Você está na página 1de 14

14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida!

Manaus-Amazonas

mais Próximo blog» donifilosofoterapeuta@gmail.com Painel Sair

Hipnose para melhorar a sua vida!


Manaus-Amazonas
As matérias sobre as maravilhas da Hipnose, Coach e da PNL. Tudo o que você precisa saber sobre sua mente, cérebro e
suas capacidades adormecidas! HIPNOSE CLÍNICA MANAUS!

sexta-feira, 9 de março de 2018 Seguidores


Seguidores (8)
Quais formações seu Hipnoterapeuta/Coach já fez? Ele realmente está
qualificado para trabalhar com voce?
A hipnose nos últimos dias,vem ganhando destaque em todo Brasil, principalmente em Manaus.  Alguns
clientes, antes de me contratarem para ajuda-los a resolver seu problema com hipnose ou PNL, sempre me
Seguir
perguntam quais são minhas formações.

Eles estão corretos ao perguntarem isso, pois mostram interesse em saber se o profissional está qualificado para Arquivo do blog
atendê-lo, pois o mercado da hipnose está repleto de pessoas de má índole que muitas vezes não possuem
▼ 2018 (1)
cursos profissionalizantes, ou pior, dizem que possui cursos que nunca fizeram na vida.
▼ Março (1)
Aos longos dos anos tenho me qualificado na Hipnose Clínica e Terapêutica, assim como no uso da Programação Quais formações seu
Neurolinguistica - PNL, e do Coach para ajudar as pessoas a superarem suas emoções e atingirem suas metas e Hipnoterapeuta/Coach já
fez? E...
objetivos, sejam eles emocionais ou pessoais. Abaixo mostro a relação da minhas formações ao longo dos anos,
e voce pode julgar se estou qualificado para ajudá-lo(a) a se tornar uma pessoa melhor.... Marque uma sessão
► 2016 (2)
AGORA! ;)
► 2013 (2)
► 2012 (24)
► 2011 (5)

Quem sou eu
Danilo M. Lemos
Manaus, Amazonas,
Brazil
Pedagogo, professor,
palestrante, practitioner
em PNL e Hipnoterapeuta Clínico:
Formado pela OMNI Hypnosis
Training Center; Alfaterapia e
Danilo Marinho Passos Lemos Hipnose pelo professor Massagazu
Nagai.; Instituto Brasileiro de
Formação- Cursos: Hipnologia-Hipnose Condicionativa;
Formado em Hipnose Clínica
Licenciatura em Pedagogia - Manaus - AM / UFAM Avançada e Hipnoterapia
Curso Avançado em Hipnose Clínica – Técnica: Condicionamento Mental (Hipnose Condicionativa) – Ericksoniana sob medida pelo
Manaus-AM/2009-Instituto Brasileiro de Hipnologia Instituto Armstrong.; Practitioner
em Programação Neurolinguistica
Curso de Hipnose Clínica – Instituto Armstrong - Manaus - AM / 2011 pelo Inpnl. Estudioso de
Curso de Hipnose Carreiriana – Academia Antonio Carreiro - Manaus - AM  aprendizagem acelerada e
Hipnopedia(Hipnose aplicada a
Curso de Formação em Hipnose e Alfaterapia com prof. Massakazu Nagai Manaus - AM/2016
Educação). Autodidata do
Formação em Hipnose Ericksoniana e auto Hipnose – Instituto Brasileiro de Hipnose Ericksoniana - Rio Desenvolvimento do Potencial e da
de Janeiro - RJ / 2017.  Excelência humana.
Curso prático e multidisciplinar em Hipnose com Jhota Junior – Sociedade Hipnótica - Brasília - DF / Visualizar meu perfil completo
2017. 
Curso de Hipnose Rápida e Clínica com Lucas Naves – Hipnose Institute - Manaus - AM / 2017.
Curso de Hipnose Prática e Clínica com Guilherme Alves – Hipnose Institute - Manaus - AM-2017.
Curso de Hipnose na aprendizagem acelerada Com Fábio Augusto Carvalho
Basic- Advanced Hypnotism Training - Omni Hypnosis Training Center - São Paulo - /SP / 2015.
Rapid Inductions Training – Omni Hypnosis Training Center - Brasília - DF / 2016.
Advanced Trances -  Omni Hypnosis Training Center Brasil/ BARWY UMYSLU. Belo Horizonte - MG /
2016. 
Hypnokids – Omni Hypnosis Training Center Brasil - São Paulo - SP / 2017.
Impromptu Hypnosis Workshop com Anthony Jacquin e Freddy Jacquin – Jacquin Hypnosis Academy /
Hi-Brain Institute. Belo Horizonte - MG / 2017. 
Modern Hypnotism Workshop com Anthony Jacquin e Freddy Jacquin – Jacquin Hypnosis Academy /
Hi-Brain Institute. Belo Horizonte - MG / 2017. 

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 1/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
Master in Hypnotherapy com James Tripp – Hi-Brain Institute. Belo Horizonte - MG / 2017. 
Changework Applications com James Tripp – Hi-Brain Institute. Belo Horizonte - MG / 2017. 
Integrative Hypnosis com Melissa Tiers – Hi-Brain Institute. Belo Horizonte - MG / 2017. 
Practitioner em Sonhos Lúcidos – Omni Hypnosis Trainnig Center/ BARWY UMYSLU. Belo Horizonte -
MG / 2016. 
Practitioner em Programação Neurolinguistica -  Inpnl/Neuro Training Institute. Manaus - AM / 2015.
Curso de Neurolinguistica - Portal Educação
PNL Clínica – Hipnose Institute/ Upper. Manaus - AM / 2017.
Licensed Practitioner of NLP – Sociedade Internacional de PNL – Cláudio Lara. São Paulo - SP/ 2018.
Licensed Master Practitioner of NLP – Sociedade Internacional de PNL - Claúdio Lara. São Paulo - SP /
2018. 
Formação, profissionalização e certificação Internacional em Coaching, Mentoring e Holomentoring
do Sistema ISOR – Instituto Holos
Expedition Coaching Program -  Infini Coaching
Coaching e Formação de times – IEL/AM

Contatos:
Celular/Zap: 092 99186-8862
Facebook: Danilo M. Lemos
Email: danilomlemos@gmail.com

HIPNOSE CLÍNICA MANAUS!

ps: Deixe um comentário!

