Você está na página 1de 34

Informação Empresarial Simplificada

(IES) / Declaração Anual de Informação


Contabilistica e Fiscal

Documento de instruções, para importação do IES/DA na aplicação


PHC.
Este documento serve como base técnica para a colocação dos anexos
da IES / Declaração Anual referentes ao exercício de 2011, com
entrega no ano 2012, nos clientes. As instruções que aqui se
encontram servem de ajuda para a importação desta obrigação no
software PHC, versão 2013 para suporte papel e suporte informático.

O preenchimento dos anexos que compõem esta obrigação não


dispensa a leitura das respectivas instruções disponibilizadas pela AT.

Para consultar os impressos e respectivas instruções deve aceder ao


site das finanças.

http://info.portaldasfinancas.gov.pt/pt/apoio_contribuinte/modelos_fo
rmularios/decl_anual_inf_contabilistica_fiscal/
Índice

QUAIS OS ANEXOS DA INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA QUE


SOFRERAM ALTERAÇÕES? ................................................................................................ 5

1 – IMPORTAR MAPAS DE GESTÃO ................................................................................ 7

2 – IMPORTAR AS NOTAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ............................. 11

3 - LAYOUTS DO SUPORTE INFORMÁTICO ................................................................. 12

4 - EXPLICAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DAS FÓRMULAS DOS MAPAS DE


GESTÃO.............................................................................................................................. 17

ANEXO A (EXERCÍCIO 2011) - IRC – INFORMAÇÃO EMPRESARIAL SIMPLIFICADA /


ELEMENTOS ............................................................................................................................ 18
IES 2011: Anexo A - Demonst. Resultados e Balanço ...................................... 18
Demonstração de resultados: .................................................................................. 18
Balanço: .......................................................................................................................... 18
IES 2011: Anexo A - Demonst. Alterações Cp.Próprio ..................................... 19
IES 2011: Anexo A - Quadro 0501-A a 0506-A .................................................. 19
IES 2011: Anexo A - Quadro 0507-A a 0510-A .................................................. 20
IES 2011: Anexo A - Quadro 0511-A a 0521-A .................................................. 21
IES 2011: Anexo A - Quadro 0522-A a 0531-A .................................................. 23
IES 2011: Anexo A - Quadro 0532-A ..................................................................... 24
IES 2011: Anexo A – Quadro 061-A a Quadro 11 .............................................. 24
IES 2011: Anexo G - Regimes Especiais .............................................................. 24
IES 2011: Anexo I - IES - Informação Empresarial Simplificada ..................... 25
IES 2011: Anexo L - IVA - Elementos contabilísticos e fiscais ........................ 27
IES 2011: Anexo M (1) - IVA - Operações realizadas em espaço diferente
da sede. .......................................................................................................................... 27
IES 2011: Anexo M – Madeira - IVA - Operações realizadas em espaço
diferente da sede. ....................................................................................................... 27
IES 2011: Anexo N - IVA Regimes Especiais ........................................................ 28
IES 2011: Anexo O – Mapas Recapitulativos de Clientes ................................ 28
IES 2011: Anexo P – Mapas Recapitulativos de Fornecedores ....................... 28
IES 2011: Anexo Q (Exercício 2011) - IS - Elementos contabilísticos e
fiscais .............................................................................................................................. 29
IES 2011: Anexo R (Exercício 2011) - IES - Informação Empresarial
Simplificada ................................................................................................................... 29
DICAS: ................................................................................................................................ 31

1 - CONSULTAR CONTAS NAS RESPECTIVAS CÉLULAS: ........................................................... 31


2 – O CLIENTE POSSUI UM PLANO DE CONTAS DIFERENTE DO DISPONIBILIZADO PELA PHC,
COMO UTILIZAR A TABELA DE MAPEAMENTO? ........................................................................ 32
3 – EXISTEM QUADROS NO IES QUE POSSUEM VÁRIAS LINHAS, A MINHA EMPRESA POSSUI
INFORMAÇÃO PARA MAIS LINHAS. COMO CRIAR NOVAS FÓRMULAS NO SUPORTE PAPEL? ..... 33
4 – COMO ASSOCIAR NO SUPORTE INFORMÁTICO, CÉLULAS DO SUPORTE EM PAPEL? ............ 33
Quais os Anexos da Informação Empresarial Simplificada que sofreram
alterações?

