Você está na página 1de 39

SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


PADRÃO TÉCNICO

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO

ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO SECUNDÁRIAS AÉREAS


PT.DT.PDN.03.05.007 01
ISOLADAS

APROVADO POR VIGÊNCIA

INÍCIO FIM
MARCELO POLTRONIERI – ENGENHARIA E CADASTRO-ES
18/11/2014 CONDICIONADO
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

SUMÁRIO

1. OBJETIVO ..............................................................................................................................................................3
2. HISTÓRICO DAS REVISÕES ....................................................................................................................................3
3. APLICAÇÃO ...........................................................................................................................................................3
4. REFERÊNCIAS EXTERNAS .......................................................................................................................................3
5. DEFINIÇÕES ..........................................................................................................................................................3
6. DESCRIÇÃO E RESPONSABILIDADES ......................................................................................................................4
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


6.1. Afastamentos Mínimos .................................................................................................................................4
6.2. Instalações Básicas ........................................................................................................................................4
6.3. Estruturas Básicas .........................................................................................................................................4
6.4. Amarrações e Encabeçamentos do Cabo Mensageiro ...................................................................................5
6.5. Detalhes das Instalações ...............................................................................................................................5
6.6. Ramal de Ligação e Entrada ..........................................................................................................................5
6.7. Instalação de Transformadores .....................................................................................................................5
6.8. Conexões Elétricas ........................................................................................................................................5
6.9. Aterramento .................................................................................................................................................6
6.10. Informações Sobre Condutores Secundários Isolados ...................................................................................6
7. REGISTROS DA QUALIDADE ..................................................................................................................................6
8. ANEXOS ................................................................................................................................................................7

PÁGINA 2 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

1. OBJETIVO
Estabelecer os critérios e as condições necessárias para a padronização das instalações básicas para Redes de
Distribuição Aéreas Secundárias Isoladas, para sistemas monofásicos e trifásicos, para atualizações, reformas e
novas redes na área de concessão da EDP Escelsa.

2. HISTÓRICO DAS REVISÕES


Versão Início da Vigência Responsáveis Seções atingidas / Descrição

01 18/11/2014 Elaboração: Heber Costa Beber, Rafael Emissão inicial.


Furtado Seeberger
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Este documento substitui o PT.PN.03.13.0006.
Aprovação: Marcelo Poltronieri

3. APLICAÇÃO
Este documento aplica-se à EDP Escelsa.

4. REFERÊNCIAS EXTERNAS
● NR 10 - Segurança em Serviços em Instalações elétricas;
● NBR 5370 - Conectores de cobre para condutores elétricos em sistemas de potência;
● NBR 5410 - Instalações Elétricas de Baixa Tensão;
● NBR 5440 - Transformadores para redes aéreas de distribuição – Requisitos;
● NBR 6249 - Isolador roldana de Porcelana ou de Vidro – Dimensões, características e procedimentos de
ensaio;
● NBR 6323 - Galvanização de produtos de aço ou ferro fundido – Especificação;
● NBR 6547 - Ferragem de linha aérea – Terminologia;
● NBR 7285 - Cabos de potência com isolação extrudada de polietileno termofixo (XLPE) para tensão de 0,6
kV/1 kV - Sem cobertura – Especificação;
● NBR 8158 - Ferragens eletrotécnicas para redes aéreas, urbanas e rurais de distribuição de energia elétrica
– Especificação;
● NBR 8159 - Ferragens eletrotécnicas para redes aéreas, urbanas e rurais de distribuição de energia elétrica -
Formatos, dimensões e tolerâncias;
● NBR 8182 - Cabos de potência multiplexados autossustentados com isolação extrudada de PE ou XLPE, para
tensões até 0,6/1 kV — Requisitos de desempenho;
● NBR 8451 - Postes de concreto armado para redes de distribuição de energia elétrica;
● NBR 11788 - Conectores de alumínio para ligações aéreas de condutores elétricos em sistemas de potência
– Especificação.

5. DEFINIÇÕES
Para os efeitos deste Padrão, adotar as definições abaixo:
Alça pré-formada Acessório destinado a ancoragem dos condutores e/ou cabo neutro de sustentação.
Aterramento Ligações elétricas intencionais com a terra, podendo ser com objetivos funcionais
(ligação do condutor neutro a terra) e com objetivos de proteção (ligação à terra das
partes metálicas não destinadas a conduzir correntes elétricas).
Cabo mensageiro Cabo utilizado para a sustentação dos cabos fase, proteção elétrica e mecânica da
rede isolada.

PÁGINA 3 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Cabo multiplexado para Cabo utilizado em redes aéreas secundárias isoladas, autossustentado, constituído
baixa tensão por condutores fase, com isolação sólida extrudada de polietileno reticulado (XLPE),
isolação de tensão 0,6/1,0 kV, dispostos helicoidalmente em torno de um condutor
neutro.
Conector perfurante Conector isolado para 0,6/1 kV, lâminas de contato em liga de alumínio, coberto com
material polimérico, resistente e intempéries aos raios ultravioleta, provido de
parafuso tipo fusível mecânico utilizado para as derivações e jumpers dos cabos.
Conector tipo cunha Conector composto por duas partes sendo formada com o componente em forma de
“C” e a outra em formato de “Cunha”, ambos com a configuração adequada para
desempenhar a função do sistema mola.
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Ramal de ligação Conjunto de Condutores e seus acessórios instalados entre o ponto de derivação da
rede de distribuição secundária da Concessionária e o ponto de entrega.

6. DESCRIÇÃO E RESPONSABILIDADES

6.1. Afastamentos Mínimos


Mesmo se tratando de instalações que utilizam condutores isolados, afastamentos mínimos devem ser
mantidos nas diversas situações mostradas no desenho 01 do Anexo B e nas tabelas 01 e 02 do Anexo A.
No desenho 02 do Anexo B, estão apresentadas as alturas mínimas para a montagem da rede telefônica,
iluminação pública e rede secundária isolada.
Situações temporárias (tapumes e andaimes de construção) podem não obedecer aos afastamentos mínimos
especificados, desde que se tomem medidas de proteção contra a queda acidental de ferramentas e/ou
materiais diversos sobre a rede.
Objetivando cumprir as regras dos afastamentos mínimos especificados no desenho 01 do Anexo B, poderá ser
necessária a utilização de afastadores de rede secundária.
Em travessias sobre faixas de domínio de outros órgãos deverão ser obedecidas as distâncias mínimas exigidas
pelos mesmos.

6.2. Instalações Básicas


Nas vias que apresentem postes unilaterais, a rede secundária isolada deverá ser instalada do lado da via.
Em vias com a instalação bilateral de postes, a rede secundária isolada poderá ser instalada do lado da calçada,
desde que obedecidos os afastamentos mínimos estabelecidos no item 6.1 desta Instrução.
A altura mínima para instalação de rede secundária isolada no poste se dará em função do local de instalação,
conforme definido na tabela 02 do Anexo A e obedecendo aos afastamentos definidos no desenho 02 do Anexo
B.
Devem ser previstos sempre a instalação de isolador tipo roldana, para derivação de ramais de ligação,
conforme indicado no desenho 02 do Anexo B.
A faixa do poste entre o braço de iluminação pública e a rede secundária deve ser reservada para lançamento
de cabo óptico da EDP ESCELSA, conforme desenho 02 do Anexo B.