Por que ser voce mesmo se voce pode ser alguém melhor!?
(Richard Bandler - Co-criador da PNL)

Postado por Danilo M. Lemos às 17:49 3 comentários:

Marcadores: CLÌNICA, COACH, COACHING, HIPNOLOGO, HIPNOSE, HIPNOTERAPIA, HIPNOTISTA, MANAUS

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

WORKSHOP DE HIPNOSE RÁPIDA COM PNL


Em janeiro teremos o Workshop Hipnose Rápida com Pnl. Um curso de Hipnose completo para iniciantes
e estudiosos.
Venha aprender Hipnose de forma rápida e competente!

ESCREVA-SE JÁ!
POUCAS VAGA!

Informações: (092)99186-8862
danilomlemos@gmail.com

https://www.facebook.com/danilom.l1

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 2/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas

Postado por Danilo M. Lemos às 21:15 Nenhum comentário:

Marcadores: curso, HIPNOSE, WORKSHOP

domingo, 13 de novembro de 2016

Lançamento do Instituto Neurogênio em Manaus! Aliando Hipnose,


PNL e aprendizagem acelerada nos seus objetivos e metas!

Instituto Neurogênio!

Bem vindo ao Instituto Neurogênio!

Seus estudos estão atrasados e acumulados? Você tem


dificuldade em se concentrar e memorizar informações?
Se pergunta como irá assimilar as montanhas de
informações que precisa para terminar seus projetos
pessoais ou profissionais?.

Então descubra agora como potencializar suas


capacidades mentais e cognitivas aprendendo a despertar
o seu gênio interior!

Aqui no Instituto Neurogênio você terá acesso a


conteúdos e informações sobre o funcionamento do
cérebro e da mente que irá ajudar você a aprimorar sua
agilidade mental em diversas áreas da sua vida, desde a
pessoal até a profissional.

MISSÃO: Nossa missão é nos torna referência em


Manaus na aprendizagem acelerada e potencializar o
desenvolvimento da excelência humana em diversas áreas
da sua vida.

VISÃO: Nossa visão para chegarmos lá é a utilização de


técnicas e estratégias cognitivas baseadas em estudos e

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 3/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
experimentos científicos sobre o cérebro e a mente
humana.

Para isso, oferecemos a você matérias, artigos, resenhas


de livros, workshops, cursos, vídeos, palestras online,
ebooks que estarão relacionados com o despertar do seu
gênio interior. Estas técnicas e estratégias estão
separadas nos seguintes campos:

Neurociências– ciência que estuda o funcionamento do


cérebro.
Programação Neurolinguistica (PNL)– A arte das
estrategias da aprendizagem dinâmica, ou seja,
aprendendo a usar o seu cérebro.
Hipnose– A hipnose pode auxiliar no progresso nos
estudos e aumentar a chance de aprendizado em cursos e
estudos regulares, bem como na aprovação em concursos.
Sugestologia/Sugestopedia– Técnica de super-
aprendizagem desenvolvida nos anos setenta.
Ginástica Cerebral– Também conhecido como
neuróbica, trata-se de exercitar e fortalecer os neurônios,
potencializando desta forma a cognição.
Memorização– Técnicas Mnemônicas para memorizar
palavras, listas, formulas, eventos e respostas para jamais
esquece-las.
Mapas Mentais e Conceituais– Desenhos coloridos e
ramificados ligados por conceitos e palavras chaves.
Técnicas de otimização dos estudos: Leitura rápida,
flash cards, resumos, esquemas, músicas, auto-hipnose,
metas de estudo, planejamento, ciclo de estudos e muito
mais.
Nutrição Cerebral: os tipos de alimentos que ajudam a
dar uma turbinada no seu cérebro.

Dentro da aplicação das técnicas de Aprendizagem


Acelerada, com foco nos paradigmas do ambiente e
comportamento, estão servindo de referência e guia as
seguintes teorias:

Aprendizagem Significativa;

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 4/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
Teoria das inteligências múltiplas (linguística;
lógico-matemática; cinestésica; musical;
espacial; interpessoal e intrapessoal);
Teoria da inteligência emocional;
Teoria da aprendizagem e desenvolvimento
segundo Piaget;
Teoria da aprendizagem segundo Vigotski.

Seguindo essas teorias como guia na verificação das


técnicas de aprendizagem acelerada teremos um retorno
garantindo e satisfatório no seu processo de
aprendizagem de uma forma dinâmica e rápida,
potencializando desta forma sua capacidade de
assimilação e retenção dos seus estudos e habilidades,
assim como mudanças de crenças limitadoras para
crenças poderosas, garantindo desta forma uma vida de
plena realização e sucesso!

Está tudo dentro da sua mente! Desperte seu


gênio interior!

www.neurogenio.com
Postado por Danilo M. Lemos às 08:15 Nenhum comentário:

Marcadores: Aprendizagem acelerada. concursos publicos manaus, tecnicas de estudo

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Hipnose é usada para tratar de doenças a problemas emocionais

Quando o assunto é hipnose, a imagem que vem à mente da maior parte das pessoas é a de um mágico – ou a
figura de algum sujeito com pinta de charlatão – balançando um relógio na frente de uma “vítima”, que, em um
estado alterado da consciência, revela coisas que não contaria se as perguntas fossem feitas de outro modo.
Nada mais antiquado ou preconceituoso do que tal quadro. Hoje, a técnica serve para aliviar dores do corpo, da
mente e da alma. A hipnose passou por grandes transformações desde a sua popularização por Jean-Martin
Charcot e Sigmund Freud, no final do século 19 e início do século 20. A hipnose moderna é muito diferente da
hipnose de palco, que atua numa relação de poder entre médico e paciente, e não envolve pêndulos nem uma
atmosfera de mistério.

A imagem mística mudou com o trabalho desenvolvido pelo psiquiatra norte-americano Milton Erickson, no final
da década de 1950. Erickson passou a associar a hipnose às psicoterapias de forma bastante diferente da
utilizada até então e criou uma forma inovadora de abordagem, por intermédio de seminários didáticos. “A
hipnose moderna, também chamada de ericksoniana, é uma ferramenta principalmente linguística, uma forma
ampliada de comunicação. Um médico pode usar linguagem hipnótica para conquistar um resultado mais eficaz
com um paciente. Mas a hipnose também é utilizada por outros profissionais em diferentes contextos, como
advogados, professores ou vendedores”, comenta Alexandre Bortoletto, instrutor da Sociedade Brasileira de
Programação Neurolinguística (SBPNL). “Infelizmente, ainda há muito preconceito porque as pessoas associam
hipnose a uma espécie de show de mágica em que a plateia é induzida a fazer o que não quer, como comer uma
cebola achando que é uma maçã ou cacarejar como uma galinha e, em seguida, não se lembrar de nada disso”,
diz o especialista.

