Você está na página 1de 4

CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL - UNINTER

Disciplina: CURRÍCULO ESCOLA Turma: 2014.12

Professor (a): Tutor (a):

Aluna (a): Curso: Filosofia

AVALIAÇÃO – CURRÍCULO ESCOLAR

_________________________________Questão 1/10 “Era necessário reconhecer a todos o direito de ser


“A assunção da centralidade da criança, no seio do educado, até onde permitissem suas aptidões
mundo e das sociedades contemporâneas e no seio naturais, independente de razões econômicas e
das escolas, constitui o argumento mais invocado pela sociais. À escola, caberia preparar as futuras gerações
generalidade dos pedagogos relacionados com o para a vivência democrática na sociedade, através da
“Movimento da Educação Nova” nos discursos que experiência de liberdade vivida na escola. A
visam não só legitimar a necessidade de divulgação das ideias escola novistas se faz na década
transformação da Escola, como igualmente, de 20, através das reformas educacionais do Ceará
fundamentar a natureza, a direção e os conteúdos (1923), Bahia (1925), Minas Gerais (1927), Distrito
desta transformação." Federal e Pernambuco (1928)”

TRINDADE, Rui. O movimento da educação nova e a MAIA, Eny Marisa. Uma orientação educacional nova
reinvenção da escola: da afirmação de uma para uma nova escola. São Paulo: Loyola, 1995. p.13.
necessidade aos equívocos de um desejo. Porto:
Universidade do Porto, 2012. p. 34. De acordo com os conteúdos abordados no livro-base
e nas aulas, relacione corretamente os reformadores
Com base nos conteúdos abordados nas aulas e no aos locais e reformas empreendidas:
livro-base sobre o movimento Escola Nova e sua
concepção de currículo e educação marque V para as 1. Anísio Teixeira
afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas: 2. Francisco Campos e Mário Casassanta
3. Fernando Azevedo
I. ( ) O aluno tem espaço no processo e pode
apresentar seus interesses que serão selecionados ( ) Utilizando-se do método de Ovide Decroly, “centro
pelo professor de acordo com sua relevância para o de interesses”, empreendeu reforma na educação de
processo de ensino. Minas Gerais, sendo que o currículo e os programas
II. ( ) A transferência de experiências faz do professor eram idealizados a fim de desenvolver no aluno
o ponto central do processo, ambicionando a habilidades de observação, julgamento, criação,
formação do indivíduo crítico. decisão e ação.
III. ( ) O professor é o facilitador do processo e o aluno ( ) Foi a partir de sua reforma que passou a se dar a
é construtor do seu conhecimento, de forma ativa e devida importância para a organização curricular das
participativa. escolas e que esta estivesse em harmonia com os
IV. ( ) Enfatiza os processos de aprendizagem, interesses e estágios do desenvolvimento das
atendando-se para os diferentes ritmos dos alunos. crianças.
( ) Empreendeu a reforma da educação do Distrito
Agora, marque a sequência correta: Federal, sob a influência de Durkheim, buscando levar
em consideração a interação entre escola e sociedade.
a) F, F, V, V ( ) Reformou a educação pública na Bahia sob a
b) V, V, V, F influência do pensamento de John Dewey, do
c) F, V, F, V pensamento norte-americano e sob as ideias liberais.
d) F, V, V, F ( ) Compreendeu a educação como o momento de
e) V, F, V, V conhecimento do lugar de cada um na sociedade,
_________________________________Questão 2/10 sendo a escola o lugar onde se fornecem os meios
Leia o texto a seguir:
para que o indivíduo possa se encaixar na sociedade pedagogia entre a chegada dos jesuítas, as reformas
de acordo com suas aptidões. pombalinas até a sociedade republicana."

Agora, marque a sequência correta: LIMA, Michele Fernandes. A função do currículo no


contexto escolar. Curitiba: InterSaberes, 2012. p. 50.
a) 2, 2, 3, 1, 3
b) 2, 1, 3, 2, 3 Analise as sentenças abaixo relacionadas à Pedagogia
c) 2, 1, 3, 1, 3 Tradicional e marque V para as afirmativas
d) 3, 1, 2, 3, 3 Verdadeiras e F para as afirmativas Falsas.
e) 1, 2, 3, 2, 1
I. ( ) Cada formato da Pedagogia Tradicional possuía
_________________________________Questão 3/10 uma base diferente, igualando-se na metodologia
“Rompendo com essas visões [ora psicologizante, ora utilizada.
uma visão empresarial], no final da década de 1960 e II. ( ) Todos os formatos da Pedagogia Tradicional
na década de 1970, desenvolvem-se, nos Estados possuem em comum uma base.
unidos e na Inglaterra, estudos no campo do currículo III. ( ) A metodologia, que é comum a todos os
que inauguram a teoria crítica, ou seja, a negação das formatos da Pedagogia Tradicional, é a utilização de
perspectivas behavioristas e empiristas, rejeitando o materiais didáticos e o aproveitamento dos alunos
caráter instrumental, apolítico e ateórico da teoria adiantados.
curricular que se vinha até então desenvolvendo.” IV. ( ) A base, que é comum a todos os formatos da
Pedagogia Tradicional, é concretizada pela listagem de
ZOTTI, Solange Aparecida. Sociedade, educação e conteúdo.
currículo no Brasil dos jesuítas aos anos de 1980.
Campinas: Autores Associados, 2004. p. 6. Agora, marque a sequência correta:

De acordo com os conteúdos abordados nas aulas e a) V, F, V, V


no livro-base, analise as afirmativas a seguir sobre a b) F, V, F, V
Teoria Crítica: c) F, F, V, V
d) V, F, V, F
I. Denunciaram a utilização da escola e do currículo e) V, V, V, F
para a reprodução da estrutura social. _________________________________Questão 5/10
II. Nortearam a construção de uma escola e um “A partir da reforma instituída pela Lei n. 5.692, de 11
currículo de acordo com o interesse dos oprimidos. de agosto de 1971, essa concepção produtivista
III. Apontaram a seleção, organização e distribuição pretendeu moldar todo o ensino brasileiro por meio
do conhecimento como não sendo neutras e da pedagogia tecnicista, que, convertida em
desinteressadas, mas sim obedecendo a interesses pedagogia oficial foi encampada pelo aparelho de
dos grupos dominantes. Estado que procurou difundi-la e implementá-la em
IV. O currículo deve visar à libertação dos indivíduos, todas as escolas do país."
mas não sua emancipação, compreendendo que a
educação deve conduzir à formação de cidadãos. SAVIANI, DEMERVAL. A pedagogia no Brasil: história e
teoria. Campinas: Autores Associados, 2008. p. 112.
São corretas as afirmativas:
De acordo com os conteúdos das aulas e do livro-
a) Afirmativas I, II e III, apenas. base, analise as afirmativas a seguir que contemplam
b) Afirmativa IV, apenas. a pedagogia tecnicista:
c) Afirmativas III e IV, apenas.
d) Afirmativas II e III, apenas. I. A centralidade está na busca dos melhores recursos
e) Afirmativa I e II, apenas. de ensino.
II. O professor é encarado como um técnico do ensino
_________________________________Questão 4/10 que transmite ao aluno os conteúdos pertinentes.
"Embora a pedagogia tradicional tenha permeado os III. O aluno é visto como condutor de seu processo de
programas de ensino no Brasil até o início do século aprendizagem, sendo dado ênfase ao seu potencial
XX, fato que pode ser visto nas reformas educacionais reflexivo.
e nas influências de outras ordens religiosas, não IV. A partir dos princípios científicos são elaborados os
apenas a católica, também não podemos deixar de conteúdos que são disponibilizados aos alunos através
salientar que vários foram os formatos dessa mesma do livro didático.
São corretas as afirmativas: Com base nos conteúdos abordados nas aulas e no
livro-base, o Marquês de Pombal expulsou os jesuítas
a) Afirmativas I e II, apenas. com intuito de...
b) Afirmativa II, apenas.
c) Afirmativas I, II e IV, apenas. a) Aumentar o poder português e a arrecadação
d) Afirmativas III e IV, apenas. financeira a fim de engordar seus cofres.
e) Afirmativa I e III, apenas. b) Implantar um novo plano de ensino articulado pela
Coroa Portuguesa.
_________________________________Questão 6/10 c) Aliançar mais nativos em prol do programa
[...] algumas ideias educacionais que se financeiro e educacional articulado pelo Marquês de
desenvolveram na chamada modernidade [...] pombal.
apresentaram a modernização da instrução pública no d) Combater o analfabetismo que era alto por descaso
Brasil, no final do século XIX e início do século XX. dos jesuítas.
Dentre essas ideias, manifestas na renovação da e) Articular aumento da arrecadação para os cofres da
concepção de educação e na implantação de novos Coroa à melhoria da educação nacional, até então
métodos de ensino [...] praticada sob o regime de aulas régias.

TRINDADE, S. A.; MENEZES, Irani R. A educação na _________________________________Questão 8/10


modernidade e a modernização da escola no Leia o trecho a seguir:"
Brasil:século XIX e início do século XX. Disponível em:
<http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/ Currículo é uma construção social do conhecimento,
36/art10_36.pdf>. Acesso em: 12/12/2014. pressupondo a sistematização dos meios para que
esta construção se efetive; a transmissão dos
Com base no texto acima e nos conteúdos estudados conhecimentos historicamente produzidos e as
no livro base quais foram os dois métodos formas de assimilá-los, portanto, produção,
estrangeiros transferidos e adaptados para o Brasil no transmissão e assimilação são processos que
final do século XIX e início do século XX: compõem uma metodologia de construção coletiva do
conhecimento escolar, ou seja, o currículo
a) Método Indutivo e Lições das Coisas propriamente dito."
b) Ratio Studiorum e Método Indutivo
c) Lições das Coisas e Ratio Studiorum VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político-
d) Método Lancaster e Método Intuitivo Pedagógico da Escola: uma construção possível.
e) Lancaster e Método Enciclopédico Campinas: Papirus, 1995. p.26-27.