Anexos da IES / declaração anual disponíveis no Software PHC:


Localização na Alterações no
Mapa Descrição
aplicação Ano 2011

Anexo A IES – Informação E. Simplificada Mapas de Gestão Não houve


alterações
IRC - Elementos contabilísticos
e fiscais

(sujeitos passivos residentes


que exercem a título principal,
actividade de natureza
comercial, industrial ou
agrícola e entidades não
residentes com
estabelecimento estável)

Anexo F IRC - Benefícios fiscais Mapas de Gestão Anexo


Anulado

Anexo G IRC - Regimes especiais Mapas de Gestão Não houve


alterações
(Sociedades e outras entidades
sujeitas ao regime de
transparência fiscal;
Sociedades tributadas pelo
regime de lucro consolidado)

Anexo I IES – Informação E. Simplificada Mapas de Gestão Não houve


alterações
IRS - Elementos contabilísticos
e fiscais

(sujeitos passivos de IRS com


contabilidade organizada)
Anexo L IVA - Elementos contabilísticos Módulo de Não houve
e Fiscais Contabilidade, na alterações
opção Apuramento
de Iva e Mapa de
Gestão

Anexo M IVA - Operações realizadas em Mapas de Gestão Não houve


espaço diferente da sede alterações

Anexo N IVA - Regimes especiais Mapas de Gestão Não houve


alterações

Anexo O Mapa Recapitulativo de Análises do módulo Não houve


Clientes de Contabilidade alterações

Anexo P Mapa Recapitulativo de Análises do módulo Não houve


Fornecedores de Contabilidade alterações

Anexo Q Imposto de selo Mapas de Gestão Houve


alterações

Anexo R IES – Informação E. Simplificada Mapas de Gestão Não houve


alterações
(Entidades que exercem, a
título principal, actividade
comercial, industrial ou
agrícola, entidades não
residentes com
estabelecimento estável e eirl)

Para o correcto preenchimento do suporte papel da IES / Declaração


Anual, deve seguir as instruções dos respectivos anexos que pretende
entregar.

Para a visualização dos anexos o mês da contabilidade deve ser o mês


14.
1 – Importar Mapas de Gestão

No ecrã de desenho dos mapas de gestão deve importar os mapas


utilizando o ficheiro ZIP disponibilizado.

Para importar deve aceder ao menu “Tabelas”, Contabilidade, Desenhar


Mapas de Gestão e utilizar o botão de “Importar Mapas de Gestão”

Ao clicar no respectivo botão de importar é pedido ao utilizador o local


do ficheiro zip, após seleccionar o ficheiro deve clicar em importar.

Será aberto um ecrã com os mapas que se encontram no ficheiro zip,


indicando se os mesmos já existem na base de dados ou não, o
utilizador deve seleccionar os que pretende importar e clicar em
gravar, para que os mapas de gestão sejam correctamente criados na
base de dados.
Este zip encontra-se em:

ftp://ftp.phc.pt/Pub/MapasdeGestao/IES_DEC_ANUAL_2012_V2013,
dentro desta pasta encontram-se os respectivos zips de acordo com a
respectiva norma contabilística:

. Mapas_Gestão_IES_NCRF:

. Mapas_Gestão_IES_NCRF-PE:

. Mapas_Gestão_IES_NC-ME:

Esta sub-divisão foi efectuada pelo facto de que cada norma possui
distintas Notas às demonstrações financeiras.

Conforme se pode observar na imagem em baixo, a última linha é


referente às Notas das Demonstrações Financeiras da NCRF.

Ao importar os mapas que se encontram no ficheiro zip a aplicação irá


criar o suporte em papel e o respectivo suporte informático.
Ao selecionar as Notas pré-definidas e o Anexo às Demonstrações
Financeiras, as respectivas tabelas serão actualizadas.

No final da importação é apresentada a seguinte mensagem ao


utilizador.

Nota: Se o cliente possuir a Vantagem Garantida PHC poderá efectuar a


actualização automática e a qualquer momento dos seus mapas de
gestão via WebService Fiscal PHC através do botão “Importação
Automática de Mapas de Gestão”.
Neste caso, será apresentada uma listagem com todos os mapas
disponíveis para importação:
2 – Importar as Notas às demonstrações Financeiras

Com a versão 2013 passa a ser possível o preenchimento das Notas


correspondentes no Anexo A da IES. Para que tal seja possível é
necessário proceder à importação dos seguintes ficheiros:

 Notas pré definidas


 Anexo às demonstrações financeiras

As notas às demonstrações encontram-se divididas em três ficheiros,


um para cada norma contabilistica:

