Você está na página 1de 4

1

QUALIDADES ESSENCIAIS DE UM CRISTÃO VERDADEIRO


2Ts 1.1-4 03/06/2007 MANHÃ
1 Paulo, Silvano a e Timóteo,à igreja dos tessalonicenses, em Deus nosso Pai e no
Senhor Jesus Cristo:
2 A vocês, graça e paz da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.
3 Irmãos, devemos sempre dar graças a Deus por vocês; e isso é justo, porque a fé
que vocês têm cresce cada vez mais, e muito aumenta o amor de todos vocês uns
pelos outros.
4 Por esta causa nos gloriamos em vocês entre as igrejas de Deus pela perseverança
e fé demostrada por vocês em todas as perseguições e tribulações que estão
suportando.
INTRODUÇÃO
A segunda carta aos Tessalonicenses foi escrita pelo apóstolo Paulo, pouco tempo depois
da primeira.
O seu objetivo era continuar a ajudar a nova Igreja a corrigir alguns erros.
Duas questões são especialmente levantadas.
a. Uma ansiedade extremada com relação a segunda vinda de Jesus
b. E o uso indevido feito por alguns do seu nome ou de seus ensinos.
Diante destas necessidades, o velho apóstolo, trata a Igreja com muito carinho corrigindo e
apresentando novamente os ensinos que foram distorcidos.
Nesta secção da carta, encontramos Paulo louvando a Deus por algumas qualidades
espirituais daqueles irmãos. Estas não eram qualidades novas, mas eram as que faziam
deles uma Igreja forte e diferenciada, mesmo que extremamente jovem.
Poderia afirmar que são qualidades essenciais de um cristão verdadeiro. Que qualidades
são estas
I. FÉ QUE CRESCE
3 Irmãos, devemos sempre dar graças a Deus por vocês; e isso é justo, porque
a fé que vocês têm cresce cada vez mais, e muito aumenta o amor de todos
vocês uns pelos outros.
1. Quero lembrá-los da origem desta Igreja:
a. Uma conversão radical
b. Poucas semanas de contato com o velho apóstolo (3 sábados na sinagoga)
c. Perseguição
d. Prisão de um dos líderes locais ( Jason, cf At 17.1-9) 1
1 1 Tendo passado por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga judaica. 2 Segundo o seu costume, Paulo foi à
sinagoga e por três sábados discutiu com eles com base nas Escrituras, 3 explicando e provando que o Cristo deveria sofrer e ressuscitar dentre os
mortos. E dizia: “Este Jesus que lhes proclamo é o Cristo”. 4 Alguns dos judeus foram persuadidos e se uniram a Paulo e Silas, bem como muitos
gregos tementes a Deus, e não poucas mulheres de alta posição.5 Mas os judeus ficaram com inveja. Reuniram alguns homens perversos dentre
os desocupados e, com a multidão, iniciaram um tumulto na cidade. Invadiram a casa de Jasom, em busca de Paulo e Silas, a fim de trazê-los para
o meio da multidão. 6 Contudo, não os achando, arrastaram Jasom e alguns outros irmãos para diante dos oficiais da cidade, gritando: “Esses
2

2. A preocupação de Paulo com a firmeza da fé deles e o envio de Timóteo para pastoreá-los


e confirmar sua fé
3. Mas tanto as primeiras notícias, quanto as que originaram a segunda carta foram de que
aqueles crentes continuavam crescendo em sua fé.
4. Que todas as dificuldades e pressões que sofriam não os afastaram de uma busca ainda
maior do Senhor Jesus em suas vidas.
5. Havia dentro do coração daqueles crentes uma qualidade espiritual  Uma fé que não se
estagna, uma fé que cresce.
6. Um dos maiores problemas espirituais de muitos crentes é a falta desta qualidade
espiritual.
7. Como é fácil, para alguns, transformarem a fé viva e crescente, em uma fé acomodada e
conectada com o passado.
8. É fácil acostumar-se com o agir e o mover de Deus  de tal maneira que nos contentamos
com o que temos e nos acomodamos com o que o Senhor jê fez em nossas vidas.
9. Mas o que o Senhor deseja é que possamos crescer:
e. Experimentar mais de Deus
f. Do seu poder
g. Do seu amor
h. Da sua intervenção
i. Do seu trabalho através de nós
10. Mas quando os nossos referenciais de fé não podem ser renovamos a cada dia significa
que nossa fé tem se acomodado e parou de crescer.
11. O Senhor é infinito e inesgotável.  Sempre há algo novo para ele nos ensinar e algo novo
que ele quer nos fazer experimentar.
12. Quando foi que pela última vez a sua fé foi renovada pelo mover do seu Espírito? O que foi
que ele lhe ensinou por último? Que novo desafio ele lhe deu que o fez entender que
precisava de mais graça para realizá-lo? Qual foi o novo milagre que ele realizou em você
ou através de você.
13. Quando a nossa fé se acomoda  Nossa vitalidade diminui e o impacto de nossas vidas
nas pessoas que precisam da graça de Deus diminui.
14. Mas como esta qualidade pode ser experimentada em nossas vidas ?
15. O Senhor Jesus mesmo nos mostra o caminho de volta. Ele disse a Igreja de Éfeso, no
apocalipse cap 2
4 “Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor.
5 Lembre-se de onde caiu! Arrependa-se e pratique as obras que praticava no
princípio. Se não se arrepender, virei a você e tirarei o seu candelabro do lugar dele

homens, que têm causado alvoroço por todo o mundo, agora chegaram aqui, 7 e Jasom os recebeu em sua casa. Todos eles estão agindo contra
os decretos de César, dizendo que existe um outro rei, chamado Jesus”. 8 Ouvindo isso, a multidão e os oficiais da cidade ficaram agitados. 9
Então receberam de Jasom e dos outros a fiança estipulada e os soltaram.
3

a. Lembre onde você caiu.


