Você está na página 1de 92
Clipping U2

Clipping U2

Clipping U2

Revista de Imprensa

21-10-2010

1.

(PT) - Diário de Coimbra, 12-10-2010, Grande parte dos 200 mil euros foram utilizados para rebaixar

1

porta do estádio

2. (PT) - Diário de Coimbra, 12-10-2010, Novo relvado do municipal já está a ser implantado

2

3. (PT) - Campeão das Províncias, 07-10-2010, Luís Alcoforado

4

4. (PT) - Diário As Beiras, 04-10-2010, Barómetro

5

5. (PT) - Diário de Coimbra, 04-10-2010, Um gigantesco e memorável efe-erre-à à moda de Bono

6

6. (PT) - Diário de Coimbra.pt, 04-10-2010, Um gigantesco e memorável "efe-erre-à" à moda de Bono Bono

10

repetiu ontem a dose e começou por gritar pela Briosa, mas desta vez com um "efe-erre-à" pelo meio

7. (PT) - Página 1, 04-10-2010, Depois dos U2, Coimbra quer continuar a apostar em grandes eventos

16

8. (PT) - Diário de Coimbra, 03-10-2010, Fun Zone Continente 360

17

9. (PT) - Público, 03-10-2010, U2 foram monumentais ontem em Coimbra

18

10. (PT) - Público Online, 03-10-2010, "Para mim, há as outras coisas e depois há os U2. São únicos"

21

11. SIC Notícias - Jornal das Sete, 03-10-2010, Casados pelos U2

23

12. (PT) - Diário de Coimbra, 02-10-2010, Fun Zone Continente 360

24

13. (PT) - Cabra.net, 01-10-2010, Coimbra em mega-operação para receber "85 mil pessoas" no fim-de-

25

 

semana

14. (PT) - Despertar, 01-10-2010, Coimbra ao rubro com concertos dos U2

26

15. (PT) - Diário As Beiras, 01-10-2010, Produtora dá mais do que recebe

28

16. (PT) - Diário de Coimbra - Festas, 01-10-2010, In The Name of U2

31

17. (PT) - Diário de Leiria, 01-10-2010, U2 actuam amanhã e domingo em Coimbra

33

18. (PT) - Diário de Leiria.pt, 01-10-2010, U2 actuam amanhã e domingo em Coimbra

35

19. (PT) - Correio da Manhã, 01-10-2010, Mais seguro que um jogo de futebol

37

20. (PT) - Diário de Notícias, 01-10-2010, A maior digressão de sempre está a chegar a Coimbra

40

22.

(PT) - Rádio 94 FM.pt, 01-10-2010, COIMBRA: U2 actuam amanhã e domingo

44

23. RTP 1 - Jornal da Tarde, 01-10-2010, Concerto dos U2

45

24. (PT) - Diário de Viseu, 01-10-2010, U2 actuam amanhã e domingo em Coimbra

46

25. (PT) - Diário de Viseu.pt, 01-10-2010, Concertos, cujos bilhetes estão esgotados há um ano, fazem afluir

48

a Coimbra milhares de f

26. (PT) - Diário de Coimbra, 30-09-2010, O palco mais complexo alguma vez montado em Portugal

50

27. (PT) - Diário As Beiras, 30-09-2010, Jantar em casa com vista para os U2

53

28. (PT) - Campeão das Províncias, 30-09-2010, Tudo a postos para os concertos dos U2 em Coimbra

55

29. (PT) - Público, 30-09-2010, A Garra está ser montada, as ruas vão ser fechadas: os U2 estão a chegar a

56

Coimbra

30. (PT) - Visão - Visão 7 Lisboa e Sul, 30-09-2010, Em nome dos U2

58

31. (PT) - Diário Cidade, 29-09-2010, Concerto dos U2 obriga a mega operação de limpeza

63

32. (PT) - Diário As Beiras, 29-09-2010, U2 avaliam marca da pegada ecológica

64

33. (PT) - Diário de Notícias, 29-09-2010, Reforço de 75 autocarros para os concertos dos U2

67

34. (PT) - Diário de Notícias Online, 29-09-2010, Reforço de 75 autocarros para os concertos dos U2

68

35. Antena 1 - Portugal em Directo, 29-09-2010, Concerto dos U2

70

36. (PT) - TV 7 Dias, 29-09-2010, Bono e os amigos

71

37. (PT) - Diário de Coimbra, 28-09-2010, Sons da Alma na Fun Zone

74

38. SIC Notícias - Jornal das Duas, 28-09-2010, Alojamento em Coimbra

75

39. SIC - Primeiro Jornal, 28-09-2010, Alojamento em Coimbra

76

40. SIC Notícias - Cartaz, 28-09-2010, Alojamento em Coimbra

77

41. (PT) - Coimbra Digital.pt, 27-09-2010, U2 em Coimbra

78

42. (PT) - Jornal de Notícias, 26-09-2010, U2 em Coimbra om animação extra

79

43. (PT) - Campeão das Províncias, 23-09-2010, Fun Zone quatro dias na Praça da Canção

80

45.

(PT) - Diário de Coimbra, 22-09-2010, Fun Zone dos U2 vai acolher dezenas de milhar de visitantes

82

46. (PT) - Diário de Notícias, 22-09-2010, Fun Zon complementa concertos dos U2

84

47. (PT) - Campeão das Províncias.com, 22-09-2010, Concertos U2: Fun Zone quatro dias na Praça da

85

Canção

48.

(PT) - Destak.pt, 21-09-2010, ?Fun zon? como "complemento de animação" aos concertos dos U2 em

87

Coimbra

D.R.

D.R. A1 ID: 32259725 Diário de Coimbra 12-10-2010 Tiragem: 10014 Pág: 4 País: Portugal Cores: Cor

A1

ID: 32259725

Diário de Coimbra

12-10-2010

Tiragem: 10014

Pág: 4

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 16,38 x 15,58 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 1

16,38 x 15,58 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 1 APOIO DA TURISMO DE COIMBRA AOS

APOIO DA TURISMO DE COIMBRA AOS CONCERTOS DOS U2

Os dois concertos dos U2 no Estádio Cidade de Coimbra vol- taram a ser tema de apreciação

entre os eleitos dos órgãos autár- quicos. Depois de o assunto ter sido abordado na Assembleia Municipal, na passada quarta- -feira, o mesmo aconteceu, on- tem, na reunião do executivo camarário. António Vilhena, vereador do PS, começou por aplaudir o «grande aconteci- mento para Coimbra», mas, pouco depois, interrogou: «Seria necessário dar 200 mil euros a uma organização que tem milhões?». «Que ninguém quei-

ra pôr em causa a valorização da

cidade com estes espectáculos.

Isto é uma evidência», defendeu

o também socialista Carlos

Cidade, afirmando que «a única coisa que lamento é a forma chantagista como empresas que ganhammilhõesofazem». Para Luís Providência, «ficou mais ou menos evidente, para toda a gente, o benefício», com o autarca eleito pela Coligação “Por Coimbra” (PSD-CDS-PPM) a acrescentar ter tido autarcas de outros concelhos que lhe disse- ramque«sefosseparateremdois concertos dos U2 nas suas cidades tinham dado mais do que Coim- bra deu». «Se Coimbra tiver de

“Grande parte” dos 200 mil euros foram utilizados para “rebaixar porta do estádio”
“Grande parte” dos 200 mil
euros foram utilizados para
“rebaixar porta do estádio”

CONCERTO dos U2 projectou Coimbra

gastar para não se centrar tudo em Lisboa e no Porto, só lhe fica bem», concretizou. Já Paulo Leitão, tam- bém eleito pela maioria de direita, sublinhou que «os ganhos da cidade com os U2 ultrapassam o investimento» feito pela empresa municipal Turismo de Coimbra. Carlos Encarnação lembrou que «há uma cidade no país que pode receber estes eventos e as

outras ficam a “chuchar no dedo”», destacando, ainda, «o enorme marketing turístico» proporcionado pela dupla actu- ação da banda irlandesa. Além do mais, prosseguiu o presiden- te, «Coimbra entrou na rota dos grandes concertos e não estou a falar de ter um concerto», reve-

landoque«grandepartedos200

mil euros foram utilizados para

o rebaixamento da porta do

estádio». Segundo Encarnação, foi um investimento «justifica- do», aproveitando para recordar

que, «nos anos 90, por exemplo,

o Festival Zeca Afonso custou

200 mil euros e, quando aqui cheguei, a Câmara dava 150 mil euros para os Encontros Mági- cos». «Não há comparação», encerrou. J.H.

A2 ID: 32261210 Diário de Coimbra 12-10-2010 Tiragem: 10014 Pág: 32 País: Portugal Cores: Cor

A2

ID: 32261210

Diário de Coimbra

12-10-2010

Tiragem: 10014

Pág: 32

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 16,38 x 17,98 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 2

16,38 x 17,98 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 2 Novo relvado do municipal já está

Novo relvado do municipal já está a ser implantado

Sete anos depois, o tapete antigo foi todo arrancado e ontem mesmo já começou a ser implantado o novo relvado

O novo tapete relvado do Está- dio Finibanco – Cidade de Coim- bra começou ontem a ser im- plantado depois dos dois dias de concertos o terem deixado su-

postamente irrecuperável. De- pois de levantada toda a estrutu- ra associada aos dois concertos dos U2, ainda no final da sema- na passada, como o DC noticiou em primeira mão, o relvado co- meçou a ser todo arrancado por alegadamente estar em muito mau estado (em cada um dos concertos terão estado cerca de 20 mil pessoas na relva). Uma empreitada que terá de ser paga pela produtora do espectáculo (Ritmos & Blues) tal como estaria previsto no contra- to celebrado com a Turismo de Coimbra. Aliás, o subsídio de 200 mil euros atribuído por aquela empresa municipal pre- via, além do rebaixamento do piso na porta da maratona (para

a entrada dos camiões), ainda a substituição total do relvado caso necessário. Aparentemen-

te, a zona onde estava o palco foi

a que ficou mais danificada mas

FIGUEIREDO
FIGUEIREDO

OBRAS decorrem a bom ritmo

a opção recaiu na substituição total. O relvado, recorde-se, tinha sido colocado em 2003 na altura da remodelação para o

Euro2004,pelamesmaempresa

que agora o está a substituir. A

Vibeiras, além do relvado de Coimbra, implantou, na mesma altura, o tapete do Estádio da União de Leiria e mais recente-

mente o do Estádio do Jamor.

Tudo indica que ainda du- rante o dia de hoje sejam colo- cados os restantes rolos de rel- va (ontem ao final do dia, como se vê na fotografia, já estava quase metade do espaço com- pleto) de modo a que no final da semana o piso esteja mes- mo pronto para ser utilizado. Todavia, como a Académica este fim-de-semana vai jogar

fora de Coimbra (disputa no domingo a eliminatória da Taça de Portugal no campo do Cesarense), o novo tapete poderá ser testado com algum tempo antes da sua estreia em jogos oficiais que deverá assim acontecer a 22 de Outubro, no jogo frente ao Nacional da Madeira, em jogo transmitido pela televisão. l

ID: 32261210 Diário de Coimbra 12-10-2010 Tiragem: 10014 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32261210

Diário de Coimbra

12-10-2010

Tiragem: 10014

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 9,74 x 16,85 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 2 de 2

9,74 x 16,85 cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 2 FICOU IRRECUPERÁVEL APÓS CONCERTOS DOS U2
FICOU IRRECUPERÁVEL APÓS CONCERTOS DOS U2 P32 Estádio Cidade de Coimbra com novo relvado FIGUEIREDO
FICOU IRRECUPERÁVEL APÓS CONCERTOS DOS U2
P32
Estádio
Cidade de
Coimbra
com novo
relvado
FIGUEIREDO
A4 ID: 32194833 Campeão das Províncias 07-10-2010 Tiragem: 9000 País: Portugal Period.: Semanal Âmbito:

A4

ID: 32194833

Campeão das Províncias

07-10-2010

Tiragem: 9000

País: Portugal

Period.: Semanal

Âmbito: Regional

Pág: 6

Cores: Preto e Branco

Área: 8,98 x 10,75 cm²

Corte: 1 de 1

Preto e Branco Área: 8,98 x 10,75 cm² Corte: 1 de 1 Luís Alcoforado - soas

Luís Alcoforado

Luís Alcoforado - soas vieram a Coimbra no último fim-de-semana, a - Alguns regressarão, agra- dados

- soas vieram a Coimbra no último fim-de-semana, a - Alguns regressarão, agra- dados pela forma como foram recebidos. Outros, se não voltarem nos pró- cidade do Mondego um bom cartão-de-visita. A - - se – mas até há –, bastaria esta, para dar os parabéns

A5 ID: 32148567 Diário As Beiras 04-10-2010 Tiragem: 12000 Pág: 5 País: Portugal Cores: Cor

A5

ID: 32148567

Diário As Beiras

04-10-2010

Tiragem: 12000

Pág: 5

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 9,90 x 32,69 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 1

NOELEVADOR
NOELEVADOR

A a subir

Âmbito: Regional Corte: 1 de 1 NOELEVADOR A a subir Luís Alcoforado Turismo de Coimbra Arriscou

Luís Alcoforado Turismo de Coimbra

Arriscou com a vinda dos U2 a Coimbra, mas ga- nhou a aposta. Mesmo com um investimento que nem todos aprova- ram, mostrou que a cida- de pode ganhar (e muito) com as grandes iniciati- vas. A prová-lo estiveram os concertos, hotéis e res- taurantes esgotados.

estiveram os concertos, hotéis e res- taurantes esgotados. Narciso Mota Presidente da Câmara de Pombal Quatro

Narciso Mota Presidente da Câmara de Pombal

Quatro das cem escolas que amanhã vão ser inau- guradas no país são de Pom- bal. O concelho começa a dar o exemplo no que toca à educação: amanhã inau- guram-se três pólos escola- res e uma escola secundá- ria renovada mas, antes, já tinham sido apresentados outrostrêspólosparaalunos do primeiro ciclo.

G

a descer

B
B

barómetro

do primeiro ciclo. G a descer B barómetro Jorge Costa Treinador da Académica Depois da euforia
do primeiro ciclo. G a descer B barómetro Jorge Costa Treinador da Académica Depois da euforia

Jorge Costa Treinador da Académica

Depois da euforia provo- cada pelos bons resultados da Briosa, a equipa aca- bou por sofrer uma derro- ta pouco dignificante em

Leiria. A arbitragem preju-

dicoumasJorgeCostame-

xeu mal na equipa.

