Você está na página 1de 404

ISRAEL BELO DE AZEVEDO

BOM DIA
A M IG O

2019
Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 1 13/08/2018 00:52:03
BOM DIA AMIGO 2019
Copyright © Israel Belo de Azevedo

EQUIPE DE COLABORADORES
Capa e miolo: Leila Simões
Revisão: Ana Maria Suman Gomes, André Moraes, Felipe B. A.
Fusco, Genilse Pinheiro, Itamar Alves e Margarethe Cerva.

Roteiros para Pequenos Grupos: Anielle e Sandra Mara de Souza

____________________________________________________
FICHA CATALOGRÁFICA

AZEVEDO, Israel Belo de, 1952-


Bom dia amigo 2019. Por Israel Belo de Azevedo. Rio de Janeiro:
Prazer da Palavra, 2019.
404 p.
ISBN: 978-85-94115-06-5
1. Literatura cristã ‑ Devocionais. 2. Devocionais. 3. Azevedo,
Israel Belo de.
____________________________________________________

Uma publicação da
EDITORA PRAZER DA PALAVRA
Rua Conde Bonfim, 568/804 - Tijuca
20520-055 - Rio de Janeiro, RJ
www.prazerdapalavra.com.br
israelbelo@gmail.com

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 2 13/08/2018 00:52:03


Este é um presente de

para

Com a intenção que a leitura diária dos textos


motive você na jornada da vida.

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 3 13/08/2018 00:52:03


Tributo à nossa amizade

Obrigado por ter este livro em suas mãos. Ficaremos juntos por
365 dias.
Meu desejo é que ele seja seu amigo, nas horas alegres e também
nos instantes difíceis da sua vida.
Sugiro que você comece a lê-lo na página marcada com a data
em que o recebeu. Ao final de 12 meses, você o terá lido todo. Se
possível me diga o que lhe significou.
Estou seguro que essas páginas, que me fizeram bem ao escrevê-
las, farão bem a você.
Cada página começa com um pensamento sobre o tema de cada
dia. Eu os selecionei entre autores antigos e contemporâneos, em
torno do tema tratado naquele dia.
No final de cada página, indico alguns capítulos da Bíblia e
transcrevo algumas frases (versículos) do grande Livro de Deus
para nós.
BOM DIA AMIGO 2019 contém ainda, ao final, uma seção
voltada para os PEQUENOS GRUPOS. Eles roteirizam os textos
das segundas-feiras do livro e são destinados aos estudos em grupo.
Que nossa amizade, mediada por estas páginas, cresça a cada dia.
Por fim, coloco-me ao seu inteiro dispor para quaisquer
esclarecimentos e sugestões.
Escreva-me:
israelbelo@gmail.com
www.prazerdapalavra.com.br
Aplicativo: Minha Jornada
Instagram: israelbazevedo
Facebook: Israel Belo de Azevedo

Caso deseje receber diariamente minhas mensagens via WhatsApp,


escreva-me: +55 21 98604 4120
Israel Belo de Azevedo

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 4 13/08/2018 00:52:03


Quando completar mais UM ANO DE VIDA

No dia do seu aniversário, você deve celebrar.


Celebre o dia inteiro. Se tiver que trabalhar, trabalhe sorrindo:
você faz aniversário. Se gosta de festejar, divirta-se com alegria: é
o seu aniversário.
Celebre dentro de você mesmo. Celebre com a família. Celebre com
os amigos. Se fizer uma mesa farta, chame até os desconhecidos.
Curta os “parabéns” que vão lhe dizer ou lhe dar. Se ganhar presente,
receba-o como uma criança recebe. É dia ou noite de festa.
No dia do seu aniversario, você pode também meditar.
Ao meditar, notará que fazer aniversário tem primeiramente uma
dimensão trágica, porque vai lhe lembrar aqueles que partiram e
não podem celebrar com você, vai lhe trazer recordações de dias
outrora tristes em que a amargura, a doença ou a escassez não
permitiram celebrações, vai lhe escancarar a sua finitude pela
certeza de que há menos dias pela frente a serem vividos e que há
coisas que o corpo já não faz e que há sonhos que não podem ser
mais realizados.
Ao meditar, agradecerá a Deus por aqueles que tornaram você uma
pessoa melhor e pelo fato que os dias bons de hoje são diferentes
dos ruins do passado, disporá seu corpo para fazer melhor o que
pode fazer e sua mente para novos e brilhantes sonhos e, então,
pulará de alegria pela bênção inédita de mais um ano de vida.

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 5 13/08/2018 00:52:03


Para ler em momentos especiais

Os textos devem ser lidos a cada dia. No entanto, se em


algum momento, você sentir necessidade de ler algo especial,
preparamos uma pequena lista para ajudar na sua busca.
A seleção está organizada por temas, seguidos das datas em
que aparecem no livro. Folheie o livro, alcance a data e se
inspire.

Datas comemorativas
Avós — 26/7
Bíblia — 30/09 e 11/12
Criança — 11/10
Homem — 14/7
Livro — 23/4
Mães — 13/5
Meio ambiente — 5/6
Mulher — 8/3
Namorados — 12/6
Natal — 8/12 e 14/12
Pais — 9/8 e 6/10
Professor — 16/10
Sangue (doador de) — 14/6
Tolerância — 17/11
Trabalhador — 1/5
Voluntário — 1/12

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 6 13/08/2018 00:52:04


Palavras ideais
Alegria — 24/9 e 20/10
Amizade — 16/7 e 19/11
Amor — 1/9 e 20/9
Calma — 10/3 e 23/6
Coragem — 14/2 e 13/3
Esperança — 31/1 e 20/8
Família — 18/10 e 6/11
Fé — 5/3 e 9/5
Felicidade — 20/3 e 4/10
Gentileza — 17/1
Gratidão — 10/1 e 2/9
Humildade — 14/1 e 30/6
Oração — 1/3 e 19/11
Otimismo — 26/10 e 15/12
Paciência — 11/7 e 12/7
Paz — 1/1 e 2/10
Perdão — 6/1 e 26/3
Perseverança — 22/5 e 19/8
Sonhos — 30/4 e 16/5
Sucesso — 5/2 e 22/10
Tolerância — 28/8 e 17/11
Vitória — 3/3 e 15/4

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 7 13/08/2018 00:52:04


Em situações difíceis
Aflição — 20/5 e 4/11
Bullying — 21/10
Câncer — 4/5 e 31/11
Cansaço — 2/6 e 24/8
Correria — 15/3 e 12/4
Decisão (tomada de) — 3/1
Desconfiança — 10/4 e 20/8
Depressão — 28/1 e 23/3
Desânimo — 28/3 e 13/9
Fakenews — 5/17
Frustração — 19/2 e 16/8
Inveja — 15/9 e 3/12
Luto — 25/1 e 1/11
Medo — 18/6 e 13/9
Pecado — 18/3 e 21/6
Pressão — 22/6 e 7/7
Saudade — 4/5 e 21/8
Sofrimento — 16/4 e 20/5
Solidão — 8/1 e 12/11
Tempo (uso do) — 28/2 e 7/7
Tragédia — 6/11 e 21/11
Tristeza — 25/4

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 8 13/08/2018 00:52:04


01 “Nunca duvide que um pequeno grupo de cuidados conscientes
e compromissados pode mudar o mundo. Na verdade, é a única
Janeiro coisa que funciona”. (Margaret Mead)

Para que haja paz


Para que haja paz, precisamos de líderes que inspirem respeito e,
a partir daí, confiança que governarão corretamente, tratarão os
pobres com imparcialidade e promoverão “prosperidade para todos”
(Salmo 72.2-3).
Para que haja paz, precisamos colocar em primeiro lugar os
nossos deveres e depois os direitos (Mateus 7.12), porque, quando
priorizarmos os deveres, os direitos serão respeitados.
Para que haja paz, precisamos de famílias fortes, conduzidas segundo
os valores que Deus nos legou no seu Livro, valores ensinados por
pais que amem seus filhos, aceitos por filhos que amem seus pais,
todos em busca do bem comum como um ideal absoluto.
Para que haja paz, precisamos pastorear nossos desejos (Salmo
37.1-4), para que não nos afundem na comparação e na inveja, no
consumo desnecessário e ostentatório, na glamourização da riqueza
e da fama, esses que atentam contra a vida sustentável.
Para que haja paz, precisamos cultivar em nossos corações o “temor
do Senhor Deus”, que “é fonte de vida” e “nos ajuda a escapar das
armadilhas da morte” (Provérbios 13.27). Quem teme o Senhor
Deus não frauda, não furta, não assalta, não (se) corrompe. Antes
canta louvores a Ele com o corpo num culto e vive na alegria de
sua presença onde estiver, certo que paz verdadeira e ética santas
andam juntas.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 2 e 16


“Tu me farás conhecer a vereda da vida, a alegria plena da tua presença, eterno
prazer à tua direita”. (Salmo 16.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 9 13/08/2018 00:52:04


02 “Se cremos no Deus que controla as coisas grandes, precisamos crer
no Deus que controla as pequenas coisas. Somos nós, na realidade,
Janeiro quem tornamos as coisas pequenas ou grandes”. (Elisabeth Elliot)

O tempo é a vida
Ah se nós soubéssemos que cada ano recebido é um convite à
vida que Deus nos faz, nós o viveríamos com a alma plenamente
agradecida!
Ah se nós soubéssemos que o tempo perdido é mesmo o que é
(tempo perdido), nós nunca viveríamos cada dia, nunca de modo
dissoluto como se fosse todo nosso, mas como um tijolo recebido
para ser colocado no edifício da vida, que não nos pertence mas nos
foi entregue para ser gestada com responsabilidade e com alegria
saboreada!
Então, desenvolveríamos nosso trabalho não apenas pelo pão que
compramos, mas como uma missão que se cumpre.
Diríamos prazerosamente “sim” a alguns convites e, sem
constrangimentos, “não” a outros, para não ficarmos cansados de
tanto correr e nenhuma diferença fazer.
Importaríamos mais com o outro, não para julgá-lo, mas para
amá-lo primeiro; amando-o, ouvir sua história, compreender suas
emoções, discutir suas razões, subir com ele pela estrada dos sonhos.
Viveríamos cada dia como se fosse um capítulo de um grande
livro que estivéssemos escrevendo juntamente com o nosso querido
Deus, certos de que só Ele comporá o parágrafo final apoteótico,
arrebatador e majestoso.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 22


“Proclamarei o teu nome a meus irmãos; na assembléia te louvarei”.
(Salmo 22.22)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 10 13/08/2018 00:52:04


03 “Geralmente erra mais quem decide cedo do que quem decide
tarde; mas, depois de tomada a decisão, é necessário recuperar o
Janeiro atraso da sua execução”. (Francesco Guicciardini)

Dia “D”
Você precisa tomar uma decisão.
Tem a oportunidade de abrir um negócio ou fechar sua loja.
Está diante do desafio de começar um relacionamento ou encerrá-lo.
Há um móvel ou automóvel a ser comprado ou vendido.
Espere. Espere até poder esperar. Não se precipite.
Mas não se demore, pensando que apenas o tempo é capaz de
solucionar seu dilema.
Decida.
Ore, aguarde a concordância de Deus. Mas não espere que sua voz seja
audível, ou que sua resposta esteja num sonho eloquente.
Depois de orar, continue orando até que a paz de Deus envolva o seu
coração com a direção a ser seguida.
Leia a Bíblia, especialmente o livro de Provérbios, pois contém
orientações que transcendem o tempo e as circunstâncias. Uma
delas, certamente, inspirará você.
Avalie todos os aspectos da questão, certo de que a razão é um
recurso que Deus pôs nas nossas mãos para agir.
Não transfira a responsabilidade da decisão para um amigo, mas procure
se aconselhar com pessoas sábias (ou mesmo profissionais).
Tendo chegado a hora de decidir, assuma o risco.
Num exercício, imagine a direção seguida e experimente como se
sente: se em paz ou em angústia? Se tiver paz, volte ao mundo real
e decida. Se a angústia continua, espere um pouco mais; ouça mais;
leia mais; avalie mais. Deus irá lhe responder.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 40 e 41


“Coloquei toda minha esperança no Senhor; ele se inclinou para mim e ouviu o
meu grito de socorro”. (Salmo 40.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 11 13/08/2018 00:52:04


04 “Eu não sou o produto de minhas circunstâncias. Eu sou o
Janeiro produto de minhas decisões”. (Stephen Covey)

Impulsione
Para subir uma elevação, você precisa tomar impulso.
Para voar numa asa-delta, você precisa de uma rampa.
Para ter chegado onde chegou, alguém o impulsionou.
Quando achou que não conseguiria, seu pai ou sua mãe disse que
você era capaz.
Quando parou diante de uma equação ou de uma frase, seu
professor lhe disse para prosseguir.
Quando não tinha dinheiro para se inscrever num concurso,
recebeu um empréstimo ou uma doação.
Quando ficou doente, alguém o levou ao hospital.
Quando errou, ouviu que, se persistisse, acertaria.
Quando perdeu, alguém o ajudou a vencer.
Impulsione voos.
Pague os estudos de um adolescente.
Diga uma palavra animadora a quem perdeu o vigor.
Pegue pela mão quem está parado, sem saber para onde ir.
Empurre para cima quem parou no meio da subida.
Ensine quem não sabe.
Compre livros para um estudante.
Conte seus sonhos para quem não acredita num futuro diferente.
Ajude um doente a procurar o médico.
Destaque as virtudes de quem não gosta de si mesmo.
Mostre o caminho a quem se perdeu.
Caminhe com quem perdeu a direção.
Impulsione.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 68


“Bendito seja o Senhor, Deus, nosso Salvador, que cada dia suporta as nossas
cargas”. (Salmo 68.19)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 12 13/08/2018 00:52:04


05 “Na era da informação, a ignorância é uma escolha”.
Janeiro (Donald Miller)

O mundo das notícias falsas


Um bom programa de vida, para todos os dias, é cuidar das
informações que recebemos.
Sejam colhidas através de uma conversa, sejam vindas através de
algum canal impresso ou plataforma digital.
Cuidar das informações implica assumir que temos o dever
de conferir se são verdadeiras ou não, porque as notícias falsas
podem ser devastadoras tanto para indivíduos quanto para
empresas. Principalmente aquelas que apresentam tratamentos
de saúde alternativos miraculosos. Às vezes podem causar danos
irrecuperáveis.
Não podemos fazer parte da cadeia de mentiras nem como
consumidores nem como produtores. A reputação da vida alheia
não é diversão.
Cuidar das informações implica providenciar também uma
avaliação de cada uma delas para decidirmos se vamos bloqueá-las
ou repassá-las.
Não podemos aprovar a leviandade que introduz algumas mensagens
que nos enviam: “Não sei se a notícia é falsa ou verdadeira, mas pelo
sim, pelo não, repasso”. Nossa decisão deve ser outra: se é falsa, não
repassemos; se temos dúvida de sua veracidade, não repassemos;
mesmo quando for verdadeira ou favorável à nossa ideologia,
devemos pensar algumas vezes antes de reproduzi-la. Quem repassa
uma informação é também coautor dela.
Não podemos permitir que a nossa liberdade seja manipulada pela
mentira, mesmo quando a causa pareça nobre. Só é nobre a causa
que se fundamenta na verdade e se propaga por meio da verdade.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 89

“Cantarei para sempre o amor do Senhor; com minha boca anunciarei a tua
fidelidade por todas as gerações”. (Salmo 89.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 13 13/08/2018 00:52:04


06 “Embora minha memória esteja falhando, eu me lembro de duas
coisas bem claramente: eu sou um grande pecador e Cristo é um
Janeiro grande Salvador”. (John Newton)

A coragem de perdoar
Quem nunca errou está isento de perdoar.
Quem nunca falhou não precisa perdoar os erros alheios.
Quem não recebeu o perdão que Deus dá –
porque tudo resolveu por seus próprios meios –
não tem motivo para as falhas dos outros relevar.
Os fortes não precisam de os fracos abraçar.
Os que sempre refletem antes de falar
não têm jamais do que se arrepender.
Os que agem sempre certo não têm o que repensar.
Os que enxergam todos os ângulos de uma questão –
sem espaço para a emoção, feitos de exclusiva razão –
jamais precisam suas convicções reconsiderar.
Os que nunca pecaram não têm o que confessar.
Os demais – que não estão nesta condição –
devem humildemente, corajosamente perdoar.
Se não o sabem, de sua empáfia devem abrir mão.
Se nunca o fizeram, devem hoje começar.
Jesus o ensinou em sua principal oração.
Jesus o ofereceu quando olhou para a multidão
Como se não soubesse o que com ele fazia.
Jesus o viveu na vida e na cruz onde morreria.
O único cuja vida foi absolutamente correta
Absolve quem o seu perdão aceita
E passa a viver na alegria completa:
A alegria de quem se doa,
A coragem de quem perdoa.

Para ler HOJE na Bíblia: : Salmo 118


“Deem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para sempre”.
(Salmo 118.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 14 13/08/2018 00:52:04


07 “Os estereótipos são rápidos e fáceis, mas são mentiras, e a
Janeiro
verdade por vezes demora”. (Deb Caletti)

O convite do rei
Ele nasceu para ser rei. Por isto, foi chamado de “o exterminador”.
Seu pai, o príncipe, morreu, no mesmo dia do avô, quando ele fazia
cinco anos de idade. Outro rei estava no trono. Ao fugir, pisou sobre
o próprio pé e ficou manco para o resto da vida (2Samuel 4.4).
Passou a viver escondido, para se proteger.
Continuou a viver encurvado, com vergonha da sua marca: aleijado.
Ele sabia que era procurado em todo o país, mas não sabia que o
novo rei fora amigo do seu pai, a quem prometera que protegeria
seus descendentes.
Quando finalmente foi encontrado, o rei lhe restituiu todas as
suas propriedades e ainda lhe deu um lugar permanente à mesa no
palácio real (2Samuel 9.1-13).
A história deste homem, Mefibosete, o exterminador, é a de muitas
pessoas, cujas vidas foram espoliadas, estereotipadas, encurvadas,
exterminadas. Mefibosete teve sua vida de volta e passou a fazer suas
refeições à mesa do rei. Mesmo com dificuldades de locomoção, fazia
o que devia. Não tinha mais medo. Ainda que o vissem como um
aleijado, ele se via como um amado por Deus.
Deus deseja – e para isto nos criou – que nos assentemos à sua mesa,
à mesa do rei, que está posta diante de nós, com a comida preparada
(Salmo 23.5).
Ele não mudou fisicamente, mas teve sua vida transformada. Nós
precisamos e podemos ter nossas vidas mudadas. O convite da graça
de Deus requer uma decisão.
Aceita?

Para ler HOJE na Bíblia: João 1 a 2


“Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome [Jesus], deu-
lhes o direito de se tornarem filhos de Deus”. (João 1.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 15 13/08/2018 00:52:04


08 “Se temos de esperar, que seja para colher a semente boa que lançamos
hoje no solo da vida. Se for para semear, então que seja para produzir
Janeiro milhões de sorrisos, de solidariedade e amizade“. (Cora Coralina)

A epidemia oculta
Primeiramente, nós nos achamos autossuficientes, certos de que
não precisávamos de ninguém para viver.
Depois, seguimos pelos caminhos que nos afastavam de Deus.
Em seguida, decidimos viver do nosso jeito esquisito, protegidos
por fronteiras, barreiras e trincheiras.
Nesse mesmo tempo, nós nos dedicamos ao trabalho, como se fosse
eterno.
Em lugar de nos cercar de pessoas, preferimos coisas, objetos,
etiquetas e máquinas.
De tal modo nos organizamos que, para falar conosco, nossos amigos
tiveram que marcar hora e aguardar numa sala de espera. Eles ficaram
constrangidos e pararam de vir. Desanimados, deixamos de ir.
O trabalho acabou e os colegas se foram.
Quando ficamos doentes, esperamos que nos visitassem, mas eles
deixaram para depois.
Os oportunistas ofereceram máscaras de Deus em gôndolas de
supermercado e nós as pusemos em nossos carrinhos de compra.
Apareceram os amigos de aluguel e pagamos.
Então, o governo criou o ministério da solidão para enfrentar a
chamada epidemia oculta.
Agora, antes que a solidão nos adoeça, podemos decidir viver.
Podemos trazer Deus de volta para a nossa companhia.
Podemos fazer do convívio com as pessoas a nossa alegria.
Ainda sabemos quais são as coisas simples e certas a fazer, para que
nossos sorrisos se encontrem e nossas mãos se entrelacem.

Para ler HOJE na Bíblia: : João 3 a 4


“Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo
o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3.16)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 16 13/08/2018 00:52:04


09 “No amor podemos substituir uma pessoa por outra, mas não
na amizade, porque cada amigo tem o seu lugar e não podemos
Janeiro substitui-lo”. (António Lobo Antunes)

Amigos se separam
Ondas terríveis ou ruídos fazem com que amigos que antes andavam
juntos, trabalhavam juntos e brincavam juntos se separem, às vezes
para sempre, embalados pela indiferença ou pela mágoa mútua.
O intelectual ciliciano Paulo, ainda jovem e desconhecido, e o
proprietário de terras cipriota Barnabé, já maduro e influente,
mantinham uma amizade sólida, nutrida pela fé cristã, à qual se
converteram em lugares e circunstâncias diferentes.
Barnabé tinha uma incrível admiração por Paulo. Paulo tinha uma
confessada gratidão por Barnabé (Atos 9.27).
Juntos planejavam as viagens, definiam as paragens, escolhiam os
roteiros e selecionavam os companheiros.
Por causa de um deles, os dois se separaram (Atos 15.36-41). João
Marcos desistira de uma viagem e os deixara. Quando quis retornar,
Barnabé, de quem era primo, o aceitou, mas Paulo, exigente, tinha
perdido confiança no assistente, que escreveu também sua história,
sozinho (Colossenses 4.10) ou apoiando outro apóstolo, Pedro
(1Pedro 5.13).
A separação não foi para sempre (Colossenses 4.10). Quando se
reencontraram, Paulo estava mais experiente e mais sereno, admitiu
o quanto a amizade de João Marcos lhe era importante e o reintegrou
à equipe e ao companheirismo.
Amigos se separam, mas não tem que ser para sempre.

Para ler HOJE na Bíblia: João 5 a 6


“Eu lhes asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou,
tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida”.
(João 5.24)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 17 13/08/2018 00:52:04


10 “A gratidão dá sentido ao nosso passado, traz paz para hoje e
Janeiro
cria uma visão para amanhã”. (Melody Beattie)

Você é o perfume
O dia é possivel por causa de algum despenseiro.
É grande a lista.
O jornal que você lê é o resultado do trabalho de centenas de
colaboradores. Um deles é o jornaleiro.
O livro aberto diante dos seus olhos vem da dedicação de muitas
pessoas. Uma delas é o escritor.
O veículo que o conduz é dirigido por um motorista.
A reforma da sua casa foi feita por um pedreiro.
Seus dentes lhe embelezam os lábios pela mãos e pela inteligência
de um dentista.
A roupa que usa lhe foi apresentada por um vendedor.
Essas pessoas todas vivem do seu trabalho em busca também do
dinheiro.
E elas continuam porque acreditam, às vezes cheias de dúvidas, que
o que fazem tem valor.
Se esses profissionais para você têm valor, dê um jeito de a um deles
isto hoje dizer.
Suas palavras podem ser fontes de vigor e prazer.
Diga “obrigado” ao seu padeiro.
Estimule o seu pastor.
Envie um presente ao seu médico, seja um livro ou um cartão.
Abrace o seu porteiro.
Fale ao seu psicólogo e lhe toque o coração.
Entregue uma gorjeta fora de época ao carteiro ou ao lixeiro.
Ao livreiro, ao professor, ao engenheiro e a quem mais tem adornado
sua vida com joias que são.
Hoje é o dia de você borrifar um corpo com o perfume da sua
manifesta gratidão.

Para ler HOJE na Bíblia: : João 7


“Jesus respondeu: O meu ensino não é de mim mesmo. Vem daquele que me
enviou”. (João 7.16)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 18 13/08/2018 00:52:04


11 “A gratidão, talvez o maior dos deveres humanos, é talvez,
também, o mais difícil, porque muito do que somos e do que
Janeiro fazemos não se originou de nós próprios”. (G.K. Chesterton)

Gratidão, apenas gratidão


Ouvimos, por vezes, que “quem agradece pelo que recebe, outros
favores merece”.
A frase descreve, com precisão, uma realidade. A gratidão realmente
abre portas. Quando alguém se mostra grato pelo que lhe fizemos,
nutrimos a vontade de lhe ajudar de novo.
São assim as coisas, mas nossas motivações deveriam ser outras.
Quando visa conquistar simpatia, a gratidão se torna um
investimento e deixa de ser uma atitude espiritual para se transformar
numa ação estratégica.
Não seja este o caminho que decidamos percorrer.
A gratidão é uma expressão de alegria pelo que recebemos,
merecidamente ou não.
A gratidão é um gesto de reconhecimento por aquilo que nos
fizeram ou nos legaram.
A gratidão é uma afirmação da bondade presente em quem nos
ofereceu algo, seja o obséquio de um copo de água, seja um gesto de
alto preço.
A gratidão é uma forma de valorizar as disposições dos outros,
simples ou sacrificiais.
A gratidão é um jeito de reconhecer que precisamos uns dos outros.
A gratidão é uma espécie de colheita, não de semeadura.
A gratidão é um sentimento que podemos desenvolver, de modo
que flua de nós naturalmente, sem que precisemos nos esforçar,
porque, habitante do nosso coração, ela trafega através dos nossos
lábios com prazer.

Para ler HOJE na Bíblia: João 8


“Asseguro-lhes que, se alguém guardar a minha palavra, jamais verá a morte”.
(João 8.51)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 19 13/08/2018 00:52:04


12 “A precipitação tudo destrói, porque é cega e nada prevê”.
Janeiro (Tito Lívio)

Não se precipite
Não se precipite quando receber um olhar de reprovação.
Não se precipite quando alguém não cumprir o que foi combinado.
Não se precipite quando o diagnóstico em um exame se mostrar
desolador.
Não se precipite quando um desejo estiver prestes a não ser realizado.
Não se precipite quando escutar uma palavra de condenação.
Não se precipite quando chegar um julgamento opressor.
Não se precipite quando alguém trocar de calçada para não o abraçar.
Não se precipite quando não vier a encomenda solicitada.
O olhar pode não ser realmente de reprovação, mas de acolhida.
Um trato pode não ter sido cumprido por uma razão bem justificada.
Um diagnóstico, mesmo ruim, é apenas um diagnóstico antes de o
tratamento ser finalizado.
Uma expectativa frustrada pode ser por coisa melhor substituída.
A palavra pesada pode não ter sido dita.
O julgamento negativo pode ser um elogio em forma escondida.
Sua presença pode não ter sido rejeitada, mas apenas não percebida.
A encomenda pode chegar hoje ainda.
Não sofra sem precisar.
Não julgue antes de conferir.
Não aja sem muito pensar.
Não decida antes de orar.
Você nunca se arrependerá se uma poderosa resposta branda for seu
modo de reagir (Provérbios 15.1).

Para ler HOJE na Bíblia: : João 9


“O homem respondeu: ‘O homem chamado Jesus misturou terra com saliva,
colocou-a nos meus olhos e me disse que fosse lavar-me em Siloé. Fui, lavei-me, e
agora vejo’”. (João 9.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 20 13/08/2018 00:52:04


13 “O tempo é a minha matéria,
O tempo presente,
Janeiro Os amores presentes,
a vida presente”. (Carlos Drummond de Andrade)

O presente da humildade
Só podemos julgar os fatos do presente quando eles forem história,
o que só poderá ocorrer no futuro, que é quando temos condições de
olhar para trás e contabilizar os resultados.
No futuro, enxergamos melhor o passado.
No futuro, os fatos já terão mostrado as suas possibilidades.
No futuro, as mentiras são desmascaradas.
No futuro, esquecemos momentos que, quando vividos, pareciam
definitivos.
Nossa interpretação sobre os fatos presentes é sempre precária.
Não temos como saber hoje se o político que discursa eficientemente
sobre ética está desviando milhões.
Não temos como saber se o amigo cuja presença hoje nos alegra vai
nos magoar.
Não temos como saber se o emprego pelo qual tanto sonhamos não
passa de uma ilusão.
Diante da incerteza, dada pela impossibilidade de enxergar as coisas
como elas realmente são, deixaremos de interpretar o presente ou
viver o presente?
O presente é o único tempo que temos nas mãos.
O presente é o que fazemos dele. Ele será cheio de ressentimentos,
se não acertarmos as contas com o passado. Ele será perdido se não
nos envolvermos na sua sólida construção. Ele será ingênuo se nos
deixarmos manipular pelos donos do poder e da opinião.
Não temos como não interpretar a história que vivemos, mas
devemos ser humildes com as nossas palavras. Mesmo que os fatos
não mudem, nós podemos mudar.
Para ler HOJE na Bíblia: João 10
“Eu e o Pai somos um”. (João 10.30)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 21 13/08/2018 00:52:04


14 “O curioso paradoxo é que quando eu me aceito como eu sou,
Janeiro
então posso mudar”. (Carl R. Rogers)

A vida é possível
Como uma criança que conviveu com a gritaria não vai gritar
também?
Como uma criança que teve que brigar para receber algo, será uma
pessoa de paz?
Como uma criança que ouviu que nunca deveria apanhar, mas
bater, não será arrogante?
Como uma criança que sempre teve o que quis entenderá que nem
sempre poderá ter tudo?
Como uma criança que aprendeu que a mentira é legítima amará
a verdade?
Como uma criança que foi rejeitada vai gostar de si mesma?
Como uma criança que nunca conheceu afeto vai abraçar?
Como uma criança que nunca viu seus pais abrindo um livro será
uma leitora?
Como uma criança que não aprendeu a importância de cumprir os
compromissos assumidos será responsável?
Como uma criança que sempre foi criticada vai achar que tem valor?
Como uma criança que foi abusada confiará nas pessoas?
Uma criança com influências malsãs chegará a um momento que
precisará decidir se será o que fizeram dela ou será o que deve ser.
Se ela decidir não gritar, não brigar, não ser arrogante e aceitar os
limites; amar a verdade, gostar de si mesma e abraçar; ler e levar
a sério seus compromissos; ver valor em si mesma e confiar nas
pessoas, terá que renunciar a todas as mentiras em que acreditou e
pôr os pés a trilhar um caminho totalmente novo e será uma pessoa
livre! (João 8.32).

Para ler HOJE na Bíblia: João 11 a 12


“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda
que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê
nisso?” (João 11.25-26)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 22 13/08/2018 00:52:04


15 “Bebe uma primeira caneca. Sofregamente. Terminou com um
suspiro longo, como quem mergulhou e veio à tona. Depois bebe
Janeiro outra. Lentamente. É para degustar o mistério que a caneca
contém e significa”. (Leonardo Boff)

Bendito café da manhã


Um bom hábito é tomar café pela manhã, esteja numa xícara
simples, com ou sem açúcar, seja preparado num coador de pano ou
de papel ou numa máquina de cápsulas.
São muitas as variações, incluindo sucos, achocolatados ou leites,
mas o prazer é o mesmo! Exceto para aqueles que cometem o erro
de sair de casa com o estômago vazio ou sair ingerindo algo pela rua.
Tomar café (ou alguma de suas variações), puro ou acompanhado
de leites, pães e frutas, é uma espécie de ritual. Talvez a mesa esteja
posta e haja outras pessoas em nossa volta.
O dia vai começar e é hora de agradecer a Deus pela manhã que se
renova com a força do café que vamos sorvendo.
É hora de agradecer pela xícara, caneca ou copo nas mãos.
É hora de agradecer pelas mãos que preparam nosso desjejum. Se
fomos nós mesmos, é tempo de dar graças a Deus pelos movimentos
do nosso corpo e pela vivacidade da nossa mente.
É hora de agradecer pelas mãos que o cultivaram; pelos
caminhoneiros anônimos que transportaram o café até a loja em
que o compramos; pelas mãos conhecidas que nos o trouxeram até a
nossa mesa. Se foi um presente, benditas sejam também essas mãos.
Bendita seja a vida. Benditas sejam as mãos que contribuem para a
vida. Bendito seja quem nos dá a vida.

Para ler HOJE na Bíblia: João 13 a 14


“Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele
que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a
ele”. (João 14.21)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 23 13/08/2018 00:52:04


16 “A medida de uma vida não é a sua duração, mas a sua doação”.
Janeiro (Peter Marshall)

O bom legado
Numa família de oito irmãos, inseparáveis eram Maria e Elizabeth,
sempre juntas, até na profissão de juízas de direito.
Quando Maria morreu, aos 69 anos, Elizabeth procurou satisfazer
um dos desejos dela, que queria que a sua herança fosse utilizada
para ajudar a quem precisasse na área da saúde.
Como todos os irmãos abriram mão de seus direitos, parte do
dinheiro foi doada para equipar uma ala de um hospital universitário
em Curitiba (Paraná) e a outra foi usada para a construção de uma
UTI neonatal num hospital particular na mesma cidade.
Elizabeth acompanhou pessoalmente as obras, para se certificar
de que os recursos seriam bem empregados. Segundo o diretor do
hospital, ela observava cada parafuso fincado e se alegrava com cada
piso colocado.
O gesto recebeu destaque nos meios de comunicação, mas Elizabeth
fez questão de dizer que nada fizera, mas sua irmã:
– Se a UTI salvar uma vida, já terá valido a pena.
O patrimônio que arrecadamos ao longo da vida pode ficar para os
nossos familiares e esperemos que não briguem na hora de dividi-lo.
Podemos ir além e doar parcial ou integralmente o que ganhamos
para salvar vidas e deixar, assim, um legado que vai ser multiplicado
para outras gerações. Um legado de paz, saúde e alegria.

Para ler HOJE na Bíblia: João 15 a 16


“Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo
vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”. (João 16.33)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 24 13/08/2018 00:52:04


17 “A gentileza faz com que o homem pareça exteriormente como
Janeiro
deveria ser interiormente”. (Jean de la Bruyère)

A verdadeira gentileza
Aprendemos que gentileza gera gentileza.
Atentos, buscamos ser gentis para com os outros. Atentos, esperamos
que os outros sejam gentis conosco.
Elogiamos um prestador de serviços na expectativa de que nos
atenda bem. Presenteamos alguém certos de que fazemos um
investimento. Semeamos gentilezas para colher gentilezas.
Por isto, há pessoas hábeis em suas gentilezas, que sempre dão bons
dividendos.
Lamentavelmente, essa é a natureza das coisas. Sim, lamentavelmente,
porque uma gentileza arquitetada como uma estratégia não é
propriamente uma gentileza, mas uma espécie de troca.
Gentileza verdadeira é aquela feita por uma mão que não se estende
para receber a retribuição.
Quem é verdadeiramente gentil perfuma seu ambiente com um
“muito obrigado” efusivo, não apenas protocolar.
Quem é honestamente gentil oferece um presente como um gesto
espontâneo, não como quem planta uma semente.
Quem é sinceramente gentil não usa as pessoas para alcançar seus
próprios fins.
Quem é afetuosamente gentil não engana as pessoas, fazendo
crer que são desinteressadamente amadas, não preferidas pelo que
podem oferecer de volta.
Quem é realmente gentil não permite que a mão esquerda saiba o
que a direta ofereceu ao outro. Se houver alguma recompensa, virá
de Deus, do jeito de Deus (Mateus 6.3-4).
Para ler HOJE na Bíblia: João 17 a 18
“Disse Jesus:‘O meu Reino não é deste mundo. Se fosse, os meus servos lutariam
para impedir que os judeus me prendessem. Mas agora o meu Reino não é
daqui’”. (João 18.36)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 25 13/08/2018 00:52:04


18 “A utopia está lá no horizonte. Eu me aproximo dois passos, ela
se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre
Janeiro dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para
que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de
caminhar”. (Eduardo Galeano)

Direita. Esquerda. Morrer!


Todos queremos um mundo melhor, mesmo na área tecnológica em
que o progresso é real e vertiginosamente crescente. No campo da
igualdade entre as pessoas, a desigualdade, que é cruel e avassaladora,
por vezes nos motiva a propor diferentes ideias desenhadas a
diminuir o fosso entre pobres e ricos, fosso que parece um oceano
intransponível em vergonhosa expansão.
As ideias têm uma história. A história classifica as ideias. Numa
dessas classificações, umas são de esquerda e outras de direita. As
ideias são alinhadas ou à direita ou à esquerda.
As ideias parecem longínquos oceanos que um navio ou avião
não pode transpor. As ideias só têm olhos para si mesmas,
proibidas de levantar a cabeça para o outro lado, onde uma boa
utopia pode habitar.
Se queremos um mundo melhor, precisamos ir além das classificações
ideológicas, na esperança possível de colhermos metodologias novas
em jardins plantados fora do nosso quintal.
Se queremos um mundo melhor, nosso compromisso deve ser com
a mudança para melhor, não com vitória de nossa proposta.
Se queremos um mundo melhor, devemos reconhecer que
podemos aprender com as ideias dos outros, porque algumas
podem ser melhores que as nossas, mesmo que acondicionadas em
caixas diferentes.

Para ler HOJE na Bíblia: João 19


“No lugar onde Jesus foi crucificado havia um jardim; e no jardim, um sepulcro
novo, onde ninguém jamais fora colocado”. (João 19.41)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 26 13/08/2018 00:52:04


19 “A alma humana é feita para não estar sozinha”.
Janeiro
(Pierre Teilhard de Chardin)

Além de sinceramente orar


Nesta hora, há alguém a quem podemos ensinar.
Daqui a pouco, certamente, com uma pessoa triste vamos nos encontrar.
Neste momento, há um leitor precisando de um livro que lhe
podemos emprestar ou dar.
Hoje, talvez um pouco distante, há num abrigo um menino ou
menina, talvez muito diferente de nós e com uma história comovente,
à espera de um verdadeiro lar.
Daqui a pouco vamos passar por um faminto carente de um prato
de comida para se levantar.
Logo logo receberemos um serviço de uma pessoa cuja história
podemos escutar.
É possível que vejamos um animal cuja vida podemos salvar.
Perto há um mendigo cuja história podemos ouvir e seu corpo sujo
abraçar.
Mais adiante há um desorientado que podemos com uma simples
palavra animar.
Muito perto há um pecador a quem o Evangelho libertador do
Reino de Deus devemos anunciar.
Na próxima esquina, há um idoso necessitado de um braço para a
rua atravessar ou de uma boca para uma canção lhe entoar.
Nesta manhã, há uma causa justa à espera de um grito que podemos
ecoar.
Com pequenos gestos, podemos este mundo transformar.
A todo instante, nosso conhecimento, nosso dinheiro e nosso tempo
podemos doar.
Nesta hora, podemos em nós mesmos nos fechar, somente em nós
mesmos pensar e apenas a satisfação de nossas necessidades buscar.

Para ler HOJE na Bíblia: João 20


“E Jesus disse a Tomé: Coloque o seu dedo aqui; veja as minhas mãos. Estenda
a mão e coloque-a no meu lado. Pare de duvidar e creia”. (João 20.27)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 27 13/08/2018 00:52:04


20 “Nós somos aquilo que fazemos repetidamente. Excelência,
Janeiro
então, não é um modo de agir, mas um hábito”. (Will Durant)

São bons os nossos hábitos? 1/2


Quando fazemos uma dívida, teremos que pagá-la, mesmo que
viajemos ou adoeçamos; se assumimos um compromisso, teremos
que cumpri-lo, mesmo que cansados ou arrependidos.
São assim com os nossos hábitos. Eles cobrarão o seu preço, leve ou
pesado, agradável ou lamentável.
Os hábitos têm um imenso poder sobre nossas vidas.
Se, por exemplo, temos o cuidado de acordar cedo, chegar à hora,
organizar nosso dia, fazer as coisas que consideramos certas mesmo
que desprezadas por muitos, agir depois de pensar, perdoar os nossos
ofensores, virão à nossa mesa frutos impressionantemente deliciosos.
A boa colheita parecerá tão natural que não nos lembraremos que
resultaram de nossos bons hábitos.
Quando nossos hábitos são ruins raramente nos lembramos de suas
consequências, mas eles também são como dívidas: as faturas chegam
e têm que ser pagas; são como compromissos que nos encontram e
deles não podemos honestamente desistir.
As coisas são simples assim: devemos, por exemplo, nos alimentar
a cada três horas, devagar e saudavelmente; se decidimos que
comeremos apenas quando tivermos vontade, devorando depressa
ingredientes danosos (como sal e açúcar em demasia), não
poderemos reclamar das doenças e doenças que, no tempo certo,
certamente nos virão.
Felizmente temos outro caminho a percorrer. [CONTINUA em 27
de JANEIRO]

Para ler HOJE na Bíblia: João 21


“Ao amanhecer, Jesus estava na praia, mas os discípulos não o reconheceram”.
(João 21.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 28 13/08/2018 00:52:04


21 “Quando Deus fecha uma porta, Ele sempre abre uma janela”.
Janeiro
(Woodrow Kroll)

Coisas ruins são para todos


Quem confia em Deus sabe que pode contar com Ele.
Já sem comida em casa, uma viúva procurou ajuda nos seguintes
termos:
– Meu esposo, que era fiel a Deus, morreu e deixou uma dívida que
só pode ser paga se eu entregar meus filhos como escravos.
Deus providenciou a solução (2Reis 4.1-7).
A curta e bela história da Bíblia tem ainda muito a nos ensinar.
Coisas ruins acontecem a pessoas ruins e também a pessoas
boas. Pessoas que amam a Deus sofrem dificuldades, passam por
enfermidades, são assaltadas ou perdem as vidas, como todas as
outras. Uma pessoa que leva Deus a sério não está blindada contra
os perigos.
Aquele homem, ao morrer, não foi castigado por Deus. Seus
familiares e amigos certamente oraram por ele e suas preces não
foram atendidas não por não serem dignos ou por não terem orado
com fé ou da forma correta, mas porque Deus, no exercício de sua
soberania e graça, permitiu que as leis da natureza funcionassem.
Precisamos abandonar de vez a ideia de que coisas ruins são castigos
de Deus, como se Ele quisesse nos ensinar alguma verdade ou se
vingar de uma falha nossa.
Deus é soberano e gracioso quando interrompe o funcionamento
das leis naturais (e o nome disso é milagre) e também quando deixa
que essas leis sigam seu curso (e o nome disso é milagre).

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 1 a 2


“No princípio Deus criou os céus e a terra”. (Gênesis 1.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 29 13/08/2018 00:52:04


22 “A majestade de Deus vai além da capacidade do intelecto
Janeiro
humano e não pode ser compreendida por ele”. (João Calvino)

Além mas também não aquém


Quando se encontrou com o profeta Eliseu, a viúva pobre contou
a sua história, que era por si um pedido de socorro, antes que seus
filhos fossem levados como escravos em pagamento de uma dívida
(1Reis 4.1-7).
É possível que, antes do encontro, tenha orado a Deus diretamente,
pedindo uma solução para o seu problema. Provavelmente, ela
interpretou a passagem do profeta por sua cidade como uma
providência de Deus.
A multiplicação e a venda do azeite que tinha em casa possibilitaram
que seus filhos ficassem livres da escravidão e pudessem comprar
comida para muitos anos ainda.
Deus é assim: sempre surpreendente, Ele nos dá mais do que
desejamos, pedimos ou imaginamos (Efésios 3.20).
Deus é mesmo assim: sempre firme, Ele não fica aquém dos valores
éticos que nos ensina. Sua intervenção não livrou aquela família das
suas responsabilidades. Deus agiu mas a dívida teve que ser paga.
Devemos sempre viver assim: nossos compromissos éticos não
ficam suspensos por causa do amor de Deus para conosco; ao
contrário, esse amor aumenta a nossa responsabilidade diante dos
nossos deveres, que devem ser honrados.
A graça de Deus não é uma espécie de jeitinho pelo qual burlamos
nossos deveres; antes, exige uma vida coerente com aquilo que a
Palavra de Deus propõe.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 3 a 4


“E Deus perguntou [a Adão]: Quem lhe disse que você estava nu? Você comeu
do fruto da árvore da qual lhe proibi comer?” (Gênesis 3.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 30 13/08/2018 00:52:05


23 “Tudo de valor não vem com uma etiqueta de preço”.
Janeiro
(Shefali Batra)

Coisas que não têm preço


Não tem preço:
Completar um projeto há muito sonhado.
Cooperar para que alguém tenha o seu sonho realizado.
Fazer uma viagem real por paragens antes apenas imaginadas.
Apoiar amigos para que sigam conosco pelas mesmas estradas.
Nadar contra as correntes, se elas estiverem erradas.
Continuar coerente, apesar das vozes contrariadas.
Escrever um livro e vê-lo publicado.
Contribuir para que o texto de alguém seja editado.
Estudar para um concurso e ser aprovado.
Ver o colega de estudos também selecionado.
Elaborar um pensamento ainda não formulado.
Aplaudir o que na mente de outra pessoa foi gestado.
Saber que, quando oramos a Deus, somos escutados.
Interceder por amigos e desconhecidos angustiados.
Elevar a autoestima e a dignidade do outro abafadas.
Saber que nosso valor vem de Deus, não de pessoas equivocadas.
Fazer da Bíblia a Palavra que nos tem em tudo orientado.
Tornar a Bíblia para quem ainda não a leu um livro desejado.
Fazer o que é certo mesmo quando não elogiados.
Estimular os outros a viverem segundo os valores sagrados.
Estes gestos não podem ser precificados,
Mas valem prêmios que não podem ser dados
Porque foram por Deus mesmo inspirados
E do jeito dele são a cada momento valorizados.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 5 a 6


“Deus disse a Noé: Darei fim a todos os seres humanos, porque a terra encheu-
se de violência por causa deles. Eu os destruirei juntamente com a terra”.
(Gênesis 6.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 31 13/08/2018 00:52:05


24 “Todas as atividades humanas, exceto o pecado, são realizadas
para o prazer de Deus, se as fazemos com uma atitude de louvor”.
Janeiro (Rick Warren)

Bons motivos para louvar


Somos ensinados a louvar a Deus.
Não louvamos a Deus para receber benefícios dele.
Não louvamos a Deus para amaciar o seu coração a fim de que nos
atenda em nossas solicitações.
Não louvamos a Deus para aplacar a sua eventual ira para conosco.
Nós louvamos a Deus para agradecer pelos benefícios que já nos
concedeu, os quais nem conseguimos contar e alguns dos quais
sequer saberemos que vieram dele.
Nós louvamos a Deus porque sabemos o quanto somos amados
por Ele.
Nós louvamos a Deus porque, quando entoamos canções para Ele
e sobre Ele, aprendemos quem Ele é e, quando somos recordados
sobre quem Ele é, ficamos cheios de confiança para orar a Ele e
esperar por Ele.
Não é o interesse que nos move em sua direção, é a nossa paixão que
nos faz nos aproximar dele com desejo de amizade.
Não é a ilusão de manipulá-lo que nos leva exaltar o nome dele,
mas é a gratidão pelas intervenções que fez em nosso favor ou pelas
permissões que deu para que as aflições nos alcançassem.
Quando louvamos a Deus, nós o colocamos no lugar dele, ao
mesmo tempo em que nos colocamos em nosso lugar. Quando,
por exemplo, dizemos que Ele é grandioso, estamos afirmando que
somos pequenos, mas pequenos amados por um grande Deus.
Nós louvamos a Deus como uma forma de extravasar a nossa alegria.
Louvemos a Deus.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 7 a 8


“Então Deus disse a Noé: Saia da arca, você e sua mulher, seus filhos e as
mulheres deles. Faça que saiam também todos os animais que estão com você”.
(Gênesis 8.15-17a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 32 13/08/2018 00:52:05


25 “Todas as decepções são secundárias. O único mal irreparável
é o desaparecimento físico de alguém a quem amamos”.
Janeiro (Romain Rolland)

Depois que nada pudemos fazer


A morte é sempre trágica.
Quando acontece porque o nosso querido desistiu de viver, nossa
dor é exponencialmente multiplicada.
O nosso luto é amplificado pela culpa. Somos, muitas vezes,
atormentados pela ideia de que poderíamos ter feito algo mais para
que o nosso familiar ou amigo não abrisse mão da vida.
O nosso sofrimento é elevado pela preocupação que nutrimos sobre
o destino eterno de quem nos deixou.
A nossa saudade aumenta ainda porque julgamos aquele que partiu
como se seu gesto fosse um ato de desamor para conosco.
Nesta triste condição, devemos nos lembrar que a infeliz decisão
foi tomada num momento em que o nosso querido não tinha
controle sobre si mesmo; por uma razão que nunca saberemos, seu
desespero foi maior que a paixão pela vida. Não importaria o que
fizéssemos, ele se sentiria abandonado. Por mais que o ajudássemos,
não poderíamos encerrar o seu desespero. Fiquemos com a certeza
de que nunca compreenderemos sua atitude.
Quanto ao seu destino eterno, recordemos que a salvação não é
um prêmio por boas condutas, mas um presente antecipado vindo
exclusivamente pela graça de Jesus.
Tenhamos em mente ainda que quem assim agiu perdera antes a sua
lucidez e não se encontrava no exercício de sua consciência.
Em nossas orações, peçamos que Deus nos conforte e nos dê força
para consolar os outros que também choram.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 9


“Deus abençoou Noé e seus filhos, dizendo-lhes: Sejam férteis, multipliquem-se
e encham a terra”. (Gênesis 9.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 33 13/08/2018 00:52:05


26 “O preço da grandeza é a responsabilidade”.
Janeiro (Winston Churchill)

Diante de uma grande tarefa


Por vezes, temos que realizar tarefas muito elevadas, maiores do
que nós.
Nessas horas, precisamos de músculos fortes.
Músculos intelectuais temos, tanto que recebemos a tarefa, mas
não são suficientes. Somos intelectualmente fortes, mas podemos
nos deixar corromper; podemos saber fazer o que nos cabe, mas
podemos ser asfixiados pelo medo; podemos ser as pessoas certas
para a missão, mas podemos perder o sentido do que fazemos.
Precisamos nos lembrar, a cada dia, que estamos onde estamos,
neste tempo, porque Deus, que é maior que as tarefas, nos chamou
para aqui estar (Ester 4.14). Se nossa missão veio dele, Ele a concluirá
através de nós.
Devemos nos lembrar, a cada ato, que nosso único patrimônio é
a credibilidade moral do nosso nome, ao qual precisamos honrar,
mesmo que tenhamos que pagar o preço de uma vida simples e
mesmo que não recebamos os aplausos humanos, porque o que nos
importa mesmo é que Deus nos continue aplaudindo.
Devemos nos lembrar a todo instante que, tendo sido colocados
por Deus onde estamos, seja num palco (visível) ou num bastidor
(discreto), Ele nos capacitará para não desanimarmos diante
dos obstáculos, para encontrarmos as soluções criativas para os
problemas e transformarmos as coisas em que nos cabe tocar.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 10


“Este é o registro da descendência de Sem, Cam e Jafé, filhos de Noé. Os filhos
deles nasceram depois do Dilúvio”. (Gênesis 10.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 34 13/08/2018 00:52:05


27 “A gente não se liberta de um hábito atirando-o pela janela: é
Janeiro preciso fazê-lo descer a escada, degrau por degrau”. (Mark Twain)

São bons os nossos hábitos? 2/2


Podemos até não saber que os nossos hábitos – os bons e os maus
– são poderosos, mas eles são mais determinantes que imaginamos.
Então, fazemos bem em admitir esse poder e conhecer quais são os
nossos hábitos.
Se não dormimos cedo, não acordaremos fácil.
Se não estudamos muito, não aprenderemos e não seremos aprovados.
Se não lemos a Bíblia, não conhecemos quem Deus é. Se não oramos,
não temos comunhão com Ele.
Se o pessimismo nos nutre, acumularemos derrotas. Se apenas
reclamarmos, a reclamação nos governará.
Se tratamos as pessoas com desinteresse ou grosseria, ficaremos
solitários.
Para que os maus hábitos não cobrem seu preço – que pode ser fatal
– devemos agora parar com eles e começar uma nova vida.
Se não nos exercitamos: física, intelectual, espiritual , moral e
emocionalmente, a fatura virá em forma de doenças, fracassos,
medos, crimes e perdas.
Se de forma cuidadosa movimentamos nosso corpo a cada dia,
desenvolvemos nossa mente por meio da leitura e do estudo;
pastoreamos nossos desejos para que não nos aproximem do
precipício, vigiamos nosso caráter para que não nos destrua e
equilibramos nossas emoções para que nos animem. Assim, ficam
grandemente aumentadas nossas chances de uma vida feliz.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 11


“O Senhor desceu para ver a cidade e a torre [de Babel] que os homens estavam
construindo. E disse o Senhor: Eles são um só povo e falam uma só língua, e
começaram a construir isso. Em breve nada poderá impedir o que planejam
fazer”. (Gênesis 11.5-6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 35 13/08/2018 00:52:05


28 “Estar deprimido não nos desqualifica para ser usado por Deus.
Às vezes, Deus nos usa apesar de nossa depressão. Às vezes,
Janeiro Deus nos usa por causa de nossa depressão. Quando estiver
deprimido, não se esconda da Bíblia. Corra para ela. Não se
sinta condenado. Sinta-se confortado”. (Jason R. McNaughten)

Um poeta em sua depressão


Desde jovem, Hemã sofria de depressão crônica.
Conhecemos sua história por causa de um poema que escreveu
(Salmo 88) e que traduz sua angustiada experiência, comum a tantas
pessoas em todos os tempos.
Ele era um artista, neto, filho e irmão de artistas (1Crônicas 2.6).
Escrevia. Compunha. Tocava vários instrumentos (1Crônicas 25.5).
Seu trabalho foi requisitado por reis, como Davi (2Crônicas 5.12) e
Salomão (1Reis 4.31).
Em seu poema, pediu que Deus o curasse da sua enfermidade.
Por causa da depressão, era um homem sem força, uma descrição
perfeita para esta enfermidade, que afeta a mente e o corpo.
Em sua dor, ele se sentia desamparado por Deus e pelos amigos,
que é precisamente o que sente quem está nesta triste condição
emocional.
Em sua doença, não via solução para os seus problemas, que é a
desesperança de todo aquele alcançado pelas garras da depressão.
Apesar de sua depressão, ele cantava e liderava um grupo de louvor,
tocava instrumentos, compunha músicas e aconselhava reis.
Não sabemos se o poeta ficou curado, mas sabemos que Deus
nunca se esqueceu dele e fez que seu nome ficasse na história com
uma bela biografia e fez também que seu poema constasse da Bíblia
para inspiração de todos nós, especialmente dos que padecem de
depressão.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 8, 19 e 33


“O temor do Senhor é puro, e dura para sempre. As ordenanças do Senhor são
verdadeiras, são todas elas justas”. (Salmo 19.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 36 13/08/2018 00:52:05


29 “O poder para fazer coisas certas é também poder para fazer
Janeiro
coisas erradas”. (Milton Friedman)

O almoço pós-pago
No Velho Oeste americano, os bares ofereciam refeição de graça a
quem comprasse uma bebida. A comida era sempre muito salgada,
para que os clientes pedissem mais bebida.
Vem desta estratégia comercial a certeza de que não existe almoço
grátis.
Muitas crianças continuam crianças pela vida afora porque seus pais
lhes preservaram de ver a fatura da alimentação servida, da educação
recebida e da diversão oferecida.
Cientes dos preços, devemos comer com sabedoria, caprichar nos
estudos e nos divertir com intensidade e responsabilidade. Comer
sem sabedoria pode nos custar a saúde. Estudar sem dedicação pode
nos furtar o futuro. Divertirmo-nos sem responsabilidade pode nos
ceifar a vida.
Deus nos deu, de graça, o dom da liberdade e nos cobra um preço
pelo que fazemos com ela. Assim, nossa elementar tarefa é aceitar o
fato que todos os gestos geram consequências.
Nossa liberdade afeta a vida do outro. A liberdade do outro afeta a
nossa existência.
Somos pessoas maduras não quando fazemos o que queremos com
a nossa liberdade, mas quando a usamos tendo sempre diante de nós
a etiqueta do seu preço.
Maturidade é aceitar que a liberdade é conferida não só a nós, mas
também aos outros, cabendo-nos lutar por ela e vigiar para que não
nos prejudique.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 50, 74 e 90


“Esteja sobre nós a bondade do nosso Deus Soberano. Consolida, para nós, a
obra de nossas mãos; consolida a obra de nossas mãos!” (Salmo 90.17)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 37 13/08/2018 00:52:05


30 “Viajar é mudar a roupa da alma”.
Janeiro
(Mário Quintana)

O valor da curiosidade
Quando temos o privilégio de viajar, podemos regressar como
éramos ou retornar com a nossa visão enriquecida.
Podemos emoldurar as paisagens e ignorar a riqueza das histórias
que elas guardam.
Podemos passar por pessoas e estranhar o quão diferentes são, sem
as conhecer.
Podemos tomar seus sabores, temperos e cheiros, sem nenhum
esforço para apreciá-los.
Podemos considerar os hábitos visitados como sendo inferiores,
atrasados e primitivos, nunca como frutos de tradições diferentes,
pelas quais deveríamos agradecer por tê-las encontrado.
Se queremos que nossa viagem seja inesquecível, precisamos manter
aguda, durante todo o percurso, a nossa curiosidade. É a curiosidade
que nos faz conhecer e o conhecimento nos transforma.
Enquanto alguns se distraem ou dormem, quem é curioso olha ao
redor com o desejo de transferir tudo o que vê, escuta e sente para
dentro do seu próprio baú.
Quem é curioso escuta as falas dos outros, aos quais vê como pessoas
que têm histórias para contar, as suas e as de sua gente, algumas
capazes de ajudar a entender a sua própria cultura.
Quem é curioso sabe que há coisas na terra visitada, como as
paisagens que viu, as conversas que manteve, as amizades que travou,
que não podem ser compradas, nem esquecidas.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 93 a 95


“O Senhor não desamparará o seu povo; jamais abandonará a sua herança”.
(Salmo 94.14)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 38 13/08/2018 00:52:05


31 “A qualidade da vida de uma pessoa é diretamente proporcional
ao seu compromisso com a excelência, independentemente do
Janeiro campo de atuação escolhido”. (Vince Lombardi)

A excelência da vida
Podemos tocar nossa vida em diferentes ritmos.
Podemos passar a vida inteira atendendo a emergências, a maioria
porque nada fizemos para que não acontecessem.
Podemos dedicar nossa agenda às urgências, deixando para depois
as coisas até que tenham que ser feitas imediatamente.
Podemos nos ocupar apenas das tarefas da sobrevivência, como se a
vida fosse uma corrida para não morrer.
Podemos ficar no plano da subsistência, feita de comer, beber,
trabalhar e dormir.
Podemos ter como meta a excelência, que nos leva para além da
emergência permanente, da urgência constante, da sobrevivência
exasperante ou da subsistência insuficiente.
Na excelência temos sonhos elevados.
Na excelência experimentamos o sentido da vida.
Na excelência tornamos melhores as existências dos outros.
Vive de modo excelente quem sabe que é amado por Deus, cuja
direção obedece, e ama ao próximo, cuja vida procura dignificar.
A excelência inclui a esperança que a vida, por melhor que seja, tem
uma segunda jornada, esta eterna, e para lá confiantemente segue
sem medo.
A excelência se desenvolve no trabalho feito da melhor maneira
possível, seja ele uma missão ou apenas um modo de sustento.
A excelência acontece num clima de serenidade, que propicia as
condições para decisões sábias, requeridas em todos os momentos.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 96 e 97


“Cantem ao Senhor um novo cântico; cantem ao Senhor, todos os habitantes da
terra”. (Salmo 96.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 39 13/08/2018 00:52:05


01 “Alegria não é ausência de sofrimento; é presença de Deus”.
Fevereiro
(Robert Schüller)

Alegria, nem que seja arrastada


Numa festa, a aniversariante contou uma história:
– Quando eu era jovem, eu tinha uma vizinha bem idosa e muito
pobre. Eu saía para a padaria e ela já estava indo para a igreja dela,
distante uns três quilômetros.
Um dia eu lhe disse que lamentava não ter um carro para levá-la.
Ela, então, me respondeu: ‘Não se preocupe. Eu vou, nem que seja
me arrastando’. E todo domingo, antes de todo mundo, lá estava
ela, com uma contagiante alegria por poder ir à igreja. Eu nunca
me esqueci e procuro seguir o seu exemplo.
Aquela mulher não dependia da igreja para ter alegria. Ela levava
alegria para os outros. Não ia por obrigação, mas por prazer.
Fazer o que fazemos com prazer (ir à igreja, trabalhar, servir
aos mais pobres) dá um significado tão profundo à vida, que os
obstáculos não são definitivos, os problemas não são insolúveis,
os fardos não são pesados.
Quando fazemos o que fazemos com alegria, o tempo passa
rápido, como se estivéssemos numa festa agradável. Com alegria,
o dia é curto, a noite é breve, a tarefa é suave, a dor é amena.
A alegria fulmina as ingratidões, porque não fazemos para que
nos aplaudam, mas porque desejamos.
A alegria apaga as incompreensões. Não dependemos das
opiniões dos outros para ser o que somos.
Com alegria, temos força para viver.
Na alegria, antecipamos a eternidade, onde ela será absoluta.
Quando fazemos o que fazemos com alegria, pode ser que os
outros achem que nos arrastamos, quando, na verdade, voamos.
Mesmo que o corpo capengue, a alegria faz nossa alma voar. Se a
alma voa, que mais importa?

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 102 a 105


“O Senhor estabeleceu o seu trono nos céus, e como rei domina sobre tudo o que
existe”. (Salmo 103.19)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 40 13/08/2018 00:52:05


02 “Um coração agradecido está em festa contínua”.
Fevereiro
(W. J. Cameron)

A festa da gratidão
Uma vitória é sempre um triunfo coletivo.
O atleta que cruza a linha de chegada, recebe os aplausos e, depois,
os louros e os louvores, chegou acompanhado por dezenas de pessoas,
embora invisíveis.
O escritor que digita a última palavra de sua obra não é solitário,
embora apenas o seu nome figure na capa do livro que será lido por
uma multidão de indivíduos.
A mãe que sorri para a alegria maior de sua vida – o bebê envolto em
panos e deitado sobre o seu colo – não o trouxe sozinha à luz.
O estudante que exibe numa parede o diploma ou na gaveta o
contrato que premia seus anos de dedicação não se tornou por si só o
que o seu título ou função certifica.
Mesmo quando o vencedor publica os nomes dos seus colaboradores,
lembrará apenas uma pequena galeria formada por pessoas cujos
esforços foram indispensáveis, como o vendedor que recomendou um
tênis para o corredor, o tio que ofereceu um livro ao menino que um
dia seria escritor, a amiga que apresentou à futura mãe o jovem com
quem escreveria uma história de amor ou o pipoqueiro que disse ao
cliente-mirim que um dia seria “doutor”.
Sempre devemos nos lembrar que não há conquistas solitárias.
Certos disto, sempre devemos agradecer aos que correram conosco,
apostaram em nossos sonhos ou desenrolaram os tapetes para os
nossos voos.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 135


“Louvem o Senhor, pois o Senhor é bom; cantem louvores ao seu nome, pois é
nome amável”. (Salmo 135.3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 41 13/08/2018 00:52:05


03 “A maneira mais fácil e mais segura de vivermos honradamente
consiste em sermos, na realidade, o que parecemos ser”.
Fevereiro (Sócrates)

Um ideal de identidade
Não precisamos parecer o que não somos.
Não precisamos demonstrar o que temos.
Não precisamos exibir o que sabemos.
O que importa é o modo como nos dispomos.
Não precisamos parecer fortes, se somos. Se estamos fracos, não
precisamos destacar a nossa fragilidade.
Não precisamos desfilar com o que ganhamos. Se não temos os bens
que carecemos, não precisamos alardear a nossa necessidade.
Não precisamos acreditar que somos bons pelo que sabemos. Se
pouco sabemos, não precisamos publicar nossa ignorância como
prova de humildade.
Somos o que somos pela graça de Deus, que, desde o ventre de nossa
mãe, tem-nos moldado.
Temos o que temos pela bondade de Deus, mesmo que muito nos
tenhamos esforçado.
Sabemos o que sabemos pela misericórdia de Deus, que para estudar
nos tem capacitado.
O que somos não nos faz melhores que o outro.
O que temos não nos faz mais felizes que o outro.
O que sabemos não nos faz superiores ao outro.
O que somos nos diz que cometemos erros que não devemos.
O que temos exige que o usemos bem: que gastemos e compartilhemos.
O que conhecemos mostra que é muito pouco – como um grão de
areia da praia – o que sabemos.
O que somos, temos e sabemos nos oferecem mais oportunidades
de serviço,
De modo que o outro também sinta, através de nós, o perfume de
Cristo.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 148 e 149


“O Senhor agrada-se do seu povo; ele coroa de vitória os oprimidos”.
(Salmo 149.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 42 13/08/2018 00:52:05


04 “Amor é esperança quando a razão desespera”.
Fevereiro (Jack Hyles)

A cabana
Muitas vezes Davi fugiu de Saul, não porque tivesse medo dele.
Davi sabia que a sua hora chegaria, sem que precisasse afastar aquele
que seria seu antecessor.
Davi não precisava mostrar a sua família que tinha futuro, aos
amigos que era forte ou a Deus que era fiel.
Davi correu muito. Passou por vales. Correu por montes. Atravessou
rios. Bordejou os mares. Para não enfrentar Saul.
Era tarde, numa vez. Davi carregava a lança, para se proteger de
leões, mas não de Saul.
A noite ameaçava chegar, sem que Davi pudesse ver de onde vinha
Saul com o seu esquadrão da morte.
Davi olhou para os montes, mas o socorro não veio (Salmo 121.1).
Davi buscou rochas, mas não encontrou nenhuma fortaleza.
Já desistia, quando uma luz, ainda tênue, nascia no horizonte. Ele
apertou o passo. “O Senhor Deus é o meu pastor. Nada me faltará”
(Salmo 23.1). Enquanto repetia o verso, o bafo da perseguição
aquecia seu pescoço.
Davi correu ainda mais. Mãos inimigas quase o alcançavam, quando
outras mãos o puxaram para o interior da cabana. Os inimigos
pararam à porta. Os cães latiram. Estava claro lá dentro.
Uma mesa estava posta. Na cabeceira, seu amigo Barzilai tinha
numa das mãos uma bacia e na outra um chifre de óleo para ungir os
seus cabelos. Antes de se preparar para o banquete, Davi teve tempo
de balbuciar para si mesmo:
– Ainda que eu ande pelo vale da morte, não temerei. (Salmo 23.4)
E celebrou o amor de Deus com os amigos.
Do lado de fora, Saul e seus guerreiros tiveram que guardar suas
armas e voltar para os seus quartéis.
Dentro da cabana, a festa rolava na certeza da amorosa presença do
Senhor Deus (Salmo 23.6).