 NCRF (Geral)
 NCRF-PE (Pequenas Entidades)
 MC-ME (Microentidades

O procedimento de importação das Notas Pré Defnidas e do Anexo às


Demonstrações Financeiras é igual ao da importação dos mapas de
gestão da IES, sendo apenas necessário ter em atenção:

 Se existir um registo na tabela de “Notas às Demonstrações


Financeiras” com a mesma designação e para o mesmo ano,
antes de efectuar a importação deverá apagar o mesmo. Caso
contrário ao aceder ao zip, não visualizará esse registo.
 Após importar as notas deve aceder ao ecrã Notas às
Demonstrações Financeiras e activar o campo “Estas são as
notas visíveis no IES e nas Demonstrações Financeiras” para que
as mesmas possam ser incluídas nos campos respectivos da IES.
3 - Layouts do suporte informático

Os layouts do suporte informático estão directamente ligados com os


respectivos anexos em suporte papel.

Ao importar o Zip do Suporte papel, os respectivos layouts são


automaticamente criados.

A criação do ficheiro do IES em suporte informático é efectuada através


da opção “Mapas de Gestão em suporte informático” que faz parte do
menu análises do Módulo de Contabilidade.

O suporte informático é composto pelos seguintes registos:

Este último anexo (IES/Declaração Anual - IES-DA (2011)) é sem dúvida


o layout mais importante da declaração, é o ficheiro que deve ser
produzido, pois é ele que se encontra associado a todos os outros
mapas.

A PHC disponibiliza o layout do suporte informático associado a todos


os anexos desenvolvidos conforme pode observar na imagem:

Para produzir o suporte informático com todos os anexos deve sair do

ecrã de configuração do layout e clicar em . Será


apresentado um ecrã de forma a preencher os dados dos campos.
Se desejar seleccionar quais os anexos a produzir para o suporte
informático deve ir ao menu Análises, Análises de Utilizador, Mapas de
Gestão em Suporte Informático, IES/DA (Exercício 2011), seleccionar o
mapa IES/Declaração Anual - IES-DA (Exercício de 2011) e ao clicar no
botão “Executar” pode escolher os anexos que pretende incluir na
produção do ficheiro (deverá ter activo o parâmetro que utiliza o Painel
global de Análises).

Depois de escolher quais os anexos a produzir, a aplicação abre o


visualizador do mapa de gestão.
Neste ecrã a informação aparece espelhada em formato árvore onde do
lado esquerdo aparece no nível principal o mapa de gestão (grupo) e
nos restantes níveis inferiores (subgrupo) os diversos quadros que o
compõem. No lado direito do visualizador aparecem todos os campos
associados ao subgrupo seleccionado.

Em alguns desses campos pode surgir um botão "?", ao clicar neste


botão poderá consultar informação mais específica sobre o
preenchimento do respectivo campo. Na IES de 2011 os campos de
ajuda foram melhorados de forma a apoiar o utilizador no
preenchimento dos diversos campos.

Os campos que aparecem a negrito poderão já ter valores preenchidos,


isto quer dizer que as fórmulas desses campos não são fórmulas do
tipo pede valor mas sim fórmulas que vão buscar os saldos das contas,
campos da ficha completa da empresa, etc.

A opção "ver apenas os campos de introdução" permite visualizar


apenas os campos que estão configurados como pede valor.

O botão "Reiniciar Valores" permite limpar todos os campos das


fórmulas "pede valor" e recalcular as fórmulas dos restantes campos.

O botão "Calcular Fórmulas", permite calcular os valores de todas as


células associadas a fórmulas que não são do tipo pede valores.

Se pretender alterar valores nos campos do tipo pede valor, depois de


alterar deve carregar no botão "Calcular Fórmulas" e só no fim produzir
o mapa /ficheiro. Isto deve ser feito desta forma pois se existirem
fórmulas dependentes de campos do tipo pede valor e, caso esses
campos do tipo pede valor forem alterados, se não carregar no botão
"Calcular Fórmulas" não vai influenciar os campos calculados.
4 - Explicação do desenvolvimento das fórmulas dos mapas de gestão

A Declaração Anual/IES é uma obrigação demasiado extensa, a PHC


desenvolveu este mapa de forma a ser o mais abrangente possível
tentando abarcar o máximo de realidades empresariais, mas como
cada empresa tem a sua realidade contabilística, ou seja, tem o seu
plano de contas, será necessário adaptar este mapa à sua realidade.

Este documento foi elaborado com o intuito de ajudar a esta


adaptação.