Página 5

FIGUEIREDO

FIGUEIREDO A6 ID: 32148885 Diário de Coimbra 04-10-2010 Tiragem: 10938 Pág: 2 País: Portugal Cores:

A6

ID: 32148885

Diário de Coimbra

04-10-2010

Tiragem: 10938

Pág: 2

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 25,39 x 20,46 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 4

25,39 x 20,46 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 4 Um gigantesco e memorável “efe-erre-à” à

Um gigantesco e memorável “efe-erre-à” à moda de Bono

Bono repetiu ontem a dose e começou por gritar pela Briosa, mas desta vez com um “efe-erre-à” pelo meio

“Nunca vamos esquecer estas duas noites memoráveis”, ga- rantiu o vocalista dos U2 num dos momentos altos do segundo concerto em Coimbra, num tri- buto aos milhares de fãs que não recearam o mau tempo e en- frentaram entusiasmados as duas horas do espectáculo. Com um alinhamento ligeira- mente diferente da noite de

sábado,odiaacaboumesmopor ser um “Beautiful Day”, com Bono a fazer algo que certamen- te ainda não tinha feito nos seus 50 anos de vida: gritar um “efe- -erre-à” que, ainda que incom- pleto, emocionou o Estádio Ci- dade de Coimbra. Adam, The Edge, Vox e com- panhia já tinham deixado per- ceber, no dia anterior, que não

eram indiferentes à cidade aca- démica e ontem foram um pou- co mais “atrevidos” no ensaio do grito estudantil, apesar de o público ser maioritariamente de fora da cidade. Não faltaram“In a Little Whi- le”, “Only to you”, “I Still Haven’t Found What I’m looking For”, ou “Sunday Bloody Sunday”. Nem tão pouco a homenagem,

na linha humanista de Bono, a Suu Kye, líder da oposição ao regime ditatorial da Birmânia que se encontra detida. No final, já depois de três “encores”, Bono Vox mostrou o seu humor e, perante alguns pingos de chuva, despediu-se a cantarolar “I’m singing in the rain”, canção popularizada pelo actor e dançarino Gene Kelly. l

canção popularizada pelo actor e dançarino Gene Kelly. l BANDA de Dublin proporcionou mais um espectáculo

BANDA de Dublin proporcionou mais um espectáculo deslumbrante

AUTARQUIA CRIA COMISSÃO PARA SUGERIR MAIS “HERÓIS” QUE MARCARAM A VIDA DA CIDADE

U2 estreiam “Calçada dos Imortais”

Ana Margalho

banda, Coimbra demonstrou, com uma cerimónia que não conseguiu escapar à chuva, o quanto «se orgulha» da presen- ça da banda, por duas noites, na cidade. «Ficamos particularmente orgulhosos de os U2 estarem na primeira placa que inaugura- mos», confessou Luís Providên- cia durante a cerimónia de inau- guração da placa que será a pri- meira de uma “Calçada dos Imortais” que a autarquia pre- tende criar à volta do Estádio Cidade de Coimbra para «per- petuar a memória dos heróis de Coimbra para o Mundo e do

Foi com aplausos de fãs, pala- vras de incentivo e muitas foto- grafias, que a Câmara Munici- pal de Coimbra inaugurou ontem, ainda no rescaldo do pri- meiro concerto de Bono Vox e companhia, a placa evocativa que perpetua a passagem dos U2, durante duas noites, pela cidade. Horas depois dos U2 terem incendiado o Estádio Cidade de Coimbra e ainda com a expecta- tiva em relação ao segundo espectáculo, que prometia levar ao delírio milhares de fãs da

Mundo para Coimbra», adian- touovereador. Os U2 são os primeiros, mas a ideia é que possam ser inaugu- radas mais placas. Aliás, Luís

Providênciaavançoucomapos-

sibilidade de ser criada uma comissão para decidir quais serão, a partir de agora, os “i- mortais”. Rolling Stones ou Geo- ge Michael, que também deram concertos em Coimbra, mas também a Rainha Santa Isabel, Miguel Torga, ou os reis portu- gueses que viveram na cidade, ou ainda a Selecção Nacional ou antigas e actuais glórias da Aca- démica, foram as sugestões do vereador. Para já, os U2 permanecem sozinhos nesta “Calçada dos Imortais”, numa placa dourada,

com o símbolo da banda, os nomes dos quatro elementos e as duas datas dos concertos em Coimbra. Uma ideia de Maló de Abreu, que foi ontem acarinha-

da e aplaudida por alguns fãs do grupo que, de manhã, já espera- vam pelo início do segundo con- certo à porta do Estádio Cidade de Coimbra. Não se sabe se pega

asugestão,lançadaporLuísPro-

vidência, de transformar aquela placa, localizada à entrada da Zona Vip, num «local de culto» para os admiradores do grupo irlandês, mas é certo que não foram precisos muitos minutos para que alguns deles registas- sem nas respectivas máquinas fotográficas e telemóveis a homenagem que Coimbra deci-

diufazeraosU2.l

CARLOS ARAÚJO
CARLOS ARAÚJO

FÃS apreciaram placa que homenageia U2

ID: 32148885 Diário de Coimbra 04-10-2010 Tiragem: 10938 Pág: 3 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32148885

Diário de Coimbra

04-10-2010

Tiragem: 10938

Pág: 3

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 25,48 x 30,80 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 2 de 4

25,48 x 30,80 cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 4 Valeram os impermeáveis na espera pelos

Valeram os impermeáveis na espera pelos U2

No sábado esteve um “Beautiful Day” (Lindo Dia), mas ontem, a chuva e o vento resolveram aparecer para tornar mais difícil a espera pelo segundo concerto dos U2 em Coimbra

Patrícia Isabel Silva

segundo concerto dos U2 em Coimbra Patrícia Isabel Silva CORRIDA aos impermeáveis no estádio de que

CORRIDA aos impermeáveis no estádio

de que o espectáculo estava pre- parado «para se realizar sob qua- isquer condições climatéricas». Previa-se um concerto à chu- va, mas durante as horas de

O dia amanheceu com chuva

intensa e ventos fortes. A essa hora já muitos fãs marcavam posição para assistir ao segundo concerto dos U2 no Estádio Cida- de de Coimbra, depois de uma primeira noite memorável. O mau tempo assustou, mas não demoveu ninguém. No máximo, pode ter atrasado a deslocação para as imediações do estádio. «Já viu, depois de um ano inteiro com o bilhete guardado no cofre», dizia Mário Marques, que chegou a Coimbra na com- panhia do filho João, de três sobrinhos e um amigo. Em Bra- ga, o tempo era ainda pior do que em Coimbra. Paciência, pensaram. Chegava a hora de se

fazeremàestradarumoaCoim- poucos metros, na sede do PSD, já

Rua dos Combatentes, onde, a

das18h00,afilaestavaachegarà

milhares e na Rua do Brasil, cerca

ao relvado. No viaduto eram

bra, onde Bono e companhia

se

ouvia música dos U2.

espera, houve momentos em que

chegaramontemàtarde,viater-

Para um dia tão cinzento como

o tempo tinha algumas melho-

restre, abdicando, desta vez, do

helicóptero.

Seriaaprimeiravezqueestari-

am a assistir a um concerto da banda irlandesa. «Só estar ali e vê-los em palco», era quanto bas- tavaparaojovemJoãoMarques, que, com pouco mais de 20 anos, segue as pisadas do pai na paixão

pelamúsicadosU2.

À medida que a hora de aber- tura das portas se aproximava, as filas iam aumentando, especial- menteaquelasquedavamacesso

o de ontem, valeram os imper-

meáveis, já que os chapéus-de- chuva tiveram de ficar fora do perímetro de segurança. Uns já vieram de casa prevenidos, outros tiveram de comprar no recinto, onde existia à venda

capascomosímbolodosU2.Para

maistarderecordar. Começavam a surgir os recei- os do cancelamento do concerto, mas, ao início da tarde, a produto- ra Ritmos & Blues emitia um comunicado com a informação

rias. «O S. Pedro está a ser ami- go», dizia Armindo Vilela, de 44 anos, residente em Vila Nova de

Gaia,quesepreparavaparaassis-

tir ao seu primeiro concerto dos U2. «Quase todas» as músicas o conseguem fascinar, mas “One” é mesmoanúmeroum,confessou. Em dia de eleições no Brasil, o Diário de Coimbra encontrou cinco amigos de Minas Gerais. A trabalhar em Lisboa, viajaram até ao centro do país e também eles se estrearam em concertos da banda

FOTOS: CARLOS ARAÚJO
FOTOS: CARLOS ARAÚJO

ONTEM as filas intensificaram-se um pouco mais tarde devido à chuva

de Dublin. Enquanto muitos compatriotas exerciam o direito devotonaFaculdadedeDireitode Lisboa, estes brasileiros optaram pela música. «Isto é melhor do quevotar»,brincavaFlávio. E tal como sábado, muitos fãs dos U2 de outros países vieram até Coimbra assistir ao concerto. Nem todos chegaram com bilhe-

te.Minutosantesdasportasabri-

rem, um jovem inglês andava para a frente e para trás no Calha- bé a anunciar o seu interesse em

comprar um bilhete. Mas, não a qualquer preço. Não é de estra- nhar que as propostas de venda por 200 euros tenham sido, ime- diatamente, colocadas de parte. Se poucos queriam comprar,

muitosmaisrondavamoestádio para tentar vender. Uns mais às claras e com placas a dizer “ven- do bilhetes”, outros em sítios maisreservados. O fim-de-semana já passou. Os U2 seguem agora para o últi- mo concerto da digressão euro- peia da 360 o Tour, em Roma. Depois, que venha a Austrália. l

NOVAMENTE FILAS NOS ACESSOS À CIDADE

Despiste no Açude-Ponte dificultou (ainda mais) o trânsito

Tal como já tinha acontecido no sábado, também ontem, o segundo concerto dos U2, voltou a significar longas filas de trân- sito nos acessos à cidade, especi- almente nas saídas da auto- estrada. Ontem, a chegada a Coimbra ficou ainda mais difi- cultada, não só pelo mau tempo, mas também por um despiste de uma viatura, no Açude-Pon- te, como informou fonte da PSP de Coimbra. Apesar de não ter tido quais- querferidos,oacidenteobrigoua

mento de Trânsito da GNR de

Coimbra disse, às 19h40, que o

maiorcongestionamentoperma-

repor o separador central da via e aumentou a confusão na zona. O acidente ocorreu cerca das 17h45

e que a viatura circulava no IC-2,

no sentido de S. Martinho do Bis- po para Eiras. Fonte do destacamento de trânsito da GNR confirmou as longas filas de trânsito nas duas saídas da auto-estrada e ainda no

IP-3,com«filacompacta»e«qua- so entre Taveiro e a rotunda Al-

Ao cair da noite, o trânsito con- tinuava igualmente muito inten-

se parada» até Souselas. Ao início da noite verificava-se

uma fila de vários quilómetros no IC2. Uma fonte do Destaca-

Para esta via converge sobre- tudo o tráfego proveniente do IP3 e do Norte, através da A1 e do próprio IC2 (antiga estrada

necia num troço de quase cinco quilómetros do IC2, entre a povo- ação de Fornos, na periferia, e a zonaurbana.

nacional1).

megue, na margem esquerda do rio Mondego, devido à afluência de viaturas provenientes da A1 porCoimbraSul. l

ID: 32148885 Diário de Coimbra 04-10-2010 Tiragem: 10938 Pág: 4 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32148885

Diário de Coimbra

04-10-2010

Tiragem: 10938

Pág: 4

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 16,94 x 31,09 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 3 de 4

16,94 x 31,09 cm² Âmbito: Regional Corte: 3 de 4 Câmara investe 30 mil euros nas

Câmara investe 30 mil euros nas operações de limpeza

Imediações do estádio sem vestígios de lixo poucas horas depois do primeiro concerto

Tinha ficado prometido e pare- ce que foi cumprido. Poucas horas depois do concerto de sábado, quase que não parecia que milhares de pessoas tinham estado durante uma tarde inteira (muitas mais do que isso), nas imediações do Estádio Cidade de Coimbra à espera do primeiro acorde dos U2 e do início do espectáculo. As 75 pessoas destacadas para o local, com equipamento da Câmara Municipal de Coimbra e de duas empresas privadas (que trabalharam gratuitamente) var- reram, literalmente, todo o lixo deixado pelos fãs nas horas que

antecederam o concerto, prepa-

rando-se para ontem à noite vol- tar a deixar limpo o perímetro queenvolveoEstádio. «Foi um trabalho contínuo a partir das 14h00 de sábado», garantiu ao Diário de Coimbra

LuísProvidência,apontandoalgu- concertodosU2.

mas «pequenas falhas» na zona da Solum, junto ao Dolce Vita, mas satisfeitocomotrabalhorealizado pela equipa do Departamento de Higiene e Ambiente da autarquia

que teve de trabalhar muitas

horasextraordináriasparagaran-

tiralimpezadolocal. Ontem de manhã, numa breve passagem pelas imediações do

Estádio Cidade de Coimbra, con- firmava-se o trabalho contínuo

das equipas especiais de limpeza

e não foi difícil encontrar, nem

máquinas varredoras, nem car- ros de recolha junto ao local onde, ontemainda,decorreuosegundo

No total, circularam fora do estádio quatro varredoras de empresas privadas e seis carros pesados de recolha da Câmara Municipal de Coimbra. No interi-

or

do estádio estiveram ainda, logo

no final do concerto, uma varre- dora ligeira e dois carros pesados da autarquia. Este equipamento, mais os contentores adquiridos,

mais as horas extraordinárias dos funcionários da autarquia corres- ponderam a um investimento de

28 mil euros, como confessou Luís Providência. Por imposição da produção e do staff dos U2, entre a meia noite e as sete horas da manhã de hoje não é permitida a circulação de carros do lixo no perímetro do estádio, para permitir a circula- çãodasviaturasquedesmontam toda a infra-estrutura que acom-

panha a banda. No entanto, o vereador garante que tudo «vol- tará à normalidade [no que res- peita à recolha de lixo]» no final do dia de hoje. A.M.

CERIMÓNIA NA PRAÇA DA CANÇÃO

Fun Zone Continente 360 prossegue hoje ■ Prossegue hoje na Praça da Canção a Fun
Fun Zone
Continente 360
prossegue
hoje
■ Prossegue hoje na Praça
da
Canção a Fun Zone Con-
tinente360,umainiciativa
da
Turismo de Coimbra e
da Feelings 4 All, que surgiu
com o objectivo de servir
como espaço de apoio a
todosaquelesqueassisti-
ramaosconcertosdosU2.
O
programa de hoje começa
às
18h00, com projecção dos
concertos U2 360º at Rose
“ALL I WANT IS YOU” abençoou casamento de fãs do U2
Bowl; U2 – Rattle and Hum;
U2 – Go Home: Live from
SlaneCastle,Ireland;Zoo
TV:LivefromSydney;Pop-
Música dos U2
inspira
casamento
bémmuitosatisfeitoportercon-
martLivefromMexico
traído matrimónio no espaço
que tem o nome de uma obra
City, entre outros. Às 22h30
começa o concerto do grupo
marcante do poeta Manuel Ale-
gre: “Praça da Canção”. «Foi uma
alternativamuitoboa»,declarou.
de
Coimbra San’Tiago –
Sons da Alma e, à 1h00, a
animação do espaço conti-
A
cerimónia decorreu numa
nua a cargo de um DJ. l
FERREIRA SANTOS

A chuva “abençoou” ontem o casamento de dois fãs dos U2 na Praça da Canção, em Coimbra, onde a noiva foi recebida ao som de um tema de amor da banda irlandesa. Os primeiros acordes de “All I want is you” (“Tudo o que eu quero és tu”) começaram a ouvir-se quando Ana Filipa Rosa, que viajava num carro preto, pisou o chão enlameado

do Parque Verde do Mondego, na margem esquerda do rio. O casal – ela de 34 anos, ele de 44 – programou o enlace há vários meses, fazendo tudo para que se realizasse hoje no Estádio Cidade de Coimbra, durante o segundo concerto dos U2 na cidade, o que não foi autorizado. «A nossa ideia inicial era casarmos dentro do estádio. Mas não deu e viemos casar à Praça da Canção», disse Ana Rosa aos jornalistas, após fazer um brinde com o noivo, José Carlos Besteiro, perante algu- mas dezenas de convidados. José Besteiro mostrou-se tam-

tenda da “fan zone” instalada no local, na presença de uma repre- sentante da Conservatória do Registo Civil de Sintra. Com uma coroa de heras e malmequeres na cabeça, Ana Rosa, uma professora natural do Porto, vestia calças escuras e envergava um véu branco e curto.

