Você está na página 1de 9

Teatro

DICAS PARA A MONTAGEM


É sempre muito divertido e prazeroso trabalhar em grupo para uma montagem teatral. Mas existem algumas regras e
técnicas que ajudam a fazer um bom trabalho em equipe. Lembre-se de que, em um trabalho assim, todos têm extre-
ma importância e, se um faltar, todo o grupo sai prejudicado. Algumas dicas poderão contribuir para uma encenação
brilhante.

1. Memorizar o texto lendo em grupo e sozinho. A repetição vai ajudar.


2. Depois de o grupo ter feito várias leituras juntos, o grupo pode começar a ler de pé, fazendo algumas marcações e
movimentações que o texto sugere.
3. Todos devem estar distribuídos pelo espaço do palco, centralizando a cena. Não deixe o grupo ocupar somente um
lado ou outro do palco.
4. Não fique o tempo todo parado, falando o texto no mesmo lugar. Algumas movimentações ajudam a dar dinamis-
mo à cena.
5. Lembre-se de que teatro é texto e ação (os gestos ajudam a dar vida ao texto falado), tudo muito equilibrado, sem
muitos exageros.
6. A regra áurea do teatro é: nunca dê as costas à plateia. Todos querem ver as expressões dos personagens.
7. Fale alto e em bom som, pronunciando bem as palavras e projetando a voz para as últimas pessoas sentadas na
plateia. Todos devem ouvir e entender o que está sendo dito.
8. O diretor deve ser ouvido e respeitado para que tudo vá bem. Deixe que só ele comande as cenas e os ensaios com,
no máximo, um assistente.
9. Distribua tarefas: responsável pelo figurino, pelo cenário, pelos objetos de cena (adereços), pelo lanche, etc.
10. Ensaie muito e tenha segurança de que nada será esquecido. Faça exercícios e jogos teatrais (voz, corpo, ritmo e
criatividade) antes dos ensaios, para aliviar a tensão e o nervosismo. Antes de estrear, faça um ensaio aberto para
os pais ou amigos e abra espaço para ouvi-los e para avaliar a apresentação no final.

Veja as dicas de cenário antes do texto de cada dia do teatro.

Personagens: três crianças (uma menina e dois meninos) – o rei Josué, o arauto e o bobo do corte.