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 12 a 14


“Então o Senhor disse a Abrão: “Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e
da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei”. (Gênesis 12.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 43 13/08/2018 00:52:05


05 ”O sucesso é uma consequência e não um objetivo”.
Fevereiro (Gustave Flaubert)

Perfil do bom sucesso


Não importa o que fazemos, precisamos ser bem-sucedidos.
Alcançamos o sucesso quando fazemos o que gostamos, somos
reconhecidos pelo que produzimos e vemos os resultados do nosso
trabalho.
Devemos buscar o sucesso, porque ele nos anima a continuar em
nosso esforço, seja o de acordar cedo, seja o de correr muito, seja o
de estudar com afinco, seja o de ensaiar ou treinar para desenvolver
uma habilidade.
Pelo sucesso permanecemos na rua em que nascemos ou
atravessamos oceanos, descemos desfiladeiros ou transpomos
montanhas, guardamos ou gastamos dinheiro.
O sucesso não é o problema, mas o modo como é medido e, por
vezes, o modo como é buscado é que gera desvios.
Sucesso não é coisa que se compara. É bem-sucedido quem faz gols
e também quem os evita.
O jovem que é aprovado para várias universidades, podendo
escolher uma delas, é tão bem-sucedido como a senhora que, depois
de uma vida gasta no analfabetismo, aprende a ler.
Sucesso não é o que nos dizem ser, mas o que colhemos como louro
do nosso desejo e do nosso empenho. Só nós sabemos a história que
se esconde sob as linhas visíveis do triunfo.
Um pastor que inspira multidões é tão bem-sucedido quanto aquele
que orienta um pequeno grupo habitante em outro continente. Seu
sucesso não vem dos poucos ou intensos aplausos, mas da certeza
que Deus o quer ali.
Ser bem-sucedido é estar onde Deus precisa de nós.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 15 a 17


“Depois dessas coisas o Senhor falou a Abrão numa visão: ‘Não tenha medo,
Abrão! Eu sou o seu escudo; grande será a sua recompensa!’” (Gênesis 15.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 44 13/08/2018 00:52:05


06 “Com a luz certa e na hora certa, tudo é extraordinário”.
Fevereiro (Aaron Rose)

A arte de fazer
Tem que dar uma aula? Prepare-se. Estude a matéria. Conheça os
alunos. Chegue antes da hora.
Vai construir uma ponte? Faça de tal modo que estará seguro
quando for passar por ela.
Tem que vender um produto? Abra um sorriso. Conheça o item.
Mostre suas utilidades e qualidades. Agrade seu cliente.
Precisa fazer uma viagem? Consulte o mapa. Planeje o roteiro.
Confira o tempo. Leve as roupas que o itinerário pede.
Tem que cuidar de uma criança? Ponha-se no lugar dela.
Vai conduzir alguém num carro? Confira como está o veículo.
Prepare o automóvel. Deixe o passageiro, amigo ou consumidor, à
vontade.
Tem que responder a uma mensagem? Pense em quem vai recebê-la.
Quer escrever um livro? Imagine quem vai lê-lo. Leia o que
escreveram antes de você. Reorganize sua vida para caberem horas
de dedicação. Escreva sempre. Reescreva.
Tem que atender pessoas? Agradeça o privilégio. Alegre-se com a
tarefa. Torne inesquecível o momento.
Quem faz bem feito nunca se arrependerá.
Quem faz bem feito jamais terá que fazer de novo a mesma coisa.
Quem faz bem feito pode olhar para o que fez, como Deus olhou
para sua criação.
Quem faz bem feito não faz para os outros ou para ser recebido ou
para ser digno da remuneração.
Toda as vezes que fizer uma coisa, não faça para você mesmo. Faça-a
para Deus.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 18 a 20


“Abraão será o pai de uma nação grande e poderosa, e por meio dele todas as
nações da terra serão abençoadas”. (Gênesis 18.18)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 45 13/08/2018 00:52:05


07 “Toda força será fraca, se não estiver unida”.
Fevereiro (Jean de la Fontaine)

Em equipe
O escritor romano Paulo preferiu o gênero epistolar, como era
comum em sua época. Foram várias as suas cartas, endereçadas a
pessoas e comunidades.
Invariavelmente o gênio de Tarso começava seu livro para uma
comunidade indicando a autoria do texto: eram ele e mais alguém,
como: Sóstenes, Timóteo, Silvano e Tércio. Numa delas, como
foram vários os colaboradores, ele agradeceu aos seus “irmãos
companheiros”. Em apenas uma, não reconheceu seu colaborador,
precisamente por estar sozinho na cadeia.
Paulo se apresentava, portanto, como coautor de seus livros.
Devemos mirar no seu exemplo.
Não produzimos sozinhos. Não vendemos sozinhos. Não viajamos
sozinhos. Por que, então, dizemos: “meu livro”, “meu quadro”,
“minha música”, “minha venda”, “minha viagem”?
Não terminamos nosso curso sozinhos. Não compramos sozinhos.
Não vencemos sozinhos. Por que, então, dizemos: “minha
classificação”, “meu diploma”, “meu carro”, “minha vitória”?
Chegamos, fizemos, realizamos porque contamos com pessoas
que estiveram ao nosso lado, animando-nos, inspirando-nos,
financiando-nos e, muitas vezes, assumindo a parte mais pesada da
nossa tarefa. Devemos valorizar quem segue conosco.
Como Paulo, devemos registrar, por ser a expressão dos fatos, os
nomes dos nossos Sóstenes, Timóteos, Silvanos e Tércios.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 21 a 22


“Respondeu Abraão [a seu filho Isaque]: Deus mesmo há de prover o cordeiro
para o holocausto, meu filho”. (Gênesis 22.8a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 46 13/08/2018 00:52:05


08 “Não podemos medir a providência divina pelos padrões da
Fevereiro mente humana”. (A.J. Cronin)

Deus ainda escreve histórias


Estudante de teologia, André fez uma viagem missionária à Itália.
Foi ajudar numa igreja batista em Mantova.
Ali conheceu Annica, de 14 anos. Ela era recém-chegada a um
grupo de brasileiros. Sua timidez era ainda maior por ser a única
italiana entre os colegas.
Doze anos depois, André, mestre em história romana, já casado e
com três filhas, voltou à Itália, para pastorear uma pequena igreja
multiétnica em Milão. No culto de posse, Annica estava presente,
agora com o seu noivo Davide.
Ao conversar com ela, André falou das dificuldades de sua filha
mais velha, que entrou para a escola com as disciplinas pela
metade. A língua italiana era o maior desafio de Beatriz.
Annica se propôs a ajudar, sem cobrar nada. Assim, por várias
quintas-feiras, durante 2 a 3 horas, dedicou-se a Beatriz, até a
menina alcançar o nível de seus colegas.
Alguns meses depois, Annica e Davide se casaram em Perugia.
Beatriz entrou com as alianças; suas irmãzinhas Carol e Isabel
foram as daminhas.
Depois que soube que Annica tinha feito um mestrado
precisamente em “ensino da língua italiana para estrangeiros”,
escolha certamente influenciada pela experiência de ter sido a
única italiana entre brasileiros da igreja em Mantova, André se
encheu de uma certeza:
– Deus preparou a Annica e a nós para este tempo. Deus nos
ajudou através da vida da nossa amiga.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 23


“Sara viveu cento e vinte e sete anos e morreu em Quiriate-Arba, que é
Hebrom, em Canaã; e Abraão foi lamentar e chorar por ela”. (Gênesis 23.1-2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 47 13/08/2018 00:52:05


09 “O homem vangloria-se de ter imitado o voo das aves com uma
complicação técnica que elas dispensam”.
Fevereiro (Carlos Drummond de Andrade)

Nosso valor vem de dentro


Somos estimulados a ter o que os outros têm. Assim, se não
dispomos de recursos para ter o que os outros têm, somos levados a
ganhar mais ou mesmo a contrair dívidas difíceis de pagar.
Somos cobrados a fazer o que os outros fazem ou dizem fazer, para
lhes parecermos iguais, como se nossa felicidade dependesse dessa
aceitação. Para tanto, dispomo-nos a nos cansar muito, correr num
ritmo mais rápido e mais forte que a nossa capacidade. Podemos
chegar ao ponto de fazer o que não gostamos e nem achamos certo
para sermos aprovados pelos outros.
Somos convencidos a ser quem não somos, sorrindo quando estamos
tristes, brincando quando precisamos chorar, dizendo palavras que
não são nossas. Agindo assim, podemos nos parecer com aqueles
rostos deformados por sucessivas e desnecessárias cirurgias plásticas.
Antes que os prejuízos se acumulem, decidamos ser quem somos,
nem melhores e nem piores que os outros. Somos homens e
mulheres cuja identidade e dignidade não dependem das trajetórias
dos outros. Vidas não se comparam. Os seres humanos são únicos.
Decidamos fazer bem o que queremos fazer, não o que querem que
façamos. Devemos nos aplicar a fazer o que achamos certo, não o que
exigem que façamos. Dialoguemos, mas sejamos íntegros conosco
mesmos e fortes diante das pressões.
Decidamos ter o que podemos ter, queiramos ter o que precisamos
ter, desejemos ter o que devemos ter, certos felizmente de que não
dependemos de possuir e exibir coisas para termos valor.
Nosso valor vem de dentro de nós mesmos, não de fora.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 24


“Isaque levou Rebeca para a tenda de sua mãe Sara; fez dela sua mulher, e a
amou; assim Isaque foi consolado após a morte de sua mãe”. (Gênesis 24.67)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 48 13/08/2018 00:52:05


10 “Ouvir é uma coisa genial e singular; é uma força criativa. Os
amigos que nos ouvem são os que nos fazem seguir adiante. Ser
Fevereiro ouvido nos forma, nos revela e nos expande”. (Karl A. Menninger)

A arte de ouvir
Uma organização brasileira começou um programa para levantar
recursos financeiros para os seus projetos, mas o descontinuou.
Depois de vários anos, a instituição resolveu reativar o esforço e
contratou uma nova equipe.
Um dos integrantes selecionou algumas pessoas que poderiam
contribuir no processo. Encontrou casualmente um ex-diretor que
participara daquele esforço inicial.
Na conversa, ficou claro que o profissional nada sabia da trajetória
da organização. Não sabia quem, antes dele, buscou os mesmos
objetivos, com erros e acertos.
O ex-diretor se pôs à disposição para compartilhar suas experiências.
Nunca foi procurado.
Há muitas pessoas que não ouvem. Por isto, perdem a oportunidade
de serem melhores e fazerem melhor.
Os que não ouvem cedem à preguiça, para não terem que pesquisar.
Os que não ouvem deixam-se levar pela presunção e dispensam os
que sabem tanto ou mais que eles. Os que não ouvem estão presos ao
preconceito contra os mais experientes.
Na carreira profissional, em particular, e na vida, em geral,
devemos valorizar o conhecimento dos outros, para melhorar
nosso entendimento das coisas a partir da compreensão dos que
vieram antes.
Ouvir os mais experientes é uma questão de sabedoria, que brilha
mais quando escuta.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 25


“Disse-lhe o Senhor [a Rebeca]: “Duas nações estão em seu ventre, já desde as
suas entranhas dois povos se separarão; um deles será mais forte que o outro,
mas o mais velho servirá ao mais novo”. (Gênesis 25.23)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 49 13/08/2018 00:52:05


11 “Porque Jesus é a videira verdadeira, você não precisa ser um
Fevereiro
galho seco”. (João Soares da Fonseca, adaptado)

A bateria da vida
Alguns dos equipamentos eletrônicos que usamos são movidos
a bateria.
No momento de fabricação, ela recebe uma carga que pode acabar
em momentos surpreendentes. Por esta razão, precisamos ter um
estoque que nos permita fazer a substituição e assim continuar com
nossos equipamentos ligados.
Mesmo que ela seja recarregável, o recurso é limitado e logo a
bateria tem que ser descartada.
A bateria foi feita para gerar energia – eis o seu valor – até se
esgotar – eis o seu problema. Temos uma bateria dentro de nós,
de onde tiramos a energia que precisamos para pensar, amar,
trabalhar e confiar.
Para pensar, precisamos ser alimentados por boas ideias, inspiradas
em boas conversas e bons livros.
Para amar, precisamos estar conectados com outras pessoas: e
quanto maiores forem os laços, maior será a nossa força.
Para trabalhar, precisamos estar ligados à corrente do esforço
meticuloso e do descanso renovador.
Para confiar, precisamos nos alegrar com a energia que vem da
graça de Deus.
Nossa energia não é própria.
Se queremos iluminar a Terra, precisamos estar permanentemente
ligados à Fonte Divina.
Se queremos produzir bons frutos, precisamos estar sempre ligados
à Árvore da Vida, que é Jesus Cristo (João 15.1-4).

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 26 a 27


“Naquela noite, o Senhor lhe apareceu [a Isaque] e disse: Eu sou o Deus de seu
pai Abraão. Não tema, porque estou com você; eu o abençoarei e multiplicarei
os seus descendentes por amor ao meu servo Abraão”. (Gênesis 26.24)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 50 13/08/2018 00:52:05


12 “Nenhum sacrilégio é maior ou mais terrível do que prostituir
o grande nome Deus com a petulância de uma língua fútil”.
Fevereiro (Jeremy Taylor)

O nome de Deus
Deus é mais que o seu nome, mas o mínimo que podemos fazer é
respeitar este nome.
Desrespeitamos a Deus quando desonestamente usamos seu nome
por algum motivo que não o honra.
Desonramos a Deus quando covardemente usamos seu nome para
esconder nossos malfeitos.
Blasfemamos contra Deus quando sagazmente proferimos seu
nome para atestar uma inocência que não temos.
Atentamos contra Deus quando, enfurecidos, ferimos ou
eliminamos pessoas ou animais em nome de uma verdade que Ele
não pronuncia.
Diminuímos a Deus quando displicentemente dizemos seu nome
como um hábito irrefletido. Somos ingratos diante de Deus quando
hipocritamente mencionamos seu nome para parecer o que não
somos e receber os aplausos humanos.
Desmerecemos o nome de Deus quando ignorantemente repudiamos
a pesquisa e o estudo, a inteligência e a razão, o conhecimento e o
diálogo para tornar melhor o mundo que o amoroso Criador nos
deu para cuidar.
Falsificamos o nome de Deus quando levianamente deixamos de
amar os seres humanos com a mesma intensidade com que dizemos
amá-lo.
Merecemos a ira de Deus quando usamos estrategicamente a fé – a
nossa e a dos outros – para nos enriquecer.
Reverenciamos realmente o nome de Deus quando vivemos de um
modo tão digno que leva as pessoas a amá-lo também.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 28 a 29


“Na manhã seguinte, Jacó pegou a pedra que tinha usado como travesseiro,
colocou-a de pé como coluna e derramou óleo sobre o seu topo”.
(Gênesis 28.18)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 51 13/08/2018 00:52:05


13 “Se temos a possibilidade de tornar mais feliz e mais sereno um
Fevereiro
ser humano, devemos fazê-lo sempre”. (Hermann Hesse)

As pessoas importam
É certo que não podemos atender a todas as expectativas das pessoas
próximas.
É certo também que sequer somos informados de algumas das
expectativas que pessoas próximas têm de nós, o que obviamente
nos impede de as considerar.
Algumas são inatendíveis, por estarem além de nossa capacidade ou
por ultrapassarem o que é moralmente aceitável.
Todavia, há expectativas que podemos atender, a partir da pergunta
que precisamos formular: quando temos expectativas, como
queremos ser tratados?
Para atender expectativas, precisamos prestar atenção às pessoas.
Sem dúvida, esta é a melhor atitude que podemos ter. Para muitas
pessoas, suas expectativas são que lhes dediquemos atenção,
notemos sua presença, respondamos ao seu cumprimento,
estendamos-lhes a mão.
Para atender expectativas, precisamos achar que as pessoas são
valiosas porque Deus as fez importantes, como também nos fez.
Suas expectativas são importantes, mesmo que sejam coisas simples
que esperem, como um abraço, uma fotografia ao nosso lado, um
telefonema no seu aniversário, uma resposta a uma mensagem que
nos enviaram.
Para atender expectativas, precisamos nos interessar em fazer o que
podemos fazer e precisamos fazer, mesmo que demande um esforço
de nossa parte.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 30 a 31


“E o Senhor disse a Jacó: Volte para a terra de seus pais e de seus parentes, e
eu estarei com você”. (Gênesis 31.3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 52 13/08/2018 00:52:05


14 “A coragem é a escada por onde sobem as outras virtudes”.
Fevereiro
(Clare Luce)

A coragem vital
Ao completar seis meses de idade, Gabriel sofreu a separação dos
pais.
O pai viera para o Brasil para fazer faculdade. Conheceu Fernanda.
Nascido o filho, Francisco voltou para o Paraguai, agora com
a família. O relacionamento entre o casal não deu certo. Com o
divórcio, Fernanda retornou para o Brasil com a criança no colo.
O marido, que não chegaria a ser um profissional bem-sucedido
e nem um pai devotado aos seus outros filhos, nunca mais a
procurou. O menino cresceu como se não tivesse pai, que jamais
lhe escreveu, jamais lhe enviou um presente e jamais veio vê-lo.
Ela trabalhou e, com muita dificuldade, criou seu filho, que se
tornou um profissional respeitado e um pai dedicado.
O exemplo da mãe, que nunca se viu como vítima de um homem
irresponsável, embora o fosse, marcou o garoto. Ela decidiu amar
e cuidar do seu filho. Colheu do menino o que não recebeu do
marido.
A coragem da mãe inculcou no menino, alvo de preconceito dos
colegas por ser paraguaio e por não ter um pai para o proteger, uma
poderosa força para a vida, orientada pelo desejo de moldar sua
existência pela dedicação ao trabalho e pelo carinho à família, num
percurso completamente diferente do pai.
Coragem perante a vida é uma decisão que todos precisamos ter.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 32 a 33


“Então Jacó orou: Ó Deus de meu pai Abraão, Deus de meu pai Isaque, ó
Senhor que me disseste: ‘Volte para a sua terra e para os seus parentes e eu o
farei prosperar.” (Gênesis 32.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 53 13/08/2018 00:52:05


15 “Se seu coração é grande, nenhuma ingratidão o flecha,
Fevereiro nenhuma indiferença o cansa”. (Leon Tolstoi)

O poder da ingratidão
Por ocasião de uma longa caminhada, Jesus foi procurado por dez
leprosos, homens que eram mantidos fora do convívio social. O
Salvador os restaurou e os enviou aos sacerdotes para que atestassem
a cura e os devolvessem às suas casas (Lucas 17.11-20).
Todos o atenderam e voltaram miraculosamente à vida normal.
Como apenas um deles, que era estrangeiro, voltou para agradecer,
Jesus estranhou e perguntou pelos outros.
Esta história mostra que a atitude de Jesus diante do terror da
ingratidão estava ligada ao modo como encarava a sua própria
missão. Os evangelhos nos transportam várias vezes aos lugares
distantes para onde Ele se retirava a fim de descansar, refletir e orar
(Marcos 6.32).
Aplaudido, saía de cena para meditar sobre a sua missão. Exigido,
buscava o silêncio e sentir a sua satisfação. Tentado, seguia para o
deserto onde recebia a divina aprovação.
A continuidade de Jesus em seu trabalho não dependia das palavras
daqueles a quem ajudava, mas da comunhão que mantinha com o
Pai, a serviço de quem estava.
Quando acossados perla ingratidão, seremos pressionados para
desanimar.
Contudo, continuaremos na tarefa se, como Jesus, nossos
ouvidos estiverem atentos às palavras daquele que nos confia a
missão e nos satisfaz.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 34


“Quando Jacó soube que sua filha Diná tinha sido desonrada, seus filhos estavam no
campo, com os rebanhos; por isso esperou calado, até que regressassem”.
(Gênesis 34.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 54 13/08/2018 00:52:06


16 “Deixei uma ave me amanhecer”.
Fevereiro (Manoel de Barros)

O bom desejo
Dê “Bom Dia” no início da manhã, no meio da manhã e no fim da
manhã.
Decida dizer “Bom Dia” mesmo que não ouça a reciprocidade.
Declare“Bom Dia” ao se levantar.
Dedique-se a dizer “Bom Dia” para quem corresponde e para quem
não lhe dá a mínima.
Defenda-se da aspereza das palavras alheias, da braveza dos olhares
fulminantes, da crueldade da indiferença e da dureza dos silêncios
frios com um “Bom Dia”.
Desafie o mau humor em sua volta com um “Bom Dia”.
Desarme a hostilidade com um “Bom Dia”.
Deseje“Bom Dia” aos seus familiares, aos seus amigos, aos seus
colegas, aos seus funcionários, ao seus chefes, aos que seguem com
você no veículo de transporte, no elevador, na escada, na calçada.
Desfaça as caras feias com um “Bom Dia”.
Desperte no outro o desejo de fazer bom o dia.
Determine-se a dar “Bom Dia” mesmo contra as evidências.
Demonstre seu apreço pelas pessoas ensejando-lhes um “Bom Dia”.
Diga “Bom Dia” a quem lhe diz e a quem não lhe diz.
Difunda a cultura da cortesia com gestos e palavras de “Bom Dia”.
Digite“Bom Dia” em seus textos.
Dispare para longe por carta, por telefone, por mensagem eletrônica
seu desejo de “Bom Dia”.
Doe palavras, flores, pães e sorrisos com um “Bom Dia” e também
“Boa tarde” e “Boa noite”.
Duvide se lhe dizem que hoje não será bom o dia.
Desfrute o “Bom Dia” de hoje.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 35


“Depois que Jacó retornou de Padã-Arã, Deus lhe apareceu de novo e o abençoou,
dizendo: ‘Seu nome é Jacó, mas você não será mais chamado Jacó; seu nome será
Israel’. Assim lhe deu o nome de Israel”. (Gênesis 35.9-10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 55 13/08/2018 00:52:06


17 “Quando os ricos fazem a guerra, são sempre os pobres que
Fevereiro morrem”. (Jean-Paul Sartre)

Explode a guerra
Quando explode a guerra, mesmo longe, não importa o que
diga a propaganda, o que acontece – e sempre foi assim – é que
morrem os pobres em casa ou nos campos de batalhas, falecem
os fracos porque não conseguem correr, desaparecem as crianças
que insistem em acreditar na bondade dos grandes. Quanto aos
senhores da guerra, eles se protegem nos subsolos de seus palácios
e usam os cadáveres que produziram como troféus para suas causas
sanguinárias.
A guerra ao longe é também a nossa guerra. Não é para ser
enfrentada com alienação, como se nada acontecesse, nem com
indiferença, como se ninguém sofresse, nem como espetáculo,
como se um videogame parecesse.
É para ser enfrentada com indignação, que rejeita a insensatez e
recebe o refugiado se ele perto chegar; com sólida informação, que
promove a lucidez e contra ela continua a protestar; com oração
pela paz e contra a estupidez, pedindo a Deus que a faça cessar.
O que não podemos, na guerra travada longe, é transportar a
barbárie para perto, como se fosse na nossa rua.
Quando é longe que matam, não podemos transformar nosso
coração num cenário similar, onde bombas explodem e de onde
saem palavras que matam como mísseis.
Acreditar na paz, desejada e experimentada dentro de nós mesmos,
é uma missão com a qual precisamos nos envolver.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 36


“Esaú tomou suas mulheres, seus filhos e filhas e todos os de sua casa, assim
como os seus rebanhos, todos os outros animais e todos os bens que havia
adquirido em Canaã, e foi para outra região, para longe do seu irmão Jacó”.
(Gênesis 36.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 56 13/08/2018 00:52:06


18 “Não estamos aqui por acaso ou acidente; Deus colocou-nos nesta
jornada chamada vida. Nós viemos de Deus, e a nossa maior
Fevereiro satisfação será entregarmo-nos novamente a Ele, aprendendo na
Sua companhia todos os dias até o retorno final”. (Billy Graham)

Para onde vamos


Como teve vida longa, Billy Graham (1928-2018) pôde realizar muito,
atuando em vários continentes e influenciando gerações. Em seus anos
finais, já longe dos holofotes, escreveu sobre a jornada da vida, que para
todos tem um fim.
Era sua convicção de que “estamos todos a caminho de casa”. Billy
Graham sabia para onde ia.
Quem sabe para onde vai segue sempre para frente, mesmo que faça
atalhos ou passe por curvas.
Quem sabe para onde vai avança pelas trilhas da vida com serenidade.
Ele luta, mas sabe que vencerá. Ele se esforça, mas sabe que tipo de
recompensa pode esperar.
Quem sabe para onde vai tem na mente o quadro geral da vida, o que
o leva a valorizar as coisas que têm valor e não se preocupar com as que
não têm.
Quem sabe para onde vai dispõe-se a aprender a fazer bem a sua
travessia. Os bons livros que lê e as boas pessoas que ouve lhe dão uma
sabedoria que quem tem medo do futuro não conhece.
Quem sabe para onde vai tem a esperança como a âncora da sua alma
(Hebreus 6.19).

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 37 a 39


“Chegando José, seus irmãos lhe arrancaram a túnica longa, agarraram-no e
o jogaram no poço, que estava vazio e sem água”. (Gênesis 37.23-24)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 57 13/08/2018 00:52:06


19 “Se há coisa que sempre sublinhei foi que as pessoas não
devem ter expectativas exageradas, que a resolução das suas
Fevereiro preocupações não é algo que se faça de um dia para o outro”.
(Nelson Mandela)

A vida das expectativas


Viver é nutrir expectativas.
Os mortos não têm expectativas.
Expectativas são esperanças que brilham como estrelas.
As expectativas fazem nosso coração pulsar mais forte como se suas
cordas vibrassem.
As expectativas suspendem nosso desânimo como se a realização
delas antecipasse um tempo efetivamente novo.
Quando compartilhadas por muitas pessoas, as expectativas nos
juntam uns aos outros, levando-nos para fora dos nossos interesses
apenas individuais e fazendo com que nossas mãos se entrelacem
com outras até então estranhas.
As expectativas de tal modo nos mobilizam que devemos cuidar
para que a sua frustração ou a sua realização não nos lance no
pântano da depressão.
Uma expectativa frustrada pode erroneamente nos ensinar que
não devemos nos empenhar por causa alguma na vida porque os
problemas não têm solução, quando, ao contrário, devemos nos
lembrar que uma derrota hoje pode ser o estopim de uma vitória
amanhã.
Uma expectativa realizada pode equivocadamente nos levar a
pensar que os problemas estão resolvidos, como se já pudéssemos
descansar, quando, com humildade, devemos ter em mente que um
triunfo hoje não garante o de amanhã.
Ter esperanças é sinal de vitalidade. Frágeis seremos se, frustradas
ou realizadas as nossas expectativas, nós nos acomodarmos.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 40 a 41


“O plano pareceu bom ao faraó e a todos os seus conselheiros. Por isso o faraó
lhes perguntou: ‘Será que vamos achar alguém como este homem, em quem
está o espírito divino?’” (Gênesis 41.37-38)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 58 13/08/2018 00:52:06


20 “O melhor de tudo isto é que Deus está conosco”.
Fevereiro (John Wesley)

O melhor de tudo
Porque cremos, devemos manter a visão no presépio onde Jesus se
tornou como um de nós e maravilhosamente mostrou que Deus se
importa conosco.
Como lemos, devemos recordar, para que nossos olhos continuem
brilhando, os relatos dos encontros de Jesus acolhendo crianças,
recebendo rejeitados, advertindo exaltados.
Como sabemos, devemos ouvir todos os dias Jesus orando ao Pai
para perdoar aqueles que gritavam contra Ele, ofendiam-no em
sua dignidade, feriam-no em sua integridade, para que também
perdoemos.
Porque acreditamos, devemos nos transformar em personagens dos
milagres que Jesus fez, certos de que não mudou, mas igualmente
seguros que nossa fé nele não depende de que aconteçam de novo.
Uma vez que recebemos seus efeitos, devemos fortalecer nosso
coração com a certeza de que a partir do sacrifício de Jesus na cruz em
nosso prontuário nada consta e estamos completamente livres.
Tendo ficado encantados com a ressurreição de Jesus, devemos contá-
la de novo como um fato da história e nos enternecer com a promessa
acerca da vida que definitivamente nos espera.
Porque somos herdeiros de Jesus, devemos nos permitir ser libertados,
guiados, inspirados, consolados, fortificados, orientados e preservados
pelo Espírito Santo que Ele mesmo nos enviou para nos acompanhar
em nossa jornada aqui.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 42 a 43


“Eles [irmãos de José] responderam: ‘Teu servo, nosso pai, ainda vive e passa
bem’. E se curvaram para prestar-lhe honra”. (Gênesis 43.28)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 59 13/08/2018 00:52:06


21
Fevereiro “Nosso maior medo não deve ser do fracasso mas do sucesso em
coisas na vida que não são importantes”. (Francis Chan)

Enquanto o leite ferve


De manhã, antes de os compromissos ditarem o ritmo de nossas
horas, precisamos definir como será o nosso dia. O projeto deve vir
sempre primeiro.
Enquanto o café é preparado, devemos refletir sobre os eventos
de ontem, de modo que possamos concluir se corresponderam às
nossas expectativas. Talvez tenhamos muitos motivos para agradecer
ou, infelizmente, para lamentar. Em ambos os casos, Deus nos deu o
privilégio de um novo dia.
Se acordamos antes das tarefas da agenda, podemos ler a Bíblia
e ouvir a voz de Deus. Podemos, se o tempo foi bem organizado,
meditar nesta palavra e apresentar as nossas palavras a Deus. Se o
relógio nos pressiona, assim mesmo podemos recolher um versículo
das Escrituras Sagradas, mesmo que seja na memória, e alojar a sua
verdade na nossa mente para o dia todo.
Agora, enquanto o leite ferve, temos alguns minutos para imaginar
as coisas que faremos e planejar como as faremos, para que não seja
apenas mais um dia vivido, mas um dia especialmente bem vivido.
Enquanto tomamos o café, devemos considerar os problemas do
dia, mas sem imaginar que sejam maiores do que nós, porque o Deus
em quem cremos e a quem alegremente seguimos é maior que as
nossas dificuldades, sejam temores ou dores, saberes ou poderes.
Com Ele ao nosso lado, vivamos bem o dia de hoje.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 44 a 45


“Então disse José a seus irmãos: ‘Eu sou José! Meu pai ainda está vivo?’”
(Gênesis 45.3a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 60 13/08/2018 00:52:06


22 “Existir é mudar. Mudar é amadurecer. Amadurecer é
continuar criando indefinidamente a sua própria vida”.
Fevereiro (Henri Bergson)

Em busca da maturidade
Quando agimos ou reagimos de modo maduro, fazemos bem a
nós mesmos e aos que convivem conosco. Por isto, devemos nos
embrenhar na busca da maturidade.
Amadurece-nos o tempo. O tempo nos dá naturalmente uma
perspectiva adequada acerca das coisas, ao nos mostrar as que são
realmente importantes. A experiência nos faz errar menos.
Tempo se vive, não se imagina. Tempo se passa, sem que se possa
abreviar ou retardar. Como o tempo também nos endurece, por causa
dos espinhos fincados em nossa carne, devemos cuidar para não
perder a ternura. A amargura é fruto da imaturidade.
Amadurece-nos o estudo. Quando estudamos, entendemos.
Quando estudamos, ampliamos nossa visão. Quando estudamos,
compreendemos o passado. O tempo e o estudo associados produzem
sabedoria, que é a capacidade de tocar a vida no ritmo certo, nem
lenta, nem apressadamente. Sábio é quem vive na perspectiva da
missão, seguindo o exemplo daquele pedreiro que não apenas assenta
um tijolo mas constrói um edifício.
Amadurece-nos a humildade, que interpreta corretamente as derrotas,
vistas como trampolins para futuras vitórias, e que reconhece que os
triunfos obtidos são diplomas que geram ânimo para as próximas
lutas, nunca vencidas sozinhas, mas em cooperação.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 46 a 47


“Então o faraó disse a José: Seu pai e seus irmãos vieram a você, e a terra do
Egito está a sua disposição; faça com que seu pai e seus irmãos habitem na
melhor parte da terra”. (Gênesis 47.5-6a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 61 13/08/2018 00:52:06


23 “A esperança é aquela coisa com asas que pousa na alma, canta
Fevereiro
melodias sem palavras e nunca cessa”. (Emily Dickinson)

Para que a esperança não morra


Quando uma notícia ruim, vinda de dentro de nós mesmos,
da narrativa de amigos ou da leitura dos jornais se agiganta,
tendemos a tomá-la como uma demonstração definitiva da
vitória da morte. Nessas horas, tendemos a amaldiçoar o mundo
em que vivemos, a lamentar a natureza humana e a dar ao mal um
poder que ele não tem.
Para que a esperança morra, Deus teria que estar morto, e não está.
Para que a esperança morra, Satanás teria que estar no controle das
coisas, e nunca estará.
Para que a esperança morra, nosso coração teria que ter parado de
pulsar, e ele pulsa.
Para que a esperança morra, o horizonte teria que impedir a visão, e
há uma luz que nos chama à vida.
Os mesmos jornais que carregam bombas também nos contam de
cidades que tinham sido tomadas pelo crime, mas seus cidadãos a
retomaram dos bandidos.
Os mesmos amigos que portavam dores também nos falam de
pessoas cuja saúde foi restabelecida.
Os mesmos corações – como o de Jó, na Bíblia, ou o nosso – que não
vislumbravam soluções para seus conflitos e seus dramas voltaram a
amar, a crer e a sorrir.
Para que a esperança não morra, precisamos manter, mesmo que
obscurecida pelas dificuldades, a certeza que a graça de Deus sobre
nossas vidas é uma oferta absolutamente definitiva, que nunca perde
a sua validade.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 48 a 49


“Por isso José levou seus filhos para perto dele [Jacó], e seu pai os beijou e os
abraçou”. (Gênesis 48.10b)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 62 13/08/2018 00:52:06


24 “É no coração do homem que reside o princípio e o fim de todas
Fevereiro as coisas”. (Lev Tolstoi)

“Guerra é guerra”?
Se você está a serviço da paz, com palavras e atitudes, dirão que está
fora da realidade.
Se você procura manter a serenidade, reagindo com equilíbrio,
dirão que tem um inútil sangue de barata.
Se você prefere perder, porque se ganhar significa gritar, pisar,
xingar, dirão que não é competitivo.
Se você tem um ideal, mas não o impõe pela força, dirão que é
covarde.
Se você joga no time dos que amam a concórdia, ouvirá que numa
guerra vale tudo, de mentiras a tiros.
Se você levanta a bandeira da justiça, escutará que o seu interesse
deve vir primeiro sempre!
Se você pondera para se envolver numa causa, perceberá que ganha
uma briga quem bate primeiro.
O grito que ecoa é: “Guerra”.
Pode haver guerra nos estádios, nas ruas e nos palácios, mas não
pode haver guerra no seu coração.
Uma guerra nos estádios pode ser o fruto de uma paixão passageira,
mas, se for definitiva no seu coração, você não torcerá, brigará.
Uma guerra nas ruas pode ser a consequência de uma sociedade
embrutecida, mas, se for mantida no seu coração, você não se
protegerá, atacará.
Uma guerra nos palácios pode ser o retrato de uma política
ensandecida, mas, se for adotada em seu coração, você não buscará o
bem comum, apenas o seu.
Se não houver paz no seu coração, você será igual àqueles que
você condena.

Para ler HOJE na Bíblia: Gênesis 50


“José, porém, lhes disse [a seus irmãos]: ‘Não tenham medo. Estaria eu no
lugar de Deus? Vocês planejaram o mal contra mim, mas Deus o tornou em
bem, para que hoje fosse preservada a vida de muitos’”. (Gênesis 50.19-20)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 63 13/08/2018 00:52:06


25 “Mesmo que eu dê a Jesus tudo o que eu tenho de melhor, Ele
encontrará um jeito de me devolver muito mais do que eu lhe
Fevereiro dei”. (Charles Haddon Spurgeon)

Amados
Quando ressuscitou, a segunda pessoa a quem Jesus encontrou foi
Simão Pedro, que o acompanhara em todos os momentos, exceto em
um. Quando foi julgado, Pedro o abandonou e, por três vezes, com
medo do mesmo destino, negou ser seu amigo.
Aquele abandono tríplice arrasou Pedro, que voltara ao ofício da
infância. Foi assim que Jesus o viu pela segunda vez, durante uma
refeição numa mesa improvisada sobre a areia na praia (João 21.15-17)
Por três vezes, Jesus perguntou ao antigo colaborador:
– Você me ama?
Nas duas primeiras vezes, Jesus lhe perguntou se o amava com perfeito
amor (“ágape”, em grego). Pedro respondeu que era do jeito humano o
seu amor (“filew”, em grego).
Na terceira vez, Jesus usou o termo de Pedro e quis saber se ele o amava
do jeito possível (do jeito “filew”). Pedro respondeu que sim e recebeu
dele a tarefa de cuidar dos seus seguidores.
Jesus não queria que Pedro fosse perfeito, mas que o amasse.
Jesus não ama pessoas perfeitas, mas ama pessoas que decidem amá-lo.
Jesus não ama pessoas perfeitas, mas ama pessoas que lhe dão o
primeiro lugar, acima de outras pessoas, acima das coisas e acima de si
mesmas, para que possam amar a si mesmas sem se idolatrarem, para
que possam colocar as coisas em seus devidos lugares e para que possam
amar as pessoas sem nada esperarem em troca.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 1 a 2


“Tendo o menino crescido, ela o levou à filha do faraó, que o adotou e lhe deu o
nome de Moisés, dizendo: ‘Porque eu o tirei das águas’”. (Êxodo 2.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 64 13/08/2018 00:52:06


26 “O mal de quem apaga as estrelas é não se lembrar de que
Fevereiro não é com candeias que se ilumina a vida”. (Miguel Torga)

Não podemos esquecer


Esquecer é indispensável para a nossa saúde emocional e mental.
Precisamos ler muito e esquecer parte do que aprendemos.
Precisamos ouvir bastante e descartar parte do que nos foi dito.
Precisamos viver intensamente e deixar no passado algumas de
nossas experiências.
Precisamos nos relacionar efusivamente e permitir que a história e a
geografia nos afastem uns dos outros.
Assim mesmo, o que aprendemos, o que ouvimos, o que vivemos fica
em nós. Com essas heranças decidimos, agimos, reagimos, somos.
Quanto às pessoas, além do que naturalmente guardamos,
precisamos cuidar para não esquecer aquelas que nos marcaram, por
sua inteligência arrebatadora, por sua bondade enternecedora, por
sua dignidade inspiradora, por sua santidade iluminadora.
Contra nossa necessidade de esquecer, precisamos manter diante
de nós, como se fossem estátuas imaginárias, aquelas pessoas que
continuam vivas em nossos atos.
Lembrar delas e homenageá-las é um exercício de gratidão, nascida
da certeza de que tê-las conhecido e ter convivido com elas alterou
o curso de nossas vidas. Como não podemos dar a essas pessoas os
nomes das ruas pelas quais trafegamos, podemos erguer dentro do
nosso coração um memorial para elas, para que sua lembrança nos
torne pessoas cada dia melhores.
(Escrito como gratidão pela vida de Manuel Xavier dos Santos
Filho, no décimo aniversário de sua morte.)

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 3 a 4


“Disse-lhe mais o Senhor: ‘Coloque a mão no peito’. Moisés obedeceu e,
quando a retirou, ela estava leprosa; parecia neve”. (Êxodo 4.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 65 13/08/2018 00:52:06


27 “Envergonho-me de confessar que não tenho nada a confessar”.
Fevereiro (Frances Burney)

O valor da vergonha
Não é vergonhoso admitir uma fragilidade e pedir ajuda para
superá-la. Vergonhoso é sofrer sem necessidade.
Não é vergonhoso reconhecer, particular ou publicamente, um erro.
Vergonhoso é manter o tolo orgulho.
Não é vergonhoso voltar atrás numa decisão. Vergonhoso é persistir
no erro.
Não é vergonhoso ficar desempregado, sem ter contribuído para a
demissão. Vergonhoso é baixar a cabeça, se ela deve ficar erguida.
Não é vergonhoso mudar para um lugar onde o custo de vida é
mais baixo, transferir-se para um apartamento menor ou ter que
trocar o carro por um mais velho. Vergonhoso é contrair dívidas
que não se pode pagar ou ostentar o que tem ou o que não tem,
seja qual for a intenção.
Não é vergonhoso esperar no banco de reservas a vez de entrar no
time. Vergonhoso é não lutar para ser o titular.
Não é vergonhoso pedir perdão, mesmo que custe a humilhação.
Vergonhoso é deixar que o fosso da inimizade aumente.
Não é vergonhoso carregar no corpo uma marca ou ter um
apelido que diminui. Vergonhoso é parar a vida por algo que os
outros fizeram.
Não é vergonhoso ter. Vergonhoso é cobiçar (Jó 31.11) ou não
compartilhar.
Não é vergonhoso recuar. Vergonhoso é desistir de ser feliz.
Não é vergonhoso começar de novo, quantas vezes forem necessárias.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 5 a 6


“Então o Senhor disse a Moisés: Agora você verá o que farei ao faraó: Por
minha mão poderosa, ele os deixará ir; por minha mão poderosa, ele os
expulsará do seu país”. (Êxodo 6.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 66 13/08/2018 00:52:06


28 “O tempo é teu capital; tens de o saber utilizar. Perder tempo
Fevereiro
é estragar a vida”. (Franz Kafka)

Não desperdice seu tempo


O tempo é um dos nossos melhores patrimônios, mas é muito
fugaz, pronto para escapar por entre os nossos dedos.
Temos todo o tempo do mundo e, ao mesmo tempo, não temos
tempo nenhum.
Se queremos que o tempo seja um bem que acumulamos, devemos
considerá-lo como um bem de grande valor; se fosse um objeto,
deveria ser guardado num cofre com segredo.
Um bom exercício é pensar no tempo como um empréstimo que
Deus nos faz (Eclesiastes 11.9).
Outro cuidado é nos munir da certeza que não temos todo o tempo
do mundo.
Uma boa providência é avaliar como temos gasto o nosso tempo.
Quanto tempo gastamos aprendendo? Quanto tempo passamos
trabalhando? Quanto tempo dedicamos à diversão? Quanto
tempo nos abandamos ao descanso? Respostas honestas nos
ajudarão a reorganizar a nossa agenda, de modo a multiplicar o
tempo que temos.
É indispensável que planejemos nossas horas e procuremos seguir a
agenda proposta. Se houver um programa interessante na televisão,
não assistiremos sem refletir sobre a escolha que faremos. Se um
amigo nos convidar para uma roda de conversa, iremos depois de
consultar nossas prioridades.
Se tivermos um compromisso, sairemos antes, com sobras previstas
para eventuais atrasos.
Só deixaremos para depois o que deve ser feito depois.
Não desperdiçaremos nosso tempo.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 7


“Os peixes do Nilo morrerão, o rio ficará cheirando mal, e os egípcios não
suportarão beber das suas águas”. (Êxodo 7.18)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 67 13/08/2018 00:52:06


01 “Não disperse sua atenção. Não desperdice suas energias.
Concentre-se em orar e continuar orando até a resposta chegar e
Março o milagre acontecer”. (Elben Cesar)

Não desperdice sua oração


Não desperdice seu privilégio de orar.
Você pode orientar sua vida por si mesmo, mas pode buscar a
direção de Deus. Você pode tomar solitariamente suas decisões,
mas pode buscar conhecer a vontade de Deus. Você pode seguir na
solidão, mas pode continuar acompanhado por Deus. Você pode
não orar, mas pode orar. Não desperdice o privilégio de ser ouvido
e guiado por Deus.
Não desperdice sua oportunidade de orar. Pode ser para agradecer,
por uma conquista há muito sonhada ou por uma dor que acompanha
seu corpo durante todo dia; por uma ideia que lhe foi inspirada ou
por um espinho na carne; por um banquete à mesa acompanhado
por um pedaço seco de pão que a fome tornou delicioso. Pode ser
para pedir. Pedir por quem precisa.
Pode ser na estação dos ventos agradáveis. Pode ser na hora da
turbulência. Pode ser no triunfo e na tentação. Pode ser no lazer e no
trabalho, na realização e na frustração. Pode ser para pedir por você.
Não desperdice sua oração, impostando sua voz para parecer
solene ou procurando um lugar que considere especial. Seja simples
ao orar. Seja sincero ao louvar. Seja humilde ao pedir. Ore onde
estiver, andando, sentado, deitado, em pé. O que importa é que ore,
correndo, voando, mergulhando.
Quando oramos, inspiramos e respiramos a atmosfera da
vida profunda.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 8


“Então o Senhor disse a Moisés: Diga a Arão que estenda a sua vara e fira
o pó da terra, e o pó se transformará em piolhos por toda a terra do Egito”.
(Êxodo 8.16)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 68 13/08/2018 00:52:06


02 “Há vitórias que exaltam, outras que corrompem; derrotas que
Março matam, outras que despertam”. (Antoine de Saint-Exupéry)

Perdemos e ganhamos, 1/2


Ganhamos e perdemos.
O que fazemos quando perdemos mostra nossa grandeza ou nossa
pobreza de caráter.
Se nossa derrota foi construída sobre fundamentos fraudulentos
postos pelos outros, devemos protestar e continuar lutando com
atitudes e ações sensatas, de modo a não provocar mais danos e a
nos tirar a razão que temos ou julgamos ter.
Se nossa derrota decorreu de erro nosso, moral ou estratégico,
devemos assumir que pecamos ou falhamos, sem nos fazer de
vítimas ou de mártires, mesmo que assim nos considerem.
Precisamos aprender que, mesmo que tenhamos ficado impunes
por muito tempo, chegou o tempo de serem acertadas as contas
com a verdade.
Se há um preço a pagar, temos que nos dispor a pagá-lo. O castigo
pode ser uma mágoa ou uma mola. Uma mágoa nos afunda. Uma
mola nos levanta. Uma mágoa nos deprime. Uma mola nos anima.
Uma mágoa nos aprisiona. Uma mola nos ensina.
Flagradas no fracasso, seremos pessoas maiores e melhores,
prontas para novos e vitoriosos embates, se pararmos de mentir
para nós mesmos ou de tentar enganar nossos amigos.
A vergonha é dolorosa, mas pode ser uma oportunidade que Deus
nos dê para recomeçarmos a viver, talvez menos famosos e mais
pobres, mas certamente mais dignos e mais fortes. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 9


“O Senhor estabeleceu um prazo: ‘Amanhã o Senhor fará o que prometeu nesta
terra’”. (Êxodo 9.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 69 13/08/2018 00:52:06


03 “Faz parte da natureza dos mortais pisar ainda mais em quem já
Março caiu”. (Ésquilo)

Perdemos e ganhamos, 2/2


Perdemos e ganhamos.
O que fazemos quando ganhamos mostra nossa grandeza ou nossa
pobreza de caráter.
Vindo a vitória depois de uma disputa verbal, de uma causa na
justiça, de uma partida de futebol, de uma corrida de rua, devemos
olhar para trás e notar com integridade que nosso triunfo foi
conquistado sem fraude. Uma vitória verdadeira jamais é construída
sobre o engano.
Publicamos nossa grandeza quando agradecemos a Deus pela
vitória que possibilitou e reconhecemos o esforço das pessoas que
contribuíram para que levantássemos o troféu que não foi obtido
apenas com o nosso empenho.
Indicamos que somos grandes quando, havendo perdedores, nós
os tratamos com dignidade, sem os humilhar. Como no futebol,
podemos colocar a bola por entre as pernas do adversário se o
vão entre elas for o melhor espaço para o necessário drible, não o
momento para ridicularizá-lo. Rimos na nossa alegria, mas sem
debochar dos que perderam. Amanhã os perdedores poderemos ser
nós, por mais que tenhamos nos dedicado para vencer e queiramos
ser respeitados. Vencer é prêmio suficiente.
Demonstramos nossa grandeza quando compreendemos que a
vida é feita de muitas lutas, não apenas de uma. A vitória de hoje
deve nos preparar para outras batalhas. Depois da comemoração,
tem outro jogo.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 10


“O faraó mandou chamar Moisés e Arão imediatamente e disse-lhes: Pequei
contra o Senhor seu Deus e contra vocês!” (Êxodo 10.16)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 70 13/08/2018 00:52:06


04 “Nenhuma herança é tão rica quanto a honestidade”.
Março (William Shakespeare)

Clareza nas motivações


Os debates feitos em nome da razão são os mais acalorados. Diante
de um mesmo fato ou de um mesmo texto, os lados argumentam e
dizem que o fazem racionalmente.
Os que são bons em ganhar dinheiro raramente anunciam que
seu propósito é juntar mais cifrões. Quase sempre dizem que têm
uma missão ou simples: como para não passarem privações, ou
sofisticada: como promoverem o progresso da humanidade.
Muitas pessoas que cantam “glória a Deus!” são capazes de usar a
expressão em favor da promoção pessoal.
A ideologia faz com que a razão tenha muitos lados e até mude
de lado.
O dinheiro leva as pessoas a usarem todos os recursos, inclusive os
ilegítimos, para multiplicá-lo.
A fama pode ser a verdadeira força que leva pessoas a gastarem suas
vidas abraçando e promovendo a dignificação de outras pessoas.
Por isso, temos que nos olhar profundamente e escancarar para
nós mesmos as nossas motivações. Servir a uma ideologia pode ser
legítimo. Ganhar dinheiro pode ser um projeto honesto. Buscar a
fama pode ser um desejo válido.
O que não podemos é enganar para chegar aos nossos fins.
Sobretudo não podemos nos enganar a nós mesmos, porque esta
atitude nos levará a empreender inúteis corridas atrás do vento
(Eclesiastes 1.14), buscando o poder pelo poder, o dinheiro pelo
dinheiro ou a fama pela fama.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 11 a 13


“Celebrem a festa dos pães sem fermento, porque foi nesse mesmo dia que eu
tirei os exércitos de vocês do Egito. Celebrem esse dia como decreto perpétuo por
todas as suas gerações”. (Êxodo 12.17)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 71 13/08/2018 00:52:06


05 “A incredulidade é impaciente. A fé ignora a pressa”.
Março (Simon Vestdijk)

Fé, uma palavra essencial


A fé é uma resposta.
A fé começa quando experimentamos a insuficiência das certezas
que temos sobre o nosso presente e sobre o nosso futuro.
A fé continua quando nos perguntamos se há algum sentido para
a vida, insatisfeitos com a noção de que somos regidos pelo acaso.
A fé prossegue quando nos sentimos incomodados com o vazio de
uma existência marcada apenas pelo ciclo nascer-viver-morrer.
A fé nasce com um desejo.
A fé respira quando paramos de nos contentar com o que pensamos
ou com o que nos ensinaram (talvez em livros muito lidos de autores
vivamente aplaudidos) e nos pomos a pesquisar.
A fé se põe a caminho quando, deixando de lado nossos temores e
preconceitos, permitimos que Deus se nos revele através da leitura
da Bíblia.
A fé se descortina como uma possibilidade quando, desconfiados
ainda ou já apaixonados, descobrimos como e quanto somos amados
pelo Deus Eterno, conforme demonstram as histórias e os ensinos do
livro que homens e mulheres divinamente inspirados escreveram e
preservaram.
A fé se solidifica quando nos deparamos com a vida, a morte, a
ressurreição e a ascensão do Deus-homem Jesus, imigrante rejeitado
pela maioria ontem, amigo e irmão dos que querem sua companhia
hoje, e Senhor!

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 14 a 16


“Então Moisés estendeu a mão sobre o mar, e o Senhor afastou o mar e o
tornou em terra seca, com um forte vento oriental que soprou toda aquela
noite. As águas se dividiram”. (Êxodo 14.21)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 72 13/08/2018 00:52:06


06 “Segurança em geral é superstição. Ela não existe na natureza
nem na infância dos homens que a experimentam. Evitar o
Março perigo não é mais seguro que a exposição ao risco. Ou a vida é
uma ousada aventura ou então não é nada”. (Helen Keller)
Os aplausos dos riscos
Começar um relacionamento inclui riscos, mas podemos decidir
ficar sozinhos.
Iniciar um negócio inclui riscos, mas podemos conter nosso ímpeto.
Investir numa aplicação financeira inclui riscos, mas podemos
deixar o dinheiro perder seu valor.
Fazer uma viagem inclui riscos, mas podemos ficar em casa.
Perdoar inclui riscos, mas podemos deixar que a mágoa nos
apodreça por dentro.
Realizar um projeto inclui riscos, mas podemos abandoná-lo.
Já que correr riscos nos cabe, precisamos ponderar o que faremos.
Não podemos adiar indefinidamente o que precisamos fazer, porque
oportunidades são eventos únicos e o tempo só corre para a frente.
Temos que decidir.
Devemos avaliar se vamos correr os riscos, pesando as consequências,
avaliando o preço, para nós e para os outros, sempre certos de que o
fácil não existe no mundo real.
Precisamos tomar a decisão. Se decidirmos correr os riscos, devemos
estar prontos para pagar o preço. Se não, devemos nos lembrar de
que não poderemos reclamar no futuro.
Precisamos orar para que Deus nos inspire com sabedoria e
coragem. Sem sabedoria, erramos até no mínimo. Sem coragem, não
nos levantamos para a travessia. Depois de nos pormos a caminho,
devemos pedir a Deus que nos acompanhe na jornada.
O aplauso é exclusivo para quem corre riscos.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 17 a 18


“Então Moisés clamou ao Senhor: ‘Que farei com este povo? Estão a ponto de
apedrejar-me!’” (Êxodo 17.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 73 13/08/2018 00:52:06


07 “O diálogo se dá entre iguais e diferentes, nunca entre antagônicos”.
Março
(Moacir Gadotti)

Viver é dialogar
Uma de nossas ilusões é achar que os outros são inferiores a nós.
Temos a ilusão de que os que vieram antes de nós são atrasados.
Nesse caso, temos que descontar do que disseram e do que fizeram o
que nós agora sabemos.
Imaginamos que os que moram longe de nós estão num estágio
inferior ao nosso. Assim, por compaixão, devemos desejar que nos
alcancem um dia.
Quanto aos que pensam diferentemente de nós, supomos que eles
têm muito a aprender conosco.
Por isso, devemos ser pacientes com eles.
Se temos tal ilusão quanto aos povos antigos, precisamos viajar para
um país mais antigo que o nosso e nos admirar com sua ciência e
sua tecnologia. Nós, por exemplo, ainda não conseguimos construir
pirâmides como os egípcios dos tempos faraônicos.
Se julgamos os povos distantes como inferiores, precisamos
conhecer sua geografia e sua história e descobrir que eles são
plenamente iguais a nós.
Se conversarmos com os que pensam diferentemente de nós,
aprenderemos com eles, mudaremos as opiniões deles e até
poderemos mudar as nossas.
Precisamos definitivamente abandonar a ideia de que há pessoas
ou culturas superiores. Precisamos ampliar nosso diálogo com
as gerações passadas e com aquelas que estão chegando. Quando
nos abrimos para os outros, de longe na história, na geografia e na
ideologia, nós nos tornamos pessoas melhores.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 19 a 20


“E Deus falou todas estas palavras: Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te tirou do
Egito, da terra da escravidão. Não terás outros deuses além de mim”.
(Êxodo 20.1-3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 74 13/08/2018 00:52:06


08 “Não pode ser seu amigo quem exige seu silêncio”.
Março
(Alice Walker)

Obviamente iguais
Todas as crianças gostam que lhes dediquemos um dia, especialmente
se ganham presentes.
Muitas mães apreciam que haja um dia em que são transportadas
para o palco das homenagens.
Há mulheres que se alegram com a data separada para o
reconhecimento dos seus valores. Outras não se encantam com
iniciativas desta natureza.
De qualquer modo, no Dia Internacional da Mulher podemos todos
lançar um olhar ao redor.
As mulheres ainda são desrespeitadas por serem mulheres. O
desrespeito pode estar na família, quando, por exemplo, reserva-
lhes papéis inferiores ou exige que se calem quando humilhadas; na
empresa, quando, por exemplo, paga menos pelo trabalho que elas
fazem; na sociedade, quando, por exemplo, impede-lhes o exercício
pleno do direito de ir e vir.
As mulheres ainda são atacadas, física ou psicologicamente, por
dizerem “não”, por serem vistas como “coisas”, por desejarem ser
pessoas, por reivindicarem uma dignidade que lhes é intrínseca, por
pretenderem ou não pretenderem fazer uma carreira profissional,
por quererem mudar o mundo.
Devemos todos desejar que nenhuma mulher seja vista como
inferior por ser mulher, escolha ela trabalhar fora ou ficar em casa
ou as duas coisas, dirigir um automóvel ou ser conduzida, vestir-se
com discrição ou com exuberância.
Obviamente somos todos iguais.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 21 a 22


“Não blasfemem contra Deus nem amaldiçoem uma autoridade do seu povo”.
(Êxodo 22.28)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 75 13/08/2018 00:52:06


09 “O processo de restauração passa por um completo e progressivo
despojar de nossas próprias condições, de fazer a vida funcionar
Março e de aprender estratégias para colocar em ação o que Deus tem
planejado para as nossas vidas. Começamos a nos conhecer e
entender quem é Deus em nossas vidas”. (Janaina Eler de Souza)

Quando a figueira não florir


Quando a figueira não florir, eu perguntarei “por quê?”, eu me culparei,
eu explicarei, eu buscarei outros responsáveis, eu me recusarei a ver a
escassez onde antes havia abundância.
Quando a figueira não florir, eu sofrerei, eu me sentirei abandonado,
mas pedirei a Deus que me supra em minhas necessidades e me ajude a
vê-lo como meu Provedor.
Quando a figueira não florir, aprenderei sobre a natureza das plantas.
Quando a figueira não florir, terei coragem de pesquisar quem a conteve,
porque talvez tenha sido eu, ao não cuidar dela, e pedirei perdão ao seu
criador, ao meu criador.
Quando a figueira não florir, eu reafirmarei que ela segue as ordens de
Deus, que faz com que se recolha e se expanda, goste eu ou não e mesmo
que esqueça que uma nova estação se aproxima.
Quando a figueira não florir, olharei para as muitas fotos do álbum em
que ela brilha em toda a sua beleza e frutifica em toda a sua força.
Quando a figueira não florir, eu me lembrarei das festas que dei debaixo
dos seus imensos galhos pesados de frutos.
Quando a figueira não florir, levantarei meus olhos para ver outras
árvores que Deus atento e generosamente põe no pomar da casa para
o meu sustento.
Quando a figueira não florir, cantarei que, havendo figos ou não, Deus
continua sendo o Senhor da minha vida.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 23 a 24


“Disse o Senhor a Moisés: Suba a mim, ao monte, e fique aqui; e lhe darei as
tábuas de pedra com a lei e os mandamentos que escrevi para a instrução do
povo”. (Êxodo 24.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 76 13/08/2018 00:52:06


10 “Na adversidade é que se fazem os grandes cálculos, e que se
Março
traçam os grandes planos”. (Camilo Castelo Branco)

Toda a calma nessas horas


Mesmo que tenhamos planejado detalhadamente o programa do
dia ou da semana, pode ser que alguma coisa não dê certo.
Imaginamos uma viagem, mas uma enfermidade súbita nos impede
de prosseguir.
Preparamo-nos para prestar um concurso, mas ele acaba suspenso.
Programamo-nos para fazer uma série de coisas, mas uma
adversidade as torna inviáveis.
Protegemo-nos, mas um assaltante nos surpreende.
Nessas horas, tendo feito tudo certo para dar tudo certo, não
devemos nos sentir culpados, porque não somos, mesmo que o
evento desagradável traga transtorno até para outras pessoas.
Nesses momentos, precisamos manter a calma. É a calma que cria
novas oportunidades, talvez atalhos para chegarmos ao lugar que
desejávamos. O desespero torna piores as coisas.
Nessas circunstâncias, controlando as nossas emoções, seremos
capazes de tomar decisões racionais, mesmo que rápidas. Se tivermos
que recuar, adiar ou mesmo desistir, o mundo não vai acabar porque
não fizemos uma viagem, amargamos um prejuízo ou enfrentamos
uma adversidade.
As coisas ruins são mesmo ruins. Mas durante a sua vigência,
precisamos permitir que Deus nos guie (Romanos 8.14), para que
Ele faça, com a nossa cooperação, que essas coisas também venham a
convergir para o nosso bem (Romanos 8.28), uma vez que em todo o
tempo Ele trabalha em nosso favor (Isaías 64.4).

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 25


“Disse o Senhor a Moisés: ‘Diga aos israelitas que me tragam uma oferta.
Receba-a de todo aquele cujo coração o compelir a dar’”. (Êxodo 25.1,2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 77 13/08/2018 00:52:07


11 “O fogo no coração supera todos os outros de fora”.
Março
(Richard Sibbes)

O que nos move


A motivação nos move.
Motivados, ficamos acordados até muito tarde. Motivados,
acordamos cedo.
Saindo cedo de casa, rumo ao trabalho, podemos passar por pessoas
que estão chegando do lazer. Podemos olhar um para o outro com
estranheza e pensar: o que leva uma pessoa a acordar tão cedo ou
passar a noite numa festa?
Nossa pergunta necessária é: o que nos move?
Se o que nos move é a diversão, subiremos montanhas! Viraremos
as noites!
Gastaremos o último centavo, para desfrutarmos do prazer que faz
nosso corpo saltar de alegria até à exaustão!
Se nos interessa o conhecimento, atravessaremos oceanos!
Estudaremos até tarde! Faremos cursos! Pagaremos caro, para
aprender e saber!
Se o que nos cativa é o poder, faremos acordos e sacrifícios,
montaremos planos e estratégias para o conquistar e manter.
Se o que mais valorizamos é o dinheiro, nós nos empenharemos
para ganhá-lo e multiplicá-lo.
O vício e a virtude nascem de nossa motivação e permanecem
por sua causa. Nosso coração sempre estará envolvido com o que
considerarmos ser o nosso tesouro (Lucas 12.34).
O modo como vivemos depende de como respondemos à pergunta
essencial: o que nos move?
Será mais curta a distância entre o desejo e a realização, se tivermos
bem claro o que nos move.
Tão poderosa é a motivação que precisamos também nos perguntar
se ela é legítima.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 26 a 28


“Faça o tabernáculo de acordo com o modelo que lhe foi mostrado no monte”.
(Êxodo 26.30)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 78 13/08/2018 00:52:07


12 “A graça expressa dois pensamentos que se complementam: o favor
não merecido de Deus para conosco através de Cristo e é o cuidado
Março de Deus para conosco através do Espírito Santo”. (Jerry Bridges)

Graça, uma palavra essencial


A palavra mais difícil não é fé. Nossa maior dificuldade não é ter fé,
sentimento possível para todos, uma vez que é uma resposta.
A palavra mais difícil é graça, embora seja incrivelmente fácil
recebê-la.
Para correspondermos ao sorriso de uma criança, não precisamos
entendê-lo.
Para rirmos de uma história bem-humorada que nos contam,
esperamos que ela faça sentido.
Para nos enternecermos diante de uma rosa fulgurante num jardim,
não temos que conhecer botânica.
Simplesmente recebemos o sorriso, a criatividade e a beleza
como um presente, vindo de uma criança que gostou de nós, sem
explicação; de um contador de histórias, que nos encantou; da
natureza que nos maravilhou.
Essas coisas nos aproximam da graça de Deus que nos alcança como
um presente, sem que nada tenhamos feito para merecê-lo. É como
uma cesta de café da manhã que recebemos de uma pessoa a quem
nunca fizemos um favor. É como o dado por uma jovem bem-vestida
e sorridente numa moradora de rua, sem esperança, para convidá-la
para jantar.
O Deus eterno nos enviou sua graça no corpo de Jesus, permitindo-o
morrer na cruz para que o carimbo de “culpado” fosse apagado da
testa de cada um de nós. Não dá para compreender o gesto, mas
podemos recebê-lo.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 29 a 30


“E habitarei no meio dos israelitas e lhes serei o seu Deus. Saberão que eu sou o
Senhor, o seu Deus, que os tirou do Egito para habitar no meio deles. Eu sou o
Senhor, o seu Deus”. (Êxodo 29.45-46)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 79 13/08/2018 00:52:07


13 “Coragem significa um forte desejo de viver, sob a forma de
Março
disposição para morrer”. (Gilbert Chesterton)

Força e coragem
Embora longamente preparado, quando chegou a hora de assumir a
liderança do seu povo, Josué, filho de Num, tremeu.
Ele passou em revista tudo o que ouviu de Moisés, seu antecessor,
e recordou também os principais momentos vividos juntos, com
ênfase nas estratégias. Assim mesmo teve medo.
Teve medo, mas prosseguiu.
Josué tinha um segredo. Quando tomou posse na função, o Senhor
Deus lhe disse umas palavras definitivas:
– Eu estarei com você. Nunca o abandonarei. Seja forte e corajoso.
(Josué 1.8)
Josué entendeu que não podia tirar força de dentro de si mesmo.
Sua força vinha do fato de Deus estar ao seu lado.
Josué compreendeu que sua coragem não era uma espécie de
pensamento positivo. Vinha de uma promessa recebida: Deus estaria
ao seu lado.
Para nos sentirmos fortes e corajosos, precisamos ouvir o que Josué
ouviu e confiar como ele confiou.
Deus não mudou. O que Ele disse a Josué ontem, Ele nos diz hoje.
Que a certeza da companhia de Deus ao nosso lado, seja onde for que
estejamos e seja o que precisemos enfrentar, nos habite.
Força e coragem não são atitudes que desenvolvemos sozinhos.
São disposições que Deus põe no nosso coração como recursos
para viver.
Nossa tarefa é ouvir e confiar. Que a certeza da companhia de Deus
nos habite.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 31 a 32


“Respondeu o Senhor a Moisés: ‘Riscarei do meu livro todo aquele que pecar
contra mim’”. (Êxodo 32.33)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 80 13/08/2018 00:52:07


14 “A arte de viver é simplesmente a arte de conviver ... simplesmente,
Março disse eu? Mas como é difícil!” (Mário Quintana)

O fogo amigo
Pode ser que precisemos conviver com pessoas habitadas pela
amargura, dominadas pelo medo ou dirigidas pela ira. Seus olhares
só captam erros, suas práticas traduzem seus temores e suas reações
ferem até aqueles quem gostam.
Embora carreguem dores imensas, pessoas há que não percebem
o peso que portam, não entendem que suas jornadas podem ser
diferentes e não aceitam apoios capazes de mudar o sentido de suas
viagens pela vida. Elas preferem reclamar e fazer da lamúria o seu
jeito de ser.
Se nossas disposições são outras e convivemos com pessoas assim,
temos alguns cuidados a desenvolver para evitar que nos contagiem.
Precisamos observar o histórico do comportamento que
reprovamos, para perceber se é passageiro ou permanente. Se for
passageiro, precisamos apenas aguardar o retorno do bom clima.
Se for permanente, precisamos avaliar a nossa capacidade de resistir
ao bombardeio diário dos olhares de reprovação e das palavras
indevidas. Teremos que tomar uma decisão, que não pode ser
intempestiva ou irada, mas ponderada e amorosa, mesmo que difícil.
Só agiremos corretamente se pedirmos ao Espírito Santo de Deus
para nos guiar e, se Ele nos orientar a prosseguir, como geralmente
faz, deveremos continuar esperando que nos mantenha íntegros
e saudáveis.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 33 a 34


“O Senhor disse a Moisés: Farei o que me pede, porque tenho me agradado de
você e o conheço pelo nome”. (Êxodo 33.17)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 81 13/08/2018 00:52:07


15 “Toda a felicidade depende de um café da manhã sem pressa”.
Março (John Gunther)

Não desperdice seu café da manhã


Uma vida boa é feita de hábitos bons.
Um deles e que satisfaz a uma necessidade básica é tomar café pela
manhã. O menu pode variar conforme o gosto, desde que contenha
elementos equilibrados.
Se você não tem este hábito, desenvolvido em casa, numa padaria
ou no trabalho, mude enquanto é tempo, mude antes que seu corpo
lhe mande uma fatura que terá que ser paga obrigatoriamente com
sofrimento. Para mudar, acorde mais cedo, alguns minutos antes,
minutos que trarão como lucro décadas de vida mais saudável. Não
há atalhos para a felicidade, que também resulta de hábitos felizes.
Se você tem este hábito e lhe dedica um momento na sua vida, não
desperdice seu café da manhã.
Para não desperdiçar seu café da manhã, estando fora de casa,
olhe cada item do menu e depois escolha o que vai beber ou comer.
Lembre o percurso que percorreu até chegar à mesa, sempre bela,
mesmo que simples.
Para não desperdiçar seu café da manhã, agradeça pelo momento,
esteja sozinho ou em boa companhia. A noite dormida é uma
dádiva de Deus. Agradeça. Uma manhã recebida é um dom de Deus.
Agradeça. Um café matinal servido é um presente de Deus. Agradeça.
Se estiver sozinho, erga as mãos e agradeça. Se estiver em família ou
entre amigo, entrelace as mãos e agradeça.
Depois de um bom café da manhã, o dia pode começar, para
ser bom.

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 35 a 36


“Então Moisés ordenou que fosse feita esta proclamação em todo o
acampamento: ‘Nenhum homem ou mulher deverá fazer mais nada para ser
oferecido ao santuário’... pois o que já haviam recebido era mais que suficiente
para realizar toda a obra”. (Êxodo 36.6a,7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 82 13/08/2018 00:52:07


16 “Todo relacionamento requer um sacrifício. Todo sacrifício
tem uma recompensa. Se conhecêssemos as recompensas, não
Março hesitaríamos em fazer sacrifícios”. (Stormie Omartian)

Caça ao tesouro
Por que acordamos cedo e, às vezes, ainda mais cedo, seja para viajar,
ler um texto, estudar ou escrever uma página?
Por que fazemos exercícios regularmente, em ruas, pistas, campos
ou em academias?
Por que continuamos a orar por uma pessoa que não demonstra
qualquer interesse em mudar?
Por que guardamos dinheiro para o futuro, em lugar de o gastar todo?
Por que deixamos de fazer algo que nos dá muito prazer?
É porque aprendemos que as conquistas pequenas podem acontecer
de uma hora para a outra mas as grandes conquistas, as conquistas
duradouras, as conquistas que definem nossas vidas vêm a longo
prazo, depois de esforço firme, constante e prolongado.
É porque sabemos que todas as vitórias têm um preço e estamos
dispostos a pagá-lo, mesmo que seja alto, faça nosso corpo vergar e
suar ou até machuque a nossa própria carne.
É porque observamos que a vida acontece agora e também amanhã.
É porque temos alvos na vida, alvos elevados.
É porque vislumbramos para o nosso sacrifício uma recompensa,
que pode ser espiritual, emocional, intelectual ou material, e não
temos por que nos envergonhar por estarmos correndo atrás de uma
recompensa, e felizes seremos se estivermos buscando uma que a
traça e a ferrugem não consomem (Mateus 6.20).

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 37 a 38


“Bezalel fez a arca [da Aliança] com madeira de acácia, com um metro e
dez centímetros de comprimento, setenta centímetros de largura e setenta
centímetros de altura”. (Êxodo 37.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 83 13/08/2018 00:52:07


17 “Aquilo que hoje está provado não foi outrora mais do que
Março imaginado”. (William Blake)

A arte de ler, 1/2


A cada momento, acontecem coisas. A cada momento, somos
informados dessas coisas.
Elas estão nos noticiários. Elas nos chegam por meio de amigos
que nos contam o que viram ou reproduzem, até sem pensar, o que
receberam. Elas estão nas páginas de um livro ou numa palestra que
ouvimos. Elas nos encontram nas ruas.
Alguns destes acontecimentos mostrados são angustiantes, porque
escancaram a capacidade humana de perpetrar o mal.
Algumas das ideias propostas são chocantes, porque vão contra
tudo o que sempre acreditamos.
Algumas práticas apresentadas são instigantes, porque nos inspiram
caminhos excelentes a trilhar.
Diante destas informações, ideias e práticas, podemos ignorar
todas elas, como se pertencessem a um imaginário país distante.
Seguiremos como sempre andamos, sem nos animar e sem nos
incomodar.
Agindo assim, estaremos nos protegendo para não nos perturbar
e manter nossa serenidade e nossa saúde, necessárias para
permanecermos confiantes. A exposição a notícias ruins o tempo
todo acaba nos tornando céticos e medrosos.
Ao mesmo tempo, ao nos fecharmos em nós mesmos, poderemos
estar abrindo mão de boas oportunidades que não consideramos,
resistindo a fazer mudanças de grande valor e ignorando as
magníficas alegrias que nos esperam.
Precisamos aprender a arte de ler. [CONTINUA em 19 de março]

Para ler HOJE na Bíblia: Êxodo 39 a 40


“Disse o Senhor a Moisés: Arme o tabernáculo, a Tenda do Encontro, no
primeiro dia do primeiro mês. Coloque nele a arca da aliança e proteja-a com o
véu”. (Êxodo 40.1-3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 84 13/08/2018 00:52:07


18 “Você não contribui com nada para a sua salvação, exceto com o
Março pecado que a torna necessária”. (Jonathan Edwards)

A casa do pecado
Entre as ilusões que carregamos sem precisar, afirmamos que somos
naturalmente bons. Dizemos que nosso primeiro gesto visará o bem
do próximo, não o nosso. Cantamos que preferimos a verdade à
mentira. Alardeamos que amamos a paz, a começar em nós.
Essas afirmações não conseguem negar a realidade, estampada
nos meios de comunicação e abrigada nos nossos corações, de que
somos pecadores. Para o mal com o qual convivemos e também
contribuímos, oferecemos diferentes respostas.
Assim, ingenuamente explicamos que o egoísmo não passa de uma
distorção do nosso verdadeiro eu, superficialmente atribuímos a
mentira a um passageiro defeito, preconceituosamente gritamos que
a violência é filha da desigualdade social.
Fazemos tudo para expulsar a palavra “pecado” para os tempos que
chamamos de “atrasados” ou “obscuros”, mas ela nos acompanha,
porque ela nos explica.
Nós, os “avançados”, os “esclarecidos”, somos pecadores. Desde
crianças sabemos disso, apesar dos eufemismos, apesar os sinônimos
que inventamos. As histórias das civilizações e as nossas histórias
pessoais se encontram dentro dos nossos corações, onde o mal
estabelece sua casa.
A boa notícia é que há salvação para o nosso caso: Deus a
providenciou na cruz e não há outro caminho para uma vida sem
culpa (Gálatas 6.12).