José Besteiro, gestor na área da restauração, oriundo de São

Sebastião da Pedreira, Lisboa, envergava camisa branca e cal- çaspretas. Apesar de o casamento ser civil, coube no fim ao padrinho do noivo, Armando Miguez, que professa a religião evangélica, proferir palavras de incentivo ao casal. l

Página 8

ID: 32148885 Diário de Coimbra 04-10-2010 Tiragem: 10938 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32148885

Diário de Coimbra

04-10-2010

Tiragem: 10938

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 20,15 x 21,05 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 4 de 4

20,15 x 21,05 cm² Âmbito: Regional Corte: 4 de 4 NÃO FALTOU UM ENTUSIASMADO “EFE-ERRE-À” NO
NÃO FALTOU UM ENTUSIASMADO “EFE-ERRE-À” NO CONCERTO DOS U2 P2 A 4 Bono Vox aplaudiu
NÃO FALTOU UM ENTUSIASMADO “EFE-ERRE-À” NO CONCERTO DOS U2
P2 A 4
Bono Vox
aplaudiu “noites
memoráveis”
de Coimbra
FERREIRA SANTOS

A10

A10 Um gigantesco e memorável "efe-erre-à" à moda de Bono Bono repetiu ontem a dose e

Um gigantesco e memorável "efe-erre-à" à moda de Bono Bono repetiu ontem a dose e começou por gritar pela Briosa, mas desta vez com um "efe-erre-à" pelo meio

Tipo Meio:

Meio:

URL:

u2 em coimbra

Internet

Data Publicação:

04-10-2010

Diário de Coimbra.pt

http://www.diariocoimbra.pt/index.php?option=com_content&task=view&id=9277&Itemi

d=135

"Nunca vamos esquecer estas duas noites memoráveis", garantiu o vocalista dos U2 num dos

momentos altos do segundo concerto em Coimbra, num tributo aos milhares de fãs que não recearam

o mau tempo e enfrentaram entusiasmados as duas horas do espectáculo.

Com um alinhamento ligeiramente diferente da noite de sábado, o dia acabou mesmo por ser um

"Beautiful Day", com Bono a fazer algo que certamente ainda não tinha feito nos seus 50 anos de

vida: gritar um "efe-erre-à" que, ainda que incompleto, emocionou o Estádio Cidade de Coimbra.

Adam, The Edge, Vox e companhia já tinham deixado perceber, no dia anterior, que não eram

indiferentes à cidade académica e ontem foram um pouco mais "atrevidos" no ensaio do grito

estudantil, apesar de o público ser maioritariamente de fora da cidade.

Não faltaram "In a Little While", "Only to you", "I Still Haven't Found What I'm looking For", ou

"Sunday Bloody Sunday". Nem tão pouco a homenagem, na linha humanista de Bono, a Suu Kye, líder

da oposição ao regime ditatorial da Birmânia que se encontra detida.

No final, já depois de três "encores", Bono Vox mostrou o seu humor e, perante alguns pingos de

chuva, despediu-se a cantarolar "I'm singing in the rain", canção popularizada pelo actor e dançarino

Gene Kelly.

U2 estreiam "Calçada dos Imortais"

Foi com aplausos de fãs, palavras de incentivo e muitas fotografias, que a Câmara Municipal de

Coimbra inaugurou ontem, ainda no rescaldo do primeiro concerto de Bono Vox e companhia, a placa

evocativa que perpetua a passagem dos U2, durante duas noites, pela cidade.

Horas depois dos U2 terem incendiado o Estádio Cidade de Coimbra e ainda com a expectativa em

relação ao segundo espectáculo, que prometia levar ao delírio milhares de fãs da banda, Coimbra

relação ao segundo espectáculo, que prometia levar ao delírio milhares de fãs da banda, Coimbra

demonstrou, com uma cerimónia que não conseguiu escapar à chuva, o quanto se orgulha da

presença da banda, por duas noites, na cidade.

Ficamos particularmente orgulhosos de os U2 estarem na primeira placa que inauguramos, confessou

Luís Providência durante a cerimónia de inauguração da placa que será a primeira de uma "Calçada

dos Imortais" que a autarquia pretende criar à volta do Estádio Cidade de Coimbra para perpetuar a

memória dos heróis de Coimbra para o Mundo e do Mundo para Coimbra, adiantou o vereador.

Os U2 são os primeiros, mas a ideia é que possam ser inauguradas mais placas. Aliás, Luís

Providência avançou com a possibilidade de ser criada uma comissão para decidir quais serão, a partir

de agora, os "imortais". Rolling Stones ou Geoge Michael, que também deram concertos em Coimbra,

mas também a Rainha Santa Isabel, Miguel Torga, ou os reis portugueses que viveram na cidade, ou

ainda a Selecção Nacional ou antigas e actuais glórias da Académica, foram as sugestões do vereador.

Para já, os U2 permanecem sozinhos nesta "Calçada dos Imortais", numa placa dourada, com o

símbolo da banda, os nomes dos quatro elementos e as duas datas dos concertos em Coimbra. Uma

ideia de Maló de Abreu, que foi ontem acarinhada e aplaudida por alguns fãs do grupo que, de manhã,

já esperavam pelo início do segundo concerto à porta do Estádio Cidade de Coimbra. Não se sabe se

pega a sugestão, lançada por Luís Providência, de transformar aquela placa, localizada à entrada da

Zona Vip, num local de culto para os admiradores do grupo irlandês, mas é certo que não foram

precisos muitos minutos para que alguns deles registassem nas respectivas máquinas fotográficas e

telemóveis a homenagem que Coimbra decidiu fazer aos U2.

Valeram os impermeáveis

O dia amanheceu com chuva intensa e ventos fortes. A essa hora já muitos fãs marcavam posição

para assistir ao segundo concerto dos U2 no Estádio Cidade de Coimbra, depois de uma primeira noite

memorável. O mau tempo assustou, mas não demoveu ninguém. No máximo, pode ter atrasado a

deslocação para as imediações do estádio.

Já viu, depois de um ano inteiro com o bilhete guardado no cofre, dizia Mário Marques, que chegou a

Coimbra na companhia do filho João, de três sobrinhos e um amigo. Em Braga, o tempo era ainda pior

do que em Coimbra. Paciência, pensaram. Chegava a hora de se fazerem à estrada rumo a Coimbra,

onde Bono e companhia chegaram ontem à tarde, via terrestre, abdicando, desta vez, do helicóptero.

Seria a primeira vez que estariam a assistir a um concerto da banda irlandesa. Só estar ali e vê-los

em palco, era quanto bastava para o jovem João Marques, que, com pouco mais de 20 anos, segue as

pisadas do pai na paixão pela música dos U2.

À medida que a hora de abertura das portas se aproximava, as filas iam aumentando,

À medida que a hora de abertura das portas se aproximava, as filas iam aumentando, especialmente

aquelas que davam acesso ao relvado. No viaduto eram milhares e na Rua do Brasil, cerca das 18h00,

a fila estava a chegar à Rua dos Combatentes, onde, a poucos metros, na sede do PSD, já se ouvia

música dos U2.

Para um dia tão cinzento como o de ontem, valeram os impermeáveis, já que os chapéus-de-chuva

tiveram de ficar fora do perímetro de segurança. Uns já vieram de casa prevenidos, outros tiveram de

comprar no recinto, onde existia à venda capas com o símbolo dos U2. Para mais tarde recordar.

Começavam a surgir os receios do cancelamento do concerto, mas, ao início da tarde, a produtora

Ritmos & Blues emitia um comunicado com a informação de que o espectáculo estava preparado para

se realizar sob quaisquer condições climatéricas.

Previa-se um concerto à chuva, mas durante as horas de espera, houve momentos em que o tempo

tinha algumas melho-

rias. O S. Pedro está a ser amigo, dizia Armindo Vilela, de 44 anos, residente em Vila Nova de Gaia,

que se preparava para assistir ao seu primeiro concerto dos U2. Quase todas as músicas o conseguem

fascinar, mas "One" é mesmo a número um, confessou.

Em dia de eleições no Brasil, o Diário de Coimbra encontrou cinco amigos de Minas Gerais. A

trabalhar em Lisboa, viajaram até ao centro do país e também eles se estrearam em concertos da

banda de Dublin. Enquanto muitos compatriotas exerciam o direito de voto na Faculdade de Direito de

Lisboa, estes brasileiros optaram pela música. Isto é melhor do que votar, brincava Flávio.

E tal como sábado, muitos fãs dos U2 de outros países vieram até Coimbra assistir ao concerto. Nem

todos chegaram com bilhete. Minutos antes das portas abrirem, um jovem inglês andava para a frente

e para trás no Calhabé a anunciar o seu interesse em comprar um bilhete. Mas, não a qualquer preço.

Não é de estranhar que as propostas de venda por 200 euros tenham sido, imediatamente, colocadas

de parte.

Se poucos queriam comprar, muitos mais rondavam o estádio para tentar vender. Uns mais às claras

e com placas a dizer "vendo bilhetes", outros em sítios mais reservados.

O fim-de-semana já passou. Os U2 seguem agora para o último concerto da digressão europeia da

360o Tour, em Roma. Depois, que venha a Austrália.

Novamente filas nos acessos à cidade

Tal como já tinha acontecido no sábado, também ontem, o segundo concerto dos U2, voltou a

significar longas filas de trânsito nos acessos à cidade, especialmente nas saídas da auto-estrada. Ontem,

significar longas filas de trânsito nos acessos à cidade, especialmente nas saídas da auto-estrada.

Ontem, a chegada a Coimbra ficou ainda mais dificultada, não só pelo mau tempo, mas também por

um despiste de uma viatura, no Açude-Ponte, como informou fonte da PSP de Coimbra.

Apesar de não ter tido quaisquer feridos, o acidente obrigou a repor o separador central da via e

aumentou a confusão na zona. O acidente ocorreu cerca das 17h45 e que a viatura circulava no IC-2,

no sentido de S. Martinho do Bispo para Eiras.

Fonte do destacamento de trânsito da GNR confirmou as longas filas de trânsito nas duas saídas da

auto-estrada e ainda no IP-3, com fila compacta e quase parada até Souselas.

Ao início da noite verificava-se uma fila de vários quilómetros no IC2. Uma fonte do Destacamento de

Trânsito da GNR de Coimbra disse, às 19h40, que o maior congestionamento permanecia num troço

de quase cinco quilómetros do IC2, entre a povoação de Fornos, na periferia, e a zona urbana.

Para esta via converge sobretudo o tráfego proveniente do IP3 e do Norte, através da A1 e do próprio

IC2 (antiga estrada nacional 1).

Ao cair da noite, o trânsito continuava igualmente muito intenso entre Taveiro e a rotunda Almegue,

na margem esquerda do rio Mondego, devido à afluência de viaturas provenientes da A1 por Coimbra

Sul.

Câmara investe 30 mil euros nas operações de limpeza

Tinha ficado prometido e parece que foi cumprido. Poucas horas depois do concerto de sábado, quase

que não parecia que milhares de pessoas tinham estado durante uma tarde inteira (muitas mais do

que isso), nas imediações do Estádio Cidade de Coimbra à espera do primeiro acorde dos U2 e do

início do espectáculo.

As 75 pessoas destacadas para o local, com equipamento da Câmara Municipal de Coimbra e de duas

empresas privadas (que trabalharam gratuitamente) varreram, literalmente, todo o lixo deixado pelos

fãs nas horas que antecederam o concerto, preparando-se para ontem à noite voltar a deixar limpo o

perímetro que envolve o Estádio.

Foi um trabalho contínuo a partir das 14h00 de sábado, garantiu ao Diário de Coimbra Luís

Providência, apontando algumas pequenas falhas na zona da Solum, junto ao Dolce Vita, mas

satisfeito com o trabalho realizado pela equipa do Departamento de Higiene e Ambiente da autarquia

que teve de trabalhar muitas horas extraordinárias para garantir a limpeza do local.

Ontem de manhã, numa breve passagem pelas imediações do Estádio Cidade de Coimbra,

confirmava-se o trabalho contínuo das equipas especiais de limpeza e não foi difícil encontrar, nem

confirmava-se o trabalho contínuo das equipas especiais de limpeza e não foi difícil encontrar, nem

máquinas varredoras, nem carros de recolha junto ao local onde, ontem ainda, decorreu o segundo

concerto dos U2.

No total, circularam fora do estádio quatro varredoras de empresas privadas e seis carros pesados de

recolha da Câmara Municipal de Coimbra. No interior do estádio estiveram ainda, logo no final do

concerto, uma varredora ligeira e dois carros pesados da autarquia. Este equipamento, mais os

contentores adquiridos, mais as horas extraordinárias dos funcionários da autarquia corresponderam a

um investimento de 28 mil euros, como confessou Luís Providência.

Por imposição da produção e do staff dos U2, entre a meia noite e as sete horas da manhã de hoje

não é permitida a circulação de carros do lixo no perímetro do estádio, para permitir a circulação das

viaturas que desmontam toda a infra-estrutura que acompanha a banda. No entanto, o vereador

garante que tudo voltará à normalidade [no que respeita à recolha de lixo] no final do dia de hoje.

A.M.

Música dos U2 inspira casamento

A chuva "abençoou" ontem o casamento de dois fãs dos U2 na Praça da Canção, em Coimbra, onde a

noiva foi recebida ao som de um tema de amor da banda irlandesa.

Os primeiros acordes de "All I want is you" ("Tudo o que eu quero és tu") começaram a ouvir-se

quando Ana Filipa Rosa, que viajava num carro preto, pisou o chão enlameado do Parque Verde do

Mondego, na margem esquerda do rio.

O casal - ela de 34 anos, ele de 44 - programou o enlace há vários meses, fazendo tudo para que se

realizasse hoje no Estádio Cidade de Coimbra, durante o segundo concerto dos U2 na cidade, o que

não foi autorizado.

