Você está na página 1de 20

Legislação do SUS

1
Natale Oliveira de Souza

HISTÓRIA DAS POLÍTICAS DE SAÚDE presários e do Estado. O primeiro IAP foi criado
em 1933, dos marítimos, e com isso as CAPs

01 (IDECAN - 2017 – INCA) Na era Vargas (1930


– 1945), a assistência médica prestada no
país através por meio dos Institutos de Aposen-
foram paulatinamente se extinguindo, voltadas
mais para a acumulação de reservas financeiras
do que para a prestação de serviços. O mode-
tadorias e Pensões (IAPs) era voltada: lo getulista (1930-1945) de proteção social se
definia como fragmentado em categorias, limi-
Ⓐ A toda população brasileira. tado e desigual na implementação dos bene-
Ⓑ Apenas aos trabalhadores das forças armadas. fícios, como estratégia de controle das classes
Ⓒ A todos os trabalhadores brasileiros, inde- trabalhadoras.”
pendentemente da atividade exercida. Resposta: Ⓓ
Ⓓ Apenas aos trabalhadores que exerciam
atividade remunerada de determinadas cate-
gorias profissionais.

GRAU DE DIFICULDADE
02 (IDECAN - 2017 – INCA) Considerando os
componentes da medicina previdenci-
ária no Brasil, as Caixas de Aposentadorias e
Pensões (CAPs), Institutos de Aposentadorias
DICA DO AUTOR: É preciso atenção quanto ao pe- e Pensões (IAPs), o Instituto Nacional de Pre-
ríodo histórico e suas peculiaridades. No gover- vidência Social (INPS) e o Instituto Nacional
no de Getúlio Vargas (1930-1945), constituiu-se de Assistência Médica da Previdência Social
um amplo alicerce institucional no âmbito da (INAMPS) e o seu financiamento, é correto afir-
saúde pública. Em 1933, através por meio da mar que:
unificação das CAPs, surge uma nova maneira
de organização previdenciária - os Institutos de Ⓐ Todos os componentes recebiam financia-
Aposentadorias e Pensões (IAPs), organizados mento do governo.
por categorias profissionais, garantindo benefí- Ⓑ O INPS era financiado pelos empregados e
cios aos assegurados. Lembrando que assistên- empregadores apenas.
cia médica para a população empobrecida, que Ⓒ As CAPs eram financiadas apenas pelos em-
não dispunha de recursos do IAPs, era prestada pregados e empregadores.
pelo atendimento de caridade e filantrópico, Ⓓ Tanto as CAPs quanto o INPS e o INAMPS
mantido pela igreja. eram financiados também pelo governo.
Serreta (2009), afirma:
“O sistema público de previdência social bra- GRAU DE DIFICULDADE
sileira começou com os Institutos de Aposen-
tadorias e Pensões (IAPs), que se expandem na DICA DO AUTOR: Para responder a questão temos
década de 1930, cobrindo as categorias estraté- quer nos lembrar da forma de financiamento
gicas de trabalhadores pela lógica contributiva componentes da medicina previdenciária no
do seguro, ou seja, dos trabalhadores, dos em- Brasil.
12 ▕ Legislação do SUS

Alternativa A: INCORRETA. Apenas os IAPs, o INPS e da Fundação Nacional do Bem-Estar do Menor,


o INAMPS eram financiados pelo governo. dentre outras. Esse movimento justificava-se
Alternativa B: INCORRETA. O INPS era financiado por pela racionalização e reorganização da saúde.
empregados, empregadores e governo. Mas, a sua implantação repercutiu de forma
Alternativa C: CORRETA. De acordo com Roncalli totalmente diferente das proposições, isto é,
(2003), as CAPs eram organizadas por empresas acabou por fragmentar os poderes e dividiu
e administradas e financiadas por empresários para diversos organismos as diferentes tarefas
e trabalhadores. Em suma, as caixas -– As CAPs da Previdência.”
eram baseadas em contrato entre patrão e em- Resposta: Ⓓ
pregado sem a participação financeira
do Estado.
Alternativa D: INCORRETA. As CAPs tinham um fi-
nanciamento bipartite – empregados e em-
pregadores. Tanto INPS quanto INAMPS eram
04 (IDECAN - 2017 – MS) A medicina previden-
ciária no Brasil data de 1923, quando o
governo instituiu, pela Lei Eloy Chaves:
organizadoas pelo governo.
Resposta: Ⓒ Ⓐ As Caixas de Aposentadorias e Pensões
(CAPS).
Ⓑ Os Institutos de Aposentadoria e Pensões

03 (IDECAN - 2017 – INCA) Na década de 1970,


o Instituto Nacional da Previdência Social
(INPS) foi dividido em um sistema organizado
(IAPS).
Ⓒ O Instituto Nacional de Previdência Social
(INPS).
para os benefícios sociais e outro para a assistên- Ⓓ O Instituto Nacional de Assistência Médica
cia médica previdenciária que se denominava: da Previdência Social (INAMPS).
Ⓔ Dos Conselhos Consultivos de Administra-
Ⓐ SUS. ção de Saúde Previdenciária (IASP).
Ⓑ IAPs.
Ⓒ CAPs. GRAU DE DIFICULDADE
Ⓓ INAMPS.
DICA DO AUTOR: A questão exige do candidato
GRAU DE DIFICULDADE memorização de datas marcantes. De acor-
do com a Fiocruz (1990), somente a partir de
DICA DO AUTOR: Conhecer a construção histórica 1923, com a promulgação da Lei Eloy Chaves,
da saúde no Brasil. vemos proliferar as Caixas de Aposentadoria e
Vejamos o que diz Bertolozzi (1996), sobre Pensões. Vinculadas a grandes empresas, desti-
o INAMPS: navam-se a fornecer serviços de assistência mé-
“Em 1977, efetivou-se mais um movimento dica e de seguridade social aos trabalhadores
burocrático administrativo, na tentativa de pro- e seus dependentes, em troca de contribuições
mover a reordenação do sistema de saúde, com mensais efetuadas pelos empregados e empre-
a criação do Sistema Nacional de Previdência e gadores. Tais fundos eram geridos formalmen-
Assistência Social (SINPAS), que congregava te por um colegiado composto por patrões e
diversas entidades previdenciárias, como o empregados, sendo que a participação dos
Instituto de Administração Financeira (IAPAS), empregados.
que gerenciaria o Fundo de Previdência de As- É preciso lembrar que a chamada Lei Eloy Cha-
sistência Social, o INPS - a quem competiria a ves é apontada como marco introdutório do
concessão de benefícios ou outras prestações sistema de previdência para o setor privado.
em dinheiro, além de programas assistenciais. Resposta: Ⓐ
O INAMPS - que se responsabilizaria pela pres-
tação de assistência médica individual aos tra-
balhadores urbanos e rurais, além da Fundação
Legião Brasileira de Assistência - voltada para
a prestação de assistência social à população
05 (IDECAN - 2017 – MS) As Conferências de
Saúde no Brasil foram instituídas em
1937, no primeiro governo de Getúlio Vargas.
carente, da Central de Medicamentos (CEME) e Naquela época, foi criado o Ministério da Edu-
Natale Oliveira de Souza ▏ 13

cação e Saúde composto pelo Departamento tuação sanitária e à reorganização do sistema