1 Reino Dourado
1º DIA
Em busca do reino
Três crianças estão à procura de um reino distante. As crianças estão escondidas nas caixas e
Elas estão em uma jornada, seguindo uma orientação que aparecerão de acordo com o andamento da cena.
acreditam que as levará ao castelo do rei Josué, o Único. ELIAS – (colocando a cabeça fora da caixa/cená-
Elas estão sujas, maltrapilhas e descabeladas. rio) Lavínia, ei cadê você? Jony, vamos, apa-
Lavínia: educada e gentil, um pouco medrosa; reça! Os perseguidores já se foram, está tudo
Elias: corajoso e inteligente; bem!
Jony: atrapalhado, engraçado e espirituoso.
Neste primeiro cenário, representa-se uma floresta, Elias sai da caixa e continua chamando e pro-
curando. De repente, de dentro de outra caixa/
três grandes caixas de papelão compõem o cenário. Nelas,
cenário, por um pequeno buraco aproximada-
serão pintados pedras, arbustos e moitas que compõem mente do tamanho de um óculos de mergulha-
este. As três crianças estarão escondidas dentro de cada dor, aparecem dois olhos. Percebe-se somente os
uma dessas caixas/cenário. olhos de Lavínia dentro da caixa. A caixa começa
a se mexer e, vagarosamente, vai se deslocando.
NARRADOR – Há muito tempo, antes de a Para. Novamente se mexe. Faz-se um jogo com
guerra devastar tudo, e a fome imperar sobre Elias que percebe o movimento, mas quando se
a grande imensidão de terra, vilas e cidades, volta para olhar a caixa, para. Repete-se isso al-
havia um reino muito próspero e de belezas gumas vezes. As crianças da plateia riem neste
sem igual chamado Reino do Esplendor Dou- momento. Elias percebe, então, a movimentação
rado. O Rei Josué, o Único, habitava em seu na caixa. Faz sinal de silêncio para a plateia. Vai
maravilhoso castelo cercado de tesouros e andando até a caixa, bem devagar. Quando se
súditos fiéis e bondosos, onde a alegria era aproxima da caixa, vagarosamente se abaixa e
constante e, dia após dia, todos se reuniam olha no orifício. Recebe uma dedada nos olhos e
para celebrar a vida do rei e sua generosidade, grita de dor.
amor e bondade!
ELIAS – Ai ai!!! Alguma coisa acertou meus
Sabia-se que o rei tinha muitos filhos. A gran- olhos. O que será isso? Acho que vou ficar
de maioria deles era adotada, mas por causa cego.
da guerra os caminhos que levavam ao seu
reino e ao castelo foram fechados, alguns fo- Lavínia sai de dentro da caixa.
ram derrubados, outros perdidos sobre espi-
nhos ou, simplesmente, desapareceram. LAVÍNIA – Elias, é você? Por favor, me per-
doe. Eu pensei que eram os perseguidores.
Muitos não sabiam mais sobre a existência Mil perdões, meu irmão. Eu não queria lhe
do rei e seu reino, mas alguns poucos ainda fazer mal.
se aventuraram a seguir pelos caminhos an-
tigos e desbravar os perigos da estrada com ELIAS – Ah, graças a Deus, você está bem!
esperança de chegarem ao próspero Reino do Não se preocupe, doeu só um pouco.
Esplendor Dourado. Será que o reino tinha
desaparecido com a guerra? Será que o rei se LAVÍNIA – Que bom. Fico feliz! Será que os
mantinha vitorioso? Se sim, ele ainda adota- salteadores se foram? Senti tanto medo!!!
va filhos? Bem, isso é o que Elias, Lavínia e ELIAS – Eles foram embora por ali.
Jony também queriam saber... Eles saíram de
suas terras e já caminham há dias fugindo da LAVÍNIA – Você não está sentindo falta de
fome, da guerra e da escuridão. nada?

Reino Dourado 2
LAVÍNIA E ELIAS – Onde está o Jony? ELIAS – Calabouço!!!

LAVÍNIA – Eu não o vi desde que saímos cor- JONY – Cala você! Quem é você pra me man-
rendo. dar calar a boca?!

De dentro da outra caixa sai um som. ELIAS – Ei, eu não falei “cala boca”, eu falei
Lavínia e Elias olham para a caixa e se olham calabouço. Não é “arcabolso” é calabouço.
assustados. Novamente, outro som, e a caixa/
JONY – Ah, foi mal de novo. Desculpe aí,
cenário se move. Ambos andam em direção à
meu!
caixa. Quando chegam bem perto, Jony sai de
dentro da caixa aos gritos. Dá uma volta e se ELIAS – Pelo que se sabe, o rei é cheio de bon-
joga aos pés dos irmãos. dade e paciência. Ele vai nos adotar. Temos de
ter esperança. Antes de a mamãe partir, ela di-
JONY – Ahhhh!!! Por favor, não me matem. zia que o Rei do Reino do Esplendor Dourado
Não me façam mal. Tenham misericórdia de era conhecido pelo seu grande e infinito amor.
mim. Eu sou apenas um pobre menino amare-
lo, sozinho, abandonado, não valho nenhum Som de uma carruagem. As crianças correm e
centavo... Oh céus!!! se escondem atrás de uma das caixas/cenário.
O som fica mais alto. As crianças fazem juntas
ELIAS – Ei, Jony! Somos nós, não precisa movimentos com a cabeça como se vissem
desse desespero todo! uma carruagem que atravessa a cena de um
lado para o outro. O som some e elas saem
LAVÍNIA – É isso mesmo, Jony! Os persegui- de trás do cenário.
dores já se foram.
ELIAS – Ei, vocês viram isso? Naquela car-
JONY – Lavínia, Elias! Vocês estão bem! ruagem tem o brasão do Reino do Esplendor
(abraça os dois). Eu pensei que agora fosse o Dourado. Tenho certeza que está indo pra lá.
meu fim.
JONY – (Correndo em direção ao lado direito
LAVÍNIA – (abraçando-os) Que bom que esta- da cena. Volta com uma capa com um desenho de
mos juntos novamente! coração na mão) Ei, olha o que eu achei! Vejam
essa capa! Só pode ser da realeza!
ELIAS – Isso, meus irmãos. Precisamos con-
tinuar nossa jornada. Não podemos desistir ELIAS – Deixe-me ver isso. Elias, você tem
agora que já chegamos tão longe. razão. É uma capa real. Venham comigo, o
Jony tem razão.
JONY – Mas Elias, já andamos tanto!!! Será
que esse reino existe mesmo? JONY – Ei, que estão fazendo aí parados?
Temos de seguir aquela carruagem. Rápido,
LAVÍNIA – Meninos, eu estou muito cansa- venham!
da! Já não temos alimento, subimos montes, Os três começam a correr de mãos dadas,
descemos vales, atravessamos matas e rios. E mas Lavínia para repentinamente e
até agora só vimos dor e destruição. Nada que fala com a plateia.
se parece com o Reino do Esplendor Dourado.
E veja, estamos todos sujos, aos trapos. O rei LAVÍNIA – Ei vocês, torçam por nós, preci-
não vai nem querer nos receber em sua corte. samos achar o Reino do Esplendor Dourado.
Vocês acham que vamos conseguir?
JONY – E se o rei nos vir e nos mandar para
o Arcabolso? Todos saem correndo.

