Você está na página 1de 6

SISTEMA ERA

O Sistema ERA é um sistema de Attachment composto por duas peças: macho (presa à
prótese) e fêmea (intraoral). Os machos são de Nylon e as fêmeas podem ser metálicas ou
calcináveis. Possuem 2 tamanhos: Regular e o Micro (20% menor). É através do encaixe do
macho com a fêmea que se obtém a retenção para uma PPR ou uma Overdenture.

Há 4 tipos de Sistema ERA:


- Sobre Implante: onde o Sistema ERA é rosqueado diretamente sobre o implante. Este
obrigatóriamente tem que ser de HE e de plataforma regular (4.1mm).
- Sobre Raiz: a fêmea calcinável depois de fundida juntamente com o núcleo, será cimentada
no conduto radicular.
- Distal de Coroa: usado na retenção de uma PPR, eliminando a utilização de grampos e
favorecendo a estética.
- Sobre/Distal Barra: usamos as fêmeas calcináveis tanto RV (distal da Barra) quanto OV
(sobre a Barra).

Vantagens do Sistema ERA

- Correção de angulação (5°, 11° e 17°), o que proporciona um encaixe paralelo da prótese.

- 6 diferentes níveis de retenção com diferentes cores; o preto é apenas para processamento.

- Promoção de uma resiliência neste sistema protegendo assim os implantes que reterão a
prótese.
Tipos de Fêmeas
- Fêmea metálica OV Regular e Micro (0°, 5°, 11° e 17°): usada no Sistema ERA sobre
Implante.

- Fêmea Calcinável OV Regular e Micro: usada no Sistema ERA sobre Raiz e Sobre Barra.

- Fêmea Calcinável RV Regular e Micro: usada no Sistema ERA Distal de Coroa e Distal Barra.

- Fêmea Calcinável Off Set de 2,5 e 4,5mm Regular: usada no Sistema ERA Distal de Coroa.

Tipos de Machos
- Macho OV Regular e Micro

- Macho RV Regular e Micro: possui uma abertura lateral maior para se encaixar na fêmea RV
que foi unida e fundida com o coping da peça.
- Macho preto com ou sem Jaqueta de Metal

Características dos Machos

- O macho preto pode estar preso diretamente na resina da prótese ou dentro de uma Jaqueta
de Metal. A Jaqueta de Metal tem como função evitar que o acrílico da prótese seja danificado
durante a troca do macho de processamento ou machos de retenção.
- Retenção externa: promove a fixação do macho no acrílico da prótese ou no interior da
Jaqueta de Metal. Esta retenção possui uma angulação de 20° de entrada o que permite seu
encaixe sem maior esforço, enquanto que sua angulação de saída é de 90°, fazendo com que
o macho fique retido sem a necessidade de adesivos ou cimentos.
- Retenção interna: promove o encaixe entre o macho e a fêmea.
- Após a realização da troca dos machos o sistema promove uma resiliência de 0,4mm na
peça em relação ao encaixe.
É recomendado usar inicialmente os machos de cor Branca ou Laranja, pois possuem uma
excelente retenção.

Sistema ERA sobre Implante

Para escolher a angulação do Sistema ERA sobre Implante utilizaremos o Kit de Anguladores
com 0°, 5°, 11° e 17°. O Sistema ERA angulado é composto por duas peças de metal que
serão cimentadas entre si com cimento resinoso. Recomendamos que a escolha seja feita
sobre o modelo para uma melhor visualização. Na colocação da 1ª peça do ERA angulado, é
importante a utilização da chave ERA Torque (20N) para depois cimentar a 2ª peça.
Para facilitar o manuseio e melhorar visualização da fêmea a ser cimentada, é recomendado o
uso do Alinhador, peça de plástico que se encaixa na fêmea (dourada).
Após encontrar o correto posicionamento da fêmea angulada, recomenda-se fazer uma
marcação com uma caneta de marcação nas 2 peças (prateada e dourada) para obtermos
uma guia de inserção para cimentação.
Após a cimentação será feito a captura dos machos.