A PHC desenvolveu o IES/Declaração Anual tendo por base o seguinte


funcionamento do módulo de contabilidade:

 Até ao mês 12 são efectuados todos os movimentos


contabilísticos nas respectivas contas;
 No mês 13 são efectuadas as respectivas regularizações;
 No mês 14 é efectuado o apuramento de resultados. Se o cliente
em questão efectuar o apuramento de resultados no mês 15,
deve ter em atenção todas as fórmulas que se encontram
direccionadas para o mês 14 e altera-las para o mês 15.

Deve preencher os campos da ficha completa da empresa, incluindo os


contribuintes do TOC, representante legal e percentagem de volume de
negócios, na página “Dados para mapas”.

Nos quadros de desdobramento de fórmulas o TOC deve confirmar as


contas com base no Plano de Contas da empresa.

Existem alguns mapas que possuem a seguinte informação:

Quadro 02-A - 02A - A contabilidade encontra-se organizada


conforme? (1 - NIC´s 2- NCRF´s 3 - NCRF-PE 4 - NC-ME)

O preenchimento deste campo é fundamental, pois existem fórmulas


que dependem desta informação.
Anexo A (Exercício 2011) - IRC – Informação empresarial simplificada /
Elementos

IES 2011: Anexo A - Demonst. Resultados e Balanço


Este mapa para além de possuir a demonstração de resultados e o
balanço, possui também o respectivo mapa dos “Fluxos de Caixa”.

A contabilidade encontra-se organizada conforme NIC´s(1), NCRF´s(2),


NCRF-PE(3), NC-ME(4)? Indique o nº.

Demonstração de resultados:
Tendo em conta a forma como foi desenvolvido o mapa todas as
fórmulas da demonstração de resultados vão buscar os saldos das
respectivas contas no mês 13, visto que no mês 14 as contas da classe
6 e 7 já se encontram saldadas.

A coluna referente ao ano N-1 só irá apresentar valores se o ano da


declaração for igual ou inferior a 2010.

Balanço:
Neste mapa as fórmulas estão a ir buscar os saldos das contas no mês
da contabilidade.

Estes mapas foram elaborados de acordo com o Plano de Contas SNC


standard disponibilizado pela PHC, caso a empresa tenha um plano de
contas diferente, deve ser o TOC responsável pela contabilidade a
indicar quais os saldos das contas que devem aparecer nos respectivos
campos, para efectuar a respectiva associação ao plano de contas do
utilizador, deverá utilizar a respectiva tabela de mapeamento.

A coluna referente ao ano N-1 só irá apresentar valores se o ano da


declaração for igual ou inferior a 2010.
IES 2011: Anexo A - Demonst. Alterações Cp.Próprio
Este quadro possui fórmulas do tipo Pede Valor e fórmulas dos saldos
iniciais das respectivas contas.

IES 2011: Anexo A - Quadro 0501-A a 0506-A


Estes quadros possuem fórmulas do tipo Pede Valor e fórmulas dos
saldos iniciais das respectivas contas.

No quadro Q05062-A se existirem diversas entidades que participam


no capital da empresa declarante deve preencher os respectivos
campos nas colunas respectivas.

As células 122 a 131 apesar de aparecerem com informação no


suporte papel, no suporte informático as mesmas não são tidas em
conta pois não fazem parte da estrutura do layout fornecido pela DGCI.

No quadro Q05063-A se existirem diversas entidades em que a


empresa declarante participa deve preencher os respectivos campos
nas colunas respectivas.

As células 146 a 159 apesar de aparecerem com informação no


suporte papel, no suporte informático as mesmas não são tidas em
conta pois não fazem parte da estrutura do layout fornecido pela DGCI.

No quadro Q05064-A se existirem diversas entidades objecto de


consolidação deve preencher os respectivos campos nas colunas
respectivas.

As células 174 a 187 apesar de aparecerem com informação no


suporte papel, no suporte informático as mesmas não são tidas em
conta pois não fazem parte da estrutura do layout fornecido pela DGCI.

No entanto, se desejar incluir essas células no suporte informático terá


de associar as fórmulas do mapa de gestão ao layout do mapa de
gestão em suporte informático.
O mesmo procedimento também se aplica aos restantes quadros
Q05065-A, Q05066-A e Q05067-A.

IES 2011: Anexo A - Quadro 0507-A a 0510-A


Nestes quadros a maior parte das fórmulas são do tipo Pede Valor.