3 Reino Dourado
2º DIA
Depois do encontro com o rei
As três crianças se encontram na antessala do Todos se empurram e falam juntos ao mesmo
trono. A sala é decorada com um aparador ou tempo. Depois, se posicionam na fila.
pedestais com vasos de flores e uma grande foto Lavínia à frente, Elias e Jony por último.
do Rei. Elas estão aguardando para entrar na
sala e finalmente conhecer o Rei. JONY – Está demorando pra nos chamar!

NARRADOR – Nossos amiguinhos finalmen- LAVÍNIA – Elias, e se o rei não quiser ver a
te chegaram ao Reino do Esplendor Dourado. gente?
Eles estão na antessala do trono. O Rei, Jo- JONY – É, vai que estão fazendo a gente espe-
sué, O Único, os aguarda. Será a primeira vez rar só pra dizer que não tem mais vagas para
que eles estarão diante de um verdadeiro rei. filhos, só pra criados. Eu vou querer servir na
Como eles irão se comportar diante da pre- cozinha, que deve ter um monte de coisa boa
sença do magnífico monarca? Será que Elias, pra gente comer!
Jony e Lavínia serão os novos filhos do Rei?
ELIAS – Parem de falar do que não sabem! Já
As três crianças entrando em cena. chegamos até aqui, agora só nos resta esperar
ELIAS – Jony e Lavínia, a qualquer momento com paciência.
seremos chamados para entrar. Lembrem-se De repente, Jony se distrai e se afasta. Começa
de que estaremos diante do Rei. Vejam como a mexer em alguns objetos. Ele derruba um vaso
vão se comportar! de flores. Apavora-se, tenta consertar e arrumar
LAVINIA – Eu sei exatamente o que fazer. novamente as flores no vaso. Atrapalha-se todo.
Primeiro, vou me ajoelhar e fazer uma reve- Lavínia e Elias o buscam e o arrastam de volta.
rência. E depois vou dar um abraço bem aper- ELIAS – Jony, você não consegue ficar um
tado, porque o Rei Josué, o Único, deve ser minuto sem se meter em encrenca?
muito lindo, fofo, simpático, elegante...
JONY – Mas eu só estava olhando!
JONY – Ei, Lavínia, vai com calma, irmãzi-
nha, desse jeito o rei vai ser sufocado com LAVÍNIA – E você olha com o olho ou com a
tanta bajulação! Elias, e agora? Nós nem sa- mão, seu espertinho?!
bemos como nos comportar diante de um rei!
JONY – Eu, eu não encostei em nada!
ELIAS – Fiquem calmos, apenas vamos ser
reverentes. Acredito que o mais importante é LAVÍNIA – Então vai dizer que o vento der-
sermos nós mesmos! rubou aquele vaso de flores?

JONY – (Empurrando Lavínia) – Você vai à JONY – Eu só queria ver se era flor de ver-
frente! dade!

