Você está na página 1de 15

Samuel Marques Sanches

Rua Miguel Ferragut, 140


Vinhedo / SP - 13289-447
(11) 96452-2329
samuelms00@gmail.com

Terceira Igreja Presbiteriana Conservadora de Guarulhos


Apocalipse 4-7
Um Trono, Um Cordeiro, Quatro Cavaleiros e a História nossa de cada Dia
Uma perspectiva da história cósmica revelada no livro do Apocalipse

Introdução:

“O que a história conta não passa do longo sonho, do pesadelo espesso e confuso
da humanidade.” Arthur Schopenhauer

Essa percepção da história, relatada na frase do filósofo ateu Arthur Schopenhauer, revela o
que boa parte das pessoas pensa sobre ela. Pensar sobre História não é refletir apenas sobre
aquela matéria escolar que muitos julgam enfadonha. História é a manifestação da realidade em sim
– passado, presente e futuro. Nosso pensamento a respeito da história e da realidade que nos
cerca determina nossas ações e é sobre esse alicerce histórico que nossa vida é construída. Por
isso, meu objetivo é pensar na qualidade das nossas bases, pois nós fomos criados na História, mas
fomos criados para Eternidade;

Antes de tudo, é preciso constatar que A HISTÓRIA e a REALIDADE não são o que vemos na
timeline do nosso FACEBOOK, também não é o que assistimos no JORNAL NACIONAL. A
verdadeira história não está na mídia. A única fonte confiável para retratar a história e a realidade
é a Escritura. Muitas pessoas olham para Bíblia como um livro religioso, mas não é isso que ele
propõe. Ele propõe exatamente a correta e verdadeira história da humanidade e do universo e
qual lugar cada ser vivo e acontecimento dentro da composição histórica.

Existem duas visões, dois pensamentos ou duas interpretações do nosso tempo que influenciam
fortemente nossa perspectiva da realidade e que estão em desacordo com as Escrituras. Essas
interpretações históricas são profundamente prejudiciais a nós e a nossa fé.

A primeira visão é do existencialismo. Ela está refletida na frase do filósofo Arthur


Schopenhauer, apesar de ser mais desenvolvida e capilarizada no pensamento ocidental bem
depois. Historicamente, essa visão atingiu seu ápice logo depois da Segunda Guerra Mundial, e
depois disso, passou-se a acreditar que não existe qualquer sentido na história. A partir
dessa visão, muitas pessoas desenvolveram um pessimismo ao olhar para nosso tempo e passaram
a interpretar toda a história da humanidade sob essa perspectiva: de quem não existe razão,
não existe progresso, não existe nada de organização e não existe nada de positivo
além da nossa própria existência.
2

Quem gosta de ouvir Belchior, se lembra daquele trecho da canção “Apenas um Rapaz Latino
Americano”:

“Mas não se preocupe com os horrores que eu lhe digo. Isso é somente uma
canção, a vida é muito pior”

Esses pensadores fizeram muito sucesso e sua visão se espalhou pela literatura e pelas escolas
como um vírus. Tanto é que em 1947, o escritor e filósofo Albert Camus escreveu sua obra mais
importante, apenas dois anos do fim da Segunda Guerra. O livro “A Peste” conta a história de um
grupo de homens da classe trabalhadora que luta para sobreviver à Peste bubônica causada pela
infestação de ratos. Um médico e um grupo de pessoas lutam com coragem para controlar e
vencer a doença. Apesar de todo o esforço empreendido, das relações que nascem dessa luta pela
sobrevivência e diversas manifestações de valores sociais e humanos, no final do livro, o médico
diz: “É apenas uma questão de tempo, os ratos voltarão.” Na opinião de diversos críticos, Camus
escreveu uma metáfora da guerra e ao olhar para a queda de Hitler, a reflexão que ele faz, é de
desilusão. Outros Hitlers aparecerão, outras guerras virão.

Nessa visão, ainda desaparece o sentido de coletividade, de irmandade de grupo, de


sociedade e somos jogados no mundo pelo acaso para viver e morrer em solidão.

Um “pensador” que está na moda diz o seguinte:


Somos sozinhos e morreremos sozinhos. Somos absolutamente irrelevantes diante
do Universo.

Leandro Karnal

Embora essa visão tenha sido formada por ateus, essa perspectiva contaminou nossa cosmovisão.

Você identifica esse pensamento em pessoas que acordam pela manhã completamente
desanimadas da rotina que precisam enfrentar porque não conseguem encontrar um sentido em
trabalhar e estudar a não ser pagar as contas. Temos que admitir que, muitos de nós, de todas as
idades, somos vítimas da ansiedade. Nossa mente é inundada de notícias que lemos no facebook
ou vemos na televisão e elas são apresentadas de maneira desconexa. Ao mesmo tempo que você
vê um vídeo de uma criança ferida na guerra da síria, você se depara com um comercial da
NIKE sobre a Copa do Mundo. O William Bonner está noticiando mais uma ameaça do
Donald Trump a Córeia e vice-versa quando a companheira de bancada dele, anuncia os Gols do
seu time.

