Você está na página 1de 12

DIREITOS HUMANOS

ONU
PROF. DOSTOIEVSKY
DIREITOS HUMANOS E DI
• Os dois documentos recentes mais importantes, com referência aos
direitos humanos, são estes:
• Declaração Americana dos Direitos e Deveres do Homem (IX
Conferência Internacional Americana, realizada em Bogotá, Colôm-
bia, em 1948) – “Todos os homens nascem livres e iguais em
dignidade e direitos e, como são dotados pela natureza de razão e
consciência, devem proceder fraternalmente uns para com os
outros.”
• Declaração Universal dos Direitos do Homem (III Sessão Ordinária
da Assembleia Geral das Nações Unidas, 1948) – “Todos os ho-
mens nascem livres e iguais em dignidade e direitos. São dotados de
razão e consciência e devem agir, uns aos outros, com espírito de
fraternidade.”
DIREITOS HUMANOS E DI
• Convenção de Genebra foi “a primeira introdução dos direitos humanos na
esfera internacional. O direito da guerra e da paz, destinado a regular as ações
das potências combatentes
• Segundo a Convenção de Genebra, há três tipos de crimes que podem ser
cometidos durante conflitos, que devem ser proibidos:
• Crimes de guerra: assassinato ou maus-tratos de civis, deportação ou
confinamento (de civis ou militares) para trabalhos forçados, assas- sinato ou
maus-tratos de prisioneiros, pilhagem ou saque, destruição de cidades sem
necessidade militar e assassinato de reféns.
• Crimes contra a paz: planejar guerra de agressão ou em violação a tratados
internacionais e participar de plano comum ou conspiração para promover
esses atos.
• Crimes contra a humanidade: extermínio, escravização e outros atos
desumanos antes ou durante uma guerra, perseguições por motivos políticos,
raciais ou religiosos.
ONU
• Surge em 1945 com a Carta das Nações Unidas
- Manter a paz e a segurança internacionais
- Desenvolver relações de amizade entre as nações baseadas no
respeito do princípio da igualdade de direitos e da
autodeterminação dos povos
- Realizar a cooperação internacional, resolvendo os problemas
internacionais de caráter econômico, social, cultural ou
humanitário, promovendo e estimulando o respeito pelos
direitos do homem e pelas liberdades fundamen- tais para
todos, sem disanção de raça, sexo, língua ou religião
- Ser um centro destinado a harmonizar a ação das nações para
a consecução desses objetivos comuns
ONU
• CARACTERÍSITCAS
- Deverão cumprir de boa-fé as obrigações por eles assumida
- Deverão resolver as suas controvérsias internacionais por
meios pacíficos
- Abster-se nas suas relações internacionais de recorrer à
ameaça ou ao uso da força
• Membros originários são aqueles que compareceram à Conferência
de São Francisco ou que haviam assinado a Declaração das Nações
Unidas de 1942, em meio à Segunda Guerra.
- Membros admitidos constituem aqueles que postularam
candidatura à ONU, sendo que devem preencher alguns requisitos.
ONU
• ASSEMBLÉIA GERAL:
- Decidem se as questões de ordem processual por maioria simples e as
questões ditas importantes por 2/3 dos membros, ou seja, maioria
qualificada
- Funções:
• Discutir e fazer recomendações sobre “quaisquer questões ou assuntos
que estiverem dentro das finalidades da presente Carta ou que se
relacionarem com as atribuições e funções de qualquer dos órgãos nela
previstos”
• Discutir e fazer recomendações sobre desarmamento e
regulamentação de armamentos
• Considerar os princípios gerais de cooperação na manutenção da paz e
da segurança internacionais
ONU
- Fazer estudos e recomendações sobre cooperação internacional
- Recomendar para a solução pacífica de qualquer situação
internacional
ATRIBUIÇÕES
- Eleger os membros não permanentes do Conselho de Segurança
- Votar o orçamento da ONU
- Aprovar os acordos de Tutela
- Coordenar as atividades dos organismos especializados.
ONU
• Funções do Conselho de Segurança:
- Regulamentar os liogios entre os Estados-membros da ONU
- Regulamentação de armamentos
- Agir nos casos de ameaça à paz e de agressão
- Decidir sobre as medidas a serem tomadas para o cumprimen-
• to das sentenças da CIJ
• CONSELHO ECONÔMICO SOCIAL: Assuntos econômicos e sociais;
prepara relatórios e estudos sobre tais matérias;
• SECRETARIADO: Função administrativa da ONU; é responsável
exclusivamente pela ONU e não pode receber instruções de países
ONU
Corte Internacional de Justiça.
• Seus signatários obrigam-se por antecipação a aceitar a jurisdição da
Corte sempre que demandados por Estado também comprometido
com a cláusula, o que vale dizer, em base de reciprocidade
• Quando um dos Estados litigantes tem na Corte um juiz de sua
nacionalidade, é permitida ao outro a indicação de um nacional seu
para atuar como juiz ad hoc.
• Os acórdãos da CIJ são definitivos e obrigatórios com base no
princípio pacta sunt servanda.
• O não cumprimento da sentença arbitral representa ato ilícito.
• O Conselho de Segurança, caso julgue necessário, tome as medidas
próprias para fazer cumprir o acórdão.
MÉTODO PACIFICO DE SOLUÇÕES
DE CONFLITO
• Utilizar me meio pacífico
• Conselho de segurança intervém, investiga controvérsias, e
situações suscetíveis de atritos internacionais
• Acionado por membos da ONU e estados que aceite as obrigações
de solução de controvérsias
• AG Limita-se a discutir o caso e de apresentar recomendações ao
Estado
• em qualquer fase da controvérsia ou da situação ameaçadora, o
Conselho poderá recomendar procedimentos ou métodos de
solução apropriados
• As partes, caso não consigam chegar a acordo por qualquer outro
meio pacífico, deverão submeter a controvérsia ao Conselho de
Segurança, que recomendará os métodos ou as condições que lhe
parecem apropriadas para a solução
ONU CARACTERÍSTICAS
• Nações Unidas como organização intergovernamental.
• A ONU tem personalidade jurídica de direito internacional público
• Pode celebrar tratados com países e OI
• Estão excluídas as decisões do Conselho de Segurança sobre
assuntos da jurisdição doméstica dos Estados, visto que podem ser
executadas de forma coercitiva
• As sentenças da Corte Internacional de Justiça são executáveis pelo
Conselho de Segurança a pedido de uma das partes
• Suspensão e expulsão de Estados-membros
• Reforma: Assembleia Geral das Nações Unidas comportaria maior
protagonismo na tarefa de defender a paz e a segurança
internacionais (resoluções recomedatórias)