LAVÍNIA – Eu não, de jeito nenhum. (Empur- Toca uma música solene. Os três se
rando Jony) – Vai você! embaralham, trocam de lugar, se consertam,
um tenta arrumar melhor o companheiro.
JONY – (Empurrando Elias) – Então vai você, Entra o arauto do rei e se dirige até os três.
Elias! Você é mais esperto.
ARAUTO – Atenção senhorita Lavínia, se-
ELIAS – (Indo para o final da fila) – Não sei se nhor Elias e senhor Jony, vocês serão agora
estou com toda essa coragem. levados à presença do Rei Josué, o Único.

Reino Dourado 4
Não se preocupem! Ninguém é mais gentil e LAVINIA – Jony, você está me deixando con-
cheio de amor do que o próprio rei. Mas ve- fusa!
jam, sejam obedientes. Observem que, na
mão direita do rei, há um cetro, um lindo e ELIAS – Obediência, meus irmãos! Obediên-
brilhante cetro de ouro cravejado das mais va- cia. Isso é tudo o que precisamos fazer neste
liosas pedras preciosas. Demonstrem que são momento.
obedientes e, quando entrarem na presença Jony fala com a plateia.
do rei, ao chegar diante dele, vocês deverão se
curvar, e só se levantem e se apresentem ao JONY – Ei amiguinhos, espero que eu consi-
rei quando ele apontar e levantar o cetro para ga ser obediente e não me meter em encrenca
cada um de vocês. Vocês serão chamados pelo nenhuma. Torçam por mim, ok?!!!
nome de vocês.
Som de cornetas e música solene.
JONY – Como é mesmo que eu tenho de fa- Os três se posicionam e caminham na direção do
zer, Elias? Eu olho para o cetro e me levanto, lado direito, como se estivessem entrando
ou o cetro se levanta quando eu olhar pra ele? na sala do trono. Saem de cena.

3º DIA
A serviço do rei
As três crianças já se encontraram com o rei. frente. Ela está com uma flauta que ganhou do
Neste momento, todos da plateia deverão rei. Seu serviço tem a ver com esse instrumento.
estar curiosos para conhecer esse importante
personagem nesta encenação. Este momento Obs.: os figurinos e adereços poderão ser
está reservado para o último dia, sendo essa criados e confeccionados sob responsabilidade
uma estratégia para criar uma expectativa e dos produtores da EBF, de acordo com a
atração para a cena final. criatividade e recursos disponíveis. Lembre-se
que, com uma equipe de produção criativa e com
As situações que se seguem dizem respeito planejamento, você pode fazer um belíssimo
à ordem que receberam do rei. Esta cena trabalho usando material de baixo custo
se passa em qualquer lugar do palácio. (TNT, retalhos, etc).
LAVINIA – Há apenas alguns dias, neste
NARRADOR – Elias, Jony e Lavínia se torna- lindo reino e castelo, eu já me sinto como se
ram os novos e amados filhos do rei. Eles es- sempre fizesse parte deste lugar. Foi magnífi-
tão realizados e felizes como nunca estiveram co o encontro com o Rei Josué. Ele é um ho-
antes. Agora, desfilam em vestes reais estam- mem com uma beleza sem igual. O seu olhar
padas com o brasão real. Mas isso não é tudo. é sempre cheio de ternura, sua voz sempre
Eles precisam aprender a se comportar como doce e firme ao mesmo tempo. (Falando para
príncipes e princesa. O rei os ama de qualquer si e com muita empolgação) – Sim, Lavínia, você
forma, mas os novos príncipes, além de amar é uma princesa! Eu sou uma princesa! Sou
o seu novo rei, devem obedecer-lhe e servir- filha do rei. Meus irmãos ficarão impressio-
-lhe de todo o coração. nados com o presente que ganhei. Claro que
foi dado para que eu possa realizar algo novo
Todos deverão estar vestidos com vestes reais. neste reino. Vejam, é uma flauta. O rei disse
Lavínia entra em cena. Ela entra com um que uma verdadeira princesa deve usar seu
vestido real com estampa de um brasão na dom para servir a todos neste reino. Com esse

