Você está na página 1de 59

CENÁRIO DE PROJETO (6 VARIÁVEIS ALEA

Nivel terreno V

B
c, f, g

DADOS DE PROJETO FUNDAÇÕES

Cargas nos 26 pilares da obra

Ensaios c, f, g profundidade H

Tensão no solo = V/B2 =sadm = CONSTANTE


PLAN
RIÁVEIS ALEATÓRIAS)

P.2
35/ 56
P.1 2800 kN
20/ 60
800 kN
vv

P.8
P.7 35/ 60
20/ 80 2800 kN
1950 kN
vv

ÇÕES P.13
Ø 50
2550 kN
vv
RUA PROJETO SAPATA

P.16
P.15 35/ 60
20/ 80 2800 kN
1950 kN

m = CONSTANTE vv

P.22
35/ 56
2800 kN
P.21
20/ 60
800 kN
vv

LIMITE TERRENO

200 400 400


ESCALA : 1/100
PLANTA BAIXA
LIMITE TERRENO

P.5
35/ 56

300
P.3 P.4
20/ 60 20/ 60 2800 kN P.6
1400 kN 1400 kN 20/ 60
700 kN
/ vv

400
P.9
35/ 60
P.10
P.11 P.12 2800 kN
20/ 80
20/ 200 20/ 200
1700 kN
5700 kN 5700 kN
vv

200
LIMITE TERRENO
P.14

100
Ø 50
2550 kN
vv

P.17
300
P.19 P.20 35/ 60
20/ 160 20/ 160 P.18
2800 kN
4550 kN 4550 kN 20/ 80
1700 kN

vv
100
400

P.25
P.23 P.24 35/ 56
20/ 60 20/ 60 2800 kN
1400 kN 1400 kN P.26
20/ 60
700 kN
vv
200

LIMITE TERRENO

400 400 400 300


6400
640
10
EXCEL 01:
D E F

5 PRESSÃO ADMISSÍVEL
6 CARGA MACIÇO S
7 PILAR V c
Nivel terreno
V (kN) (kN/m2)
8

9 m 2566 5.0
10 s 950 0.5
H 11 v 0.37 0.10
12 minimo 640 4.5
B 13 máximo 4335 5.6
14 P1 1041 5.6
c, f, g 15 P2 3346 4.6
16 P3 1360 5.2
17 P4 2926 5.3
18 P5 2121 5.2
19 P6 2732 4.6
20 P7 3935 4.6
21 P8 3807 5.0
22 P9 1715 5.0
23 P10 2273 4.5
24 P11 2691 4.9
25 P12 3238 5.0
26 P13 1854 4.7
27 P14 4002 4.7
28 P15 2351 5.2
29 P16 2174 4.8
30 P17 640 4.9
31 P18 2387 4.9
32 P19 3457 4.9
33 P20 1723 4.7
34 P21 2631 5.0
35 P22 2236 4.9
36 P23 1586 4.8
37 P24 4335 4.7
38 P25 3513 4.8
39 P26 2638 4.8
D E F

66713

EXCEL 02: PROJETO DETERMINISTICO T


D E F

RESISTENCIA (VESIC) 47 VALOR ADOTADO MEDIO


R = m R = c Nc Sc + p0 Nq Sq+½ g B Ng Sg 48 VARIÁVEIS mxi mmédio
Nc = (Nq-1) / (tg f) 49 c 5.00 5.0
Nq = e(p tg f). tg2(45+f/2)) 50 f 25.00 29.0
Ng ≈ 2 (Nq-1) tg f 51 g 16.00 16.0
Sc = 1 + (B/L) (Nq / Nc) 52 H 2.00 2.0
Sq = 1 + (B/L) (tg f) 53 Bmin 3.30 3.3
Sg = 1 - 0,4 (B/L) 54 V 2566 2566
55 CENÁRIO DETERMINISTICO
56 mR mR mS
57 800 1311 250
D E F

EXCEL 03: CURVAS RESISTÊNCIA DO S

Nivel terreno
V D E F

63 SOLO
64 VARIAVEIS c f
H 65 Unidade (kN/m2) ( o)
66 mi 5.0 29.0
67 si 0.5 2.9
B
68 vi 0.10 0.10
c, f, g D E F

EXCEL 04: MATRIZ CORRELAÇÃO ENT


D E F

78 CORRELAÇÃO c f
79 c 1.00 0.00
80 f 0.00 1.00
81 g 0 0
82 H 0 0
83 B 0 0
84 V 0 0
D E F

EXCEL 05: ALGORITMO SOLVER PROBA


D E F

93 CORRENTE MEDIO
94 VARIÁVEIS xi mi
95 c 4.76 5.00
96 f 15.28 29.00
97 g 15.56 16.00
98 H 1.80 2.00
99 B 3.26 3.30
100 V 2566 2566
101 CENÁRIO CRÍTICO DE RUÍN
102 Rcritico Scritico FS
103 242 242 1.000
D E F