Existem pessoas que são muito mais propensas a entrar no estado hipnótico do que outras. “Eticamente, é triste
ver a hipnose ser tratada como uma diversão, porque neste estado a pessoa fica muito vulnerável ao que é dito
a ela e isso pode deixar uma marca no inconsciente que não necessariamente é positiva ou adequada, mas passa
despercebida neste contexto. Acho que mais do que preconceito, existe falta de conhecimento”, ressalta

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 5/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
Luciane Lopes Gerodetti, psicóloga com especialização em hipnose pelo Instituto Milton Erickson, de São Paulo,
e em Eye Movement Desensitization and Reprocessing (EMDR), um tipo de psicoterapia para tratamento de
estresse pós-traumático, pelo EMDR Institute, dos Estados Unidos.

Transe hipnótico

O transe hipnótico nada mais é que um estado alterado de consciência. Entramos em transe várias vezes por
dia. Sabe quando dirigimos até determinado local e, ao chegar lá, não lembramos que caminho fizemos? Ou
quando estamos ouvindo música, o CD acaba e só percebemos o silêncio vários minutos depois? Se você está
lendo essa entrevista e não percebe os ruídos à sua volta, está em transe nesse momento.

As indicações e atuações são amplas. Felizmente, a comunidade médica vem fazendo uso e indicando para as
diferentes questões físicas. Para amenizar dores de forma geral, por exemplo. Antes, claro, deve-se ter um
diagnóstico médico para saber sua causa. A partir disso, a dor pode ser minimizada ou eliminada com a hipnose.
“Para pacientes com câncer, há minimização de efeitos colaterais da quimioterapia. Doenças autoimunes, como
vitiligo, psoríase e artrite, e somatizações, como gastrite nervosa e síndrome do cólon irritável, também obtêm
bons resultados”, garante o psicólogo clínico e especialista em hipnose Odair José Comin, diretor da Delphos
Clínica de Psicologia e Hipnose, de São Paulo.

Luiz Carlos Crozera, psicoterapeuta e diretor do Instituto Brasileiro de Hipnologia e da Sociedade


Iberoamericana de Hipnose Condicionativa, ambos em Jaú (SP), diz que estudos indicam que 90% das doenças
surgem primeiro na mente. “Se a mente cria, a mente cura. E a única forma de chegar até os registros mentais
é por meio da hipnose”, afirma.

Para Leonard F. Verea, fundador da Sociedade Brasileira de Hipnose Clínica e Dinâmica e diretor do Instituto
Verea, de São Paulo, a hipnose funciona como uma espécie de "atalho" para a resolução dos mais diversos males,
sobretudo as dores crônicas e as doenças que podem ter fundo emocional - obesidade, anorexia, bulimia,
enxaqueca, fobias diversas e insônia. “Além disso, auxilia pessoas com dificuldades de aprendizagem, indivíduos
que sofrem de distúrbios sexuais, obesos e dependentes de drogas e álcool”, enumera.“

A hipnose é usada também com sucesso em maternidades europeias e americanas para ajudar no relaxamento
durante o parto. A secretária-executiva Débora*, de 31 anos, de São Paulo, buscou o método como coadjuvante
para um tratamento antiobesidade. “Com a hipnose, pude perceber que extrapolava nos doces quando me
sentia tensa e ansiosa ou encerrava alguma tarefa chata ou estafante”, conta. “A técnica foi fundamental para
que o meu tratamento fosse bem sucedido.”
Emoções
A hipnose trata também:
1Fobias (inclusive a social)
2Mania de roer as unhas e de chupar o dedo
3Timidez e medo de falar em público
4 Estresse pós-traumático e ansiedade
5 Distúrbios do sono, gagueira, enxaqueca e impotência
De acordo com o psicólogo João Batista de Oliveira Filho, diretor do Instituto de Psicologia Crescer, do Rio de
Janeiro, diversas doenças podem ter sua cura intensificada pela hipnose se ela for utilizada junto com o
tratamento médico e psicológico. “Isso acontece porque os sintomas são minimizados”, afirma ele, que está
escrevendo uma tese de mestrado sobre hipnose e emagrecimento. A hipnose também vem sendo usada por
dentistas para diminuir a ansiedade e aumentar a sedação. “Sempre que preciso trabalhar uma crença em nível
mais profundo e com menos resistência do paciente, lanço mão da hipnose”, conta a psicóloga Luciane Lopes
Gerodetti. “A hipnose permite que o sujeito fique mais receptivo a novas percepções sobre algo em sua vida, o
que permite que ele reprocesse algumas questões pessoais com mais facilidade e rapidez, de maneira mais
sadia e positiva. Também é uma técnica útil para buscar memórias que podem explicar e ajudar a resolver
problemas atuais”, afirma.

É por isso que até emoções como inveja, ciúme e raiva podem ser trabalhadas por meio do método. “A hipnose
moderna promove um alinhamento, um equilíbrio entre o consciente e o inconsciente, ou seja, aquilo que
pensamos (e sabemos que pensamos) e o que acontece quando estamos ‘no automático’. Algumas emoções,
como raiva, medo e ciúme, já estão tão condicionadas em nosso comportamento que, quando percebemos, já
estamos imersos nelas: tomamos uma atitude sem pensar se ela é a mais adequada à ocasião. Com a hipnose é
possível atingir o equilíbrio emocional tomando consciência dessas emoções para, assim, ter controle sobre elas
e escolher usá-las quando for realmente necessário”, explica Alexandre Bortoletto. “Com a hipnose é possível
modificar a forma de pensar e, na medida em que isso acontece, mudará também o sentimento atrelado a esse
pensamento. Durante o transe, damos sugestões, munindo o paciente com novos conteúdos, para que ele possa
se autoconhecer, ressignificar e se conduzir para uma forma saudável de pensar e sentir”, completa o psicólogo
Odair José Comin.