6.3. Estruturas Básicas


Nas mudanças de bitola ou fins de rede, os encabeçamentos devem ser frontais (Desenhos 04 e 05) e nunca
laterais.
Em regiões com alto grau de poluição marinha e/ou industrial devem ser utilizados materiais em liga de
alumínio.
Em ângulos de deflexão de 90°, deverá ser utilizada estrutura conforme desenho 08 do Anexo B.
A cavidade do grampo de suspensão deverá estar voltada para o poste.
O ângulo de deflexão interna máxima é de 30° para todas as seções de condutores.

PÁGINA 4 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

6.4. Amarrações e Encabeçamentos do Cabo Mensageiro


Os encabeçamentos poderão ser feitos com olhal, sapatilha e alça pré-formada ou com armação secundária,
isolador roldana e alça pré-formada.
A tabela 03 do Anexo A, apresenta as características da alça pré-formada aplicável em função do mensageiro.

6.5. Detalhes das Instalações


Nas derivações, mudanças de seção, cruzamentos e conversões de rede aérea convencional para isolada,
cuidados especiais devem ser tomados a fim de que seja obedecida a sequência de fases.
Todas as conexões devem ser executadas após o tensionamento e fixação dos cabos.
Nos finais de rede, as pontas dos condutores fase devem ser vedados com fita auto-fusão e fita isolante
conforme instruções contidas no item 6.8 desta Instrução.
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Em ângulos de deflexão de 90° com cabos fase de seção 120 mm², deverá ser utilizada estrutura conforme
desenho 08 do Anexo B.

6.6. Ramal de Ligação e Entrada


A conexão dos condutores fase de ramais de ligação aéreos à rede secundária isolada será feita utilizando-se
conectores perfurantes isolados.
A conexão dos condutores fase de ramais de entrada subterrâneos em baixa tensão será feita com conectores
derivação tipo cunha.
Quando utilizados conectores derivação de cunha, a isolação do cabo fase deve ser reconstituída no ponto de
conexão, conforme procedimentos definidos no item 6.8 desta Instrução.
As conexões com o mensageiro da rede secundária isolada deverá ser feita com conector de derivação tipo
cunha.
Deve ser previsto armação secundária e isolador roldana para derivação dos ramais de ligação aéreos conforme
ilustrado no desenho 16 do Anexo B.

6.7. Instalação de Transformadores


Os transformadores devem ser preferencialmente instalados na posição indicada nos desenhos 14 e 15 do
Anexo B, podendo ser instalado lateralmente.
Deverá ser instalado armação secundária e isolador roldana entre o transformador e o braço de iluminação
pública, para extensão de ramais de ligação cruzando a rua.
O barramento de ligação da rede secundária isolada ao transformador deve ser feito com condutor de cobre,
isolamento em XLPE. As seções destes condutores, em função da potência do transformador estão indicadas
nos desenhos 14 e 15 do Anexo B.
As carcaças dos transformadores devem ser aterradas e conectadas ao neutro (mensageiro do cabo
multiplexado), conforme esquemas mostrados nos desenhos 14 e 15 do Anexo B.
A posteação requerida para instalação de transformadores deve ser conforme definido na INS-PRO-11 “Projeto
de rede de distribuição aérea urbana”.
A ligação do transformador à rede secundária deverá ser feita com conectores tipo cunha.

6.8. Conexões Elétricas


O sistema de conexões elétricas a ser utilizado em redes de distribuição secundárias aéreas isoladas, será
constituído dos seguintes conectores:
▪ Conector tipo estrangulamento;
▪ Luvas de emenda para cabos CA/CAL;
▪ Conector tipo cunha;
▪ Conectores perfurantes isolados.
Todas as pontas de condutores fase deverão ser isoladas, conforme mostrado no desenho 18 do Anexo B e
procedimento descrito a seguir:

PÁGINA 5 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

– Camada Interna: Aplicar 3 camadas de fita auto-fusão com superposição de 50%.


– Camada externa: Aplicar uma camada de fita isolante com superposição de 50%.
Os procedimentos para instalação do conector perfurante isolado estão descritos no desenho 19 do Anexo B.
Quando utilizado conector tipo cunha nos condutores fase, a isolação do cabo deve ser recomposta conforme
apresentado no desenho 18 do Anexo B e procedimento descrito a seguir:
– Camada Interna: O preenchimento isolante/vedante que compõe a camada interna pode ser feito
com a utilização de fita de auto-fusão ou massa para isolamento elétrico.
□ Aplicação da fita de auto-fusão: Aplicar a fita esticando-a até que sua largura fique reduzida
a ½ da inicial, com superposição de 50%. Na saída do condutor de derivação, a aplicação
deve ser feita em forma de “8”, envolvendo o cabo de derivação e o condutor tronco
alternadamente.
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


□ Massa para isolamento: Opcionalmente, poderá ser utilizada para substituir a fita de auto-
fusão.
– Camada externa: A cobertura protetora externa deverá ser constituída por, no mínimo, duas voltas
de fita isolante plástica, com superposição de 50%.

6.9. Aterramento
O aterramento do neutro das redes isoladas corresponde à interligação do mensageiro do cabo multiplexado
da rede secundária com o cabo de ligação às hastes de aterramento.
Devem ser instaladas hastes de aterramento nas seguintes situações:
▪ A cada 300 m de rede, quando não houver nenhum aterramento neste trecho;
▪ Em todos os equipamentos.
O aterramento normal deverá ser efetuado com uma haste de aço-cobreada. Os aterramentos de
transformadores deverão ser efetuados com no mínimo 3 hastes de aço-cobreada, obedecendo as seguintes
condições:
▪ O valor máximo da resistência de aterramento para transformadores protegidos por para-raios é de 80
Ω.
▪ Ilustrações sobre aterramento nos desenhos 20 e 21 do Anexo B.

6.10. Informações Sobre Condutores Secundários Isolados


A rede secundária isolada utiliza cabos multiplexados como condutores fase de alumínio CA isolados em
polietileno reticulado (XLPE-90°C) para 0,6/1 kV e condutor mensageiro (neutro) nu em liga de alumínio (CAL).
Fazem parte deste item as seguintes tabelas do Anexo A para cabos multiplexados:
▪ Tabela 4 – Características Físicas e Dimensionais;
▪ Tabela 5 – Características Elétricas;
▪ Tabela 6 – Coeficientes de Queda de Tensão;
▪ Tabela 7 – Trações de Projeto;
▪ Tabela 8 – Esforços Equivalentes em Ângulo e Fim de Rede – Poste de 9 m;
▪ Tabela 9 – Esforços Equivalentes em Ângulo e Fim de Rede – Poste de 11 m;
▪ Tabela 10 – Flechas de Montagem;
▪ Tabelas de 11 a 15 – Trações de Montagem.

