Você está na página 1de 52

Estágio curricular

supervisionado
ENGENHARIAS

Edição Uniube
Uberaba
2013
© 2013 by Universidade de Uberaba

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser


reproduzida ou transmitida de qualquer modo ou por qualquer outro meio,
eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia, gravação ou qualquer outro tipo de
sistema de armazenamento e transmissão de informação, sem prévia autorização,
por escrito, da Universidade de Uberaba.

Universidade de Uberaba

Reitor:
Marcelo Palmério

Pró-Reitora de Ensino Superior:


Inara Barbosa Pena Elias

Pró-Reitor de Logística para Educação a Distância:


Fernando César Marra e Silva

Assessoria Técnica:
Ymiracy N. Sousa Polak

Produção de Material Didático:


• Comissão Central de Produção
• Subcomissão de Produção

Editoração
Supervisão de Editoração
Equipe de Diagramação e Arte

Edição
Universidade de Uberaba
Av. Nenê Sabino, 1801 – Bairro Universitário

Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP)


(Câmara Brasileira do Livro, SP, Brasil)

Universidade de Uberaba.
U3e Estágio curricular supervisionado / Engenharias - Carlos Henrique Barreiro
– Uberaba: Universidade de Uberaba, 2013.
52 p.: il.

ISBN 978-85-7777-495-1

1. Engenharia – Estágio. 2. Estágio supervisionado. 3. Ensino superior


– Estágio I. Barreiro, Carlos Henrique. II. Paroneto. Glaura Morais. III.
Ferreira, Marisa Auxiliadora Mayrink Santos. IV. Título.

CDD: 620
Sumário

Apresentação.................................................................................................................7

1 O Programa de estágio.................................................................................................9
2 Condições para realizar o estágio..............................................................................11
3 Importância do estágio................................................................................................13
4 O desenvolvimento do estágio...................................................................................15
4.1 Procedimentos básicos........................................................................................16
4.2 Deveres e direitos do aluno estagiário.................................................................18
4.3 Outras atribuições e competências para o estágio..............................................20
4.4 Acompanhamento e validação das atividades de estágio nas engenharias.......23
4.5 Avaliação das atividades de estágio....................................................................24
4.6 Posturas e conduta para o aluno estagiário........................................................28
5 Orientações específicas.............................................................................................31
6 Registro das atividades...............................................................................................33
Anexos...........................................................................................................................35

3
Lista de abreviações

AE Aceite do Estágio

CPR Coordenador Pedagógico Regional

EAD Educação a Distância

FDT Formulário de Dados para Tramitação

IES Instituição de Ensino Superior

PE Plano de Estágio

PROEST Programa de Estágio

RAE Relatório de Avaliação de Estágio

REFE Relatório Final de Estágio

REO Registro do Estágio Obrigatório

SGA Sistema de Gestão Acadêmica

TCE Termo de Compromisso de Estágio

Uniube Universidade de Uberaba

5
Apresentação

Prezado(a) aluno(a),

Buscando maior eficiência na operacionalização dos estágios e observan-


do a importância de uma melhoria na qualidade dos trabalhos propos-
tos, para implantar maior rigor no acompanhamento e cumprimento das
atividades e cronogramas, os cursos de graduação em engenharia, na
modalidade EAD, elaboraram e submeteram aos respectivos Colegiados
este roteiro, que vem acompanhado por legislação específica e modelos
de formulários que regem os estágios, tendo como objetivo orientar as
atividades que serão desenvolvidas nesta etapa, facilitando assim sua
implementação por parte dos estagiários e professores-tutores e precep-
tores.

Encontra-se aqui o detalhamento do método que será utilizado por todos


os participantes do processo de estágio: aluno, supervisor na empresa,
professores-tutores e preceptor e gestor do curso, considerando-se que
o momento de realização do estágio tem um significado especial para
a formação do futuro profissional, conforme estabelecido nos Projetos
Pedagógicos dos Cursos de Engenharia, ofertados na modalidade
Educação a Distância (EAD), pela Uniube.

IMPORTANTE!

Apesar de regulamentado por legislação vigente, deve-se observar que


estágio não é emprego. Isso quer dizer que não cria qualquer vínculo
trabalhista entre o estudante e o campo de estágio.

7
As disposições da Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, representam
uma evolução na política pública de emprego para jovens no Brasil, ao
reconhecer o estágio como um vínculo educativo-profissionalizante,
supervisionado e desenvolvido como parte do projeto pedagógico e do
itinerário formativo do futuro profissional.

São concepções educativas e de formação profissional para dotar o


estagiário de uma ampla cobertura de direitos capazes de assegurar o
exercício da cidadania e da democracia no ambiente de trabalho.

São critérios que se fundamentam em compromisso formalizado entre o


estagiário, a Instituição de Ensino Superior (IES) e a empresa, com base em
um plano de atividade que materializa a extensão ao ambiente de trabalho
do projeto pedagógico, desenvolvido nas disciplinas do currículo escolar.

A amplitude destes critérios oferecidos se reflete ainda em um elenco de


direitos sociais traduzidos na concessão de um período de recesso de 30
dias após um ano de duração do estágio, a ser gozado preferencialmente
nas férias escolares, e de todas as garantias da legislação vigente sobre
saúde, segurança do trabalho e de seguro de acidentes pessoais, além
da fixação de uma jornada máxima de atividade de acordo com o nível ou
modalidade de educação e ensino que estiver frequentando o estagiário.

A partir do estabelecimento de condições dignas para o estágio do estudante


no ambiente de trabalho, espera-se a construção de um mercado de
trabalho mais justo e uma formação profissional que propicie a vivência
prática de conteúdos teóricos ministrados no ambiente próprio dos cursos
de engenharia.
1 Programa de estágio

O Programa de Estágio (PROEST) – é um programa que tem como


objetivo sistematizar e monitorar o processo de Estágio Obrigatório e
Não Obrigatório, no âmbito dos Cursos de Graduação da Universidade,
atendendo às políticas e à legislação federal de estágio.

Este documento deve oferecer ao aluno-estagiário um rápido esclareci-


mento de possíveis dúvidas quanto ao funcionamento e desenvolvimento
de suas atividades dentro do PROEST, com base na Lei de Estágio nº
11.788, de 25 de setembro de 2008.

O PROEST está vinculado à Pró-Reitoria de Ensino Superior da Univer-


sidade de Uberaba (PROES-Uniube).

9
2 Condições para realizar o estágio

Para realizar o estágio, você precisa estar:

• regularmente matriculado e em dia com suas obrigações contratuais


junto à Universidade, considerando-se que todos os documentos
acadêmicos serão exigidos pelo PROEST;
• cursando o período mínimo exigido, conforme consta no Projeto
Pedagógico (Estágio Não Obrigatório) de seu curso;
• cursando o período exigido, conforme consta no Projeto Pedagógico
(Estágio Obrigatório) de seu curso.