242
EXCEL 01: CARGAS, GEOMETRIA E SOLICITAÇÃO SAPATAS
G H I J L M N O
ÍVEL sadm = 250 kPa 5 CÁLCULOS ADICIONAIS
MACIÇO SOLO SAPATA 6 SAPATA SOLICITAÇÃO CONCRETO
f g H B 7 Bmin S 260 6498
( o) (kN/m3) (m) (m) 8 (m) (kN/m2) (m3) (kN)
29.0 16.0 2.0 3.3 9 3.30 266.5 H 2.0
2.9 0.8 0.2 0.7 10 0.66 5.3 B/Hm 4.0
0.10 0.05 0.10 0.20 11 0.20 0.02 Acrescimo 5%
23.1 12.7 1.7 1.7 12 1.70 257 Volume Peso
34.3 17.2 2.6 4.4 13 (m3) (kN)
24.4 16.1 1.9 2.1 14 2.14 273 2.32 58
34.3 15.6 2.6 3.8 15 3.84 272 13.72 343
28.5 17.2 1.9 2.4 16 2.45 273 3.46 86
29.4 16.0 2.1 3.6 17 3.59 266 11.66 292
24.1 16.4 2.2 3.1 18 3.06 260 7.45 186
29.2 12.7 2.1 3.5 19 3.47 263 10.72 268
29.7 15.4 2.0 4.2 20 4.17 265 18.52 463
29.0 16.8 2.0 4.1 21 4.10 268 17.23 431
23.7 15.1 1.8 2.8 22 2.75 257 5.49 137
30.5 17.0 2.0 3.2 23 3.17 261 8.19 205
23.1 14.7 1.8 3.4 24 3.45 272 9.83 246
28.9 15.7 2.2 3.8 25 3.78 265 13.72 343
27.4 17.2 1.8 2.9 26 2.86 259 6.10 152
29.0 14.4 2.0 4.2 27 4.20 268 18.52 463
24.5 14.7 2.1 3.2 28 3.22 269 8.19 205
26.5 15.0 1.9 3.1 29 3.10 265 7.45 186
31.6 16.6 1.9 1.7 30 1.68 257 1.23 31
28.7 16.0 2.0 3.2 31 3.24 272 8.19 205
28.8 15.9 1.9 3.9 32 3.90 268 14.83 371
31.9 15.2 1.9 2.8 33 2.76 258 5.49 137
31.0 15.9 2.3 3.4 34 3.41 267 9.83 246
31.2 15.4 1.8 3.1 35 3.14 272 7.45 186
34.3 16.0 1.7 2.6 36 2.64 272 4.39 110
31.9 13.7 2.0 4.4 37 4.37 266 21.30 532
27.4 15.6 2.3 3.9 38 3.94 272 14.83 371
33.1 15.3 2.1 3.4 39 3.41 268 9.83 246
G H I J L M N O

TERMINISTICO TRADICIONAL
G H I

SAPATA INDIVIDUAL 47

VÉSIC 48
Nq 10.662 16.443 49
Nc 20.721 27.860 50
Ng 9.011 17.121 51
Sq 1.466 1.554 52
Sc 1.515 1.590 53
Sg 0.600 0.600 54