A nossa ideia inicial era casarmos dentro do estádio. Mas não deu e viemos casar à Praça da Canção,

disse Ana Rosa aos jornalistas, após fazer um brinde com o noivo, José Carlos Besteiro, perante

algumas dezenas de convidados.

José Besteiro mostrou-se também muito satisfeito por ter contraído matrimónio no espaço que tem o

nome de uma obra marcante do poeta Manuel Alegre: "Praça da Canção". Foi uma alternativa muito

boa, declarou.

A cerimónia decorreu numa tenda da "fan zone" instalada no local, na presença de uma representante

da Conservatória do Registo Civil de Sintra.

Com uma coroa de heras e malmequeres na cabeça, Ana Rosa, uma professora natural do

Com uma coroa de heras e malmequeres na cabeça, Ana Rosa, uma professora natural do Porto,

vestia calças escuras e envergava um véu branco e curto.

José Besteiro, gestor na área da restauração, oriundo de São Sebastião da Pedreira, Lisboa,

envergava camisa branca e calças pretas.

Apesar de o casamento ser civil, coube no fim ao padrinho do noivo, Armando Miguez, que professa a

religião evangélica, proferir palavras de incentivo ao casal.

Fun Zone Continente 360 prossegue hoje

Prossegue hoje na Praça da Canção a Fun Zone Continente 360, uma iniciativa da Turismo de

Coimbra e da Feelings 4 All, que surgiu com o objectivo de servir como espaço de apoio a todos

aqueles que assistiram aos concertos dos U2. O programa de hoje começa às 18h00, com projecção

dos concertos U2 360º at Rose Bowl; U2 - Rattle and Hum; U2 - Go Home: Live from Slane Castle,

Ireland; Zoo TV: Live from Sydney; Popmart Live from Mexico City, entre outros. Às 22h30 começa o

concerto do grupo de Coimbra San'Tiago - Sons da Alma e, à 1h00, a animação do espaço continua a

cargo de um DJ.

Escrito por Diário de Coimbra

Paulo Novais/EPA

Paulo Novais/EPA A16 ID: 32158663 04-10-2010 Tiragem: 0 Pág: 11 País: Portugal Cores: Cor Period.:

A16

ID: 32158663

04-10-2010
04-10-2010

Tiragem: 0

Pág: 11

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 10,90 x 10,22 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 1 de 1

cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 1 de 1 Concertos Depois dos U2, Coimbra quer continuar a

Concertos

Depois dos U2, Coimbra quer continuar a apostar em grandes eventos

dos U2, Coimbra quer continuar a apostar em grandes eventos O sucesso dos concertos da banda

O sucesso dos concertos da banda

U2 em Coimbra, sábado e domin-

go, evidenciou que a cidade está preparada para acolher grandes espectáculos, e essa é uma via

a seguir, diz Gonçalo Lobo Xa-

vier, administrador da empresa municipal Turismo de Coimbra. Ontem, cerca de 42 mil pessoas assistiram ao segundo dos dois concertos dos U2 no Estádio Ci- dade de Coimbra, repetindo os números vericados no espectáculo de sábado. Segundo Gonçalo Lobo Xavier, este tipo de eventos continuarão a contar com o empenhamento da empresa municipal de turismo, por “trazerem um retorno enorme à cidade e à região, e em particular à marca Coimbra”. Embora arme ser “ainda cedo” para fazer uma apreciação conclusiva dos ganhos económicos para a hotelaria e restauração da cidade, “o primeiro balanço que se pode fazer é altamente positivo”, pela “grande agitação” que se vericou nos dois dias.

A17 ID: 32140115 Diário de Coimbra 03-10-2010 Tiragem: 10938 Pág: 7 País: Portugal Cores: Preto

A17

ID: 32140115

Diário de Coimbra

03-10-2010

Tiragem: 10938

Pág: 7

País: Portugal

Cores: Preto e Branco

Period.: Diária

Área: 3,78 x 11,14 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 1

FUN ZONE CONTINENTE 360 Na Praça da Canção fun- ciona até amanhã a Fun Zone Continente 360, uma iniciativa da Turismo de Coimbra e da Feelings 4 All, que surge com o objectivo de servir como espaço de apoio a todos aqueles que vão assistir aos concertos dos U2. O programa de hoje começa às 10h00, com pro- jecção dos concertos U2 360º at Rose Bowl; U2 – Rattle and Hum; U2 – Go Home: Live from Slane Cast- le, Ireland; Zoo TV: Live from Sydney; Popmart Live from Mexico City, entre outros. Às 23h30 começa o concerto do grupo de Coimbra San’Tiago – Sons da Alma; 0h30, espectáculo de tributo aos U2 com a banda “Lemon U2 Tribute Band”, do Porto. A partir das 3h00, a animação está cargo de um DJ.

aos U2 com a banda “Lemon U2 Tribute Band”, do Porto. A partir das 3h00, a
A18 ID: 32136388 03-10-2010 Tiragem: 55364 Pág: 6 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária

A18

ID: 32136388

03-10-2010
03-10-2010

Tiragem: 55364

Pág: 6

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 29,25 x 33,71 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 1 de 3

cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 1 de 3 Concerto Cerca de 42 mil pessoas deliraram com

Concerto Cerca de 42 mil pessoas deliraram com espectáculo da banda de Bono Vox

U2 foram monumentais ontem em Coimbra

Canções épicas. Cenário de grandiosidade tecnológica. Uma multidão ávida de novas sensações. Os tempos são de austeridade, mas ontem foi tudo à grande

Vítor Belanciano

a Vivemos na era da portabilidade. Do digital. Do pequeno. Da austeri- dade. Mas para os U2 continua a ser tudo em grande. Como ontem em Coimbra, 42 mil pessoas em delírio, pelas canções que toda a gente conhe- ce de cor, mas também pelo impacto sonoro, pelas explosões de luz e pela estrutura grandiosa disposta no meio do estádio, misto de nave espacial, aranha futurista, “garra” de quatro patas, ou o mais que a imaginação de cada um quiser. Os irlandeses querem ser os maiores. E no restrito grupo de grupos rock capazes de encher está- dios são-no, sem quaisquer dúvida. Ontem voltaram a mostrá-lo num grandioso espectáculo de exaltação tecnológica. Entraram ao som de Major Tom de David Bowie perante o delírio da multidão e a introdução foi feita ao som da nova Return of the stringray guitar, com Bono, blusão negro, gri- tando “tuuudo beeem!!!”, antes do ar- ranque definitivo com Beautiful day, numa explosão de som, luz e fumos. A seguir veio a velha I will follow, do pri- meiro álbum, Boy (1980), com a gui- tarra de The Edge a rasgar o espaço, numa demonstração de poder, como se os quatro irlandeses quisessem de- monstrar, aos 50 anos, que ainda têm muito para transmitir. Mais rock & roll, este mais teatra- lizado, fez-se ouvir com Get on your boots, com as duas pontes giratórias a moverem-se, enquanto The Edge, guitarra, e Adam Clayton, baixo, avançam na direcção do público. De repente, os quatro músicos estão em pontos totalmente distintos do pal- co, com Bono no extremo oposto, en- quanto Larry Mullen é o único que se mantém fixo. No arranque de Magni- ficent, o cantor brinca com o público, gritando “Lisboa, Braga, Porto”, fin- dando com “Coimbra”.

Mysterious ways introduz um balan- ço mais físico, com os ecrãs gigantes difundindo imagens de sensualida- de feminina, enquanto o vocalista se mexe de forma insinuante, acaban- do a improvisar um pequeno excerto de Let it be (Beatles), com a palavra “Lisbon” incorporada. Depois, mais poder roqueiro com Elevation, com o estádio a cantar em uníssono, antes de Until the end of the world provocar um momento de dissonância num duelo entre a voz de Bono e a guitar-

ra de Edge. Bono disse “Olá malta”, mostrou saber que Coimbra é uma cidade uni- versitária, brincou, e disse que os U2 nunca foram à universidade, antes de I still haven’t found what i’m looking for, cantada a compasso de palmas por 42 mil gargantas. Lá atrás, a guitarra de The Edge, circular, hipnótica, única,

e a secção rítmica (Adam Clayton, bai- xo, Larry Mullen, bateria) segurando

o edifício sónico monumental com

grande segurança. É fácil dizer que é apenas aparato. Não é. Há as canções, emocionais e

frágeis às vezes, outras vezes rudes e enérgicas. E há quatro homens que ainda sentem o pulsar de conquistar

o mundo. Bono, correndo pela passa-

rela circular do cenário, movendo-se

como um pugilista insolente, dando saltos, distribuindo socos no ar, ou nos seus demónios, sabe-se lá. A meio do concerto, já não havia dúvidas que

a noite estava ganha.

Interpol animam assistência

Tudo começou pelas 17h30, quando

o público começou a entrar, ordeiro.

Problemas só nos diferentes acessos às portas, com muita gente perdida, sem saber qual o lugar destinado. Lá dentro, ao contrário do que era de esperar, não havia lugares marcados, motivo para mais alguma confusão, quando a hora do concerto se apro- ximava.

FOTOS PAULO PIMENTA A banda entrou ao som de Major Tom de David Bowie
FOTOS PAULO PIMENTA
A banda entrou ao som de Major Tom de David Bowie
Os fãns em delírio cantaram o Elevation em uníssono
Os fãns em delírio cantaram o Elevation em uníssono

Contratempos que se diluíam,

quando a massa humana olhava pa- ra a enorme estrutura de 50m de al- tura e para os ecrãs gigantes e palco circulares, dispostos no meio do es-

tádio, que permitem uma excelente visibilidade de qualquer parte do re- cinto, ao mesmo tempo que atenuam a sensação de distância dos músicos, que os concertos em grandes recintos acarretam. Antes de os quatro irlandeses te- rem subido ao palco, mostraram-se os americanos Interpol, que arran-

caram uma prestação eficiente, ape- sar da frieza com que o seu último álbum homónimo tem sido recebido. Mas continuam a valer-se de algumas canções dos álbuns anteriores (com destaque para o primeiro Turn on the Bright Lights de 2002), o bastante pa- ra animar a assistência, que começou aí a ensaiar com satisfação o número dos telemóveis ligados – o tempo do isqueiro já lá vai. No princípio da década passada os Interpol, ao lado de grupos como os Strokes ou White Stripes, personifi-

caram o regresso do rock aos aconte- cimentos mais relevantes da cultura pop. Imaginou-se que a sua energia

e urgência pudessem abalar a opu-

lência de bandas vindas dos anos 80

como os U2. Nada feito. Depois de nos anos 90 terem parodiado a sociedade de consumo, a indústria do rock e a

si próprios, os U2 adaptaram-se com

facilidade ao novo século, com menos energia, sim, mas ainda assim a sufi-

ciente, aliada a um sentido de espec- táculo grandioso sem par, para deixar

a concorrência a larga distância.

ID: 32136388 03-10-2010 Tiragem: 55364 Pág: 7 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária Área:

ID: 32136388

03-10-2010
03-10-2010

Tiragem: 55364

Pág: 7

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 29,42 x 33,28 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 2 de 3

cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 2 de 3 Há quem tenha vindo de Luanda para os

Há quem tenha vindo de Luanda para os ver

“Para mim, há as outras coisas e depois há os U2. São únicos”

a A t-shirt dos U2 já não lhe serve.

Fernando Teles tem 42 anos, com- prou-a há cerca de 30, numa loja de discos que havia nos Restauradores, em Lisboa. Mandou-a vir da Irlanda, na altura, já era fã da banda. Ontem, quem a vestiu para assistir ao concerto dos U2 em Coimbra foi o filho de 13 anos. “É uma relíquia, não vai haver mais nenhuma assim no concerto”, diz. Enquanto o pai acaba de montar

a tenda no Parque de Campismo de

Coimbra, Ricardo vai à mala do carro buscar a peça de roupa já gasta e ves- te-a. “Fica-te bem, puto”, avalia o pai

que, na realidade, foi quem desafiou os filhos a acampar e ver o concerto “no relvado” do estádio. Por volta das 13h00 de ontem, inú- meros grupos de diferentes partes do país, e até do estrangeiro, instalam- se no parque de campismo. Com os hotéis lotados, a tenda foi a solução de muitos. Marta Arromba, de 33 anos, por exemplo, veio de Luanda até Coimbra só para ver o grupo lide- rado por Bono Vox. Quando comprou os bilhetes, há

cerca de um ano, estava a viver em Lisboa, só que a vida dá voltas e hoje

é chefe de vendas em hotelaria, em

Luanda. Mas lá acabou por arranjar forma de se meter a caminho para ver os dois espectáculos, ontem e hoje,

“Vendo bilhetes a 400 euros, mas são para o colo do Bono”, dizia, ao final
“Vendo bilhetes
a 400 euros, mas
são para o colo
do Bono”, dizia,
ao final da tarde
de ontem, Sérgio
Ramos, que foi
de Lisboa

em Coimbra. Um outro grupo, de 16 pessoas, colocou uma grande faixa en- tre as tendas na qual se lê “Irmandade Comer e Boer”. Em todos os cantos da cidade, ha- via, ontem, gente com mapas na mão, t-shirts dos U2, grupos a entoar músi- cas da banda. Nas paragens dos auto- carros, havia filas para chegar até ao Estádio Cidade de Coimbra. Aí, milha- res de pessoas guardavam vez para entrar assim que as portas abrissem, o que acabou por acontecer às 17h15. Só ontem, eram esperadas cerca de 85 mil pessoas em Coimbra. Nos relva- dos, nos passeios, nos restaurantes e cafés em redor do estádio havia uma multidão de pessoas e um aparato de polícias, seguranças, gente da organi- zação, e mais de 100 camiões pretos da banda. Marta Ferreira, de 32 anos, não perderia os espectáculos por na- da: “Para mim, há as outras coisas e depois há os U2. São únicos. No fim dos concertos, estou sempre muito, muito, muito feliz”, diz. Às 15h00, ainda havia fila à porta da Worten do CoimbraShopping para comprar bilhetes. Maia Caetano, de 44 anos, de Pi- nhel, distrito da Guarda, está acom-

panhado pelos dois filhos, de 10 e 18 anos. Já esgotaram os bilhetes de 34 euros para o primeiro dia do concer- to. Os que restam custam 127 euros e Maia Caetano não quer dar tanto di- nheiro. A solução é comprar para o segundo dia. “Vou ligar à tua mãe”,

diz. A mulher não acha piada à ideia de ficarem para o segundo dia do con- certo e regressarem de madrugada a Pinhel. Segunda-feira é dia de escola e de trabalho. O pai desliga o telefo- ne, pondera e anuncia: “Vá, é só uma vez que é festa”. Se, quando chegar

a vez deles, ainda houver entradas a 34 euros, eles vão. Ao final da tarde, Sérgio Ramos, de Lisboa, ainda pro- curava vender bilhetes para a Red Zo- ne, a mais próxima do palco. “Vendo bilhetes a 400 euros, mas são para o colo do Bono”, diz. A passagem dos U2

por Coimbra está também a agitar as redes sociais. No Facebook, há cida- dãos de Coimbra que questionam o apoio de 200 mil euros que a empresa municipal Turismo de Coimbra deu à promotora Ritmos & Blues. André Jegundo e Maria João Lopes

ID: 32136388 03-10-2010 Tiragem: 55364 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária Área:

ID: 32136388

03-10-2010
03-10-2010

Tiragem: 55364

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 23,52 x 20,20 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 3 de 3

cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 3 de 3 U2 em Coimbra Os tempos estão austeros, mas
U2 em Coimbra Os tempos estão austeros, mas foi tudo à grande PAULO PIMENTA
U2 em Coimbra Os tempos estão austeros, mas foi tudo à grande
PAULO PIMENTA

a Canções épicas num cenário de grandiosidade tecnológica, perante uma multidão de 42 mil pessoas ávida de novas sensações. Os tempos são de

austeridade, mas ontem foi tudo

à grande no Estádio Municipal

de Coimbra, onde os U2 deram

o primeiro dos dois concertos

em Portugal da digressão 360º.