5 Reino Dourado
instrumento e a música que vou tocar estarei a abri para ver o que tinha dentro, pensei até
a serviço do meu pai, o meu rei. E já sei exata- que eram umas pedras preciosas, umas joias,
mente o que fazer. correntes de ouro. Mas tem um monte de re-
médio, esparadrapo. Não entendi mesmo. O
Lavínia sai de cena. Elias entra logo em seguida, que é que eu vou fazer com isso, meu Deus?!
também em vestes reais, com destaque do Eu vou dar uma desfilada por aí nos meus no-
brasão real no peito. vos e fashion trajes reais! Quem sabe eu en-
ELIAS – Estou louco para ver os meus irmãos. contro meus irmãos! Abram caminho para o
Não canso de me olhar no espelho e perceber príncipe “Jony, o Incrível”!!!
toda a elegância dessas minhas novas roupas.
Agora eu sou um príncipe, e meus irmãos Jony sai de cena. Entra novamente
também são. Lavínia deve estar encantadora! Lavínia de um lado e Elias de outro.
Estou sentindo vontade de correr e de pu- ELIAS – Princesa Lavínia, minha irmã! Como
lar de alegria. Como pode existir um Rei tão você está linda! (Recebe-a com reverência).
bom, amável e inteligente como o rei Josué?!
Eu sou Elias, o príncipe Elias. E, por onde eu LAVINIA – Príncipe Elias, meu irmão muito
vou, vejo outros tantos filhos do rei. amado! (Retribui-lhe a reverência).
– Vejam o que ele me deu (Mostra, neste mo- (Empolgados, falam tudo ao mesmo tempo.
mento, uma caneta de pena dourada). – Uma Esse jogo teatral deve ser muito bem ensaiado).
caneta especial, uma caneta dourada de puro
ouro. O rei confiou a mim a tarefa de escre- ELIAS E LAVINIA – Eu tenho algo incrível
ver sobre a beleza desta vida e também sobre para lhe contar!
suas leis. Não deixarei isso para depois. Vou
começar agora mesmo. É isso o que um ver- ELIAS E LAVINIA – Sério? (Riem).
dadeiro príncipe deve fazer. Quero buscar as ELIAS E LAVINIA – Fala você primeiro!
melhores palavras e deixar tudo registrado.
ELIAS E LAVINIA – Ok, então eu vou falar!
Elias sai de cena recitando algumas palavras.
– Oh, como fico encantado com o Reino do ELIAS E LAVINIA – Olha só o que o Rei Jo-
Esplendor Dourado! sué me deu! (Falando e mostrando seus presen-
tes ao mesmo tempo).
– Oh, quão formoso é o nosso Bondoso Rei
Josué... ELIAS – (Interrompendo o jogo) – Certo, certo!
Lavínia, vamos lá! Você conta primeiro!
Jony entra logo em seguida com uma
caixa de primeiros socorros nas mãos. LAVINIA – Elias, o Rei Josué meu deu essa
Pode estar decorada. flauta. Ele viu que eu tinha um dom musical!
E eu fui para a entrada do palácio onde tinham
JONY – Ei, será que alguém viu o Elias e a muitas pessoas chegando. Crianças como nós,
Lavínia, por aí?! Eles precisam me ver vestido que estavam fugindo da guerra. Muitas esta-
nessas vestes reais. E agora todos podem me vam feridas, cansadas e assustadas. Então, co-
chamar de príncipe “Jony, o Belo!” Ou talvez, mecei a tocar uma melodia com minha flauta
príncipe “Jony, o Bacana”. Duvido que este- e elas se acalmaram, foram se aproximando e
jam mais elegantes do que eu. O Rei Josué é algumas até dormiram e esqueceram o terror
o cara mesmo, mano!!! Pensa em um Rei su- que viram lá fora. E ainda pude animar todas
pimpa! Quando ele olha dentro do olho da elas falando que tinha sido adotada recente-
gente dá até vontade de chorar de alegria! E mente e que o rei certamente as adotaria.
agora é o meu papi! Não poderia ter outro pai
melhor para adotar a gente. Mas eu não en- (Jony entra de um lado do palco.
tendi nada. Ele me deu essa caixa aqui. E eu E corre ao encontro dos dois.)

