Você está na página 1de 62

EDIÇÃO 02/2012

Palavra Pastoral

Queridos, é com imensa alegria que apresentamos este


material para proporcionar o Discipulado na vida de todos aqueles
que desejam mais do Senhor aqui no Ministério Palavra Viva.
O Ministério Palavra Viva tem como direção de Deus a
restauração de vidas, e nós cremos que a maneira que Jesus usou
pra formar os apóstolos, é a maneira como Ele quer que façamos:
FAZER DISCÍPULOS.
Somente com um profundo comprometimento com a
Palavra de Deus é que as raízes das árvores que não foram plantadas
pelo Senhor, serão arrancadas e uma nova plantação, santa e
abençoada tomara lugar.
Nosso desejo é que com esse material, que está aberto a
todas as revisões que o Espírito Santo quiser fazer, possa servir
como uma ferramenta de Deus pra ministrar em sua vida.
Lembre-se sempre: Jesus Cristo te escolheu e te chamou
pra que você vá e dê muitos frutos pra glória do Pai e esses frutos
permaneçam.
Jesus te abençoe sempre!!!

PRS. LUCIANO E CLÁUDIA

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 2


Índice

Capítulo 1
Libertação do poder do pecado 04

Capítulo 2
Libertação dos pecados e suas consequências 10

Capítulo 3
Libertos do Império das Trevas e de toda Maldição 18

Capítulo 4
Corpo, Alma e Espírito 26

Capítulo 5
Perdão 32

Capítulo 6
Ficando livre da Rejeição 43

Bibliografia 61

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 3


1
Libertação do Poder do
Pecado

A primeira, a principal e a maior libertação que Jesus veio


trazer ao homem foi esta: a libertação do poder do pecado, pois o
pecado é a principal arma do diabo para “matar, roubar e destruir” o
ser humano - João 10:10.

O que é o pecado?

A Palavra de Deus define o pecado como sendo acima de


tudo, uma lei: a lei do pecado e da morte - Romanos 8:2.

Uma lei, seja ela do campo da física, do código civil, da


economia ou até do trânsito, tem poder para influenciar o
comportamento, sob pena de punição.

Os pecados do homem, os erros que a humanidade comete,


são consequência de haver dentro do ser humano, uma força
maligna, um senhor que escraviza, chamado PECADO e que o obriga
a pecar.

Quantas vezes o homem procura mudar de atitude, deixar de


fazer certas coisas erradas e fazer somente o bem, mas não
consegue?

Sabe por quê? Porque a mente e corpo estão escravizados a


um poder maior que as próprias forças e vontade do homem, que se
chama PECADO.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 4


Porque os homens fazem tanta maldade, se todas as religiões
pregam o bem? Porque os mandamentos e conselhos das religiões
não conseguem quebrar o domínio do pecado dentro do homem.

Este grande conflito que existe dentro do homem é universal,


atinge todas as classes sociais, e é assim retratado na Palavra de
Deus:

“Ora, nem eu mesmo entendo o meu modo de agir (...). Pois não
faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse faço. Ora, se eu
faço o que não quero, já não o faço eu, mas o pecado que habita em
mim.” – Romanos 7:15, 19 e 20

Quando o homem, debaixo da ação da lei do PECADO,


transgride os mandamentos do Senhor, ele comete pecados; e
quando isto acontece o pecado cometido traz culpa, condenação,
vergonha, fracasso, afeta a família e a sociedade e produz morte!
“Porque o salário do pecado é a morte ...” (Romanos 6:23).

Quando a pessoa percebe todas as consequências terríveis


do pecado, ela fica horrorizada, sente remorso, e quer mudar; mas
não consegue, pois ela não sabe que a sua grande desgraça é que
existe um poder maligno dentro dela, que a obriga a continuar
pecando.

Quando o homem percebe a inutilidade dos seus esforços


para vencer suas atitudes erradas, e que há algo dentro dele maior
que a sua vontade, ele grita: “Miserável homem que eu sou! Quem
me livrará do corpo desta morte?” (Romanos 7:24).

Como o Pecado entrou na Raça Humana

O primeiro homem pecou, e assim transmitiu


espiritualmente o pecado para toda a humanidade.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 5


“Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no
mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos
os homens, porque todos pecaram.” – Romanos 5:12

“Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus.” – Romanos


3:23

O Pecado escraviza e produz Morte

Replicou-lhe Jesus: “Em verdade, em verdade vos digo: todo


o que comete pecado é escravo do pecado.” (João 8:34).

“Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e vosso


Deus; e vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não
ouça.” – Isaías 59:2

O pecado escraviza. Uma vez que alguém comete um


pecado, é cada vez mais fácil cometê-lo de novo. Exemplo da
pornografia, adultério, roubo, ganância ou assassinato.

O pecado separa o homem de Deus; ele produz morte em


várias áreas da vida:

 MORTE ESPIRITUAL: quebra a comunhão do homem com


Deus.
 MORTE NOS RELACIONAMENTOS E EMOÇÕES: barreiras,
divisões entre as pessoas, ressentimentos, ódio.
 MORTE FÍSICA: doenças geradas pela culpa, medo,
rancor, amargura que levam à morte da pessoa (câncer,
úlceras etc...).

O pecado é excessivamente maligno, mais que um câncer,


pois ele não mata só o corpo de uma pessoa, mas mata a sua alma e
espírito, mata famílias, cidades e até verdadeiros impérios!
(Romanos 7:13).

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 6


Além disto, o pecado distorceu totalmente o ser humano
criado para refletir a imagem e semelhança de Deus, pois quando
ele entrou na vida humana, o PECADO:

 Matou o espírito que Deus dera ao homem, separando-o


totalmente de Deus, que é espírito também (Gênesis
2:16-17).
 Deformou sua alma, tornando-o egoísta, com um
“coração de pedra” (Lucas 12:13-21).
 Degenerou a natureza que controlava os instintos e
desejos do seu corpo, que passaram a ficar pecaminosos
e perversos (Efésios 2:3).

Jesus Libertou o homem do Poder do Pecado

Graças a Deus, que através de Jesus, o ser humano ficou livre


do poder escravizador do pecado em sua vida; aquilo que jamais
poderia ser feito por sua própria força ou pelas religiões, Jesus fez
pelo homem: Ele destruiu a lei do pecado em seu próprio corpo lá
na Cruz do Calvário.

“Pois o que era impossível à lei, visto que estava enferma pela
carne, Deus, enviando o seu Filho em semelhança da carne do pecado,
pelo pecado condenou o pecado na carne.” - Romanos 8:3

Lá na cruz Deus permitiu que a lei do pecado entrasse no


corpo de Cristo; mas ali o poder da vida santa de Jesus destruiu o
poder do pecado, determinando que todo aquele que nele cresse,
também ficaria livre do domínio do senhor PECADO.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho
unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a
vida eterna.” – João 3:16

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 7


“Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós,
para que nele fossemos feitos justiça de Deus.” – II Coríntios 5:21

“Porque a lei do espírito de vida, em Cristo Jesus, livrou-me da


lei do pecado e da morte.” – Romanos 8:2

Mas além de destruir o poder do pecado, Jesus também em


sua morte destruiu o coração de pedra do homem (o egoísmo, o
velho homem) e a sua natureza carnal e rebelde.

Pois a Palavra de Deus garante que aquele que aceita a Jesus,


morreu juntamente com Cristo, e também com Ele ressuscitou para
ser nova criatura, livre do pecado, com um espírito novo e um
coração novo.

“Pois sabemos isto, que o nosso velho homem foi com ele
crucificado, para que o corpo do pecado seja desfeito, a fim de não
servirmos mais ao pecado.” – Romanos 6:6

“Ele vos vivificou, estando vós mortos nos vossos delitos e


pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo,
segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera
nos filhos da desobediência. Entre eles todos nós também antes
andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e
dos pensamentos. E éramos por natureza filhos da ira, como também
os demais. Mas Deus, que é riquíssimo em misericórdia, pelo seu muito
amor com que nos amou, estando nós ainda mortos em nossos delitos,
nos vivificou juntamente com Cristo (pela graça sois salvos).” – Efésios
2:1-5

“Estou crucificado com Cristo, e já não vivo, mas Cristo vive em


mim. A vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, que
me amou e a si mesmo se entregou por mim.” – Gálatas 2:20

“Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas


velhas já passaram, tudo se fez novo.” – II Coríntios 5:17

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 8


Quando alguém crê no Senhor Jesus e nas verdades da sua
Palavra, tomando-as para si e confessando-as com a sua boca,
experimenta o grande milagre do novo nascimento ou da sua
regeneração: Esta pessoa é gerada, criada de novo por Deus e
recebe uma nova vida (João 3:3-6 e I Pedro 1:3).

E isto tem tudo a ver com o batismo nas águas! Pois no


batismo, a pessoa batizada estava fazendo a grande confissão acerca
da sua salvação:

 Quando ela foi mergulhada nas águas, estava


confessando que morreu e foi sepultada com Cristo,
encerrando sua vida velha onde era escrava do pecado
(Romanos 6:6).
 Quando ela foi tirada das águas, estava confessando que
ressuscitou juntamente com Cristo, para ser uma nova
criatura e andar em novidade de vida (Romanos 6:11).

A partir do seu batismo nas águas, onde diante de Deus, dos


anjos, do diabo, dos demônios e dos homens, a pessoa confessou
que morreu e ressuscitou com Cristo, sendo uma nova criatura, livre
do poder do pecado e do diabo. Agora ela pode ser cheia do Espírito
Santo para viver uma vida poderosa e abundante no Senhor (Atos
2:38; Atos 1:18).

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 9


2
Libertação dos Pecados e
suas Consequências

Além de libertar o homem da lei do pecado e da morte, o


Senhor Jesus cuidou também de livrá-lo dos pecados cometidos
quando ele ainda era escravo desta lei maligna.

