Você está na página 1de 20

CURSO DE REFLEXOLOGIA

Prof. Fabio Couto (Massoterapeuta)


A reflexologia é um método de tratamento suave e não invasivo utilizado para combater as
doenças e estimular o corpo a curar-se a si mesmo. Pode ser utilizada não apenas para
tratar as doenças e desequilíbrios do corpo, mas também para manter a boa saúde.

ORIGEM DO TERMO
O termo origina do inglês “Reflexology” e significa “estudo da reação”, ou seja, reflexologia
é o conhecimento específico de uma área reflexa que está dentro do nosso sistema. A
reflexologia é um método terapêutico holístico e que consiste em pressionar ou massagear
pontos específicos nos pés e nas mãos. Esses pontos são como espelhos que refletem
todos os órgãos do corpo.
Acredita-se que haja uma energia vital circulando pelo nosso corpo, desde células até
tecidos. Quando essa energia fica bloqueada, a parte correspondente ao bloqueio é
afetada. Através de técnicas específicas este bloqueio pode ser detectado. Com o toque
acontece uma reação em cadeia em todo o corpo, onde toxinas são liberadas, gerando um
processo de limpeza e purificação reativando a sensação de bem estar em todo o corpo.
HISTÓRICO
Trata-se de uma das mais antigas artes de cura, sendo uma técnica milenar no Antigo
Egito, Índia e China.
No ocidente, no ano de 1895, o Dr. William Fitzgerald, médico na especialidade de
Otorrinolaringologista, descobriu que a pressão em certos pontos do pé tem efeito
anestésico em áreas específicas do corpo. A partir disto, desenvolveu seu próprio método
de “Terapia Zonal”, dividindo o corpo em zonas longitudinais de energia, num total de 10,
sendo 5 de cada lado do corpo e todas terminam nas plantas dos pés e nas palmas da
mãos.

1
Mais tarde,
em 1930, uma fisioterapeuta americana chamada Eunice Ingham, incorporou a reflexologia
como conhecemos hoje. Ela conseguiu estabelecer a correspondência anatômica do corpo
e das zonas de energia nos pés, verificou que os pés forneciam uma imagem do espelho
do corpo todo.

2
REFLEXOLOGIA PODAL
A reflexologia podal é a técnica terapêutica específica de massagem aplicada a
determinadas áreas dos pés, que permitem a recuperação gradativa do bem estar através
de estímulos nestas áreas.
O objetivo da Reflexologia é o retorno do equilíbrio, reduzindo a tensão e induzindo
ao relaxamento através do estímulo das terminações nervosas.
Cada parte do corpo e cada função orgânica possuem seu próprio ponto reflexo
correspondente no pé. Isso permite que o pé forneça um quadro exato da saúde de uma
pessoa. Se uma área do corpo estiver inflamada, tensa ou congestionada, os pontos
reflexos se mostrarão sensíveis quando pressionados. O mapa reflexo é uma imagem de
todos os órgãos, glândulas e outras partes do corpo.O pé direito concentra os reflexos dos
órgãos situados do lado direito do corpo e o pé esquerdo representa o lado esquerdo do
corpo.

Ao trabalhar os pontos reflexos dos pés, o terapeuta pode estimular por intermédio dos
canais nervosos qualquer órgão, função ou parte do corpo que esteja tensa, congestionada
ou comprometida.
Linhas básicas dos pés
As linhas básicas dos pés ajudam a identificar que áreas do corpo se relacionam com que
áreas dos pés. Essas linhas dividem os pés em partes gerais. Todos os pontos reflexos são
encontrados dentro do traçado dessas linhas.

3
ESTRUTURA DOS PÉS

O pé é composto por 26 ossos, 100 ligamentos, 20 músculos e um emaranhado de nervos


e vasos sanguíneos.
Os ossos dos pés são: 7 tarsianos (ossos do tornozelo), 5 metatarsos (que percorrem todo
o comprimento do pé) e 14 falanges, 2 no hálux e 3 em cada um dos artelhos.
Os ossos dos pés se dispõem em arcos flexíveis, apoiados por ligamentos e músculos.
Essas estruturas suportam o peso do corpo, dão flexibilidade ao pé e proporcionam
equilíbrio durante o ato de andar.
Existem três arcos no pé: arco longitudinal medial (borda interna do pé), arco longitudinal
lateral (borda externa do pé) e arco transversal (de um lado a outro).

