição tal que a alavanca ao se soltar irá
acionar a detonação da carga que impulsionará o pistão ( em azul e preto ) para
cima.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 19


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

A alavanca é também tensionada pôr uma mola. Quando a força da


desaceleração que age sobre a alavanca é tal que faz com que ela se solte do dente
ao qual é presa , a mola presa na alavanca também ajuda no seu deslocamento de
encontro ao detonador da carga que irá acionar o pistão, que pôr sua vez puxa um
cabo de aço fixado à extremidade da bobina de enrolamento do cinto de segurança (
que deverá enrolar entre 70 e 120 mm ).

Na figura, podemos observar o Pré–Tensionador acionado.

1. A alavanca se desprendeu do dente de fixação após o impacto. O pino da alavanca


aciona o detonador ( cor preta ).

2. detonador ao ser acionador dispara a carga que irá produzir o gás ( cor amarela )
que irá impulsionar o pistão.

3. Pistão puxa o cabo que pôr sua vez irá tensionar o cinto de segurança.

Após o disparo do Pré-Tensionador o cinto ficará travado indicando que o


dispositivo foi ativado. Caso haja o acionamento do Pré-Tensionador , o cinto de
segurança deverá ser substituído.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 20


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Cuidados na remoção do Cinto de segurança com Pré-Tensionador em caso de


reparos no veículo.

Quando houver a necessidade de se remover o cinto com Pré-Tensionador, essa


operação deve ser feita como descrito abaixo de forma a se evitar o disparo acidental
do Pré-Tensionador.

A figura abaixo mostra o dispositivo em vista explodida e , em seguida


descrevemos os passos para sua remoção e posterior remontagem.

A haste de engatilhamento é composta pôr :

(1) Chapa externa


(2) Chapa interna
(3) Porcas de fixação
(4) Pino de fixação da chapa interna
(5) Janela de verificação do dispositivo de segurança
(6) Selo de garantia

Ao remover a haste de engatilhamento, verificar através da janela (5) se o


dispositivo de segurança está inserido, observando se a mola voltou para a posição de
repouso contra a tampa do Pré-Tensionador. Não sendo observado esse
procedimento, tomar o máximo cuidado pois o dispositivo poderá ser ativado.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 21


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Na remontagem, repor o selo de garantia (6) observando se a montagem foi feita


corretamente.
Um segundo dispositivo de segurança

O pré- tensionador possui um segundo dispositivo de segurança que apenas


permite sua ativação caso o cinto de segurança esteja travado ( sendo usado ).

Quando o cinto de segurança não está sendo usado, o raio do seu enrolamento é
maior. Nessa situação ele prende uma haste que fixa uma alavanca que impede o
disparo do Pré-Tensionador , como mostra a figura abaixo.

Quando o cinto de segurança está sendo usado, o raio do seu enrolamento é


menor. Nessa situação a haste que fixa a alavanca que impede o disparo do Pré-
Tensionador libera a alavanca permitindo assim o disparo do Pré-Tensionador.

Em repouso Ativado

Reparos no Pré-Tensionador

• Em nenhuma circunstância tente fazer reparos no Pré-Tensionador. Esse serviço


somente poderá ser feito pôr técnicos competentes e autorizados.

• Evite pancadas fortes no conjunto.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 22


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Jamais aproxime o conjunto a temperaturas elevadas.

• Caso o dispositivo tenha sido ativado, deixar passar 10 minutos da ativação para
efetuar qualquer intervenção ao sistema.

• Caso o dispositivo não tenha sido acionando em caso de acidente , ele é


considerado ativo, portanto devem ser tomados os mesmos cuidados .Nesse caso é
necessária sua substituição.

• Qualquer reparo na Carroceria do veículo próximo aos pre-tensionadores ( num raio


de aproximadamente 70cm ), exige que o conjunto seja retirado sob o risco de
acionamento acidental.

• A remoção dos pré-tensionadores exige os mesmos cuidados que os descritos para


a armazenagem dos módulos Air Bag.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 23


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Auto Diagnóstico

A Unidade de Comando do Air Bag TRW possui funções de diagnose, podendo


ser acessada pele seu PC-SCAN 2010.

A estratégia de funcionamento da Unidade permite que determinados erros sejam


detectados e gravados em uma memória de avarias acessível ao PC-SCAN 2010 ,
bem como o apagamento desses erros que se apresentam sob forma de códigos com
a descrição correspondente.