Porque os pecados que os homens cometiam não só os


faziam condenados ao inferno para sempre (Ezequiel 18:20), como
também traziam muitas misérias e males para as suas vidas, como
consequência pela desobediência à Palavra de Deus (Deuteronômio
28:15-68).

Assim, lá na Cruz do Calvário, Jesus tomou sobre si as


iniquidades, enfermidades e maldições dos homens (Isaías 53:4-6 e
Gálatas 3:13); Ele pagou pelos seus pecados, sendo castigado, moído
e morto pelas suas transgressões, e derramou seu sangue puro para
pagar o preço de suas dívidas para com Deus (Efésios 1:7; Apocalipse
1:5 e I Pedro 1:18-19).

Quando o homem confessa os seus pecados pedindo perdão


a Deus, Ele o perdoa, o purifica de todo o pecado e dá a ele
autoridade para repreender toda força maligna: doenças, fracassos,
perturbações, obras de demônios etc... (Hebreus 9:15 e I João 1:7).

Vejamos agora uma série de atitudes pecaminosas e


destrutivas que o ser humano tem antes de conhecer a Palavra de
Deus, das quais o Senhor com o seu sangue quer purifica-lo e
libertá-lo:

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 10


Atitudes Destrutivas

 Ciúmes, invejas.
 Autocompaixão (pena de si mesmo).
 Agradar a todos: preocupar-se mais com a opinião das outras
pessoas do que com o que Deus pensa. Deixar-se controlar pelo
que os outros pensam.
 Ódio.
 Falta de perdão e rancor: vamos tratar mais detalhadamente
esse ponto em outro capítulo.
 Vingança.
 Ira e argumentação: querer forçar sua ideia sobre outros de
qualquer jeito.
 Cobiça, avareza, ganância: para conseguir mais as pessoas estão
sacrificando o tempo com o cônjuge, filhos, e Deus.
 Perfeccionismo: expectativas irreais em relação a si mesmos ou a
outras pessoas.
 Incredulidade: confiar em si mesmo (sabedoria, habilidade ou
trabalho duro) ao invés de confiar em Deus e seguir sua direção.

Hábitos e práticas destrutivas

 Fofoca e falar injurioso: menosprezar os outros ou falar mal


deles, seja verdade ou mentira.
 Linguagem de baixo calão: palavrões, palavras chulas, termos
ofensivos.
 Amaldiçoar outros.
 Roubar.
 Mentir.
 Quebrar as promessas.
 Desejo de morte: em relação a outras pessoas ou a si mesmo.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 11


Vícios e dependência

 Glutonaria (comer exageradamente).


 Nicotina (cigarro).
 Drogas.
 Álcool.
 Jogos de azar.
 Cartão de crédito (impulso de comprar tudo o que vê).
 Uso excessivo de computador e Internet.
 Televisão.

Se você tem um vício sério, talvez seja necessário fazer outras


coisas:

 Ter acompanhamento de pessoas que conhecem seu caso.


 Afastar-se de tudo que possa contribuir para o vício.
 Odiar este pecado e evitar situações tentadoras.
 Encontrar um grupo de apoio terapêutico, conforme o caso.

Identifique e anote

Anote em uma folha os pecados que você necessita se arrepender, e


que agora você teve consciência clara, depois de ouvir a Palavra de
Deus.

Vamos ter uma sessão especial para saber como tratar dos pecados
sexuais logo a seguir. Por enquanto anote os que têm a ver com
atitudes e hábitos conforme descrevemos.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 12


Pecados sexuais

•Pornografia •Desejo de conhecer e praticar tudo sobre sexo

•Compulsão por sexo •Fantasias Sexuais

•Adultério • Homossexualismo

•Fornicação

Deus criou o sexo e a sexualidade. Eles são coisas boas, mas


podem ser usadas da maneira errada e produzir muitos danos.

A sexualidade (não a sensualidade) é um dom de Deus, e


deve ser mantida pura e santa. É como um rio, que enquanto flui
dentro de seu leito é maravilhoso, mas se transborda para fora
causa enchentes, destruição e morte.

Satanás quer que o homem saiba tudo sobre o mal e o


pecado. Ele quer que os homens sejam conhecedores do mal. Mas
Deus quer que eles sejam conhecedores do bem e inocentes para o
mal.

“Preciso estar atualizado sobre os últimos filmes e shows de


televisão, porque as outras pessoas estão”. É como se um médico
precisasse ficar doente para então poder ajudar melhor as pessoas.
Isto é racionalização, mentira do inferno que traz cadeias para a vida
do homem.

“E quero que sejais sábios para o bem e símplices para o mal. E o Deus
da paz, em breve, esmagará debaixo dos vossos pés a Satanás.” –
Romanos 16:19-20

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 13


“Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável,
tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é
de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o
que ocupe o vosso pensamento.” – Filipenses 4:8

“Mas a impudicícia e toda sorte de impurezas ou cobiça nem sequer se


nomeiem entre vós, como convém a santos.” – Efésios 5:3

Pecados sexuais criam laços (vínculos) entre pessoas

“Ou não sabeis que o homem que se une à prostituta forma um só


corpo com ela? Porque, como se diz, serão os dois uma só carne.” – I
Coríntios 6:16

Quando duas pessoas mantêm relações sexuais, suas almas


ficam ligadas.

 Sexo antes do casamento (fornicação).


 Casos amorosos (prostituição).
 Sexo ilícito no casamento (adultério).
 Relacionamentos de casamentos anteriores.
 Outras relações sexuais ilícitas (bestialidade, incesto etc.).

“Não vos enganeis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem
efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem
bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de
Deus.” - I Coríntios 6:9-10

Consequências dos pecados sexuais

 Uma consciência culpada, impura.


 As lembranças, imagens e emoções dos pecados sexuais
passados estão sempre vivos e interferem na oração,
relacionamento com pessoas do sexo oposto etc.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 14


 Depressão, falta de esperança, rejeição, frustração,
amargura, tristeza, desânimo.
 Lascívia, sonhos pornográficos.
 Dificuldade em olhar para alguém do sexo oposto sem que
venha à mente imagens sexuais.
 Frigidez, impotência, vergonha.
 Dificuldades crescentes no relacionamento conjugal.
 Opressão demoníaca para cometer os mesmos pecados.
 Incapacidade de vencer pecados repetitivos (masturbação,
pornografia, promiscuidade, grosserias).
 Culpa induzida (no caso de ter sido abusado sexualmente).

Você deve quebrar todos os laços com as pessoas

Corte todos os laços de alma com as pessoas com quem você


teve ou foi vítima de algum envolvimento sexual errado.

– Tenha sido com seu consentimento ou não.


– Inclusive com ex-cônjuges, parceiros etc.

Corte todos os laços de alma com aqueles que você teve


algum envolvimento emocional negativo profundo (correspondido
ou não). No caso de noivados frustrados, amor platônico, fantasias
românticas frustradas etc.

Cortar o laço não implica necessariamente terminar o


relacionamento para sempre (ex-cônjuges, parentes, pais, pessoas
que se encontram regularmente). Mas os laços emocionais e
mentais malignos devem ser quebrados.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 15


Identifique as áreas onde você ainda está preso

Na mesma folha anterior, marque também os pecados


sexuais que você precisa se arrepender, e as pessoas com quem
precisa quebrar os laços de alma. Não anote nomes ou detalhes.

“Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos


meus constantes gemidos todo o dia.” – Salmos 32:3

“Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos


perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” – I João 1:9

Ficando livres das cadeias do pecado

1. Arrependa-se e confesse os seus pecados: as atitudes,


hábitos e pecados sexuais que você praticou no passado, ou
estava ainda praticando.

2. Receba a oração e o perdão de todos os pecados pelo


sacrifício de Cristo já realizado na cruz.

3. Confesse a palavra de Deus e a sua libertação completa.


Rejeite toda a maldição e quebre todas as cadeias e laços
com o passado. Nunca mais volte à prática destas coisas.

4. Destrua todo ponto de contato que te ligue a essa pessoa


(fotos, perfumes, joias, etc.).

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 16


Oração conjunta

Querido Pai,
Eu me arrependo de todo envolvimento sexual ilícito com pessoas no
meu passado, seja adultério, fornicação, prostituição, e qualquer ato
de perversão que pratiquei. Eu me arrependo de toda pornografia –
filmes, fotos, revistas e outros – que deixei entrar em minha mente.

Pai, eu me arrependo da rebelião contra Tua Palavra, recordando


obscenidades e voltando minha mente para os pecados sexuais do
passado. Arrependo-me de dar espaço para espíritos que têm
controlado meus olhos, mente e ouvidos, me levando a repetir
pecados que fazia em segredo.

Eu renuncio aos meus medos de sexo no casamento, medo de não


ser compreendido, medo de ser violentado ou abandonado.

Eu me arrependo, renuncio e quebro todos os laços de alma com


todas as pessoas do meu passado, em nome do Senhor Jesus Cristo.

Eu me arrependo de todos os vícios, atitudes e hábitos destruidores


que permiti existir em minha vida. Eu renuncio a eles e não quero
mais praticá-los.

Eu confesso que Cristo destruiu todas as acusações que Satanás


tinha contra mim, na sua morte e ressurreição, e que nenhuma
condenação está mais sobre a minha vida.

Eu confesso que o sangue de Cristo purifica a minha consciência de


todas estas obras mortas, para poder servir a Deus em santidade e
justiça todos os dias de minha vida.

Eu confesso que sou uma nova criatura em Cristo, que fui incluído
em sua morte e ressurreição. As coisas velhas se passaram, e tudo
se fez novo. Eu oro no poderoso nome de Jesus, Amém.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 17


3
Libertos do Império das
Trevas e de toda Maldição

O que é maldição

 Palavras de condenação ou depreciação, pronunciadas pela


própria pessoa ou por terceiros.
 Praga, juramento, invocação de mal ou dano sobre alguém.
 Cadeias espirituais produzidas pelo pecado.

