Você está na página 1de 60

CADERNO DE

QUESTÕES 2
-
ABIN
-
OFICIAL DE
INTELIGÊNCIA ÁREA 1

1
SUMÁRIO

LÍNGUA PORTUGUESA……………………………...03
ATIVIDADE DE INTELIGÊNCIA…………………...08
DIREITO ADMINISTRATIVO……………………….11
DIREITO CONSTITUCIONAL………………………15
LÍNGUA INGLESA E ESPANHOLA………………...20
RACIOCÍNIO LÓGICO………………………………25
HISTÓRIA DO BRASIL………………………………31
HISTÓRIA MUNDIAL………………………………..35
GEOGRAFIA DO BRASIL…………………………...38
GEOGRAFIA MUNDIAL…………………………….43
POLÍTICA E SEGURANÇA………………………….46
DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO…………...50
DIREITO PENAL……………………………………...53
GABARITO…………………………………………….56

2
LÍNGUA PORTUGUESA

Texto 1

Anísio Spínola Teixeira nasceu no dia 12 de julho de 1900, em Caetité – BA, onde passou os
primeiros anos de vida sob os cuidados da mãe, Anna Spínola Teixeira.
O pai, Deocleciano Pires Teixeira, sonhava que o filho fosse político e o mandou estudar no
Rio de Janeiro. Anísio diplomou-se na Faculdade de Direito da Universidade do Rio de Janeiro em
1922.
Como educador, Teixeira viajou para a Europa e os Estados Unidos da América para
observar os sistemas escolares. No Brasil, defendeu o conceito de escola única, pública e gratuita
como forma de garantir a democracia e foi o primeiro a tratar a educação com base filosófica.
Instituiu na Bahia, em 1950, a primeira escola-parque, que procurava oferecer à criança uma
escola integral, que cuidasse da alimentação, da higiene, da socialização, além do preparo para o
trabalho. Nas escolas-parques, os alunos ainda tinham contato com as artes plásticas. Naquela
época, essas aulas eram orientadas por profissionais de renome, como Caribé e Mário Cravo.
Sempre brigou pela democracia na educação. Publicou vários livros defendendo a educação
e a cultura para todos. Foi um dos fundadores da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de
Nível Superior (CAPES) e da Universidade de Brasília (UnB), da qual foi reitor em 1963.
Candidatou-se à Academia Brasileira de Letras, em 1971, mas faleceu antes da eleição, ao
cair no poço do elevador de seu prédio, em 11 de março de 1971, quando saía para visitar Aurélio
Buarque de Holanda.

Com base nas ideias e estruturas linguísticas do texto 1, julgue os itens subsecutivos.

01) (CESPE 2015 – FUB) No primeiro período do quarto parágrafo, feitos os devidos ajustes de
pontuação, o deslocamento da expressão “em 1950” para o final do período preservaria a correção
do texto, mas acarretar-lhe-ia ambiguidade.

02) (CESPE 2015 – FUB) A forma nominal “filho” (l. 3) e a forma pronominal “se” (l. 4 e 16)
referem-se a Anísio Spínola Teixeira.

03) (CESPE 2015 – FUB) O emprego do acento indicativo de crase em “Candidatou-se à Academia
Brasileira de Letras” (l. 16) é obrigatório, devido à fusão da preposição que segue a forma verbal
com o artigo definido feminino singular que precede o termo “Academia”.

04) (CESPE 2015 – FUB) Em “à criança” (l. 9), caso o vocábulo “criança” fosse empregado no
plural, o acento indicativo de crase deveria ser mantido.

3
Texto 2

A originalidade e a capacidade de enxergar o mundo sob diferentes perspectivas são, sem


dúvida, características dos maiores pensadores. Exemplo disso é o romeno Serge Moscovici, um
dos grandes nomes da psicologia. Quando os olhares na psicologia social estavam voltados para o
indivíduo, ele desenvolveu, em 1961, uma teoria que enxerga as representações sociais e as ideias a
partir do coletivo e dos grupos sociais. A Teoria das Representações Sociais, como é chamada,
revolucionou a ciência nessa área e, até hoje, repercute nos campos da sociologia, da comunicação e
da antropologia.
A importância de Moscovici para a ciência mundial foi reconhecida por dez universidades da
Europa e da América do Norte, que lhe conferiram o título de Doutor Honoris Causa. Em julho de
2007, a UnB tornou-se a primeira instituição de ensino superior da América Latina a homenagear o
especialista com a honraria, outorgando-lhe o título durante a V Jornada Internacional e III
Conferência Brasileira sobre Representação Social, em Brasília – DF.

A respeito das ideias e estruturas linguísticas do texto 2, julgue os próximos itens.

05) (CESPE 2015 – FUB) Sem prejuízo para a correção gramatical e os sentidos do texto, a vírgula
empregada logo após “Norte” (l. 9) poderia ser omitida.

06) (CESPE 2015 – FUB) Depreende-se do texto que, no Brasil, a UnB foi a primeira instituição de
ensino superior a laurear o criador da Teoria das Representações Sociais.

07) (CESPE 2015 – FUB) O emprego da forma verbal “são” (l. 1) na terceira pessoa do plural
justifica-se pela concordância com os núcleos do sujeito da oração: “originalidade” e “capacidade”,
ambos na linha 1.

08) (CESPE 2015 – FUB) Sem prejuízo para o sentido original do texto, a forma verbal “repercute”
(l. 6) poderia ser substituída por reflete.

09) (CESPE 2015 – FUB) A correção gramatical do texto seria prejudicada caso se inserisse acento
indicativo de crase no “a”, em “a homenagear o especialista” (l. 10 e 11).

Texto 3

A UnB investe em ideias e projetos comprometidos com a crítica social e a reflexão. Muitas
dessas experiências têm fomentado o debate nacional de temas polêmicos da realidade brasileira,
das quais uma foi a criação, em 2003, de cotas no vestibular para inserir negros e indígenas na
universidade e ajudar a corrigir séculos de exclusão racial. A medida foi polêmica, mas a UnB — a
primeira universidade federal a adotar o sistema — buscou assumir seu papel na luta por um projeto
de combate ao racismo e à exclusão.
Outra inovação é o Programa de Avaliação Seriada (PAS), criado como alternativa ao
vestibular, em que candidatos são avaliados em provas aplicadas ao término de cada uma das séries
do ensino médio. A intenção é a de estimular as escolas a preparar melhor o aluno, com conteúdos
mais densos desde o primeiro ano do ensino médio. Em treze anos de criação, mais de oitenta mil
estudantes participaram desse processo seletivo, dos quais 13.402 tornaram-se calouros da UnB.

4
Julgue os itens que se seguem com relação às ideias e estruturas linguísticas do texto 3.

10) (CESPE 2015 – FUB) Infere-se do texto que, até a data de criação do PAS, 13.402 alunos foram
aprovados no vestibular da UnB.

11) (CESPE 2015 – FUB) Na linha 8, o pronome relativo “que” refere-se a “vestibular”.

12) (CESPE 2015 – FUB) A medida polêmica abordada no primeiro parágrafo promoveu o debate
nacional a respeito da questão dos negros e dos indígenas na realidade brasileira.

13) (CESPE 2015 – FUB) Sem prejuízo para a correção gramatical e os sentidos originais do texto,
o período “A UnB (...) e a reflexão” (l. 1) poderia ser assim reescrito: A UnB, comprometida com a
crítica social e a reflexão, investe em ideias e projetos.

14) (CESPE 2015 – FUB) Infere-se do trecho “Outra inovação” (l. 7) que a adoção do sistema de
cotas foi uma inovação.

15) (CESPE 2015 – FUB) O texto é essencialmente argumentativo, haja vista a quantidade de
adjetivações que foram utilizadas para convencer o leitor de que os projetos da UnB são positivos.

Texto 4

A sustentabilidade entrou, de forma definitiva, na agenda de debates da sociedade. Um


exemplo significativo diz respeito à importância que a sustentabilidade corporativa ganhou nos
últimos anos. De conceito vago, tornou-se imperativo para o sucesso das empresas, que precisam,
cada vez mais, entregar valor, e não apenas mercadorias, à sociedade.
A sustentabilidade, apesar de intangível, sem existência física, é hoje valor essencial, que se
converte em ativo e vantagem competitiva no mundo dos negócios. A sustentabilidade corporativa
requer negócios amparados em boas práticas de governança e em benefícios sociais e ambientais, o
que influencia os ganhos econômicos, a competitividade e o sucesso das organizações.
O interesse pela sustentabilidade fortalece-se na medida em que a sociedade se dá conta dos
limites do modelo de desenvolvimento dependente de recursos não renováveis, no contexto de
mudança paulatina dos anseios da sociedade, da busca de segurança energética e de novas
possibilidades de produção. Como a população cresce em número e em capacidade de consumo,
também aumenta o desejo de que a economia utilize mais recursos de base biológica, recicláveis e
renováveis, logo, mais sustentáveis — e essa é a base da bioeconomia.

Com relação ao texto 4, julgue os próximos itens.

16) (CESPE 2015 – FUB) O vocábulo “logo” (l. 14), por indicar conclusão de ideia anterior,
poderia ser substituído pela expressão por conseguinte, o que manteria a correção gramatical e a
coerência textual.

17) (CESPE 2015 – FUB) No trecho “A sustentabilidade (...) ambientais” (l. 6 a 7), para expressar
um fato ocorrido em momento anterior ao atual, que foi totalmente terminado, a forma verbal
“requer” deveria ser substituída por requereu. Nesse caso, mesmo após a alteração do tempo
verbal, a referência à pessoa do discurso seria mantida.

5
18) (CESPE 2015 – FUB) Infere-se do texto que o paradigma estabelecido pela bioeconomia vai ao
encontro do modelo de desenvolvimento econômico dependente de recursos não renováveis.

19) (CESPE 2015 – FUB) Na linha 4, o termo “mercadorias” foi empregado em substituição ao
termo “valor” como recurso coesivo para que se evite a repetição de termos e se mantenha o sistema
de referências da oração que integram.

20) (CESPE 2015 – FUB) Sem prejuízo à correção gramatical e ao sentido original do texto, a
expressão “na medida em que” (l. 9) poderia ser substituída por à medida que.

Texto 5

Constitui alento a informação de que sete universidades brasileiras figuram entre as doze
melhores da América Latina. Duas ocupam o pódio: em primeiro lugar, está a Universidade de São
Paulo (USP); em segundo, a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). A Universidade de
Brasília (UnB) ocupa a décima posição, seguida pela Universidade Federal de Minas Gerais
(UFMG) e pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Elaborada pela Quacquarelli Symonds (QS), entre 400 instituições, a pesquisa leva em
consideração sete critérios, dois dos quais têm peso maior: reputação acadêmica e reconhecimento
no mercado de trabalho. Os demais — relação entre número de funcionários e alunos, citações na
Internet, volume de informações na Web, professores com doutorado e presença online — têm peso
igual na ponderação.
O levantamento mostra significativo avanço da UnB. No ano passado, a instituição
brasiliense aparecia na 17.ª posição. O salto qualitativo deve-se a três fatores: o corpo docente, o
impacto na Internet e a reputação acadêmica. Chama atenção a baixa pontuação no parâmetro
citações na Internet, que tem custado alto preço às universidades brasileiras. De zero a cem, a UnB
ficou com 44,6.
Ser objeto de referência, seja na Web, seja em publicações científicas, constitui fator
importante em avaliações globais.

A respeito das ideias e das estruturas linguísticas do texto 5, julgue os itens subsecutivos.

21) (CESPE 2015 – FUB) Na linha 1, o vocábulo “alento” poderia ser substituído por desânimo,
sem prejuízo para o sentido original do texto.

22) (CESPE 2015 – FUB) O sinal de dois-pontos empregado logo após “fatores” (l. 12) introduz
uma enumeração.

23) (CESPE 2015 – FUB) No primeiro parágrafo, embora haja omissão de termos empregados
anteriormente, foi mantido o paralelismo sintático-semântico no trecho.

24) (CESPE 2015 – FUB) As relações estabelecidas pelo emprego da expressão “seja (...) seja” (l.
16), que poderia ser corretamente substituída pelo par quer (...) quer, indicam termos
sintaticamente dependentes entre si.

25) (CESPE 2015 – FUB) Na linha 1, é facultativo o emprego de sinal indicativo de crase no “a”
que antecede “informação”, devido à regência nominal do vocábulo “alento”.

26) (CESPE 2015 – FUB) No segundo parágrafo, o trecho isolado por travessões (l. 8 e 9) tem valor
sintático equivalente ao da expressão “Os demais” (l. 8).

6
Texto 6

Queria falar da felicidade, do desejo consciente e inconsciente de ser feliz. É algo que se traz
da infância, do companheirismo com a meninada, dos jogos de rua, da molecagem diária. Quanto
mais o tempo passa para mim, mais me convenço de como é necessário que todos busquemos ser
felizes. São sentimentos para guardar por todo o nosso tempo. A vida real, com suas tragédias e
guerras, com o ódio e a competição sem freios, parece nos levar para longe desse objetivo.
Não que se diga “dane-se” ao mundo. Vivemos nele e não devemos nos eximir de
responsabilidades, mas a bandeira que carrego, e vejo que muitos dos que amo e admiro também a
empunham, é a procura de harmonia na vida pessoal, familiar e social.

A respeito das ideias e das estruturas linguísticas do texto 6, julgue os itens subsecutivos.

27) (CESPE 2015 – FUB) No trecho “e vejo que muitos dos que amo e admiro também a
empunham” (l. 7 e 8), o vocábulo “também” denota inclusão.

28) (CESPE 2015 – FUB) O elemento “desse”, em “desse objetivo” (l. 5), retoma a oração “que
todos busquemos ser felizes” (l. 3 e 4).

29) (CESPE 2015 – FUB) O texto destaca a isenção de obrigações das pessoas para com o mundo
material.

30) (CESPE 2015 – FUB) No trecho “também a empunham” (l. 7 e 8), o elemento “a” foi
empregado em substituição ao termo “responsabilidades” (l. 7).

7
ATIVIDADE DE INTELIGÊNCIA E LEGISLAÇÃO CORRELATA

5 Lei nº 9.883/1999 e suas alterações (institui o Sistema Brasileiro de Inteligência, cria a


Agência Brasileira de Inteligência – ABIN e dá outras providências).

Acerca da Lei n° 9.883/1999, julgue (C ou E) os itens a seguir.


01) Entende-se como inteligência a atividade que objetiva a obtenção, análise e disseminação de
conhecimentos dentro e fora do território nacional sobre fatos e situações de imediata ou potencial
influência sobre o processo decisório e a ação governamental e sobre a salvaguarda e a segurança da
sociedade e do Estado.

02) Mediante decreto do Presidente da República, ouvido o competente órgão de controle externo
da atividade de inteligência, as Unidades da Federação poderão compor o Sistema Brasileiro de
Inteligência.

03) A execução da Política Nacional de Inteligência, fixada pelo Presidente da República, será
levada a efeito pela ABIN, sob a supervisão da Câmara de Relações Exteriores e Defesa Nacional
do Conselho de Governo.

04) O controle e fiscalização externos da atividade de inteligência serão exercidos pelo Poder
Judiciário.

05) A elaboração e edição do regimento interno da ABIN serão de responsabilidade de seu Diretor-
Geral, que o submeterá à aprovação do Presidente da República.

06) As atividades de controle interno da ABIN, inclusive as de contabilidade analítica, serão


exercidas pela Secretaria de Controle Interno da Presidência da República.

07) A ABIN somente poderá comunicar-se com os demais órgãos da administração pública direta,
indireta ou fundacional, de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos
Municípios, com o conhecimento prévio de qualquer autoridade competente do respectivo órgão, ou
um seu delegado.

08) Os atos da ABIN, cuja publicidade possa comprometer o êxito de suas atividades sigilosas,
deverão ser publicados em extrato. A obrigatoriedade de publicação dos atos em extrato independe
de serem de caráter ostensivo ou sigiloso os recursos utilizados, em cada caso.

5.3 Lei nº 11.776/2008 (dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos da Agência
Brasileira de Inteligência – ABIN, cria as Carreiras de Oficial de Inteligência, Oficial Técnico
de Inteligência, Agente de Inteligência e Agente Técnico de Inteligência e dá outras
providências).

Acerca da Lei n° 11.776/2008, julgue (C ou E) os itens a seguir.


09) Os cargos de nível superior, intermediário e auxiliar do Plano de Carreiras e Cargos da ABIN
são agrupados em classes e níveis.

8
10) Os cargos de nível intermediário do Grupo Informações do Quadro de Pessoal da ABIN vagos
foram extintos.