Estresse

O maior mal da civilização moderna – o estresse – também pode ser transformado. Há o estresse positivo, aquele
que motiva, que nos faz proativos; e o ruim, patológico, que faz mal. Por meio da hipnose, é possível equilibrar
os dois tipos. No tratamento com hipnoterapia, é importante a conscientização do ambiente que rodeia o
paciente, identificando quais são os fatores estressantes. O trabalho pode iniciar com um relaxamento, pois
normalmente existem tensão e ansiedade envolvidas, e por isso relaxar é imprescindível. A partir daí, começa-
se um tratamento mais efetivo de mudança de hábitos, mudança de resposta aos diferentes estímulos externos
e internos. Há a percepção da possibilidade de uma melhor qualidade de vida, pois o método traz para o dia a
dia do paciente um equilíbrio entre vida pessoal e profissional, entre atividade e inatividade, trabalho e
descanso.

E desde que a pessoa esteja disposta a mudar, a hipnose pode ajudar a curar transtornos obsessivos compulsivos
(TOCs) e tabagismo. “As obsessões são pensamentos ou imagens que aparecem de forma repetida e

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 6/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
persistentemente. Causam dor e sofrimento intenso, pois o indivíduo não consegue ter controle. A compulsão
vem do ato, ou seja, na medida em que se tem um pensamento repetitivo de que as mãos estão sujas
(obsessão), lava-se várias vezes ao dia (compulsão)”, explica Odair. Com a hipnose, é possível ressignificar
aprendizagens passadas, mudando a forma de pensar, e descobrir em que momento teve início e por que
aconteceu. “Fazemos o paciente perceber que já não existe mais a necessidade da compulsão, e que ele pode
ter o controle de seus pensamentos, além de ensiná-lo aprendizagens no presente que possibilitarão a mudança,
com liberdade de pensamento e ação no futuro.

Já o cigarro causa dependência tanto física quanto psíquica, por isso o tratamento deve levar em conta esses
dois aspectos, além de descobrir as razões de a pessoa fumar e, da mesma forma, o que a motiva a parar. “Já
havia tentado parar de fumar cinco vezes, até que li em uma revista sobre o uso da hipnose para essa
finalidade. Não é que deu certo? É claro que tive força de vontade, mas com a hipnose notei que usava o cigarro
como uma muleta social, para me sentir desinibida. Recomendo”, atesta a professora carioca Cláudia Pereira,
de 33 anos.

Fonte: http://mulher.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2010/07/28/hipnose-e-usada-para-tratar-
de-doencas-a-problemas-emocionais.htm

Postado por Danilo M. Lemos às 18:43 5 comentários:

Marcadores: emocional, estresse. fobias

terça-feira, 9 de julho de 2013

Personagens globais usam a hipnose como estímulo de memória!

Amada pelo grande público as novelas são uma espécie de espelhos da vida real que hora ou outra trazem à
tona assuntos, polêmicos ou não, que na maioria das vezes passariam completamente despercebidos pela massa
em geral. Assuntos sociais, econômicos, culturais e medicinais são diariamente interpretados por grandes
mestres da dramaturgia, como a hipnose clínica, por exemplo, que entrou em pauta na ultima semana no
folhetim do horário nobre, “Amor à Vida”. A novela, que tem como cenário principal um hospital escolheu a
hipnoterapia como tratamento alternativo no processo de recuperação de memória do personagem Atílio (Luis
Melo), que após acidente provocado por Felix (Mateus Solano) teve parte de suas lembranças esquecidas. Na
cena, Renan (Álamo Facó) destaca a hipnoterapia como o método mais rápido eficaz para o combate da
amnésia.

A opção do psicólogo fictício é justificada na vida real pela psicóloga Miriam Farias, que classifica o quadro de
Atílio como um tipo de estresse pós-traumático, sendo a hipnose clínica realmente o tratamento mais adequado
e rápido. “O estresse pós-traumático ocorre quando a pessoa passa por alguma situação traumática em que
coloque em risco ou perigo a sua própria vida, quando vivencia alguma cena real, ou mesmo um relato de uma
situação traumática com a presença de muito medo ou pavor”, explica Miriam, ressaltando que a perda de
memória acontece nesses casos por conta de uma evitação, por parte do individuo, do fato ocorrido. “Isso se dá
porque ele sente como se estivesse experimentando a situação outra vez. Ocorrem flashes com a presença de
pensamentos invasivos e lembranças persistentes, muitos sonhos e até pesadelos levando o paciente a reviver a
experiência traumática”, complementa.

Miriam explica ainda, que embora já aceita e muito utilizada, mitos ainda cercam essa prática. Um forte
exemplo é o pensamento popular de que estar hipnotizado significa estar inconsciente. Na verdade, o transe
hipnótico é caracterizado por uma dissociação consciente/inconsciente, onde a consciência está presente para
participar no processo de cura. “Quando a pessoa está hipnotizada ela não perde a sua capacidade de
raciocinar. Pelo contrário. Ela consegue resolver problemas complexos, fazer improvisos e ainda manter uma
capacidade crítica sobre o que lhe está sendo sugerido”, conta a psicóloga, que faz questão de tranquilizar seus
pacientes: “Não há nada a temer, porque a hipnose é um processo completamente seguro quando é usada
profissionalmente. O relaxamento que você vai experimentar será agradável e regenerador”.

A Hipnose clinica é uma pratica milenar, e segundo análise publicada na revista American Health Magazine, a
recuperação acontece em 93% dos casos, num período de um mês e meio. Enquanto a psicanálise resolve 38%
dos casos em cerca de 11 anos e a terapia comportamental 72%, em aproximadamente seis meses. Na medicina
ela irá auxiliar os tratamentos de psiquiatria, anestesia e cirurgia, doenças psicossomáticas, ginecologia e
obstetrícia, controle de sangramento, tratamento de queimaduras, dermatologia, pediatria (enurese noturna,
pesadelos, timidez e inadaptação), controle da dor, controle de vícios. Já na psicologia seu uso abrange males
mais comuns, como: tabagismo, emagrecimento, fobias, depressão, ansiedade, problemas sexuais, alcoolismo,
problemas de fala, terapia de regressão de idade, dores crônicas, autoestima e fortalecimento do ego e
melhoras na concentração ou memória.

O FLUMINENSE

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 7/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
fonte: http://www.ofluminense.com.br/editorias/cultura-e-lazer/plantao/personagens-globais-usam-
hipnose-como-estimulo-de-memoria

Postado por Danilo M. Lemos às 16:15 Nenhum comentário:

Marcadores: HIPNOSE, MEMORIA

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

O DNA humano é uma Internet biológica.