Essa falta de conexão e lógica nos acontecimentos é o que nos leva ao mesmo desespero e
depressão que esse pensamento existencialista trouxe ao mundo, e mesmo que nós acreditemos
em Deus, olhando sob essa perspectiva não conseguimos enxergar os sinais Dele na história, no
mundo, nem na realidade que nos cerca, nos levando a uma visão pessimista. O teólogo Berkhof
diz o seguinte sobre a visão dos cristãos da realidade que nos cerca:
3

“Está limitando o poder de Cristo à sua relação pessoal com o crente


individualmente, e não vê conexão entre Cristo e eventos seculares, ou entre Cristo
e seu cotidiano.”

Outra visão que prevalece é que a história ou a realidade acontece em ciclos que se repetem. Essa
visão é bem mais antiga e foi desenvolvida no apogeu do pensamento grego, a princípio, por um
filósofo chamado Heródoto e que é considerado o PAI da História, mas ela faz eco em nossos
dias. Karl Marx, que muita gente idolatra dizia que:

“A história se repete. Na primeira vez ela é uma tragédia e na segunda, uma farsa.”

Para os gregos, a vida nesse mundo não tinha sentido a não ser o de viver e reviver períodos que
se repetiam e qualquer experiência espiritual significativo só podia acontecer quando a Alma se
separasse do corpo. O CORPO, nessa visão é uma prisão para a alma.

O problema é que muitos de nós trouxemos esses conceitos para nossa fé e não é raro você
ouvir cristãos que acreditam nisso. Muitos acreditam que esse tempo que vivemos é apenas uma
Sala de ESPERA do céu, como se você tivesse uma senha e estivesse esperando seu nome ser
chamado. Por isso que muitas pessoas, apesar de possuírem um conhecimento da soberania de
Deus, acabam olhando para a vida cotidiana e pensam que aquilo que elas estão vendo é apenas
algo que deve ser TOLERADO enquanto não alcançam o céu. Vivem com medo e isso gera mais
ansiedade. Medo do futuro que terão no mundo e medo da sociedade à sua volta. Se sentem
engolidos pelo “politicamente correto” como se fizessem parte de uma minoria que não tem
direito de se manifestar. E tentam se livrar desse pensamento de forma mundana também.

Não é assim que Deus quer que sejamos. A Escritura interpreta a história para nós, mas também
nos convida, nos chama, nos vocaciona e nos desafia a atuar na história com protagonismo e com
clareza de pensamento, nos mostrando que tudo que acontece está seguindo um plano pensado e
desenvolvido a partir do Centro de Controle do Universo.

Eu quero trazer algumas perspectivas sobre esse assunto e eu estou certo que Deus quer que nós
sejamos agentes ativos dessa história, mas isso só é possível se nós crermos naquilo que a Bíblia
está dizendo.

Vamos trabalhar a visão bíblica sobre assunto estudando algumas partes do livro do Apocalipse.
Assim como a realidade não pode ser vista na Rede GLOBO o Apocalipse também não pode ser
aprendido na RECORD.

Apocalipse significa REVELAÇÃO que tem o sentido de TIRAR o VÉU. Ou seja, o


objetivo do livro é mostrar, tornar conhecido algum mistério que estava escondido. Não é um
livro que fala de tragédia e caos (virou sinônimo), mas é um livro que retrata a relação de Cristo
com a Igreja e o universo.

Muita gente faz muita confusão ao tentar entender o Apocalipse, mas a interpretação mais
equilibrada do livro vai mostrar que através de diversos símbolos e visões espetaculares, o
4

SENHOR Jesus está nos mostrando o que acontece no período que vai da Primeira Vinda de
Cristo até a Segunda Vinda e a consumação de todas as coisas.

Outra característica interessante do livro é o MÉTODO utilizado para transmitir essa mensagem.
O Apocalipse está dividido em sete seções paralelas que contam a história desse período de
maneira progressiva. Como é isso? Ele repete sete vezes a história entre a primeira e a segunda
vinda, mas em cada uma das seções ele acrescenta um novo elemento, uma nova perspectiva.
Também existe progressão no período de tempo coberto. Assim, enquanto a primeira seção
cobre mais a realidade da igreja no primeiro século, a última fala muito mais do NOVO CÉU e da
NOVA TERRA.