11) Aos titulares dos cargos de Oficial de Inteligência e Agente Técnico de Inteligência aplica-se o
regime de dedicação exclusiva, com o impedimento do exercício de outra atividade remunerada,
pública ou privada, ressalvado o exercício do magistério, havendo compatibilidade de horários e
ausência de conflito de interesses, mediante autorização específica regulamentada em ato do
Diretor-Geral da ABIN.

12) É de 40 horas semanais a carga horária de trabalho dos titulares dos cargos integrantes do Plano
de Carreiras e Cargos da ABIN. Entretanto, nos casos aos quais se aplique o regime de trabalho por
plantões, escala ou regime de turnos alternados por revezamento, é de no máximo 192 horas
mensais a jornada de trabalho.

13) Desenvolver e operar máquinas, veículos, aparelhos, dispositivos, instrumentos, equipamentos e


sistemas necessários à atividade de inteligência constitui uma atribuição comum aos cargos de
Oficial de Inteligência e Oficial Técnico de Inteligência.

14) É atribuição do cargo de Agente de Inteligência oferecer suporte especializado às atividades


decorrentes das atribuições do cargo de Oficial de Inteligência.

15) O Diretor-Geral da ABIN poderá designar o servidor para ter lotação em qualquer parte do
território nacional.

16) O desenvolvimento do servidor nas Carreiras e cargos que integram o Plano de Carreiras e
Cargos da ABIN ocorrerá mediante progressão funcional e promoção, sendo promoção a passagem
do servidor para o padrão de vencimento imediatamente superior dentro de uma mesma classe, e
progressão, a passagem do servidor do último padrão de uma classe para o primeiro padrão da
classe imediatamente superior.

17) O interstício mínimo entre cada progressão é de dezoito meses.

18) O interstício de efetivo exercício para a progressão funcional será suspenso nos casos em que o
servidor se afastar, independentemente se o afastamento é remunerado ou não, sendo retomado o
cômputo a partir do retorno à atividade.

19) Assim como o cargo de Oficial de Inteligência, o cargo de Agente de Inteligência exige
qualificação profissional com experiência mínima de 7 anos e meio como pré-requisito para
promoção para a Segunda Classe.

20) Cabe à SISBIN implementar programa permanente de capacitação, treinamento e


desenvolvimento, destinado a assegurar a profissionalização dos titulares dos cargos integrantes do
seu Plano de Carreiras e Cargos.

21) Os titulares de cargos integrantes do Plano de Carreiras e Cargos da ABIN ficam obrigados a
ressarcir ao Erário os custos decorrentes da participação em cursos ou estágios de capacitação
realizados no Brasil ou no exterior, nas hipóteses de exoneração a pedido ou demissão antes de
decorrido período igual ao de duração do afastamento.

9
22) Os titulares dos cargos integrantes das Carreiras de Oficial de Inteligência, Oficial Técnico de
Inteligência, Agente de Inteligência e Agente Técnico de Inteligência são remunerados
exclusivamente por subsídio, fixado em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação,
adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória.

23) Os servidores da ABIN só poderão perceber cumulativamente com o subsídio quaisquer valores
ou vantagens incorporadas à remuneração por decisão judicial decorrente de sentença judicial
transitada em julgado.

24) O subsídio dos integrantes das Carreiras da ABIN não exclui o direito à percepção, nos termos
da legislação e regulamentação específica, de abono de permanência e retribuição pelo exercício de
função de direção, chefia e assessoramento.

25) A Gratificação de Desempenho de Atividades de Informações e Inteligência - GDAIN é devida


exclusivamente aos servidores de níveis superior e intermediário do Grupo Apoio do Plano Especial
de Cargos, enquanto a Gratificação de Desempenho de Atividades Complementares na ABIN -
GDACABIN é devida exclusivamente aos ocupantes dos cargos de níveis superior, intermediário e
auxiliar do Grupo Informações.

26) Fica vedada a cessão dos titulares de cargos integrantes do Quadro de Pessoal da ABIN, exceto
para os casos previstos em legislação específica ou investidura em cargo de Natureza Especial ou do
Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS, níveis 4, 5, 6, ou equivalentes.

27) Os titulares de cargos de provimento efetivo integrantes do Quadro de Pessoal da ABIN serão
submetidos, periodicamente, a avaliação de desempenho, conforme disposto na legislação em vigor
aplicável aos servidores públicos federais e em normas específicas a serem estabelecidas em ato do
Diretor-Geral da ABIN, que permitam avaliar a atuação do servidor no exercício do cargo e no
âmbito de sua área de responsabilidade ou especialidade.

28) A propriedade intelectual criada por qualquer agente público em decorrência do exercício de
suas atribuições ou na condição de representante da ABIN pertence exclusivamente à União, a quem
caberá exercer a eventual proteção ou a divulgação do seu conteúdo, conforme disposto em ato do
Diretor-Geral da ABIN.

29) A proteção de propriedade intelectual não se aplica aos alunos de cursos ministrados pela ABIN,
nem aos do curso de formação integrante do concurso público para ingresso nos cargos do Plano de
Carreiras e Cargos da ABIN.

30) O Plano de Carreiras e Cargos da ABIN possui 4 classes para os cargos de nível superior e
intermediário (Terceira, Segunda, Primeira e Especial) e 2 classes para os cargos de nível auxiliar
(Primeira e Especial).

10
DIREITO ADMINISTRATIVO

6.12 Lei nº 8.429/1992 e suas alterações (Lei de Improbidade Administrativa).

01) (CESPE 2017 - TRF1) De acordo com a legislação que trata de atos de improbidade
administrativa, são considerados agentes públicos as pessoas em exercício de cargo eletivo em
autarquia federal, mesmo que sem remuneração.

02) (CESPE 2017 - TCE-PE) À luz das disposições da Lei n.º 8.429/1992 — Lei de Improbidade
Administrativa — e suas alterações, julgue o item a seguir.

As pessoas condenadas por ato de improbidade administrativa estão sujeitas às cominações


previstas na legislação correspondente, como, por exemplo, a cassação de direitos políticos.

03) (CESPE 2017 - TCE-PE) À luz das disposições da Lei n.º 8.429/1992 — Lei de Improbidade
Administrativa — e suas alterações, julgue o item a seguir.

As instâncias penal, civil e administrativa são, em regra, independentes; no entanto, a aprovação das
contas do gestor público pelo seu respectivo tribunal de contas impede a aplicação de sanções
relativas à condenação por ato de improbidade administrativa.

04) (CESPE 2017 - TCE-PE) Com referência a atos administrativos e improbidade administrativa,
julgue o item subsequente.

Na punição aos atos de improbidade administrativa, a penalidade será distinta se o ato implicar
enriquecimento ilícito do agente ou se ele apenas causar prejuízo ao erário.

05) (CESPE 2017 - TCE-PE) João, aprovado em concurso público para auditor de controle externo
no tribunal de contas de seu estado, foi lotado em sua cidade natal. Ao ter ciência desse fato, o
prefeito do município, amigo da família de João, resolveu presenteá-lo com um veículo, a fim de
facilitar a sua locomoção até o local de trabalho. João aceitou o presente.

Com referência a essa situação hipotética, julgue o item que se segue, à luz do disposto na Lei n.º
8.429/1992.

João cometeu ato de improbidade administrativa que importou enriquecimento ilícito.

06) (CESPE 2017 - TCE-PE) À luz da Lei n.º 8.429/1992 — Lei de Improbidade Administrativa —,
julgue o próximo item.

A aplicação de sanções por atos de improbidade administrativa que causem prejuízo ao erário
depende da aprovação das contas pelo tribunal ou conselho de contas.

07) (CESPE 2016 - FUB) A respeito de atos de improbidade administrativa, julgue o item que se
segue de acordo com o disposto na Lei de Improbidade Administrativa.

A referida lei é aplicável, no que couber, ao particular que concorrer para a prática de ato ímprobo
ou que dele se beneficie.

11
08) (CESPE 2016 - FUNPRESP-JUD) Dois agentes públicos de um tribunal de justiça — um
ocupante exclusivamente de cargo em comissão e o outro em cargo de caráter efetivo — foram
presos em flagrante em uma operação da Polícia Federal, por terem cometido desvio de verba
pública em um processo licitatório do tribunal.

Considerando essa situação hipotética, julgue o próximo item com base na Lei de Improbidade
Administrativa — Lei n.º 8.429/1992.

Assim como a administração direta e indireta, os órgãos do Poder Judiciário podem ser sujeitos
passivos de atos de improbidade administrativa.

09) (CESPE 2016 - TCE-PA) Com relação à improbidade administrativa, julgue o próximo item.

A utilização de veículo da administração pública para fins particulares pode ser considerada ação de
enriquecimento ilícito.

10) (CESPE 2016 - TCE-PA) Com relação à improbidade administrativa, julgue o próximo item.

Suspensão dos direitos políticos de três a seis anos e pagamento de multa civil no valor de até dez
vezes a remuneração percebida pelo agente são sanções que podem ser aplicadas ao servidor no
caso de ato de improbidade.

6.13 Lei Complementar nº 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal).

11) (CESPE 2013 - ANP) As empresas estatais independentes não compõem o campo de aplicação
da LRF.

12) (CESPE 2014 - CÂMARA) A LRF aplica-se a todos os entes da Federação.

13) (CESPE 2013 - ANTT) Conforme a LRF, os orçamentos são considerados instrumentos de
transparência da gestão fiscal.

14) (CESPE 2013 - MPU) O relatório de gestão fiscal, instituído pelo artigo 54 da LRF, conterá a
indicação de medidas corretivas quando os limites definidos na lei forem ultrapassados.

15) (CESPE 2009 - FUB) A partir da LRF, os anexos de metas fiscais e de riscos fiscais devem
integrar o projeto de lei orçamentária anual.

16) (CESPE 2010 - MS) A LRF não prevê sanções de natureza penal para os administradores
públicos que descumprirem os limites e regras previstos em seu texto.

17) (CESPE 2005 - ANS) A LRF tem a finalidade de impedir que a administração gaste mais do que
arrecada e impõe à folha salarial dos diversos entes da federação um limite de 60% dos gastos
totais.

18) (CESPE 2005 - ANS) A LRF proibiu que ente da federação controlador de instituição financeira
estatal realize com ela operação de crédito em que figure na qualidade de beneficiário do
empréstimo.

12
19) (CESPE 2013 - TCE-RO) No contexto da LRF, empresa controlada é aquela que recebe do ente
controlador recursos financeiros para pagamento de despesas com pessoal ou despesas de custeio
em geral.

20) (CESPE 2013 - TCE-RO) De acordo com a LRF, consideram-se montante da dívida pública
consolidada as obrigações entre o município e seus respectivos fundos, autarquias, fundações e
empresas estatais.

9.3 Lei nº9.784/1999.

21) (CESPE 2017 - TRF1) Com base na Lei n.° 9.784/1999 e no entendimento da doutrina
majoritária, julgue o próximo item, acerca de ato e processo administrativos.

Autoridade competente para a realização de ato administrativo pode escolher renunciar a tal
competência, ainda que a tenha adquirido por delegação.

22) (CESPE 2017 - TRF1) Com base na Lei n.° 9.784/1999 e no entendimento da doutrina
majoritária, julgue o próximo item, acerca de ato e processo administrativos.

Em processos administrativos, as associações representativas não possuem legitimidade para a


interposição de recurso, mesmo que objetivem a defesa de direitos e de interesses coletivos.

23) (CESPE 2017 - SEDF) Mauro editou portaria disciplinando regras de remoção no serviço
público que beneficiaram, diretamente, amigos seus. A competência para a edição do referido ato
normativo seria de Pedro, superior hierárquico de Mauro. Os servidores que se sentiram
prejudicados com o resultado do concurso de remoção apresentaram recurso quinze dias após a data
da publicação do resultado.

Nessa situação hipotética,

de acordo com a Lei n.º 9.784/1999 — que regula o processo administrativo no âmbito da
administração pública federal —, o recurso apresentado pelos servidores que se sentiram
prejudicados não deverá ser conhecido pela autoridade competente em razão da sua
intempestividade.

24) (CESPE 2016 - FUB) A respeito do processo administrativo, julgue o item subsequente.

Nos processos administrativos, a divulgação oficial dos atos é obrigatória, ressalvadas as hipóteses
constitucionais de sigilo.

25) (CESPE 2016 - FUB) Cláudio, servidor público federal lotado na capital federal, pediu remoção
para o estado de São Paulo. O pedido foi deferido pelo órgão ao qual ele pertence. Imediatamente,
Cíntia, sua esposa, também servidora pública federal lotada em Brasília, solicitou remoção para
acompanhar o cônjuge. O pedido de Cíntia foi negado. Quinze dias depois da data de ciência da
decisão, Cíntia apresentou recurso, que não foi conhecido, por ter sido apresentado fora do prazo.
Diante disso, Cíntia, sem prévia autorização do chefe imediato, se ausentou do serviço durante o
expediente para auxiliar na mudança de Cláudio.

13
Considerando essa situação hipotética, julgue o item que se segue com fundamento na Lei n.º
8.112/1990 — Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União — e na Lei n.º 9.784/1999,
que dispõe sobre o processo administrativo na administração pública federal.

A decisão da administração de não conhecer o recurso está correta: quinze dias não é o prazo
previsto em lei para a apresentação de recurso.

26) (CESPE 2016 - ANVISA) No que se refere à gestão de recursos humanos das agências
reguladoras e ao processo administrativo no âmbito da administração pública, julgue o item
subsequente com base no disposto nas Leis n.º 9.986/2000 e n.º 9.784/1999.

No âmbito da administração pública, o processo administrativo poderá ser impulsionado de ofício.

27) (CESPE 2016 - PGE-AM) Um motorista alcoolizado abalroou por trás viatura da polícia militar
que estava regularmente estacionada. Do acidente resultaram lesões em cidadão que estava retido
dentro do compartimento traseiro do veículo. Esse cidadão então ajuizou ação de indenização por
danos materiais contra o Estado, alegando responsabilidade objetiva. O procurador responsável pela
contestação deixou de alegar culpa exclusiva de terceiro e não solicitou denunciação da lide. O
corregedor determinou a apuração da responsabilidade do procurador, por entender que houve
negligência na elaboração da defesa, por acreditar que seria útil à defesa do poder público alegar
culpa exclusiva de terceiro na geração do acidente.

Considerando essa situação hipotética, julgue o próximo item.

O procurador poderá defender-se pessoalmente, advogando em causa própria, se contra ele for
instaurado processo administrativo disciplinar. Outras categorias de servidores, contudo,
necessitariam contratar advogado, imprescindível para o exercício da ampla defesa no processo
administrativo disciplinar.

28) (CESPE 2016 - TCE-SC) Com base na doutrina e nas normas de direito administrativo, julgue o
item que se segue.

Situação hipotética: Dez anos após a data em que deveria ter ocorrido o primeiro pagamento de
vantagem pecuniária a que José fazia jus, ele apresentou requerimento administrativo ao chefe do
setor de recursos humanos solicitando o pagamento de tal vantagem. O pedido foi indeferido sob o
fundamento de ocorrência da prescrição. José, então, apresentou recurso. Assertiva: Nesse caso, o
chefe do setor de recursos humanos tem o prazo de cinco dias para reconsiderar a decisão; caso não
o faça, deverá encaminhar o recurso ao seu superior hierárquico.

29) (CESPE 2015 - TJ-DFT) Com relação ao processo administrativo e à improbidade


administrativa, julgue o item subsequente.

Estará impedido de atuar em processo administrativo instaurado pelo TJDFT o analista judiciário
que estiver litigando judicialmente com primo do interessado no processo.

30) (CESPE 2015 - STJ) Julgue o item a seguir, referente a institutos diversos do direito
administrativo.

A aplicação retroativa de nova interpretação dada a norma administrativa é admitida no processo


administrativo.

14
DIREITO CONSTITUCIONAL

2 Direitos e garantias fundamentais, nacionalidade, cidadania e direitos políticos.

01) (CESPE 2017 - TRF1) Considerando o que dispõe a Constituição Federal de 1988 (CF) sobre
direitos humanos, julgue o item que se segue.

Desde que não frustrem outra reunião anteriormente convocada para o mesmo local, todos podem
reunir-se em locais abertos ao público, independentemente de autorização, sendo apenas exigido
prévio aviso à autoridade competente.

02) (CESPE 2017 - TCE-PE) Acerca dos princípios fundamentais e dos direitos e deveres
individuais e coletivos, julgue o item a seguir.

Caso, em determinado estado da Federação, um grupo de pessoas constitua uma associação, para
certo fim, que se comprove ilícita por meio de processo regular, somente decisão judicial poderá
suspender as atividades da associação, independentemente do trânsito julgado da ação.

03) (CESPE 2017 - TCE-PE) Acerca dos princípios fundamentais e dos direitos e deveres
individuais e coletivos, julgue o item a seguir.