4
As principais veias dos pés são superficiais, logo abaixo da pele, chamadas de veias
safenas. As menores correm pela borda lateral e por trás da articulação do tornozelo,
subindo pela perna a fim de juntar-se a veia poplítea(mais profunda), atrás do joelho. A
maior das veias safenas, que é a mais comprida do corpo, começa nas proximidades do
hálux, corre pela borda medial do pé e sobe pela panturrilha, ultrapassa o joelho, alcança a
coxa e une-se a veia femoral na virilha. A condição dos nossos pés pode nos fornecer muitas
informações sobre nossa saúde física e mental. Do mesmo modo, a maneira como tratamos os
pés, influencia não apenas seu próprio desempenho como o funcionamento geral do corpo e
da mente.

TRÊS TEORIAS DA REFLEXOLOGIA


Produção de cristais: devido à grande quantidade de sangue que circula nos pés, podem
ocorrer obstrução entre os 26 ossos dos pés e as zonas reflexas do corpo. O próprio peso
e o sedentarismo podem ocasionar estas obstruções através da formação de cristais que
impedem o livre fluxo da circulação sanguínea e da energia provocando doenças.
Os princípios da reflexologia baseiam-se em estímulos neuro-sensoriais que correspondem
às terminações nervosas que passam na região plantar nos pés e palmar nas mãos e um
5
processo através da quebra de cristais que se formam em condutores específicos
correspondentes aos órgãos.
Obstrução nas linhas de energia: a reflexologia ensina que todo órgão e glândula
dependem, para sua sobrevivência, de sua capacidade de contração e relaxamento.
Quando cristais ácidos, substâncias residuais ou depósitos excessivos de cálcio se formam
nos delicados terminais nervosos dos pés, o fluxo de energia é interrompido e o órgão que
ele irriga é afetado negativamente.
Obstruções nas linhas de energia provocam dor e sob certas condições limitam o
movimento e as funções orgânicas, interfere também na circulação do sangue. Os resíduos
se acumulam no ponto de gravidade mais baixo, podendo ser detectado ao manusear os
pés.
Teoria das terminações nervosas: os pés são riquíssimos em terminações nervosas.
Quando existe a debilidade ou dificuldade funcional de um tecido ou órgão, as respostas ao
estímulo dado provocam um pequeno curto-circuito que é capitado e registrado em várias
terminações nervosas concentradas nas áreas de terminações reflexas, deixando-as mais
sensíveis. Ao localizar e tocar nessas áreas, teremos vários tipos de sensações, desde
uma sensibilidade até sensação de dor.
As manobras da reflexologia possibilitam avaliar a intensidade e natureza do problema e
estimular a região debilitada, fazendo com que cada célula passe a trabalhar melhor. Ajuda
a equilibrar todos os sistemas corporais, estimulando uma área pouco ativa e acalmando
uma área muito ativa. É inofensiva para áreas que estão funcionando normalmente.

INDICAÇÕES
É muito importante que o profissional entenda a anatomia e fisiologia do corpo humano
bem como a localização nos pés, de todos os órgãos, estruturas e funções. Muitos
pacientes procuram ajuda para aliviar problemas físicos ou psicológicos.
A tensão e a ansiedade contínua repercutem por todo o corpo e se manifestam de várias
maneiras. O reflexo do plexo solar é um excelente identificador de stress grave no
paciente.
Plexo significa agrupamentos de nervos. Solar (de sol) alude à sua localização central. O
plexo solar situa-se na frente da parede do estômago. Quando por algum motivo sentimos
agitação no estômago, é o plexo solar enviando sinais vibratórios. Ele responde às
emoções e aos sentimentos.
É importante sempre tratarmos o ponto reflexo do plexo solar!!
É preciso estar atento para saber como tratar cada uma dessas condições específicas. Eis
alguns exemplos:

• Asma e bronquite: coração, pulmão, supra renais e coluna torácica;