7. REGISTROS DA QUALIDADE
Não aplicável.

PÁGINA 6 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

8. ANEXOS
A. TABELAS
001. Afastamentos Verticais Mínimos Entre Circuitos Secundários Isolados e Outros Circuitos Diferentes
002. Afastamentos Verticais Mínimos Entre Circuitos Secundários Isolados e o Solo
003. Alça Pré-Formada para Mensageiro
004. Características Físicas e Dimensionais
005. Características Elétricas
006. Coeficientes de Queda de Tensão
007. Trações de Projeto
008. Esforços Equivalentes em Ângulo e Fim de Rede – Poste de 9 m
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


009. Esforços Equivalentes em Ângulo e Fim de Rede – Poste de 11 m
010. Flechas de Montagem
011. Trações Horizontais de Montagem para Cabo 2 X 1 X 35 + 35 mm²
012. Trações Horizontais de Montagem para Cabo 2 X 1 X 70 + 70 mm²
013. Trações Horizontais de Montagem para Cabo 3 x 1 x 35 + 35 mm²
014. Trações Horizontais de Montagem para Cabo 3 x 1 x 70 + 70 mm²
015. Trações Horizontais de Montagem para Cabo 3 x 1 x 120 + 70 mm²
B. DESENHOS
001. Afastamentos Mínimos Entre Condutores e Edificações
002. Afastamentos Padronizados
003. Estrutura Tangente
004. Estrutura de Encabeçamento em Fim de Rede
005. Estrutura de Encabeçamento com Mudança de Bitola
006. Estrutura de Encabeçamento com Seccionamento
007. Estrutura de Transição de Rede Nua para Rede Isolada
008. Estrutura com Ângulo Maior ou Igual a 90°
009. Estrutura de Derivação Frontal
010. Estrutura de Derivação Oposta
011. Estrutura de Cruzamento com Poste de Esquina
012. Cruzamento Sem Conexão no Vão
013. Cruzamento com Conexão no Vão
014. Estrutura com Transformador Monofásico
015. Estrutura com Transformador Trifásico
016. Estrutura Tangente com Derivação de Ramal de Ligação Aéreo
017. Estrutura Tangente com Derivação de Ramal de Ligação Subterrâneo
018. Conexões Elétricas
019. Conector Perfurante
020. Aterramento de Rede
021. Confecção de Aterramentos

PÁGINA 7 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

ANEXO A – TABELAS

Tabela 1 - Afastamentos Verticais Mínimos Entre Circuitos Secundários Isolados e Outros Circuitos Diferentes

AFASTAMENTO VERTICAL
CIRCUITOS TENSÃO E (kV)
MÍNIMO (m)
E < 0,6 0,20

Elétricos com condutores nus ou protegidos


0,6 < E < 15 0,80
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


15 < E < 35 1,00

E < 0,6 0,20

Elétricos com condutores isolados


0,6 < E < 15 0,40

15 < E < 35 0,80

Comunicação
- 0,20

Tabela 2 - Afastamentos Verticais Mínimos Entre Circuitos Secundários Isolados e o Solo

AFASTAMENTO VERTICAL MÍNIMO


NATUREZA DO LOGRADOURO NO PONTO DE FLECHA MÁXIMA
(m)
Rodovias e Ferrovias não eletrificadas 6,00

Ferrovias eletrificadas ou eletrificáveis 9,00

Ruas e Avenidas 5,50

Entradas de prédios e demais locais de uso restrito a veículos 4,50

Ruas e Vias exclusivas a pedestres 3,50

Tabela 3 - Alça Pré-Formada para Mensageiro

SEÇÃO DO ALÇA PRÉ-FORMADA APLICÁVEL


MENSAGEIRO
CÓDIGO DE COR COMPRIM. APLICADO (mm) RESISTÊNCIA MECÂNICA (daN)
(mm²)
35 Vermelho 625 1.050
70 Azul 710 2.060

PÁGINA 8 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 4 - Características Físicas e Dimensionais dos Cabos Multiplexados CA/CAL – Isolação XLPE 90° C – 0,6/1 kV
CABO
CONDUTOR FASE MENSAGEIRO (NEUTRO)
CABO FASE x COMPLETO
NEUTRO DIÂMETRO Nº DE FIOS DIÂMETRO CARGA
(CA) x (CAL) DIÂMETRO ESPESSURA CONDUTOR X
DIÂMETRO
PESO
CONDUTOR ISOLAÇÃO MENSAGEIRO RUPTURA EXTERNO
ISOLADO DIÂMETRO
mm² mm mm mm mm mm daN mm kg/km
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


2 x 1 x 35 + 35 7,10 1,60 10,30 7 x 2,50 7,50 1.080 28 370

2 x 1 x 70 + 70 9,85 1,80 13,50 19 x 2,12 10,60 2.060 37 685

3 x 1 x 35 + 35 7,10 1,60 10,30 7 x 2,50 7,50 1.080 28 510

3 x 1 x 70 + 70 9,85 1,80 13,50 19 x 2,12 10,60 2.060 38 900

3 x 1 x 120 + 70 12,86 2,00 16,90 19 x 2,12 10,60 2.060 44,5 1.400

Tabela 5 - Características Elétricas Cabos Multiplexados CA/CAL – Isolação XLPE 90° C – 0,6/1 kV
CABO FASE x REATÂNCIA CONDUTOR FASE MENSAGEIRO
NEUTRO INDUTIVA CORRENTE RESISTÊNCIA CORRENTE RESISTÊNCIA
(CA) x (CAL) (XLf) ADMISSÍVEL ELÉTRICA ADMISSÍVEL ELÉTRICA
mm² Ω / km TEMP. AMB (°C) A Ω / km A Ω / km

30 146
2 x 1 x 35 + 35 0,097 1,113 110 1,251
40 129

30 227
2 x 1 x 70 + 70 0,091 0,571 200 0,632
40 192

30 146
3 x 1 x 35 + 35 0,106 1,113 110 1,251
40 129

30 227
3 x 1 x 70 + 70 0,097 0,571 200 0,632
40 192

30 311
3 x 1 x 120 + 70 0,092 0,341 200 0,632
40 262

PÁGINA 9 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 6 - Coeficientes de Queda de Tensão Cabos Multiplexados CA/CAL – Isolação XLPE 90° C – 0,6/1 kV – [% /
(kVA x 100m)

CABO FASE X NEUTRO TRIFÁSICO MONOFÁSICO


(CA) X (CAL) 220 / 127 V 380 / 220 V 254 / 127 V
(mm²) F.P. = 1,0 F.P. = 0,8 F.P. = 1,0 F.P. = 0,8 F.P. = 1,0 F.P. = 0,8
2 x 1 x 35 + 35 - - - - 0,3879 0,3304
2 x 1 x 70 + 70 - - - - 0,1987 0,1729
3 x 1 x 35 + 35 0,2305 0,1975 0,0770 0,0660 - -
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


3 x 1 x 70 + 70 0,1181 0,1064 0,0395 0,0356 - -
3 x 1 x 120 + 70 0,0705 0,0678 0,0236 0,0227 - -

Tabela 7 - Trações de Projeto (daN) - Cabos Multiplexados CA/CAL – Isolação XLPE 90 °C – 0,6/1 kV
CABO FASE X NEUTRO VÃOS A (m)
(CA) X (CAL)
(mm²) A < 10 10 < A < 20 20 < A < 30 30 < A < 40 40 < A < 50 50 < A < 58
2 x 1 x 35 + 35 130 130 134 141 152 156
2 x 1 x 70 + 70 311 342 375 391 419 432
3 x 1 x 35 + 35 179 179 179 179 179 179
3 x 1 x 70 + 70 420 443 471 485 510 522
3 x 1 x 120 + 70 624 642 666 678 702 713