11
3 Importância do estágio

O estágio se resume na aplicação de um conjunto de atividades


teóricas e práticas para a aprendizagem, com o objetivo de aprimorar
e complementar a formação acadêmica do estudante. O estágio deve
proporcionar a oportunidade de vivenciar a realidade de um ambiente
organizacional, de tal forma que possa concluir o seu curso com uma
formação mais completa, aumentando, assim, a chance de se inserir, de
modo incisivo, no mercado de trabalho. Deve-se relevar que é através
dele que muitos profissionais iniciam suas carreiras.

O estágio realizado de forma plena dá oportunidade ao estudante de


aplicar, na prática, o que aprendeu em sala de aula e desenvolver
atividades profissionais sem prejudicar suas atividades acadêmicas,
isto é, sem prejuízo para o seu rendimento escolar.

IMPORTANTE!

Em síntese:
O Estágio supervisionado é um componente curricular obrigatório e constitui-
se em uma possibilidade de experimentar a vivência da prática no ambiente
profissional, durante o processo de formação acadêmica.

13
4
O desenvolvimento do estágio

Você pode estar se perguntando:

• quais são os procedimentos que devo tomar?


• em que locais poderei realizar o estágio?
• quais serão minhas obrigações e direitos?
• como desenvolverei as atividades de estágio e a quem caberá
fazer o acompanhamento e a validação dessas atividades?
• como será avaliado este momento de estudo?
• no campo de estágio, como devo proceder?

Todas estas perguntas descritas, além de outras questões sobre o


estágio, serão respondidas por meio das orientações constantes neste
material e em outras vias de comunicação com o aluno EAD.

É muito importante que você entenda claramente o que deverá fazer,


onde e em quais momentos deverá realizar as atividades propostas.
Neste sentido, mediante as orientações recebidas neste roteiro, se houver
dúvidas sobre quaisquer das orientações ou solicitações formuladas, você
deverá recorrer, imediatamente, ao seu professor-tutor .

Desejamos que você tenha uma vivência prazerosa neste significativo


momento de sua formação profissional e pessoal, e que ela possa ser
compartilhada conosco e com a empresa em que será acolhido(a).

15
4.1 Procedimentos básicos

Os procedimentos básicos para a realização do estágio são os seguintes:

a) as informações e oferta de estágios são afixadas e divulgadas


nos meios de comunicação com o aluno. Verifique em seu Polo a
existência de outros meios de divulgação;
b) os alunos buscam a vaga junto aos agentes de integração (CIEE/
PROE/IEL);
c) o aluno, após ser selecionado na empresa, preenche o Aceite de
Estágio (AE), Anexos 2 ou 3 (estágio não obrigatório e obrigatório,
respectivamente), que deve ser aprovado on-line pelo preceptor (a)
antes de enviá-lo à empresa;
d) para o convênio direto Uniube/Empresa, preceptor (a) deverá verificar
se a empresa encontra-se cadastrada e, caso contrário, deverá
solicitar ao aluno que cadastre-a no site;
e) o (a) preceptor(a) encaminha o aceite ao (PROEST) para elaborar
o TCE, com protocolo em 3 vias* (Caso o TCE seja o modelo da
empresa, o PROEST encaminha o TCE, para a matriz, para verificação
final e assinaturas e, caso o TCE seja modelo Uniube/PROEST, o
PROEST elabora o TCE em 3 vias* e o encaminha ao(à) preceptor(a));
f) com os documentos de estágio em mãos, o aluno leva-os até a
empresa, colhe assinaturas e os devolve ao (à) professor-tutor (a) e
preceptor(a), e;
g) finalmente, o (a) professor-tutor (a) e preceptor (a) encaminha o TCE
ao PROEST, Uberaba/MG.

* 1ª via aluno, 2ª via empresa e 3ª via Uniube

16
PASSO A PASSO:

No Anexo 10, você encontra o “passo a passo” com orientações detalhadas


para o preenchimento e validação dos documentos de Estágio Obrigatório
e Não Obrigatório.

Concluídas estas etapas, de procedimentos administrativos, o aluno


estagiário já pode definir as próximas ações com seu professor-tutor e
preceptor e preencher os documentos e procedimentos acadêmicos,
como: Plano de Estágio (PE), Relatório de Avaliação de Estágio (RAE) e
Relatório Final de Estágio (REFE).

IMPORTANTE!

Para evitar imprevistos, se você pretende iniciar seu estágio não obrigatório
na 3ª etapa do curso, esses documentos precisam ser providenciados na
2ª etapa. E, assim, sucessivamente.

Fique atento para o período regulamentar para realização dos Estágios,


não obrigatório e obrigatório. Na dúvida, consulte o seu professor-tutor e
preceptor, pois esta definição é regulamentada pelo Projeto Pedagógico ou
pelo Colegiado de seu curso.

Você encontra o Formulário de Dados para Tramitação (FDT), do Termo


de Compromisso de Estágio (TCE) no sistema, na página do aluno, para
ser preenchido conforme as orientações sugeridas no ambiente virtual. O
preenchimento rigoroso dos dados deste primeiro formulário é condição
primordial para o início do estágio, ou seja, é um documento fundamental
para a liberação do estágio.

Não poderá haver mudança de estágio, na mesma etapa, pois


o sistema só aceita um TCE por etapa.

17
Caso não cumpra todo o período na mesma empresa, você deverá
solicitar a rescisão contratual com a empresa, para, então, solicitar um
novo contrato em outra etapa.

Campo de estágio

Constitui campo de estágio as Entidades de Direito Privado, os Órgãos


de Administração Pública, as IES e a Comunidade em geral, desde que
apresentem condições para:

a) executar atividades de porte e nível que satisfaçam os objetivos


do estágio;
b) possuir em seu quadro um profissional de nível superior, ou
equivalente, ligado à área de engenharia, que possa supervisionar
e orientar as atividades do estudante na empresa;
c) ter, preferencialmente, tradição na oferta de estágios;
d) dispor-se a colaborar com a Universidade no acompanhamento e
supervisão do estágio.

4.2 Deveres e direitos do aluno estagiário

São deveres do aluno estagiário:

a) providenciar a documentação de estágio antes do seu início;


b) respeitar o cronograma do estágio;
c) cumprir o horário estabelecido para o estágio;
d) manter contato periódico com o professor-tutor e preceptor, sobre
as informações do estágio;

18
e) durante o período de estágio, sujeitar-se à conduta e ao regula-
mento da empresa, zelando por seu conceito e imagem, guardan-
do sigilo das informações, e cumprindo com responsabilidade e
discrição suas tarefas;
f) cuidar da sua aparência;
g) postar os relatórios de estágio no AVA para acompanhamento do
professor-tutor;
h) compreender a importância que o estágio terá para o seu futuro.