A liberdade para o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão está condicionada ao


atendimento das qualificações profissionais estabelecidas por lei, mas nem todos os ofícios ou
profissões, para serem exercidos, estarão sujeitos à existência de lei.

04) (CESPE 2016 - TCE-PA) No que concerne aos direitos e deveres individuais e coletivos, à
nacionalidade e aos direitos políticos, julgue o item que se segue, tendo como referência as
disposições da CF.

Depende de decisão judicial com trânsito em julgado a suspensão das atividades de associação que
tenha praticado alguma ilegalidade.

05) (CESPE 2016 - TCE-PA) No que concerne aos direitos e deveres individuais e coletivos, à
nacionalidade e aos direitos políticos, julgue o item que se segue, tendo como referência as
disposições da CF.

Situação hipotética: Em 2010, João foi naturalizado brasileiro e, em 2012, se envolveu em tráfico
ilícito internacional de entorpecentes. Devido a essa infração penal, determinado país requereu a sua
extradição. Assertiva: Nessa situação, o pedido deverá ser negado, uma vez que a CF veda a
extradição de brasileiro.

06) (CESPE 2016 - TCE-PA) No que concerne aos direitos e deveres individuais e coletivos, à
nacionalidade e aos direitos políticos, julgue o item que se segue, tendo como referência as
disposições da CF.

Em caso de flagrante delito no interior do domicílio de determinado indivíduo, no período noturno,


a autoridade policial poderá adentrá-lo independentemente de determinação judicial.

15
07) (CESPE 2016 - IRB) Acerca da personalidade jurídica, da hierarquia das normas e dos
princípios, direitos e garantias fundamentais constantes da Constituição Federal de 1988, julgue (C
ou E) o item que se segue.

Entre os estrangeiros, apenas os residentes no Brasil fazem jus aos direitos e garantias fundamentais
inscritos no texto constitucional.

08) (CESPE 2016 - IRB) Acerca da personalidade jurídica, da hierarquia das normas e dos
princípios, direitos e garantias fundamentais constantes da Constituição Federal de 1988, julgue (C
ou E) o item que se segue.

Dada a garantia constitucional do direito de associação, o vínculo associativo somente pode ser
dissolvido compulsoriamente mediante sentença judicial.

09) (CESPE 2016 - INSS) A respeito dos direitos fundamentais, julgue o item a seguir.

Em decorrência do princípio da igualdade, é vedado ao legislador elaborar norma que dê tratamento


distinto a pessoas diversas.

10) (CESPE 2016 - DPU) À luz do disposto na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item
que se segue, acerca dos direitos e garantias fundamentais, da nacionalidade e dos direitos políticos.

O direito fundamental à vida também se manifesta por meio da garantia de condições para uma
existência digna.

11) (CESPE 2016 - DPU) Acerca dos direitos e garantias fundamentais, de acordo com o disposto
na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o próximo item.

A CF assegura a liberdade de pensamento, mas veda o anonimato, uma vez que o conhecimento da
autoria torna possível a utilização do direito de resposta.

12) (CESPE 2015 - STJ) A casa é um asilo inviolável, no entanto, a busca domiciliar, mediante
mandado judicial, poderá ser feita durante o dia ou à noite.

13) (CESPE 2015 - STJ) Acerca dos direitos humanos, à luz da Constituição Federal de 1988 (CF),
julgue o item subsequente.

Para fins do direito à inviolabilidade do domicílio, o conceito de casa não abrange locais nos quais
são exercidas atividades de índole profissional, como consultórios e escritórios.

14) (CESPE 2015 - STJ) Ainda com relação aos direitos humanos, julgue o próximo item à luz da
CF.

Na hipótese de iminente perigo, o poder público competente poderá requisitar o uso de propriedade
particular, estando assegurada ao proprietário a possibilidade de ser indenizado em caso de dano ao
seu patrimônio.

16
15) (CESPE 2015 - MPOG) No que tange aos direitos e às garantias individuais e coletivos, julgue
o item que se segue.

De acordo com a CF, e com base no direito à escusa de consciência, o indivíduo pode se recusar a
praticar atos que conflitem com suas convicções religiosas, políticas ou filosóficas, sem que essa
recusa implique restrições a seus direitos.

16) (CESPE 2017 - TCE-PE) Considerando o que dispõe a CF acerca dos direitos sociais, direitos
de nacionalidade e direitos políticos, bem como dos partidos políticos, julgue o item subsequente.

Se, no ano de 2018, o presidente da assembleia legislativa de um estado, em seu primeiro mandato,
substituir o governador nos seis meses anteriores ao pleito eleitoral, ele poderá concorrer ao cargo
de governador, no mesmo estado, nas eleições estaduais daquele ano, mas não poderá concorrer à
reeleição no pleito posterior.

17) (CESPE 2017 - TCE-PE) Com relação aos direitos sociais, aos direitos de nacionalidade, aos
direitos políticos e aos partidos políticos, julgue o próximo item.

Estrangeiro que resida no Brasil há mais de quinze anos ininterruptos e não tenha condenação penal
poderá tornar-se, após requerimento, brasileiro naturalizado e, nessa condição, candidatar-se a
deputado federal ou senador, mas, se eleito, estará impedido de presidir a casa legislativa à qual
pertencer.

18) (CESPE 2016 - FUB) Com referência à Constituição Federal de 1988 e às disposições nela
inscritas relativamente a direitos sociais e políticos, administração pública e servidores públicos,
julgue o item subsequente.

No Brasil, o alistamento eleitoral e o voto são facultativos para os analfabetos, os maiores de setenta
anos de idade e os maiores de dezesseis e menores de dezoito anos de idade.

19) (CESPE 2017 - ANVISA) Com relação aos direitos e garantias fundamentais, julgue o item que
se segue.

Uma lei que altere o processo eleitoral e que seja editada no mesmo ano das eleições municipais
poderá ser aplicada, desde que sua edição se dê, no mínimo, cento e oitenta dias antes do pleito
eletivo.

20) (CESPE 2016 - TCE-PA) No que diz respeito à disciplina constitucional relativa aos direitos
políticos, julgue o item seguinte.

A alistabilidade, que se refere à capacidade do indivíduo de ser eleitor, com direito de participar da
escolha dos mandatários, é vedada aos estrangeiros e, durante o período do serviço militar
obrigatório, aos conscritos.

21) (CESPE 2016 - TCE-PA) No que concerne aos direitos e deveres individuais e coletivos, à
nacionalidade e aos direitos políticos, julgue o item que se segue, tendo como referência as
disposições da CF.

Serão cassados os direitos políticos do indivíduo condenado criminalmente em sentença transitada


em julgado.

17
22) (CESPE 2016 - DPU) À luz do disposto na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o item
que se segue, acerca dos direitos e garantias fundamentais, da nacionalidade e dos direitos políticos.

O cancelamento da naturalização por meio de sentença judicial transitada em julgado acarreta a


perda dos direitos políticos.

23) (CESPE 2016 - DPU) Acerca dos direitos e garantias fundamentais, de acordo com o disposto
na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o próximo item.

Admite-se, excepcionalmente, a cassação de direitos políticos na hipótese de condenação pela


prática de improbidade administrativa.

24) (CESPE 2015 - AGU) Com base nas normas constitucionais e na jurisprudência do STF, julgue
o item seguinte.

Vice-governador de estado que não tenha sucedido ou substituído o governador durante o mandato
não precisará se desincompatibilizar do cargo atual no período de seis meses antes do pleito para
concorrer a outro cargo eletivo.

25) (CESPE 2015 - FUB) Paulo, de trinta e cinco anos de idade, exerce o segundo mandato
consecutivo de prefeito do município X. Pretendendo candidatar-se ao cargo de governador do
estado no pleito seguinte, Paulo renunciou ao mandato seis meses antes das eleições, assumindo o
cargo o então vice-prefeito, Marcos, de trinta e dois anos de idade, marido de Maria, de vinte anos
de idade.

Tendo como referência essa situação hipotética, julgue o item subsequente, a respeito das condições
de elegibilidade.

Se Paulo não fosse candidato a governador, ele não poderia, nas eleições imediatamente seguintes à
sua renúncia, candidatar-se e ser validamente eleito para o cargo de vice-prefeito do município X.

26) (CESPE 2017 - DPU) A respeito de nacionalidade, julgue o item a seguir.

Brasileiro nato que, tendo perdido a nacionalidade brasileira em razão da aquisição de outra
nacionalidade, readquiri-la mediante o atendimento dos requisitos necessários terá o status de
brasileiro naturalizado.

27) (CESPE 2016 - TCE-PA) No que concerne aos direitos e deveres individuais e coletivos, à
nacionalidade e aos direitos políticos, julgue o item que se segue, tendo como referência as
disposições da CF.

Para que o filho de casal brasileiro nascido em país estrangeiro seja considerado brasileiro nato,
ambos os pais devem estar, nesse país, a serviço da República Federativa do Brasil.

28) (CESPE 2016 - DPU) Acerca dos direitos e garantias fundamentais, de acordo com o disposto
na Constituição Federal de 1988 (CF), julgue o próximo item.

Adotou-se como regra o critério sanguíneo para a definição da nacionalidade brasileira.

18
29) (CESPE 2015 - MPOG) Acerca dos princípios fundamentais e dos direitos e deveres individuais
e coletivos, julgue o item a seguir.

Em nenhuma hipótese, o brasileiro nato poderá ser extraditado.

30) (CESPE 2015 - IRB) A respeito do processo legislativo e dos direitos e garantias fundamentais,
conforme disposto na Constituição Federal de 1988, julgue (C ou E) o item subsequente.

A Constituição Federal determina que o brasileiro nato nunca será extraditado e que o brasileiro
naturalizado somente será extraditado no caso de ter praticado crime comum antes da naturalização.

19
LÍNGUA INGLESA E LÍNGUA ESPANHOLA

I LÍNGUA INGLESA.

Text I

The basic instruments of public diplomacy are hardly new. The United States, for example,
has conducted educational and cultural exchange programs for almost sixty years. Cultural
diplomacy is usually an exercise in deferred gratification, since such exchange programs typically
don’t offer immediate or obvious payoffs. Instead, programs such as the Fulbright educational
exchanges represent a long-term strategic investment in establishing mutual trust and
understanding. Similarly, the US information programs overseas have a long pedigree: the daily
Washington File (formerly the Wireless File) began operation in the State Department in 1935 after
an ambassador complained that the slow distribution of official information was “about as useful as
a Roman ruin in a fast-changing world”.
The flow of information since has neither slowed nor stopped changing. In recent months,
the biggest internal change, of course, has been integration. Public diplomacy programs, once
administered by the US Information Agency, are now integrated into the Department of State under
the Under Secretary for Public Diplomacy and Public Affairs. Moreover, public diplomacy officers
serve in each of the Department’s regional and functional bureaus and in public affairs sections of
the embassy.

Considering the content of Text I, decide whether the following statements are right (C) or
wrong (E).

01) (CESPE 2016 – IRB) US educational and cultural exchange programs have been in place for
over sixty years.

02) (CESPE 2016 – IRB) The US information programs abroad started operating due to an
ambassador’s complaint.

03) (CESPE 2016 – IRB) The basic instruments of public diplomacy have practically remained the
same.

04) (CESPE 2016 – IRB) Public diplomacy programs still remain disconnected across government
agencies.

05) (CESPE 2016 – IRB) Integration is bigger than any other internal change.

06) (CESPE 2016 – IRB) Public diplomacy programs have long been integrated into the
Department of State.

07) (CESPE 2016 – IRB) Public diplomacy officers serve either in the Department’s regional and
functional bureaus or in public affairs sections of the embassy.

08) (CESPE 2016 – IRB) The flow of information has been slowing its pace for years.

20
Text II

Most trade between friendly nations, particularly those who operate within the multilaterally
agreed rules of the World Trade Organisation (WTO) and other relevant international agreements,
proceeds smoothly. However, disputes do arise, and they fall into three main categories: (i)
Conflicts of policy between sovereign governments which then have an impact on their mutual
trade and investment; (ii) Disputes over practical trade actions which are initiated by governments,
or get escalated to the intergovernmental level; and (iii) Disputes over the proper application to
trade of internationally agreed standards in broader policy areas like environmental protection or
labour conditions. All such disputes require diplomatic intervention, sometimes by generalist
diplomats, but most often by technical trade specialists.
Sometime ago, the most visible trade-related dispute was that between the United States
Government and BP over the disastrous Macondo oil leak in the Gulf of Mexico. However, this is
not a typical case. The principal company involved happens to be UK-based (though BP has almost
as many US shareholders as British), but a similar disaster could occur at any time to a US-based
operator. No intergovernmental differences of substance are at stake — the British Government
became involved only indirectly, and because of the knock-on effects which the costs of this
accident will have on BP shareholders and on pension funds in the UK.

Based on Text II, decide whether the statements below are right (C) or wrong (E).

09) (CESPE 2016 – IRB) There has never been any conflict between members of WTO.

10) (CESPE 2016 – IRB) Trade disputes can be categorized into at least three facets.

11) (CESPE 2016 – IRB) Friendly nations are those ones which belong to WTO.

12) (CESPE 2016 – IRB) The majority of international trade is carried out free of difficulties.

13) (CESPE 2016 – IRB) Disputes on international issues neither demand the intervention of
diplomats nor of technical trade experts.

14) (CESPE 2016 – IRB) Never before has there been a dispute between the US Government and
BP.

15) (CESPE 2016 – IRB) The main company involved in the Macondo accident is, just by chance,
based in UK.

21
II LÍNGUA ESPANHOLA

Texto I

Después de más de una década de diferencias, los gobiernos de Brasil y Estados Unidos de
América (EUA) firmaron en Washington – EUA el Memorando de Entendimiento que da por
concluido el litigio del algodón, informó el Ministerio de Relaciones Exteriores (MRE) de Brasil.
Según el comunicado del MRE, EUA se comprometió a realizar ajustes en el crédito y la
exportación del programa de garantías, y regirá dentro de los parámetros negociados bilateralmente,
proporcionando mejores condiciones para la competitividad de los productores brasileños en el
mercado internacional.
El acuerdo alcanzado prevé un pago adicional de 300 millones de dólares por parte de EUA
a Brasil, con lo cual se colaborará a mitigar las pérdidas de los productores brasileños de algodón.
En tanto, Brasil se comprometió a no presentar nuevas acciones ante la Organización
Mundial del Comercio (OMC) bajo la actual ley agrícola. No obstante, conserva intactos los
derechos brasileños para impugnar ante la OMC, por otros cultivos.
Cabe recordar que el litigio del algodón entre ambos países se desató en 2002, cuando Brasil
solicitó el panel de la OMC contra la Ley Agrícola estadounidense. Dicha ley ofrecía a los
productores del país norteamericano subsidios al algodón que dejaron en desventaja a los
productores de otros países.
En 2005, Brasil obtuvo una decisión favorable em la que se determinó que EUA debía
eliminar sus subvenciones a la agricultura, pero teniendo em consideración las recomendaciones del
Órgano de Solución de Diferencias de la OMC, el país sudamericano solicitó un Equipo de
Ejecución un año después.
Recién en 2009, se autorizó a Brasil la posibilidad de aplicar contramedidas, las cuales
fueron suspendidas em 2010 debido a la firma del Memorándum de Entendimiento sobre un Fondo
de Asistencia Técnica y Fortalecimiento de Capacidades para la Disputa del Algodón en la OMC.
Por medio del mismo, EUA realizó asistencia y cooperación en el sector algodonero
brasileño por valor de 147,3 millones de dólares al año, con lo cual se creó el Instituto Brasileño del
Algodón.

En conformidad con las ideas del Texto I, juzgue los próximos ítems.

16) (CESPE 2014 – INPI) Para disminuir las pérdidas de los productores brasileños de algodón, el
acuerdo firmado por Brasil y EUA prevé un pago adicional de 300 millones de dólares por parte de
este a aquel.

17) (CESPE 2014 – INPI) Independientemente del acuerdo firmado por Brasil y EUA, Brasil va a
presentar nuevas acciones ante la OMC de acuerdo con la actual Ley Agrícola estadounidense.

18) (CESPE 2014 – INPI) La Ley Agrícola estadounidense beneficiaba a los productores
norteamericanos y colocaba en desventaja principalmente a los productores brasileños.

19) (CESPE 2014 – INPI) Pasadas décadas de negociaciones, el litigio del algodón entre los
gobiernos de Estados Unidos e Brasil llegó a su fin con la firma de un acuerdo.

20) (CESPE 2014 – INPI) Hace muchas décadas los gobiernos de EUA y Brasil mantienen el litigio
del algodón.

22
Con respecto a las estructuras lingüísticas del Texto I, juzgue los ítems de abajo.

21) (CESPE 2014 – INPI) El sentido del texto quedará inalterado con la sustitución del término
“Recién” (l. 21) por Apenas.