Tabela 8 - Esforços Equivalentes em Ângulo e Fim de Rede Aplicados a 20 cm do Topo Cabos Multiplexados CA / CAL
- Isolação XLPE 90 °C - 0,6 / 1 kV - Poste 9 m
CABO ÂNGULOS (α) FIM
FASE x NEUTRO VÃOS
(CA) x (CAL) A (m) 5° 10° 15° 20° 25° 30° 35° 40° 45° 50° 60° 90° DE
(mm²) REDE
20 < A < 40 12 25 37 49 61 73 85 96 108 119 141 199 141
2 x 1 x 35 + 35
40 < A < 60 14 27 41 54 68 81 94 107 119 132 156 221 156
20 < A < 40 34 68 102 136 169 202 235 267 299 330 391 553 391
2 x 1 x 70 + 70
40 < A < 60 38 75 113 150 187 224 260 296 331 365 432 611 432
20 < A < 40 16 31 47 62 77 93 108 122 137 151 179 253 179
3 x 1 x 35 + 35
40 < A < 60 16 31 47 62 77 93 108 122 137 151 179 253 179
20 < A < 40 42 85 127 168 210 251 292 332 371 410 485 686 485
3 x 1 x 70 + 70
40 < A < 60 46 91 136 181 226 270 314 357 400 441 522 738 522
20 < A < 40 59 118 177 235 293 351 408 464 519 573 678 959 678
3 x 1 x 120 + 70
40 < A < 60 62 124 186 248 309 369 429 488 546 603 713 1.008 713

PÁGINA 10 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 9 - Esforços Equivalentes em Ângulo e Fim de Rede Aplicados a 20 cm do Topo (daN) - Cabos Multiplexados
CA / CAL - Isolação XLPE 90 °C - 0,6 / 1 kV - POSTE 11m
CABO ÂNGULOS (α)
FIM
FASE x NEUTRO VÃOS
DE
(CA) x (CAL) A (m) 5° 10° 15° 20° 25° 30° 35° 40° 45° 50° 60° 90°
REDE
(mm²)
20 < A < 40 10 19 29 39 48 58 67 76 85 94 111 158 111
2 x 1 x 35 + 35
40 < A < 60 11 21 32 43 53 64 74 84 94 104 123 174 123
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


20 < A < 40 27 54 81 107 134 160 186 211 236 261 309 437 309
2 x 1 x 70 + 70
40 < A < 60 30 59 89 119 148 177 205 233 261 288 341 483 341
20 < A < 40 12 25 37 49 61 73 85 97 108 120 141 200 141
3 x 1 x 35 + 35
40 < A < 60 12 25 37 49 61 73 85 97 108 120 141 200 141
20 < A < 40 33 67 100 133 166 198 230 262 293 324 383 542 383
3 x 1 x 70 + 70
40 < A < 60 36 72 108 143 179 213 248 282 316 349 412 583 412
20 < A < 40 47 93 140 186 232 277 322 366 410 453 536 757 536
3 x 1 x 120 + 70
40 < A < 60 49 98 147 196 244 292 339 385 431 476 563 797 563

PÁGINA 11 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 10 - Flechas de Montagem - Cabo Básico 2 x 1 x 35 + 35 mm² - Isolação XLPE 0,6 / 1 kV 90 °C


TEMPERATURA VÃOS (m)
(°C) 2 6 10 14 18 22 26 30 32
0 0,00 0,01 0,04 0,07 0,12 0,17 0,24 0,32 0,37
5 0,00 0,02 0,04 0,08 0,13 0,19 0,27 0,35 0,40
10 0,00 0,02 0,05 0,10 0,15 0,22 0,30 0,38 0,43
15 0,00 0,03 0,06 0,11 0,17 0,24 0,32 0,42 0,46
20 0,01 0,03 0,08 0,13 0,20 0,27 0,35 0,45 0,50
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


25 0,01 0,04 0,09 0,15 0,22 0,30 0,38 0,48 0,53
30 0,01 0,06 0,11 0,17 0,24 0,32 0,41 0,51 0,56
35 0,02 0,07 0,12 0,19 0,26 0,35 0,44 0,54 0,58
40 0,02 0,08 0,14 0,21 0,28 0,37 0,46 0,57 0,62
45 0,03 0,08 0,15 0,22 0,30 0,39 0,49 0,60 0,65
50 0,03 0,09 0,16 0,24 0,32 0,42 0,52 0,62 0,68

TEMPERATURA VÃOS (m)


(°C) 34 36 38 42 46 50 54 58 60
0 0,41 0,46 0,52 0,63 0,76 0,89 1,04 1,20 1,29
5 0,45 0,50 0,55 0,67 0,80 0,94 1,09 1,25 1,33
10 0,48 0,53 0,59 0,71 0,84 0,98 1,13 1,30 1,38
15 0,52 0,57 0,63 0,75 0,88 1,02 1,18 1,34 1,43
20 0,55 0,61 0,66 0,79 0,92 1,07 1,22 1,39 1,47
25 0,58 0,64 0,70 0,82 0,96 1,11 1,26 1,43 1,52
30 0,62 0,67 0,73 0,86 1,00 1,15 1,31 1,47 1,56
35 0,65 0,71 0,77 0,90 1,04 1,19 1,35 1,52 1,61
40 0,68 0,74 0,80 0,93 1,08 1,23 1,39 1,56 1,65
45 0,71 0,77 0,84 0,97 1,11 1,26 1,43 1,60 1,69
50 0,74 0,80 0,87 1,00 1,15 1,30 1,47 1,64 1,73

PÁGINA 12 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 11 - Trações Horizontais de Montagem - Cabo 2 x 1 x 35 + 35 mm² - Isolação XLPE 0,6 / 1 kV 90 °C


TEMPERATURA VÃOS (m)
(°C) 2 6 10 14 18 22 26 30 32
0 130 130 130 130 130 130 130 130 130
5 106 107 109 111 113 115 117 118 119
10 82 85 89 94 98 102 106 109 110
15 58 65 73 80 86 92 96 100 102
20 36 49 60 69 76 83 88 93 95
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


25 20 37 50 60 69 76 82 87 89
30 13 30 43 53 62 70 76 82 84
35 10 25 38 48 57 65 71 77 80
40 8 22 34 44 53 60 67 73 76
45 7 20 31 41 49 57 64 70 73
50 6 18 29 38 46 54 61 67 69

TEMPERATURA VÃOS (m)


(°C) 34 36 38 42 46 50 54 58 60
0 130 130 130 130 130 130 130 130 130
5 120 120 121 122 123 124 124 125 125
10 111 112 113 115 117 118 119 120 121
15 104 105 107 109 111 113 115 116 117
20 97 99 101 104 106 109 111 112 113
25 92 94 96 99 102 105 107 109 110
30 87 89 91 95 98 101 103 106 107
35 82 85 87 91 94 97 100 103 104
40 79 81 83 87 91 94 97 100 101
45 75 78 80 84 88 92 95 97 99
50 72 75 77 81 85 89 92 95 96

PÁGINA 13 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 12 - Trações Horizontais de Montagem - Cabo 2 x 1 x 70 + 70 mm² - Isolação XLPE 0,6 / 1 kV 90 °C


TEMPERATURA VÃOS (m)
(°C) 2 6 10 14 18 22 26 30 32
0 240 240 240 240 240 240 240 240 240
5 190 198 201 205 209 213 216 219 220
10 151 157 165 174 182 189 196 201 203
15 108 120 135 148 160 170 178 186 189
20 67 90 110 127 142 154 164 172 176
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