É de direito do aluno estagiário receber um seguro pessoal conforme


preconiza a LEI Nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, destacando-se que:

a) cabe aos agentes de integração, como auxiliares no processo de


aperfeiçoamento do instituto do estágio, encaminhar negociação
de seguros contra acidentes pessoais do(a) estagiário(a);
b) cabe à parte concedente do estágio, quando não obrigatório,
contratar em favor do estagiário seguro contra acidentes pessoais,
cuja apólice seja compatível com valores de mercado, conforme
fique estabelecido no termo de compromisso, e,

No caso de estágio obrigatório, a responsabilidade pela contratação do seguro


de que trata o inciso IV do caput será assumida pela instituição de ensino.

Não é permitido ao aluno estagiário:

• descumprir as atividades previstas no Plano de Estágio aprovado pela


Universidade;
• abandonar o campo de estágio sem prévia comunicação;
• desrespeitar as normas da empresa;
• deixar de entregar ao professor-tutor e preceptor os documentos e
relatórios de estágio, e,
• permanecer nas dependências do campo de estágio por prazo
superior ao da duração do estágio convencionado.

19
4.3 Outras atribuições e competências

4.3.1 Do professor-tutor

a) acompanhar e orientar o(a) aluno(a)-estagiário(a), quando


solicitado, na elaboração e execução das atividades do Plano de
Estágio (PE), Anexo 6;
b) recolher e conferir as atividades, carga horária e frequência dos
alunos-estagiários do Registro de Estágio Obrigatório (REO) –
Anexo 5. Posteriormente, deverá encaminhar este documento à
CPR, no Polo;
c) receber e validar no AVA o Relatório pedagógico (REFE) e de
Avaliação de Estágio (RAE), Anexo 7;

4.3.2 Do preceptor

Além de validar a documentação no Sistema de Gestão Acadêmica


(SGA) e acompanhar as atividades de estágio Supervisionado, o(a)
preceptor(a) deverá:

a) orientar sobre os documentos e os passos a serem seguidos,


durante os encontros presenciais, previstos em pauta, pela gestão
do curso ;
b) receber o Aceite do Estágio (AE), e liberar o preenchimento on-line
do Formulário de Dados para Tramitação (FDT), para emissão do
Termo de Compromisso de Estágio (TCE), pela PROEST;
c) entregar ao CPR ou ao coordenador do polo, os documentos REO
e RAE, devidamente preenchidos e sem rasuras, carimbados e
assinados pela empresa.

20
4.3.3 Do coordenador pedagógico no Polo – CPR

Conferir a documentação recebida, REO e RAE, protocolar e enviar


à matriz Uniube-Uberaba.

Observação:

Quando o CPR for formado na área, deverá enviar para Uberaba


o documento que está em seu poder, já assinado por ele, no campo
Supervisor de estágio. Quando não for formado na área, enviar sem a
assinatura do Supervisor de Estágio, para que a assinatura seja feita em
Uberaba.

Os documentos serão enviados para o seguinte endereço:

UNIVERSIDADE DE UBERABA
Coordenação Geral de Estágios – ENGENHARIAS
Avenida Nenê Sabino, 1.801 – Bairro Universitário
38055-500 – Uberaba-MG
Campus Aeroporto – Bloco I, Sala 01B

4.3.4 Do aluno

– Antes de iniciar o estágio, o aluno estagiário deverá entregar na empresa


a Carta de Apresentação e de Solicitação de Estágio, Anexo 1.

– Preencher on-line o FDT (anexo 2 ou 3) para tramitação do TCE e


enviar ao preceptor para aprovação.

21
Durante o período de realização do estágio obrigatório, ao final de cada
mês, o aluno deverá:

I) postar no AVA o desenvolvimento das atividades de estágio


(REFE) ao longo da etapa;
II) apresentar o REO, Anexo 5, dos Cursos de Engenharia, sem
rasuras e assinado pelo responsável na empresa, contendo timbre
e/ou carimbo da mesma, e,
III) apresentar o RAE, Anexo 7, que é um procedimento de acompa-
nhamento avaliativo institucional. O RAE, após preenchido será
enviado ao professor-tutor ou preceptor, no Polo.

IMPORTANTE!

ATENÇÃO!
É obrigatório o preenchimento do FDT on-line, Anexo 3 e aceite, com
assinatura.
O RAE, Anexo 7, deverá ser impresso em duas (2) vias*.
Os documentos referentes ao Estágio Supervisionado, você os encontra no
AVA, na página do aluno, para ser preenchidos e impressos.

4.3.5 Da secretaria do PROEST

a) Receber e orientar CPR, professor-tutor e preceptor com relação


aos procedimentos de estágios e campos de estágio.
b) Viabilizar e firmar convênios com as empresas interessadas em
ofertar estágios aos alunos da Universidade, e,
c) Gerar e emitir os termos de compromisso e de estágio (TCE) e enviar
aos polos;
d) Receber os documentos pertinentes aos estágios no prazo
determinado e encaminhá-los, em tempo hábil, para a tramitação legal.

* 1ª via aluno, 2ª via empresa e 3ª via Uniube


22
4.4 Acompanhamento e validação das atividades de estágio
nas engenharias

O acompanhamento e a validação das atividades de estágio serão


processuais e contínuos, isto é, você será orientado(a) pelo seu
professor-tutor e preceptor, acompanhado(a) e avaliado(a) pela equipe
pedagógica de seu curso.

O desenvolvimento das atividades do estágio requer a sua participação


e a dos colaboradores do PROEST, da CPR, do professor-tutor e/ou
preceptor, bem como a participação efetiva do gestor do seu curso e do
supervisor no campo de estágio.

Importante destacar que haverá procedimentos diferenciados para os


estágios não obrigatório e obrigatório.

Para o estágio não obrigatório, o aluno deverá apresentar ao professor-


tutor e preceptor:

a) o PE, no início do processo;


b) o RAE, ao final do período, e,
c) o REFE, ao final do período.

E, no estágio obrigatório, o aluno deverá apresentar ao professor-tutor


e preceptor:

a) o RAE, ao final do período, e,


b) o REFE, durante o período de realização e ao final do semestre
letivo;
c) o REO, ao final do período.

23
4.5 Avaliação das atividades de estágio

A avaliação das atividades de estágio não obrigatório e obrigatório


para os Cursos de Engenharia, coerente com os princípios definidos
nos respectivos Projetos Pedagógicos, será contínua e formativa,
favorecendo o desenvolvimento do perfil intermediário e final do futuro
profissional.

Em todas as etapas de realização do estágio, deverão ser avaliadas


continuamente a sua adequação ao processo de formação do futuro
profissional e o cumprimento das atividades planejadas, considerando-se
prioritariamente o atendimento ao projeto pedagógico do curso, o registro
das atividades realizadas no campo de estágio e o cumprimento integral
das horas destinadas ao estágio.