• Câncer: o corpo todo, especialmente o baço;

• Cólica: sistema digestivo, plexo solar

• Constipação: intestinos, fígado,vesícula biliar

• Depressão: sistema endócrino(equilíbrio hormonal)

• Febre: pituitária, hipotálamo, tireóide

• Cefaléia: toda a coluna e cérebro


6
• Hipertensão: sistema circulatório e respiratório, rim

• Hipotensão: sistema circulatório e respiratório, supra renais

• Insônia: coluna, cérebro, sistema circulatório e respiratório

• Edema: sistema urinário e circulatório, área linfática

• TPM: sistemas endócrino e reprodutor

• Sinusite: sínus, olho e ouvido, coluna cervical

• Vertigem: ouvido, cabeça, sinus, col.cervical

• Ciática: coluna lombar, pélvis/quadril e área ciática

BENEFÍCIOS DA REFLEXOLOGIA

 Relaxamento do corpo;

 Fortalecimento do sistema imunológico;

 Normalização das funções glandular e orgânica;

 Alívio das dores em geral(estimula a produção de endorfinas): musculares, enxaquecas,


ciatalgia (nervo ciático), problemas digestivos e de ordem emocional como depressão e
ansiedade;

 Auxilia no tratamento da constipação intestinal;

 Estabiliza o sistema nervoso, restabelece a calma;

 Melhora a circulação sanguínea e linfática, prevenindo inchaços e favorecendo a


eliminação de água e resíduos tóxicos;

 Descontrai os músculos.

CONTRAINDICAÇÕES

 Trombose (a massagem pode deslocar o coágulo sanguíneo);

 Diabetes (especialmente se utilizar insulina);

 Gravidez (primeiro trimestre);

 Fraturas ou lesões (dermatites, micose, frieira, etc);

 Varizes expostas;

7
 Pacientes com marca-passo;

 Flebite

EFEITOS COLATERAIS

É possível que ocorra algum efeito colateral durante ou após uma sessão de reflexologia.
Não há perigo algum com esse tratamento e não é possível piorar a condição de um
organismo. Durante o tratamento pode ocorrer sensações como:
• Picadas ao pressionar os pontos;
• Formigamento no corpo;
• Choro;
• Liberação de muco do nariz;
• Dentre outras...
Após o tratamento:
• Exacerbação dos sintomas ou crises de cura. É quando o corpo expulsa, joga fora as
toxinas. Essas crises não devem passar de 48 hs.
A condição do paciente deve melhorar aos poucos. Isso ocorre entre 6 e 8 sessões.

DÚVIDAS FREQUENTES
Com que frequência os pacientes devem ser tratados?
A reflexologia pode ser realizada todos os dias. Normalmente recomenda-se sessões
semanais.
A reflexologia pode ser perigosa?
Não há nenhum perigo associado à técnica, pois o profissional trata apenas o ponto reflexo
no pé, ligado a parte correspondente do corpo. Pode-se tratar qualquer pessoa
independente da idade.
Nunca prescrever medicamentos!
É seguro trabalhar com gestantes?
A gravidez é uma função natural e um período de grandes ajustes físicos e psicológicos. É
seguro fazer reflexologia em gestantes, devendo-se atentar ao fato de a pessoa ter um
histórico de aborto, portanto deve-se ter cautela no primeiro trimestre.
A reflexologia proporciona alívio nas dores nas costas, enjoos matinais e mal estar
generalizado, além de combater a ansiedade.
Pode fazer reflexologia em pessoas com câncer?
A reflexologia não cura o câncer, mas promove relaxamento, melhora a imunidade e
mantém os hormônios em equilíbrio. Se a pessoa estiver fazendo quimioterapia, não
convém tratar por pelo menos seis dias após cada sessão(pode ocorrer mais efeitos
colaterais, por ser estimulante.)
Será que a reflexologia sempre funciona?
Ela pode ajudar em quase todos os casos. Em geral, pessoas que fazem pelo menos seis
sessões apresentam bons resultados, poucas são as que não reagem ao tratamento.