25 38 69 92 111 127 140 151 161 166
30 24 56 79 99 115 129 141 151 156
35 18 47 70 89 106 120 132 143 148
40 15 41 63 81 98 112 125 136 141
45 13 37 57 75 91 105 118 129 134
50 12 33 53 70 86 100 112 123 129

TEMPERATURA VÃOS (m)


(°C) 34 36 38 42 46 50 54 58 60
0 240 240 240 240 240 240 240 240 240
5 222 223 224 226 227 229 230 231 231
10 206 208 210 213 216 218 221 223 223
15 192 195 197 202 206 209 212 215 216
20 180 188 186 192 197 201 205 208 209
25 170 175 177 183 189 194 198 202 203
30 160 165 168 175 181 187 191 196 198
35 152 157 161 168 175 180 186 190 192
40 145 150 154 162 169 175 180 185 187
45 139 144 148 156 163 169 175 180 183
50 134 138 143 151 158 165 171 176 178

PÁGINA 14 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 13 - Trações Horizontais de Montagem - Cabo 3 x 1 x 35 + 35 mm² - Isolação XLPE 0,6 / 1 kV 90 °C


TEMPERATURA VÃOS (m)
(°C) 2 6 10 14 18 22 26 30 32
0 179 179 179 179 179 179 179 179 179
5 146 147 150 153 156 158 161 163 164
10 113 117 123 130 136 141 146 150 151
15 81 90 100 110 119 126 133 138 141
20 50 67 82 95 105 114 122 128 131
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


25 28 52 69 83 94 104 113 120 123
30 18 41 59 74 86 96 105 113 116
35 14 35 52 66 79 89 98 106 110
40 11 31 47 61 73 83 93 101 105
45 10 27 43 56 68 78 88 96 100
50 9 25 39 52 64 74 84 92 96

TEMPERATURA VÃOS (m)


(°C) 34 36 38 42 46 50 54 58 60
0 179 179 179 179 179 179 179 179 179
5 165 165 167 168 169 170 171 172 172
10 153 155 156 159 161 163 164 166 166
15 143 145 147 150 153 156 158 160 161
20 134 136 139 143 147 150 152 155 156
25 126 129 132 136 141 144 147 150 151
30 119 123 125 131 135 139 143 146 147
35 114 117 120 125 130 134 138 142 143
40 108 112 115 120 126 130 134 138 139
45 104 107 110 116 121 126 130 134 136
50 99 103 106 112 118 123 127 131 133

PÁGINA 15 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 14 - Trações Horizontais de Montagem - Cabo 3 x 1 x 70 + 70 mm² - Isolação XLPE 0,6 / 1 kV 90 °C


TEMPERATURA VÃOS (m)
(°C) 2 6 10 14 18 22 26 30 32
0 315 315 315 315 315 315 315 315 315
5 257 260 264 269 275 280 284 288 290
10 199 206 217 229 239 249 257 264 267
15 142 158 177 195 219 223 234 244 248
20 89 119 145 167 186 202 215 227 232
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


25 50 91 122 146 167 184 199 212 218
30 32 73 104 130 151 170 185 199 205
35 24 62 92 117 139 157 174 188 194
40 20 54 82 107 128 147 164 178 185
45 17 48 75 99 120 138 155 170 176
50 15 44 69 92 113 131 147 162 169

TEMPERATURA VÃOS (m)


(°C) 34 36 38 42 46 50 54 58 60
0 315 315 315 315 315 315 315 315 315
5 291 293 294 297 299 300 302 303 304
10 270 273 275 280 284 287 290 292 294
15 252 256 259 265 271 275 279 282 284
20 236 241 245 252 259 264 269 273 275
25 223 228 232 241 248 254 260 265 267
30 211 216 221 230 238 245 252 257 260
35 200 206 211 221 230 237 244 250 253
40 191 197 202 213 222 230 237 243 246
45 183 189 194 205 214 223 230 237 240
50 175 182 187 198 208 216 224 231 234

PÁGINA 16 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Tabela 15 - Trações Horizontais de Montagem - Cabo 3 x 1 x 120 + 70 mm² - Isolação XLPE 0,6 / 1 kV 90 °C
TEMPERATURA VÃOS (m)
(°C) 2 6 10 14 18 22 26 30 32
0 490 490 490 490 490 490 490 490 490
5 400 404 411 419 427 435 442 448 451
10 309 321 338 356 372 387 400 411 416
15 221 246 275 303 327 347 365 380 386
20 138 184 226 260 289 314 335 352 360
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


25 77 141 189 227 259 286 310 329 338
30 49 114 162 202 235 264 288 309 319
35 37 96 143 182 216 245 270 292 302
40 31 84 128 166 200 229 255 277 288
45 27 75 117 154 186 215 241 264 274
50 24 68 108 143 175 204 229 252 263

TEMPERATURA VÃOS (m)


(°C) 34 36 38 42 46 50 54 58 60
0 490 490 490 490 490 490 490 490 490
5 453 455 457 461 465 467 470 472 473
10 420 425 423 435 441 447 451 455 457
15 392 398 403 413 421 428 434 439 442
20 368 375 381 392 402 411 419 425 428
25 347 354 362 374 386 396 404 412 416
30 328 336 344 358 371 382 391 400 404
35 312 320 329 344 357 369 379 389 393
40 297 306 315 331 345 357 368 378 383
45 284 294 303 319 333 346 358 368 373
50 273 282 291 308 323 336 348 359 364

PÁGINA 17 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


ANEXO B – DESENHOS

PÁGINA 18 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO
AFASTAMENTOS MÍNIMOS
ENTRE CONDUTORES E EDIFICAÇÕES

A
B
A

A
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


B

B
DESENHO 1 DESENHO 2 DESENHO 3
Afastamento vertical entre os condutores Afastamento vertical entre o piso
e a cimalha dos edifícios da sacada e os condutores

A
A A

DESENHO 4 DESENHO 5 DESENHO 6


Afastamento horizontal entre os condutores Afastamento horizontal entre o piso
e a cimalha dos edifícios da sacada e os condutores

Notas:
1. Se o afastamento vertical entre os condutores e as cimalhas ou telhados dos edifícios exceder as dimensões
dadas no des. 1, não se exige o afastamento horizontal do des.4.
2. Se os afastamentos verticais dos desenhos 2 e 3 não puderem ser mantidos, exigem-se os afastamentos
horizontais dos des. 5 e 6.
3. Se o afastamento vertical entre os condutores e as sacadas exceder as dimensões dos des. 2 e 3, não se exige o
afastamento horizontal da borda da sacada dos des. 5 e 6, porém o afastamento do des. 4 deve ser mantido.

AFASTAMENTOS MÍNIMOS
PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA
SÓ SÓ
DES. SÓ PRIMÁRIA DES. SÓ PRIMÁRIA
Nº SECUNDÁRIA Nº SECUNDÁRIA
(m) SECUNDÁRIA B (m) SECUNDÁRIA B
(m) PRIMÁRIA A(m) (m) PRIMÁRIA A(m)
(m) (m)

1 2,50 2,00 - 2,00 4 1,00 0,20 1,00 -

2 1,00 0,20 1,00 - 5 1,50 0,30 1,50 -

3 3,00 2,00 - 2,00 6 1,50 0,30 1,50 -

Páginas
001. Afastamentos Mínimos Entre Condutores e Edificações
01 / 01

PÁGINA 19 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

2.100 Poste 11m


300 Poste 9m

Para derivação de ramais


Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Condutor Neutro
200
Nota 2

Cabo óptico da ESCELSA


150 (mín.)