O DNA humano é uma Internet biológica e superior em muitos


aspectos a uma rede artificial.

A mais recente pesquisa científica russa, direta ou indiretamente, explica fenômenos como a clarividência, a
intuição espontânea e atos remotos de cura, auto-cura, as técnicas de afirmação vocal (decretos), a luz incomum /
aura em torno de pessoas, influência da mente/pensamentos sobre padrões climáticos, e muito mais.

Além disso, há evidências de um novo tipo de medicina nas quais o DNA pode ser influenciado e reprogramado por
palavras e freqüências/som (O Verbo) SEM remover e substituir um único gene, ou sem a prática da medicina
invasiva convencional.

Apenas 10% do nosso DNA está sendo usado para construir proteínas.

É este subconjunto do DNA que é do interesse dos pesquisadores ocidentais e está sendo examinado e
categorizado. Os outros 90% são considerados "DNA lixo". Os investigadores russos, no entanto, convencidos de
que a natureza não era estúpida (como os cientistas conseguem ser na maioria das vezes), se juntaram a lingüistas
e geneticistas em uma aventura para explorar os 90% do assim chamado "DNA lixo". Seus resultados, descobertas
e conclusões são simplesmente revolucionários!

Segundo eles, nosso DNA não é apenas responsável pela construção do nosso corpo, mas também serve como
armazenamento de dados e de comunicação. Os lingüistas Russos compreenderam que o código genético,
especialmente nos 90% aparentemente inúteis, seguem as mesmas regras que todas as nossas linguagens
humanas. Para este fim, eles compararam as regras da sintaxe (a forma em que as palavras são unidas para formar
frases e sentenças), a semântica (o estudo do significado nas formas de linguagem) e as regras básicas da
gramática.

Eles descobriram que os alcalinos de nosso DNA seguem uma gramática regular e estabelecem regras como as
nossas linguagens. Assim as linguagens humanas não surgiram coincidentemente, são um reflexo (efeito) do nosso
DNA inerente. O biofísico russo e biólogo molecular Pjotr Garjajev e seus colegas exploraram também o
comportamento vibracional do DNA.

O resultado foi: "Cromossomos vivos funcionam como solitônicas / computadores holográficos que usam a
irradiação Laser do DNA endógeno". Isso significa que eles conseguiram, por exemplo, modular a freqüência de
certos padrões em um raio laser e com isso influenciar a freqüência do DNA e, assim, a própria informação
genética. Desde que a estrutura básica dos pares alcalinos do DNA e da linguagem (como explicado anteriormente)
são da mesma estrutura, nenhuma decodificação do DNA é necessária.

Pode-se simplesmente usar palavras e sentenças da linguagem humana! Isto, também, foi provado
experimentalmente! A Substância viva (DNA no tecido vivo, não in vitro), sempre reagirá aos raios laser
modulados na linguagem e até às ondas do rádio, se as freqüências apropriadas estiverem sendo usadas.

Isso explica finalmente e cientificamente por que as afirmações, ORAÇÕES, os decretos, recitação de mantras, o
treinamento autógeno, HIPNOSE e similares podem ter efeitos tão fortes nos seres humanos e em seus corpos. É
perfeitamente normal e natural para o nosso DNA reagir à linguagem humana (o poder do Verbo). Enquanto os
pesquisadores ocidentais cortam genes simples das fibras do DNA e inserem-nos em outra parte, os Russos
trabalharam entusiasticamente nos artifícios que podem influenciar o metabolismo celular através das adequadas
freqüências moduladas de rádio e luz e assim reparar defeitos genéticos.

Pjotr Garjajev e seu grupo de pesquisa conseguiu provar que com este método cromossomos danificados por raios-

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 8/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
x, por exemplo, podem ser reparados. Eles capturaram padrões de informação de um DNA particular e os
transmitiram para outro, reprogramando assim as células para outro genoma. Assim eles transformaram com
êxito, por exemplo, embriões da rã para embriões de salamandra, simplesmente ao transmitirem os padrões de
informação do DNA! Desta forma, toda a informação foi transmitida sem quaisquer dos efeitos secundários ou
desarmonias encontrados quando se extrai "cirurgicamente" e se reintroduz genes simples do DNA. Isto representa
uma revolução inacreditável e uma transformação mundial e sensacional! Tudo isto pela simples aplicação da
vibração e da linguagem em vez do procedimento de corte cirúrgico arcaico!(dissecação).

Este experimento demonstra o poder imenso da genética, que obviamente tem uma influência maior na formação
dos organismos do que os processos bioquímicos das seqüências alcalinas.

Fonte: http://mickbernard.blogspot.com.br/2012/09/o-dna-humano-e-uma-internet-biologica.html?
utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+ObservatorioCosmico+%28Observat%
C3%B3rio+C%C3%B3smico%29

Postado por Danilo M. Lemos às 17:42 Nenhum comentário:

Marcadores: AMAZONAS, DNA, HIPNOLOGO, HIPNOSE, LINGUAGEM, MANAUS

sábado, 10 de novembro de 2012

HIPNOSE: O PODER ELÁSTICO DO CÉREBRO


A plasticidade do cérebro e outras possibilidades por meio da hipnose moderna trazem um novo caminho para o
psicólogo e outros profissionais da saúde, com resultados comprovados e eficazes

Por Alexandre Bortoletto

A hipnose é definida como um estado alterado de consciência ampliada, em que o sujeito permanece acordado
todo o tempo, experimentando sensações, sentimentos, talvez tendo imagens, regressões, anestesia, analgesias
e outros fenômenos enquanto está nesse estado. Assim, poucas palavras têm o poder de despertar reações tão
hipnóticas quanto o próprio termo hipnose. A prática moderna da hipnose se estende atualmente por diversas
áreas, como a Medicina, a Odontologia e a Psicologia. Podemos afirmar que a sua utilização se encontra
presente em toda história da humanidade. Os acontecimentos chamados hipnóticos fazem parte da vida dos
seres humanos continuamente. Todos os dias e a cada instante estamos embutidos nesse chamado “estado
alterado de consciência”. 

