Você está na página 1de 3

Período colonial 1500-1822 população estagnada em crescimento vegetativo

Período imperial 1822-1889

Modelo agrário exportador (1889-1930) República velha

Depois 1930-1980 modelo voltado para substituição de importação PSI –


programa de substituição de importação

Nova república – 1989-...

No modelo agrário exportados: A=C+I+G é a absorção doméstica e no modelo


agrário exportador esse A é muito pequeno, quase não tendo mercado interno
A=dimensão do mercado interno). Setor exportador o mais dinâmico, carregando os
demais setores do país.

Consumo de baixa renda e consumo de alta renda C=CW+CPI separar pois não tinha
consumo de baixa renda com escravos

Café representa uma síntese de todas as formas de inserir-se comercialmente, no


modelo agrário exportador.

 Declínio a longo prazo da renda percapita XIX

Causas da estagnação do padrão de vida

Variáveis: do setor externo- heterogeneidade dos setores produtivos; e inserção


comercial. Os termos de troca, preço do produto exportado/preço do produto importado,
a capacidade de importar do país,

Em consequência do estancamento das exportações, as pessoas saíram do setor de


exportação e foram para o de subsistência, uma das razoes para o estagnamento da renda
percapita.

A queda dos termos de troca entre 1821-1850, o uso das exportações inglesas, foi
utilizado, e assim em relação aos industrializados houve queda de preços. E os
industrializados ficaram constante nesse período. Outro fator, fenômeno interno, saída de
pessoas do setor de exportação, inchando o setor de subsistência da economia, início até
a metade do sec XIX. Crescimento vegetativo quase zero, so aumentando com a
imigração de mão de obra.

Por que as tentativas de industrialização no sec XIX falharam?


Uma indústria não cria mercado para si mesmo, progresso tecnológico dos
equipamentos, para importar maquinas era necessário exportar para ter capital. Restrição
na difusão tecnológica.

Desenvolvimento em mercado interno se relacionado ao comercio? Implica a


urbanização da economia, o Brasil não era urbanizado. Não se pensavam em outra forma
de inserção no mercado além das exportações.

Condição necessária para sair da estagnação era necessária essa inserção


comercial, de alguma maneira com a exportação, com o café. Logo após esse período; na
2 metade do sec XIX

Variável termo de troca e composição da economia interna, mobilização da mão


de obra. Salários baixos, diminui o PIB da economia.

Com a consolidação do café, e o estancamento de importação de café, consegue


se suprir inicialmente devido a queda na mineração se mantem com a migração, surgindo
posteriormente problema de mão de obra.

Imposto sobre importação ou exportação ???? Averiguar

Condições favoráveis ao café, preço de mão de obra, e condições ecológicas,


(muita terra, clima favorável).

ESTUDAR PELO SLIDE, ATENÇÃO EM COISAS REPETIDAS QUE VÃO


ESTAR NA PROVA.

Descentralização do poder do Estado para os governadores, no período do café.

Variável mais importante em país industrializado – investimento de capital fixo I;

Variável mais importante em países agrários exportadores- X de exportações.

__Mão de obra no setor termos de troca em ascensão comercio em expansão e


domesticamente pessoas migrando para o setor exportador renda percapita em ascensão

Urbanização no país.

Transição para o trabalho assalariado – desequilíbrio externo – ganhos de


produtividade

Fim da escravidão
Mudança na organização da produção; utilização dos fatores (K-capital; L-
trabalho; T- terra); distribuição funcional da renda

PIB pode ser salários e lucros

Distribuição funcional da renda dividir tudo pelo PIB p saber a composição do


PIB em termos de salários e lucros.

Sudeste teve mais sucesso com o que se esperava da abolição pois tinha maior
mobilidade e terras férteis, diferente do Nordeste. Quem estava em engenho de açúcar no
Nordeste não melhorou, só migravam entre as lavouras de cana.

No geral/agregado da economia brasileira não alterou a distribuição da renda.

Agregado um resultado, desagregado outro resultado sobre a transição do trabalho

Tendência ao desequilíbrio externo? Deficit na balança comercial. Variável –


medido pelo saldo em conta corrente CC, 1900 é igual a balança, atualmente é diferente
da balança.

Ao longo do período de consolidação do período agrário exportador o câmbio foi


o principal instrumento de correção das CC do país

Definição de desequilíbrio externo?

Qual o papel do câmbio? Principal mecanismo de correção, câmbio fixo.

Pauta de exportação maior que de importações em 1900 no brasil

Importa vários produtos, estrutura demanda diversificada, mas exporta


principalmente o café, estrutura de oferta é concentrada. Completamente diferente de
países industrializados, sem contraste de oferta e demanda