Reino Dourado 6
JONY – Lavínia, Elias! Por onde vocês anda- LAVINIA – É, Jony! Isso mesmo!
vam? Procurei por toda parte!
JONY – E essas crianças que vocês falaram
ELIAS – Príncipe Jony, como você está diferente! estão na entrada do castelo?
LAVINIA – Como você está bonito, meu irmão! ELIAS – Isso, príncipe Jony! Dezenas delas!
JONY – É, eu sei, eu sei! Vocês não estão por (Jony sai correndo por um lado do palco.)
menos! E aí, o que fizeram? ELIAS E LAVINIA – Ei, príncipe Jony, aonde
ELIAS – Jony, Lavínia acabou de contar como você vai?
pôde servir ao rei usando sua flauta. E eu tam- (Jony para antes de sair de cena e
bém quero contar algo a vocês. Hoje também se dirige para a plateia.)
vi muitas crianças que chegaram de fora. Mui-
tas estavam como nós quando chegamos aqui. JONY – Ei pessoal, demorou para cair a fi-
Assustadas, sujas. Então pude mostrar a elas cha! Agora é que eu entendi para que serve
as leis que registrei com minha pena dourada e aquela caixa que o rei me deu. Será que ainda
que deverão seguir aqui no Reino do Esplendor dá tempo de fazer algo por alguém que este-
Dourado! E também escrevi um lindo poema ja precisando de um remédio ou de um cura-
exaltando as belezas e maravilhas do reino e tivo? Espero que não seja tarde demais para
do Rei Josué, o Único. Creio que o rei vai se fazer alguma coisa a serviço do rei. Afinal de
contas, ele confiou em mim. Até logo pessoal.
alegrar conosco ao saber disso.
ELIAS – Lavínia, acho melhor irmos atrás
JONY – Quer dizer então que vocês estavam
dele antes que se meta em encrenca!
usando o presente de vocês ajudando as pes-
soas que estão chegando no Reino? (Saem de cena indo atrás de Jony.)

4º DIA
Ser fiel ao rei
Neste episódio, o rei estará em cena. Música solene. Entram os três conforme
É o momento que todos aguardam. chamados, em fila, um por vez, com ar reverente
Sala do trono, ao centro está o trono do rei. e andar elegante. Lavínia à frente, depois Elias
e Jony. Os dois primeiros param próximos
NARRADOR – No Reino do Esplendor Dou-
rado é dia de festa. Muitas crianças foram ao trono. Jony continua andando distraído,
adotadas pelo magnífico Rei Josué, o Único, como se olhasse para todos ao redor e, por
e hoje especialmente Elias, Lavínia e Jony se- isso, tromba nos dois. Confusão. Arauto dá
rão coroados príncipes e princesa. Mas, será uma tossida para chamar a atenção. Eles se
que eles permanecerão fiéis ao rei todos os posicionam e se calam reverentes.
dias de suas vidas? Creio ser esse o desejo de
todos nós, não é mesmo? ARAUTO – Vamos receber agora o magnífico
Rei Josué, o Único.
Entra o arauto com uma espécie de pergaminho
em suas mãos. Abre e chama os três Som de trombetas e música solene. Entra o rei.
personagens da história. Com uma capa luxuosa, coroa e um cetro nas
mãos. Deve ser interpretado por um adulto, de
ARAUTO – Venho diante de todos anunciar preferência alto e com perfil gentil e educado. Os
que, hoje, no Palácio de Esplendor Dourado, três se curvam e, quando o rei se assenta no trono
serão coroados os novos filhos do Rei Josué, e levanta o seu cetro, todos se levantam.
o Único. Que entrem a princesa Lavínia e os
príncipes Elias e Jony. REI – Amados e fiéis súditos de Esplendor

