Você está na página 1de 2

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS TEMPLÁRIOS – TOMAR

Curso de Educação e Formação de Adultos – Nível Secundário


Turma B4

________________________________________________________________________________________________

SOCIEDADE, TECNOLOGIA E CIÊNCIA 7 – Sociedade, tecnologia e ciência – fundamentos

 Conteúdos – Compreensão dos processos e conhecimentos científicos como base de um novo tipo de
cultura e de desenvolvimento social

Ficha de trabalho n.º 4

ATIVIDADE 1

A atitude científica não é uma atitude espontânea. O modo de ver, a maneira de olhar e o
cuidado em vigiar o que acontece em seu redor, por parte do cientista, processa-se de forma
diferente da do homem do quotidiano que, por força de expressão, podemos chamar aqui de
'homem normal'. E mais ainda. A maneira de olhar do cientista, quando ele está imbuído desta
atividade, é até mesmo diferente daquela que ele possui no seu viver habitual. Pode-se
descrever um mesmo objeto com diferentes atitudes a partir de diferentes perspetivas. A
maneira 'científica' de ver o mundo supõe um esforço mental que se conhece por racional, e
atribui-se esta atitude científica como fruto de uma conquista histórica do homem ao longo dos
tempos.

1.1. Apresente três exemplos de práticas em que esteja subjacente a atitude científica.
1.2. A atitude científica procura renovar-se e modificar-se continuamente, evitando a
transformação das teorias em doutrinas e destas em preconceitos sociais. Que
característica do senso comum se contrapõe a esta característica do conhecimento
científico?
1.3. Apresente um exemplo no campo da atitude científica e um exemplo no campo do
senso comum, que evidencie as características aludidas em 1.2.

ATIVIDADE 2

A ciência e a tecnologia, produzida ao longo dos tempos, pelos homens e para os homens, têm
um amplo espaço na história da civilização. Afinal de contas, o ser humano sempre investiu a
sua inteligência para adquirir, fabricar e utilizar ferramentas que prolongassem e
multiplicassem seu conforto material para além de seus sonhos. Mas, porventura um dos
grandes problemas que tal acarretou para si neste empreendimento foi esquecer de investir
semelhante esforço na direção de preparar-se, também, para fazer frente às mudanças que
tais ferramentas provocariam na sua vida. Estes objetos, processos e todo o tipo de técnicas,
sem retirar qualquer de suas virtudes em função de seus usos e das suas benesses,
provocaram, provocam e provocarão sempre inquietações e questões sobre os seus altos
custos de utilização para a civilização humana. É assim necessário e urgente, que as pessoas
tenham acesso à ciência e à tecnologia não somente no sentido de entender e utilizar as
experiências e os pensares como produtos ou conhecimentos, mas também de opinar sobre o
uso desses produtos, percebendo que não são neutros, nem definitivos, tão pouco absolutos.

2.1. Dê a sua opinião relativamente à problemática suscitada pelo texto.


2.2. Apresente exemplos que evidenciem as preocupações subjacentes à temática do texto.

1
ATIVIDADE 3

Assim, continuando a análise enquadrada pela atividade 2, o “medo” da técnica ou da


tecnologia não é assunto novo. É só recorrer à história recente da humanidade para perceber
isso. A revolução causada pela introdução da imprensa, no século XV, fruto de consideráveis
melhorias num antigo processo chinês, é um exemplo. O 'invento' de Gutenberg, em 1450,
que proporcionou a disseminação de conhecimento numa velocidade até então desconhecida e
que deu novo dinamismo à cultura e à ciência, teve também os seus percalços. Os copistas,
que na época pacientemente reproduziam os livros letra por letra, num instante perderam sua
importância. Desta forma, uma nova máquina substituiu vários indivíduos. A introdução da
máquina a vapor, com as melhorias estabelecidas numa também antiga invenção, por James
Watt, em 1764, é outro exemplo. Aliada ao tear mecânico, a máquina a vapor criou condições
para a revolução industrial, que sacudiu a humanidade. Os choques provocados por essas e
por muitas outras novidades e acontecimentos relacionados com a tecnologia, podem ajudar a
compreender o que se passa na sociedade atual.

Comente o texto.

ATIVIDADE 4

Existem diferenças entre ciência, técnica e tecnologia?

Elabore a sua resposta abordando a questão da neutralidade e do estereótipo construído,


apontando que, o cientista ou tecnólogo deve estar afastado das questões do comportamento
humano.

ATIVIDADE 5

Contemporaneamente a técno-ciência é a palavra-chave a definir uma relação de poder


básica: quem a detém tudo pode, quem não tem perspetivas de tê-la tem pouco futuro a
negociar para si e para os seus. Curiosamente, os países (e/ou civilizações) que hoje se
destacam na posse da tecnologia de ponta não são aqueles que estiveram associados ao berço
da ciência. Uma característica central de nossos tempos é a penetração da ciência e tecnologia
em todos os setores institucionais da sociedade, patrocinando uma racionalização progressiva
em nome do progresso científico. A aplicação tecnológica pode constituir-se no mais sofisticado
mecanismo de exercício de poder elaborado pelo homem. Uma dominação metódica, científica,
calculada e calculadora. Ao contrário de períodos remotos da sociedade humana, onde os
poderosos primitivos buscavam as suas afirmações através do apelo à tradição cultural,
utilizando imagens místicas, religiosas e metafísicas, a tecnologia constitui-se enquanto poder
em si mesmo, sendo ela própria dominação.

5.1. Atente à 2ª frase do texto. Apresente exemplos que corroboram a frase.


5.2. Apresente exemplos que corroborem a tese da “tecnologia enquanto poder em si
mesmo.”