Você está na página 1de 17

1

O Conselho de Controle de Atividades


Financeiras (Coaf) descobriu que Fabrício
Queiroz, ex-motorista de Flávio Bolsonaro,
movimentou R$ 1,2 milhão entre jan/2016
e jan/2017. Chegou a repassar R$ 24 mil
direto à primeira-dama Michelle Bolsonaro.

PERGUNTA:
Alguém com tanto dinheiro precisa ser
motorista? Por que repassou dinheiro
à primeira-dama?
2

O Coaf, no entanto, descobriu


uma movimentação muito maior
nas contas de Fabrício Queiroz.
Foram R$ 7 milhões em três
anos, fruto de “rolos”, segundo
“explicação” do presidente Jair
Boslonaro.
3

Queiroz foi convidado duas vezes


para prestar esclarecimentos
no Ministério Público do Rio de
Janeiro. Não compareceu sob
alegação de problemas de saúde,
mas foi flagrado fazendo dancinha
no hospital.

PERGUNTA:
Por que não houve condução
coercitiva?
4

Queiroz teria recebido R$ 96 mil da


filha Nathália, que até outubro foi
secretária do então deputado federal
Jair Bolsonaro. Ao mesmo tempo
ela atuava como personal trainer de
celebridades no Rio de Janeiro.

PERGUNTA:
Por que Bolsonaro pagava salário a
uma secretária que não comparecia ao
gabinete? Isso não é corrupção?
5

A família de Queiroz também


foi chamada para esclarecer a
movimentação atípica de mais de
R$ 1,2 milhão entre 2017 e 2018,
mas não compareceu.

PERGUNTA:
Pode, MP?
6

Flávio Bolsonaro também


não compareceu para depor
no MP. Comprometeu-se a
marcar uma nova data, mas
nunca o fez.

PERGUNTA:
O MP não vai fazer nada?
7

Flávio Bolsonaro pediu e o


ministro do STF Luiz Fux barrou
as investigações contra Queiroz.
O relator do caso, ministro Marco
Aurélio Mello, chamou a decisão
de “ilegal, imoral e inconstitucional,
que irá para a lata de lixo”.

PERGUNTA:
Se não é investigado, por que Flávio
pediu isso? E por que Fux acatou?
8

Na sexta-feira (18), nova denúncia: relatório do Coaf mostrou que Flávio


Bolsonaro recebeu 48 depósitos de R$ 2 mil, entre junho e julho de 2017,
via caixa eletrônico. O filho de Jair Bolsonaro justificou dizendo que foram
depósitos relativos ao pagamento de um apartamento.

PERGUNTA:
Por que tantos depósitos de igual valor, muitos no mesmo dia, e sem
identificação do pagador, já que se tratava de compra de imóvel?
9

Apesar de não depor junto


ao MP, Flávio Bolsonaro deu
entrevistas a emissoras de TV e
ainda usou sua conta no Twitter
para chorar usando a bandeira
do Brasil como lenço.

PERGUNTA:
Por que fala nas emissoras de TV
amigas e nas redes sociais, mas
não ao Ministério Público?
10

Na terça-feira (22), mais problemas


para a família Bolsonaro: a polícia
prendeu suspeitos que podem
estar envolvidos com as mortes
de Marielle Franco (Psol-RJ) e de
Anderson Gomes, em março do ano
passado. Os presos são integrantes
de uma das mais perigosas milícias
do Rio de Janeiro, conhecida como
Escritório do Crime.
11

Flavio Bolsonaro, quando deputado, em 2003 e 2004,


promoveu homenagens a alguns desses milicianos. O ex-
capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega recebeu
a medalha Tiradentes, a mais alta honraria da Assembleia
Legislativa fluminense (Alerj). O major da PM Ronald
Paulo Alves Pereira ganhou moção honrosa quando já era
investigado como um dos autores de chacina contra cinco
jovens, na Baixada Fluminense, em 2003.
PERGUNTA:
Flávio Bolsonaro já sabia de atividades paralelas
dos homenageados?
12

Raimunda Veras Magalhães, mãe


do ex-capitão Adriano – foragido –,
apareceu no relatório do Coaf por
ter depositado R$ 4,6 mil na conta
de Fabrício Queiroz, o assessor de
Flávio Bolsonaro. Ela era lotada no
gabinete de Flávio Bolsonaro, assim
como Danielle Nóbrega, mulher do
ex-capitão Adriano, com salários em
torno de R$ 5 mil. Foram exoneradas
em novembro do ano passado.
13

Segundo dados da Receita Federal, Raimunda é sócia de um restaurante


localizado na Rua Aristides Lobo, no Rio Comprido. O estabelecimento fica
em frente à agência do banco na qual foi registrada a maior parte dos
depósitos em dinheiro vivo para Fabrício Queiroz.

PERGUNTA:
Que dinheiro é esse pago pela funcionária de Jair Bolsonaro,
Raimunda, ao motorista Queiroz?
14

Flávio Bolsonaro afirma que


as contratações foram feitas
por indicação do ex-assessor
Fabrício Queiroz: “Não posso ser
responsabilizado por atos que
desconheço”.

PERGUNTA:
Podem haver mais suspeitos sob
a alçada do senador eleito Flávio
Bolsonaro?
15

No ano passado, os gêmeos Alex e


Alan, que também eram seguranças
de Flávio Bolsonaro, junto
com Queiroz, foram presos por
envolvimento com milícia.

PERGUNTA:
Flávio Bolsonaro também
desconhecia essa atividade dos seus
seguranças?
16

Marielle Franco parecia incomodar


Wilson Witzel, então candidato a
governador do Rio de Janeiro, mesmo
depois de morta. A ponto de ele ter
participado de um ato de campanha
em que seus apoiadores quebraram
placa com nome da ex-vereadora.
PERGUNTA:
Por que Witzel pouco diz sobre
o empenho de seu governo nas
investigações do caso?
17

Sérgio Moro se tornou-se celebridade por


suposto combate à corrupção. Virou ministro
de Bolsonaro depois de ter tirado Lula,
favorito a vencer as eleições, da disputa.
Mas se omite sobre as suspeitas envolvendo
Queiroz e os Bolsonaro. Em discurso no
Fórum Econômico Mundial em Davos, ignora
as denúncias do caso Bolsonaro.
PERGUNTA:
O gesto não passa ao mundo e aos
investidores uma péssima imagem do Brasil?

Interesses relacionados