Você está na página 1de 5

Métodos de Prata Amoniacal

Princípios gerais

Oxidação

As fibras devem ser oxidadas para revelarem a sua argirófilia. Consiste na


oxidação dos grupos hidroxilo das hexoses presentes na reticulina em grupos
aldeído.

Agentes oxidantes: ácido fosfomolíbdico, permanganato de potássio (seguido


de ácido oxálico ou metabissulfito de potássio para descoloração e remoção do
excesso de agente oxidante) e ácido periódico.

Posteriormente requer uma lavagem prolongada a fim de remover o excesso


de agente oxidante.

Sensibilização

Consiste num processo de impregnação (deposição), utilizando um sal de um


metal, o qual forma um composto metal-orgânico com o tecido, sendo
subsequentemente subtituído pela prata.

Agentes sensibilizadores: nitrato de uranilo, sulfato de amónio férrico (alúmen


de ferro) e diluições de soluções de prata.

Impregnação

Envolve o tratamento com uma solução de nitrato de prata amoniacal.

A adição contínua, gota a gota, de hidróxido de amónia à solução de nitrato de


prata a 10% (pH 5.0) leva à formação de um precipitado de cor castanha
escura (formação de óxido ou hidróxido de prata), cuja dissolução ocorrerá
paulatinamente, atingindo-se um pH de 9.5, levando à formação de complexos
diamino-prata. Decomposição por evaporação e formação da prata fulminante
que é explosiva.

Após a dissolução do precipitado, a adição de uma pequena quantidade de


hidróxido de amónia permitirá atingir um pH de 11 a 12. Nesta fase verifica-se
uma elevada concentração de complexos diamino-prata e baixa concentração
de iões de prata.

Preparação da solução de nitrato de prata amoniacal:

 Nitrato de prata a 10% - 5 mL


 Hidróxido de sódio a 3% - 5 mL
 Água destilada – 40 mL
 Adicionar hidróxido de amónia até redissolver precipitado
Após o tratamento do tecido com solução de nitrato de prata amoniacal verifica-
se a deposição dos complexos diamino-prata, que são reduzidos a prata
metálica pelos grupos aldeído presentes nas fibras de reticulina (processo
insuficiente não produzindo reação adequadamente visível).

Redução

Utiliza uma solução de formaldeído a 10% que vai reduzir os complexos


diamina-prata residuais a prata metálica nas porções de tecido seletivamente
impregnadas. Simultaneamente, o formaldeído propriamente dito sofre um
processo de oxidação. As porções impregnadas pela prata metálica
apresentam tonalidade castanho escura.

Tonificação / Aurificação

Por ação do cloreto de ouro, a prata metálica (tonalidade castanho escura) é


oxidada em prata iónica e o cloreto de ouro é reduzido a ouro metálico
(tonalidade púrpura negro). O cloreto de ouro é mais estável que a prata
metálica, pelo que os cortes histológicos apresentam melhor contraste e
definição. Designa-se por viragem a substituição da prata metálica por ouro.

Remoção da prata não reativa

Previne a redução não específica da prata ao longo do tempo, por exposição à


luz, removendo o excesso de cloreto de ouro, eventualmente presente. Utiliza-
se tiossulfato de sódio ou hipobissulfito de sódio, cujos iões formam um
complexo solúvel com a prata iónica não reativa, presente no tecido.

Contraste

Opcional, utilizado de acordo com o gosto do Técnico ou do Patologista.

 Kernechtrot (Nuclear Fast Red)


 Vermelho Neutro
 Verde Luz

Algumas considerações

Na preparação da solução de nitrato de prata amoniacal, se forem necessárias


mais de 30 gotas de hidróxido de amónia para redissolver o precipitado, então
o reagente é muito velho. Recomeçar com um novo reagente.

Ao adicionar a solução de hidróxido de sódio a 3% à solução de trabalho, esta


deve tornar-se preta. Se isto não acontecer, preparar uma nova solução de
hidróxido de sódio a 3%.
Estas reações necessitam de absoluta esterilidade química dos materiais de
vidro a utilizar e de absoluta pureza dos reagentes.