MATERIAIS UTILIZADOS

 Guarda-pó

 Álcool 70%

 Borrifador
8
 Lenços umedecidos

 Toalhas de papel

 Lápis marcador de pele(apenas nas aulas)

 Creme ou talco para deslizamento

 Toalhas de rosto

 Rolinho para apoio dos pés e pernas

TÉCNICAS BÁSICAS
Esta massagem apresenta uma duração de 15 a 20 minutos para cada pé.

 Assepsia dos pés com álcool 70% e lenços umedecidos;

 Inspeção dos pés;

 Ficha de anamnese;

 Aplicação de creme ou talco;

 Exercícios de aquecimento e relaxamento;

Realizar a sequência em um pé de cada vez, começa pelo direito, repete no esquerdo.


RESPIRAÇÃO E HARMONIZAÇÃO DO PLEXO SOLAR: pressione com os polegares o
centro dos pés, próximo às almofadas superiores e empurre suavemente em direção ao
paciente, ao mesmo tempo em que ele inspira. Quando paciente expirar, puxar
delicadamente os pés em direção ao terapeuta. Esta manobra trabalha simultaneamente
os pés e deve ser feito no início e no final de cada sessão.

MANOBRAS DE AQUECIMENTO:
1. DESLIZAMENTO: iniciando no pé direito, deslize sobre o dorso do pé, do sentido do
tornozelo para a ponta dos dedos, alternando as mãos.
2. MOVIMENTOS CIRCULARES NOS MALÉOLOS: trabalhe com ambas as mãos nos
maléolos com movimentos circulares.
3. AMASSAMENTO METARTASAL: uma mão apoia o peito do pé enquanto a outra
trabalha a planta do pé com as falanges(pressão ou rotação).
4. RELAXAMENTO DO PÉ: fazer movimentos curtos de rolamento, massageando os pés
lateralmente, com movimentos transversais no dorso do pé.
5. BALANÇO RELAXANTE: segurar o pé com as duas mãos(região tênar e hipotênar),
balançar o pé de um lado para outro com movimentos rápidos, mas delicados.
6. ROTAÇÃO HÁLUX E ARTELHOS: movimento de rotação nos dedos, segurar com
firmeza, pinçando e rodando suavemente. Começa pelo hálux, repita em cada dedo.
7. ROTAÇÃO DO PÉ: apoiar o calcanhar e rodar delicadamente para dentro e para fora.
8. TORÇÃO: segurar firme no tornozelo com uma das mãos enquanto a outra faz
movimento de torção(polegar apoiado na almofada superior e os quatro dedos apoiados no
dorso do pé).
9
9. RELAXAMENTO DO DIAFRAGMA: apoiar uma das mãos sobre o dorso do pé, usar o
polegar da outra mão, deslizar sobre a linha do diafragma.
10. RELAXAMENTO DA CAIXA TORÁCICA: começar pressionando a planta do pé com os
dois polegares, ao mesmo tempo, arrastar os dedos das duas mãos percorrendo a parte
dorsal do pé.
11. ALONGAMENTO: flexão, dorsiflexão
12. ENVOLVIMENTO DO PÉ: envolver o pé com ambas as mãos.

PONTOS REFLEXOS A SEREM TRABALHADOS

PÉ DIREITO PLANTAR

10
1. HIPOTÁLAMO
2. GLÂNDULA PITUITÁRIA
3. GLÂNDULA PINEAL
4. NARIZ
5. GARGANTA
6. SEIOS PARANASAIS
7. TIMO
8. CORAÇÃO
9. DIAFRAGMA
10. GLÂNDULAS SUPRARENAIS
11. ESTÔMAGO
12. RIM
13. PANCRÊAS
14. URETER
15. BEXIGA/RETO
16. COLUNA VERTEBRAL (CERVICAL, TORÁCICA, LOMBAR, SACRO E CÓCCIX)
17. ÁREA CIÁTICA
18. CÉREBRO
19. PESCOÇO LATERAL
20. PESCOÇO/TIREÓIDE
21. SÍNUS
22. OMBRO
23. COSTELAS
24. PULMÃO/PEITO
25. PLEXO SOLAR
26. FÍGADO
27. INTESTINO DELGADO (CÓLON ASCENDENTE E TRANSVERSO)
28. VÁLVULA IELOCECAL/APÊNDICE
29. PELVIS/NÁDEGA
30. VESÍCULA BILIAR (APENAS PÉ DIREITO)
31. AXILA