Um resumo rápido dessas sete seções seria assim:


1ª Seção - Capítulos 1 ao 3 Cristo e os Candeeiros: A presença do Cristo Glorificado na
Igreja;

2ª Seção - Capítulos 4 ao 7 A vitória, o Domínio de Cristo sobre a História e o papel da igreja;

3ª Seção - Capítulos 8 ao 11 As Sete Trombetas: Nosso Tempo é uma chamada ao


arrependimento;

4ª Seção - Capítulos 12 ao 15 Visão do Grande Dragão Vermelho: A perseguição de Satanás e


seus agentes à Cristo e à Igreja;

5ª Seção - Capítulos 15 e 16 Taças de Ira: Os julgamentos de Deus na História

6ª Seção - Capítulos 17 ao 20 A queda da Babilônia: Julgamento de Deus sobre o mundo e as


falsas religiões;

7ª Seção - Capítulos 20 ao 22 A Grande Consumação: Novos céus, Nova Terra e Comunhão


eterna dos glorificados com a Trindade Santa;

Cada uma dessas seções nos traz aspectos do nosso tempo e eu quero me concentrar na
Segunda Seção que vai do capítulo 4 ao capítulo 7. Abra ou inicie sua Bíblia e vamos fazer a leitura
à medida que progredimos.

Eu tenho plena certeza que Deus tem algo muito importante para nos falar nessa noite. Eu quero
afirmar que se nós crermos no que esse texto nos diz, e se nossos olhos conseguirem contemplar
DEUS, nosso coração vai transbordar e não tem outra posição diante DELE a não ser prostrados
em adoração. Mas também eu quero dizer que se nós olharmos para esse trecho da maneira
como o Espírito Santo quer que nós olhemos, nós sairemos daqui cheios de poder, cheios de
ousadia, com esperança e com ferramentas para transformar os ambientes em que
Ele nos inseriu.

1. O primeiro fato histórico aqui é que podemos estar certos de que nós vivemos a Era da
Soberania absoluta do SENHOR sobre o universo e os acontecimentos;

Capítulo 4:1-3: A visão do trono de Deus


5

1 Depois destas coisas, olhei, e eis não somente uma porta aberta no céu, como também a
primeira voz que ouvi, como de trombeta ao falar comigo, dizendo: Sobe para aqui, e te
mostrarei o que deve acontecer depois destas coisas. 2 Imediatamente, eu me achei em
espírito, e eis armado no céu um trono, e, no trono, alguém sentado; 3 e esse que se acha
assentado é semelhante, no aspecto, a pedra de jaspe e de sardônio, e, ao redor do trono,
há um arco-íris semelhante, no aspecto, a esmeralda.

Capítulo 5:1-3

“Vi, na mão direita daquele que estava sentado no trono, um livro escrito por dentro e por
fora, de todo selado com sete selos. Vi, na mão direita daquele que estava sentado no
trono, um livro escrito por dentro e por fora, de todo selado com sete selos. Vi, também,
um anjo forte, que proclamava em grande voz: Quem é digno de abrir o livro e de lhe
desatar os selos? Ora, nem no céu, nem sobre a terra, nem debaixo da terra, ninguém
podia abrir o livro, nem mesmo olhar para ele; e eu chorava muito, porque ninguém foi
achado digno de abrir o livro, nem mesmo de olhar para ele.”

Nessa visão, o apóstolo está “em espírito” e ele é chamado não para ter uma visão do céu, mas do
ponto de vista do céu, ele observa todo o Universo e lá ele pode contemplar a posição de cada
ser criado.

No Centro do Universo está um Trono e Aquele que está assentado nesse Trono é tão cheio de
glória que Ele nem sequer pode ser visto. Apenas conseguimos vislumbrar o brilho que Sua
presença produz e como Ele é de uma natureza completamente diferente da nossa, na falta de algo
de maior valor, Ele é descrito como semelhante ao Brilho das pedras preciosas. E esse alguém
possui um livro em Suas mãos. Esse livro está escrito por dentro e por fora e está selado.
Ninguém é achado digno nem sequer de olhar para esse livro.

Esse livro é um símbolo, uma representação da história. Ninguém pode governar, ninguém pode
interpretar, nem sequer interferir na história à parte do Trono. Ele está selado com Sete Selos.
Sete é um número que representa plenitude, completude, perfeição. Assim, podemos concluir que
esse símbolo revela o mistério da História. A História é um livro escrito com começo, meio e fim
e podemos confiar na execução e na perfeição dela.

Se a História é um livro, Nosso Deus é o Autor. E como Ele escreveu essa história? Ele escreveu
uma história perfeita, ele traçou um Plano à prova de falhas porque Ele que governa e Ele que
executa esses planos. Você pode olhar para a Era que vivemos e ter esperança porque o Plano
Perfeito de Deus está em operação no mundo.

Uma música que retrata isso de maneira perfeita diz assim:


De onde tu estás
Senhor, Tu vês um grande projeto
Que tu imaginaste
E todo o caos
Se organiza em Tuas mãos
6

Como uma obra-prima


Teu plano forma uma imagem perfeita

Quando eu estou perdido no mistério


Para Ti, meu futuro é uma lembrança

Um dia eu estarei diante de Ti


E olharei para trás, para a vida que eu vivi
Eu não posso esperar para desfrutar da visão
E ver como todas as peças se encaixam

APLICAÇÃO:

Sabe porquê essa visão do trono está no início dessa seção? Antes de descrever a oposição e as
batalhas que nós vamos ter que enfrentar, Deus quer que nós tenhamos a certeza que Ele está no
Governo de Todas as coisas. O Trono governa cada detalhe, cada frase, cada pensamento. O
Trono governa acima de todo governo. Reina o SENHOR. Tremam os povos. Ele está
entronizado acima dos querubins. Antes de nos preparar para a Guerra, Ele quer que nós
olhemos para Nosso General, Nosso Senhor dos Exércitos. Todas as coisas, quando colocadas
juntas, cooperam para nosso bem e cumprem o propósito cósmico de DEUS.