Especificamente, para a atividade de estágio obrigatório, o componente


estágio supervisionado será avaliado ao longo da etapa:

a) com a entrega do RAE, Anexo 7, e REO, que deverão ser feitos


semestralmente. Após preenchidos e assinados pelo supervisor
na empresa, serão entregues aos cuidados do professor-tutor;
b) com a elaboração do REFE (validado com acompanhamento
on- line semestral, contínuo e gradativo durante a realização
do estágio) – instruções para elaboração do REFE, consultar o
Anexo 8.

24
ATIVIDADES PREVISTAS E CARGA HORÁRIA DE ESTÁGIO
CURRICULAR SUPERVISIONADO NAS ENGENHARIAS

CARGA
No ATIVIDADE LOCAL DE REALIZAÇÃO
HORÁRIA

Orientações gerais sobre o estágio Em casa e/ou no polo –


1 – presencialmente ou no ambiente 20 durante os 6 meses da
de aprendizagem on-line – AVA etapa

Estudo das normas técnicas e do


código de ética profissional da
2 20 em casa e/ou no polo
profissão de engenheiro e posterior
análise do campo.

Estudo e observação do cotidiano


do campo de estágio, articulando
3 os saberes teóricos e práticos na 20 no campo de estágio
gestão de processos, de pessoas e de
produção.

Participação em planejamentos,
elaboração de projetos, supervisão
e serviços específicos da área,
4 30 no campo de estágio
no campo de estágio, em que se
apliquem informações técnicas e
tecnológicas disponíveis.

Discussão - individual e/ou em


grupos – presencial e/ou on-line com
5 o supervisor de estágio, assumindo 10 no polo ou em casa
o compromisso com a qualidade do
serviço e as normas técnicas da área.

Apresentação, aplicação e discussão


dos projetos integrados de autonomia
6 tecnológica, econômica e social 40 no campo de estágio
(elaborado em etapas anteriores) no
campo de estágio.

Elaboração e discussão de uma


proposta de melhoria da função, na em casa ou no polo e
7 20
área, durante o trabalho no campo de campo de estágio
estágio.

Preenchimentos de fichas, de em casa e/ou no polo –


8 documentos, do caderno de campo e 20 durante os 6 meses da
elaboração de relatórios do estágio. etapa

Total 180

25
DESCRITIVO DAS ATIVIDADES PREVISTAS NA PRÁTICA DO
ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

1. Orientações gerais sobre o Estágio – Presencialmente ou ambiente


on-line – AVA

Aluno, você terá direito às orientações gerais sobre o estágio a ser feito
tanto nos materiais impressos como no material dentro do AVA com a ajuda
do professor-tutor ou do supervisor de estágio – além de contar também
com o preceptor para orientações sobre a documentação e prazos.

2. Estudo das normas técnicas e do código de ética da profissão de


engenheiro e posterior análise no campo

Aluno, você deverá estudar em textos complementares (tanto on-line


como impressos) sobre as normas técnicas que regem a profissão o
código de ética, para análise comparativa entre a teoria estudada e a
prática no campo de estágio.
Importante: você deverá fazer anotações em seu caderno de campo sobre
itens relevantes estudados nestes documentos, para constarem do REFE.

3. Estudo e observação do cotidiano do campo de estágio, articulando


os saberes teóricos e práticos na gestão de processos, de pessoas
e de produção

Aluno, você deverá estudar, com base nas observações e nos documentos
oficiais da empresa e, se necessário, por meio de pequenas entrevistas
feitas por você mesmo, dentro do campo de estágio. ( A estrutura do local
onde está estagiando, o nome da empresa, sua origem e logomarcas, o tipo
de gestão, as funções e competências de cada um, as exigências técnicas,
legais e éticas e de relacionamentos, além dos resultados do seu trabalho
na empresa).
Importante: você deverá fazer anotações em seu caderno de campo
sobre itens relevantes estudados nestes documentos, para constarem
do Relatório Final de Estágio (REFE).

26
4. Participação na elaboração de planejamentos e projetos específicos

Aluno, você deverá participar (até mesmo como observador), juntamente


com o supervisor de campo, da elaboração dos planejamentos e projetos
específicos de sua área, em que se utilize das técnicas e tecnologias
necessárias na função e disponíveis no campo de atuação.
Importante: você deverá fazer anotações em seu caderno de campo
sobre itens relevantes estudados nestes documentos, para constarem
do REFE.

5. Discussão – individual e/ou em grupos – presencial e/ou on-line


com supervisor de estágio, sobre todo o trabalho realizado no
campo de estágio

Este momento será para oportunizar a você, aluno estagiário, rever,


avaliar e retomar o caminho de todo o seu trabalho no estágio – fora e
dentro do campo de estágio.

6. Apresentação, aplicação e discussão dos projetos integrados de


autonomia tecnológica, econômica e social (elaborado em etapas
anteriores) no campo de estágio

Nas etapas anteriores, você aluno já fez um PROJETO INTEGRADO –


Agora, você aluno, irá discutir com o supervisor de estágio e dentro do
campo de estágio, a viabilidade e as possibilidades da aplicação de tudo
o que foi anteriormente planejado e proposto na área.

Caso isso não seja possível, de forma individual ou em pequenos grupos,


você poderá, com a ajuda do supervisor de estágio, propor, com base na
realidade do local onde está estagiando, outro projeto de trabalho (pode
ser, inclusive, o elaborado com o Supervisor de Campo no momento da
observação).

27
7. Elaboração e discussão de uma proposta de melhoria da função,
na área, durante o trabalho no campo de estágio

Aluno, você deverá, durante o período do seu estágio, e com base


em todos os estudos teóricos no curso até então, após discutir com
o supervisor de estágio (acadêmico e de campo), elaborar, para
ser apresentado na empresa, caso possível, um PROGRAMA DE
MELHORIA DA FUNÇÃO, NA ÁREA, PARA OS PROFISSIONAIS DO
CAMPO. Esta proposta, se bem aceita, pode ser deixada na empresa,
como contribuição pessoal do estagiário.

8. Preenchimentos de fichas, de documentos, do caderno de campo


e elaboração de relatórios de estágio

Na etapa 9, você deverá iniciar a tramitação da documentação referente


ao ECS (Estágio Curricular Superior), que será realizado na etapa 10.
No decorrer da etapa 10, ao realizar o estágio, você deverá elaborar os
documentos, fichas e relatórios de todo o trabalho como estagiário.
Esses documentos serão lidos e analisados pelo professor-tutor, e
refeitos, se necessário. Após validados, serão arquivados no PROEST,
em Uberaba.

4.6 Posturas e conduta para o aluno estagiário

Uma vez preenchida e regularizada a documentação necessária, você


estará apto(a) a entrar para o campo de estágio, ambiente que requer
observação, reflexão, pesquisa, pontualidade e assiduidade, para que
ocorra a aprendizagem.

28
Você deverá se posicionar com profissionalismo e ética, sentir-se como
parte integrante da empresa, corresponsável pelo desenvolvimento
de ações naquele espaço de ensino-aprendizagem, alguém que pode
contribuir significativamente para a melhoria da prática profissional, e
que disponibiliza, para a empresa, seus conhecimentos adquiridos e
construídos no processo acadêmico.