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 1 a 2


“Podem trazê-los como oferta dos primeiros frutos ao Senhor, mas não poderão
oferecê-los no altar como aroma agradável”. (Levítico 2.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 85 13/08/2018 00:52:07


19 “Todo homem que é um homem a sério tem de aprender a
ficar sozinho no meio de todos, a pensar sozinho por todos e, se
Março necessário, contra todos”. (Romain Rolland)

A arte de ler, 2/2


Temos muitas coisas para ver e viver.
Temos muitas coisas para compreender, o que exige de nós saber
ler. Ler é ver, ouvir, sentir, observar e interpretar. Ler é percorrer
uma rodovia feita de margens, curvas, descidas, subidas, perigos,
ilusões e maravilhas. Temos que saber ler!
Diante das muitas coisas, podemos apenas nos satisfazer em ler,
sem nada aplicar a nossas vidas (Tiago 1.23). Quando procedemos
assim, perdemos a oportunidade de sorver delícias e adiamos as
mudanças capazes de nos levar a pensar de modo mais saudável e a
viver de modo mais livre.
Não temos que recusar as coisas novas como se fossem
obrigatoriamente deletérias. Mesmo que nos choquem, precisamos
recebê-las com curiosidade (Atos 17.11) e examiná-las com um
fino crivo. Nem todas as propostas são boas. Nem todas as receitas
se transformam em alimentos bons. Todas as coisas precisam
passar pela peneira dos valores que adotamos.
Não temos que aceitar as coisas novas como se fossem todas
necessariamente boas. Umas são ótimas, mas outras não trazem
nem alegria nem esperança. São como gelo seco, cuja fumaça
embeleza mas logo cessa. Felizes seremos se, ouvindo e vendo, só
retivermos o que for efetivamente bom (1Tessalonicenses 5.21).
Precisamos ler. Precisamos ler bem.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 3 a 4


“Assim o sacerdote fará em favor dele propiciação pelo pecado que cometeu, e
ele será perdoado”. (Levítico 4.35)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 86 13/08/2018 00:52:07


20 “Enquanto puderes erguer os olhos para o céu, sem medo, saberás
Março que tens o coração puro, e isto significa felicidade”. (Anne Frank)

Não desperdice a sua felicidade


Para não desperdiçar a felicidade, não acredite nas pessoas amargas,
aquelas que dizem que felicidade não existe. Talvez elas queiram
universalizar a sua tristeza, que não precisa alcançar você.
Para não desperdiçar a felicidade, não troque tudo por um momento
emocionante, mesmo que extraordinário, se este momento for lhe
enviar uma conta salgada (como uma doença ou uma separação) a
ser paga com dores pela vida afora.
Para não desperdiçar a felicidade, não se deixe escravizar pelo seu
passado, talvez herdado dos seus pais ou avós, mas tome a direção da
sua vida, pela qual você é o único responsável e beneficiário.
Para não desperdiçar a felicidade, não perca seu tempo ouvindo,
lendo ou assistindo quem não inspira você, embora lhe faça rir o
tempo todo.
Para não desperdiçar a felicidade, não acredite em fórmulas
prontas para obter a riqueza, a alegria ou a longevidade, porque são
superficiais ou enganosas.
Para não desperdiçar a felicidade, não pense que você pode fazer
tudo nem que não pode fazer nada, uma vez que nossas limitações
não nos impedem de ser felizes.
Para não desperdiçar a felicidade, ouça o que Jesus disse, veja o
que Ele fez, mire-se nele, ore a Ele, confie nele, alegre-se nele, sirva
como Ele serviu.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 5 a 6


“Se alguém pecar porque, tendo sido testemunha de algo que viu ou soube, não
o declarou, sofrerá as consequências da sua iniquidade”. (Levítico 5.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 87 13/08/2018 00:52:07


21 “Eu penso na vida como sendo um bom livro. Quanto mais você
Março explora, mais começa a fazer sentido”. (Harold Kushner)

Sua Excelência, o livro, 1/2


Todos sabemos da importância do ato de ler.
Durante séculos, o livro reinou de modo absoluto como
plataforma de acesso ao conhecimento e ao lazer. O jornal e a
revista disputaram os mesmos leitores, mas não se apresentavam
como concorrentes e sim como complementares.
Quando o rádio se popularizou, o público se ampliou, também
sem perda para o livro.
Quando surgiu o cinema, houve perdas pouco significativas para o
livro. Muitos filmes foram adaptações de obras literárias. Quando
o rádio se popularizou, o público se ampliou, também sem perda
para o livro.
O tempo começou a ficar curto para as pessoas quando chegou a
televisão, objeto grande, caro e familiar. A audiência do livro caiu,
mas não o seu prestígio.
O panorama mudou muito na era dos dispositivos eletrônicos
individuais, como microcomputadores, videogames e telefones
celulares. A troca de mensagens entre as pessoas e a disseminação
de vídeos caseiros ou profissionais acabaram por monopolizar o
tempo das pessoas.
A sedução dos jogos e dos vídeos, a serviço da diversão, ficou
irresistível. Sobretudo por não demandar esforço ou reflexão, o
conteúdo veiculado nestes equipamentos tornou-se adversário do
livro, cujas páginas requerem a conjugação dos verbos imaginar,
pensar e criticar.
Precisamos decidir se queremos ficar sem a imaginação, sem o
pensar e sem crítica.
Não podemos abrir mão do livro. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 7


“Disse mais o Senhor a Moisés: Diga aos israelitas: Todo aquele que trouxer
sacrifício de comunhão ao Senhor terá que dedicar parte dele ao Senhor”.
(Levítico 7.28-29)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 88 13/08/2018 00:52:07


22 “Uma casa sem livros é como um corpo sem alma”.
Março (Monteiro Lobato)

Sua Excelência, o livro, 2/2


Quando lido, o livro descortina o mundo.
Mas, contra ele há o preço, o que a disponibilidade em bibliotecas e
redes de trocas ajudam a transpor. Ademais, no suporte eletrônico o
preço é, em média, 25% menor.
Há o tempo, cuja superação demanda disciplina. Não
precisamos abolir os outros meios, apenas equilibrá-los, com
prioridade para o livro.
Há a superficialidade, cujo remédio é desejar a profundidade, que
só atrai benefícios. Não precisamos ceder ao fácil, que nada exige.
Precisamos do livro para aprimorar nossa imaginação, fundamentar
nosso pensamento e enriquecer nossa crítica. A menos que queiramos
repetir imagens, divulgar conceitos e aplaudir as ideologias alheias.
Não podemos eleger a diversão como o alvo de nossas vidas, mas o
conhecimento.
Não podemos depender de mensagens curtas para formar nossa
visão do mundo.
Amemos apaixonadamente ler!
Se formos leitores, nossos filhos tenderão a ser e nossos amigos
poderão seguir nosso exemplo.
Se criarmos ambientes propícios à leitura, com muitos livros na
estante, com livros espalhados, com comentários sobre autores e
ideias, nossa casa será inspiradora e enriquecedora.
Foi este o sentimento do apóstolo Paulo que, em prisão domiciliar,
pediu a um de seus colaboradores:
– Traga os livros, principalmente os de couro (2Timóteo 4.13).

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 8


“Arão e seus filhos fizeram tudo o que o Senhor tinha ordenado por meio de
Moisés”. (Levítico 8.36)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 89 13/08/2018 00:52:07


23 “Quase sempre subestimamos o poder de um toque, de um sorriso,
de uma palavra amiga, de um ouvido atento, de um cumprimento
Março honesto ou de um pequeno gesto de carinho, que têm o potencial
de mudar uma vida ao nosso redor”. (Leo Buscaglia)

Quando chega a depressão, 1/2


Precisamos aprender a lidar com a depressão.
Seu poder é mais destrutivo quando deixamos que nos engane.
A depressão se faz acompanhar pela culpa e nos martela com uma
pergunta: o que fizemos para estar assim?
A depressão tem sempre à mão uma pílula de otimismo, segundo a
qual basta que tenhamos força de vontade para ficarmos livres.
A depressão nos seduz com a ideia de que, como somos inteligentes,
sairemos sozinhos do seu labirinto, sem ajuda de ninguém.
A depressão criminaliza os psicólogos e os médicos, aqueles que
querem nos libertar por meio apenas de palavras e estes porque
prescrevem remédios que escravizam.
A depressão é charlatã: conhecedora de nossos desejos profundos,
superficialmente nos promete que, de uma hora para outra,
ficaremos saudáveis.
Não nos deixemos enganar.
Se a depressão chegou, não somos culpados. Ela não é o efeito de
uma causa que podíamos ter evitado. Ela não veio em consequência
de nossa ignorância. Ela não é um castigo que Deus nos enviou para
nos punir ou para nos ensinar a viver. Mentiras como estas nos
fazem sofrer ainda mais.
Quando a depressão chega, a primeira coisa que precisamos
claramente afirmar, mesmo que aos trancos e barrancos, é que
somos amados por Deus, que põe um exército para lutar conosco.
[CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 9


“Assim Moisés e Arão entraram na Tenda do Encontro. Quando saíram,
abençoaram o povo; e a glória do Senhor apareceu a todo o povo”. (Levítico 9.23)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 90 13/08/2018 00:52:07


24 “O coração do homem é como um moinho que trabalha sem
parar. Se não há nada para moer, corre o risco de se triturar a si
Março mesmo”. (Martim Lutero)

Quando chega a depressão, 2/2


A depressão é uma condição geralmente acompanhada de culpa.
Quem está deprimido busca algo de errado que imagina ter feito e
que precisa ser castigado. Assim, o seu sofrimento é um chicote que
esbofeteia sua mente para purificá-la.
A depressão é vista como uma consequência do afastamento de
Deus, que agora mostra o seu poder. Se a comunhão com Ele não
veio por amor, a reconciliação chega pela dor.
Para o deprimido, sua angústia demonstra uma fraqueza moral e
espiritual, que não poderia ou deveria sentir.
Por estar enferma, a mente não percebe que está doente e é fértil em
inventar explicações que amplificam o seu sofrimento.
Por estar enferma, a mente não enxerga o amor de Deus, apenas
uma falsificada justiça.
Por estar enferma, a mente se satisfaz com respostas simplistas,
que ignoram sua pressionada história de vida, seu corpo incapaz de
regular os neurotransmissores ou o poder dos traumas emocionais
por que passou, entre tantos fatores.
Em lugar de se refugiar numa fé opressora, quem está deprimido
precisa deixar que a razão pesquise as causas da sua enfermidade.
A cura não vem da culpa diante de Deus, mas do conhecimento de
como funciona a mente humana.
A cura não vem do medo de Deus, mas da certeza do seu amor
incondicional.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 10


“Moisés então disse a Arão: Foi isto que o Senhor disse: ‘Aos que de mim se
aproximam santo me mostrarei; à vista de todo o povo glorificado serei’. Arão,
porém, ficou em silêncio”. (Levítico 10.3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 91 13/08/2018 00:52:07


25 “Não devemos perguntar ‘o que está errado com o mundo’ porque
o diagnóstico já foi dado. Devemos nos perguntar: ‘o que aconteceu
Março com o sal e a luz’”. (John Stott)

Sal
Desde que começamos a viver, nós nos lançamos no mar das
injustiças.
O mundo se organiza em torno da injustiça, manifesta em privilégios
para alguns e rigores para outros, facilidades para uns e dificuldades
para outros. Raramente percebemos a desigualdade quando estamos
na ponta dos benefícios. Quase sempre nos indignamos quando
estamos no extremo dos prejuízos.
Em algumas áreas, pessoas moram em lugares insalubres e caros
para o salário que recebem; andam em meios de transportes cheios e
sujos; recebem pagamentos indígnos; enfrentam filas enormes para
ter direitos aos serviços públicos que lhes são devidos.
Quem monta esse sistema, absolutamente injusto, que
irresponsavelmente ajudamos a manter?
Quando não protestamos, nós nos tornamos cúmplices das
desgraças lamentadas.
Quando reproduzimos, em nossas atitudes, as práticas que
condenamos, contribuímos para o sofrimento que assola. Quando
buscamos jeitinhos à margem da lei, estamos criando as condições
para, amanhã, sermos vítimas jeitinhos dos outros.
Quando trocamos nossa dignidade por um prato de favores,
cassamos nosso próprio direito de viver numa sociedade justa.
Uma terra apodrecida precisa de sal para voltar a ter sabor. Nós
precisamos ser o sal da terra em que vivemos (Mateus 5.13).

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 11 a 12


“Eu sou o Senhor que os tirou da terra do Egito para ser o seu Deus; por isso,
sejam santos, porque eu sou santo”. (Levítico 11.45)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 92 13/08/2018 00:52:07


26 “A voz do pecado é alta, mas a voz do perdão é mais alta”.
Março (Dwight L. Moody)

Perdão, uma palavra essencial


Se não somos pecadores, “perdão” é palavra sem sentido.
Se reconhecemos que somos pecadores – e somos, reconheçamos
ou não – temos o perdão de Deus, contra quem pecamos, para nos
absolver.
Uma vez que todo pecado – mesmo o cometido contra outro ser
humano – é contra Deus, Ele entra em ação. Todos nós erramos o
alvo para o qual fomos criados – viver em harmonia com o outro e
com nós mesmos – e rejeitamos o amor de Deus. Ficamos isolados e
desolados, necessitados de reconciliação.
Como um pai que espera a volta do filho, Deus nunca desistiu de
nos amar.
Para nos reconciliar, ofereceu e nos oferece seu perdão. O projeto
divino teve como palco o monte da cruz, em que o seu Filho (Jesus
Cristo) foi sacrificado em nosso lugar.
A morte dele não foi apenas uma demonstração de generosidade
ou um exemplo de entrega a ser por nós seguido. Antes, Ele se
apresentou para tomar sobre si os nossos pecados como se fossem
dele. Por seu gesto, o castigo pelos nossos pecados foi pago, de modo
que não precisamos fazer qualquer oferta para sermos perdoados.
Já o fomos.
Nosso papel é reconhecer que pecamos, desejar receber o perdão e,
depois, viver como perdoados, sem culpa, sem medo, na intensidade
possível na Terra e na plenitude absoluta na eternidade.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 13 a 14


“Enquanto tiver a doença [lepra], estará impuro. Viverá separado, fora do
acampamento”. (Levítico 13.46)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 93 13/08/2018 00:52:07


27 “Quando mantemos Deus em foco claro, sua poderosa presença
Março eclipsa nosso medo”. (Chuck Swindoll)

O convite à comunhão
Nossa forma de falar muda, mas nós continuamos os mesmos:
continuamos a gritar, bater e matar para termos satisfeitas as nossas
necessidades.
Concebemos novas palavras e novos sentidos para as coisas, mas
permanecemos os mesmos: mantemos nossa carência de afeto e
aceitação.
Inventamos coisas e artefatos novos e complexos, mas nós ainda
somos os mesmos: prosseguimos precisando de paz e segurança.
Só nos realizamos como pessoas se estivermos em comunhão
com Deus. Fora desta comunhão, correremos até cansar e não
encontraremos uma razão sustentável para viver. Fora desta
comunhão, seremos agitados por nossas células como se fossem ondas
bravias a baterem nas rochas. Fora desta comunhão, estranharemos-
nos um com os outros, achando que precisaremos eliminar um para
ser o que queremos ou ter o que desejamos. Fora desta comunhão,
vezes acertaremos mas geralmente erraremos.
Esta comunhão começa com o temor do Senhor, expressão bíblica que
muitos julgam superada, entretanto, definida como o conhecimento
que resulta em sabedoria para a vida (Provérbios 9.10).
Temer o Senhor é colocá-lo em primeiro lugar, como o nosso
primeiro amor, acima de nossas necessidades, acima das nossas
preocupações, como fundamento para as nossas decisões.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 15 a 16


“Ninguém estará na Tenda do Encontro quando ele entrar para fazer
propiciação no Lugar Santíssimo, até a saída de Arão, depois que fizer
propiciação por si mesmo, por sua família e por toda a assembleia de Israel”.
(Levítico 16.17)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 94 13/08/2018 00:52:07


28 “O desânimo é uma doença contagiosa. E pode ser fatal. Cedemos a
essa contaminação como que arrastados por uma vertigem e algo se
Março derrama para sempre”. (Mia Couto)

A contaminação do desânimo
Quando o desânimo nos alcança e apenas a nós, é conosco a solução,
que começa com uma honesta revisão.
Precisamos descobrir o que nos levou a este estado de espírito. Pode
ser uma coisa do nosso corpo e precisamos buscar um profissional
para que o repare.
Pode ser uma coisa da nossa mente e precisamos procurar ajuda
para que nos restaure.
Seja um problema simples ou grave, teremos que agir, antes que ele
nos paralise por completo.
Quando o desânimo está exposto em todos os rostos, podemos
seguir na multidão. O desânimo amplifica o desânimo e seu único
resultado é a depressão, aquele estado em que nada conseguimos
fazer, por falta de forças para reagir.
Por mais razão que se tenha a multidão para desanimar, não
devemos nos desesperar. Apesar das dificuldades construídas
por pessoas e instituições, afeitas às indiferenças e à corrupção,
precisamos estruturar nosso caminho na contramão.
Sem sermos manobrados, ajuntemos aos que lutam contra as causas
da desesperança coletiva para que um novo tempo nasça.
Sem sermos ingênuos, olhemos para além do momento e para o alto
para ouvirmos vozes de esperança.
Vamos olhar para outros lados em busca de oportunidades; novos
ares para respirar, outros mares para navegar, novos montes para
transpor, novos vales para conquistar.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 17


“Senhor, quem habitará no teu santuário? Quem poderá morar no teu santo
monte?” (Salmo 15.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 95 13/08/2018 00:52:07


29 “E assim é o ser humano: tão vazio que se preenche com
Março qualquer coisa, por mais insignificante que seja”. (Blaise Pascal)

Carência
Feito para conviver e interagir e desenhado com a marca da
liberdade para pensar, o ser humano começou a cultivar o jardim
que lhe foi entregue para cuidar. Livre como um pássaro capaz de
alto voar, sonhou muito alto como devia realmente se dar.
Assim foi até que, procurado pelo ser-que-rasteja, também chamado
de Neustã (2Reis 18.4). Aquela que, para falar, sempre com a voz
aveluda e imposta, ouviu-lhe o homem a encantadora proposta. O
ser-que-rasteja garantiu-lhe atenção e afeto, desde que se tornasse
dela um seguidor quieto. O ser-que-rasteja ofereceu-lhe aprovação,
prometendo sorte em tudo que quisesse, mesmo que resultasse em
violência e destruição.
O ser-que-rasteja lhe disponibilizou a liberdade que tinha desde a
criação, se lhe entregasse o controle de toda a decisão.
É assim que somos.
Continuamos entregando nossos destinos ao ser-que-rasteja, nada
fazendo sem lhe pedir opinião, abrindo mão de uma liberdade
em nome da aceitação ou do pertencimento à mesma multidão –
a dos que fazem o que todo mundo faz, a dos que pensam o que
todo mundo pensa, a dos que vão aonde todos vão – assim de nossa
magnífica liberdade absurdamente abrindo mão.
Até quando permaneceremos avidamente atentos a vozes de baixo
teor quando podemos ler a Palavra do Grande Autor?

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 18


“Não se deite com a mulher do seu próximo, contaminando-se com ela”.
(Levítico 18.20)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 96 13/08/2018 00:52:07


30 “Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de
Março caminhar”. (Eduardo Galeano)

Espera-nos a utopia
A realidade é massacrante. É como uma pedra enorme que deixa o
nosso corpo ofegante.
A realidade é apavorante. É como um túnel sem fim, sem luz
nenhuma possível no sombrio horizonte.
A realidade é exuberante. Parece um deserto impossível de ser
atravessado, tão longo, tão tórrido, tão sufocante.
A realidade é humilhante. Faz de nós grãos de areia ou pingos de
água numa tempestade gigante.
A realidade é viciante. Gostamos dela e nos deliciamos em sua ilusão
delirante.
A realidade é itinerante. Não estava aqui e chegou. Não existia e foi
feita antes de nós ou através de nós. Acostumamo-nos, mas ela pode
desmoronar, mesmo que seja um muro protuberante.
A realidade é migrante. Quando alguém sai de sua casa ou terra,
movido por um sonho, constrói uma nova realidade, carregando
uma pedra que escolheu, avançando por um túnel iluminado pela
esperança, atravessando os desertos ou as águas agarrado no seu
sonho, recusando a morte que parecia certa, dando passos um de
cada vez, pisando um país que não existia antes.
A realidade pode ser frustrante, mas não é eterna. Se o nosso coração
agasalhar a utopia e nos fizer enxergar a realidade que esperamos
(Hebreus 11.1), construiremos para nós mesmos e para muitos
outros uma vida realmente interessante.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 19


“Não usem medidas desonestas quando medirem comprimento, peso ou
quantidade”. (Levítico 19.35)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 97 13/08/2018 00:52:07


31 “Todos os caminhos, trilhados ou a trilhar, passam em algum
Março ponto do Getsêmani”. (Ella Wheeler Wilcox)

Suor e sangue
Se algum dia você tiver o privilégio de ir a Israel, faça tudo para
visitar o pequeno jardim do Getsêmani.
Fica no Monte das Oliveiras, em Jerusalém.
Talvez lhe digam que não há certeza se ele está no mesmo lugar onde
Jesus levava seus discípulos para orar.
Talvez lhe informem que a oliveira maior que ainda viceja num dos
seus cantos não seja contemporânea da grama onde Jesus se prostrou.
Talvez lhe interrompam para tirar fotos ou um carro buzine na
avenida ao lado, como se aquele jardim não fosse especial.
Quando encontrar o jardim, procure um lugar onde possa imaginar
a relva colhendo o suor e o sangue gotejados do corpo do primeiro
filho de Maria.
Quando estiver lá, imagine a angústia de Jesus ao pedir ao Pai que o
livrasse da morte, se assim quisesse.
Quando circular por lá, encontre um canto e, se puder, pare e se
ajoelhe como Jesus fez; se não puder vergar os joelhos, ajoelhe o seu
coração e mostre que está pronto para levar adiante o projeto que
Deus tem para você e através de você.
Depois, mesmo que pareça um gesto solitário, levante os braços,
mãos postas, para agradecer ao Pai pelo plano da salvação que
arquitetou, e também a Jesus porque firmado na sua obediência nos
amou até o fim.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 20


“Consagrem-se, porém, e sejam santos, porque eu sou o Senhor, o Deus de
vocês”. (Levítico 20.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 98 13/08/2018 00:52:07


01 “A religião diz: ‘obedeço e então sou aceito’. O cristianismo diz:
Abril ‘eu sou aceito e então obedeço’”. (Timothy Keller)

Que elogio buscamos?


Vivemos buscando o louvor dos homens, quando já fomos aceitos
por Deus.
Lancemos mão de uma história vivida nos bancos escolares.
Um estudante, por rebeldia, recusou-se a entregar um trabalho
solicitado. O professor o chamou e desarmou a sua soberba com a
seguinte oferta:
– Você estava com zero, mas eu vou lhe dar dez. Quando puder,
entregue-me o trabalho.
O aluno saiu e produziu o melhor texto de sua vida.
Deus já nos aprovou. Agora espera que vivamos de um modo digno
da aprovação que já nos deu, quando Cristo nos aceitou completa e
previamente na cruz em que morreu em nosso lugar.
Ser aprovado por Deus nos dá confiança e esperança para fazer bem
o que fazemos.
Perdemos muito tempo fazendo coisas para que as pessoas nos
aprovem.
Matar um leão todo dia para mostrar nosso valor tem como
resultado certo a drenagem de nossas forças até o esgotamento físico
e emocional.
Que louvor andamos buscando?
Devemos sempre fazer o melhor, fazendo-o para Deus e desejando
que Ele se agrade. O que Ele quer é que o nosso amor aumente cada
vez mais em conhecimento e em toda a percepção, para discernirmos
o que é melhor e vivermos de modo irrepreensível, “cheios do fruto
da justiça, fruto que vem por meio de Jesus Cristo, para glória e
louvor de Deus” (Filipenses 1.9-11).

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 21


“Os sacerdotes não raparão a cabeça, nem apararão as pontas da barba, nem
farão cortes no corpo”. (Levítico 21.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 99 13/08/2018 00:52:07


02 “Um erro que precise de uma mentira acaba por precisar de duas”.
Abril (George Herbert)

Para parar de mentir


Não temos como imaginar como seria a história da humanidade sem
o uso da mentira, onipresente nas vitórias e também nas derrotas.
Não temos como imaginar como seria a nossa própria vida se
jamais mentíssemos. Aprendemos a mentir e continuamos a fazê-
lo. Pagamos o preço por mentir, mas não paramos de enganar.
Chegamos ao ponto de mentir a nós mesmos.
Somos tão mentirosos que não admitimos o uso do detector de mentiras.
Aceitamos como legítimo o de metais, mas não o de mentiras, como
se mentir fosse um direito do qual não pudéssemos abrir mão.
Mentimos para agradar.
Mentimos para convencer.
Mentimos para seduzir.
Mentimos para conquistar.
Mentimos para vender.
Mentimos para fugir.
Mentimos para aprisionar.
Mentimos para esconder.
Mentimos por mentir.
Para parar de mentir, teríamos que aceitar como boa a simplicidade,
mas preferimos a riqueza e a ostentação.
Para parar de mentir, teríamos que concordar que os fins, mesmo
os bons, não justificam o uso da mentira para que sejam alcançados.
Para parar de mentir, teríamos que reconhecer que somos
mentirosos e desejar um outro jeito de viver.
Para parar de mentir, teríamos que renunciar ao velho hábito, ensinado
por Satanás quando nos disse que poderíamos ser superpoderosos.
Para parar de mentir, teríamos que desejar ser livres, porque é o
conhecimento da verdade que nos liberta (João 8.32).
Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 22
“Obedeçam aos meus mandamentos e os coloquem em prática. Eu sou o
Senhor”. (Levítico 22.31)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 100 13/08/2018 00:52:08


03 “Posso suportar a perda de todas as coisas, exceto do toque de
Abril Deus na minha vida”. (Willard Cantelon)

Comunhão, uma palavra essencial


– O que é ter comunhão com Deus? – eis a pergunta que nós
mesmos nos fazemos.
Muitas respostas têm sido dadas e algumas têm sido intensamente
vividas.
Embora sejam bem-vindas as definições e as práticas, temos que
nos voltar para Jesus, cuja vinda ao mundo teve o preciso objetivo
de tornar possível a nossa comunhão com o Pai. Para tanto, ele
perdoou os nossos pecados e derrubou o muro que nos separava
do Senhor Deus.
Leitor da Bíblia, sua prática nos leva a lê-la também para conhecer
a mente daquele que é Eterno. Jesus mesmo, nas horas difíceis e
nos momentos contentes, repetia as palavras sagradas que desde a
infância guardava no coração.
Ao longo de sua vida, Ele nos ensinou a orar ao Pai como forma de
excelência para nos comunicarmos com o nosso Deus.
A comunhão de Jesus com o Pai se expressava de modo sublime no
jeito como tratava as pessoas. Ele as via como o Criador as via. Ele as
amava com tanto vigor que as tornava dignas sempre que as tocava,
com palavras ou gestos.
A comunhão se faz de olhos abertos para o alto e para o lado.
A comunhão acontece quando nossos olhos se fecham para o
egoísmo, esse mal que nos afasta de Deus e dos outros.
Na comunhão, nossos braços se abrem para receber o amor de
Deus como se recebêssemos uma flor para perfumar a nós mesmos
e aos outros.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 23


“Disse o Senhor a Moisés: Diga também aos israelitas: No dia primeiro do sétimo
mês vocês terão um dia de descanso, uma reunião sagrada, comemorada com
toques de trombeta”. (Levítico 23.23-24)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 101 13/08/2018 00:52:08


04 “O Evangelho da Graça não deixa margem para o orgulho e, se
não abandonarmos a verdade, essa graça que é imerecida, vinda
Abril de um Pai generoso, reinará completamente em nossos corações”.
(Phelim Doherty)

Se compreendêssemos
Há algo que ainda não compreendemos.
E não foi como Deus nos criou a partir do nada.
E não é como Deus transforma as coisas, seja o pão ou o vinho, pelo
seu poder apenas.
E não é como Deus muda as pessoas, livrando-as de lembrança dolorosa
ou de prática viciada.
E não é como o nosso corpo cresce ou a nossa mente floresce.
E não foi como o corpo morto de Jesus voltou a sorrir.
E não será como entraremos na eternidade, para dela nunca mais sair.
Ainda não compreendemos a graça de Deus, demonstrada na cruz
onde seu filho se imolou em nosso lugar. Raciocinamos que “é injusto o
justo pelos injustos pagar”.
Por isto, ainda inutilmente nos esforçamos para merecer o que já
ganhamos.
Por isso, não acreditamos que Deus nos aprova antes que ajamos.
Ele só “ajuda a quem cedo madruga”, vaticinamos.
Por isto, em nossos relacionamentos achamos que “é dando que se
recebe” bondade ou dizemos palavras de agradecimento para conquistar
nova generosidade.
Por isto, exigimos que correspondam ao nosso gesto de amor ou
agradeçam por um oferecimento que de reles esmola não passou.
É no compasso da Graça que Deus vive, transbordando-se no
primoroso amor que permite a nossa resposta livre, amor que nada
espera, amor que nada exige.
Apenas oferece e a amizade tempera.
Será que um dia entenderemos a Graça de Deus?

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 24


“Mantenha sempre em ordem as lâmpadas no candelabro de ouro puro perante
o Senhor”. (Levítico 24.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 102 13/08/2018 00:52:08


05 “Plante seu jardim e decore sua própria alma, em vez de esperar
Abril que alguém lhe traga flores”. (Jorge Luis Borges)

Automanutenção
Quando entramos em espaços comunitários, ficamos contentes
em ver as coisas limpas, arrumadas e conservadas.
Sentimo-nos desconfortáveis ao andar por corredores sujos,
desviar de buracos, perambular entre paredes por pintar e nos
horrorizar com o lixo espalhado.
Diante da falta de manutenção, vêm-nos logo sensações de
abandono, descaso e desrespeito.
Sem abrir mão de nossa indignação, podemos virar o espelho,
como se fizéssemos uma “selfie”, e perceber o estado em que nos
encontramos.
Parte do que as pessoas veem em nós, lamentados o superficialismo
e o preconceito, pode descrever como estamos por também não
fazermos manutenção de nossas vidas.
Paramos de ler, de modo que nossa imaginação se empobrece e
nosso conhecimento não cresce.
Isolamo-nos e perdemos a capacidade de proferir palavras
profundas e perfumadas.
Afundamo-nos no sedentarismo e fornecemos ferrugem para as
articulações que rangem aos movimentos.
Esquecemos de proceder às autorrevisões periódicas em nossa
alma e vamos seguindo como se estivéssemos no sentido certo.
Podemos ser mais do que somos. Uma sarça se queima um pouco
adiante, Canaã está depois do deserto, Golias pode ser vencido, um
corpo caído nos espera perto de Jericó ou a Macedônia precisa de
nossa ajuda.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 25


“Então disse o Senhor a Moisés no monte Sinai: Diga o seguinte aos israelitas:
Quando vocês entrarem na terra que lhes dou, a própria terra guardará um
sábado para o Senhor”. (Levítico 25.1-2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 103 13/08/2018 00:52:08


06 “É barato construir castelos no ar e bem cara a sua destruição”.
Abril
(François Mauriac)

Castelos de areia
Os evangelhos contam uma história que tem muito a ver com as
coisas que consideramos como sendo valiosas e não são.
Quando Jesus estava saindo do imponente templo de Jerusalém, um
de seus discípulos lhe disse:
– Olha, Mestre! Que pedras enormes! Que construções magníficas!
– Você está vendo todas estas grandes construções? – perguntou
Jesus – Aqui não ficará pedra sobre pedra; serão todas derrubadas”
(Marcos 13.1-2)
Não se passaram 40 anos, o prédio foi posto abaixo.
Há muitos símbolos nas palavras de Jesus sobre a destruição do
antigo templo.
Um deles é que castelos, sejam pessoais, profissionais ou
empresariais, podem ruir. Há uma lógica na queda.
Uma delas tem a ver com a mentira.
Tudo aquilo que é levantado sobre a mentira cai um dia.
A mentira pode estar na motivação para se obter simpatia: quando
se diz que o alvo é um, mas, na verdade, é outro.
A mentira pode estar na metodologia empregada para a construção
do sucesso: quando se empregam recursos escusos, que não podem
ser publicamente assumidos.
Cabe-nos refletir se é sobre a verdade que estamos edificando nossas
vidas, nossas famílias, nossas carreiras, nossos negócios, nossos
relacionamentos, para que não sejam de areia os nossos castelos.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 26


“Não façam ídolos, nem imagens, nem colunas sagradas para vocês, e não
coloquem nenhuma pedra esculpida em sua terra para curvar-se diante dela.
Eu sou o Senhor, o Deus de vocês”. (Levítico 26.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 104 13/08/2018 00:52:08


07 “A força nasce no silêncio profundo de corações que sofrem
Abril longamente, não na alegria”. (Felicia Hermans)

Diante do câncer
Um hospital (nos Estados Unidos) afixou num quadro de avisos a
seguinte mensagem:

“O câncer é limitado.
Ele não pode aleijar o amor.
Não pode destruir a esperança.
Não pode corroer a fé.
Não pode devorar a paz.
Não pode destruir a confiança.
Não pode destruir a amizade.
Não pode apagar as lembranças.
Não pode silenciar a coragem.
Não pode invadir a alma.
Não pode reduzir a vida eterna.
Não pode extinguir o espírito.
E não pode diminuir o poder da ressurreição”.

Quem está com câncer não está condenado a morrer.


Antes, está desafiado a crer. A crer que Deus é maior que a sua doença.
Antes, está obrigado a se cuidar. A seguir as orientações médicas
como recursos que Deus disponibiliza para a cura.
Antes, está desafiado a crescer. A avaliar sua própria vida (como tem
vivido) e decidir como viverá depois da cura.
Antes, está obrigado a vigiar. A fazer os exames periódicos exigidos ou
para a recuperação ou para a prevenção de recidivas.
Antes, está desafiado a abençoar. A se interessar pelos que sofrem, a
fim de os ajudar com palavras de afeto ou gestos de apoio.
Antes, está obrigado a pensar. A pensar corretamente sobre a sua
doença e não assumir culpas que não tem por sua enfermidade.

Para ler HOJE na Bíblia: Levítico 27


“Ninguém poderá consagrar a primeira cria de um animal, pois já pertence ao
Senhor”. (Levítico 27.26)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 105 13/08/2018 00:52:08


08 “O objetivo principal da leitura da Bíblia não é conhecer a Bíblia
Abril
mas conhecer Deus”. (James Merritt)

A excelência da Bíblia
Há muitas pessoas com pensamentos brilhantes, capazes de gerar
vida mas também de precipitar a morte. Deus nos inspira a viver e a
viver bem, de modo que nossa liberdade nos impulsione para cima.
Ele tem pensamentos elevados para nós e inspirou homens e
mulheres para registrar esses elevados pensamentos. Esses homens e
mulheres viveram em lugares diferentes e em épocas distintas entre
si, mas o que escreveram não se contradiz e nem contém erro, se
harmonizam e se complementam perfeitamente. Lançando mão de
suas inteligências, como qualquer escritor, pensaram, pesquisaram,
estilizaram e escreveram cartas, contos, crônicas, narrativas,
genealogias, fábulas, parábolas, poemas, provérbios, profecias,
canções, orações e reflexões.
Por meios dessas diferentes produções textuais, a Bíblia nos conta
uma história, a história do amor de Deus para a humanidade.
Quando a lemos, vemos Deus em ação, para nos orientar, nos
corrigir, nos pastorear.
Quem se deixa guiar pela Bíblia se deixa guiar por Deus.
Quem se deixa guiar pela Bíblia recebe dele conforto quando precisa,
correção quando necessita, desafio para o crescimento e companhia
para todas as horas.
Uma Bíblia que se lê é um sinal da presença de Deus que se vê.
A Bíblia é o livro que nos apresenta a graça de Deus, na expectativa
de que respondamos com fé.

Para ler HOJE na Bíblia: Hebreus 1 a 2


“O Filho é o resplendor da glória de Deus e a expressão exata do seu ser,
sustentando todas as coisas por sua palavra poderosa”. (Hebreus 1.3a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 106 13/08/2018 00:52:08


09 “O nosso orgulho eleva-nos para que nos precipitemos de mais
Abril
alto”. (Marquês de Maricá)

Orgulho
Quando o ser humano começou a fazer suas conquistas, uma das
primeiras foi construir uma torre (Gênesis 11), cujo declarado
objetivo era chegar ao céu, para ser tão poderoso quanto o Criador e,
ato contínuo, dispensá-lo para viver ao léu.
Na sua força, seja mental ou muscular, o homem mostra a sua
fraqueza.
É raro quem se torna grande e mantém a sua grandeza.
É raro quem recebe a bênção de crescer e mantém os olhos em
quem o fez se desenvolver.
É raro quem ouve e atende.
É raro quem com o seu próprio erro realmente aprende.
Se é da nossa natureza humana construí-las, precisamos erigir
diferentes torres, a melhor delas devendo ser a humildade, cujas
sandálias não nos deixam esquecer que são de barro os nossos pés
e de vento os nossos músculos. Nossos alfabetos não são mesmo
maiúsculos. Nossas metas habitam de fato a região demarcada
dos rodapés.
Precisamos erigir torres, a mais alta delas importando-nos com a
sua profundidade, aquela que permite a melhor sondagem, a de nós
mesmos, o que demanda, sobretudo, discernimento e coragem.
Até quando precisaremos parecer o que não somos, exibir o que não
temos, comprar abraços e afetos como se fossem objetos, se o amor
de Deus nós já recebemos?

Para ler HOJE na Bíblia: Hebreus 3 a 4


“Hoje, se ouvirem a sua voz, não endureçam o coração como foi na rebelião, no
dia da tentação no deserto”. (Hebreus 3.7-8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 107 13/08/2018 00:52:08


10 “Nem que seja para fazer alfinetes, o entusiasmo é indispensável
Abril
para sermos bons no nosso ofício”. (Denis Diderot)

A fonte da confiança, 1/2


O cirurgião pode assestar o bisturi para o órgão a extirpar, confiante
que procederá corretamente e devolverá com certeza a saúde ao
corpo sobre o qual intervém.
Antes, pode pedir a Deus que dirija a sua mão.
A escritora pode se debruçar diante da página em branco e, cheia de
ideias, colorir o espaço com pontos que formam um mosaico de útil
informação e estimuladora beleza.
Antes, pode pedir a Deus que lhe dê a necessária inspiração.
O engenheiro pode se servir dos avanços da tecnologia para criar
um artefato, conduzir um processo ou concluir uma obra.
Antes, pode pedir a Deus que o ajude a coordenar os elementos que
levantam e mantém firme a sua construção.
A vendedora pode juntar seu conhecimento do produto e do
consumidor à sua perícia na arte de encantar para fazer o negócio.
Antes, pode pedir a Deus que sobre o ofício ponha clara e correta
compreensão.
Todos os profissionais podem agir por sua conta própria apenas,
estribado nos conhecimentos desenvolvidos em sua corporação
ou podem reconhecer sua limitação e pedir a Deus para inspirar,
consertar, sedimentar e ampliar a sua produção.
Se vão confiar apenas em si mesmo ou se vai se apresentar
como cooperador de Deus é escolha que espera por sua decisão.
[CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Hebreus 5 a 7


“Portanto, deixemos os ensinos elementares a respeito de Cristo e avancemos
para a maturidade”. (Hebreus 6.1a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 108 13/08/2018 00:52:08


11 “O lugar para o qual Deus te chama é o lugar onde a tua alegria
profunda e a profunda fome do mundo se encontram”.
Abril (Parker Palmer)

A fonte da confiança, 2/2


A professora pode estudar, preparar sua aula, divulgar o saber
e estimular seus alunos a pensar criticamente, entregando-se ao
máximo na missão. Antes, pode pedir a Deus que faça dela um bom
exemplo para seus alunos, vidas em formação.
O operador do direito pode examinar os fatos, os argumentos e as
leis e produzir suas petições ou sentenças baseado na razão.
Antes, pode pedir a Deus que, na promoção da justiça, capacite-o
com a melhor instrução.
A oradora pode assumir confiantemente a tribuna, consultar
suas notas ou ler seu discurso para convencer pela força de sua
argumentação.
Antes, pode pedir a Deus para alcançar as almas que lhe prestam
atenção.
A motorista, amadora ou profissional, pode levar seu veículo, certa
de sua habilidade para seguir pelo itinerário que tem em mãos.
Antes, pode pedir a Deus que lhe dê a competência requerida e
torne segura a sua condução.
O gestor pode planejar, organizar, liderar e coordenar com justa
avaliação.
Antes, pode pedir a Deus que faça prosperar seu trabalho do qual os
números consolidados são a esperada tradução.
Todos podemos antes, durante e depois de nossa ação pedir a Deus
que nos inspire, aperfeiçoe e ponha em tudo o que fazemos seu selo
de aprovação.

Para ler HOJE na Bíblia: Hebreus 8 a 10


“Não por meio de sangue de bodes e novilhos, mas pelo seu próprio sangue,
ele [Cristo] entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, e obteve eterna
redenção”. (Hebreus 9.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 109 13/08/2018 00:52:08


12 “A pressa bloqueia o desenvolvimento e a saúde da alma porque a
Abril
alma precisa estar enraizada na presença de Deus”. (John Ortberg)

Muito, 1/3
Corremos muito.
Corremos para executar tarefas, umas porque são muitas e temos
que terminá-las e outras porque as deixamos para depois por
prioridades indevidas, desorganização, preguiça ou falta de vontade.
Corremos muito por uma questão de estilo, tantas vezes sem saber
por que.
Nesse caso, precisamos nos lembrar que a vitória não é dos que
correm, mas dos que confiam em Deus (Isaías 40.31)
A pressa é amiga da imperfeição, irmã da superficialidade e escrava
do erro.
Quando fazemos, seja o que for, precisamos saber por que estamos
fazendo o que fazemos, sem nunca perdermos a razão. Talvez não
precisemos fazer o que corremos tanto para fazer.
Depois que fizemos, precisamos refletir se realmente valeu a pena e
se fizemos o melhor e do melhor modo.
Não podemos correr o tempo todo, com ou sem razão. Se temos
que sempre correr, há algo errado com o mundo, que nos impõe a
velocidade, ou conosco, que deixamos a vida escapar, como se não
tivesse sentido.
Precisamos meditar sobre o nosso jeito apressado de fazer, que
pode traduzir nosso modo superficial de ser, no qual não há tempo e
espaço para a oração e para a celebração.
A vida espera ser conduzida por nós.
Trata-se de uma decisão que precisamos tomar. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Hebreus 11


“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e aprova das coisas que não
vemos”. (Hebreus 11.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 110 13/08/2018 00:52:08


13 “A comida que você come pode ser o remédio mais seguro e
Abril
poderoso ou veneno mais lento”. (Ann Wigmore)

Muito, 2/3
Comemos muito. Poucas pessoas não estão na lista das que se
excedem na quantidade em suas refeições.
Notamos claramente o nosso mau hábito quando nos
alimentamos num restaurante em que a comida é pesada.
Poucas vezes não nos surpreendemos com os números
indicados na balança e no bolso.
Além de comermos muito, alguns comemos depressa demais.
Em certo sentido, nós somos o que comemos ou somos como
comemos: exagerados.
Sabemos que devemos ser moderados (2Timóteo 4.5), mas
não somos. Alguns até desejamos, mas não conseguimos.
Não devemos moderar por causa de um estilo, mas pelas
consequências dos excessos.
Nossos hábitos de alimentação vêm da infância. Quando são
ruins, devemos reformulá-los, de modo a beneficiar a nós e às
próximas gerações.
Comer é uma necessidade. Devemos satisfazê-la, sem excessos.
Comer é um prazer. Devemos vivenciá-lo, sem abusos.
Nossos avós estavam com a razão quando diziam que comemos
para viver e não vivemos para comer.
Somos desafiados a desenvolver o autocontrole (Gálatas 5.21).
A mesa é um excelente lugar, sozinhos ou acompanhados, para
nos exercitarmos, até não sermos controlados por um apetite
desordenado que pode nos cobrar um alto preço.
Hoje é dia de educar nossos hábitos. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Hebreus 12


“Suportem as dificuldades, recebendo-as como disciplina; Deus os trata como
filhos. Ora, qual o filho que não é disciplinado por seu pai?” (Hebreus 12.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 111 13/08/2018 00:52:08


14 “Aquele que se atreve a falar com uma língua afiada acabará
Abril
ficando com a cicatriz final”. (Robert M. Hensel)

Muito, 3/3
Falamos muito. Poucas pessoas são comedidas nas palavras,
expressando-se apenas quando o necessário é bom. Como diz o
ditado popular, muitos de nós morremos pela boca.
Muitas vezes, falamos sem pensar. Simplesmente falamos.
Algumas vezes, falamos para pensar, como se nossas ideias só
passassem a ter existência por meio da fala.
Em outras vezes, falamos sem precisar.
Quando falamos muito, falamos sem nos preocupar com os ouvidos
diante de nós, que talvez sejam magoados e feridos por nós.
Chegamos a passar adiante informações que não conferimos e,
mesmo que atestássemos a sua veracidade, conosco deveríamos
guardá-las.
Talvez acreditemos que, pelo muito falar, convenceremos
(Mateus 6.7).
Somos aconselhados a ser prontos para ouvir e demorados para
falar (Tiago 1.19). Somos desafiados a controlar nossa língua, para
que não aconteça de sermos controlados por ela.
Diante do prazer de falar, precisamos desenvolver o prazer de
escutar. É mais sábio quem ouve (Provérbios 10.19).
Além do mais, o mundo não precisa ser tão barulhento.
Precisamos desenvolver a capacidade do silêncio.
O silêncio é um tempo que nos damos para pensar no que ouvimos
e para entrar em conexão com Deus e conosco. O prazer do silêncio
nos espera.

Para ler HOJE na Bíblia: Hebreus 13


“Não se esqueçam de fazer o bem e de repartir com os outros o que vocês têm,
pois de tais sacrifícios Deus se agrada”. (Hebreus 13.16)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 112 13/08/2018 00:52:08


15 “Uma derrota quando se faz a coisa certa é, na verdade, uma
Abril
vitória”. (Frederick W. Robertson)

Supervencedores
Ao nos lembrar que somos filhos de Deus, o magnífico poeta bíblico
não se esquece de que podemos passar por duras dificuldades, capazes
de nos afastar da felicidade que Jesus Cristo nos oferece.
Mesmo em meio a situações dramáticas, como “tribulação, angústia,
perseguição, fome, nudez, perigo ou espada” (Romanos 8.35), somos
“mais que vencedores” (Romanos 8.37), segundo o escritor romano.
Os que amam a Deus sabem que a verdadeira glória tem valor eterno
e não vem do triunfo celebrado hoje e esquecido amanhã, como
a do time de futebol que, ao perder, é vaiado, como se nada tivesse
conquistado.
Os que creem em Deus não se alegram com a vitória que vem pelo
uso da força, buscada por nações ou facções que se abalam, ao imolar
inocentes no altar da guerra, feita por bombas e balas.
Vitória é aquela que Deus chama de vitória, mesmo que os homens a
vejam como derrota.
A verdadeira vitória não é a que precisa computar as feridas deixadas,
marcas que brilham mais que as medalhas no peito ostentadas, mas é
aquela que conta com a proteção divina devidamente rememorada.
A supervitória é aquela que não é obtida na solidão, mas é
experimentada sob a bênção de Deus que consolida os feitos de nossas
mãos (Salmo 90.17).
Os supervencedores são aqueles a quem Deus aplaude.

Para ler HOJE na Bíblia: João 7 a 9


“Falando novamente ao povo, Jesus disse: Eu sou a luz do mundo. Quem me
segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida”. (João 8.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 113 13/08/2018 00:52:08


16 “A dor deve ser enfrentada com um coração em Deus”.
Abril (Oswaldo Jacó)

A dor
A dor pode se alojar no corpo ou na alma e pode ser constante ou
intermitente, lancinante ou leve, longa ou breve.
A dor pode vir como consequência de um esforço extremo, como
no atleta.
A dor é o resultado da quebra de uma lei natural, como a que vem
de uma queda por desejo ou distração.
A dor tem uma autoria, que raramente reconhecemos: nós, que
somos responsáveis por ela quando descuidamos de nossa saúde
(física ou emocional), atentando conscientemente ou não contra as
regras, ou quando ferimos os outros com objetos pontiagudos em
forma de atitudes, palavras ou movimentos, fazendo girar a roda do
infortúnio.
A dor só muito excepcionalmente vem de Deus e somente chega
quando esgotamos todos os seus recursos para nos ensinar, corrigir
ou reorientar.
A dor é filha da falta de sabedoria e de santidade, que nos afastam do
equilíbrio e da harmonia.
A dor pode gerar desespero ou reflexão, revolta ou humildade.
A dor não é para ser aceita, mas para ser tratada e nós a enfrentamos
quando zelamos pelo nosso corpo ou mente ou quando nos
deixamos cuidar pelos profissionais a quem procuramos.
A dor pode nos tornar indiferentes ou sensíveis à angústia dos
nossos irmãos.
A dor pode ser curada por Deus, que também pode maravilhosamente
nos dizer que a sua graça nos basta (2Coríntios 12.9).

Para ler HOJE na Bíblia: João 10 a 12


“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em
mim, ainda que morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá
eternamente. Você crê nisso?” (João 11.25-26)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 114 13/08/2018 00:52:08


17 “Se você não sabe para onde está indo, pergunte a alguém que já
Abril esteve lá”. (J. Loren Norris)

Deixe-se conduzir
Com a vida desgovernada, Saulo achava que sabia o que estava
fazendo.
Odiava, mas imaginava que amava. Manipulava, embora parecesse
submisso.
Sempre ensinava, mas se dizia aprendiz.
Cheio de trevas no coração, embora o sol fizesse rachar o caminho
sobre o qual trilhava, foi surpreendido por uma luz ainda mais
intensa e por uma voz forte e fraterna.
Imediatamente, percebeu que idolatrava sua própria sabedoria para
pensar e decidir e sua própria força para fazer e acontecer. Entendeu
que o Deus distante estava perto e que dos seus olhos não saía fogo
aterrador mas pingavam pétalas de amor.
Quando se dispôs a segui-lo, escutou que devia esperar por um
pastor que o tomaria pelas mãos.
Entre as coisas que dele ouviu, mãos entrelaçadas, uma era que
deveria se retirar para bem longe, reaprender certo e revisar sua
razão de existir.
Como todos nós, Saulo precisava de uma mente lúcida, de um
coração generoso e de uma mão firme. Deus lhe enviou Ananias.
Na verdade, durante toda a sua vida, esteve em busca de Ananias.
Pensou que o encontrara nos mestres de Tarso, que eram apenas
lúcidos. Achou que era Gamaliel, que era apenas firme. Foi Ananias
quem varreu as escamas dos seus olhos (Atos 9.1-19).
Quando estivesse pronto para a vida e para a missão, ele precisaria
de outras mãos para conduzi-lo.

Para ler HOJE na Bíblia: João 13 a 16


“Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou. Não a dou como o mundo a dá. Não se
perturbem os seus corações, nem tenham medo”. (João 14.27)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 115 13/08/2018 00:52:08


18 “Para crianças um livro é todo um mundo”.
Abril (Monteiro Lobato)

Uma tarefa nossa


Há crianças e adolescentes que não gostam de acordar cedo para ir
à escola ou comer verduras e hortaliças.
Nem por isto nós os deixaremos dormir à vontade, porque sabemos
o preço que será pago já na juventude. Sabemos que seres ainda
em formação não podem ficar sem os nutrientes que verduras e
hortaliças compartilham.
Há crianças e adolescentes que não gostam de ler. Contra o mau
hábito, nosso esforço deve ser igualmente vigoroso.
Primeiramente devemos agradecer se nossos filhos gostam de ler.
Há muitos que amam e devoram livros.
Devemos nós mesmos estar convencidos dos benefícios de ler. Basta
que vejamos os resultados das pesquisas que mostram que as pessoas
que leem têm mais chances de vencer na vida, aprendem a ser mais
humanos nos relacionamentos, são mais criativos e vivem mais.
Se queremos fazer de nossas crianças e adolescentes bons leitores
(boas leitoras), observemos algumas sugestões bem simples:
• Leiamos. Nosso filho verá e nos imitará. O exemplo é poderoso.
• Leiamos histórias para nossos filhos. Eles vão se encantar.
• Tenhamos muitos livros em casa. Um dia, despertarão a
curiosidade das crianças. O ambiente nos forma.
• Compremos livros para nossos filhos, especialmente de poesia
e ficção. Se há um filme baseado num livro, leiamos juntos com
eles a obra que deu origem à película.
Levar os filhos a ler é uma tarefa nossa.

Para ler HOJE na Bíblia: João 17 a 18


“Minha oração não é apenas por eles. Rogo também por aqueles que crerão
em mim, por meio da mensagem deles”. (João 17.20)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 116 13/08/2018 00:52:08


19 “A cruz é a vitória. A ressurreição é o triunfo. A ressurreição é a
demonstração pública da vitória, o triunfo do crucificado”.
Abril (Leon Morris)

A cruz vazia
Durante algumas horas, numa sexta-feira à tarde, uma cruz ficou
fixada num lugar visível do lado de fora da velha cidade de Jerusalém.
Estava ao lado de outras.
Dos condenados, um não cometeu crime algum, mas assumiu
a culpa de todos que aceitam o perdão que Ele faz fluir do seu
coração para os corações dos arrependidos e compromissados com a
disposição de não pecar mais.
Por causa de uma festa que se aproximava, era necessário que as
cruzes fossem logo retiradas.
José de Arimateia viu nessa necessidade a oportunidade de assumir
publicamente que era um seguidor de um deles, Jesus, o seu Salvador.
Por isso, pediu o privilégio ao poderoso Pôncio de baixá-lo e levá-lo
(João 19.38).
A cruz ficou vazia.
Desde então, muitas cruzes, grandes e pequenas, têm sido replicadas
em templos, necrópoles, edifícios, casas e salas, mas, para que bem
representem a cruz do Filho de Deus, elas precisam estar vazias,
porque o corpo de Jesus não ficou nela.
Uma cruz com um corpo é uma história incompleta da Salvação e
parece apontar para uma derrota.
Uma cruz vazia é a história na íntegra, que continuaria naquele
sábado e em todos os nossos dias, porque aponta para a graça de
Deus e para a nossa alegria, preparando plenamente a nossa vitória.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 113 a 114


“O Senhor está exaltado acima de todas as nações; e acima dos céus está a sua
glória”. (Salmo 113.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 117 13/08/2018 00:52:08


20 “Nós vivemos e morremos. Cristo morreu e viveu”.
Abril (John Stott)

O sábado vazio
Sepultado o corpo de Jesus, fez-se longa noite sobre Jerusalém.
Fez-se noite no coração de Maria, sua mãe.
Fez-se noite no coração de Maria de Magdala.
Fez-se noite no coração de Pedro de Betsaida.
Fez-noite no coração de João, filho de Zebedeu.
Fez-se noite na mente de Tomé, o Gêmeo.
Por 36 horas fez-se noite em todos os corações que acreditavam que
Jesus era Deus.
O sábado não era de celebração, mas de lamentação.
O sábado não era de alegria, mas de agonia.
O sábado não era de gratidão, mas de solidão.
Talvez alguns tenham intercedido, mas sem saber como formular
o pedido.
O sábado era simplesmente o fim de toda aquela maravilhosa amizade
vivida à beira do lago de Genesaré, sob os céus de Nazaré, Cafarnaum,
Caná, Cesareia, Tiberíades, Gadara, Jericó e também sobre o chão da
fatídica Jerusalém. Agora era como se estivessem num túnel que não
termina, numa rua sem saída, numa esperança destruída.
O sábado do sepultamento de Jesus é como aquele momento em
que nossos desejos parecem não ser atendidos, em que Deus parece
ter tapado os ouvidos.
Eles não sabiam mas o sábado em que o corpo de Jesus ficou no túmulo
era apenas um interlúdio silencioso para um domingo radiante.
Quando o sábado nos atinge em cheio, devemos nos lembrar que o
domingo se aproxima e nossa história vai mudar de novo.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 115 a 116


“O Senhor é misericordioso e justo; o nosso Deus é compassivo”. (Salmo 116.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 118 13/08/2018 00:52:08


21 “Toda a carne, à meia-noite, silenciará. E a voz da primavera
anunciará, correndo, que, apenas amanheça o dia, a morte
Abril estará vencida, pelo esforço da Ressurreição”. (Boris Pasternak)

O primeiro domingo
Das grandes testemunhas da Ressurreição, Maria Madalena é a
maior (João 20.1-2 e 13-18).
Pedro correu para ver o túmulo vazio, mas logo voltou para casa.
João correu para ver o túmulo vazio, mas não entrou de imediato.
Tomé soube que Jesus tinha desaparecido, mas só creria depois.
Maria Madalena, de quem Jesus expulsou demônios, é o nosso
modelo diante da Ressurreição de Jesus, que era o sentido da sua vida.
Maria Madalena amou Jesus até o fim.
Persistente, não abandonou em nenhum momento o palco da
morte e do sepultamento de Jesus.
Corajosa, saiu de casa ainda de madrugada, a escuridão cobrindo
tudo desde o topo, para saber o que tinham feito com o corpo de Jesus.
Destemida, foi a primeira a falar sobre o suposto desaparecimento
de Jesus.
Sincera, teve coragem para admitir que não sabia para onde tinham
levado o corpo de Jesus.
Sensível, chorou o tempo todo de sua visita ao túmulo.
Cuidadosa, queria dar um destino digno ao corpo do seu Salvador.
Por isto, Maria Madalena dialogou com anjos.
Ela foi a primeira a conversar com o Jesus ressuscitado.
Ela pôde chamar o Mestre de “Raboni”.
Ela foi escolhida para ser a porta-voz da Ressurreição.
A Ressurreição de Jesus ainda espera que outras Marias Madalenas
contem a bela história do triunfo da vida sobre a morte.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 117 a 118


“A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular”.
(Salmo 118.22)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 119 13/08/2018 00:52:08


22 “Por saúde, quero dizer a possibilidade de levar uma vida
completa, adulta, viva, em que eu esteja em estado de respirar
Abril em comunhão com aquilo de que gosto”. (Katherine Mansfield)

A capa, os livros e os pergaminhos, 1/3


Preso por causa de suas convicções, Paulo, original pensador do
primeiro século, escrevia cartas, ofício no qual foi um grande mestre.
Por meio delas, ele nos legou um modo de pensar, um modo de crer,
um modo de confiar, um modo de fazer, um modo de esperar, um
modo de viver.
A um de seus assistentes, pediu:
– Quando vieres, traze a capa que deixei em Trôade, em casa
de Carpo, bem como os livros, especialmente os pergaminhos
(2Timóteo 4.13)
A capa era para proteger seu corpo.
Os livros eram dos autores que apreciava e dos quais precisava.
Os pergaminhos eram cópias das cartas que ele mesmo enviara.
Essas palavras contêm ensinos atemporais.
A inclusão da capa entre suas necessidades nos lembra que devemos
proteger nosso corpo. Cabe-nos cuidar de nossa saúde, física e
mental. “Cuidar” é verbo que Deus nos incumbiu de conjugar.
Para cuidar de nós mesmos, precisamos desenvolver hábitos
saudáveis. Quando a saúde nos deixa, devemos ir à sua procura,
buscando os recursos profissionais disponíveis, com médicos ou
psicólogos, entre outros. O Médico dos médicos age através de
pessoas que prepara para nos restaurar a integridade biológica.
O Psicólogo dos psicólogos capacita homens e mulheres para nos
conduzir em direção à cura.
A capa de Paulo simboliza a saúde que nos é imprescindível.
[CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 42 e 43


“Como a corça anseia por águas correntes, a minha alma anseia por ti, ó
Deus”. (Salmo 42.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 120 13/08/2018 00:52:08


23 “O livro é a grande memória dos séculos... se os livros
desaparecessem, desapareceria a história e, seguramente, o
Abril homem”. (Jorge Luis Borges)

A capa, os livros e os pergaminhos, 2/3


Na lista de desejos, apresentada na sua carta ao assistente Timóteo,
Paulo enumerou três apenas: sua capa, seus livros e seus pergaminhos
(2Timóteo 4.13).
Se a capa era uma necessidade para a preservação da sua saúde
física, a lembrança dos livros mostrava que ele queria manter firme
sua saúde intelectual.
Escritas por autores diversos, sobretudo poetas e filósofos, essas obras
eram indispensáveis para Paulo compreender e transformar o mundo.
Os livros, mais que as conversas entre amigos, são essenciais para
nos fazer viajar.
Os livros, mais que os recursos digitais, são vitais para nos manter
conectados com o que realmente importa.
Os livros, mais que os jogos, nos divertem e também nos
empoderam, ao nos abrirem perspectivas que ultrapassam o grau do
mero passatempo.
Os livros são os recursos com os quais compreendemos melhor a
nós mesmos.
Os livros são as mãos que podemos entrelaçar com as dos outros.
Os livros são companheiros em nossas dificuldades, guias em
nossos sonhos, alavancas para os nossos projetos e trampolins para
os nossos saltos.
Os livros nos tornam pessoas diferentes e melhores.
Precisamos deles em nossas casas, em nossas estantes, em nossas
mãos. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 80


“Restaura-nos, ó Deus! Faze resplandecer sobre nós o teu rosto, para que sejamos
salvos”. (Salmo 80.3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 121 13/08/2018 00:52:09


24 “A única coisa que você levará quando partir será o que deixar
Abril para trás”. (John Allston)

A capa, os livros e os pergaminhos, 3/3


Quando lhe fosse visitar na cadeia, Paulo esperava que Timóteo lhe
levasse a capa, os livros e especialmente os pergaminhos.
A capa era para proteger o seu corpo e os livros eram para oxigenar
a sua mente.
Os pergaminhos eram os textos que ditou a colaboradores em
situações adversas ou lavrara com o próprio punho.
Em forma de cartas, eles convidam magistralmente a uma reflexão
que transcende o tempo e o espaço e é de leitura insubstituível para
todos quantos desejam viver como Cristo propôs.
A missão de Jesus Cristo continuaria poderosa sem Paulo, mas seria
pobre nossa compreensão daquilo que Jesus Cristo fez.
Com Paulo, entendemos como Deus se tornou homem continuando
sendo Deus.
Por meio de Paulo, compreendemos o que a cruz fez por nós,
ao tornar público que os nossos pecados foram e podem ser
completamente perdoados.
É Paulo quem nos ilumina a razão para sermos cidadãos completos,
certos de que a nossa caminhada não termina aqui.
É de Paulo que ouvimos que o nosso culto deve ser racional, embora
seja uma experiência estética, isto é, ligada aos sentidos.
Ao pedir os pergaminhos, Paulo queria ter diante de si a missão da
sua vida, neles registrada. Paulo queria dizer que viver é deixar um
legado.
Deixemos nossos legados. Escrevamos livros. Inspiremos vidas.
Carreguemos nossos pergaminhos.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 98 e 99


“Exaltem o Senhor nosso Deus; prostrem-se, voltados para o seu santo monte,
porque o Senhor, o nosso Deus, é santo”. (Salmo 99.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 122 13/08/2018 00:52:09


25 “Quando perdoa um pecador, Deus não paga uma dívida; Ele
Abril oferece um legado”. (Thomas Watson)

Realmente arrependidos…
Quando pecamos, podem nos acometer diversas reações, às quais
chamamos de arrependimento.
Podemos ficar apavorados diante da possibilidade de sermos
descobertos.
Podemos sentir vergonha por termos sido desmascarados.
Podemos nutrir raiva das pessoas que nos acompanharam em nosso erro.
Essas atitudes nada produzem de positivo.
Podemos explicar o nosso pecado, de modo que saiamos absolvidos.
Podemos atribuir nosso erro às circunstâncias, como se isto nos
eximisse de nossa responsabilidade.
Podemos dizer que agimos corretamente, como se o nosso pecado
não fosse pecado.
Podemos simplesmente cantar que não nos arrependemos de nada.
Essas atitudes nos impulsionam a continuar errando, cada vez mais.
Podemos nos arrepender.
Se queremos mudar, perguntemos o que Deus espera de nós quando
pecamos.
Quando se viu diante do sua própria vileza, Davi, o rei-poeta que
viveu há três mil anos, orou assim:
– Senhor, eu sei o que tu requeres de mim
Nesta hora de tristeza que parece não ter fim:
Que eu venha com meu coração despedaçado
E humildemente admita diante de ti o meu pecado. (Salmo 51.17)
A explicação, a fuga e a arrogância são passaportes para que
continuemos pecando.
O medo, a vergonha e a raiva logo passam, sem que mudemos.
É a confissão sincera que nos prepara para não cometermos
novamente o mesmo erro.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 108 e 114


“Salva-nos com a tua mão direita e responde-nos, para que sejam libertos aqueles
a quem amas”. (Salmo 108.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 123 13/08/2018 00:52:09


26 “A qualidade de nossas expectativas determina a qualidade de
Abril
nossas ações”. (J.B. André Godin)

Antes de agir
Nem todo sonho é realizável.
Só é realizável o sonho intensamente gestado no coração e
corajosamente perseguido.
Só é realizável o sonho realizável.
Há sonhos irrealizáveis. É irrealizável ter de volta uma pessoa que a
morte levou. É irrealizável aprender sem estudar. É irrealizável vencer
sem se esforçar. É irrealizável brilhar nos campos de futebol sem ser
um craque. É irrealizável ter a altura ou a cor dos olhos que não se
tem. É irrealizável voar sem equipamentos. É irrealizável casar com
quem não se quer. É irrealizável pecar sem ser visto. É irrealizável
tornar-se amigo do Presidente da República ou íntimo de um
jogador de futebol de estratosférica fama. É irrealizável aguardar que
maus hábitos gerem bons resultados. É irrealizável mudar o outro.
Quando nutrimos um sonho irrealizável, estamos apenas plantando
a frustração que colheremos. Temos que medir bem o tamanho do
nosso sonho.
O sonhador que não quer apenas colher decepções precisa perceber
com clareza a realidade em que vive, não para se contentar com os
seus limites ou se condenar ao fracasso, mas para saber onde está e
conhecer o tamanho do esforço que precisará desenvolver.
Se queremos mudar a realidade, precisamos conhecer o que
queremos transformar. Só então poderemos ver os recursos que
temos nas mãos e começar a agir.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 124


“O nosso socorro está no nome do Senhor, que fez os céus e a terra”.
(Salmo 124.8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 124 13/08/2018 00:52:09


27 “O que é questionável e perigoso sobre os extremistas não é que
sejam extremos, mas é que são intolerantes. O problema não
Abril é o que dizem sobre suas causas, mas o que dizem sobre seus
adversários”. (Robert F. Kennedy)

Fugindo dos extremos


Os extremos nos perseguem e, às vezes, nos alcançam.
Há extremismos ideológicos, que levam pessoas a aderir a ideias e se
agarrar a elas como se fossem as únicas dignas de crédito. Algumas
são capazes de morrer e matar por essas ideias.
Há extremismos teológicos, sobretudo aqueles centrados em
torno de líderes que se apresentam como personificações divinas e
entorpecem as consciências, para que não pensem.
Há extremismos psicológicos, que escravizam as pessoas ao vício,
fragilizam suas emoções e lhes arrancam alegria de viver.
Há extremismos de muitos tipos e nenhum deles nos faz bem.
Diante da ideologia, devemos nos lembrar que as opiniões são
importantes, mas podemos mudar de lado. As ideias nos movem,
mas não nos devem dominar. Não são as ideias que nos possuem;
nós é que as temos.
Diante da teologia, nosso compromisso com a fé não pode abdicar
da razão, mesmo que não deva ser vista como final. Ter fé é uma
forma de pensar profundamente, com a diferença, no caso cristão,
que a razão se organiza sobre as páginas da Bíblia.
Diante da psicologia, não como ciência, mas como o retrato de
nossa alma, devemos considerar as heranças que nos formaram, mas
sem permitir que nos determinem, embora nos influenciem.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 125


“Senhor, trata com bondade aos que fazem o bem, aos que têm coração íntegro”.
(Salmo 125.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 125 13/08/2018 00:52:09


28 “A esperança é um alimento da nossa alma, ao qual se mistura
Abril sempre o veneno do medo”. (Voltaire)

Há pedras no caminho
O caminho para a realização dos nossos sonhos é uma avenida,
feita de sinais que nos obrigam a parar, calçadas com as quais
podemos nos contentar e ruas que nos levam para longe do alvo que
pretendemos alcançar.
Sinais, calçadas e ruas são, muitas vezes, postos por nós mesmos.
Demoramo-nos nos sinais quando nossos desejos são frágeis.
Detemo-nos nas calçadas quando nossas decisões são instáveis.
Desviamo-nos pelas ruas quando nossas disciplinas são
irresponsáveis.
No alcance de nossos sonhos, ficamos apavorados com medo de
errar e adiamos o passo a dar ou recolhemos as asas a voar.
Na conquista de nossas metas, pode ser que tenhamos alto demais
sonhado, além do que devíamos ter imaginado, com um passo
impossível de ser dado.
Na celebração da vitória desejada, podemos ignorar que o sucesso
tem um preço e que principia e segue a partir do seu começo.
Não temos que desistir. Antes, precisamos firmar o nosso desejo até
o conseguir.
Temos que avaliar o tamanho do sonho e talvez em pedaços o dividir.
Na disposição de prosseguir, temos que sacrificar o tempo do sono
e do lazer, deixando de outras coisas boas fazer.
No caminho da realização, não podemos ser pedras que nos
pomos a erigir.
Se pedras esculpem para nos impedir, cabe-nos tomá-las como
degraus que nos impulsionam para subir.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 136


“Deem graças ao Senhor, porque ele é bom. O seu amor dura para sempre!”
(Salmo 136.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 126 13/08/2018 00:52:09


29 “Um mentor é alguém que, mais que nós mesmos, vê nossos
talentos e habilidades e nos ajuda a levá-los adiante”.
Abril (Bob Proctor)

As mãos que precisamos


Há gestos que fazem a história mudar.
Há gestos de pessoas para conosco que fazem nossa vida mudar.
Saulo, depois de ter sido pastoreado por Ananias, protegido por seus
novos amigos, na barulhenta Damasco, a grande cidade da época, e
experimentado a aprendizagem no silencioso deserto árabe, voltou
para a sua vida na pequena Tarso.
Barnabé ouvira Saulo e ficara impressionado com sua história e com
seu talento. Sabendo que tinha ido para Tarso, distante vários dias de
viagem de navio, a cavalo e a pé, foi procurá-lo (Atos 11.25-26).
Quando o encontrou, levou-o para Antioquia e o introduziu num
mundo completamente novo.
Saulo não seria o gigante Paulo se não fosse o humilde Barnabé.
Para alcançarmos a altura a que podemos chegar, precisamos
de Barnabé.
Se o tivemos ou o temos, viajemos com ele.
Se o tivemos ou o temos, reconheçamos pessoal e publicamente o
gesto de nos ter procurado e levado para onde devíamos ir e talvez
não acreditássemos que conseguiríamos.
Se não o tivemos, esperemos que Deus nos mande um e quando nos
enviar, sigamos com ele. É por meio de suas mãos, suaves e seguras,
fraternas e firmes, e de sua visão inspirada e privilegiada, atenta e
sábia que Deus vai nos descortinar uma vida completamente nova,
fazendo-nos melhores, fazendo melhor o nosso mundo.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 1 a 3


“O Senhor falou a Moisés na Tenda do Encontro: ... Façam um recenseamento de
toda a comunidade de Israel, pelos seus clãs e famílias, alistando todos os homens,
um a um, pelo nome”. (Números 1.1a,2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 127 13/08/2018 00:52:09


30 “Não é verdade que as pessoas param de perseguir os sonhos
porque estão ficando velhas; elas estão ficando velhas porque
Abril pararam de perseguir os sonhos”. (Gabriel Garcia Marquez)

Date o seu sonho


A realização dos nossos sonhos não pode ficar para as “calendas gregas”.
Entre os antigos romanos, “calendas” eram o primeiro dia de cada
mês e no qual as pessoas pagavam suas contas. Entre os gregos, esse
dia não existia. Por isto, os romanos brincavam que os maus pagadores
acertariam suas dívidas nas “calendas gregas”, isto é, nunca as honrariam.
A palavra “calendas” acabou tendo um sentido positivo ao dar
origem ao termo “calendário”, que marca o tempo de nossas vidas.
Para realizar nossos sonhos, precisamos de um calendário, já que
acalentamos sonhos antigos e inventamos novos.
Alguns realizamos.
Outros vamos adiando.
Para não deixarmos nosso sonho para as “calendas gregas”,
precisamos datá-lo.
Não adianta dizer que “um dia” o realizaremos.
Quando pretendemos fazer a viagem de nossos sonhos? Datemos.
Quando pretendemos ingressar numa carreira? Datemos.
Quando planejamos nos casar? Datemos.
Quando vamos nos aposentar? Datemos.
Quando publicaremos o livro que imaginamos? Datemos.
Com uma data fixada para o nosso sonho, mesmo que idealmente,
a cada dia vamos fazendo o que é necessário para que ele aconteça.
Todo sonho nasce um dia e se realiza meses ou anos depois, pelo
que temos que assentar um a um os tijolos do edifício que estamos
construindo.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 4 a 6


“O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto
sobre ti e te conceda graça; o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz”.
(Números 6.24-26)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 128 13/08/2018 00:52:09


01 “Qualquer trabalho seria terrivelmente aborrecido se não
Maio
jogássemos o jogo apaixonadamente”. (Simone de Beauvoir)

Felizes no trabalho
O ambiente onde trabalhamos não pode ser bom se o ambiente é
hostil, com disputas mesquinhas e injustiças flagrantes.
Um trabalho não pode ser bom se é exercido sob as chibatas da
escravidão, modernamente desenvolvida por meio de metas absurdas
ou de jornadas abusivas ou de remunerações iníquas.
Quem sofre no trabalho deve pedir a Deus um novo trabalho e
começar a olhar à sua volta em busca de novas oportunidades,
mesmo que demandem mais estudo e mais esforço e muita paciência.
A libertação poderá tardar, mas virá. Deus, que é justo e bom, é um
trabalhador (João 5.17).
São felizes os que se levantam com vontade de começar a desenvolver
as suas atividades e passam o dia sem ficar olhando o relógio à espera
do fim do expediente.
São felizes os que têm colegas ou sócios honestos, com os quais vale
a pena estar.
São felizes os que veem que seu trabalho faz diferença na vida das
pessoas.
São felizes os que podem considerar seu trabalho como parte de sua
vida, não como um apêndice abominável.
Quem é feliz no trabalho deve e pode se empenhar para não torná-lo
ruim para os outros.
Quem é feliz no trabalho será ainda mais plenamente, se fizer
do seu ofício um trabalho para o rei do Universo, o primeiro dos
trabalhadores.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 7 a 9


“Quando o altar foi ungido, os líderes trouxeram as suas ofertas para a dedicação
do altar, e as apresentaram diante dele”. (Números 7.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 129 13/08/2018 00:52:09


02 “Aquele a quem convém mais do que é lícito sempre quer mais
Maio
do que convém”. (António Vieira)

O valor da ambição
Em todas as áreas da vida, precisamos de equilíbrio.
Precisamos de equilíbrio em relação ao dinheiro que temos e ao
dinheiro que não temos.
Para ganhá-lo, precisamos de ambição, palavra que
abominamos, mas que, quando surgiu no século 15, significava
apenas o ato de ir em busca de alguma coisa. O dinheiro não nos
vem. Nós é que vamos.
Quando é excessiva, a ambição cai diante da tentação, fica furiosa e
não mede os meios para se realizar. Uma ambição desordenada nos
torna escravos.
Quando é curta, a ambição também cai diante da tentação de aceitar
como inevitável a escassez, ao ponto de elogiar a pobreza ou se achar
desprezada. A falta de ambição prepara e justifica a preguiça. Uma
ambição equilibrada nos torna saudáveis.
Devemos pedir a Deus que mantenha longe de nós os extremos da
pobreza e da riqueza (Provérbios 30.8-9). Tendo demais, podemos
ser levados a esquecer do próximo e de Deus, como se o dinheiro
fosse tudo. Tendo de menos, podemos equivocadamente pensar que
Deus nos esqueceu e que não passamos de vítimas da sociedade.
Uma ambição equilibrada nos anima para o trabalho e para a
poupança, para o estudo e para a perseverança, para o empenho e
para a esperança.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 10 a 11


“Sempre que a arca partia, Moisés dizia: Levanta-te, ó Senhor! Sejam
espalhados os teus inimigos e fujam de diante de ti os teus adversários”.
(Números 10.35)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 130 13/08/2018 00:52:09


03 “O tempo não para, só a saudade é que faz as coisas pararem
Maio no tempo”. (Mário Quintana)

A dor da boa despedida, 1/2


Muitas vezes nos derramamos em lágrimas por belas razões.
Uma delas é quando temos que nos despedir de uma pessoa amada
ou de um grupo querido, a fim de nos transferir para outra cidade ou
nos integrar a outra equipe de trabalho. As lembranças boas fazem
com que nos dividamos entre querer ficar e ter que partir.
Como vimos nos preparando, entendemos bem o processo da
mudança, que possivelmente desejamos, mas o mesmo não se dá
com os outros, que nos pedem para abandonarmos a ideia, para
adiarmos a partida, mas ela é necessária.
Esta é a oportunidade de todos entendermos que viver é mudar,
de ideias, de cidades e de convívios, não de esperanças, nunca de
amizades, jamais de lealdades.
Mudaremos, mas manteremos nossos valores. Partiremos, mas
continuaremos amigos. Seguiremos adiante, mas continuaremos
leais. Estaremos distantes, mas a saudade nos unirá. Estaremos em
lugares ou posições diferentes, mas o ideal nos congregará. Estaremos
longe dos corpos mas não dos corações.
Mudaremos nosso modo da comunicação, mas não a comunhão:
amizades verdadeiras não são separáveis; histórias autênticas não
migram para a ingratidão; mãos que se uniram não esquecem.
Uma despedida é apenas uma despedida. Uma despedida é um
recomeço, para quem vai e para quem fica. É coisa boa. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Números 12


“Então Moisés clamou ao Senhor [em favor de Miriã]: ‘Ó Deus, por misericórdia,
cura-a!’” (Números 12.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 131 13/08/2018 00:52:09


04 “Saudade: presença dos ausentes”.
Maio (Olavo Bilac)

A dor da boa despedida, 2/2


Ao se despedirem, felizes são os que podem fazer como o
apóstolo Paulo.
Num dos momentos mais dramaticamente belos de sua trajetória,
ele teve que seguir viagem, depois de ter ficado na companhia
constante de alguns irmãos por três anos. Ele os reuniu e lhes deu
conselhos que se aplicam a todos quantos agora precisam partir.
Algumas frases, tiradas do seu tocante discurso, podem nos orientar
ainda hoje:
– Fiz o meu trabalho como servo do Senhor, com toda a humildade
e com lágrimas. E isso apesar dos tempos difíceis que tive. Agora
eu vou, sem saber o que vai me acontecer. O importante é que eu
complete a minha missão e termine o trabalho. Cuidem de vocês
mesmos. E agora eu os entrego aos cuidados de Deus e da palavra
da sua graça, pois Ele pode ajudá-los a progredir espiritualmente
e pode dar-lhes as bênçãos que guarda para todo o seu povo.
Lembrem das palavras do Senhor Jesus: “É mais feliz quem dá do
que quem recebe”.
A história termina em prantos: “Quando Paulo acabou de falar,
ajoelhou-se com os irmãos e orou. Então todos choraram muito
e abraçaram e beijaram Paulo. Estavam tristes. Então eles o
acompanharam até o navio”.
Quem, na hora da partida, pode dizer palavras próximas destas, é
feliz e está pronto para seguir em paz.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 1


“O temor do Senhor é o princípio do conhecimento, mas os insensatos
desprezam a sabedoria e a disciplina”. (Provérbios 1.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 132 13/08/2018 00:52:09


05 “Somente podemos nos conhecer a nós mesmos e fazer o que
devemos quando submetemos nossa vontade e cumprimos a
Maio vontade de Deus em nós”. (Teresa de Ávila)

Rendição
Os pés são nossos e com eles livremente caminhamos, mas somos
mais que nossos pés que podemos ver em movimento.
As mãos são nossas e com elas vigorosamente realizamos, mas
somos mais que nossas mãos que podemos fotografar em ação.
A mente é nossa e com ela pensamos, ordenando os passos simples
dos pés e os movimentos claros das mãos.
A mente, onde nossos pensamentos são gerados, é complexa. A
mente é mais que o cérebro, que, como se fosse um extraordinário
computador, processa os dados da memória, as experiências
novas, os ensinos recebidos, os sonhos acalentados, os princípios
sedimentados, os hábitos estabelecidos, os princípios assumidos
como certos e as emoções diante da realidade, numa lista sem fim.
A mente aprende a pensar de um certo modo, mas diz que é
autossuficiente para organizar os pensamentos e as emoções,
como se guiasse a si mesma. Esquece ela que, quando se guia,
vai por uma estrada que tem começo e fim definidos, margens e
curvas demarcadas, subidas e descidas inevitáveis, depressões e
elevações súbitas.
A estrada que nos leva é o resultado de um projeto.
O que a fé propõe é que, ao trafegar, a mente humana use, sem
deixar a razão de lado, a sua competência para se deixar conduzir
por quem fez a estrada.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 2


“Pois o Senhor é quem dá sabedoria; de sua boca procedem o conhecimento e o
discernimento”. (Provérbios 2.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 133 13/08/2018 00:52:09


06 “Somente quando nosso grande amor é Deus, um amor que
não perdemos nem mesmo na morte, é que podemos enfrentar
Maio todas as coisas em paz. O luto não será eliminado, mas será
temperado e animado com amor e esperança”. (John Piper)

A corda da esperança
Há momentos na vida que tudo parece conspirar contra nós.
Ao mesmo tempo, sofremos um revés no trabalho, recebemos o
diagnóstico de uma doença, perdemos alguma pessoa querida e um
vizinho nos escolhe para nos perturbar.
Nessas horas, dizemos que o mundo está desabando sobre nós. Pode
ser, mas pode ser também que a nossa sensibilidade tenha aumentado
depois de um primeiro acontecimento desagradável.
Nesses casos, há uma pergunta que precisamos fazer: quem nos
garante que uma coisa recebida como ruim seja mesmo ruim? Com a
experiência de vida, aprendemos que um desemprego, por exemplo,
pode também ser uma avenida para um novo e melhor começo.
Até uma doença pode ser um tempo para uma reflexão mais
profunda sobre os rumos que nossa vida tem tomado.
Há acontecimentos que nós provocamos, embora não nos
lembremos. Há acontecimentos que surgem sem que nada tenhamos
feito para os provocar. Há acontecimentos que simplesmente
acontecem. Não podemos mudá-los, mas podemos mudar a nossa
atitude diante deles.
Acontecimentos desagradáveis esticam a corda da esperança até o
seu limite. E é essa corda que nos leva a confiar junto com o apóstolo
Paulo, quando nos garante que Deus é aquele que terminará em nós
aquilo que começou (Filipenses 1.6).