Deve evitar-se o contato entre os reagentes atrás referidos e os equipamentos


e materiais metálicos.
Gomori

Protocolo

1. Desparafinizar e hidratar até água destilada


2. Permanganato de potássio a 0,5% (agente oxidante) – 5 minutos
3. Lavagem com água destilada
4. Ácido oxálico a 5% (remoção do excesso de agente oxidante) – até
clarear
5. Lavagem com água destilada
6. Alúmen de ferro a 2% (agente sensibilizador) – 2 minutos
7. Lavagem em água corrente
8. Solução de nitrato de prata amoniacal (impregnação) – 1 minuto
9. Lavagem rápida em água destilada
10. Formaldeído neutro a 10% (agente redutor) – 30 segundos
11. Lavagem em água destilada
12. Cloreto de ouro a 0,2% (tonificação) – 10 minutos
13. Hipobissulfito de sódio a 5% (remoção da prata não reativa) – 1 minuto
14. Lavagem em água corrente
15. Contraste
16. Lavagem em água corrente
17. Desidratar, aclarar e montar

Resultados

 Fibras de reticulina – preto


 Colagénio – cinzento / púrpura escuro
 Fundo – verde (Verde Luz) ou rosa (Kernechtrot)

Preparação da solução de nitrato de prata amoniacal:

 Para 5 mL de solução de nitrato de prata a 10% adicionar hidróxido de


amónia, gota a gota, até ao precipitado formado se dissolver, evitando
qualquer excesso de amónia.
 Adicionar 5 mL de solução de hidróxido de sódio a 3%
 Redissolver o precipitado por adição de hidróxido de amónia, gota a
gota, até a solução reter um traço de opalescência
 Se adicionar excesso de hidróxido de amónia, indicado pela ausência de
opalescência, adicionar algumas gotas de solução de nitrato de prata a
10%, de forma a produzir um leve precipitado
 Preencher o volume de 50 mL com água destilada
 Filtrar antes de usar
 Acondicionar num recipiente escuro
Gordon & Sweets

Protocolo

1. Desparafinizar e hidratar até água destilada


2. Permanganato de potássio acidificado (agente oxidante) – 5 minutos
3. Lavagem com água corrente
4. Ácido oxálico a 1% (remoção do excesso de agente oxidante) – até
clarear
5. Lavagem com água destilada
6. Alúmen de ferro a 2% (agente sensibilizador) – 20 minutos
7. Lavagem em água destilada
8. Solução de nitrato de prata amoniacal - extemporânea (impregnação) –
2 minutos
9. Lavagem rápida em água destilada
10. Formaldeído neutro a 10% (agente redutor) – 2 minutos
11. Lavagem em água destilada
12. Cloreto de ouro a 0,2% (tonificação) – 3 minutos
13. Tiossulfato de sódio a 5% (remoção da prata não reativa) – 3 minutos
14. Lavagem em água destilada
15. Contraste – 5 minutos
16. Lavagem em água corrente
17. Desidratar, aclarar e montar

Resultados

 Fibras de reticulina – preto


 Colagénio – cinzento
 Fundo – verde (Verde Luz) ou rosa (Kernechtrot)

Preparação da solução de nitrato de prata amoniacal:

 Para 5 mL de solução de nitrato de prata a 10% adicionar hidróxido de


amónia, gota a gota, até ao precipitado formado se dissolver, evitando
qualquer excesso de amónia.
 Adicionar 5 mL de solução de hidróxido de sódio a 3%
 Redissolver o precipitado por adição de hidróxido de amónia, gota a
gota, até a solução reter um traço de opalescência
 Se adicionar excesso de hidróxido de amónia, indicado pela ausência de
opalescência, adicionar algumas gotas de solução de nitrato de prata a
10%, de forma a produzir um leve precipitado
 Preencher o volume de 50 mL com água destilada
 Filtrar antes de usar
 Acondicionar num recipiente escuro