Nacional de Educação e pelo Departamento de saúde, com propostas de descentralização e
Nacional de Saúde. A criação do Ministério da de redefinição dos papéis das esferas de gover-
Saúde, independente da área da educação, foi no, além de proposição de um plano nacional
um grande marco no ano de 1953 e que acon- de saúde. O golpe militar de 1964 inviabilizou
teceu após a realização da: a implementação das medidas propostas pela
3ª conferência, mas suas deliberações alimen-
Ⓐ 1ª Conferência Nacional de Saúde. taram muitos dos debates realizados por movi-
Ⓑ 2ª Conferência Nacional de Saúde. mentos sociais a partir da década dos setenta.”
Ⓒ 3ª Conferência Nacional de Saúde. Alternativa D: INCORRETA. Segundo Brasil (2009),
Ⓓ 4ª Conferência Nacional de Saúde. a 4ª Conferência Nacional de Saúde, realizada
Ⓔ 5ª Conferência Nacional de Saúde. em 1967, bem como as três subsequentes, rea-
lizadas durante o regime militar, retomaram o
GRAU DE DIFICULDADE caráter de espaço de debate técnico, com a par-
ticipação de especialistas nos temas debatidos
DICA DO AUTOR: A criação do Ministério da Saúde, e das autoridades do Ministério da Saúde, do
oficializada em 25 de julho de 1953, se deu em Ministério da Previdência Social e Assistência
meio a um forte debate a respeito das atribui- Social (MPAS) e dos estados e territórios. Foi
ções e a configuração a ser assumida pelo Esta- convocada por meio do Decreto n.º 58.266,
do de maneira geral. de 27/04/66, e presidida pelo ministro Leonel
Alternativa A: INCORRETA. De acordo com Brasil Miranda, a 4ª conferência debateu o tema “Re-
(2009), a 1ª Conferência Nacional de Saúde foi cursos Humanos para as atividades de Saúde”,
realizada em novembro de 1941, por proposi- focalizando a identificação das necessidades de
ção de Gustavo Capanema. formação de recursos humanos e as responsa-
Alternativa B: CORRETA. Observe o que diz Brasil bilidades do Ministério da Saúde e das institui-
(2009): a 2ª Conferência Nacional de Saúde foi ções de ensino superior da área na capacitação
realizada apenas em 1950, no final do governo de profissionais e no desenvolvimento da po-
Dutra, e pouca informação sobre ela está dis- lítica de saúde. Contou ainda com um painel
ponível. Sob a administração do ministro Pedro internacional sobre a política e realizações da
Calmon. Com um temário destinado a analisar Organização Pan-americana de Saúde (OPAS) e
“Pontos de vista dominantes entre os Sanitaris- as experiências sanitárias da Venezuela e
tas”, pretendia construir uma compreensão so- da Colômbia.
bre os problemas sanitários compartilhada en- Alternativa E: INCORRETA. Consoante Brasil (2009), a
tre os gestores estaduais e os do nível federal. A 5ª Conferência Nacional de Saúde, realizada em
2ª Conferência tratou de temas como malária, agosto de 1975, durante o governo de Ernesto
segurança do trabalho, condições de prestação Geisel, foi convocada pelo Decreto n.º 52.301,
de assistência médica sanitária e preventiva de 27/07/63, e presidida pelo ministro da Saú-
para trabalhadores e gestantes. Não há relató- de Paulo de Almeida Machado e dedicou-se a
rio conhecido da 2ª conferência. discutir cinco temas. A principal contribuição
Alternativa C: INCORRETA. Brasil (2009), afirma: da 5ª conferência foram as propostas de orga-
“Somente em julho de 1963, treze anos após nização do Sistema Nacional de Saúde.
a realização da 2ª conferência, foi convocada Resposta: Ⓑ
pelo presidente João Goulart a 3ª Conferên-
cia Nacional de Saúde. Seus integrantes eram
ainda representantes do governo federal e
dos estados e território, mas significou uma
primeira ampliação dos atores participantes:
estabeleceu que os dirigentes dos estados po-
deriam “[...] fazer-se acompanhar de assessores
técnicos em todos os trabalhos [...]” (SAÚDE,
1963). Seu temário também expressava uma
nova orientação, direcionada à análise da si-
14 ▕ Legislação do SUS

racterísticas como Sistema de saúde universal


e igualitário.
Assertiva: INCORRETA. O SUS é um sistema de saú-
de universal, onde todos têm o direito de aces-
so aos serviços de saúde, de forma igualitária,
independente de pré-requisitos, como renda,
nível soócio econômico, trabalho.

07 (EBSERH - AOCP – 2016) De acordo com a


Constituição Federal, o Sistema Único de
Saúde será financiado:

Ⓐ Com recursos exclusivos do orçamento da


assistência social e da União.
Ⓑ Com recursos do orçamento da seguridade
social, da União, dos Estados, do Distrito Fede-
ral e dos Municípios, além de outras fontes.
Ⓒ Com recursos do orçamento da Previdência
Social e da iniciativa privada, sendo vedada a
utilização de recursos da seguridade social.
Ⓓ Com recursos exclusivos das receitas dos
municípios.
Ⓔ Com recursos do orçamento da União, dos
Estados, do Distrito Federal e dos Municípios,
além de outras fontes, sendo vedada a utiliza-
ção de recursos da seguridade social.

GRAU DE DIFICULDADE

Dica do Aautor A questão requer leitura atenta do


art. 198 da Constituição Federal de 1988, um
dos mais cobrados em provas. Lembrando no
CONSTITUIÇÃO FEDERAL decorrer do estudo das legislações referentes à
saúde, não é preciso que o candidato às decore,

06 (CESPE/TCE-PA/2016) Com relação ao Siste-


ma Único de Saúde (SUS), julgue o próxi-
mo item. Pela legislação do SUS, o Estado tem
mas sim que compreenda os conceitos
mais relevantes.
Assertiva B: CORRETA. De forma objetiva, o pará-
o papel de prover cuidados de saúde para a grafo § 1° do art. 198 da Constituição Federal de
população que não tem poder de compra, de- 1988 versa sobre o financiamento do SUS. De
vendo estimular na população de maior poder acordo com o artigo supracitado, o Sistema Úni-
aquisitivo a aquisição de serviços no sistema de co de Saúde será financiado nos termos do art.
saúde suplementar. 195, com recursos do orçamento da seguridade
social, da União, dos Estados, do Distrito Federal
( ) CORRETA ( ) INCORRETA e dos Municípios, além de outras fontes.

GRAU DE DIFICULDADE

DICA DO AUTOR: A questão requer conhecimento


do SUS como todo, principalmente das suas ca-
Natale Oliveira de Souza ▏ 15

FINANCIAMENTO DO SUS território nacional, ou seja, existem diferenças


dentre as regiões brasileiras.
Ⓔ O SUS é um serviço ou uma instituição com
finalidade distinta.

GRAU DE DIFICULDADE

DICA DO AUTOR: Estudar o SUS exige do aluno o


entendimento da construção e evolução das
políticas de saúde no Brasil.
Alternativa A: INCORRETA. O SUS, na construção das
políticas de saúde do país, não tem antecessor,
pois é um sistema de saúde inovador que traz

08 (AMEOSC/PREFEITURA DE PALMA SOLA –


SC/2016) A iniciativa privada poderá parti-
cipar do Sistema Único de Saúde (SUS),
novo arranjo para a assistência de saúde no país.
O INAMPS, foi a instituição que ofertava assistên-
cia à saúde para os contribuintes, era excluden-
em caráter: te. Com a institucionalização do SUS, através da
Constituição Federal de 1988, a saúde passa a ser
Ⓐ Complementar. direito de todos e dever do estado.
Ⓑ Opcional. Alternativa B: CORRETA. O nosso Sistema Único de
Ⓒ Excepcional. Saúde é considerado uma das maiores políticas
Ⓓ Ordinário. públicas em nível mundial, sendo 100% inclu-
dente e inovador. Traz dentre seus princípios de
GRAU DE DIFICULDADE diretrizes a universalidade, integralidade, equi-
dade. Podemos afirmar que temos uma Política
DICA DO AUTOR: Sempre que uma questão fizer de Saúde organizada para o povo.
referência à iniciativa privada, deve-se lembrar Alternativa C: INCORRETA. Como afirmado nos
dos termos do artigo 199 da Constituição Fede- comentários da alternativa A, o SUS não tem
ral de 1988. antecessor, por ser um sistema e uma política
Assertiva A: CORRETA. O SUS, de acordo com o art. inovadora. Podemos, sim, afirmar que temos
199 da Constituição Federal de 1988, poderá uma linha histórica e que vários arranjos acon-
contratar ou conveniar a rede privada, em caráter teceram antes da criação do SUS. O SUDS – Sis-
complementar, quando houver insuficiência de tema Único Descentralizado da Saúde, surge
recursos para garantir o atendimento integral. em 1987 e é extinto em 1989., e foi implantado
Resposta: Ⓐ como “estratégia ponte”, com a finalidade de
“preparar” os municípios para o novo modelo
de atenção, que foca a descentralização.

09 (IBFC/EBSERH/HUAP-UFF/2016). Sobre o Sis-


tema Único de Saúde (SUS), assinale a
alternativa correta.
Alternativa D: INCORRETA. O SUS é um sistema com-
posto por ações e serviços.