Para ler HOJE na Bíblia: Números 13 a 15


“E o Senhor disse a Moisés: Até quando este povo me tratará com pouco caso?
Até quando se recusará a crer em mim, apesar de todos os sinais que realizei
entre eles?” (Números 14.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 134 13/08/2018 00:52:09


07 “Quem não recorda o passado está condenado a repeti-lo”.
Maio (George Santayana)

Desenterre o passado
O modo como nos relacionamos com o nosso passado fornece-nos
um bom álbum para o presente.
No passado, estão as respostas para as perguntas que hoje fazemos
acerca do mundo e de nós mesmos.
O futuro pode não vir, mas o passado já nos contempla.
O passado, tenha sido um pomar cheio de frutas ou um deserto
pleno de sede, é um corpo vivo. Não temos como enterrá-lo e
imaginar que ficará encoberto.
O passado irriga o nosso presente. A água que dele jorra pode ser
cristalina como uma corrente ou poluída como uma poça.
Precisamos lidar bem com o nosso passado, já que não podemos
fazer de conta que ele não existe nem colocar sobre os seus ombros
toda a culpa dos infortúnios pelos quais agora passamos.
Um bom programa em relação ao passado é conhecê-lo, mesmo que
pareça apenas um cano escondido sob um jardim ou um monturo.
Se temos bisavós, não deixemos de conversar com eles, talvez com
um gravador à mão. Se os nossos avós ainda vivem, devemos ouvi-los
sempre que pudermos. Se os nossos pais estão disponíveis, deixemos
que nos contem a sua história, que é, na realidade, a nossa.
Talvez tenhamos muitos motivos para agradecer a Deus.
Agradeçamos. Talvez tenhamos muitas razões para lamentar.
Lamentemos.
Enquanto agradecemos ou reclamamos, reflitamos sobre o que
somos com a clara consciência do que fomos.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 16 a 18


“E disse Moisés: Assim vocês saberão que o Senhor me enviou para fazer todas
essas coisas e que isso não partiu de mim”. (Números 16.28)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 135 13/08/2018 00:52:09


08 “Dar com ostentação não é muito bonito; mas nada dar com
Maio discrição, não é melhor”. (Pierre Dac)

Mania de ostentação
Ostentamos amizades com pessoas famosas nas festas que
promovemos e servimos comidas, bebidas, músicas e danças
caríssimas.
Ostentamos os carros novos que compramos, alguns adquiridos
com a única finalidade de mostrar o nosso poder econômico.
Ainda cedo, ostentamos a bola, o velocípede ou jogo que ganhamos
no natal. Ganhávamos e imediatamente saíamos às ruas para
participar de uma espécie de gincana, em que o vencedor era quem
imaginariamente tivesse ganho o brinde mais cobiçado
Ostentamos roupas, que mais que proteção ao corpo, significam
fidelidade a uma grife e sincronia com a moda, como se fossem virtudes.
Ostentamos títulos acadêmicos, como provas dos conhecimentos
adquiridos.
Ostentamos até mesmo a humildade e chegamos a nos apresentar
como “humildes”.
Alguns dirão que a ostentação é uma forma de compensarmos as
condições que desejávamos e não obtivemos.
Outros dirão que somos vitimas dos estímulos à comparação e à
competição tão presentes na sociedade.
Se somos racionais, como dizemos ser, não temos que comprar a
aprovação dos outros, mostrando-lhes que somos ou temos mais.
Precisamos aprender a radical verdade que os realmente felizes são
os verdadeiramente humildes (Mateus 5.7).

Para ler HOJE na Bíblia: Números 19 a 21


“E o Senhor disse a Moisés: Pegue a vara, e com o seu irmão Arão reúna a
comunidade e diante desta fale àquela rocha, e ela verterá água”.
(Números 20.7-8a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 136 13/08/2018 00:52:09


09 “Não podemos explicar Deus em sua plenitude, mas a razão
é suficiente para justificar a conclusão de que um criador
Maio transcendente do universo existe e é a fonte absoluta de bondade
moral”. (William Lane Craig)

A grande aposta, 1/3


O filósofo Blaise Pascal (1623-1662) sugeriu que os que não têm fé
em Deus devem fazer uma aposta e crer. Se estiverem certos, o ganho
será infinito; se estiverem errados, a perda será mínima.
Sob este argumento de natureza racional, crer na existência de Deus
é uma aposta. Se apostamos que Deus não existe e estamos errados,
seguimos uma ilusão que não traz qualquer prejuízo. Se apostamos
que Deus existe e estamos certos, os benefícios são imensos, entre
eles a certeza de sermos amados por Ele pelo resto da vida.
No entanto, crer na existência de Deus não é apenas uma aposta
porque, quando cremos, vamos acumulando experiências, bem
comuns ou bem extraordinárias.
Das experiências não podemos ter dúvidas. Se vimos alguém, nós
vimos alguém. Se pedimos algo a Deus e recebemos, nós recebemos.
Se oramos a Deus e sentimos a sua presença, nós sentimos.
Imaginemos Abraão, cuja história há quatro mil anos fundou a
nossa civilização.
Em algum momento de sua vida, creu na existência do Deus único.
Em outro momento, creu que Deus lhe convidava para deixar sua
terra e fundar uma nação longe dali. Se não cresse, perderia tudo. Ao
crer, ganhou uma família e um sentido para a sua vida e para cada
um de nós. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Números 22 a 23


“Então o Senhor abriu a boca da jumenta, e ela disse a Balaão: Que foi que eu
lhe fiz, para você bater em mim três vezes?” (Números 22.28)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 137 13/08/2018 00:52:09


10 “Vivo sem viver em mim, e de tal maneira espero, que morro
Maio porque não morro… Vivo no Senhor”. (Teresa D’Ávila)

A grande aposta, 2/3


Pensar na fé como uma aposta, como sugeriu Pascal, nos ajuda na
questão da eternidade da vida.
Imaginemos uma pessoa que não crê. Se não existe vida depois
desta, quando morrer, ele simplesmente desaparecerá. Nada terá
para ver porque tudo terá acabado.
Se a vida eterna existe, aquele que crê despertará e verá como são
reais todas as descrições sobre o céu que leu na Bíblia.
Por melhor que seja a vida aqui, é curta demais.
Se a vida aqui é curta e a eternidade não existe, importa que vivamos
cada instante com toda a intensidade, até correndo riscos capazes de
abreviar a nossa existência.
Se a vida eterna existe, o tempo aqui é mesmo curto, mas podemos
viver na perspectiva da eternidade, relativizando coisas passageiras,
como o prazer e o sucesso, para nos dedicar a causas de valor eterno.
Se existe vida eterna, como garante Jesus, é porque Deus nos ama
e quer prolongar para sempre esta experiência de amor. Amados
assim, devemos nos amar a nós mesmos e também ao próximo,
mesmo o miserável, certos de que também foram criados por Deus
que nos chama a amá-los.
Jesus, que dedicou a sua vida a nos ensinar – e isto não foi em
vão – disse que nos espera no céu – e isto não é uma esperança vã.
[CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Números 24


“Quão belas são as suas tendas, ó Jacó, as suas habitações, ó Israel!”
(Números 24.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 138 13/08/2018 00:52:09


11 “Se a cruz não for o centro da nossa religião, a nossa religião
Maio não é a de Jesus”. (John Stott)

A grande aposta, 3/3


Partindo do pressuposto que Jesus realmente existiu – e isto não
é uma aposta – impõe-se uma pergunta: qual o significado de sua
morte?
Uma possibilidade é pensar que Ele foi condenado porque se opôs
ao sistema religioso judaico e à dominação do Império Romano.
Como tantos outros subversivos, foi esmagado.
Os evangelhos registram que, de fato, isto ocorreu, mas dizem mais.
Dizem que Jesus foi morto para que todos aqueles que creem nele
como Salvador e Senhor recebam o privilégio de viver em comunhão
com Ele desde agora e no céu (João 3.16).
Os primeiros cristãos criam que a morte de Jesus teve um sentido
vicário, isto é, substitutivo. Ao morrer, Ele puxou para si todas as
nossas culpas e por meio da sua morte fomos absolvidos (Colossenses
2.14). Com sua morte, Jesus nos substituiu na cruz, para onde
merecidamente deveríamos ir.
Muitas pessoas têm dificuldade em admitir a ideia de que somos
essencialmente pecadores (Romanos 3.23), preferindo crer na
bondade humana, mesmo que negada pelos fatos.
Outras pessoas não aceitam a crueldade de um justo morrer no
lugar dos injustos (1Pedro 3.18), mas foi o que Jesus precisamente
fez. O nome deste gesto é graça, um favor que não merecemos, mas
que nos é oferecido assim mesmo.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 3


“Confie no Senhor de todo o seu coração e não se apoie em seu próprio
entendimento; reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e ele endireitará as
suas veredas”. (Provérbios 3.5-6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 139 13/08/2018 00:52:10


12 “Algumas são mães que beijam e algumas são mães que
repreendem, mas o amor é o mesmo. A maioria das mães beija
Maio e repreende ao mesmo tempo”. (Pearl S. Buck)

Ah, o dia das mães


“Dia das Mães é todo dia”, dirão os rabugentos.
“Dia das Mães é uma invenção do comércio, para levar o dinheiro
dos filhos”, protestarão os críticos.
“Por que o Dia dos Pais não tem o mesmo empenho nas celebrações?”,
reclamarão alguns homens.
“O Dia das Mães é o mais triste dos meus dias, porque a minha não
está mais aqui”, lamentarão os órfãos de todas as idades.
Assim mesmo, bem celebrado seja o Dia das Mães.
Quem se lembrar celebre-o todos os dias. Quem esqueceu fique
lembrado: é hoje.
Que hoje as mesas preparadas em casa ou reservadas nos
restaurantes fiquem repletas de mães, mães com bebê no colo, mães
de adolescentes, mães com bengalas ou em cadeiras de rodas.
Que no próximo Dia dos Pais o barulho seja igualmente forte.
E onde a lembrança chora, que seja um dia de gratidão na memória
dos dias outrora felizes, na infância quando éramos elegantemente
arrumados, na juventude quando éramos recebidos como reis
quando chegávamos ou na maturidade quando curtíamos a velhice
daquela que há muito tempo nos acolheu em seu ventre.
Quem tem uma por perto, desfile com ela, para que todo mundo
saiba que a sua é a melhor e a mais afetuosa mãe do mundo.
Quem não tem mais uma por perto, lembre dela, fale dela, agradeça
a Deus por ela, faça algo que ela gostaria de ver você fazendo.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 4


“O conselho da sabedoria é: procure obter sabedoria; use tudo que você possui
para adquirir entendimento”. (Provérbios 4.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 140 13/08/2018 00:52:10


13 “O segredo para a felicidade é a liberdade e o segredo para a
Maio liberdade é a coragem”. (Tucídides)

A promessa da coragem
Sentimos medo quando as coisas saem do controle. Aconteceu com
Josué quando teve que substituir Moisés.
Por isto, Deus lhe capacitou com as seguintes palavras:
“Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem desanime, pois o Senhor,
o seu Deus, estará com você por onde você andar”. (Josué 1.9)
Ele precisava de coragem. Nós precisamos de coragem.
Precisamos de coragem quando temos para realizar uma tarefa que
julgamos maior do que nós.
Precisamos de coragem quando perdemos um companheiro (líder,
cônjuge, filho, pai, irmão) e doa muito.
Precisamos de coragem quando estamos doentes. Temos que
enfrentar nossas enfermidades físicas: buscar o diagnóstico; se
demandar uma cirurgia, enfrentá-la.
Precisamos enfrentar nossas enfermidades psíquicas: buscar o
diagnóstico, aceitar o diagnóstico e buscar a terapia.
Precisamos de coragem quando temos que mudar a nós mesmos. Se
há um hábito ou um vício a ser abandonado, um perdão a ser oferecido,
uma herança familiar a ser rejeitada, precisamos de coragem.
Escutemos a promessa e prossigamos com coragem, mesmo que
esteja doendo a travessia das mudanças pessoais, mesmo que esteja
num leito de hospital, mesmo que as coisas lhe pareçam hoje sem
sentido, mesmo que haja um mar a ser vencido.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 25 a 27


“A terra abriu a boca e os engoliu [os que se rebelaram] juntamente com Corá”.
(Números 26.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 141 13/08/2018 00:52:10


14 “Deus jamais desaponta aquele que põe sua confiança nele”.
Maio (Basilea Schlink)

Podemos contar
Quais são as necessidades, as quais podemos esperar que Deus que
nos atenderá? (Salmo 37.4)
A tecnologia vem colocando, a cada dia, mais e mais produtos
diante de nós. Um exemplo disso é o telefone celular, que se tornou
uma “necessidade” até para crianças.
Na verdade, todos temos necessidades de segurança. Logo,
precisamos de casas para nos abrigar da intempéries, das feras e dos
ladrões, não de mansões.
Todos temos necessidade de saúde. Logo, precisamos de alimento
que nos nutram, não de pratos criativos e caros.
Todos temos necessidade de pertencer, o que explica parcialmente
a existência da família, dos clubes e das igrejas. Para ser aceita num
grupo, uma pessoa é capaz de se submeter a regras que vão contra os
seus mais caros princípios.
Todos temos necessidade de ser amados, o que faz com que alguns
matem para mostrar que amam...
Todos temos necessidade de autorrealização, o que leva alguns a se
tornaram escravos do poder ou do dinheiro.
Essas necessidades básicas vão se confundindo com necessidades
secundárias, que se tornam primárias, num círculo sem fim. A que
necessidades Deus supre?
Só temos um caminho para resolver o impasse. Deus nos supre as
necessidades que Ele considera como sendo realmente necessárias
para nós. Com relação a estas, podemos contar com Ele.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 28 a 30


“Celebrem uma festa ao Senhor durante sete dias”. (Números 29.12b)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 142 13/08/2018 00:52:10


15 “Devemos estar prontos para permitir que sejamos
Maio interrompidos por Deus”. (Dietrich Bonhoeffer)

Koilia ou Diakonia
Que a vida é de curta duração, todos sabemos.
Diante deste óbvio e comum conhecimento, a conclusão universal é
que todos temos que aproveitar a vida.
A partir daí a diferença aparece e ela pode ser sintetizada por duas
palavras gregas, presentes no Novo Testamento: “koilia” (κοιλια) ou
“diakonia” (διακονια).
Num sentido literal, “koilia” é a parte do corpo conhecida como
“ventre” e simboliza aqueles que transformaram os prazeres
vividos a partir da experiência corporal como o lugar para onde
vão, importando pouco com o preço que pagam, uma vez que a
vida é curta.
Já “diakonia” é “serviço”, palavra que pode ser aplicada ao estilo
de vida dos que dedicam seus dias, por serem breves, a tornar
melhores as vidas dos outros, compartilhando com eles seus bens,
talentos e horas.
Nem toda a vida voltada para a satisfação da “koilia” é
reprovável, como nem toda existência orientada para a “diakonia”
está automaticamente aprovada. Quem vive para o ventre pode
também servir ao próximo. Quem põe seu foco no serviço pode
também se alegrar.
A diferença está no foco. O prazer do ventre se esgota em si mesmo.
Já a alegria do serviço transcende o tempo e o espaço.
As duas palavras, que refletem duas maneiras de viver, demandam
uma escolha por parte de cada um de nós.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 31 a 32


“Atravessaremos o Jordão perante o Senhor e entraremos armados em Canaã”.
(Números 32.32)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 143 13/08/2018 00:52:10


16 “Sem uma autoavaliação adequada, o fracasso é inevitável”.
Maio (John Wooden)

Além dos projetos


Fazer projetos não é difícil.
Quem os faz revela que acredita em suas próprias potencialidades,
o que é muito bom.
Quem faz planos evidencia ainda que não vive apenas um dia de
cada vez, mas imagina os próximos, o que é ótimo.
Quem projeta o futuro conta a si mesmo que não está satisfeito com
o que conseguiu e quer mais, o que é excelente.
Se fazer projetos não é difícil, é muito difícil realizá-los.
Se queremos ir além de planos e projetos, precisamos tomar
alguns cuidados.
Em primeiro lugar, devemos fazer planos que sejam factíveis.
Projetos errados geram frustrações certas.
Em seguida, devemos criar as condições, dentro de nós e no
ambiente que nos cerca para que as coisas aconteçam.
Então, devemos nos lançar ao trabalho, com confiança, coragem
e criatividade.
É indispensável que nos avaliemos como estamos indo. Passada cada
semana, temos que perguntar como fomos. Vencido o mês, temos
que comparar o projetado com o realizado. Um semestre decorrido
é tempo oportuno para vermos o que faremos no próximo, para que
alcancemos as metas do ano que se aproxima celeremente do fim.
Nosso amanhã será melhor, se contabilizarmos hoje erros e acertos.
A próxima semana será melhor, se revisarmos nossos gestos. O
próximo semestre deve ser visto como nossa última chance para a
realização do que sonhamos.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 33 a 34


“Disse mais o Senhor a Moisés: ‘Dê ordem aos israelitas e diga-lhes: Quando
vocês entrarem em Canaã, a terra que lhes será sorteada como herança terá
estas fronteiras:” (Números 34.1-2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 144 13/08/2018 00:52:10


17 “Nossas ações não são separadas da nossa espiritualidade; antes,
Maio são sinais da presença de Deus no mundo”. (Ken Shigematsu)

A presença que nos toca, 1/2


Imagine-se caminhando por uma calçada e, de repente, sua testa
toca violentamente o chão. Nesse caso, você acabou de pôr em
prática uma das leis da física, embora nunca tenha estudado esta
ciência e não conheça pelo nome nenhum de seus axiomas. A dor e
a cicatriz são a prova de que a lei da gravidade existe, mesmo que a
desconheça.
Não precisamos conhecer as ciências para saber que suas leis
funcionam. Não precisamos concordar com o que essas leis dizem
para que se evidenciem.
De igual modo, para existir, Deus não precisa que acreditemos na
sua existência.
Como Ele é invisível, podemos viver como se não existisse.
Como a presença de Deus é uma realidade a ser experimentada,
podemos viver como se ela não fosse real.
Podemos, no entanto, fazer uma escolha melhor.
Podemos fazer uma aposta: Deus existe. Se, ao final, descobrirmos
que Ele não existe, nada teremos perdido. Se virmos que Ele existe,
será um deslumbramento. A aposta pode ser feita em termos
práticos. Se temos um problema e cremos que Deus o resolverá, e Ele
não o resolver, o prejuízo será pequeno: apenas o tempo perdido. Se
Ele o resolver, o benefício será incalculável. A fé, portanto, é um lugar
para onde podemos ir.
Com a fé, experimentamos a presença de Deus.
A presença de Deus é real, mesmo que não a experimentemos.
A presença de Deus é real quando a sentimos. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Números 35


“Não contaminem a terra onde vocês vivem e onde eu habito, pois eu, o Senhor,
habito entre os israelitas”. (Números 35.34)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 145 13/08/2018 00:52:10


18 “Podemos ignorar, mas jamais fugir da presença de Deus. O
mundo é habitado por Ele. Deus caminha secretamente por todos
Maio os lugares”. (C.S. Lewis)

A presença que nos toca, 2/2


Um menino, cheio de si, saiu de casa. Deixou tudo, inclusive Deus.
Como as coisas não aconteceram como pensou, terminou como
imaginamos: encontrou trabalho apenas por comida, comida de
porcos. Sentiu-se culpado. Lembrou da casa da sua família, onde
tinha tudo, sobretudo afeto. Então, suspirou: “ah, se eu voltasse”.
Deus estava com ele na pocilga e o inspirou a correr o risco de voltar.
Não há lugar onde estejamos que Deus não esteja.
Podemos nos sentir distantes, mas Ele não está longe de nós, jamais.
A presença de Deus é um presente que Ele nos dá. Mesmo não
desembrulhado, continua sendo o que é. É como um crédito
depositado em nossa conta no banco. Se não sacamos ou aplicamos
o valor que nos pertence, ele continua creditado a nosso favor.
A presença de Deus se mostra através de muitos sinais. Deus
está presente na Bíblia que abrimos, lemos e aplicamos. Deus está
presente quando lhe dirigimos uma oração e sua presença preenche
o silêncio. Deus está presente quando um punhado de pessoas se
reúne para entoar canções sobre o amor dele para conosco. Deus
está presente quando nos enche de compaixão para com os que não
têm conseguido nada na vida, senão a colheita das lágrimas.
Deus está presente quando olhamos para Jesus e vemos Deus em
toda a sua amorosa plenitude, como foi o caso do menino que voltou
para casa do pai que o esperava de braços abertos.

Para ler HOJE na Bíblia: Números 36


“São esses os mandamentos e as ordenanças que o Senhor deu aos israelitas
por intermédio de Moisés”. (Números 36.13a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 146 13/08/2018 00:52:10


19 “O trabalho de Deus em nós não elimina o nosso trabalho; Ele o
permite. Nós trabalhamos porque Ele trabalha em nós”.
Maio (John Piper)

O plano
O que fazemos com a Graça de Deus, uma vez recebida?
Tendo vindo como um presente, não vamos desembrulhá-lo?
Uma vez que a ganhamos, não iremos redistribuí-la?
Chegada da cruz, nós a poremos numa estante e ali vamos deixá-la?
Graça não é troféu, porque nós não a conquistamos. Alcançou-nos
sem humano esforço.
Graça não é prêmio, que recebemos por ter batido alguma meta.
Baixou-nos sem mérito nosso.
Como éramos culpados e fomos perdoados, graça não é medalha
que ostentemos no pescoço.
Como somos iguais em nossa miséria, graça não é para ser cavada
entre as pessoas como um fosso.
Por nossa limitação, a graça tem o nosso tamanho, para ser
colossalmente expandida.
A graça tomará conta de nossos próprios desejos, se for
sofregamente sorvida.
Como a graça pousa sobre a graça, ela nos veio para em nós ser crescida.
A graça de Deus precisa ser conhecida, admitida, reconhecida,
aprendida, desenvolvida.
A graça pode ser passiva e deixará a nossa vida no mesmo estágio
em que nos encontrou.
Se for viva em nós, a graça nos tornará cada vez mais parecidos com
o seu Entregador.
Deixada em nossos braços, será uma lembrança a preservar.
Feita ativa em nosso coração, será uma bússola a nos orientar.
Tornada operativa em nós e a partir de nós, será o par de asas que
precisamos para voar.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 5 a 6


“O Senhor vê os caminhos do homem e examina todos os seus passos”.
(Provérbios 5.21)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 147 13/08/2018 00:52:10


20 “As aflições tornam o coração mais firme, mais experiente,
mais sábio e mais profundo e, assim, mais capaz de perseverar,
Maio realizar e triunfar”. (John Bunyan)

A companhia da aflição
Na hora da aflição, que nos faz companhia hoje ou ainda nos fará,
devemos orar a Deus para que nos livre dela. Jesus mesmo fez assim
na sua última noite antes da cruz. “Afasta de mim este cálice” (isto é:
“livra-me da morte”) – foi o que pediu, enquanto seu suor gotejava
como sangue na relva do Getsêmani.
Ele experimentava seu próprio ensino de que, na vida, passamos por
aflições, sobre as quais corajosamente triunfou (João 15.33).
Quando oramos aflitos, Deus se põe imediatamente em movimento
a nosso favor.
Sempre por sua amorosa soberania, umas vezes Ele nos tira da
fornalha do sofrimento. Nesse caso, quase sempre celebramos.
Sempre também por sua amorosa soberania, outras vezes Ele nos
deixa na fornalha. Nesse tempo, quase sempre nos enchemos de
perguntas e, em algumas situações, ficamos revoltados, sentindo-nos
abandonados. Continuamos por vezes a orar ou desistimos, embora
Deus permaneça em movimento por nós.
Se a aflição persiste, Ele nos conforta, enviando-nos infalivelmente
palavras poderosas postas na sua própria Palavra escrita ou no
momento certo faz com que mãos amigas generosamente recolham
nossas lágrimas. E enquanto vamos sendo consolados, seu próprio
Espírito Santo vai nos ensinando a conviver com a nossa dor, até
posterior decisão de Deus.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 1 a 3


“Nestes quarenta anos o Senhor, o seu Deus, tem estado com vocês, e não lhes
tem faltado coisa alguma”. (Deuteronômio 2.7b)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 148 13/08/2018 00:52:10


21 “Antes de poder andar como Cristo andou e falar como Ele falou,
Maio você deve primeiro pensar como Cristo pensou”. (A.A. Allen)

Que diversidade é esta?


Temos a impressionante capacidade de gostar do que os outros
gostam.
É como se, pela adesão, fôssemos aceitos na invisível comunidade
dos que vão a um mesmo restaurante, vestem-se segundo os padrões
da estação, fazem fila para ver os filmes premiados, empregam
as palavras que todos dizem, pensam conteúdos previamente
estruturados.
Há uma moda a vestir não apenas o nosso corpo, mas o nosso
coração, para que nossos desejos sejam os mesmos de tantos outros
e tornem possíveis as vendas em massa. Quem se veste diferente é
tido como feio.
Há uma moda a adornar, não somente nossos pés, nossas mãos,
nossas orelhas e nossos pescoços, mas os nossos costumes no
trabalho e no lazer. Quem se porta diferente é classificado como
desinformado.
Há uma moda a nos dizer o que é bonito e o que é feio, mas também
a nos determinar o que é certo e o que é errado, sem nos oferecer a
oportunidade de seguir por distintas direções. Quem pensa diferente
é visto como atrasado.
Seguindo ondas, esquecemos que nossa identidade não se afirma
quando pensamos por oposição aos outros e não se confirma quando
fazemos o que os outros fazem.
Definitivamente, não podem ser as posições dos outros que
determinam as nossas.
Obviamente, a diversidade não está na semelhança, mas na diferença.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 4 a 6


“Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de
todas as suas forças”. (Deuteronômio 6.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 149 13/08/2018 00:52:10


22 “Estou convencido que a vida é 10% o que me acontece e 90%
a como eu reajo. Nós somos responsáveis por nossas atitudes”.
Maio (Charles R. Swindoll)

Para prosseguir
Para prosseguir, não olhe para trás.
Só olhe para trás se for para celebrar pelo que já alcançou, pelo
trecho que percorreu, pelo percurso que venceu, pelos problemas
que superou. O passado não pode ser algema. Quem olha para trás
apenas a ser estátua se condena.
Para prosseguir, não olhe para os lados.
Só olhe para os lados se for para saudar os companheiros que correm
juntos e notar que não está sozinho, mas cercado de anjos sem asas que
conhecem o caminho. Quem muito olha para os lados perde o foco,
permite que se apague o fogo que o embala; dá ouvido ao comentário
que abala; tropeça na inveja; perde o triunfo que se enseja.
Para prosseguir, olhe para a frente.
À frente está a linha divisória entre a perda e a conquista.
À frente está o troféu que enaltece o atleta que toca o fim da pista.
Você pode ir mais à frente.
Deus põe recursos sobre a sua mesa
Mas você pode se contentar
Com o que já conseguiu no passado
Ou simplesmente fazer-se paralisar
Com os fantasmas inexistentes que o têm atribulado.
Você pode também se divertir
Com a paisagem que se emoldura ao lado
Em lugar de firmemente continuar.
Use os recursos postos em sua mão,
Voe com os pés e acelere o coração.
Apresse o ritmo tendo seu alvo como decisão.
Sua meta persiga.
Esta é a hora.
Prossiga.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 7 a 9


“Saibam, portanto, que o Senhor, o seu Deus, é Deus; ele é o Deus fiel, que
mantém a aliança e a bondade por mil gerações daqueles que o amam e
guardam os seus mandamentos”. (Deuteronômio 7.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 150 13/08/2018 00:52:10


23 “Enquanto protelamos a vida passa por nós a correr”.
Maio (Sêneca)

Depois, não. Agora


Não deixe para depois.
Não deixe para fazer depois a viagem àquele lugar que sempre
povoou a sua imaginação, a menos que não disponha dos recursos
que a empreitada demanda.
Não deixe para depois dar o passo necessário em sua profissão, a
menos que a sua meditada razão lhe diga que não tenha chegado
ainda a hora da mudança.
Não deixe para depois, num concurso, a aprovação, como se fosse
meta sem nenhuma chance.
Não deixe para depois deixar uma tradição, quando estiver certo
que ela não produz uma viva esperança.
Não deixe para depois reatar uma amizade perdida pela
incompreensão, se um dia era no seu ritmo que você dava as mãos
para brincar no compasso leve de uma ciranda.
Não deixe para depois fazer a confissão que fará de você uma pessoa
livre do pecado cujas garras sua alma ainda alcança.
Não deixe para depois o pedido de perdão, só porque ele lhe exige a
coragem da iniciativa de abandonar uma velha e mortífera lembrança.
Não deixe para depois afastar-se da destruição que lhe traz o vício
que seu corpo comanda.
Não deixe para depois buscar com o outro a orientação que lhe trará
de novo a plenitude de uma vida com confiança.
Abra hoje, não depois, o seu coração. Não o endureça (Hebreus 3.8).
Não se empobreça. Tome hoje a decisão.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 10


“Naquela ocasião o Senhor me [Moisés) ordenou: Corte duas tábuas de pedra,
como as primeiras, e suba para encontrar-se comigo no monte. Faça também
uma arca de madeira”. (Deuteronômio 10.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 151 13/08/2018 00:52:10


24 “A maior das homenagens que podemos prestar à verdade é
Maio utilizá-la”. (Ralph Emerson)

Simplesmente, a verdade
A verdade pode ser gravada, oficial ou clandestinamente, que nunca
deixará uma pessoa surpreendida.
A verdade não busca prêmio para ser querida.
A verdade passa pela fotografia, pela cinematografia, pela
ultrassonografia ou pela ecografia e continua confiável, mesmo
quando o protocolo exige que seja repetida.
A verdade não precisa de palco para ser proferida.
A verdade pode ser virada ao avesso e permanece destemida.
A verdade pode ser posta num triturador que não se liquidifica.
A verdade não precisa de complemento que a explique.
A verdade não tem que ser estúpida.
A verdade é eloquente mesmo que tímida.
A verdade jamais gera dano para os que não querem ver a sua
honestidade posta em dúvida.
A verdade prevalece mesmo quando pela ditadura política ou
mediática suprimida.
A verdade não precisa de voz impostada para deixar a outra parte
convencida.
A verdade vive de cabeça erguida.
A verdade aparece, mesmo que fique durante muito tempo abafada,
blasfemada, cassada, derrotada ou escondida.
A verdade, mesmo que doa por um tempo aos bons e fira para
sempre os maus, precisa ser conhecida.
A verdade não é para ser temida.
A verdade liberta hoje a alma ontem oprimida.
A verdade deve ser a essência por nós preferida.
A verdade dura mais que a nossa própria vida.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 11


“Amem o Senhor, o seu Deus e obedeçam sempre aos seus preceitos, aos seus
decretos, às suas ordenanças e aos seus mandamentos”. (Deuteronômio 11.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 152 13/08/2018 00:52:10


25 “A esperança é a mão misteriosa que nos aproxima do que
Maio desejamos e nos afasta do que tememos”. (Severo Catalina)

A melhor riqueza
A esperança não é fonte de vida apenas para os que estão passando
pelos túneis sem luz ou pelos becos sem horizonte.
Quando tudo vai bem conosco e nossa vida prospera, podemos
descobrir o valor da generosidade e do serviço para com o próximo,
porque a esperança nos desaloja do comodismo e do egoísmo.
Aprendamos com os magos do Oriente, aqueles homens cheios dos
recursos do conhecimento e do dinheiro que foram conhecer Jesus
menino e lhe prestar homenagens.
Eles estavam onde estavam, satisfeitos com o que tinham, mas tendo
visto a esperança sob a forma de uma estrela no céu, deixaram-se
tomar pela curiosidade. Descobrindo o que o cosmos e as Escrituras
bíblicas diziam, puseram-se a caminho, rumo ao desconhecido, ao
caminho não percorrido, à cidade ainda não desbravada, à casa ainda
não visitada.
Foram de mãos cheias à casa da família pobre e ali deixaram
objetos de grande valor e utilidade. Voltaram com as mãos vazias. A
esperança foi a sua recompensa.
O que fizeram foi o que Jesus, crescido, fez a vida toda: serviu aos
pobres, aos pobres de coisas e aos pobres de esperança, para que
fossem ricos de graça, que é o melhor que podemos receber, que é o
melhor que podemos compartilhar.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 12


“Estes são os decretos e ordenanças que vocês devem ter o cuidado de cumprir
enquanto viverem na terra que o Senhor, o Deus dos seus antepassados, deu a
vocês como herança”. (Deuteronômio 12.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 153 13/08/2018 00:52:10


26 “Quanto mais agradecemos mais temos a agradecer. Ser grato é
Maio ser feliz!” (Neide Barbiere)

Reclamar adianta?
Temos motivos para reclamar.
Podem ser as macrocoisas, como as notícias que vêm da política, da
economia ou do clima. Podem ser as microcoisas, que dizem respeito
só a nós mesmos, como a enfermidade ou a morte de uma pessoa
querida. Podem ser as nanocoisas, aquelas que só nós percebemos,
como o tempero da comida, a densidade do colchão, a pedrinha no
arroz, a altura da música.
Todas elas podem se tornar megacoisas se começamos a reclamar
delas. A reclamação acaba se tornando um estilo de vida, que não
precisa de nada novo para se movimentar. Sempre temos algo para
reclamar, já que a imperfeição é nossa constante companheira.
Só devemos continuar reclamando contra os políticos quando
acomodados e corruptos, porque os elegemos para transformar as
coisas, e contra a baixa qualidade dos serviços, privados ou públicos,
pelos quais pagamos. Mesmo que não adiante, temos que protestar
contra a desigualdade em todas as suas formas.
Se reclamar se tornou um jeito de viver, temos que decidir parar de
reclamar.
A reclamação é tóxica e nos contamina.
A reclamação é injusta porque enxerga muito pouco.
A reclamação é inútil porque não traz de volta o que nos falta.
Embora tenhamos poucas coisas a reclamar, temos muitas coisas
para agradecer.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 7


“Meu filho, obedeça às minhas palavras e no íntimo guarde os meus
mandamentos”. (Provérbios 7.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 154 13/08/2018 00:52:10


27 “Até que o pecado seja amargo, Cristo não será doce”.
Maio (Thomas Watson)

A santidade muda o mundo


É duro ser santo, mas é possível.
Estamos todos (não só você) cercados de nicolaítas (Apocalipse
2.17), que são todos aqueles que não levam Deus a sério e pregam
que as pessoas podem viver segundo os seus instintos, não segundo
os propósitos e mandamentos divinos.
Não importa que o mundo esteja agachado diante de Satanás.
Precisamos estar de joelhos diante de Deus, para que possamos
caminhar em pé diante dos homens.
Não dá para esquecer: Deus é santo e espera que desejemos ser santos.
Os que agem como os nicolaítas vivem como se o seu
comportamento não importasse. Alguns pensam que, tendo sido
alcançados pela graça, nada mais deles é requerido. Pelo contrário,
depois da graça recebida, deles se espera uma vida coerente. Para
quem não reconheceu a graça, o padrão é mínimo. Para quem vive
em seu compasso, o padrão é o máximo.
Não alvoreceremos o mundo com discursos e nem com ações.
Colocamos o mundo de cabeça para baixo com gestos santos.
Faremos diferença no mundo, se formos santos.
O mundo espera que nossa presença nele o santifique.
Não é fácil ser santo, mas se pedirmos sabedoria a Deus para uma
vida de santidade, nós a receberemos e teremos prazer em seguir os
passos de Jesus.
O exemplo de uma pessoa santa muda o mundo.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 13 a 15


“Todos os anos juntem uma décima parte de todas as colheitas e levem até
o lugar que o SENHOR, nosso Deus, tiver escolhido para nele ser adorado”.
(Deuteronômio 14.22-23)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 155 13/08/2018 00:52:10


28 “Para ser realista, você precisa crer em milagres”.
Maio (H. C. Bailey)

Dos tipos de milagres


Não precisamos opor milagre e ciência.
Ambos são intervenções que alteram o andamento natural das
coisas, como uma doença ou uma distância.
Dizemos que o milagre é uma ação divina e que a ciência é uma
operação humana, mas não precisamos.
Tomemos uma distância, cujo percurso a pé demoraria dias, mas
um automóvel vence em algumas horas, ou levaria meses, mas um
avião precisa de horas para percorrer. Nesses casos, celebramos a
tecnologia. Não falamos de milagre. Erramos.
Consideremos uma doença, que é debelada por um remédio ou por
uma cirurgia, devolvendo ao enfermo a saúde e o prazer de viver.
Neste caso, agradecemos aos médicos. Não colocamos a cura na
conta dos milagres. Também nos equivocamos.
Se, de um lado, tecnologia e medicina se elogiam a si mesmas, de
outro nossa religião pode ignorá-las, fazendo-nos igualmente errar.
Deus é o Criador que tudo pode e intervém por meio de homens e
mulheres que estudam, pesquisam e criam meios para transformar
a realidade. Quando Deus intervém, estamos diante de um milagre,
mesmo que conduzido por mãos humanas.
Deus é o Salvador que tudo pode e intervém ouvindo as orações de
homens e mulheres de fé que se ajoelham. É também milagre.
Por que vamos separar as coisas que vêm da mesma fonte suprema?

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 16 a 18


“Não ergam nenhum poste sagrado além do altar que construírem em honra
do Senhor, do seu Deus”. (Deuteronômio 16.21a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 156 13/08/2018 00:52:10


29 “O indivíduo é capaz de grande compaixão e de grande
indiferença. Ele tem dentro de si meios para nutrir o primeiro e
Maio superar o segundo”. (Norman Cousins)

O prazer do dever
Quando tivemos que passar por uma cirurgia, algumas pessoas se
mobilizaram para orar.
Passando por um momento difícil, uns amigos vieram nos confortar.
Pode ser que, quando demos uma festa, amigos deixaram tudo e
vieram se alegrar conosco.
Quando tivemos um bebê, casais próximos foram à maternidade
dar-lhe boas-vindas, com um presentinho nas mãos.
Quando perdemos um parente, recebemos abraços de pessoas que
pararam suas agendas.
Pode ser que, enfrentando uma situação de injustiça, alguns amigos
se solidarizaram e ficaram ao nosso lado.
E há aqueles momentos em que as posições trocam de lugar. E
então a nossa oração é requerida por um amigo que vai para um
centro cirúrgico; nosso tempo é necessário para ir ao encontro de
quem sofre; nossa presença completará a alegria de uma festa; nossa
visita a um casal amigo que deu à luz uma criança será uma prova
inesquecível de amizade; nossos ombros farão diferença para uma
família enlutada; nossas palavras precisam estar vigorosamente ao
lado de uma vítima.
Vamos mexer em nossas vidas e comparecer ou continuaremos
ocupados? Permaneceremos distantes ou vamo-nos importar? Não
vamos rir juntos? Não seremos ombros para outros receberem
consolo? Não levantaremos nossas palavras contra a maldade?
Essas situações nos chamam ao dever, ao qual devemos atender,
com ou sem esforço, assim como fizeram conosco um dia.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 19 a 21


“Pois o Senhor, o seu Deus, os acompanhará e lutará por vocês contra os
inimigos, para lhes dar a vitória”. (Deuteronômio 20.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 157 13/08/2018 00:52:10


30 “É mais do que desalentador descobrir que a linguagem é usada
para adulterar, para contaminar e para baratear a vida e o
Maio Deus da vida”. (Eugene Peterson)

“Em nome de Jesus”


Jesus Cristo nos ensina que devemos orar no nome dele, sempre que
pedirmos ou agradecermos algo:
– Se vocês pedirem ao Pai alguma coisa em meu nome, Ele lhes dará
(João 16.13b).
No entanto, quando lemos a oração-modelo, criada por Ele e
conhecida como o “Pai Nosso”, não encontramos a expressão
“em nome de Jesus”. Nas orações que lemos no Novo Testamento,
nenhuma termina “em nome de Jesus”. Em todas, no entanto, está
presente a orientação que devemos pedir ao Pai em nome do Filho,
sempre orientados pelo Espírito Santo.
Assim, a oração não tem a ver com a forma como falamos, mas com
o reconhecimento do amor e do poder de Deus para agir, bem como
da nossa necessidade da bênção e incompetência para produzi-la.
Concluir a nossa oração “em nome de Jesus” não obriga o Pai a nos
atender, não dispensa o sentimento de nossa profunda confiança em
Deus e não nos absolve de disposições eventualmente impróprias no
ato de orar.
“Em nome de Jesus” não pode ser uma fórmula mágica que
idolatramos.
Sempre temos que orar em nome de Jesus, usando ou não a
expressão. O que importa é que, ao orarmos, estejamos certos que
contamos com a intermediação do Filho, o único que pode fazê-la
junto ao Pai.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 22


“Não plantem dois tipos de semente em sua vinha; se o fizerem, tanto a
semente que plantarem como o fruto da vinha estarão contaminados”.
(Deuteronômio 22.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 158 13/08/2018 00:52:11


31 “Não havíamos marcado hora, não havíamos marcado lugar. E,
na infinita possibilidade de lugares, na infinita possibilidade de
Maio tempos, nossos tempos e nossos lugares coincidiram. E deu-se o
encontro”. (Rubem Alves)

Agora é com você


Você pode chamá-lo de anjo. Você pode considerar que esteve
diante de um homem ou de uma mulher de Deus. Você não sabe
como dar nome ao seu interlocutor, como aconteceu com Jacó no
riacho de Jaboque (Gênesis 32), mas sabe que teve um encontro
transformador.
É vital celebrar o momento em que o anjo, o homem ou a mulher
de Deus, não importa a identidade que lhe tenha dado, apresentou-
se diante de você e lhe relembrou o sonho, que não é algo pequeno,
circunstancial ou egocentrado, mas é grande, talvez o maior da sua
vida, e deve ser permanente pelo alcance que terá, embora ainda
habitante do território das impossibilidades.
É indispensável reconhecer que a experiência, pelas palavras do
amigo mais chegado que um irmão, fez novamente seus olhos
brilharem como fulguram as estrelas.
É essencial agradecer a oferta que recebeu, junto com um abraço
poderoso, de que não seguirá sozinho: seu amigo caminhará ao seu
lado, fazendo tudo o que puder, para ajudar na concretização de uma
magnífica ideia temporariamente amordaçada mas agora liberada.
Depois do estímulo, é sábio reagir, retomar o plano, redesenhá-lo
se necessário, reacreditar no projeto, recolocá-lo de pé, recolocar-se
de pé, reanimar-se para o percurso, reajuntar colaboradores e fazer
o sonho acontecer.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 23


“Pois o Senhor, o seu Deus, anda pelo seu acampamento para protegê-los e
entregar-lhes os seus inimigos”. (Deuteronômio 23.14a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 159 13/08/2018 00:52:11


01 “Deus não nos abandonou mais que abandonou a Jó. Ele nunca
abandona a quem ama, nem Cristo, o bom pastor, perde a trilha das
Junho suas ovelhas”. (J.I. Packer)

E nada me faltará
Não me faltará sabedoria para tomar decisões certas. A Palavra de
Deus me ensinará.
Não me faltará coragem para enfrentar os perigos. O Espírito Santo
de Deus me inspirará.
Não me faltará ousadia para derrotar os gigantes. Deus mesmo me
dará as armas para a batalha a travar.
Não me faltará confiança para fruir as promessas de Deus, que as
repete todos os dias em Sua palavra aos meus ouvidos.
Não me faltará esperança para ver minha casa arrumada do outro
lado do rio, preparada para mim pelo próprio Filho de Deus que nela
habitará comigo.
Não me faltará a certeza de que sou amado pelo Pai, que me aprova
sem eu ter merecido.
Não me faltará a voz que me chama e capacita para viver de modo digno.
Não me faltará o desejo de ser por Deus conduzido pelo riacho
das águas transparentes, mesmo quando é ensurdecedor o ruído de
muitas outras correntes.
Não me faltará a força para discernir que o Senhor Deus que me
permite caminhar pelos vales da sombra da morte é o mesmo que
me pega pela mão para seguir pelos pastos verdejantes.
Não me faltará a alegria da vitória depois – depois! – das lutas.
Não me faltará luz – luz do céu – para que eu não tateie em sombras
atemorizantes.
Nada me faltará.
Nada me faltará porque o Senhor Deus é o meu pastor.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 24


“Os pais não serão mortos em lugar dos filhos, nem os filhos em lugar dos
pais; cada um morrerá pelo seu próprio pecado”. (Deuteronômio 24.16)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 160 13/08/2018 00:52:11


02 “O cansaço é um modo do corpo ensinar a cabeça”.
Junho
(Mia Couto)

Quando bate o cansaço


Por vezes, ficamos cansados.
O cansaço é um pedido de socorro que fazemos a nós mesmos.
É normal que fiquemos cansados quando nos submetemos a uma
excessiva carga de trabalho. É normal que, após um período de
descanso, fiquemos tranquilos.
Para nos cansarmos menos, precisamos viver de modo equilibrado.
Podemos trabalhar muito, desde que nos preocupemos pouco. A
preocupação cansa mais que o trabalho. Podemos trabalhar muito,
desde que não nos aborreçamos. O aborrecimento, mesmo que
breve, cansa mais que uma longa jornada de trabalho.
Podemos trabalhar muito, desde que gostemos do que estamos
fazendo. Assim mesmo, não devemos esticar nossos músculos até o
limite, para que continuemos fazendo bem a nossa missão.
Ao nos dedicar às nossas atividades, precisamos vigiar para alternar
períodos de trabalho com momentos de descanso.
Tendo diante de nós um monte de tarefas, devemos desempenhar
uma de cada vez. Tentar fazer várias coisas ao mesmo tempo traz
frustração e cansaço.
Se temos ficado cansados mais que deveríamos, há algo errado com
o nosso corpo ou com a nossa rotina.
Se mesmo descansando, não conseguimos relaxar, o cansaço é
um sirene, à qual precisamos ouvir e, atentos, buscar ajuda, para
entender o que está acontecendo e tomar as providências que nos
devolvam a saúde.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 8


“O Senhor me criou como o princípio de seu caminho, antes das suas obras
mais antigas”. (Provérbios 8.22a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 161 13/08/2018 00:52:11


03 “Jesus nos dá esperança porque ele se mantém ao nosso lado, vê
Junho e sabe o que precisamos para prosseguir”. (Max Lucado)

O Deus que nos supre


Uma das promessas mais extraordinárias da Palavra de Deus é esta:

“O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com


as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus” (Filipenses 4.19).

Para entender esta promessa, acompanhemos suas palavras:


“MEU DEUS”– O Deus da Bíblia é pessoal. Podemos falar com Ele.
Podemos ouvi-lo falar conosco. O Deus afável e próximo é o Deus
que, de fato, existe e foi revelado por Jesus Cristo.
“SUPRIRÁ”– Onde há uma necessidade, Deus entra em ação. Ele
tira dos seus depósitos inesgotáveis os dons que reparte.
“NECESSIDADES”– Nós confundimos desejos com necessidades;
Deus, não. Ele supre as necessidades que passam pelo seu crivo. Ele
sabe do que precisamos e nos supre (Salmo 34.10).
“DE ACORDO”– Deus nos supre “de acordo” com suas riquezas em
glória.
Imagine um homem muito rico. Você tem uma causa nobre e lhe
pede uma doação. E ele lhe dá uma esmola. Se ele desse DE ACORDO
COM suas riquezas, seria uma doação muito mais generosa. Deus
não nos dá de acordo com o que pedimos, mas DE ACORDO COM
as suas riquezas, que vão além do material e do físico, para que
olhemos para suas bênçãos espirituais (Efésios 1.3).
Precisamos confiar e esperar.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 25 a 26


“Não tenham na bolsa dois padrões para o mesmo peso, um maior e
outro menor. Pois o seu Deus detesta quem faz essas coisas, quem negocia
desonestamente”. (Deuteronômio 25.13,16)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 162 13/08/2018 00:52:11


04 “Os significados não são determinados pelas situações, mas nós
nos determinamos a nós mesmos pelos significados que damos às
Junho situações”. (Alfred Adler)

Não desperdice suas memórias


Todos nós temos do que nos lembrar.
Temos lembranças de coisas boas e registros de coisas péssimas. Temos
lembranças de palavras generosas que representaram acolhimento e
aprovação e de momentos saborosos docemente inesquecíveis. Temos
traumas de ataques recebidos, de dolorosas perdas experimentadas e
de situações que nos feriram profundamente.
Diante das memórias felizes, cabe-nos cultivá-las e celebrá-las.
Como tendem a se volatizar, precisamos registrá-las. Devemos visitar
os lugares de alegria e nos reencontrar com as pessoas que fizeram
parte daqueles momentos que ainda nos enternecem.
Não podemos desperdiçar nossas memórias boas, porque elas nos
ensinam, nos animam e nos fortalecem, ao nos cochichar que a vida
vale a pena.
Quanto às memórias sofridas, temos que aprender a conviver
com elas, porque tendem a permanecer e nos assustar. Não temos
como negá-las, porque nos habitam. Mesmo que negativas, elas nos
ensinam: apesar de sua força, sobrevivemos. Agradeçamos.
Falemos sobre elas, como parte de um processo de libertação. Se
preciso, busquemos ajuda profissional para superá-las.
Quando olhamos para o nosso passado, com lembranças gostosas
ou traumáticas, rindo ou chorando, reafirmamos para nós mesmos
que Deus faz conosco muito mais do que pensamos ou imaginamos
(Efésios 3.20).

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 27 a 28


“O Senhor enviará bênçãos aos seus celeiros e a tudo o que as suas mãos fizerem.
O Senhor, o seu Deus, os abençoará na terra que lhes dá”. (Deuteronômio 28.8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 163 13/08/2018 00:52:11


05 “Não há passageiros na nave espacial Terra; somos todos
Junho tripulação”. (Marshall McLuhan)

O que fazemos com a Terra, 1/2


Todos sabemos que aquilo que nós fazemos à Terra tem impacto a
curto prazo e a longo prazo.
Todos produzimos materiais que degradam a Terra, como fábricas e
usinas nucleares, ônibus e outros equipamentos de uso coletivo, mas
também os usuários domésticos com o lixo indevidamente descartado.
A defesa do meio ambiente demanda de nós uma vigilância diante dos
grandes poluidores e também um cuidado em nossa casa ou empresa.
Aquilo que cada um de nós faz representa um ato de cuidado ou de
descuido da Terra.
Há coisas simples que todos devemos fazer:
• Não desperdicemos água, no banheiro, no jardim, na calçada,
na garagem. A água não é inesgotável. É difícil mudar, mas
precisamos nos esforçar para usar a água como uma bênção de
Deus e bênção de Deus não se desperdiça.
• Não desperdicemos energia, seja elétrica ou de qualquer outra
fonte. Não saiamos de casa (ou do quarto ou do escritório),
deixando a(s) luz(es) acesa(s) e nem aparelhos eletrônicos
(como ar-condicionado) ligados.
• Não vamos descarregar na atmosfera o ozônio que conseguirmos
não descarregar.
• Não vamos apertar a buzina do nosso carro, a menos que seja
realmente necessário. Não vamos poluir o ar com desnecessários
sons, sejam buzinadas, músicas ou gritos.
Fazendo isto, estaremos fazendo o que podemos fazer. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 29 a 30


“Pois hoje lhes ordeno que amem o Senhor, o seu Deus, andem nos seus
caminhos e guardem os seus mandamentos, decretos e ordenanças”.
(Deuteronômio 30.16a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 164 13/08/2018 00:52:11


06 “Tudo o que existe e vive precisa ser cuidado para continuar a
existir e a viver: uma planta, um animal, uma criança, um idoso,
Junho o planeta Terra”. (Leonardo Boff)

O que fazemos com a Terra, 2/2


Além de pensar nas ações que estão ligadas à política e à economia,
está ao nosso cuidado a saúde da Terra e, por inclusão, a nossa saúde.
• Não vamos desperdiçar alimento, pondo no prato só o que
podemos comer, seja em casa ou num restaurante, mesmo que
possamos pagar por mais comida. No restaurante, se sobrar
comida, mandemos embalar e levaremos ou para casa ou para
doar a alguém.
• Não vamos jogar lixo (copo plástico, papel, garrafa, objetos) na
rua, na praça, no parque, no ônibus, no trem, no rio ou na praia.
Queremos a calçada limpa para quem caminhar depois de nós.
Queremos o rio limpo para que suas águas sejam navegadas
livremente, ou que corram límpidos para outro rio ou para o mar.
Queremos a praia limpa para quem vier amanhã. Se tivermos algum
objeto sobrando que o doemos para uma pessoa; não vamos jogá-lo
na escada ou na rua.
• Não vamos sujar o que pudermos manter limpo! Para que gastar
mais água para limpar o que já poderia estar limpo?
• Não vamos desperdiçar o papel como se ele não viesse de árvores
derrubadas, porque sabemos que precisamos sacrificar uma
árvore inteira para ter 62,5 quilos de celulose.
Se pudermos, devemos dar preferência ao papel reciclado.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 31 a 32


“E o Senhor disse a Moisés: ‘Você vai descansar com os seus antepassados, e este
povo logo irá prostituir-se, seguindo aos deuses estrangeiros da terra em que
vão entrar. Eles se esquecerão de mim e quebrarão a aliança que fiz com eles’”.
(Deuteronômio 31.16)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 165 13/08/2018 00:52:11


07 “Há apenas duas maneiras de responder à graça: gratidão e
Junho generosidade”. (Ed René Kivitz)

O perfil da generosidade
Se perguntarmos a 10 pessoas se querem ser milionárias, quantas
levantarão as mãos para dizer “sim”?
Se perguntarmos a 100 pessoas quantas querem ser generosas quem
responderá “sim”?
Quase sempre pensamos em primeiro ter dinheiro para depois
distribuí-lo.
Pode ser que o volume doado pelos que têm muito seja grande, mas
não será maior que a soma das ofertas típicas de uma “viúva pobre”,
aquela observada por Jesus e que deu a única moeda que possuía
(Marcos 12.41-44).
Os que pouco têm também querem ter mais e podem estar igualmente
controlados pelo desejo de ter mais como a razão de ser de suas vidas.
A ambição não é exclusiva de alguma classe social. De igual modo, a
generosidade não é propriedade de classe social alguma.
Generoso é quem considera o outro como seu igual.
Generoso é quem, tendo algo nas mãos, pensa em usá-lo, para si e
também para o outro.
Generoso é quem se emociona diante da necessidade do outro.
Generoso é quem doa dinheiro, se tiver; comida ou água, se tiver;
roupa ou calçado, se tiver.
Generoso é quem sente compaixão, como a pessoa de posses que doa
dinheiro que faz uma comunidade se desenvolver, como a mulher
que ensina a outra a costurar, como o homem que ensina uma
criança a ler ou contar, como o jovem que se junta para construir ou
reconstruir uma casa para o pobre viver.