7 Reino Dourado
Dourado! Hoje é um dia especial em nosso rei- REI – Sim, Jony, eu entendi!!! Sempre fiel sú-
no. Como podem ver, todo o palácio está em dito!!! Foi isso que quis dizer!
festa. Todos os dias nosso castelo se enche
com mais e mais crianças que têm a honra e o JONY – Em tudo irei agradá-lo. Pelo menos
vou tentar!
privilégio de se tornarem filhos do rei. Isso faz
meu coração muito alegre, e não só o meu, mas (Os irmãos aplaudem, e ele abraça o rei e
de todos nós, pois juntos somos uma família. corre e abraça os irmãos.)
Uma verdadeira família real. Hoje é o dia de ce-
lebrarmos a coroação de três crianças, que há REI – Tenho agora uma notícia que alegrará a
poucos dias chegaram a nosso castelo. todos. Há uma trégua em todas as fronteiras
de nosso território. Lutamos para que a paz e
– Lavínia, (Lavínia se levanta e vai até a frente a alegria sejam instauradas em todos os luga-
do rei e se ajoelha perante ele. O rei fala e de- res. Agora, eu os envio em missão de paz. Vo-
pois coloca a coroa na cabeça dela) hoje, eu te cês deverão levar uma boa notícia a todos que
coroo princesa de Esplendor Dourado. Você encontrarem. Digam a todos que no Reino do
será chamada “Lavínia, a Agradável”. Quan- Esplendor Dourado há prosperidade e que é
do tocar seus instrumentos musicais, todos um lugar especial para aqueles que quiserem
pararão para ouvi-la. Seja sempre alegre e em vir a mim. Vão, mas cuidem para que nada os
tudo seja fiel. distraia pelo caminho. O que eu espero de um
bom súdito é que se seja alegre e fiel. Podem
LAVINIA – Sim, senhor meu rei. Eis aqui sua ir, vocês têm a minha bênção.
sempre fiel súdita.
TODOS – Sim, senhor nosso rei!
(Lavínia se levanta. Os irmãos aplaudem, e ela
abraça o rei, depois corre e abraça os irmãos.) (Música solene novamente. O rei sai por onde
entrou. Os três irmãos esperam o rei sair.)
REI – Elias, (Elias se levanta e vai até a frente do
rei, a cena se repete como anteriormente) hoje, ELIAS – Meus irmãos, vocês ouviram o que
eu te coroo príncipe de Esplendor Dourado. o rei disse. Agora temos uma missão muito
Você será chamado “Elias, o Poeta”. Quando especial.
marcar o papel com sua pena dourada, suas LAVINIA – Isso, Elias. Não vamos perder
palavras serão agradáveis para ler e aprender. tempo. Podemos retornar a nossa vila e todos
Seja sempre alegre e em tudo seja fiel. verão que realmente existe o Reino do Es-
ELIAS – Sim, senhor meu rei. Eis aqui seu plendor Dourado. Podemos resgatar nossos
sempre fiel súdito. Em tudo irei agradá-lo. amigos que ficaram por lá.

(Elias se levanta. Os irmãos aplaudem, JONY – Será que vamos encontrá-los? O ca-
ele abraça o rei, e corre e abraça os irmãos. minho é muito longo, lembram? Sofremos
A cena se repete com Jony.) muito para chegar até aqui.

REI – Jony, (Jony vai até a frente do rei) hoje, ELIAS – Jony, isso é o mínimo que podemos
eu te coroo príncipe de Esplendor Doura- fazer. Temos de ir agora mesmo.
do. Você será chamado “Jony, o Talentoso”. LAVINIA – Meninos, com licença, vou pegar
Quando vir alguém ferido ou doente, sempre minha flauta e outras coisas para a viagem.
terá um bom remédio para oferecer. Seja sem- Como uma princesa fiel, não quero perder
pre alegre e em tudo seja fiel. tempo.
JONY – Sim, senhor meu rei. Eis aqui seu “fiel (Sai pelo lado direito da cena.)
sempre súdito”. Ops! Quero dizer, seu “fiel sú-
dito sempre”... o senhor, entendeu, não é? ELIAS – Eu farei o mesmo, princesa Lavínia.
Temos de nos apressar. Há uma carruagem lá
(Os irmãos riem.) fora que irá nos conduzir.