LINHA DO TEMPO – FATOS MARCANTES NA


Ⓐ O SUS é o sucessor do Instituto Nacional CONSTRUÇÃO DAS POLÍTICAS DE SAÚDE NO BRASIL
de Assistência Médica da Previdência Social
(INAMPS).
Ⓑ É uma nova formulação política e organi-
zacional para o reordenamento dos serviços e
ações de saúde estabelecida pela Constituição
de 1988.
Ⓒ O SUS é o sucessor do Sistema Unificado e
Descentralizado de Saúde (SUDS).
Ⓓ O SUS não segue a mesma doutrina e os
mesmos princípios organizativos em todo o
16 ▕ Legislação do SUS

Alternativa B: INCORRETA. O controle social é uma


diretriz do SUS e é a forma de participação do
povo no planejamento, execução e fiscalização
das ações e serviços de saúde, através das se-
guintes instâncias colegiadas: Conselhos e Con-
ferências de Saúde.
Alternativa C: CORRETA. A universalidade é um
princípio doutrinário. Traz a ideia do acesso de
todos ao sistema único de saúde, sem precon-
ceitos ou privilégios.
Alternativa D: INCORRETA. A integralidade de assis-
tência, entendida como conjunto articulado
e contínuo das ações e serviços preventivos e
curativos, individuais e coletivos, exigidos para
cada caso em todos os níveis de complexidade
do sistema.
Alternativa E: INCORRETA. Igualdade da assistência
à saúde, sem preconceitos ou privilégios de
qualquer espécie.

PRINCÍPIOS DOUTRINÁRIOS DO SUS

10 (FUNRIO/IF-BA/2016) O princípio do SUS


que garante que todos os cidadãos brasi-
leiros, sem qualquer tipo de discriminação, têm
11 (CONSULPLAN/PREFEITURA DE VENDA NOVA DO
IMIGRANTE – ES/2016) A redistribuição das
responsabilidades quanto às ações e serviços
direito ao acesso às ações e serviços de saúde de saúde entre os vários níveis de governo é um
é o da(o) princípio de organização do SUS denominado:

Ⓐ Equidade. Ⓐ Equidade.
Ⓑ Controle social. Ⓑ Resolubilidade.
Ⓒ Universalidade. Ⓒ Universalidade.
Ⓓ Integridade. Ⓓ Descentralização.
Ⓔ Igualdade.
GRAU DE DIFICULDADE
GRAU DE DIFICULDADE
DICA DO AUTOR: Questão típica e recorrente de
DICA DO AUTOR: Questão típica e recorrente de prova. Fique atento ao art. 198 da Constituição
prova. Fique atento ao art. 198 da Constituição Federal e ao art. 7º da Lei nº 8.080/90.
Federal e ao art. 7º da Lei nº 8.080/90. Alternativa A: INCORRETA. A equidade é o tratamen-
Alternativa A: INCORRETA. A equidade é o tratamen- to desigual aos desiguais, intimamente ligada
to desigual aos desiguais, intimamente ligada ao conceito de justiça social.
ao conceito de justiça social.
Natale Oliveira de Souza ▏ 17

Alternativa B: INCORRETA. A Resolubilidade é a ca- Alternativa A: INCORRETA. A Lei nº 8.080/90 regu-


pacidade de resolução dos serviços em todos lamenta os artigos constitucionais da saúde e
os níveis de assistência. dispõe sobre a organização do SUS.;
Alternativa C: INCORRETA. A universalidade é um Alternativa B: INCORRETA. “pegadinha de prova”. A
princípio doutrinário. Traz a ideia do acesso de Lei é a nº 8.142/90.
todos ao sistema único de saúde, sem precon- Alternativa C: CORRETA. Este conceito é o caput do
ceitos ou privilégios. art. 196 da Constituição Federal, o primeiro arti-
Alternativa D: CORRETA. A descentralização é uma go que versa sobre a saúde.
diretriz e princípio do SUS e define que o siste- Alternativa D: INCORRETA. Dispensa comentários.
ma único de saúde será organizado de forma Resposta: Ⓒ
que as ações e serviços de saúde sejam plane-
jadas e executadas por aqueles que estão mais OS MARCOS JURÍDICOS DO SUS MAIS COBRADOS
próximos dos problemas, no caso em questão, EM PROVAS
os municípios. A descentralização foca na dire-
ção única em cada esfera de governo.
Resposta: Ⓓ

DESCENTRALIZAÇÃO

12 (MÁXIMA/PREFEITURA DE FRONTEIRA –
MG/2016) O conceito de “Saúde como
direito de todos e dever do Estado, garantido 13 (UFCG/UFCG/2016) O Sistema Único de Saú-
de (SUS) pode ser entendido, primordial-
mediante políticas sociais e econômicas que mente, como uma “Política de Estado”, mate-
vise àa redução do risco de doenças e de outros rializada em 1988, na chamada Constituição
agravos e ao acesso universal e igualitário às cidadã, ao considerar a Saúde como um(a)
ações e serviços para a sua promoção, proteção
e recuperação”, está previsto em qual legislação Ⓐ Dever do Estado.
Brasileira? Ⓑ Direito de cidadania.
Ⓒ Direito de Cidadania e um dever do Estado.
Ⓐ Lei nº 8.080/09.; Ⓓ Política pública.
Ⓑ Lei nº 8.143/09;. Ⓔ Direito à saúde.
Ⓒ Constituição Federal de 1988.;
Ⓓ Constituição Ffederal de 1948. GRAU DE DIFICULDADE
GRAU DE DIFICULDADE DICA DO AUTOR: Lembre-se que o SUS é uma Po-
lítica Pública.
DICA DO AUTOR: Sugiro leitura do art. 3º da Lei Comentários O SUS é uma Política Pública, tem
Orgânica 8.080/90, que versa sobre o conceito caráter universal e igualitário, não contributi-
ampliado de saúde. va e 100% includente. Foi institucionalizado/
18 ▕ Legislação do SUS

materializado através dos artigos 196 ao 200 da são a forma de operacionalizar o princípio da
Constituição de 1988. descentralização.
Resposta: Ⓒ Alternativa C: INCORRETA. A universalidade é um
princípio doutrinário. Traz a ideia do acesso de
O QUE É O SUS? todos ao sistema único de saúde, sem precon-
ceitos ou privilégios. A integralidade de assis-
tência, entendida como conjunto articulado
e contínuo das ações e serviços preventivos e
curativos, individuais e coletivos, exigidos para
cada caso em todos os níveis de complexidade
do sistema.
Alternativa D: INCORRETA. A equidade é o tratamen-
to desigual aos desiguais, intimamente ligada
ao conceito de justiça social; A Hierarquização é
organizar o sistema de saúde em níveis de com-
plexidade crescente.
Alternativa E: INCORRETA. O controle social é a par-

14 (IF-PE/IF-PE/2016) Analise o texto abaixo e


assinale a alternativa que representa os
princípios doutrinários do SUS: “Todo cidadão
ticipação dos usuários no planejamento e fis-
calização das ações de saúde. A preservação da
autonomia é um princípio que prevê o papel do
brasileiro deve ter acesso às ações e serviços de usuário como sujeito ativo no processo de cuidar.
saúde oferecidos pelo SUS, independentemen-
te de sua raça, posição social ou crença... Deve
ser atendido conforme suas necessidades, re-
conhecendo as diferenças entre as populações
e trabalhar para cada necessidade, oferecendo
15 (VUNESP/SPT/2012) A definição de saúde na
Constituição Federal

mais a quem mais precisa, diminuindo, assim, Ⓐ induz à ideia de que o Sistema Único de
as desigualdades existentes.” Saúde tem a responsabilidade exclusiva pela
saúde da população.
Ⓐ Universalidade e equidade. Ⓑ tem um viés assistencial que acabou indu-
Ⓑ Integralidade e hierarquização/regionalização. zindo a preferência de políticas voltadas para a
Ⓒ Universalidade e integralidade. recuperação da saúde, em detrimento da pre-
Ⓓ Equidade e Hierarquização. venção.
Ⓔ Controle social e preservação da autonomia. Ⓒ está em desacordo com a definição da Or-
ganização Mundial de Saúde, necessitando de
GRAU DE DIFICULDADE reformulação estimula a formulação
Ⓓ de propostas parciais para os problemas e
DICA DO AUTOR: Sugiro leitura do artigo 198 da necessidades de saúde para a população mais
CF/88 e do art. 7º da Lei Orgânica 8.080/90. carente.
Alternativa A: CORRETA. A universalidade é um Ⓔ expressa a compreensão de que a saúde da
princípio doutrinário. Traz a ideia do acesso de população é resultante da forma como a socie-
todos ao sistema único de saúde, sem precon- dade se organiza.
ceitos ou privilégios.
A equidade é o tratamento desigual aos desi- GRAU DE DIFICULDADE
guais, intimamente ligada ao conceito de jus-
tiça social. Alternativa A: INCORRETA. O artigo 196 da Consti-
Alternativa B: INCORRETA. A integralidade de assis- tuição Federal de 1988, deixa claro que a saú-
tência, entendida como conjunto articulado de é dever do Estado e consiste em garantir
e contínuo das ações e serviços preventivos e os meios para que seja garantidao a saúde da
curativos, individuais e coletivos, exigidos para população.
cada caso em todos os níveis de complexidade Alternativa B: INCORRETA. As ações e serviços ofer-
do sistema. A hierarquização e a regionalização tados através por meio do SUS visam o acesso
Natale Oliveira de Souza ▏ 19

