Você está na página 1de 4

Ataraxia

Ataraxia (em grego antigo: Ἀταραξία


ataraxia) traduz-se por "ausência de
inquietude/preocupação", "tranquilidade
de ânimo".[1]

Demócrito usou este termo ao afirmar "A


felicidade é prazer, bem-estar, harmonia,
simetria e ataraxia", mas foram os
epicuristas, os céticos e os estoicos que
puseram a ataraxia no centro de seu
pensamento.[1]
Os estoicos também procuravam
tranquilidade mental, e, embora também
tivessem visto a ataraxia como algo
desejável e tivessem frequentemente
feito uso do termo, a ataraxia, na
qualidade de "ausência de preocupação",
sempre foi o objetivo de vida dos
epicuristas, sendo análogo ao estado de
vida almejado pelos sábios estoicos, a
saber, a apatheia (apatia), "ausência de
paixões", que não deve ser confundida
com o diagnóstico de apatia no sentido
psicológico, caracterizado por uma perda
de sensibilidade do indivíduo em relação
aos estímulos cotidianos.[2][3]

Veja também
Apatheia Fluxo
Nirvana (psicologia)
Pirronismo

Referências
Notas
1. José Ferrater Mora (2000). Dicionário
de filosofia. 1. (A - D) . [S.l.]: Ed. Loyola.
p. 153. ISBN 978-85-15-01869-7
2. Steven K. Strange, (2004), The Stoics
on the Voluntariness of Passion in
Stoicism: Traditions and Transformations,
page 37. Cambridge University Press. (em
inglês)
3. Arnaldo Schüler (2002). Dicionário
enciclopédico de teologia . [S.l.]: Editora
da ULBRA. p. 68. ISBN 978-85-7528-031-7
Predefinição:Ceticismo

Obtida de "https://pt.wikipedia.org/w/index.php?
title=Ataraxia&oldid=53567832"

Última modificação há 2 meses po…

Conteúdo disponibilizado nos termos da CC BY-


SA 3.0 , salvo indicação em contrário.