Foram mais de duas horas de

um concerto em que os U2 entraram em palco ao som de

Major Tom, de David Bowie. Pela “garra” passaram clássicos como

Beautiful day e I will follow. Bono mostrou saber que Coimbra é uma cidade , mas disse que os músicos da banda nunca foram à universidade. c Páginas 6/7

A21

A21 "Para mim, há as outras coisas e depois há os U2. São únicos" Tipo Meio:

"Para mim, há as outras coisas e depois há os U2. São únicos"

Tipo Meio:

Internet

Data Publicação:

03-10-2010

Meio:

Público Online

URL:

http://jornal.publico.pt/noticia/03-10-2010/para-mim-ha-as-outras-coisas-e-depois-ha-

os-u2-sao-unicos-20331383.htm

Há quem tenha vindo de Luanda para os ver

A t-shirt dos U2 já não lhe serve. Fernando Teles tem 42 anos, comprou-a há cerca de 30, numa loja

de discos que havia nos Restauradores, em Lisboa. Mandou-a vir da Irlanda, na altura, já era fã da

banda. Ontem, quem a vestiu para assistir ao concerto dos U2 em Coimbra foi o filho de 13 anos. "É

uma relíquia, não vai haver mais nenhuma assim no concerto", diz. Enquanto o pai acaba de montar a

tenda no Parque de Campismo de Coimbra, Ricardo vai à mala do carro buscar a peça de roupa já

gasta e veste-a. "Fica-te bem, puto", avalia o pai que, na realidade, foi quem desafiou os filhos a

acampar e ver o concerto "no relvado" do estádio.

Por volta das 13h00 de ontem, inúmeros grupos de diferentes partes do país, e até do estrangeiro,

instalam-se no parque de campismo. Com os hotéis lotados, a tenda foi a solução de muitos. Marta

Arromba, de 33 anos, por exemplo, veio de Luanda até Coimbra só para ver o grupo liderado por Bono

Vox.

Quando comprou os bilhetes, há cerca de um ano, estava a viver em Lisboa, só que a vida dá voltas e

hoje é chefe de vendas em hotelaria, em Luanda. Mas lá acabou por arranjar forma de se meter a

caminho para ver os dois espectáculos, ontem e hoje, em Coimbra. Um outro grupo, de 16 pessoas,

colocou uma grande faixa entre as tendas na qual se lê "Irmandade Comer e Boer".

Em todos os cantos da cidade, havia, ontem, gente com mapas na mão, t-shirts dos U2, grupos a

entoar músicas da banda. Nas paragens dos autocarros, havia filas para chegar até ao Estádio Cidade

de Coimbra. Aí, milhares de pessoas guardavam vez para entrar assim que as portas abrissem, o que

acabou por acontecer às 17h15.

Só ontem, eram esperadas cerca de 85 mil pessoas em Coimbra. Nos relvados, nos passeios, nos

restaurantes e cafés em redor do estádio havia uma multidão de pessoas e um aparato de polícias,

seguranças, gente da organização, e mais de 100 camiões pretos da banda. Marta Ferreira, de 32

anos, não perderia os espectáculos por nada: "Para mim, há as outras coisas e depois há os U2. São

únicos. No fim dos concertos, estou sempre muito, muito, muito feliz", diz. Às 15h00, ainda havia fila

à porta da Worten do CoimbraShopping para comprar bilhetes. Maia Caetano, de 44 anos, de

à porta da Worten do CoimbraShopping para comprar bilhetes.

Maia Caetano, de 44 anos, de Pinhel, distrito da Guarda, está acompanhado pelos dois filhos, de 10 e

18 anos. Já esgotaram os bilhetes de 34 euros para o primeiro dia do concerto. Os que restam custam

127 euros e Maia Caetano não quer dar tanto dinheiro. A solução é comprar para o segundo dia. "Vou

ligar à tua mãe", diz. A mulher não acha piada à ideia de ficarem para o segundo dia do concerto e

regressarem de madrugada a Pinhel. Segunda-feira é dia de escola e de trabalho. O pai desliga o

telefone, pondera e anuncia: "Vá, é só uma vez que é festa". Se, quando chegar a vez deles, ainda

houver entradas a 34 euros, eles vão. Ao final da tarde, Sérgio Ramos, de Lisboa, ainda procurava

vender bilhetes para a Red Zone, a mais próxima do palco. "Vendo bilhetes a 400 euros, mas são para

o colo do Bono", diz. A passagem dos U2 por Coimbra está também a agitar as redes sociais. No

Facebook, há cidadãos de Coimbra que questionam o apoio de 200 mil euros que a empresa municipal

Turismo de Coimbra deu à promotora Ritmos & Blues. André Jegundo e Maria João Lopes

A23

A23 ID: 32143591 03-10-2010 Meio: SIC Notícias - Jornal das Sete Duração: 00:02:31 Hora de emissão:

ID: 32143591

03-10-2010
03-10-2010
A23 ID: 32143591 03-10-2010 Meio: SIC Notícias - Jornal das Sete Duração: 00:02:31 Hora de emissão:

Meio:

SIC Notícias - Jornal das Sete

Duração:

00:02:31

Hora

de emissão: 19:47:00

Casados pelos U2

Hoje é dia do segundo concerto dos U2 e um casal de fãs escolheu casar com a benção da banda

irlandesa. Comentários de Ana Rosa Besteiro, noiva.

A24 ID: 32133102 Diário de Coimbra 02-10-2010 Tiragem: 10938 Pág: 7 País: Portugal Cores: Cor

A24

ID: 32133102

Diário de Coimbra

02-10-2010

Tiragem: 10938

Pág: 7

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 3,83 x 12,43 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 1

FUN ZONE CONTINENTE 360 Na Praça da Canção fun- ciona até segunda-feira a Fun Zone Continente 360, uma iniciativa da Turismo de Coimbra e da Feelings 4 All, que surge com o objec- tivo de servir como espaço de apoio a todos aqueles que vêm assistir aos con- certos dos U2, assumindo- se, ao mesmo tempo, como um complemento de ani- mação. O espaço abre às 10h00 com a projecção dos concertos U2 360º at Rose Bowl; U2 – Rattle and Hum; U2 – Go Home: Live from Slane Castle, Ireland; Zoo TV: Live from Sydney; Pop- mart Live from Mexico City, entre outros. Às 23h30 começa o concerto do gru- po de Coimbra San’Tiago – Sons da Alma; 0h30, espectáculo de tributo aos U2 com a banda “Decibel Zero”, de Penela. A partir das 3h00, a animação está cargo de um DJ.

tributo aos U2 com a banda “Decibel Zero”, de Penela. A partir das 3h00, a animação

A25

A25 Coimbra em mega-operação para receber "85 mil pessoas" no fim-de-semana Tipo Meio: Internet Data

Coimbra em mega-operação para receber "85 mil pessoas" no fim-de-semana

Tipo Meio:

Internet

Data Publicação:

01-10-2010

Meio:

Cabra.net

Jornalistas:

Cátia Costa

URL: http://www.acabra.net/artigos/coimbra-em-mega-operao-para-receber-85-mil-pessoas- no-fim-de-semana

Sexta, 01 de Outubro de 2010

por

A cidade espera há mais de um ano pela chegada dos U2. Durante o fim-de-semana, Coimbra oferece

dois concertos, a Fun Zone 360ª e "a possibilidade de passar uns dias diferentes", diz Luís Alcoforado,

presidente do Turismo de Coimbra

Cátia Costa

A26 ID: 32120013 Despertar (O) 01-10-2010 Tiragem: 14000 Pág: 8 País: Portugal Cores: Cor Period.:

A26

ID: 32120013

Despertar (O)

01-10-2010

Tiragem: 14000

Pág: 8

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Semanal

Área: 28,13 x 37,11 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 2

Cores: Cor Period.: Semanal Área: 28,13 x 37,11 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 2 Página
Página 26
Página 26
ID: 32120013 Despertar (O) 01-10-2010 Tiragem: 14000 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32120013

Despertar (O)

01-10-2010

Tiragem: 14000

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Semanal

Área: 18,13 x 18,61 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 2 de 2

Cores: Cor Period.: Semanal Área: 18,13 x 18,61 cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 2 Página
Cores: Cor Period.: Semanal Área: 18,13 x 18,61 cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 2 Página
A28 ID: 32116234 Diário As Beiras 01-10-2010 Tiragem: 12000 Pág: 2 País: Portugal Cores: Cor

A28

ID: 32116234

Diário As Beiras

01-10-2010

Tiragem: 12000

Pág: 2

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 22,23 x 36,29 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 3

22,23 x 36,29 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 3 Veja o vídeo DB-Luís Carregã POLÉMICA
Veja o vídeo DB-Luís Carregã
Veja o vídeo
DB-Luís Carregã

POLÉMICA

Produtora dá mais do que recebe

Gonçalo Lobo Xavier e Álvaro Ramos contestam críticas feitas à Turismo de Coimbra

.António Alves

antonio.alves@asbeiras.pt

O administrador da Turis- mo de Coimbra, Gonçalo Lo- bo Xavier, disse ontem que a empresa municipal continu- ará a apoiar a realização de espetáculos que “tragam re- torno para a cidade”. Ques- tionado sobre a polémica do apoio de 200 mil euros para estes concertos, o responsá- vel disse desconhecer as críti- cas dos músicos de Coimbra,

realçando que a verba usada

é

“superior ao investimen-

O administrador diz

horas levou a que a Ritmos &

serviu para realizar algumas

to

da empresa municipal”.

que, feitas as contas, o va-

Blues não tenha sido obriga-

benfeitorias no estádio e na

O

novo relvado e as obras no

lor da fatura a pagar pe-

do a gastar dinheiro em pu-

cidade e que o seu retorno,

estádio, que permitirão a en-

la Ritmos&Blues “será su-

blicidade.

em termos económicos, pa- ra a cidade e para a região é “20 vezes superior ao investi- mento realizado”. Quanto à empresa pro- dutora, Álvaro Ramos reve- lou que o protocolo assina- do entre a Ritmos&Blues e a Turismo de Coimbra per- mitirá que sejam realizadas duas benfeitorias cujo custo

trada de veículos pesados no recinto, serão pagas “por nós [produtora]”. Necessidades que, como frisou Álvaro Ramos, “não eramos obrigados a reali- zar”. “Quisemos, desta for- ma, minimizar o mais possí- vel a pouca comodidade que teríamos de fazer nos outros concertos”, disse.

perior ao que a Turismo de Coimbra eventualmente te- nhamos recebido”. Por outro lado, o produtor revelou que a parceria esta- belecida previa a divulgação da marca Coimbra “junto a um nome global como são os U2”. O facto dos bilhetes para os dois espetáculos te- rem esgotado em apenas sete

Aliás, Álvaro Ramos disse que “se tal não tivesse aconte- cido, Coimbra não teria sido falada como foi pelos órgãos de comunicação social a ní- vel nacional e internacional. Por outro lado, Coimbra de- ve orgulhar-se por ser uma das poucas cidades na Euro- pa que receberam dois con- certos dos U2”.

SEGURANÇA

Maior operação de sempre

COMÉRCIO

Lojas podem estar abertas

O concerto dos U2 vai ficar na his- tória da cidade e do país. Segundo o promotor Álvaro Ramos, está monta- da “a maior operação de segurança e emergência médica que alguma vez foi feita para um evento do género”. E precisou: “mais que o futebol, mais que no Euro’2004”. O administrador da empresa Ritmos & Blues explicou que o facto do evento durar dois dias obrigou a que o número de elementos envolvidos seja a dobrar. De acordo com a organização, no recinto e nas áreas envolventes, a ope-

ração envolve 1.500 pessoas entre Po- lícia de Segurança Pública, Polícia Municipal e empresas de seguran- ça privada. O dispositivo de saúde e cuidados médicos estará a cargo da Cruz Vermelha com seis ambu- lâncias de socorro, 150 efectivos, 32 equipas no terreno e quatro postos de suporte avançado de vida (em coope- ração com a empresa Luramed). Ao mesmo tempo, será colocado à dispo- sição dos visitantes bengaleiros para depositar objetos que não possam ser levados para o interior do estádio.

O perímetro de segurança vai impe- dir o acesso livre a lojas do recinto, só acessíveis aos portadores de bilhetes para os dois concertos. “As lojas vão poder estar abertas para as pessoas que vão estar no estádio. Num sábado ou domingo há lojas que estão aber- tas, outras fechadas por natureza, o que pedimos às pessoas é que pos- sam abrir para os utentes dos concer- tos”, disse Álvaro Ramos. O produtor desmentiu que al- guém tenha proposto a algum lojis- ta o encerramento da loja. “Foi dito,

isso sim, que os residentes em redor do estádio não podem entrar no perí-

metro de segurança”, afirmou. Apon- tou o caso da proprietária de uma lavandaria “que faz serviço em hotéis”

e pretende trabalhar normalmente e

vai fazê-lo. “Às pessoas que querem

e precisam de trabalhar vamos pas-

sar credenciais para terem acesso aos próprios espaços”, garantiu. O administrador da Ritmos & Blues disse ser expetável que a “maio- ria” dos residentes em redor do está- dio vá “fugir da confusão”.

Página 28

ID: 32116234 Diário As Beiras 01-10-2010 Tiragem: 12000 Pág: 3 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32116234

Diário As Beiras

01-10-2010

Tiragem: 12000

Pág: 3

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 22,50 x 34,73 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 2 de 3

22,50 x 34,73 cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 3 Parque Dolce Vita fechado Sábado e
Parque Dolce Vita fechado Sábado e Domingo 8 1 . 2A 7B 2B 7A 3B
Parque Dolce Vita fechado
Sábado e Domingo
8
1 .
2A
7B
2B
7A
3B
6B
4A
5B
3A
6A
4B
5A
.
.
.
.
.
.
.
.