universal e igualitário às ações e serviços para Alternativa B: INCORRETA. De maneira clara, o art.
promoção, proteção e recuperação da saúde. 198 da Constituição Federal traz entre suas di-
Alternativa C: INCORRETA. A Constituição Federal retrizes o atendimento integral com prioridade
de 1988 é considerada uma constituição cidadã, para as atividades preventivas, sem prejuízos
justamente por apresentar um conceito de saúde dos serviços assistenciais. Lembrando que as
que pondera determinantes e condicionantes. diretrizes também são princípios e estão des-
Alternativa D: INCORRETA. O acesso ao SUS é univer- critos no art. 7° da Lei nº 8.080/90.
sal e igualitário. Alternativa C: INCORRETA. De acordo com o art. 198
Alternativa E: CORRETA. Um conceito ampliado de da Constituição Federal de 1988, os municípios
Saúde, concebido desde a Reforma Sanitária, e o Distrito Federal aplicarão anualmente em
trata a saúde como resultado das relações em ações e serviços públicos de saúde, no mínimo
que o indivíduo está envolvido, sejam elas físi- 15% (quinze por cento) da arrecadação total.
cas, sociais, ambientais, culturais, dentre outras. Alternativa D: INCORRETA. De acordo com o art. 199
da CF de 1988, é vedada a destinação de recur-
sos públicos para auxílios ou subvenções às ins-

16 (VUNESP/PREFEITURA DE POÁ – SP/2014) Nos


termos da Constituição Federal, quando
trata da saúde, é correta a seguinte assertiva:
tituições com fins lucrativos.
Alternativa E: INCORRETA. De acordo com a Consti-
tuição Federal de 1988, em seu art. 197, são de
relevância pública as ações e serviços de saúde,
Ⓐ As ações e serviços públicos de saúde inte- cabendo ao poder público dispor, nos termos
gram uma rede regionalizada e hierarquizada e da lei, sobre sua regulamentação, fiscalização
constituem um sistema único. e controle, devendo sua execução ser feita di-
Ⓑ As ações e serviços de saúde devem obser- retamente ou através por meio de terceiros e,
var o princípio do atendimento integral, priori- também, por pessoa física ou jurídica de direito
zando as atividades curativas, sem prejuízo dos privado.
serviços assistenciais.
Ⓒ Os Municípios aplicarão, trienalmente, em
ações e serviços públicos de saúde, recursos
mínimos derivados da aplicação de percentual
calculado sobre o produto da arrecadação
17 (AOCP/EBSERH/2015) De acordo com as dis-
posições da Constituição Federal, no que
se refere à Saúde, assinale a alternativa correta.
dos impostos.
Ⓓ É possível a destinação de recursos púbicos Ⓐ A assistência à saúde é privativa da União e
para auxílios ou subvenções às instituições pri- sem fins lucrativos, motivo pelo qual é vedada
vadas com fins lucrativos. qualquer participação da iniciativa privada, ex-
Ⓔ São de relevância pública as ações e servi- ceto por instituições sem fins lucrativos.
ços de saúde, cabendo ao Poder Público dispor, Ⓑ As instituições privadas poderão participar
nos termos da lei, sobre sua regulamentação, de forma complementar do Sistema Único de
fiscalização e controle, e sua execução deve ser Saúde, segundo diretrizes deste, somente me-
sempre realizada diretamente. diante contrato de direito privado, após procedi-
mento de licitação na modalidade concorrência.
GRAU DE DIFICULDADE Ⓒ É vedada a destinação de recursos públicos
para auxílios ou subvenções às instituições pri-
DICA DO AUTOR: Essa questão exige do aluno co- vadas com fins lucrativos.
nhecimento sobre o Art. 198 da CF de 88 que Ⓓ É possível e sempre admitida a participação
traz em seu caput a forma de organização do direta ou indireta de empresas ou capitais es-
Sistema Único de Saúde - “as ações e serviços trangeiros na assistência à saúde no País.
de saúde integram uma rede regionalizada e Ⓔ O Poder Público, por meio de Lei Comple-
hierarquizada e constitui um sistema único”. mentar, regulamenta as condições e os requisi-
Alternativa A: CORRETA. O art. 198 da CF traz a for- tos que facilitem a remoção de órgãos, tecidos
ma de organização do SUS – “as ações e servi- e substâncias humanas para fins de transplan-
ços de saúde integram uma rede regionalizada te, pesquisa e tratamento, bem como estabele-
e hierarquizada e constitui um sistema único”. ce as regras que permitem sua comercialização.
20 ▕ Legislação do SUS

GRAU DE DIFICULDADE Ⓑ As receitas dos Estados, do Distrito Federal


e dos Municípios, destinadas à saúde, integra-
DICA DO AUTOR: Questão exige do candidato rão o orçamento da União.
atenção na resolução e conhecimento do art. Ⓒ A saúde é direito de todos e dever do Es-
199 da CF de 88 que versa sobre a iniciativa tado, garantido mediante políticas sociais e
privada. econômicas que visem à redução do risco de
Alternativa A: INCORRETA. De acordo com o art. 199 doença e de outros agravos e ao acesso uni-
da CF de 88, a assistência à saúde é livre àa ini- versal e igualitário às ações e serviços para sua
ciativa privada. As instituições privadas pode- promoção, proteção e recuperação.
rão participar de forma complementar do SUS, Ⓓ A definição dos critérios de transferência
segundo diretrizes deste, mediante contrato de de recursos para o Sistema Único de Saúde da
direito público ou convênio, tendo preferência União para os Municípios, e dos Estados para os
aàs entidades filantrópicas e sem fins lucrativos. Municípios, independe de lei e da contraparti-
Alternativa B: INCORRETA. Observe o comentário da da de recursos.
assertiva anterior. De acordo com o art. 199 da Ⓔ As ações e serviços públicos de saúde serão
Carta Magna, as instituições privadas poderão organizados em redes isoladas.
participar de forma complementar do SUS, se-
gundo diretrizes deste, mediante contrato de GRAU DE DIFICULDADE
direito público ou convênio, tendo preferência
aàs entidades filantrópicas e sem fins lucrativos. DICA DO AUTOR: Esta questão exige conhecimen-
Alternativa C: CORRETA. Conforme o parágrafo § 2° to sobre os artigos 195, 196 e 198 da Consti-
do art. 199 da CF de 88: “§ 2° - É vedada a des- tuição Federal de 88, ou seja, a leitura “seca” é
tinação de recursos públicos para auxílios ou necessária para a fixação. Além disso, devemos
subvenções às instituições privadas com fins atentar para as ações que compõem a seguri-
lucrativos.” dade social, uma vez que, a saúde está inclusa.
Alternativa D: INCORRETA. É necessária atenção à
seguinte situação: Segundo o art. 199 da CF de TRIPÉ DA SEGURIDADE SOCIAL
88 é vedada a participação direta ou indireta de
empresas ou capital estrangeiro na assistência
à saúde no país, salvo em casos previstos em lei.
Lembre-se de acordo com a CF de 88 é vedada
e de acordo com a LOS 8.080/90, em seu art. 23,
é permitida.
Alternativa E: INCORRETA. De acordo com o texto do
parágrafo § 4° do art. 199 da CF: “§ 4° - a lei dis-
porá sobre as condições e os requisitos que faci- Alternativa A: INCORRETA. O art. 195 da CF 88 traz
litem a remoção de órgãos, tecidos e substâncias que: A seguridade social será financiada por
humanas para fins de transplante, pesquisa e toda sociedade, de forma direta e indireta, nos
tratamento, bem como a coleta, processamento termos da lei, mediante recursos provenientes
e transfusão de sangue e seus derivados, sendo dos orçamentos da União, dos Estados, do Dis-
vedado todo tipo de comercialização.” trito Federal e dos Municípios.
Alternativa B: INCORRETA. As receitas dos Estados,
do Distrito Federal e dos Municípios destinadas

