Você está na página 1de 3

Universidade do Sul de Santa Catarina

Curso de Graduação em Letras


Disciplina Lingüística I
Prof. Dr. Fábio José Rauen

A LINGUÍSTICA DE SAUSSURE

Os estudos linguísticos antes de Saussure 8. Entre os pontos altos de seu trabalho estão as
suas famosas dicotomias:
1. A linguística é um saber recente. Somente no
século XIX ela começou a adquirir o status de Langue Sincronia Relações
ciência. Linguagem paradigmáticas
Relações
2. Até então o que havia era o estudo assistemático sintagmáticas
e irregular dos fatos da linguagem, de caráter Diacronia
normativo e prescritivo, ou ainda, retrocedendo à Parole
antiguidade grega, a especulação filosófica.
Signo Significante
3. Fase filosófica. Os gregos foram os precursores Significado
das reflexões sobre a linguagem. Seus estudos
abrangeram a etimologia, a semântica, a retórica, a Princípios Arbitrariedade
morfologia, a fonologia a filologia e a sintaxe. do Signo
Baseavam-se na lógica (analogistas aristotélicos) ou Lineraridade
no uso (anomalistas estoicos). A meta dos estudos
era prática. Dionísio de Trácia (séc. I a. C.) chamou A teoria do signo linguístico
de Tékhné Grammatiké (os romanos traduziriam
para Ars Grammatica). Gramática equivale à arte de 9. A língua é um sistema de signos formados pela
ler e escrever, uma disciplina normativa, desprovida união do sentido com uma imagem acústica. Por
de visão científica e desinteressada da língua em si sentido quer-se dizer um conceito, idéia, a
mesma. Em 1660, surgiu a “Grammaire de Port representação mental de um objeto ou da realidade
Royal”, de caráter recionalista. social. Por outro lado, a imagem acústica não é o
som material, coisa puramente física, mas a
4. Fase filológica. Surge em Alexandria (séc. II a. impressão psíquica desse som. O signo é uma
C.). Trata-se do estudo da elucidação dos textos. entidade psíquica de duas faces.
Além de interpretar e comentar os textos, a filologia
procura estudar os costumes, as instituições e a
história literária de um povo.  conceito
Imagem acústica

5. Fase histórico-comparatista. Decorre da
descoberta do sânscrito entre 1786 e 1816.  significado
significante

Preocupa-se com a evolução das línguas (diacronia)
e não como elas funcionam. Há duas fases. Fase
naturalista (1810-1890), preocupação com a história  domus
/’kaza/
 = casa
interna da língua. Fase Culturalista (1890-1930), * Tomou-se o termo latino para traduzir o conceito.
preocupação com fatores externos, condicionadores
da língua (=histórico-culturais). 10. O signo é arbitrário. O significante é imotivado
em relação ao significante. Não há qualquer laço
A linguística saussuriana natural entre esses dois elementos. Por exemplo, a
idéia (conceito ou significado) de casa não tem
6. Saussure (1857-1913) é conhecido por seu qualquer relação necessária e “interior” com a
caráter metodológico, sistemático. Ele procurou sequência de sons memorizados (imagem
dotar os estudos linguísticos de uma linguagem acústica) /’kaza/.
unívoca e padronizada – uma metalinguagem. Os
estudos linguísticos devem assumir um caráter 11. O signo é linear. O signo é formado por uma
racional. cadeia de unidades discretas. Toda unidade
linguística tem valor único sem matizes
7. Os apontamentos de suas aulas foram recolhidos intermediários. Como as unidades são discretas,
por Charles Bally, Albert Sechehaye e Albert elas têm der ser emitidas sucessivamente. Elas não
Riedlinger em um livro chamado “Cours de são concomitantes, não são coexistentes, não são
linguistique générale”. simultâneas.