SEXTA FEIRA, DIA 1 DE OUTUBRO (apenas entre as 10H00 e as 22H00) SEXTA FEIRA, DIA 1 DE OUTUBRO Rua General Humberto Delgado - interdita circulação entre Rua Brotero Rua General Humberto Delgado - interdita circulação entre Rua Brotero e Rua D. Manuel I Rua Brotero - sentido alterado, circulação no sentido descendente Rua Júlio Dinis - sentido alterado, passando a circulação a ser feita no sentido ascendente Rua do Brasil - interdita viragem para a Rua dos Combatentes, para quem circule nos dois sentidos

SÁBADO, DIA 2 E DOMINGO, DIA 3 DE OUTUBRO (perímetro de segurança) SÁBADO, DIA 2 E DOMINGO, DIA 3 DE OUTUBRO Rua do Brasil, Rua General Humberto Delgado, Rua do Brasil, Rua General Humberto Delgado, Rua dos Combatentes, Azinhaga dos Alpões, Rua Brotero, Rua D. João III, Rua D. Manuel I, Rua do Estádio, Rua Infanta D. Maria, Rua do Teodoro, Rua Júlio Dinis, Viaduto do Calhabé, Rua Jorge Anjinho (até à Rotunda das Palmeiras), Rua D. João Ra- mos, Rua Feliciano Castilho, Rua Afonso Duarte, Rua General Martins de Carvalho, Rua Tomé Rodrigues Sobral, Rua Monsenhor Nunes Pereira, Tra- vessa da Fonte, Rua da Fonte da Cheira, Ladeira do Seminário e Ladeira das Alpenduradas

da Cheira, Ladeira do Seminário e Ladeira das Alpenduradas PRIMEIRO POSTO DE CONTROLO DE ENTRADAS Rua

PRIMEIRO POSTO DE CONTROLO DE ENTRADAS Rua D. Manuel I Rua D. João III Praça 25 de Abril Rua Jorge Anjinho

VISITANTES

BILHETES

7.500 lugares de estacionamento

Os visitantes que se desloquem de carro para a cidade vão dispor de cerca de 7.500 lugares de estacionamento gratuito. Ao to- do, são nove as zonas de estacionamento devidamente sinalizadas e identificadas. Os parques ficam localizados entre a es- tação de Coimbra-B, Rua do Padrão e Ca- sa do Sal, sob o IC2 (Avenida Cidade de Aeminium), Parque Verde do Mondego, Planalto de Santa Clara e Guarda Inglesa, Convento de S. Francisco e Estádio Uni- versitário, Parque Verde (margem esquer- da), Lages e Vale das Flores. Por cada uma

das referidas zonas de estacionamento vão passar autocarros dos SMTUC que farão, em circuito especial, o trajeto pa- ra o Estádio. Os SMTUC, para além das linhas nor- mais da rede urbana, vão ter a operar três

A organização está a ser- confrontada com casos invulgares como o de um casal que se separou após adquirir os ingressos e aca- bou em tribunal a discutir a titularidade das entradas. “O homem defende que os bilhe-

circuitos especiais durante a tarde e noite de sábado e domingo. O circuito 1 e 2 fará

a

ligaão entre Coimbra-B e o estádio, com

tes lhe pertencem. Alega que

o

primeiro a fazer a ligação via Arnado.

foi ele que esteve na fila para os comprar”, disse fonte da produtora.

Quanto ao circuito 3, ligará Santa Clara ao recinto do espetáculo. O bilhete de ida

e

volta custa três euros.

Outro caso envolve tam- bém um casal, igualmente

Alguns casos invulgares

desavindo depois da compra dos bilhetes com lugar mar- cado e que recusam agora sentar-se ao lado um do ou- tro no estádio. Na conferência de impren- sa, o produtor Álvaro Ramos referiu que “temos histórias giríssimas de pessoas que compraram o bilhete e agora

estão grávidas. Outros com- praram [acessos] de deficien- tes e já não são. Outros não

eram e passaram a ser”.

Página 29

ID: 32116234 Diário As Beiras 01-10-2010 Tiragem: 12000 Pág: 1 País: Portugal Cores: Preto e

ID: 32116234

Diário As Beiras

01-10-2010

Tiragem: 12000

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Preto e Branco

Period.: Diária

Área: 4,80 x 3,71 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 3 de 3

CoimbraApoio de 200 mil euros ao concerto dos U2 éparabenfeitorias

> p. 2 e 3

Regional Corte: 3 de 3 Coimbra Apoio de 200 mil euros ao concerto dos U2 éparabenfeitorias

D.R.

D.R. A31 ID: 32117894 Diário de Coimbra 01-10-2010 | Festas Tiragem: 10938 Pág: 2 País: Portugal

A31

ID: 32117894

Diário de Coimbra

01-10-2010 | Festas

Tiragem: 10938

Pág: 2

País: Portugal

Cores: Preto e Branco

Period.: Ocasional

Área: 12,65 x 30,87 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 2

12,65 x 30,87 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 2 In The Name of… U2 Está

In The Name of… U2

Está tudo a postos. Um ano depois de mais de 80 mil pessoas terem comprados bilhetes, chegou a hora da 360 o ºTour dar a volta no Estádio Cidade de Combra

da 360 o ºTour dar a volta no Estádio Cidade de Combra U2 TÊM esgotados recintos

U2 TÊM esgotados recintos com a 360º Tour

Patrícia Isabel Silva

lhões de euros, um valor que ultrapassa mais de metade da receita de bilheteira, que ronda os seis milhões.

O palco já está montado. Durante a última semana, cerca de 200 pessoas levantaram a estrutura – “The Claw” (A Gar- ra), transportada por mais de 170 camiões, que vieram de Bruxe- las. No topo da estrutura de 190

toneladas,criadaporWillieWil-

liams, está um ecrã gigante que faz 360 0 , sendo que cada uma das “patas” requer o uso de alta

pressão e inovadores sistemas

hidráulicos.Porbaixo,ficaopal-

co, rodeado por uma passadeira circular, onde a banda actuará rodeada de pessoas por todos os lados, com alguns lugares privi- legiados, que permitem uma proximidade pouco habitual entre os artistas e o público. Com custos diários de produ- ção na ordem dos 750 mil dóla- res, a 360 0 Tour arrancou a 30 de Junho de 2009, em Barcelona e está na estrada até ao Verão de 2011. Nas duas primeiras man-

É já a mais vista e mais rentá- vel digressão de todos os tem- pos. A 360 0 Tour está a chegar a Coimbra para duas noites que prometem ser memoráveis. “Beautiful Day”, “Magnificent”, “Mysterious Ways”, “I’m Still Haven’t Found What I’m Looking For”, “Whit or Whitout You” ou “Miss Sarajevo” têm sido temas escutados nos palcos do mundo, mas em cada concer- to, os U2, conseguem brindar o públicocomsurpresas. Em San Sebastian, Espanha, a banda brindou os espectadores com “Spanish Eyes”, escrito durante as sessões de “The Jos- hua Tree”, em 1987, e que na pre- sente digressão ainda não tinha sido apresentado. Em Bruxelas, ouviu-se “Bad”. Os fãs pergun- tam-se o que poderá acontecer em Coimbra no concerto pro- movido pela Ritmos e Blues, em parceria com a empresa Turis- mo de Coimbra, que renderá à banda de Dublin quatro mi-

gas da digressão, durante o ano de 2009, foram vendidos mais de três milhões de bilhetes e alcançada uma receita superior a 300 milhões de euros. Em Portugal, a venda de bilhetes foi sinónimo de horas de espera nas filas, com os dois concertos a esgotarem em pou- cas horas. Nos últimos dias, a Ritmos e Blues colocou à venda mais mil bilhetes, que, inicial- mente, estavam destinados à banda, conforme o estipulado no contrato. Ao que tudo indica, os U2 deverão escolher uma unidade hoteleira do Porto para passar a noite de sábado para domingo, seguindo viagem no dia seguin- te. Se os artistas são conhecidos pelas excentricidades, Larry Mullen, The Edge, Adam Clayton e Bono serão algumas das excepções, pelo menos, à produtora não chegou qualquer pedido especial, o que também se pode justificar pelo facto da banda viajar com todos os seus camarins. l

Página 31

D.R.

D.R. ID: 32117894 Diário de Coimbra 01-10-2010 | Festas Tiragem: 10938 Pág: 1 País: Portugal Cores:

ID: 32117894

Diário de Coimbra

01-10-2010 | Festas

Tiragem: 10938

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Ocasional

Área: 25,02 x 17,19 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 2 de 2

25,02 x 17,19 cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 2 Coimbra à espera dos U2 Está

Coimbra à espera dos U2

Regional Corte: 2 de 2 Coimbra à espera dos U2 Está tudo a postos para os

Está tudo a postos para os espectáculos mais aguardados do ano. A estrutura do palco – “The” Claw (A Garra) – está montada, contam-se os minutos para duas noites que prometem ser memoráveis no Estádio Cidade de Coimbra. Depois de uma actuação em Vilar de Mouros em 1982 e três em Lisboa, os U2 regressam a Portugal, com 360. o Tour

A33 ID: 32117538 Diário de Leiria 01-10-2010 Tiragem: 3722 Pág: 20 País: Portugal Cores: Preto

A33

ID: 32117538

Diário de Leiria

01-10-2010

Tiragem: 3722

Pág: 20

País: Portugal

Cores: Preto e Branco

Period.: Diária

Área: 12,45 x 26,04 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 2

12,45 x 26,04 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 2 U2 actuam amanhã e domingo em

U2 actuam amanhã e domingo em Coimbra

Concertos fazem afluir a Coimbra milhares de fãs da banda irlandesa, que actuará num palco rodeado de público por todos dos lados

CARLOS ARAÚJO
CARLOS ARAÚJO

MÚSICA Complexo processo de montagem do palco fica hoje concluído

Os U2 vão dar, pela primeira, dois espectáculos seguidos em Portugal, sendo Coimbra, este fim-de-semana, palco do duplo concerto, no qual a banda irlan- desa dá a conhecer o mais recente álbum-'NoLineHorizon'. Os espectáculos, promovidos pela Ritmos & Blues em parceria com a Turismo de Coimbra, são os últimos em solo europeu da tournée 360 o World Tour, e têm a particularidade de aproximar os fãs do palco, uma vez que a sua estrutura, em forma de aranha, fará do palco uma ilha rodeada de público por todos os lados. O complexo processo de insta- lação do palco, iniciado na passa- da segunda-feira, ficará hoje con- cluído, e também a partir de hoje, a circulação automóvel das ime- diações do Estádio Cidade de Coimbra será alvo de fortes con- dicionamentos, com o corte ao trânsito de várias artérias e alte- ração de sentido noutras. Por esse facto, a câmara de

Coimbra, em articulação com outrosserviçosmunicipais,criou uma rota suplementar nos tran- sportes públicos, que além dos percursos habituais, vão operar, amanhã e domingo, outros três circuitos especiais (desde Santa Clara e da estação de Coimbra-B.) Em simultâneo, foram criadas nove zonas de estacionamento, devidamente sinalizadas e iden- tificadas com denominação de Z1 a Z9, que vão permitir o estacio- namento de veículos, aliviando, assim, o trânsito no sentido do Estádio Cidade de Coimbra e facilitando a acessibilidade do

público até ao local do concerto.

Porcadaumadasreferidaszo-

nas de estacionamento irão pas- sar autocarros dos Serviços Mu- nicipalizados de Transportes Ur- banos de Coimbra, que farão, em

circuito especial, o trajecto para o estádio. No final do concerto, en- tre as 00h00 e as 02h00, o auto-

carrofaráosentidoinverso,tran-

sportando as pessoas até aos par-

ques de estacionamento. O bilhe- te de ida e volta custa 3 euros.

Fun Zone na Praça da Canção Para os que não conseguiram o tão almejado bilhete para os con- certos, ou então para os mais acérrimos fãs da banda de Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr, começa hoje a funcio- nar, na Praça da Canção, junto à margem esquerda do rio Monde- go, a 'Fun Zone Continente 360', uma iniciativa da Turismo de Coimbra e da Feelings 4 All. Surge com o objectivo de servir como espaço de apoio a todos aqueles que vão assistir aos con- certos dos U2, assumindo-se, ao mesmo tempo, como um com- plemento de animação. A Fun Zone é composta por seisáreasdistintas-Restauração, Concertos, Multimédia, Chill- out, Merchandising e Solidária. Na área exterior, estarão mais três bares, cinco stands de bebi- dasetrêsrestaurantes.l

Página 33

ID: 32117538 Diário de Leiria 01-10-2010 Tiragem: 3722 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32117538

Diário de Leiria

01-10-2010

Tiragem: 3722

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 4,32 x 2,40 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 2 de 2

COIMBRA MONTA MEGA OPERAÇÃO PARA RECEBER OS U2

CULTURA

P20

cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 2 COIMBRA MONTA MEGA OPERAÇÃO PARA RECEBER OS U2 CULTURA

A35

U2 actuam amanhã e domingo em Coimbra

A35 U2 actuam amanhã e domingo em Coimbra Tipo Meio: Internet Data Publicação: 01-10-2010 Meio: Diário

Tipo Meio:

Internet

Data Publicação:

01-10-2010

Meio:

Diário de Leiria.pt

URL:

http://www.diarioleiria.pt/21795.htm

 

Os U2 vão dar, pela primeira, dois espectáculos seguidos em Portugal, sendo Coimbra, este fim-de-

semana, palco do duplo concerto, no qual a banda irlandesa dá a conhecer o mais recente álbum - 'No

Line Horizon'.

Os espectáculos, promovidos pela Ritmos & Blues em parceria com a Turismo de Coimbra, são os

últimos em solo europeu da tournée 360o World Tour, e têm a particularidade de aproximar os fãs do

palco, uma vez que a sua estrutura, em forma de aranha, fará do palco uma ilha rodeada de público

por todos os lados.

O complexo processo de instalação do palco, iniciado na passada segunda-feira, ficará hoje concluído,

e também a partir de hoje, a circulação automóvel das imediações do Estádio Cidade de Coimbra será

alvo de fortes condicionamentos, com o corte ao trânsito de várias artérias e alteração de sentido

noutras.

Por esse facto, a câmara de Coimbra, em articulação com outros serviços municipais, criou uma rota

suplementar nos transportes públicos, que além dos percursos habituais, vão operar, amanhã e

domingo, outros três circuitos especiais (desde Santa Clara e da estação de Coimbra-B.)

Em simultâneo, foram criadas nove zonas de estacionamento, devidamente sinalizadas e identificadas

com denominação de Z1 a Z9, que vão permitir o estacionamento de veículos, aliviando, assim, o

trânsito no sentido do Estádio Cidade de Coimbra e facilitando a acessibilidade do público até ao local

do concerto.

Por cada uma das referidas zonas de estacionamento irão passar autocarros dos Serviços

Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra, que farão, em circuito especial, o trajecto para o

estádio. No final do concerto, entre as 00h00 e as 02h00, o autocarro fará o sentido inverso,

transportando as pessoas até aos parques de estacionamento. O bilhete de ida e volta custa 3 euros.