18 (AOCP/ EBSERH/2015) Em relação à organi-


zação da saúde na Constituição Federal,
assinale a alternativa correta.
à seguridade social constarão dos respectivos
orçamentos, não integrando o orçamento
da União.
Alternativa C: CORRETA. De acordo com o art. 196
Ⓐ A saúde, como importante elemento da da CF de 88 – A saúde é direito de todos e dever
seguridade social, caracteriza-se pelo financia- do Estado, garantido mediante políticas sociais
mento exclusivo por recursos públicos. e econômicas que visem à redução do risco de
doença e de outros agravos e ao acesso univer-
Natale Oliveira de Souza ▏ 21

sal e igualitário às ações e serviços para sua pro- da seguridade social, da União, dos Estados, do
moção, proteção e recuperação. Distrito Federal.
Alternativa D: INCORRETA. O art. 195 em seu pa- Ⓓ As ações e serviços públicos de saúde inte-
rágrafo §10 traz: A lei definirá os critérios de gram uma rede regionalizada e hierarquizada e
transferência de recursos para o sistema único constituem um sistema único.
de saúde e ações de assistência social da União Ⓔ Lei federal disporá sobre o regime jurídico,
para os eEstados, o Distrito Federal e os Muni- o piso salarial profissional nacional, as diretrizes
cípios, e dos Estados para os Municípios, obser- para os Planos de Carreira e a regulamentação
vada a respectiva contrapartida de recursos. das atividades de agente comunitário de saúde
Alternativa E: INCORRETA. Art.198 da CF de 88. e agente de combate às endemias, competindo
“As ações e serviços de saúde integram uma à União, nos termos da lei, prestar assistência fi-
rede regionalizada e hierarquizada e consti- nanceira complementar aos Estados, ao Distrito
tuem um sistema único, organizado de acordo Federal e aos Municípios, para o cumprimento
com as seguintes diretrizes: do referido piso salarial.
I – Descentralização com direção única em cada
esfera de governo; GRAU DE DIFICULDADE
II – Atendimento integral, com prioridade para
as atividades preventivas, sem prejuízo dos ser- DICA DO AUTOR: Esta questão exige do candidato
viços assistenciais; conhecimento sobre os artigos 195, 196, 197
III – Participação da comunidade. ” e 198 da Constituição Federal de 88, sendo o
art. 195 “Da seguridade Social” e os demais, “Da
DIRETRIZES DO SUS Saúde”. Sugiro leitura atenta do artigo 198, por
conta de atualizações recentes.
Alternativa A: CORRETA. Artigo 196 da CF de 88: “A
saúde é direito de todos e dever do Estado, ga-
rantido mediante políticas sociais e econômi-
cas que visem a redução do risco de doença e
de outros agravos e ao acesso universal e igua-
litário às ações e serviços para sua promoção,
proteção e recuperação.”
Alternativa B: CORRETA. Artigo 197 da CF de 88.
“São de relevância pública as ações e serviços
de saúde, cabendo ao Poder Público dispor,

19 (AOCP/EBSERH/UFC/2014)Nos termos da Cons-


tituição Federal, é incorreto afirmar que:
nos termos da lei, sobre sua regulamentação,
fiscalização e controle, devendo sua execução
ser feita diretamente ou através de terceiros e,
Ⓐ A saúde é direito de todos e dever do Es- também, por pessoa física ou jurídica de direito
tado, garantido mediante políticas sociais e privado. ”
econômicas que visem à redução do risco de Alternativa C: INCORRETA. De acordo com o pará-
doença e de outros agravos e ao acesso uni- grafo § 1° do artigo 198 da CF de 88 – “O sis-
versal e igualitário às ações e serviços para sua tema único de saúde será financiado, nos ter-
promoção, proteção e recuperação. mos do art. 195, com recursos do orçamento da
Ⓑ São de relevância pública as ações e servi- seguridade social, da União., dDos Estados, do
ços de saúde, cabendo ao Poder Público dispor, Distrito Federal e dos Municípios, além de ou-
nos termos da lei, sobre sua regulamentação, tras fontes. ”
fiscalização e controle, devendo sua execução Alternativa D: CORRETA. Artigo 198 da CF de 88, no
ser feita diretamente ou através de terceiros e, que tange à forma de organização do SUS.
também, por pessoa física ou jurídica de direito Alternativa E: CORRETA. Parágrafo § 5° do artigo
privado. 198 da CF de 88.
Ⓒ O Sistema Único de Saúde será financiado
exclusivamente com recursos do orçamento
22 ▕ Legislação do SUS

ARTIGOS CONSTITUCIONAIS DA SAÚDE RESUMIDOS – Ⓑ VFFV


CONSTITUIÇÃO DE 1988 Ⓒ FFVV
Ⓓ FVFV
Ⓔ VVFF

GRAU DE DIFICULDADE

DICA DO AUTOR: Para responder esta questão o


estudante deve ter o conhecimento dos arti-
gos constitucionais que estão relacionados à
saúde. Quais são eles? Arts. 196 ao 200. Além
disso, ter entendimento que o financiamento
da saúde está agregado ao da Seguridade So-
cial (art. 195). Vale ressaltar que a saúde é inse-
rida na agenda política com a promulgação da
Constituição de 1988, a primeira Carta Magna a
Resposta: Ⓒ contemplar artigos relacionados ao tema.
Assertiva 1: VERDADEIRA. De acordo com o pará-
grafo primeiro do artigo 198 da Constituição

20 (EESP /ENFERMAGEM /BA, 2014) Sobre a Se-


ção II (Da Saúde), situada no Capítulo II
(Da Seguridade Social) e no Título VIII (Da Or-
Federal de 1988: “§ 1º. O sistema único de saú-
de será financiado, nos termos do art. 195, com
recursos do orçamento da seguridade social,
dem Social), da Constituição Federal de 1988, da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
analise as afirmativas abaixo, identificando com Municípios, além de outras fontes.” O art. 195
V as verdadeiras e com F as falsas. não está inserido na sessão saúde, mas dispõe
sobre o financiamento da Seguridade Social
O Sistema Único de Saúde será finan- que é composta pelo tripé: assistência social,
ciado com recursos do orçamento da saúde e previdência.
( ) seguridade social, da União, dos Esta- Asseriva 2: FALSA. De acordo com o art. 199 da
dos, do Distrito Federal e dos Municí- Constituição de 1988, em seu parágrafo segun-
pios, além de outras fontes. do, a destinação de recursos é vedada: “§ 2º - É
É permitida a destinação de recursos vedada a destinação de recursos públicos para
públicos para auxílios ou subvenções auxílios ou subvenções às instituições privadas
( ) com fins lucrativos. ”.
às instituições privadas com fins lucra-
tivos, desde que previstos em lei. Assertiva 3: FALSA. Está é fácil. O artigo 200 da Carta
Magna versa sobre as competências do SUS, que
Não compete ao Sistema Único de Saú- posteriormente são regulamentadas pela Lei Or-
de participar da formulação da política gânica 8.080/90. A participação na formulação
( )
e da execução das ações de saneamen- da política e execução de ações de saneamento
to básico. básico é uma das atribuições do SUS. Fiquem
As instituições privadas poderão parti- atentos, pois é uma ação intersetorial, por este
cipar de forma complementar do Siste- motivo o verbo é participar. Vamos ler o que traz
ma Único de Saúde, segundo diretrizes o inciso IV do art. 200 da CF/88:
( ) deste, mediante contrato de direito “IV - participar da formulação da política e da
público ou convênio, tendo preferência execução das ações de saneamento básico. ”.
as entidades filantrópicas e as sem fins Assertiva 4: VERDADEIRA. Sobre a participação da
lucrativos. iniciativa privada no SUS podemos afirmar que
ocorrerá em caráter complementar, quando
A alternativa que contém a sequência correta, houver insuficiência de recursos públicos para
de cima para baixo, é: cumprir o princípio da integralidade. Esta ação
será formalizada mediante contrato ou convê-
Ⓐ VFVF nio, e a preferência serão as instituições filan-
Natale Oliveira de Souza ▏ 23

trópicas e sem fins lucrativos. Vejamos o que Estas serão explicitadas também como princí-
traz o parágrafo primeiro do art. 199 da CF/88: pios no art. 7º da LOS 8.080/90. Em resumo: as
“§ 1º - As instituições privadas poderão partici- diretrizes também são princípios. E quais são
par de forma complementar do sistema único as diretrizes do SUS? – Atendimento integral,
de saúde, segundo diretrizes deste, mediante descentralização, participação da comunidade.
contrato de direito público ou convênio, tendo Agora, quais são os princípios DOUTRINÁRIOS
preferência as entidades filantrópicas e as sem do SUS? – Integralidade, universalidade e equi-
fins lucrativos. ” dade. Há esta divisão na legislação que rege o
Resposta: Ⓑ SUS, mas, para fins didáticos, os estudiosos da
saúde coletiva classificam os princípios em:
doutrinários e organizativos.