22) (CESPE 2014 – INPI) La forma verbal “se desató” (l. 13) tiene el mismo sentido que se anuló.

Texto II

Hubo un tiempo en que uno podría haber pensado que el comercio era una operación
bastante simple: búsqueda de clientes y proveedores y decidir dónde vender y comprar. Sin
embargo, desde hace varias décadas el comercio no ha sido nada fácil. La complejidad de las
operaciones comerciales de hoy en día ha traído consigo cambios sustanciales en la naturaleza del
comercio internacional.
En las últimas décadas, el comercio mundial ha experimentado cambios significativos en un
contexto de economía internacional también cambiante.
El comercio internacional en la actualidad es uno de los principales actores en la
globalización, con un papel esencial en el crecimiento económico y el desarrollo, y por lo tanto, en
la reducción de la pobreza.
El comercio siempre ha ido de la mano del movimiento, del cambio. La propia naturaleza de
la actividad comercial implica dinamismo y esto ha sido así históricamente.
Algunos de los principales cambios vividos últimamente en el comercio internacional
incluyen adaptaciones al rápido cambio tecnológico, existencia de mercados relativamente más
abiertos y consumidores más bien informados y más exigentes, entre otros.
Existe también un cambio de estructura en el comercio internacional producido por el
impacto del comercio en el crecimiento y el desarrollo, como así también en la producción mundial.
En los últimos años por ejemplo, se ha visto un auge particular en el crecimiento del comercio de
servicios, en parte debido a la fragmentación de los procesos de producción y su distribución en
varios países.
El medio ambiente y el comercio internacional es un tema relativamente nuevo de agenda
comercial. Este incluye el diseño de estrategias de desarrollo sostenible, evaluación del impacto
ambiental de los proyectos, el cuidado de la diversidad y el uso de tecnologías verdes por gobiernos
y empresas en todo el mundo.

Según las ideas del Texto II,

23) (CESPE 2014 – INPI) el comercio internacional ejerce un papel fundamental en el crecimiento
económico y el desarrollo, mas no en la reducción de la pobreza.

24) (CESPE 2014 – INPI) el comercio ha sido una operación extremamente compleja en las últimas
décadas debido, principalmente, a la entrada de nuevas tecnologías.

25) (CESPE 2014 – INPI) ha habido un cambio de estructura en el comercio internacional.

26) (CESPE 2014 – INPI) la fragmentación de los procesos de producción y su distribución en


algunos países produjeron un auge en el crecimiento del comercio de servicios.

27) (CESPE 2014 – INPI) el comercio internacional en los días de hoy ha incluido outros temas,
como el de medio ambiente.

23
En el Texto II,

28) (CESPE 2014 – INPI) la expresión “ido de la mano” (l. 11) significa ido junto.

29) (CESPE 2014 – INPI) el término “uno” (l. 1) fue empleado como numeral.

30) (CESPE 2014 – INPI) la expresión “por lo tanto” (l. 9) es sinónima de por tanto.

24
RACIOCÍNIO LÓGICO

2 Lógica de argumentação: analogias, inferências, deduções e conclusões.

01) (CESPE 2016 - ANVISA) Considerando os símbolos normalmente usados para representar os
conectivos lógicos, julgue o item seguinte, relativos a lógica proposicional e à lógica de
argumentação. Nesse sentido, considere, ainda, que as proposições lógicas simples sejam
representadas por letras maiúsculas.

A sentença As consequências de nossos atos são florestas devastadas, descongelamento das calotas
polares, extinção de dezenas de espécies animais, poluição dos rios e diminuição drástica das
reservas de água potável apresenta um argumento válido.

02) (CESPE 2016 - FUNPRESP-EXE) Considerando as características do raciocínio analítico e a


estrutura da argumentação, julgue o item a seguir.

A afirmação Por ser novo, esse carro não apresenta falhas nem dá problema fundamenta-se em um
argumento no qual há uma premissa não declarada.

03) (CESPE 2016 - DPU) Considere que as seguintes proposições sejam verdadeiras.

• Quando chove, Maria não vai ao cinema.

• Quando Cláudio fica em casa, Maria vai ao cinema.

• Quando Cláudio sai de casa, não faz frio.

• Quando Fernando está estudando, não chove.

• Durante a noite, faz frio.

Tendo como referência as proposições apresentadas, julgue o item subsecutivo.

Durante a noite, não chove.

04) (CESPE 2015 - STJ) Mariana é uma estudante que tem grande apreço pela matemática, apesar
de achar essa uma área muito difícil. Sempre que tem tempo suficiente para estudar, Mariana é
aprovada nas disciplinas de matemática que cursa na faculdade. Neste semestre, Mariana está
cursando a disciplina chamada Introdução à Matemática Aplicada. No entanto, ela não tem tempo
suficiente para estudar e não será aprovada nessa disciplina.

A partir das informações apresentadas nessa situação hipotética, julgue o item a seguir, acerca das
estruturas lógicas.

Considerando-se as seguintes proposições: p: “Se Mariana aprende o conteúdo de Cálculo 1, então


ela aprende o conteúdo de Química Geral"; q: “Se Mariana aprende o conteúdo de Química Geral,
então ela é aprovada em Química Geral"; c: “Mariana foi aprovada em Química Geral", é correto
afirmar que o argumento formado pelas premissas p e q e pela conclusão c é um argumento válido.

25
05) (CESPE 2015 - STJ) Julgue o item subsequente, relacionado à lógica de argumentação.

O texto “Penso, logo existo" apresenta um argumento válido.

06) (CESPE 2015 - MEC) Julgue o item subsequente, relacionado à lógica de argumentação.

O texto “O homem inteligente nunca recebe penalidades, pois somente o homem que erra recebe
penalidades e o homem inteligente jamais erra" apresenta um argumento válido.

07) (CESPE 2014 - PF) As seguintes premissas referem-se a uma argumentação hipotética:

• Se Paulo é inocente, então João ou Jair é culpado.


• Se João é culpado, então Jair é inocente.
• Se Jair é culpado, então, no depoimento de José e no de Maria, todas as afirmações de José eram
verdadeiras e todas as afirmações de Maria eram falsas.

Com referência a essas premissas, julgue o próximo item.

Se Jair é culpado, é correto inferir que João é inocente.

08) (CESPE 2014 - INPI) As proposições A, B e C listadas a seguir constituem as premissas de um


argumento:

A: Se a proteção de inventores é estabelecida atribuindo-lhes o monopólio da exploração comercial


da invenção por um período limitado de tempo, então o direito de requerer uma patente de invenção
contribui para o progresso da ciência.

B: Se o direito de requerer uma patente de invenção é utilizado tão somente para prorrogar o
monopólio de produtos meramente “maquiados”, aos quais nada efetivamente foi agregado, então
esse direito não só não contribui para o progresso da ciência como também prejudica o mercado.

C: O direito de requerer uma patente de invenção, ou contribui para o progresso da ciência, ou


prejudica o mercado, mas não ambos.

Tendo como referência essas premissas, em cada item é apresentada uma conclusão para o
argumento. Julgue se a conclusão faz que a argumentação seja uma argumentação válida.

O direito de requerer uma patente de invenção contribui para o progresso da ciência ou prejudica o
mercado.

09) (CESPE 2014 - TC-DF) Considere a proposição P a seguir.

P: Se não condenarmos a corrupção por ser imoral ou não a condenarmos por corroer a legitimidade
da democracia, a condenaremos por motivos econômicos.

Tendo como referência a proposição apresentada, julgue os itens seguintes.

Se a proposição P for verdadeira, então será verdadeira a proposição “Condenaremos a corrupção


por motivos econômicos”.

26
10) (CESPE 2014 - TC-DF) Considere as proposições P1, P2, P3 e P4, apresentadas a seguir.

P1: Se as ações de um empresário contribuírem para a manutenção de certos empregos da estrutura


social, então tal empresário merece receber a gratidão da sociedade.
P2: Se um empresário tem atuação antieconômica ou antiética, então ocorre um escândalo no
mundo empresarial.
P3: Se ocorre um escândalo no mundo empresarial, as ações do empresário contribuíram para a
manutenção de certos empregos da estrutura social.
P4: Se um empresário tem atuação antieconômica ou antiética, ele merece receber a gratidão da
sociedade.

Tendo como referência essas proposições, julgue os itens seguintes.

O argumento que tem como premissas as proposições P1, P2 e P3 e como conclusão a proposição
P4 é válido.

11) (CESPE 2014 - TC-DF) Considere as proposições P1, P2, P3 e P4, apresentadas a seguir.

P1: Se as ações de um empresário contribuírem para a manutenção de certos empregos da estrutura


social, então tal empresário merece receber a gratidão da sociedade.
P2: Se um empresário tem atuação antieconômica ou antiética, então ocorre um escândalo no
mundo empresarial.
P3: Se ocorre um escândalo no mundo empresarial, as ações do empresário contribuíram para a
manutenção de certos empregos da estrutura social.
P4: Se um empresário tem atuação antieconômica ou antiética, ele merece receber a gratidão da
sociedade.

Tendo como referência essas proposições, julgue os itens seguintes.

Caso sejam falsas as proposições “Um empresário tem atuação antieconômica ou antiética” e “Ele
merece receber a gratidão da sociedade”, então a proposição P4 também será falsa.

(CESPE 2014 - CÂMARA) A partir das proposições de P1 a P4 e da proposição C apresentadas


acima, julgue os itens 12 a 14, que se referem à lógica sentencial.

P1: Não perco meu voto.

P2: Se eu votar no candidato X, ele não for eleito e ele não me der um agrado antes da eleição,
perderei meu voto.

P3: Se eu votar no candidato X, ele for eleito e eu não for atingido por uma benfeitoria que ele faça
depois de eleito, perderei meu voto.

P4: Eu voto no candidato X.

C: O candidato X me dará um agrado antes da eleição ou serei atingido por uma benfeitoria que ele
fizer depois de eleito.

12) (CESPE 2014 - CÂMARA) O argumento cujas premissas sejam as proposições P1, P2, P3 e P4
e cuja conclusão seja a proposição C será válido.

27
13) (CESPE 2014 - CÂMARA) Se as proposições P1 e P4 e a proposição “o candidato X é eleito”
forem verdadeiras, a proposição P3 será verdadeira, independentemente do valor lógico da
proposição “não sou atingido por uma benfeitoria que o candidato faça após eleito”.

14) (CESPE 2014 - CÂMARA) Caso as proposições P1, P2 e P4 sejam verdadeiras, será verdadeira
a proposição “o candidato X é eleito ou ele me dá um agrado antes da eleição”.

15) (CESPE 2014 - SUFRAMA) Considere as seguintes proposições:

P1: Se o Brasil reduzir as formalidades burocráticas e o nível de desconfiança nas instituições


públicas, eliminar obstáculos de infraestrutura e as ineficiências no trânsito de mercadorias e
ampliar a publicação de informações envolvendo exportação e importação, então o Brasil reduzirá o
custo do comércio exterior.

P2: Se o Brasil reduzir o custo do comércio exterior, aumentará o fluxo de trocas bilaterais com
outros países.

C: Se o Brasil reduzir o nível de desconfiança nas instituições públicas, aumentará o fluxo de trocas
bilaterais com outros países.

A partir dessas proposições, julgue o item seguinte a respeito de lógica sentencial.


O argumento constituído pelas premissas P1 e P2 e pela conclusão C é um argumento válido.

16) (CESPE 2014 - SUFRAMA) Pedro, um jovem empregado de uma empresa, ao receber a
proposta de novo emprego, fez diversas reflexões que estão traduzidas nas proposições abaixo.

• P1: Se eu aceitar o novo emprego, ganharei menos, mas ficarei menos tempo no trânsito.
• P2: Se eu ganhar menos, consumirei menos.
• P3: Se eu consumir menos, não serei feliz.
• P4: Se eu ficar menos tempo no trânsito, ficarei menos estressado.
• P5: Se eu ficar menos estressado, serei feliz.

A partir dessas proposições, julgue o item a seguir.


Considerando que as proposições P1, P2, P3, P4 e P5 sejam todas verdadeiras, é correto concluir
que Pedro não aceitará o novo emprego.

17) (CESPE 2014 - SUFRAMA) Pedro, um jovem empregado de uma empresa, ao receber a
proposta de novo emprego, fez diversas reflexões que estão traduzidas nas proposições abaixo.

• P1: Se eu aceitar o novo emprego, ganharei menos, mas ficarei menos tempo no trânsito.
• P2: Se eu ganhar menos, consumirei menos.
• P3: Se eu consumir menos, não serei feliz.
• P4: Se eu ficar menos tempo no trânsito, ficarei menos estressado.
• P5: Se eu ficar menos estressado, serei feliz.

A partir dessas proposições, julgue o item a seguir.


É válido o argumento em que as proposições P1, P2, P3, P4 e P5 são as premissas e a proposição
“Se aceitar o novo emprego, serei feliz e não serei feliz” é a conclusão.

28
18) (CESPE 2014 - MDIC) P1: Os clientes europeus de bancos suíços estão regularizando sua
situação com o fisco de seus países.

P2: Se os clientes brasileiros de bancos suíços não fazem o mesmo que os clientes europeus, é
porque o governo do Brasil não tem um programa que os incite a isso.

Considerando que as proposições P1 e P2 apresentadas acima sejam premissas de um argumento,


julgue os itens a seguir, relativos à lógica de argumentação.

O argumento formado pelas premissas P1 e P2 e pela conclusão “Os clientes brasileiros de bancos
suíços não estão regularizando sua situação com o fisco de seu país.” é um argumento válido.

19) (CESPE 2013 - PC-DF) P1: Se a impunidade é alta, então a criminalidade é alta.
P2: A impunidade é alta ou a justiça é eficaz.
P3: Se a justiça é eficaz, então não há criminosos livres.
P4: Há criminosos livres.
C: Portanto a criminalidade é alta.

Considerando o argumento apresentado acima, em que P1, P2, P3 e P4 são as premissas e C, a


Conclusão, julgue o item subsequente.

O argumento apresentado é um argumento válido.

20) (CESPE 2013 - SEGESP-AL) Nas investigações, pesquisadores e peritos devem evitar fazer
afirmações e tirar conclusões errôneas. Erros de generalização, ocorridos ao se afirmar que certas
características presentes em alguns casos deveriam estar presentes em toda a população, são
comuns. É comum, ainda, o uso de argumentos inválidos como justificativa para certas conclusões.
Acerca de possíveis erros em trabalhos investigativos, julgue o item a seguir.

Em um argumento inválido, a conclusão é uma proposição falsa.

6 Operações com conjuntos.

21) (CESPE 2016 - INSS) Julgue o item a seguir, relativos a raciocínio lógico e operações com
conjuntos.
Se A, B e C forem conjuntos quaisquer tais que A, B ⊂ C, então (C \ A) ∩ (A ∪ B) = C ∩ B.

22) (CESPE 2011 - PC-ES) Acerca de operações com conjuntos, julgue o item subsequente.
Considere que os conjuntos A, B e C tenham o mesmo número de elementos, que A e B sejam
disjuntos, que a união dos três possuia 150 elementos e que a interseção entre B e C possuia o dobro
de elementos da interseção entre A e C. Nesse caso, se a interseção entre B e C possui 20 elementos,
então B tem menos de 60 elementos.

23) (CESPE 2014 - SUFRAMA) Para o conjunto Ω = {1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10}, se A for um


subconjunto de Ω, indique por S(A) a soma dos elementos de A e considere S(Ø) = 0. Nesse
sentido, julgue o item a seguir.
É possível encontrar conjuntos A e B, subconjuntos de Ω, disjuntos, tais que A ∪B = Ω e S(A) =
S(B).

29
(CESPE 2013 – FUB) Com base nas informações abaixo, julgue os itens 24 a 26.

Considere os seguintes conjuntos: X = estudantes da UnB; A = estudantes da UnB que tendem a ser
mais ousados; B = estudantes da UnB que consideram o erro como uma etapa da aprendizagem; D
= estudantes da UnB que desenvolvem habilidades relacionadas à criatividade. Nessa situação, se
Y⊂X, indique por CX(Y) o complemento de Y em X.

24) (CESPE 2013 – FUB) O conjunto dos estudantes da UnB para os quais a proposição “Os
estudantes tendem a ser mais ousados e consideram o erro como uma etapa da aprendizagem” seja
falsa é igual a CX(A)∩CX(B).

25) (CESPE 2013 - FUB) Se A⊂B, então todo estudante da UnB que tende a ser mais ousado
considera o erro como uma etapa da aprendizagem.

26) (CESPE 2013 - FUB) O conjunto dos estudantes da UnB para os quais a proposição “Se os
estudantes consideram o erro como uma etapa da aprendizagem, então eles desenvolvem
habilidades relacionadas à criatividade” seja verdadeira é igual a D∪[CX(B)∩CX(D)].