b. Arrependa-se
c. Volte a praticar as mesmas obras
Deixe Jesus restaurar o seu primeiro amor.
II. AMOR MÚTUO QUE AUMENTA
3 Irmãos, devemos sempre dar graças a Deus por vocês; e isso é justo, porque
a fé que vocês têm cresce cada vez mais, e muito aumenta o amor de todos
vocês uns pelos outros.
1. A segunda qualidade é a capacidade de amar cada vez mais os irmãos em Cristo.
2. A fé que cresce nos leva a expressá-la em amor para com as pessoas.
3. Nós não somos uma comunidade de perfeitos, somos pecadores lavados no sangue do
cordeiro e que a cada dia estamos sendo transformados.
4. Por isso o amor precisa crescer.
5. Pois para amar a medida em que conhecemos os defeitos um dos outros só se
acrescentarmos ao amor de ontem mais amor para hoje.
6. O que Paulo viu, foi um povo que apesar das perseguições, apesar da solidão que Jason,
um dos líderes, recém convertidos daquela igreja teve de enfrentar, eles não estavam
marcados pelas suas feridas e isolados na sua fé, mas a mutualidade do amor crescia
apesar de todas estas coisas.
7. Como é fácil perder-se a mutualidade do amor e até mesmo a alegria da fé por coisas tão
pequenas.
a. Alguém que não me cumprimentou  Vá e cumprimente você!
b. Alguém que não me visitou  Faça um bolo e tome café com esta pessoa.
16. A mutualidade do amor é uma marca de crescimento e maturidade espiritual.
17. A mutualidade do socorro  Líderes chineses presos  perguntaram como suas famílias
são sustentadas agora que vocês estão presos Eles responderam da mesma maneira
que eram sustentadas antes de sermos presos.  Uma Igreja de amor
18. A mutualidade na dor  enfermos que precisam de cuidado diário  mãos de Jesus.
19. A medida em que vivemos esta mutualidade crescemos, em graça e poder.
20. Mas ao mesmo tempo nos tornamos testemunhas de Deus nesta terra
21. Ministério de visitação, células, adoção de jovens que vem estudar em Curitiba e precisam
ter um referencial de família. Intercessores dos nossos missionários. Hospitalidade.
22. Qual poderia ser uma maneira intencional de você trabalhar o seu crescimento em amor ?
III. PERSEVERANÇA EM MEIO AS TRIBULAÇÕES
4 Por esta causa nos gloriamos em vocês entre as igrejas de Deus pela
perseverança e fé demostrada por vocês em todas as perseguições e
tribulações que estão suportando.
4

1. A terceira qualidade é a perseverança em meio às tribulações e perseguições.


2. Paulo elogiava esta Igreja que não podia ser demovida de sua fé, mesmo em meio a
discriminação que sofriam.
3. Me entristece perceber que um dos defeitos da fé dos dias de hoje é a falta de
compromisso com Deus, com a sua palavra e com o seu povo.
4. Perseverança é mercadoria em falta na sociedade em que vivemos.
5. Não perseveremos nem nos compromissos mais especiais da vida.
a. Não perseveramos em manter nosso filho no ventre  O aborto crescente.
b. Não perseveramos em cuidar e tratar das pessoas que amamos  Pais que
abandonam seus filhos, ou desistem de serem os protetores deles  os casos das
pensões alimentícias.
c. Desistimos da pessoa com quem nos casamos  Não cremos que Deus possa
restaurar ou transformar.
d. Desistimos, abandonamos, nos ressentimos e não lutamos pelos que nos são
especiais.
23. Amor pede compromisso! Bem sempre queremos nos comprometer somente desfrutar.
24. Mas a fé genuína pede compromisso incondicional.
e. Maior que a sua tradição
f. Maior que a sua família
g. Maior que os seus apegos
25. A perseverança para enfrentar as pressões que nos cercam e viver uma fé que não
somente nos transforma, mas transforma as pessoas à nossa volta.
CONCLUSÃO
1. Jesus quer que :
a. Sua fé cresça  Deixe-o renovar o seu primeiro amor
b. Seu amor aumente  Permita que ele lhe ensine a descobrir o sabor de um amor
que tem sua origem no Espírito Santo e se espalha para as pessoas ao seu redor
c. Sua perseverança em comprometer-se com ele seja crescente e autêntica.
26. Sem estas qualidades o cristianismo que viveremos será uma tradição religiosas vazia de
significado.
27. Mas com este tempero nossa fé não somente nos abençoa e transforma como também
abala as estruturas deste mundo e o coração das pessoas que necessitam da graça de
Deus .