Conforme instruções do referido mapa, o quadro (05071-A), o campo


A5566, coluna 8, referente aos activos intangíveis com vida útil
indefinida, quando somado à quantia do campo A5589, coluna 8,
referente à quantia líquida escriturada final dos activos com vida útil
finita, deve ser igual à soma das rubricas “goodwill” e “activos
intangíveis” do Balanço (Q04-A - campos A5103 e A5104, coluna 1), no
caso de terem sido utilizadas as NIC’s ou o SNC.

O somatório dos referidos campos (A5566, coluna 8 e A5589, coluna


8) deve ser igual ao campo A5104, coluna 1, caso a entidade seja uma
microentidade.

No quadro 05081-A o campo A5640, coluna 10, referente à quantia


líquida escriturada final dos activos fixos tangíveis deve ser igual ao
campo A5101, coluna 1, “activos fixos tangíveis” do Q04-A – Balanço.

No quadro 05091-A o campo A5672, coluna 8, referente à quantia


líquida escriturada final dos activos não correntes detidos para venda
deve ser igual ao campo A5123, coluna 1, “activos não correntes
detidos para venda” do Q04-A – Balanço.

O campo A5672, coluna 9, referente à quantia líquida escriturada final


dos passivos não correntes detidos para venda deve ser igual ao
campo A5157, coluna 1, “passivos não correntes detidos para venda”
do Q04-A – Balanço.
Deve ainda indicar os ganhos e perdas decorrentes da alienação destes
activos no período (campos A5673 e A5674).

IES 2011: Anexo A - Quadro 0511-A a 0521-A


Algumas fórmulas destes quadros vão buscar os saldos das respectivas
contas no mês 13, outras ao mês 12, outras ao mês da contabilidade
mas na sua maioria são fórmulas do tipo pede valor.

No quadro 05121-A o campo A5738, coluna 11, referente à quantia


líquida escriturada final das propriedades de investimento deve ser
igual ao campo A5102, coluna 1, “propriedades de investimento” do
Q04-A – Balanço.

No quadro 05151-A se existirem diversas concentrações de actividades


empresariais deve preencher os respectivos campos nas colunas
respectivas.

No quadro 05181-A o campo A5858, coluna 1, quando somado ao


campo A5858, coluna 3, ambos referentes à quantia líquida
escriturada final dos activos biológicos consumíveis, deve ser igual ao
campo A5114, coluna 1, “Activos correntes – Activos biológicos” do
Q04-A – Balanço.

O campo A5858, coluna 2, quando somado ao campo A5858, coluna


4, ambos referentes à quantia líquida escriturada final dos activos
biológicos de produção, deve ser igual ao campo A5105, coluna 1,
“Activos não correntes – Activos biológicos” do quadro Q04-A –
Balanço.

Nos quadros 05182-A e 05183-A o custo dos activos biológicos


vendidos ou consumidos, apurado no campo A5864, deve ser parte
integrante do campo A5006, coluna 1, “Custo das mercadorias
vendidas e das matérias consumidas” do Q03-A – Demonstração dos
resultados por naturezas.

A variação em activos biológicos, apurada no campo A5868, deve ser


parte integrante do campo A5004, coluna 1, “Variação nos inventários
de produção” do Q03-A – Demonstração dos resultados por naturezas.

Nos quadros 05191-A e 05192-A o custo das mercadorias vendidas e


das matérias consumidas apurado no campo A5880, deve ser parte
integrante do campo A5006, coluna 1, “Custo das mercadorias
vendidas e das matérias consumidas” do Q03-A – Demonstração dos
resultados por naturezas, no caso de terem sido utilizadas as NIC´s ou
o SNC. O citado campo deve ser igual ao campo A5006, coluna 1, caso
a entidade seja uma microentidade.

A variação nos inventários de produção, apurada no campo A5891,


deve ser parte integrante do campo A5004, coluna 1, “Variação nos
inventários de produção” do Q03-A – Demonstração dos resultados por
naturezas, no caso de terem sido utilizadas as NIC´s ou o SNC. O
citado campo deve ser igual ao campo A5004, coluna 1, caso a
entidade seja uma microentidade.

No quadro 0520-A se existirem diversos contratos de construção deve


preencher os respectivos campos nas colunas respectivas.

As células relativas ao contrato B apesar de aparecerem com


informação no suporte papel, no suporte informático as mesmas não
são tidas em conta pois não fazem parte da estrutura do layout
fornecido pela DGCI.
IES 2011: Anexo A - Quadro 0522-A a 0531-A
Algumas fórmulas destes quadros vão buscar os saldos das respectivas
contas no mês 13, outras ao mês 14, outras ao mês da contabilidade
mas na sua maioria são fórmulas do tipo pede valor.