A maldição manifesta-se de diversas formas diferentes como:


enfermidades, miséria financeira, opressões diabólicas, medos,
perturbações, divórcio etc.

“Como o pássaro que foge, como a andorinha no seu vôo, assim, a


maldição sem causa não encontra pouso.” - Provérbios 26:2

Toda maldição sempre tem uma causa. Ela não vem por
acaso.

Maldições familiares

Às vezes encontramos maldições que acontecem a diversos


membros de uma mesma família: alcoolismo, divórcio, suicídio,
traições, ruína financeira etc.

Os pecados dos pais abrem brechas para que o diabo possa


atuar na vida dos filhos. Se Satanás puder entrar numa família
através de uma porta (drogas, alcoolismo), ele vai usar as próprias
pessoas desta família para destruir e amaldiçoar umas às outras. Por

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 18


exemplo, o pai bêbado que bate na mulher, despreza os filhos,
amaldiçoa as filhas.

Mas o que mais afeta os descendentes são as próprias


atitudes pecaminosas que causam dor, marcas e ressentimentos nos
demais membros da família.

Causas de maldição

1. Envolvimento com o ocultismo e falsas religiões:

 Macumbaria, magia negra, mesa branca, candomblé, iemanjá


etc.
 Yoga e meditação transcendental.
 Seitas que invocam espíritos ancestrais.
 Pactos, trabalhos de feitiçaria ou macumba.
 Falsa adoração ao próprio homem, a deuses orientais etc.
 Envolvimento com “anjos”, cabala, horóscopos, filosofias de
culto à mente, comunicação com os mortos. Curas e cirurgias
espirituais operadas por médiuns.

Mesmo experimentando uma cura, Satanás coloca uma


cadeia em outra área da vida da pessoa. Ele pode aparecer como
“anjo de luz”.

“E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo


de luz.” – II Coríntios 11:14

“Não se achará entre ti quem faça passar pelo fogo o seu filho ou a sua
filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem
feiticeiro; nem encantador, nem necromante, nem mágico, nem quem
consulte os mortos; pois todo aquele que faz tal coisa é abominação
ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR, teu Deus, os lança
de diante de ti.” – Deuteronômio 18:10-12

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 19


2. Idolatria ou “Adultério espiritual”:

Querer servir a Deus e idolatrar coisas ou pessoas na vida.


Deus ama o homem e o quer somente para Ele. Pense nisso: alguém
gostaria que sua mulher ou seu marido desse mais atenção para
outra pessoa do que para ele mesmo?

“E assim eles adoravam ao Deus Eterno, mas também adoravam os


seus ídolos; e até hoje os seus descendentes continuam a fazer a
mesma coisa.” – II Reis 17:41 BLH

“Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do


que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas
debaixo da terra.” – Êxodo 20:4

É possível idolatrar o dinheiro, o trabalho, uma pessoa, o


prazer pessoal, o sexo, o cargo. Pode-se idolatrar o reconhecimento
de outras pessoas (então a pessoa fica preocupada só com o que
vão pensar dela e de sua aparência).

Ídolo é tudo aquilo que é mais importante do que Deus


na vida da pessoa.

3. Pecar contra o meu próximo:

Roubo ou enriquecimento ilícito: “Maldito aquele que mudar os


marcos do seu próximo. E todo o povo dirá: Amém!” — Deuteronômio
27:17

Homicídios, tramas e intrigas: “Maldito aquele que ferir o seu próximo


em oculto. E todo o povo dirá: Amém!” — Deuteronômio 27:24

Aceitação ou prática de suborno: “Maldito aquele que aceitar suborno


para matar pessoa inocente. E todo o povo dirá: Amém!” — Deuteronômio
27:25

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 20


4. Falar mal ou amaldiçoar autoridades:

“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há


autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem
foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à
autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre
si mesmos condenação.” – Romanos 13:1-2

“Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a sua mãe. E todo o povo
dirá: Amém!” — Deuteronômio 27:16

Uma pessoa atrai maldição sobre si quando desonra:

 A Deus e sua Palavra - Deuteronômio 12:28.


 Seu cônjuge - I Pedro 3:1-8.
 Seus pais, tutores - Efésios 6:1-3.
 Seus líderes e pastores - Números 12.
 As autoridades instituídas por Deus - Romanos 13.

“A morte e a vida estão no poder da língua; o que bem a utiliza come do


seu fruto.” - Provérbios 18:21

Confessando e ficando livre

Somente a obra de Jesus Cristo na cruz livra o homem das


maldições, através do arrependimento e a fé na Palavra de Deus.

Quer existam espíritos familiares ou formação moral


negativa, TODA A MALDIÇÃO FAMILIAR CESSARÁ TOTALMENTE A
PARTIR DAQUELES QUE CREEM E CONFESSAM A VITÓRIA DE
CRISTO. O rio de lama que vinha correndo pela família da pessoa
para exatamente com ela, que creu na Palavra de Deus!

A partir deste ponto, somente bênçãos vão fluir da pessoa


para sua casa e família. Desde o momento em que ela crê e confessa

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 21


a Palavra de Deus de vitória sobre todas as maldições, um rio de vida
abundante passa a fluir dela para toda a sua casa e família!

Nenhuma maldição ou hereditariedade é maior do que a


Palavra de Deus e da obra de Cristo na cruz. Por isso, a pessoa não
precisa ficar à mercê das consequências dos pecados dos seus pais
ou antepassados, ou dos seus próprios pecados.

“Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do


pecado e da morte.” – Romanos 8:2

“Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio


maldição em nosso lugar, como está escrito: Maldito todo aquele que
for pendurado em madeiro.” — Gálatas 3:13

Identificando as maldições em nossas vidas

Na folha de trabalho anote tudo o que você lembrar que


possa ter trazido maldição para a sua vida (veja a lista anterior das
causas de maldição para ajudar você).

Depois vamos compartilhar e orar, quebrando todas as


maldições em nome de Jesus. Alguns detalhes importantes:

 Você não precisa entrar em detalhes sobre os seus pecados e


envolvimentos.

 Você não é forçado a fazer nada, nem mesmo confessar. Mas


lembre-se que a confissão trará libertação. Se você quer
confessar, mas não consegue, peça ajuda a um dos pastores
conselheiros da equipe.

Para cada item na folha vamos fazer os três passos:

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 22


1. Arrependimento e confissão: confesse os pecados que
trouxeram maldição, arrependendo-se de tê-los praticado.

2. Ore e receba o perdão total de Deus para os seus pecados.


Receba a ajuda e a oração das pessoas que estão aqui para isso.

3. Confesse a Palavra de Deus e a sua libertação: toda a sua culpa e


condenação foram levadas por Cristo, e você tem garantido a
sua vitória. Quebre no nome de Jesus todas as maldições
decorrentes daqueles pecados, e nunca mais torne a eles.

“O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as


confessa e deixa alcançará misericórdia.” – Provérbios 28:13

“Não vos lembreis das cousas passadas, nem considereis as antigas.


Eis que faço cousa nova, que está saindo à luz; porventura não o
percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.” –
Isaías 43:18-19

Está escrito:

“Cristo ME resgatou da maldição da lei, fazendo-se ele próprio


maldição em MEU lugar, como está escrito: Maldito todo aquele que
for pendurado em madeiro.” — Gálatas 3:13 aplicado na 1a pessoa.

Oração conjunta

Pai amado, em nome de Jesus eu lhe agradeço por ser seu filho, e por ter sido
comprado pelo precioso sangue de Jesus.
Pai perdoe-me por todas as palavras de maldição que proferi contra outras
pessoas, contra autoridades superiores: meus pais, pastores, líderes, professores,
patrões e qualquer outra autoridade.
Em nome de Jesus eu quebro o poder de cada maldição que saiu de minha boca,
e declaro anulados todos os seus efeitos na minha vida e na vida de outros.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 23


Eu confesso que Cristo me livrou da maldição, se fazendo maldito em meu
lugar, e por causa disso eu declaro que todas estas maldições estão quebradas
em minha vida, no nome de Jesus.
Eu expulso todos os espíritos demoníacos que encontraram brechas para atuarem
na minha vida, e na vida das pessoas ligadas a mim. Eu ordeno agora que saiam
em nome do Senhor Jesus Cristo.
Eu abençôo todas as autoridades que estão sobre a minha vida: meus pastores,
patrão, líderes, professores e demais autoridades civis e militares da minha nação.
Eu abençôo todos os que estão debaixo de minha autoridade. Eu abençôo minha
esposa, filhos, família, e todas as pessoas que estão sob minha influência. Eu os
autorizo a prosperar.
Eu profetizo Tua promessa sobre a minha vida e descendentes, registrada em
Isaías 58.11-12...

“O SENHOR me guiará continuamente, fartará a minha alma até em


lugares áridos e fortificará os meus ossos; serei como um jardim
regado e como um manancial cujas águas jamais faltam. Os meus
filhos edificarão as antigas ruínas; levantarão os fundamentos de
muitas gerações e serão chamados reparadores de brechas e
restauradores de veredas para que o país se torne habitável” (Isaías
58:11-12 versão adaptada).

Objetos de maldição e consagrações

Artigos, objetos, roupas, livros, quadros, imagens, santos,


usados para adoração a outros deuses, ou provenientes de
macumba ou trabalhos, devem ser afastados de sua casa. Reúna
tudo isso, o mais depressa possível, e traga aos pastores para ser
destruído. Não dê a outros.

“Não meterás, pois, coisa abominável em tua casa, para que não sejas
amaldiçoado, semelhante a ela; de todo, a detestarás e, de todo, a
abominarás, pois é amaldiçoada.” – Deuteronômio 7:26

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 24


Feitiçarias e “trabalhos” não “pegam” mais em você

“Pois contra Jacó não vale encantamento, nem adivinhação contra


Israel; agora, se poderá dizer de Jacó e de Israel: Que coisas tem feito
Deus!” - Números 23:23

“A feitiçaria e a adivinhação não valem nada contra o povo de Israel.