Braço de iluminação pública


7.200

100 (mín.)

Nível máximo da rede telefônica.


5.700

Notas:
1. Esta montagem é usada em circuitos secundários em tangência, deflexões e derivacões.
2. Esta distância deverá ser de :
200 mm (mínimo) - Quando utilizados cabos auto-sustentados;
350 mm (mínimo) - Quando utilizados cabos espinados.

Páginas
002. Afastamentos Padronizados
01 / 01

PÁGINA 20 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

F10

I6
C8
A10 A10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


LIGAÇÃO RAMAL

LIGAÇÃO RAMAL
F79 F80

REDE SECUNDÁRIA

Nota: Esta montagem pode ser usada para circuitos em tangências, deflexões e derivações .
Nota: Esta montagem pode ser usada para circuitos em tangências, deflexões e derivações.
Código de Desenho
Código Descrição Unidade Quantidade
Material Padronizado
Código Descrição Unidade Quantidade
A10 AlçaA10pré-formada
Alça pré-formada pç 2 variável pç
PT.RD.17.036(035) 2
C8 Cabo pré-reunido
Cabo pré-reunido 35 mm² m variável 10004311 m Variável
F10 Cinta paraCaboposte seção
pré-reunido circular
50 mm² m variável 10003853 pç 2
C8 ES.PN.01.01.0011
F79 Armação secundária
Cabo pré-reunido 701mm²
isolador m variável 10000212 pç 1
F80 Armação secundária 2 isoladores
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211 pç 1
I6 Isolador
F10 roldana
Cinta para poste seção circular pç 2 variável pç
PT.RD.17.071 3
PT.RD.17.088
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1 10001415
(MP-08-19)

PT.RD.17.088
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 1 10001416
(MP-08-19)

PT.RD.17.026
I6 Isolador roldana pç 1 10001265
(MP-06-11)

Páginas
003. Estrutura Tangente
01 / 01

PÁGINA 21 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

F80
LIGAÇÃO RAMAL
F79
F10
I6
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


F10 A10

F10
F80
F79 I6
A10
I6

Código Descrição Unidade Quantidade


A10 Alça pré-formada pç 1
C8 Cabo pré-reunido m Variável
F10 Cinta para poste seção circular pç 2
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1
F80 Armação secundária 2 isoladores Código de pç Desenho 1
Código Descrição Unidade Quantidade
Material Padronizado
I6 Isolador roldana pç 3
A10 Alça pré-formada pç 1 variável PT.RD.17.036(035)

Cabo pré-reunido 35 mm² m variável 10004311

Cabo pré-reunido 50 mm² m variável 10003853


C8 Páginas
004. Estrutura deCabo pré-reunido 70 mm²
Encabeçamento em Fim de Rede m variável 10000212
01 / 01
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211

F10 Cinta para poste seção circular pç 2 variável PT.RD.17.071


PÁGINA 22 DE 39
PT.RD.17.088
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1 10001415
(MP-08-18)
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

LIGAÇÃO RAMAL LIGAÇÃO RAMAL


F80

I6

F10
A10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


O1
C8

O1

Deverá ser isolado


conforme padrão.

F10

F80 C8
A10

Código Descrição Unidade Quantidade


Código de Desenho
A10 Alça pré-formada Descrição
Código Unidade Quantidade
Material pç
Padronizado 2
C8 Cabo pré-reunido m Variável
A10 Alça pré-formada pç 2 variável PT.RD.17.036(035)
F10 Cinta para poste seção circular pç 2
F80 ArmaçãoCabosecundária 2 isoladores
pré-reunido 35 mm² m variável 10004311 pç 2
I6 IsoladorCabo
roldana
pré-reunido 50 mm² m variável 10003853
pç 4
C8 ES.PN.01.01.0011
O1 Conector tipo cunha
Cabo pré-reunido 70 mm² m variável 10000212
pç 4
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211

F10 Cinta para poste seção circular pç 2 variável PT.RD.17.071

PT.RD.17.088
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 2 10001416 Páginas
(MP-08-19)
005. Estrutura de Encabeçamento com Mudança de Bitola
I6 Isolador roldana pç 4 10001265
PT.RD.17.026
(MP-06-11)
01 / 01
O1 Conector cunha pç 4 variável DT.PN.01.29.0003
PÁGINA 23 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

LIGAÇÃO RAMAL F80 F80 LIGAÇÃO RAMAL

I6 F10

I6
F10 A10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


C8

O1

F10

I6
A10

O1
Código Descrição Código de
Unidade
Desenho
Quantidade
Código Descrição Unidade Quantidade
A10 Alça pré-formada Material Padronizado
pç 2
C8 Cabo
A10
pré-reunido
Alça pré-formada pç 2 variável
m
PT.RD.17.036(035)
Variável
F10 Cinta para poste seção circular pç 2
Cabo pré-reunido 35 mm² m variável 10004311
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 2
Cabo pré-reunido 50 mm² m variável 10003853
I6 Isolador
C8 roldana pç
ES.PN.01.01.0011 4
Cabo pré-reunido 70 mm² m variável 10000212
O1 Conector tipo cunha pç 1
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211

F10 Cinta para poste seção circular pç 2 variável PT.RD.17.071

PT.RD.17.088
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 2 10001416
(MP-08-19)

PT.RD.17.026
I6 Isolador roldana pç 4 10001265
(MP-06-11)
Páginas
006. Estrutura de Encabeçamento com Seccionamento
O1 Conector tipo cunha alumínio pç 1 variável DT.PN.01.29.0003 01 / 01

PÁGINA 24 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

F80 F80
F10
O1 A10

I6 A10 C8
O1 A10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


F80

F10

F10

I6
O1 A10

Código Descrição Unidade Quantidade


Código de Desenho
A10 Alça pré-formada Descrição
Código Unidade Quantidade
Material pç
Padronizado 5
C8 Cabo pré-reunido m Variável
A10 Alça pré-formada pç 5 variável PT.RD.17.036(035)
F10 Cinta para poste seção circular pç 3
F80 ArmaçãoCabo pré-reunido 35 mm²
secundária 2 isoladores m variável 10004311
pç 3
Cabo pré-reunido 50 mm² m variável 10003853
I6 Isolador
C8
roldana pç
ES.PN.01.01.0011
6
O1 Conector tipo
Cabo cunha70 mm²
pré-reunido m variável 10000212 pç 4
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211

F10 Cinta para poste seção circular pç 3 variável PT.RD.17.071

PT.RD.17.088
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 3 10001416
(MP-08-19) Páginas
007. Estrutura de Transição de Rede Nua para Rede Isolada PT.RD.17.026
I6 Isolador roldana pç 6 10001265
(MP-06-11)
01 / 01
O1 Conector tipo cunha alumínio pç 4 variável DT.PN.01.29.0003
PÁGINA 25 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

LIGAÇÃO RAMAL F80 LIGAÇÃO RAMAL

F10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


F80
F10
C8 A10 I6

A10

Código de Desenho
Código Descrição Unidade Quantidade
Material Padronizado
Código Descrição Unidade Quantidade
A10 Alça pré-formada
A10 Alça pré-formada pç 5 variável