Algumas pessoas a consideram um embuste ou algo que só serve para fazer com que alguém tenha ações
específicas: agir como animais ou provar alimentos picantes. Há quem acredite que cura todos os tipos de
patologias e há aqueles que a acham tão perigosa que deveria ser completamente abandonada.

Imag
ens:
Shutters
tock e
arquivo
Ciência
e Vida
Alguns
acredita
m que a
hipnose
cura
todos os
tipos de
patologi
as e há
quem
ache
que só
serve
para
fazer
com que
certas
pessoas
tenham
ações
específic
as, como
provar
alimento
s
picantes

O Dr. Milton Erickson estudou profundamente a hipnose e seus fenômenos durante toda sua vida, demonstrando-
a como um fenômeno natural da mente humana, bem como sua existência e efeitos no cotidiano. Uma das suas
contribuições para a Psicologia foi o conceito de utilização da realidade individual do paciente, a terapia

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 9/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
naturalista, as diferentes formas de comunicação indireta, a técnica de confusão e de entremear. Dessa forma,
o legado do Dr. Erickson contribuiu para diversas escolas e campos de conhecimento que tratam da relação
entre cognição, comportamento e atividade do sistema nervoso em condições normais ou patológicas, como o
caso da própria neuropsicologia, que tem caráter multidisciplinar e apoio na Anatomia, Fisiologia, Neurologia,
Psicologia, Psiquiatria e Etologia, entre outras ciências. Assim, a questão que fica: seria possível promover a
reabilitação neuropsicológica pelo princípio da plasticidade cerebral através das ferramentas de hipnose?

A prática moderna da hipnose se estende atualmente por diversas áreas, como a Medicina, a Odontologia e
a Psicologia

A melhor resposta pode ser descrita pelo próprio Milton Erickson, ele mesmo acometido pela poliomielite e suas
consequências que o acompanharam durante a vida. Dr. Erickson, em muitos de seus artigos, livros e seminários
didáticos, relatava que usava o próprio transe hipnótico como uma forma de manter um estado adequado, sem
dor e, consequentemente, viver melhor. Dessa forma, percebemos a auto-hipnose como uma ferramenta
importante nessa intervenção cerebral.

Imag
ens:
Shutters
tock e
arquivo
Ciência
e Vida
Nos
program
as de
reabilita
ção com
hipnose,
é
comum
a
utilizaçã
o de
diferent
es
técnicas
com
cada
tipo de
paciente
, como
atendim
ento
individu
al e em
grupo, e
até
orientaç
ão e
replanej
amento
vocacion
al

Pesquisas recentes

As pesquisas atuais estão avançando no sentido de aprofundar os conhecimentos sobre os mecanismos de


recuperação funcional, bem como sobre os fatores relacionados às variações interindividuais. Novas abordagens
quanto aos dados empíricos permitem delinear uma nova visão do sistema nervoso como um órgão dinâmico,
constituindo uma unidade funcional com o corpo e o ambiente.

Atualmente, quando se fala em reabilitação neuropsicológica, devemos pensar que existem técnicas de
reabilitação que podem atuar em níveis diferentes, como o treino cognitivo que trabalha a restauração da
função, as estratégias compensatórias (internas ou externas), que atuam no nível da atividade, e participação
social, com o intuito de tornar o indivíduo mais participativo. Além disso, é comum nos programas de
reabilitação a utilização de diferentes técnicas com cada tipo de paciente, como atendimento individual e em
grupo, psicoterapia para ampliação da percepção e aceitação dos déficits, orientação e replanejamento
vocacional. O profissional em reabilitação tem de buscar algo que vá ao encontro das necessidades de cada
paciente e o contexto biopsicossocial no qual está inserido. 

Partindo do pressuposto de que existem diversas técnicas de reabilitação, o interessante é realizar uma
discussão sobre o uso da hipnose enquanto ferramenta em reabilitação neuropsicológica, especificamente
atuando em neuroplasticidade.

A plasticidade cerebral pode ser definida como uma mudança adaptativa na estrutura e função do sistema
nervoso que ocorre em qualquer fase do desenvolvimento, como funções de interação com o meio ambiente
interno e externo, ou ainda como resultante de lesões que afetam o ambiente neuronal. Além disso, a
plasticidade cerebral constitui-se de um processo dinâmico, em que se relacionam as estruturas e suas funções,
proporcionando respostas adaptativas que são impulsionadas por desafios do meio ou alguma lesão, se
mantendo ativa, em diferentes graus, durante toda a vida inclusive na velhice. 

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 10/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
Imagens: Shutterstock e arquivo Ciência e Vida 
Doutor Hipnose
A hipnose passou por grandes transformações, desde a sua popularização por Jean-Martin Charcot e Sigmund
Freud, no início do século XX. Atualmente, a denominada hipnose moderna não atua mais numa relação de
poder entre médico e paciente. No final da década de 1950, o psiquiatra norte-americano Milton Erickson
desenvolveu um trabalho em que associava a hipnose às psicoterapias de forma bastante diferente da utilizada
até então. Erickson analisava os sintomas e buscava desvendar a maneira com que o paciente causava problema
a si mesmo. Paraplégico devido à poliomielite, foi muito bem-sucedido ao longo de sua carreira e tornou-se
conhecido como “Dr. Hipnose”. O psiquiatra fundou e presidiu a American Society of Clinical Hypnosis e também
a revista American Journal of Clinical Hypnosis.

Os neurocientistas constataram que o grau de neuroplasticidade varia conforme a idade do indivíduo. Como
exemplo, durante o desenvolvimento ontogenético, o sistema nervoso é mais plástico. Essa é a fase da vida do
indivíduo onde tudo se constrói e se molda de acordo com o genoma e as influências do ambiente. Porém,
mesmo durante o desenvolvimento, existe uma fase de maior plasticidade denominada período crítico, na qual
o sistema nervoso é mais suscetível às transformações provocadas pelo meio ambiente externo. Após o
organismo ultrapassar essa fase e atingir a maturidade, sua capacidade plástica diminui, se modifica, mas não
se extingue. Há várias formas de neuroplasticidade, como: regeneração, plasticidade axônica, plasticidade
sináptica, plasticidade dendrítica e plasticidade somática.