Agora todos dirão a respeito desse povo: Vejam só o que Deus tem
feito!” – Números 23:23 BLH

Você está protegido com Cristo em Deus. Nenhuma praga ou


maldição rogada por outros, macumbas, trabalhos, podem atingir
você. Não tenha medo destas coisas. Resista ao diabo, e ele fugirá
de você.

“Porque morrestes, e a vossa vida está oculta com Cristo em Deus.” –


Colossenses 3:3

“O Senhor me livrará também de toda obra maligna, e me levará salvo


para o seu reino celestial. A ele, glória pelos séculos dos séculos.
Amém.” – II Timóteo 4:18

“Toda arma forjada contra ti não prosperará; toda língua que ousar
contra ti em juízo, tu a condenarás; esta é a herança dos servos do
SENHOR e o seu direito que de mim procede, diz o SENHOR.” - Isaías
54:17

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 25


4
Corpo, Alma e Espírito

O ser humano é composto por três partes: ESPÍRITO, ALMA E


CORPO – 1 Tessalonicenses 5:23. O homem foi criado por Deus e
possui um espírito, uma alma e um corpo – a isso chamamos de
TRICOTOMIA.

O que é o Corpo?

CORPO – o corpo é a parte que permite ao espírito do


homem e à sua alma, que são incorpóreos, ter contato com o
mundo físico.

São cinco os sentidos que permitem ao homem comunicar


com o mundo onde vive: tato, olfato, visão, audição e paladar. O
corpo originou-se do pó da terra – Gn. 3:19, e está sujeito aos limites
do físico e é corruptível – 1 Co. 15:40-50, contudo o cristão deve
santificar o seu corpo físico ao Senhor – 1 Co. 6:13.

Enfermidades do corpo do homem

A semente maligna do pecado, após a queda, atingiu a


natureza do homem e também corrompeu o seu corpo, vejamos as
consequências:

COBIÇAS CARNAIS – lascívia, prostituição, impureza, glutonaria – Cl.


3:5-10.

DOENÇAS FÍSICAS E PESTES – Dt 28:15-68

MORTE FÍSICA - Rm. 5:12.


MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 26
O que é o espírito do homem?

ESPÍRITO – o espírito do homem é a porção de seu ser que


tem comunhão com o Senhor. É ali que o Espírito Santo habita. É ao
espírito do homem que o Espírito de Deus informa a sua vontade e
dá ao homem consciência de que é filho de Deus – Rm. 8:16.

A Bíblia chama o espírito em Romanos 7:22 e em 2 Coríntios


4:16 de “homem interior”, e é através do espírito que o homem
adora ao Senhor verdadeiramente e é através do espírito que
entramos em contato com a dimensão espiritual.

O espírito do homem degenerou após a queda, devido ao seu


afastamento gradativo de Deus – Gn. 2:16-17. Esse mesmo espírito é
regenerado no ato do novo nascimento, que é o momento onde a
pessoa aceita a Jesus como seu Salvador pessoal – Jo. 11:25.

Enfermidades do espírito do homem

Com a separação entre o homem e Deus, provocada pelo


pecado, aconteceu a decadência espiritual – Rm. 3:23; Sl. 51:5; Rm.
7:14-21.

Alienado de Deus, o homem tornou-se vazio e incompleto,


perdeu a vida abundante e passou a sofrer por ser incapaz de
controlar sua conduta inclinada para o mal. Daí surgiram
enfermidades espirituais como:

PERDA DO SENTIDO DA VIDA – o homem passou a viver às cegas,


sem compreender o propósito de Deus para sua vida. Isto gerou
profunda insatisfação com aquilo que nos cerca – Pv. 17:22.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 27


PROFUNDO E INCOMPREENSÍVEL SENTIMENTO DE CULPA – Não
uma culpa como a que fere a alma humana quando ele erra, mas a
culpa por ter abandonado o sistema de valores de Deus.

MEDO DA MORTE – que produziu tentativas erradas de conhecer a


vida após a morte, motivadas pelo medo do que virá.

OPRESSÃO – satanás manipula situações, ambientes, pessoas, no


sentido de pressionar, sugestionar e até mesmo induzir uma pessoa
ao desespero ou algo pior – 1 Pd. 5:8-9.

ALTIVEZ DE ESPÍRITO – desejo de ser independente de Deus – Pv.


16:18.

O que é a Alma?

ALMA – a alma possui diversas funções, mas principalmente


é nela que se encontram a vontade do homem, suas emoções e seus
pensamentos. É a alma que torna o homem individual, diferente de
qualquer outro.

Funções da Alma

VONTADE – todo exercício da vontade tem sua fonte na alma. É a


força que leva uma pessoa a tornar um pensamento uma ação real.

PENSAMENTO – é a capacidade do raciocínio, do conhecimento.

EMOÇÕES – é a parte sensitiva da alma.

A alma, depois que o homem se separou de Deus, deixou de


ser controlada pelo espírito do homem, que por sua vez era
influenciado pelo Espírito Santo, e passou a receber as impressões
MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 28
do mundo exterior, sendo por ele seduzida e influenciada,
recebendo ainda a herança dos valores do mundo. Nossa alma
recebe herança de quatro fontes:

DO MUNDO CAÍDO – Efésios 2:2-3.

DA HERANÇA CAÍDA DOS PAIS – comportamentos (injustiças,


cobranças, agressões verbais e físicas, expectativas irreais, rejeição,
desprezo, abandono, indiferença).

DO CONFLITO ENTRE O BEM E O MAL – Romanos 7:19.

SUGESTÕES E AGRESSÕES DO MUNDO ESPIRITUAL – Efésios 6:12

Enfermidades da Alma

A alma sofre desajustes que se tornam enfermidades e


feridas. Vejamos o exemplo de algumas destas enfermidades
emocionais:

SENTIMENTO DE REJEIÇÃO – é o sentimento de abandono, de não


ser amado adequadamente, de não sentir que fomos e somos
amados só pelo fato de sermos gente.

AUTO ESTIMA BAIXA – é sentir-se inadequado à vida, errado não


acerca deste ou daquele assunto, mas como pessoa. É sentir-se
menor que as outras pessoas.

SOLIDÃO – é o sentimento de se achar só mesmo rodeado de


pessoas – Pv. 18:1.

SENTIMENTO DE CULPA – uma acusação de culpa irreal, sem


fundamento.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 29


MÁSCARA – tenta-se ser o que não se é, para ser aceito pelos
outros.

RESSENTIMENTO – mágoas por ofensas recebidas que ficaram


guardadas.

MEDO – um sentimento neurótico, sem causa justificável.

DEPRESSÃO – a pessoa perde o gosto pela vida, passa a sentir uma


tristeza profunda, da qual não consegue escapar.

TIMIDEZ – incapacidade de lutar pelo que se almeja, de enfrentar as


situações da vida com ousadia.

ANSIEDADE – origina-se de um sentimento de insegurança. Podem


ser sintomas de ansiedade: comer muito, trabalhar em demasia, etc.

IRA DESCONTROLADA – a pessoa não tem domínio sobre sua ira.

PROBLEMAS DE SEXUALIDADE – homossexualismo, lesbianismo,


desvios de conduta, etc.

DESCONFIANÇA – a pessoa não consegue se relacionar com outras


normalmente, por achar que novamente se decepcionará.

VÍCIOS – de diversos modos (drogas, álcool, fumo, hábitos errados).

Há muitas outras feridas, além das citadas anteriormente,


como consequência dos desajustes sofridos pela personalidade do
homem durante sua vida. Há, porém, solução para todas elas,
quando estamos em Cristo Jesus! Aleluia!

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 30


No nascer de novo – Jo. 3:3, é o espírito do homem que
renasce. A alma e a carne não morreram, apenas foram
contaminadas pela influência do homem caído, pelo sistema do
mundo, pela cultura humana e até mesmo pelas forças das trevas.
Expostas à Palavra de Deus, são transformadas diariamente – Tg.
1:21-25; Rm. 12:2.

Seis passos para a cura das enfermidades da alma

Mesmo após nos tornarmos cristãos, precisamos tomar


alguns cuidados para a restauração emocional. Veja alguns deles:

CONHECER A PALAVRA DE DEUS – Hb. 4:12; Sl. 19:7; 2 Tm. 3:16-17.

ARREPENDER-SE E CONFESSAR OS PECADOS – Tg. 5:16.

PERDOAR – Mt. 18:23-35.

PERMITIR A OPERAÇÃO DIÁRIA DA CRUZ DE CRISTO – Gl. 5:19-20;


6:14-15.

SER TRANSPARENTE E HONESTO – Mc. 10:50.

BUSCAR AJUDA – 1 Tm. 4:13-16.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 31


5
O Perdão

O ser humano vive em um mundo onde sofre, desde


cedo, muitas experiências desagradáveis:

 Traições
 Calúnias
 Abandono
 Abuso
 Ridicularização
 Injustiças
 Palavras de ódio e ressentimento
 Feridas recebidas e causadas em outros (família, colegas
de trabalho, patrão, amigos, esposa, filhos)

Estas dores e experiências criam na vida do ser humano:

 Solidão
 Ressentimento
 Rejeição
 Medo
 Ira, raiva
 Atitudes negativas (como já vimos antes)

Estas dores sempre vêm de relacionamentos quebrados com


pessoas próximas. Quanto mais íntima for a pessoa, mais chances
ela tem de abençoar e também de ferir. Os maiores problemas de
mágoa, ressentimento e experiências traumatizantes encontram-se
na família e amigos muito próximos.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 32


Jesus pagou o preço de nossa libertação

“Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas


nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e
pelas suas pisaduras fomos sarados.” – Isaías 53:5

“O Espírito do SENHOR Deus está sobre mim, porque o SENHOR me


ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os
quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr
em liberdade os algemados; a apregoar o ano aceitável do SENHOR e o
dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os que choram e a pôr
sobre os que em Sião estão de luto uma coroa em vez de cinzas, óleo
de alegria, em vez de pranto, veste de louvor, em vez de espírito
angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados
pelo SENHOR para a sua glória.” – Isaías 61:1-3

Geralmente o ser humano oferece um amor condicional – ele


ama se alguém o amar primeiro.
Mas o amor de Deus é incondicional. A Bíblia chama de amor
ágape. Significa amar sem esperar nada em troca.