Reino Dourado 8
(Sai pelo lado esquerdo da cena. Fica somente ELIAS – Jony, estávamos partindo sem você.
o Jony. Neste momento, começa a tocar uma O que houve?
música divertida, música circense. Entra uma REI – Príncipe Jony, você quer ir com eles ou
espécie de bobo da corte, pode ser o mesmo ator vai preferir o Parque das Emoções?
que representou o arauto. Ele vai tentar distrair
Jony. Do outro lado da cena entra o rei, sem que JONY – (Faz um breve silêncio e se entriste-
Jony perceba. Ele observa tudo.) ce. Arrependido, devolve os ingressos ao Bobo)
– Sinto muito, senhor Bobo da Corte, mas
BOBO DA CORTE – Venham, venham todos! esse parque terá de esperar. Não vou querer
Aproveitem o dia de festa no palácio. Ingressos esses ingressos agora, tome, pode ficar com
para o parque real. Retire agora o seu. Venham eles. Dê a outras crianças. Eu preciso ser fiel
se divertir na fantástica montanha russa super ao meu rei. Majestade, peço que me perdoe,
radical e escorregue no tobogã passando pelo pois estou sinceramente arrependido, afinal
túnel das emoções. Ei garoto! Venha! de contas vossa majestade confiou em mim e
em meus irmãos e eu quero ser fiel, mas pre-
JONY – Ei, veja bem com quem está falando.
ciso muito de sua ajuda.
Eu sou o príncipe Jony, o Talentoso.
(O rei se aproxima de Jony e abraça os três irmãos.)
BOBO DA CORTE – Mil perdões, majestade.
Não tinha me atentado para sua tão ilustre REI – Parabéns, príncipe Jony! Você fez o que
figura. um príncipe deve fazer. Ainda que errem, sem-
pre é possível se arrepender e voltar a fazer
JONY – Seu bobo da corte, esse parque fica o que é certo. E eu estou aqui para ajudá-los.
perto? Já está funcionando? Quero ingresso Vocês são meus filhos e eu estarei presente
para todos os brinquedos. Quero ir agora vi- pessoalmente, ou enviando meus servos para
ver todas as emoções desse parque real. Eba! auxiliá-los. Afinal, somos uma família, não é
Isso sim é a vida que todo príncipe deve viver. mesmo crianças? Venham, vou com vocês na
carruagem até as fronteiras do reino. Depois,
(A música cresce, Jony vai saindo empolgado soldados da guarda real os acompanharão.
com os ingressos nas mãos, ele sai e esquece a
maleta que fica no centro do palco. Ele sai pelo (Todos se abraçam e vão saindo, felizes e
lado esquerdo da cena. O Bobo sai com ele. Jony falando ao mesmo tempo sobre as aventuras
para e se lembra da maleta. Volta para buscar, que estão por vir.)
e o Bobo fica parado no mesmo lugar como se (Jony volta e fala para a plateia) – Ei pessoal,
aguardasse a reação de Jony.) quase me distraio da minha missão. Espe-
BOBO DA CORTE – O que houve, majestade? ro que vocês façam diferente de mim. Mas,
O Parque das Emoções é para o outro lado! lembrem-se de que sempre há tempo para se
arrepender e buscar o caminho certo. Tchau
JONY – Eu estou esquecendo minha maleta. pessoal, vou nessa!!!
(Quando está se abaixando para pegar a NARRADOR – E assim termina essa parte das
maleta, ele vê o rei se aproximando.) aventuras no Reino Dourado. Na carruagem
real Elias, Jony e Lavínia retornaram à sua ter-
JONY – (Faz reverência ao rei, juntamente com o ra natal. Quando chegaram lá, quase não foram
Bobo) – Vossa majestade, eu não o tinha visto. reconhecidos, agora que eram príncipes. Claro
REI – Príncipe Jony, eu estava aqui o tempo todo. que, depois de um tempo, eles voltaram para
o Reino do Esplendor Dourado e, junto com
(Neste momento, entram correndo Elias e eles, centenas de milhares de crianças passa-
Lavínia chamando por Jony. Quando veem o rei, ram a viver no palácio, passando dias felizes
silenciam e fazem reverência.) comendo do melhor dessa terra, se divertindo
e aprendendo muito com o Rei Josué, o Único.
ELIAS E LAVINIA – Com licença, vossa ma-
jestade! Viemos buscar nosso irmão. FIM

9 Reino Dourado