A nossa experiência de educadores em campo de estágio nos leva a


fazer algumas recomendações que podem colaborar para o êxito de sua
atuação como aluno(a) estagiário(a):

a) apresente-se no campo de estágio com roupas, sapatos e


acessórios discretos e adequados. Lembre-se de que você
poderá participar e até coordenar atividades com colaboradores
de diversos níveis na empresa;
b) ao se comunicar, use um tom de voz amigável, respeitoso e
acolhedor. Respeite as funções desempenhadas por cada colabo-
rador na empresa – do porteiro ao diretor;
c) procure ser atencioso(a) e prestativo(a), colaborar para o bom
andamento da empresa. Desfrute ao máximo do tempo em que
estiver realizando o seu estágio, porque este período deve ser
proveitoso para a formação do seu perfil profissional. Para tanto,
é muito importante que você se integre de maneira gradual e
harmoniosa à equipe de trabalho;
d) mantenha-se no âmbito de suas atividades e cuide para não
assumir a função de outras pessoas, e lembre-se de que você
ainda não é o(a) engenheiro(a) da empresa. Porém, isso não
impede que colabore em outras atividades quando solicitado(a);
e) respeite a organização e a hierarquia da empresa em que você
está realizando seu estágio;
f) esteja sempre disponível;

29
g) suas opiniões ou sugestões poderão ser importantes e bem
recebidas, caso sejam requisitadas por pessoas responsáveis, se
expostas de maneira adequada. Por isso, não ofenda ou deprecie
o trabalho desenvolvido na empresa;
h) suas observações deverão ser sempre registradas como dados
de estudo, e servir para as suas reflexões, conclusões e possíveis
intervenções. Evite registrar nomes e dados sigilosos que não
foram autorizados e não faça comentários sobre fatos ocorridos
no cotidiano da empresa com outros profissionais.

30
5 Orientações específicas

Considerando-se que todo aluno estagiário deve obrigatoriamente


conhecer sobre a regulamentação que dispõe sobre o programa de
estágio ao qual irá participar, está disponível em ACADÊMICO – “Arquivo
de Estágios – Modelos”, a Lei nº 11.788, que regulamenta o estágio de
estudantes.

IMPORTANTE!

Ainda com dúvida sobre a Lei do Estágio?

Você pode consultar a Nova Cartilha Esclarecedora Sobre a Lei do Estágio:


Lei 11.788, de 25 de Setembro de 2008, no material publicado pelo Ministério
do Trabalho e Emprego.
Cartilha disponível em:

http://www.mte.gov.br/politicas_juventude/cartilha_lei_estagio.pdf.

Acesso em 26.04.2011.

Nesta cartilha, você encontra 70 perguntas e respostas sobre os Estágios -


Obrigatório e Não Obrigatório.

31
6 Registro das atividades

Em função da realização simultânea com curso de graduação, todo


estágio tende a ser rápido e muito dinâmico. Neste período, todo registro
irá auxiliá-lo, tanto na operacionalização do estágio quanto na recupera-
ção desses dados futuramente.

Para o registro das atividades, acompanhamento e a validação do


Estágio Curricular Supervisionado, você necessitará de utilizar alguns
instrumentos:

• Caderno de Campo – você poderá ter sempre à mão um caderno


no qual registrará todos os dados colhidos, observações, análises
e fatos ocorridos no cotidiano do estágio. Esses registros poderão
ser fontes de consulta para a elaboração dos relatórios e outras
atividades propostas pela equipe pedagógica responsável pela
orientação do estágio ou, ainda, por seu supervisor na empresa,
em todas as suas fases. Dependendo da facilidade e do local de
realização do estágio, outros recursos tecnológicos poderão ser
usados em substituição ao caderno de campo, e,
• Ficha de Registro de Atividade – instrumento que você utilizará
para registrar as atividades previstas no plano de estágio, em cada
etapa. Além de indicar a data ou período, as horas totais que foram
pertinentes a cada atividade, nela você deverá colher a assinatura
da pessoa designada como responsável pelo estágio na empresa.
• Relatório de Atividade – tendo como fonte os dados colhidos e
registrados em seu caderno de campo e nas fichas de registro de
atividades, ao término de cada etapa, você fará um relatório. Este
33
relatório se constituirá não apenas de dados, mas das impressões
e descobertas, sucessos e insucessos na trajetória no exercício
do estágio, das adaptações e modificações que irá fazendo ao
desenvolver as atividades;
• Relatório de Avaliação do Estudante (RAE) (atividade institucio-
nal) – O RAE é um relatório de avaliação do estudante, encontrado
no SGA, para impressão em duas vias, que deverá ser preenchido
pela Empresa e Uniube. Depois de preenchido e assinado, uma via
fica na Empresa e a outra é enviada para o PROEST, na Uniube/
Uberaba.

O registro rotineiro e consciente destas atividades também será útil para


a elaboração e apresentação do Relatório Final de Estágio – REFE,
tendo como fonte os dados colhidos e registrados em seu caderno de
campo e nas fichas de registro de atividades. Este relatório poderá ser
constituído não apenas de dados, mas das impressões e descobertas,
sucessos e insucessos na trajetória para construção do conhecimento,
das adaptações e modificações que irá fazendo ao desenvolver as
atividades.

Referências

BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº 9.394/96,


de 20 de Dezembro de 1996.

MORAN, J. M. Gerenciamento nas organizações. Disponível em:


<http://www.eca.usp.br/prof/moran/organiz.htm>. Acesso em: mar. 2011.

Nova Cartilha Esclarecedora Sobre a Lei do Estágio - Lei 11.788, de 25 de Setembro


de 2008, Ministério do Trabalho e Emprego. Disponível em:
<http://www.mte.gov.br/politicas_juventude/cartilha_lei_estagio.pdf>. Acesso em: mar.
2011.

34
Anexo 1
CARTA DE APRESENTAÇÃO PARA REALIZAÇÃO DO
ESTÁGIO
(OBRIGATÓRIO OU NÃO OBRIGATÓRIO)

(MODELO GERADO NO SISTEMA)

35
Anexo 2

ACEITE DO ESTÁGIO – NÃO OBRIGATÓRIO


(MODELO RETIRADO DO SISTEMA) – PARA O NÃO OBRIGATÓRIO

FORMULÁRIO DE DADOS PARA TRAMITAÇÃO DO TERMO DE COMPROMISSO DE


ESTÁGIO E ACEITE PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO
PRÓ-REITORIA DE ENSINO SUPERIOR / PROGRAMA DE ESTÁGIO

O PRESENTE FORMULÁRIO DARÁ ORIGEM A DOCUMENTOS DE NATUREZA ACADÊMICA E JURÍDICA.