A Conexão para diagnóstico do sistema de injeção e demais sistemas do veículo


é feita através do cabo Fiat.

O Diagnóstico do Sistema permite o acesso às memórias de avarias. Permite


também o apagamento das memórias após reparação do Sistema.

• Conectando o PC-SCAN 2010

1 - Conecte o cabo de comunicação serial no módulo PC-SCAN 2010 , e em seu


computador.

2 - Conecte o cabo de diagnóstico FIAT na entrada do módulo PC-SCAN 2010.

3 – Conecte o cabo de alimentação na entrada do módulo PC-SCAN 2010.

4 - Ligar o cabo de diagnóstico ao conector de diagnóstico do lado do veículo.

5 – Ligar o cabo de alimentação na bateria do veículo.

6 - Prestar atenção na indicação de alimentação no módulo PC-SCAN 2010 ( Led


Bateria ).

Nota :Se faltar essa indicação no painel dianteiro do seu PC-SCAN 2010 :

Verifique se a tensão da bateria é maior que 10 volts ( recarregar a bateria do


veiculo se necessário).

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 24


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Consultas Possíveis

Ao selecionar através da função F1 - Scanner (Veja o Manual de Operação e


Instalação) o veículo a ser testado, o programa será automaticamente carregado,
possibilitando o acesso das seguintes funções:

Código Função
01 Consultar a memória de Avarias
02 Apagar a Memória de Avarias

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 25


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Descrição das funções

Função 01 - Consultar Memória de Avarias

Essa função consulta as avarias que são armazenadas na memória de defeitos


do sistema.

Procedimento:

1 - Desligue a Ignição.

2 - Conecte o conector FIAT ao conector de diagnostico do veículo.

3 - Ligue apenas a ignição.

4 - Selecione a função Consultar a Memória de Avarias.

5 - Em seguida o PC-SCAN passa a se comunicar com a Unidade de Comando


do Air Bag, solicitando a memória de avarias.

6 - Caso queira imprimir as avarias, selecione com o mouse o botão Imprimir.

7 - Para maiores informações sobre a avaria detectada, clique com o botão


esquerdo do mouse sobre a avaria indicada no vídeo.

8 - Para finalizar clique com o botão esquerdo do mouse sobre o botão Anular.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 26


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Função 02: Apagar Memória de Avarias

1 - Após solucionar as avarias detectadas no sistema, consulte a memória de


avarias.

2 - Observando que todos os problemas apresentados foram solucionados,


apague os defeitos da memória de avarias através do seguinte procedimento.

3 - Selecione a função Apagar a Memória de Avarias.

4 - Em seguida o PC-SCAN passa a se comunicar com a Unidade de Comando


do Air Bag, solicitando o cancelamento das avarias registradas.

5 - Para finalizar clique com o botão esquerdo do mouse sobre o botão Anular.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 27


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Apêndice A - Tabela de Códigos de Falha

Código 001: Unidade de Comando Air Bag Defeituosa

Condição para identificação da avaria :

A Unidade de Comando do Air Bag identificou uma avaria interna.

Substituir a Unidade de Comando do Air Bag.

Código 010 : Falha no Circuito de Ignição – Curto Circuito ao Positivo

Código 020 : Falha no Circuito de Ignição – Curto Circuito com a Massa

ATENÇÃO :

Em hipótese alguma tente medir a resistência do módulo do air bag ou alimentá-


lo. Essa ação poderá detonará a carga explosiva.

Condições para identificação da avaria :

A Unidade de Comando identificou um curto-circuito ao positivo ou com a massa


no circuito de disparo do módulo do Air Bag lado Motorista ou Passageiro.

Verificações :

Desligue a ignição do veículo.

Desconecte os conector do circuito disparador do Air Bag lado condutor e


passageiro .

Verificar a presença de curto-circuito entre os pinos 1 e 2 da Unidade de Comando


do Air Bag e os pinos do conector do Air Bag lado Motorista.

Verificar a presença de curto-circuito entre os pinos 3 e 4 da Unidade de Comando


do Air Bag e os pinos do conector do Air Bag lado Motorista.

Caso não seja detectado nenhuma avaria nas ligações possível defeito no Módulo
do Air Bag lado condutor (motorista) ou Unidade de Comando do Air Bag defeituosa.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 28


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Código 030 : Carga Explosiva Lado do Condutor fora da Tolerância

ATENÇÃO :

Em hipótese alguma tente medir a resistência do módulo do air bag ou alimentá-


lo. Essa ação poderá detonará a carga explosiva.