(CESPE 2010 - TRT21) Com base nas informações abaixo, julgue os itens 27 e 28.

Considere que todos os 80 alunos de uma classe foram levados para um piquenique em que foram
servidos salada, cachorro-quente e frutas. Entre esses alunos, 42 comeram salada e 50 comeram
frutas. Além disso, 27 alunos comeram cachorro-quente e salada, 22 comeram salada e frutas, 38
comeram cachorro-quente e frutas e 15 comeram os três alimentos. Sabendo que cada um dos 80
alunos comeu pelo menos um dos três alimentos, julgue o próximo item.

27) (CESPE 2010 – TRT21) Quinze alunos comeram somente cachorro-quente.

28) (CESPE 2010 – TRT21) Sessenta alunos comeram cachorro-quente.

(CESPE 2013 - MPU) Com base nas informações abaixo, julgue os itens 29 e 30.

Uma pesquisa realizada com um grupo de 35 técnicos do MPU a respeito da atividade I -


planejamento estratégico institucional - e da atividade II - realizar estudos, pesquisas e
levantamento de dados - revelou que 29 gostam da atividade I e 28 gostam da atividade II.

29) (CESPE 2013 - MPU) A quantidade máxima de técnicos desse grupo que não gosta de nenhuma
das duas atividades é inferior a 7.

30) (CESPE 2013 - MPU) Se 4 técnicos desse grupo não gostam de nenhuma das atividades citadas,
então mais de 25 técnicos gostam das duas atividades.

30
HISTÓRIA DO BRASIL

1.1A República Velha e as estruturas oligárquicas.

01) (CESPE 2017 - IRB) Os militares tiveram, no Brasil, papel fundamental na passagem do
Império para a República e, como consequência, os generais Deodoro da Fonseca e Floriano
Peixoto presidiram os primeiros governos republicanos brasileiros. Acerca desse período da história
brasileira, julgue (C ou E) o item que se segue.
Devido a sua política econômica e ao caráter antiliberal de seu governo, Floriano Peixoto enfrentou
a má disposição dos Estados Unidos da América em apoiar os pleitos comerciais e políticos
brasileiros.

02) (CESPE 2017 - IRB) Os militares tiveram, no Brasil, papel fundamental na passagem do
Império para a República e, como consequência, os generais Deodoro da Fonseca e Floriano
Peixoto presidiram os primeiros governos republicanos brasileiros. Acerca desse período da história
brasileira, julgue (C ou E) o item que se segue.
A rebelião do Contestado teve caráter tanto social, com a demanda dos revoltosos pelo
reconhecimento das terras ocupadas secularmente, quanto político, de reação ao não cumprimento
da Constituição de 1891 na sucessão de Deodoro da Fonseca.

03) (CESPE 2017 - IRB) Os militares tiveram, no Brasil, papel fundamental na passagem do
Império para a República e, como consequência, os generais Deodoro da Fonseca e Floriano
Peixoto presidiram os primeiros governos republicanos brasileiros. Acerca desse período da história
brasileira, julgue (C ou E) o item que se segue.
Uma das finalidades da impressão de dinheiro ordenada por Rui Barbosa durante sua gestão como
ministro da Fazenda foi a de pagar indenizações a fazendeiros pela abolição da escravatura.

04) (CESPE 2017 - IRB) Os militares tiveram, no Brasil, papel fundamental na passagem do
Império para a República e, como consequência, os generais Deodoro da Fonseca e Floriano
Peixoto presidiram os primeiros governos republicanos brasileiros. Acerca desse período da história
brasileira, julgue (C ou E) o item que se segue.

O governo de Floriano Peixoto obteve a simpatia das camadas médias urbanas e estimulou a
indústria nacional por meio de auxílio financeiro.

05) (CESPE 2017 - IRB) A Primeira República caracterizou-se pelo regime oligárquico e pela
economia agroexportadora. Com relação a esses assuntos, julgue (C ou E) o item a seguir.

Na década de 20 do século XX, o movimento tenentista contou com importante participação de


oficiais tanto do Exército como da Marinha, tendo apontado os males causados pelo poder
excessivo da oligarquia e defendido a descentralização do poder político, além de uma política
econômica nacionalista.

06) (CESPE 2017 - IRB) A Primeira República caracterizou-se pelo regime oligárquico e pela
economia agroexportadora. Com relação a esses assuntos, julgue (C ou E) o item a seguir.

O sistema de colonato, adotado pelos fazendeiros do café para a utilização da mão de obra oriunda
da imigração, fracassou em virtude da resistência dos imigrantes em submeterem-se a longas
jornadas de trabalho e à falta de instrumentos agrícolas adequados.

31
07) (CESPE 2017 - IRB) A Primeira República caracterizou-se pelo regime oligárquico e pela
economia agroexportadora. Com relação a esses assuntos, julgue (C ou E) o item a seguir.

Embora os chamados coronéis constituíssem um grupo importante para a sustentação do sistema


oligárquico, seus interesses concorriam com os de outros atores políticos cuja participação na
condução do governo da Primeira República era também significativa.

08) (CESPE 2017 - SEDF) Embora claramente oligárquica, a Primeira República brasileira também
se caracterizou pela expansão do sistema educacional público, pela significativa ampliação do
número de eleitores e por uma avançada legislação de proteção ao mundo do trabalho.

09) (CESPE 2016 - IRB) A crise aguda da Primeira República já se pronunciava no quatriênio do
mineiro Artur Bernardes, de que dá mostra o estado de sítio mantido por todo o seu governo. A
sucessão de Washington Luís, vencida pelo também candidato paulista governista Júlio Prestes,
tornou irreversível a ruptura do sistema político que tinha na alternância entre São Paulo e Minas
Gerais na Presidência da República um de seus pontos de equilíbrio.

10) (CESPE 2016 - IRB) Os levantes armados de 1922 (Rio de Janeiro) e 1924 (São Paulo), e a
própria Coluna Miguel Costa-Luís Carlos Prestes (1925-1927), em larga medida símbolos do
movimento tenentista, ao receberem ponderável apoio popular, atestavam a fragilidade de um
regime republicano que, malgrado ter-se afastado gradativamente da subordinação aos interesses
oligárquicos, mostrou-se cada vez mais incapaz de assegurar a estabilidade política indispensável a
sua manutenção.

11) (CESPE 2015 - IRB) A Primeira República (1889-1930) constituiu, nas consagradas expressões
da historiografia, a “República que não foi" e o autêntico “teatro das oligarquias". Fruto de um
golpe de Estado conduzido por militares, em pouco tempo, viu chegarem ao poder os representantes
dos grupos proprietários rurais, em um contexto no qual, repetindo a realidade colonial e
monárquica pós-Independência, a terra continuou a ser o polo irradiador do poder. Relativamente a
esse período da história brasileira, julgue (C ou E) o item que se segue.
Depois das contínuas crises políticas dos primeiros anos, a República conheceu certa estabilidade
com o governo de Campos Sales: com a Política dos Estados, também conhecida como Política dos
Governadores, montou-se a engrenagem legislativa e assegurou-se o predomínio das oligarquias
estaduais que estavam no poder.

12) (CESPE 2015 - IRB) A Primeira República (1889-1930) constituiu, nas consagradas expressões
da historiografia, a “República que não foi" e o autêntico “teatro das oligarquias". Fruto de um
golpe de Estado conduzido por militares, em pouco tempo, viu chegarem ao poder os representantes
dos grupos proprietários rurais, em um contexto no qual, repetindo a realidade colonial e
monárquica pós-Independência, a terra continuou a ser o polo irradiador do poder. Relativamente a
esse período da história brasileira, julgue (C ou E) o item que se segue.
No quadro de esgotamento do regime republicano, ao longo dos anos 20 do século XX, a ação dos
tenentes assumiu papel de destaque no cenário nacional: seus levantes armados em 1922 e em 1924
abriram o caminho para a vitória do movimento de 1930 e confirmaram a identidade ideológica
entre tenentismo e comunismo, algo que foi reiterado após a ascensão de Vargas ao poder.

13) (CESPE 2014 - CÂMARA) Os dois primeiros presidentes civis da República, ambos oriundos
de São Paulo, eram representantes das correntes políticas mais empenhadas em afastar do regime
republicano que surgia a pecha de modelo de exclusão política e sociocultural que historicamente
recaía sobre o Estado brasileiro, desde a Independência.

32
14) (CESPE 2014 - CÂMARA) A conhecida expressão de Aristides Lobo — “o povo a tudo assistia
bestializado" —, empregada em referência à proclamação da República, justifica-se pela trajetória
do regime até 1930: pelo domínio das oligarquias, pelo reduzido número de pessoas legalmente
aptas a participar das eleições e pelo elevadíssimo índice de analfabetismo.

15) (CESPE 2014 - CÂMARA) A década de vinte do século XX foi assinalada por crises
sucessivas, a exemplo do estado de sítio em vigor durante o governo Artur Bernardes e dos
movimentos armados tenentistas — entre os quais se incluem o episódio dos 18 do Forte e a Coluna
Prestes —, sinais claros de esgotamento do sistema de poder existente no país e prenúncio da
vitoriosa ação militar de 1930.

16) (CESPE 2014 - CÂMARA) Em novembro de 1904, ocorreu, no Rio de Janeiro a Revolta da
Vacina, manifestação popular de grandes proporções e cujo estopim foi a recusa das autoridades em
proceder à vacinação em massa da população contra a varíola.

17) (CESPE 2013 - SEE-AL) Os primeiros anos da República brasileira foram marcados por grande
instabilidade política. A descentralização estabelecida pela Constituição de 1891 tornara o país
quase ingovernável. Frente a essa situação, Campos Sales propôs um arranjo que permitiria
equacionar as relações entre o governo federal e os governos estaduais, a entrada de novos atores
políticos e as relações entre os poderes Executivo e Legislativo, esse acordo ficou conhecido como
política dos governadores.

18) (CESPE 2013 - SEE-AL) No Brasil, a crise de 1929 ocasionou uma drástica redução do preço
do café, o que gerou a fragilização das estruturas de poder que sustentavam a República Velha.

19) (CESPE 2011 - IRB) A instituição do regime republicano livrou o Brasil das características
políticas do Império, ou seja, a Primeira República perdeu o caráter elitista, conservador e
oligárquico que marcou a trajetória do regime deposto pelo golpe de Estado comandado pelo
marechal Deodoro da Fonseca.

20) (CESPE 2011 - IRB) O bipartidarismo, criado no Império, manteve-se ao longo da Primeira
República, tendo desaparecido apenas com a chegada de Getúlio Vargas ao poder, na Revolução de
1930.

4.3 As constituições.

21) (CESPE 2008 - STF) Com a Constituição de 1891, que se seguiu à Proclamação da República, a
elaboração da proposta orçamentária passou a ser privativa do Poder Executivo, competência que
foi transferida para o Congresso Nacional somente na Constituição de 1934.

22) (CESPE 2013 - PG-DF) Coerente com os processos decorrentes da Revolução de 1930, a
Constituição de 1934 contemplou a eleição, pelo voto direto e secreto, de todos os integrantes das
casas legislativas.

23) (CESPE 2012 - ANAC) No Brasil, a Constituição de 1934, sob a influência da Constituição de
Weimar de 1919, foi a primeira a consignar princípios e normas sobre ordem econômica.

33
24) (CESPE 2014 - IRB) A Constituição de 1934 assegurou o regime federativo, manteve a
autonomia financeira dos estados e municípios, sancionou o intervencionismo do Estado em
assuntos sociais, com a extensão dos direitos sociais, e possibilitou a privatização progressiva das
minas, jazidas minerais e fontes de energia hidráulica.

25) (CESPE 2013 - PG-DF) A Constituição de 1937 dissolveu a Câmara dos Deputados, o Senado
Federal, as assembleias legislativas e as câmaras municipais.

26) (CESPE 2008 - SEMAD) A positivação do modelo de seguridade social na ordem jurídica
nacional ocorreu a partir da Constituição de 1937, seguindo o modelo do bem-estar social, em voga
na Europa naquele momento. No caso brasileiro, as áreas representativas dessa forma de atuação
são saúde, assistência e previdência social.

27) (CESPE 2010 - AGU) O Brasil, desde a promulgação da Constituição de 1946, tem adotado o
presidencialismo como forma de governo. Assim, a atividade executiva está concentrada na figura
do presidente da República, que é, ao mesmo tempo, chefe de governo, chefe de Estado e chefe da
administração pública.

28) (CESPE 2015 - IRB) A Constituição de 1946 seguiu o modelo liberal-democrático mas, na área
trabalhista, adotou um modelo corporativo herdado da década anterior.

29) (CESPE 2014 - IRB) A Constituição de 1967 incorporou a doutrina de segurança nacional à
medida que inseriu, em seu texto, as principais determinações dos atos institucionais e dos atos
complementares anteriores, atribuindo à União a organização das forças armadas e o planejamento e
a garantia da segurança nacional, sendo esta também de responsabilidade de todos os cidadãos.

30) (CESPE 2008 - IPEA) Uma conquista importante da Constituição de 1988 foi a instituição da
seguridade social integrada pelos setores da saúde, assistência social, previdência social.

34
HISTÓRIA MUNDIAL
2.3 Regimes totalitários: nazismo, fascismo e a revolução russa.

01) (CESPE 2017 - IRB) Durante a guerra civil ocorrida após a revolução russa, Lenin adotou uma
política externa defensiva e assinou o Tratado de Riga, também conhecido como Paz de Riga, que
determinava que a fronteira russo-polonesa fosse deslocada para oeste, de modo a incorporar à
Rússia regiões polonesas cujos habitantes falavam russo.

02) (CESPE 2016 - IRB) Na Itália fascista e na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS)
de Stálin, a lei era instrumento de controle social, e não de proteção do indivíduo.

03) (CESPE 2016 - IRB) Comunistas e fascistas compartilhavam a convicção de que a luta de
classes era o fator principal das mudanças históricas e de contenção dos nacionalismos.

04) (CESPE 2015 - IRB) Em meio à grande depressão decorrente da crise de 1929, que devastou a
economia alemã, Adolf Hitler se fez líder do Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores
Alemães e, ante um país depauperado, mas com as instituições políticas ainda fortalecidas, ele
comandou o golpe militar que o levou ao poder em 1933.

05) (CESPE 2015 - IRB) As condições criadas pela Primeira Guerra Mundial foram decisivas para
que, em 1917, duas ondas revolucionárias abalassem a autocrática Rússia czarista: em fevereiro,
uma revolução liberal depôs o czar; em outubro, os bolcheviques chegaram ao poder e instauraram
um regime baseado nas teses marxistas.

06) (CESPE 2015 - IRB) O quadro de instabilidade gerado pela Grande Guerra de 1914, com o país,
embora vencedor, se sentindo ludibriado pelos aliados mais poderosos, levou os fascistas de Benito
Mussolini ao poder na Itália, em 1922. A Marcha sobre Roma pretendeu ser uma demonstração de
força do partido e de seu líder supremo, que acabou sendo convidado pelo rei para assumir a
condução do governo italiano.

07) (CESPE 2013 - SEE-AL) Contrariamente aos regimes fascistas, os sistemas comunistas de
inspiração soviética fundamentavam-se em valores políticos democráticos.

08) (CESPE 2011 - CORREIOS) Não são raras as situações em que os documentos são
manipulados, quando não efetivamente falsificados, em face de interesses em jogo em determinado
momento histórico. Como exemplo dessa prática pode ser citado, na União das Repúblicas
Socialistas Soviéticas de Stálin, o apagamento, em fotografias oficiais, da imagem de alguém que
caíra em desgraça.

09) (CESPE 2011 - CORREIOS) Vincula-se a ascensão do fascismo na Itália, em 1920, à derrota
italiana na I Guerra Mundial e à xenofobia que caracterizava a sociedade italiana da época.

10) (CESPE 2011 - IRB) A adoção da união antifascista permitiu que se rompesse, nos anos 20 e 30
do século XX, parte do isolamento sectário dos comunistas ortodoxos da Europa, propiciando-lhes a
busca de apoio de massa tanto entre trabalhadores quanto entre intelectuais.

11) (CESPE 2010 - SEDU-ES) A miséria e as péssimas condições de vida ampliadas pela Primeira
Guerra Mundial (1914-1918) potencializaram fatores preexistentes e levaram à eclosão da
Revolução Russa em 1917.

35
12) (CESPE 2008 - SEPLAG-DF) O mundo liberal constituído política e economicamente nos
séculos anteriores, com marcante exuberância no século XIX, não resistiu às crises do capitalismo
do período entre guerras e à crise do ordenamento internacional do sistema de relações
internacionais.

13) (CESPE 2007 - IRB) Embora tenha participado da aliança vitoriosa na Primeira Guerra
Mundial, a Itália afastou-se das democracias liberais na medida em que, já na década de 20 do
século passado, o país se tornou vítima dos métodos violentos do fascismo, que não encontrou
resistência organizada.