Se Deus é o Autor da História então não será difícil encontrar o PROTAGONISTA.

2. Ainda podemos ver nessa seção que essa É a Era do SENHORIO de Cristo por ter
VENCIDO e recebido toda a autoridade no céu e na Terra;

Apocalipse 5:3-9

'Ora, nem no céu, nem sobre a terra, nem debaixo da terra, ninguém podia abrir o livro,
nem mesmo olhar para ele; e eu chorava muito, porque ninguém foi achado digno de abrir
o livro, nem mesmo de olhar para ele. Todavia, um dos anciãos me disse: Não chores; eis
que o Leão da tribo de Judá, a Raiz de Davi, venceu para abrir o livro e os seus sete selos.
Então, vi, no meio do trono e dos quatro seres viventes e entre os anciãos, de pé, um
Cordeiro como tendo sido morto. Ele tinha sete chifres, bem como sete olhos, que são os
sete Espíritos de Deus enviados por toda a terra. Veio, pois, e tomou o livro da mão direita
daquele que estava sentado no trono; e, quando tomou o livro, os quatro seres viventes e
os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo cada um deles uma
harpa e taças de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos, e entoavam novo
cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir-lhe os selos, porque foste morto e
com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e
nação'

Veja, o apóstolo fica desolado porque ninguém foi achado digno do livro e abrir os selos. De fazer
a história acontecer, de colocar em ação os planos de Deus. É isso que acontece conosco quando
nossa crença na soberania de Deus fica limitada ao desconhecido. Se os selos não podem ser
7

abertos, nada pode acontecer e nada pode ser conhecido. Nós precisamos olhar para o quadro
todo, para tudo o que Deus quer revelar sobre nós e o nosso tempo. E o que Ele está revelando
aqui é que existe alguém que TOMA o livro das mãos daquele que está assentado no Trono, NÃO
COMO um USURPADOR, mas porque Ele é o único digno de abrir os selos.

PRESTE MUITA ATENÇÃO A ISSO: Ele é digno porque Ele fez ALGO, porque Ele obteve uma
vitória, não apenas porque Ele é Deus. Veja como Ele é qualificado aqui: A RAIZ de DAVI, O
LEÃO DA TRIBO DE JUDÁ, são títulos que falam da linhagem humana de Jesus, falam Dele como
um homem e como um homem que venceu e porque Ele venceu como homem Ele foi vitorioso
onde Adão fracassou, onde a humanidade fracassou, Ele teve sucesso. Ele é digno de abrir os selos
porque Ele é o vencedor.

Veja o capítulo 6, versículos 1 e 2. Esse é um dos textos mais mal interpretados da Bíblia.

Apocalipse 6:1-2

'Vi, então, e eis um cavalo branco e o seu cavaleiro com um arco; e foi-lhe dada
uma coroa; e ele saiu vencendo e para vencer. Vi quando o Cordeiro abriu um dos
sete selos e ouvi um dos quatro seres viventes dizendo, como se fosse voz de trovão:
Vem! '

Muitas pessoas acham que esse texto está falando do Anti Cristo ou da Besta, mas em nenhum
lugar na Bíblia, Satanás é associado a cor branca. Essa é a cor da santidade. As vestes daqueles que
foram lavados no sangue do Cordeiro são brancas e o próprio livro do Apocalipse ainda apresenta
novamente esse cavaleiro:

Apocalipse 19:11-13

'Vi o céu aberto, e eis um cavalo branco. O seu cavaleiro se chama Fiel e Verdadeiro
e julga e peleja com justiça. Os seus olhos são chama de fogo; na sua cabeça, há
muitos diademas; tem um nome escrito que ninguém conhece, senão ele mesmo.
Está vestido com um manto tinto de sangue, e o seu nome se chama o Verbo de
Deus; '

Não vamos falar de tudo que é ensinado de errado sobre o Apocalipse, mas as pessoas tem a
tendência de acreditar que tudo o que o Apocalipse ensina se refere ao futuro, coisas que vão
acontecer bem perto da Segunda Vinda, mas nós sabemos, através de tantos outros textos que
esse texto está se referindo a Ascensão de Jesus aos céus. A Glorificação dele depois de ter
obtido a vitória. É dessa verdade que o apóstolo Paulo vai falar em Efésios capítulo 1 quando ele
está orando por eles para que Eles conheçam o PODER do ESPÍRITO que opera neles, Paulo diz
que esse poder:

Efésios 1:20-23

'o qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar
à sua direita nos lugares celestiais, acima de todo principado, e potestade, e poder,
8

e domínio, e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas
também no vindouro. E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça
sobre todas as coisas, o deu à igreja, a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que
a tudo enche em todas as coisas.'