Para pensar no poder elástico do cérebro e relacionar com a hipnose moderna empregada pelo Dr. Milton
Erickson é necessário verificar, dentro da própria vida deste, uma similaridade curativa, onde essa
neuroplasticidade desempenhou um papel de reestruturação nele mesmo, como descrito acima.
Nessa inter-relação sistêmica, entre corpo e ambiente, podemos estabelecer uma percepção avançada ao ver
que Dr. Erickson, por si mesmo, desenvolveu um tipo especial de concentração mental para qualquer movimento
mínimo, refazendo mentalmente cada movimento repetidas vezes, de forma a fazer uma nova ligação de
aprendizado entre os fatores pensantes da sua subjetividade e a reação física dos movimentos. A comprovação
dessa prática fora descrita nos artigos médicos acadêmicos que ele havia escrito. Outras enfermidades também
acompanharam a vida de Erickson, como o daltonismo e a deficiência auditiva, podendo parecer para qualquer
pessoa como problemas ou grandes dificuldades para viver. Mas Dr. Erickson descreveu e utilizou destas os seus
próprios recursos para desenvolver uma abordagem terapêutica que se tornou reconhecida pela eficácia e
elegância de aplicação, utilização e resultados imediatos, além da reabilitação neuropsicológica
autoapresentada.

Erickson estudou profundamente a hipnose e seus fenômenos durante toda sua vida, demonstrando-a como
um fenômeno natural

SABER MAIS
Metáforas: uma loja de presentes
Metáfora vem do grego metaphorá, que significa meta (“além”) mais phorein (“transportar de um lugar para outro”). A
metáfora é mais conhecida como uma figura de linguagem através da qual descrevemos uma coisa em termos de outra,
como na famosa frase de Shakespeare em Romeu e Julieta: “Julieta é o sol”. A metáfora está intensamente, embora
imperceptível, presente em tudo, desde a economia e a propaganda até a política e os negócios, na ciência e na Psicologia,
ou seja, vivemos em um mundo repleto de símbolos e linguagem metafórica.
Uma parte interessante do poder transformador da metáfora é sua presença nas fábulas, parábolas e histórias infantis de
todo mundo. Dessa forma, ao contar para as crianças uma metáfora, estamos criando, através de suas próprias
representações internas, uma semente de mudança, onde os recursos admirados dos personagens e heróis, como coragem,
força, determinação, paciência, entre outros, podem favorecer em muito o processo de a criança lidar com o medo, a
timidez, a frustração e a superação de obstáculos no desenvolvimento infantil. Assim, podemos dizer que quando contamos
uma metáfora para nossos filhos e eles ficam focados e absorvidos pelo encanto da história, estamos sendo ótimos
hipnotistas.
As brincadeiras, os jogos, os desenhos e várias outras atividades infantis e de adolescentes funcionam como metáforas que
facilitam o processo de mudança e aprendizagem. Uma verdadeira loja de presentes para o inconsciente e o processo
hipnótico.

Imagens: Shutterstock e arquivo Ciência e Vida


O grau de neuroplasticidade varia conforme a idade do indivíduo. Durante o desenvolvimento ontogenético, por exemplo, o sistema nervoso é
mais plástico e mais suscetível às transformações do meio ambiente externo

Presente de grego?
A hipnose ericksoniana pode ser vista como um “cavalo de troia”, em que é ofertado um presente disfarçado ao
sujeito, no qual este, nessa condição, recebe e se faz elaborar internamente questões e ensaios, como uma
espécie de trabalho que nasce de dentro, recuperando neurônios ao gerar a plasticidade cerebral necessária
para a reabilitação funcional. Através da própria sugestão (auto-hipnose) ou ao induzir pacientes pelo
instrumento da hipnose, podemos criar novas representações subjetivas, novas ressignificações e novas
conexões; dessa forma, manter um ambiente interno capaz de promover mudanças ou simplesmente ajudar o
sujeito a encontrar recursos internos para auxílio na reabilitação neuropsicológica.

Uma das formas de aplicação da hipnose elaborada pelo Dr. Erickson está na maestria da utilização da
linguagem analógica, por comparação, em que as metáforas, alegorias e anedotas faziam um papel desse
“cavalo de troia” mencionado anteriormente, um disfarce linguístico na condução do transe hipnótico.

Ao observar a forma de trabalho hipnótico do Dr. Erickson, pode-se perceber a clara intenção de ofertar
presentes linguísticos ao inconsciente do sujeito hipnotizado. Quando Erickson contava a um paciente sobre o
caso de outro paciente, na verdade sua intenção esperada seria que o próprio paciente fizesse a relação com
sua história de vida. Se o relato tivesse uma solução ou alternativa para um problema que estava sendo
trabalhado, o paciente encontraria relações com esse fato, se comparando ao mesmo e encontrando na sua
própria história recursos internos para enfrentamento da situação problema.

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 11/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
Para ilustrar tal metodologia, podemos citar Rosen (1982), em que o Dr. Erickson utilizava uma passagem de sua
própria história, quando criança, com a intenção de estabelecer vínculo com o paciente e permitir que o mesmo
falasse de seu problema, com confiança e assertividade necessárias. “É... você sabe, bom... vou iniciar nossa
sessão contando um trecho interessante da minha vida... foi assim: ...muita gente estava preocupada comigo
porque eu já tinha quatro anos de idade e ainda não falava e uma irmãzinha minha, dois anos mais nova, já
falava, e continua falando, mas até agora não disse quase nada. E... muitos ficavam aflitos porque eu era um
menino de quatro anos que não podia falar... Minha mãe dizia confiante: ‘vai falar quando chegar a hora’”
(ROSEN, 1982, p. 67).

Novas abordagens quanto aos dados empíricos permitem delinear uma nova visão do sistema nervoso como
um órgão dinâmico

Dessa forma, o paciente poderia elaborar o melhor momento para falar com confiança. Como Rosen (1982)
menciona, nesse exemplo se destaca a convicção do Dr. Erickson de que se pode confiar que a mente
inconsciente terá as respostas certas no momento oportuno. E, se essa história fosse contada a um paciente que
começa a experimentar o transe hipnótico, poderia tranquilizá-lo no sentido de que pode aguardar, sem
preocupações, até que apareça o impulso para falar algo relevante, ou até que possa revelar, de uma maneira
não verbal, as suas mensagens inconscientes.
Ao pensar dessa forma, poderíamos trazer a seguinte questão: “O que aconteceria se fosse dada uma relação
metafórica para um paciente em reabilitação neuropsicológica de que outra pessoa conseguiu resultados
importantes com determinado pensamento ou atividade?”. Se a metodologia e ferramentas aplicadas pelo Dr.
Erickson estiverem certas, a reabilitação neuropsicológica estaria sendo auxiliada pela linguagem e
comunicação do psicoterapeuta, favorecendo assim a neuroplasticidade e provável recuperação de um paciente.