14) (CESPE 2007 - IRB) Na Alemanha, o totalitarismo nazista aproximava-se dos demais regimes
fascistas, entre outros fatores, pela adoção do racismo como política de Estado.

15) (CESPE 2006 - IRB) Os regimes totalitários de direita comandaram os destinos de muitos
países europeus, entre os anos 20 e 40 do século XX. O discurso nazifascista condenava o
capitalismo, preconizando forte controle do Estado e das instituições políticas liberais e
democráticas, consideradas incapazes de oferecer resposta rápida e satisfatória às demandas de uma
sociedade em crise profunda.

16) (CESPE 2006 - IRB) A Revolução Russa de 1917, com a coletivização dos meios de produção e
o Estado posto a serviço dos trabalhadores, inaugura uma nova forma de utopia, que exerceria forte
impacto na história do século XX, qual seja, a construção de uma sociedade distinta daquela que
atendia aos interesses do capitalismo. A experiência soviética, contudo, ruiu em fins do século XX,
não sem antes ter sido alvo de questionamento e de crítica, inclusive de setores da esquerda, quanto
ao modelo político totalitário que adotara.

17) (CESPE 2005 - IRB) Impulsionada pelas circunstâncias da guerra, que explicitaram ainda mais
a grave situação interna da Rússia, a Revolução Russa de 1917 significou a primeira grande fissura
na unidade capitalista que a Revolução Industrial e as revoluções liberais burguesas haviam
começado edificar desde as últimas décadas do século XVIII.

18) (CESGRANRIO 2010 - IBGE) Adolf Hitler acusou o sistema político liberal de promover o
egoísmo entre os membros da sociedade civil, criticando a supremacia dos direitos individuais sobre
o bem da nação, objetivo supremo das ações estatais, segundo o nazismo.

19) (CESGRANRIO 2010 - IBGE) Os Estados fascistas realizaram inúmeros eventos, investindo
fortemente na propaganda e na política de massas, procurando convencer a população, em larga
medida, com sucesso, das contradições da democracia liberal.

2.4 A 2ª Guerra Mundial.

20) (CESPE 2017 - IRB) O alinhamento da Áustria com a Alemanha na Segunda Guerra Mundial
foi possível graças à queda, em 1934, do regime comunista austríaco, implantado após a derrota do
país na Primeira Guerra Mundial.

21) (CESPE 2014 - IRB) Embora, em aparência, os Bálcãs não estivessem diretamente envolvidos
nos acontecimentos que levaram à Segunda Guerra Mundial, verifica-se que a influência da
Alemanha nazista e da Itália fascista nos Estados da região favoreceu o avanço das tropas de Hitler
na direção de Moscou.

36
22) (INSTITUTO CIDADES 2016 - CONFERE) No ano de 1939, em meio à atmosfera de tensão
política que desencadeou a sucessão de conflitos da Segunda Guerra Mundial, um acordo de não
agressão foi firmado entre a Alemanha e a União Soviética, o Pacto Germano-Soviético. Esse pacto
estabelecia que, se acaso a Alemanha entrasse em conflito com a Inglaterra ou a França em razão de
uma eventual investida da Alemanha contra a Polônia, a URSS, por sua vez, ficaria afastada, sem se
manifestar militarmente. Tal pacto também foi chamado de Pacto Ribbentrop-Molotov.

23) (CESPE 2017 - PMSL-MA) A entrada do Japão na Segunda Guerra Mundial encerrou a longa
tradição de relações pacíficas entre esse país e seus vizinhos.

24) (IBFC 2014 - TJ-PR) Uma das causas da Segunda Guerra Mundial foram as severas sanções
pecuniárias impostas pelo Tratado de Versalhes à Alemanha e seus aliados, comprometendo a sua
economia, elevando a inflação a índices astronômicos e gerando um arraigado sentimento de
humilhação nos alemães e a exacerbação do nacionalismo, possibilitando a ascensão de Hitler e do
Partido Nazista ao poder.

25) (CESPE 2013 - IRB) A política da Paz Armada desencadeada por Hitler, ainda que não
necessariamente expansionista, abriu o caminho para a guerra, por gerar desconfiança e temor
generalizados.

26) (CESPE 2013 - IRB) A Liga das Nações condenou a anexação da Áustria pela Alemanha
nazista, tendo sido veemente o protesto da França e da Inglaterra, que romperam relações
diplomáticas com Berlim.

27) (CESPE 2013 - IRB) Embora combatido por liberais, trotskistas e social-democratas, o Pacto de
Não-Agressão Germano-Soviético foi fundamental para retardar o início da Segunda Guerra
Mundial.

28) (CESPE 2010 - SEDU-ES) O intervalo entre as duas guerras mundiais do século XX não foi
outra coisa senão uma trégua. Nesse sentido, a Grande Guerra de 1914 nada mais fez do que
preparar a Segunda Guerra Mundial. Revanchismo, orgulho nacional ferido e problemas
econômico-sociais figuraram entre os fatores que levaram à eclosão do conflito em 1939, sem
contar com a desorganização da economia mundial determinada pela Crise de 1929. Em relação a
esse quadro, cujo epicentro foi a Segunda Guerra Mundial, julgue o item subsequente.

Exemplo de revanchismo pós-Primeira Guerra Mundial foi o praticado pela França contra a
Alemanha, que acabou por favorecer o crescimento do exacerbado nacionalismo germânico
capitalizado pelos nazistas.

29) (CESPE 2008 - SEPLAG-DF) Em dezembro de 1941, os Estados Unidos da América (EUA)
uniram duas guerras paralelas, a da Ásia e a da Europa, em uma só.

30) (CESPE 2006 - IRB) Na Segunda Guerra Mundial, o Japão aliou-se à Alemanha, tal como já
fizera na Primeira Guerra.

37
GEOGRAFIA DO BRASIL

11 A distribuição dos efetivos demográficos no território nacional.

01) (CESPE 2014 - SEDF) A especulação imobiliária que ocorre atualmente nas porções centrais
das áreas metropolitanas brasileiras estimula a população a migrar destas áreas centrais para a
periferia.

02) (CESPE 2014 - SEDF) O Brasil não se caracteriza como um país subdesenvolvido
industrializado, devido à importância do setor primário de sua economia e às profundas
desigualdades sociais que mantém parte da população brasileira no campo.

03) (CESPE 2014 - SEDF) O perfil migratório da população brasileira sofreu alterações ao longo do
tempo, o que ocorreu, entre outras razões, devido ao processo de qualificação dos migrantes, que
vão à busca de melhores oportunidades de trabalho.

04) (CESPE 2014 - SEDF) A população brasileira continua crescendo, contudo em ritmo menor que
no século XX, tendo aumentado o contingente populacional de idosos.

05) (CESPE 2014 - SEDF) Na década de 80 do século passado, em consequência das frequentes
crises econômicas, diversos brasileiros migraram para outros países, em especial para os Estados
Unidos da América (EUA), o Paraguai e o Japão. Atualmente, esse processo migratório ocorre mais
em direção à Europa que aos EUA.

06) (CESPE 2012 - IRB) Contraditoriamente, a criação de novos centros urbanos acentuou a
concentração espacial da população brasileira, o que se evidencia na distribuição populacional ainda
marcada por vazios populacionais e pela existência de um processo de fragmentação da rede urbana.

07) (CESPE 2008 - IRB) O agreste nordestino, região de transição entre a zona da mata e o sertão, é
a parte mais povoada do interior do nordeste brasileiro, registrando-se variações populacionais nos
períodos mais secos.

38
Com relação ao crescimento da população brasileira, ilustrado no mapa acima, e ao padrão
de distribuição territorial dessa população, julgue os itens 8 a 12.

08) (CESPE 2007 – IRB) Quanto à distribuição da população brasileira no território, verifica-se a
ocorrência de um processo de interiorização de seu contingente.

09) (CESPE 2007 – IRB) A construção de estradas teve influência direta nos fluxos de migração e
no povoamento de determinadas áreas do país, favorecendo o surgimento de cidades.

10) (CESPE 2007 – IRB)A região Norte apresenta, de acordo com o mapa, o maior contingente de
população do país.

11) (CESPE 2007 – IRB) O crescimento da população verificado em determinadas áreas está ligado
ao processo de desconcentração das atividades industriais vivido pelo país na atualidade.

12) (CESPE 2007 – IRB) A partir dos dados do mapa em questão, é correto inferir que o Sudeste
deixou de ser uma região de saldo positivo em relação aos fluxos migratórios.

39
Em todos os países da América Latina, a partir de meados da década de 70 do século
passado, retoma-se a tendência de queda da mortalidade, tanto a geral como a infantil.
No caso do Brasil, como consequência da generalização dos serviços de saúde e do aumento
da escolarização, começa a observar-se uma redução significativa nos padrões históricos da
desigualdade regional relativa à mortalidade no país. Além desses fatores, a ampliação dos serviços
de saneamento básico a áreas até então excluídas, os programas de saúde materno-infantil —
sobretudo os voltados para o pré-natal —, a ampliação da oferta de serviços médico-hospitalares, as
campanhas de vacinação, entre outras medidas, em muito colaboraram para a continuidade da
redução dos níveis de mortalidade infantil e infanto-juvenil, principalmente a partir dos anos 80 do
século XX.
O gráfico a seguir apresenta a evolução da população brasileira de acordo com os censos
demográficos, além de uma projeção dessa evolução até o ano de 2050.

Tendo as informações apresentadas acima como referência, julgue (C ou E) os itens 13 a 16,


relativos à evolução da população brasileira.

13) (CESPE 2009 – IRB) Considerando-se o quadro de altas taxas de mortalidade infantil no Brasil
no período compreendido entre 1950 e 1970, conclui-se que o crescimento populacional registrado
no gráfico para esse período deveu-se principalmente aos grandes fluxos imigratórios.

14) (CESPE 2009 – IRB) Verifica-se, com base no gráfico, que, no Brasil, haverá aumento da
mortalidade geral a partir de 2040, razão pela qual a população entrará em processo de
decrescimento.

15) (CESPE 2009 – IRB) A projeção de desaceleração da taxa de crescimento da população


brasileira evidenciada no gráfico tem como um de seus fatores a queda da fecundidade.

16) (CESPE 2009 – IRB) No momento histórico correspondente ao ponto mais alto da curva
correspondente ao gráfico mostrado, a média etária do conjunto da população brasileira será inferior
à atual.

40
14 Recursos naturais: aproveitamento, desperdício e políticas de conservação de recursos
naturais.

17) (CESPE 2008 - IRB) A exploração de petróleo em águas profundas e ultraprofundas foi possível
graças a tecnologia desenvolvida no Brasil, a qual, hoje, é exportada para outros países.

18) (CESPE 2008 - IRB) Em razão de ter-se tornado auto-suficiente em petróleo em 2006, o Brasil
deixou de importar esse produto e seus derivados.

19) (CESPE 2008 - IRB) Sendo o etanol uma fonte de energia limpa, sua produção e seu consumo
não acarretam danos ambientais ou sociais.

20) (CESPE 2008 - IRB) No Brasil, a biomassa tem sido bastante explorada para a geração de
energia, o que resulta no fortalecimento da agroindústria brasileira.

21) (CESPE 2003 - IRB) O comprometimento da sustentabilidade ecológica e econômica é uma


conseqüência do modelo de exploração intensa de recursos naturais, entre as quais pode-se destacar
o deflorestamento no Brasil.

22) (CESPE 2017 - PMSL-MA) Nas hidrelétricas, a produção de energia pode ser controlada,
apesar dos custos muito elevados.

23) (CESPE 2017 - IRB) No Brasil, o setor sucroalcooleiro, além da produção de açúcar e álcool,
tem intensificado a geração de energia a partir da queima da biomassa da cana, o que representa
uma alternativa ao tradicional modelo de energia hidrelétrica.

24) (CESPE 2008 - IRB) No Brasil, a biomassa tem sido bastante explorada para a geração de
energia, o que resulta no fortalecimento da agroindústria brasileira.

25) (CESPE 2005 - IRB) A bacia do rio São Francisco tem uma história de uso e ocupação dos seus
rios e afluentes marcada pela degradação. São algumas causas dessa degradação: a existência de
siderúrgicas consumidoras de carvão mineral, o avanço da fronteira agrícola para o oeste baiano,
que provoca a morte de rios tributários do rio São Francisco, e a presença da pecuária extensiva.

26) (CESPE 2010 - MPU) As populações que vivem a jusante de reservatório de usina hidrelétrica
não sofrem impactos com sua construção.

27) (TJ-SC 2011 - TJ-SC) Entre as fontes de energia alternativa renovável e não poluente está a
energia eólica, sendo a favorita dos ambientalistas mas, os aerogeradores são caros e barulhentos.
Os principais parques eólicos do Brasil estão no Ceará, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

28) (TJ-SC 2011 - TJ-SC) Com a necessidade de diversificar as fontes de energia e incentivar a
geração de energia elétrica a partir da energia eólica, da biomassa e de pequenas centrais
hidrelétricas, foi criado ao Brasil, em 2002, o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de
Energia – PROINFA.

29) (TJ-SC 2011 - TJ-SC) O Programa Nuclear Brasileiro tem alcançado resultados positivos na
geração de energia nuclear. As usinas de Angra I, II e III estão em operação e são responsáveis pela
geração de 19% de toda energia elétrica consumida no Brasil.

41
30) (TJ-SC 2011 - TJ-SC) Mais de 85% de toda energia elétrica produzida no Brasil vem de centrais
hidrelétricas que apresenta vantagens por ter menor custo operacional, além de não emitir CO2.
Mas, as hidrelétricas ocasionam um enorme impacto ambiental no seu entorno como no caso das
usinas hidrelétricas da Amazônia: Tucuruí, Balbina e o exemplo mais recente a Usina de Belo
Monte que será construída no rio Xingu.

42
GEOGRAFIA MUNDIAL

10 Movimentos migratórios internacionais e crescimento demográfico.

Julgue (C ou E) os itens 1 a 4, considerando aspectos geográficos diversos relacionados aos


movimentos migratórios internacionais.

01) (CESPE 2017 - IRB) No contexto de integração econômica regional, a permeabilidade das
fronteiras dos países da América Latina vem contribuindo para a intensificação dos deslocamentos
de população entre países, com um conjunto significativo de migrantes deslocando-se de forma
clandestina ou ilegal, o que dificulta a mensuração dos fluxos migratórios entre países.

02) (CESPE 2017 - IRB) Devido ao envelhecimento da população, à diminuição drástica das taxas
de natalidade e à necessidade de mão de obra jovem para manter sua economia, diversos países da
União Europeia têm adotado políticas de legitimação de migrações ilegais e de concessão de asilo
político.

03) (CESPE 2017 - IRB) O crescimento demográfico mundial apresenta uma face perversa: se, por
um lado, há crescimento vegetativo motivado pelas melhores condições de vida em países pobres,
por outro, a expectativa de vida ainda continua relativamente baixa em países como o Brasil, a
China e a Índia, descompasso justificado por aspectos como a violência e as doenças crônicas.

04) (CESPE 2017 - IRB) O início do século XXI tem sido marcado pela intensificação da crise
migratória global, pela entrada em massa de refugiados e ilegais no continente europeu, e pela
pauta, na agenda política de diversos países, do tema da migração internacional, sendo o Brasil,
nesse cenário, um dos integrantes das rotas de migrações internacionais.

Em dois casos recentes, centenas de imigrantes ilegais morreram em naufrágios no mar


Mediterrâneo. No primeiro deles, em 21 de abril, ocorreram cerca de oitocentas mortes. Segundo
dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados, o que se verifica na atualidade é
uma grave crise humanitária no mar Mediterrâneo, principal rota de entrada de refugiados e
imigrantes ilegais no continente europeu. A respeito dessa crise, julgue (C ou E) os itens 5 a 8.

05) (CESPE 2015 - IRB)A maior parte dos migrantes que cruzam o Mediterrâneo são originários de
países africanos e do Oriente Médio, regiões onde conflitos armados, miséria e perseguições
estimulam a migração, tendo grande número de sírios passado a utilizar essa rota com a eclosão e o
agravamento da guerra civil na Síria.

06) (CESPE 2015 - IRB) No começo do século XXI, a rota mais popular entre imigrantes ilegais
situava-se entre o oeste africano e a Espanha, e incluía territórios espanhóis no norte da África,
como Ceuta e Melilla, e as Ilhas Canárias. Porém, com a crise em diversos países do norte da
África, como Líbia, Tunísia e Egito, houve mudança de rota, em razão da desarticulação política e
dos sistemas de controle marítimo e de fronteiras desses países.

07) (CESPE 2015 - IRB) A União Europeia não criminaliza a entrada de imigrantes ilegais no
território de seus países-membros, o que incentiva pessoas oriundas da África, do Oriente Médio e
da Europa Oriental a buscarem empregos e melhores condições de vida na Europa Ocidental.