PEDE-SE ATENÇÃO E CORREÇÃO QUANTO ÀS INFORMAÇÕES FORNECIDAS.
GENTILEZA DIGITAR OU UTILIZAR LETRA DE FORMA E SEM RASURAR, OBSERVANDO QUE TODOS OS CAMPOS SÃO DE PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO
E DEVERÃO SER CONFERIDOS PELO CURSO, QUE DEVERÁ ANOTAR A DATA DE
ENTREGA PELO ALUNO NO CAMPO À DIREITA DA ASSINATURA DO DIRETOR(A) DO CURSO DA UNIVERSIDADE DE UBERABA.

Em caso de empresa não conveniada, preencher o formulário de cadastro de empresa pelo site:
www.uniube.br/proest/ube/ , Providenciar cópia do contrato social/estatuto/nomeação
(empresa pública) e do CNPJ e/ou INCRA/INSCRIÇÃO RURAL e/ou CEI. Os documentos da empresa deverão ser enviados via
Telefax (34) 3319-8957)/scanneado/por e-mail – proest@uniube.br OU no endereço abaixo:
Endereço para correspondência: Universidade de Uberaba
Programa de Estágio – Campus Aeroporto
Avenida Nenê Sabino, 1.801 - Bairro Universitário
38055-500 - Uberaba - MG

ACEITE PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO


(Deverá ser preenchido pelo responsável do campo de estágio)

Declaro que em ______/______/______ recebi o(a) aluno(a): ___________


__________________________________________, Registro Acadêmico nº
_____________ matriculado na etapa ____, do curso ________________, turma
________, Polo ________________________, e confirmo o aceite do estágio
firmando compromisso com a instituição formadora e de fornecimento de todas as
informações necessárias para o desempenho das atividades práticas do(a) aluno(a)
que solicita Estágio Curricular Não Obrigatório:

( ) remunerado (remuneração obrigatória)



Assinatura do Responsável Legal do Campo de
Estágio e Carimbo da Empresa/Escola.

(Não serão aceitos os documentos sem assinatura do responsável e carimbo da empresa/escola concedente)

Será designado(a) como supervisor(a) de estágio do campo de estágio o(a) sr.(a) (nome legível):
________________________________________________________________
E-mail para contato: ________________________________________________
Telefone: ( ___ ) ___________________________________________________

36
PROES – PROEST DATA RECEBIMENTO – CPR/
Protocolo: _____________ PRECEPTOR
Em: _____/______/______ Em: ______/______/______
Por: __________________ Por: ____________________

MODELO–RASCUNHO
DADOS DA ORGANIZAÇÃO CONVENIADA (preencher, também, no caso de empresas de
integração. Ex.: CIEE etc.)

RAZÃO SOCIAL: _______________________________________________________


NOME FANTASIA: _______________________________________________________
CNPJ Nº: ______________________________________________________________
INCRA Nº (para estágio em propriedade rural): ____________________________________
INSCRIÇÃO RURAL – IR Nº (para estágio em propriedade rural): ______________________
CEI Nº (para empresa individual e/ou autônomo):______________________________________
ENDEREÇO:_________________________________________________________
BAIRRO:________________________________CAIXA POSTAL: __________________
CIDADE:_________________UF: ________________CEP:_______________________
E-MAIL: __________________________________________
TELEFONE: ( )____________________ FAX: ( ) __________________
REPRESENTADA POR (diretor(a),gestor(a) ou coordenador(a) que responde pela organiza-
ção):______________________________________ESTADO CIVIL:________________

RESIDENTE E DOMICILIADO EM:__________________________

DADOS DO CAMPO DE ESTÁGIO (onde o estágio será realizado):

RAZÃO SOCIAL: ________________________________________________________


NOME FANTASIA: _______________________________________________________
CNPJ Nº: ______________________________________________________________
INCRA Nº (para estágio em propriedade rural): ____________________________________
INSCRIÇÃO RURAL – IR Nº (para estágio em propriedade rural): ______________________
CEI Nº (para empresa individual e/ou autônomo):____________________________________
ENDEREÇO:___________________________________BAIRRO:_________________
CAIXA POSTAL: ________________CIDADE:_________________UF: _____________
CEP:____________________ E-MAIL: _______________________________________
TELEFONE: ( )____________________ FAX: ( ) __________________
REPRESENTADA POR (diretor(a),gestor(a) ou coordenador(a) que responde pela organização):
___________________________________________ESTADO CIVIL: ______________
RESIDENTE E DOMICILIADO EM: __________

37
Anexo 3
ACEITE DO ESTÁGIO – OBRIGATÓRIO
(MODELO RETIRADO DO SISTEMA)
FORMULÁRIO DE DADOS PARA TRAMITAÇÃO DO TERMO DE COMPROMISSO
DE ESTÁGIO E ACEITE PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO
PRÓ-REITORIA DE ENSINO SUPERIOR / PROGRAMA DE ESTÁGIO

O PRESENTE FORMULÁRIO DARÁ ORIGEM A DOCUMENTOS DE NATUREZA ACADÊMICA E JURÍDICA.


PEDE-SE ATENÇÃO E CORREÇÃO QUANTO ÀS INFORMAÇÕES FORNECIDAS.
GENTILEZA DIGITAR OU UTILIZAR LETRA DE FORMA E SEM RASURAR, OBSERVANDO QUE TODOS OS CAMPOS SÃO DE PREENCHIMENTO OBRIGATÓRIO
E DEVERÃO SER CONFERIDOS PELO CURSO, QUE DEVERÁ ANOTAR A DATA DE
ENTREGA PELO ALUNO NO CAMPO À DIREITA DA ASSINATURA DO DIRETOR(A) DO CURSO DA UNIVERSIDADE DE UBERABA.

Em caso de empresa não conveniada, preencher o formulário de cadastro de empresa pelo site:
www.uniube.br/proest/ube/ , Providenciar cópia do contrato social/estatuto/nomeação
(empresa pública) e do CNPJ e/ou INCRA/INSCRIÇÃO RURAL e/ou CEI. Os documentos da empresa deverão ser enviados via
Telefax (34) 3319-8957)/scanneado/por e-mail – proest@uniube.br OU no endereço abaixo:
Endereço para correspondência: Universidade de Uberaba
Programa de Estágio – Campus Aeroporto
Avenida Nenê Sabino, 1.801 - Bairro Universitário
38055-500 – Uberaba-MG

ACEITE PARA A REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO


(Deverá ser preenchido pelo responsável do campo de estágio)

Declaro que em _____/_____/____ recebi o(a) aluno(a): __________________


______________________, Registro Acadêmico nº _____________ matriculado
na etapa ___________, do curso _________________, turma _________, Polo
_____________________________, e confirmo o aceite do estágio firmando
compromisso com a instituição formadora e de fornecimento de todas as informações
necessárias para o desempenho das atividades práticas do(a) aluno(a) que solicita
Estágio Curricular Obrigatório:

( ) remunerado ( ) não remunerado



Assinatura do Responsável Legal do Campo de
Estágio e Carimbo da Empresa/Escola.

