Você está na página 1de 3

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO


INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA
DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA GERAL

PLANO DE ENSINO - 2014/2

1 – IDENTIFICAÇAO

Curso: GEOLOGIA PARA ENGEHARIA CIVIL SERIADO Carga horária: 60 horas Turma
Código da Disciplina: 30529434
Total de Alunos: Máximo de Faltas: 18 Prof. Dr. KURT JOAO ALBRECHT

2 - EMENTA
(I) O que é geologia. Importância da geologia para o engenheiro civil. Estrutura de terra. Litosfera. Tectônica de placas, origem
dos continentes e formas de relevo. Minerais formadores de rochas. Rochas magmáticas. Rochas sedimentares. Rochas
metamórficas. Geologia Estrutural. Noções de Geomorfologia. Mapas e perfis geológicos – locais e regionais. Intemperismo,
origem do solo e Perfil de alteração. Processos da dinâmica externa – erosão, inundação, estabilidade de taludes, assoreamento,
colapsos e subsidência.
(II) Propriedades geomecânicas das rochas e solos. Caracterização e Classificação dos maciços rochosos. Prospecção Geotécnica
em solos e rochas. Geofísica Aplicada a Engenharia Civil. Hidrogeologia e hidrogeotecnia. Aplicações de geologia as obras de
engenharia civil: estradas, barragens, materiais de construção.

3 - OBJETIIVOS
3.1. Apresentar o planeta Terra como um sistema de componentes interativos;
3.2. Compreender a origem e a formação dos minerais e das rochas;
3.3. Compreender como a história da natureza registra-se nas rochas;
3.4. Compreender as transformações intempéricas;
3.4. Conhecer a escala do tempo geológico e suas subdivisões;
3.5. Analisar as deformações rochosas, reconhecendo os vários tipos de dobras e de falhas;
3.6. Classificar os movimentos de massa;
3.7. Perceber a circulação da água no ciclo hidrológico;
3.8. Distinguir os tipos de aquíferos;
3.9. Compreender os mecanismos do ambiente fluvial;
3.10. Reconhecer as forças formadoras do relevo terrestre;
3.11. Classificar as formas do relevo terrestre;
3.12 Reconhecer os problemas geológico-geotécnicos em obras de engenharia;
3.14 Reconhecer os condicionantes geológico-geotécnicos em obras de Engenahria.

4 – PROCEDIMENTOS DE ENSINO
- Sala de aula: Aulas expositivas com recursos audiovisuais;.
- Aulas práticas em laboratório: minerais e rochas.
- apresentação de seminários; prova; exercícios dirigidos.

5 - AVALIAÇÕES
1. Atividades dirigidas
1.1 Exercício desenvolvidos extra-sala
1.2 Tradução e apresentação oral de artigo técnico
1.3 Concepção para solução de problema geológico-geotécnico e/ou ambiental.
2. Provas escritas e ou múltipla escolha – individual e sem consulta
3. Nota final = MÉDIA PROVAS+MÉDIA TRABALHOS/2 – AP = 5,0

6 – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
Aula Temas
1 Introdução conceitual da Geologia de Engenharia e suas aplicações. Perfil de alteração das rochas.
2 Estrutura de terra. Litosfera
3 Minerais – reconhecimento e identificação.
4 Ciclo das rochas; Reconhecimento, identificação e classificação das rochas.
5 Escala do tempo Geológico
Avaliação I
6 Geologia Estrutural; Dobras – falhas e juntas – foliação
7 Mapas Geológicos; Levantamento de maciços geológicos;
8 Princípios e Métodos Geofísicos
9 Geofísica Aplicada a Engenharia Civil
Avaliação II
10 Ciclo hidrológico; Escoamento e infiltração; Tipos de cursos d’água;
Água Subterrânea: A água na Terra.
11 Formas de ocorrência da água subterrânea; Tipos de Aqüíferos;
12 Exploração das águas subterrâneas – Poços Tubulares Profundos;
13 Contaminação e vulnerabilidade das águas subterrâneas.
Avaliação III
14 Perfil de alteração e intemperismo
15 Processos da dinâmica externa
15 Investigação geotécnica: Trincheiras – sondagens a trado – sondagens a percussão. Vídeo de sondagens a Percussão-SPT.
16 Estabilidade de Taludes – condicionantes geológico geotécnicos
Avaliação 04

