Você está na página 1de 5

Ficha global

NOME ___________________________________________________ Turma __________ Número _________

Consulte a Tabela Periódica e formulários sempre que necessário.

Grupo I

1. Para determinar o grau de pureza de uma amostra impura de cloreto de sódio, NaCℓ, dissolveu-se
0,500 g da amostra em água e em seguida adicionou-se solução aquosa de nitrato de prata, AgNO3,
em excesso, de modo a que todo o cloro existente em solução precipitasse na forma de cloreto de
prata, AgCℓ.
A massa de precipitado de cloreto de prata, AgCℓ, obtida após secagem foi de 1,15 g.
1.1 Escreva a equação química que traduz a reação de precipitação.
1.2 Determine o grau de pureza da amostra de NaCℓ.
1.3 O NaCℓ é um sal muito solúvel em água, enquanto o AgCℓ é um sal muito pouco solúvel, sendo
a dissolução de cada um dos sais um processo endotérmico.
a) Escreva as equações químicas que traduzem a dissolução de cada um dos sais em água.
b) Como variará a temperatura de uma amostra de água em que ocorra a dissolução de
qualquer um dos sais?
(A) Aumenta se o sal for o cloreto de sódio.
(B) Aumenta se o sal for o cloreto de prata.
(C) Diminui com a dissolução de qualquer um dos sais.
(D) Aumenta com a dissolução de qualquer um dos sais.

2. Fez-se reagir uma amostra de 6,0 g de magnésio, Mg (com um grau de pureza de 80%) com 25 mL
de uma solução aquosa de ácido clorídrico, HCℓ (37,1% em massa e densidade 1,18 g cm3).
2.1 Escreva a equação química que traduz a reação referida.
2.2 Determine:
a) o reagente limitante.
b) o volume de hidrogénio, H2, obtido considerando que o volume molar do H2 gasoso, nas
condições da reação, é 23,7 dm3 mol1 e que o rendimento é 100%.
c) a massa de reagente em excesso no final da reação.
2.3 Verifique que a reação considerada é de oxidação-redução, calculando a variação dos números
de oxidação.

114 Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q


2.4 Identifique:
a) os agentes redutor e oxidante.
b) as espécies oxidada e reduzida.

3. A acidez de um vinho ocorre quando o etanol (álcool etílico), CH3CH2OH, é convertido em ácido
acético, CH3COOH, por reação com o oxigénio, O2, do ar. A reação pode ser traduzida pela equação
química seguinte:
C2H5OH (aq) + O2 (g)  CH3COOH (aq) + H2O (l)
O rótulo de uma garrafa de vinho de 1,00 L contém a seguinte informação: 8,5% (em volume) de
etanol.
Foi feita uma análise a uma amostra de 1,00 mL do vinho da referida garrafa, pois detetou-se que
a proteção da rolha estava defeituosa. O resultado da análise mostrou que havia 0,0274 g de ácido
acético na amostra de 1,00 mL (etanol  0,816 g cm3).
3.1 Determine a massa de oxigénio que deve ter entrado para dentro da garrafa.
3.2 Calcule o rendimento da reação de conversão do etanol em ácido acético, considerando o
oxigénio em excesso.
3.3 Na reação, o agente redutor é o:
(A) O2 (g) que é reduzido pelo C2H5OH (aq). (B) C2H5OH (aq) que é reduzido pelo O2 (g).
(C) O2 (g) que é oxidado pelo C2H5OH (aq). (D) C2H5OH (aq) que é oxidado pelo O2 (g).
3.4 O ácido acético é um ácido fraco, pelo que a reação do ácido acético em água é incompleta,
que pode ser traduzida pela seguinte equação química:
CH3COOH (aq) + H2O (l) ⇌ CH3COO (aq) + H3O+ (aq)
a) Selecione a opção que apresenta, para esta reação, um par ácido-base conjugado.
(A) CH3COOH/H2O (B) CH3COOH/CH3COO

(C) H3O+/CH3COO (D) H2O/CH3COO


b) Preparou-se 100 mL de solução de ácido acético a partir da dissolução de 6,0  103 mol
deste ácido em água. Mediu-se o pH da solução resultante e obteve-se o valor 2,98,
a 25 °C.
Calcule a concentração de ácido acético não ionizado na solução preparada.

Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q 115


Grupo II

1. A figura apresenta um gráfico que traduz a evolução, ao longo do tempo, da concentração do iodeto
de hidrogénio, HI, na reação de decomposição deste gás, à temperatura de 700 K, de acordo com
a seguinte equação química: 2 HI (g) ⇌ H2 (g) + I2 (g)

1.1 Escreva a expressão que traduz a constante de equilíbrio, Kc, da reação em causa.
1.2 Determine as concentrações de H2 (g) e I2 (g) para este equilíbrio.
1.3 Calcule o valor da constante de equilíbrio à temperatura referida.
1.4 Num recipiente fechado de capacidade 1,0 dm3, uma mistura constituída por 0,75 mol de
HI (g), 0,10 mol de H2 (g) e 0,50 mol de I2 (g), encontra-se a 1000 K. A essa temperatura, a
constante de equilíbrio da reação é Kc  2,6  102.
Indique, justificando, se, à temperatura referida, a concentração de HI (g) aumenta, diminui ou
permanece igual até se atingir um novo estado de equilíbrio.
1.5 Considere que num determinado instante, depois de atingido o estado de equilíbrio à
temperatura de 700 K, se diminui a concentração de HI (g).
Conclua, justificando, como deverá variar o rendimento da reação de decomposição do HI (g),
se a temperatura se mantiver constante.