(Não serão aceitos os documentos sem assinatura do responsável e carimbo da empresa/escola concedente)

Será designado(a) como supervisor(a) de estágio do campo de estágio o(a) sr.(a) (nome legível):
________________________________________________________________
E-mail para contato: ________________________________________________
Telefone: ( ___ ) ___________________________________________________

Campus I – Av.Guilherme Ferreira, 217 – Centro – 38.010-200 – Uberaba-MG – Fone: (34) 3321-6600 – Fax: (34) 3321-6332
Campus II – Av. Nenê Sabino, 1801 – B. Universitário – 38.055-500 – Uberaba-MG – Fone: (34) 3319-8957 – Fax: (34) 3314-8957
http://uniube.br – e-mail: uniube@uniube.br / proest@uniube.br preparado por css/alm Proest

38
PROES – PROEST DATA RECEBIMENTO – CPR/
Protocolo: _____________ PRECEPTOR
Em: _____/______/______ Em: ______/______/______
Por: __________________ Por: ____________________

MODELO–RASCUNHO
DADOS DA ORGANIZAÇÃO CONVENIADA (preencher, também, no caso de empresas de
integração. Ex.: CIEE etc.)

RAZÃO SOCIAL: _______________________________________________________


NOME FANTASIA: _______________________________________________________
CNPJ Nº: ______________________________________________________________
INCRA Nº (para estágio em propriedade rural): ____________________________________
INSCRIÇÃO RURAL – IR Nº (para estágio em propriedade rural): ______________________
CEI Nº (para empresa individual e/ou autônomo):______________________________________
ENDEREÇO:_________________________________________________________
BAIRRO:________________________________CAIXA POSTAL: __________________
CIDADE:_________________UF: ________________CEP:_______________________
E-MAIL: __________________________________________
TELEFONE: ( )____________________ FAX: ( ) __________________
REPRESENTADA POR (diretor(a),gestor(a) ou coordenador(a) que responde pela organiza-
ção):______________________________________ESTADO CIVIL:________________

RESIDENTE E DOMICILIADO EM:__________________________

DADOS DO CAMPO DE ESTÁGIO (onde o estágio será realizado):

RAZÃO SOCIAL: ________________________________________________________


NOME FANTASIA: _______________________________________________________
CNPJ Nº: ______________________________________________________________
INCRA Nº (para estágio em propriedade rural): ____________________________________
INSCRIÇÃO RURAL – IR Nº (para estágio em propriedade rural): ______________________
CEI Nº (para empresa individual e/ou autônomo):____________________________________
ENDEREÇO:___________________________________BAIRRO:_________________
CAIXA POSTAL: ________________CIDADE:_________________UF: _____________
CEP:____________________ E-MAIL: _______________________________________
TELEFONE: ( )____________________ FAX: ( ) __________________
REPRESENTADA POR (diretor(a),gestor(a) ou coordenador(a) que responde pela organização):
___________________________________________ESTADO CIVIL: ______________
RESIDENTE E DOMICILIADO EM: __________

39
Anexo 4
CARTA DE AGRADECIMENTO À EMPRESA (MODELO)
(Opcional – para ser enviada ao final do Estágio)

<Local e data>

Ilmo. Sr. <especificar o nome>


Presidente / Diretor / etc. <especificar o nome da empresa ou Instituição>

Assunto: AGRADECIMENTO – ESTÁGIO SUPERVISIONADO

Prezado Senhor,

Agradecemos a V.Sa. e a <especificar o nome da empresa>, pela


oportunidade que foi dada ao(a) aluno(a) <especificar o nome>, na
realização de seu estágio curricular obrigatório, o qual contribuiu de forma
significativa para a sua formação pessoal e profissional.

Temos a expectativa de poder continuar com esta parceria que, com


certeza, contribuirá para o desenvolvimento técnico e a formação
profissional de nossos egressos.

Atenciosamente,

<especificar o nome do gestor do curso>


<especificar o nome do curso de graduação em engenharia>

40
PRÓ-REITORIA DE ENSINO SUPERIOR
Registro do Estágio Obrigatório dos cursos EAD
RA (Registro Acadêmico) nº: (dado preenchido pelo aluno) ETAPA: (sistema) TURMA: (sistema) ANO: (sistema)

NOME DO(A) ALUNO (A) ESTAGIÁRIO(A): (dado informado automaticamente pelo sistema)

CARGA HORÁRIA PREVISTA: (dado informado automatica-


CURSO EM: (dado informado automaticamente pelo sistema)
mente pelo sistema)

NOME DO PRECEPTOR: (dado informado automaticamente pelo sistema)


Anexo 5

ESCOLA / EMPRESA – CAMPO DE ESTÁGIO: (dado preenchido pelo aluno)

ASS. RESPONSÁVEL
ASS. SUPERVISOR DE
PELA ESCOLA /
DATA ATIVIDADES CARGA HORÁRIA ESTÁGIO (CPR ou
EMPRESA – CAMPO
Uniube-Uberaba)
DE ESTÁGIO

         
         
REGISTRO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO – REO (MODELO)

         

41
TOTAL (sistema)
Anexo 6
ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO
PLANO DE ESTÁGIO – PE
PARA O ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO
(1ª via: Empresa, 2ª via: Gestão do Curso de Graduação
em Engenharia/Preceptor, 3ª via: Estagiário).

(MODELO PARA ELABORAÇÃO)

Título: <Informar o título do trabalho>

Aluno: <Informar o nome do aluno>

Supervisor na Empresa: <Informar o nome do profissional>

<Preceptor ou tutor do curso acompanha e


supervisiona a execução do estágio. É a pessoa
Supervisor no Curso:
que define as tarefas a serem desempenhadas
pelo aluno.>

Local: <Local de realização do estágio>

<Período em que o estágio será realizado –


Período:
seguir padrão do TCE>

<Telefones, e-mails, endereços para contato


Contatos: com o aluno e com o supervisor do estágio na
empresa>

Estrutura do trabalho

I. RESUMO
Máximo 10 linhas.

Fazer um breve histórico sobre o assunto que será tratado, destacando


sua importância no contexto. Citar as principais atividades que serão
desenvolvidas e as metas que se pretende alcançar.

42
Após o resumo, indique as palavras-chave de seu trabalho (entre 3 e 5
palavras), use o formato:
Palavras-chave: palavra1, palavra2, ....

II. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICO-METODOLÓGICA:


Máximo 10 linhas.

Ideia conjunta das referências básicas e complementares dos


diversos aspectos enfocados, da definição precisa do problema
a estudar e da atividade que será desenvolvida.

III. OBJETIVOS
Máximo 10 linhas.

Citar os objetivos gerais e específicos do estágio.

IV. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS/MÉTODOS E TÉCNICAS


Máximo 20 linhas.