Apocalipse 1:5

'e da parte de Jesus Cristo, a Fiel Testemunha, o Primogênito dos mortos e o


Soberano dos reis da terra. Àquele que nos ama, e, pelo seu sangue, nos libertou
dos nossos pecados, '

1Coríntios 15:25-26

'Porque convém que ele reine até que haja posto todos os inimigos debaixo dos pés.
O último inimigo a ser destruído é a morte. '

Colossenses 2:15

'e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo,


triunfando deles na cruz. '

Hebreus 2:8-9

'Todas as coisas sujeitaste debaixo dos seus pés. Ora, desde que lhe sujeitou todas
as coisas, nada deixou fora do seu domínio. Agora, porém, ainda não vemos todas
as coisas a ele sujeitas; vemos, todavia, aquele que, por um pouco, tendo sido feito
menor que os anjos, Jesus, por causa do sofrimento da morte, foi coroado de glória
e de honra, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todo homem. '

Cristo é o protagonista, aquele que está vencendo e para vencer, e Ele inaugurou um novo tempo.
Quando Ele esteve aqui, ele anunciou que Sua presença estava trazendo o reino de Deus. Ele disse
que se Ele estava expulsando demônios pelo poder de Deus, certamente, o Reino de Deus havia
chegado até eles, na sua pessoa.

3. E, sendo assim, qual nossa posição nesse novo tempo? O que esse trecho nos fala sobre
nossa realidade, sobre quem nós somos? Podemos dizer que o Reino de Deus iniciou uma Era
dos maiores privilégios que o povo de Deus pode receber. Que nossa identidade como
Povo de Deus é cheia de significado; Tem muitos símbolos que nos dizem quem somos nesses três
capítulos, vamos analisar rapidamente:

a. O Privilégio de ter seus pecados Lavados no sangue do Cordeiro;

Apocalipse 7:9

“Depois disso olhei, e diante de mim estava uma grande multidão que ninguém podia
contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, em pé, diante do trono e do
Cordeiro, com vestes brancas e segurando palmas.”
9

Apocalipse 7:14

“Respondi: Senhor, tu o sabes. E ele disse: “Estes são os que vieram da grande
tribulação, que lavaram as suas vestes e as alvejaram no sangue do Cordeiro.”

Essas vestes representam nossa justiça, nosso status diante de Deus. Em Zacarias, nós temos uma
visão do profeta que retrata como Deus nos trata:

Zacarias 3:1-4

'Deus me mostrou o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do Anjo do Senhor,
e Satanás estava à mão direita dele, para se lhe opor. Mas o Senhor disse a
Satanás: O Senhor te repreende, ó Satanás; sim, o Senhor , que escolheu a
Jerusalém, te repreende; não é este um tição tirado do fogo? Ora, Josué, trajado de
vestes sujas, estava diante do Anjo. Tomou este a palavra e disse aos que estavam
diante dele: Tirai-lhe as vestes sujas. A Josué disse: Eis que tenho feito que passe de
ti a tua iniquidade e te vestirei de finos trajes. '

Estou certo que muitas pessoas olham para suas vidas e veem muitas falhas. Se suas roupas
representassem seu comportamento como você acha que estaria vestido? Sujo, como voltou
aquele Filho Pródigo? Pois eu quero dizer que se você crê em Jesus, você não tem autorização
para pensar assim, porque o próprio Deus te vestiu com vestes de justiça, Ele te reveste de Cristo
e, portanto, podemos responder com FIRMEZA ao que esse Ancião do capítulo 7 está
perguntando: “QUEM SÃO ESSES QUE ESTÃO VESTIDOS DE BRANCO?”. Eu posso levantar a
minha mão e dizer: SOU EU! Você pode levantar a sua mão e dizer que é você!

Outro símbolo importante:

b. O Privilégio de pertencer a DEUS, de receber o SELO do Deus Vivo;

Apocalipse 7:2-3

'Vi outro anjo que subia do nascente do sol, tendo o selo do Deus vivo, e clamou em
grande voz aos quatro anjos, aqueles aos quais fora dado fazer dano à terra e ao mar,
dizendo: Não danifiqueis nem a terra, nem o mar, nem as árvores, até selarmos na
fronte os servos do nosso Deus.'

Esse texto nos fala sobre os 144 mil selados. Eles não são um grupo de judeus que vai se
converter durante um período em que a igreja será arrebatada. Esse número, também simbólico,
representa que Deus tem um número de escolhidos que ELE vai alcançar através do evangelho.
Esse é um número perfeito e nenhum deles se perderá. É o número de todos os eleitos de DEUS.
“Todo o que o Pai me dá esse virá a mim. Jamais perecerão.”