_________________________________Questão 7/10 Analise as sentenças sobre currículo e suas definições,


“No tempo da educação cristã, os jesuítas tinham a assinalando V para as afirmativas verdadeiras e F para
totalidade do ensino e a Metrópole estava do outro as afirmativas falsas.
lado do Atlântico [...] como os padres, sobretudo em
virtude do Ratio Studiorum e de seu voto de ( ) Os conhecimentos historicamente produzidos pelo
obediência, resolviam aqui mesmo a quase totalidade homem são transmitidos pela escola de forma
das aplicações das diretrizes educacionais, e como, ordenada a fim de possibilitar ao aluno a
por outro lado, a própria necessidade e prudência compreensão significativa destes.
exigiam que não se esperasse a possibilidade de uma ( ) O currículo é imparcial, sendo uma ponte entre a
resposta que muita vez, só após anos, viria de escola e a sociedade, principalmente quando
Portugal, praticamente o Brasil dos dois primeiros elaborado pela administração escolar e aplicado pelos
séculos viveu em estado de simplicidade legisferal, professores.
livre tanto da epidemia de leis e decretos quanto da ( ) A sistematização e organização curricular se dão
petulância de políticos legisladores ou de sob a reflexão do que, como e para que ensinar
administradores autossuficientes em educação. determinado conteúdo.
Contudo, chegou Pombal e, com, ele, o furacão que ( ) Questões econômicas, políticas, culturais e
varreu o ensino brasileiro, de norte a sul. O que as históricas envolvem a elaboração curricular, por isso
invasões dos bárbaros foram para a Europa, a reforma ele não pode ser considerado como apenas um
de Pombal o foi para a educação brasileira. conjunto de conteúdos e formas de ensinar.

TOBIAS, José Antônio. História da Educação Brasileira. Marque a sequência correta:


São Paulo: Ibrasa, 1986. p. 153.
a) V, F, V, F
b) V, F, V, V ________________________________Questão 10/10
c) V, V, V, F O currículo oficial desvela facetas do que se está
d) F, F, V, V buscando da educação, da escola, mesmo que não
e) F, V, V, F concordemos com suas diretrizes. Conhecer
_________________________________Questão 9/10 criticamente as propostas oficiais nos possibilita um
papel mais ativo diante da relação currículo
oficial/currículo real, pois só poderemos nos
contrapor ao que é imposto se conhecermos o seu
conteúdo, as razões das escolhas feitas, as
implicações socioeconômicas e a politicas presentes
na proposta.

ZOTTI, Solange Aparecida. Sociedade, educação e


currículo no Brasil dos jesuítas aos anos de 1980.
Campinas: Autores Associados, 2004. p. 10.

Com relação ao currículo “real”, podemos afirmar


que:

a) É o currículo elaborado pela secretária de educação


e repassado à instituição para sua execução.
Fonte: Estadão. Disponível em: b) É o currículo que foi colocado em prática pelo
<http://educacao.estadao.com.br/blogs/a-educacao- professor, que não possui relação com o currículo
no-seculo-21/piadinha-3-sistema-educativo-atual/>. formal.
Acesso em: 20/12/2014. c) É o currículo elaborado de acordo com a LDB e que
compõem o projeto político pedagógico da escola.
Com base nos conteúdos abordados no livro-base e d) É aquele dado pelo Projeto Político Pedagógico e
nas aulas, e pensando na imagem acima, assinale a que o professor executa em sala de aula exatamente
alternativa que melhor descreve a situação da de acordo com o que foi planejado.
educação atual e suas necessidades: e) É aquele que realmente acontece em sala de aula,
em decorrência do plano de aula e do projeto político
a) A educação está em busca de uma proposta pedagógico.
pedagógica ideal que possa atingir a todos os alunos
da mesma forma, levando ao alcance de uma
educação de qualidade.
b) Há um novo paradigma social emergindo, e no seu
cerne estão questões sobre as diferenças sociais,
culturais, religiosas, étnicas e de gênero.
c) A visão atual de currículo deve se distanciar da
função política e social da escola, pensando num
currículo mais engajado com o processo de
aprendizagem.
d) A educação deve caminhar para o retorno a uma
estrutura curricular que vislumbre apenas a aquisição
de informações, por compreender esta como a
maneira mais eficaz de formar cidadãos.
e) Na atual realidade educacional ambiciona-se
proporcionar a todos os alunos o acesso à mesma Boa Sorte!!!
aprendizagem e sob a mesma metodologia: isto
garantirá uma educação igualitária, pois todos os
indivíduos são iguais.