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 33


“O Deus eterno é o seu refúgio, e para segurá-lo estão os braços eternos”.
(Deuteronômio 33.27a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 166 13/08/2018 00:52:11


08 “Por causa do túmulo vazio, temos paz. Por causa de sua
ressurreição, podemos ter paz mesmo durante os tempos mais
Junho difíceis, porque sabemos que ele está no controle de tudo o que
acontece no mundo”. (Paul Chappell)

Quarenta, 1/2
Foram decisivos os 40 dias finais de Jesus na terra.
Depois de sua morte, veio a ressurreição, ambas em Jerusalém.
A ressurreição ilumina a morte. A morte é vencida na ressurreição.
O túmulo completa a cruz. A cruz vazia deixa uma interrogação que
o túmulo sem corpo responde (João 20.10-18).
Até então Jesus tinha uma agenda conhecida, mas agora ele
desaparecia e aparecia, sem que ninguém o pudesse acompanhar.
Ausente o mestre, seus seguidores precisavam reaprender a viver. Ele
não podia ser encontrado na casa de sua mãe ou de algum amigo. Não
estava mais disponível a todo instante. Ele chegava inesperadamente
e inesperadamente partia. Comia com eles, ensinava-lhes e ia
embora, não sem antes pedir que se reunissem de novo em Jerusalém
(Lucas 24.50-53).
Até lá, quando receberiam o poder que os capacitaria para
compartilhar a graça de Deus em todo o mundo, deveriam esperar.
Esses 40 dias de espera eram necessários porque era preciso que
aprendessem a esperar. O grande dia viria, de surpresa.
Esperaram e viram (Atos 2).
Esperar se aprende.
Também esperamos. Esperamos o dia do encontro definitivo com Jesus.
A qualquer momento, podemos ir até ele.
Ele pode vir até nós a qualquer momento (Pedro 3.11-13).
[CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Deuteronômio 34


“E o Senhor lhe disse: ‘Esta é a terra que prometi, sob juramento a Abraão,
a Isaque e a Jacó, quando lhes disse: Eu a darei a seus descendentes’”.
(Deuteronômio 34.4a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 167 13/08/2018 00:52:11


09 “Em sua ascensão, Jesus entrou no céu e mantém aberta a porta
Junho para a humanidade entrar”. (Oswald Chambers)

Quarenta, 2/2
Os 40 dias entre a ressurreição e a ascensão de Jesus eram necessários
para que os seus seguidores fossem restaurados.
Eles precisavam ser curados de sua teologia equivocada. Depois
de tanto tempo com o Mestre, ainda esperavam que ele devolveria
aos israelitas a glória do passado para suplantar o poder imperial
romano e dar de novo liberdade plena ao povo.
E, de fato, eles receberam poder, não para formarem uma nação
independente, mas para se espalharem pelo mundo para anunciar a
graça de Deus, não para servirem a algum poder terreno.
Os seguidores de Jesus precisavam também ser curados de suas
emoções estraçalhadas pela decepção e pela culpa. Apesar de todo
o ensino recebido, a escuridão da cruz ocupou as mentes dos nossos
primeiros irmãos, quando deviam ser iluminadas pela luz do seu
túmulo vazio. Por causa desta condição, nem pescar sabiam mais
direito (João 21.6).
Além da decepção, a culpa atormentava a alguns dos seguidores,
especialmente Pedro de Betsaida. Depois de caminhar sem rumo por
algum tempo, o necessário tempo da espera, Pedro foi curado de sua
culpa por Jesus, o que lhe permitiu alguns dias depois enfrentar a
multidão que debochava dos primeiros cristãos.
Ao receberem o sopro do Espírito Santo em seus corações a renovação
da esperança, estavam prontos para uma vida radicalmente diferente.
É com esta mesma esperança que hoje vivemos.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 9


“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é
entendimento”. (Provérbios 9.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 168 13/08/2018 00:52:11


10 “Os verdadeiros progressistas são os que partem de um profundo
Junho respeito ao passado”. (Ernest Renan)

A tradição, 1/2
Entre os elementos que nos formam está a tradição.
A tradição nos diz o que é bonito. Nós escolhemos dentre as
possibilidades que a tradição preserva e geralmente engrossamos a
fila que ela predominantemente nos recomenda. Quem nos diz, por
exemplo, que determinadas cores combinam entre si e outras não,
senão a tradição?A tradição nos diz o que é certo.
Desde cedo, vamos aprendendo o que é correto e o que deve ser
evitado, decisão que pode variar entre as culturas. Em uma, por
exemplo, ser flagrado na corrupção leva ao suicídio; em outra, é visto
como sinal de esperteza.
É impossível uma vida sem tradição, mas nem toda tradição é boa.
Nem tudo o que a nossa avó nos ensinou vale a pena preservar. Na
sua voz podem habitar medos e estereótipos. Neste caso, temos que
negar a tradição, mesmo que consagrada no pensamento popular.
Ou concordaremos, como cantam os preconceituosos, que um carro
mal dirigido é “coisa de mulher”?
Devemos avaliar as tradições, para valorizar as que defendem
a vida e recusar as que cultuam a destruição. Devemos manter as
que promovem a justiça e nos posicionar contra as que sugerem a
manutenção da desigualdade.
Uma tradição boa, sobre a qual não se sopram boas novidades, é
coisa morta. Para ser mantida, a boa tradição deve ser renovada, para
que continue produzindo frutos bons para se colher. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 1 a 2


“Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas
testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”.
(Atos 1.8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 169 13/08/2018 00:52:11


11 “Além das aptidões e das qualidades herdadas, é a tradição que
Junho faz de nós aquilo que somos”. (Albert Einstein)

A tradição, 2/2
A tradição é como uma casa de vidro, que muitos têm prazer em
estilhaçar, em busca de notoriedade. Não nos pode seduzir o estrago
e a fama que uma pedra lançada contra o vidro faz soar, porque nos
deve importar se a tradição é boa ou ruim.
A tradição pode carregar a natureza pecadora do ser humano.
A tradição pode consagrar o egoísmo, a preguiça, a corrupção, a
indiferença, o preconceito e o medo, numa flagrante negação dos
dignos valores da solidariedade, do trabalho, da honestidade, da
compaixão, do respeito e da paz.
Nossa atitude diante da tradição depende de nossa conclusão acerca
do seu valor.
Se ela promove a vida em toda a sua amplitude, ela está certa e
devemos segui-la.
Se ela promove a morte, ela está errada e devemos rechaçá-la.
Em todos os tempos, a tradição é uma presença viva. O ser humano
tem dificuldades com ela e precisa se avaliar, porque a tradição
pode estar certa. Cabe-lhe respeitá-la. Quando a tradição oprime as
comunidades, cabe-lhe recusá-la porque está errada.
Jesus negou e combateu a tradição ruim. Diante da tradição boa,
Jesus a afirmou e renovou. Afirmamos a tradição quando impedimos
que ela se petrifique e se perverta. Renovamos a tradição quando
sopramos mais vida aos seus saudáveis pulmões.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 3 a 4


“Disse Pedro: ‘Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isto lhe dou. Em
nome de Jesus Cristo, o Nazareno, ande’”. (Atos 3.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 170 13/08/2018 00:52:11


12 “O amor só é lindo, quando encontramos alguém que nos
Junho transforme no melhor que podemos ser.” (Mário Quintana)

Enamorados
A verdadeira beleza de uma pessoa não está nela; está em quem
ela ama.
Seguindo nesta canção, o poeta bíblico escreveu:
– Como você é bela, minha querida! Como você é linda! Como os
seus olhos brilham de amor! (Cantares de Salomão 1.15)
Quem ama vê beleza onde alguns não veem, força que alguns não
percebem, saúde depois da doença, futuro que nem todos enxergam.
Quem ama admira quem ama. Esse é um dos testes do amor
enamorado. Se achamos que o nosso namorado ou cônjuge tem
mais defeitos que qualidades, o nosso amor está morrendo. Se isto
acontecer, é preciso que reflitamos um pouco: quando passamos a
criticar mais e a elogiar menos? Esse cuidado é essencial.
Se a nossa amargura dominar nosso relacionamento afetivo, dentro
de pouco tempo não haverá mais uma união verdadeira. Precisamos
de um olhar sempre apaixonado. Precisamos de um modo positivo
de ver nosso querido ou querida. Isso não quer dizer que ele/ela não
tenha problemas, mas que, juntos, vamos superá-los.
A convivência enamorada torna as pessoas melhores. Um influencia
o outro e é influenciado pelo outro.
A reciprocidade é o jardim em que o amor cresce. A falta
de admiração mútua é areia movediça onde o amor afunda.
Continuemos admirando aquele/aquela que Deus nos deu para
amar. Casais que se admiram não se separam.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 5 a 6


“Por isso os Doze reuniram todos os discípulos e disseram: ‘Não é certo
negligenciarmos o ministério da palavra de Deus, a fim de servir às mesas’”.
(Atos 6.2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 171 13/08/2018 00:52:11


13 “Toda esta tagarelice dos homens não constitui uma verdadeira
palavra; suporto-a para poder gozar o silêncio que passa através
Junho dela”. (Martin Buber)

Educação moral e cívica, 1/3


Estamos sempre ouvindo. É a partir das palavras que nos
relacionamos. É pelas palavras que aprendemos. É com palavras que
nos divertimos. É com palavras que nos tornamos pessoas melhores
ou piores.
O que fazemos quando ouvimos?
Quando ouvimos, devemos parar de falar. Quando falamos, não
queremos ser ouvidos?
Quando ouvimos, devemos prestar atenção, levantando nossa
cabeça, mesmo que absorta com um livro ou enterrada num
equipamento eletrônico. É uma questão de educação moral e cívica.
O outro diante de nós é mais importante que os amigos à distância,
mesmo que possamos conversar com eles como se estivessem ao
nosso lado, graças às maravilhas das tecnologias da comunicação,
com recursos que fazem desaparecer a própria distância.
Respeitamos o outro quando lhe damos atenção. Se não pudermos,
devemos ser honestos e criar outra oportunidade.
Quando esta conversa é virtual, podemos esperar. Nossos amigos
podem esperar, apesar do frenesi do prazer da curiosidade.
Assim como dizemos ao amigo presente que agora não podemos
lhe dar atenção, devemos fazer o mesmo com os que estão distantes,
sejam conhecidos ou desconhecidos.
A prioridade é de quem está fisicamente ao nosso lado. [CONTINUA
em 15 de junho]

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 7


“E disse [Estêvão]: ‘Vejo o céu aberto e o Filho do homem de pé, à direita de
Deus’”. (Atos 7.56)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 172 13/08/2018 00:52:11


14 “O sangue que você doa dá a alguém uma outra chance na vida.
Um dia este alguém pode ser um parente próximo, um amigo,
Junho um amado ou mesmo você”. (Cruz Vermelha Internacional)

Doando vida
Sangue é vida. Sua falta é morte.
A vida se renova todos os dias porque o sangue circula em
nosso corpo.
Enquanto isSo, há pessoas que precisam que o sangue de outro
renove a sua vida por causa de alguma fragilidade. Há pessoas que
precisam de doadores de sangue para continuar vivendo. Há pessoas
que doam. Felizes os que podem doar.
Mais felizes são os que, podendo doar, doam. Saem de suas casas,
escritórios ou oficinas para deixar parte de si num banco.
O doador de sangue é uma pessoa muito especial. Ela não sabe para
quem doa, mas doa. Ela nunca receberá um “muito obrigado” de
quem recebeu seu gesto, mas doa. Quem doa sangue não tem qualquer
interesse senão abençoar. (Assim devem ser todas as doações).
Quem doa sangue não perde nada. Quem doa sangue continua com
o mesmo capital vital. Quem doa sangue nada precisa fazer.
Hoje é dia de doar sangue.
A menos que tenha um motivo, não deixe para amanhã.
Se você nunca doou foi precisamente porque deixou para depois.
Doe hoje.
Quem doa sangue doa o que não lhe custou.
Quem doa sangue participa da vida do outro.
Quem doa sangue imita Deus porque doa vida.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 8


“Então Pedro e João lhes impuseram as mãos, e eles receberam o Espírito Santo”.
(Atos 8.17)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 173 13/08/2018 00:52:11


15 “Nós estamos nos afogando na informação, mas permanecemos
Junho
famintos por conhecimento”. (John Naisbitt)

Educação moral e cívica, 2/3


Ouvimos muito. Ouvimos coisas de alto valor. Ouvimos coisas
baixas. Ouvimos coisas inócuas.
Como ouvimos?
Não temos que ouvir tudo, ler tudo, prestar atenção em tudo. Não
temos que ouvir todos os áudios que nos remetem. Não temos que
ver todos os vídeos que nos enviam. Não podemos abrir mão de
nossa liberdade.
Antigamente se dizia que “papel aceita tudo”. Mais real é dizer agora
que os meios eletrônicos aceitam tudo, sem qualquer tipo de filtro.
Precisamos nos educar para os meios eletrônicos de comunicação,
seja como consumidores, seja como produtores de conteúdo. Não
temos que acreditar em tudo. Não temos que repassar tudo.
Nós detemos os dispositivos eletrônicos de informação; não são eles
que nos detêm. Não é o celular que nos possui e dita, por exemplo,
como gastaremos nosso tempo. Nós é que o temos e o colocaremos
no seu devido lugar: apenas um meio, pelo qual aprendemos,
trabalhamos, ensinamos e nos divertimos; ele não pode ser uma
droga de quem nos tornamos dependentes.
Antes da televisão e do telefone móvel – esses valiosos meios de
comunicação, trabalho e lazer nos nossos dedos – éramos felizes. Não
temos que ser infelizes e ansiosos porque esses meios nos pressionam
– e não o seremos, se os controlarmos. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 9


“Ele caiu por terra e ouviu uma voz que lhe dizia: ‘Saulo, Saulo, por que você
me persegue?’” (Atos 9.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 174 13/08/2018 00:52:12


16 “As redes sociais criam uma ilusão de conectividade”.
Junho
(Malay Shah)

Educação moral e cívica, 3/3


O que fazemos com o que ouvimos?
Se o que ouvimos não tem valor, devemos descartá-lo. Assim
como não devemos guardar todos os papéis que manipulamos, não
devemos guardar tudo o que recebemos, seja em nosso coração, nos
nossos equipamentos eletrônicos ou nas nuvens de dados a distância.
O que for bom, devemos reter (1Tessalonicenses 5.21), seja numa
estante de material impresso, seja num centro de dados, seja na
nossa alma.
O que for bom, devemos nos esforçar para aplicar, como mudanças
de atitudes, que podem ser imediatas umas ou demoradas outras. O
esforço do outro em produzir o material que recebemos não precisa
ser em vão.
Ótimos conteúdos devem nos inspirar e não apenas divertir.
Excelentes conteúdos são para que compartilhemos com os outros,
sempre respeitosamente.
Os meios eletrônicos de comunicação propiciam uma autêntica
revolução democrática, e não podemos torná-los apenas recursos
para o lazer, como se a vida fosse apenas entretenimento.
Devemos nos lembrar, também, que somos responsáveis pelo que
postamos, seja de nossa autoria ou de outrem.
Se usarmos bem os meios, eles poderão inspirar amizade e esperança.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 10 a 13


“O Senhor odeia os lábios mentirosos, mas se deleita com os que falam a
verdade”. (Provérbios 12.22)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 175 13/08/2018 00:52:12


17 “Ideologias, filosofias e crenças de toda espécie perdem todo e
qualquer sentido se desacompanhadas de um respeito decente
Junho pelo próximo”. (George Orwell)

Precisamos de religião?
Religião pode ser coisa de igreja, coisa de culto, coisa de arte, coisa
de reunião, coisa de domingo.
E pode ficar longe do coração, longe da comunhão autêntica, longe
da misericórdia, longe da profundidade.
Uma religião assim não está presente na formulação dos projetos,
na educação dos filhos, na solução dos conflitos. Importa o dinheiro
a ser ganho. Vence a arrogância do temperamento, mesmo irritado.
Vale o grito, recheado até de palavrões. Predomina a negação do
texto áureo:

“Em todas as coisas façam aos outros o que vocês desejam que eles
lhes façam. Essa é a essência de tudo que ensinam a lei e os profetas”.
(Mateus 7.12)

É pobre a religião incapaz de fortalecer a fé, inspirar a esperança,


robustecer o radical respeito pelo outro, aperfeiçoar o amor pelos
diferentes, honrar a humildade como a melhor virtude, no esforço
de esculpir uma ética boa para a vida.
Uma religião que não torna as pessoas melhores do que sempre
foram merece ser amassada e lançada no lixo.
Deve ir para o mesmo lugar uma religião que faz a vida percorrer
solitária os vales e as montanhas, como se Deus não fizesse a menor
diferença para quem (diz que) crê.
Religião deve estar a serviço da compreensão solidária, da
misericórdia real e da valorização do outro.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 10 a 11


“Então, Deus concedeu arrependimento para a vida até mesmo aos gentios”.
(Atos 11.8b)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 176 13/08/2018 00:52:12


18 “A ousadia é, depois da prudência, uma condição especial da
Junho nossa felicidade”. (Arthur Schopenhauer)

Não pare a sua vida


Não pare a sua vida enquanto aguarda o emprego dos seus sonhos.
Não pare a sua vida enquanto suspira por um dinheiro volumoso
que vai receber, vindo de uma indenização milionária, de um negócio
genial, de uma herança perto de se concretizar ou de um prêmio às
portas de chegar.
Não pare a sua vida por um livro que vai escrever.
Não pare a sua vida por um curso que vai começar ou terminar.
Não pare a sua vida enquanto não se transfere para um nova cidade.
Não pare a sua vida por um casamento desejado enquanto ele
não acontecer.
Não pare a sua vida enquanto espera por um filho no ventre ou
no coração.
Não pare a sua vida enquanto estuda para um concurso.
Não pare a sua vida por causa de uma doença.
Não pare a sua vida por causa do medo.
Enquanto espera pelo emprego dos seus sonhos, faça bem o que
hoje faz.
Se a “bolada” vier, lembre-se que a sua vida vale mais do que o dinheiro.
Se quer escrever um livro, terminar um curso, passar num concurso
ou mudar de cidade, comece.
Se vai casar ou cuidar de uma criança, não faça do cônjuge ou do
filho a razão de ser de sua vida.
Para tudo acontecer, você precisa ousar.
Ouse agora.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 12 a 13


“Entretanto, a palavra de Deus continuava a crescer e a espalhar-se”.
(Atos 12.25)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 177 13/08/2018 00:52:12


19 “Quando as pessoas falam, ouça completamente. A maioria das
Junho
pessoas nunca ouve”. (Ernest Hemingway)

A arte de ouvir “não”


Reagimos de modo diferente às contrariedades. Alguns não
sabemos reagir adequadamente diante delas, talvez por não nos
terem dito que nem todos os nossos desejos podem ser satisfeitos.
Precisamos ser contrariados.
Na verdade, nossas reações demonstram nosso grau de
maturidade. As contrariedades são indispensáveis para o nosso
crescimento.
Temos que ouvir que não podemos tudo, e não podemos mesmo;
que não sabemos tudo, porque sabemos pouco; que não estamos
certos, se não estamos; que falamos errado, se desrespeitamos
as regras da gramática; que estamos atrasados, se o relógio o
confirma; que os nossos hábitos são nocivos, quando efetivamente
são; que o nosso caminho nos levará à perdição, se as evidências
o indicam.
As cores têm as cores que têm, não as que queremos que tenham.
Não somos intocáveis. Precisamos ser tocados, corrigidos,
confrontados.
Crescemos quando os nossos desejos são negados. Continuamos
crianças enquanto nossos pedidos vão sendo atendidos.
Quando sabemos ouvir “não” sabemos dizer “sim”.
Para aprender a ouvir “não”, precisamos simplesmente ouvir a
história do outro, a experiência do outro, o drama do outro, o
conselho do outro.
Quando ouvimos o outro, nós nos valorizamos a nós mesmos
porque fazemos melhor e nos tornamos melhores.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 14 a 15


“Portanto, julgo que não devemos pôr dificuldades aos gentios que estão se
convertendo a Deus”. (Atos 15.19)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 178 13/08/2018 00:52:12


20 “O corpo de Cristo é o templo vivo de Deus e da nova
Junho humanidade”. (Dietrich Bonhoeffer)

Corpus Christi
Deus foi um corpo que viveu entre nós.
Quando tomou sua última refeição com os amigos, o Deus-homem
Jesus prometeu que o seu corpo seria entregue por eles, para que
continuassem a viver. Simbolicamente, fez seu corpo um pão e deu
a cada um deles uma porção para mastigar, um gesto que os antigos
romanos nunca compreenderam.
O corpo de Jesus na cruz, onde pendeu e sangrou até morrer,
consumou o sacrifício singular, para dispensar todos os outros.
Sobre ele penderam todos os nossos pecados, até serem lavados pelo
sangue que salpicava o chão, para que nenhum de nós precise fazer
qualquer sacrifício para ser perdoado e livre.
Sepultado num túmulo novo, o corpo de Jesus nunca foi encontrado,
embora vigiado e procurado.
Muitos amigos do corpo que morrera o viram várias vezes.
Tocaram no seu corpo, trabalharam com o seu corpo e festejaram
com o seu corpo, que agora era um novo corpo, sem os limites do
espaço e do tempo.
Como parte do seu projeto, o novo corpo fendeu as nuvens e voltou
para casa, abrindo-nos o claro caminho para o céu, pouco depois de
ter se despedido fraternalmente:
– Espero por vocês. Enquanto isso, compartilhem minha mensagem
de amor e perdão a todos quantos puderem, até nos reencontrarmos.
Na esperança de um corpo novo como o de Jesus é que os seus
amigos vivem.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 16


“Em nome de Jesus Cristo eu [apóstolo Paulo] lhe ordeno que saia dela! No
mesmo instante o espírito a deixou”. (Atos 16.18b)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 179 13/08/2018 00:52:12


21 “O arrependimento é a lágrima nos olhos da fé”.
Junho (Dwight L. Moody)
Para não pecar
O pecado é sempre trinitário:
Pecamos contra o outro, falhamos contra Deus, erramos contra nós
mesmos, não temos outro cenário.
Não importa a letra do abecedário
Que escolhemos para fraudar:
Adulteração, Altercação, Comparação,
Corrupção, Devassidão, Ingratidão,
Prostituição, Subtração, Traição, Violação.
São muitos os cabides no armário.
Para não pecar, só temos um itinerário:
Não desejar, quando for para errar;
Se desejar, não continuar;
Se continuar, confessar;
Se confessar, abandonar,
Para nunca mais ao erro voltar.
Se voltar, confessar;
Se confessar, abandonar,
Para nunca mais ao erro retornar.
Para não pecar, temos que fazer o inventário
Dos padrões que adotamos,
Mesmo que aceitos por aí de modo majoritário.
Para não pecar, permaneçamos no ideário:
Não depender de nós mesmos,
Confiar completamente em Deus,
Não achar que conseguiremos não o cometer
Só com o nosso próprio desejo arbitrário.
O perdão é comunitário:
No alto, Pai, Filho e Espírito Santo
Como que de mãos dadas estão a nos esperar.
Por aqui, precisamos do outro para nos ajudar,
Em casa, na rua, na igreja ou no trabalho,
A sair do fosso que sabemos cavar.
É por isto que ainda nos convida
A própria voz de Deus elevada sobre o Calvário.
Para ler HOJE na Bíblia: Atos 17
“E [Paulo] dizia: ‘Este Jesus que lhes proclamo é o Cristo’”. (Atos 17.3b)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 180 13/08/2018 00:52:12


22 “A pressão vem de dentro e só pode ser administrada de dentro”.
Junho (Ed Jacoby)

Sob pressão, 1/2


Um atleta, por mais medalhas que carregue, sabe que seus músculos
têm limites, os quais não pode transpor.
Nem sempre somos tão atentos ao nosso corpo como os esportistas
que tiram dele força, velocidade, resistência e vigor.
Quase sempre a vida nos faz viver sob pressão, que pode vir da nossa
própria casa, com contas a pagar, pessoas a cuidar, relacionamentos
a curar.
Podemos ser pressionados no trabalho, com metas e medos, metas
difíceis de alcançar e medos reais conjugados com o verbo dispensar.
A ambição pode ser o sangue que, correndo em nossas veias, nos
leva a práticas que nos fazem ultrapassar os limites que deviam ser
respeitados.
A resistência à pressão é obviamente diferente entre as pessoas, o
que nos lembra que podemos seguir em ritmos que poderão fazer
com que nossos músculos e mentes fiquem destroçados.
Antes que isto aconteça (ou lamentavelmente depois), precisamos
observar como vamos. Se estamos num ritmo que gera vontade de
viver, prossigamos. Se seguimos num modo insano de ser, reflitamos.
Se queremos continuar vivos, precisamos simplesmente fazer o que
Jesus nos orienta:
– Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não
colhem, nem guardam comida em depósitos (Mateus 6.25a).
Podemos ser mais sábios que os passarinhos. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 18


“Certa noite o Senhor falou a Paulo em visão: ‘Não tenha medo, continue
falando e não fique calado’”. (Atos 18.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 181 13/08/2018 00:52:12


23 “A maior descoberta da minha geração é que os seres humanos
podem alterar as suas vidas modificando as suas atitudes
Junho mentais”. (William James)

Sob pressão, 2/2


Devemos sempre ter em mente que o nosso ritmo de vida não nos
pode provocar danos, porque alguns são irreversíveis.
Nosso ritmo não tem que ser o que nos impõem. Nosso ritmo
não precisa ser o que nós mesmos nos impomos, além de nossa
capacidade.
Temos que nos perguntar se o ritmo em que seguimos é mesmo
necessário. Talvez seja. Se for, temos que equilibrar trabalho e
descanso, preocupação e tranquilidade, atividade e inatividade,
como aprendemos com o mandamento de cultivar um dia sabático
(Êxodo 20.8). Se não for, devemos mudar o ritmo, nem que implique
termos que alterar as metas.
Muitas vezes, para viver temos que morrer. Tem que morrer em nós
o que nos mata. Precisamos da coragem de desistir, quando desistir
é viver, de verdade; da ousadia de perder, quando perder for ganhar
realmente; da humildade de diminuir, quando diminuir nos fizer
crescer, sem prejuízos.
Se for necessário exigir mais de nós mesmos, exijamos. Talvez
possamos fazer mais.
O que não podemos, por uma questão de sanidade, é forçar os
nossos músculos até à ruptura ou a nossa mente até à exaustão.
Esses cuidados para nós mesmos devem alcançar os que convivem
conosco.
Não podemos exigir dos outros o que descobrimos que para nós
não serve.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 14 a 18


“Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o Senhor determina os
seus passos”. (Provérbios 16.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 182 13/08/2018 00:52:12


24 “A primeira igualdade é a justiça”.
Junho
(Victor Hugo)

Essencialmente iguais
O modo como devemos tratar aqueles que nos prestam serviços
como empregados (fixos ou temporários) interessa a Deus. Ele é
justo e se preocupa com a justiça.
Seu conselho é claro: “Não se aproveitem do pobre e necessitado”
(Deuteronômio 24.24-25).
Na vivência da justiça, se temos empregados, devemos orientá-
los quanto aos seus direitos. Em nossas contratações, temos que
proceder legalmente e mesmo ir além da lei. De modo nenhum,
devemos contribuir para que fique à margem da seguridade pública.
Temos que pagar em dia, sem atrasar. Não devemos pagar menos
que o mínimo. Mesmo que custe, assinemos sua carteira de trabalho,
nos termos da lei.
Devemos pagar aos que nos servem como gostaríamos de ser pagos.
Devemos tratar os que nos ajudam como gostaríamos de ser tratados
pelo nosso empregador (privado ou público).
Jamais façamos algo que humilhe nossos colaboradores, que têm
uma dignidade própria, uma dignidade que o Criador lhes conferiu.
Somos iguais aos que nos contratam. Somos iguais aos que
contratamos.
Os iguais devem ser tratados com igualdade e somos todos iguais.
Nosso dinheiro, nosso conhecimento ou nossa posição social não
nos tornam diferentes uns dos outros. Na essência, somos todos
iguais. Como iguais, queremos ser tratados. Como iguais, tratemos.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 19 a 20


“Disse Jesus: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber’”. (Atos 20.35b)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 183 13/08/2018 00:52:12


25 “Ser grato a Deus é muito mais do que dizer-lhe ‘obrigado!’. É
contemplar cada criação do Altíssimo: o amanhecer, o voo dos
Junho pássaros, o céu, as estrelas... É reconhecer em cada ser a mão, a
presença e o amor de Deus. Agradecer é um ato de contemplação”.
(Ana Claudia de Oliveira Alves)

Razões para agradecer


Majestoso, o Senhor Deus há milênios criador de todos os seres
humanos pôs-se em ação, usando as leis que Ele mesmo formulou,
para nos criar há alguns anos à sua imagem e semelhança também.
Como não agradecer por isto a cada manhã?
Afetuoso, o Senhor Deus que nos fez livres, como Ele mesmo o é,
desejou compartilhar conosco sua amizade e seus projetos para o
mundo que nos entregou para cuidar.
Como não abraçar a parceria para a qual nos convida?
Maravilhoso, o Senhor Deus providenciou uma solução sublime
para nos manter em sintonia com Ele, enviando seu próprio Filho,
que se tornou gente como a gente e sofreu a morte na cruz, onde
fomos reconciliados de nossa rebeldia.
Como não receber tão grande graça?
Gracioso, o Senhor Deus transformou o drama da cruz na
alegria do túmulo vazio, dando ao Seu Filho Jesus um corpo que
é o protótipo do nosso depois que atravessarmos o último vale da
nossa jornada terrena.
Como não aderir à oferta que dá como certa a esperança pela
qual vivemos?
Cuidadoso, o Senhor Deus nos legou um livro, a Bíblia Sagrada,
que, lido em oração, com o coração e com a razão, descortina-nos
toda a sabedoria que precisamos para trabalhar e festejar. Como não
reconhecer esse magnífico recurso, pelo qual aprendemos que mais
feliz é quem dá, do que quem recebe?

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 21 a 22


“Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: ‘Saulo, Saulo! por que você está me
perseguindo?’” (Atos 22.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 184 13/08/2018 00:52:12


26 “A responsabilidade é o preço da grandeza”.
Junho (Winston Churchill)

Causas e consequências
Achamos que o passado fica no passado, o presente acontece no
presente e o futuro ainda virá, como se pudéssemos separar a nossa
vida em três.
O presente é formado pelos atos que tomamos agora seguindo
uma trilha que já foi aberta. Nossas decisões, de certo modo, foram
tomadas no passado. Valorizamos o presente como se ele tivesse
vida própria e brilhasse sozinho. No entanto, nossos hábitos têm a
história do nosso sobrenome, mesmo que não a conheçamos.
Precisamos ser humildes e parar de achar que decidimos sozinhos.
Quanto ao futuro, precisamos nos lembrar que o nosso presente
será o passado dele.
O que fazemos agora afeta como viveremos.
Nosso problema é ignorar a óbvia realidade em que os efeitos
têm causas.
Os efeitos são os frutos que colhemos, tendo plantado a semente
muitos anos antes.
Quando os efeitos são imediatos, logo apontamos o dedo para o
momento em que erramos. Quando as consequências chegam muito
tempo depois, já nos esquecemos do que fizemos.
Viver sem pensar nas consequências não nos livra delas; antes,
torna-as mais nocivas.
As crianças precisam que os pais as conduzam por um caminho que
considere causas e consequências. Os jovens e os adultos já sabem de
onde vêm os efeitos. Cabe-lhes sabiamente considerar esta realidade.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 23 a 24


“Os que estavam perto de Paulo disseram: ‘Você ousa insultar o sumo sacerdote
de Deus?” (Atos 23.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 185 13/08/2018 00:52:12


27 “A oração tem a ver menos com um ato e mais com uma atitude,
uma atitude de dependência, de dependência de Deus”.
Junho (Arthur W. Pink)

Necessidade
O ser humano precisa da Palavra de Deus.
Com o multiplamente talentoso Saulo de Tarso (Tarso hoje
Turquia), depois Paulo (de todo mundo), não foi diferente. Forte
para percorrer milhares de quilômetros não importava o meio de
transporte que houvesse, genial como estrategista da evangelização,
brilhante na arte de convencer o público reunido e belíssimo com a
pena de escritor à mão, legou igrejas, poemas, tratados.
Ele parecia estar em todos os lugares, mas ficou doente. Então, orou
a Deus e pediu que fosse curado.
Era merecedor. Comparando-se com outros missionários,
argumentou, completamente fora de si:
– Eu sou um servo melhor do que eles (2Coríntios 11.23).
Pediu, insistentemente, para ser curado daquilo que chamava de
“espinho na carne”. Deus lhe respondeu de forma muito diferente
do que esperava:
– Paulo, a minha graça é tudo o que você precisa, pois o meu poder é
mais forte quando você está fraco. (2Coríntios 12.8 – NTLH)
E nunca mais se falou no assunto.
Com o espinho fustigando a carne, Paulo entendeu que sua doença
o impedia de ficar orgulhoso.
Aceitou que o poder de Cristo o protegesse contra ele mesmo.
Em Paulo, o mérito morreu.
Devemos orar para ficarmos livres de achar que merecemos ou de
que precisamos receber espinhos na carne?

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 25 a 26


“Paulo respondeu: ‘Estou agora diante do tribunal de César, onde devo ser
julgado. Não fiz nenhum mal aos judeus, como bem sabes’”. (Atos 25.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 186 13/08/2018 00:52:12


28 “Os homens dizem que a vida é curta, e eu vejo que eles se
Junho
esforçam para a tornar assim”. (Jean Jacques Rousseau)

Ou a liberdade ou a vida
Um homem pode encher de armas um quarto de hotel e dispará-las
contra pessoas que não conhece mas acha que devem morrer.
Uma mulher pode se embriagar e dirigir seu automóvel na
madrugada até encontrar e matar desconhecidos que trocam o pneu
de seu carro à beira de uma rodovia.
Um menino pode injetar tanta droga em suas veias, que destrói sua
mente, ao ponto de não saber distinguir entre uma mesa posta para
a refeição e uma lixeira posta para guardar dejetos.
Uma menina pode abrir seu ventre para receber uma vida nova e
depois deixá-la a mercê de cães.
Um artista pode expor seu corpo nu em público e convidar crianças,
que não sabem o que fazem, para tocá-lo.
Em nome da liberdade, tudo é permitido para sua garantia. Assim,
mata-se uma civilização, termina-se uma nação, destrói-se uma
cidade, sufoca-se uma família, elimina-se a vida.
A vida celebra sua própria morte quando esquece a ordem da
criação. A vida vem primeiro, depois a liberdade.
Embora contenha o embrião da morte, a vida não deve se sujeitar
à morte por causa da liberdade. É esta que deve estar sujeita à vida.
Cuidar das nossas vidas e das vidas dos outros é um princípio que
não pode ser tornado menor. A liberdade deve estar a serviço da vida.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 27


“[Um anjo me disse:] ‘Paulo, não tenha medo. É preciso que você compareça
perante César; Deus, por sua graça, deu-lhe as vidas de todos os que estão
navegando com você’”. (Atos 27.24)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 187 13/08/2018 00:52:12


29 “Eu fico abismado com a facilidade com que pessoas desinformadas
chegam a certezas, a opiniões inflamadas quando não têm qualquer
Junho base para julgarem”. (William Golding)

Sem pressa para opinar


Somos pessoas de opinião. Muitos de nós acabamos opinando até
sobre o que não conhecemos.
Não temos que ter opinião sobre tudo, porque é vasto demais o
território a conhecer.
Nossa opinião não pode se basear numa manchete de jornal ou
numa chamada de telejornal, obrigatoriamente incompletas porque
apresentadas em pouquíssimas palavras.
Nossa opinião deve ser emitida depois de prestarmos atenção ao
que o outro diz ou escreve, por uma questão de respeito. Quando
respeitamos o outro, fazemos justiça ao conteúdo que ele busca
transmitir, não torcemos suas ideias e aprendemos com ele.
E aprender é muito bom.
Nossa opinião deve ser fruto do estudo. Dispomos de muitos
recursos para melhorar nossa compreensão sobre um assunto.
No caso de um artigo, devemos lê-lo na íntegra e não apenas
algumas frases. No caso de uma reportagem, devemos ouvi-la
ou lê-la por completo.
Nossa opinião não deve ser uma mera repetição do que já disseram.
Se não nos cuidarmos, repetiremos o que as pessoas nunca disseram,
mas disseram que disseram.
Se não estivermos atentos, reproduziremos mentiras. Se não formos
críticos, disseminaremos estereótipos e ódios.
Os assuntos realmente importantes podem esperar por nossa opinião.
Quando ponderamos nossas opiniões, ajudamos a levantar a
bandeira da paz.

Para ler HOJE na Bíblia: Atos 28


“Portanto, quero que saibam que esta salvação de Deus é enviada aos gentios;
eles a ouvirão!” (Atos 28.28)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 188 13/08/2018 00:52:13


30 “Faça a descoberta de si mesmo, e aos poucos você descobrirá que
Junho é mais seguro e compensador valorizar-se”. (Clarice Lispector)

Humildes e altaneiros
Não podemos garantir que o outro nos respeite, mas podemos ter
como meta respeitar sempre. Nem sempre respeitamos o outro.
Quando falhamos, devemos reconhecer prontamente, pedir perdão
sinceramente e procurar corajosamente reparar o mal que fizemos.
Neste esforço, precisamos nos lembrar de uma regra essencial:
comunicação não é o que falamos ao outro, mas o que o outro ouve
de nós. Uma ofensa proferida sem a intenção de magoar ferirá do
mesmo modo que aquela anunciada com o propósito de machucar.
Nossa humildade diante dos nossos próprios erros mostra a nossa
grandeza.
Nem sempre somos respeitados pelo outro.
Nesse caso, nossa primeira atitude deve ser conferir se realmente
fomos desrespeitados. Será que o outro disse as palavras que ouvimos?
Não podemos tomar decisões por causa de mal-entendidos.
A segunda disposição implica uma viagem pelo coração do
outro. Teve ele o desejo de nos magoar? Sua brincadeira, mesmo
desagradável, foi para nos diminuir? A intenção deve contar.
Nosso sucesso nos relacionamentos depende de como nos vemos.
Os gestos desrespeitosos do outro sempre nos causam dano, mas, se
estivermos seguros de quem somos, o sofrimento será menor e logo
passará.
Se nos virmos como filhos amados de Deus e por Ele valorizados,
seremos altaneiros e manteremos nosso voo na altura adequada.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 19 a 20


“A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas”.
(Provérbios 19.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 189 13/08/2018 00:52:13


01 “Santo é o amor. Deves, pois, temer a Deus por amor e não
Julho
amá-lo por temor”. (Francisco de Sales)

Temer a Deus, 1/3


É comum diante dos noticiários tristes ouvirmos que falta às pessoas
o “temor a Deus”. Por isto, matam, mentem, traem, subtraem e
corrompem, a serviço de interesses transformados em ensandecidas
divindades.
Muitas pessoas acham que a ideia de que devemos “temer a Deus”
deve ser banida de nossas práticas e lançada na lista das expressões
arcaicas do vocabulário.
Antes de fazer um juízo definitivo sobre a questão, precisamos nos
aprofundar no estudo do livro onde encontramos a recomendação
de que devemos temer ao Senhor Deus.
Assim, a Bíblia diz e repete que o temor a Deus é a base da verdadeira
sabedoria (Provérbios 1.7). Se tivermos paciência para percorrer o
verbo “temer” ao longo das páginas sagradas, veremos que sentir
temor por Deus não é simplesmente ter medo dele, como podemos
superficialmente concluir.
Temer a Deus é tratá-lo com respeito. O exemplo oferecido
para este temor é o modo como devemos considerar nossos pais
(Levítico 19.3). Temê-los é ouvir o que nos dizem, atender às suas
instruções e honrá-los em sua autoridade. Não se trata de “medo”,
mas biblicamente falando de “temor”. Todos sabemos que um
relacionamento entre pais e filhos baseado no medo é algo distante
do ideal, porque está desviado para uma patologia a ser admitida e
curada. [CONTINUA em 3 de Julho]

Para ler HOJE na Bíblia: Romanos 1 a 3


“Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, sendo justificados
gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus”.
(Romanos 3.23-24)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 190 13/08/2018 00:52:13


02 “Bendito aquele que semeia livros e faz o povo pensar”.
Julho (Castro Alves)

Benditos
Se são felizes os que distribuem livros, como cantou o poeta Castro
Alves, imaginemos como são felizes os que distribuem o maior dos
livros, a Bíblia Sagrada!
Graças a estes homens, podemos ler páginas que nos enternecem na
solidão de um quarto de hotel.
Por causa deles, quando temos que fazer do hospital a nossa casa,
podemos encontrar palavras de esperança ao lado do leito.
No auge de nossa vida na escola, quando achamos que tudo sabemos,
podemos ser confrontados com uma palavra cujo valor não passa.
Quem serve nos quartéis e nas repartições públicas pode encontrar
orientações permanentes, graças ao exemplares que lhes foram
ofertados.
Desde 1899, os Gideões Internacionais passam adiante, por puro
prazer, cópias da Bíblia, que eles mesmos compram, e em todos os
países do mundo entregam a pessoas desconhecidas, por acreditarem,
com toda a razão, que a Palavra distribuída, por vir de Deus, nunca
voltará vazia (Isaías 55.11).
Benditos são todos os que acham que dar é melhor do que receber
(Atos 20.35).
Benditos são todos aqueles e aquelas que espalham a Bíblia.
Benditos são pais, mães e avós que leem a Bíblia com os seus filhos
e netos.
Benditos são os mestres que explicam a Bíblia aos seus alunos.
Benditos são os leitores que, santamente ávidos, querem ler mais a
Bíblia e conhecer mais quem Deus é.

Para ler HOJE na Bíblia: Romanos 4 a 6


“Mas Deus demonstra seu amor por nós: Cristo morreu em nosso favor quando
ainda éramos pecadores”. (Romanos 5.8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 191 13/08/2018 00:52:13


03 “A coisa mais marcante sobre Deus é que, quando tememos a Deus,
não temos medo de nada e, quando não tememos a Deus, temos
Julho medo de tudo”. (Oswald Chambers)

Temer a Deus, 2/3


Para entender a natureza do temor a Deus, precisamos continuar
lendo o que nos diz o Livro que Ele mesmo inspirou.
Nele aprendemos que temer a Deus é procurar praticar a justiça
que Ele propõe para todos os nossos relacionamentos, sejam eles
pessoais, fraternais, profissionais ou comerciais.
Devemos tratar com justiça a todos.
Quando tememos a Deus, não amaldiçoamos o surdo, nem
desprezamos o cego, por exemplo (Levítico 19.14), nem oprimimos
(Levítico 25.17), nem enganamos o próximo (Levítico 19.36), seja o
cônjuge, o vizinho, o consumidor ou um desconhecido.
Quando tememos a Deus, promovemos a causa dos que padecem
de algum déficit, seja físico, mental ou econômico; somos respeitosos
para com os mais fracos, generosos para com os necessitados e
graciosos para com todos. Nós os tratamos como filhos de Deus.
Quando tememos a Deus, elegemos como nosso padrão a
honestidade. O temor ao Senhor põe no coração um profundo
desejo de anunciar a justiça e praticar a justiça. A começar de nossas
intenções e atuações, o que queremos é que a justiça corra como um
rio (Amós 5.24) em nossas famílias, organizações e empresas.
O mundo precisa de justiça. O mundo precisa de temor a Deus.
[CONTINUA em 5 de Julho]

Para ler HOJE na Bíblia: Romanos 7 a 9


“Considero que os nossos sofrimentos atuais não podem ser comparados com a
glória que em nós será revelada”. (Romanos 8.18)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 192 13/08/2018 00:52:13


04 “A gratidão que tanto espero é muitas vezes a temida ingratidão
Julho que demonstro”. (Erotildes Mendes dos Santos Júnior)

Ode ao bom humor


As pessoas bem-humoradas tornam agradável o ambiente onde estão.
Elas são portadoras de esperança, com suas palavras sempre a nos
dizer que “a vida vale a pena”.
O bom humor relativiza as certezas que precisam ser diminuídas.
O bom humor tira as nuvens das tensões que deixam o ar carregado
de má vontade e indisposição.
O bom humor oferece verdades que a seriedade não consegue
comunicar.
O bom humor é mais bem avaliado quando está ausente. Não
temos nenhuma saudade de pais irados, de professores bravos, de
vendedores de cara amarrada, de colegas ranzinzas e de pastores que
ainda não aprenderam que Deus é alegre.
Os grupos de que participa precisam de pessoas bem-humoradas.
Se não existirem, talvez você possa ser uma delas, não para fins
comerciais, nem para rir das pessoas mas para se alegrar com elas.
Bom humor gera bom humor, que, além de divertir, pode inspirar.
Mau humor deve ser rejeitado, porque é seco demais para criar
alguma coisa boa.
Se somos bem-humorados, devemos persistir, mesmo que
incompreendidos, para que as pessoas venham a apreciar o bom humor.
Se somos mal-humorados, podemos aprender a rir, sobretudo dos
nossos próprios erros.
Lembremos que o mal-humorado lamenta as coisas boas, enquanto
o bem-humorado ri das coisas ruins para mudá-las.

Para ler HOJE na Bíblia: Romanos 10 a 12


“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação
da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa,
agradável e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12.2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 193 13/08/2018 00:52:13


05 “O temor a Deus deve estar junto com a fé. A fé mantém o coração
alegre e o temor mantém o coração sereno. A fé impede o coração
Julho de desesperar; o temor o impede da presunção”. (Thomas Watson)

Temer a Deus, 3/3


“Temer a Deus”é expressão que muitos evitam dizer e detestam
escutar por não se aprofundarem no que significa.
Temer a Deus é considerar bom o que Deus considera bom. Ele, por
exemplo, nos diz que devemos descansar e cultuar juntos com os que
creem (Levítico 26.2), organizando nossas vidas para que haja tempo
e lugar para esses cuidados que promovem nossa comunhão com Ele
e nossa saúde física, espiritual e relacional, no presente e no futuro
(Eclesiastes 12.13-14).
Temer a Deus é celebrar a sabedoria eterna dele, uma vez que “tudo
o que Ele faz dura eternamente”, de modo que “nada se lhe pode
acrescentar e nada lhe tirar”. Essa sabedoria nos providencia um
grande Salvador (Hebreus 2.3) e nos convida a espelhar o que Deus
mesmo é (Eclesiastes 3.14).
Quem quer ser sábio começa por temer a Deus (Provérbios 1.7),
que conhece todas as coisas (Eclesiastes 8.12). Quem teme a Deus
sabe que a desobediência aos seus mandamentos tem consequências,
mas a obediência gera alegria e prazer sem dano. (Provérbios 20.22).
Temer a Deus é viver o tempo todo conscientes da sua presença
(Salmo 139.7), certos que, por estar sempre conosco, sempre será
nosso refúgio e e nossa fortaleza nas horas aflitas (Salmo 46.1).

Para ler HOJE na Bíblia: Romanos 13 a 14


“O amor não pratica o mal contra o próximo. Portanto, o amor é o
cumprimento da lei”. (Romanos 13.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 194 13/08/2018 00:52:13


06 “Quem não quer ser aconselhado, não pode ser ajudado”.
Julho (Benjamin Franklin)

O passo mais difícil


Há passos difíceis.
O passo mais difícil não é especificamente mudar de cidade,
trocar de emprego, decidir-se por uma cirurgia, fazer um negócio,
selecionar a escola para um filho ou abandonar um ídolo.
O passo mais difícil é aquele que revela a nossa fragilidade.
O passo mais difícil é aquele que nos desmascara e nos deixa nus
num salão sem um canto onde possamos nos esconder.
O passo mais difícil é o que nós precisamos dar, mas o medo nos
detém, a vergonha nos segura, a autossuficiência nos aterroriza.
O passo mais difícil é o reconhecimento de que precisamos de ajuda.
Enquanto não o damos, a única conquista que alcançamos é o
cansaço, a única aventura que trilhamos é a beira do precipício, a
única razão que nos move é a falta de lucidez.
Quando estamos nesta condição, por dificuldades que se
avolumam, por traumas que nos assombram, por insuficiências
que herdamos, por escolhas que fizemos ou fizeram para nós, nossa
única chance é parar de tentar fazer sozinhos o percurso.
O passo mais difícil e que nos devolve à vida é a busca da ajuda, a
aceitação da ajuda, a atenção à ajuda, que pode vir por uma voz ou
por um remédio.
E Deus coloca pessoas ao nosso redor para nos ajudar a ser aquilo
que nascemos para podemos ser.
E a hora de dar o passo é agora.

Para ler HOJE na Bíblia: Romanos 15


“Pois tudo o que foi escrito no passado, foi escrito para nos ensinar, de forma
que, por meio da perseverança e do bom ânimo procedentes das Escrituras,
mantenhamos a nossa esperança”. (Romanos 15.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 195 13/08/2018 00:52:13


07 “Tempo disso, tempo daquilo; falta o tempo de nada”.
Julho (Carlos Drummond de Andrade)

O tempo, quando escasso


Para muitas pessoas, é escasso o tempo que têm para fazer todas as
coisas que precisam.
Na rua, encontramos pessoas com pressa; algumas tão agitadas
estão que não nos notam.
Em casa, vemos coisas importantes deixadas de lado por falta de tempo.
No trabalho, pilhas de coisas esperam pelo tempo das pessoas.
Muitos não têm tempo para ler os livros desejados, ver os filmes
almejados ou até responder aos recados. Alguns sabem que orar é
essencial, mas se queixam da falta de tempo para a atividade. Outros
não transformam em gestos as palavras que proferem sobre amizade
e amor.
Diante da escassez do nosso tempo, temos uma pergunta para
responder:
– Quem agendou os nossos compromissos?
Se fomos nós, devemos ser firmes e anotar menos coisas a fazer.
Depois, precisamos avaliar nossas ações. Será que não estamos dormindo
demais? Será que o tempo gasto no lazer saiu do nosso controle?
O tempo, quando escasso, tem que ser bem administrado, porque é
o nosso melhor patrimônio.
Precisamos organizar nosso dia, naturalmente curto, com sabedoria
e coragem. Precisamos de sabedoria para agendar só o que devemos,
levando em conta as boas prioridades. Precisamos de coragem para
não programar o que não conseguiremos executar. Agindo assim,
ficaremos menos agitados e mais realizados.

Para ler HOJE na Bíblia: Romanos 16


“Em breve o Deus da paz esmagará Satanás debaixo dos pés de vocês. A graça
de nosso Senhor Jesus seja com vocês”. (Romanos 16.20)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 196 13/08/2018 00:52:13


08 “O céu é onde Jesus está. Não precisamos especular sobre como
o céu é. Basta saber que estaremos lá para sempre com ele”.
Julho (William Barclay)

O nome e o lugar da esperança


A melhor perspectiva que podemos ter da vida é a esperança pelo
céu, o lugar que Jesus está nos preparando para ser a nossa casa
definitiva (João 14.2). A esperança pelo céu nos ensina a relativizar o
presente. O presente precisa ser vivido e relativizado. Relativizemos
o sofrimento; ele não é definitivo. Relativizemos o triunfo: ele não é
definitivo.
Aquilo que é absoluto nesta terra não existirá no céu. A noite, por
vezes tão absolutamente longa e perigosa aqui, perderá o seu terror.
Percorreremos as ruas, se lá houver rua, sem que o medo nos aperte;
curvaremos as esquinas, se lá houver esquina, sem que o medo nos
ataque; atravessaremos as pontes, se lá houver ponte, sem que o
medo nos cegue; subiremos as alturas, se lá houver altura, sem que o
medo nos sufoque; trilharemos os vales, se lá houver vale, sem que o
medo nos seque a garganta.
Esperar pelo céu é aguardar por um tempo sem noites não dormidas
ou dormidas a remédio, sem temporadas achando Deus ausente.
Deus será sentido como um Deus tão presente, que lá “não haverá
mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor” (Apocalipse 21.4).
Quem espera pelo céu vê Deus em ação. Quem espera pelo céu
antevê a plenitude do amor de Deus. No céu, Deus nos suprirá em
todas as necessidades, de modo que não teremos mais necessidades.
Deseje o céu.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 1 a 2


“Não fui eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem se
desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar”.
(Josué 1.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 197 13/08/2018 00:52:13


09 “A Bíblia nos encoraja a usar nosso livre-arbítrio para escolher o
Julho
bem em lugar do mal”. (Rich Deem)

O mistério da vontade de Deus


Desde muito cedo, os seres humanos são convidados a fazer a
vontade de Deus. Desde cedo, muitos têm feito a vontade de Deus.
É fácil fazer a vontade de Deus quando não há conflito entre o que
desejamos e o que Deus espera de nós.
No entanto, o mais difícil é conhecer a vontade de Deus, com tantas
confusas respostas desfilando em nossa mente.
Os fatalistas, tendo os antigos gregos à frente, pensam que a vontade
de Deus é uma espécie de divindade a que chamam de “Destino”.
Muitas pessoas acreditam que os passos humanos estão escritos nas
estrelas, e não podem ser alterados, e que cada um tem, por exemplo,
um dia certo para morrer, e não adianta querer mudar o que está
preestabelecido.
Diferentemente, ensina-nos a Bíblia, que a vontade de Deus é o
conjunto dos elevados desejos divinos para o ser humano (Jeremias
29.11), que resultam para o bem dos indivíduos e da sociedade. Quem
segue estas recomendações nunca se arrepende porque são perfeitas
e estão em harmonia com as leis naturais, morais e espirituais que
regem as nossas vidas. Entre essas orientações, está uma: devemos
fazer o bem aos outros (1Pedro 3.17). Em sua liberdade, o homem
aceita ou rejeita esses mandamentos.
A soberania de Deus e a liberdade humana podem andar de
mãos dadas.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 3 a 4


“E o Senhor disse a Josué: ‘Hoje começarei a exaltá-lo à vista de todo o Israel,
para que saibam que estarei com você como estive com Moisés’”. (Josué 3.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 198 13/08/2018 00:52:14


10 “Viver é fazer escolhas. De algumas nos arrependemos e de
outras nos orgulhamos. Algumas nos perseguirão para sempre. A
Julho conclusão que somos o que escolhemos ser”. (Graham Brown)

O preço da decisão
Desde que acordamos, tomamos decisões, umas simples, outras
complexas.
Fomos informados de um funeral, mas temos outros
compromissos. Iremos?
Recebemos uma proposta de trabalho, mas pode não dar certo.
Aceitaremos?
O médico nos disse que precisamos perder peso, para não
adoecermos. Perderemos?
Encontramos uma carteira de dinheiro no chão. Pegaremos?
Somos ofendidos com palavras duras e impróprias. Reagiremos?
Para tomar boas decisões, precisamos de sabedoria, que vem com o
tempo, mas só para os que prestam atenção. A sabedoria é o resultado
da observação curiosa e meditativa, bem como do estudo aplicado e
objetivo. Ela cresce quando ouvimos os mais sábios.
Para decidir bem, precisamos de coragem. Coragem é ousadia. Ter
coragem é apostar e agir, mesmo sem certeza da escolha feita.
Para escolher adequadamente, precisamos de disposição para pagar
o preço. Decisões fáceis nos enfraquecem. Sem disposição para arcar
com as consequências, adiamos até o que não pode ser protelado.
Ao acordar, devemos passar em revista a agenda do dia, anotar as
decisões a tomar e, na hora própria, levantarmo-nos, dizer a palavra
necessária e nos lançarmos para a travessia.
Podemos errar de vez em quando, mas, se deixarmos que os outros
decidam por nós, nunca acertaremos.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 5


“O comandante do exército do Senhor respondeu: ‘Tire as sandálias dos pés, pois
o lugar em que você está é santo’. E Josué as tirou”. (Josué 5.15)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 199 13/08/2018 00:52:14


11 “A paciência é amarga, mas o seu fruto é doce”.
Julho (Jean-Jacques Rousseau)

A coragem da paciência, 1/2


A paciência é uma disposição dos corajosos.
Precisamos de paciência para realizar. Precisamos desejar,
programar, agir e esperar. As melhores coisas demoram para chegar.
Se não esperamos pelos resultados, não vemos os resultados. Sem
paciência, não agimos como devemos. A impaciência é mãe da
precipitação, que é garantia para a frustração. A paciência mantém
o foco na esperança.
Precisamos de paciência para aprender. O conhecimento pode ser
adquirido com velocidade maior ou menor, mas o processo é o
mesmo: acúmulo. Geralmente, começamos com as coisas simples
e vamos agregando informações e equações mais complexas. Os
impacientes não aprendem. Os impacientes são superficiais. Os
impacientes julgam errado.
Precisamos de paciência para crescer. Em todas as áreas, sobretudo
no mundo do trabalho, precisamos de paciência para dominar
habilidades e postos. O reconhecimento vem com o tempo. Os
rápidos podem até brilhar, mas não se firmam. Os que crescem
devagar, um passo de cada vez, saboreiam as melhores vitórias.
Precisamos de paciência para amar. Amor é convívio. No convívio,
conhecemos os outros, que são diferentes de nós no ritmo com que
fazem as coisas, no modo como pensam, no estilo como que reagem
aos eventos. O amor precisa do convívio para se solidificar. A solidez
no amor, seja conjugal, filial ou fraternal, é filha do tempo.
A paciência é vizinha da humildade, esta que nos diz que somos
todos iguais. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 6


“Josué, filho de Num, chamou os sacerdotes e lhes disse: ‘Levem a arca da
aliança do Senhor. Sete de vocês levarão trombetas à frente da arca’”.
(Josué 6.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 200 13/08/2018 00:52:14


12 “Paciência é uma coragem mais rara que aquela a que se chama
Julho valentia”. (Ramón de Campoamor y Campoosorio)

A coragem da paciência, 2/2


A paciência não é um dom, algo que recebemos sem nenhum esforço.
A paciência é uma disposição, algo que desejamos, buscamos e
aperfeiçoamos.
A paciência é o resultado de uma presença, a presença de Deus em
nós. Ele nos convida à paciência e, uma vez que aceitamos o convite,
Ele vai nos ajudando a desenvolvê-la.
Quando adocemos, nós vamos a um profissional da saúde e nos
tornamos seus pacientes. Paciente é alguém que sofre. Ao nos
reconhecermos pacientes, começamos a parar de sofrer. No compasso
da saúde, a meta do paciente é deixar de ser paciente.
Diferentemente, no compasso da vida, a meta do paciente é ser cada
vez mais paciente.
Se queremos ser pessoas pacientes, precisamos saber que não
o seremos sem padecer. O paciente sofre com o erro ou com as
características do outro. O paciente sofre consigo mesmo, porque
o processo da autotransformação é necessariamente lento. Toda
transformação demanda muita paciência. Na transformação
duradoura, pouco dela é alcançado com saltos, porque quase sempre
ela se dá na caminhada.
Um passo indispensável é reconhecermos a dificuldade para ouvir,
caminhar e esperar. Se ao lado do reconhecimento, vem o desejo pela
paciência, parte da jornada foi feita.
Faremos bem se vigiarmos os gatilhos que detonam a nossa
impaciência, às vezes, feita de gritos e mesmo de lamentáveis
pontapés. A vigilância tem que ser constante.
O caminho é feito de avanços e fracassos. O importante é que,
depois de chorarmos a derrota, voltemos ao caminho.
A meta da paciência está sempre adiante.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 7


“Disse Josué [a Acã]: ‘Por que você nos causou esta desgraça? Hoje o Senhor lhe
causará desgraça’. E todo o Israel o apedrejou, e depois apedrejou também os seus,
e os queimou no fogo”. (Josué 7.25)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 201 13/08/2018 00:52:14


13 “Ou agimos contra tudo o que nos diminui, ou manteremos a
mentira, a dor e a infelicidade de uma vida vazia”.
Julho (Marcel Camargo)

Os fatos sobre nós mesmos


A primeira lição que os participantes dos grupos de ajuda
aprendem é que devem parar de negar os fatos a seu respeito. Se
querem mudar e retomar o controle de suas vidas, devem admitir
que estão em dificuldade.
Não é fácil parar de negar.
Parar de negar os nossos problemas dói muito, mas é a única chance
de recomeçarmos.
Se estamos doentes e continuamos negando, nossa enfermidade
vai se agravar. Por vezes, cometemos o desatino de dizer que o
nosso corpo vai bem embora arda de febre e, coerentes no engano,
deixamos de tomar um remédio ou de pesquisar as causas da
temperatura corporal descontrolada.
É mais fácil imaginar que tudo vai ficar bem, sem que nada
façamos, embora seja evidente que as coisas não melhoram quando
nada fazemos.
Quando vamos começar? Vamos começar!
Se temos um problema – seja ele intelectual, moral, emocional ou
espiritual – principiemos por admiti-lo. O passo pode ser menos ou
mais doloroso, vai depender de como estamos. O problema é que
admitir que não sabemos nos envergonha. Confessar que erramos
nos expõe. Compartilhar nossa fragilidade emocional – uma
depressão, por exemplo – enche-nos de culpa. Reconhecer que é fraca
a nossa fé nos diminui. No entanto – eis a verdade – a verdade sobre
nós mesmos só nos faz bem e jamais devemos deixar de proferi-la.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 8


“Ali, na presença dos israelitas, Josué copiou nas pedras a Lei que Moisés
havia escrito”. (Josué 8.32)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 202 13/08/2018 00:52:14


14 “Anos atrás a masculinidade era uma oportunidade para
realizações, mas agora é um problema a ser superado”.
Julho (Garrison Keillor)

Viva o homem
Houve um tempo em que “homem”, palavra masculina, era tão forte
que designava toda a espécie humana.
Houve um tempo em que na família a palavra final era do homem.
Houve um tempo em que o homem provia financeiramente sua
família.
Houve um tempo em que o papel do homem era bem definido.
Esse tempo acabou.
Diante de uma plateia de homens e mulheres, temos que saudar a
eles e a elas, o que é muito bom.
Na vida em casa, homens e mulheres precisam dialogar, em busca
do que é melhor para todos.
No plano econômico, homens e mulheres cooperam para o sustento
da casa, mesmo que elas não exerçam atividade remunerada.
As mudanças possibilitaram às mulheres definir bem o seu
papel, mas geraram nos homens um injustificado sentimento de
inferioridade e, sobretudo, uma indefinição quanto ao seu papel.
É na família que o homem vivencia um papel diferente da mulher e
que deve ser exercido de modo mutuamente complementar com ela.
Do homem vem a vida, que a mulher recebe e gesta.
Do homem vem um tipo distinto de força, capaz de inspirar
confiança e segurança nos demais membros da casa.
Do homem vem o pastoreio (ou orientação espiritual) da sua
família, a menos que não tenha condições e delegue temporariamente
a tarefa à mulher.
Viva o homem.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 21


“Todos os caminhos do homem lhe parecem justos, mas o Senhor pesa o coração”.
(Provérbios 21.2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 203 13/08/2018 00:52:14


15 “Alguns mentirosos são tão experientes se enganam a si mesmos”.
Julho
(Austin O’Malley)

O mundo da mentira
Ficamos cansados da mentira dos políticos, mas eles não mentem
sozinhos.
Mentem os que vendem produtos.
Mentem os que promovem ideias.
Mentem os empregados. Mentem os empregadores.
Mentem os líderes. Mentem os liderados.
Mentem as noivas dizendo que vão chegar à hora, tendo planejado
que só entrariam 60 minutos depois.
Mente o gerente de banco quando orienta a uma aplicação que
rende menos que as outras.
Por que mentimos?
Mentimos porque somos recompensados.
Mentimos porque precisamos parecer o que não somos.
Mentimos para nos defender atacando a verdade.
Mentimos para justificar nossas ideias, depois que elas se tornaram
insustentáveis.
Mentimos para esconder o produto do roubo.
Mentimos para alardear virtudes que não temos, como a humildade.
Mentimos quando protegemos pessoas que não aceitam os fatos
como eles são.
Mentir se tornou algo tão corriqueiro que não constrange a consciência.
Mentimos porque somos tentados.
Mentimos porque aprendemos a mentir.
Mentimos porque decidimos mentir.
Podemos e devemos abominar a mentira, que mina a confiança em
um indivíduo, em uma família, em uma nação.
Se aprendemos a mentir, podemos aprender a des-mentir, afalar a
verdade. Podemos e devemos falar a verdade. Devemos estar sempre
com os que estão a favor da verdade (2Coríntios 13.8).
Para ler HOJE na Bíblia: Josué 9 a 10
“O sol parou, e a lua se deteve, até a nação vingar-se dos seus inimigos, como
está escrito no Livro de Jasar. O sol parou no meio do céu e por quase um dia
inteiro não se pôs”. (Josué 10.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 204 13/08/2018 00:52:14


16 “Se você quer ser infeliz, deve pensar em si mesmo”.
Julho
(Charles Kingsley)

Habitados pela compaixão


Todos nós, num momento da vida, precisamos ou precisaremos ser
confortados.
Não somos suficientemente fortes (felizmente), nem sábios (ainda
bem!), nem imunes (reconheçamos!) que não nos encontremos
numa situação de fragilidade física, intelectual ou emocional, em que
precisemos ser fortalecidos.
Confortar é precisamente conferir força ao que não a tem.
Quando somos vistos capengando ou com os olhos marejando,
precisamos de palavras e presentes, atos e atitudes que nos consolem,
mostrando que não estamos sozinhos, mas somos parte de uma
família, que vai além da etnia e da geografia.
Quando disfarçamos a nossa necessidade ou nos escondemos no
castelo de nossa privacidade ou negamos a nossa dificuldade, é
quando mais precisamos de olhares que sentem nossa carência e de
braços que nos chamem para o seu lado.
Precisamos ser animados no desânimo, ajudados na depressão,
acompanhados na saudade, elogiados no fracasso, alimentados na
escassez, agarrados pela mão no desespero.
Precisamos ser corrigidos na vaidade, instruídos na ignorância,
advertidos na ilusão, dirigidos na caminhada, munidos na dúvida,
ungidos na produção.
Somos todos assim.
Por isto, nós que hoje somos confortados, poderemos consolar amanhã.
O conforto não vem de uma habilidade recebida, mas da compaixão,
quando ela nos habita.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 11 a 12


“Josué obedeceu, sem deixar de cumprir nada de tudo o que o Senhor tinha
ordenado a Moisés”. (Josué 11.15b)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 205 13/08/2018 00:52:14


17 “Se a amizade é seu ponto fraco, então você é a pessoa mais forte
Julho
do mundo”. (Abraham Lincoln)

Não desperdice suas amizades, 1/2


Seu amigo mudou-se para longe? Planeje visitá-lo. A geografia pode
afastar amigos, mas não deve separá-los. Uma montanha dificulta a
visão, mas o coração enxerga longe. Pode custar caro atravessar um
oceano, mas não é intransponível.
O filho de sua amiga veio morar em sua cidade? Hospede-o até
poder se estabelecer.
Seu amigo lhe traiu a confiança? Procure-o. Ouça-o. Mostre sua
indignação, sem ser grosseiro. Perdoe-lhe. Mantenha as mãos
estendidas para novas caminhadas comuns. Você também pode
falhar, como certamente já o fez.
Sua amiga está enferma e você com muita ocupação? Não a
abandone. Você está bem e pode ajudá-la. Apresente-se para ficar
com ela. Insista, caso recuse. Priorize cuidar dela acima de continuar
fazendo as mesmas coisas. A amizade que não cuida não é digna
deste nome.
Tem um projeto interessante, que pode completar sozinho? Decida
compartilhá-lo. Convide seu amigo para participar da tarefa,
dividindo o esforço e o resultado. A realização será melhor.
Recebeu uma amiga em sua casa? Não a trate como se fosse um
peso. Dê-lhe toda a atenção. Reserve-lhe o melhor. Passeie com ela.
Se possível, pare com parte de suas atividades para se divertirem
juntas. Ouça suas historias. Conte as suas. Você não sabe se haverá
outra oportunidade como essa. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 13


“Sendo Josué já velho, de idade bastante avançada, o Senhor lhe disse: ‘Você
já está velho, e ainda há muita terra para ser conquistada’”. (Josué 13.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 206 13/08/2018 00:52:14


18 “Éramos dois, mas tínhamos apenas um coração”.
Julho
(François Villon)

Não desperdice suas amizades, 2/2


Nasceu o bebê de uma família amiga? Leve sorrisos e flores à
maternidade.
Vai casar a filha de um casal amigo? Vá à cerimônia ou mesmo
ajude. Se for longe o local da celebração, atravesse rios, singre mares,
reescreva sua agenda e vá abraçar os noivos.
Um amigo vai passar por uma cirurgia? Candidate-se para ser um
dos seus acompanhantes.
Tem alguém com depressão? Sofra junto. Fique ao lado, mesmo
que em silêncio. Aconselhe. Aconselhe a buscar ajuda. Vá junto
ao psicólogo ou médico. Mostre que a terapia ou o remédio é um
recurso que Deus lhe põe em suas mãos para sua restauração.
Um casal está em crise de convivência? Abandone o ídolo da
privacidade no altar desconhecido e, com jeito e respeito, aproxime-
se e seja parte do processo da recuperação.
Uma família sofre com uma perda? Chore junto, enquanto durarem
as lágrimas.
É você quem está em dificuldade? Procure um amigo.
Viu um livro, que é a cara do seu amigo? Compre e leve para
ele. Presenteie. Presenteie quando o calendário indica alguma
informação na biografia do outro. Presenteie quando não há data
alguma a celebrar. Leve um bolo, mesmo que comprado, no ano-
novo, no Natal, numa segunda-feira, num dia qualquer. Não
desperdice suas amizades.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 14


“Os israelitas dividiram a terra conforme o Senhor tinha ordenado a Moisés”.
(Josué 14.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 207 13/08/2018 00:52:14


19 “A sorte combate sempre do lado do prudente”.
Julho (Eurípedes)

Não deixe o leite derramar


Aqueles que têm o hábito de tomar leite quente com café sabem que,
muitas vezes, no final da fervura, o leite desagradavelmente derrama.
Um ditado popular, por isto, ensina que “não adianta chorar o leite
derramado”.
O leite derrama porque é da sua natureza. Quando passa do estado
líquido para o gasoso, o conteúdo sobe em forma de bolhas e
transborda.
Há algo, no entanto, que pode ser feito. Experimente lavar a leiteira
com água filtrada e colocar um pires de cabeça para baixo no fundo:
quando ferver, o leite não vai transbordar. Em outras palavras, há
algo que podemos fazer para o leite não derramar.
Podemos vigiar, com muita atenção, e desligar o fogo antes que o leite
suba. Quando fazemos assim, agimos como o dono de uma casa que
monta guarda para evitar que o ladrão a arrombe (Mateus 24.43).
Assim também, precisamos vigiar nossas palavras.
Há, portanto, muitas situações desagradáveis pelas quais
passamos, simplesmente fazendo corretamente as coisas. Quem
preventivamente age, age raramente colhe consequências ruins.
Nossa saúde,em todos os aspectos, fica bem quando nos alimentamos
bem, seja fisica ou espiritualmente.
O leite não precisa derramar.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 15


“As terras distribuídas à tribo de Judá, clã por clã, estendiam-se para o sul até
a fronteira com Edom, até o deserto de Zim, no extremo sul”. (Josué 15.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 208 13/08/2018 00:52:14


20 “A gratidão é o abraço de uma alma favorecida por alguém
Julho
movido pela graça”. (Maria Ignez Menegatte)

Amizade, graça e solidariedade


Há palavras cujo som nos encanta. Uma delas é “amigo”.
No entanto, para termos “amigos”, não podemos nos contentar com
a graça da palavra.
A amizade precisa de tempo para ser provada. No decorrer dos dias,
nós falhamos com nossos amigos e eles falham conosco. Haverá
amizade se superarmos as falhas. Se queremos ser perfeitos para
sermos amigos, não o seremos. Se queremos que eles sejam perfeitos
conosco, não os teremos.
Um bom teste para a amizade é fazer coisas juntos, seja uma festa,
que demanda planejamento e realização, seja uma viagem, que exige
paciência e tolerância.
Outro teste para os amigos se exercitarem é a distância, que pode
servir de sepulcro para as amizades circunstanciais, porque as
verdadeiras são capazes de mudar a geografia, trazendo o longe para
perto, por meio de visitas reais ou encontros virtuais.
Para se realizar, a amizade não precisa de dinheiro, esse objeto que
pode virar o deus das nossas vidas, mas, se o dinheiro afastar as
pessoas, é porque não eram realmente amigas.
A amizade é o território da graça, esse favor que fazemos ou
recebemos sem levar em conta o eventual merecimento.
A amizade é o espaço da solidariedade, este gesto em que um tira o
que tem para dar ao outro, sem esperá-lo de volta.
A amizade é a escola da gratidão.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 16


“Assim os descendentes de Manassés e Efraim, filhos de José, receberam a sua
herança”. (Josué 16.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 209 13/08/2018 00:52:15


21 “O amor eterno elaborou o plano; a sabedoria eterna traçou o
Julho modelo; a graça eterna desce para executá-lo”. (Henry Law)

Vida viva
Quando nos sobra o pecado a nos condenar,
Temos a Graça plena de Deus para nos perdoar.
Quando nos vêm vozes velozes para nos dominar,
Temos a sábia Graça de Deus para nos orientar.
Quando, perdidos, não sabemos que rota tomar,
Temos a Graça amorosa de Deus a nos encaminhar.
Quando as lágrimas estão prestes a nos sufocar,
Temos a doce Graça de Deus para nos confortar.
Quando, amargurados, não temos ninguém a confiar,
Temos a Graça completa de Deus para nos restaurar.
Quando o vício se torna uma algema a nos arrasar,
Temos a poderosa Graça de Deus à liberdade nos levar.
Quando a sombria solidão teima em nos acompanhar,
Temos a Graça companheira de Deus a nos animar.
Quando na caverna a depressão nos faz repousar,
Temos a fraterna Graça de Deus para nos sustentar.
Quando adiante há um túnel desesperador a superar,
Temos a Graça de Deus para nossa travessia iluminar.
Quando nos falta a esperança em que nos firmar,
Pela Graça de Deus podemos definitivamente esperar
E ela está vindo ao nosso encontro para nos libertar
E em nosso coração a alegria da vida viva soprar.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 22 a 23


“Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com
o passar dos anos não se desviará deles”. (Provérbios 22.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 210 13/08/2018 00:52:15


22 “O evangelho para mim é simplesmente irresistível”.
Julho (Blaise Pascal)

A síntese
O Evangelho de Jesus Cristo é apaixonante por sua simplicidade:
somos todos pecadores e Jesus morreu em nossos lugares para nos
libertar do poder do pecado. Sendo todos nós pecadores, merecemos
todos o castigo, mas Jesus recebeu na cruz sobre si todo o castigo e
nos livrou de toda a condenação (Romanos 3.23-24; Romanos 6.23).
O Evangelho de Jesus Cristo é brilhante por afirmar a razão: o
natural e o sobrenatural são dimensões legítimas do nosso modo de
conhecer e viver, não havendo nelas nenhuma contradição essencial,
exceto a que inventamos (Salmo 19.1).
O Evangelho de Jesus Cristo é contagiante pelo bem que faz à nossa
autoestima: somos filhos feitos à imagem e semelhança de Deus
(Salmo 8.4-5; João 3.16).
O Evangelho de Jesus Cristo é exuberante por ser a expressão maior
da graça de Deus: ele não nos é dado por nossos méritos como uma
recompensa por nossa justiça, mas como presente imerecido que
devemos receber com uma alegria comparável a uma joia de grande
valor (Mateus 13.45-46).
O Evangelho de Jesus Cristo é fascinante por seu sentido de
liberdade: nele não há lugar algum para o medo, nem mesmo de
Deus, apresentado na Bíblia como o amor em pessoa (1João 4.18).
O Evangelho é transbordante porque Jesus nos ama até o fim
(João 13.1).