Mas aqui nós fomos informados que essas pessoas recebem um selo na sua fronte ou no seu
rosto. Eu vejo muita gente preocupada com a marca da besta, mas ela é uma imitação do Selo do
Deus vivo. Por favor, sempre que vocês receberem uma mensagem no Whatsapp ou verem no
10

Facebook que estão criando um chip pra ser colocado na população e que esse chip é a marca da
besta não acreditem. Tanto esse selo de Deus quanto essa marca da besta são simbólicos e eles
representam que aqueles que recebem um selo ou uma marca pertencem ao dono do selo.
Naquele contexto histórico em que o Apocalipse foi escrito, os escravos recebiam a marca do seu
dono. Então essa marca, diz que nós pertencemos a Deus, pois fomos comprados por um preço. E
se você recebe a marca da besta, então você pertence a ela. Quando as pessoas olham para sua
vida, elas buscam marcas. Sua vida caracteriza que você pertence a Deus ou ao Diabo?

Outro símbolo fala da nossa posição no que diz respeito a toda a Criação. Voltemos ao capítulo 4
que vai nos mostrar que também podemos desfrutar:

c. O Privilégio de Reinar com Cristo:

Muitos lugares aqui nós vemos isso demonstrado. Olhe, por exemplo, esse outro símbolo para
representar a igreja e repare qual posição que nós ocupamos na hierarquia do universo:

Apocalipse 4:4

'Ao redor do trono, há também vinte e quatro tronos, e assentados neles, vinte e quatro
anciãos vestidos de branco, em cujas cabeças estão coroas de ouro.'

Os vinte quatro anciãos representam a igreja de Deus em sua totalidade. Patriarcas e


apóstolos representando cada um de nós.

O Trono de Deus

Os vinte quatro
tronos

Os quatro seres
viventes
(querubins)

a multidão de anjos

toda o restante da
criação

Pode ser que você esteja pensando: Essa visão está mostrando o céu, esses que estão reinando
são aqueles que já estão no céu com Deus. Será? Veja o que o apóstolo Paulo diz aqui:

Efésios 2:4-6
11

'Mas Deus, sendo rico em misericórdia, por causa do grande amor com que nos
amou, e estando nós mortos em nossos delitos, nos deu vida juntamente com Cristo,
— pela graça sois salvos, e, juntamente com ele, nos ressuscitou, e nos fez assentar
nos lugares celestiais em Cristo Jesus; '

Romanos 5:17

'Se, pela ofensa de um e por meio de um só, reinou a morte, muito mais os que
recebem a abundância da graça e o dom da justiça reinarão em vida por meio de
um só, a saber, Jesus Cristo. '

Lucas 22:29

'Assim como meu Pai me confiou um reino, eu vo-lo confio, '

É claro que existe um aspecto em que esse reino é futuro, mas o Novo Testamento é claro em
dizer que o Reino de Deus está presente em nós.

Mas como funciona na prática esse “reinar com Cristo”? Basta olhar para como Jesus estabeleceu
o reino de Deus entre nós. Na oração do Pai nosso, ele diz que nós devemos pedir que a vontade
de Deus seja feita na terra como Ela é feita no céu. Então, nós devemos trazer os valores do reino
dos céus para nossa vida diária, nosso trabalho, nosso cotidiano. Antes de dizer aos discípulos que
ele estava confiando o Reino a Eles, ele explicou:

Lucas 22:24-29

'Suscitaram também entre si uma discussão sobre qual deles parecia ser o maior.
Mas Jesus lhes disse: Os reis dos povos dominam sobre eles, e os que exercem
autoridade são chamados benfeitores. Mas vós não sois assim; pelo contrário, o
maior entre vós seja como o menor; e aquele que dirige seja como o que serve. Pois
qual é maior: quem está à mesa ou quem serve? Porventura, não é quem está à
mesa? Pois, no meio de vós, eu sou como quem serve. Vós sois os que tendes
permanecido comigo nas minhas tentações. Assim como meu Pai me confiou um
reino, eu vo-lo confio, '

Ele censura o desejo deles por status, mostrando que existia uma forma de obter uma posição
muito maior e melhor do que aquela que eles estavam almejando. Que através do
estabelecimento dos valores do Reino, como o serviço, Eles estariam exercendo e estabelecendo
o governo de CRISTO sobre a própria vida e a realidade deles.

Mas embora nós desfrutemos de tantos privilégios, temos de entender que estamos vivendo uma
fase desse plano de Deus que ainda é caracterizado pela rebeldia e ainda sob forte oposição. Jesus
disse que Ele estava restringindo a ação de Satanás (amarrando o valente), mas sua ação ainda seria
sentida no mundo até que Ele finalmente restaure todas as coisas.