Jesus já deu toda a vitória sobre o ressentimento, medo,


frustrações, tristezas e angústias. A pessoa pode continuar a viver
com estas coisas ou trocá-las por tudo de bom que Deus tem para
ela.

A chave para isso é o perdão. Assim como o homem foi total


e incondicionalmente perdoado por Deus, ele também deve
perdoar aqueles que o ofenderam do mesmo modo.

“Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter
Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.” - Romanos 5:8

Não há nada que você possa fazer para Deus amá-lo mais ou menos!

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 33


Seu valor não vem do que você realiza ou do esforço que empenha
para realizar algo, mas vem do amor de Deus e do que Cristo fez por
você.

Agora nós também temos o poder de perdoar

A primeira coisa a fazer é ter certeza de que você já perdoou


a si mesmo. Muitas vezes nós entendemos que Deus nos perdoou,
mas nós mesmos não nos perdoamos. Não aceitamos a ideia de ter
feito tal erro ou tal coisa. E assim ficamos sempre nos condenando,
trazendo à memória o que fizemos de errado no passado.

Para pensar e orar:

 Você ainda precisa receber perdão de Deus para algum


pecado?
 Você já perdoou a você mesmo? Existe algo que você fez no
passado e não consegue perdoar a si mesmo?

Você vai agora orar a Deus, e se não perdoou a você mesmo por
alguma coisa que tenha feito, faça isso agora. Se Deus não se
lembra do seu pecado, por que você se lembra?

“Pois, para com as suas iniquidades, usarei de misericórdia e dos seus


pecados jamais me lembrarei.” - Hebreus 8:12

O que é o perdão

 Perdoar é tornar sem efeito a lembrança da ofensa sofrida.


 Perdoar é não levar mais em conta. Não considerar.
 Perdoar é queimar a promissória de dívida do devedor.

O perdão não é um esquecimento total, algo que foi


totalmente apagado da memória. Mas quando você perdoa
realmente, você não deixa a lembrança atuar negativamente no
MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 34
relacionamento – você pode olhar a pessoa nos olhos e dizer a ela
que a ama.

O PERDÃO NÃO É UM SENTIMENTO, É UMA


DECISÃO, UM ATO DA SUA VONTADE.

Perdoar o próximo não é uma opção

Quando NÃO PERDOAMOS os nossos ofensores,


desenvolvemos: mágoa, ressentimento, ódio, ira, ciúmes,
autocompaixão, espírito crítico. Esses sentimentos negativos em alto
grau começam a gerar doenças: depressão, úlceras, pânico,
problemas nos ossos, câncer, e outras.

Deus nos deu a capacidade de perdoar a todos os que nos


ofenderam, se quisermos. Se perdoarmos, ficaremos livres! A falta
de perdão constitui em si um pecado, e tem conseqüências. A falta
de perdão traz enfermidades, amarguras, uma vida amarrada e
sem alegria. A falta de perdão nos coloca debaixo do poder de
espíritos atormentadores (verdugos). O perdão necessita ser do
íntimo, do fundo do coração, e não somente de palavras.

“Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós.” -


Colossenses 3:13

“Então, o seu senhor, chamando-o, lhe disse: Servo malvado, perdoei-te


aquela dívida toda porque me suplicaste; não devias tu, igualmente,
compadecer-te do teu conservo, como também eu me compadeci de ti? E,
indignando-se, o seu senhor o entregou aos verdugos, até que lhe pagasse
toda a dívida. Assim também meu Pai celeste vos fará, se do íntimo não
perdoardes cada um a seu irmão.” - Mateus 18:23-25

“Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-


vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou.” – Efésios
4:32

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 35


“E, quando estiverdes orando, se tendes alguma coisa contra alguém,
perdoai, para que vosso Pai celestial vos perdoe as vossas ofensas. Mas,
se não perdoardes, também vosso Pai celestial não vos perdoará as
vossas ofensas.” – Marcos 11:25-26

Identificando quem temos que perdoar

Na folha de trabalho anote, na parte do perdão, o nome das


pessoas que você precisa perdoar, a ofensa que eles praticaram
contra você, e os sentimentos que você experimentou.

Como perdoar os que me ofenderam

Reconheça que assim como Deus perdoou você de todos os


seus pecados, Ele também perdoou o seu ofensor. Você recebeu a
capacidade de perdoar a outros ao ser perdoado por Deus.

Quando você não perdoa quem lhe ofendeu, você fica “ligado”
emocional e espiritualmente a esta pessoa através de sentimentos
e pensamentos negativos – ódio, rancor, medo, ira etc.

Você sente a dor da ofensa. O ofensor sente


culpa e condenação. Mas se o ofensor não
tiver consciência que ofendeu você, pode
não sentir nada.

RANCOR CONTRA
O OFENSOR

O Processo de Perdão
A corrente do rancor não consegue ser quebrada a não ser pelo PERDÃO.
Não importa a distância entre os dois, ou se um já morreu. O ofensor deveria
pedir perdão, MAS TALVEZ NUNCA FAÇA. Portanto, A PESSOA OFENDIDA,
NO CASO VOCÊ, é quem precisa iniciar o processo de perdão.
MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 36
ISTO É PERDÃO
Somente VOCÊ que foi
ofendido pode remover a
culpa do seu ofensor, e
tomar a injustiça sobre
você mesmo, quer ele lhe
peça perdão ou não.
Você deve abrir mão de
sua razão, de quem está
Você toma a decisão certo ou errado. Você
de LIBERAR deve perdoar sem
PERDÃO para o seu justificativas ou
ofensor. condições. É um perdão
incondicional.

Ficando totalmente Você entrega nas


mãos de Deus
livre! • a ofensa
• a dor,
• o ofensor,
• o rancor,
pensamentos
e sentimentos
negativos!

Extraído de Victorious Christian Living International

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 37


Liberando perdão

Agora você vai pegar a folha com os nomes das pessoas, e


então:

1. Ore perdoando a pessoa: Pai, eu perdôo tal pessoa por tal


ofensa(s) que me causou.
2. Confesse qualquer pecado que cometeu contra estas pessoas e
receba o perdão de Deus.
3. Ore declarando os sentimentos negativos que tinha por ela e
rejeite-os totalmente de sua vida no nome de Jesus. Declare sua
vitória sobre esta situação e a sua libertação de todo
ressentimento, amargura, ódio, ira etc.

ORAÇÃO de PERDÃO

Pai eterno, eu reconheço que tu perdoaste TODOS os meus


pecados e ofensas.

O teu amor derramado no meu coração torna-me capaz


de perdoar.

Por isso, e em obediência à tua Palavra, eu DECIDO HOJE


PERDOAR A TODOS OS QUE ME OFENDERAM.

Eu decido perdoá-los, mesmo que eles nunca reconheçam as


suas ofensas para comigo e nem me peçam perdão.

Eu rejeito a toda amargura, ressentimento, ódio, desejo de


vingança, tristeza, sentimento de autocompaixão e a todos os
MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 38
sentimentos negativos que acolhi em meu coração, pela minha
falta de perdão.

Eu quebro todas as barreiras que levantei entre eu e estas


pessoas durante toda a minha vida. Elas estão quebradas no
nome de Jesus.

Eu ordeno a todos os espíritos atormentadores, que permiti


atuarem na minha vida que SAIAM AGORA, em nome do
Senhor Jesus Cristo.

Eu abençôo a todas as pessoas que me ofenderam, e invoco


sobre elas o amor de Deus. Eu as autorizo a prosperar no seu
espírito, alma, corpo, vida financeira, familiar, profissional. Eu
as libero totalmente e as abençôo no nome poderoso do
Senhor Jesus Cristo.

Rebelião

Rebelião é a atitude ou demonstração de desafio contra


autoridades ou acordo preestabelecido.

“Porque a rebelião é como o pecado de feitiçaria, e a obstinação é


como a idolatria e culto a ídolos do lar. Visto que rejeitaste a palavra do
SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei.” - I Samuel
15:23

Rebelião é a raiz de todo o pecado. É escolher o nosso


caminho e não o de Deus. É colocar a nós mesmos no trono de
nossas vidas.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 39


A Bíblia somente nos autoriza a nos rebelarmos quando a
submissão à autoridade humana envolve desobediência aos
princípios da Palavra de Deus.

A rebelião é o estilo de vida da nossa geração e cultura.


9*Todavia, esta rebelião abre as portas para a atuação de Satanás e
suas armadilhas.

Nos rebelamos contra:

 Deus
 Pais
 Professores
 Igreja
 Governo
 Chefes
 Pastores
‘ alimenta a rebelião.

Formas de rebelião

 Murmuração  Justiça própria


 Reclamação  Atitudes negativas
 Julgar outros  Vandalismo
 Orgulho e arrogância  Violência
 Racismo

“Fazei tudo sem murmurações nem contendas, para que vos torneis
irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 40


geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no
mundo.” – Filipenses 2:14-15

“Porquanto o SENHOR ouviu as vossas murmurações, com que vos


queixais contra ele; pois quem somos nós? As vossas murmurações
não são contra nós, e sim contra o SENHOR.” – Êxodo 16:8

“Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há


autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem
foram por ele instituídas. De modo que aquele que se opõe à
autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre
si mesmos condenação.” – Romanos 13:1-2

Ficando livre da rebelião

1. Arrependa-se e confesse os pecados de rebelião que você


identificou em sua vida. Se você identificou outros pecados
relacionados, confesse-os também.

