Você está na página 1de 56

2015.

2 – UNIFACS LAUREATE
PROFESSOR MARCOS PACHECO
marcos.santos@pro.unifacs.br
PRIMEIRA AVALIAÇÃO (VALOR TOTAL 10,0)
05/10 - PROVA PRESENCIAL LAB (8,0)
04/10 – PRAZO ENTREGA EXERCÍCIOS (2,0)

SEGUNDA AVALIAÇÃO (VALOR TOTAL 10,0)


23/11 - PROVA PRESENCIAL VALOR (5,0)
30/11 - APRESENTAÇÃO ORAL TRABALHO (3,0)
PROJETO ARTHE (2,0)
01/12 SEGUNDA CHAMADA AVALIAÇÕES
15/12 TERCEIRA AVALIAÇÃO
 JNI E NDK (ANDROID E C)
 CONEXÃO BANCO DE DADOS COM C (MYSQL, ETC)
 JOGOS COM C (ALLEGRO 4 OU ALLEGRO 5 + SDL)
 CRIANDO SERVIÇOS WINDOWS COM C
 SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO (VIRUS,
KEYLOGGERS, SOBRESCRITA MEMÓRIA, BUFFER
OVERFLOW, SEQUESTRO DE SOCKET, ETC)
 SOCKETS COM C (COMUNICAÇÃO ENTRE CLIENTES
E SERVIDORES)
 PROGRAMAÇÃO DE MICROCONTROLADORES COM
LINGUAGEM C
 PROGRAMAÇÃO PARA WEB COM C (CGI)
marcos.santos@pro.unifacs.br

PROF. MARCOS PACHECO 4


PROF. MARCOS PACHECO 5
PROF. MARCOS PACHECO 6
main()
int main() {
É a função principal do programa escrito em
printf(“ola\n”); C. Um programa C começa a ser
return 0; executado do início da função main. Os
comandos de uma função são delimitados
} por chaves { }.

PROF. MARCOS PACHECO 7


PROF. MARCOS PACHECO 8
printf(“ola\n”);

PROF. MARCOS PACHECO 9


printf(“ola\n”);
int main() {
É uma chamada à função printf, que imprime
printf(“ola\n”); na saída padrão (a tela do computador).
return 0; Neste caso o que é impresso na tela é a
cadeia de caracteres ola e \n indica nova
} linha

int main(int argc, char *argv[]) {


printf(“ola\n”);

return 0;
}

PROF. MARCOS PACHECO 10


printf

PROF. MARCOS PACHECO 11


PROF. MARCOS PACHECO 12
PROF. MARCOS PACHECO 13
Informa ao compilador para incluir
informação sobre a biblioteca padrão de
entrada/saída(stdio.h) std -> standard e
io -> input / output

PROF. MARCOS PACHECO 14


PROF. MARCOS PACHECO 15
PROF. MARCOS PACHECO 16
PROF. MARCOS PACHECO 17
PROF. MARCOS PACHECO 18
PROF. MARCOS PACHECO 19
VARIÁVEIS

PROF. MARCOS PACHECO 20


NOME DAS VARIÁVEIS

PROF. MARCOS PACHECO 21


NOME DAS VARIÁVEIS

PROF. MARCOS PACHECO 22


Declarando e Iniciando Variáveis
Uma variável pode ser inicializada através de uma atribuição,
int numero;
float nota;
char conceito; Declaração:
numero = 49; Tipo da variável nome;
nota = 10;
conceito = ‘A’;
Ou diretamente em sua declaração:
int numero = 49;
float nota = 10;
char conceito = ‘A’;

PROF. MARCOS PACHECO 23


PROF. MARCOS PACHECO 24
PROF. MARCOS PACHECO 25
PROF. MARCOS PACHECO 26
PROF. MARCOS PACHECO 27
PROF. MARCOS PACHECO 28
PROF. MARCOS PACHECO 29
PROF. MARCOS PACHECO 30
PROF. MARCOS PACHECO 31
PROF. MARCOS PACHECO 32
Operadores
relacionais

PROF. MARCOS PACHECO 33


PROF. MARCOS PACHECO 34
PROF. MARCOS PACHECO 35
PROF. MARCOS PACHECO 36
PROF. MARCOS PACHECO 37
PROF. MARCOS PACHECO 38
PROF. MARCOS PACHECO 39
PROF. MARCOS PACHECO 40
PROF. MARCOS PACHECO 41
Obs: Ler é receber do usuário via função scanf

PROF. MARCOS PACHECO 42


PROF. MARCOS PACHECO 43
PROF. MARCOS PACHECO 44
PROF. MARCOS PACHECO 45
PROF. MARCOS PACHECO 46
PROF. MARCOS PACHECO 47
PROF. MARCOS PACHECO 48
PROF. MARCOS PACHECO 49
PROF. MARCOS PACHECO 50
PROF. MARCOS PACHECO 51
PROF. MARCOS PACHECO 52
FAZER OS EXERCÍCIOS PROPOSTOS

PROF. MARCOS PACHECO 53


Obs: Ler é receber do usuário via função scanf

PROF. MARCOS PACHECO 54


Obs: Ler é receber do usuário via função scanf

PROF. MARCOS PACHECO 55


FIM

PROF. MARCOS PACHECO 56