4. Então, precisamos saber que essa Era ainda é caracterizada pela operação do mal,
oposição feroz contra o Cristo Vencedor e sua igreja. Vamos ao capítulo 6
novamente:
12

Aqui nós temos a descrição da abertura dos quatro primeiros selos do livro. Quando isso
acontece, quatro cavaleiros são liberados. O cavaleiro do cavalo branco que nós já vimos que
representa a Jesus, mas depois temos um cavaleiro montando um cavalo vermelho, depois um
cavalo preto e um cavalo amarelo. Esses cavaleiros não representam qualquer pessoa ou um
acontecimento especifico do futuro, mas algumas situações que já aconteciam quando o apocalipse
foi escrito e como vão acontecer até que Jesus volte para exercer o domínio pleno de todas as
coisas. Mas o que eles representam?

a. A perseguição e martírio dos cristãos simbolizada pelo Cavaleiro do cavalo vermelho;

Apocalipse 6:3-4

'Quando abriu o segundo selo, ouvi o segundo ser vivente dizendo: Vem! E saiu
outro cavalo, vermelho; e ao seu cavaleiro, foi-lhe dado tirar a paz da terra para
que os homens se matassem uns aos outros; também lhe foi dada uma grande
espada. '

A primeira vista, pode parecer que esse texto está falando de guerras puramente políticas ou
étnicas, mas as palavras no original grego utilizadas aqui na maioria dos casos indica uma morte
por sacrifício. A palavra utilizada para espada era usada para descrever uma adaga utilizada nos
sacrifícios ‘machaira’. Além disso, as guerras aparecem como consequência da liberação do quarto
selo, na visão do cavalo amarelo. A perseguição sempre acompanhou a pregação do evangelho. A
pregação de Pedro em Atos 2 no Pentecostes foi seguida da sua prisão no capítulo 4 e era essa a
realidade da maior parte das igrejas do primeiro século. A perseguição continua na história e se
manifesta contra a igreja através do poder político, militar e até de ideologias contrárias a nossa fé.
Cristãos de todas as épocas foram mortos ou torturados.

ILUSTRAÇÃO: A missão Portas Abertas é um ministério dedicado a orar e a apoiar os cristãos


perseguidos pelo mundo. Foi fundada pelo irmão André. Eles possuem um ranking de países que
mais perseguem os cristãos e no topo dessa lista está a Coreia do Norte. Eu quero mostrar para
vocês um vídeo que conta um pouco como as coisas funcionam por lá.

Não precisamos ir tão longe. Quantos jovens em idade escolar e acadêmica são pressionados e
ridicularizados numa perseguição ideológica. Há algumas semanas, em nossa igreja nós recebemos
a visita dos Gideões Internacionais que realizam a distribuição daquele livreto contendo o Novo
Testamento e os livros de salmos e provérbios em hospitais, hotéis, presídios, quartéis militares e
escolas. Eles contaram que muitas escolas não permitem que eles façam a distribuição dentro do
prédio. Eles não podem entrar.

Há alguns anos atrás eu estava visitando meu primo e sua esposa. O Carlinhos cresceu dentro da
minha casa, nos cultos que meus pais e meus tios sempre fizeram para evangelizar os vizinhos.
Naquela época ele estava frequentando a Assembleia de Deus e a esposa dele estava nos contando
como foi a conversão dela através dele pouco tempo depois de se casarem. A família dela é
Testemunha de Jeová e, quando ela contou para seus pais sobre a sua conversão, eles disseram
para ela que daquele dia em diante ela não era mais filha deles. Eles moram praticamente na
mesma rua e eles nem sequer olham para ela quando se cruzam.

Os outros dois selos vão nos mostrar:

b. As consequências de se viver em um mundo rebelde contra DEUS:

Apocalipse 6:5-8
13

Quando abriu o terceiro selo, ouvi o terceiro ser vivente dizendo: Vem! Então, vi, e eis
um cavalo preto e o seu cavaleiro com uma balança na mão. E ouvi uma como que voz
no meio dos quatro seres viventes dizendo: Uma medida de trigo por um denário; três
medidas de cevada por um denário; e não danifiques o azeite e o vinho. Quando o
Cordeiro abriu o quarto selo, ouvi a voz do quarto ser vivente dizendo: Vem! E olhei, e
eis um cavalo amarelo e o seu cavaleiro, sendo este chamado Morte; e o Inferno o
estava seguindo, e foi-lhes dada autoridade sobre a quarta parte da terra para matar à
espada, pela fome, com a mortandade e por meio das feras da terra.'