Fun Zone na Praça da Canção

Para os que não conseguiram o tão almejado bilhete para os concertos, ou então para

Para os que não conseguiram o tão almejado bilhete para os concertos, ou então para os mais

acérrimos fãs da banda de Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr, começa hoje a funcionar,

na Praça da Canção, junto à margem esquerda do rio Mondego, a 'Fun Zone Continente 360', uma

iniciativa da Turismo de Coimbra e da Feelings 4 All.

Surge com o objectivo de servir como espaço de apoio a todos aqueles que vão assistir aos concertos

dos U2, assumindo-se, ao mesmo tempo, como um complemento de animação.

A Fun Zone é composta por seis áreas distintas - Restauração, Concertos, Multimédia, Chill-out,

Merchandising e Solidária.

Na área exterior, estarão mais três bares, cinco stands de bebidas e três restaurantes.

A37 ID: 32113794 01-10-2010 Tiragem: 184677 Pág: 26 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária

A37

ID: 32113794

01-10-2010
01-10-2010

Tiragem: 184677

Pág: 26

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 27,04 x 33,95 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 1 de 3

Cor Period.: Diária Área: 27,04 x 33,95 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 1 de 3 Página
Cor Period.: Diária Área: 27,04 x 33,95 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 1 de 3 Página
ID: 32113794 01-10-2010 Tiragem: 184677 Pág: 27 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária Área:

ID: 32113794

01-10-2010
01-10-2010

Tiragem: 184677

Pág: 27

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 16,58 x 34,66 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 2 de 3

Cor Period.: Diária Área: 16,58 x 34,66 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 2 de 3 Página
Cor Period.: Diária Área: 16,58 x 34,66 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 2 de 3 Página

Página 38

ID: 32113794 01-10-2010 Tiragem: 184677 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária Área:

ID: 32113794

01-10-2010
01-10-2010

Tiragem: 184677

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 6,31 x 1,51 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 3 de 3

Cor Period.: Diária Área: 6,31 x 1,51 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 3 de 3 Página
Cor Period.: Diária Área: 6,31 x 1,51 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 3 de 3 Página
A40 ID: 32110761 01-10-2010 Tiragem: 46774 Pág: 52 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária

A40

ID: 32110761

01-10-2010
01-10-2010

Tiragem: 46774

Pág: 52

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 26,62 x 31,73 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 1 de 3

Cor Period.: Diária Área: 26,62 x 31,73 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 1 de 3 Página
Cor Period.: Diária Área: 26,62 x 31,73 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 1 de 3 Página
ID: 32110761 01-10-2010 Tiragem: 46774 Pág: 53 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária Área:

ID: 32110761

01-10-2010
01-10-2010

Tiragem: 46774

Pág: 53

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 26,60 x 32,02 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 2 de 3

Cor Period.: Diária Área: 26,60 x 32,02 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 2 de 3 Página
Cor Period.: Diária Área: 26,60 x 32,02 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 2 de 3 Página
ID: 32110761 01-10-2010 Tiragem: 46774 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.: Diária Área:

ID: 32110761

01-10-2010
01-10-2010

Tiragem: 46774

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 7,86 x 22,87 cm²

Âmbito: Informação Geral

Corte: 3 de 3

Cor Period.: Diária Área: 7,86 x 22,87 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 3 de 3 Página
Cor Period.: Diária Área: 7,86 x 22,87 cm² Âmbito: Informação Geral Corte: 3 de 3 Página

A43

A43 ID: 32124100 01-10-2010 Meio: Antena 1 - Portugal em Directo Duração: 00:44:44 Hora de emissão:

ID: 32124100

01-10-2010
01-10-2010
A43 ID: 32124100 01-10-2010 Meio: Antena 1 - Portugal em Directo Duração: 00:44:44 Hora de emissão:

Meio:

Antena 1 - Portugal em Directo

Duração:

00:44:44

Hora

de emissão: 13:07:00

Dia Mundial da Música

No Dia Mundial da Música, vamos conhecer uma série de novos projectos na região centro pela voz

dos próprios protagonistas. Preparativos para o concerto dos U2. Conversa com o rapper MC Rose, de

Ana Maria Antunes do Hotel Meliá, de Ana Portela da CP, de João Barbosa de Melo, Vice-presidente de

Coimbra, do Padre Pedro Miranda, de Paul da Silva, músico, do maestro Artur Pinho Maria, director

artístico da Orquestra Clássica do Centro, de Lourenço Leitão, de Guilherme Moreira, da Discoteca

Stradivarius, de Fernando Meireles, construtor de instrumentos, de Gonçalo Lobo Xavier da Coimbra

Turismo, de Ricardo Pinto, de João Nazário director-adjunto do Jornal de Leiria, de Manuel Rocha

director do Conservatório de Música de Coimbra, de João Moreira, de Joana David, de Paulo Gomes

director do conservatório de Música do Dão, Luís Fernandes da D'Orpheu, e de Alexandre Cortesão,

Presidente da Associação Cultural Coimbra Menina e Moça e da Associação Cultural Guitarras de

Coimbra.

A44

COIMBRA: U2 actuam amanhã e domingo

A44 COIMBRA: U2 actuam amanhã e domingo Tipo Meio: Internet Data Publicação: 01-10-2010 Meio: Rádio 94

Tipo Meio:

Internet

Data Publicação:

01-10-2010

Meio:

Rádio 94 FM.pt

URL:

http://www.radio94fm.pt/index.php?option=news&news=8441&type=3

Pela primeira vez, os U2 vão dar dois concertos seguidos, em Portugal.

Os espectáculos, promovidos pela Ritmos & Blues em parceria com a Turismo de Coimbra, são os

últimos em solo europeu da tournée 360o World Tour, e têm a particularidade de aproximar os fãs do

palco, uma vez que a sua estrutura, em forma de aranha, fará do palco uma ilha rodeada de público

por todos os lados.

Um concerto que vai levar milhares de fãs ao Estádio de Coimbra, o que vai provocar grandes

condicionamentos de trânsito.

A partir de hoje a circulação automóvel das imediações do Estádio Cidade de Coimbra será alvo de

fortes condicionamentos, com o corte ao trânsito de várias artérias e alteração de sentido noutras.

Por esse facto, a câmara de Coimbra, em articulação com outros serviços municipais, criou uma rota

suplementar nos transportes públicos, que além dos percursos habituais, vão operar, amanhã e

domingo, outros três circuitos especiais (desde Santa Clara e da estação de Coimbra-B.)

Em simultâneo, foram criadas nove zonas de estacionamento, devidamente sinalizadas e identificadas

com denominação de Z1 a Z9. O transporte até ao local do concerto será feito por autocarros.

2010-10-01

A45

A45 ID: 32124099 01-10-2010 Meio: RTP 1 - Jornal da Tarde Duração: 00:02:28 Hora de emissão:

ID: 32124099

01-10-2010
01-10-2010
A45 ID: 32124099 01-10-2010 Meio: RTP 1 - Jornal da Tarde Duração: 00:02:28 Hora de emissão:

Meio:

RTP 1 - Jornal da Tarde

Duração:

00:02:28

Hora

de emissão: 14:08:00

Concerto dos U2

Vários músicos de coimbra questionam os 200 mil Euros que foram pagos à promotora dos concertos

dos U2

A46 ID: 32117399 Diário de Viseu 01-10-2010 Tiragem: 2327 Pág: 16 País: Portugal Cores: Cor

A46

ID: 32117399

Diário de Viseu

01-10-2010

Tiragem: 2327

Pág: 16

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 16,45 x 30,43 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 2

16,45 x 30,43 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 2 U2 actuam amanhã e domingo em

U2 actuam amanhã e domingo em Coimbra

Concertos, cujos bilhetes estão esgotados há um ano, fazem afluir a Coimbra milhares de fãs da banda irlandesa, que actuará num palco rodeado de público por todos dos lados

Os U2 vão dar, pela primeira, dois espectáculos seguidos em Portugal, sendo Coimbra, este fim-de-semana, palco do duplo concerto, no qual a banda irlan- desa dá a conhecer o mais recente álbum–‘NoLineHorizon’. Os espectáculos, promovidos pela Ritmos & Blues em parce- ria com a Turismo de Coimbra, são os últimos em solo europeu da tournée 360º World Tour, e têm a particularidade de aproxi- mar os fãs do palco, uma vez que a sua estrutura, em forma de aranha, fará do palco uma ilha rodeada de público por todos os lados. O complexo processo de insta- lação do palco, iniciado na passa- da segunda-feira, ficará hoje con-

cluído, e também a partir de hoje,

a circulação automóvel das ime-

diações do Estádio Cidade de Coimbra será alvo de fortes con- dicionamentos, com o corte ao

trânsito de várias artérias e alte- ração de sentido noutras. Por esse facto, a Câmara de Coimbra, em articulação com

outrosserviçosmunicipais,criou

uma rota suplementar nos tran- sportes públicos, que além dos percursos habituais, vão operar, amanhã e domingo, outros três circuitos especiais (desde Santa

Clara e da estação de Coimbra-B.) Em simultâneo, foram criadas nove zonas de estacionamento, devidamente sinalizadas e iden- tificadas com denominação de Z1

a Z9, que vão permitir o estacio-

namento de veículos, aliviando, assim, o trânsito no sentido do Estádio Cidade de Coimbra e facilitando a acessibilidade do público até ao local do concerto. Por cada uma das referidas

PROGRAMA

22EE33DDEEOOUUTTUUBBRROO

1177hh0000 - Abertura de por- tas do Estádio Cidade de Coimbra

2200hh0000-Interpol(banda

1. a parte) 2211hh3300 - U2 2244hh0000 - Fim do concerto

CARLOS ARAÚJO
CARLOS ARAÚJO

COMPLEXO processo de montagem do palco fica hoje concluído

zonas de estacionamento irão

passar autocarros dos Serviços Municipalizados de Transportes

Urbanos de Coimbra, que farão, em circuito especial, o trajecto para o estádio. No final do concer-

PARQUES DE ESTACIONAMENTO

Z1 – Parques da Rua do Padrão e Casa do Sal Z2 – Parque Poente da Estação de Coimbra- B e Imediações Z3 – Parque sob o IC2 (Avenida Cidade de Aeminium) Z4 – Parqueamentos da Avenida Cidade Aeminium Z5 – Parque Verde do Mondego (Avenida Lousã) Z6 – Planalto de Santa Clara e Guarda Inglesa Z7 – Parques do Convento de S. Francisco e do E. Universitário Z8 – Parque Verde (Margem Esquerda) e Lages Z9 – Parques do Vale das Flores

to, entre as 00h00 e as 02h00, o autocarro fará o sentido inverso, transportando as pessoas até aos parques de estacionamento. O bilhete de ida e volta custa 3 euros.

Fun Zone na Praça da Canção Para os que não conseguiram o tão almejado bilhete para os con- certos, ou então para os mais acérrimos fãs da banda de Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr, começa hoje a funcio- nar, na Praça da Canção, junto à margem esquerda do rio Monde- go, a ‘Fun Zone Continente 360’, uma iniciativa da Turismo de Coimbra e da Feelings 4 All. Sur- ge com o objectivo de servir como espaço de apoio a todos aqueles quevãoassistiraosconcertosdos U2, assumindo-se, ao mesmo tempo, como um complemento de animação. A Fun Zone é composta por seis áreas distintas – Restaura- ção, Concertos, Multimédia, Chill-out, Merchandising e Solidária. Tem uma área apro- ximada de 10 mil metros qua- drados, dos quais cerca de 100 estão destinados ao Chill-Out, uma tenda, toda alcatifada, que terá 25 esplanadas, duas deze- nas de sofás e dois bares. Na área exterior, estarão mais três bares, cinco stands de bebidas e trêsrestaurantes. l

AUTOCARROS

ESPECIAIS

Circuito 1 - Estação de Coimbra-B (Rua do Padrão),

Casa do Sal, Avenida de Fer- não de Magalhães, Arna- do/Palácio da Justiça, Manu- tenção, Praça da República, Arcos do Jardim, Rua dos

CombatenteseEstádioCida-

de de Coimbra (S. José) Período de funcionamento:

Das 15h00 às 21h00 e das 00h00 às 02h00 Circuito 2 - Estação de Coimbra-B(ParquePoente),

Avenida Cidade de Aemini- um (marginal), Portagem, Avenida da Lousã, Rua do Brasil e Estádio Cidade de Coimbra(S.José). Período de funcionamento:

Das 11h00 às 21h00 e das 00h00 às 02h00 Circuito 3 - Planalto de San- ta Clara/Guarda Inglesa, Está- dioUniversitário,Avenida Inês de Castro, Ponte Rainha SantaIsabel,ValedasFlorese Estádio Cidade de Coimbra (Calhabé/Praça 25 de Abril) Período de funcionamento:

Das 15h00 às 21h00 e das 00h00 às 02h00. l

Página 46

ID: 32117399 Diário de Viseu 01-10-2010 Tiragem: 2327 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32117399

Diário de Viseu

01-10-2010

Tiragem: 2327

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 3,64 x 2,52 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 2 de 2

U2 ACTUAM EM COIMBRA NO FIM-DE-SEMANA

DUPLO CONCERTO ESGOTADO P16

cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 2 U2 ACTUAM EM COIMBRA NO FIM-DE-SEMANA DUPLO CONCERTO ESGOTADO

A48

A48 Concertos, cujos bilhetes estão esgotados há um ano, fazem afluir a Coimbra milhares de f

Concertos, cujos bilhetes estão esgotados há um ano, fazem afluir a Coimbra milhares de f

Tipo Meio:

Internet

Data Publicação:

01-10-2010

Meio:

Diário de Viseu.pt

URL:

http://www.diarioviseu.pt/11891.htm

 

Sexta-feira, 1 de Outubro 2010

Os espectáculos, promovidos pela Ritmos & Blues em parceria com a Turismo de Coimbra, são os

últimos em solo europeu da tournée 360º World Tour, e têm a particularidade de aproximar os fãs do

palco, uma vez que a sua estrutura, em forma de aranha, fará do palco uma ilha rodeada de público

por todos os lados.

O complexo processo de instalação do palco, iniciado na passada segunda-feira, ficará hoje concluído,

e também a partir de hoje, a circulação automóvel das imediações do Estádio Cidade de Coimbra será

alvo de fortes condicionamentos, com o corte ao trânsito de várias artérias e alteração de sentido

noutras.

Por esse facto, a Câmara de Coimbra, em articulação com outros serviços municipais, criou uma rota

suplementar nos transportes públicos, que além dos percursos habituais, vão operar, amanhã e

domingo, outros três circuitos especiais (desde Santa Clara e da estação de Coimbra-B)

Em simultâneo, foram criadas nove zonas de estacionamento, devidamente sinalizadas e identificadas

com denominação de Z1 a Z9, que vão permitir o estacionamento de veículos, aliviando, assim, o

trânsito no sentido do Estádio Cidade de Coimbra e facilitando a acessibilidade do público até ao local

do concerto.