21 (UFU/ ENFERMAGEM, 2013) O art. 196 da


Constituição Federal dispõe que a “saúde
é direito de todos e dever do Estado, garantido
Alternativa B: INCORRETA. Já comentamos esta as-
sertiva na questão anterior., vamos reforçar? A
destinação de recursos públicos para auxílios
mediante políticas públicas sociais e econômi- ou subvenções para instituições com finalidade
cas que visem à redução de doença e de outros lucrativa é vedada, não havendo incentivo para
agravos e ao acesso universal e igualitário às esta ação.
ações e serviços para sua promoção, proteção Alternativa C: CORRETA. Percebam a importância
e recuperação”. de entender que os artigos constitucionais são
Considerando a fundamentação do direito à regulamentados pelas leis orgânicas. O art. 196
saúde, concebido no texto acima, assinale a al- da CF/88 traz a obrigatoriedade do Estado fren-
ternativa correta. te às ações de saúde e determina as ações de
promoção, proteção e recuperação. E qual a re-
Ⓐ Com base nos preceitos constitucionais, a lação com o conceito ampliado de saúde? Não
construção do Sistema Único de Saúde (SUS) nor- podemos pensar em saúde sem lembrar que é
teia-se exclusivamente pelos princípios doutriná- um conjunto de fatores determinantes e con-
rios da universalidade e integralidade. dicionantes e não mais a “ausência de doença”.
Ⓑ A lei incentiva a destinação de recursos pú- Com isso, basta ler o art. 3º da Lei Orgânica
blicos para auxílios ou subvenções às institui- 8.080/90 que traz, o que chamamos de con-
ções privadas com ou sem fins lucrativos. ceito ampliado de saúde: “Os níveis de saúde
Ⓒ A Constituição legitima o conceito de saú- expressam a organização social e econômica
de que abrange, entre outros fatores determi- do País, tendo a saúde como determinantes e
nantes e condicionantes: o meio físico; o meio condicionantes, entre outros, a alimentação, a
socioeconômico e cultural; os fatores biológi- moradia, o saneamento básico, o meio ambien-
cos e a oportunidade de acesso aos serviços te, o trabalho, a renda, a educação, a atividade
que visem à promoção, proteção e recuperação física, o transporte, o lazer e o acesso aos bens e
da saúde. serviços essenciais.”
Ⓓ A lei disporá sobre as condições e os requi- Alternativa D: INCORRETA. Esta é uma “pegadinha”
sitos que facilitem a remoção de órgãos, teci- de prova. Ler as assertivas com atenção
dos e substâncias humanas para fins de trans- diminuiem a chance de “cair” em situações
plante, pesquisa e tratamento, sendo permitida como esta. De acordo com o art. 199 da CF
a comercialização desses exclusivamente em de 1988: “A lei disporá sobre as condições e os
instituições privadas. requisitos que facilitem a remoção de órgãos,
tecidos e substâncias humanas para fins de
GRAU DE DIFICULDADE transplante, pesquisa e tratamento, bem
como a coleta, processamento e transfusão de
DICA DO AUTOR: Uma questão que exige, além do sangue e seus derivados, sendo vedado todo
conhecimento do texto da lei maior, saberes da tipo de comercialização.”
construção histórica das políticas de saúde e
saúde coletiva.
Alternativa A: INCORRETA. De forma objetiva, o art.
198 da CF/88 versa sobre as diretrizes do SUS. 22 (CONSULPLAN/ HOB/ ENFERMEIRO, 2015) “É
um dos princípios do Sistema Único de
24 ▕ Legislação do SUS

Saúde (SUS), descrito na Constituição, o qual Ⓑ Declaração de Alma-Ata – setembro de 1978.


aborda a saúde como um direito de todos e um Ⓒ Art. 2 da Lei nº 8.142 de dezembro de 1990.
dever do Estado. ” Trata-se do princípio da Ⓓ Norma Operacional Básica do SUS – NOB 1/96.

Ⓐ Participação social. GRAU DE DIFICULDADE


Ⓑ Aplicabilidade do SUS.
Ⓒ Universalidade do SUS. DICA DO AUTOR: Ao estudar a legislação do SUS, é
Ⓓ Descentralização do sistema. importante registrar/elencar sobre o que dispõe
cada marco jurídico que é cobrado no edital.
GRAU DE DIFICULDADE Alternativa A: CORRETA. O texto traz na íntegra o
caput do art. 196 da Constituição Federal de
DICA DO AUTOR: Sempre que uma questão fizer 1988, onde em que o Estado passa a ser respon-
referência aos princípios do SUS, lembrem-se: sável pelas ações e serviços de saúde, de forma
as diretrizes são explicitadas na Constituição universal e igualitária;
de 1988 em seu art. 198, mas não esqueça que Alternativa B: INCORRETA. A Declaração de Alma-A-
as diretrizes do SUS também são princípios. ta foi o resultado da 1ª Conferência Internacio-
Estes estão descritos no art. 7º da Lei Orgânica nal de Cuidados Primários em Saúde. Ocorreu
8.080/90. Além disso, há uma divisão conceitual em 1978 e pode ser considerado um dos fatos
entre os princípios: históricos mais importantes na mudança da or-
• Universalidade ganização das ações de saúde no país, mesmo
• integralidade antes da criação do SUS;
• Equidade Alternativa C: INCORRETA. A Lei nº 8.142/90 dispõe
• Todos os outros que constam no art. 7º da sobre o controle social e as transferências inter-
LOS 8.080/90 governamentais de recursos.
Alternativa A: INCORRETA. A participação Social é Alternativa D: INCORRETA. A NOB 96 é a Norma
uma diretriz e princípio do SUS, que é regula- Operacional Básica que trouxe avanços no que
mentada pela LOS 8.142/90. Há duas instâncias tange à descentralização e a forma de repas-
colegiadas de controle social: os conselhos e se dos recursos. Cria o Piso da Atenção Básica
as conferências. e fortalece as ações da atenção primária atra-
Alternativa B: INCORRETA. Dispensa comentários. vés do investimento na Estratégia de Agentes
Alternativa C: CORRETA. Universalidade é o acesso Comunitários de Saúde ( PACS) e Estratégia de
de todos, de forma universal e igualitária, ao Saúde da Família.
sistema de saúde.
Alternativa D: INCORRETA. Descentralização com di-
reção única em cada esfera de governo é uma
diretriz e princípio organizativo do SUS. Traduz
a forma de organização do sistema.
24 (IOB/PREFEITURA DE ITUPORANGA-SC/ENFER-
MEIRO, 2014) As ações e serviços públicos
de saúde e os serviços privados contratados
Resposta: Ⓒ ou conveniados que integram o Sistema Único
de Saúde são desenvolvidos de acordo com as
diretrizes previstas no artigo 198 da Constitui-

23 (IOB/PREFEITURA DE ITUPORANGA-SC/ENFER-
MEIRO, 2014) Analise o texto abaixo, e as-
sinale qual alternativa a seguir indica a legisla-
ção Federal. Com base nas diretrizes previstas
no artigo 198 da Constituição Federal, assinale
V (verdadeiro) ou F (falso) nos seguintes prin-
ção do SUS a qual ela pertence: “A saúde é um cípios. A sequência correta de preenchimento
direito de todos e dever do Estado, garantido dos parênteses, de cima para baixo, é:
mediante políticas sociais e econômicas que vi-
sem à redução do risco de doença e de outros Universalidade de acesso aos serviços
agravos e ao acesso universal e igualitário às ( ) de saúde em todos os níveis de
ações e serviços para sua promoção, proteção assistência.
e recuperação”. Igualdade da assistência à saúde, esta-
( )
belecendo prioridades às gestantes.
Ⓐ Art. 196 da Constituição Federal de 1988.
Natale Oliveira de Souza ▏ 25

Integralidade de assistência com ser- I. Ilimitação da cobertura e do atendimento.


