Você está na página 1de 3

1) O indianismo de nossos poetas românticos é:

A) uma forma de apresentar o índio em toda a sua realidade objetiva; o índio como elemento
étnico da futura raça brasileira.
B) um meio de reconstruir o grave perigo que o índio representava durante a instalação da
capitania de São Vicente.
C) um meio de eternizar liricamente a aceitação, pelo índio, da nova civilização que se
instalava.
D) uma forma de apresentar o índio como motivo estético; idealização com simpatia e piedade;
exaltação da bravura, do heroísmo e de todas as qualidades morais superiores.

2) Assinale a alternativa em que se encontram três características do movimento literário ao qual


se dá o nome de Romantismo:

A) predomínio da razão, perfeição da forma, imitação dos antigos gregos e romanos


B) reação anticlássica, busca de temas nacionais, sentimentalismo e imaginação
C) anseio de liberdade criadora, busca de verdades absolutas e universais, arte pela arte
D) preferência por temas medievais, rebuscamento de conteúdo e de forma, tentativa de
expressar a realidade inconsciente.

3) A Segunda Geração do Romantismo Brasileiro também é conhecida como Mal-do-século.


Sobre a temática abordada por essa geração, é correto AFIRMAR:

A) o pessimismo realista que substitui a fantasia romântica.


B) a angústia modernista em face da necessidade de renovação de uma literatura nacional.
C) o escândalo em que consistiu o cientificismo naturalista.
d) os mórbidos excessos do sentimentalismo romântico.

4) Leia as estrofes seguintes, extraídas do poema

“Canção do exílio”, de Gonçalves Dias.


Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossas vida mais amores.
[...]
Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que desfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu‘inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

Em relação à “Canção do exílio”, é CORRETO afirmar que


.
A) trata-se de um soneto clássico que celebrizou o poeta como um dos mais importantes do
Romantismo brasileiro.
B) é um canto de amor à pátria e teve alguns dos seus versos incorporados à letra do Hino
Nacional.
C) as estrelas e as flores, referidas na segunda estrofe, simbolizam a falta de preocupação com
os problemas do Período Colonial.
D) os versos da última estrofe acentuam o sentimento do exílio e expressam o desejo do poeta
de morrer em Portugal.

5) Assinale a característica não-aplicável à poesia romântica:

A) artista goza de liberdade na metrificação e na distribuição rítmica;


B) importante é o culto da forma, a arte pela arte;
C) a poesia é primordialmente pessoal, intimista e amorosa;
D) enfatiza-se a auto-expressão, o subjetivismo, o individualismo;

6) Leia o trecho do poema abaixo.

"Deus! Oh, Deus! Onde estás que não respondes?


Em que mundo, em qu'estrelas tu t'escondes
Embuçado no céus?
Há dois mil anos te mandei meu grito,
Que embalde desde então corre o infinito...
Onde estás, senhor Deus?..."

Esta é a primeira estrofe de um poema que é exemplo de:


A) Lirismo subjetivo, marcado pelo desespero do pecador arrependido.
B) Lirismo religioso, exprimindo o anseio da alma humana em procura da divindade.
C) Lirismo romântico de tema político-social, exprimindo o anseio do homem pela liberdade.
D) Romantismo nacionalista repassado da saudade que atormenta o poeta do exílio.

GABARITO
1-D

2-B

3-D

4-B

5-B
6-D