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 1


“Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta
dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!” (Salmo 1.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 211 13/08/2018 00:52:15


23 “Não aceite todos os créditos por seus sucessos e nem todas as
Julho culpas por seus fracassos”. (Tom Hoehner)

Diante das vitórias e derrotas, 1/2


Colhemos vitórias que atribuímos à nossa competência, mas
estamos errados.
Nossas vitórias devem muito a nós mesmos, incluídas nossa intensa
vontade de conquistar, nossa férrea dedicação ao trabalho, nossa
perseverante renúncia a lazeres e prazeres, entre outras coisas, mas
nos falta uma atitude indispensável: falta-nos reconhecer que muitas
pessoas nos ajudaram a pôr o pé no primeiro degrau da longa
escada do sucesso; muitas pessoas contribuíram para chegarmos
ao topo a que chegamos e ainda vamos alcançar; muitas pessoas
nos ensinaram a ser o que somos, com suas palavras de sabedoria e
exemplos coerentes.
Se não desenvolvermos a capacidade de refletir sobre o nosso
processo, poderemos ser derrotados pelo nosso sucesso, dizendo
o que não devemos, agindo como não podemos, achando-nos
superiores e mesmo intocáveis. A reflexão nos blinda contra a
sedução do sucesso, capaz de nos tragar e estragar.
Se não compreendermos que a nossa subida foi preparada pelos pés
de nossos pais ou outros familiares e escorada pelas mãos de nossos
companheiros ou auxiliares, poderemos nos tornar insuportáveis
manipuladores embora cercados de centenas de bajuladores. A
gratidão nos faz assentar na escola da humildade, com seus bancos
no nível do chão. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 12 e 14


“As palavras do Senhor são puras, são como prata purificada num forno, sete
vezes refinada”. (Salmo 12.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 212 13/08/2018 00:52:15


24 “A diferença entre o sonho e a realidade é só a quantidade de
Julho tempo e de trabalho necessários”. (William Douglas)

Diante das vitórias e derrotas, 2/2


Colecionamos derrotas que creditamos à nossa falta de empenho,
mas estamos errados.
Muitos fatores teceram nossas derrotas, algumas devidos a nós
mesmos, nossa falta de empenho, nossa precipitação, nossa falta de
preparo, nossa ignorância, nossa estratégia errada, nossa metodologia
inadequada, numa lista de equívocos difícil de terminar.
Houve mais: houve as pessoas que nos prejudicaram, algumas por
quererem as mesmas coisas que nós. Houve as circunstâncias cujas
causas desconhecemos.
Se refletirmos, conseguiremos perceber onde falhamos e onde não
erramos. É possível até que concluamos que estávamos lutando na
guerra errada. Somos capazes de nos alistar em exércitos que nada
têm a ver conosco. Sem reflexão, podemos nos envolver com causas e
nos inspirar com motivações que não valem a pena.
Quando refletimos sobre nossos fracassos, podemos lamentar e
lutar melhor hoje para não chorarmos de novo amanhã.
Quando meditamos, aprendemos sobre nós mesmos, o que vai nos
tornando pessoas cada vez mais maduras.
Quando ponderamos os fatores associados ao nossos insucessos,
podemos até agradecer por termos sucumbido no meio do caminho,
o que nos permitiu nos envolver em outras lutas, nas quais colhemos
vitórias realmente dignas.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 37


“Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá”. (Salmo 37.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 213 13/08/2018 00:52:15


25 “Não tentes consolar o desgraçado
Que chora amargamente a sorte má.
Julho Se o tirares por fim do seu estado
Que outra consolação lhe restará?” (Mario Quintana)

Não mais dias perdidos


Há dias perdidos.
É quando o passamos lamentando as chances que não tivemos.
É quando o gastamos reclamando dos fatos que não controlamos.
É quando o passo que decidimos que iríamos dar nós adiamos.
O livro nos esperou e não foi aberto.
O trabalho nos chamou, mas não comparecemos.
A prova não era difícil, mas não fizemos certo.
A diversão era para durar pouco, mas nos perdemos.
O projeto era bom, mas não nos organizamos.
O dia acabou muito mais cedo que imaginamos.
Amanhã poderá ser igual, a menos que diferente façamos.
Hoje, antes que as trevas baixem completas, podemos:
Parar de reclamar dos males que recebemos
Ou dos bens que, por medo, não nos fizemos;
Parar de lamentar as oportunidades que não tivemos
Ou as que simples e irresponsavelmente desprezamos;
Dar o passo que agora, não depois, precisamos,
Mesmo que angústias e suores enfrentemos;
Abrir o livro que nos abre a porta do conhecimento
Ou nos mostra o que corrigir em nosso sentimento;
Trabalhar, mesmo que não seja o que merecemos;
Realizar nosso projeto que um dia concebemos.
A partir de hoje então não haverá mais dias perdidos.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 112


“Feliz é o homem que empresta com generosidade e que com honestidade
conduz os seus negócios”. (Salmo 112.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 214 13/08/2018 00:52:15


26 “Bem-aventurado o aposentado que consegue juntar uns
trocadinhos, para adoçar a boca dos netinhos, comprar
Julho brinquedos, pipocas, salgadinhos”. (Silvino Netto)

Brincadeiras de avós
Avós são para brincar. Suas casas são para neto brincar, correr,
bagunçar. Eles não se importam com o barulho, se vem de um neto.
Em suas casas, os netos podem comer o que quiserem, sob protestos
dos pais (“É só hoje” – desculpam-se os avós). Os horários da casa
não valem para os netos, que podem acordar e dormir na hora que
quiserem. Na casa dos avós são férias sempre.
Avós são para educar. Talvez não falem tanto quanto falavam quando
eram pais. É que aprenderam que os exemplos são mais eloquentes.
Agora, mais que antes, creem no poder do afeto. Alguns podem levar
os netos à escola e fazer com eles as tarefas. São muito pacientes.
Avós são para pastorear. Agora eles olham para os seus filhos
e computam acertos e erros, para evitar os equívocos e repetir os
acertos no cuidado dos netos. Avós que amam a Deus querem que
seus netos amem a Deus. Contam histórias da Bíblia. Levam à igreja
para o estudo bíblico.
Avós têm as coisas mais valiosas do mundo: tempo e sabedoria. Parte
do seu tempo dedicam à brincadeira com seus netos, à instrução dos
seus netos, ao pastoreio dos seus netos.
Com a sabedoria que têm, gastam melhor o seu tempo.
Felizes os avós que amam ser avós.
Felizes os netos que gostam de estar perto dos seus avós.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 127


“Se não for o Senhor o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção”.
(Salmo 127.1a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 215 13/08/2018 00:52:15


27 “Uma cicatriz não se forma num morto. Uma cicatriz significa:
Julho ‘Eu sobrevivi’”. (Chris Cleave)

Origens
Quem o vê, adulto, rico e famoso, não entende porque não se
submete aos bisturis para recompor sua pele, estrelada de cicatrizes.
Quando menino, num acidente na cozinha da sua casa, uma chaleira
de água quente voou sobre seu pescoço. Os parentes, para o socorrer,
o envolveram num cobertor e aumentaram o calor, a dor e o estupor.
A memória não o lembra, mas as marcas das queimaduras o
recordam.
Carlito Tevez, habilidoso jogador argentino de futebol, sabe que
poderia enfrentar algumas cirurgias e esconder parte da sua história,
mas o artilheiro escolheu deixá-las no corpo para ser lembrado das
suas origens.
O adulto maduro não deve esquecer que foi criança.
O motorista habilidoso não deve rir do aprendiz que tem ao lado
um instrutor.
O cozinheiro famoso não deve deixar de se lembrar que começou
como auxiliar.
O doutor reconhecido não deve apagar seu tempo de estagiário
tímido.
O morador de uma grande metrópole não deve desdenhar do
habitante de uma aldeia.
Ninguém deve esquecer suas origens: nem uma pessoa que ficou
rica, em função de sua dedicação; nem uma família que se tornou
poderosa pela união de todos; nem uma empresa que lidera o
mercado por causa da visão de seus fundadores; nem uma nação
desenvolvida, que se fez grande com os braços dos imigrantes pobres.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 128


“Como é feliz quem teme ao Senhor, quem anda em seus caminhos!”
(Salmo 128.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 216 13/08/2018 00:52:15


28 “Somente nas infelicidades é possível conhecer os verdadeiros
Julho amigos”. (Públio Siro)

Para uma vida longa e boa


Para uma vida longa, com qualidade, as seguintes sugestões podem
lhe ajudar.
1. Fuja das pessoas que têm certezas sobre todas as coisas. Elas
não sabem o que é a graça.
2. Evite as pessoas que são capazes de matar (com palavras de
pólvora ou armas de fogo) pela causa que abraçaram. Elas não
sabem o que é a verdade.
3. Fique longe das pessoas que não conseguem rir de si mesmas.
Elas não sabem o que é a humildade.
4. Distancie-se das pessoas que guardam veneno sob a língua.
Elas não sabem o que é o amor.
5. Afaste-se das pessoas que nunca têm tempo para dedicarem
tempo a alguém. Elas não sabem o que é a amizade.
6. Curta as pessoas que são normais, que têm dúvidas, que têm
coragem de perguntar a Deus: “por que me abandonaste?”. Elas
são crentes.
7. Aproxime-se das pessoas que abraçam verdades e até morrem
por elas, mas jamais matam -- real ou simbolicamente – os que
elegem como seus adversários.
8. Ande quilômetros para tomar café no meio da tarde com as
pessoas capazes de rir dos seus erros e até das suas certezas.
9. Prefira as pessoas que esquecem rapidamente que foram
ofendidas e não conhecem a palavra “vingança”.
10. Esteja perto dos que não veem distância para vir ao seu
encontro quando você precisa de ombros e ouvidos.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 133


“Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união!” (Salmo 133.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 217 13/08/2018 00:52:15


29 “Ao atravessar o vale do desconhecido, você encontrará as
Julho pegadas de Jesus na sua frente e ao seu lado”. (Charles Stanley)

O dom
Pode ser que o convite recebido exija que atravessemos distâncias,
mas nossa presença reconhecerá o esforço do outro. Então, vamos.
Pode ser que a nossa participação nada nos acrescente, mas vai
acrescentar ao outro. Então, comparecemos.
Pode ser que o trabalho do outro esteja apenas no início, mas podemos
estimulá-lo com uma palavra para que ele persista. Então, falamos.
Pode ser que tenhamos que tirar algum dinheiro do bolso para
ajudar, mas sabemos que, mesmo pouco, será uma boa contribuição.
Então, colaboramos.
Pode ser que não saibam o que fizemos, mas somos alimentados por
nossa própria memória e esperança. Então, agradecemos.
Pode ser que não conheçamos todos os sonhos do outro, mas aqueles
que conhecemos se tornam também nossos. Então, acreditamos
Quando somos assim, nossa presença é esperada.
Quando somos cercados por pessoas assim, a nossa caminhada é
feita como a de todos, com suor, mas com a diferença do perfume da
alegria (Salmo 24.5).
Não temos que ter muito para enriquecer uma pessoa
(2Coríntios 8.9).
Não temos que saber muito para distribuir um pouco
(Colossenses 3.17).
Não temos que morar perto para o ouvir o rouco (Colossenses 4.6)
Todos podemos fazer da vida uma experiência boa (2Coríntios 2.15).
(Escrito em homenagem ao pastor Eneas Menezes, 1932/2017)

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 6 e 32


“O Senhor ouviu a minha súplica; o Senhor aceitou a minha oração”.
(Salmo 9.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 218 13/08/2018 00:52:15


30 “Aquele que comete um erro o verá inevitavelmente escrito num
Julho muro, mesmo que o mundo não o culpe”. (Martin Tupper)

A falha do goleiro
No futebol, quando um goleiro falha, a torcida não o perdoa.
Quando um “frango” é tomado ou um passe é mal dado, a vaia é
impiedosa.
Se a falha resulta na perda do jogo ou do campeonato, ele perde as
condições de voltar a atuar por sua equipe, mesmo que suas atuações
já tenham contribuído para trazer títulos arquivados na sala de
troféus do clube
Um goleiro não pode errar, mas todos os goleiros, mesmo os mais
notáveis, os mais arrojados, os mais hábeis com as mãos e com os
pés, falham.
Em nossa vida, mesmo quando procuramos fazer tudo certo,
cometemos erros. Quando os cometemos, todos os acertos anteriores
tendem a ser esquecidos.
Tendo errado, devemos admitir que falhamos, sem nos explicar, sem
apontar nossas palavras para outros culpados e sem fechar os olhos
para as consequências do que fizemos.
Acertaremos, se tirarmos lições do fracasso momentâneo, para
errarmos menos.
Deve nos acompanhar também a certeza de que a nossa vida não
acabou e precisamos prosseguir, humildes em nossas vitórias e
menos impiedosos diante das falhas dos outros.
Podemos continuar de cabeça erguida. Uma torcida é volúvel e hoje
canta o nosso nome numa grande defesa e amanhã nos massacra por
causa de um erro, mas Deus é firme e imutável em seu amor por nós,
amor que não depende dos resultados que apresentamos.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmos 38 e 39


“Senhor, não me abandones! Não fiques longe de mim, ó meu Deus!”
(Salmo 38.21)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 219 13/08/2018 00:52:16


31 “Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual,
Julho porque sinceramente sou diferente!” (Clarice Lispector)

Diferentes, únicos, singulares


Todos somos diferentes uns dos outros. Somos únicos. Somos
singulares.
Somos tão singulares que nem mesmo os efeitos de um remédio,
tomado segundo a recomendação médica e observado o que diz a
bula, são os mesmos.
Somos tão singulares que amadurecemos em modos e ritmos
diferentes uns dos outros. As ondas revoltas do mar são, para um,
convite ao surfe e, para outro, ordem para não por os pés na água. As
palavras firmes de uma pessoa são afeto para um e ofensa para outro.
Um horizonte sem estrada faz um ficar em casa e estimula outro a
construir uma estrada. Uma dificuldade pode paralisar ou inspirar,
em função de como é recebida.
O que fazemos quando não nos respeitam em nossa singularidade?
Nós a impomos por meio da força ou argumentamos? Ferimos a
dignidade do outro para afirmar a nossa? O que fazemos com a
singularidade do outro? Nós a valorizamos? Nós a tratamos como
menos importante do que a nossa?
Somos diferentes, únicos e singulares, o que implica dizer que o
outro, que é um corpo diferente do nosso, que tem uma história
diferente da nossa, que pensa diferente de nós, também é singular,
e precisa ser respeitado por nós. Ele não deveria precisar brigar para
ser valorizado. Nós não deveríamos precisar gritar para sermos
respeitados.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 51


“Cria em mim um coração puro, ó Deus, e renova dentro de mim um espírito
estável”. (Salmo 51.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 220 13/08/2018 00:52:16


01 “Nada é seu. É para usar. É para compartilhar. Se você não
Agosto compartilhar, não pode usar”. (Ursula K. Le Guin)

Múltiplos de 8
Aos oito anos de idade, Olinda tinha uma dificuldade, comum a
muitas crianças no início da sua vida escolar.
Hoje avó, ainda se lembra quando a professora enfileirou os alunos
em frente ao quadro-negro e pediu que cada um escrevesse a tabuada.
A tarefa de Olinda era registrar os múltiplos de 8.
Ela simplesmente travou. Além da vergonha, teve que absorver
um golpe dado com uma longa régua na sua cabeça desferido pela
professora.
O desastre marcou a vida da menina por muitos anos.
Ferida, humilhada, entristecida e magoada, foi para casa, esperou o
pai chegar e lhe contou o drama.
João ouviu a história da filha. Sem saber muito, porque frequentara
pouco os bancos escolares e mesmo cansado de uma jornada pesada
de trabalho, passou a ensinar com dedicação, todos as noites, a
tabuada à sua menina, até que o sono dela o obrigasse a levá-la no
colo para a cama.
Ela aprendeu a tabuada, para nunca mais esquecer, e aprendeu
também que, por menos que tenhamos, sempre há algo que sabemos
e que podemos repartir.
Compartilhe. Compartilhe o que você é. Compartilhe o que você
sabe. Compartilhe o que você tem.
Compartilhe seu tempo. Compartilhe seu conhecimento.
Compartilhe seu dinheiro. Compartilhe afeto.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 78


“Duvidaram de Deus, dizendo: ‘Poderá Deus preparar uma mesa no deserto?’”
(Salmo 78.19)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 221 13/08/2018 00:52:16


02 “Seu maravilhoso olhar
Transformou meu ser,
Agosto Todo o meu viver”.
(Maria Madalena, segundo John W. Peterson)

O segredo
Nenhum pintor o captou.
Nenhum escritor o descreveu.
Nenhum compositor o sentiu.
Nenhum escultor o perenizou.
Nenhum poeta o concebeu.
Nenhum artista o viu.

No entanto, Mateus parou a sua vida para continuar uma nova jornada.
A prostituta sentiu-se amada de verdade, sem moeda trocada.
Pedro caminhou sobre as águas enquanto o fitava.
O de mão atrofiada estendeu-a diante dele para ser curada.
Maria Madalena ficou livre de suas perturbações.
O vento parou de ameaçar com suas agitações.
A mulher aflita recebeu mais que a cessação de sua hemorragia.
A multidão de oprimidos se calava quando o via.

O rejeitado não fugia, mas se deixava acolher.


O legalista, incomodado, baixava os olhos quando o contemplava.
O amigo, tão próximo quanto um irmão, só fazia se enternecer.
O traidor se remoía por causa dos encontros que recordava.
O arrependido se sentia seguro para confessar e mudar.
Quando o encontrou, o perseguidor escolheu perseguido se tornar.

Os que o viram, como sua mãe, guardaram o segredo no coração,


Deixando-nos a fé que confia e a imaginação que o alcança,
Não para o descrever, entender ou compreender,
Mas para ser acolhido e corrigido, consolado e transformado
Pelo maravilhoso olhar de Jesus.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 106


“Aleluia! Deem graças ao Senhor porque ele é bom; o seu amor dura para
sempre”. (Salmo 106.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 222 13/08/2018 00:52:16


03 “Se as coisas são inatingíveis, não é motivo para não as querer.
Que tristes os caminhos se não fosse a presença mágica das
Agosto estrelas”. (Mário Quintana)

Tire a tornozeleira eletrônica


Nossos sonhos nos transportam para o alto, onde as andorinhas
contemplam a rua ou as águias apascentam seus filhos.
Quando nos veem lá, familiares e amigos por vezes nos aplaudem,
como se dissessem: “suba mais”.
Outras vezes, quando nos veem lá, amigos e familiares nos
repreendem, como se determinassem: “desça logo, antes que caia”.
Algumas palavras nos servem de rampas que impulsionam nosso
sonho. Para realizar um projeto, precisamos de incentivos.
Algumas atitudes funcionam como tornozeleiras eletrônicas que nos
pressionam para ficar onde estamos e não desejar o que podemos.
Quando o desestímulo vem de casa, ficamos sem força para levantar
o ombro, esticar o passo e pular adiante.
Para prosseguir para o alvo (Filipenses 3.14), precisamos nos livrar
(Hebreus 12.1) das palavras, dos olhares, dos exemplos e dos fardos
que servem como teias que amarram nossos movimentos e telas que
impedem nossos voos.
Para que o nosso sonho se realize, precisamos ouvir menos as
palavras que nos prendem; se não podemos proibir que nos sejam
ditas, podemos impedir que nos detenham. Precisamos desenvolver a
confiança que, apesar das circunstâncias, Deus está conosco (Mateus
28.18), se o sonho tem a sua aprovação. Por Ele animados, sonhemos
e realizemos. Esta é a hora!

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 130


“Espero no Senhor com todo o meu ser, e na sua palavra ponho a minha
esperança”. (Salmo 130.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 223 13/08/2018 00:52:16


04 “Os primeiros cristãos, pelo poder de Deus habitados nele,
viveram como filhos de Deus, demonstrando pureza e
Agosto honestidade, paciência e amor verdadeiro. Eles foram os
pioneiros da nova humanidade”. (J.B. Philips)

O discípulo, 1/3
Há palavras que precisam permanecer, uma vez que a humanidade é
essencialmente a mesma, mudando apenas as formas como domina
os artefatos que ela cria, incluídos recursos para sobreviver, modos
de morar, meios de se locomover e hábitos de se divertir.
Por mais que se ache revolucionária, uma época, marcada pelo
compasso dos anos e das décadas, não substitui a anterior, mas vai
apenas adaptando-a para responder aos desafios que surgem. Há
6.000 anos, por exemplo, pessoas tatuam seus corpos por achar
bonito o costume, tendo voltado a fazê-lo no ocidente desde o século
19 da era cristã.
Por mais global que se ache hoje, o mundo sempre foi global, seja
por desejo de aventura, seja por necessidade de comércio, alterando
o ritmo dessa marcha em função da velocidade que as tecnologias
possibilitam.
Por mais radical que se veja o tempo em que vivemos, nada há nele
de realmente diferente dos milênios que o precederam.
Os ideais, que transcendem a biologia e a geografia humana,
precisam permanecer.
Tomado por necessária humildade, nosso tempo precisa se deixar
ensinar pelos princípios capazes de moldá-lo com atitudes que geram
a qualidade de vida que almejam para os seus contemporâneos.
É precisamente isto que Jesus Cristo propõe. [CONTINUA em
7 de Agosto]

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 139


“Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas
inquietações. Vê se em minha conduta algo que te ofende, e dirige-me pelo
caminho eterno”. (Salmo 139.23-24)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 224 13/08/2018 00:52:16


05 “Não tenha medo de se mostrar fraco. Expor a fraqueza é o início
Agosto da força”. (Robert Anthony)

Vasos de barro
É da nossa condição a fragilidade.
Somos como frascos deixados nas vértices das mesas que se
estilhaçam largamente no chão quando tocados.
No entanto, de nós se exige que sejamos fortes e carreguemos fardos
além de nossa resistência, nem que nossos músculos fiquem destroçados.
Para nós imaginam perfeições de que não precisamos e não
queremos alcançar, conhecedores que somos dos erros por nós
cometidos e dos limites por nós herdados.
Colocam-nos alvos que não nos interessam atingir e sucessos que não
queremos ver, por causa dos preços que não pretendemos liquidar.
Todos murchamos como folhas (Isaías 64.6).
Todos secamos como a relva (Salmo 112.11)
Todos desaparecemos como a neblina (Tiago 4.14).
Somos vasos de barro (2Coríntios 4.7).
Só devemos viver a vida que queremos.
Cientes que somos vasos de barro, devemos cuidar para não sermos
trincados e despedaçados.
Certos de que somos vasos de barro onde habita o tesouro de Deus,
podemos desejar que em nós brilhe o divino poder que, quando
atribulados, não nos deixa angustiados, quando perplexos não nos
permite desanimar, quando perseguidos não nos desampara, quando
abatidos não deixa que sejamos destruídos.
Podemos ser felizes sendo vasos de barro.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.1-8


“Felizes são os que não podem ser acusados de nada, que vivem de acordo com a
lei de Deus, o Senhor!” (Salmo 119.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 225 13/08/2018 00:52:16


06 “Nós temos que criar as nossas condições para lidar com a
ocasião, nós temos tempo para o fazer, mas não temos todo o
Agosto tempo do mundo”. (Sergio Cortella)

Olhando para dentro de nós mesmos


Há pessoas que passam parte ou a totalidade das suas vidas olhando
para as circunstâncias ou para outras pessoas como responsáveis
pelas vidas que levam.
São capazes até de encontrar alguém por quem nutrem raiva por
lhes fechar a porta da felicidade.
Pessoas assim encontram o caminho mais trilhado, que não inclui a
atitude de olharem para si mesmas.
Quando olham, olham apenas para as heranças ruins, como
desavenças entre seus pais, como enfermidades que tiveram, como
oportunidades que não abraçaram.
Pessoas assim, por falta de coragem própria, precisam de culpados
alheios nos quais encostam sua existência.
Se estamos nesta galeria, que nunca aplaude mas apenas reclama,
nunca louva mas apenas se lamuria, não vive como pode viver;
chegou a hora da ruptura.
A ruptura começa com uma decisão de não buscarmos culpados
externos, senão em nós mesmos, e continua com a disposição de
fazermos o que for necessário para a vida começar.
Os gestos seguintes vão doer, mas doerão menos que a ilusão de
desencontrar fantasmas.
Os que cremos poderemos ter certeza que Deus nos acompanhará.
Veio dele a motivação para a mudança, mas Ele não fará o que nos
cabe, mas estará conosco quando nos dispusermos a fazer o que
nos cabe.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.9-16


“Guardo a tua palavra no meu coração para não pecar contra ti”.
(Salmo 119.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 226 13/08/2018 00:52:17


07 “Devemos avaliar nossos pensamentos e nossas crenças e verificar
se eles estão nos aproximando de Cristo ou nos afastando dele”.
Agosto (John Ortberg)

O discípulo, 2/3
Ser discípulo de Jesus Cristo não é para todos.
Ser discípulo não é para todos, mas não porque Jesus Cristo tenha
previamente escolhido alguns e recusado outros. Ele recebe a todos.
A graça de Deus pela qual Ele viveu e morreu é para todos os que a
querem pelos motivos certos.
Muitos buscam a Jesus pelas coisas que acham que vão receber.
Diferentemente, Paulo de Tarso (6-67) tinha uma enfermidade,
não foi curado e continuou discípulo de Jesus. Fanny Crosby
(1820-1915) era cega, passou toda a sua existência sem enxergar e
permaneceu discípula de Jesus. Charles Haddon Spurgeon (1834-
1892) tinha depressão, sofreu a vida toda com a dor e seguiu como
discípulo de Jesus. Dietrich Bonhoeffer (1906-1945) estava preso,
não foi libertado e prosseguiu como discípulo de Jesus. Teresa de
Calcutá (1910-1997) era pobre, permaneceu sem ter muitos bens e
perseverou como discípula de Jesus.
O discípulo é quem aceita que é amado incondicionalmente por
Jesus, reconhece que é pecador e deseja o seu perdão.
O discípulo é quem, tendo sido perdoado, deseja a companhia de
Jesus, mesmo que isto lhe traga restrições e perseguições.
O discípulo é quem renuncia seus pensamentos para se comprometer
com o que Jesus ensinou e abre mão de seus projetos para realizar os
sonhos de Jesus. [CONTINUA em 13 de Agosto]

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.17-32


“[Senhor] Ajuda-me a compreender as tuas leis, e eu meditarei nos teus
maravilhosos ensinamentos”. (Salmo 119.27)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 227 13/08/2018 00:52:17


08 “Quando tudo cai ao nosso redor, Deus é a nossa esperança e
Agosto abrigo”. (John Piper)

A fonte perene
São muitas as circunstâncias que conspiram contra a alegria.
Se quisermos, todos temos uma lista enorme a enumerar.
Às vezes sem que percebamos, a tristeza em nosso corpo viraliza,
vinda de uma saudade que nos monopoliza, de uma decepção que
nos paralisa, de uma saúde que nos fragiliza, de um medo que se
agudiza, de um pecado que se banaliza, de um cansaço que se
generaliza, de um projeto que não se realiza, de uma ameaça que se
concretiza, de uma mágoa que nos imobiliza.
Antes que se torne crônica, podemos tomar uma atitude que
a estanca. Temos que cortar pela raiz a sangria: precisamos nos
conectar à fonte da alegria.
Um poeta bíblico nos dá o roteiro:

“Eu irei até o teu altar, ó Deus,


pois tu és a fonte da minha felicidade”.
(Salmo 43.4)

É a certeza da presença de Deus conosco que nos enche de alegria


e nos traz felicidade para sempre (Salmo 16.11), não algum prazer,
algum amor, algum poder ou a falta de dor.
Quando Deus é a fonte da nossa alegria, a saudade diminui para
que cresça a gratidão, a confiança vence a decepção, a doença deixa
de lado a tensão, o medo faz da paz seu condão, o pecado encontra
a confissão, a coragem dá a mão à frustração, a mágoa se abre para
o perdão.
Para nossa tristeza em alegria transformar, Deus nos espera em seu
altar (Salmo 51.12).

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.33-48


“Os teus mandamentos me trazem alegria, pois eu os amo”. (Salmo 119.47)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 228 13/08/2018 00:52:17


09 “Os pais devem dar sempre para serem felizes. Dar sempre é o
Agosto que faz que sejamos pais”. (Honoré de Balzac)

As pernas do papai
Nossas pernas contam a nossa história pessoal.
No início, não sabíamos andar, mas nosso pai nos pôs em pé e nos
ensinou. Muitas vezes caímos, mas ele nunca nos deixou no chão.
Finalmente, aprendemos a caminhar, porque o nosso pai tornou o
que era impossível para nós um movimento fácil de realizar.
Depois, com as suas coisas a fazer, nosso pai nos chamava para ir
com ele. Muitas vezes seguíamos em silêncio, algumas vezes ainda
éramos puxados pelas mãos dele. O difícil era compassarmos os
ritmos, nós passadas pequenas e ele passadas largas. Olhávamos para
as suas pernas: pareciam de gigantes. Às vezes, protestávamos; às
vezes, sonhávamos em andar na mesma velocidade.
Com o seguir do tempo, passamos a caminhar ao seu lado, no
mesmo ritmo, orgulhosamente de igual para igual.
Dentro de alguns anos – o tempo se tece como um tapete que voa!
– nós tínhamos que nos conter para não deixar nosso pai para trás.
O tamanho das nossas pernas demarca os capítulos do livro da
nossa vida.
As admiradas pernas do nosso pai guardam a memória do nosso
intenso amor por ele.
Pai, nós te agradecemos por nos teres ensinado a caminhar com as
nossas próprias pernas.
Pai, nós te agradecemos por nos teres desbravado as calçadas sobre
as quais escrevemos a nossa própria história.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.49-56


“De noite, eu penso em ti, ó Senhor Deus, e medito na tua lei”. (Salmo 119.55)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 229 13/08/2018 00:52:17


10 “O modo mais seguro de fazer a vida agradável é fazê-la
Agosto agradável aos demais”. (Albert Guinon)

Invista na bolsa
Certamente o seu nome não está lista dos mais ricos do mundo.
Talvez você guarde seu dinheiro no banco ou em alguma outra
instituição, quando sobra algum valor terminado o mês.
Embora acompanhe o movimento das bolsas de valores, cuja
oscilação frequente os jornais e os telejornais noticiam todos os dias,
talvez não tenha ações custodiadas lá.
Mesmo que tenha, você pode aplicar seu dinheiro em uma bolsa
mais segura: na bolsa da solidariedade.
Não é preciso muito dinheiro para fazer aplicações e ninguém é
considerado especial ou caminha sobre tapetes vermelhos. Para este
investimento, você não precisa conhecer economia ou contar com
um consultor financeiro. Você precisa apenas ter aprendido com
Jesus que mais importante que ganhar o mundo inteiro é preservar
a sua alma.
Quem investe na bolsa da solidariedade não fica acompanhando
as cotações para ver o retorno porque não há retorno que se possa
medir. Na verdade, o investidor na solidariedade sabe que as suas
ações estão estocadas no céu e só as verá lá, onde golpes, escândalos,
previsões e manipulações não acontecem.
Quem guarda na bolsa da solidariedade sabe que rico é quem
ama o próximo.
Quem vive assim não terá seu nome na lista dos mais ricos, mas
estará na lista da graça de Deus, escrita nos céus.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.57-64


“Tu, ó Senhor Deus, és tudo o que eu tenho; prometo obedecer às tuas leis”.
(Salmo 119.57)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 230 13/08/2018 00:52:17


11 “Ser pai é ensinar ao filho curioso o nome de tudo”.
Agosto (Lêdo Ivo)

Santo orgulho
Só há um orgulho que se pode chamar de santo: é o sentimento de
um pai ao ver as escolhas e as realizações do seu filho ou filha.
Até mesmo o Deus Pai se orgulhou do seu, ao ponto de dizer sobre
Jesus as seguintes palavras:
– Este é o meu filho querido que me dá muita alegria (Marcos 1.11).
Orgulhe-se o pai cuja filha ama ler, estudar e sempre lhe pedir para
comprar livros.
Alegre-se o pai com o filho que presta atenção às palavras que ouviu
em casa, considerando-as como pérolas de inestimável valor.
Vibre o pai cuja filha se ocupa com o que é “verdadeiro, digno, correto,
puro, agradável e decente” (Filipenses 4.8).
Agradeça o pai pelo filho que procura ser um pai melhor do que ele
mesmo é ou foi.
Realize-se o pai cuja filha vive de um modo que contribui para tornar
melhor este nosso mundo.
Sorria o pai que nota que seu filho está indo mais longe que ele na vida
profissional, ao reter o que recebeu, aproveitar bem as oportunidades,
ousar mais e dilatar os horizontes que lhe foram descortinados.
Enterneça-se o pai cujo(s) filho(s) sente(m) prazer em estar na
companhia dele.
Orgulhe-se o pai cujo filho ou filha também dele santamente se
orgulha.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.65-80


“Ó Deus, as tuas mãos me criaram e me formaram; dá-me entendimento para
que eu possa aprender as tuas leis”. (Salmo 119.73)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 231 13/08/2018 00:52:17


12 “Todos os homens cristãos são sacerdotes e todas as mulheres são
sacerdotisas, sejam jovens ou velhos, senhores ou servos, senhoras
Agosto ou servas, doutos ou leigos”. (Martin Lutero)

A singularidade de Cristo
Renunciar à dignidade, atribuída por Deus, é atitude que o homem
toma desde os primórdios. Quando pôde decidir, transferiu o
privilégio para uma serpente.
Abrir mão do acesso direto a Deus é gesto antigo do homem.
Quando podia ser livre, preferiu se fazer escravo de um bezerro e
diante dele lhe cantar louvores.
Deus nos fez iguais, mas teimamos em ser menores.
Deus nos fez livres, mas preferimos rastejar.
Cristo nos escolheu como seus herdeiros e não podemos nos
contentar com menos.
Para tanto, precisamos entender o que Cristo fez na cruz. Quando
ali experimentou a morte, Jesus nos legou a vida em toda a
plenitude. Quando nela se deixou amarrar, o Salvador quebrou as
nossas algemas. Quando dela seu sangue tocou o chão, cada gota
foi dinamitando, até o fim, o muro que nos impedia de ver a Deus.
Quando na cruz expirou, Jesus Cristo rasgou o véu que nos separava
de Deus.
Depois da cruz, não precisamos de intermediários para amar a
Deus, para obedecer a Deus, para pedir a Deus, para nos expor a
Deus.
Só precisamos de Cristo, totalmente suficiente para nos conduzir ao
Deus Pai. E os seus braços continuam a nos convidar para uma vida
sem culpa, mas cheia de dignidade, liberdade, sentido e plenitude.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.81-96


“Ó Senhor Deus, a tua palavra dura para sempre; ela é firme como o céu”.
(Salmo 119.89)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 232 13/08/2018 00:52:18


13 “Jesus prometeu a seus discípulos três coisas: eles seriam totalmente
corajosos, absurdamente felizes e estariam constantemente em
Agosto problemas”. (F. R. Maltby)

O discípulo, 3/3
Nos termos de Jesus, a experiência do discipulado se realiza na
contramão da lógica do mercado, onde o consumo é vendido num
crediário de fácil aprovação e apresentado como sendo suave. O
discipulado não é uma envolvente neblina.
No convite de Jesus, a escolha do discipulado não acontece num
ambiente sedutor, onde os botões apertados satisfazem os desejos da
hora e permitem vislumbrar uma vida de confortos e prazeres que a
tecnologia descortina.
Há uma frase dele, que nenhum filósofo, político ou vendedor diria
com voz cristalina.
– Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome
diariamente a sua cruz e siga-me. (Lucas 9.23)
É como se, dando um passo adiante, dissesse o que Ele mesmo
depois termina:
– Aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu
discípulo (Lucas 14.27).
Negar-se a si mesmo é renunciar a um projeto de vida que todos
perseguem, feito de poder, sexo e dinheiro, como paixão que domina.
Tomar a cruz é dispor o coração para corajosamente ir onde e como
o Mestre determina.
Seguir a Jesus nunca foi e nunca será fácil porque exige confiança,
entrega e disciplina.
Quem o segue, no entanto, sabe que a caminhada não é solitária
porque Jesus mesmo é presença que, para fortalecer seu discípulo, ao
seu lado se inclina.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.97-104


“O teu mandamento está sempre comigo e faz com que eu seja mais sábio do
que os meus inimigos”. (Salmo 119.98)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 233 13/08/2018 00:52:18


14 “É melhor confiar em Deus:
Agosto Deus não falha, Deus não muda,
Deus não dorme e nem se esquece”.
(Daniel Souza)

Variações em torno de uma certeza


Quando as coisas, diante de nós, parecem sem controle, não
precisamos desejar saber o que nos reserva o futuro para nos acalmar.
Quando nossos pés fraquejam e não garantem uma caminhada
segura, não precisamos de um amuleto ao qual nos agarrar.
Quando os fatos semeiam impossibilidades como certezas evidentes
e inevitáveis, não precisamos de ilusões que nos façam respirar.
Quando o cansaço se instala em todo o nosso corpo e o domina, não
precisamos de uma muleta para nos levantar.
Quando a razão nos informa estarem completamente esgotadas as
alternativas ao triste desespero, não precisamos concordar.
Não precisamos continuar com os nossos rostos duros.
Não precisamos achar que nossos recursos são obscuros.
Não precisamos parar os passos diante dos altos muros.
Precisamos da fé que rumo ao que não entende com coragem se lança.
Precisamos saber que o nosso Deus corre e jamais se cansa.
Precisamos ouvir Deus nos garantindo que ainda podemos ter
esperança.
Precisamos confiar que Deus nos multiplicará as forças para
caminhar.
Precisamos esperar que Deus nos dará asas para alto de novo voar.
Precisamos tomar as mãos de Deus e com elas seguir pela vida sem
desanimar (Isaías 40.28-31).

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.105-112 e 113-120


“A tua palavra é lâmpada para guiar os meus passos, é luz que ilumina o meu
caminho”. (Salmo 119.105)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 234 13/08/2018 00:52:18


15 “A educação é o único bem que ninguém nos rouba”.
Agosto (Tércio Gomes Cunha)

A ternura da educação
Tatiane tinha seis anos quando o pai decidiu lhe ensinar a ler,
a escrever e a contar. Com este propósito, João Luiz, antes de sair
para o trabalho, propunha-lhe um tema, anotado, com suas letras
grossas num caderninho comprado numa papelaria do bairro, e lhe
pedia para copiar o texto que escrevera. Ele só saía quando a filha
começava a executar a tarefa.
Assim, a menina aprendeu algumas palavras e algumas operações
aritméticas.
Já escola, Tatiane só teve quando chegou à segunda série (ou
segundo ano). Ela errava muito na hora de grafar algumas palavras,
especialmente as que tinham dois S ou Ç.
Preocupada, a professora chamou sua mãe. Juntas, notaram a
origem do persistente erro. O pai da menina sabia muito pouco a
língua portuguesa e lhe transmitira os erros gramaticais que eram
próprios da sua baixa instrução.
A limitação foi facilmente superada.
A vergonha deu lugar a uma imensa gratidão. Ela passou a se
emocionar todas as vezes que recordava a atitude do pai, que lhe
legou tudo o que sabia.
Felizes são os pais que buscam superar seus limites para criar
inesquecíveis oportunidades, para que seus filhos escrevam suas
próprias histórias no grande livro do conhecimento.
Felizes são os filhos cujos corações sempre se lembram e se
lembrarão dos gestos de ternura dos seus pais.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.121-136


“Olha de novo para mim e tem compaixão, como sempre fazes com os que te
amam”. (Salmo 119.132)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 235 13/08/2018 00:52:18


16 “Uma grande realização sempre acontece no quadro de uma
Agosto grande expectativa”. (Charles F. Kettering)

Perder faz parte do jogo, 1/2


As equipes de futebol entram em campo para vencer. Quando
entrevistados, seus jogadores anunciam suas expectativas. Ao final,
quando triunfam, fazem suas celebrações; quando perdem, deixam
suas impressões.
O roteiro é o mesmo na vida, feita de expectativas e esforços,
frustrações e realizações.
Cheios de expectativas, nós nos preparamos. Para realizá-las, nós
nos esforçamos. Depois, temos uma história para narrar.
Ao participar de uma competição, podemos vencer ou não. A viagem
que empreendemos pode terminar como queríamos ou não. Ao fazer
uma prova, podemos ou não passar. Nossos relacionamentos podem
nos deixar satisfeitos ou não. Ao buscar um emprego, podemos
consegui-lo ou não. Uma obra de nossa imaginação (como um livro,
uma tese, uma composição, um quadro) pode acontecer ou nunca
sair do desejo.
Nossa primeira tarefa é meditar tanto sobre nossas realizações
quanto sobre nossas frustrações porque novas investidas virão,
com colheitas novas, boas ou ruins. Logo, perceberemos que,
independentemente do resultado, nós nos realizamos ou nos
frustramos porque tentamos fazer o que devíamos fazer. Não nos
omitimos. Não nos escondemos. Não deixamos para depois. Não
nos acomodamos. Como dizem os jogadores de futebol, “estamos
de parabéns”.
Estamos prontos para ir além. Precisamos prosseguir, com
perseverança (Hebreus 12.1). [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.113-152


“Antes do nascer do sol, eu clamo pedindo ajuda, pois a minha esperança está
na tua promessa”. (Salmo 119.147)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 236 13/08/2018 00:52:18


17 “Não há remédio como a esperança, nenhum incentivo maior
e nenhum tônico tão poderoso quanto a expectativa de algo
Agosto amanhã”. (Orison Swett Marden)

Perder faz parte do jogo, 2/2


Tendo vencido, celebremos, agradecendo a todos quantos
cooperaram conosco, começando com o nosso Criador.
Tendo perdido, podemos ter na realidade vencido, a depender do
que fazemos com nossas derrotas.
Quando o resultado é o fracasso diante do que almejávamos,
devemos reconhecer a frustração. Contra fatos, não há argumentos e
as explicações precisam ser sábias e santas.
Toda derrota, parcial ou definitiva, demanda de nossa parte uma
disposição para continuar.
Quando sofremos um gol, precisamos ter o desejo de reverter
o placar. Será a nossa única chance. Terminada a partida ou o
campeonato, precisamos voltar para o campo e mudar a história.
Voltaremos melhores, porque aprendemos e aprendemos se
refletirmos. A nossa reflexão nos ajudará a compreender nossa
frustração, que pode ter vindo porque não nos esforçamos o
suficiente ou porque a tarefa estava mesmo além de nossas forças.
Colheremos vitórias, se continuarmos tendo expectativas e
buscando realizá-las, o que implica em ousar, em estudar mais,
em nos preparar mais, em nos esforçar ainda mais, em nos dedicar
muito mais, em fazer melhor.
Expectativa é para se ter, agradecer a Deus por tê-la, agir
para realizá-la, pedindo a Ele coragem para fazê-la acontecer
(1Coríntios 16.13).

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.153-160


“Como é grande a tua compaixão, ó Senhor! Conserva-me vivo, de acordo com a
tua justa vontade”. (Salmo 119.156)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 237 13/08/2018 00:52:18


18 “Nossa vida se encaminha para o fim no dia em que começamos
a silenciar diante das coisas que importam”.
Agosto (Martin Luther King Jr)

Além das palavras


Há momentos em que as palavras são suficientes. Postas em livros,
filmes, palestras, diálogos ou canções, elas animam, desafiam,
ensinam e elogiam, inspirando-nos a migrar para a terra colorida
dos sonhos e das realizações. Ditas aos que sofrem por fazerem o
que é certo, elas são estímulos a serem sorvidos como compromissos
companheiros.
Há momentos em que as palavras não são necessárias. Num funeral,
um abraço talvez as dispense. Para quem está no chão, vale mais a
mão que se estende. Para uma criança, o exemplo é mais poderoso.
Para quem precisa de aprovação para os seus gestos, um olhar é
plenamente generoso. Nesses casos, nossas palavras são apenas
coadjuvantes.
Há momentos em que as palavras não bastam.
Não basta dirigir discursos duros contra a corrupção, se não a
erradicamos de nossas práticas pessoais e se não pressionamos,
com os recursos que temos, para que a prisão recolha os bandidos,
mesmo que poderosos.
Não é bastante lançar nosso grito no deserto contra a maldade, que
faz morrer os pobres e privilegiar os malvados, quando precisamos
nos juntar numa ciranda cívica aos que vigiam em favor da justiça.
As palavras são poderosas quando nos levam a mudar, se é
necessária a nossa própria transformação, ou a corajosamente agir,
se é necessária a coletiva ação.

Para ler HOJE na Bíblia: Salmo 119.161-176


“Aqueles que amam a tua lei têm muita segurança, e não há nada que os faça
cair”. (Salmo 119.165)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 238 13/08/2018 00:52:18


19 “Quando mantemos o nosso olhar ‘fixo’ em Cristo, não nos
entregamos ao desânimo; antes, somos fortalecidos diariamente
Agosto pelo Espírito Santo que habita em nós”. (Leonardo Dâmaso)

O caminho da perseverança
Para chegar onde desejamos, precisamos saber que o nosso coração
deve estar pleno de uma virtude: a perseverança.
Também precisamos nos lembrar que perseverança não é uma
qualidade que se obtém apenas com o desejo que se tece: trata-se de
uma aprendizagem, que enfrenta vários obstáculos.
No caminho da aprendizagem da perseverança, devemos nos acercar
da certeza que o fácil não existe. O que é fácil para nós – saibamos
– teve um custo alto para alguém. Na verdade, não devemos nos
alegrar com aquilo que conquistamos apenas apertando um botão.
Nossa perseverança cresce quando olhamos menos para quem
somos e mais para quem é Deus, o doador da esperança (Salmo 62.5;
Romanos 15.13) com a qual nos movemos.
Nossa perseverança se fortalece quando buscamos remover os
obstáculos que nos minam as forças, como o pessimismo e o
desânimo, vitórias que talvez demandem que procuremos ajuda para
a necessária superação.
Nossa perseverança se robustece quando fixamos o alvo a alcançar,
sem que olhemos para trás, mas apenas para frente. Se é uma
bandeira que precisamos fincar no alto, é para o alto do monte
que nossos olhos precisam mirar. Se é uma tarefa (uma obra, um
concurso, uma verdade) que temos por completar, é no resultado
que devemos prioritariamente nos concentrar.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 17 a 18


“Não fique olhando para o vinho que brilha no copo, com a sua cor vermelha,
e desce suavemente. Pois no fim ele morde como uma cobra venenosa”.
(Provérbios 23.31-32)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 239 13/08/2018 00:52:18


20 “O que chamamos de desespero é muitas vezes apenas a dolorosa
Agosto avidez de uma esperança insatisfeita”. (George Eliot)

Nada de desesperança
Para mantermos a esperança, precisamos falar da desesperança.
A desesperança pode ser uma consequência dos eventos que nos
tomam, sobretudo os pessoais.
Um diagnóstico sombrio, indicando um longo e pesado tratamento
ou mesmo a cessação próxima da vida, é um golpe que nos atordoa
e faz da nossa esperança um cálice de saudade, ainda imaginada ou
já real.
A experiência do vazio tem a profundidade do amor sentido e a
intensidade da amizade nutrida. Quanto maior é a alma, de quem
parte e de quem fica, maior é a dor.
Também nessas horas, a esperança ainda é a atitude melhor. Diante
da saúde escassa, nossa ou de uma pessoa querida, enquanto a vida
pulsa, mesmo que por um fio tênue, precisamos crer que Deus, seja
pelas mãos comuns da ciência ou por suas mãos incomuns, pode
reverter o que percebemos como irreversível. Ter esperança é crer
que Deus é o criador e o realizador da vida. Nenhum fio de cabelo do
nosso corpo cai sem que ele saiba e permita. A esperança é a alavanca
que Deus nos põe nas mãos.
Ela nos lembra que Deus é o Senhor da vida, quando Ele a mantém
e também quando deixa as coisas seguirem seus cursos. A esperança
nos faz cantar como Jó que, ao sepultar seus filhos, exclamou:
– O Senhor deu; o Senhor tirou. Louvado seja o seu nome.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 19


“Não tenha inveja dos pecadores. Procure respeitar e obedecer a Deus todos os
dias da sua vida”. (Provérbios 23.17)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 240 13/08/2018 00:52:18


21 “Para quem ama, não será a ausência a mais certa, a mais
eficaz, a mais intensa, a mais indestrutível, a mais fiel das
Agosto presenças?” (Marcel Proust)

O jardim da saudade
Somos como árvores.
Árvores crescem para o alto, espalham-se para os lados e, um dia,
tombam.
Quando caem, as árvores também se espalham e voltam ao pó, de
onde outras árvores surgirão, embora não saibam do seu valor nem
quando crescem nem quando fenecem.
Devemos viver como as árvores: devemos crescer e nos espalhar.
Enquanto não chega a nossa oportunidade de virar pó, podemos
olhar as árvores que morreram.
Tombadas, não nos servem de companhia, não nos dão sombra, não
nos oferecem sustento.
As árvores não têm memória, mas nós temos.
Então, podemos nos lembrar das árvores tombadas, habitantes dos
jardins das saudades. A lembrança deve nos trazer gratidão, que vem
quando reconhecemos o quanto elas nos amaram.
Os mortos não amam, mas nós devemos amá-los, valorizando o
que fizeram por nós e conosco, perenizando o que nos deixaram,
moldando nosso futuro com os exemplos que nos legaram.
Os mortos não sabem que lhes somos gratos e que sobre nossa mesa
estão depositados os frutos dos seus gestos.
Os mortos não ouvem quando dizemos que suas vidas valeram
a pena e nos fizeram bem, mas, assim mesmo, devemos celebrar
nossa história comum sempre que pudermos, mesmo em lágrimas,
contidas ou derramadas.
A saudade é uma espécie de honra que damos às árvores que
tombaram.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 20


“Não ande com gente que bebe demais, nem com quem come demais”.
(Provérbios 23.20)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 241 13/08/2018 00:52:19


22 “A covardia é a mãe da crueldade”.
Agosto (Michel de Montaigne)

A fraqueza da covardia
Que dizer de rapazes que, munidos de chicotes e barras de ferro,
atacam pessoas indefesas? Esses jovens são covardes.
Que dizer de terroristas que incendeiam uma igreja, ceifando as
vidas que cultuam segundo seu credo? Esses terroristas são covardes.
Que dizer de um menino forte que cerca um garoto franzino e o
humilha? Esse garoto é covarde.
Que dizer de um homem que ataca, espanca, machuca e fere
sua esposa?
Um homem que age assim precisa se ver como o que é – covarde –
aquele que só ataca quem não tem força para se defender.
Esse homem precisa saber que a palavra “covarde” é muito antiga
e vem do francês. “Couard” era o termo para “cauda” e se referia ao
animal que abaixava o rabo quando estava com medo. O covarde
é medroso; é por isto que ataca quando não há ninguém para
defender a vítima.
Embora se ache firme e corajoso, o covarde é fraco e medroso
porque se mostra incapaz de segurar seu impulso de oprimir para
dominar.
O covarde pode alegar que seu pai fazia assim ou lamentar que
não consiga se controlar, mas essas explicações não passam de
covardia consigo mesmo, porque indicam que ele aceita uma
condição que deveria fortemente rejeitar, honestamente admitir e
persistentemente procurar ajuda para se libertar das algemas que o
aprisionam e amarram.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 21


“Os céus declaram a glória de Deus; o firmamento proclama a obra das suas
mãos”. (Salmo 19.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 242 13/08/2018 00:52:19


23 “Os homens erram; os grandes homens confessam que erraram”.
Agosto (Voltaire)

Sozinhos e não
Há coisas que podemos resolver sozinhos.
Podemos quitar uma dívida pequena.
Podemos resolver uma ofensa suave que recebemos.
Podemos equacionar um conflito simples que nos atinge.
Podemos conviver bem com um trauma cujas marcas não foram
profundas.
Há separações que podemos superar sem muito sofrimento.
Há perdas das quais podemos nos recuperar num tempo curto.
Há vícios dos quais conseguimos nos libertar sem muito esforço.
Há problemas que podemos resolver sozinhos, desde que desejemos,
decidamos e nos disciplinemos. Não deixemos para amanhã.
No entanto, há dívidas elevadas demais para serem quitadas sem
que alguém nos socorra.
Há mágoas que não conseguimos perdoar sem que alguém ore por nós.
Há traumas que demandam tratamentos profissionais para que
deixem de nos perturbar.
Há separações que requererão um apoio externo para voltarmos
a viver.
Há perdas que, de tão profundas, exigem que sejamos cuidados por
outras pessoas para seguirmos em frente.
Há vícios dos quais não conseguimos nos libertar sozinhos.
Há, portanto, problemas que, para solucioná-los, precisamos da
ajuda de alguém, seja um amigo, um pastor ou um profissional.
Peçamos a Deus que nos indique alguém para nos ajudar em nossa
caminhada rumo à restauração.
Comecemos hoje para celebrar depois a nossa recuperação.

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 22


“Obedeçam com muito cuidado ao mandamento e à lei que Moisés, servo do
SENHOR, lhes deu. Amem o SENHOR, o Deus de vocês, façam a vontade dele,
obedeçam aos seus mandamentos, fiquem ligados com ele e o sirvam com todo
o coração e com toda a alma”. (Josué 22.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 243 13/08/2018 00:52:19


24 “O verdadeiro campeão sua de exaustão quando ninguém está
Agosto vendo”. (Bas Rutten)

A saída para o cansaço


Muito de nosso cansaço advém de nossa falta de confiança; por falta
de confiança, nós nos debatemos e esgarçamos nossos músculos; por
falta de confiança, não conjugamos só o verbo confiar, mas lutar,
correr, gritar, fazer, que são verbos necessários, mas em segundo
lugar; o primeiro deve ser confiar; confiar em Deus (Salmo 37.3).
Muito de nosso cansaço advém de escolhas erradas.
Precisamos aprender a decidir certo. Precisamos ter a dignidade de
arcar com as consequências de nossas decisões. Precisamos aprender
a carregar a carga que podemos suportar. Precisamos aprender a
tomar decisões equilibradas lendo a Bíblia, onde está o Conselho de
Deus (Atos 20.27).
Muito de nosso cansaço advém de atitudes erradas diante das
adversidades da vida. Precisamos ter atitudes certas diante das
realidades que nos cercam, especialmente aquelas que não desejamos.
Muitas vezes somos tomados de pensamentos mágicos, como se
pudéssemos dormir e acordar com tudo resolvido.
Problemas concretos se resolvem com atitudes concretas, não com
lamúrias; lamúrias são formas de cansaço que cansam mais ainda
quem já está cansado. Onde aprendemos a tomar atitudes certas? Na
Bíblia, onde estão os problemas e também soluções que nos inspiram
em nossas decisões (2Timóteo 3.16-17).

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 23


“Como é precioso o teu amor, ó Deus! Os homens encontram refúgio à sombra
das tuas asas”. (Salmo 36.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 244 13/08/2018 00:52:19


25 “A força do direito deve superar o direito da força”.
Agosto (Rui Barbosa)

Direitos de todos nós


Você concorda que todos nascemos livres e temos direitos iguais?
Você acha que todos temos direito à liberdade, à propriedade, à
segurança e de resistir à opressão?
Você entende que somos livres para fazer tudo o que não prejudica
o próximo?
Você admite que os acusados devem ser considerados inocentes até
serem declarados culpados depois de julgamento justo?
Você aceita que nenhuma pessoa pode ser molestada por suas
opiniões, sejam elas políticas ou religiosas?
Essas perguntas foram respondidas afirmativamente em 1789, na
França, inspirando muitas outras declarações, que ecoam as verdades
que lemos na Bíblia.
Nela encontramos que fomos formados com dignidade, à imagem e
semelhança do próprio Deus criador (Gênesis 1.26).
Jesus ensinou que devemos permitir que os poderes governem mas
não oprimam, cabendo aos cidadãos desobedecer aos tiranos (como
fizeram os pais de Moisés e Daniel e seus amigos).
Jesus nos mostrou que devemos fazer aos outros o que esperamos
que façam conosco (Mateus 7.12).
Desde o princípio Deus estabeleceu regras para que os
julgamentos sejam justos, livres de emoções (Números 35) ou
subornos (Êxodo 23.8).
A liberdade de decisão, opinião e expressão é tal que Deus deseja
a salvação de todos (1Timóteo 2.4), mas não força o indivíduo a
aceitá-la (Mateus 23.37).

Para ler HOJE na Bíblia: Josué 24; 1Crônicas 5.18-26; 1Crônicas 6.54-81
“Josué disse ao povo: Vocês não podem servir o SENHOR, pois ele é Deus Santo
e não tolera aqueles que adoram outros deuses. Ele não perdoará os pecados e as
maldades de vocês”. (Josué 24.19)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 245 13/08/2018 00:52:19


26 “O que importa é a relação interpessoal, em seus ricos matizes
Agosto humanos”. (D.W. Winnicott)

Cuidemos de nós mesmos


Quando criou o ser humano, deu-lhe Deus a tarefa de cuidar.
Nós nos tornamos humanos na medida em que cuidamos. Quando
nos envolvemos nessa tarefa, assumimos nossa real condição de
imagem-semelhança de Deus, o cuidador supremo. Erramos quando
desistimos de cuidar.
A Bíblia mesma é a história do Deus que cuida, de todos e de tudo,
inclusive de si mesmo. Por isto, no sétimo dia da criação de todas as
coisas, Ele, com quem devemos nos parecer, descansou.
Nossa história precisa ser também uma narrativa do cuidado.
Precisamos cuidar da terra, protegendo-a de nós mesmos.
Precisamos cuidar das pessoas, protegendo-as de si mesmas e dos
outros. Precisamos cuidar dos animais, frágeis diante dos muitos
perigos à sua volta.
Para exercer todos estes cuidados, o Autor da vida nos ensina que
precisamos primeiramente cuidar de nós mesmos (1Timóteo 4.16):
do nosso corpo, para que seja idealmente saudável, de nossa mente,
para que continue emocionalmente estável, e de nossa alma, para
que pelo Criador seja pelo moldável.
Somos um corpo, uma mente e uma alma carentes de cuidado.
Somos chamados para cuidar. Quando responsavelmente nos
empenhamos em cuidar de nós mesmos, nós nos aprontamos para
cuidar daqueles em torno dos quais orbitamos.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Coríntios 1 a 3


“Porque a sabedoria deste mundo é loucura aos olhos de Deus”.
(1Coríntios 3.19a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 246 13/08/2018 00:52:19


27 “Há apenas dois tipos de homens no mundo: os justos que acham
que são pecadores e os pecadores que acham que são justos”.
Agosto (Blaise Pascal)

Diante do nosso erro


Como agir quando nós estamos errados?
Quando alguém nos adverte, a nossa primeira tendência é rejeitar o
conselho e reafirmar que estamos certos.
Quando somos flagrados no erro, tendemos a ficar irritados e até
mesmo a manter distância e considerar inimigo aquele cujo objetivo
principal é nos ajudar.
Quando nosso pecado vem a público, somos capazes de atacar e
desclassificar quem nos dirige a palavra e torna evidente nossa falha.
Quando aspectos sombrios do nosso jeito de ser se tornam
conhecidos, corremos para apresentar explicações, para não
parecermos que somos o que nossos gestos estampam.
Há algo melhor a fazermos, contudo.
Quando somos advertidos do nosso erro, devemos agradecer,
mesmo que ainda doa a palavra ouvida.
Depois de agradecer, devemos refletir. Muito possivelmente
concluiremos que erramos mesmo, o que mostra que não podemos
confiar em nós mesmos, coração enganoso é este que temos.
Tendo errado, devemos nos arrepender.
Tendo tropeçado, devemos nos levantar.
A advertência que nos chega do outro, quando inspirado por Deus,
nos ajuda a prestar mais atenção a nós mesmos. Atentos, seremos
mais humildes e erraremos menos.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Coríntios 4 a 6


“Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo que
habita em vocês, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos?”
(1Coríntios 6.19)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 247 13/08/2018 00:52:19


28 “Nunca faça uma coisa errada para fazer ou manter um amigo”.
Agosto (Robert E. Lee)

Diante do erro do outro


Como agir quando o outro está errado?
Quando outro está errado, podemos ignorá-lo. Achamos que não
erramos como ele erra e que as consequências dos seus erros ele as
pagará, e então entendemos que não devemos incomodá-lo. Assim,
deixamos que siga seu curso porque não queremos pagar o preço de
adverti-lo.
Quando o outro está errado, podemos eliminá-lo da nossa agenda.
Para não sermos confundidos ou contaminados, nós nos mantemos
afastados dele. Achamos mais seguro apagar do nosso convívio quem
está errado.
Diferentemente, quando o outro está errado, devemos amar e
demonstrar que o amamos. Fazemos isto quando o advertimos e lhe
mostramos um caminho melhor.
Quando colocamos a privacidade, a nossa e a do outro, como um
valor absoluto, perdemos a oportunidade de ajudar e ser ajudado.
Quando entendemos que o respeito ao outro exclui a possibilidade
de corrigi-lo, deixamos que aquele que já perdeu o sentido de seus
atos continue se afundando no abismo que os seus pés cavam.
Quando fazemos da tolerância uma bandeira que tremula sobre
verdades e mentiras, transformamos a irresponsabilidade num ídolo
a ser reverenciado.
Contudo, perfumando nossos gestos e moderando nossas palavras,
podemos e devemos cooperar com outro em sua caminhada,
dizendo-lhe o que precisamos dizer, mas de um modo que ele se abra
para nos ouvir.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Coríntios 7 a 9


“Da mesma forma o Senhor ordenou àqueles que pregam o evangelho, que
vivam do evangelho”. (1Coríntios 9.14)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 248 13/08/2018 00:52:19


29 “Cuide de suas próprias emoções e nunca as subestime”.
Agosto (Robert Henri)

Nosso vulcão
Nossas emoções estão sempre à flor da pele, mas só percebemos
como são quando elas nos fazem perder o equilíbrio.
Nessas horas, geralmente culpamos nossos ancestrais ou as
circunstâncias.
Às vezes, demoramos a perceber que não adianta transferir para
nossos antepassados ou para os acontecimentos a responsabilidade
que, finalmente, nos pertence.
Na verdade, é como se as emoções fossem os nossos óculos. Assim,
é preciso que estejam bem ajustados e limpos para que possamos
ver bem.
Como há emoções boas (como a alegria num gol) e emoções ruins
(como a raiva no trânsito), temos que separá-las umas das outras,
para que as boas tenham liberdade e as ruins sejam contidas.
Nosso problema é com as emoções capazes de destruir.
Se queremos que a noite nos encontre em paz e não irados (Efésios
4.26), devemos reconhecer que as ações que vêm da raiva geram
prejuízos e que não somos naturalmente capazes de não nos irar,
quando provocados.
Para que a raiva não nos agite e tome o controle, peçamos a Deus
que nos ajude nesta jornada rumo à paz interior.
Quando falharmos, devemos pedir perdão pelos gestos explosivos.
Devemos ficar atentos, para que o vulcão não entre de novo em
erupção.
Se cairmos, deixemos que Deus nos levante e tenha continuidade
nosso processo de restauração.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Coríntios 10 a 12


“’Tudo é permitido’, mas nem tudo convém. ‘Tudo é permitido’, mas nem tudo
edifica”. (1Coríntios 10.23)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 249 13/08/2018 00:52:19


30 “Apesar de eu não poder me movimentar e ter que falar através
de um computador, em minha mente sou livre”.
Agosto (Stephen Hawking)

Decididos a viver
Todos vamos adoecer.
Vamos adoecer por causa de hábitos errados.
Poderemos adoecer por causa de doenças que são heranças genéticas,
as quais não podemos evitar. Algumas delas são degenerativas e vão
minando e dominando nosso corpo a cada dia.
Diante de condições assim, devemos reconhecer nossa enfermidade,
com toda a sua gravidade. Para tanto, devemos estudar a doença em
profundidade, para aprendermos a conviver com ela e a observar os
cuidados que podem adiar o seu agravamento.
Será importante que vigiemos para não nos deixar possuir por
algum sentimento de culpa. Definitivamente, nada fizemos para ter a
doença que temos. A ignorância dos outros não pode se tornar nossa.
A segunda atitude é decidir viver intensamente, mesmo com
limitações físicas, o que inclui a busca de terapias, medicamentos,
experimentos e grupos de apoio, que nos ajudem a retardar o
progresso futuro de nossa enfermidade e a minimizar seus efeitos
presentes.
Não sabemos quantos anos teremos pela frente, mas nós viveremos
com vigor e esperança os que temos. Trabalharemos enquanto
pudermos. Ajudaremos outras pessoas enquanto conseguirmos.
Quando chegarmos aos céus, com as mãos cheias daquilo que
compartilhamos, receberemos um novo corpo, que jamais se
degenerará.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Coríntios 13 a 14


“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se
orgulha”. (1Coríntios 13.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 250 13/08/2018 00:52:20


31 “Um governo não pode ser verdadeiramente justo se não afirmar o
Agosto valor intrínseco da vida humana”. (Charles W. Colson)

Nós e as regras
Viver é viver segundo as regras.
Há a regra do tempo para nascer. Quem nasce antes, por exemplo,
é prematuro.
Há as regras dos horários para o trabalho, para o estudo, para o
lazer, para o convívio. Quem não cumpre esses horários encontra
dificuldades diversas.
Há a regra da palavra, que determina que há o momento de ouvir e
há o momento de se exprimir.
Há as regras que contribuem para a harmonia da vida em família,
na vizinhança, na igreja, entre outros espaços de nossas convivências.
Há a regra que, na política, para se obter votos, é preciso mentir. Ou
não se elege.
Há as regras que especificam que os restaurantes têm que jogar fora
a comida que sobrou sem ser servida.
Há regras boas. Há regras ruins.
Jesus Cristo seguiu as regras, mas nem todas (Mateus 5.17). Era
proibido trabalhar no sábado, mas ele trabalhava no sábado, quando
o amor ao próximo lhe impunha esta desobediência.
Se queremos andar como Jesus andou, rebelemo-nos, não contra
aquelas regras que fazem vibrar as cordas de nossas sonoras
conveniências, mas contra aquelas que oprimem as pessoas, seja na
religião ou na política. Que nossa rebeldia tenha uma causa pela qual
valha a pena viver e morrer, jamais uma expressão de egoísmo.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Coríntios 15


“E se Cristo não ressuscitou, é inútil a nossa pregação, como também é inútil a
fé que vocês têm”. (1Coríntios 15.14)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 251 13/08/2018 00:52:20


01 “O que realmente precisamos, acima de tudo, não é defender a
Setembro Bíblia, mas compreendê-la”. (Millar Burrows)

Uma carta de amor


Quando lemos a magistral carta de amor intitulada Bíblia, somos
surpreendidos por comportamentos e palavras que nos chocam,
especialmente porque não conferem com a ideia que temos de Deus.
Podemos fechar as páginas sagradas e parar de ouvir a voz de
Deus. Faremos melhor se continuarmos lendo até ver que os textos
sagrados se explicarão a si mesmos.
Nas Escrituras Sagradas, o Senhor Deus se comunica num modo
que as pessoas possam compreender. Por isto, o livro divino tem que
ter a forma humana. Deus faz como um pai que se assenta no chão
para conversar com a criança que gerou para que haja encontro de
afetos entre eles.
As palavras divinas levam em conta as limitações humanas. Deus
fala de paz em meio à guerra, de amor em meio ao ódio e de
santidade em meio ao pecado. Deus propõe projetos ousados aos
desanimados. Deus fala a pessoas reais e a famílias reais, a partir dos
costumes delas.
Quando fala de comportamentos lamentáveis, a Bíblia não os
aprova. A reprovação está clara ao longo das páginas mas não em
cada história.
O grande Autor respeita e valoriza a nossa inteligência, esperando
que tomemos a mensagem em seu conjunto, com vontade de viver
uma grande vida.
Um livro extraordinário como a Bíblia não pode ser lido com
preconceito, pressa ou preguiça.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Coríntios 16


“Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem,
sejam fortes. Façam tudo com amor”. (1Coríntios 16.13-14)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 252 13/08/2018 00:52:20


02 “Mesmo que seja por um trono, jamais devemos renegar a
Setembro verdade”. (Ludwig Van Beethoven)

A verdade e a mentira
A mentira, mesmo que persista por muito tempo, será desmascarada,
disse um dia o Mestre (Mateus 10.26), mas a verdade não precisa da
assessoria de cúmplices profissionais.
A verdade cavalga majestosamente (Salmo 54.5) sobre impérios que
resistem, mas a mentira tropeça no cisco e desmorona.
A mentira tem interesses, mas à verdade só interessa o que é puro.
A verdade nos torna realmente dignos, mas a mentira nos torna
heróis e santos aos olhos do mercado.
A mentira anda de noite, mas a verdade marcha ao sol.
A verdade salva vidas, mas a mentira mata (Provérbios 14.25).
A mentira precisa de disfarces, mas a verdade mostra todo o seu rosto.
A verdade não precisa de explicação, mas a mentira depende do
discurso.
A mentira gera riqueza difícil de sustentar, porque proferida com
palavras de areia, mas a verdade tem um crédito que ninguém
consegue negar (Provérbios 20.17).
A verdade permanece para sempre mesmo que não seja aplaudida,
mas a mentira dura um instante sob holofotes que depois se revelarão
cruéis (Provérbios 12.19).
A mentira é soprada aos nossos ouvidos por Satanás e devemos
resistir-lhe, se não queremos cair juntos, mas a verdade é ensinada
por Deus (Salmo 86.11).
Feliz é a pessoa cujos lábios sentem repulsa em falar mentira
(Provérbios 8.7).

Para ler HOJE na Bíblia: 2Coríntios 1 a 3


“Ele nos capacitou para sermos ministros de uma nova aliança, não da letra, mas
do Espírito; pois a letra mata, mas o Espírito vivifica”. (2Coríntios 3.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 253 13/08/2018 00:52:20


03 “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”.
Setembro (Cora Coralina)

Todo cuidado é pouco


Devemos cuidar daquilo que ensinamos (1Timóteo 4.16). Nossas
palavras ensinam. Nossos gestos mostram caminhos. Os velhos
ensinam; por isto, devem cuidar do que dizem. Os jovens também
abrem trilhas para os colegas de sua geração e por isto também
devem cuidar de como vivem.
Para cuidar do que ensinamos, precisamos cuidar daquilo que
aprendemos. Diante de nossos olhos e ouvidos, como produtos a
escolher, postam-se afetos e ódios, tristeza e alegria, descobertas e
imposturas, filia e fobia, respeitos e estereótipos, loucura e sabedoria,
verdades e mentiras, grandeza e baixaria.
Possuímos e somos possuídos pelo que aprendemos. Somos o que
sabemos. A aprendizagem deve ser responsável, não apenas o ensino.
Estamos sempre aprendendo. Estamos sempre ensinando.
Ensinamos quando ponderamos antes de dizer. Ensinamos quando
simplesmente passamos adiante o que nos remeteram sem conferir a
fonte ou examinar o conteúdo.
Nós também somos os autores daquilo que ensinamos ou
reproduzimos. Nós somos responsáveis pelo que compartilhamos.
Se nossa palavra gera dano, não podemos culpar quem nos ensinou.
Se nossa atitude gera vida, podemos nos alegrar com o resultado.
Do que aprendemos, devemos reter o que é bom (1Tessalonicenses
5.21) e compartilhar sem nos cansar o que faz bem (Gálatas 6.9).