ETERMINISTICO 55
mM FS b 56

? 3.20 ? 57
G H I

SISTÊNCIA DO SOLO, GEOMETRIA E SOLICITAÇÃO


G H I J K

SAPATA 63
g H B V S 64

(kN/m3) (m) (m) (kN) (kN/m2) 65

16.0 2.0 3.3 2566 266 66

0.8 0.2 0.7 950 5 67

0.05 0.10 0.20 0.370 0.020 68

G H I J K

ELAÇÃO ENTRE AS SEIS (6) VARIÁVEIS


G H I J
g H B V 78

0 0 0 0 79

0 0 0 0 80

1.00 0 0 0 81

0 1.00 0 0 82

0 0 1.00 0.995 83

0 0 0.995 1.00 84

G H I J

OLVER PROBABILIDADE DE RUÍNA


G H I

SAPATA ALEATÓRIA 93
(xi - mi) / si VÉSIC 94

-0.484 Nq 4.046 95
-4.733 Nc 11.152 96

-0.554 Ng 1.664 97

-1.020 Sq 1.273 98

-0.061 Sc 1.363 99

0.000 Sg 0.600 100


RÍTICO DE RUÍNA 101
mM FS b 102
0 1.000 4.938 103

G H I

pf 0.0000004 2,531,976
b 4.938
EXCEL 06:
Q R S T U

5 5

6 ÂNGULO ATRITO 6

7 NSPT f Autor 7

8 32 Godoy 8
10
9 29 Teixeira 9

10 10

11 11

12 12

13 13

14 14

15 15

16 16

17 17

18 18

19 19
20 20

21 21

22 22

23 23

24

25

26

27 EXCEL
28

29 29

30 30

31 31

32 32

33 33

34 34

35 35

36 36

37 37

38 38
39 39

40

41

42

43

44

ES
T

53 b
54 -7.941

55 0.000
56 0.524

57 1.881
58 2.748

59 3.430

60 4.013

61 4.526

62 7.268

T
EXCEL 06: CURVAS RESISTÊNCIA, SOLICITAÇÃO E MARGEM
V W X

População sapatas N 26 5
Tensão admissível (kPa) sadm 250 6

CURVA DE RESISTÊNCIA 8

Resistência média mR 1311 9

Desvio padrão sR 211 10

Coeficiente variação vR 0.161 11

Resistência característica Rk 963 12

13

CURVA DE SOLICITAÇÃO 14

Solicitação média mS 266 15

Desvio padrão sS 5 16

Coeficiente variação vS 0.020 17

Solicitação característica Sk 275 18

19
CURVA DE MARGEM 20

Média mM 1044 21

Desvio padrão sM 211 22

Coeficiente variação vM 0.203 23

U V W

EXCEL 07: ANALISE SEGURANÇA E CONFIABILIDADE


U V W

SEGURANÇA 29

Fator segurança global FS 4.92 30

Fator segurança tradicional h 4.76 31

Fator parcial resistência gR 1.36 32

Fator parcial solicitação gS 1.03 33

Fator parcial majoração carga gf 1.40 34

Fator parcial minoração resistenci gm 2.50 35

CONFIABILIDADE 36

Margem segurança média mM 1044 37

Desvio padrão sM 211 38


Fator de confiabilidade b 4.9378 39

Probabilidade de ruína pf 0.0000003949 40

Inverso probabilidade ruína 1/pf 2531976 41

ESCALA SUBJETIVA MIL – STD – 882 42

Tempo recorrência 6937 anos 43


Ocorrência de ruína Impossível 44

U V W

ESCALA SUBJETIVA MIL – STD – 882


U V W
Ocorrência 53
Certeza 54

50% probabilidade 55
Freqüente 56
Provável 57
Ocasional 58
Remota 59
Extremamente remota 60
Impossível 61
Nunca 62

U V W
v R =+ (1/ b. FS ). [(FS –1)2 - b 2 v S2 ] 0,5
4.9378

4.763

b += (1 - 1/ FS ) / [v R2 + (1/ FS)2 v S2]0,5


4.938
CURVAS VARIÁVEIS ADIMENSIONALIZADAS CURVAS ADIMENSIONAI
AC AD

6 UNIDADE = DESVIO PADRÃO

7 RESISTENCIA REDUZ

8 X1/s1

9
m1 6.20
10
s1 1.00
11

12 SOLICITAÇÃO REDUZ

13 X2/s2

14
m2 50.64
15
s2 1.00
16

17 MARGEM REDUZ
18 XM/sM

19
mM 4.94
20
sM 1.00
AC AD

1SIGMA

1099
FOR
AI
MENSIONAIS 4

AE 5

SVIO PADRÃO 6 6

IA REDUZ 7 7
b . s1 8 8

30.61 9 9

4.938 10 10

11 11

ÃO REDUZ 12 12
b . s2 13 13

250.08 14 14 SOLICITAÇÃO (SAPATA


4.938 15 15

16 16

REDUZ 17 17 MARGEM FATOR SEG


b . sM 18 18 M ® mM = mR - mS = c Nc S
24.38 19 19
4.938 20 20

AE 21

22

23

24

25

26

3SIGMA 27

676 28

29

30

31

32

33

34 DvR = -4b2FS2 [b2vS2-(FS-


35

36

37

38
39

40

41

42

43

44

45

46

47

AF
FORMULARIO
AJ AK

RESISTENCIA (VESIC) 5
R → mR = c Nc Sc + p0 Nq Sq+½ g B Ng Sg 6
Nc = (Nq-1) / (tg f) 7
(p tg f)
Nq = e . tg (45+f/2))
2
8
Ng ≈ 2 (Nq-1) tg f 9
Sc = 1 + (B/L) (Nq / Nc) 10
Sq = 1 + (B/L) (tg f) 11
Sg = 1 - 0,4 (B/L) 12