( ) viços preventivos e curativos em todos II. Uniformidade e equivalência dos benefícios
os níveis de complexidade. e serviços às populações urbanas e rurais.
Preservação da autonomia das pessoas III. Irredutibilidade do valor dos benefícios.
( ) na defesa de sua integridade física IV. Diversidade da base de financiamento.
e moral.
Ⓐ Apenas II e IV.
Ⓑ Apenas I e IV.
Ⓐ V – V – F – F. Ⓒ Apenas I, III e IV.
Ⓑ V – V – V – F. Ⓓ Apenas II, III e IV.
Ⓒ F – F – F – V. Ⓔ I, II, III e IV.
Ⓓ F – V – V – V.
Ⓔ V – F – V – V. GRAU DE DIFICULDADE

GRAU DE DIFICULDADE DICA DO AUTOR: Os artigos constitucionais que


versam sobre o setor saúde são: 196 aos 200.
DICA DO AUTOR: Questões que trazem diretrizes e Mas, muitas bancas solicitam, além destes, os
princípios devem ser lidas com muita atenção, arts. 194 e 195. Logo, sugiro leitura dos artigos
pois exigem o conhecimento tanto da CF/88 que estão no capítulo II, Seção I – da Segurida-
quanto do art. 7º da LOS 8.080/90. A Constitui- de Social. Eles podem cobrar estes artigos mes-
ção, em seu art. 198, traz as diretrizes do SUS. mo não sendo da saúde? Sim, pois a seguridade
Estas são regulamentadas no art. 7º da Lei nº social é formada pelo tripé: saúde, assistência
8.080/90. social e previdência.
Alternativa 1: VERDADEIRA. A universalidade é um Alternativa I: INCORRETA. Em seu art. 194, parágrafo
princípio doutrinário, descrito no art. 7º da Lei único, inciso I, a CF/88 traz a seguinte redação: “I
nº 8.080/90. Significa que todos, sem distinção, - universalidade da cobertura e do atendimento”.
têm o direito de acesso ao sistema único de Alternativa II: CORRETA. De acordo com o inciso II,
saúde. do parágrafo único do art. 194, não deve haver
Alternativa 2: FALSA. Uma “pegadinha”. A igualda- diferença entre os benefícios e serviços entre a
de também é um princípio, mas o art. 7º da LOS população urbana e rural. “II - uniformidade e
8.080/90 traz o seguinte texto: “IV - igualdade equivalência dos benefícios e serviços às popu-
da assistência à saúde, sem preconceitos ou pri- lações urbanas e rurais”.
vilégios de qualquer espécie”. Alternativa III: CORRETA. Ainda de acordo com o
Alternativa 3: VERDADEIRA. A integralidade é um mesmo artigo e parágrafo:
dos princípios doutrinários do SUS, Alcançado “IV - irredutibilidade do valor dos benefícios ”.
através de ações preventivas e curativas, perce- Alternativa IV: CORRETA. Ainda de acordo com o
bendo o indivíduo como um todo e ofertando mesmo artigo e parágrafo:
a este o acesso ao serviço de saúde de acordo “VI - diversidade da base de financiamento”.
com a sua necessidade. Resposta: Ⓓ
Alternativa 4: VERDADEIRA. Um dos princípios orga-
nizativos do SUS:
“III - preservação da autonomia das pessoas na
defesa de sua integridade física e moral”.
Resposta: Ⓔ
26 (CESPE/SESA/ES/ENFERMAGEM, 2013- MODIFI-
CADA PELO AUTOR) Acerca da livre participa-
ção da iniciativa privada na assistência à saúde
no Brasil, prevista na CF de 1988, assinale a op-
ção correta.

25 (AOCP/HUCAM-UFES/ENFERMAGEM, 2014) Ana-


lise as assertivas e assinale a alternativa
que aponta as corretas. Compete ao Poder Pú-
Ⓐ Em situações emergenciais ou de calami-
dade, as entidades filantrópicas e as que não
blico, nos termos da lei, organizar a seguridade tenham fins lucrativos terão preferência para
social, com base nos seguintes objetivos: participar do SUS, desde que haja previsão na
26 ▕ Legislação do SUS

lei orçamentária anual para repasse ordinário de capitais estrangeiros na assistência à saúde.
de recurso. Mas é importantíssimo salientar que a Consti-
Ⓑ A participação da iniciativa privada no SUS tuição Federal não foi modificada, ou seja, con-
ocorre mediante a celebração de contrato ou forme a CF de 88, em seu artigo 199, parágrafo
convênio com o poder público. 3º: É vedada a participação direta ou indireta de
Ⓒ A prestação de serviços pela iniciativa pri- empresas ou capitais estrangeiros na assistên-
vada, sob o comando da direção nacional do cia à saúde no país, salvo nos casos previstos
SUS, não se submete aos princípios de regio- em lei.
nalização e hierarquização da rede de serviços. Alternativa E: INCORRETA. Quem regula a saúde
Ⓓ É permitida a participação, direta ou indi- suplementar é a Agencia Nacional de Saúde
reta, de empresas ou de capitais estrangeiros (ANS), criada em 2000.
na assistência à saúde e na doação de recursos
financeiros por organismos internacionais vin-
culados à Organização das Nações Unidas.
Ⓔ O reajuste anual dos planos de saúde de
pessoas com idade superior a setenta anos
27 (UFCG/COMPROV/HUAC-UFCG, ENFERMAGEM,
2014) De acordo com o Art. 200 da Cons-
tituição Federal, compete ao Sistema Único de
deve seguir a lógica da livre concorrência do Saúde, exceto:
mercado.
Ⓐ Controlar e fiscalizar procedimentos, pro-
GRAU DE DIFICULDADE dutos e substâncias de interesse para a saúde
e participar da produção de medicamentos,
DICA DO AUTOR: Toda vez que a questão se referir equipamentos, imunobiológicos, hemoderiva-
a participação da iniciativa privada na assistên- dos e outros insumos.
cia à saúde, conforme a CF de 88 é preciso ter o Ⓑ Executar as ações de vigilância sanitária
conhecimento do artigo 199 da Carta Magna. e epidemiológica, bem como as de saúde do
Lembrando que a assistência à saúde no Brasil, trabalhador.
conforme a CF, é livre à iniciativa privada. Ⓒ Ordenar a formação de recursos humanos
Alternativa A: INCORRETA. Vejamos o texto do pa- na área de saúde.
raágrafo 1° do artigo 199: “§ 1º As instituições Ⓓ Incrementar, em sua área de atuação, o de-
privadas poderão participar de forma comple- senvolvimento científico e tecnológico.
mentar do sistema único de saúde, segundo Ⓔ Executar a política do meio ambiente, nela
diretrizes deste, mediante contrato de direito compreendido o manejo dos resíduos sólidos.
público ou convênio, tendo preferência as enti-
dades filantrópicas e as sem fins lucrativos.” GRAU DE DIFICULDADE
Alternativa B: CORRETA. Conforme o parágrafo 1º
do artigo 199 da CF, citado na assertiva ante- DICA DO AUTOR: Atentar para o enunciado, pois
rior: “As instituições privadas poderão partici- solicita a exceção. O art. 200 da CF/88 é um dos
par de forma complementar do sistema único mais cobrados em prova. Sugiro leitura “seca”
de saúde, segundo diretrizes deste, mediante deste artigo juntamente com o art. 6º da LOS
contrato de direito público ou convênio.” 8.080/90.
Alternativa C: INCORRETA. Acabamos de observar Alternativa A: CORRETA. De acordo com o art. 200
nas assertivas anteriores que na prestação da da CF/88, em seu inciso I: “I - controlar e fiscali-
assistência à saúde a iniciativa privada deve zar procedimentos, produtos e substâncias de
obedecer aos princípios e diretrizes do SUS. interesse para a saúde e participar da produção
Logo, a regionalização e hierarquização en- de medicamentos, equipamentos, imunobioló-
quanto princípios devem ser obedecidos na gicos, hemoderivados e outros insumos ”.
prestação da assistência. Alternativa B: CORRETA. De acordo com o art. 200
Alternativa D: INCORRETA. Atentem que essa asser- da CF/88, em seu inciso II: ”executar as ações
tiva pode gerar inúmeras dúvidas. Com a pro- de vigilância sanitária e epidemiológica, bem
mulgação da Lei nº 13.097/15, a Lei nº 8.080/90 como as de saúde do trabalhador”.
passou a vigorar com o artigo 23 permitindo a
participação, direta ou indireta, de empresas ou
Natale Oliveira de Souza ▏ 27