Ao tratarmos de conhecimento científico, é necessário enfatizarmos que este pode criar paradigmas, conceitos
e visões referentes ao mundo, à maneira como encaramos a nós mesmos, nosso cérebro e as relações externas
que nos cercam. A ciência cria modelos teóricos com suas visões sobre como operamos no mundo,
desenvolvemos nossa personalidade, construímos nossa subjetividade e o modo como nosso cérebro se
desenvolve e se adapta. Tais modelos teóricos estão em constantes mudanças e recriações.

É justamente nesse ponto que se concebe que o legado de Erickson consiste prioritariamente em um presente
de grego, na medida em que convida seus interlocutores às transformações profundas não apenas em suas
formas de abordagem terapêutica, mas também a uma revisão crítica de todos os momentos e situações onde o
conhecimento se constrói.

O profissional em reabilitação tem de buscar algo que vá ao encontro das necessidades de cada paciente

Imag
ens:
Shutters
tock e
arquivo
Ciência
e Vida
Através
da
própria
sugestão
(auto-
hipnose)
ou ao
induzir
paciente
s pelo
instrume
nto da
hipnose,
podemos
criar
novas
represen
tações
subjetiv
as,
novas
ressignif
icações
e novas
conexõe
s

Papel do terapeuta
 
Em Psicologia, podemos levar esse conhecimento a novos caminhos, indo além de simples acolhimentos a
pacientes com lesões funcionais, mas podendo influenciar positivamente na reconstrução e reabilitação do
sujeito atendido.

O papel do psicólogo como profissional deve carregar um arquétipo de curador, em que sua figura traz conforto,
aceitação e, principalmente, a esperança de recuperação. Neste momento, fica a importância de esse
profissional perceber que o ser humano é constituído pelo princípio do biológico, psicológico e social.
Naturalmente, através da constante pesquisa e desenvolvimento de novas técnicas, nós, os psicólogos, podemos

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 12/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
agregar mais e ajudar outros profissionais da área médica na recuperação de pacientes com lesões
neuropsicológicas.

Hipnose: uma história


Ao longo da história, pode-se
perceber três momentos
distintos no desenvolvimento
da hipnose. Primeiramente, a
hipnose foi a forma mais
antiga de cura utilizada pelos
sacerdotes. Não era usada nos
termos formais, mas
utilizavam-se processos e
procedimentos hipnóticos,
como os rituais para a cura de
dores e doenças. Já em seu
segundo momento, Franz
Anton Mesmer (1734- 1815),
médico austríaco do século
XVIII, interessado no
magnetismo animal que seria
responsável pela cura de
dores e doenças e na
influência dos corpos celestes,
iniciou os seus estudos. O
terceiro momento é conhecido
como hipnose moderna,
desenvolvida por Milton
Erickson (1901-1980),
psiquiatra americano que
expandiu e reformulou a
forma de se compreender a
hipnose, suas utilizações e a
maneira de trabalhar seus
fenômenos.

Quando consideramos a hipnose como instrumento ou simplesmente como uma forma de comunicação, abre-se
a escolha para todas as linhas terapêuticas, seja comportamental, humanista, psicanalista ou cognitiva.
Partimos do pressuposto de que, para atuar, o psicólogo precisa se comunicar e comunicação é redundância,
sempre estamos comunicando algo. A hipnose moderna, termo considerado após Erickson, é uma forma de
comunicação elegante, às vezes formalmente, com os olhos fechados em profundo estado alterado de
consciência ou simplesmente de forma coloquial, como uma conversa, ao contar uma história ou relatar um
fato, pode trazer dentro desse conto uma semente de mudança em reabilitação. O poder elástico do cérebro,
sua plasticidade e outras possibilidades através da hipnose moderna trazem um novo caminho para o psicólogo e
outros profissionais da saúde, com resultados comprovados e eficazes. Ignorar esse conhecimento pode
significar ignorar as próprias condições do ser humano e do profissional psicólogo, onde a curiosidade por novas
descobertas trará novos resultados no futuro.

As
metáfor
as,
alegoria
se
anedota
s têm
um
papel
importa
nte e
servem
como
um
disfarce
linguísti
co na
conduçã
o do
transe
hipnótic
o,
permitin
do o
estabele
cimento
de um
vínculo
com o
paciente

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 13/14
14/04/2018 Hipnose para melhorar a sua vida! Manaus-Amazonas
 
REFERÊNCIAS
ANDRADE, M. V., SANTOS, F. H., BUENO, F. A. O. Neuropsicologia hoje. São Paulo: Editora Artes Médicas, 2004.
BAUER, S. Manual de Hipnoterapia Ericksoniana, 1ª ed., Belo Horizonte: Editora Wak, 2010.
HAASE, V. G., LACERDA, S. S. Neuroplasticidade, variação interindividual e recuperação funcional em Neuropsicologia - temas em Psicologia
da SBP, Belo Horizonte, v. 12, no 1, 28-42, 2004.
MELLO, C. B., MIRANDA, M.C. MUSKAT, M. Neuropsicologia do desenvolvimento - conceitos e abordagens. São Paulo: Editora Memnon, 2005.
NEUBERN, M. S. Milton H. Erickson e o cavalo de troia: a terapia não convencional no cenário da crise dos paradigmas em Psicologia Clínica.
Porto Alegre: Psicol. Reflex. Crit., v. 15, no 2, 2002.
ROSEN, S. Minha voz irá contigo, 2ª ed., Campinas, SP: Editora Psy, 1982.

Alexandre Bortoletto é psicólogo e instrutor da SBPNL – Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística. Atua como psicoterapeuta,
hipnoterapeuta e professor de cursos na área de desenvolvimento de competências. Contato: www.alexandrebortoletto.com / email:
contact@alexandrebortoletto.com

FONTE: http://psiquecienciaevida.uol.com.br/ESPS/Edicoes/83/artigo272975-1.asp

Postado por Danilo M. Lemos às 11:23 Nenhum comentário:

Página inicial Postagens mais antigas

Assinar: Postagens (Atom)

Tema Viagem. Tecnologia do Blogger.

http://hipnosemanaus.blogspot.com.br/ 14/14