43
08) (CESPE 2015 - IRB) Em 2015, intensificou-se ainda mais a saída de imigrantes a partir do
Marrocos, que se tornou ponto de partida de muitas viagens, já que traficantes de pessoas
aproveitam-se do caos político no país, onde milícias rivais estão em conflito.

09) (CESPE 2014 - IRB) Os fluxos migratórios sul-norte envolvem menos da metade dos migrantes
internacionais; a maioria dos fluxos, menos conhecidos e menos midiatizados, é de orientação sul-
sul.

10) (CESPE 2014 - IRB) As migrações são cada vez mais circulares; a Espanha, por exemplo, é um
país de emigração, sobretudo de migrações empresariais, um país de trânsito para os africanos que
vão para a França e um país de imigração do Marrocos e da Romênia.

11) (CESPE 2014 - IRB) Ainda que estejam mundializadas, as migrações se regionalizaram; as
regiões migratórias não abarcam continentes, mas correspondem a sistemas regionais em que há
complementaridade entre a demanda e a oferta de trabalho e de população.

12) (CESPE 2014 - IRB) Um aspecto significativo das migrações atuais é o predomínio numérico
de europeus, nos fluxos internacionais, em substituição ao predomínio de africanos, asiáticos e
latino-americanos.

13) (CESPE 2010 - IRB) Apesar de o continente africano apresentar importante fluxo migratório
para áreas urbanas, a precariedade da situação econômica impede a formação, naquele continente,
de importantes conurbações, dado o excessivo fluxo de emigrantes que se dirigem para os países
ricos.

14) (CESPE 2010 - IRB) Nos países pobres, a migração para as cidades deve-se à grande oferta de
empregos formais em indústrias realocadas pelo processo de globalização, evidência de que o setor
secundário da economia rapidamente suplanta, nos países de intensa migração interna, os setores
primário e terciário.

15) (CESPE 2008 - IRB) A abertura de fronteiras à entrada de migrantes é uma realidade em
determinados países desenvolvidos, dada a carência de mão-de-obra em setores das atividades
econômicas.

16) (CESPE 2008 - IRB) A quantidade de fluxos migratórios vem diminuindo no contexto de
mercado de trabalho globalizado, uma vez que a facilidade atual de circulação de mercadorias
substitui a necessidade de movimentação dos trabalhadores.

17) (CESPE 2008 - IRB) Com a miscigenação e o multiculturalismo - atualmente presentes em


diversos países -, as diferenças étnicas deixaram de ser causa para migração e conflitos sociais.

“As migrações internacionais são um fenômeno diretamente associado à ‘era industrial’.” (Magnoli,
p.464, 2005).
Considerando a frase acima, julgue (C ou E) os itens 18 a 22.

18) (MPE-GO 2016 - MPE-GO) Durante o século XIX, a Europa foi a mais importante zona de
repulsão demográfica do globo.

19) (MPE-GO 2016 - MPE-GO) Atualmente, a União Europeia, em sua totalidade, configura a
maior zona de atração de fluxos migratórios do mundo.

44
20) (MPE-GO 2016 - MPE-GO) Grande parte das migrações internacionais da atualidade tem
causas econômicas.

21) (MPE-GO 2016 - MPE-GO) No atual período de globalização, assim como o capital, os fluxos
migratórios fluem sem empecilhos através das fronteiras nacionais.

22) (MPE-GO 2016 - MPE-GO) A África do Sul, importante economia industrial da África, é um
país que recebe significativos fluxos migratórios de fundo econômico do continente.

23) (PRJ - 2016 - PRJ) Parte das razões que explica os deslocamentos de populações do norte da
África e do Oriente Médio para a Europa se deve à desestabilização dos modos de vida dos povos
africanos e asiáticos, ao longo da política neocolonialista, empreendida pelos europeus no século
XIX e início do século passado, não solucionada até os dias atuais.

13 Matrizes energéticas: Repercussões na geopolítica internacional.

24) (CESPE 2017 - IRB) A China e a União Europeia adotaram políticas de geração de energia e de
desenvolvimento de tecnologias limpas como estratégias para o cumprimento do acordo de Paris
(2015), e a competição entre países na geração de energia limpa poderá ser um dos elementos de
reordenamento do território, da produção e da competitividade entre países no mundo globalizado.

25) (TJ-SC 2010 - TJ-SC) Os países que mais investem em tecnologia para a produção de energia
eólica como fonte de energia são os da União Européia, como é o caso da Dinamarca e da
Alemanha.

26) (UCS 2015 - UCS) O petróleo e o carvão mineral, apesar de poluentes, continuam sendo as
fontes energéticas mais utilizadas no mundo.

27) (PCU-RS 2014 - PUC-RS) Em relação à produção e ao consumo mundial de petróleo, alguns
países são, ao mesmo tempo, produtores e importadores desse recurso natural. Entre os países que
são produtores de petróleo, mas dependem de importações para o seu abastecimento interno,
podemos incluir a Noruega e a Venezuela.

28) (FGV 2014 - FGV) A matriz energética da China é baseada em carvão mineral, transportado por
ferrovias, que usam muito diesel; o minério segue em navios, que consomem muito combustível, e
o país ainda tem demanda grande de petroquímicos, por conta da construção civil e bens de
consumo e da sua crescente urbanização.

29) (FUVEST 2013) O aumento relativo do consumo de carvão mineral, a partir da década de 2000,
está relacionado ao fato de China e Índia estarem entre os grandes produtores e consumidores de
carvão mineral, produto que esses países utilizam em sua crescente industrialização.

30) (FUNIVERSA 2012 - UCB) Além do Brasil, os Estados Unidos da América (EUA) também são
grandes produtores de etanol. As demais nações do globo estão apenas iniciando esse mesmo
processo de produção de biocombustível.

45
POLÍTICA E SEGURANÇA
1 Relações internacionais: conceitos básicos, atores, processos, instituições e principais
paradigmas teóricos.

01) (CESPE 2012 - ANAC) O institucionalismo liberal adota como paradigma a desconsideração de
atores não estatais, como as organizações não governamentais e a opinião pública internacional.

02) (CESPE 2014 - IRB) Constituídas pelos Estados nacionais, as organizações internacionais
governamentais são agentes desses atores principais e realizam apenas a vontade da maioria de seus
integrantes, de forma objetiva e direta.

03) (CESPE 2012 - ANAC) De acordo com a abordagem realista das relações internacionais, os
Estados são atores racionais cujo processo de tomada de decisão se fundamenta em escolhas que
apontem para a maximização dos interesses nacionais.

04) (CESPE 2014 - IRB) As premissas compartilhadas pelos realistas, em todas as suas vertentes,
incluem a possibilidade de distinção das políticas externa e interna desenvolvidas pelos Estados
nacionais, a predominância da preocupação com a própria segurança e a valorização do poder como
o principal elemento explicativo do comportamento dos Estados no ambiente internacional.

05) (CESPE 2014 - IRB) Criada no contexto da política externa norte-americana da década de 70 do
século passado, reconhecidamente realista, a alta política, marcada pelo emprego da força militar,
distingue-se da baixa política, caracterizada pela diplomacia.

06) (CESPE 2014 - IRB) A noção de polos de poder permanece útil aos analistas das relações
internacionais contemporâneas, mesmo quando se quer aludir a um sistema em permanente
transformação, cuja dinâmica implica redefinir, repetidamente, suas polaridades.

07) (CESPE 2013 - IRB) O paradigma realista de análise das relações internacionais enfatiza as
relações de poder entre comunidades políticas organizadas. De acordo com essa visão, prevalecem
nessas interações as relações de força e desconfiança, o que acaba conduzindo ao chamado dilema
de segurança.

08) (CESPE 2013 - IRB) A abordagem construtivista das relações internacionais, surgida após o fim
da Guerra Fria, recupera, sobretudo, as teorias cibernéticas da política internacional, que, assim
como as reflexões pós-modernas contemporâneas, valorizavam a estrutura cognitiva dos indivíduos,
em detrimento de análises estruturadas das interações políticas entre Estados nacionais.

09) (CESPE 2013 - IRB) A Escola Inglesa das Relações Internacionais enfatiza o papel das
instituições que vinculam Estados e outros atores relevantes nas interações econômicas
internacionais, realçando a influência das forças profundas da história das relações de poder.

10) (CESPE 2012 - IRB) De acordo com a perspectiva racionalista da Escola Inglesa das Relações
Internacionais, deve-se crer no valor da cooperação em um mundo marcado por uma tradição que se
vale fortemente tanto das noções de legitimidade democrática quanto do direito natural como fontes
para o funcionamento das instituições e do sistema internacional.

46
Julgue os itens 11 a 14, referentes à teoria realista das relações internacionais.

11) (CESPE 2011 - IRB) O realismo clássico, inspirado, em parte, na teoria da seleção natural
darwiniana, defende a ideia de que a hegemonia e a sobrevivência dos Estados nacionais derivariam
da competição no cenário internacional e a de que os mais aptos seriam premiados.

12) (CESPE 2011 - IRB) A referida teoria baseia-se, em grande medida, no princípio da
antropomorfização dos Estados nacionais, no sentido de que estes podem ser caracterizados como
entidades possuidoras de atributos psicológicos humanos, tais como honra, decepção e desejo de
glória e poder.

13) (CESPE 2011 - IRB) De acordo com a teoria realista, as relações entre os Estados nacionais são
mantidas por considerações de autointeresse e de poder, não havendo espaço para a verdadeira
cooperação ou coordenação política entre os países.

14) (CESPE 2011 - IRB) A mencionada teoria preconiza que a anarquia é uma circunstância
contingente, e não uma condição necessária do sistema internacional, podendo os Estados
organizarem-se em uma sociedade de nações amparada por regras universal e consensualmente
estabelecidas.

A respeito de alguns dos principais paradigmas teóricos referentes ao estudo das relações
internacionais, julgue (C ou E) os itens 15 a 18.

15) (CESPE 2017 - IRB) Nas teorias feministas das relações internacionais é comum o argumento
de que questões relativas à reflexividade e à subjetividade devem ser excluídas das pesquisas, de
modo a evitar prejuízos ao ideal da objetividade do conhecimento.

16) (CESPE 2017 - IRB) Um argumento importante desenvolvido pelo teórico idealista Norman
Angell é o de que a guerra não é economicamente proveitosa para os países agressores.

17) (CESPE 2017 - IRB) A metodologia eclética e pluralista típica da escola inglesa decorre das
especificidades das seguintes categorias analíticas: sistema internacional, sociedade internacional e
sociedade mundial.

18) (CESPE 2017 - IRB) Um dos princípios do realismo político de Hans Morgenthau é o de que o
interesse dos Estados nunca pode ser definido exclusivamente em termos de poder.

Quanto a conceitos básicos e escolas teóricas das relações internacionais, julgue (C ou E) os itens
19 a 21.

19) (CESPE 2016 - IRB) A teoria da interdependência complexa, desenvolvida por institucionalistas
liberais como Robert Keohane e Joseph Nye, é caracterizada pela não hierarquização de temas de
política internacional.

20) (CESPE 2016 - IRB) De acordo com o liberalismo institucional, as instituições internacionais,
como as Nações Unidas, a Organização Mundial do Comércio e a União Europeia, ajudam a
promover a cooperação entre os Estados, mitigando, assim, as consequências da anarquia do
sistema internacional.

47
21) (CESPE 2016 - IRB) As teorias das relações internacionais formuladas por Hans Morgenthau e,
mais recentemente, por John Mearsheimer, ao postularem a promoção da segurança como finalidade
última da ação dos Estados, caracterizam-se pelo realismo defensivo.

Com relação às teorias das Relações Internacionais, julgue (C ou E) os itens 22 a 26.

22) (ESAF 2012 - CGU) Abordagens inovadoras, de inspiração sociológica, a exemplo do


Construtivismo e do Realismo, são cada vez mais empregadas pelos analistas das Relações
Internacionais com vistas a apreender a complexidade atual das relações internacionais
contemporâneas, que, desde os atentados de 11 de setembro de 2001, caracterizam-se pelo chamado
equilíbrio de terror.

23) (ESAF 2012 - CGU) Quando se trata de examinar o problema da paz e da guerra, ancilar no
campo das Relações Internacionais, as teorias empregam conceitos como agentes racionais e
irracionais para representar dinâmicas ilustradas pelo terrorismo internacional.

24) (ESAF 2012 - CGU) Abordagens como o Neoliberalismo Institucional valorizam o papel
desempenhado pelos regimes e instituições internacionais, ainda em circunstâncias marcadas pela
ausência de hierarquia de poder entre as principais unidades no ambiente internacional, a saber, os
Estados nacionais, que encontram nas normas e instituições internacionais incentivos à cooperação.

25) (ESAF 2012 - CGU) Muito em voga nos anos 60 do Século XX, as abordagens marxistas, que
haviam sido abandonadas durante os anos 70 e 80, com a plena vigência do Sistema de Bretton
Woods, ganharam novo ímpeto a partir do fim da Guerra Fria, quando ficou evidente a necessidade
de se promover a inclusão social e reduzir as desigualdades entre os Estados no ambiente
internacional.

26) (ESAF 2012 - CGU) A principal diferença entre a abordagem neorrealista e a realista consiste
na ênfase que os neorrealistas conferem ao papel dos indivíduos no processo decisório da política
externa dos Estados que governam. Para eles, aspectos estruturais da constituição do sistema
internacional não constituem variáveis explicativas relevantes, podendo ser ignorados no discurso
acerca da realidade internacional.

Considerando conceitos e paradigmas teóricos empregados na análise das relações internacionais,


julgue (C ou E) os itens 27 a 30.

27) (CESPE 2013 - IRB) Após a Guerra Fria, cujo desfecho representou desafio à interpretação das
principais correntes na teoria das relações internacionais, o construtivismo fortaleceu-se como
paradigma de interpretação dessas relações.

28) (CESPE 2013 - IRB) Emprega-se o conceito de política internacional, equivalente ao de política
externa, em referência à interação das grandes potências entre si, reservando-se o conceito de
sociedade internacional para referência à interação das grandes potências com as organizações
internacionais.

29) (CESPE 2013 - IRB) O debate entre neorrealismo e neoliberalismo institucional marcou os anos
60, especialmente devido à influência das teorias cibernéticas, que empregavam os conceitos
neorrealistas, na formulação da política externa da ex-União Soviética.

48
30) (CESPE 2013 - IRB) A interdependência complexa surgiu como paradigma de análise das
relações internacionais por influência da Teoria da Dependência, que reinterpreta as teses liberais,
no marco das instituições de Bretton Woods, para explicar o que veio a ser conhecido como
processo de globalização econômica.

49
DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO
3.8 Imunidade à jurisdição estatal.

01) (CESPE 2017 - DPU) Imunidade de jurisdição é atributo inerente aos organismos internacionais
decorrente do fato de estes serem considerados pessoas jurídicas de direito internacional.

02) (MPT 2017 - MPT) Exceto no caso de renúncia expressa, é inadmissível a instauração de
processo de execução em face do Estado estrangeiro.

03) (MPT 2017 - MPT) A renúncia à imunidade de jurisdição no tocante às ações civis ou
administrativas não implica renúncia à imunidade quanto às medidas de execução de sentença, para
as quais nova renúncia é necessária.

04) (MPT 2017 - MPT) Os locais da missão diplomática gozam do privilégio da inviolabilidade e o
Estado acreditado tem o dever de protegê-los de qualquer perturbação.

05) (MPT 2017 - MPT) O Estado acreditante pode renunciar à imunidade de jurisdição dos seus
agentes diplomáticos.

06) (CESPE 2015 - AGU) Embora não tenham o atributo de soberania, as organizações
internacionais possuem imunidades de jurisdição equivalentes às dos Estados.

07) (CESPE 2015 - TRF5) Conforme entendimento do STJ, tratando-se de ato de guerra, haverá
imunidade absoluta de jurisdição, por ser tal ato considerado como ato de império.

08) (CESPE 2015 - TRF5) A imunidade de jurisdição das organizações internacionais


intergovernamentais é do tipo relativa por força do costume internacional

09) (FCC 2014 - TRT24) No Brasil, não estão abrangidos pela imunidade de jurisdição do Estado
estrangeiro os bens deste que não estejam afetados à sua representação diplomática e consular,
podendo sobre eles recair medida executória de sentença proferida pela Justiça do Trabalho.

10) (FCC 2014 - TRT24) A distinção entre atos de império e atos de gestão, de origem
consuetudinária, permite afastar a imunidade de jurisdição do Estado estrangeiro em reclamação
trabalhista movida no Brasil por funcionário de Missão Diplomática estrangeira aqui contratado,
mas não quando a reclamação é movida contra Organização Intergovernamental.