Condições para identificação da avaria :

A Unidade de Comando identificou uma resistência menor que 0,1 Ohms (Curto-
circuito) no circuito de disparo do módulo do Air Bag lado Motorista.

A Unidade de Comando identificou uma resistência maior que 5,6 Ohms (Circuito
Aberto) no circuito de disparo do módulo do Air Bag lado Motorista.

Verificações :

Desligue a ignição do veículo.

Desconecte o conector do circuito disparador do Air Bag lado condutor (motorista)


(Conector de 2 pinos localizado no volante).

Verificar o estado do conector em relação a corrosão ou oxidação dos contatos

Verificar a continuidade e a presença de curto-circuito entre os pinos 1 e 2 da


Unidade de Comando do Air Bag e os pinos do conector do Air Bag lado Motorista.

Caso não seja detectado nenhuma avaria nas ligações possível defeito no Módulo
do Air Bag lado condutor (motorista) ou Unidade de Comando do Air Bag defeituosa.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 29


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Código 040 : Carga Explosiva Lado do Passageiro fora da Tolerância

ATENÇÃO :

Em hipótese alguma tente medir a resistência do módulo do air bag ou alimentá-


lo. Essa ação poderá detonará a carga explosiva.

Condições para identificação da avaria :

A Unidade de Comando identificou uma resistência menor que 0,1 Ohms (Curto-
circuito) no circuito de disparo do módulo do Air Bag lado Motorista.

A Unidade de Comando identificou uma resistência maior que 5,6 Ohms (Circuito
Aberto) no circuito de disparo do módulo do Air Bag lado Motorista.

Verificações :

Desligue a ignição do veículo.

Desconecte o conector do circuito disparador do Air Bag lado passageiro.

Verificar o estado do conector em relação a corrosão ou oxidação dos contatos

Verificar a continuidade e a presença de curto-circuito entre os pinos 3 e 4 da


Unidade de Comando do Air Bag e os pinos do conector do Air Bag lado Motorista.

Caso não seja detectado nenhuma avaria nas ligações possível defeito no Módulo
do Air Bag lado condutor (motorista) ou Unidade de Comando do Air Bag defeituosa.

Código 050 : Tensão da Bateria menor do que 9.5 Volts

Condição para identificação da avaria :

A Unidade de Comando do Air Bag identificou uma tensão de alimentação menor


que 9,5 Volts durante um tempo superior a 10 segundos.

Verificações :

Verificar as condições da Bateria e do alternador.

Medir a tensão de alimentação no conector da Unidade de Comando do Air Bag.


Pino 15 – Positivo Bateria Pino 14 – Massa

Caso não seja detectado nenhuma avaria possível defeito na Unidade de


Comando do Air Bag.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 30


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

Código 060 : Lâmpada de Avarias

Condições para identificação da avaria :

A Unidade de Comando do Air Bag identificou um curto-circuito ou circuito aberto


no circuito de acionamento da lâmpada de avarias do Air Bag.

Verificações :

Verifique a alimentação no pino C da Lâmpada proveniente da chave de ignição.

Verifique a continuidade entre o conector da Lâmpada e a chave de Ignição.

Verifique continuidade entre a Lâmpada e a U.C.do Air Bag.

Verifique o estado da Lâmpada e substitua se necessário.

Código 070 : Impacto (Crash) Registrado.

Condição para identificação da avaria :

Uma colisão ocorreu ocasionando o acionamento do Air Bag.

Substituir a Unidade de Comando do Air Bag.

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 31


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Apêndice B - Tabela de Terminais da Unidade de Comando

A U.C.do sistema Air Bag possui 30 pinos, dos quais apenas 9 executam as funções
de controle.

A figura abaixo mostra o conector da U.C.do sistema do Air Bag

Pinagem da U.C.do sistema Air Bag

Terminal Descrição

1e2 Ativação do módulo – Lado do Motorista

3e4 Ativação do módulo – Lado do Passageiro

8e9 Sinal do Conector de Diagnóstico

13 Ativação da Lâmpada Piloto

14 Massa

15 Alimentação via Linha 15 ( chave de Ignição )

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 32


PC--SCAN 2010
PC
Manual de Operações - Air Bag TRW (Ted/Becker)

• Apêndice C - Esquema Elétrico

NAPRO ELETRÔNICA INDUSTRIAL LTDA 33