Para ler HOJE na Bíblia: 2Coríntios 4 a 6


“E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si
mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou”. (2Coríntios 5.15)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 254 13/08/2018 00:52:20


04 “Gosto de ouvir. Aprendi muita coisa por ouvir cuidadosamente. A
Setembro maioria das pessoas jamais ouve”. (Ernest Hemingway)

O perigo do “não”
O modo como reagimos a cada “não” ouvido indica o grau de nossa
saúde emocional, intelectual e moral.
Ouvimos muitos “sins”, aos quais nem sempre prestamos atenção,
e inúmeros “nãos”, diante dos quais podemos ficar revoltados,
defensivos, irritados, pensativos, magoados ou agradecidos.
Nem todo “não” é justo para conosco.
Podemos ouvi-lo em casa, quando somos rejeitados ou corrigidos.
Podemos recebê-lo na escola, quando somos desrespeitados
ou educados. Podemos percebê-lo no trabalho, quando somos
preteridos ou demitidos. Podemos captá-lo em outros círculos,
quando somos estereotipados ou cuidados.
Ouvir um “não” é uma aprendizagem, porque naturalmente não
gostamos do seu som. O “não” é uma recusa ao “nosso” jeito de ser
e fazer. O “não” nos convida à mudança de conceitos e atitudes. O
“não” nos impõe disciplina e talvez sacrifício.
Os arrogantes se aborrecem com o “não” e podem ser capazes de
eliminar, relacional ou fisicamente, os que lhes ousam contrariar.
Os felizes também não gostam do “não”, mas se fazem prontos para
escutá-lo, ponderá-lo e tomar decisões sábias. Não gastam tempo
em se defender, mas em refletir. Tendo meditado, seguem pelo bom
caminho. Alguns voltam para agradecer o “não” que tornou melhor
a sua jornada.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Coríntios 7 a 8


“Pois vocês conhecem a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, se fez
pobre por amor de vocês, para que por meio de sua pobreza vocês se tornassem
ricos”. (2Coríntios 8.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 255 13/08/2018 00:52:20


05 “Que o meu coração seja quebrantado com as coisas que
Setembro quebrantam o coração de Deus”. (Bob Pierce)

História da compaixão
Coisas boas começam com a compaixão.
Quando Bob Pierce (1914-1978) compartilhou numa escola chinesa
sua fé no grande amor de Deus para com o ser humano, uma menina
entendeu, contou em casa e acabou espancada. Sua professora ficou
sensibilizada e desejou cuidar dela, mas não tinha dinheiro. Para
ajudá-la, Pierce lhe deu tudo o que tinha: cinco dólares. Depois,
desafiadas por ele, outras pessoas começaram a contribuir para que
crianças em situações de risco fossem acolhidas e protegidas.
Da compaixão de uma professora, reunida à compaixão de um
missionário, apoiada pelas compaixões de pessoas anônimas,
nasceu uma organização que se tornou uma referência global (Visão
Mundial) no cuidado de crianças e na restauração de comunidades
pobres.
Quando um jovem se importa com comunidades que perderam
suas casas e deseja ajudá-las a reconstruir suas vidas, coisas boas
acontecem.
Quando uma menina sofre ao ver outra criança sem brilho no olhar,
coisas boas acontecem.
Quando uma professora se sensibiliza com as dificuldades de
aprendizagem de crianças, coisas boas acontecem.
Quando deixamos de nos preocupar apenas com os nossos
problemas, coisas boas acontecem. E essas coisas serão grandes
mesmo que continuem aparentemente pequenas.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Coríntios 9 a 10


“Contudo, ‘quem se gloriar, glorie-se no Senhor’”. (2Coríntios 10.17)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 256 13/08/2018 00:52:20


06 “Quando o mundo diz: ‘Desista’, a esperança sussurra: ‘Tente mais
Setembro uma vez’”. (Oliver Stein)

Discurso contra o caos


A dura realidade nos faz descrever o que os nossos olhos sentem,
veem e leem. Não temos que negar o que percebemos, mas
reconhecer que a celebração da vitória do caos antecipa a vitória
do caos. Precisamos falar da esperança, porque é a esperança que
nos faz enxergar o que a vida pode ser, apesar das escolhas que
produzem pavor.
Precisamos pensar com a esperança, não com o medo. O
pensamento da esperança é radicalmente corajoso porque ouve a
voz de uma criança debaixo dos escombros. A desistência é natural,
mas a esperança é espiritual. A incerteza é humana, mas a esperança
é centelha divina que brilha na escuridão, mesmo quando ela quer
ocupar todos os cantos da nossa alma. A desgraça xinga na praça
apinhada de gente que não sabe para onde caminhar, mas a esperança
grita no deserto:
– Não percam a coragem, nem fiquem com medo das notícias que
ouvirem. Cada ano, espalha-se uma notícia diferente; são notícias de
violência na Terra. (Jeremias 51.46)
Precisamos agir com esperança e fazer companhia aos que creem
que a realidade pode ser diferente da que é estampada. A esperança
não desiste porque enxerga o melhor. A esperança não cruza os
braços porque vive pela fé. A esperança não aceita o inaceitável.
Quando falamos, pensamos e agimos com esperança, sentimos que
Deus está vivo.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Coríntios 11


“Mas de uma janela na muralha fui baixado numa cesta e escapei das mãos dele
[rei Aretas]”. (2Coríntios 11.33)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 257 13/08/2018 00:52:20


07 “Uma mudança deixa sempre patamares para uma nova
Setembro mudança”. (Nicolau Maquiavel)

Para que haja mudança


As mudanças necessárias são possíveis?
A pergunta serve para todos os palcos, sejam eles os nossos corações
ou as ruas de nossas cidades.
As mudanças são possíveis se as desejamos. O desejo deve ser forte
o suficiente para nos mover a pagar o preço por elas, se for o caso. O
fácil não existe.
As mudanças são possíveis se não temos medo delas. O medo,
geralmente baseado em experiências negativas anteriores, é pior que
bomba de efeito moral ou mesmo de gás paralisante.
As mudanças devem começar dentro dos nossos corações. Se
queremos o fim da corrupção, precisamos começar avaliando nossas
próprias atitudes, se também não são corruptas ou corruptoras. Se
queremos o respeito dos outros, devemos olhar, com sinceridade,
para nós mesmos e nos avaliar para ver se respeitamos os outros,
mesmo que suas opiniões neguem as nossas.
Se queremos o fim das desigualdades, precisamos refletir sobre
como tratamos os outros ao nosso redor: será que os tratamos como
radicalmente iguais a nós?
Devemos saber que as mudanças são possíveis se persistimos
nos esforços para que aconteçam. Não se dão de uma hora para a
outra. Podem até começar com protestos, passeatas, em si mesmos
insuficientes.
Fora disto, os gestos pelas mudanças não passam de intenções vazios
e espetáculos bonitos.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Coríntios 12


“Mas ele me disse: ‘Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se
aperfeiçoa na fraqueza’”. (2Coríntios 12.9a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 258 13/08/2018 00:52:20


08 “A gratidão é uma moeda que podemos cunhar para nós mesmos
Setembro e gastar sem medo de falir”. (Fred De Witt Van Amburgh)

Gratidão não se compra


Devemos fazer o bem às pessoas, conhecidas ou desconhecidas,
próximas ou distantes, mas sem esperar que elas nos agradeçam.
O bem que fazemos com uma de nossas mãos, pondo a outra na
posição de quem aguarda uma retribuição, não é um bem completo,
mas um negócio, embora arriscado.
O verdadeiro bem não é feito na expectativa de uma recompensa
externa. Uma troca é um bem que fazemos, mas um bem pela
metade.
Quando agimos em busca de uma recompensa, vendemos ilusões
a nós mesmos porque, como proclama um ditado português,
“dinheiro compra pão, mas não compra gratidão”.
São bem-vindos os aplausos, mas temos que nos perguntar se os
estamos buscando, porque que eles podem não vir.
Não devemos nos cansar de fazer o bem (Gálatas 6.6), seja ele
recompensado ou não.
Devemos nos satisfazer com uma recompensa interna, que, talvez
nem o beneficiado perceba.
Devemos agradecer pela mão que estendemos para resgatar,
pela palavra que proferimos para confortar, pelo dinheiro que
compartilhamos para ajudar, pelo afeto que nutrimos para animar.
Talvez nossos gestos gerem ou cevem uma amizade duradoura
– o que será maravilhoso – ou talvez sejamos ignorados, mas o
que importa é que amamos, certos de que o verdadeiro amor não
depende da recompensa para entrar em campo.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Coríntios 13


“Examinem-se para ver se vocês estão na fé; provem-se a si mesmos”.
(2Coríntios 13.5a)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 259 13/08/2018 00:52:21


09 “A adversidade é um trampolim para a maturidade”.
Setembro
(Charles Colton)

Dor de amadurecer
Quando nascemos, nossos pais, biológicos ou afetivos, cuidaram de
nós para que sobrevivêssemos. Tivemos que aprender coisas que se
tornariam fáceis, como andar, correr; beber, comer; tomar banho,
escovar dentes; protegermo-nos dos perigos, respeitar o próximo.
Por amor, às vezes, permitiram que nos excedêssemos em exigências,
tornando mais suaves nossas quedas, mais leves nossos erros, mais
fáceis as dificuldades, mais róseo o mundo, mais estrelado o céu.
Mesmo que sejamos cuidadosos e nos protejamos, podemos achar
que há respostas fáceis, decisões que não custam, erros sem culpa,
vitórias sem esforço, triunfo sem ousadia, omeletes preparados sem
que se quebrem os ovos.
Enquanto não forem contestadas pelos fatos – e talvez nunca o sejam
– nossas percepções vão alargando a tenda em que nos refugiamos
ou inflando a bolha que nos encapsula.
Quando percebemos que os nossos desejos estão opostos aos
projetos dos outros ou que as nossas mãos precisam das mãos dos
outros para realizar tarefas, das simples às complexas, estamos nos
tornando pessoas maduras, prontas para conviver com as frustrações
sem nos desesperar, animadas para enfrentar os obstáculos e
conservar a disposição.
Dói quando a nossa vida amadurece, mas é assim que a alegria
acontece.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 1


“Como carvão sobre as brasas e lenha no fogo, assim é o briguento para atiçar
uma briga’. (Provérbios 26.21)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 260 13/08/2018 00:52:21


10 “Com o poder de Deus dentro de nós, não precisamos ter medo dos
Setembro poderes ao nosso redor”. (Woodrow Kroll)Calcutá)

O poder de que precisamos


Depois que Jesus morreu, seus seguidores ficaram atônitos. No
entanto, Ele lhes deu um aviso que mudaria tudo:
– Vocês receberão poder, ao descer sobre vocês o Espírito Santo, e
serão minhas testemunhas (...) até os confins da Terra.
Eles receberiam poder para serem restaurados do luto pela morte
do seu Mestre.
Eles receberiam poder para continuarem o que Jesus começou.
Eles receberiam poder para enfrentarem com coragem a oposição
e a perseguição.
Receberiam – foi a promessa. Receberam – foi o que aconteceu.
Também precisamos receber o poder do Espírito Santo de Deus
para sermos restaurados em nossa confiança em Deus, abalada
quando as pressões nos induzem ao desânimo e quando os artefatos
tecnológicos nos seduzem a pensar que viver é desfrutar do que têm
para nos vender.
Precisamos do poder vindo de Deus sob a forma de uma capacitação
permanente para continuarmos o que Jesus e os primeiros cristãos
começaram.
Com o poder com que Deus nos reveste, somos encorajados para
enfrentar a oposição e a rejeição e nos posicionar como testemunhas
de Jesus, das quais o mundo precisa.
O mundo precisa de pessoas que ensinem o que Jesus ensinou e
vivam como Jesus viveu.
O mundo precisa de pessoas que amem as pessoas como Jesus amou.
É para uma vida assim que precisamos do poder de Deus.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 2 a 3


“Então os israelitas pediram outra vez socorro ao SENHOR, e ele mandou outro
homem para libertá-los”. (Juízes 3.15)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 261 13/08/2018 00:52:21


11 “Amém não é o fim de uma oração; ele apenas nos prepara para
Setembro
a ir ao próximo nível”. (Gary Busey)

Amenolatria
Algumas pessoas começam a falar em público e a primeira coisa
que dizem é “Amém”, como se desejassem “bom dia” ou “boa noite”.
Quando alguém posta que é gravíssimo o estado de saúde de uma
pessoa, um desavisado deseja “Amém”, talvez para dizer que vai orar
pelo enfermo.
Outro anuncia um evento e convida à participação, mas tem que se
contentar com um “Amém”, sem certeza sobre quem comparecerá.
Há pessoas que oram a Deus em particular ou em grupo e terminam
suas preces com um forte “Amém”, às vezes repetido.
Nesses casos, estamos diante de uma amenolatria, pondo o “Amém”
como um ídolo.
Como sabemos, “Amém”é palavra hebraica, que entrou em nossa
língua sem ser traduzida. “Amém” vem de um verbo que significa
“ser firme, verdadeiro, confiável” e se trata de uma exclamação pela
qual os ouvintes se juntam no juramento, na bênção, na maldição,
na doxologia ou na oração que ouviram e se dispõem a arcar com
as consequências do que acabaram de escutar. (“Interpreter’s
Dictionary of The Bible”)
“Amém” é para quem ouve, não para quem fala.
Então, o nosso “Amém” deve ser sempre uma resposta.
Demanda que prestemos atenção, frase por frase, ao que ouvimos,
para que possamos reponder “Amém”, “certamente”, “assim seja”,
durante e ao final de uma oração da qual participamos.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 4


“O egoísta sempre causa problemas. Quem confia no SENHOR terá sucesso”.
(Provérbios 28.25)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 262 13/08/2018 00:52:21


12 “A vontade de Deus não nos leva para onde a graça de Deus não
Setembro nos possa sustentar”. (Billy Graham)

Agindo em conjunto
O teatro da vida acontece em um palco que pode ser demarcado
por uma linha imaginária no meio. O título da peça pode ser o
seguinte: A PARCERIA. Numa metade do palco, estamos nós, os
seres humanos, dando os nossos passos.
Na outra metade, Deus que age.
No teatro da vida, cada um age no seu território.
Do lado humano, os passos são dados sempre em direção ao espaço
divino, de olho na linha divisória.
Do lado divino, os passos são dados, sempre em direção ao espaço
humano, desejoso de uma parceria que gere bem-estar. Deus não
invade jamais o espaço do homem; só faz o que lhe cabe, para que o
homem continue humano, em sua liberdade e em sua potencialidade
e em sua responsabilidade.
Já o homem, qual menina que tenta calçar o sapato da mãe, qual
garoto que tenta imitar os passos largos do pai na rua, não se contenta
com o seu território; quer o de Deus, como os habitantes de Babel.
Sim, há dois territórios, com uma linha invisível e móvel a
especificá-los.
O claro projeto de Deus é que, ao longo da linha, que podemos fazer
avançar para o lado dele e que Ele avança para o nosso, nós dois nos
entrelacemos e, de braços dados, sigamos na mesma direção como a
condição para a felicidade, a nossa e a dos outros.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 5


“Quem confia em si mesmo é tolo, mas quem segue os ensinamentos dos sábios
terá segurança”. (Provérbios 28.26)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 263 13/08/2018 00:52:21


13 “É muito mais difícil matar um fantasma do que uma
Setembro realidade”. (Virginia Woolf)

Cuidado com os gafanhotos


Quando sentimos medo, diante de um problema, e o medo nos
vence, o problema se torna maior que nós, e nós nos sentimos cada
vez menores diante dele. É perfeita a imagem bíblica: o medo nos
torna gafanhotos e agiganta os nossos problemas (Números 13.33).
Sem a visão de Deus, somos tomados e vencidos pelo medo.
Comportamo-nos assim, às vezes. Quando sentimos medo, diante
de uma grande obra, e o medo nos vence, deixamos de fazer o que
podemos fazer.
O descobridor espanhol Cristóvão Colombo pode ter sentido
medo diante de oceanos a vencer, mas Colombo venceu o medo e
descobriu o que descobriu. A família brasileira Schurmann, quando
se põe a um novo projeto nos mares, pode ter medo, mas toma os
cuidados que precisa tomar, põe os perigos nos devidos lugares e se
lança aos oceanos.
Podemos perder todas as visões, mas não podemos perder a visão
de Deus. Nossa força é a presença de Deus. Nosso vigor é ter os olhos
fitos em Deus. Nossa esperança é viver segundo as suas promessas.
Fora disso, somos calados pelo desânimo, paralisados pelo medo,
derrubados pela tragédia imaginada.
Na hora do medo, devemos nos lembrar de uma mãe que sempre
diz à sua filha, quando está em tribulação:
– Minha filha, Deus alguma vez te abandonou?

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 6


“Ser sábio é melhor do que ser forte; o conhecimento é mais importante do que
a força”. (Provérbios 24.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 264 13/08/2018 00:52:21


14 “São os humildes como a água encanada que, quanto mais desce,
Setembro mais alto pode subir”. (Miguel Cervantes)

Toalha na cintura
Jesus lavou os pés dos seus discípulos, exatamente como os escravos
lavavam os pés dos seus senhores (João 13.13-15).
Chegados da rua, em lugar de água escassa, os homens lavavam
primeiro as suas mãos, tiravam parte de suas roupas e, antes de
entrar numa casa, lavavam os próprios pés. Os que podiam (e alguns
podiam) tinham-nos lavados por seus escravos, que se vestiam
apenas com a toalha na cintura. Era o seu uniforme.
Jesus lavou os pés dos discípulos porque os considerava como
pessoas dignas.
Jesus lavou os pés dos discípulos porque sabia não há tarefas
menores na vida, quando feitas com amor.
Jesus lavou os pés dos discípulos porque estava certo que é mais
honroso servir do que ser servido.
Na história bíblica, há um toque de humor. Primeiro Pedro não
queria ter seus pés lavados. Depois, pediu para ter não apenas os pés
mas todo o corpo lavado por Jesus.
Embora em nossa cultura não lavemos os pés, os dos outros, porque
são diferentes os nossos costumes, devemos ter a toalha na cintura
e o corpo inclinado (às vezes, ajoelhado) diante do outro como
símbolo de como vemos e consideramos o nosso próximo.
A toalha na cintura – símbolo de humildade e dedicação – deve ser
o uniforme de todo ser humano.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 7


“Com a sabedoria se constrói o lar e sobre a prudência ele se firma”.
(Provérbios 24.3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 265 13/08/2018 00:52:21


15 “O homem que diz não ter nascido feliz, podia ao menos vir a sê-
lo mediante a felicidade dos amigos e parentes. A inveja priva-o
Setembro deste ultimo recurso”. (Jean de La Bruyère)

Radicalizando contra a inveja


A raiz da inveja é a comparação. O invejoso reclama: “eu também
mereço”.
As suas folhas são a amargura e a tristeza. O invejoso lamenta: “por
que não eu?”.
Não por acaso a inveja é o único sentimento condenado nos Dez
Mandamentos, quando ordena: “não cobiçarás”.
Se queremos decepá-la de nossas vidas, não adianta ceifar seus ramos
ou recolher seus frutos. É preciso radicalizar, de dentro para fora.
Se a inveja o incomoda, admita que sente inveja, de vez em quando
ou como um estilo permanente de vida.
Então, corajosamente que diga-o, a inveja é pecado. (Na verdade, é
um pecado completo, porque se trata de uma suspeita que Deus não
está sendo justo com você.)
Em seguida, pense também no que a inveja faz com você, no que
ela o tornou.
Depois, corte a raiz. Pare de se comparar aos outros. Você sequer
os conhece. Você não sabe se são o que parecem ser ou se têm o que
parecem ter.
É importante que você reavalie os seus desejos. Se são legítimos,
cultive-os até os realizar. Se não, peça ajuda ao Espírito Santo para
os fazer definhar.
Lembre-se que tudo é graça, graça de Deus. O que você recebe e o
que o outro recebe. Talvez o outro não o mereça. Nem você. O que é
recebido não é merecido: é graça.
Tenha como alvo viver pela graça. Nesse compasso, não há amargura.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 24 a 26


“Quando alguém está querendo aprender, o conselho de uma pessoa experiente
vale mais do que anéis de ouro ou joias de ouro puro”. (Provérbios 25.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 266 13/08/2018 00:52:21


16 “As maiores tentações não são aquelas que solicitam nosso
consentimento ao pecado óbvio, mas aquelas que nos oferecem
Setembro grandes males mascarados de grandes bens”. (Thomas Merton)

Vitória sobre a tentação


A tentação chega por múltiplas vias.
Não caímos por causa do convite que ela nos faz.
Nós caímos quando somos convencidos de que fazer o que ela nos
pede não é errado.
A estética é capaz de nos seduzir, mas a transgressão se dá quando a
barreira da ética é vencida.
A lógica se aplica aos vários territórios da vida.
Então, não nos esqueçamos: a estética vê o benefício, a ética
contempla o custo.
Quando a noite convida para ser cavalgada na extravagância, é
preciso que olhemos para as dores nas pernas ao final. Talvez valha a
pena (estética), talvez não valha (ética).
Quando a vitrine (seja ela física ou virtual) brilha diante dos nossos
olhos, fazendo nossos lábios salivarem, é preciso que não percamos
de vista o preço a ser pago.
Quando nossa própria palavra nos encanta para achar que somos
maiores do que somos e que não dependemos de ninguém, é preciso
que uma visão real de nós mesmos nos lembre nossa força e também
nossa fragilidade.
Diante da sedução estética, tenhamos em mente o custo, com o
preço a ser pago, e também o dever de fazer o que é certo, para que
não traiamos nossos valores.
Resistir é preciso, diante das vozes que nos encantam. Não são as
vozes que pagam o preço; somos nós, os vencidos pela tentação.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 8


“Quando os maus sobem ao poder, o povo se esconde de medo; quando eles caem
do poder, o número das pessoas honestas aumenta”. (Provérbios 28.28)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 267 13/08/2018 00:52:21


17 “A fé nunca sabe para onde está sendo levada, mas ama e
Setembro conhece Quem a está levando”. (Oswald Chambers)

O prazer de obedecer
Temos dificuldade em obedecer porque pensamos sempre no dever
da obediência, raramente no seu prazer. Pensamos muito no peso da
responsabilidade, quase nunca nos seus benefícios.
Aprendemos na história bíblica que a obediência a Deus torna
mais longa e mais feliz a nossa vida (Deuteronômio 11.8-17).
Deus é o Deus a quem se obedece. Quem obedece recebe todas as
manifestações do cuidado de Deus para conosco.
Diante das instruções de Deus para nós, tendemos a pensar que elas
são boas para Ele, quando, na verdade, são boas para nós. Ajuda-
nos na compreensão desta verdade a lembrança de nossa infância,
quando éramos acordados por nossos pais. Eles não nos despertavam
para o bem deles, mas para o nosso. Quando compreendemos isto,
passamos a nos rebelar menos e seguimos mais felizes.
Pode ser que tenhamos recebido algumas ordens que não eram
muito apropriadas, mas não corremos o mesmo risco quando
obedecemos a Deus. Suas instruções são perfeitas e não estão além
do que podemos alcançar.
Não é pesado obedecer a Deus, como sabemos sempre que nos
dispomos a seguir pelo caminho que Ele nos indica. Pesada é a
desobediência, como aprendemos todas as vezes que desobedecemos.
Viveremos melhor se nos lembrarmos que obedecer é bom.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 9 a 10


“É melhor a crítica franca do que o amor sem franqueza”. (Provérbios 27.5)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 268 13/08/2018 00:52:21


18 “Todo homem tem esse momento de crise em sua vida, quando
ele se defronta com a revelação de Deus dentro de sua alma. É o
Setembro caminho de Deus. É o chamado de Deus. É o batido das mãos de
Cristo. É a insistência do convite. Deus chama todos os homens
para que experimentem esta crise”. (Zaqueu Ribeiro)

“Se Deus quiser”, 1/2


A vida é fio tênue que pode se romper. Quando uma veia se rompe,
um avião cai, uma bala de fogo penetra o corpo, uma bactéria triunfa.
A vida é uma estrada que pode terminar de repente.
Nossas vidas, as nossas, as de nossos familiares, as de nossos
conhecidos, as de pessoas públicas, todas, estão nas mãos de Deus.
Dizer “se Deus quiser”é admitir o óbvio.
“Se Deus quiser”é, portanto, uma frase que nos habita.
Quando o apóstolo Paulo precisou se despedir dos seus amigos em
Éfeso, usou-a para dizer que, se Deus quisesse, ele os veria novamente
(Atos 18.21).
“Se Deus quiser” tem a ver com certeza: Deus está no controle.
“Se Deus quiser” tem a ver com incerteza: não conhecemos o futuro.
“Se Deus quiser”é um convite à responsabilidade: Deus deixou
regras e leis que, obedecidas, geram vida.
“Se Deus quiser”é a confiança no Deus que intervém, sem que
saibamos por quê, ou não intervém, sem que conheçamos a razão.
“Se Deus quiser”é um convite a que vivamos a felicidade do presente
com alta intensidade, sonhando e planejando com humildade,
amando o próximo de verdade.
“Se Deus quiser”é saber que devemos viver o dia de hoje como se
fosse o último, esperando com alegria o de amanhã, que, “se Deus
quiser”, virá. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 11


“Pode-se esperar mais de um tolo do que de quem pensa que é mais sábio do
que é”. (Provérbios 26.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 269 13/08/2018 00:52:22


19 “Em vez de falarmos em ‘descobrir ou buscar a vontade de Deus’,
devemos falar em seguir a orientação de Deus, porque ‘a vontade
Setembro de Deus para nós’ é que sejamos santos”. (Bruce Waltke)

“Se Deus quiser”, 2/2


“Se Deus quiser”é uma frase sábia que é central na vida e no ensino
de Tiago, um dos autores da Bíblia. Ele escreveu palavras que não
podemos ignorar e que seguem em forma de poesia para a reflexão
de todos nós:

Ainda hoje somos levados a afirmar,


Não como desejo ou planejamento,
Mas como notícia que se deve registrar:
“Vou viajar amanhã, mas em dois dias estarei de volta”.
“Vou ganhar dinheiro e retorno para gastar”.
“Minha cirurgia será na quinta, mas na sexta estarei de alta”.
Quem pode falar do amanhã que ainda não viveu?
Não sabemos que a vida é como uma neblina,
Que é densa num instante e no outro termina?
Mesmo os corpos mais fortes adoecem,
As riquezas mais altas desvanecem,
As certezas mais claras escurecem.
Sábio é quem planeja, com humildade,
Deseja e se põe como quem espera.
O que propõe – e precisamos propor – está na esfera
Da dependência de Deus que faz do projeto uma realidade
Ou o frustra se esta for a sua sábia vontade.
Deus nos chama para fazer o bem,
Que não o faz quem arrogância tem.
(Tiago 4.13-17).

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 12


“Quem se mete na discussão dos outros é como quem agarra pelas orelhas um
cachorro que vai passando”. (Provérbios 26.17)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 270 13/08/2018 00:52:22


20 “A fé torna todas as coisas possíveis. O amor torna todas as coisas
Setembro fáceis”. (Dwight L. Moody)

Para amar
Se queremos amar, precisamos nos apropriar do fato que Deus é
amor. A essência de Deus é o amor. Precisamos nos deixar atrair
por este amor, qual um ímã. Não temos uma capacidade própria de
amar, mas amamos por causa do seu amor que mora em nós e é a
fonte geradora de amor em nós.
Se queremos amar, precisamos renunciar a nós mesmos como
centros dos relacionamentos. Embora seja difícil, devemos buscar
aprender a ver as coisas como elas realmente são. Isto começa quando
negamos a nós mesmos e paramos de nos exaltar a nós mesmos.
Precisamos admitir que Deus pode se mostrar por meio do próximo.
Se queremos amar, precisamos fazer em lugar de falar. Precisamos
deixar de ser aqueles que falam sobre o amor para ser aqueles que
vivem amando. Precisamos viver de modo que as pessoas vejam o
nosso amor, sem que necessariamente o declaremos.
Quando amamos, temos Deus habitando em nós. Quando não
conseguimos amar, é porque Deus não está em nós.
Quando amamos, demonstramos que somos feitos à imagem e à
semelhança de Deus.
Quando amamos, aperfeiçoamos o amor de Deus em nós.
(Todas estas verdades nos são recordadas por João (1João 4.7-8),
cuja epístola devemos ler integralmente, se queremos amar.)

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 13


“Quando os bons alcançam o poder, todos festejam; mas, quando o poder cai nas
mãos dos maus, o povo se esconde de medo”. (Provérbios 28.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 271 13/08/2018 00:52:22


21 “Uma pessoa com Alzheimer não pede nada além de uma mão
para segurar, um coração que cuide dela e uma mente para
Setembro pensar por ela quando não for mais capaz”. (Ana Hartmann)

O brilho perdido
Onde antes havia palavras vivas, há agora monossílabos mortos.
Onde antes havia uma mente brilhante, há raciocínios que não se
completam.
Onde antes havia uma memória capaz de nos irritar de tanto
lembrar, hoje há fatos desconexos, talvez guardados num cofre cujo
segredo ninguém consegue revelar.
Onde antes havia um par de olhos vivos, há olhares que parecem
não mais ver.
Onde antes os passos eram firmes, há agora uma caminhada insegura.
Com certeza sofrem seus queridos, que buscam compreender o que
não pode ser explicado e se fosse em nada ajudaria.
Aquele corpo agora enfraquecido porta uma história de realizações,
algumas heroicas.
Aquela vida autoconfiante, talvez mesmo um dia até arrogante,
se parece agora como uma folha que o vento faz navegar em sua
dependência.
No seu interior pulsa uma voz que se comunica em códigos que não
foram ainda decifrados.
Aqueles braços que um dia afagaram efusivamente, hoje precisam
de abraços, embora não os saibam pedir ou agradecer.
Assim mesmo, nós amamos a quem sempre amamos, mesmo que
não mais nos responda ou corresponda.
Felizmente, confiamos que Deus não ama menos quem sofre. Ele
ama mais, o que nos conforta.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 14


“O amigo quer o nosso bem, mesmo quando nos fere; mas, quando um inimigo
abraçar você, tome cuidado!” (Provérbios 27.6

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 272 13/08/2018 00:52:22


22 “A esperança é como o céu noturno: não há recanto tão escuro
onde um olhar que se obstina não acabe por descobrir uma
Setembro estrela”. (Octave Feuillet)

A esperança nos leva longe


Para enfrentar a doença, inimigo instalado dentro de nós, e derrotá-
la, precisamos da ousadia da esperança.
Para encarar a nossa história, quando feita de dores e pavores, medos
e horrores, ilusões e desilusões, decepções e frustrações, precisamos
da paz da esperança.
Para rejeitar as vozes mentirosas que nos dizem que nossos
problemas não têm mais jeito, precisamos da verdade da esperança.
Ousadia, paz e verdade estarão conosco, se a esperança conosco
estiver.
A história de Jesus Cristo, em todos os seus maravilhosos capítulos,
foi feita de ousadia, paz e verdade, para que sejamos ousados,
encontremos a paz e vivamos de verdade.
Quando nossa vida mergulha em capítulos previsíveis, como
se fossem escritos por outras pessoas, precisamos ouvir que nós
podemos ir além. Aprendamos com Maria de Nazaré que, como
tantas outras, tinha como futuro o anonimato. Quando ouviu
pela voz de um anjo, que Deus a abençoava e, por intermédio
dela, abençoaria toda a humanidade, ela acreditou, contra todas as
evidências, que poderia fazer história. E, por acreditar, foi além, ao
se deixar alcançar pela graça de Deus. E, por acreditar, permitiu que
Deus fizesse por ela e através dela o que era bom, para ela e para
todos os que acreditam
Podemos ir além do que as circunstâncias pretendem nos
condicionar.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 27 a 28


“O ódio é cruel e destruidor, mas a inveja é pior ainda”. (Provérbios 27.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 273 13/08/2018 00:52:22


23 “Aquilo que um homem pensa de si mesmo – é isso que
Setembro determina, ou antes indica, o seu destino”. (Henry Thoreau)

Para vivermos bem


Para vivermos bem, temos que desafiar as tribulações e aprender
com elas, sem se deixar confundir por elas e sem permitir vergar o
corpo sob o seu peso, mas graças à presença sustentadora conosco
do Espírito Santo, que derrama sobre os nossos corações o amor de
Deus. (Romanos 5.1-5)
Para vivermos bem, precisamos nos lembrar positivamente que
herdamos “de fato o destino que se veem nos contos e fábulas: nós
(sim, você e eu, os pecadores salvos) viveremos, e viveremos felizes,
e, pela graça infinita de Deus, viveremos para sempre” (J.I. PACKER)
Para uma vida que vale a pena, precisamos ter:
CERTEZA quanto ao passado – Todos os que cremos em Jesus,
fomos purificados DEFINITIVAMENTE por ele, pelo sangue
derramado em nosso lugar.
CONFIANÇA quanto ao presente – Podemos sentir plena confiança
quanto ao presente. A visão de Quem Deus é deve produzir em nós a
confiança no que Ele é e faz (Isaías 64.4).
ESPERANÇA quanto ao futuro – Podemos, com certeza e confiança,
nutrir, sem medo, esperança quanto ao futuro. Precisamos confiar
em Deus e esperar nele (Jeremias 17.7). Se olharmos para o passado,
o passado do povo da Bíblia e o nosso próprio passado, teremos
esperança. A memória produz esperança (Lamentações 3.21).

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 15


“É bom corrigir e disciplinar a criança. Quando todas as suas vontades são
feitas, ela acaba fazendo a sua mãe passar vergonha”. (Provérbios 29.15)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 274 13/08/2018 00:52:22


24 “Somos chamados a fixar a felicidade no Senhor cuja alegria é a
Setembro nossa força”. (Amy Carmichael)

Em busca da alegria
Jesus estabeleceu a motivação da sua vida: levar-nos a experimentar
alegria, e alegria completa (João 16.24). Esta alegria, disse Ele, vem
dele mesmo, de sua presença conosco (João 15.11).
Viver a alegria completa não é apenas ter uma oração respondida;
antes, é ter conhecido o amor de Deus e estar desfrutando a certeza
da sua companhia.
Viver a alegria completa não é apenas ser perdoado por Ele; mas é
saber que é amado e aceito por Ele, sem a ansiedade de buscar a sua
aprovação, antecipadamente oferecida.
Viver a alegria completa não é pular de triunfo em triunfo, como se
Deus tivesse que provar o seu amor para conosco; melhor é pular de
triunfo como presente dele e saltar sobre os obstáculos, conduzido
por Ele.
A alegria completa começa em nossa jornada terrena, mas prossegue
por toda a eternidade.
A alegria completa é aquela que nos faz perceber e desejar a realidade
da eternidade, permitindo-nos antecipar aquela vida plena, que só
será possível no céu.
É pela oração, especialmente aquela feita para agradecer, que somos
transportados imaginariamente para o céu. Pela oração, sentimo-
nos sentados ao lado de Deus, descansando em seu colo acolhedor,
contemplando sua face sorridente, cantando-lhe felizes louvores.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 16 a 17


“Há pessoas que são tão orgulhosas, que olham os outros com desprezo”.
(Provérbios 30.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 275 13/08/2018 00:52:22


25 “O homem é um animal de hábitos”.
Setembro
(Charles Dickens)

Hábitos bons, 1/3


Nem todos os hábitos são bons. Nem todos os hábitos são ruins.
Boas coisas vêm de bons hábitos. Coisas ruins vêm de maus hábitos.
Nossas conquistas e nossas derrotas advêm, pois, dos nossos hábitos.
Precisamos perceber os nossos, os bons e os ruins.
Temos o hábito de COMER, pelo que nos assentamos à mesa,
em casa ou num restaurante para nos alimentarmos. Na escola do
prazer, escolha, entre tantos pratos, os que gosta. Dentre os que
gosta, prefira os mais saudáveis. Em casa, procure comer sempre nos
mesmos horários. No restaurante, opte pelos mais limpos. Coma
quando estiver com fome, mas coma quando não estiver. Habitue-se
a experimentar receitas novas. Não coma sempre as mesmas coisas.
Diminua a quantidade, aumente o sabor.
Gostamos também de CONVIVER. Cultivar amizades é alegria que
demanda o cultivo de um hábito. Sem o hábito do cultivo, os amigos
se vão, nós deles, eles de nós. Habitue-se a não exigir, preferindo
antes confiar; habitue-se a não esperar ser procurado; habitue-se a
fazer ouvidos moucos e vistas largas para os defeitos dos amigos,
tal qual fazem com você. Habitue-se a gerar oportunidades para o
encontro, mesmo tendo que inventar pretextos, para desacelerar o
ritmo das coisas. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 18


“Quando o governo é justo, o país tem segurança; mas, quando o governo cobra
impostos demais, a nação acaba na desgraça”. (Provérbios 29.4)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 276 13/08/2018 00:52:22


26 “O hábito é o grande guia da vida humana”.
Setembro
(David Hume)

Hábitos bons, 2/3


Há muitos hábitos que demandam de nós esforço para ser mantido.
Um deles é o de CULTUAR, compreendido como a prática regular
de se juntar a um grupo que celebra um culto de adoração a Deus.
Trata-se de deslumbramento que demanda o cultivo de um hábito.
Para desenvolver este hábito, escolha uma igreja. Escolhida a igreja,
selecione o horário do culto que pretende frequentar. Organize-se
para chegar antes da hora, o que implica se arrumar ou arrumar
pessoas e coisas com antecedência. Faça tudo para não faltar. Atrasos
e faltas são traições ao hábito, passos para a prática de se tornar
menos frequente e, talvez, rara.
Bom também é LER, descoberta que implica gosto, investimento
(aquisição das fontes do saber) e disciplina, porque o tempo, o
barulho, a escassez (de dinheiro) e as demandas são seduções que
distraem.
Ler disputa com dormir e conversar, coisas que precisam ser
controladas, e com ver televisão, consumir, bater perna, que pouco
oferecem de retorno. Ao contrário, ler diverte e instrui. Ler produz
conhecimento da alma que lê e do mundo em que se lê, mas também
reflexão sobre quem lê e sobre o mundo que quer entender. Ler vai
até o horizonte e o empurra quilômetros adiante. [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 19


“A formosura é uma ilusão, e a beleza acaba, mas a mulher que teme o SENHOR
Deus será elogiada”. (Provérbios 31.30)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 277 13/08/2018 00:52:22


27 “O hábito é o melhor mestre em todas as coisas”.
Setembro (Plínio, oVelho)

Hábitos bons, 3/3


Entre os bons hábitos da vida, estão orar a Deus e ajudar ao próximo.
ORAR é abrir nosso coração diante de Deus.
A oração acontece quando reconhecemos que Deus existe e se
importa conosco.
Podemos orar por causa de um problema que demanda uma
solução ou podemos orar como uma forma de gratidão.
A oração não tem a ver com a posição do corpo, mas com a posição
da alma. Oramos no desespero. Oramos na calma.
Para que a oração se torne algo vivo em nossa experiência diária,
deve-se tornar um hábito. Faremos bem se fixarmos os horários e
os lugares em que acontecerá. Enriqueceremos os momentos, se
também lermos a Bíblia ou cantarmos enquanto oramos.
O essencial, no entanto, é a consciência da presença de Deus
enquanto lhe dizemos as nossas palavras.
AJUDAR é abrir nosso coração para o outro.
Nós nos abrimos para o outro quando vemos nele a face de Deus. O
faminto que nos pede pão, o sedento que busca por água, o imigrante
que carece de refúgio, o nu que precisa de roupa, o enfermo carente do
nosso cuidado, o prisioneiro privado da liberdade é Jesus. Ele mesmo
nos disse isto (Mateus 25.35-36) para nos motivar à solidariedade.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 20


“Um país sem a orientação de Deus é um país sem ordem. Quem guarda a lei
de Deus é feliz”. (Provérbios 29.18)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 278 13/08/2018 00:52:22


28 “Os perfumes são os sentimentos das flores”.
Setembro (Heinrich Heine)

Perfume!
Perfume as vidas das pessoas. Ao acordar:
1. Lembre-se que recebeu de Deus mais um dia. Agradeça-lhe.
2. Não peça a Deus mais coisas; agradeça pelas recebidas, que não
foram poucas, se você parar para contar.
3. Não se pergunte se levantou com o pé direito ou com o
esquerdo: superstições existem apenas dentro das pessoas, sem
valor real.
4. Não se deixe perturbar pelos eventuais fracassos de ontem e
nem ache que o sucesso de ontem garante inapelavelmente o
de hoje.
5. Deseje, diante de Deus, passar o dia sem pecar; talvez não
consiga, mas deseje e tente viver sem a prática do pecado.
6. Peça a Deus para não fazer as coisas com pressa exagerada, se
andar for suficiente; para não correr, se andar for bastante; para
não andar, se ficar assentado for melhor.
7. Se os joelhos doerem, lembre de suas mãos perfeitas e se apoie
nelas para alcançar os projetos que os seus sonhos acalentam.
8. Pense nos seus próximos dez anos de vida, que incluem este
ano, que inclui este mês, que inclui este dia, que inclui esta
manhã.
9. Suplique a Deus força para não pensar mal de ninguém, não
julgar alguém e nem falar mal de uma pessoa sequer, pelo
menos neste dia.
10. Imagine quanto perfume você poderá exalar neste dia.

Para ler HOJE na Bíblia: Juízes 21


“Fale a favor daqueles que não podem se defender. Proteja os direitos de todos
os desamparados”. (Provérbios 31.8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 279 13/08/2018 00:52:23


29 “Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que
Setembro fazemos para mudar o que somos”. (Eduardo Galeano)

Mudar, uma necessidade


Mudar pode ser uma necessidade.
“Diga aos israelitas que mudem o rumo” (Êxodo 14.2) – Esta foi
a ordem de Deus num momento em que o povo seguia aliviado
depois de tantas pressões.
Se precisamos mudar, temos que mudar. No entanto, muita vezes
não estamos satisfeitos com o caminho em que nos encontramos,
mas continuamos nele.“Para que mudar agora?” – perguntamos.
Achamos que o itinerário escolhido está errado, mas persistimos
nele. “Quem sabe, alguma coisa aconteça” – imaginamos.
Mesmo que não estejamos bem, tendemos a permanecer onde
estamos, ou por medo ou por comodismo.
Quando voltamos às páginas da história, notamos que o povo
hebreu seguia uma rota traçada por Deus. Não tinha razão para
mudar. No entanto, de repente, Deus que é criativo, dinâmico e
surpreendente, determina uma mudança de rota.
Sigamos lendo o texto e veremos que a nova rota era péssima,
porque terminava no meio do mar.
Prossigamos lendo a narrativa e descobriremos que, mesmo tendo
o mar à sua frente, o povo foi aconselhado a continuar seguindo
adiante. “Diga aos israelitas que sigam avante” (Êxodo 14.15) –
foi a nova ordem. Permanecendo com a página aberta, ficaremos
maravilhados com o que aconteceu.
Quando mudamos para a direção que Deus nos conduz,
alcançamos o que desejamos.
Mudar pode ser uma necessidade.

Para ler HOJE na Bíblia: Provérbios 29 a 31


“Eu te peço, ó Deus, que me dês duas coisas antes de eu morrer: não me deixes
mentir e não me deixes ficar nem rico nem pobre. Dá-me somente o alimento
que preciso para viver”. (Provérbios 30.7-8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 280 13/08/2018 00:52:23


30 “Se eu coloco a Bíblia abaixo de todos os livros, ela é a que
mantém todos eles, se eu a coloco no meio dos outros livros, ela é
Setembro o coração desses livros, e se eu a coloco em cima dos outros livros,
ela é a cabeça e autoridade de todos os livros em minha biblioteca”.
(Rui Barbosa)

Perfeita
A Bíblia é majestosamente maior que a razão humana, mas nunca
a nega, e maior que as civilizações, às quais há milênios prega.
A Bíblia é atual, porque nós, seus leitores, somos sempre os mesmos,
com nossas buscas incessantes e nossos gestos de generosidade e
também com nossa maldade capaz de ódios massacrantes.
A Bíblia é valiosa porque não nos protege quando pecamos, mas
nos acusa, e não nos desdenha quando confessamos, mas nos
escancara o perdão sob o qual nossa alma repousa.
A Bíblia é extraordinária porque, quando percorremos suas
páginas com sinceridade, vislumbramos que, mesmo quando
fala por meio de um grito pavoroso, Deus não se omite porque é
imutavelmente amoroso, tanto quando corrige e exige e também
quando absolve e envolve.
A Bíblia é perfeita no que diz, mesmo naquilo com que não
concordamos. Ela nos muda, para melhor, quando a amamos.
A Bíblia é inesgotável, como se a cada momento a nossa necessidade
descobrisse e em todos os instantes a suprisse, instruindo-nos na
sabedoria de Deus a qual não passa e nos confortando com a sua
maravilhosa graça.
A Bíblia é pequena, irrelevante, superada, sem valor e sem
importância, um livro como qualquer outro, apenas numa
circunstância: quando é transformada em objeto que decora uma
mesa ou uma estante, não uma palavra viva e exuberante.

Para ler HOJE na Bíblia: Gálatas 1


“Mas Deus me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça”.
(Gálatas 1.15)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 281 13/08/2018 00:52:23


01 “Quem possui a faculdade de ver a beleza não envelhece”.
Outubro (Franz Kafka)

Lugar para todos


Entre as promessas de Deus, há uma para os que recebem a bênção
de alcançar a terceira idade. Embora a sociedade possa discriminá-
los, Deus os acolhe. Embora seus parentes possam abandoná-los,
Deus os sustenta. A razão é simples: Deus os criou (Isaías 46.4).
Aqueles que não chegaram lá podem se alegrar agora diante do
futuro que os aguardam Isto não quer dizer que não devam planejar
sua aposentadoria; devem. Ao mesmo tempo, devem saber que têm
um Deus.
Aqueles que ainda não chegaram lá devem também imaginar que
são igualmente queridos por Deus, mas isto não os torna melhores
que os menos capazes fisicamente. Devemos todos aprender que
velhice não é doença e juventude não é saúde.
Aqueles que já chegaram lá devem viver sua velhice como um dom
de Deus. Devem olhar para trás, mas a prioridade é o que está à
frente. Podem até reclamar do tempo de hoje, mas este é também
o seu tempo. Podem achar que as coisas podiam ser melhores, mas
devem também agradecer as coisas boas da vida. Uma delas, e talvez
a maior, é o cuidado constante de Deus, cuidado que deve gerar em
todos nós muita gratidão.
Bem-vindos, idosos. Aqui também é o seu lugar.

Para ler HOJE na Bíblia: Gálatas 2


“Fui crucificado com Cristo. Assim, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive
em mim. A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que
me amou e se entregou por mim”. (Gálatas 2.20)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 282 13/08/2018 00:52:23


02 “A felicidade consiste em três pontos: trabalho, paz e saúde”.
Outubro (Abílio Guerra Junqueiro)

Promovendo a paz
Quando nos encontramos em meio a um conflito entre pessoas
amigas, não devemos aceitar apenas o papel de testemunhas. Temos
que agir. E a primeira boa atitude a tomar é não falar nada. Calar é
a atitude sábia na hora pesada, em que as palavras duras são jogadas
de um lado para o outro como verdades que precisam ser proferidas,
como se dizê-las nessas horas servisse para construir pontes ou para
manter abertas as portas. Nessas horas tensas, a verdade é nocauteada,
porque uma verdade movida pelo ódio não está a serviço da verdade.
Precisamos ouvir os dois lados, mesmo que um deles já nos tenha
convencido de sua condição de ofendido. Ouvir os dois lados implica
em não ter lado. Quem não tem lado pode continuar ouvindo os
dois lados.
Quando o coração do ofendido não estiver mais saindo pela boca,
devemos falar. Talvez tenha condições de lembrar aos dois os afetos
que já trocaram, os bons desejos que já nutriram um pelo outro,
os compromissos que já assumiram em conjunto, os projetos que
já realizaram juntos, e a necessidade que um tem do outro para
tocarem bem a sua vida.
Quanto a nós, devemos saber que promover a paz pede paciência,
muita paciência, mas quase sempre a aposta pela reconciliação
ganha, mesmo que demore o prêmio.
Não desistamos.

Para ler HOJE na Bíblia: Gálatas 3


“É evidente que diante de Deus ninguém é justificado pela lei, pois ‘o justo viverá
pela fé’”. (Gálatas 3.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 283 13/08/2018 00:52:23


03 “Vivemos no tempo da mentira universal. Nunca se mentiu
Outubro tanto. Vivemos na mentira, todos os dias”. (José Saramago)

O triunfo da luz
Jesus nos diz que
“Não há nada escondido que não venha a ser revelado, nem oculto
que não venha a se tornar conhecido” (Mateus 10.16b).
Esta verdade já está inscrita na sabedoria popular, especialmente
naquela que diz que a mentira tem perna curta, bem como na
sabedoria bíblica, ao garantir que “saborosa é a comida que se obtém
com mentiras, mas depois dá areia na boca” (Provérbios 20.17).
É um consolo saber que a luz vai triunfar, especialmente quando as
trevas da injustiça ou da mentira nos acossam.
É um consolo saber que a luz vai vencer, especialmente quando as
dores se alojaram no nosso corpo e na nossa mente.
É um consolo saber que o mal tantas vezes perpetrado não durará
para sempre.
Há justiça porque há um Juiz que é justo, Deus, nosso Senhor. Ele
julga os povos (Salmo 7.8).
A verdade afirmada por Jesus nos estimula à prática do bem como
algo firme em nós, mas não pela recompensa. Se formos motivados
pela recompensa, seremos movidos pela ambição, que um dia
também será revelada.
Na prática do bem, não devemos ser motivados pelo medo do
julgamento, mas na prática do mal precisamos ter em mente que
todos seremos julgados.
Contra todas as evidências, o bem que fazemos não é vão no Senhor,
precisamente por ser feito para o Senhor e na força do Senhor
(1Coríntios 15.58).

Para ler HOJE na Bíblia: Gálatas 4


“Vocês, irmãos, são filhos da promessa, como Isaque”. (Gálatas 4.28)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 284 13/08/2018 00:52:23


04 “A fé é o ‘sim’ do coração, a convicção sobre a qual a vida se
Outubro baseia”. (Martin Lutero)

Força, felicidade e sabedoria


Deus é poderoso para nos manter de pé, não importam as
circunstâncias (Romanos 16.25-27). – Esta garantia nos é dada pelo
poder de Deus, que fez os céus, a terra e o próprio homem. Esta
certeza não se fundamenta no poder do próprio homem. É por isto
que o Evangelho é o poder de Deus que fortalece, para a vida, aquele
que crê.
Deus é único para nos revelar o mistério que Ele mesmo guardou
em segredo por milhares de anos, tornando-o claro em Jesus Cristo.
– O Evangelho é o projeto único e singular de Deus para atrair o ser
humano para si. O Evangelho é o projeto de um Deus que é amor
pleno. Neste sentido, Ele é único, porque o que propõe visa não o seu
próprio bem, mas o bem daquele que aceita a oferta
Deus é sábio para nos ensinar a viver. – Deus aceita o amor
humano por Ele, mas sem tirar dele a liberdade essencial que o
torna autenticamente humano. O Evangelho é a loucura de Deus,
porque fundada na sabedoria dele, que não se limita às limitações
humanas; antes, revela, pela cruz de Jesus, aquilo que o homem não
pode alcançar por si mesmo, limitado que é e porque o homem não
se esgota no plano da razão.
Deus é poderoso, único e sábio. Crer nele, confiar nele, buscar por
Ele gera força, felicidade e sabedoria.

Para ler HOJE na Bíblia: Gálatas 5


“Toda a lei se resume num só mandamento: ‘Ame o seu próximo como a si
mesmo’”. (Gálatas 5.14)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 285 13/08/2018 00:52:23


05 “Há uma beleza divina na aprendizagem. Aprender significa
aceitar o postulado que a vida não começou com o nosso
Outubro nascimento. Outros estiveram aqui antes de mim e eu sigo por
suas pegadas”. (Elie Wiesel)

O roteiro da aprendizagem
O que nos caracteriza é a capacidade de aprender.
Aprender é para todos: para as crianças, para os jovens, para os
idosos. Aprender é para quem sabe pouco, ao dar os primeiros passos
na longa rodovia do conhecimento, e para quem sabe muito, mesmo
depois de elevadas passagens por destacadas casas de pesquisa.
Aprender é para todas as classes sociais e todas as religiões. Aprender
é para todos os ofícios, seja a política palaciana, seja o agronegócio
familiar ou sofisticado.
O que nos distingue é como nos dedicamos a aprender.
Tudo começa com a curiosidade, o desejo de saber o que está
acontecendo, como ocorreu com Moisés, ao ver um arbusto
queimando no fim do horizonte. Tudo continua com o movimento
que damos para não nos contentar com o desconhecimento, para
superar limites e para transformar a realidade.
O que nos dignifica é o que fazemos com o que aprendemos.
Podemos saber por saber. Podemos estudar para ostentar. Podemos
aprender para guerrear. Podemos crescer para nos enriquecer.
Podemos conhecer para nos confundir. Podemos aprender para
fazer melhor, cada vez melhor, a nossa sagrada missão de contribuir
para tornar melhores as vidas dos outros, como a entendeu Moisés
no antigo Egito, e como podemos nos envolver hoje diante das
opressões, distantes e próximas.

Para ler HOJE na Bíblia: Gálatas 6.1-10


“Não se deixem enganar: de Deus não se zomba. Pois o que o homem semear,
isso também colherá”. (Gálatas 6.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 286 13/08/2018 00:52:23


06 “Um homem nunca fica tão alto como quando se ajoelha para
Outubro ajudar uma criança”. (Pitágoras)

O pai que ensina


Aprendemos a ler na infância.
Aprendemos a expressar nossos afetos na infância.
Aprendemos a ter ideais de valor na infância.
Aprendemos a ser felizes na infância.
Aprendemos a crer na infância.
Aprendemos com palavras, algumas que jamais esqueceremos. E
isto importa.
Aprendemos com atitudes, algumas que jamais nos lembraremos.
Mas isto não importa.
Um pai ensina seu filho a ler quando lê com ele, talvez na numa
biblioteca em casa. Esta imagem será o cenário que se descortinará
por toda a vida do seu filho.
Um pai ensina seu filho a expressar afetos quando o abraça e
beija, quando brinca com ele e o desafia. Estes gestos serão convites
permanentes à imitação.
Um pai ensina seu filho a ter ideais quando os tem. E quem tem
ideais se emociona e se expõe. E quem tem ideais os vive e os expõe.
Um pai ensina seu filho a ser feliz quando, pelo exemplo, dialoga
com suas próprias emoções, sem vergonha delas e sem vergonha de
pedir perdão por elas quando se excede.
Um pai desafia seu filho à fé quando ele mesmo já respondeu ao
desafio de crer. O pai é o primeiro pastor do seu filho.
Quem teve um pai assim teve pavimentada a rodovia de sua jornada
com cimento que não se dissolve.
Quem não teve um pai assim pode aprender a ser um pai assim.

Para ler HOJE na Bíblia: Gálatas 6.11-18


“De nada vale ser circuncidado ou não. O que importa é ser uma nova criação”.
(Gálatas 6.15)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 287 13/08/2018 00:52:23


07 “A tua atitude determina a tua altitude”.
Outubro (Stephen Covey)

Livre-se da sua capa


Terminou bem a história de Bartimeu (Marcos 10.46-52). Ele
era cego e vivia da esmola que os moradores de Jericó lhe davam.
Quando ele soube que Jesus estava chegando à cidade, começou a
gritar para chamar sua atenção.
Quando Jesus se aproximou, o homem jogou sua capa para o lado e
pediu para ser curado.
E Jesus o curou.
Tudo começou quando Bartimeu pediu, mas seu grande gesto foi
lançar “sua capa para o lado”.
Se for o seu caso, lance fora sua biblioteca de amarguras.
Se for o seu caso, lance fora a convicção de que só lhe acontecem
coisas ruins, como se tudo conspirasse contra você. Jesus, no caso,
atuou, contra tudo e contra todos, para beneficiar o filho do Timeu.
Uma sucessão de coisas ruins é apenas uma sucessão de coisas ruins
e não toda uma vida ruim.
Se for o seu caso, lance fora a ideia de que a vida acabou. Por duras
que sejam as suas condições, a vida não acabou. Bartimeu era cego,
mas seu projeto de vida era voltar a ver. E ele viu. A vida pode ser
recomeçada a qualquer hora.
Se for o seu caso, lance fora a atitude de que não adianta lutar,
porque adianta lutar tendo Jesus ao lado.
Pedro lutou contra o seu temperamento e Deus o transformou.
Davi lutou contra sua sexualidade desenfreada e Deus o transformou.
Jacó lutou contra sua desonestidade e Deus o transformou.

Para ler HOJE na Bíblia: Efésios 1 a 2


“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé, e isto não vem de vocês, é dom
de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie”. (Efésios 2.8-9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 288 13/08/2018 00:52:23


08 “A criança é alegria como o raio de sol e estímulo como a
Outubro esperança”. (Coelho Neto)

Completando a criação
Todos os seres humanos tomam decisões.
Crianças tomam decisões, embora não sejam capazes de avaliar as
consequências do que fazem.
Adultos tomam decisões e sabem que elas têm consequências,
algumas que podem corrigir e adequar e outras que são definitivas
e irreversíveis.
Diante das crianças em sua volta, os adultos oscilam entre
menosprezá-las e lhes superdimensionar a capacidade. Por isto,
alguns jamais levam em conta o desejo delas.
Também por isto, outros deixam-nas expostas a situações de
conflitos, violências e mudanças, como se fossem capazes de suportar
sem sofrer perigosamente a dureza dos golpes recebidos.
Uma criança é inteligente, perspicaz e afetuosa e desenvolverá essas
habilidades se for criada num ambiente santo, saudável e seguro. Ela
não deve ser vista apenas como um ser a se realizar no futuro, mas
como alguém que tem dignidade já na infância. Sua felicidade não
pode ser apenas projetada, mas realizada desde o bercinho que lhe
preparamos.
Uma criança é um ser humano completo e ao mesmo tempo uma
pessoa em formação, logo frágil e dependente.
Quando faz vir ao mundo uma criança, Deus nos diz:
– Cuide.
Quando cuidamos de uma criança, completamos a obra do Criador.

Para ler HOJE na Bíblia: Efésios 3 a 4


“Nenhuma palavra torpe saia da boca de vocês, mas apenas a que for útil para
edificar os outros, conforme a necessidade, para que conceda graça aos que a
ouvem”. (Efésios 4.29)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 289 13/08/2018 00:52:23


09 “Como é que, sendo as crianças tão inteligentes, a maior parte
dos homens é tão estúpida? Deve ser fruto da educação”.
Outubro (Alexandre Dumas)

Qual educação?
Lemos e ouvimos que a educação é o maior bem que uma pessoa
e uma sociedade possuem. Concordamos e repetimos que, com
uma boa formação educacional, um individuo e uma nação se
desenvolvem. Batemos palmas para as frases que nos lembram que
carecemos de mais escolas e menos presídios.
De fato, diante de tantos e notáveis avanços científicos e tecnológicos,
concluímos que vale a pena todo esforço educacional porque os
resultados são assombrosos.
No entanto, devemos sair da superfície.
As guerras são decididas por pessoas de alta instrução. A corrupção
é gestada em gabinetes ocupados por pessoas que ostentam elevados
títulos acadêmicos e é protegida por estamentos políticos e jurídicos
com decênios de bancos escolares.
A educação pode instruir para a competição ou para a cooperação,
para a insensibilidade ou para a solidariedade, para a promoção da
justiça ou para a legitimação da maldade.
Precisamos de uma educação que capacita, mas não aliena.
Precisamos de uma educação que combata nosso egoísmo e nos
empurre a trabalhar juntos na promoção da dignidade de todos.
Com todas as letras e números, lutemos pela boa educação, que é
a que valoriza a cooperação, não a competição que elimina, e nos
sensibilize diante das desigualdades, vistas e combatidas como
inaceitáveis.

Para ler HOJE na Bíblia: Efésios 5


“Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz”.
(Efésios 5.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 290 13/08/2018 00:52:24


10 “A dificuldade, quando alguém entra em depressão, é achar que
vai sair disso sozinho. É como quebrar um dedo e não tratar”.
Outubro (Marina Lima)

Descanse a sua mente


Um dos terríveis inimigos que temos a enfrentar é o cansaço
emocional, que desgasta os músculos vitais que nos sustentam.
Quando estamos cansados emocionalmente, nossos neurônios
fazem devagar demais as conexões. Assim, os agradáveis cantos dos
pássaros se tornam irritantes, os melhores sonhos terminam em
pesadelos, os dias antes breves se tornam longos e as noites outrora
serenas parecem intermináveis.
O cansaço emocional se alimenta de si mesmo, até que o último
grão seja comido.
O cansaço emocional é filho da decepção que se repete, é
consequência de perdas que se acumulam, é esgotamento de energias
freneticamente distribuídas, é vitória das feridas na alma. O cansaço
emocional vem quando damos o que não mais temos, quando não
equilibramos deveres e prazer, quando vamos além do que devemos
e, ao fim, acabamos nos encurvando até tocar dolorosamente o chão.
Precisamos repensar nossos valores e nossas práticas, para vermos
nitidamente para onde estamos indo.
Precisamos refletir como nossa mente vem funcionando.
Precisamos parar de carregar as cargas que não conseguimos levar.
Precisamos saber que não podemos mudar os outros.
Precisamos buscar ajuda para que sejamos restaurados à alegria
de viver.

Para ler HOJE na Bíblia: Efésios 6


“Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas
do diabo”. (Efésios 6.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 291 13/08/2018 00:52:24


11 “O que se fizer com as crianças hoje, elas farão com a sociedade
Outubro amanhã”. (Karl Menninger)

Bendito é quem ama as crianças


Comparemos duas atitudes antigas.
Fílon de Alexandria, filósofo que viveu alguns anos antes de Jesus,
ensinou o seguinte sobre as crianças:
“É correto que os pais repreendam seus filhos, batam neles,
desgracem-nos e os aprisionem. Se ainda assim se mantêm rebeldes,
a lei permite que eles sejam punidos com a morte”.
Ao ver o modo como seus contemporâneos tratavam meninos e
meninas que brincavam, Jesus ensinou:
“Deixem que as crianças venham a mim. Não as impeçam, pois o
reino de Deus pertence aos que são como elas. Quem não receber o
reino de Deus como uma criança de modo algum entrará nele”. Além
disso, Ele as chamou, tomou-as nos braços, afagou-as e as abençoou
(Marcos 10.14-16).
Seguindo Jesus, precisamos firmar e a reafirmar que as crianças têm
dignidade própria desde a sua concepção e não podem ser vistas
como descartáveis.
Devemos amar as crianças como pessoas completas agora, não pelo
que poderão vir a ser no futuro.
Temos que priorizar o atendimento às necessidades de nossas
crianças como um dever, no qual não podemos falhar.
Busquemos confiar em Deus como as crianças confiam.
Benditos são os que valorizam e cuidam das crianças, fazendo-as
nascer no ventre ou no coração, alimentando-as, caminhando com
elas, defendendo-as e protegendo-as.

Para ler HOJE na Bíblia: Rute 1 a 2


“Disse então Boaz a Rute: ‘Ouça bem, minha filha, não vá colher noutra
lavoura, nem se afaste daqui. Fique com minhas servas’”. (Rute 2.8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 292 13/08/2018 00:52:24


12 “Maria é a maior e a mais nobre joia da Cristandade logo após
Cristo. Ela é nobre, sábia e santamente personificada. Jamais
Outubro conseguiremos honrá-la suficientemente”. (Martim Lutero)

Cheios de graça
Uma oração antiga, baseada na Bíblia, começa assim:
– Ave, Maria, cheia de graça.
A expressão vem das palavras ditas à futura mãe de Jesus pelo anjo
Gabriel, que a saúda assim, segundo a antiga versão bíblica latina
chamada “Vulgata”:
– Ave, cheia de graça (Lucas 1.28).
A partir desta tradução, a oração tomou a forma conhecida desde
o século 16.
Maria é apresentada como “cheia de graça”, porque o Espírito Santo
a encheu de graça e, a partir daí, tudo aconteceu na vida dela.
Quando a graça lhe foi oferecida, Maria ficou surpresa. A graça é
um evento maravilhoso e transformador em nossas vidas. Devemos
levá-la a sério e não pensar nela apenas como uma coisa recebida ou
um livramento acontecido.
Quando ouviu que Deus contava com ela para compartilhar a graça,
Maria questionou. Deus lhe respondeu. Deus responde às dúvidas
sinceras. A fé não é inimiga da razão. Podemos perguntar.
Quando entendeu a missão que a graça lhe trazia, Maria se
disponibilizou a participar com alegria. Pensando menos em si
mesma e totalmente em Deus, entregou-se para servi-lo, que ainda
hoje precisa de homens e mulheres cheios de graça, a serviço do
amor que Ele deseja que todas as pessoas conheçam.
O mundo precisa de pessoas como Maria. Nós podemos ser
como Maria.

Para ler HOJE na Bíblia: Rute 3


“[Boaz disse a Rute] Agora, minha filha, não tenha medo; farei por você tudo
o que me pedir. Todos os meus concidadãos sabem que você é mulher virtuosa”.
(Rute 3.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 293 13/08/2018 00:52:24


13 ”Em tudo o que alvorece há um sorriso de esperança”.
Outubro
(Abílio Guerra Junqueiro)

O brilho da esperança
Viemos ao mundo como um projeto de esperança.
Nós podemos ser o que ainda não somos.
Quando nossos projetos são surpreendidos por fatos que nos
deixam sem perspectiva de ser o que queríamos e de fazer o que
imaginávamos, precisamos saber que há boas novidades a nos
esperar. É o que aprendemos com José de Belém, cujo nome não
seria lembrado se não prestasse atenção ao que Deus estava fazendo
com ele e que o levaria muito além do que sonhara. Quando ouviu
o convite para participar de eventos que fariam a esperança habitar
no coração do mundo, ele mesmo se encheu de esperança e passou a
experimentar surpresas seguidas de surpresas. Se Deus é o primeiro
em nosso coração, podemos contribuir para que todas as coisas,
mesmo as ruins, sejam transformadas em coisas boas.
Quando o nosso corpo nos decepciona e a nossa mente não
funciona, precisamos permitir que a esperança nos pegue pela
mão e nos leve. É o que aprendemos com os pastores dos campos
de Belém. Eles tocavam suas vidas sem nenhum brilho até virem
a luz de Deus e escutarem a voz dos emissários de Deus, que os
convidava à vida. Eles se deixaram tomar pela esperança e foram
ao encontro da vida plena. E eles a encontraram quando viram
Jesus no berço de madeira ao lado da mãe. Se queremos viver com
esperança, precisamos ir a Jesus.

Para ler HOJE na Bíblia: Rute 4


“As mulheres disseram a Noemi: ‘Louvado seja o Senhor, que hoje não a
deixou [Rute] sem resgatador [Boaz]! Que o seu nome seja celebrado em
Israel!” (Rute 4.14)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 294 13/08/2018 00:52:24


14 “Acreditar é aceitar como um fato e comprometer seu próprio
futuro com as promessas de que Deus o salva – simplesmente por
Outubro crer em Cristo”. (John F. Walvoord)

O que lhe falta?


Jesus se encontra com Tomé e lhe diz:
– Porque me viu, você creu? Felizes os que não viram e creram
(João 20.29).
Quem são os que não viram Jesus e creram?
São os leitores do evangelho de João, postados na história algumas
décadas depois da ressurreição de Jesus, que, tendo lido, creram,
embora não tenham visto.
São os leitores dos evangelhos ao longo da história e que creram em
Jesus como Salvador e Senhor.
Somos os que creem. Felizes são os que creem. Quem crê em
Jesus é feliz.
Alguns dizem: “Se Deus me aparecer pessoalmente, crerei nele”.
Jesus já apareceu e os evangelhos estão cheios da pessoa de Jesus. As
dúvidas possíveis ficaram respondidas.
Você tem alguma dúvida sobre o nascimento, a vida, a morte, a
ressurreição de Jesus? Leia os evangelhos.
Leia os evangelhos, com a história de Jesus.
Leia os evangelhos, com as histórias que Jesus conta.
Leia os evangelhos, com os ensinos de Jesus.
Leia os evangelhos, com o sacrifício de Jesus.
Leia os evangelhos, com a ressurreição de Jesus.
Leia os evangelhos, com a promessa de que Jesus voltará e, então, o
destino da história será selado.
Leia os evangelhos, porque ali está selado o destino da sua história
pessoal, nesta vida e a na próxima.
Leia e creia, como os discípulos creram.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 1 a 4


“Não há ninguém santo como o Senhor; não há outro além de ti; não há rocha
alguma como o nosso Deus”. (1Samuel 2.2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 295 13/08/2018 00:52:24


15 “Um professor é a personificada consciência do aluno; confirma-o
nas suas dúvidas; explica-lhe o motivo de sua insatisfação e lhe
Outubro estimula a vontade de melhorar”. (Thomas Mann)

Obrigado, mestre
Ano após ano dizemos os mesmos lugares-comuns.
Precisamos valorizar o trabalho de nossos professores.
Dos professores depende o futuro do país.
Todos concordamos, mas os salários continuam indignos,
praticamente em todos os níveis e segmentos.
No Dia do Mestre deste ano, prometemos que os professores serão
valorizados e respeitados.
No próximo Dia do Mestre, prometeremos que os professores serão
respeitados e valorizados.
Faltam recursos para uma remuneração decente para eles, recursos
que sobram em outras areas cujas missões têm efêmero efeito.
Então, no Dia do Mestre de hoje, vamos levantar as velhas bandeiras,
para só baixá-las quando não forem mais necessárias.
Enquanto isto, nós, pais, vamos falar aos nossos filhos do valor dos
seus professores e pedir que aprendam com eles.
Enquanto isto, nós, filhos, vamos tratar nossos professores com
respeito e carinho; vamos honrar também aqueles que um dia nos
ensinaram e nos ajudaram a ser o que nós somos.
Vamos manifestar de forma concreta os nossos desejos. Talvez os
professores mortos possam receber um poema ou uma crônica.
Talvez os professores vivos possam receber um presente: um bolo de
chocolate, uma faixa em frente à sua casa, um livro, um telefonema
desinteressado, um abraço afetuoso.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 5 a 7


“Samuel disse ao povo de Israel: – Se vocês querem com todo o coração voltar
a Deus, o SENHOR, joguem fora todos os deuses estrangeiros e as imagens da
deusa Astarote. Dediquem-se completamente ao SENHOR e adorem somente a
ele. E ele livrará vocês do poder dos filisteus”. (1Samuel 7.3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 296 13/08/2018 00:52:24


16 “Se você quer ajudar o outro e se tornar uma pessoa de
influência, continue sorrindo, compartilhando, doando e
Outubro oferecendo a outra face”. (John C. Maxwell)

A identidade do outro
Quem é o outro?
O amargurado dirá: “O outro é alguém de quem devo me distanciar,
pelo trabalho que a proximidade pode trazer”.
O desiludido dirá: “O outro é alguém que espera algo de mim”.
O egoísta dirá: “O outro é alguém que pode me ajudar”.
O fanático dirá: “O outro é alguém que tem que ser convertido”.
O indiferente dirá: “O outro? Não sei quem é!!”
O interesseiro dirá: “O outro é alguém a quem eu posso vender”.
O ladrão dirá: “O outro é alguém de quem posso tirar”.
O político dirá: “O outro é alguém que vota em mim”.
O amigo dirá: “O outro é alguém com quem eu posso caminhar”.
O bondoso dirá: “O outro é alguém com quem posso compartilhar
o que recebi”.
O companheiro dirá: “O outro é alguém que come comigo na
mesma mesa”.
O fraterno dirá: “O outro é aquele que eu posso abraçar, mesmo que
não o conheça”.
O fiel a Deus dirá: “O outro é alguém que Deus me envia para
seguirmos juntos”.
O humilde dirá: “O outro é alguém igual a mim”.
O idealista dirá: “O outro é alguém com quem construirei um
mundo melhor”.
O solidário dirá: “O outro é alguém a quem eu posso ajudar”.

Quem é o outro (a quem Jesus chama de “próximo”) para você?

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 8


“Pois eu estou certo de que Deus, que começou esse bom trabalho na vida
de vocês, vai continuá-lo até que ele esteja completo no Dia de Cristo Jesus”.
(Filipenses 1.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 297 13/08/2018 00:52:24


17 “Se não consegues alimentar 100 pessoas, alimenta ao menos
Outubro uma”. (Teresa de Calcultá)

A fome não pode esperar


Em questão de horas, somos capazes de alcançar os lugares mais
distantes da terra. Viajar a outros planetas está entre os desejos
extraordinários da nossa espécie.
No entanto, nós, que demos a nós mesmos o orgulhoso adjetivo
de “sábio” (“homo sapiens”), ainda não conseguimos, por falta de
vontade, acabar com a fome entre os humanos.
Ao contrário, quanto mais acumulamos bens, quanto mais
conhecemos, quanto mais controlamos a natureza, maior é o número
de pessoas que passam fome no mundo.
E é trágico também que nós não sofremos juntos.
Nós não nos indignamos.
Na verdade, nós nem sequer nos interessamos. Os vergonhosos
números sobre mortos por falta de comida não são destaques.
Simplesmente, nós não nos envolvemos. Achamos mais simples pôr
a culpa na preguiça dos famintos, que não produzem seus alimentos,
ou na insensibilidade dos governantes, que roubam os pães das bocas
das crianças.
É mais cômodo fecharmos os olhos, porque, se os abrirmos,
notaremos que os famintos não podem esperar, porque a nossa
demora é a sua morte. Se abrirmos os nossos ouvidos, escutaremos
Jesus dizer que, quando saciamos a fome de alguém, saciamos a fome
de Jesus, que sofre com os que sofrem (Mateus 25.35-42).
E, então, o que faremos?

Para ler HOJE na Bíblia: Filipenses 1


“Porque para mim o viver é Cristo e o morrer é lucro. Caso continue vivendo
no corpo, terei fruto do meu trabalho. E já não sei o que escolher!”
(Filipenses 1.21-22)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 298 13/08/2018 00:52:24


18 “A cada dia de nossas vidas, fazemos depósitos nos bancos da
Outubro memória de nossos filhos”. (Chuck Swindoll)

Deus constrói a família, 1/2


Deus constrói a nossa família (Salmo 127.1).
Deus constrói a nossa família quando acreditamos que Ele a ama.
Deus considerou completa a sua obra criadora, quando estabeleceu
a primeira família na terra. A humanidade começou com uma
família. Ainda hoje a humanidade depende da família.
Deus se revela como o Deus que abençoa uma família (Abraão,
Isaque e Jacó) e, a partir daí, todas as famílias da humanidade. Jesus,
que reiniciou a obra criadora do Pai, tinha uma família.
Deus abençoa as nossas famílias porque Ele é amor; cada membro
da família é alvo, desde a sua concepção, do seu carinho. Ele abençoa
a família porque a família é o lugar que Ele inventou para abençoar
pessoas individualmente e a humanidade globalmente.
Há uma parte que nos cabe: Deus constrói a nossa família quando
valorizamos a vida familiar.
Reconhecemos que há outras vidas na face da terra. Há a vida no
trabalho, pelo qual sustentamos a família, mas a vida familiar nos
acolhe quando nada temos. Há a vida com os amigos, mas será plena
se for um intervalo da vida familiar. Há a vida na igreja, mas a vida
familiar é insubstituível.
Deus constrói a nossa família quando procuramos vivenciar os
ensinos dele para a nossa família.
É isto que temos feito? [CONTINUA]

Para ler HOJE na Bíblia: Filipenses 2


“Pois é Deus quem efetua em vocês tanto o querer quanto o realizar, de acordo
com a boa vontade dele”. (Filipenses 2.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 299 13/08/2018 00:52:24


19 “A família é o lugar onde os princípios são martelados e afiados na
Outubro
bigorna da vida cotidiana”. (Chuck Swindoll)

Deus constrói a família, 2/2


Precisamos pôr em prática os ensinos bíblicos para a família, se
queremos que Deus a edifique.
Para tanto, OREMOS individualmente por nossa família. –
Isaque orou para que sua esposa ficasse grávida e Deus o ouviu
muitos anos depois (Gênesis 25.21). Ana orou para ter um filho
e foi atendida prontamente (1Samuel 1.10). O pai do jovem
epilético intercedeu por ele a Jesus e o rapaz foi transformado
imediatamente (Mateus 17.15). O oficial palaciano da Palestina
rogou a Jesus que curasse seu menino e foi atendido no mesmo
instante (João 4.46-53).
OREMOS em casa. Se nossos pais oravam conosco, provavelmente
oraremos com os nossos filhos. Se não oravam, mudemos a
história, também para que nossos netos vivam num ambiente
de vida devocional. Oremos por nossos filhos na ausência e na
presença deles. Antes de fazerem uma prova, oremos com eles.
Quando ficarem doentes, antes de irem ao médico, oremos com
eles. Comecemos ou continuemos a prática de orar por e com eles
desde cedo, que ela não parecerá estranha mais tarde.
LEIAMOS A BÍBLIA em casa, sozinhos e com os nossos filhos.
Eles verão. Memorizemos versículos com eles. Eles guardarão.
Preguemos versículos bíblicos pela casa. Eles se lembrarão.

Para ler HOJE na Bíblia: Filipenses 3


“Tudo o que eu quero é conhecer a Cristo e sentir em mim o poder da sua
ressurreição. Quero também tomar parte nos seus sofrimentos e me tornar
como ele na sua morte”. (Filipenses 3.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 300 13/08/2018 00:52:24


20 “De certo modo, o bullying é um mal comum. É extremamente
praticado e muitas vezes ignorado, e, sendo ignorado, é, portanto,
Outubro tolerado”. (Trudie Styler)

Abaixo o bullying
Sempre existiu a prática do bullying. As vítimas sofriam caladas ou
choravam escondidas.
Sempre os colegas debocharam por que tinham um traço físico
diferente ou falavam com alguma dificuldade. As vítimas ou se
recolhiam ou agrediam.
Entre as vítimas, algumas simplesmente não se importavam e até
brincavam juntas.
Entre os algozes, alguns não tinham a intenção de ferir, mas feriam.
O bullying não é feito só de brincadeiras, mas de ameaças discretas e
agressões concretas. Nestes casos, a maldade se escancara.
O sofrimento das vítimas despertou a consciência coletiva para o
mal que as brincadeiras aparentemente inocentes e as crueldades
claras podem fazer.
Todos agora sabemos bem claramente que as pessoas são diferentes.
Umas resistem às pressões, mas outras sucumbem diante delas.
Podemos e devemos brincar uns com os outros, mas precisamos
avaliar o impacto que nossas palavras e nossos gestos causam. O
melhor método é nos colocarmos no lugar do outro. Gostaríamos de
ser chamados por um traço do nosso corpo ou preferimos ser vistos
pelo nosso nome? Nossa brincadeira diminui o outro?
O critério é o respeito que o nosso colega ou amigo merece em sua
dignidade inquestionável.
O cuidado é para que o modo como tratamos o outro não contribua
para espalhar o preconceito seja de que tipo for.