2. Ore e receba o perdão de todos os seus pecados e da


rebelião. Se preciso for, procure o seu pastor discipulador ou
um dos pastores para receber oração.

3. Confesse que você quer se submeter totalmente a Deus, que


Jesus Cristo é o único Senhor em sua vida, e que você a partir
de hoje vai respeitar as autoridades que Deus constituiu
sobre você.

Oração conjunta

Pai amado, tu falaste que a rebelião é como o pecado


de feitiçaria, e a arrogância como a idolatria. Eu tenho
me rebelado contra Ti em atitudes e ações.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 41


Eu hoje escolho me submeter a Ti e às autoridades que
Tu tens colocado sobre minha vida.

Eu rejeito toda rebelião, orgulho, murmuração e


reclamação da minha vida.

Eu peço que me dês um coração agradecido e


submisso. Em nome de Jesus Cristo, meu Senhor.
Amém.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 42


6
Ficando livre da Rejeição

O que é rejeição?

 REJEITAR: ato de recusar, desaprovar, negar, opor-se,


repelir uma outra pessoa; a condição de recusa em aceitar
outra pessoa.
 REJEIÇÃO: a condição de ser rejeitado; a negação de
amor; a incapacidade de dar ou receber amor.

Por melhor que tenha sido nosso lar de uma maneira ou


outra, em algum momento sofremos rejeição.

 No ventre materno.
 Na infância.
 Na adolescência.
 Na maturidade.

De alguma maneira isto nos atingiu. “Pois todos pecaram e


carecem da glória de Deus.” – Romanos 3.23

O pecado nos impede de amar verdadeiramente e isto


resulta em rejeição.

Rejeição na Família

O plano de Deus sempre foi abençoar a família. O plano de


Satanás sempre foi o de amaldiçoar a família.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 43


“Outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino dos céus é semelhante a
um homem que semeou boa semente no seu campo; mas, enquanto os
homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou o joio no meio do trigo e
retirou-se. E, quando a erva cresceu e produziu fruto, apareceu também
o joio. Então, vindo os servos do dono da casa, lhe disseram: Senhor,
não semeaste boa semente no teu campo? Donde vem, pois, o joio?” –
Mateus 13.24-27

O diabo semeia uma semente maligna na família, gerando os


grandes conflitos de rejeição em nossas vidas.

Pais rejeitam Filhos

Pais que foram rejeitados, passam a rejeitar seus filhos


através de marcas negativas que ficaram em suas vidas. Muitas
situações que marcaram negativamente nossas vidas, podem ter
ocorrido durante a infância e adolescência. E hoje estamos, ainda
que sem consciência, colhendo os frutos desses acontecimentos. Por
exemplo:

 Violência física e/ou emocional.


 O modo como fomos tratados por nossos pais, ou familiares
que nos criaram.
 Separação conjugal. (Estatísticas: um em cada dois casais
não-salvos se divorcia; mas em lares onde há oração diária
apenas 1 em cada 1050 se divorcia).
 Traços físicos indesejáveis, e o sofrimento advindo dos
insultos que recebemos por causa deles.
 Gravidez indesejada; abortos fracassados.
 Dificuldades financeiras, não podia vestir-se como as outras
crianças, nunca podia ter o que os outros tinham; privações.
 Filho indesejado por causa da preferência sexual. “Nós
queríamos um menino!” ou “Nós queríamos uma menina”.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 44


Satanás odeia o casamento, porque é um símbolo de Cristo e a
Igreja! (Efésios 5)

Pais que não assumem sua posição

A rejeição pode se instalar através do pai que não assumiu


sua função de sacerdote do lar.

Alinhamento familiar apropriado: Pai  Mãe  Filhos


 Se o pai não assume seu papel de sacerdote do seu lar, a
mãe tem que assumir.
 Então a mãe passa a dominar, e ela não foi feita para
carregar esse fardo. Ela torna-se inconsistente em sua
conduta, seu humor muda por causa da sua insegurança.
 Os filhos começam a mentir e escondem o que estão
fazendo. Aprendem a enganar, a encobrir, a dizer aos pais
somente aquilo que eles querem ouvir. Eles aprendem a
mentir descaradamente.
 Segue-se o rompimento dos relacionamentos pais e filhos.
Os filhos sentem que os pais não ligam para eles.
 Os espíritos que atuam através da rejeição têm agora
liberdade de destruir cada pessoa da família! (rebeldia,
lascívia, baixa-estima, vícios, furtos, desequilíbrio emocional
e psíquico etc.).

Deus nunca planejou que alguém se sentisse assim, pois a


rejeição é como colocar ácido no coração da pessoa.

Pais que envergonham os filhos

História do Dr. Ralph Neighbour:

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 45


“Quando menino, meu pai tinha um canivete que eu
admirava. Tinha oito anos de idade e vendia jornal e revista de porta
em porta. E finalmente consegui guardar dinheiro para comprar um
canivete igual ao do meu pai. Mostrei ao meu pai e ele me disse que
era uma criança estúpida, esbanjando dinheiro, e que eu deveria
economizar dinheiro para a faculdade. Mas eu tinha apenas oito
anos de idade. Eu coloquei o canivete numa gaveta e nunca mais o
coloquei no bolso. Eu senti essa rejeição do meu pai durante toda a
minha vida.

Depois de nosso primeiro filho, minha esposa engravidou e


teve muitas dores. Levei-a ao médico e ele disse que havia um cisto
no ovário, e ela poderia morrer se não fosse operada nas próximas
horas. Quando a levei para o hospital, eles não iriam aceitá-la se eu
não depositasse 75 dólares. Falei com meu pai, pastor de uma
grande igreja – preciso de 75 dólares. E ele me disse que eu estava
por conta própria, e desligou o telefone. Eu emprestei o dinheiro de
um amigo. Eu tinha 25 anos e carreguei isso durante 19 anos. Eu
odiava o meu pai. E quando havia nossa reunião de natal, eu evitava
o meu pai e não falava com ele. Raras vezes meu pai telefonava para
mim, mas eu deixava o meu pai falar com minha esposa. Estava me
corroendo esta rejeição por dentro.

Aos 42 anos estava pastoreando uma igreja em células.


Lendo a Bíblia em I João, eu descobri “que se eu amo a Deus e odeio
ao meu irmão, eu sou mentiroso e não tenho a verdade”. A palavra
irmão se tornou em pai para mim. Eram 3 horas da madrugada.
Havia levantado bem cedo para preparar melhor o sermão. Eu desci
porque morávamos no sobrado, e não queria acordar a minha
esposa. Deitei-me com o rosto no chão, e orei dizendo: “Senhor eu
não posso me livrar dessa rejeição que está corroendo meus ossos”.
Minha esposa Rute acordou com meu choro, e veio ver o que estava
acontecendo. Pedi a ela que voltasse a dormir, pois a questão era
entre eu e Deus. Continuei orando e dizendo a Deus que a rejeição
era tão profunda que eu não sabia como me livrar dela sozinho. O

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 46


Espírito Santo me disse: “Que bom! Estou alegre por isso. Entregue
este sentimento de rejeição a mim”. Foi a primeira vez que pedi ao
Espírito Santo que tomasse este sentimento em suas mãos. Uma
grande paz invadiu o meu coração. Três dias depois meu pai ligou.
Quando atendi ao telefone, havia amor e piedade no meu coração.
Meu pai tem 93 anos, não está totalmente lúcido, às vezes me xinga,
mas eu o amo, e estou tão contente por ter sido liberto. Hoje eu
estaria em frangalhos se não houvesse perdoado meu pai.”

Pais que tem preferência por filhos

“Numa determinada família, os filhos mais velhos sempre


tiveram a primazia. Todos elogiavam o mais velho, e o comparavam
com os outros. Os irmãos segundo, terceiro e assim por diante
sempre recebiam menos atenção e reconhecimento. Uma
determinada mulher, segunda da família, ao ver que era sempre
preterida pela outra irmã, começou desde criança a estudar mais, a
ajudar mais a mãe em casa, a fazer tudo com perfeição, a trabalhar
mais, querer ser o melhor em todas as coisas, somente para provar
que ela também era boa, e que merecia o mesmo tratamento da
irmã mais velha. Ela queria ser amada como a outra. E ainda adulta
vivia este dilema. Então começou a passar isso para os filhos. Exigia
que seu filho mais velho fosse o melhor, estava sempre pegando no
pé. As notas nunca eram boas o suficiente, e assim por diante. Ela
não conseguia se sentir amada. Ela estava tentando se ver livre da
dor da rejeição fazendo coisas, procurando reconhecimento de
outros, e já estava passando isso para seu filho mais velho. Ela não
conseguia ser livre disto.”

José do Egito
Exemplo de alguém que sofreu rejeição dos seus familiares.
Gênesis 37-50

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 47


 Seu pai fez distinção dele em relação aos seus irmãos
(Gênesis 37.3).
 Isto gerou ódio no coração dos seus irmãos (37.4).
 Quando compartilhou os sonhos proféticos que teve, o
ódio aumentou (37.5-11).
 Foi rejeitado e odiado por seus irmãos a ponto de
planejarem sua morte (37.18-25).
 Foi vendido como escravo pelos seus irmãos aos
ismaelitas (37.26-28).
 Mentiram a Jacó sobre a morte de José.
 Jacó deu-o como morto.
 Os midianitas o venderam para Potifar no Egito.
 Porém as Escrituras relatam que apesar de toda rejeição
sofrida: “O SENHOR estava com José, e foi varão próspero;
e estava na casa de seu senhor egípcio.” – Gênesis 39.2
 Mas uma vez o diabo procurou destruir José usando a
própria esposa de Potifar para seduzi-lo.
 Por causa da sua postura santa, foi caluniado pela esposa
de Potifar e lançado na prisão injustamente.