11
PÉ DIREITO DORSAL

1. ROSTO
2. TRIGÊMEO
3. DENTES
4. TRAQUÉIA/BRÔNQUIOS
5. PESCOÇO/TIREÓIDE
6. PULMÃO/PEITO
7. COSTELAS
8. ÁREA DA VIRILHA (NODOS LINFÁTICOS), CANAL DEFERENTE/TUBAS UTERINAS

12
PÉ DIREITO E ESQUERDO MEDIAL

13
1. MEDULA ESPINHAL
2. PROSTATA/ÚTERO

PÉ DIREITO E ESQUERDO LATERAL

14
1. NERVO CIÁTICO
2. QUADRIL/PELVIS
3. COTOVELO
4. JOELHO
5. TESTÍCULOS/OVÁRIOS
PÉ ESQUERDO PLANTAR,

Todos os pontos do pé direito plantar mais:


1. INTESTINO DELGADO (CÓLON TRANVERSO, DESCENDENTE E SIGMÓIDE)
2. ÁREA CIÁTICA
3. ESTÔMAGO
15
4. FÍGADO
5. BAÇO

16
PÉ ESQUERDO DORSAL

1. ROSTO
2. TRIGÊMEO
3. DENTES
4. TRAQUÉIA/BRÔNQUIOS
5. PESCOÇO/TIREÓIDE
6. PULMÃO/PEITO
7. COSTELAS
8. ÁREA DA VIRILHA (NODOS LINFÁTICOS), CANAL DEFERENTE/TUBAS UTERINAS
17
ORIENTAÇÕES GERAIS:
1. A pessoa deve permanecer reclinada a 45 graus;
2. Não fazer todo dia, máximo 3x por semana;
3. Nunca fazer diagnóstico;
4. Os movimentos devem ser repetidos 3-9 vezes

MANOBRAS DE RELAXAMENTO
1. RELAXAMENTO DO PÉ: coloque as palmas das mãos em volta das laterais das
articulações dos artelhos e sem muita pressão faça movimentos rápidos de vai e vem
alternando as mãos.
2. BALANÇO RELAXANTE: segurar o pé com as duas mãos(região tênar e hipotênar),
balançar o pé de um lado para outro com movimentos rápidos, mas delicados.
3. ALONGANDO O TENDÃO: uma mão segura o calcanhar e alonga enquanto a outra
apoiada na almofada superior faz um movimento de rotação empurrando para frente.
4. TRACIONANDO A MUSCULATURA DO PESCOÇO: com o dedo indicador e médio
dobrados como se um alicate, puxa cada dedo com uma pressão média.
5. LIBERANDO A TENSÃO DA CABEÇA E PESCOÇO: com os dedos entre os
artelhos,junte-os com pressão e deslize-os para fora dos artelhos.
6. AMASSAMENTO METARTASAL
7. RELAXAMENTO DO DIAFRAGMA
8. RELAXAMENTO DA CAIXA TORÁCICA
9. TORÇÃO: uma mão segura o pé e a outra próxima aos artelhos faz movimento de torção
de um lado para outro.
10. ABRAÇO: abrace o pé com as duas mãos e faça a vibração.

ESCALDA PÉS
1. Bacia
2. Água quente (37 a 40 graus)
3. Óleo essencial
4. Sal grosso
5. Bolinhas de gude
Óleo essencial de eucalipto e menta: combate o cansaço.
OE de arnica e laranja: reduz inchaço
OE de lavanda e tea tree (melaleuca): ajudam a relaxar e são fungicidas e cicatrizantes.
Fazer a reflexologia e depois o escalda pés: trabalhar os principais pontos como coração,
plexo solar e sistema linfático. Depois trabalha os pontos que forem necessários, de acordo
com a necessidade da pessoa.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
• GILLANDERS, A. Guia Completo de Reflexologia. 1.ed. São Paulo; Pensamento-
Cultrix; 2008.
• BROWN, D. W. Massagem terapêutica, Introdução prática. 1.ed. São Paulo;
Manole,2001.
• GUYTON e HALL. Tratado de Fisiologia Médica. 9.ed. Rio de Janeiro; Guanabara
Koogan, 1996.