No quadro 0522-A o campo A5925, coluna 9, referente à quantia


escriturada final das provisões, deve ser igual ao campo A5142, coluna
1,“Provisões” do Q04-A – Balanço.

No quadro 05242-A deve indicar as moedas e respectivas taxas de


câmbio à data de fecho e histórica.

A identificação do tipo de moeda será efectuada de acordo com a


norma ISO 4217, disponível em http://www.portaldasfinancas.gov.pt,
em Questões Frequentes / Ajuda Serviços Online /Questões Frequentes
(FAQ).

No quadro 0526-A O campo A5953, referente a “Resultado


contabilístico do período antes de impostos”, deve ser igual ao campo
A5023, coluna 1, “Resultado antes de impostos” do Q03-A –
Demonstração dos resultados por naturezas.

O campo A5956, referente a ”imposto sobre o rendimento do período”,


deve ser igual ao campo A5024, coluna 1, “imposto sobre o
rendimento do período” do Q03-A – Demonstração dos resultados por
naturezas.

No quadro 05281-A a soma do campo A5968, coluna 3, com o campo


A5969, coluna 3, deve ser igual ao campo A5010, coluna 1,
“Imparidade de dívidas a receber (perdas/reversões)” do Q03-A –
Demonstração dos resultados por naturezas, no caso de terem sido
utilizadas as NIC’s ou o SNC. A referida soma deve ser parte integrante
do campo A5013, caso a entidade seja uma microentidade.

No quadro 05292-A o campo A6024, referente a “Gastos com o


pessoal”, deve ser igual ao campo A5008, coluna 1, “Gastos com o
pessoal” do Q03-A – Demonstração de resultados por naturezas.

IES 2011: Anexo A - Quadro 0532-A


Neste quadro 0532-A devem ser incluídas outras divulgações conforme
estabelece a nota 31 do modelo geral, a nota 18 do modelo reduzido
dos anexos n.º 6 e n.º 10 da Portaria n.º 986/2009, de 7 de Setembro,
que aprova os modelos de demonstrações financeiras no contexto do
Sistema de Normalização Contabilística (SNC) criado pelo Decreto-Lei
n.º 158/2009, de 13 de Julho e a nota 16 do Anexo para
microentidades.

IES 2011: Anexo A – Quadro 061-A a Quadro 11


Tendo em conta a forma como foi desenvolvido o mapa algumas
fórmulas do quadro 061-A vão buscar os saldos das respectivas contas
no mês 13, outras ao mês da contabilidade e existem também
fórmulas do tipo pede valor.

As fórmulas dos restantes quadros 062, 063, 07, 08, 09, 10 e 11são
na maioria do tipo pede valor.

IES 2011: Anexo G - Regimes Especiais


Todas as fórmulas deste mapa são fórmulas do tipo Pede Valor.
IES 2011: Anexo I - IES - Informação Empresarial Simplificada
Página 2 -Demonstração de Resultados:

Tendo em conta a forma como foi desenvolvido o mapa, todas as


fórmulas da demonstração de resultados vão buscar os saldos das
respectivas contas no mês 13, visto que no mês 14 as contas da classe
6 e 7 já se encontram saldadas.

Custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas:

Tendo em conta a forma como foi desenvolvido o mapa, algumas das


fórmulas da demonstração de resultados vão buscar os saldos das
respectivas contas no mês 12, outras ao mês 13.

Exemplo:

Para a rubrica de compras de mercadorias são colocados os saldos das


seguintes contas no mês 12:

@S312------------AMDNAC12VC-(@S318------------AMDNAC12VC-@S3186----
-------AMDNAC12VC)-(@S317------------AMDNAC12VC-@S3176-----------
AMDNAC12VC)

Para a rubrica de Existências Finais, é colocado o saldo da respectiva


conta no mês 13:

@S32-------------ASTN1300VC

Página 3 - Variação de Produção:

Tendo em conta a forma como foi desenvolvido o mapa, algumas


fórmulas da demonstração de resultados vão buscar os saldos das
respectivas contas no mês 12 e outras no mês 13.
Página 4 -Balanço: Todas as fórmulas do balanço estão a ter em
consideração o mês da contabilidade, que corresponde ao mês da data
da contabilidade.

Quadro 9, 10 e 11: Todas as fórmulas destes quadros são fórmulas do


tipo Pede Valor.