Alternativa C: CORRETA. De acordo com o art. 200 Ⓔ Apenas o item 5 está incorreto.
da CF/88, em seu inciso III: “ordenar a formação
de recursos humanos na área de saúde”. GRAU DE DIFICULDADE
Alternativa D: CORRETA. De acordo com o art. 200
da CF/88, em seu inciso V: “incrementar em sua DICA DO AUTOR: Leitura “seca” dos artigos 196 ao
área de atuação o desenvolvimento científico e 200 da Constituição Federal de 1988. Muita
tecnológico”. atenção com este tipo de questão que, mesmo
Alternativa E: INCORRETA. Uma boa “pegadinha” de sendo fácil, pode induzir o candidato ao erro
prova. De acordo com o art. 200 da CF/88, em pela forma da resposta.
seu inciso VIII, compete ao SUS: “colaborar na Alternativa 1: CORRETA. De acordo o inciso III do
proteção do meio ambiente, nele compreendi- artigo 200 da Constituição de 1988, é atribui-
do o do trabalho.”. No entanto, a assertiva traz: ção do SUS: “ ordenar a formação de recursos
executar a política do meio ambiente. A execu- humanos na área de saúde ”.
ção das ações da política do meio ambiente é Alternativa 2: CORRETA. De acordo o inciso V do ar-
de responsabilidade de outro setor, cabendo tigo 200 da Constituição de 1988, é atribuição
ao SUS a participação e não a operacionaliza- do SUS: ” incrementar em sua área de atuação o
ção destas. Podemos dizer que as ações rela- desenvolvimento científico e tecnológico”.
cionadas ao meio ambiente são intersetoriasin- Alternativa 3: CORRETA. De acordo o inciso II do ar-
tersetoriais, pois não são atribuições do setor tigo 200 da Constituição de 1988, é atribuição
saúde, mas a ausência destas causa impactos do SUS: ” executar as ações de vigilância sani-
negativos nas condições de saúde. Logo, os se- tária e epidemiológica, bem como as de saúde
tores governamentais devem unir forças para do trabalhador”.
diminuir os riscos à saúde da população. Alternativa 4: CORRETA. De acordo o inciso IV do ar-
Resposta: Ⓔ tigo 200 da Constituição de 1988, é atribuição
do SUS: “participar da formulação da política e
da execução das ações de saneamento básico”.

28 (UFPE/2015 - RESID. MULT. PROF. SAÚDE ENFER-


MAGEM) De acordo com a Constituição
Federal, Art. 200, ao Sistema Único de Saúde
Alternativa 5: CORRETA. De acordo o inciso VI do
artigo 200 da Constituição de 1988, é atribui-
ção do SUS: “fiscalizar e inspecionar alimentos,
compete algumas atribuições nos termos da compreendido o controle de seu teor nutricio-
lei. Sobre elas, analise os itens abaixo: nal, bem como bebidas e águas para consumo
humano”.
1. Ordenar a formação de recursos humanos Resposta: Ⓑ
na área da saúde.
2. Incrementar, em sua área de atuação, o de-
senvolvimento científico e tecnológico.
3. Executar as ações de vigilância sanitária e
epidemiológica, bem como as de saúde do
29 (RESID. MULT. PROF. SAÚDE UPE ENFERMAGEM,
2015) Em outubro de 2014, a Constituição
Federal de 1988 e o Sistema Único de Saúde
trabalhador. completaram 26 anos de existência jurídica.
4. Participar da formulação da política e da Considerando esse acontecimento, é correto
execução das ações de saneamento básico. afirmar que:
5. Fiscalizar e inspecionar alimentos, compre-
endido o controle de seu teor nutricional, Ⓐ O primeiro esforço governamental para
bem como bebidas e águas para consumo instituir a integralidade nos moldes como pre-
humano. visto pela Constituição Federal de 1988 ocorreu
com a criação das Caixas de Aposentadoria e
Assinale a alternativa correta. Pensões em 1924 com a aproximação entre a
assistência previdenciária, a assistência social e
Ⓐ Os itens 1 e 2 estão incorretos. a assistência médica;.
Ⓑ Os itens 3 e 4 estão corretos. Ⓑ O critério de vinculação a um emprego for-
Ⓒ Apenas o item 4 está correto. mal e contribuição à Caixa de Aposentadoria
Ⓓ Os itens 2 e 5 estão incorretos. e Pensões ou ao Instituto de Aposentadoria e
28 ▕ Legislação do SUS

Pensões ou, ainda, ao Instituto Nacional de Pre- um vínculo empregatício. Com isso, não pode-
vidência Social exprimia a negação do direito à mos considerar uma política de saúde includen-
atenção à saúde. te, podemos, sim, afirmar: eram excludentes e
Ⓒ A integração dos três tipos de assistência contributivas e não garantiam o direito de todos
mencionadas na assertiva anterior estabele- às ações e serviços de saúde, muito menos cum-
ceu-se de maneira tão intensa que tem servido priam o princípio da equidade (justiça social).
de inspiração para a organização das redes de
saúde preconizada pela Portaria MS 4.279/10.
Ⓓ A definição organizacional de separação
entre as práticas, tratamento de doenças e as
de prevenção de doenças no período anterior
30 (RESID. MULT. PROF. SAÚDE UFPE ENFERMAGEM,
2015) A Constituição Federal estabelece
ao Sistema Único de Saúde:
ao SUS não impediu que os sistemas de ambas
as práticas estivessem reunidos em um único 1. A descentralização, com direção única em
comando político e administrativo. cada esfera de governo.
Ⓔ A exigência da vinculação a um emprego 2. O atendimento integral, com prioridade
formal e a contribuição previdenciária foram para as atividades preventivas, sem prejuí-
os mecanismos usados para que os sistemas e zo dos serviços assistenciais.
serviços de saúde da Caixa de Aposentadoria e 3. O financiamento será com recurso do orça-
Pensões do Instituto de Aposentadoria e Pen- mento da seguridade social, da União, dos
sões, e do Instituto Nacional de Previdência So- Estados, do Distrito Federal e dos Municí-
cial se orientassem pelo princípio da equidade. pios, além de outras fontes.
4. A participação da comunidade.
GRAU DE DIFICULDADE 5. As ações e serviços públicos de saúde são ve-
tados à iniciativa privada com fins lucrativos.
DICA DO AUTOR: Além da lLeitura “seca” dos ar-
tigos 196 ao 200 da Constituição Federal de Assinale a alternativa correta.
1988, precisamos entender o processo de evo- Ⓐ Todos os itens estão corretos.
lução histórica das políticas de saúde no Brasil. Ⓑ Existem, apenas, 3 itens corretos.
Alternativa A: INCORRETA. A instituição das CAPS se Ⓒ O item 3 está incorreto.
deu em 1923, através da Lei Eloy Chaves. Ⓓ Os itens 3 e 5 estão incorretos.
Alternativa B: CORRETA. As CAPS (1923) e IAPS Ⓔ O item 5 está incorreto.
(1933), foram instituídos para atender a popu-
lação contribuinte, ou seja, aqueles que tinham GRAU DE DIFICULDADE
um vínculo empregatício. Com isso, não pode-
mos considerar uma política de saúde inclu- DICA DO AUTOR: Leitura dos artigos 198 da CF/88
dente, podemos, sim, afirmar: eram excluden- e atenção na hora de responder este tipo de
tes e contributivas e não garantiam o direito de questão.
todos às ações e serviços de saúde. Alternativas 1, 2, 3 e 4: CORRETAS. De acordo com o
Alternativa C: INCORRETA. AOs CAPS e os IAPS esta- art. 198 da CF:
vam vinculados à Previdência Social e não eram “Art. 198. As ações e serviços públicos de saúde
articuladoas em rRede. A pPortaria que dispõe integram uma rede regionalizada e hierarquiza-
sobre as Redes de Atenção à Saúde é a 4.279/10, da e constituem um sistema único, organizado
logo, posterior aos CAPS (1923) e IAPS (1933). de acordo com as seguintes diretrizes:
Alternativa D: INCORRETA. A dicotomia entre ações I - Descentralização, com direção única em cada
de assistência e prevenção marcaram os perío- esfera de governo;
dos que antecederam ao SUS. As ações da as- II - Atendimento integral, com prioridade para
sistência ficaram aà cargo da Previdência e as as atividades preventivas, sem prejuízo dos ser-
ações de Prevenção sob coordenação do Minis- viços assistenciais;
tério da Saúde, que é criado em 1953. III - Participação da comunidade.
Alternativa E: INCORRETA. As CAPS (1923) e os IAPS § 1º. O sistema único de saúde será financiado,
(1933), foram instituídos para atender a popu- nos termos do art. 195, com recursos do orça-
lação contribuinte, ou seja, aqueles que tinham mento da seguridade social, da União, dos Esta-