13

SOLICITAÇÃO (SAPATA RETANGULAR/QUADRADA) 14


S → mS = V/(B.L) = V B-2 15

16

MARGEM FATOR SEGURANÇA CONFIABILIDADE 17


M ® mM = mR - mS = c Nc Sc + p0 Nq Sq+½ g B Ng Sg - V B-2 18
FS = mR / mS 19
sM = [sR2+sS2]½ 20
b = mM / sM 21
F S = gR gS gf gm 22

23

VALORES CARACTERÍSTICOS 24
Rck = Rk = mR -1,645 sR 25
Sk = mS +1,645 sS 26

27

PROBABILIDADE RUINA 28
pf = 1-DIST.NORM(b;0;1;VERDADEIRO) 29
pf ~ = 1/10 b
30

31

EQUAÇÃO BÁSICA 32
b 2 v S2 + b 2 FS 2v R2 - (FS -1) 2 = 0 33
DvR = -4b2FS2 [b2vS2-(FS-1)2] é o determinante de vR 34
vR =+ (1/ b FS ). [(FS –1) - b vS ]
2 2 2 0,5
35
vR =- (1/ b FS ). [(FS –1)2 - b2 vS2 ] 0,5 36
b+= (1 - 1/ FS ) / [vR2 + (1/ FS)2 vS2]0,5 37
b-= (1/ FS - 1) / [vR2 + (1/ FS)2 vS2]0,5 38
FS - = [b (vS2 + vR2 - b2 vS2 vR2)0,5 - 1] / (b2vR2 -1) 39
FS + = [ 1 + b (vS2 + vR2 - b2 vS2 vR2)0,5] / (1- b2 vR2) 40
vS+ = (1/ b) . [(FS –1) - b FS vR ]
2 2 2 2 0,5
41
vS- = - (1/ b) . [(FS –1) 2 - b2 FS 2vR2 ] 0,5 42

43

CURVA RESISTENCIA NBR 6122:2010 44


Rck = Min[(Rc,cal)med/x1;(Rc,cal)min/x2] 45
sR = (Rck -Rcm)/1,645 46

47

AG AH
Nossa medida de incerteza é função do tempo de recorrência cuja frequencia é contada na unidade de temp
Tabela 10. Escala subjetiva MIL – STD – 882
b Ocorrência Tempo recorrência Frequência Unidade tempo
-7.94 Certeza 1dia todo dia 1dia
0.00 50% probabilidade 2 dias a cada 2 dias dia
0.52 Freqüente 1 semana toda semana semana
1.88 Provável 1 mês todo mês meses
2.75 Ocasional 1 ano todo ano anos
3.43 Remota 10 anos a cada década anos
4.01 Extremamente remota 100 anos a cada século anos
4.53 Impossível 1000 anos a cada milênio anos
7.27 Nunca 5475000000000 idade do universo anos
P.L. Clemens (1983). Combinatorial failure probability analysis using MIL-STD 882. Jacobs Sverdrup

Handbook 6000-8. Journal of the System Safety Society, Vol. 18 No. 4

INTERPRETAÇÃO RESULTADO
b Ocorrência Tempo recorrência Unidade Nível
4.938 Impossível 6936.9 anos 0

0.00000039

Determinação valor resistência característica segundo NBR 6122:2010


Tabela 2 - Valores dos fatores x1 e x2 para determinação de valores caracterís

das resistências calculadas por métodos semi-empiricos baseados em ensaios de

n 1 2 3 4

x1 1.42 1.35 1.33 1.31

x2 1.42 1.27 1.23 1.20


x1 x2
1.27 1.13
unidade de tempo de recorrência adotada
TD – 882 ampliada 12/03/2011
Nível Limiar percepção Nível probabilidade Inverso pf

diário 1 1 1.000000 2531975.8 2531975.8

par / impar 2x100 0.5 0.500000 2531975.8 2531975.8

A 8x10-2 (12) 3x10-1 3.3 0.300000 361710.8 361710.8

B 8x10-3 (125) 3x10-2 33 0.030000 84399.2 84399.2

C 8x10 -4
(1250) 3x10 -3
333 0.003000 6936.9 6936.9

D 8x10-5 (12500) 3x10-4 3333 0.000300 6937 6937

E 8x10-6 (125000) 3x10-5 33333 0.000030 6937 6937

8x10-7 (1250000) 3x10-6 333333 0.000003 6937 6937

1 big bang 15 bilhões anos 0 ¥ 1.82648402E-13 6937 6937


Limiar Nível de
Inverso pf 1/pf
percepção probabilidade
8x10-7 (1250000) 3x10-6 333333 0.000003 6936.9199248