Os acontecimentos descritos aqui também estão presentes do primeiro século ao nosso e são um
sinal claro do resultado da humanidade ter rejeitado o governo amoroso de DEUS. Você pode
comparar a diferença do plano original de Deus para o homem na criação e a realidade que está
sendo descrita aqui e que nós percebemos no nosso dia a dia:

Na Criação Mundo caído

• Abundância de recursos • Recursos básicos a custos


naturais exorbitantes
• Suprimento para toda a • Desigualdade (itens básicos e
humanidade e criaturas itens supérfluos)
• Paz e harmonia e governo do • Guerra e espada, incapacidade
homem sob a supervisão de de harmonia entre os povos
Deus • Mortandade (morte natural)
• árvore da vida - vida eterna • Morte por ataques de animais
• Domínio sobre a criação (sobre
os animais)

5. Por último, podemos dizer que essa É a Era que está convergindo para o
estabelecimento da nova terra e do novo céu;

O plano de Deus segue para esse rumo. A criação aguarda com expectativa esse dia.

a. Esse será um Dia de Julgamento

Apocalipse 6:12-17

'Vi quando o Cordeiro abriu o sexto selo, e sobreveio grande terremoto. O sol se
tornou negro como saco de crina, a lua toda, como sangue, as estrelas do céu
caíram pela terra, como a figueira, quando abalada por vento forte, deixa cair os
seus figos verdes, e o céu recolheu-se como um pergaminho quando se enrola.
Então, todos os montes e ilhas foram movidos do seu lugar. Os reis da terra, os
grandes, os comandantes, os ricos, os poderosos e todo escravo e todo livre se
esconderam nas cavernas e nos penhascos dos montes e disseram aos montes e aos
rochedos: Caí sobre nós e escondei-nos da face daquele que se assenta no trono e
da ira do Cordeiro, porque chegou o grande Dia da ira deles; e quem é que pode
suster-se?'
14

Esse será um dia de terror para todos que rejeitaram o senhorio de Cristo e seu governo
amoroso. Veja que o texto diz que pessoas de todas as classes sociais naquele dia vão preferir seus
esmagados do que fitar o olhar daquele que tem olhos como chamas de fogo. Ninguém poderá se
esconder. Por isso, o Apocalipse é uma chamada ao arrependimento, uma chamada de volta pra
casa. Quanto tempo essas palavras foram ditas e como o humanidade persistiu na sua rebeldia. O
Apóstolo Pedro vai dizer que o Senhor não retarda a volta. Ele não está demorando. Ele está
querendo estender a sua graça para mais gente. Ele vai completar o número de seus eleitos.

APLICAÇÃO:

Diante disso, você tem duas opções:

1. Se você ainda anda em rebeldia contra Deus, é hora de você voltar para Ele. Você não
precisa se esconder Dele porque Ele ainda está com sua mão estendida para você. Não
deixe que sua vida separe você dele. Não importa o que você fez, o sacrifício Dele paga
por todas as suas dívidas diante de Deus. Ele quer pegar a lista dos seus pecados e pregar
na cruz. Ele quer dizer a seu respeito: ESTÁ CONSUMADO. Ele quer te vestir de roupas
brancas, quer colocar sobre você a justiça de Cristo e te colocar assentado ao lado Dele
para reinar.
2. Se você já é um discípulo de Jesus, Deus te constituiu como Reino e Sacerdote. O
sacerdote é alguém que leva Deus às pessoas e às pessoas a Deus. Veja: Cristo é o
cavaleiro que está vencendo. Ele está resgatando vidas. Você precisa participar disso! O
evangelho é poder de Deus e não depende da sua capacidade. Acha que Pedro tinha
formação universitária? capacidade e retórica? Mas o evangelho nos lábios dele alcançou
3000 pessoas em um dia. Saiba que o Espírito que capacitou a Jesus está em você, então
você pode abrir a sua boca que o poder do evangelho vai se manifestar através de você.
Não fique esperando oportunidades, FALE!

b. Esse será um Dia de Consolo e transformação:

Apocalipse 7:16-17

'Jamais terão fome, nunca mais terão sede, não cairá sobre eles o sol, nem ardor
algum, pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os
guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda
lágrima.'

Quando Deus restaurar o cosmos, nosso corpo será transformado. A Bíblia diz que receberemos
um corpo glorificado semelhante ao corpo de Jesus. Fome e sede ficarão para trás, fragilidade
ficará para trás, mas também teremos nossas emoções restauradas pois Deus enxugará do nosso
rosto toda lágrima.

Esse é o plano de Deus para nós.

CONCLUSÃO:

O que é esse tempo que vivemos? Eu garanto para você que não é um pesadelo escuro e confuso
como achava o filósofo Schopenhauer. Você pode usar essa ferramenta gloriosa que é a Escritura
Sagrada para interpretar o tempo que vivemos e encher seu coração de esperança e coragem.
Nada na história foge ao plano e você não é insignificante diante do tamanho do Universo. Você
15

ocupa o Trono junto com Cristo. Você é alguém escolhido e capacitado por Ele para estabelecer
seu reino até que Ele volte.

APLICAÇÃO:

Diante dessas verdades, como devemos viver?

a. Creia: Olhe para você mesmo e para a realidade como ela é retratada na ESCRITURA;

b. Faça desse tempo um período de ADORAÇÃO;

c. Faça desse tempo um tempo de ORAÇÃO;

d. Participe da expansão do REINO de DEUS através da pregação, do apoio às missões;

e. PERSEVERE

Aquele que tem ouvidos OUÇA o que o Espírito diz.