Para ler HOJE na Bíblia: Filipenses 4


“Tudo posso naquele que me fortalece”. (Filipenses 4.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 301 13/08/2018 00:52:25


21 “Tudo o que você precisa é um plano, um mapa e a coragem para
Outubro
seguir para o seu destino”. (Earl Nightingale)

Venha para a vida


Um homem que tinha uma deficiência no braço teve o privilegio de
se encontrar com Jesus.
Jesus lhe fez um convite:
– Levante-se e venha para o meio.
(É como se dissesse: “Levante-se e venha para a vida”.)
E o homem se levantou e veio para o centro do salão, ousadamente.
Ao seu primeiro convite seguiu o segundo:
– Estenda a mão.
E o homem a estendeu, corajosamente.
O convite ao homem era também um desafio para todos, inclusive
para o grupo dos que queriam flagrar Jesus em alguma falha contra a
legislação religiosa vigente. Este segundo grupo viu o poder de Deus
em ação. Teve a oportunidade de pensar diferente, mas preferiu crer
do modo antigo. Quando confrontado, preferiu se retirar.
Jesus nos confronta.
Jesus nos confronta quando estamos conformados com a nossa
condição de vida atrofiada. Ele não quer que tenhamos vidas
mirradas, mas vidas transbordantes. Ele não quer que tenhamos vidas
escondidas, mas vidas que vivam no centro, na luz, corajosamente à
vista de todos.
Jesus nos confronta quando estamos fechados em nós mesmos, em
nossos sistemas, mesmo religiosos, em nossos egoísmos. Quando
cura o homem, Ele espera que o ajudemos nesta tarefa, não que o
atrapalhemos.
Jesus nos confronta e espera uma resposta. Vamos lhe estender a
mão rumo à vida?

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 9 a 10; Eclesiastes 1 a 4


“Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito
debaixo do céu”. (Eclesiastes 3.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 302 13/08/2018 00:52:25


22 “A medida de uma alma é a dimensão do seu desejo”.
Outubro
(Gustave Flaubert)

Para chegar ao topo, deseje


Todos queremos chegar ao topo, preferentemente ficando lá.
Ninguém, no entanto, nasce no topo.
Os surfistas, por exemplo, chegam cedo à praia, carregando suas
pranchas e se lançam na água fria. Eles agem assim porque têm um
propósito claro: querem surfar porque surfar lhes dá prazer.
Eles “cavalgam” ondas, que fazem o mesmo movimento há milhões
de anos. As ondas não sabem do amor dos surfistas por elas. As ondas
não sabem porque estão ali. Tangidas pelo vento, as ondas não têm
propósito.
Podemos dizer que, na vida, há surfistas e há ondas. Há pessoas
com propósitos claros e elevados e há pessoas sem propósito algum.
Pessoas sem propósito são como ondas levadas pelo vento.
Uma equipe de pesquisadores norte-americanos mostrou que
pessoas com propósitos claros têm uma expectativa de vida 50%
superior, quando comparadas às outras sem propósito. Não há
dúvida: ter um desejo claro na vida faz muita diferença.
Desejo é alvo ou propósito firme. É algo que arde horas e dias e
meses e anos a fio.
É paixão que persiste. É sonho acordado.
Como vai o seu desejo?
Deseje. Se você desejar, terá dado o primeiro passo para realizar
seu projeto.
Não esmurre no ar. Esmurre seu alvo. Olhe seu desejo.
Desejar é o primeiro passo para chegar ao topo.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 11 a 12


“Temam o SENHOR e sirvam a ele fielmente, com todo o coração. Lembrem das
grandes coisas que ele fez por vocês”. (1Samuel 12.24)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 303 13/08/2018 00:52:25


23 “Onde não há decisão não há vida”.
Outubro (J.J. Dewey)

Para chegar ao topo, decida


Não adianta apenas desejarmos. Precisamos decidir alcançar o que
desejamos.
O que você quer está no alto da pirâmide. Decida buscá-lo. É a sua
esperada oportunidade.
Nossa vida é feita de pequenas e grandes oportunidades. A
oportunidade é uma crise, que exige uma decisão.
Às vezes, falta-nos a sabedoria de esperar e de discernir a hora certa
de agir. Por vezes, falta-nos a sabedoria de ficar calado, na hora de
calar, ou de falar, na hora de falar.
Precisamos estar atentos para usar bem as oportunidades. A vida
é bela, se vivida intensamente. Precisamos estar com os olhos bem
abertos para aproveitar as nossas oportunidades.
As oportunidades são frutos das ações. Elas são a soma das nossas
ações e das ações dos outros. Se vivermos de modo inteligente e
santo, vão aparecer oportunidades boas.
Quem tem prazer no pecado encontrará mais oportunidades de
pecar (Apocalipse 22.11). Quem procura viver segundo a mente
de Cristo, todas as oportunidades concorrerão para o seu bem
(Romanos 8.28).
Precisamos aprender a confiar em Deus, já que a vida é um dom
dele. Quantas vezes nos esquecemos de pedir a Deus que nos indique
a oportunidade a agarrar e a oportunidade a deixar passar. Ele sabe
de tudo e podemos contar com sua orientação.
Valorize a liberdade de escolher.
Reflita antes de decidir.
Não siga a onda dos covardes e dos acomodados.
Seja corajoso.
É bom o que você deseja? Decida conquistá-lo, mesmo que demore,
mesmo que pese, mesmo que custe. Decida viver.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 13 a 14


“Tudo neste mundo tem o seu tempo; cada coisa tem a sua ocasião”.
(Eclesiastes 3.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 304 13/08/2018 00:52:25


24 “A disciplina é a ponte entre os objetivos e as realizações”.
Outubro (Jim Rohn)

Para chegar ao topo, discipline-se


É bom termos horas certas para fazer as coisas, seja acordar ou
brincar. Só não devemos colocar a rotina como alvo; ela é apenas
um método.
Ser disciplinado é ter a capacidade de dizer “não” ao eu, quando este
eu quer o que nos impede de alcançar o que desejamos.
Em termos operacionais, disciplina é método, pois é com método
que será feita a subida, da base ao topo da pirâmide.
Precisamos de rotina. “Não, rotina, não”, talvez você diga. Antes que
a frase seja condenada, consideremos que a rotina, quando ainda
não é rotina, é sacrifício. A rotina, quando se torna uma rotina, é
liberdade. A rotina, quando fica vazia, é aridez. A rotina, quando
cínica, nos torna frívolos. A rotina não é para matar. É para permitir
mais vida.
Ademais, a rotina corta o caminho do retrabalho, que consiste em
refazer o que foi deixado pela metade (como uma meia deixada no
chão, uma leitura inacabada, um compromisso deixado de lado).
A rotina, bem organizada, deixa a porta aberta para a criatividade.
Com a rotina sobra mais tempo; com mais tempo disponível,
podemos criar mais e melhor.
Disciplina tem a ver com hábitos. Precisamos investir na sua
formação. Hábitos bons se desenvolvem com muitos esforços.
Tudo o que é bom exige desejo, decisão, disciplina e dedicação.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 15


“Samuel respondeu: – O que é que o SENHOR Deus prefere? Obediência ou
oferta de sacrifícios? É melhor obedecer a Deus do que oferecer-lhe em sacrifício
as melhores ovelhas”. (1Samuel 15.22)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 305 13/08/2018 00:52:25


25 “Eu sei o preço do sucesso: dedicação, trabalho duro e incessante
devoção às coisas que você quer que aconteça”.
Outubro (Frank Lloyd Wright)

Para chegar ao topo, dedique-se


Desejo, decisão, disciplina e dedicação formam uma combinação
poderosa.
O campeoníssimo e legendário técnico de futebol americano Vince
Lombardi (1913-1970) insistia na máxima de que “um homem pode
ser tão grande quando deseja. É preciso que acredite em si mesmo e
tenha coragem, determinação, dedicação e força competitiva, bem
como esteja disposto a sacrificar as pequenas coisas da vida e a pagar
o preço pelas coisas que valem a pena”.
Não há outro jeito: sacrifícios serão necessários. Ninguém realiza
o seu projeto sem sacrifício. Aprendemos isto quando ouvimos
os relatos dos grandes atletas, que sofrem dores quando treinam
e quando competem. Eles nos garantem que não é possível uma
carreira esportiva de sucesso sem sacrifício e mesmo sem dor.
As dores são normais nos atletas. A madrugada é a hora em que se
levantam os campeões, em qualquer área. Uma vida de vitória se faz
com dedicação, que implica em sacrifício.
Quando o desejo e a decisão são capazes de nos levar à dedicação,
realizamos.
Chegamos ao topo quando deixamos de fazer uma coisa para
fazer outra.
A dedicação nos faz pagar o preço. Quando pagamos o preço,
alcançamos o que desejamos.
Deseje.
Decida.
Discipline-se.
Dedique-se.
Não há atalhos.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 28


“Deus marcou o tempo certo para cada coisa. Ele nos deu o desejo de
entender as coisas que já aconteceram e as que ainda vão acontecer, porém
não nos deixa compreender completamente o que ele faz”. (Eclesiastes 3.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 306 13/08/2018 00:52:25


26 “Todo mundo passa por fases difíceis. A forma como você lida
com elas é a medida da sua determinação e dedicação”.
Outubro (Lakshmi Mittal)

Coragem para superar


Quando as coisas estão difíceis, de que precisamos?
Precisamos de um pouco de silêncio, que nos permita nos distanciar
do diagnóstico feito e não nos desesperar.
Precisamos de um pouco de ousadia para aceitar o que precisamos
aceitar e rejeitar o que precisamos rejeitar, uma tarefa que exige
lucidez num momento em que a nossa razão não é plena.
Precisamos procurar um rosto no qual olhar, um rosto que se
estenda em ombros, braços, ouvidos e lábios, ombros sobre os quais
chorar; braços, que nos possam conduzir; ouvidos diante dos quais
possamos ficar nus; lábios que nos ofereçam uma orientação.
Precisamos abrir um livro, que nos faça ir além de nós mesmos,
pelos convites à troca de experiências; um livro que nos ajude a
escapar, mesmo que por um tempo estratégico, da contaminação
que o nosso problema dissemina; um livro que nos conte histórias
de superação, porque outros percorreram um dia o nosso labirinto;
um livro que nos mostre a insuficiência do otimismo superficial ou
do pessimismo profundo.
Precisamos olhar para o Deus em quem cremos, mirando em
Jesus Cristo que, ao sofrer o que sofreu, emocional e fisicamente,
completamente nos revelou quem Deus é e quanto Ele se importa
conosco, mesmo quando não remove pela raiz a nossa dor.
E tudo isto demanda coragem.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 31


“Eu sei que tudo o que Deus faz dura para sempre; não podemos acrescentar
nada, nem tirar nada. E uma coisa que Deus faz é levar as pessoas a temê-lo”.
(Eclesiastes 3.14)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 307 13/08/2018 00:52:25


27 “As emoções mudam a maneira como vemos o mundo e como
Outubro interpretamos as ações dos outros”. (Paul Ekman)

O valor das emoções


Viver é agir e reagir.
Na verdade, toda a ação é uma espécie de reação.
As emoções, portanto, são onipresentes em nossas vidas.
Por vezes, nossas emoções parecem fora de controle.
Choramos quando normalmente não choraríamos.
Sentimo-nos rejeitados com palavras que não nos miravam
premeditadamente.
As palpitações aceleram e só depois percebemos.
Quando a situação estiver fora de controle, deveremos buscar uma
ajuda profissional. Médicos e psicólogos são meios de graça; são
pessoas que Deus usa para nos devolver a saúde. Ezequias orou e
Deus lhe mandou um emissário com remédio nas mãos (Isaías 38).
Os fortes procuram ajuda. Os fracos continuarão fracos, por não
deixarem que Deus os fortaleça.
Devemos, portanto, reconhecer o potencial positivo e negativo das
nossas emoções. Compreendendo quem somos, podemos agir de
modo a controlarmos as emoções negativas e a fazer que imperem
as emoções positivas.
Devemos desejar viver de um modo que valorize as emoções, mas
sem lhes dar todo o poder.
Precisamos pedir a Deus sabedoria e coragem para as mudanças que
precisam ocorrer, bem como perseverança porque a viagem pode ser
longa. Aprendemos na Bíblia que, quando precisamos de sabedoria,
basta que a peçamos a Deus e a receberemos. (Tiago 1.5)

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 10


“É melhor haver dois do que um, porque duas pessoas trabalhando juntas
podem ganhar muito mais”. (Eclesiastes 4.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 308 13/08/2018 00:52:25


28 “A felicidade da vida é composta de pequenas coisas: as pequenas
e esquecidas amabilidades de um beijo ou sorriso, um olhar
Outubro amável ou um sincero elogio”. (Samuel Taylor Coleridge)

A arte de falar bem do outro


Nós falamos bem dos outros.
Nós falamos mal dos outros.
Que atitude prevalece? Neste campo, não há empate.
Infelizmente, falar mal do outro ganha o jogo com ampla margem.
Por alguma razão, muitos de nós tiramos prazer disto.
Muitos temos prazer em ver no outro apenas defeitos a serem
sublinhados.
Muitos temos prazer em expor o outro ao ridículo por falhas banais.
Conhecemos pessoas cujos olhos brilham em falar mal dos outros.
Felizmente conhecemos pessoas que simplesmente não falam
mal dos outros. Bom será se fizermos parte da lista dos que põem
em prática o extraordinário ensino bíblico: “Quem não tem juízo
ridiculariza o seu próximo, mas o que tem entendimento refreia a
língua”. (Provérbios 11.12)
Quem vive assim tem prazer em falar bem do outro, para o animar,
para destacar uma boa qualidade dele, para agradecer um gesto puro
que teve. Seu elogio sincero a uma virtude do outro é um convite a
que vivamos do mesmo modo.
Louvadas sejam estas perfumadas pessoas, espécies raras da
humanidade. Elas nos fazem muito bem. Conviver com elas nos
alegra e nos impulsiona.
Não é bom ter amigos que bendizem?
Quem fala bem do outro para nós certamente falará bem de nós
para o outro.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 16 a 17; Eclesiastes 5 a 6


“Pense bem antes de falar e não faça a Deus nenhuma promessa apressada. Deus
está no céu, e você, aqui na terra; portanto, fale pouco”. (Eclesiastes 5.2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 309 13/08/2018 00:52:25


29 “A celebração é uma confrontação ao dar atenção ao significado
transcendente das ações de uma pessoa”.
Outubro (Abraham Joshua Heschel)

Celebre
Que diremos a uma pessoa que vai completar 70 anos?
Devemos oferecer-lhe um único conselho:
– Comemore, comemore bastante! Celebre! Celebre!
É um privilégio fazer aniversário. É prova de que sobrevivemos e
que gozamos de uma saúde que ainda nos permite nos alegrar.
A Bíblia nos lembra que a vida é sombra passageira (Salmo 144.4).
Diz-nos ainda: “Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã!
Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um
pouco de tempo e depois se dissipa” (Tiago 4.14).
Celebre!
Celebrar é um estilo de vida. O outro é lamuriar-se, reclamar,
queixar-se, simplesmente deixar a vida passar, como se ela não fosse
um dom de Deus.
Já que “o coração alegre aformoseia o rosto” (Provérbios 15.13),
celebre!
Fez 15 anos, celebre; fez 20 anos, celebre; fez 30 anos, celebre; fez 60
anos, celebre.
Fez 1 ano de casado, celebre; fez 25 anos de casado, celebre; fez 50
anos de casado, celebre.
Fez 5 anos de formado, celebre; nasceu-lhe um filho, celebre; seu
filho passou num concurso, celebre; encontrou um emprego melhor,
celebre; leu um livro legal, celebre; viu um filme formidável, celebre;
fez uma linda viagem, celebre.
Como você não sabe o dia de amanhã, celebre o de hoje, em tudo
dando graças (1Tessalonicenses 5.18).

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 18 a 20


“Mesmo nos seus muitos sonhos, em todas as suas ilusões e em tudo o que
disser, você deve temer a Deus”. (Eclesiastes 5.7)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 310 13/08/2018 00:52:25


30 “O futuro é construído pelas nossas decisões diárias, inconstantes
e mutáveis, e cada evento influencia todos os outros”.
Outubro (Alvin Tofller)

Educando o futuro
O conhecimento do futuro é algo tão desejado que as pessoas
são capazes de pagar por ele, embora o resultado vendido seja
sempre falso.
Nem a meteorologia, que tem alcançado notáveis competências
para a curta duração, acerta todas as suas previsões.
Ações corretas hoje não garantem resultados bons depois, embora
quase sempre gestos insensatos hoje tragam prejuízos certos amanhã.
Se gestos corretos hoje não garantem resultados bons amanhã, por
que agir bem agora? A melhor resposta é que as ações insensatas de
hoje jamais gerarão resultados bons no futuro.
Mantida a incerteza, diante dos fatores ruins a interferir em nossa
história, nossa mais sábia decisão é nos empenhar pelo futuro,
começando por conhecer o presente, por meio do estudo. Nenhuma
oportunidade de aprender pode ser desprezada. A diversão pode
esperar; a dedicação ao estudo, não. Aquilo que aprendemos hoje,
mesmo que aparentemente inútil, poderá nos valer muito amanhã.
Não podemos saber as consequências do que fazemos, mas podemos
ter certeza que, fazendo bem o que nos vem às mãos, gostemos ou
não, nosso capricho não será em vão. Tem sempre alguém vendo o
nosso esforço. E, se não houver, é saboroso mostrar a nós mesmos do
que somos capazes.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 21 a 23


“Quem ama o dinheiro nunca ficará satisfeito; quem tem a ambição de ficar
rico nunca terá tudo o que quer. Isso também é ilusão”. (Eclesiastes 5.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 311 13/08/2018 00:52:25


31 “Se tudo der certo, Ele é Deus,
Outubro Mas se não der, continua sendo Deus”. (Delino Marçal)

Credo para hoje e amanhã


Creio em Deus de todo o meu coração, com toda a minha força e
com todo o meu entendimento (Mateus 22.37).
Creio em Deus mesmo que Ele não faça o milagre de que preciso
(2Coríntios 12.9).
Creio em Deus mesmo que escute e não responda a minha oração
(Salmo 46.1).
Creio em Deus mesmo que a depressão me ponha na cama (Salmo 88.3).
Creio em Deus mesmo que o câncer corroa um órgão do meu corpo
(Jó 19.25).
Creio em Deus mesmo que a minha causa justa não prevaleça
(Salmo 37.6).
Creio em Deus mesmo que o meu casamento acabe por causa de
uma traição ou decepção (Salmo 3.1).
Creio em Deus mesmo que meus filhos se desviem do caminho em que
os ensinei e eu tenha que visitar um deles na prisão (Provérbios 22.6).
Creio em Deus mesmo que pastores o envergonhem, em troca de
poder, dinheiro ou sexo (Jeremias 10.21).
Creio em Deus mesmo que Ele me peça o que eu não lhe queira dar
(Mateus 19.21).
Creio em Deus mesmo que Ele não recompense meus atos de
bondade e justiça (Salmo 71.20).
Creio em Deus porque creio em Jesus Cristo, que me mostrou quem
é o Pai (João 14.9).
Creio em Deus simplesmente porque sei, por experiência própria,
que Ele é Deus (João 20.28).
Creio em Deus porque sei que nada me pode separar do amor dele
para comigo (Romanos 8.38-39).

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 24 a 26


“Como entramos neste mundo, assim também saímos, isto é, sem nada. Apesar
de todo o nosso trabalho, não podemos levar nada desta vida”. (Eclesiastes 5.15)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 312 13/08/2018 00:52:26


01 “A morte vem de longe
Do fundo dos céus
Novembro Vem para os meus olhos
Virá para os teus”. (Vinicius de Moraes)

A morte, essa inesperada


Inesperada ou esperadamente, parte em definitivo uma pessoa
próxima.
A morte não consultou a nossa agenda e veio num dia em que
estamos cheios de compromissos.
Podemos fazer de conta que não temos nada com isto, mandar uma
mensagem culpada ou comparecer.
Como os sepultamentos são eventos únicos, temos que parar tudo o
que fazíamos ou adiar o que faríamos, se entendemos que precisamos
chorar com os que choram. Sem nossos ombros, os enlutados não
terão onde chorar. Sem nossas mãos, os tristes terão que engolir suas
próprias lágrimas.
Nossa presença torna digna a morte de quem entrou para a história.
Para os vivos, somos a força que encurta o vazio, a amizade que não
lhes deixa carregar sozinhos o corpo de volta ao pó, a promessa
divina do conforto tornada real.
Para que saiamos da inércia ou da correria e cheguemos ao
funeral, precisamos reconhecer que a nossa agenda pode esperar e
não tem a importância que nossa ansiedade quer lhe atribuir. Para
que troquemos o egoísmo pelo altruísmo, precisamos recordar os
abraços, as palavras ou as flores que os amigos nos deram quando foi
a nossa vez de experimentar o drama da saudade.
Um funeral cheio de gente canta que foi bela a vida que se foi e a
nossa presença demonstra que vivemos no ritmo certo.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 27 a 28


“Se Deus der a você riquezas e propriedades e deixar que as aproveite, fique
contente com o que recebeu e com o seu trabalho. Isso é um presente de Deus”.
(Eclesiastes 5.19)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 313 13/08/2018 00:52:26


02 “Não deixem que seu coração fique aflito. Creiam em Deus;
creiam também em mim. Na casa de meu Pai há muitas
Novembro moradas”. (João 14.1-2a)

Não há propósito para a morte


Nós nos deparamos de modo dramático com a nossa finitude
quando a morte nos separa de alguém a quem amamos.
Se era uma pessoa próxima, certamente fizemos tudo o que estava
ao nosso alcance para que a vida vencesse, mas perdemos. Tanto era
o nosso amor que nos achamos culpados de um falecimento para o
qual não contribuímos, como se não tivéssemos feito tudo.
Devemos cuidar para que este sentimento de culpa não nos faça
sofrer ainda mais.
Nessas horas tristes, começamos a fazer perguntas sobre a partida. O
“por que?” e o “para que?” martelam nossa cabeça. Essas indagações
sem respostas não alteram o nosso luto. Não há propósito para a
morte, que sobrevém pela ocorrência de vários fatores, que não
devem ser analisados neste momento.
Nesse tempo de dor, conforta-nos lembrar o legado que o nosso
querido nos deixou, especialmente seu exemplo como uma pessoa
que combateu o bom combate, como nosso convívio testemunhou.
Assim lembrados, devemos agradecer a Deus pelo tempo em que
convivemos, sonhando e realizando.
Agora, depois de chorar tudo o que pudermos, devemos nos
comprometer em continuar o legado que recebemos, mesmo que de
outro modo. Essa é a melhor maneira, mais que palavras, flores ou
placas, de dizermos que ainda amamos o homem ou a mulher que
infelizmente perdemos.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 29


“Isso também é ilusão, é correr atrás do vento. É muito melhor ficar satisfeito com o
que se tem do que estar sempre querendo mais”. (Eclesiastes 6.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 314 13/08/2018 00:52:26


03 “O maior dos sofrimentos é não ter por quem sentir saudades”.
Novembro
(Pablo Neruda)

Tão grande saudade


Quando Deus é a fonte da nossa alegria, a saudade diminui para que
cresça a gratidão.
Quando uma pessoa querida nos deixa para sempre, a saudade é
irreversível. Quanto mais querida ela for, mais intensa e mais longa
será a nossa saudade. Quanto mais terno for o afeto que nos unia,
mais a ausência será sentida.
Uma imensa saudade precisa ser claramente comemorada, porque
testemunha a grandeza de quem partiu e a profundidade dos
laços que o espaço e o tempo, as distâncias e as circunstâncias não
conseguem enfraquecer. Quem sente uma saudade gigantesca deve e
pode agradecer a Deus, não pela perda, mas pela riqueza do convívio
que a morte rompeu.
Diante de uma vida que valeu a pena e que iluminou a nossa, não
podemos apenas chorar. Depois de lamentar, devemos agradecer. A
saudade precisa da gratidão para diminuir.
Talvez tenhamos orado para que a partida não acontecesse, mas
ocorreu. A indesejada partida não quer dizer que Deus nos tenha
abandonado. A morte faz parte da vida. A morte será também o
mesmo ponto do qual partiremos para a eternidade, o que significa
crer que nem a morte nos separa do amor de Deus.
O céu, a esperança que Jesus veio ensinar e viver, é o lugar do
reencontro. A morte é passageira, mas a vida é eterna.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Samuel 30


“A sabedoria torna o sábio mais poderoso que uma cidade guardada por dez
valentes”. (Eclesiastes 7.19)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 315 13/08/2018 00:52:26


04 “O valor de um ser humano reside na capacidade de ir além de
ele próprio, de sair de dentro de si próprio, de existir dentro de si
Novembro próprio e para as outras pessoas”. (Milan Kundera)

Não desperdice sua tribulação


Todos nós passamos por tribulações.
Nas tribulações, somos consolados por Deus (2Coríntios 1.3).
Atribulados e consolados, devemos consolar os que estão passando
pela experiência que já passamos.
Nós temos a perspectiva da vitória, porque podemos olhar para trás
e ver que a nossa tribulação ficou para trás, como ficará a daquele
que hoje sofre. Nossa dor ficou na história, mas para o nosso irmão
ainda é uma realidade presente. Ele ainda não tem a perspectiva do
futuro, que nós já temos. Nossa experiência nos capacita para dizer
palavras de ânimo e esperança.
Ontem fomos consolados. Hoje podemos consolar. Os que sofrem
hoje poderão consolar amanhã.
Este é o método de Deus: o consolo é mútuo. Ele nos consola
e espera que consolemos os que estão passando por tribulações
(2Coríntios1.4)
Quando estivemos aflitos, Deus nos enviou emissários para nos
consolar. Num plano perfeito, agora Ele nos envia como emissários
para consolar outras pessoas. É através dos outros, ontem, e através
de nós, hoje, que Deus se realiza como o Pai das misericórdias e da
consolação.
Começamos a consolar quando sentimos a dor do outro.
Quando sentimos a sua dor, o outro sabe que não está só e descobre,
por nosso intermédio, que Deus se importa com ele e se anima.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 1 a 2; Eclesiastes 7 a 8


“Tudo o que aprendi se resume nisto: Deus nos fez simples e direitos, mas nós
complicamos tudo”. (Eclesiastes 7.29)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 316 13/08/2018 00:52:26


05 “A oração é um instrumento poderoso não para fazer com que a
vontade do homem seja feita no céu, mas para fazer com que a
Novembro vontade de Deus seja feita na terra”. (Robert Law)

O encontro
A oração é a linguagem da alma. Por isto, não é o território dos
lugares-comuns, das frases feitas, das palavras previsíveis, das
sequências bem ordenadas, da razão no comando dos desejos, das
vozes impostadas.
A oração é o espaço do encontro do homem com Deus. Quando
oramos, ficamos entusiasmados porque podemos orar e Deus nos
ouve. Nós, os pecadores, nos encontramos com o Deus Santo, Santo,
Santo e sobrevivemos e ficamos ainda melhores. O encontro é
maravilhoso e temos que ficar maravilhados.
A oração é o quarto do desnudamento. Deus nos vem como Ele
é e nós nos vamos a Ele como nós somos. Ele não disfarça e nós
não precisamos disfarçar. Não precisamos procurar palavras. Não
precisamos impostar a voz. Não há críticos para nos julgar: somos
só nós e Ele.
A oração é como se fosse o aceno final que um náufrago consegue
dar para pedir socorro, o último som de quem espera perdido na
floresta imensa, o derradeiro grito que a vítima de um incêndio pode
dar para chamar por socorro no alto do prédio que arde em chamas.
A oração é a atmosfera onde o desejo humano se sente livre para se
expressar diante de Deus.
A oração é um convite a uma vida de profundidade.
As pessoas superficiais não oram.
É na profundidade que se ora.
É na profundidade que se vive.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 3 a 4; Eclesiastes 9


“Tudo o que você tiver de fazer faça o melhor que puder, pois no mundo dos
mortos não se faz nada, e ali não existe pensamento, nem conhecimento, nem
sabedoria. E é para lá que você vai”. (Eclesiastes 9.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 317 13/08/2018 00:52:26


06 “Palavras de elogio, de apoio, de afirmação, de consolo, de
empatia são santos cimentos para construir famílias fortes”.
Novembro (Gilson Bifano)

O convite da fonte
Se queremos famílias saudáveis, precisamos buscar a Deus como
a fonte dos nossos valores, como a força em nossas lutas, como a
garantia de nossas vitórias.
Se O convidarmos para habitar em nossas casas, não desistiremos
mesmo quando as dificuldades parecerem insuperáveis, seja o
desvio de um filho ou de um cônjuge. Seremos capacitados por Ele a
continuar amando e insistindo na vida familiar. Se as feridas abertas
em nós precisarem ser fechadas por meio do perdão, Ele nos dará
força para perdoar. Se nós tivermos sido os agentes das feridas, Ele
nos dará coragem para pedir perdão e aguardar.
Se O convidarmos para passear por nossas mesas de alegria, não
desistiremos mesmo quando a tragédia se abater sobre as nossas
casas, seja pela escassez de saúde ou de dinheiro, seja pela morte
prevista ou surpreendente.
Se O convidarmos para ocupar todos os cômodos de nossa família,
não desistiremos de educar nossos filhos para a profissão, para a
vida, para a aprendizagem dos valores eternos. Com Ele conosco,
cultivaremos sempre o sentido da missão, seja o sentido intrínseco,
que é o bem estar da família, seja o sentido extrínseco, que é o bem
estar do mundo.
Se O convidarmos para selar nossos compromissos, haverá paz em
nossa família e a paz da família é a paz da cidade e da sociedade.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 5; Eclesiastes 10


“E assim Davi entendeu que o SENHOR o havia confirmado como rei de Israel e
que, por amor ao seu povo, estava fazendo o seu reino progredir”. (2Samuel 5.12)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 318 13/08/2018 00:52:26


07 “Seu potencial é a soma de todas as possibilidades que Deus tem
Novembro para a sua vida”. (Charles Stanley)

De mãos dadas
Todas as vezes em que a aflição o ameaçar, leia a seguinte frase da
Bíblia:

“Eis que a mão do SENHOR não está encolhida, para que não possa
salvar; nem surdo o seu ouvido, para não poder ouvir.
(Isaías 59.1)

Aprendemos uma profunda realidade sobre Deus: sua mão é forte.


Esta verdade está espalhada pela Bíblia e na nossa memória.
Não importa o tamanho do precipício em que caímos, a mão de
Deus é forte e longa para nos alcançar.
Não importa o peso que tenhamos para carregar, a mão de Deus é
forte o suficiente para levantar o peso que era nosso.
Sua mão é forte e não está encolhida. Antes, está orientada em nossa
direção.
Reafirmemos nossa fé no Deus que vê a nossa aflição e, quando a
vê, promete nos livrar e nos livra. Ele não apenas nos livra de algo,
mas nos livra para fazer algo. Foi assim com o libertador Moisés no
passado. É assim conosco ainda hoje.
Recordemos nossa certeza que Deus usa pessoas para fazer o que
deseja fazer no mundo. Para tirar o povo do Egito e pô-lo a caminho
da terra prometida a Abraão, Ele se serviu de Moisés, porque Moisés
o permitiu.
Deus poderia ser um Deus sozinho, mas preferiu ser um Deus-
conosco, um Deus parceiro. Poderíamos seguir sozinhos pela vida,
mas podemos seguir com o Deus que nos convida para irmos juntos.
Vamos?

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 6; Eclesiastes 11


“As palavras dos sábios são como pregos bem pregados; são como as varas
pontudas que os pastores usam para guiar as ovelhas. Essas palavras foram dadas
por Deus, o único Pastor de todos nós”. (Eclesiastes 12.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 319 13/08/2018 00:52:26


08 “Reflita sobre as suas bênçãos presentes, as quais todo homem
tem bastante; e não sobre os infortúnios passados, os quais todos
Novembro os homens têm alguns”. (Charles Dickens)

Além das bênçãos


Todos nós andamos atrás das bênçãos de Deus.
Queremos cura e não há nada de errado nisto, estando doentes, nós
ou alguém por quem intercedemos.
Queremos prosperidade e não há nada de errado em desejar mais
recursos financeiros para nós e nossa família.
Queremos paz interior e não há nada de errado em querer viver de
modo sereno.
Tudo isto, no entanto, nos pode vir sem Deus. Há pessoas que não
creem em Deus e têm tudo isto.
Deus não pode ser medido por aquilo que nos dá ou eventualmente
não nos dá.
Deus não pode ser procurado por aquilo que pode nos conceder.
Deus não pode ser amado como se fosse um mecenas que distribui
dinheiro a quem lhe agrada.
Abençoar faz parte do jeito de ser de Deus.
E a maior bênção que nos dá é quando nos ensina a reconhecer
que tudo o que temos e somos é o resultado das ações de Deus em
nossas vidas.
O que temos vem de Deus. Oferecer a Deus nossas vidas, talentos e
recursos financeiros deve fazer parte do nosso caráter.
Para que nosso caráter seja assim, precisamos pedir a Deus forças
para termos uma fé que vá além das bênçãos.
E Ele nos abençoará pondo em nosso coração o desejo de pedir mais
pelos outros do que por nós mesmos.
Nesta caminhada, orar terá mais a ver com o prazer de estar com
Deus e menos com a apresentação a Ele de uma lista de necessidades.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 7 a 8; Eclesiastes 12


“Como és grande, ó SENHOR, nosso Deus! Não há ninguém igual a ti; como temos
ouvido dizer, somente tu és Deus; não existe outro”. (2Samuel 7.22)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 320 13/08/2018 00:52:26


09 “O sucesso não é a chave para a felicidade. A felicidade é a chave
para o sucesso. Se você gosta do que está fazendo, você será bem-
Novembro sucedido”. (Albert Schweitzer)

Uma vida de sucesso


Certamente, como todos, você quer ter uma vida de sucesso, um
desejo legítimo.
Para ter uma vida de sucesso, faça melhor hoje o que você fez ontem.
Olhe para o que você ainda pode ser, para o que ainda pode fazer,
para o que ainda pode aprender. Desvista-se de uma mentalidade
burocrática. Não se acomode no que conquistou. Invente. Reinvente-
se. Esforce-se para ser sempre o melhor. Procure enxergar o todo da
questão. Um operário não põe cimento numa betoneira: ele constrói
um grande prédio.Tenha o futuro sempre no horizonte.
Para ter uma vida de sucesso, viva a sua vocação.
Considere o dinheiro, mas não o coloque como a razão de ser da sua
vida. A sua vocação é que dá sentido ao seu estudo e ao seu trabalho.
Para ter uma vida de sucesso, seja grato.
Agradeça a Deus, que o abençoa todos os dias, e àqueles que o
abençoam, com estímulos, com recursos, com oportunidades.
Agradeça aos seus pais. Eles fizeram como Arão (Números 6.22-27)
e abençoaram você. Agradeça aos seus professores. Eles conduziram
você até aqui. O apóstolo Paulo, discípulo de Jesus Cristo, escreveu
uma carta (aos Romanos 16), na qual agradece a 36 pessoas como
tendo cooperado em seu ministério na capital do império. Agradeça.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 9


“Lembre do seu Criador enquanto você ainda é jovem, antes que venham os dias
maus e cheguem os anos em que você dirá: ‘Não tenho mais prazer na vida’”.
(Eclesiastes 12.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 321 13/08/2018 00:52:26


10 “Há uma primavera em cada vida: é preciso cantá-la assim
florida, pois se Deus nos deu voz, foi para cantar!”
Novembro (Florbela Espanca)

Agradeça mesmo na dificuldade


Ele estava preso, mas do lado de fora se ouviam suas canções alegres.
Ele desejava visitar cidades, para anunciar o amor de Deus, mas
estranhamente era impedido.
Ele ensinava a verdade, mas ficava sabendo que, pouco tempo
depois, a mentira se assentava à mesa de sua gente e a confundia.
Ele experimentava momentos longos de privação de liberdade,
solidão prolongada, a rejeição por parte dos amigos, situações às quais
chamava de “circunstâncias” e nós tratamos como “aborrecimentos”
ou sofrimentos.
Ele escrevia:
– Alegrem-se sempre. (1Tessalonicenses 5.16)
– Estejam vocês também alegres, e regozijem-se comigo.
(Filipenses 2.18)
– Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se!
(Filipenses 4.4)
– Alegrem-se na esperança, sejam pacientes na tribulação,
perseverem na oração. (Romanos 12)
É como se dissesse: façam da alegria a sua agenda, de modo a
dificultar que os aborrecimentos deem o tom da sua vida.
A resolução para cada um de nós não poderia ser outra: farei da
alegria, daqui para a frente, o meu modo de ser.
Ele estava preso e agradecia.
Ele estava atribulado e confiava que Deus o libertaria.
Ele era contrariado e confiava em Deus porque o conhecia.
Como o apóstolo Paulo, podemos e devemos expressar a nossa
alegria.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 10


“De tudo o que foi dito, a conclusão é esta: tema a Deus e obedeça aos seus
mandamentos porque foi para isso que fomos criados”. (Eclesiastes 12.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 322 13/08/2018 00:52:26


11 “Nossa vida é uma peregrinação. E, como tal, está cheia de
tentações. Porém, nossa maturidade se forja nas tentações.
Novembro Ninguém conhece a si mesmo se não é tentado; nem pode ser
coroado, se não vence; nem vencer, se não luta; nem lutar, se lhe
faltam inimigos”. (Agostinho de Hipona)

As provas nos moldam


A luta de Jacó com o anjo (Gênesis 32.22-31) representa a experiência
espiritual do homem em qualquer época. Com ela entendemos como
se dá a nossa jornada, que não é feita de caminhadas superficiais, mas
de intensas lutas.
A experiência de Jacó nos ensina que a bênção pode incluir a
passagem por provas. Para ser capacitado para os momentos
seguintes, Jacó teve que passar pela prova de lutar com um anjo. Ele
poderia desistir ou até mesmo voltar para a casa do sogro, mas ele
enfrentou o que tinha de enfrentar. Sua luta não foi a de um fraco.
O anjo teve que enfrentá-lo de igual para igual. Na verdade, o anjo
só não perdeu a batalha porque lançou mão de um recurso fora das
regras, que foi o tocar a sua coxa com uma força que um homem não
tem, a ponto de aleijar Jacó.
A prova fortaleceu Jacó de tal modo que ele saiu outro do encontro.
Um novo Jacó surgiu ali. Até seu nome foi mudado.
As provas nos mudam e nos moldam. Uma vida sem provas, sem
experiências marcantes, faz com que caminhemos na superfície das
coisas. Quando caminhamos na superfície das coisas, somos presas
fáceis das dificuldades, mesmo as menores. Cada um tem um Esaú
a enfrentar, um Jaboque a atravessar. Deus quer nos preparar para
os encontros e travessias da vida, e este preparo inclui passar pelas
provas da vida, algumas propostas pelo próprio Deus.

Para ler HOJE na Bíblia:2Samuel 11 a 13


“Então Davi disse: – Eu pequei contra Deus, o SENHOR. Natã respondeu: – O
SENHOR perdoou o seu pecado; você não morrerá”. (2Samuel 12.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 323 13/08/2018 00:52:27


12 “Deus é isto: A beleza que se ouve no silêncio. Daí a importância
Novembro de saber ouvir os outros: a beleza mora lá também”. (Rubem Alves)

Ouvir é um privilégio
Ouvir as pessoas é um privilégio.
Quando ouvimos as pessoas, passamos a fazer parte de suas histórias.
Antes, elas nos pareciam distantes, tímidas, arrogantes, insípidas ou
equilibradas, seguras, vibrantes.
Há algo comum entre elas: elas falam. Elas também choram.
As suas lágrimas fazem que marejem também os nossos olhos e
caiam os estereótipos que lhes pusemos. Nessas horas, os distantes se
aproximam, os tímidos se abrem, os arrogantes tremem, os insípidos
brilham; os equilibrados se contorcem, os seguros duvidam, os
vibrantes se calam.
Quando paramos para ouvir as pessoas, transformações acontecem
diante dos nossos ouvidos.
Quando ouvimos as pessoas, elas se sentem seguras diante nós.
Não imaginavam falar, mas falam. Contam segredos que sempre
estiveram guardados. Mágoas afloram. Medos aparecem. Projetos
são revelados. Desejos são compartilhados.
Quando nos encontramos e deixamos que ideias sejam anunciadas
e dores sejam manifestas, as nuvens mudam de cor, as lágrimas são
trocadas por sorrisos (mesmo que ainda discretos), luzes se acendem
no fundo do futuro.
Quem ouve o outro aceita o outro. Quem ouve o outro é aceito
pelo outro. Ouvir faz surgir uma comunidade onde antes havia
apenas solidão.
Ouvir é um privilégio.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 14 a 16


“Sei que a bondade e a fidelidade me acompanharão todos os dias da minha
vida, e voltarei à casa do Senhor enquanto eu viver”. (Salmo 23.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 324 13/08/2018 00:52:27


13 “Tomo a palavra esperança como fé, e esperança profunda nada
Novembro
mais é que a fé constante”. (John Calvin)

Noemi, Rute e Boaz


A Bíblia nos conta uma belíssima história, envolvendo a bondade
como vivida por duas mulheres, a nora Rute e a sogra Noemi.
Pouco sabemos dos filhos de Noemi, exceto que se casaram e
morreram cedo. Embora a heroína seja Rute, o livro também poderia
se chamar “Noemi”, tanto aprendemos com ela, mães, maridos, filhos
e noras.
Uma leitura atenta da história contada no livro que leva o nome de
Rute nos ajuda a viver a fé em toda a sua plenitude, no contexto em
que estivermos.
Todos podemos aprender com Noemi, seja difícil ou agradável a
nossa vida.
Se a vida nos é dura, coloquemo-nos diante de Deus, nem que seja
para reclamar, como fez Noemi. Nunca percamos a esperança. Deus
nos ouve, mesmo que pareça ausente, como o mostra toda a história
de Rute. Nunca devemos parar de buscar alternativas visando uma
busca de uma vida melhor. Rute buscou e encontrou.
Se a vida nos sorri, fruamos agora e nos fortaleçamos, porque
podem vir adversidades, como veio à família de Elimeleque (Rute
1.1-6). Tomemos cuidado para não viver na superficialidade, que nos
atrapalha no tempo da dificuldade. Não sejamos arrogantes, como o
resgatador anônimo que se recusou a resgatar Rute.
Podemos aprender com Boaz, um exemplo de generosidade,
generosidade que começou com seu sincero interesse por
uma estranha.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 17 a 18


“Quem é o Rei da glória? O Senhor forte e valente, o Senhor valente nas
guerras”. (Salmo 24.8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 325 13/08/2018 00:52:27


14 “Há vários motivos para não amar uma pessoa, e um só para
Novembro amá-la; este prevalece”. (Carlos Drummond de Andrade)

Amar, simplesmente amar


No itinerário para a felicidade precisamos:
Educar o desejo, tantas são as definições do que é ser feliz.
Educar a mente, para que enxergue toda a possibilidade.
Educar o coração, para que o medo não o imobilize.
Educar os amigos, para que não queiram as sendas da negação.
Educar o corpo, que tende à facilidade.
Educar o olhar para ver como o pássaro vive.
Educar o hábito, para que reflita os passos da decisão.
Educar o trabalho para que não seja escravidão.
Eis a tarefa da felicidade, para hoje e amanhã.
Ela espera de nós uma habilidade tecelã.

Ser feliz é renunciar quando for necessário.


É pôr o outro, não o eu, em primeiro lugar.
É para o dinheiro não erguer de modo nenhum um altar.
É não ter pressa para as coisas que podem demorar.
É para quem faz do encontro com o outro o seu ideário.
É de quem usa a razão não para esconder mas para enxergar.

Felicidade aumenta a fé para as agruras enfrentar.


Felicidade é ter esperança para sobre as ondas trafegar.
Felicidade é simplesmente amar.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 19 a 20


“O Senhor é a minha luz e a minha salvação; de quem terei temor? O Senhor é
o meu forte refúgio; de quem terei medo?” (Salmo 27.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 326 13/08/2018 00:52:27


15 “É coisa preciosa, a saúde, e a única, em verdade, que merece
que em sua procura empreguemos não apenas o tempo, o suor, a
Novembro pena, os bens, mas até a própria vida; tanto mais que sem ela a
vida acaba por tornar-se penosa e injusta”.
(Michel de Montaigne)

Saúde hoje e amanhã


Cuide de sua saúde física, para que possa prolongar a sua vida. Seus
hábitos de saúde em parte serão os hábitos do seu filho. Procure ser
o que você quer que o seu filho seja. Você quer que ele não fume,
não fume. Você quer que ele não se torne um alcoólatra, não chegue
sequer perto do álcool. Você quer que ele procure um médico para
prevenção e tratamento, vá também ao médico.
Cuide de sua saúde emocional. Pais equilibrados emocionalmente
podem até não gerar filhos equilibrados, mas pais desequilibrados
dificilmente terão filhos equilibrados emocionalmente. Não desconte
seus problemas no filho. Você pode até esquecer suas “explosões”
mas talvez elas fiquem marcadas para sempre no coração dele. Se
você tem dificuldades emocionais, procure ajuda. Pais que cuidam
de si mesmos fazem um investimento tão importante quanto a casa,
a comida e o colégio que garantem para a família.
Cuide de sua saúde espiritual. Seus hábitos espirituais certamente
estarão na cesta de hábitos espirituais de seu filho. Se você, por
exemplo, dá importância à igreja, não faltando sem motivo, seu filho
tenderá a fazer o mesmo. Se seu filho vê você lendo a Bíblia e orando,
é possível que este bom modelo componha a sua biografia pelo resto
dos dias dele.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 21 a 22


“O meu Deus é uma rocha em que me escondo. Ele me protege como um
escudo; ele é o meu abrigo, e com ele estou seguro. Deus é o meu Salvador; ele
me protege e me livra da violência”. (2Samuel 22.3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 327 13/08/2018 00:52:27


16 “A responsabilidade da tolerância está com os que têm a visão
Novembro mais ampla”. (George Eliot)

Segurança para tolerar


A intolerância é filha da superioridade.
Ela nasce quando achamos que nossa pátria é superior às outras,
a cor da nossa pele é mais bonita que as outras, a nossa religião é
melhor que as outras, o nosso time é melhor que os outros, a nossa
ideologia é mais certa que as outras, minha arte é mais bela que as
outras.
A intolerância é filha do medo.
Ela aparece quando achamos que nossa pátria corre risco, a cor
de nossa pele não é respeitada como superior, nossa religião perde
terreno para outras, nosso time deixa de receber os aplausos de
todos, a nossa ideologia cai em descrédito diante de outra, nossa arte
não é mais apreciada.
A intolerância é filha da irracionalidade. Como não temos certeza
do que cremos, pelo que torcemos, do que pensamos, do que
apreciamos, partimos para nos impor pela força.
A intolerância é filha da insegurança. Quando vemos que pátria e
cor da pele são apenas circunstâncias, não usamos a violência para
afirmar nacionalismos inúteis e racismos odientos.
Quem sabe quem é, em quem crê e o que pensa é seguro o suficiente
para respeitar e valorizar os outros, em suas diferenças e em suas
crenças, na concordância e na divergência, marcas que nos tornam
autêntica e ricamente humanos.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 23


“O Espírito do Senhor falou por meu intermédio; sua palavra esteve em minha
língua”. (2Samuel 23.2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 328 13/08/2018 00:52:27


17 “O que é pena é que neste areal da vida, onde cada um segue
o seu caminho, não haja nem tolerância nem humildade para
Novembro respeitar o norte que o vizinho escolheu”. (Miguel Torga)

As pessoas e suas ideias


Somos humanos porque temos ideias, feitas de palavras, símbolos,
objetos e canções.
Com nossas ideias, escrevemos histórias, contamos histórias,
mudamos histórias.
Somos movidos a ideias. Com elas, bandeiras a mão, transpomos
muralhas. Por causa delas, algemadas aos pés, desistimos de dar
um passo.
Temos ideias. Não somos as ideias que temos, assim como não
somos os alimentos que comemos ou as doenças que portamos.
Uma coisa é a ideia; outra é o seu autor.
Quando nossas ideias se chocam contra outras, tendemos tornar
nossa a ideia que devemos eliminá-las, tarefa que pode ser válida,
desde que efetivada através da introdução e exposição de outras
ideias, jamais por meio de socos, porretes, fuzis ou bombas.
Quando, no afã de impor as nossas ideias, mentimos, escolhemos
o anonimato, matamos pessoas, destruímos coisas, damos aos
outros o direito pleno de fazerem o mesmo conosco. Tem que ser
terminantemente proibido odiar as pessoas que pensam ou creem
diferentemente de nós.
Nunca podemos nos esquecer que nós mudamos de ideias por causa
das ideias dos outros.
Para respirar, não precisamos negar aos outros o direito de também
respirarem.
Não temos que nos dividir por causa de ideias. Temos que nos unir
para estimular o surgimento de novas ideias que nos permitam
fabricar um mundo melhor.

Para ler HOJE na Bíblia: 2Samuel 24


“Eu clamo a ti, ó Deus, pois tu me respondes; inclina para mim os teus ouvidos e
ouve a minha oração”. (Salmo 17.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 329 13/08/2018 00:52:27


18 “Supor é bom; descobrir é melhor”.
Novembro (Mark Twain)

Uma jornada de descobertas


Sempre há coisas novas a serem descobertas.
Desejar descobrir coisas novas torna mais longas e mais felizes as
nossas vidas.
Quando descobrimos coisas novas, nosso cérebro ri. Quando é
obrigado a se contentar com que já é sabido, nosso cérebro chora.
É largo o território que os nossos sentidos podem percorrer em
busca de coisas novas.
Um de seus trechos pode ser uma terra a ser desbravada ou
simplesmente apreciada. Há sempre paisagens novas carentes de
nossa paixão.
Pode ser uma viagem que façamos.
Pode ser um filme que nos faça pensar e desejar mudar o mundo.
Pode ser um livro com o qual viajamos como que em pé sobre um
tapete voador.
Descobrir era um dos verbos que há quatro milênios Abraão, que
mudou de cidade e de país conjugava.
Ao deixar Ur, onde vivia, para descobrir novos lugares, Abraão
entrou para a história. Abraão deixou Ur assim que compreendeu
que Deus tinha um projeto para ele e decidiu fazer parte deste
projeto (Gênesis 12.1-9).
Na verdade, sua primeira descoberta foi o próprio Deus. Depois
foram os lugares que foi descobrindo ao longo da vida. Ele não
descobriu apenas novas paisagens. Ele descobriu pessoas novas para
se relacionar. Ele descobriu possibilidades a experimentar. Abraão
descobriu a própria esperança.
A jornada da descoberta está sempre diante de nós.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 11 a 12


“Por causa do teu amor, ó Deus, tem misericórdia de mim. Por causa da tua
grande compaixão apaga os meus pecados”. (Salmo 51.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 330 13/08/2018 00:52:27


19 “O homem mais miserável, mesmo que julgue não mais amar,
Novembro conserva ainda o poder de amar”. (Georges Bernanos)

Se não houver amor


A fé é uma graça indispensável para a renovação da vida, mas
produzirá morte se não for mediada pelo amor.
A esperança é uma atitude indispensável para a orientação da vida,
mas se transformará em ilusão se não for nutrida com amor.
A razão é uma habilidade indispensável na reflexão sobre a vida,
mas será mãe da destruição se não for controlada pelo amor.
O dinheiro é um recurso indispensável para a manutenção da vida,
mas será idolatrado se não for usado com amor.
A tecnologia é um recurso indispensável para a recriação da vida,
mas ceifará milhões se não for embalada pelo amor.
A arte é um bem indispensável para a fruição da vida, mas será vazia
se não for concebida com amor.
O tempo é um compasso indispensável para a realização da vida,
mas será uma algema se não for vivido em amor.
A solidariedade é uma força indispensável para a transformação da
vida, mas virará vaidade se não for motivada pelo amor.
A amizade é uma necessidade indispensável para o entendimento da
vida, mas será um cabresto se não for vigiada pelo amor.
A alegria é uma emoção indispensável para a completude da
vida, mas será um trampolim para a superficialidade se não for
acompanhada do amor.
Para que não degenerem, todas as coisas indispensáveis para a nossa
vida precisam ser orientadas e animadas pelo amor.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 13 a 14


“Ó Deus, cria em mim um coração puro e dá-me uma vontade nova e firme!”
(Salmo 51.10)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 331 13/08/2018 00:52:27


20 “Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um ato
Novembro revolucionário”. (George Orwell)

Fiquemos com a verdade


Ouvimos todos os dias que o nosso valor vem dos valores que se
fomentam, das marcas das roupas que se apresentam, do preço dos
artefatos que se inventam, do prestígio que nossos gestos salientam,
da fama dos restaurantes que nos alimentam, dos sobrenomes
que nossas certidões de nascimento ostentam, da riqueza das
empresas que nossos crachás aventam, da força que nossos
músculos aparentam, da rapidez das respostas que nossas mentes
fundamentam, embora sejam mentiras todas essas crenças que em
nossos corações se sedimentam.
São mentirosas muitas frases que ouvimos desde crianças, mesmo
ditas por nossos pais.
São falsos muitos pensamentos que lemos nos dizeres das ruas, nas
manchetes dos jornais, nas chamadas dos telejornais.
Temos que parar de viver valores nos quais não cremos.
Temos que parar de ouvir que não daríamos certo na vida,
simplesmente porque vencemos.
Temos que parar de chorar as rejeições que sofremos.
Temos que parar de repetir as mentiras que recebemos.
Temos que crer que Deus nos ama tanto que entregou o seu próprio
Filho para a vida eterna nos dar (João 3.16).
Todos os livros, capítulos, versículos, linhas, frases e palavras da
Bíblia foram preparados para nos dizer que somos amados por Deus.
Esta é a declaração que todos os dias precisamos escutar.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 15 a 16


“Deem graças ao SENHOR porque ele é bom, e o seu amor dura para sempre”.
(1Crônicas 16.34)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 332 13/08/2018 00:52:27


21 “Perceber os defeitos dos outros será um talento?”
Novembro (Stendhal)

Criticar para melhorar


Precisamos criticar. Precisamos ser criticados.
A crítica nos permite distinguir o que é bom do que não é.
A crítica nos oferece a oportunidade de apreciar as coisas boas.
A crítica nos orienta a fazer escolhas certas.
A crítica nos faz ajudar os outros a fazer melhor o que fazem.
A crítica nos aperfeiçoa ao nos mostrar formas melhores de fazer o
que fazemos.
A crítica nos adverte contra soluções ingênuas ou falsas para os
problemas.
Devemos ser críticos, mas não podemos nos tornar presunçosos,
como se sempre soubéssemos avaliar corretamente.
Criticar pode nos levar a procurar defeitos até onde não há, para
mantermos a reputação de que sabemos das coisas. Agindo assim,
leremos um livro apenas para encontrar uma vírgula fora do lugar,
não para nos esquecer com ele.
A crítica, mesmo que precisa no seu juízo, é para construir, não para
destruir.
Criticar pode nos deixar amargos. Neste caso, o ofício da crítica
cobra um preço muito alto.
Assim, se o necessário exercício da crítica está nos deixando tristes,
precisamos nos lembrar que criticar também é reconhecer as coisas
boas e os claros acertos das pessoas, dos autores, dos cantores, dos
atletas, dos amigos.
A crítica é para nos tornar melhores, não para ficarmos piores.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 17


“O ser humano, por mais importante que seja, não pode escapar da morte;
como os animais morrem, ele também morre”. (Salmo 49.20)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 333 13/08/2018 00:52:27


22 “É somente com gratidão que a vida se torna rica”.
Novembro (Dietrich Bonhoeffer)

A presença da alegria
Não damos graças a Deus para merecer mais e mais esperar receber.
Não damos graças a Deus para mostrar que somos justos e nos
lembramos dele com prazer.
Não damos graças a Deus para publicar que somos sensíveis em
nosso proceder.
Não damos graças a Deus para que os outros vejam que diante do
que Ele faz por nós somos capazes de reconhecer.
Não damos graças a Deus para termos a oportunidade de organizar
uma festa para a diversão.
Não damos graças a Deus para desfilar com roupas novas na celebração.
Não damos graças a Deus para dizer que não temos nenhuma aflição.

Damos graças porque já recebemos dele tudo sem nada merecer.


Damos graças a Deus porque somos amados por Ele embora não
saibamos justos ser.
Damos graças a Deus mesmo não conseguindo uma vida reta ter.
Damos graças a Deus porque queremos agradecer.
Damos graças a Deus como uma forma de adoração.
Damos graças a Deus para nele concentrar o nosso o coração.
Damos graças a Deus por termos certeza que ouve a nossa alegre canção.

Damos graças no dia reservado no calendário.


Damos graças para escrever a primeira linha do nosso horário.
Damos graças para encerrar a jornada do dia.
Em todos os momentos, podemos fazer da viva presença de Deus a
nossa alegria.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 18


“Os céus anunciam que Deus é justo e que ele mesmo é quem vai julgar”.
(Salmo 50.6)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 334 13/08/2018 00:52:28


23 “Mude o modo que você olha para as coisas, e as coisas que você
Novembro olha mudarão”. (Wayne Dyer)

Nunca antes da hora


Por que sofrermos com um problema que ainda não existe?
Um dos ensinos mais desafiadores de Jesus Cristo, no seu tempo e
no nosso, é este: “Basta a cada dia o seu próprio mal”. (Mateus 6.34).
Temos dificuldades de esperar que o problema surja e sofremos
antes imaginando o que vai acontecer.
Vamos ao médico e ele, como suspeita de algo, pede um exame.
Pode vir o pior, mas ainda não veio.
Um amigo se afastou e parece que está armando um golpe contra
nós. Só ainda não o fez e talvez a bomba, que imaginamos, seja
desmontada antes de explodir sobre nós.
Fazemos uma prova, mas achamos que não fomos bem. No
entanto, o resultado ainda não foi publicado e AINDA não estamos
reprovados.
Ser ansioso é sofrer com aquilo que pode acontecer como se já
tivesse efetivamente acontecido.
Ser confiante é, embora sabendo que o pior possa advir, aguardar
para ver se virá. Se tivermos que sofrer, sofreremos, mas sofreremos
só uma vez, não duas vezes. Se o pior se concretizar, vamos enfrentá-
lo naquela esperança amiga que nos faz saber que não estamos
sozinhos: Deus luta conosco as nossas batalhas, que continuam
batalhas, mas batalhas vencidas junto com o Senhor da história e
das nossas vidas.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 19


“Porém eu sou como uma oliveira verde, que cresce perto da casa de Deus; eu
confio no seu amor para sempre e sempre”. (Salmo 52.8)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 335 13/08/2018 00:52:28


24 “A violência, seja qual for a maneira como ela se manifesta, é
Novembro sempre uma derrota”. (Jean-Paul Sartre)

Os deformados
Quem agride uma pessoa tem muito mais que línguas ferinas,
músculos fortes ou armas potentes.
Quem agride uma pessoa tem uma visão deformada de si mesmo
e do outro.
O agressor se acha superior, logo, justificado em seu impulso
de liquidar o inferior, quando, na verdade, o inferior é ele, ao não
admitir um pensamento diferente do seu.
O agressor se acha forte e, logo, comissionado para eliminar o
mais fraco, quando, na realidade, o fraco é ele, que não tolera ser
questionado.
O agressor se acha puro e, logo, não quer ver misturada a cor de
sua pele, que acha que faz dele alguém melhor; contestada a sua
ideologia, que vê como sendo a única a ser seguida; paralisado o seu
projeto, que considera o melhor para os outros, e minimizada a sua
força, que exibe como poderosa.
O agressor agride porque aprendeu, em casa ou na rua, que sua
vontade tem que prevalecer.
O agressor agride porque sente prazer em dominar, seja um pobre
em sua dependência, seja uma criança em sua inocência, seja uma
mulher em sua paciência.
O agressor agride porque, tendo apanhado de um forte, a quem
não consegue enfrentar, quer se vingar em um fraco, que não lhe
consegue resistir.
O agressor calaria sua boca, guardaria sua força e deporia suas armas,
se reconhecesse que os seres humanos são absolutamente iguais.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 20


“Lá do céu Deus olha para a humanidade a fim de ver se existe alguém que
tenha juízo, se existe uma só pessoa que o adore”. (Salmo 53.2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 336 13/08/2018 00:52:28


25 “Se uma pessoa tiver uma atitude correta em relação ao
dinheiro, isto o ajudará a acertar todas as áreas de sua vida”.
Novembro (Billy Graham)

O prazer da generosidade
Temos feito com que o nosso dinheiro seja um instrumento para o
exercício da generosidade?
Há muitas necessidades e poucos contribuintes.
Seja generoso para com a causa de Deus no mundo, causa da justiça,
causa da igualdade, causa da paz, causa do evangelho.
Escolha uma organização para contribuir.
Se participa de uma igreja, priorize-a. Ponha como uma meta ser
generoso por meio da igreja. Se tem falhado, proponha em seu
coração participar constantemente. Esqueça o passado. Contribua
daqui para a frente, com prazer e honestidade (Provérbios 3.9-10).
Se contribui para Deus por meio da igreja, vigie o seu uso. Confira
se a igreja o está usando efetivamente como dinheiro de Deus.
Sejamos generosos para com os amigos e irmãos, dando-lhes
presentes ou ajudando-os na hora da dificuldade. É nisto que
conhecemos o amor (1João 3.16-17).
Ao dar presentes, não espere reciprocidade, porque será ação sem
valor. Presenteie como forma de amar, não de comprar.
Ao ajudar alguém, parente, amigo ou irmão em Cristo, não se deixe
explorar, mas não permita que o medo de ser explorado faça de você
uma pessoa sovina, porque, segundo a Bíblia, aquele que pode fazer
o bem e não o faz comete pecado (Tiago 4.17).

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 21 a 22


“[Davi disse a Salomão:] Se você obedecer a todas as leis que o SENHOR deu a
Moisés para o povo de Israel, tudo irá bem para você. Seja forte e corajoso; não
desanime, nem tenha medo”. (1Crônicas 22.13)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 337 13/08/2018 00:52:28


26 “Os sonhos são os parâmetros do nosso caráter”.
Novembro (Henry David Thoreau)

Sonhos que não se realizam


Acalentamos sonhos que realizamos.
A realização dos sonhos nos deve levar à gratidão.
Lamentamos sonhos que se despedaçam.
Quando um sonho se despedaça, precisamos nos perguntar se ele
tinha mesmo o valor que lhe dávamos. Não devemos agir como
as raposas da fábula, que desprezaram as uvas por não poderem
alcançá-las, mas saber que não podemos fazer nossa vida depender
da realização de apenas um sonho por mais elevado que seja.
Precisamos avaliar com sinceridade se contribuímos para a
ruptura não desejada. O cuidado é necessário porque é mais fácil
(embora menos honesto) transferir para outro a responsabilidade
que é nossa.
Precisamos cultivar outros sonhos. O rei Davi não pôde construir
um templo, mas nem por isto se infelicitou. Sonhou-o para seu filho
Salomão, que o edificou.
Precisamos repetir para nós mesmos que nossas frustrações são
temporárias, uma vez que Deus faz até as coisas ruins convergirem
para o bem dos seus filhos (Romanos 8.28).
Precisamos confiar que o fim do sonho não é o fim da presença de
Deus conosco. Pode até ser que, tendo-o mantido distante, tenhamos
agora a chance de fazermos dele o que Ele é: nosso companheiro na
concretização dos nossos sonhos, sejam antigos, sejam novos.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 23 a 24


“De manhã ouves, Senhor, o meu clamor; de manhã te apresento a minha
oração e aguardo com esperança”. (Salmo 5.3)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 338 13/08/2018 00:52:28


27 “Os anjos não têm filosofia, mas amor”.
Novembro (Terri Guillemets)

Podemos ser anjos


Decida ser anjo. Decida ser enviado por Deus às outras pessoas. Isto
implica em transferir o foco de sua vida, de dentro para fora, para
Deus, para o outro. Acredite no ensino de Jesus, de que: é melhor
do que receber. O anjo não se põe no centro da sua própria vida,
ocupado por Deus e pelo outro.
Você pode ser anjo, buscando palavras que abençoem e não magoem.
Talvez você não tenha o dom da palavra. Então, recolha aquela que
você tem certeza que poderá matar. Recolher pode parecer perder. Se
for, perca. Anjo perde.
Você pode não ter o dom da fala, mas você tem pés e braços. Seus
pés podem pisar apenas o que lhe interessa, mas eles podem ir além
para levar um recado, para comprar um remédio na farmácia para o
outro, para levar um doente a um hospital.
Você tem braços que podem abraçar, lábios que podem sorrir,
ouvidos que podem ser ombros, olhos que podem ser os olhos de
quem não enxerga.
Você tem recursos financeiros e pode oferecer pão a um faminto,
pagar o aluguel de um endividado ou comprar um presente para
um amigo.
Você tem conhecimentos ou habilidades que pode usar, com um
estudante em dificuldade ou na reforma de uma casa, ao pôr em
contato duas pessoas que precisam se conhecer.
Há muitas outras formas de ser anjo. Invente a sua.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 25 a 26


“O Senhor ouviu a minha súplica; o Senhor aceitou a minha oração”.
(Salmo 6.9)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 339 13/08/2018 00:52:28


28 “A missão não é leve: cada homem é responsável pelo mundo
Novembro inteiro”. (Clarice Lispector)

Valores que importam


Todos os dias, por diferentes meios de comunicação, ensinam-nos
como devemos viver.
1. Devemos estar sempre alegres, mesmo quando passamos por
aflições e carregamos pesos insuportáveis, porque ninguém tem
nada a ver com a nossa dor.
2. Devemos seguir sempre adiante, jamais voltando do ponto
alcançado, sempre avançando para alcançar novas metas,
subindo para patamares mais elevados, porque ninguém deve
recuar mas sempre avançar.
3. Devemos vencer sempre, mesmo que tenhamos que empregar
métodos que condenamos e mesmo que tenhamos que esgarçar
nossos músculos e pisar nossos adversários.
4. Devemos manter uma aparência sempre bonita, mesmo que
tenhamos que fazer dívidas para receber a aprovação em critérios
de beleza que não estabelecemos.

Diferentemente, devemos fazer escolhas mais saudáveis.


1. Devemos nos alegrar quando a realidade provoca nosso riso e
chorar quando as lágrimas brotam.
2. Devemos avançar se avançar for uma decisão sábia e recuar
quando for inteligente retroceder.
3. Devemos procurar superar nossos limites e vencer, mas sem
perder nossa saúde e nossa dignidade, porque nenhuma vitória
pode ser construída ao preço da morte.
4. Devemos procurar manter uma aparência bonita, desde que ela
traduza nossa alegria interior, que é a que realmente importa.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 27


“O Senhor olha dos céus para os filhos dos homens, para ver se há alguém que
tenha entendimento, alguém que busque a Deus”. (Salmo 14.2)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 340 13/08/2018 00:52:28


29 “A verdade, o acordo e os mandamentos permitem que
superemos o medo e enfrentemos o futuro com fé”.
Novembro (Russell M. Nelson)

O grande convite
O roteiro não muda.
Deus toma a iniciativa.
Pouco antes de apresentar os Dez Mandamentos ao povo de Israel
no passado, Ele mostra como age:

– Eu trouxe vocês para perto de mim


como se fosse sobre as asas de uma águia.
Agora, se me obedecerem e cumprirem a minha aliança,
vocês serão o meu povo.
(Êxodo 19.4)

Por nos amar, Deus faz acontecer o que não conseguimos: Ele
nos faz voar. Ele nos faz voar sobre oceanos invencíveis, sobre
desertos inacessíveis, sobre muralhas intangíveis, sobre precipícios
intransponíveis, até que alcancemos e habitemos lugares seguros.
Por nos amar, Deus propõe um acordo e nos convida para registrá-lo
perante testemunhas, esperando que leiamos, concordemos e assinemos.
Se formos sábios, leremos, concordaremos e assinaremos o pacto.
Se quisermos ser completos, seremos fiéis ao que prometemos.
O contrato inclui compromissos mútuos. Deus faz a sua parte: a
cada manhã, Ele o renova para conosco, ao nos dar mais um dia para
viver e voar.
A cada manhã, podemos renovar ou não o acordo, e nós o faremos,
se prestarmos atenção ao que Deus faz, interessados tanto nas
promessas da aliança quanto nos cuidados nela contidos.
A verdadeira liberdade consiste em seguirmos os compromissos que
assumimos, compromissos que requerem conhecimento, coragem,
coerência e constância.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 28


“Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união!” (Salmo 133.1)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 341 13/08/2018 00:52:28


30 “Ser campeão exige mais que ser um jogador forte; ter que ser
Novembro também um ser humano forte”. (Anatoly Karpov)

Os verdadeiros campeões
Todos queremos ser campeões.
Nem que o gol da vitória seja com um pênalti que não foi cometido.
Nem que o gol do triunfo tenha sido marcado com uma mão, o que
é proibido.
Para ser campeão, a ética é desvalorizada e o engano é logo esquecido.
Na disputa de um título, o “fairplay” (jogo limpo) não é requerido.

Os deveres são suspensos porque só há um: vencer.


O esporte é o retrato de um mundo que não deveria ser.

Mas campeão é quem, na competição, consegue suas próprias


forças bater.
Campeão é quem, se a regra precisar ser desobedecida, prefere perder.
Campeão é quem não se esquece dos que ficaram para trás.
Campeão é quem tem a partida como um jogo não de guerra
mas de paz.

Instantâneo da vida, o jogo nos representa,


como espelho diante do qual nosso rosto se assenta,
no bom, que está no esforço em conjunto realizado,
no ruim, que está na alegria de ver o outro humilhado.
O jogo que vale verdadeiramente a pena
Não torna a nossa alma uma coisa pequena.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 29


“Teus, ó Senhor, são a grandeza, o poder, a glória, a majestade e o esplendor,
pois tudo o que há nos céus e na terra é teu. Teu, ó Senhor, é o reino; tu estás
acima de tudo”. (1Crônicas 29.11)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 342 13/08/2018 00:52:28


01 “Ser voluntário é muito mais que oferecer uma parte de seu
tempo, é muito mais que olhar para a necessidade do outro,
Dezembro muito mais que fazer parte de uma maravilhosa corrente”.
(Marcelo Rachid de Paula)

Dignidades
O voluntariado começa na nossa mente.
Precisamos saber que, quando ensinamos, aprendemos. Aprendemos
porque nos dispomos a aprender.
Quando damos, recebemos. Recebemos não por causa de uma
inexistente lei do retorno, mas porque descobrimos o quanto nossos
gestos têm valor. Na verdade, percebemos que nós temos valor.
Quando inspiramos os outros, ficamos inspirados a fazer melhor e
a ser melhores.
Quando ajudamos, nós nos juntamos ao coro dos que querem mudar
o mundo e não apenas discursar sobre mudanças. Discursamos
contra a injustiça e fazemos algo a favor da justiça. Fazemos algo que
não vai acabar com a desigualdade, mas vai torná-la menor.
Quando servimos ao próximo, nosso impulso é a gratidão. Temos
recebido tanto que podemos devolver um pouco. Não esperamos
gratidão, nem somos movidos por aplausos ou apertos de mão. Se
fazemos o bem à espera de reconhecimento, não fazemos o bem. Se
fazemos o bem para merecer prêmios na terra ou no céu, não os
merecemos.
Entre tantos bons motivos para nos tornarmos voluntários, um é
reconhecer a dignidade do outro. Nós somos dignos. Os outros são
dignos. Não queremos que a nossa dignidade seja arranhada. Não
queremos que a dignidade do outro seja negada.

Para ler HOJE na Bíblia: 1Crônicas 6.31-48


“Entregue os seus problemas ao SENHOR, e ele o ajudará; ele nunca deixa que
fracasse a pessoa que lhe obedece”. (Salmo 55.22)

Bom dia amigo-2019-PrazerdaPalavra.indd 343 13/08/2018 00:52:28


02 “A fé não é cega, pois está edificada sobre Deus. Por isso, a fé não
Dezembro discute, apenas obedece”. (Hernandes Dias Lopes)

Presença e comunhão
O cronista bíblico faz uma síntes