R ck= Min[(Rc,cal)med/x1:(Rc,cal)min/x1
res característicos

em ensaios de campo

5 6 ≥ 10

1.29 1.27 1.27

1.15 1.13 1.11


LINHA CHEIA → CURVAS REAIS

LINHA TRACEJADA → CURVAS DE CÁLCULO


EXCEL 01: ANÁLISE DE SEGURANÇA E C
C D

5 CENÁRIO SAPATA QUADRADA


6 População sapatas
Resistência média
RESISTÊNCIA

8 Desvio padrão
9 Coeficiente variação
10 Resistência característica
11 Solicitação média
SOLICITAÇÃO

12 Desvio padrão
13 Coeficiente variação
14 Solicitação característica
15 Fator segurança médio global real
16 Fator parcial resistência

17
Fator parcial solicitação
18 Fator parcial majoração carga
GURANÇA
SEGURANÇA
19 Fator parcial minoração resistencia
20 Fator segurança característico
21 Fator segurança tradicional

22 Fator tendência curva resistência


23 Fator tendência curva solicitação
24 Fator tendência cálculo resistência
25 Fator tendência cálculo solicitação
26 Margem segurança média
CONFIABILIDADE

27 Desvio padrão
28 Fator de confiabilidade (fórmula)
29 Fator de confiabilidade
30 Probabilidade ruína
31 Inverso probabilidade ruína (dias)
C D

EXCEL 02: ANÁLISE DE RISCO DO


C D

37 CENÁRIO SAPATA QUADRADA


38 Risco = probabilidade ruina x custo reparação d
39 Valor investimento
Risco aceitavel investidor
RISCO GEOTÉCNICO
40

41 Valor risco aceitavel


42 Volume sapatas
43 Custo unitario fundação
44 Custo fundação
45 Relação custo/invest
46 Probabilidade ruína
47 Vulnerabilidade
48 Valor risco fundação
49 Ocorrência de ruína
50
Tempo recorrência
51

52 CONCLUSÃO
53 CONSUMIDOR DEVE SER INFORMADO DO R
C D
ESCALA SUBJETIVA MIL – STD – 8
b Ocorrência
-7.94 Certeza
0.00 50% probabilidade
0.52 Freqüente
1.88 Provável
2.75 Ocasional
3.43 Remota
4.01 Muito remota
4.53 Improvável
7.27 Nunca
P.L. Clemens (1983). Combinatorial failure probability analysis u
Jacobs Sverdrup Handbook 6000-8. Journal of the System Safety
RANÇA E CONFIABILIDADE
E F
sadm (kPa) = 250 5
N 26 6
Rcm 1311 7
sR 211 8
vR 0.16 9
Rck 963 10
mS 266 11
sS 5 12
vS 0.02 13
Sk 275 14
FS = mSF 4.92 15
gR 1.36 16
gS 1.03 17
gf 1.40 18
gm 2.50 19
Fk 3.50 20

h 4.76 21
lp 1.00 22
lE 1.00 23
x 1.36 24
z 1.03 25
mM 1044 26
sM 211 27
bfórmula 4.938 28
b 4.938 29
pf 0.00000039 30
1/pf 2531976 31

E F

RISCO DO PROJETO
E F
sadm (kPa) 250 37
eparação danos x vulnerabilidade 38
(R$) 30,000,000 39
(‰) 1.0 40
(R$) 30,000 41

(m3) 260 42

(R$/m3) 1,200 43

(R$) 6,549,795 44

(%) 21.8 45

pf 0.000000395 46

V 1.00 47
(R$) 12 48
Improvável 49
6936.92 50
anos 51
ACEITÁVEL 52
MADO DO RISCO GEOTÉCNICO 53

E F
L – STD – 882 ampliada
rrência
rteza
babilidade
qüente
ovável
asional
mota
o remota
rovável
unca
ility analysis using MIL-STD 882.
System Safety Society, Vol. 18 No. 4
DEFINIÇÃO

vR =+ (1/ b. FS ). [(FS –1)2 - b2 vS2 ] 0,5

4.92
lP.x 1.36
lE.z 1.03
Norma
gf.gm.x 4.76

gR/lP 1.36
gS/lE 1.03

b+= (1 - 1/ FS ) / [vR2 + (1/ FS)2 vS2]0,5


mM/sM ###

Você também pode gostar