2. Ainda que o nitrogénio, N2, e o oxigénio, O2, estejam naturalmente presentes no ar que respiramos,
níveis elevados de NO e NO2 na atmosfera podem ocorrer em regiões com elevado tráfego
automóvel ou com elevadas emissões de centrais termoelétricas. A reação entre o N2 e o O2 para
formar NO é uma reação muito pouco extensa, à temperatura ambiente, que pode ser
representada por:
N2 (g) + O2 (g) ⇌ 2 NO (g) ; H  180 kJ mol-1
Conclua, justificando, qual é o efeito, na concentração de NO (g) do aumento da:
a) temperatura do sistema em equilíbrio, admitindo que a pressão se mantém constante.
b) pressão, provocada por um aumento do volume do sistema em equilíbrio, admitindo que a
temperatura se mantém constante.

116 Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q


3. À temperatura ambiente o fluoreto de hidrogénio, HF (g), é um gás incolor. Em solução aquosa
(ácido fluorídrico) tem a capacidade de corroer o vidro, sendo por isso utilizado para fazer
gravações em cristais e vidros.
Numa solução aquosa de concentração 0,40 mol dm3 de ácido fluorídrico, HF (aq), este encontra-
se 4,25% ionizado.
3.1 Qual é a relação entre as concentrações das espécies presentes na solução?
(A) [F]  [H3O+] (B) [F]  [HF] (C) [F]  [H3O+] (D) [OH]  [H3O+]
3.2 Calcule:
a) a concentração de H3O+ na solução. b) a constante de acidez.
3.3 A 25 mL dessa solução adicionou-se 15 mL de uma solução aquosa de hidróxido de sódio,
NaOH, 0,40 mol dm3.
Calcule:
a) a quantidade de HF que permanece em solução.
b) a concentração de iões fluoreto, F, na solução.
3.4 O fluoreto de chumbo, PbF2, é um sal muito pouco solúvel em água, cujo produto de
solubilidade é 7,1  107, a 25 °C. A precipitação desse sal, em solução aquosa, pode ser
traduzida pela seguinte equação química:
Pb2+ (aq) + 2 F (aq) ⇌ PbF2 (s)
Suponha que se pretende precipitar fluoreto de chumbo, PbF2 (s), a partir de uma solução cuja
concentração em iões chumbo (II), Pb2+ (aq), é 1,50  103 mol dm3, utilizando ácido
fluorídrico, HF (aq), de concentração 0,10 mol dm3, que é mantida constante ao longo da
reação.
Determine o valor de pH necessário para que o PbF2 (s) possa precipitar.
(Se não calculou o valor de Ka em 3.2 b), utilize o valor 6,8  104.)

4. A solubilidade do hidróxido de ferro (II), Fe(OH)2, é 1,59  105 mol dm3, a 25 °C.
4.1 Escreva a equação química que traduz o equilíbrio de solubilidade do Fe(OH)2 em água.
4.2 Calcule o valor do produto de solubilidade.
4.3 A 50,0 mL de uma solução de sulfato de ferro (II), FeSO4, de concentração 3,00  103 mol dm3,
adicionou-se igual volume de uma solução de hidróxido de sódio, NaOH, de concentração
4,00  106 mol dm3.
Verifique se ocorre formação de precipitado de hidróxido de ferro. Apresente todas as etapas
de resolução.
4.4 O Fe(OH)2 é mais solúvel numa solução ácida ou em água, à mesma temperatura? Justifique.

Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q 117


4.5 A galvanização do ferro é um processo que consiste na cobertura do ferro por uma camada de
zinco que o protege dos elementos ambientais que são responsáveis pela sua corrosão.
Se um objeto de ferro galvanizado for riscado, o ferro fica exposto às condições do meio
ambiente e poder-se-á formar o hidróxido de ferro (II), Fe(OH)2. Neste caso, o zinco, por ser
mais reativo, reverte o processo, de acordo com a reação:

Fe(OH)2 + Zn  Zn(OH)2 + Fe
a) Com base na informação dada pode-se afirmar que:
(A) os iões Fe2+ sofrem redução, pois cedem eletrões.
(B) o Zn sofre oxidação, pois recebe eletrões.
(C) o ferro tem maior poder redutor que o zinco.
(D) o zinco tem maior poder redutor do que o ferro.

5. Algumas evidências experimentais mostram que muitos metais, incluindo os que não reagem com
a água, são capazes de «deslocar o hidrogénio dos ácidos». Também um metal num composto pode
ser deslocado por outro metal no estado não combinado. Na interpretação destes factos estão os
conceitos de oxidação-redução.
Considere que foram testados quatro metais, X, Y, W e Z, e se chegaram às seguintes conclusões
sobre as suas propriedades:

I  X e Y deslocam o hidrogénio do ácido clorídrico.


II  Quando se adiciona Y a soluções aquosas de sais contendo os catiões dos outros metais formam-
se X, W e Z metálicos.
III  Quando se adiciona Z a uma solução aquosa contendo iões W+ estes são deslocados da solução,
ou seja forma-se W metálico.
5.1 Selecione a alternativa que corresponde à ordenação dos metais X, Y, W e Z por ordem
crescente do seu poder redutor.
(A) X, W, Z, Y (B) Y, W, X, Z
(C) W, Z, X, Y (D) Y, X, Z, W
5.2 Escreva as semirreações de oxidação e redução referentes à situação III, considerando que os
catiões do metal Z são dipositivos.

118 Editável e fotocopiável © Texto | Novo 11Q