PT.RD.17.036(035) 2
C8 Cabo pré-reunido
Cabo pré-reunido 35 mm² m variável 10004311
m Variável
F10 Cinta Cabo
parapré-reunido
poste seção
50 mm²
circular m variável 10003853
pç 2
F80 Armação secundária 2 isoladores
C8 pç
ES.PN.01.01.0011 2
Cabo pré-reunido 70 mm² m variável 10000212
I6 Isolador roldana pç 4
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211

F10 Cinta para poste seção circular pç 3 variável PT.RD.17.071

PT.RD.17.088
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 3 10001416
(MP-08-19)

PT.RD.17.026

I6 Isolador roldana 6 10001265
(MP-06-11) Páginas
008. Estrutura com Ângulo Maior ou Igual a 90°
01 / 01

PÁGINA 26 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

LIGAÇÃO RAMAL
F79 F80
F10 LIGAÇÃO RAMAL

I6
F10 A10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


C8

C8

O2
A10
F10 O1
F79 I6
I6

A10

F80

A10

C8

Código Descrição Unidade Quantidade


Código de Desenho
Código Descrição Unidade Quantidade
A10 Alça pré-formada Material pç Padronizado 3
C8 Cabo pré-reunidoAlça pré-formada pç
m PT.RD.17.036(035)
Variável
A10 3 variável
F10 Cinta para poste seção circular pç 2
Cabo pré-reunido 35 mm² m variável 10004311
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1
Cabo pré-reunido 50 mm² m variável 10003853
F80 ArmaçãoC8 secundária 2 isoladores pç ES.PN.01.01.00111
I6 Isolador roldanaCabo pré-reunido 70 mm² m variável 10000212
pç 3
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211
O1 Conector tipo cunha pç 1
Cinta para poste seção circular pç
O2 Conector perfurante
F10 isolado 2 variável pç PT.RD.17.071 3

PT.RD.17.088
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1 10001415
(MP-08-18)

PT.RD.17.088
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 1 10001416
(MP-08-19)

PT.RD.17.026

I6 Isolador roldana 3 10001265
(MP-06-11) Páginas
009. Estrutura de Derivação Frontal
O1 Conector tipo cunha alumínio pç 1 variável DT.PN.01.29.0003 01 / 01
O2 Conector perfurante isolado pç 3 variável PT.RD.17.023

PÁGINA 27 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

F80 LIGAÇÃO RAMAL


LIGAÇÃO
RAMAL

F10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


A10

F10 I6
A10

O1 O2

C8

Código Descrição Unidade Quantidade


A10 Alça pré-formada
Código Descrição Unidade Quantidade
Código de pç
Desenho 3
Material Padronizado
C8 Cabo pré-reunido m Variável
F10 Cinta
A10 para poste
Alça seção circular
pré-formada pç 3 variável pç
PT.RD.17.036(035) 2
F80 ArmaçãoCabosecundária 2 mm²
pré-reunido 35 isoladores m variável 10004311
pç 2
I6 Isolador roldana
Cabo pré-reunido 50 mm² m variável 10003853
pç 4
O1 Conector
C8 tipo cunha
Cabo pré-reunido 70 mm²

ES.PN.01.01.0011 1
m variável 10000212
O2 Conector perfurante isolado pç 3
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211

F10 Cinta para poste seção circular pç 2 variável PT.RD.17.071

PT.RD.17.088
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 2 10001416
(MP-08-19)

PT.RD.17.026
I6 Isolador roldana pç 4 10001265 Páginas
(MP-06-11)
010. Estrutura de Derivação Oposta
O1 Conector tipo cunha alumínio pç 1 variável DT.PN.01.29.0003 01 / 01
O2 Conector perfurante pç 3 10004463(62) PT.RD.17.089

PÁGINA 28 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

LIGAÇÃO RAMAL LIGAÇÃO RAMAL

F10
I6

F10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


C8

A10

F80 O2

A10 I6

A10

O2

C8

Código Descrição Unidade Quantidade


Código de Desenho
Código Descrição Unidade Quantidade
A10 Alça pré-formada Material Padronizado pç 4
C8 CaboAlça
pré-reunido
pré-formada pç
m
PT.RD.17.036(035)
Variável
A10 3 variável
F10 Cinta para poste seção circular pç 2
Cabo pré-reunido 35 mm² m variável 10004311
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1
Cabo pré-reunido 50 mm² m variável 10003853
F80 C8 Armação secundária 2 isoladores pç 1
Cabo pré-reunido 70 mm² m variável 10000212
I6 Isolador roldana pç 4
Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211
O1 Conector tipo cunha pç 2
F10 Cinta para poste seção circular pç 2 variável PT.RD.17.071
O2 Conector perfurante isolado pç 6
PT.RD.17.088
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1 10001415
(MP-08-18)

PT.RD.17.088
F80 Armação secundária 2 isoladores pç 1 10001416
(MP-08-19)

PT.RD.17.026 Páginas
I6 Isolador roldana pç 3 10001265
(MP-06-11)
011. Estrutura de Cruzamento com Poste de Esquina
O1 Conector tipo cunha alumínio pç 1 variável DT.PN.01.29.0003 01 / 01
O2 Conector perfurante isolado pç 3 variável PT.RD.17.023

PÁGINA 29 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Fio de alumínio coberto,


ou braçadeira plástica
(Ver nota 3)
C8

ver detalhe

Os cabos mensageiros deverão ser unidos


no cruzamento, com, no mínimo, 3 voltas de
fio de alumínio recozido para amarração.
O2
C8
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


O1

Fio de alumínio coberto,


ou braçadeira plástica Fio de alumínio coberto,
(Ver nota 3) ou braçadeira plástica
O1 (Ver nota 3)

Detalhe O2
Aplicação conector de perfuração

D21

Código Descrição Unidade Quantidade


C8 Cabo pré-reunido m Variável
D21 Fita auto aglomerante Código de Desenho
m Variável
Código Descrição Unidade Quantidade
D34 Abraçadeira plástica Material Padronizado pç 5
O1 Conector tipo cunha
Cabo pré-reunido 35 mm² m variável 10004311
pç 2
O2 Conector perfurante isolado
Cabo pré-reunido 50 mm² m variável 10003853
pç 6
C8 ES.PN.01.01.0011
Cabo pré-reunido 70 mm² m variável 10000212

Notas: Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211

D21 Fita Auto Aglomerante pç variável 30001104 -

1. Os cabos mensageiros
D34 deverão
Abraçadeira Plástica ser unidos no cruzamento,
pç com,
5 no mínimo,
10001926 3 voltas - de fio de alumínio recozido
para amarração.
O1 Conector tipo cunha pç 2 variável DT.PN.01.29.0003
2. As pontas dos
O2
condutores fase devem ser isoladas/vedadas
Conector de perfuração pç
nos
6
pontos de conexão.
variável
Uma das pontas com o capuz
PT.RD.17.023
do conector e a outra com fita auto-fusão e fita isolante, conforme indicado neste documento.
3. AmarrarNotas:
os condutores fase com 5 voltas de fio de alumínio coberto ou braçadeira plástica.
1. Os cabos mensageiros deverão ser unidos no cruzamento, com, no mínimo, 3 voltas de fio de alumínio
recozido para amarração.
2. As pontas dos condutores fase devem ser isoladas/vedadas nos pontos de conexão. Uma das pontas com o
capuz do conector e a outra com fita auto-fusão ou massa e fita isolante, conforme indicado nesta instrução.
3. Amarrar os condutores fase com 5 voltas de fio de alumínio coberto ou braçadeira plástica.