18
GLOSSÁRIO
ANALGESIA: completa perda da sensibilidade à dor.
ARTRALGIA: dor em uma articulação
ATROFIA: perda ou diminuição do tamanho das células, tecidos, órgãos e partes do corpo.
ARTRITE REUMATÓIDE: doença do revestimento sinovial das articulações que causa dor,
inchaço e enrijecimento.
CÂNCER: tumor celular invasivo, maligno, que tem capacidade de se espalhar pelo
organismo.
CONGÊNITO: existente ao nascimento.
CONTRATURA: condição resultante da perda da capacidade de alongamento de um
tecido.
DISTENSÃO: estiramento ou rompimento dos tecidos moles.
EDEMA: acúmulo excessivo de fluido nos tecidos.
ERITEMA: rubor da pele.
ESPASMOS: contração muscular involuntária e convulsiva, quando forte e doloroso é
denominado cãibra.
FIBROMIALGIA: inflamação crônica de um músculo ou tecido conjuntivo.
FIBROSE: formação anormal de tecido fibroso.
FLACIDEZ: estado de ausência ou redução do tônus muscular.
FLEBITE: inflamação de uma veia.
GLICEMIA: taxa de glicose no sangue.
HEMATOMA: massa de sangue confinada a uma área restrita, resultante do
extravasamento de sangue no subcutâneo.
HEMORRAGIA: sangramento das veias, artérias ou capilares.
INFECÇÃO: estado patológico produzido pela invasão de um organismo contaminante.
INFLAMAÇÃO: resposta fisiológica do organismo a uma lesão tecidual.
LINFEDEMA: acúmulo excessivo de fluído extravascular e extracelular nos espaços
intersticiais.
METABOLISMO: o total das reações físicas e químicas que ocorrem em um organismo.
NECROSE: morte celular.
NEOPLASIA: tecido anormal, como um tumor, que cresce às custas de tecido sadio.
NERVO CIÁTICO: o maior nervo das pernas, mais grosso que qualquer outro do corpo.
OSTEOPOROSE: quadro de porosidade decorrente da perde de cálcio, que resulta em
enfraquecimento dos ossos.
PARESTESIA: sensação anormal, com amortecimento, pruridos, ou formigamento, sem
causa aparente.
PLEXO: concentração de nervos ou vasos sanguíneos. O plexo solar é importante grupo
de nervos simpáticos e gânglios, na parte superior e posterior do abdômen.
SISTEMA NERVOSO PARASSIMPÁTICO: parte do sistema nervoso que mantém e
restaura a energia.
SISTEMA NERVOSO SIMPÁTICO: parte do sistema nervoso que controla a função
motora.
TROMBOSE: formação de um coágulo em um vaso sanguíneo.
VASOCONSTRIÇÃO: redução do diâmetro de um vaso sanguíneo devido à contração de
musculatura lisa nas paredes dos vasos.
VASODILATAÇÃO: aumento do diâmetro de um vaso sanguíneo.

19
FICHA DE AVALIAÇÃO
NOME:
DATA DE NASCIMENTO:
PROFISSÃO:
ESTADO CIVIL:
ENDEREÇO:
CONTATO PARA EMERGÊNCIA:
TOMA ALGUM MEDICAMENTO?QUAL?
FUMA? BEBE?
FAZ EXERCÍCIOS REGULARMENTE?
DIETA EQUILIBRADA?
CIRURGIA RECENTE?
QUAIS AS DOENÇAS FAMILIARES?
QUAL NÍVEL DE ESTRESSE DE 01 A 10? (Sendo o 10, o nível máximo).
ESTADO GERAL DA SAÚDE?
CONDIÇÕES DOS PÉS? (PELE, UNHA, TONUS, ETC).
ALGUM COMENTÁRIO?
As informações que forneci são verdadeiras até onde sei e acredito. Recebi as orientações
necessárias por parte do profissional e concordo com o tratamento.
ASSINATURA:
DATA:

20