Anguladores Alinhador
ERA Torque

Sistema ERA sobre Raiz

- Fêmea Calcinável: tem como vantagem proteger o Coto Radicular; seu alinhamento é mais
preciso promovendo uma melhor higienização. Para seu uso moldamos a área intraradicular;
com o modelo de gesso o protético fará o enceramento da parte intraradicular (núcleo estojado)
e em seguida fará o posicionamento da fêmea com o Mandril de Paralelismo; passo este
importante para o sucesso da prótese. Em seguida faz-se a fundição da peça. Após a
cimentação realiza-se a Captura dos Machos.

Sistema ERA Distal de Coroa

Para este sistema é utilizado uma fêmea calcinável que será unida e fundida junto com o
coping da coroa a ser feita podendo confeccionar uma PPR sem grampos. Para que não haja
divergências entre os encaixes das fêmeas prejudicando o eixo de inserção da PPR, usa-se o
Mandril de Paralelismo para o correto posicionamento das fêmeas. Quanto mais paralelo
estiverem as fêmeas, maior durabilidade dos machos e maior será o sucesso do caso. A fêmea
será fixada no enceramento do coping através de sua área retentiva, a posição correta da
fêmea distal é 1mm acima da mucosa adjacente. Para este sistema temos ainda Fêmeas Off
Set de 2.5 e 4.5mm, que possuem um braço para compensar a reabsorção causada, por
exemplo, pelo uso prolongado de uma PPR com grampo; evitando a movimentação do dente
retentor da PPR.
Após a fundição há a união do coping com a fêmea transformando-se em uma única peça.

É fundamental não fazer o polimento da peça, recomendamos apenas um jato de óxido


de alumínio com granulação de 200 ou 300 para uma limpeza.

Após a cimentação da coroa será feito a Captura dos Machos.

Sistema ERA Sobre/Distal Barra

Neste sistema serão usadas as fêmeas calcináveis RV e OV, tanto micro quanto regular. Elas
serão enceradas juntamente com a Barra, a fêmea RV na distal da Barra e a OV no meio da
mesma. Será utilizado o Mandril de Paralelismo para o correto posicionamento das fêmeas; as
fêmeas distais irão ficar abaixo do nível da Barra economizando espaço e evitando fragilizar a
Overdenture que será encaixada sobre a Barra. A fêmea OV será colocada em cima da Barra,
e para que possamos economizar espaço, recomenda-se o uso da fêmea Micro. Após a
instalação da Barra será feito a Captura dos Machos.

Captura dos Machos

Há duas maneiras:
- Forma Indireta ou Laboratorial: os machos pretos serão encaixados nas fêmeas do Sistema
ERA já instaladas na boca do paciente e o dentista fará uma moldagem de transferência. Os
machos sairão no molde, o dentista ou o protético encaixarão os análogos do ERA nos machos
e obterão o modelo em gesso. Nesse momento o protético finalizará a peça.

- Forma Direta (na boca do paciente): os machos pretos com ou sem a Jaqueta de Metal serão
encaixados nas fêmeas já instaladas na boca do paciente, os nichos confeccionados na
prótese serão preenchidos com resina acrílica. A prótese é levada em posição e o paciente
oclui, após a polimerização da resina removemos a prótese e a captura está feita.
Recomendamos o uso de gengiva artificial ou um pedaço de lençol de borracha para evitar que
o acrílico prenda-se em alguma área retentiva.

Troca dos Machos

Depois da captura do macho preto (processamento), o mesmo deverá ser trocado por um
macho de retenção (outra cor), pois o preto apresenta uma retenção mínima e por isso é usado
somente para fazermos o procedimento de captura. Só quando fizermos esta troca é que
teremos a resiliência esperada.

Esta troca é um procedimento rápido e sera necessário 2 instrumentos:


- Broca de Retirada: é colocada na ponta reta e encaixada no centro do macho, após sua
remoção, com um instrumental (Lecron ou Explorador) remove-se a lateral que permanecerá
encaixada na resina da prótese ou na Jaqueta de Metal.
- Chave de Colocação: é encaixado o novo macho na ponta desta chave que sera
pressionada contra o nicho ou Jaqueta de Metal.
A troca está concluida.

Broca de Retirada Chave de Colocação

Você também pode gostar