Páginas
012. Cruzamento Sem Conexão no Vão
01 / 01

PÁGINA 30 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

B
Passeio
Ver detalhe "B".
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Rua

A Ver detalhe "A".


O2

C8

3 voltas, no mínimo, O1 O2
com fio de alumínio O2
para amarração.

O2 DETALHE "B"
Conexões e arranjo dos condutores

DETALHE "A"
Amarração dos cabos mensageiros
O1
C8

Código Código Descrição


Descrição Unidade Quantidade
Código de Unidade
Desenho Quantidade
Material Padronizado
C8 Cabo pré-reunido m Variável
O1 Conector tipo
Cabo cunha
pré-reunido 35 mm² m variável 10004311 pç
ES.PN.01.01.0011 2
O2 Conector perfurante
Cabo pré-reunidoisolado
50 mm² m variável 10003853 pç
ES.PN.01.01.0011 6
C8
Cabo pré-reunido 70 mm² m variável 10000212 ES.PN.01.01.0011

Cabo pré-reunido 120 mm² m variável 10000211 ES.PN.01.01.0011


Notas:
O1 Conector tipo cunha pç 2 variável DT.PN.01.29.0003


1. O2
Sempre que possível, asConector de perfuração
distâncias “A” e “B” deverão ser iguais. 6 variável PT.RD.17.023

2. As distâncias “A” e “B” nunca poderão ser superiores a 15m.


3. O jampe deverá ter seção igual a do maior condutor.
Notas:

1. Sempre que possível as distâncias "A" E "B" deverão ser sempre iguais e nunca superiores a 15 m.
2. O jampe deverá ter seção igual a do maior condutor.

Páginas
013. Cruzamento com Conexão no Vão
01 / 01

PÁGINA 31 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Código Descrição Unidade Quantidade


A10 Alça pré-formada pç 2
A30 Suporte para transformador em poste de concreto pç 2
C1 Cabo de cobre nu 16 mm² m Variável
C8 Cabo pré-reunido m Variável
C10 Cabo de cobre isolado m Variável
E45B Transformador monofásico pç 1
F10 Cinta para poste seção circular pç 2
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1
I6 Isolador roldana pç 2
O1 Conector tipo cunha pç 5

Páginas
014. Estrutura com Transformador Monofásico
01 / 01

PÁGINA 32 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Código Descrição Unidade Quantidade
A10 Alça pré-formada pç 2
A30 Suporte para transformador em poste de concreto pç 2
C1 Cabo de cobre nu 16 mm² m Variável
C8 Cabo pré-reunido m Variável
C10 Cabo de cobre isolado m Variável
E45 Transformador trifásico pç 1
F10 Cinta para poste seção circular pç 2
F79 Armação secundária 1 isolador pç 1
I6 Isolador roldana pç 2
O1 Conector tipo cunha pç 6

Páginas
015. Estrutura com Transformador Trifásico
01 / 01

PÁGINA 33 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

LIGAÇÃO RAMAL

F79 LIGAÇÃO RAMAL


F16

F80

F200 C8
A10
A10
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


C
8
REDE SECUNDÁRIA
Conector perfurante isolado

Isolador perfurante
isolado

Conector
tipo cunha Ramal de ligação

Ramal de ligação

Páginas
016. Estrutura Tangente com Derivação de Ramal de Ligação Aéreo
01 / 01

PÁGINA 34 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Conector cunha

Condutor do ramal de
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


entrada (ver nota 1)

Massa preta para vedação ou


cabeçote de alumínio

Eletroduto de aço
galvanizado (ver nota 1)

8 voltas com arame de aço


galvanizado 12 AWG
1m

Luva de aço galvanizado (ver


nota 1)

Caixa de passagem

Curva longa 90º


(ver nota 1)

Notas:
1. Para detalhes de instalação do ramal de entrada e definição dos cabos e eletrodutos, consultar padrão de
fornecimento da EDP Escelsa.
2. Para ramais de entrada subterrâneos, devem ser utilizados conectores tipo cunha. Depois de efetuada a conexão,
a isolação deve ser recomposta conforme descrito neste padrão técnico.

Páginas
017. Estrutura Tangente com Derivação de Ramal de Ligação Subterrâneo
01 / 01

PÁGINA 35 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Luva de emenda
Mensageiro. à compressão.

EMENDA DO MENSAGEIRO
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Cobertura protetora
com fita isolante.
3 (mínimo)

Conector tipo cunha.


Enchimento Vedante / Isolante
com fita auto-fusão ou massa.
Condutor principal.

Condutor de
derivação.

40 VARIÁVEL 40
10 10

RECOMPOSIÇÃO DO ISOLAMENTO - CONECTOR TIPO CUNHA


UTILIZAÇÃO DE FITA AUTO-FUSÃO OU MASSA PARA ISOLAMENTO

FIM DE REDE
NOTA:
O procedimento a ser adotado na recomposição do isolamento em conector tipo cunha e isolamento de
fim de rede deve ser conforme descrito neste Padrão Técnico.

Páginas
018. Conexões Elétricas
01 / 01

PÁGINA 36 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

CONECTOR PERFURANTE ISOLADO

Corpo isolante.
Capuz de fechamento.

Separadores.
Contatos dentados.
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Cabeça fixa.

Parafuso torquimétrico.

Cabeça fusível.

INSTRUÇÕES PARA INSTALAÇÃO

Abrir totalmento o conector e introduzir o condutor Introduzir o condutor principal e verificar, se


derivação, instalando o capuz na ponta do cabo, ambos os condutores, derivação e principal,
conforme indicado. estão perfeitamente alojados em seus leitos.

Torcer o parafuso com os dedos até os separadores Retirada do conector:


encostarem no isolamento dos cabos.
Verificar se os condutores permanecem Para retirar a conector utilizar a cabeça fixa do
posicionados em seus respectivos leitos. parafuso.
Torcer a cabeça fusível do parafuso, utilizando O conector retirado nunca deve ser reutilizado.
ferramenta apropriada, até a mesma se romper. O
rompimento da cabeça fusível do parafuso indica
que a conexão está pronta.

Páginas
019. Conector Perfurante
01 / 01

PÁGINA 37 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Ao transformador
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


À haste de aterramento
no meio da rede

ATERRAMENTO AO LONGO DA REDE

Cabo de aço SM 6,4mm ou


fio de cobre nú 16mm².

Conector tipo cunha.

À haste de aterramento
fim de rede

ATERRAMENTO FIM DE REDE

Páginas
020. Aterramento de Rede
01 / 01

PÁGINA 38 DE 39
TÍTULO CÓDIGO VERSÃO

PT.DT.PDN.03.05.007 01
ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO VIGÊNCIA
SECUNDÁRIAS AÉREAS ISOLADAS INÍCIO FIM
PADRÃO TÉCNICO
18/11/2014 CONDICIONADO

Cabo de aço SM 6,4mm


ou fio de cobre nú 16mm².

300 mín.
Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017

Este documento constitui uma cópia não controlada gerada em 26/07/2017


Haste de aterramento
aço - cobre.

1.000
(MÍNIMO)

ATERRAMENTO NORMAL

Cabo de aço SM 6,4mm


ou fio de cobre nú 16mm².
300 mín.

Haste de aterramento
aço - cobre.

2.000 1.000 3.000

ATERRAMENTO DE EQUIPAMENTOS

Páginas
021. Confecção de Aterramentos
01 / 01

PÁGINA 39 DE 39