11) (FCC 2014 - TRT18) Os Estados estrangeiros gozam de imunidade absoluta de jurisdição no
Brasil, assim como suas Missões Diplomáticas sediadas em território brasileiro.

12) (FCC 2014 - TRT18) Derivada do costume internacional, a imunidade de jurisdição dos Estados
estrangeiros tem sido atenuada no Brasil, permitindo, por exemplo, o trâmite de reclamações
trabalhistas movidas por empregados de Missões Diplomáticas sediadas em território brasileiro.

13) (CESPE 2014 - CÂMARA) O Estado acreditante poderá renunciar à imunidade de jurisdição de
seus agentes diplomáticos, ato esse que deverá ser sempre expresso, e essa renúncia, no referente às
ações civis ou administrativas, implica renúncia à imunidade quanto às medidas de execução da
sentença.

50
14) (CESPE 2012 - ANAC) A imunidade de jurisdição dos Estados foi relativizada por tratados
internacionais.

3.12 Diplomatas e cônsules: privilégios e imunidades.

15) (TRF4 2012 - TRF4) A imunidade de jurisdição reconhecida aos agentes diplomáticos é diversa
da reconhecida aos agentes consulares.

16) (TRF4 2012 - TRF4) A renúncia à imunidade de jurisdição de agente diplomático, no tocante às
ações cíveis ou administrativas, implica renúncia à imunidade quanto às medidas de execução da
sentença.

17) (MPT 2012 - MPT) O agente diplomático gozará de imunidade de jurisdição penal e de
jurisdição civil ou administrativa, a qual se estende à execução, ressalvadas as hipóteses
expressamente previstas na própria Convenção, nem será obrigado a prestar depoimento como
testemunha.

18) (MPT 2012 - MPT) Os locais da Missão Diplomática abrangem os edifícios, ou parte dos
edifícios e terrenos anexos, seja quem for o seu proprietário, utilizados para as finalidades da
Missão, inclusive a residência do Chefe da Missão, a qual goza da mesma inviolabilidade e proteção
que os locais da Missão.

19) (ESAF 2012 - MDIC) O funcionário consular autorizado a praticar atos diplomáticos receberá
incontinenti as imunidades típicas de embaixador estrangeiro.

20) (TRT15 2011 - TRT15) É facultado ao agente diplomático invocar a imunidade de jurisdição em
reconvenção diretamente ligada à ação principal por ele ajuizada.

21) (TRT15 2011 - TRT15) A imunidade de jurisdição do agente diplomático no Estado acreditado o
isenta da jurisdição do Estado acreditante.

22) (TRT15 2011 - TRT15) O agente diplomático pode renunciar à sua imunidade de jurisdição.

23) (CESPE 2010 - TRT1) Os agentes diplomáticos não podem figurar em processos criminais
como réus nas jurisdições locais, embora sejam obrigados a fazê-lo como testemunha.

24) (TRT15 2008 - TRT15) A pessoa do agente diplomático é inviolàvel; não poderá ser objeto de
nenhuma forma de detenção ou prisão e o Estado em que exerce a função diplomática tratá-lo-à
com o devido respeito e adotará todas as medidas adequadas para impedir qualquer ofensa à sua
pessoa, liberdade ou dignidade.

25) (TRT15 2008 - TRT15) Os agentes diplomáticos e os membros da repartição consular não estão
obrigados a prestar depoimento como testemunha.

51
3.13 Organizações internacionais: conceito; natureza jurídica; elementos caracterizadores;
espécies.

26) (CESPE 2017 - IRB) Acordos de sede de organizações internacionais podem estabelecer
imunidades para a organização e seus funcionários.

27) (CESPE 2017 - IRB) Organizações internacionais podem ser sucedidas por outras; no entanto,
sua simples dissolução é vedada pelo direito internacional.

28) (CESPE 2015 - IRB) Por terem reconhecida sua personalidade jurídica, e, por isso, serem
consideradas sujeitos de direito internacional, as organizações internacionais podem atuar como
autoras ou rés perante a Corte Internacional de Justiça.

29) (CESPE 2013 - BACEN) No que se refere à criação de organizações internacionais, tais
organizações podem ser criadas por apenas dois Estados.

30) (CESPE 2013 - TRT5) Não é possível que organizações internacionais participem do processo
de criação de outras organizações internacionais, pois a iniciativa da criação desse tipo de
organização cabe aos Estados.

52
DIREITO PENAL
4.4 Crimes contra a administração pública.

01) (CESPE 2017 - TRF1) Situação hipotética: Jonas usou de grave ameaça contra perito com o
objetivo de favorecer os interesses da empresa onde trabalha, que está envolvida em contenda
submetida ao juízo arbitral. Assertiva: Nessa situação, o crime cometido por Jonas é tipificado
como coação no curso do processo.

02) (CESPE 2017 - TRF1) As condutas subornar testemunha, coagir no curso do processo e fraudar
o processo, caso tenham por escopo obter prova destinada a produzir efeito em processo penal,
configuram causas de aumento de pena.

03) (CESPE 2017 - TRF1) Servidor público que tenha revelado fato do qual teve conhecimento em
razão do cargo que exerce e que deveria permanecer em segredo terá cometido crime de divulgação
de segredo.

04) (CESPE 2017 - TRF1) O empréstimo de senha entre servidores de uma mesma repartição para
acesso a banco de dados ou a sistema de informações da administração pública comum aos usuários
caracteriza crime contra a administração pública.

05) (CESPE 2017 - TCE-PE) Praticará o crime de corrupção passiva o médico — seja ele servidor
público ou não — que, em atendimento pelo Sistema Único de Saúde, exigir do segurado quantia
em dinheiro para a realização de consulta.

06) (CESPE 2017 - TCE-PE) O vereador que, em razão do seu cargo, solicitar parte do salário de
seus assessores em benefício próprio praticará o crime de concussão.

07) (CESPE 2017 - TCE-PA) Será reduzida pela metade a pena de indivíduo condenado por crime
de peculato culposo que reparar o dano após o trânsito em julgado do acórdão.

08) (CESPE 2016 - TCE-PA) O agente público que ordena despesa para utilizar-se ilegalmente de
passagens aéreas e diárias pagas pelos cofres públicos comete o crime de prevaricação.

09) (CESPE 2016 - TCE-PA) O agente público que ordena despesa sem o conhecimento de que tal
despesa não era autorizada por lei incide em erro de proibição.

10) (CESPE 2016 - TCE-PA) João, policial civil, exigiu vantagem indevida de particular para não
prendê-lo em flagrante. A vítima não realizou o pagamento e prontamente comunicou o fato a
policiais civis. Nessa situação, como o delito de concussão é formal, o crime consumou-se com a
exigência da vantagem indevida, devendo João por ele responder.

11) (CESPE 2015 - AGU) João, empregado de uma empresa terceirizada que presta serviço de
vigilância a órgão da administração pública direta, subtraiu aparelho celular de propriedade de José,
servidor público que trabalha nesse órgão.

A respeito dessa situação hipotética, julgue o item que se segue.

O ato praticado por João configura crime de peculato-furto, em que o sujeito passivo imediato é
José e o sujeito passivo mediato é a administração pública.

53
12) (CESPE 2015 - STJ) Incorre em crime de peculato o servidor público que, embora não tendo
posse de determinado bem, concorra para sua subtração, em proveito próprio ou alheio, valendo-se
de facilidade proporcionada pelo cargo que ocupe.

13) (CESPE 2015 - STJ) Cometerá crime de prevaricação o servidor público que deixar de
responsabilizar, por clemência, o seu subordinado que tenha cometido infração no exercício do
cargo.

14) (CESPE 2015 - STJ) Cometerá crime punível com detenção o servidor público que ordenar seu
subordinado no serviço público a realizar obra de reforma em sua residência particular mediante o
uso de recursos estatais.

15) (CESPE 2014 - TJ-SE) Praticará o crime de corrupção ativa o funcionário de concessionária de
serviço de energia elétrica que, para não interromper o fornecimento de energia para consumidor
inadimplente, aceitar promessa de vantagem indevida.

5.4 Lei Nº 4.898/1965 (Abuso de autoridade).

16) (CESPE 2016 - TCE-PA) O militar em serviço não responde pelos crimes de abuso de
autoridade previstos na Lei n.º 4.898/1965.

17) (CESPE 2013 - DEPEN) Um agente penitenciário federal, no presídio em que trabalha,
determinou que César, preso sob sua custódia, traje roupa íntima feminina e “desfile” no pátio
durante o horário de visitas. Nessa situação, o agente não praticou crime de abuso de autoridade
tipificado na Lei n.º 4.898/1965, visto que não se trata o agente de autoridade.

18) (CESPE 2009 - PI-PE) A conduta do agente público que conduz preso algemado, justificando o
uso da algema pela existência de perigo à sua própria integridade física, não caracteriza abuso de
autoridade, uma vez que está executando medida privativa de liberdade em estrita observância das
formalidades legais e jurisprudenciais.

19) (CESPE 2011 - PC-ES) Em caso de atitude suspeita, deixa o policial civil de praticar o crime de
abuso de autoridade ao invadir domicílio na busca do estado de flagrância de crime permanente.

20) (CESPE 2011 - PC-ES) O processo administrativo para apurar a prática de ato de abuso de
autoridade deverá ser sobrestado para o fim de aguardar a decisão da ação penal ou civil, interposta
concomitantemente àquele, a fim de evitar decisões contraditórias.

21) (CESPE 2011 - PC-ES) Submeter pessoa sob sua guarda ou custódia a vexame ou a
constrangimento não autorizado em lei não constitui abuso de autoridade, mas sujeita o infrator ao
pagamento de indenização civil por danos à moral da vítima.

22) (CESPE 2011 - PC-ES) Quando o abuso for cometido por agente de autoridade policial civil,
poderá ser cominada a pena autônoma ou acessória de não poder o acusado exercer funções de
natureza policial no município da culpa, por prazo de um a cinco anos.

54
23) (CESPE 2011 - PC-ES) Por depender da oitiva de testemunhas para a sua comprovação
material, o ato de submeter alguém sob sua guarda ou custódia a vexame ou a constrangimento
ilegal não pode ser enquadrado como abuso de autoridade, sujeitando-se o autor apenas às sanções
civil e penal.

24) (CESPE 2009 - PC-ES) Se um delegado de polícia, mediante fundadas suspeitas de que um
motorista esteja transportando em seu caminhão certa quantidade de substância entorpecente para
fins de comercialização, determinar a execução de busca no veículo, sem autorização judicial,
resultando infrutíferas as diligências, uma vez que nada tenha sido encontrado, essa conduta da
autoridade policial caracterizará o crime de abuso de autoridade, pois, conforme entendimento
doutrinário dominante, o veículo automotor onde se exerce profissão ou atividade lícita é
considerado domicílio.

25) (CESPE 2009 - PC-ES) A ação penal por crime de abuso de autoridade é pública condicionada à
representação do cidadão, titular do direito fundamental lesado.

26) (CESPE 2009 - PC-ES) Nos termos da lei que incrimina o abuso de autoridade, o sujeito ativo
do crime é aquele que exerce cargo, emprego ou função pública, de natureza civil ou militar, ainda
que transitoriamente e sem remuneração. À vista disso, afasta-se a possibilidade de concurso de
pessoas em tais delitos, quando o co-autor ou partícipe for um particular.

27) (CESPE 2013 - DEPEN) Marcelo, agente penitenciário federal, não ordenou o relaxamento da
prisão de Bernardo, o qual se encontra preso sob sua custódia. Bernardo foi preso ilegalmente, fato
esse que é de conhecimento de Marcelo. Nessa situação, é correto afirmar que Marcelo cometeu
crime de abuso de autoridade.

28) (CESPE 2013 - PRF) Considere que um PRF aborde o condutor de um veículo por este trafegar
acima da velocidade permitida em rodovia federal. Nessa situação, se demorar em autuar o
condutor, o policial poderá responder por abuso de autoridade, ainda que culposamente.

29) (CESPE 2013 - TJ-DFT) A punição à prática do crime de abuso de autoridade condiciona-se à
presença do elemento subjetivo do injusto, consistente na vontade consciente do agente de praticar
as condutas mediante o exercício exorbitante do seu poder na defesa social.

30) (CESPE 2013 - SEGESP-AL) O ato lesivo ao patrimônio de pessoa jurídica, quando praticado
com abuso ou desvio de poder ou sem competência legal, constitui abuso de autoridade.

55
GABARITO

LÍNGUA PORTUGUESA
01) C 11) E 21) E
02) C 12) C 22) C
03) C 13) E 23) C
04) E 14) C 24) E
05) E 15) E 25) E
06) C 16) C 26) C
07) C 17) C 27) C
08) C 18) E 28) C
09) C 19) E 29) E
10) E 20) E 30) E

ATIVIDADE DE INTELIGÊNCIA E LEGISLAÇÃO CORRELATA


01) C 11) E 21) C
02) E 12) C 22) C
03) C 13) E 23) E
04) E 14) C 24) C
05) C 15) C 25) E
06) C 16) E 26) C
07) E 17) E 27) C
08) C 18) E 28) C
09) E 19) C 29) E
10) E 20) E 30) E

DIREITO ADMINISTRATIVO
01) C 11) C 21) E
02) E 12) C 22) E
03) E 13) C 23) C
04) C 14) C 24) C
05) C 15) E 25) C
06) E 16) C 26) C
07) C 17) E 27) E
08) C 18) C 28) C
09) C 19) E 29) E
10) E 20) E 30) E

56
DIREITO CONSTITUCIONAL
01) C 11) C 21) E
02) C 12) E 22) C
03) C 13) E 23) E
04) E 14) C 24) C
05) E 15) C 25) C
06) C 16) C 26) E
07) E 17) C 27) E
08) C 18) C 28) E
09) E 19) E 29) C
10) C 20) C 30) E

LÍNGUA INGLESA E ESPANHOLA


01) E 11) E 21) E
02) C 12) C 22) E
03) C 13) E 23) E
04) E 14) E 24) E
05) C 15) C 25) C
06) E 16) C 26) C
07) E 17) E 27) C
08) E 18) E 28) E
09) E 19) E 29) E
10) C 20) E 30) C

RACIOCÍNIO LÓGICO
01) E 11) E 21) E
02) C 12) C 22) E
03) C 13) E 23) E
04) E 14) C 24) E
05) E 15) E 25) C
06) C 16) C 26) C
07) C 17) C 27) E
08) C 18) E 28) C
09) E 19) C 29) C
10) C 20) E 30) C

57
HISTÓRIA DO BRASIL
01) E 11) C 21) E
02) E 12) E 22) E
03) E 13) E 23) C
04) C 14) C 24) E
05) E 15) C 25) C
06) E 16) E 26) E
07) C 17) C 27) E
08) E 18) C 28) C
09) C 19) E 29) C
10) E 20) E 30) C

HISTÓRIA MUNDIAL
01) E 11) C 21) C
02) C 12) C 22) C
03) E 13) C 23) E
04) E 14) E 24) C
05) C 15) C 25) E
06) C 16) C 26) E
07) E 17) C 27) E
08) C 18) C 28) C
09) E 19) C 29) C
10) C 20) E 30) E

GEOGRAFIA DO BRASIL
01) C 11) C 21) C
02) E 12) E 22) C
03) C 13) E 23) C
04) C 14) E 24) C
05) E 15) C 25) C
06) E 16) E 26) E
07) C 17) C 27) C
08) C 18) E 28) C
09) C 19) E 29) E
10) E 20) C 30) C

58
GEOGRAFIA MUNDIAL
01) C 11) C 21) E
02) E 12) E 22) C
03) E 13) E 23) C
04) C 14) E 24) C
05) C 15) C 25) C
06) C 16) E 26) C
07) E 17) E 27) E
08) E 18) C 28) C
09) C 19) E 29) C
10) C 20) C 30) E

POLÍTICA E SEGURANÇA
01) E 11) C 21) E
02) E 12) C 22) E
03) C 13) E 23) E
04) C 14) E 24) C
05) E 15) E 25) E
06) C 16) C 26) E
07) C 17) C 27) C
08) E 18) E 28) E
09) E 19) C 29) E
10) C 20) C 30) E

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO


01) E 11) E 21) E
02) E 12) C 22) E
03) C 13) E 23) E
04) C 14) E 24) C
05) C 15) C 25) E
06) E 16) E 26) C
07) C 17) C 27) E
08) E 18) C 28) E
09) C 19) E 29) C
10) C 20) E 30) E

59
DIREITO PENAL
01) C 11) E 21) E
02) E 12) C 22) C
03) E 13) E 23) E
04) E 14) E 24) E
05) E 15) E 25) E
06) E 16) E 26) E
07) E 17) E 27) E
08) E 18) C 28) E
09) E 19) E 29) C
10) C 20) E 30) C

60