Quadro 12: As fórmulas deste quadro são compostas por algumas


contas de movimento do SNC. Se as contas do SNC não correspondem
às contas definidas no mapa deve utilizar a respectiva tabela de
mapeamento para efectuar a respectiva associação das contas.

Contas utilizadas neste quadro:

I364: Fórmula do tipo pede valor;

I365: Saldo da conta 625 no mês 12;

I368: Fórmula do tipo pede valor;

I366: Saldo da conta 6222 no mês 12;

I367: Saldo da conta 621 no mês 12;

I401: Fórmula do tipo pede valor;

I412: Fórmula do tipo pede valor.

Quadro 13, 14 e 15: Todas as fórmulas destes quadros são fórmulas


do tipo Pede Valor.

Quadro 16: Este quadro é composto por fórmulas do tipo pede valor e
saldo das respectivas contas no mês da contabilidade.
Conforme instruções disponibilizadas pela DGCI o campo I501 é
composto pelo somatório dos saldos da conta 59 (Resultados
Transitados) e 88 (Resultado Líquido do Exercício).

IES 2011: Anexo L - IVA - Elementos contabilísticos e fiscais


Este mapa de gestão é composto por fórmulas de iva, neste mapa deve
ter em consideração aos códigos de iva utilizados.

Os dados apresentados terão por base a leitura o campo sede da


localização das operações da ficha da empresa, separador Dados para
mapas.

Exemplo: Se o campo sede estiver preenchido com continente serão


lidos os códigos de IVA referentes ao continente (por exemplo:
Códigos 001)

IES 2011: Anexo M (1) - IVA - Operações realizadas em espaço


diferente da sede.
Este mapa diz respeito às operações realizadas em espaço diferente da
sede.

Os dados apresentados terão por base a leitura o campo Anexo 1 da


localização das operações da ficha da empresa, separador Dados para
mapas.

Exemplo: Se o campo sede estiver preenchido com Madeira serão lidos


os códigos de IVA referentes à Madeira ( Códigos 300 a 599)

IES 2011: Anexo M – Madeira - IVA - Operações realizadas em espaço


diferente da sede.
Este mapa diz respeito às operações realizadas em espaço diferente da
sede.
Os dados apresentados terão por base a leitura o campo Anexo 2 da
localização das operações da ficha da empresa, separador Dados para
mapas.

Exemplo: Se o campo sede estiver preenchido com Açores serão lidos


os códigos de IVA referentes aos Açores ( Códigos 600 a 999)

IES 2011: Anexo N - IVA Regimes Especiais


Todas as fórmulas deste mapa vão buscar os saldos das respectivas
contas de movimento no mês 13 e 14. Deve-se ter em atenção se o
código de contas SNC do cliente possui todas as contas abrangidas no
referido mapa.

Visto que o Plano de contas disponibilizado pela PHC não tem uma
divisão total dos regimes especiais, a fórmula do campo N20 encontra-
se em branco, logo, deve ser o utilizador a criar a fórmula indicando
qual a conta respectiva do código de contas SNC da empresa.

IES 2011: Anexo O – Mapas Recapitulativos de Clientes


Este mapa é uma listagem das vendas a clientes que ultrapassem
determinado valor. O mesmo é efectuado pela aplicação podendo ser
encontrado nas análises da contabilidade. Desta forma não é
necessária qualquer adaptação à empresa.

IES 2011: Anexo P – Mapas Recapitulativos de Fornecedores


Este mapa é uma listagem de compras a fornecedores que ultrapassem
determinado valor. O mesmo é efectuado pela aplicação podendo ser
encontrado nas análises da contabilidade. Desta forma não é
necessária qualquer adaptação à empresa.
IES 2011: Anexo Q (Exercício 2011) - IS - Elementos contabilísticos e
fiscais
Quadro 04: Este quadro contém fórmulas com saldos de contas (alguns
saldos são do mês da contabilidade e outros no mês 13) e fórmulas do
tipo Pede Valor.

Quadro 05, 06 e 07: Todas as fórmulas destes quadros são fórmulas


do tipo Pede Valor.

IES 2011: Anexo R (Exercício 2011) - IES - Informação Empresarial


Simplificada
Conforme instruções do referido mapa, deve ser efectuado um anexo
por cada estabelecimento que possui.

A PHC desenvolveu este mapa da seguinte forma:

Quadro 03: Este quadro possui fórmulas do tipo Pede Valor.