Porém ali na prisão:

“E o senhor de José o tomou e o entregou na casa do cárcere, no lugar


onde os presos do rei estavam presos; assim, esteve ali na casa do
cárcere. O SENHOR, porém, estava com José, e estendeu sobre ele a
sua benignidade, e deu-lhe graça aos olhos do carcereiro-mor. E o
carcereiro-mor entregou na mão de José todos os presos que estavam
na casa do cárcere; e ele fazia tudo o que se fazia ali.
E o carcereiro-mor não teve cuidado de nenhuma coisa que estava na
mão dele, porquanto o SENHOR estava com ele; e tudo o que ele fazia
o SENHOR prosperava.” – Gênesis 39.20-23

 Na prisão Deus dá a José o dom de interpretar sonhos,


para através desta situação futuramente cumprir o sonho
que havia dado a ele quando adolescente – governar o
Egito.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 48


 Treze anos se passaram até o cumprimento do sonho que
Deus havia dado a José.
 Gênesis 45. José se dá a conhecer a seus irmãos num
período de terrível fome. Neste momento ele manifesta
amor ao invés de amargura, demonstrando assim que
Deus o havia curado de todas as feridas causadas por eles.
 Após a morte de seu pai, Jacó, seus irmãos temem que ele
agora se vingue de todo o mal que fizeram. Porém José,
que era um moço que havia experimentado o amor e a
graça de Deus, teve a seguinte reação:

“Vendo, então, os irmãos de José que o seu pai já estava morto,


disseram: Porventura, nos aborrecerá José e nos pagará certamente
todo o mal que lhe fizemos. Portanto, enviaram a José, dizendo: Teu pai
mandou, antes da sua morte, dizendo: Assim direis a José: Perdoa,
rogo-te, a transgressão de teus irmãos e o seu pecado, porque te
fizeram mal; agora, pois, rogamos-te que perdoes a transgressão dos
servos do Deus de teu pai. E José chorou quando eles lhe falavam.
Depois, vieram também seus irmãos, e prostraram-se diante dele, e
disseram: Eis-nos aqui por teus servos. E José lhes disse: Não temais;
porque, porventura, estou eu em lugar de Deus? Vós bem intentastes
mal contra mim, porém Deus o tornou em bem, para fazer como se vê
neste dia, para conservar em vida a um povo grande. Agora, pois, não
temais; eu vos sustentarei a vós e a vossos meninos. Assim, os
consolou e falou segundo o coração deles.” – Gênesis 50:15-20

Sintomas de rejeição

 Sentimento de raiva quando as coisas parecem estar fora do


meu controle.
 Medo da emoção. Medo de experimentar emoções ou de
não ter o controle sobre elas.
 Dificuldade em dizer “não” às pessoas.
 Medo de experimentar coisas novas.
 Medo de fracassar.
 Depressão frequente.
MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 49
 Pecado compulsivo ou hábitos viciosos.
 Necessidade de ser bem sucedido para ser aceito.

A rejeição a outras pessoas

Muro de
proteção

A figura acima descreve uma mulher (ou poderia ser um


homem), profundamente ferido e carente de bênçãos desde a sua
infância. Como sua identidade (quem eu sou) foi amaldiçoada, o
coração dela foi profundamente ferido, fazendo com que erguesse
um muro para bloquear toda a dor. Mas este muro também impede
que o amor de outros e o amor de Deus cheguem ao seu coração.

O AMOR somente poderá ser experimentado quando os


muros forem derrubados. Este muro criou uma resistência contra o
amor de Deus, mas isto não é muito claro para a pessoa que está
sofrendo. O resultado é que o homem clama a Deus por ajuda, cura

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 50


e amor, mas o sentimento que ele tem é que Deus está muito longe
e não o escuta.

Na realidade, Deus tenta oferecer seu amor, mas sem


perceber, este homem ou mulher resiste devido à muralha ao redor
de seu coração. Na tentativa de proteger a si mesmo das feridas
causadas por outros, das palavras de maldição, com medo de ser
rejeitado novamente, ou envergonhado, ele criou este muro, que
também o separa do amor de Deus e das pessoas.

Nesta situação, esta pessoa pode ser manipulada por


espíritos de engano, pode ser levada a cometer pecados que até
mesmo não deseja, tudo para tentar se ver livre desta dor, ou do
medo que a consome.

Como essa muralha pode ser derrubada?

A Bíblia nos diz que “o perfeito amor lança fora o medo”.


Somente Deus é a fonte do perfeito amor. Sem dúvida alguma Deus
tem tentado oferecer seu amor a cada um de nós, porém o medo é
uma força que impede que o amor de Deus penetre através das
nossas muralhas de proteção. Então esta pessoa se encontra sem
saída.

“No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo.
Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é
aperfeiçoado no amor.” – I João 4:18

Para quebrar este círculo, temos que considerar que aquele


que não ama a seu irmão também não ama a Deus.

“Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois
aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a
quem não vê.” – I João 4:20

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 51


O ato de receber amor funciona com base no mesmo
princípio: Pessoas incapazes de aceitar o amor de outras pessoas,
são incapazes de receber o amor de Deus. Por quê? O mesmo temor
de abrir o coração e receber amor de outros também repelirá o
amor de Deus para com ele ou ela.

A solução para um coração ferido está no ato de arriscar-se.


Quando confessamos nossos pecados para Deus recebemos perdão,
mas quando confessamos uns aos outros recebemos cura e
libertação.

“Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos
outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do
justo.” – Tiago 5:16

Portanto, precisamos ter a coragem de derrubar o muro e


abrir o coração para as pessoas, num ambiente seguro. O diabo quer
impedir isso, e para tanto nos diz que se fizermos isso vamos ser
ridicularizados, expostos publicamente e rejeitados mais uma vez, e
que a situação vai ficar pior. Mas acontece o oposto quando
estamos debaixo da confiança em Deus.

Geralmente se não há confissão uns aos outros, não há cura.


Por quê? Porque o muro mantido pelo medo da rejeição e da dor
continua intacto, impedido assim que você receba o amor das
pessoas e de Deus.

O amor é a cura para a rejeição. Precisamos nos arrepender


de manter esta muralha, e nos expor ao amor de Deus e das pessoas
ao nosso redor.

Como ficar livre das cadeias da rejeição?

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 52


Temos visto que um dos fatores mais importantes na
formação da nossa autoimagem é o que chamamos de mundo
exterior. O mundo exterior compreende a família onde nascemos e
o meio onde nos desenvolvemos. Em nossa relação familiar, a
maioria de nós sofreu sérios conflitos com a questão da aceitação.
Poucos foram aqueles que receberam de seus pais sinceras
expressões como: “Amo você apesar de tudo. Não importa o que
faça, diga, nem sua aparência, você será sempre amado e aceito".

Essas expressões são essenciais para nos transmitirem


segurança. Exemplo: certa vez o Pr. Carlos Alberto e sua esposa
Suely (Pastores Fundadores da Comunidade da Graça), disseram em
um acampamento de jovens. “Ousamos dizer a vocês o que em casa
dizemos aos nossos filhos: se vocês acertarem ótimo, estamos com
vocês, porém se vocês errarem, continuamos com vocês". Ah! Como
expressões como esta nos trazem segurança. Filhos que procuram
constantemente provar seu valor ou lutar para conseguir aceitação
dos pais tornam-se pessoas inseguras e desanimadas.

Enfim estamos diante de uma dura realidade da quase


maioria. Porém temos afirmado também que "nosso passado não
determina o nosso futuro”. "O passado é conhecido e imutável,
mas o futuro apesar de desconhecido é mutável”.

O milagre da cura da rejeição na vida de Jefté

"Era então Jefté, o gileadita, valente e valoroso, porém...” - Juizes 11:1

1. Contexto familiar:

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 53


 Possuía um pai infiel - Gileade, que era um dos netos de
Manassés, nasceu de uma aventura amorosa de seu pai
com outra mulher.
 Tinha uma mãe prostituta.
 Criado num lar sob completa rejeição e foi expulso pelos
irmãos: "Também a mulher de Gileade lhe deu filhos, e,
sendo os filhos desta mulher já grandes, expulsaram a
Jefté...” - v. 2.
 Não foi socorrido nem acolhido por seu pai nesse
episódio.
 Perdeu totalmente sua herança familiar: “e lhe disseram
não herdarás em casa de nosso pai, porque és filho
doutra mulher” - v. 2b.
 Tornou-se fugitivo de sua própria família: "Então Jefté
fugiu de diante de seus irmãos, e habitou na terra de
Tobe” - v. 3a.

Em busca de aceitação e identidade deparou-se com um


grupo de pessoas que o aceitou e com o qual passou a se relacionar,
sentindo-se importante e quem sabe, até mesmo amado. Porém,
como acontece na maioria dos casos de pessoas rejeitadas (exemplo
do Jarbas), o grupo que o aceitou e acolheu era um grupo de
homens levianos. "... e habitou na terra de Tobe: e homens levianos
se ajuntaram com Jefté, e saíam com ele” - v 3b.

A rejeição ocorre não nas crianças, mas a todas as pessoas.


Ao marido, a esposa, ao empregado, ao patrão, a liderança. Isso
ocorre em muitos relacionamentos.

2. Reflexão

Se olharmos o contexto de vida de Jefté e de muitos de nós


apenas pelo ângulo familiar e humano, (sem falar da natureza
perversa e corrompida do homem) acharíamos toda a justificativa

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 54


em ser quem somos ou quem éramos. Por trás de toda miséria
humana há um contexto familiar forte de rejeição e outros conflitos,
que acabam estimulando o uso das drogas, a prática da
homossexualidade, prostituição, fornicação, alcoolismo,
criminalidade etc.

É imprescindível analisarmos este assunto sob o conceito


bíblico sobre a natureza humana. A Bíblia diz que o coração do
homem é incorrigível, ou seja, somente um transplante espiritual
de coração pode livrá-lo de ser um monstro. Mas não podemos
negar que o fator família contribui muito para nossa formação.