7 – BIBLIOGRAFIA BÁSICA
1. Livros-texto NACIONAIS
- ABGE. 1993. MÉTODOS PARA DESCRIÇÃO QUANTITATIVA DE DESCONTINUIDADES EM MACIÇOS ROCHOSOS. São Paulo:
ABGE/CBMR. Tradução de IBRM, 132p.
- ABGE. 1998. GEOLOGIA DE ENGENHARIA. Ed. Antônio Amaral & Sérgio Brito. São Paulo. Associação Brasileira de Geologia de
Engenharia, 586p.
- HASSUI, Y. & MIOTO, J.A. 1992. GEOLOGIA ESTRUTURAL APLICADA. ABGE\Votorantin.
- MACIEL FILHO,C.M. INTRODUÇÃO A GEOLOGIA DE ENGENHARIA. RS. Ed. EDUFSM. 1994.
- VARGAS,M. INTRODUÇÃO A MECÂNICA DOS SOLOS. SP. Ed.McGraw-Hill. 1978.
Almeida, Márcio de S.S & Marques, Maria Esther S., ATERROS SOBRE SOLOS MOLES; Oficina de textos. 2009
- Boscov, Maria Eugenia Guimenez. GEOTECNIA AMBIENTAL; São Paulo; Editora: Oficina de textos, 2008.
- Das, Braja M. FUNDAMENTOS DE ENGENHARIA GEOTÉCNICA; Editora: Thomson Pioneira.
- Massad, Faical. OBRAS DE TERRA. 1º edição; Editora: Oficina de textos: São Paulo/SP, 2003.
- Massad, Faical. ESCAVAÇÃO A CÉU ABERTO EM SOLOS TROPICAIS; Editora: Oficina de textos.
- Schnaid, Fernando. ENSAIOS DE CAMPO- E SUAS APLICAÇÕES À ENGENHARIA DE FUNDAÇÕES; Editora: Oficina de textos,
2000.
- Vertematti, José Carlos. MANUAL BRASILEIRO DE GEOSSINTÉTICOS. Editora: Edgard Blucher. Ano: 2004.

2. Livros textos ESTRANGEIROS


- BIENIAWSKI, Z.T. (1989) - Engineering Rock Mass Classification
- BLAYTH. F.G.H. & FREITAS, M. H. 1984. A Geology for Engineers. Edward Arno1d. Londres. Inglaterra.
- GOODMAN, R.E. Engineering Geology. Rock in Engineering Construction. John Wiley. 1993.
- JOHNSON,RB., DE GRAFF, J. V. Principles of Engineering Geology. John Wi1ey. 1988.
- KRYNINE, D. P. & JUDD, W. R. 1961. Principios de Geologia y Geotécnica. Ediciones Omega.
- LEGGET, R F. & KARROW, P. F. 1983. Handbook of Geology in Civil Engineering. McGraw-HiII. São Paulo.
- McLEAN, A. C. & RIBBL, C. D. 1985. Geology for Civil Engineers. George Allen & Unwin. Londres/Inglaterra.
- DEARMAN, W.R.; SERGEEV, E.M Engineering Geology of the Earth -.; Shibakova, V.S. - Nanka Publishers - Moscou, 1989.
- CPRM. Sistema de Informação Geoambiental de Cuiabá.
- JOHNSON, R.B. AND DE GRAFF, J.V. Principles of Engineering Geology" - John Wiley & Sons, Inc., 1988.
- MATULA, M. Principles and types of engineering geological zoning. Mem. Soc. Geol. Int., Itália, nº 14, p.327-336, 1976. Para - - -
- PRESS, SIEVER, GROTZINGER E JORDAN. Entender a Terra –, Editora Bookman
- ROCHA,M. Mecanica das Rochas. Ed. LNEC. 1981. Portugal.
- TEIXEIRA, TOLEDO, FAIRCHILD E TAIOLI. Decifrando a Terra –, Editora USP, Oficina de textos.

3. Anais/Revistas/Periódicos/Cadernos universitários/Teses e dissertações


- ABGE - Diretrizes para Execução de Sondagens
- ABMS - Anais de congresso da Associação Brasileira de Mecânica de Solos
- ABGE - Anais dos Congressos Brasileiros de Geologia de Engenharia
- IAEG - Anais dos Congressos Internacionais de Geologia de Engenharia - International Association of Engineering Geology/IAEG
- Canadian Journal of Earth Sciences
- Departamento Nacional de Estradas de Rodagem -DNER - Método de Ensaio
- Importância do Mapeamento Geotécnico no Uso e Ocupação do Meio Físico: Fundamentos e Guia para Elaboração. Tese de
Livre Docência. São Carlos, USP-EESC. 2v.
- Mecânica de Solos. Profs Drs. Benedito Bueno e Orêncio M. Vilar
- Nogami, J. S., & Villibor, D. F. (1995) Pavimentação de Baixo Custo com Solos Lateríticos. São Paulo: Villibor
- Nogueira, J. B. (s/ano) Mecânica dos Solos -ensaio de laboratório. Escola de Engenharia de São Carlos / USP.
- Publicações da Associação Brasileira de Geologia de Engenharia-ABGE
- Quartely Journal of Engineering Geology
- Revista Solos e Rochas (ABGE/ABMS)
- Teses e dissertações/ EESC/USP (São Carlos); UNESP (Rio Claro); UFRJ (Rio) e de outras instituições de ensino.
- SUGESTÕES da ABGE – Métodos de ensaios para determinação de ensaios de permeabilidade/infiltração (EI) e Ensaios de
Perda d’água sob pressão (EPA).

4. Relação de normas (NBR) da ABNT de interesse para a disciplina


serão entregues em meio digital e-mail da turma

5. Apostilas e textos da internet: serão entregues em meio digital – e-mail da turma.