Citar os métodos e as técnicas que serão usados no desenvolvimento do


estágio para a consecução dos objetivos. Incluem métodos de análise,
técnicas de programação, ferramentas que serão utilizadas, técnicas para
gerência de projeto etc. Comentar como as técnicas, os métodos e as
ferramentas serão combinados e organizados.

V. CONTRIBUIÇÕES ESPERADAS
Máximo 20 linhas.

Citar objetivamente as contribuições que a realização do estágio


proporcionará para a concedente do estágio e para o curso de
engenharia, e para o aluno estagiário.

43
VI. JUSTIFICATIVA
Máximo 20 linhas.

Argumentar por que as atividades a serem desempenhadas irão colabo-


rar para o amadurecimento técnico, pessoal e profissional do aluno,
justificando a realização do estágio.

VII. LOCAIS DE REALIZAÇÃO / ORGÃOS ENVOLVIDOS


Máximo 10 linhas.

Citar o local (ou locais) onde o estágio será desenvolvido, os órgãos


envolvidos nas atividades do estágio e o tipo de envolvimento e o papel
de cada um dos envolvidos.

VIII. CRONOGRAMA DE DESENVOLVIMENTO

Identificar as etapas ou fases e o tempo (em semanas) das mesmas.


Elaborar preferencialmente na forma de cronograma de barras.

Exemplo de cronograma de barras:

Atividade Agosto Setembro Outubro Novembro

1. Revisão
Bibliográfica

2. Levantamento de
dados no campo

3. ......

4. Elaboração
do REFE

44
IX. FORMA DE ACOMPANHAMENTO

Descrever como o orientador e o supervisor irão acompanhar o


desenvolvimento do trabalho. Indicar periodicidade de relatórios e de
reuniões e/ou encontros (se for o caso). Incluir os critérios de avaliação
e validação do estágio.

X. REFERÊNCIAS

Colocar as referências citadas nas seções anteriores


e as referências necessárias para o desenvolvimento
do estágio. Deverão ser incluídas todas as fontes
efetivamente utilizadas para a elaboração do
trabalho. Aplica-se conforme padrão ABNT.

Exemplo de referência:
BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº
9.394/96, de 20 de Dezembro de 1996.

<Local, Data>
<Assinatura do(a) aluno(a)>
<Assinatura do(a) orientador(a)>
<Assinatura do(a) supervisor(a) na empresa>

45
Anexo 7
RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE ESTÁGIO – RAE

(LEI 11.788/08, CAP. III – ART. 9º, VII)


PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO ( ) NÃO OBRIGATÓRIO ( )

CAMPO DE ESTÁGIO
Empresa/Escola:_____________________________________________________
Cidade:________________________________ Telefone: (___)___________________
e-mail: _______________________________________________________________

DADOS ALUNO ESTAGIÁRIO


Nome do Estagiário___________________________________________________________
Curso ____________________________________ Etapa: ____________RA: ___________

ESTÁGIO
Campo de Estágio na empresa/escola____________________________________________
Supervisor de Estágio (nome e cargo)____________________________________________
Professor(a) Orientador(a) de Estágio (Uniube):____________________________________

DESEMPENHO
ASPECTOS A SEREM AVALIADOS
SATISFATÓRIO PARCIAL INSATISFATÓRIO
Assiduidade e pontualidade
2. Envolvimento do aluno-estagiário com a
empresa/escola
3. Execução do Plano de Estágio
4. Postura Ética e Profissional
5. Execução do Plano de Aula (somente
para os cursos de Licenciaturas)

CONTRIBUIÇÃO DO ALUNO/ESTAGIÁRIO PARA DESEMPENHO


O CAMPO DE ESTÁGIO SIM NÃO EM PARTE
1. Atendeu as expectativas da empresa/escola?
2. Teve bom relacionamento com o supervisor de
estágio/professor regente?
3. Teve bom relacionamento com os outros funcioná-
rios/alunos?
4. Por ter iniciativa, o estagiário contribuiu com o
trabalho realizado?
5. Apresentou sugestões para o trabalho na empre-
sa/escola?
6. Apresentou sugestões para o trabalho no setor/
sala de aula?
7. Foi importante a presença e a participação do
estagiário na empresa/escola?

46
Anexo 8

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO


RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO

RELATÓRIO FINAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO – REFE: é o


documento que relata os resultados obtidos em investigação de pesquisa
e desenvolvimento, ou que descreve a situação de uma questão técnica
ou científica. O relatório apresenta, sistematicamente, informação
suficiente para que o professor-tutor analise, avalie e, quando necessário,
faça recomendações para correção.

ESTRUTURA

Capa: é uma proteção externa do trabalho e contém dados de identifi-


cação

Apresenta os seguintes elementos:

• instituição e/ou departamento: nome da universidade, nome da


instituição parceira (polo), nome do curso e nome da empresa que
você fez estágio. Todos no alto da página e centralizados;
• título e subtítulo: podem ser expressos através de uma palavra ou
frase que determine o assunto do relatório. Para identificar melhor
o assunto tratado, aconselha-se usar subtítulo;
• autor: localizado abaixo do título, indicando o seu RA, e,
• notas tipográficas: localizadas na parte inferior central da folha de
rosto, o local (cidade), o mês e ano de publicação.

47
Texto: é o conteúdo do trabalho elaborado pelo autor. É preciso ter
domínio do assunto, linguagem clara, concisa e formal. O texto é a parte
principal do relatório, que compreende:

• Introdução:
Parte inicial do texto, (onde se escreve: o que é, como e onde foi
feito e quais os objetivos e finalidades do trabalho);
• Desenvolvimento:
Parte do relatório que descreve a natureza e resultados do trabalho
de forma minuciosa. Poderá ser dividido em quantas partes forem
necessárias para o detalhamento do trabalho ou projeto. Deve ser
redigido de maneira completa, usando o verbo no tempo passado. É
recomendável que não se use a primeira pessoa, tanto no singular
como no plural (o discurso deve ser impessoal). A linguagem deve
ser objetiva, denotativa; qualquer ambiguidade pode ser um ponto
vulnerável na demonstração do que se quer expor. Deve ser clara,
precisa, natural, original, nobre, correta gramaticalmente;
• Conclusões e/ou recomendações:
Parte final do relatório, decorrente das provas relacionadas na
discussão, contendo também, se preciso, algumas reflexões finais,
e recomendações acerca da realidade e da experiência vivenciada.

Referências: são relacionadas em listagem própria, incluindo-se todas as


fontes efetivamente utilizadas para a elaboração do trabalho. Essa lista é
numerada sequencialmente, obedecendo a uma ordem alfabética única
de sobrenome de autor e título para todo o tipo de material consultado.

Exemplo de referência:
BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei nº
9.394/96, de 20 de Dezembro de 1996.

48
Anotações
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
__________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
__________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
__________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
________________________________________________________
_______________________________________________________

49
Anotações
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
__________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
__________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
__________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
_________________________________________________________
________________________________________________________
_______________________________________________________

50