3. O passado de Jefté não determinou o seu futuro

 Foi procurado pelo seu povo num momento que Israel


passou por uma grande crise e lhe propuseram que fosse
cabeça (capitão) de seu exército para que pudessem vencer
os Amonitas, pois era valente e valoroso (v. 1).
 Neste momento demonstrou estar amargurado com os seus,
pois dizia: “porventura não me aborrecestes a mim e não me
repelistes da casa de meu pai? Porque pois agora vieste a
mim quando estais em aperto?”

Porém a despeito disso, recebeu o desafio e não titubeou


diante da oportunidade de demonstrar o seu valor. Na nossa
existência ocorrem situações idênticas. Para todos nós Deus
providencia pessoas que nos mostram caminhos e oportunidades –
Eclesiastes 9:11. Hoje isto esta acontecendo com você.

4. Sua experiência com Deus

"Então o espírito do Senhor veio sobre Jefté, e atravessou ele por


Gileade e Manassés: porque passou até Mizpá de Gileade, e de Mizpá
de Gileade passou até aos filhos de Amom. Assim passou Jefté aos
filhos de Amom, a combater contra eles: e o Senhor os deu na sua
MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 55
mão. E os feriu com grande mortandade, desde Aroer até chegar a
Minite, vinte cidades, e até Abel-Queramim; assim foram subjugados os
filhos de Amom diante dos filhos de Israel." - Juizes 11:29, 32-33

5. O destino de Jefté

 Tornou-se o nono juiz dos israelitas.


 Derrotou completamente os amonitas - Juízes 11:33.
 Feriu os efraimitas - Juízes 12:6.
 Julgou a Israel durante 6 anos - Juízes 12:7.
 Tornou-se um dos grandes exemplos de fé, inscritos na
galeria dos heróis da fé em Hebreus 11:32, ao lado de
homens como: Gideão, Sansão, Davi, Samuel e outros.

"E que mais direi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de


Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel e dos
profetas: os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça,
alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, apagaram a
força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças,
na batalha se esforçaram, puseram em fugida os exércitos estranhos..."
- Hebreus 11:32-...

6. Conclusão

Deus não faz acepção de pessoas. Mudou o curso da vida de


Jefté, pode mudar a sua. Curou Jefté de seus temores, traumas e fez
dele um valente e valoroso. Ele pode fazer isso com você. Se Deus
fez dele um vencedor que a história registrou, pode fazer com você
também e usar você para ajudar a mudar a história na vida de
muitos através do seu testemunho.

“Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas.


Eis que faço coisa nova, que está saindo à luz; porventura, não o
percebeis? Eis que porei um caminho no deserto e rios, no ermo.” –
Isaías 43.18-19

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 56


“E aquele que está assentado no trono disse: Eis que faço novas todas
as coisas. E acrescentou: Escreve, porque estas palavras são fiéis e
verdadeiras.” – Apocalipse 21:5

O SENHOR JESUS DIANTE DA REJEIÇÃO

O próprio Jesus foi uma criança não desejada, um embaraço


para seus pais, inesperado, fora de seus planos. Seu nascimento não
contou com ação humana alguma e muito menos com o desejo dos
homens. Na verdade, ele continuou sendo uma pessoa rejeitada
durante toda a sua vida; foi insultado e incompreendido até mesmo
por sua família; foi taxado de comilão e beberrão, pecador,
endemoninhado, louco, falso profeta; farsante, arrogante,
indisciplinado. Foi preso, julgado e condenado como um ladrão.
Açoitado publicamente, cuspido em seu rosto e por fim tentaram
exclui-lo deste mundo crucificando-o. No entanto, nunca houve
alguém mais querido e amado por Deus e nunca existiu alguém
que se tornasse, para tantas pessoas, uma benção maior do que
Jesus.

Por isso podemos afirmar claramente que Cristo nos ama e


nos aceita como somos.

"O que vem a mim, de maneira alguma o lançarei fora." - João 6:37
"Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das
nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa
semelhança, mas sem pecado. Acheguemo-nos, portanto,
confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos
misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna.” –
Hebreus 4.15-16

Ser aceito pelo amor de Cristo significa ser transformado. O


fato dele nos aceitar imediatamente não nos permite mais
permanecermos como somos. Somos então expostos a um processo
de crescimento. Romanos 12:1-2; Colossenses 3:10; Efésios 4:22-24.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 57


"O amor de Deus não se destina ao que vale a pena ser
amado, mas cria o que vale a pena ser amado" - Martinho Lutero.

O amor de Deus não permite que permaneçamos o que


somos. Este amor significa muito mais que uma simples aceitação e
produz mudanças em nosso ser, aperfeiçoando-nos segundo a
intenção de Deus.

1. PALAVRAS PROFÉTICAS:

“Tu, a quem tomei desde os confins da terra e te chamei dentre os seus


mais excelentes e te disse: tu és o meu servo, a ti te escolhi e não te
rejeitei; não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque
eu sou o teu Deus; eu te esforço, e te ajudo, e te sustento com a destra
da minha justiça.” – Isaías 41.9-10

“Exultai, ó céus, e alegra-te tu, terra, e vós, montes, estalai de júbilo,


porque o SENHOR consolou o seu povo e dos seus aflitos se
compadecerá. Mas Sião diz: Já me desamparou o SENHOR; o Senhor
se esqueceu de mim. Pode uma mulher esquecer-se tanto do filho que
cria, que se não compadeça dele, do filho do seu ventre? Mas, ainda
que esta se esquecesse, eu, todavia, me não esquecerei de ti. Eis que,
na palma das minhas mãos, te tenho gravado; os teus muros estão
continuamente perante mim. Os teus filhos apressadamente virão, mas
os teus destruidores e os teus assoladores sairão para fora de ti.” –
Isaías 49.13-15

“Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o


SENHOR; pensamentos de paz e não de mal, para
vos dar o fim que desejais. Então, me invocareis, passareis a orar a
mim, e eu vos ouvirei. Buscar-me-eis e me
achareis quando me buscardes de todo o vosso coração.” –
Jeremias 29.11-13

“É verdade diz o Senhor, vocês me encontrarão! Vou mudar o


rumo de suas vidas.”– Jeremias 29.14 (BV)

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 58


Creia e confesse que todo jugo da rejeição que estava sobre
você, manipulando suas ações e reações, foi definitivamente
quebrado na morte e ressurreição de Jesus Cristo.

“E acontecerá, naquele dia, que a sua carga será tirada do teu ombro,
e o seu jugo, do teu pescoço; e o jugo será despedaçado por causa da
unção.” – Isaías 10.27

No amor há unção. Cuidado para não ser enganado pelos


seus sentimentos e por Satanás, desejando que Deus prove seu
amor por você, pedindo a Ele algo menor e insignificante diante
daquilo que ele já fez. Ele já demonstrou seu amor por você
oferecendo o melhor que possuía, seu próprio filho unigênito.

“Dificilmente, alguém morreria por um justo; pois poderá ser que pelo
bom alguém se anime a morrer. Mas Deus prova o seu próprio amor
para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda
pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados pelo seu sangue,
seremos por ele salvos da ira.” – Romanos 5.7-9

“Atraí-os com cordas humanas, com laços de amor; fui para eles como
quem alivia o jugo de sobre as suas queixadas e me inclinei para dar-
lhes de comer.” – Oséias 11.4

“De longe se me deixou ver o SENHOR, dizendo: Com amor eterno eu te


amei; por isso, com benignidade te atraí.” – Jeremias 31.3

“A sua alma será como um jardim regado, e nunca mais desfalecerão.


Então, a virgem se alegrará na dança, e também os jovens e os velhos;
tornarei o seu pranto em júbilo e os consolarei; transformarei em
regozijo a sua tristeza.” – Jeremias 31.3,12-13

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 59


Minha nova Identidade em Cristo

 Filho de Deus: João 1.12


 Amigo de Cristo: João 15.15
 Coerdeiros com Cristo, partilhando sua herança:
Romanos 8.17
 Habitação de Deus: I Coríntios 3.16
 Sou um só espírito com Ele: I Coríntios 6.17
 Membro do Corpo de Cristo: I Coríntios 12.27
 Nova criação: II Coríntios 5.17
 Sou a expressão de sua vida: Colossenses 3.4
 Sou nascido de Deus e o diabo não pode tocar-me: I
João 5.18
 Servo da justiça e de Deus: Romanos 6.18 e 22
 Santo: Efésios 1:1 e Colossenses 1:2
 Justo e santo: Efésios 4.24
 Ministro da reconciliação: II Coríntios 5.18-19
 Sal da terra e luz do mundo: Mateus 5.13-14
 Feitura dEle para realizar sua obra: Efésios 2.10

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 60


Referências

 ALMEIDA, Joaquim Ferreira de. Bíblia Sagrada. São Paulo,


Sociedade Bíblica do Brasil.

 APOSTILA BEM VINDO A FAMÍLIA. Comunidade da Graça.


Revisão 5. Agosto 2001

 APOSTILA ENCONTRO COM DEUS. Método de Discipulado


Apostólico – MDA. Ministério Comunidade Cristã. Ed. 2000

 BEZERRA, Carlos Alberto de Quadros. Formando Discípulos. A


Igreja Família. Ed. e Livraria Comunidade da Graça. São
Paulo, 1998.

 Encounter God – Touch Publications – Houston – Texas 1999.

 Fim de Semana de Formação Espiritual – Ralph Neighbour –


TOUCH Ministries.

 Materiais de Treinamento Interno da Comunidade da Graça.

 Todos os textos utilizados, exceto onde mencionado


contrário, são da Bíblia Sagrada versão Revista e Atualizada
no Brasil, de João Ferreira de Almeida, publicada pela SBB –
Sociedade Bíblica do Brasil.

MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 61


MÓDULO 2 – PRIMEIROS PASSOS 62

Interesses relacionados