Quadro 04-A: Este quadro para além de possuir fórmulas do tipo Pede
Valor possui também os saldos das respectivas contas no mês 12 e 13.

Quadro 05: Este quadro encontra-se com as fórmulas em branco, deve


ser o utilizador a criar as suas próprias fórmulas.

Neste anexo a empresa terá sempre que ajustar as fórmulas para sua
realidade.

Quais as alterações a efectuar e como efectuar?


Se a empresa possui apenas um estabelecimento coincidente com a
sede da empresa, deve preencher apenas os campos 1 a 12 do quadro
04-A.

As células 61 a 75 apesar de aparecerem com informação no suporte


papel, no suporte informático as mesmas não são tidas em contas,
caso possua apenas um estabelecimento.

Se a empresa possuir mais que um estabelecimento, a informação a


constar no quadro 04-A deve ser desagregada por estabelecimento.

Logo terá que actualizar as fórmulas que se encontram nas células 61


a 75 com base no código de contas SNC da respectiva empresa.

Independentemente se possui um ou mais estabelecimentos o quadro


05 deve ser preenchido apenas uma vez, e os valores nele registados
devem resultar da agregação dos valores individuais de todos os
estabelecimentos localizados fora do território nacional.
Dicas:

1 - Consultar contas nas respectivas células:


Visto que esta declaração utiliza contas de movimento em
determinadas células, para consultar a constituição da célula existe um
botão “consultar a interligação com outras células”, que permite
visualizar todas as contas associada à célula.

Caso a célula que está a consultar tenha outras células associadas,


visualizará todas as contas (conforme imagem).
2 – O cliente possui um plano de contas diferente do disponibilizado
pela PHC, como utilizar a tabela de mapeamento?

No menu “Tabelas”, Contabilidade, encontra a tabela de mapeamento


que permite que o utilizador possua contas SNC diferentes das contas
que se encontram nos mapas de gestão, utilizando-a para efectuar a
ligação entre as contas SNC do seu plano e as contas definidas nos
mapas de gestão.

Exemplo:

No anexo A, no quadro da informação por mercados geográficos


(Quadro 0502-A), na rubrica 4 dos Fornecimentos e Serviços Externos,
a fórmula dos mercados comunitários vai ler à conta 6212 (entre
outras), se a empresa tiver o seu plano de contas diferente poderá
utilizar a tabela de mapeamento evitando a alteração das fórmulas do
mapa.

Ao efectuar a importação dos mapas de gestão do IES, a aplicação


inclui a tabela de mapeamento, e desta forma, a aplicação já importa
esses dados e cria os mapeamentos, para os anos que existirem na
base de dados. Após importar os mapas, se aceder ao ecrã da tabela
de mapeamento, que se encontra no menu tabelas de Contabilidade,
pode verificar a correspondência das contas mapeadas com o plano de
contas. Se pretender editar o campo Conta no plano poderá fazê-lo de
duas formas:

 registo a registo;
 todos os registos, encontrando-se para o efeito o botão Lista
mapeamento.

O campo Conta no plano poderá conter mais de uma conta, sendo que
nessa situação deverá colocar o sinal + de forma a separar as diversas
contas.
No ecrã da Lista de mapeamento encontra-se disponível um filtro por
contas de razão e um botão de procura de registos para os
apresentados na grelha da tabela de mapeamento.

Se o campo Conta no plano não for preenchido, a aplicação considera a


conta constante no campo Conta no mapa.

Nestes ecrãs só se encontram disponíveis os mapeamentos para o ano


da contabilidade.

3 – Existem quadros no IES que possuem várias linhas, a minha


empresa possui informação para mais linhas. Como criar novas
fórmulas no Suporte Papel?

Deve clicar no botão e criar uma nova linha com a conta


respectiva. Depois de criada a fórmula deve clicar em Introduzir.

Deve efectuar este procedimento para cada célula que pretenda criar.

4 – Como associar no suporte informático, células do suporte em


papel?
Exemplo:

No mapa de gestão em suporte papel imagine que para o Anexo A-


Demonstração de resultados e Balanço criou uma fórmula nova para o
campo A5101 referente ao activo fixo tangível, que corresponde à
célula nº 204.

Nas Análises de Contabilidade, nos mapas de gestão em suporte


informático, deve seleccionar o mapa respectivo, clicar no botão “
Layout do ficheiro”, seleccionar o registo respectivo ao campo A5101,e
depois na pasta “Fórmula” deve colocar o nº da célula que corresponde
ao registo em questão, neste caso, o número 204.