Por cada uma das referidas zonas de estacionamento irão passar autocarros dos Serviços

Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra, que farão, em circuito especial, o trajecto para o

estádio. No final do concerto, entre as 00h00 e as 02h00, o autocarro fará o sentido inverso,

transportando as pessoas até aos parques de estacionamento. O bilhete de ida e volta custa 3 euros.

Fun Zone na Praça da Canção

Para os que não conseguiram o tão almejado bilhete para os concertos, ou então para os mais

acérrimos fãs da banda de Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr, começa

acérrimos fãs da banda de Bono, The Edge, Adam Clayton e Larry Mullen Jr, começa hoje a funcionar,

na Praça da Canção, junto à margem esquerda do rio Mondego, a 'Fun Zone Continente 360', uma

iniciativa da Turismo de Coimbra e da Feelings 4 All. Surge com o objectivo de servir como espaço de

apoio a todos aqueles que vão assistir aos concertos dos U2, assumindo-se, ao mesmo tempo, como

um complemento de animação.

A Fun Zone é composta por seis áreas distintas - Restauração, Concertos, Multimédia, Chill-out,

Merchandising e Solidária. Tem uma área aproximada de 10 mil metros quadrados, dos quais cerca de

100 estão destinados ao Chill-Out, uma tenda, toda alcatifada, que terá 25 esplanadas, duas dezenas

de sofás e dois bares. Na área exterior, estarão mais três bares, cinco stands de bebidas e três

restaurantes.

A50 ID: 32099519 Diário de Coimbra 30-09-2010 Tiragem: 10938 Pág: 2 País: Portugal Cores: Cor

A50

ID: 32099519

Diário de Coimbra

30-09-2010

Tiragem: 10938

Pág: 2

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 26,51 x 32,36 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 1 de 3

26,51 x 32,36 cm² Âmbito: Regional Corte: 1 de 3 COIMBRA alguma O palco “mais vez
COIMBRA

COIMBRA

COIMBRA

alguma O palco “mais vez montado complexo” em Portugal

A estrutura, cujo ponto mais alto ficará a 50 metros de altura, permitirá que o concerto dos U2 seja visível de qualquer sítio do estádio

João Henriques

A azáfama é grande tanto fora, como dentro do Estádio Cidade de Coimbra. Cá fora, os passeios estão repletos de material e os camiões são descarregados a um ritmo que só de olhar cansa. Tem sido assim nos últimos dias. Lá dentro, as gruas elevam a alturas (quase) impossíveis as peças de um palco que impres- siona, os trabalhadores encai- xam ferros atrás de ferros e os empilhadores rodam em cima da estrutura montada para pro- teger parte do tartan e do relva- do.Estátudoacorrerdentrodos prazosestabelecidos.Amanhã,a montagem do palco para a dupla actuação dos U2 vai estar concluída. Ontem, durante uma visita à montagem do palco, que come- çou a ser efectuada na passada segunda-feira, Nuno Braan- camp reconheceu que ter a ban- da irlandesa em Coimbra foi um «difícil parto», passando, de se-

guida, à explicação para as difi- culdades: «Primeiro, porque era um concerto. Depois, porque era um segundo e, ainda, porque tentámos fazer um terceiro, que era para ser feito no dia 26 de Setembro». O sócio da Ritmos e Blues revelou, então, que tal não foi possível, uma vez que «foi des- viado para Espanha, que fez muitapressão». Braancamp assumiu os be- nefícios criados pela possibili- dade de acesso ao interior do recinto desportivo. «Tornou mais fácil a montagem. Os ca- miões, as camionetas e os re- boques podem, agora, aqui en- trar», aplaudiu o sócio da em- presa promotora de espectá- culos, antes de deixar uma mensagem: «É bom demons- trar aos estrangeiros, sobretu- do aos que não acreditavam em nós, que também temos hipóteses de fazer dois espec- táculos. Quando chegarem no sábado, vão ver tudo pronto».

Montagem fica concluída amanhã Apesar de se tratar de um «palco enorme e muito mais complexo do que os outros que têm sido montados [em Portugal]», que «exige um grande esforço», Nu- no Braancamp assegurou que «não se registaram problemas na entrada do material, que en- trou no tempo necessário». «Es- tá tudo a correr bem», prosse- guiu, antecipando a explicação do palco, montado no topo do estádio mais próximo do centro comercial Dolce Vita: «É apoiado em quatro pernas, tipo uma rampa de lançamento. O ecrã faz 360 graus [alusão ao nome da digressão dos U2, 360. o Tour] e vê-se em qualquer sítio do está- dio. Temos uma visibilidade permanente». «Há uma parte [pilar central] que vai subir e no cimo tem uma espécie de foguetão, onde vai ficar apoiado o ecrã, que é fixo, mas aumenta e diminui conso- ante as necessidades. O ecrã, que

CARLOS ARAÚJO
CARLOS ARAÚJO

O PALCO tem a forma de uma “aranha”, em que cada uma das quatro “pernas” aloja um sistema de som

abre ou fecha conforme quei- ram fazer projecções, fica no topo do palco elevado do chão a 50 metros [fica assente num pilar central que vai ultrapassar os limites do estádio e será visí- vel do exterior]. Na sexta-feira [amanhã], fica tudo montado e só as luzes é que poderão ficar para acabar no sábado de ma- nhã», avançou o sócio da Rit-

mos e Blues, dando conta da existência de «uma “red zone”, mesmo junto ao palco, para os fãs, fãs, muito fãs, super fãs». Com os bilhetes «esgotados» para os dois espectáculos, a organização criou três circuitos de autocarro para dar resposta ao transporte de ida e volta dos espectadores com bilhetes para os U2. «Está tudo tratado para

que as pessoas venham cá para dentro e cheguem aqui sem problemas», esclareceu Braan- camp, reconhecendo que «as dificuldades de Coimbra em ter parques de estacionamento à volta do estádio» foram «ultra- passadas» com a criação de condições para que «as pessoas não tragam os carros para ao pé do estádio». l

Material idêntico aos dos carros de Fórmula 1

dito,gigante,compontes rotativas,rodeadoporuma passadeiracircularecriado paraaproximarabanda irlandesadosseusfãs. Na digressão europeia dos

U2,existemtrêsestruturas

As operações de montagem da estrutura do palco dos concertos dos U2, com 28 metros de altura e a forma de

150pessoas.Todaaestrutura

idênticas à montada no Está- dio Cidade de Coimbra. Cada “perna” aloja um sistema de som. O pilar central, com 50

uma“aranha”,envolvemseis

metros,suporta176tonela-

gruas, dezenas de empilha- dores e o trabalho diário de

das de equipamento de som e luz.Circulareexpansível,o ecrã vídeo pesa 54 toneladas,

é transportada em 120 ca-

ocupaquatromilmetros

miõesedemoraquatrodias emeioamontar.Baptizada

quadrados e tem mais de um milhão de peças. Concebido

“The Claw” (A Garra, em

pelodesignerWillieWilli-

inglês),numaalusãoàsua formaaberta,comquatro

ams, em parceria com o arquitectoMarkFisher,e

“pernas”, a estrutura do pal-

elevadacomrecursoasiste-

construídopelaempresabel-

co, construída em aço e com

ga Stageco, o palco é fabrica-

190 toneladas de peso, será

do num material idêntico aos dos carros de Fórmula 1, que

mashidráulicos.Porbaixo,

reflecte de uma forma muito

ficaráopalcopropriamente

especialaluzeacor. J.H.

Página 50

ID: 32099519 Diário de Coimbra 30-09-2010 Tiragem: 10938 Pág: 3 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32099519

Diário de Coimbra

30-09-2010

Tiragem: 10938

Pág: 3

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 26,89 x 31,84 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 2 de 3

26,89 x 31,84 cm² Âmbito: Regional Corte: 2 de 3 Câmara apoia com verba a rondar

Câmara apoia com verba a rondar os 230 mil euros

Ritmos e Blues aponta para seis milhões de receita bruta

«Coimbraésempreumsítiobom para se vir». Quem o diz é Nuno Braancamp, que, de seguida, asse- gurou que, ao terem sido criadas condições para os camiões pode-

rem aceder ao interior do estádio para descarregar o material, o “Cidade de Coimbra”, além de ter concretizado um «grande melho- ramento», criou «uma vantagem em relação a qualquer estádio». Após responder que a cedên- cia do recinto «foi feita perante contrapartidas, pagámos um alu- guer e não foi cedido graciosa-

mente»-emborasemquereradi-

antar o montante gasto, falou em

«números que são tão elevados que para o caso não interessa» -, o sócio da Ritmos e Blues confir- mou os 200 mil euros de apoio da empresa municipal Turismo de Coimbra, assim como dos cerca de 30 mil euros suportados pela autarquia referentes, entre outros, a trabalhos de limpeza.

CARLOS ARAÚJO
CARLOS ARAÚJO

NUNO BRAANCAMP assegurou que a relva estragada será paga pela totalidade

as contas mais ao pormenor e há

algumas que não estão fechadas.

A receita bruta anda à volta de seis milhões de euros», informou, dando conta que o “cachet” dos U2

é de «quatro milhões de euros». Sobre os possíveis danos cau-

sados no âmbito da dupla actua- ção da banda irlandesa, o respon- sável da Ritmos e Blues garantiu:

vamos. O caso da relva está bem claro: o que estragarmos de relva,

pagamos pela totalidade. Vamos deixar o estádio em condições». Ontem, os U2 deram o último

concerto antes da dupla actua- ção em Coimbra. Foi na vizinha Espanha, concretamente em Sevilha. No mercado espanhol, refira-se, foram vendidos cinco mil bilhetes para os espectácu- los no “Cidade de Coimbra”. A banda irlandesa, que vai ficar alojada no Porto, chega a Portu- gal no sábado. J.H.

Confrontadocomapossibilida- «Nunca deixámos de cumprir as

nossasobrigaçõeseoqueassina-

mosnoscontratos.Oqueassiná-

mos - e ficou bem claro - foi que

tudo o que estragássemos, pagá-

de da promotora amealhar oito milhões de euros de receita bruta, Braancamp reduziu os valores. «Oitomilhões?Issoéprecisofazer

NUNO BRAANCAMP GARANTE “DUAS CASAS ESGOTADAS”

Existência de

bilhetes falsos

desconhecida

por promotora

«Bilhetes falsos? Desconheço».

Foi esta a resposta de Nuno Braan- camp à questão da possível exis- tência de bilhetes falsos para os dois concertos dos U2 em Coim-

bra.OsóciodaRitmoseBlues,pro-

motora dos espectáculos da banda irlandesa em Portugal, deu conta, contudo, da existência de páginas da Internet que chegaram a ven- der ingressos falsos. «Descobri, no princípio da venda dos bilhetes [em 2009], que existia um site que era falso. Na altura, avisei as pesso- as responsáveis pela digressão em Inglaterra»,recordou. Segundo Nuno Braancamp, foram «apreendidos vários bilhe- tes [vendidos nos locais oficiais e posteriormente revendidos pelos seus possuidores] pela Polícia Judiciária e outras polícias, que nos foram enviados de Norte a Sul de Portugal», acrescentando ter

recebido«vários»,que,entretanto, «foram revendidos e o dinheiro foi entregue ao Estado». Após rea- firmar que «as duas casas estão esgotadas», o sócio da Ritmos e Blues esclareceu que os bilhetes apreendidos, perto de uma cente- na, deram origem a processos judiciais por especulação, isto é, vendaacimadovalorfacial. Sobre a alegada burla relaciona- da com a digressão dos U2, que, segundo divulgou, anteontem, o Jornal de Notícias passaria pela venda de bilhetes inexistentes atra-

vés da Internet e terá lesado milha- res de pessoas, Braancamp assu-

miudesconhecerestecasoconcre-

to. Há cerca de um ano, a promoto-

ra avançou que os 80 mil ingressos postos à venda tinham esgotado. Contudo, na passada segunda-fei- ra, a Ritmos e Blues colocou mais mil bilhetes à venda, apenas na

Internet.«Estesbilhetesqueapare-

ceram, agora, são resultantes de

uma aferição do palco final, bem

comobilhetesqueabandanãopre-

cisou e deixou para que fossem postos à venda», esclareceu. J.H.

97 AUTOCARROS TRANSPORTAM ESPECTADORES

SMTUC asseguram três circuitos para o estádio

Os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) vão assegu- rar, nos dias dos concertos, transportes de ida e volta a espectadores com bilhetes para os U2 em três circuitos de auto- carro criados para o efeito. «Estão previstos 22 autocarros no transporte de ida para o con- certo e um reforço de 75 na volta para os locais de estacionamen- to e [estação] CP», revelam os SMTUC, que serão ainda res- ponsáveis pela gestão de nove parques de estacionamento, seis na margem direita e três na margem esquerda do Rio Mon- dego, todos com acesso aos cir- cuitos de autocarro.

O circuito 1 liga a estação de Coimbra-B ao Estádio Cidade de Coimbra, pelo centro da cidade (Praça da República) e o circuito 2 vai do parque de estaciona- mento poente da estação, pela zona ribeirinha, até ao estádio. O terceirocircuitotemcomoponto de partida o planalto de Santa Clara, na margem esquerda do

Mondego e termina no topo Sul do recinto dos concertos, via ponteRainhaSantaIsabeleVale das Flores. «Após o concerto, [os autocarros] funcionarão até estar assegurado o transporte de todos os passageiros», garante a Câmara Municipal de Coimbra, que, no entanto, avisa que os passageiros da CP (circuitos 1 e 2) «terão que estar na estação de Coimbra-B até às 02h00», horá- rio de saída dos comboios para LisboaePorto. l

ID: 32099519 Diário de Coimbra 30-09-2010 Tiragem: 10938 Pág: 1 País: Portugal Cores: Cor Period.:

ID: 32099519

Diário de Coimbra

30-09-2010

Tiragem: 10938

Pág: 1

País: Portugal

Cores: Cor

Period.: Diária

Área: 20,22 x 18,59 cm²

Âmbito: Regional

Corte: 3 de 3

20,22 x 18,59 cm² Âmbito: Regional Corte: 3 de 3 MONTAGEM DO COMPLEXO PALCO FICA CONCLUÍDA
MONTAGEM DO COMPLEXO PALCO FICA CONCLUÍDA AMANHÃ P2 E 3 U2 em Coimbra geram seis
MONTAGEM DO COMPLEXO PALCO FICA CONCLUÍDA AMANHÃ
P2 E 3
U2 em Coimbra geram
seis milhões de euros
CARLOS ARAÚJO

A AZÁFAMA é grande dentro e fora do estádio para preparar os concertos deste fim-de-semana, que a autarquia conimbricense apoia com 200 mil euros

A53 ID: 32099035 registo “Acordo todos os dias a pen- ias a pen- sar o

A53

ID: 32099035

registo “Acordo todos os dias a pen- ias a pen-
registo
“Acordo todos os dias a pen-
ias a pen-

sar o que fazer a seguir” guir”

Bono Vox Livro U2 by U2

Diário As Beiras