1
“O significante, sendo de natureza auditiva, 17. O papel da língua. A língua é como uma folha
desenvolve-se no tempo, unicamente, e tem de papel: se o anverso é o significante o verso é o
características que toma do tempo: representa uma significado. Não se pode cortar a folha sem cortar
extensão e essa extensão é mensurável numa só as duas partes. O papel característico da língua
dimensão: é uma linha.” frente ao pensamento não é criar um meio fônico
material para a expressão das idéias, mas servir de
12. Langue e Parole (Língua e Fala). Essa intermediário entre o pensamento e o som.
distinção fundamenta-se na oposição
social/individual. O que é um fato da langue está na manus Arbor
esfera do social; o que é um fato da parole está na
esfera do individual. A linguagem tem um lado social
e um lado individual, sendo impossível conceber  papel da língua
uma sem a outra. A langue é uma realidade psíquica
formada se significantes e significados. Trata-se de /’mãw/ /’arvori/
um tesouro depositado pela prática da parole em
todos os indivíduos pertencentes a uma mesma 18. A dupla articulação da linguagem. A língua é o
comunidade, um sistema gramatical que existe domínio das articulações. Cada termo linguístico é
virtualmente em cada cérebro. um pequeno membro, um articulus, em que uma
ideia se fixa num som e em que um som se torna o
13. A língua é forma e a parole é substância. signo de uma ideia.
Forma, filosoficamente, equivale a essência. Num
jogo de xadrez, temos as regras e as peças. As Há, em essência, duas articulações, a primeira é
regras equivalem à forma do jogo e as peças aquela que organiza o nível do significado. A
equivalem à substância do jogo. segunda articulação é aquela que organiza o
significante.
14. Sincronia diacronia. Saussure privilegia a
descrição sincrônica dos fatos da língua em 19. Primeira articulação. Ocorre com as menores
oposição a uma descrição histórica diacrônica. O unidades linguísticas dotadas de significado. Trata-
eixo sincrônico é o eixo das simultaneidades se dos morfemas. Organização do significado em
(fotografia); o eixo diacrônico é o eixo das um sintagma.
sucessividades (cinema).
Garotinhas
15. Relações sintagmáticas. Tudo que compõe um
estado da língua pode ser reduzido a uma teoria {garot} {inho} {a} {s}
dos sintagmas e a uma teoria das associações. As Criança humana pequeno feminino Plural
relações sintagmáticas baseiam-se na linearidade
do significante, que exclui a possibilidade de se 20. Segunda articulação. Ocorre com as maiores
pronunciar dois elementos ao mesmo tempo. Um unidades linguísticas não dotadas de significado.
sintagma compõe-se sempre de duas ou mais Trata-se dos fonemas. Organização do significante
unidades consecutivas. Colocado na cadeia em um sintagma.
sintagmática, um termo passa a ter valor em virtude
do contraste que estabelece com o elemento {garot}
anterior, o elemento posterior ou com ambos, visto
que um elemento não pode aparecer no mesmo /g/ /a/ /r/ /o/ /t/
tempo que o outro. São relações in praesentia.
Oposições sintagmáticas são oposições 21. Valor. Na língua só existem diferenças. O valor
contrastivas. de um elemento linguístico resulta sempre e
necessariamente de uma relação. O valor linguístico
16. Relações paradigmáticas. Fora do discurso, é sempre um valor significativo.
isto é, fora do plano sintagmático, pode-se pensar
em um eixo de possibilidades. São relações in Ele sempre resulta de uma comparação (relações
absentia, ou seja, “em lugar de”. Paradigma é o sintagmáticas) e de oposições funcionais (relações
conjunto de unidades suscetíveis de aparecer num paradigmáticas) entre termos do sistema linguístico.
mesmo contexto. As unidades paradigmáticas
opõem-se, isto é, uma exclui a outra: se uma está Por exemplo, o valor de plural só faz sentido
presente, a outra está ausente. Oposições sintagmaticamente em relação àquilo que se
paradigmáticas são oposições distintivas. pluraliza e em oposição à noção de singular.
 sintagma
Maria é bonita  Paradigma {casa} {s}  Plural é sempre plural de algo
bela (sintagma)
linda {}  Plural é sempre plural em
oposição ao singular (paradigma)

2
3